Intercâmbio Projeto Intercâmbio de Cidadania. Intercâmbio entre jovens mineiros e cariocas 25 a 29 de julho de 2012 no Rio de Janeiro (RJ)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Intercâmbio 2012. Projeto Intercâmbio de Cidadania. Intercâmbio entre jovens mineiros e cariocas 25 a 29 de julho de 2012 no Rio de Janeiro (RJ)"

Transcrição

1 Intercâmbio 2012 Projeto Intercâmbio de Cidadania Intercâmbio entre jovens mineiros e cariocas 25 a 29 de julho de 2012 no Rio de Janeiro (RJ) 0

2 Índice Assunto Pagina Apresentação 2 Objetivos do Programa 2 Resultados esperados 3 Demandas do Programa 4 Por que investir 4 Origem dos Recursos 5 Metodologia 6 Agenda do Projeto 7 Dados da Rede Mineira da Cidadania 8 Parceria com o Programa de Voluntários da ONU 10 Os Objetivos do Milênio 11 1

3 Apresentação RIO 2012 é uma ação integrante do Programa PATRULHEIROS MIRINS COMUNITÁRIOS (Núcleo em Taquaraçu de Minas, região metropolitana de Belo Horizonte). O Programa é definido como um conjunto de ações integradas e focadas na formação humana do adolescente, tomando por base os dois pilares: Resgate de Valores e a formação da cidadania. Objetivos do Projeto Complementar os ensinamentos sobre Cidadania ministrados pela Escola. Promover intercâmbios com jovens da cidade do Rio de Janeiro e região sobre Protagonismo Juvenil, relacionamentos e participações comunitárias. Promover entre os jovens a reflexão quanto à sua responsabilidade social e a importância de seu papel como agentes promotores de transformações sociais em prol dos Objetivos do Milênio. Estimular o pensamento crítico-reflexivo das atuais ações direcionadas ao cumprimento dos objetivos do milênio e incentivar a elaboração de caminhos que possam ser seguidos para concretização dessas metas. 2

4 Resultados Esperados Conscientização sobre a responsabilidade social dos jovens cidadãos participantes do Projeto que aprenderão com os jovens do Rio de Janeiro como se vivem, seus costumes, tradições, culturas e ideias. Aprenderão como os jovens cariocas da comunidade superaram os problemas da violência, sendo protagonistas da comunidade onde vivem e atuam. Produção de um relatório final englobando as ações que foram propostas pelos jovens durante as discussões realizadas no decorrer do intercâmbio. Público: 30 jovens da área rural do município de Taquaraçu de Minas, mais 15 de Santa Luzia e 15 de Belo Horizonte, totalizando: 60 (sessenta) integrantes da Comitiva. 3

5 Demandas do Programa O Programa necessita de INVESTIDORES que financiem os Recursos Humanos, Publicidade, Material didático, e Material de Consumo, para a realização do Projeto. - Alimentação, Pastas Didáticas, Ajuda de Custo de Oficineiros, Camisetas, Abrigos esportivos, Transporte, Estadia, dentre outros Por que investir? A pessoa física ou jurídica que investir no Programa: Contribuirá para a capacitação e inclusão cidadã de jovens em vulnerabilidade social. Fortalecerá o Programa de Responsabilidade Social da empresa. Possibilita a qualificação da Rede de Atendimento. Evita que outros jovens passem a fazer da rua seu local de subsistência e moradia. A logo da empresa será impressa em todos os materiais do Programa e sites da instituição. 4

6 Origem dos Recursos Doações de Pessoas Físicas ou Jurídicas dedutivas do Imposto de Renda (Art 260 do ECA), por meio de parceria com o Programa PMC. Doações de entidades nacionais e internacionais, governamentais e não governamentais. Bens. Contribuintes voluntários. Produtos de vendas de materiais, publicações e eventos. Doações diversas. 5

7 Metodologia A Investigação Apreciativa Trata-se de um esforço de trabalho democrático e participativo, com a intenção de possibilitar debates construtivos, intercâmbio de idéias e ações compartilhadas. Para obter o melhor resultado em trabalhos dessa natureza, é essencial utilizar metodologia adequada. A Investigação Apreciativa, desenvolvida na Case Western Reserve University, universidade de Cleveland, nos Estados Unidos, é uma das metodologias que se destaca pela possibilidade de aplicação em grandes grupos e por ressaltar o melhor nas pessoas, nas organizações e no mundo ao redor. Busca a descoberta sistemática do que dá vida a um sistema quando ele está no seu estado mais eficaz e capaz, em termos humanos, ambientais e econômicos, mediante a arte e a prática de fazer perguntas que reforcem a capacidade desse sistema de elevar seu potencial positivo. 6

8 Agenda do Projeto RIO de julho de 2012 (Quarta feira) às 10h Embarque no Aeroporto da Pampulha Avião da Força Aérea Brasileira 25, 26, 27 e 28 (Quarta a Sábado): Realização de intercâmbios em comunidades do Rio e visitação a órgãos públicos e turísticos. 29 de julho de 2012 (Domingo) A definir Embarque no Aeroporto Internacional do Galeão Avião da Força Aérea Brasileira. 7

9 Dados da entidade realizadora A Rede Mineira da Cidadania (RMC) é uma associação civil sem fins econômicos que objetiva prioritariamente o resgate da cidadania, bem como o aprimoramento de ações das entidades e movimentos sociais. Fundada em 16 de março de 2007, a RMC surgiu a partir da iniciativa de um grupo de profissionais liberais, acadêmicos, educadores sociais e líderes comunitários, através de uma Comissão de liderança composta pelo Dr. Dirk Hegmanns (então Coordenador do Programa de Voluntários da ONU no Brasil 8

