PORTARIA N - nº 028, de 10 de agosto de 2011.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PORTARIA N - nº 028, de 10 de agosto de 2011."

Transcrição

1 1 PORTARIA N - nº 028, de 10 de agosto de Publicação: D.O.E. de Altera a Tabela 03 (Fonte de Recursos), a Tabela 10 (Subfunções conforme Portaria SOF 42/99) e a Tabela 11 (Plano de Contas) do ANEXO I - Tabelas Internas da Resolução TCEES nº. 174/2002 (SISAUD). O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO, no uso de suas atribuições legais, tendo em vista o disposto no art. 14 da Resolução TCEES nº. 181/2002, e; Considerando o disposto na Portaria Conjunta nº. 1 de 20 de junho de 2011 da Secretaria do Tesouro Nacional do Ministério da Fazenda e a Secretaria de Orçamento Federal do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, que altera a Portaria Interministerial STN/SOF nº. 163, de 4 de maio de 2001, cujas orientações deverão ser observadas pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios; Considerando o disposto na Portaria SOF nº. 54 de 4 de julho de 2011 da Secretaria de Orçamento Federal do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, que atualiza a discriminação da despesa por funções, de que trata o Anexo 5 da Lei nº , de 17 de março de Considerando a necessidade permanente de adequação dos anexos que integram a Resolução TCEES nº. 174/2002 SISAUD (Sistema Informatizado de Suporte à Auditoria); RESOLVE:

2 2 Art. 1º - Incluir no Elenco de Contas constante da TABELA 11 do Anexo I Tabelas Internas da Resolução TC nº. 174/2002 as contas abaixo relacionadas: REDUÇÃO AO VALOR RECUPERÁVEL P# REDUÇÃO AO VALOR RECUPERÁVEL P# AJUSTES DE PERDAS DE DÍVIDA ATIVA TRIBUTÁRIA P# AJUSTES DE PERDAS DE DÍVIDA ATIVA NÃO TRIBUTÁRIA P MARCAS, DIREITOS E PATENTES INDUSTRIAIS P SOFTWARES F PRECATÓRIOS A PAGAR REGIME ORDINÁRIO F PRECATÓRIOS A PAGAR REGIME ESPECIAL MENSAL F PRECATÓRIOS A PAGAR REGIME ESPECIAL ANUAL F PARCELAMENTO COM O RPPS A PAGAR P# COBERTURA DE INSUFICIÊNCIA FINANCEIRA P# COBERTURA DE INSUFICIÊNCIA FINANCEIRA AJUSTES DE EXERCÍCIOS ANTERIORES P AJUSTES DE EXERCÍCÍOS ANTERIORES BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS A PAGAR F APOSENTADORIAS A PAGAR F PENSÕES A PAGAR F SALÁRIO FAMÍLIA A PAGAR F SALÁRIO MATERNIDADE A PAGAR F AUXÍLIO DOENÇA A PAGAR F AUXÍLIO RECLUSÃO A PAGAR F OUTROS BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS A PAGAR APOSENTADORIAS, RESERVA REMUNERADA E REFORMAS F APOSENTADORIAS COM PARIDADE F APOSENTADORIAS COM REAJUSTAMENTO ANUAL F ABONO ANUAL PENSOES F PENSÕES COM PARIDADE F PENSÕES COM REAJUSTAMENTO ANUAL F ABONO ANUAL F PENSÕES CONCEDIDAS POR LEI ESPECÍFICA F PENSÕES CONCEDIDAS POR SENTENÇA JUDICIAL

3 APLICACOES DIRETAS - OPER. INTRA-ORCAMENTARIAS JUROS SOBRE A DIVIDA POR CONTRATO F JUROS DA DIVIDA CONTRATUAL COM O RPPS F OUTROS JUROS DA DIVIDA CONTRATADA OUTROS ENCARGOS SOBRE A DIVIDA POR CONTRATO F ENCARGOS DA DIVIDA CONTRATUAL COM O RPSS F DIVERSOS ENCARGOS DA DIVIDA CONTRATADA F RECEITA DE REMUN. DE DEP. BANC. DE RECURSOS VINCULADOS FNDE F REC. DE REMUN. DE DEP. BANC. DE RECURSOS VINCULADOS CONVÊNIOS (EDUCAÇÃO) F REC. DE REMUN. DE DEP. BANC. DE RECURSOS VINCULADOS CONVÊNIOS (SAÚDE) F COMPENSAÇÃO FINANCEIRA - UTIL. RECURSO HIDRICOS F REC. DECORR. DO DIREITO DE EXPL. DE BENS PÚBLICOS EM ÁREAS DE DOMÍNIO PÚBLICO F RECEITA DA CESSÃO DE DIREITOS F COTA-PARTE DO IOF OURO REDUÇÃO AO VALOR RECUPERÁVEL P REDUÇÃO AO VALOR RECUPERÁVEL F PROVISÕES PARA PERDAS DE INVESTIMENTOS COM A TAXA DE ADMINISTRAÇÃO P PROVISÕES PARA PERDA DE DÍVIDA ATIVA P PROVISÕES PARA PERDAS DE EMPRÉSTIMOS A RECEBER INCORPORAÇÃO DE DÍVIDAS P PARCELAMENTO DE CONTRIBUIÇÕES PREVIDENCIÁRIAS INSS P PARCELAMENTO DE CONTRIBUIÇÕES PREVIDENCIÁRIAS RPPS P PARCELAMENTO DE ENCARGOS SOCIAIS P PARCELAMENTO DE OBRIGAÇÕES TRIBUTÁRIAS P PRECATÓRIOS ATUALIZAÇÃO DE PRECATÓRIOS PRECATÓRIOS ANTERIORES A 05/05/ P PRECATÓRIOS DE PESSOAL P PRECATÓRIOS DE FORNECEDORES P PRECATÓRIOS DE TERCEIROS PRECATÓRIOS POSTERIORES A 05/05/2000

4 P PRECATÓRIOS DE PESSOAL P PRECATÓRIOS DE FORNECEDORES P PRECATÓRIOS DE TERCEIROS P DEMAIS ATUALIZAÇÕES DE PRECATÓRIOS P AQUISIÇÃO DE BENS MÓVEIS DE USO PERMANENTE P PROVISÕES PARA PERDA DE DÍVIDA ATIVA F REVERSÃO DE PROVISÃO PARA PERDAS DE INVESTIMENTOS COM A TAXA DE ADMINISTRAÇÃO P REVERSÃO DE PROVISÃO PARA PERDAS DE EMPRÉSTIMOS A RECEBER Art. 2º - Alterar a denominação de contas no Elenco de Contas constante da TABELA 11 do Anexo I Tabelas Internas da Resolução TC nº. 174/2002 as contas abaixo relacionadas: De: F PECÚLIOS PREVIDENCIA MUNICIPAL P TRANSFERÊNCIAS MOVIMENTO DE FUNDOS A CRÉDITO P AQUISIÇÃO Para: F PECÚLIOS A PAGAR P DOAÇÃO MOVIMENTO DE FUNDOS A DÉBITO P AQUISIÇÃO DE BENS DE ESTOQUE Art. 3º - Excluir no Elenco de Contas constante da TABELA 11 do Anexo I Tabelas Internas da Resolução TC nº. 174/2002 as contas abaixo relacionadas: F PESSOAL A PAGAR INATIVOS F PENSIONISTAS PREVIDENCIA MUNICIPAL F PROVENTOS PESSOAL CIVIL - PODER EXECUTIVO F ABONO PROVISORIO PODER EXECUTIVO F NOVAS APOSENTADORIAS - PESSOAL CIVIL F PROVENTOS ORIG. DE INCENTIVO/ADIC.A QUALIFICA F 13 SALARIO - PESSOAL CIVIL F ADIANTAMENTOS PECUNIARIOS

5 F GRATIFICACAO TEMPO DE SERVICO - ANUENIO CIVIL F RETRIBUICAO VARIAVEL SUPERINT. SEGURO PRIVADO F APOSENTADORIAS ORIGINARIAS DE SUBSIDIOS F VANTAGEM PECUNIARIA ESPECIAL - VPE F PROVENTOS DO PESSOAL DO MAGISTÉRIO F PROVENTOS DO PESSOAL DO PODER LEGISLATIVO F ABONO PROVISÓRIO MAGISTÉRIO F ABONO PROVISÓRIO - PODER LEGISLATIVO F VANTAGENS INCORPORADAS - PESSOAL CIVIL F PROVENTOS ORIGINARIAS DE GRAT.P/EXERC/FUNCOES F PROVENTOS ORIGINARIAS DE GRAT.P/EXERC. CARGO F GRATIFICACOES ESPECIAIS A APOSENTADOS F COMPLEMENTACAO DE APOSENTADORIAS F CIVIS PODER EXECUTIVO F CIVIS PODER LEGISLATIVO F 13 SALARIO - PESSOAL CIVIL - PENSIONISTAS F ESPECIAIS - PESSOAL CIVIL EXECUTIVO F LICENCA-PREMIO PARA PENSIONISTA CIVIL F ESPECIAIS - PESSOAL CIVIL EXECUTIVO F PENSOES ORIG.DE INCENTIVO/ADIC.A QUALIFICACAO F PENSOES ORIGINARIAS DE SUBSIDIOS F VANTAGEM PECUNIARIA ESPECIAL - VPE F PENSOES ORIGINARIAS DE GRATIF.P/EXERC. FUNCAO F PENSOES ORIGINARIAS DE GRATIF.P/EXERC.DE CARG F RETRIBUICAO VARIAVEL SUPERINT. SEGURO PRIVADO F GRATIFICACOES ESPECIAIS_- PENSIONISTAS F VANTAGENS INCORPORADAS - PENSIONISTAS F ABONO PROVISORIO- PODER EXECUTIVO F ABONO PROVISORIO- PODER LEGISLATIVO F GRATIFICACOES ESPECIAIS_A PENSIONISTA F COMPLEMENTACAO DE PENSOES - PESSOAL CIVIL APOSENTADORIAS, RESERVA REMUNERADA E REFORMAS F PROVENTOS - PESSOAL CIVIL - RPPS F 13 SALARIO - PESSOAL CIVIL - RPPS OUTRAS APOSENTADORIAS, RESERVA REMUNERADA E REFORMAS F PENSOES F PENSIONISTAS CIVIS - RPPS F 13 SALARIO - PENSIONISTA CIVIL - RPPS F OUTRAS PENSOES Art. 4º - Incluir na Tabela 10 do Anexo I Tabelas Internas do SISAUD a Subfunção Educação Básica na Função 12 - Educação.

6 6 Art. 5º - O controle de fonte de recursos passa a ser estruturado da seguinte forma: Grupo de Fonte de Detalhamento Fontes Recursos X XXX Opcional Parágrafo único Opcionalmente, o ente poderá detalhar as fontes de recursos para melhorar sua gestão financeira. Art. 6º. Fica inserida no ANEXO I - Tabelas Internas da Resolução TCEES nº. 174/2002 (SISAUD), a Tabela 3.1 Tabela de Grupo de Fontes de Recursos. Os códigos 1 e 6 combinam exclusivamente com as fontes 101 e 102. E os códigos 2 e 7 combinam exclusivamente com as demais fontes Tabela de Grupo de Fontes Código Grupo de Fontes de Recursos 1 Recursos Ordinários exercício corrente 2 Recursos Vinculados exercício corrente 6 Recursos Ordinários exercícios anteriores 7 Recursos Vinculados exercícios anteriores Art. 7º - Substituir a Tabela 03 Fonte de Recursos, do ANEXO I - Tabelas Internas da Resolução TCEES nº. 174/2002 (SISAUD), pelas fontes de recursos abaixo discriminadas. Códig o Fonte Sintética / Analítica 100 Recursos Ordinários S 101 Recursos do Tesouro A 102 Recursos Próprios A 200 Recursos da Educação S 201 MDE A 202 FUNDEB 40% A

7 7 Códig o Fonte Sintética / Analítica 203 FUNDEB 60% A 220 Recursos do FNDE A 230 Recursos de convênios destinados a programas de educação A 240 Recursos de operações de crédito destinadas à educação A 299 Demais recursos cuja aplicação esteja vinculada a função A educação 300 Recursos da Saúde S 301 Recursos Próprios Saúde A 320 Recursos do SUS A 330 Recursos de convênios destinados a programas de saúde A 340 Recursos de operação de crédito destinada a ações e A serviços de saúde 399 Demais recursos cuja aplicação esteja vinculada a função A saúde 400 Recursos da Assistência Social S 420 Recursos do FNAS A 499 Demais recursos destinados a assistência social A 500 Recursos Previdenciários S 501 Recursos do Regime Próprio de Previdência (RPPS) A 510 Recursos do Fundo Financeiro A 520 Recursos do Fundo Previdenciário A 530 Recursos da Taxa de Administração A 540 Recursos do Superávit da Taxa de Administração A 600 Recursos de Convênios S 610 Convênios dos Estados A 620 Convênios da União A 700 Recursos de Operação de Crédito S 710 Operações de Crédito Interna A 720 Operações de Crédito Externa A 800 Recursos Extra--Orçamentários S 810 Consignações e retenções em folha de pagamento A 820 Depósitos de diversas origens - Cauções A 821 Depósitos de diversas origens - Judiciais A 829 Demais depósitos de diversas origens A 830 Débito de Tesouraria (ARO) A 899 Demais recursos extra-orçamentários A 900 Demais Recursos Vinculados S 901 Alienação de bens e direitos A 902 CIDE A 903 COSIP A 904 Royalties do petróleo A 905 Royalties do petróleo estadual A

8 8 Códig o Fonte Sintética / Analítica 906 Recursos vinculados ao trânsito A 999 Outros recursos de aplicação vinculada A Descrição das Fontes de Recursos Código Descrição das Fontes de Observação Recursos 100.Recursos Ordinários Recursos próprios arrecadados pela administração direta, transferências 101 Recursos do Tesouro federais e estaduais decorrentes de cota-parte Constitucional e demais recursos livres. 102 Recursos Próprios Recursos próprios arrecadados pela administração indireta, exceto RPPS. 200.Recursos da educação 201 MDE o cumprimento ao artigo 212 da CF/88 combinado com o artigo 11, inciso V da Lei Federal nº /96. Fonte destinada a controlar o 202 FUNDEB 40 % cumprimento do inciso IV do art. 60 do ADCT da CF/88 com o art. 21 da Lei Federal nº , de 20 de junho de Fonte destinada a controlar o 203 FUNDEB- 60% cumprimento do inciso XII do art. 60 do ADCT da CF/88 combinado com o art. 22 da Lei Federal nº , de 20 de junho de Recursos do FNDE os recursos vinculados originários de transferências recebidas pelo Município, relativos ao Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação FNDE, compreendendo os repasses referentes ao salário-educação e demais programas do FNDE. 230 Recursos de convênios os recursos originários de transferências destinados a Programas de em virtude de assinatura de convênios Educação ou legislações específicas, cuja

9 9 Código Descrição das Fontes de Recursos Descrição das Fontes de Observação Recursos destinação encontra-se vinculada a programas da educação. Recursos de Operações de os recursos originários de operações de Crédito destinada à crédito, cuja destinação encontra-se Educação vinculada a programas da educação. Demais recursos vinculados a educação 300.Recursos da Saúde 301 Recursos Próprios Saúde 320 Recursos do SUS Recursos de convênios destinados a programas de saúde Recursos de operação de crédito destinada a ações e serviços de saúde Demais recursos vinculados a saúde os recursos vinculados não enquadrados em especificações próprias, cuja aplicação encontra-se destinada a programas da educação. o cumprimento do inciso III do artigo 77 do ADCT da CF/88. os recursos originários de transferências do Fundo Nacional de Saúde recebido pelo Fundo de Saúde do Município, referentes ao Sistema único de Saúde (SUS). os recursos originários de transferências em virtude de assinatura de convênios ou legislações específicas, cuja destinação encontra-se vinculada a programas da saúde. os recursos originários de operações de crédito, cuja destinação encontra-se vinculada a programas da saúde. os recursos não enquadrados em especificações próprias, cuja destinação encontra-se vinculada a programas da saúde. 400.Recursos da Assistência Social 420 Recursos do FNAS (Lei Federal Nº , 07/12/1993) Recursos não enquadrados em Demais recursos destinados especificações próprias, cuja destinação 499 a assistência social encontra-se vinculada a programas da assistência social. 500.Recursos Previdenciários

10 10 Código Descrição das Fontes de Recursos Descrição das Fontes de Observação Recursos Recursos do Regime Próprio de Previdência (RPPS) do RPPS, quando não houver Recursos do Fundo Financeiro Recursos do Fundo Previdenciário Recursos da Taxa de Administração Recursos do superávit da taxa de administração 600.Recursos de Convênios 610 Convênios dos Estados 620 Convênios da União segregação de massa. previdenciários quando da segregação de massa. previdenciários quando da segregação de massa. da Taxa de Administração. excedentes da taxa de administração, nos termos dos incisos III e IV da Portaria MPS nº. 402/2008. Esta fonte será ativada pela transferência das sobras na fonte 530 no encerramento do exercício, caso a municipalidade tenha criado por lei, fundo específico para esta finalidade. Recursos originários de transferências estaduais em virtude de assinatura de convênios ou legislações específicas, cuja destinação encontra-se vinculada aos seus objetos. Não serão controlados por esta fonte os recursos de convênios vinculados a programas da educação e da saúde, cujo controle será realizado através das fontes 230 e 330, respectivamente. Recursos originários de transferências federais em virtude de assinatura de convênios ou legislações específicas, cuja destinação encontra-se vinculada aos seus objetos. Não serão controlados por esta fonte os recursos de convênios vinculados a programas da educação e da saúde, cujo controle será realizado através das fontes 230 e 330, respectivamente. 700.Recursos de Operação de Crédito 710 Operações de Crédito Interna

11 11 Código 720 Descrição das Fontes de Recursos Observação Descrição das Fontes de Recursos Operações de Crédito Externa 800.Recursos Extra Orçamentários Consignações e retenções 810 em folha de pagamento Depósitos de Diversas Origens - Cauções Depósitos de Diversas Origens Judiciais Demais Depósitos de Diversas Origens 830 Débito de Tesouraria 899 Demais recursos extra orçamentário 900.Demais Recursos Vinculados 901 Alienação de bens e direitos 902 CIDE 903 COSIP originários de operações de crédito internas, exceto as operações cuja aplicação esteja destinada a programas de educação e saúde que serão controladas nas fontes 240 e 340, respectivamente. originários de operações de crédito externas, exceto as operações cuja aplicação esteja destinada a programas de educação e saúde que serão controladas nas fontes 240 e 340, respectivamente. Recursos originários de consignações e retenções em folha de pagamento. Recursos originários de depósitos e cauções recebidos pela entidade para garantia de contratos. Recursos originários de depósitos de diversas origens recebidos pela entidade de natureza judicial. Recursos originários de depósitos de diversas origens recebidos pela entidade não enquadrados em especificações próprias. Recursos originários de Operações referentes a Antecipação de Receita Orçamentária ARO. Recursos extra orçamentário recebidos pela entidade não enquadrados em especificações próprias. advindos da alienação de bens nos termos do art. 44 da LRF. da Cide, nos termos do artigo nº. 159, inciso III, 4º da Constituição Federal da República. da COSIP, nos termos do artigo 149, a da Constituição Federal da República.

12 12 Código 904 Descrição das Fontes de Recursos Observação Descrição das Fontes de Recursos Recursos vinculados ao trânsito 905 Royalties do petróleo 906 Royalties do petróleo estadual 999 Outros recursos Fonte destina a controlar os recursos do trânsito nos termos do artigo nº. 320 do Código de Trânsito Brasileiro. originários da arrecadação da cota-parte royalties. da Lei Estadual nº /2006 (art. 2º). Fonte destinada a controlar recursos cuja aplicação seja vinculada e tenha não sido enquadrado em outras especificações. Art. 8º - O controle de fonte de recursos para fins de prestação de contas do SISAUD, é obrigatório na fase da execução orçamentária. Art. 9º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação, aplicando-se seus efeitos a partir da execução da Lei Orçamentária de 2012 e, quando couber, na elaboração do respectivo Projeto de Lei. Sala da Presidência, 10 de agosto de Conselheiro SÉRGIO ABOUDIB FERREIRA PINTO Presidente

CONTABILIZAÇÃO DE ATOS E FATOS ORÇAMENTÁRIOS, PATRIMONIAIS E DE CONTROLES

CONTABILIZAÇÃO DE ATOS E FATOS ORÇAMENTÁRIOS, PATRIMONIAIS E DE CONTROLES SISTEMA INTEGRADO DE CONTROLE E AUDITORIA PÚBLICA - SICAP/CONTÁBIL CONTABILIZAÇÃO DE ATOS E FATOS ORÇAMENTÁRIOS, PATRIMONIAIS E DE CONTROLES Portaria Conjunta STN/SOF nº 02/2012 Portaria STN nº 437/2012

Leia mais

... Classificação Descrição Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual. 1.1.1.1.2.01.02.02 Caução Wall Mart Brasil Ltda 84.

... Classificação Descrição Saldo Anterior Débitos Créditos Saldo Atual. 1.1.1.1.2.01.02.02 Caução Wall Mart Brasil Ltda 84. Folha: 1 1 ATIVO 8.691.994.154,02D 1.342.304.403,87 1.179.704.682,09 8.854.593.875,80D 1.1 ATIVO CIRCULANTE 3.466.459.417,09D 1.235.880.022,69 1.139.597.863,30 3.562.741.576,48D 1.1.1 Disponível 1.048.640,92D

Leia mais

Metodologia de Elaboração dos Demonstrativos do Relatório Resumido da Execução Orçamentária RREO

Metodologia de Elaboração dos Demonstrativos do Relatório Resumido da Execução Orçamentária RREO Metodologia de Elaboração dos Demonstrativos do Relatório Resumido da Execução Orçamentária RREO 6º Bimestre/2008 Centro Administrativo do Governo Rodovia SC 401 - km. 5, nº 4600 Saco Grande II - Florianópolis

Leia mais

Emenda Constitucional nº 41 e o impacto nos Regimes Próprios de Previdência

Emenda Constitucional nº 41 e o impacto nos Regimes Próprios de Previdência MPS Ministério da Previdência Social SPS Secretaria de Previdência Social Emenda Constitucional nº 41 e o impacto nos Regimes Próprios de Previdência FORTALEZA/CE,, ABRIL DE 2004 MUDANÇA DA BASE DE CÁLCULO

Leia mais

Fonte/Destinação de Recursos

Fonte/Destinação de Recursos 15 Novembro Fonte/Destinação Recursos Codificação senvolvida para o Siconfi, intificada com o código FR, composto quatro dígitos. Porá ser complementada com a codificação adicional ano da fonte/stinação

Leia mais

Receita Corrente Líquida e Despesas com Pessoal. de Contabilidade

Receita Corrente Líquida e Despesas com Pessoal. de Contabilidade Receita Corrente Líquida e Despesas com Pessoal Secretaria do Tesouro Nacional Conselho Federal de Contabilidade 2012 Demonstrativo da Receita Corrente Líquida - RCL Programa do Módulo 6 - RREO Receita

Leia mais

PREF.MUN.DE PALMAS DE MONTE ALTO - PODER EXECUTIVO

PREF.MUN.DE PALMAS DE MONTE ALTO - PODER EXECUTIVO PREFMUNDE PALMAS DE MONTE ALTO - PODER EXECUTIVO DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL QUADRIMESTRE SETEMBRO - DEZEMBRO - 2011 RGF ANEXO I (LRF, art 55, inciso I, alínea "a") DESPESAS EXECUTADAS (Últimos

Leia mais

Faço saber que a CÂMARA MUNICIPAL DE BELÉM estatui e eu sanciono a seguinte Lei:

Faço saber que a CÂMARA MUNICIPAL DE BELÉM estatui e eu sanciono a seguinte Lei: Estima a Receita e fixa a Despesa do Município de Belém, para o exercício de 2016. O PREFEITO MUNICIPAL DE BELÉM, Faço saber que a CÂMARA MUNICIPAL DE BELÉM estatui e eu sanciono a seguinte Lei: Art. 1º

Leia mais

Taxas de Inflação e PIB. Fonte: www3.bcb.gov.br/expectativas/publico/

Taxas de Inflação e PIB. Fonte: www3.bcb.gov.br/expectativas/publico/ PARÂMETROS PARA PROJEÇÕES Preencher com as expectativas de aumentos percentuais das receitas ou despesas DISCRIMINAÇÃO 2014 2015 2016 2017 1. INFLAÇÃO MÉDIA ANUAL (I P C A) 5,61% 5,25% 5,12% 5,07% 2. CRESCIMENTO

Leia mais

PORTARIA Nº 72, DE 01 DE FEVEREIRO DE 2012

PORTARIA Nº 72, DE 01 DE FEVEREIRO DE 2012 REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 15 de Novembro de 1889 PORTARIA Nº 72, DE 01 DE FEVEREIRO DE 2012 Estabelece normas gerais de consolidação das contas dos consórcios públicos a serem observadas na gestão

Leia mais

SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA Nº 2, DE 8 DE NOVEMBRO DE 2011

SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA Nº 2, DE 8 DE NOVEMBRO DE 2011 SECRETARIA DE RECURSOS HUMANOS PORTARIA NORMATIVA Nº 2, DE 8 DE NOVEMBRO DE 2011 Dispõe sobre os procedimentos para a aplicação do limite remuneratório de que trata o inciso XI, do art. 37, da Constituição

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL DO MUNICIPIO DE BAIA DA TRAIÇÃO

DIÁRIO OFICIAL DO MUNICIPIO DE BAIA DA TRAIÇÃO RECEITA RESULTANTE DE IMPOSTOS (caput do art. 212 da CF) RECEITAS DO ENSINO Continua (1/5) 1 - RECEITAS DE IMPOSTOS 360.720,00 360.720,00 202.602,88 56,17 1.1 - Receita Resultante do Imposto sobre a Propriedade

Leia mais

Tabela 1 - Balanço Orçamentário

Tabela 1 - Balanço Orçamentário Tabela 1 Balanço Orçamentário PREFEITURA MUNICIPAL DE VITORIA DA CONQUISTA BALANÇO ORÇAMENTÁRIO SETEMBRO/OUTUBRODE 2012 RREO Anexo I (LRF, Art. 52, inciso I, alíneas "a" e "b" do inciso II e 1º) R$ 1,00

Leia mais

COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO SUBSTITUTIVO DO RELATOR AO PROJETO DE LEI Nº 3.123, DE O Congresso Nacional decreta:

COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO SUBSTITUTIVO DO RELATOR AO PROJETO DE LEI Nº 3.123, DE O Congresso Nacional decreta: 19 COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO SUBSTITUTIVO DO RELATOR AO PROJETO DE LEI Nº 3.123, DE 2015 Disciplina a aplicação do limite previsto no inciso XI do art. 37 da Constituição,

Leia mais

REPUBLICADO POR INCORREÇÃO RECEITAS REALIZADAS PREVISÃO. RECEITAS PRIMÁRIAS ATUALIZADA No Bimestre Até o Bimestre / 2014

REPUBLICADO POR INCORREÇÃO RECEITAS REALIZADAS PREVISÃO. RECEITAS PRIMÁRIAS ATUALIZADA No Bimestre Até o Bimestre / 2014 UMUARAMA, QUARTAFEIRA, 22 de JULHO DE 2015 www.ilustrado.com.br C1 Prefeitura Municipal de Alto Paraíso LEI Nº 361/2015 SÚMULA: Autoriza abertura de Crédito Adicional Suplementar por Excesso de Arrecadação,

Leia mais

TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES COMUNS. Art. 1º Esta Lei estima a receita e fixa a despesa do Estado para o exercício financeiro de 2013, compreendendo:

TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES COMUNS. Art. 1º Esta Lei estima a receita e fixa a despesa do Estado para o exercício financeiro de 2013, compreendendo: LEI Nº 15.944 de 21 de dezembro de 2012. Estima a receita e fixa a despesa do Estado para o exercício financeiro de 2013. O GOVERNADOR DO ESTADO DE SANTA CATARINA, Faço saber a todos os habitantes deste

Leia mais

Relatório de Gestão Fiscal do Poder Executivo

Relatório de Gestão Fiscal do Poder Executivo 2012 Relatório de Gestão Fiscal do Poder Executivo 1º Material divulgado em atendimento às disposições de que trata a Portaria nº 407 da Secretaria do Tesouro Nacional, de 20 de junho de 2011 e o estabelecido

Leia mais

Resultado Primário e Resultado Nominal. de Contabilidade

Resultado Primário e Resultado Nominal. de Contabilidade Resultado Primário e Resultado Nominal Secretaria do Tesouro Nacional Conselho Federal de Contabilidade 2012 Ementa Programa do Módulo 4 - RREO Resultado Primário e Nominal CH: 04 h Conteúdo: 1. Necessidades

Leia mais

SUBSTITUTIVO ADOTADO PELA COMISSÃO. Art. 1º A Constituição Federal passa a vigorar com as seguintes alterações: Art

SUBSTITUTIVO ADOTADO PELA COMISSÃO. Art. 1º A Constituição Federal passa a vigorar com as seguintes alterações: Art COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A APRECIAR E PROFERIR PARECER À PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40-A, DE 2003, QUE "MODIFICA OS ARTS. 37, 40, 42, 48, 96, 142 E 149 DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL, O ART. 8º DA

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE INFORMAÇÕES PREVIDENCIÁRIAS E REPASSES - DIPR

DEMONSTRATIVO DE INFORMAÇÕES PREVIDENCIÁRIAS E REPASSES - DIPR Mariana MG 18.295.303/0001-44 / - 2014 27/10/2014 11:01:02 1 - BASES DE CÁLCULO DAS CONTRIBUIÇÕES DEVIDAS, RELATIVAS ÀS FOLHAS DO ENTE 1.1 - Do ENTE ("patronal"), relativa: a) Aos servidores 4.696.251,36

Leia mais

Sistema CECAM (Página: 1 / 6) Empenho Processo CPF/CNPJ Fornecedor Descrição Mod. Lic. Licitação Valor Empenhado Valor Liquidado Valor Pago

Sistema CECAM (Página: 1 / 6) Empenho Processo CPF/CNPJ Fornecedor Descrição Mod. Lic. Licitação Valor Empenhado Valor Liquidado Valor Pago SETOR DE CONTABILIDADE Data: 30/07/2012 17:14:18 (Página: 1 / 6) Movimentação do dia 27 de Julho de 2012 00.00.00.00.0.0000.0000 - DESPESA EXTRAORÇAMENTÁRIA 00.00.00.00.0.0000.0000.5.3.12.00 - CAIXA DE

Leia mais

ANEXO 02 RECEITAS SEGUNDO AS CATEGORIAS ECONÔMICAS

ANEXO 02 RECEITAS SEGUNDO AS CATEGORIAS ECONÔMICAS MUNICÍPIO DE GUARATUBA Estado do Paraná ANEXO 02 RECEITAS SEGUNDO AS CATEGORIAS ECONÔMICAS Rua Dr. João Cândido, nº 380, centro, CEP 83.280-000 GUARATUBA PARANÁ Fone: 41 3472-8500 Página: 1 1.0.0.0.00.0.0.00.00.00.00.00

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL LEI Nº 3.669, DE 15 DE MAIO DE 2009. Aprova tabelas de vencimento e de subsídio dos servidores das categorias funcionais integrantes das carreiras do Plano de Cargos, Empregos

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE INFORMAÇÕES PREVIDENCIÁRIAS E REPASSES - DIPR

DEMONSTRATIVO DE INFORMAÇÕES PREVIDENCIÁRIAS E REPASSES - DIPR Artur Nogueira SP 45.735.552/0001-86 / - 2014 22/08/2014 11:17:41 1 - BASES DE CÁLCULO DAS CONTRIBUIÇÕES DEVIDAS, RELATIVAS ÀS FOLHAS DO ENTE 1.1 - Do ENTE ("patronal"), relativa: a) Aos servidores 3.174.240,11

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE INFORMAÇÕES PREVIDENCIÁRIAS E REPASSES - DIPR

DEMONSTRATIVO DE INFORMAÇÕES PREVIDENCIÁRIAS E REPASSES - DIPR Eusébio CE 23.563.067/0001-30 / - 2015 24/10/2015 17:45:56 1 - BASES DE CÁLCULO DAS CONTRIBUIÇÕES DEVIDAS, RELATIVAS ÀS FOLHAS DO ENTE 1.1 - Do ENTE ("patronal"), relativa: a) Aos servidores 2.527.574,18

Leia mais

Demonstrativo por Natureza da Despesa Detalhada. Data: 03/01/2014. Despesas Liquidadas

Demonstrativo por Natureza da Despesa Detalhada. Data: 03/01/2014. Despesas Liquidadas 31900101 31900101 PROVENTOS - PESSOAL CIVIL 33.313.932,25 31900106 31900106 13 SALARIO - PESSOAL CIVIL 8.910.293,47 31900109 31900109 ADICIONAL POR TEMPO DE SERVICO PESSOAL CIVIL 4.863.910,09 31900116

Leia mais

CAPACITAÇÃO EM CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO CEARÁ

CAPACITAÇÃO EM CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO CEARÁ Pacote I Área Nº Disciplinas Horas / Aula 03 Procedimentos Contábeis Orçamentários I PCO I Procedimentos Contábeis Orçamentários II PCO II 05 Procedimentos Contábeis Patrimoniais I PCP I Fundamentos 06

Leia mais

ESTADO DE PERNAMBUCO TRIBUNAL DE CONTAS

ESTADO DE PERNAMBUCO TRIBUNAL DE CONTAS RESOLUÇÃO T.C. Nº 2, DE 6 DE FEVEREIRO DE 2013.(REVOGADA PELA RESOLUÇÃO TC Nº 2, DE 15 DE JANEIRO DE 2014). Estabelece normas relativas à composição das contas anuais dos Prefeitos Municipais e dá outras

Leia mais

RELAÇÃO DOS PONTOS DE CONTROLE COM AS TABELAS DE BD

RELAÇÃO DOS PONTOS DE CONTROLE COM AS TABELAS DE BD RELAÇÃO DOS PONTOS DE CONTROLE COM AS TABELAS DE BD Ponto de Controle Dados necessários Tabela Lógica de negócio 01. Remessa de Informações ao TC (RGF e RREO) 02. Publicação - Relatório Resumido de Execução

Leia mais

A Tabela Interna ESPECIFICAÇÃO_RECEITA foi ajustada em decorrência das alterações no Elenco de Contas, conforme abaixo descrita:

A Tabela Interna ESPECIFICAÇÃO_RECEITA foi ajustada em decorrência das alterações no Elenco de Contas, conforme abaixo descrita: Senhores gestores: A Tabela Interna ESPECIFICAÇÃO_RECEITA foi ajustada em decorrência das alterações no Elenco de Contas, conforme abaixo descrita: ESPRC_CODIGO ESPRC_DESCRICAO 1.0.0.0.00.00.00 RECEITAS

Leia mais

CERTIDÃO DE PUBLICAÇÃO

CERTIDÃO DE PUBLICAÇÃO Prefeitura Municipal de Eusébio CERTIDÃO DE PUBLICAÇÃO Período: 1º Quadrimestre de 2017 (jan/abril) Relatório: Gestão Fiscal Data da Publicação: 30 de Mai o de 2017 Local: Prefeitura Municipal Para os

Leia mais

REQUERIMENTO Nº 27, DE 2015 CAE

REQUERIMENTO Nº 27, DE 2015 CAE REQUERIMENTO Nº 27, DE 2015 CAE Requeiro nos termos do art. 58, da Constituição Federal do Brasil e do art. 93 do Regimento Interno do Senado Federal, a realização de audiência pública no âmbito desta

Leia mais

RECEITA TRIBUTÁRIA

RECEITA TRIBUTÁRIA 10000000000 RECEITAS CORRENTES 102.390.600,00 11000000000 RECEITA TRIBUTÁRIA 7.454.000,00 11100000000 IMPOSTOS 6.8 11120000000 IMPOSTOS SOBRE O PATRIMÔNIO E A RENDA 2.280.000,00 11120200000 IMPOSTO SOBRE

Leia mais

Diário Oficial. Índice do diário Outros. Prefeitura Municipal de Ribeira do Amparo. Outros - BALANÇO ANUAL Páginas:

Diário Oficial. Índice do diário Outros. Prefeitura Municipal de Ribeira do Amparo. Outros - BALANÇO ANUAL Páginas: Páginas: 48 Índice do diário Outros Outros - BALANÇO ANUAL 2015 Página 1 Outros Outros BALANÇO ANUAL 2015 - BA (Poder Executivo) DCA-Anexo I-AB Balanço Patrimonial - Ativo e Passivo Padrao Balanço Patrimonial

Leia mais

Contabilizando para o Cidadão Entendendo as Finanças Públicas

Contabilizando para o Cidadão Entendendo as Finanças Públicas Despesas Realizadas por Área de Governo - Ano 2015 Em Milhões de 239,596 226,803 207,372 174,885 50,045 17,0% 37,104 23,452 Saneamento Básico Poder Legislativo (Água, Esgoto e Limpeza Urbana) 4,9% 21,327

Leia mais

Prefeitura Municipal de Votorantim

Prefeitura Municipal de Votorantim PROJETO DE LEI ORDINÁRIA N.º 013/2016 PROJETO DE LEI ORDINÁRIA N.º 006/2016 Dispõe sobre as Diretrizes Orçamentárias para o exercício de 2017 e dá outras providências. ERINALDO ALVES DA SILVA, PREFEITO

Leia mais

Plano de auxílio aos estados e ao Distrito Federal

Plano de auxílio aos estados e ao Distrito Federal Plano de auxílio aos estados e ao Distrito Federal Plano de auxílio aos estados e ao Distrito Federal: Contexto 2 Em 1999, o problema era de sustentabilidade. Atualmente, é fundamentalmente de fluxo Plano

Leia mais

CERTIDÃO DE PUBLICAÇÃO

CERTIDÃO DE PUBLICAÇÃO Prefeitura Municipal de Eusébio CERTIDÃO DE PUBLICAÇÃO Período: 1º Quadrimestre de 2016 (jan/abr) Relatório: GESTÃO FISCAL Data da Publicação: 30 de Maio de 2016 Local: Prefeitura Municipal Para os devidos

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA n.º 01/1997, de 22 de maio de 1997 D.O.E. de 09 de fevereiro de 1999

INSTRUÇÃO NORMATIVA n.º 01/1997, de 22 de maio de 1997 D.O.E. de 09 de fevereiro de 1999 181 INSTRUÇÃO NORMATIVA n.º 01/1997, de 22 de maio de 1997 D.O.E. de 09 de fevereiro de 1999 O, no uso das atribuições que lhe confere o inciso XII do Art. 78 da Constituição Estadual, bem como o inciso

Leia mais

Contabilizando para o Cidadão Entendendo as Finanças Públicas

Contabilizando para o Cidadão Entendendo as Finanças Públicas Despesas Realizadas por Área de Governo - Ano 2016 R$ 594,563 R$ 489,051 R$ 317,098 R$ 152,180 R$ 106,487 R$ 94,546 R$ 72,736 R$ 33,937 R$ 27,899 R$ 21,687 R$ 6,312 R$ 45,100 Previdência (RPPS Dívida Pública

Leia mais

Área Técnica: Equipe responsável pelo SIOPS Área de Economia da Saúde e Desenvolvimento Secretaria Executiva Ministério da Saúde.

Área Técnica: Equipe responsável pelo SIOPS Área de Economia da Saúde e Desenvolvimento Secretaria Executiva Ministério da Saúde. Assunto: Composição dos indicadores municipais calculados automaticamente pelo SIOPS após a declaração de dados contábeis, pelos municípios, a partir do SIOPS 2007 semestral. Área Técnica: Equipe responsável

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40, DE (Do Poder Executivo)

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40, DE (Do Poder Executivo) PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 40, DE 2003 (Do Poder Executivo) Modifica os artigos 37, 40, 42, 48, 96, 142 e 149 da Constituição Federal, o artigo 8º da Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro

Leia mais

Novo Plano de Contas e os Novos Demonstrativos Contábeis

Novo Plano de Contas e os Novos Demonstrativos Contábeis Novo Plano de Contas e os Novos Demonstrativos Contábeis Coordenação Geral de Normas de Contabilidade Aplicadas à Federação STN/CCONF Última Atualização: 16/06/2010 O Brasil a Caminho dos Padrões Internacionais

Leia mais

Variações Patrimoniais Quantitativas

Variações Patrimoniais Quantitativas : 2015 Quantitativas VARIAÇÃO PATRIMONIAL AUMENTATIVA 254.357.617,98 IMPOSTOS, TAXAS E CONTRIBUIÇÕES DE MELHORIA 7.926.292,10 IMPOSTOS 7.769.372,44 IMPOSTOS SOBRE PATRIMÔNIO E A RENDA 3.809.542,30 IMPOSTOS

Leia mais

RGF - ANEXO I (LRF, art. 55, inciso I, alínea "a") R$ 1,00 DESPESAS EXECUTADAS (Últimos 12 Meses) DESPESA COM PESSOAL

RGF - ANEXO I (LRF, art. 55, inciso I, alínea a) R$ 1,00 DESPESAS EXECUTADAS (Últimos 12 Meses) DESPESA COM PESSOAL PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO ACRE DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL JANEIRO/2007 a DEZEMBRO/2007 RGF - ANEXO I (LRF, art. 55, inciso I, alínea "a") R$ 1,00 DESPESAS EXECUTADAS (Últimos

Leia mais

Municipio de Santa Vitória

Municipio de Santa Vitória Estado de Minas Gerais 000 - CONSOLIDADO Período: 01-10-2013 a 31-10-2013 01021 03-12-2013 08:12:05 1.0.0.0.00.00.00 Receitas Correntes 7.646.732,06 67.437.301,44 1.1.0.0.00.00.00 Receita Tributária 834.156,32

Leia mais

PASEP. Lei 9.715, de 25/11/1998

PASEP. Lei 9.715, de 25/11/1998 Lei 9.715, de 25/11/1998 Art. 2º A contribuição para o PIS/PASEP será apurada mensalmente: [...] III pelas pessoas jurídicas de direito público interno, com base no valor mensal das receitas correntes

Leia mais

FONTES E DISTRIBUIÇÃO DE RECURSOS DO FUNDEB

FONTES E DISTRIBUIÇÃO DE RECURSOS DO FUNDEB FONTES E DISTRIBUIÇÃO DE RECURSOS DO FUNDEB MILTON DOS REIS SOUZA Técnico Contábil Março/2009 FONTES DE RECURSOS FUNDEB FINANCIAMENTO DO FUNDEB 2009 ESTADOS - ICMS - ITCMD - IPVA - FPE (21,5% do IR e IPI)

Leia mais

DSPESAS EXECUTADAS (Últimos 12 meses) DESPESA COM PESSOAL

DSPESAS EXECUTADAS (Últimos 12 meses) DESPESA COM PESSOAL DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL MAIO/2011 A ABRIL/2012 RGF ANEXO I (LRF, art. 55, inciso I, alínea "a") R$ 1,00 DESPESA COM PESSOAL DSPESAS EXECUTADAS (Últimos 12 meses) LIQUIDADAS INSCRITAS EM NÃO

Leia mais

PARECER Nº, DE 2015. Relator ad hoc: Senador WALTER PINHEIRO

PARECER Nº, DE 2015. Relator ad hoc: Senador WALTER PINHEIRO PARECER Nº, DE 2015 Da COMISSÃO DE ASSUNTOS ECONÔMICOS, sobre o Projeto de Resolução do Senado (PRS) nº 26, de 2015, da Senadora Regina Sousa e da Senadora Fátima Bezerra, que altera a Resolução nº 43,

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE INFORMAÇÕES PREVIDENCIÁRIAS E REPASSES - DIPR

DEMONSTRATIVO DE INFORMAÇÕES PREVIDENCIÁRIAS E REPASSES - DIPR Exercício: 2016 Bimestre: / ENTE Nome: Piranga UF: MG Endereço: RUA BENEDITO VALADARES;09 Bairro: CENTRO Telefone: (031) 3746-1251 Fax: CNPJ: 23.515.687/0001-01 Complemento: CEP: 36480-000 E-mail: gabinete@piranga.mgadm.gov.br

Leia mais

Sistema de Informações para Auditoria e Prestação de Contas. Manual Técnico. Volume III. Recurso Vinculado

Sistema de Informações para Auditoria e Prestação de Contas. Manual Técnico. Volume III. Recurso Vinculado Sistema de Informações para Auditoria e Prestação de Contas Manual Técnico Volume III Recurso Vinculado Aplicável aos Órgãos, Entidades e Consórcios Públicos municipais regidos pela Lei Federal nº 4.320/64

Leia mais

BALANCETE MÊS JANEIRO

BALANCETE MÊS JANEIRO FUNDO MUNICIPAL DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES DO MUNICÍPIO DE APIACÁS MT. CNPJ: 03.094.874/0001-43 BALANCETE MÊS JANEIRO 2015 ESTADO DE MATO GROSSO - FUNDO MUNICIPAL DE PREV. DOS SERV. MUN. APIACAS ANEXO

Leia mais

ANEXO 2 da Lei nº 4.320, de 17 de março de 1964 Exercício de 2015 DEMONSTRAÇÃO DA RECEITA POR CATEGORIA ECONÔMICA

ANEXO 2 da Lei nº 4.320, de 17 de março de 1964 Exercício de 2015 DEMONSTRAÇÃO DA RECEITA POR CATEGORIA ECONÔMICA 100000000000 RECEITAS CORRENTES 14.567.731,50 110000000000 RECEITA TRIBUTARIA 267.991,50 111000000000 IMPOSTOS 111200000000 IMPOSTOS SOBRE O PATRIMONIO E A RENDA 111202000000 IPTU - DO EXERCICIO 111202010000

Leia mais

RGF ANEXO I (LRF, art. 55, inciso I, alínea "a") DESPESAS EXECUTADAS (Últimos 12 Meses) DESPESA BRUTA COM PESSOAL (I)

RGF ANEXO I (LRF, art. 55, inciso I, alínea a) DESPESAS EXECUTADAS (Últimos 12 Meses) DESPESA BRUTA COM PESSOAL (I) DEMONSTRATIVO CONSOLIDADO DA DESPESA COM PESSOAL MAIO/2011 A ABRIL/2012 RGF ANEXO I (LRF, art. 55, inciso I, alínea "a") DESPESAS COM PESSOAL DESPESAS EXECUTADAS (Últimos 12 Meses) LIQUIDADAS INSCRITAS

Leia mais

DSPESAS EXECUTADAS (Últimos 12 meses) DESPESA COM PESSOAL

DSPESAS EXECUTADAS (Últimos 12 meses) DESPESA COM PESSOAL DEMONSTRATIVO DA DESPESA COM PESSOAL MAIO/2010 A ABRIL/2011 RGF ANEXO I (LRF, art. 55, inciso I, alínea "a") R$ 1,00 DESPESA COM PESSOAL DSPESAS EXECUTADAS (Últimos 12 meses) LIQUIDADAS INSCRITAS EM NÃO

Leia mais

MARINGÁ PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE MARINGÁ

MARINGÁ PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE MARINGÁ MARINGÁ PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE MARINGÁ LEGISLAÇÃO Lei Complementar nº 749, de 2008. Lei Complementar nº 771, de 2009. Lei Complementar nº 856, de 2010. Lei Complementar

Leia mais

Direito Constitucional

Direito Constitucional Direito Constitucional Da Seguridade Social - Da Previdência Social Professor: André Vieira www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Constitucional Seção III DA PREVIDÊNCIA SOCIAL Art. 201. A PREVIDÊNCIA

Leia mais

Despesas Realizadas - Ano 2015 Em Milhões de 255, ,181 60,231 23,446 Folha de Pagamento Servidores Ativos Folha de Pagamento - Inativos e Pensio

Despesas Realizadas - Ano 2015 Em Milhões de 255, ,181 60,231 23,446 Folha de Pagamento Servidores Ativos Folha de Pagamento - Inativos e Pensio Despesas Realizadas por Área de Governo - Ano 2015 Em Milhões de 145,961 136,354 87,428 47,670 41,220 46,801 29,730 17,723 Saneamento Básico Assistência (Água, Esgoto e Social, Trabalho e Limpeza Urbana)

Leia mais

Diário Oficial do Distrito Federal Nº 58, segunda-feira, 28 de março de 2016

Diário Oficial do Distrito Federal Nº 58, segunda-feira, 28 de março de 2016 PÁGINA 6 Diário Oficial do Distrito Federal Nº 58, segundafeira, 28 de março de 2016 SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA PORTARIA Nº 50, DE 23 DE MARÇO DE 2016. O SECRETÁRIO DE ESTADO DE FAZENDA DO, no uso

Leia mais

SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA

SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA PARECER Nº, DE 2003 Redação, para o segundo turno, da Proposta de Emenda à Constituição nº 67, de 2003 (nº 40, de 2003, na Câmara dos Deputados).

Leia mais

Contabilizando para o Cidadão Entendendo as Finanças Públicas

Contabilizando para o Cidadão Entendendo as Finanças Públicas Despesas Realizadas por Área de Governo - Ano 2015 Em Milhões de 498,465 370,460 139,406 111,902 109,570 50,164 25,8% Dívida Pública (Pagamentos de Financiamentos e Parcelamentos) 9,7% 35,902 33,882 31,716

Leia mais

7.7 - Demonstrações contábeis exigidas pela Lei 4.320/64 e notas explicativas

7.7 - Demonstrações contábeis exigidas pela Lei 4.320/64 e notas explicativas 7.7 - Demonstrações contábeis exigidas pela Lei 4.320/64 e notas explicativas MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL TITULO BALANÇO FINANCEIRO - TODOS OS ORÇAMENTOS SUBTITULO 70013 - TRIBUNAL

Leia mais

LEI Nº 074/2014 A CÂMARA MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO OESTE, ESTADO DO PARANÁ, APROVOU E EU, PREFEITO MUNICIPAL, SANCIONO A SEGUINTE LEI:

LEI Nº 074/2014 A CÂMARA MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO OESTE, ESTADO DO PARANÁ, APROVOU E EU, PREFEITO MUNICIPAL, SANCIONO A SEGUINTE LEI: LEI Nº 074/2014 SÚMULA: Estima a Receita e fixa a Despesa do Município de Cruzeiro do Oeste para o exercício Financeiro de 2015. A CÂMARA MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO OESTE, ESTADO DO PARANÁ, APROVOU E EU,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 11.890, DE 24 DE DEZEMBRO DE 2008. Conversão da MPv nº 440, de 2008. Mensagem de veto Dispõe sobre a reestruturação da composição

Leia mais

Quais parcelas? padrão de vencimento adicional de tempo de serviço sexta-parte adicional de Insalubridade adicional de Risco auxílio Alimentação

Quais parcelas? padrão de vencimento adicional de tempo de serviço sexta-parte adicional de Insalubridade adicional de Risco auxílio Alimentação Douglas Figueiredo Ago/2017 É a soma de determinadas parcelas integrantes da remuneração do servidor, que servirá de base para o cálculo da contribuição previdenciária. Quais parcelas? padrão de vencimento

Leia mais

Semana Contábil e Fiscal de Estados e Municípios - Secofem

Semana Contábil e Fiscal de Estados e Municípios - Secofem Subsecretaria de Contabilidade Coordenação-Geral de Normas de Contabilidade Aplicada à Federação Semana Contábil e Fiscal de Estados e Municípios - Secofem Módulo 12 - Despesa com Pessoal Programa do Módulo

Leia mais

Considerações fiscais e contábeis sobre os aportes financeiros e atuariais ao RPPS

Considerações fiscais e contábeis sobre os aportes financeiros e atuariais ao RPPS COORDENAÇÃO-GERAL DE NORMAS DE CONTABILIDADE APLICADAS À FEDERAÇÃO - CCONF GERÊNCIA DE NORMAS E PROCEDIMENTOS DE GESTÃO FISCAL - GENOP Considerações fiscais e contábeis sobre os aportes financeiros e atuariais

Leia mais

MARINGÁ PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE MARINGÁ

MARINGÁ PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE MARINGÁ MARINGÁ PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE MARINGÁ LEGISLAÇÃO Lei Complementar nº 749, de 2008. Lei Complementar nº 771, de 2009. Lei Complementar nº 856, de 2010. Lei Complementar

Leia mais

Siglas deste documento:

Siglas deste documento: O Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias (CAUC) possui 13 itens a serem observados para a efetivação de uma transferência voluntária. Veja adiante a legislação relativa a cada

Leia mais

Ativo circulante ,80 0,00 Caixa e equivalentes de caixa ,80 0,00 Caixa e equivalentes de caixa em moeda nacional

Ativo circulante ,80 0,00 Caixa e equivalentes de caixa ,80 0,00 Caixa e equivalentes de caixa em moeda nacional Página : 1 / 5 1.1 1.1.1 1.1.1.1 1.1.1.1.1.01.00 1.1.1.1.1.02.00 1.1.2 1.1.2.1 1.1.2.3 1.1.3 1.1.3.8 1.1.5 1.1.5.6 ATIVO Ativo circulante 2.947.936,80 0,00 Caixa e equivalentes de caixa 2.947.936,80 0,00

Leia mais

Federal e dispositivos da Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro de 1998, e dá outras providências.

Federal e dispositivos da Emenda Constitucional nº 20, de 15 de dezembro de 1998, e dá outras providências. 40862 Sexta-feira 12 DIÁRIO DO SENADO FEDERAL Dezembro de 2003 O SR. PRESIDENTE (José Sarney) Encerrada a votação: Votaram SIM 27 Srs. Senadores; e NÃO, 48. Não houve abstenção. Total: 75 votos. As emendas

Leia mais

DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS E DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO - MDE

DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS E DESPESAS COM MANUTENÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO ENSINO - MDE RECEITA BRUTA DE IMPOSTOS RECEITAS DO ENSINO 1. RECEITA DE IMPOSTOS 439.793.725,00 519.368.647,37 97.300.419,80 449.039.568,59 86,46 1.1- Receita Resultante do ICMS 352.668.725,00 407.786.079,26 80.105.839,11

Leia mais

02. (FCC MPE-RN/2012). A receita extraorçamentária em 31.12.2011, em reais, era: (A) 50.000,00 (B) 60.000,00 (C) 100.000,00

02. (FCC MPE-RN/2012). A receita extraorçamentária em 31.12.2011, em reais, era: (A) 50.000,00 (B) 60.000,00 (C) 100.000,00 SEMANA 10 - Despesa Pública: Dispêndios orçamentários (Despesa orçamentária) e Extra- Orçamentários; 01. (ESTILO-ESAF/2012) Os dispêndios públicos podem ser de natureza orçamentária ou extraorçamentária.

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL. PORTARIA N o 52 TSE

TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL. PORTARIA N o 52 TSE PORTARIA N o 52 TSE O PRESIDENTE DO, com base nos artigos 54, inciso III e parágrafo único, e 55, 2º, da Lei Complementar nº 101, de 4 de maio de 2000, e conforme o Procedimento Administrativo nº 7.432/2013,

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE INFORMAÇÕES PREVIDENCIÁRIAS E REPASSES - DIPR

DEMONSTRATIVO DE INFORMAÇÕES PREVIDENCIÁRIAS E REPASSES - DIPR Exercício: 2016 Bimestre: / ENTE Nome: Carazinho UF: RS Endereço: AV FLORES DA CUNHA Bairro: CENTRO Telefone: (054) 3331-2699 Fax: (054) 3331-2699 CNPJ: 87.613.535/0001-16 Complemento: 1264 CEP: 99500-000

Leia mais

FUNDO MUNICIPAL DE ASSISTENCIA SOCIAL DE SANHARO Demonstrativo Contábil da lei nº 4.320, de 17 de março de (Modelo NBCASP)

FUNDO MUNICIPAL DE ASSISTENCIA SOCIAL DE SANHARO Demonstrativo Contábil da lei nº 4.320, de 17 de março de (Modelo NBCASP) Exercício: 2015 ATIVO CIRCULANTE ATIVO FUNDO MUNICIPAL DE ASSISTENCIA SOCIAL DE SANHARO PASSIVO CIRCULANTE PASSIVO Data de emissão: 14/03/2016 P. Contas: PCASP-PE CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA 136.310,58

Leia mais

Legislação dos regimes Próprios de Previdência Social (RPPS)

Legislação dos regimes Próprios de Previdência Social (RPPS) MPS Ministério da Previdência Social Secretaria de Políticas de Previdência Social Legislação dos regimes Próprios de Previdência Social (RPPS) Recife/PE, 12 de Novembro de 2009. MPS Ministério da Previdência

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE INFORMAÇÕES PREVIDENCIÁRIAS E REPASSES - DIPR

DEMONSTRATIVO DE INFORMAÇÕES PREVIDENCIÁRIAS E REPASSES - DIPR Exercício: 2016 Bimestre: / ENTE Nome: Carazinho UF: RS Endereço: AV FLORES DA CUNHA Bairro: CENTRO Telefone: (054) 3331-2699 Fax: (054) 3331-2699 CNPJ: 87.613.535/0001-16 Complemento: 1264 CEP: 99500-000

Leia mais

ESTADO DO RIO DE JANEIRO CÂMARA MUNICIPAL DE BARRA DO PIRAÍ Gabinete do Presidente

ESTADO DO RIO DE JANEIRO CÂMARA MUNICIPAL DE BARRA DO PIRAÍ Gabinete do Presidente LEI MUNICIPAL Nº 2511 DE 11 DE DEZEMBRO DE 2014. ESTIMA A RECEITA E FIXA A DESPESA ORÇAMENTÁRIA DO MUNICÍPIO DE BARRA DO PIRAÍ PARA O EXERCÍCIO FINANCEIRO DE 2015. A Câmara Municipal de Barra do Piraí

Leia mais

Despesas Realizadas - Ano 2015 Em Milhões de 101,197 71,797 9,346 7,317 Folha de Pagamento Servidores Ativos Folha de Pagamento - Inativos e Pensionis

Despesas Realizadas - Ano 2015 Em Milhões de 101,197 71,797 9,346 7,317 Folha de Pagamento Servidores Ativos Folha de Pagamento - Inativos e Pensionis Despesas Realizadas por Área de Governo - Ano 2015 Em Milhões de 75,726 49,571 17,989 17,636 25,3% 7,443 6,135 Dívida Pública (Pagamentos de Financiamentos e Parcelamentos) 9,0% 5,449 5,113 Cultura, Esporte

Leia mais

Pesquisa de Orçamentos Familiares Simplificada

Pesquisa de Orçamentos Familiares Simplificada Pesquisa de Orçamentos Familiares Simplificada 4º Fórum SIPD Rio de Janeiro 30 de junho de 2008 Apresentação dos Questionários: Trabalho e Rendimento Individual Questionário de Trabalho e Rendimento Individual

Leia mais

MARINGÁ PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE MARINGÁ

MARINGÁ PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE MARINGÁ MARINGÁ PREVIDÊNCIA PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE MARINGÁ LEGISLAÇÃO Lei Complementar nº 749, de 2008. Lei Complementar nº 771, de 2009. Lei Complementar nº 856, de 2010. Lei Complementar

Leia mais

Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro

Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro RELAÇÃO DE DOCUMENTOS INTEGRANTES DA PRESTAÇÃO DE CONTAS DE ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA (CONTAS DE GOVERNO) EXERCÍCIO DE 2013 CONFORME OFÍCIO-CIRCULAR Nº 14/2014 PRS/GAP RESPONSABILIZAÇÃO CADASTROS do Prefeito

Leia mais

Diagnóstico de Plano de Carreira

Diagnóstico de Plano de Carreira Diagnóstico de Plano de Carreira A planilha possui seis abas: Receitas, Despesas Docência, Despesas Fora de Docência, Consolidado Despesas, Professores e Horas e Diagnóstico PCR. Na tabela de projeção

Leia mais

PÁG. 1 SECRETARIA EXECUTIVA - DEPTO. DE COORD. E GOVERNANÇA DAS EMPRESAS ESTATAIS CÓDIGO DA EMPRESA: Programado NOV (B) Programado DEZ (C)

PÁG. 1 SECRETARIA EXECUTIVA - DEPTO. DE COORD. E GOVERNANÇA DAS EMPRESAS ESTATAIS CÓDIGO DA EMPRESA: Programado NOV (B) Programado DEZ (C) PÁG. 1 Descrição Rubr. Último Aprovado Programado NOV (B) Programado DEZ (C) NOV (D) DEZ (E) (D/A) (E/A) DICOR RECEITAS 110000 24.408.579 44.651.537 24.408.579 20.469.007 21.799.516 0,84 0,89 SUBSIDIO

Leia mais

O Reflexo da Reforma no Regime de Previdência Complementar

O Reflexo da Reforma no Regime de Previdência Complementar O Reflexo da Reforma no Regime de Previdência Complementar Nilton Santos, 17 de agosto de 2017 1 O Regime de Previdência Complementar - RPC 2 Sistema de previdência Regime Geral Regimes Próprios Previdência

Leia mais

Instrumentos de Planejamento e Orçamento Público

Instrumentos de Planejamento e Orçamento Público Instrumentos de Planejamento e Orçamento Público Conceitos básicos do orçamento no setor público: ciclo orçamentário e instrumentos Fábio Pereira dos Santos As origens históricas do orçamento público Século

Leia mais

PLANO DE CONTAS DESPESA

PLANO DE CONTAS DESPESA PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE PLANO DE CONTAS DA DESPESA 2017 SECRETARIA DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E ORÇAMENTO - SMPEO ESCRITÓRIO-GERAL DE PROGRAMAÇÃO ORÇAMENTÁRIA (EGPO) INTRODUÇÃO A Lei Orçamentária

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DAS CONTAS DE RECEITA ORÇADA REALIZADA

ESPECIFICAÇÃO DAS CONTAS DE RECEITA ORÇADA REALIZADA Neste RVE estão incluídos: Sim Não Modelos da LRF de Autarquia Fundação Deverá ser consolidado para fins de LRF 1. Informações da Entidade 1.1 Dados Cadastrais da Administração Atual CNPJ: 20181811000143

Leia mais

Prefeitura Municipal de Guarapuava Exercicio de 2016 - Anexo 2, da Lei 4.320/64 Unidade Gestora: CONSOLIDADO Natureza Codigo Especificacao

Prefeitura Municipal de Guarapuava Exercicio de 2016 - Anexo 2, da Lei 4.320/64 Unidade Gestora: CONSOLIDADO Natureza Codigo Especificacao 1.0.0.0.00.00.00.00 RECEITAS CORRENTES 327.198.765,92 1.1.0.0.00.00.00.00 RECEITA TRIBUTARIA 54.932.798,74 1.1.1.0.00.00.00.00 IMPOSTOS 46.219.482,29 1.1.1.2.00.00.00.00 IMPOSTOS SOBRE O PATRIMONIO E A

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL

MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DO TESOURO NACIONAL BALANÇO FINANCEIRO - TODOS OS ORÇAMENTOS 1 INGRESSOS DISPÊNDIOS ESPECIFICAÇÃO 2014 ESPECIFICAÇÃO 2014 Receitas Orçamentárias - - Despesas Orçamentárias 7.583.637,48 - Ordinárias - - Ordinárias 2.011.924,00

Leia mais

Poder Executivo Caderno II

Poder Executivo Caderno II . Ano XVII, Edição 3858 - R$ 1,00 Poder Executivo Caderno II BALANÇOS GABINETE DO VICE-PREFEITO Administração Financeira Integrada a. Quadro Principal Dados até Dezembro de 2015 Unidade Gestora: 120101

Leia mais

de campos

de campos Quinta-feira, 23 de novembro de 2017 Ano III Edição nº 517 Página 1 de 6 SUMÁRIO PODER EXECUTIVO DE AMÉRICO DE CAMPOS 2 Contas Públicas e Instrumentos de Gestão Fiscal 2 Relatório Resumido da Execução

Leia mais

RELATÓRIO E PARECER DO RESPONSÁVEL PELO SISTEMA DE CONTROLE INTERNO

RELATÓRIO E PARECER DO RESPONSÁVEL PELO SISTEMA DE CONTROLE INTERNO RELATÓRIO E PARECER DO RESPONSÁVEL PELO SISTEMA DE CONTROLE INTERNO EXERCÍCIO 2014 RESOLUÇÃO TCE/RS 544/2000, ART. 113 REGULAMENTADO PELA RESOLUÇÃO TCE/RS 962/2012 Art. 2º, inciso II, letra b GESTÃO DE

Leia mais

Balancete de Despesa a

Balancete de Despesa a Estdo do Rio de Jneiro Instituto de Previdênci dos Servidores Públicos do Município de Bom Jrdim Págin 1 de 7 3001 INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA SERV.PÚBLICOS BOM 3001.04 ADMINISTRAÇÃO 3001.04122 ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

DATA 29/05/2014 Pagina 2 2.1.3.1.1.00.00.00 FORNECEDORES E CONTAS A PAGAR NACIONAIS A CURTO PR S C 0,00 582,25 3.432,21 2.849,96 C 2.1.3.1.1.01.00.00

DATA 29/05/2014 Pagina 2 2.1.3.1.1.00.00.00 FORNECEDORES E CONTAS A PAGAR NACIONAIS A CURTO PR S C 0,00 582,25 3.432,21 2.849,96 C 2.1.3.1.1.01.00.00 DATA 29/05/2014 Pagina 1 1.0.0.0.0.00.00.00 ATIVO S D 26.200,85 197.350,24 153.749,66 69.801,43 D 1.1.0.0.0.00.00.00 ATIVO CIRCULANTE S D 15.643,04 197.350,24 153.614,51 59.378,77 D 1.1.1.0.0.00.00.00

Leia mais

Diretoria de Governo. Gerência de Negócios com o Setor Público. - Junho/2009 -

Diretoria de Governo. Gerência de Negócios com o Setor Público. - Junho/2009 - Diretoria de Governo Gerência de Negócios com o Setor Público - Junho/2009 - AGENDA OPERAÇÕES DE CRÉDITO Modalidades: PROVIAS CAMINHO DA ESCOLA FLUXO OPERACIONAL MANUAL PARA INSTRUÇÃO DE PLEITOS: PARCERIAS

Leia mais

GAZETA DO OESTE ATOS OFICIAIS Repasse Recebido da Câmara Municipal ,60 TRANSFERÊNCIAS FINANCEIRAS CONCEDIDAS

GAZETA DO OESTE ATOS OFICIAIS Repasse Recebido da Câmara Municipal ,60 TRANSFERÊNCIAS FINANCEIRAS CONCEDIDAS Ano X Nº 2786 Rua Folk Rocha, Nº103 - Sala 01 - Sandra Regina (Centro) - Barreiras/Ba Tel.: 77 3612.7476 18 de maio de 2016 Em cumprimento ao princípio constitucional e a Lei Nº 101/2000, estão publicados

Leia mais