10 NÚCLEO DA REDE MINEIRA DA CIDADANIA EM TAQUARAÇU DE MINAS Sede: Zona rural de Taquaraçu de Minas, MG Endereço para Correspondência: Walfredo Rodrigues Filho - Rua José Carvalho Monteiro, 15, Bl 4, Conj 201, Bairro Fernão Dias, CEP Home Page: Telefones de contato: (31) Pessoas de contato: Walfredo Rodrigues ou Aline Cristiane, Coordenadora Facebook: redemgcidadania Canal You tube: redemgcidadania CNPJ: / REGISTRO: 907 CADASTRO GOVERNO DE MG (CAGEC): CONTA BANCÁRIA GERAL: CEF (104) - Ag: 0084 / Op.: 003 / Conta:

11 Parceria institucional A Rede Mineira da Cidadania trabalha em parceria com o Programa de Voluntários das Nações Unidas no Brasil (UN Voluntários) desde o ano de 2007, por ocasião da implantação do Projeto ODM-Minas (Os Objetivos do Milênio para o Estado de Minas Gerais). O Programa promove o voluntariado para o Desenvolvimento, o que significa abordar o voluntariado em suas várias formas: ajuda mútua, filantropia e campanhas sempre com o intuito de apoiar iniciativas de desenvolvimento congruentes com a agenda de paz e desenvolvimento da ONU. O UNV mobiliza voluntários nacional e internacionalmente, para atuar em projetos de desenvolvimento dos seus parceiros, que podem ser as diferentes agências da ONU, governos e a sociedade civil em geral. Ser voluntário demonstra seu apoio a um dos princípios básicos das Nações Unidas: o trabalho conjunto pode tornar o mundo um melhor lugar para todos. O Voluntariado beneficia a sociedade em geral e melhora a vida das pessoas, incluindo a dos próprios voluntários. Mais informações sobre o Programa da ONU: 10

12 Os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) estabelecem para o mundo metas quantificadas e prazos para atacar a extrema pobreza em suas múltiplas dimensões - pobreza de renda, fome, doença, falta de moradia adequada e exclusão ao mesmo tempo em que promovem a igualdade de gênero, a educação e a sustentabilidade ambiental. São também direitos humanos básicos - os direitos de cada pessoa no planeta à saúde, à educação, à moradia e à segurança, como prometido na Declaração Universal dos Direitos Humanos e na Declaração do Milênio das Nações Unidas. 11

13 1º - ACABAR COM FOME E A MISÉRIA: A participação ativa e o envolvimento dos jovens em estratégias e políticas é um importante ponto de partida para erradicar a pobreza extrema e a fome. Através da facilitação da mobilização social, os jovens ajudam a promover a participação, a coesão social e a construção de redes, que criam condições para o fortalecimento da população local e da sua comunidade. 2º - EDUCAÇÃO BÁSICA E DE QUALIDADE PARA TODOS: Na educação o papel dos jovens é essencial, especialmente para a educação de meninas. Os jovens e outros parceiros de desenvolvimento podem contribuir essencialmente no melhoramento do ensino básico em melhorar as taxas de alfabetização em favelas urbanas e comunidades rurais. Estimulam a participação de estudantes universitários na educação de pessoas podres e marginalizadas. 12

14 3º - IGUALDADE ENTRE OS SEXOS E VALORIZAÇÃO DA MULHER: Os jovens organizam seminários e oficinas de trabalho para a discussão de problemas como, por exemplo, HIV/AIDS, a prevenção da gravidez precoce e na adolescência, etc., que são obstáculos para a educação de meninas e para o desenvolvimento em geral. E é também mais provável que uma mulher educada e formada irá dar maior importância à educação para os seus filhos. 4º - REDUZIR A MORTALIDADE INFANTIL: Os jovens mobilizam as comunidades para a contribuição nas campanhas de imunização envolvendo crianças. Eles facilitam a construção de redes com parceiros de desenvolvimento para garantir recursos para apoiar iniciativas locais das comunidades. 13

15 5º - MELHORAR A SAÚDE DAS GESTANTES: Os jovens ensinam mulheres grávidas através de cursos prénatal e oferecem educação nutricional. Eles mobilizam parteiras, médicos, nutricionistas e outros profissionais da saúde produtiva para oferecer, por exemplo, consultas e cursos em áreas pobres e marginalizadas e apóiam organizações de voluntariado na realização de campanhas para uma maternidade segura. 6º - COMBATER A AIDS, A MALÁRIA E OUTRAS DOENÇAS: Para combater as doenças de HIV/AIDS, a malária, o dengue entre outras é necessário um envolvimento ativo das comunidades para a quebra do silêncio, da vergonha, do estigma e do superstício através da discussão franca e aberta. Os jovens apóiam iniciativas e ações preventivas e curativas e ajudam na organização de campanhas de imunização. Eles realizam campanhas de conscientização, ajudam na criação de grupos de auto-ajuda e na formação de sistemas de prevenção. 14

16 7º - QUALIDADE DE VIDA E RESPEITO AO MEIO AMBIENTE: Os jovens contribuem no melhoramento do meio ambiente nas comunidades, e esta experiência pode ser replicada num nível mais elevado e beneficiar a sociedade em geral. Os jovens assistem às organizações na comunidade no uso dos recursos locais e nos métodos de conservação para enfrentar os desafios ambientais. Eles são essenciais na conscientização dos problemas atuais e do futuro do meio ambiente que irão prejudicar a sua comunidade. Eles também criam redes locais e regionais para a divulgação de práticas mais eficazes e no aproveitamento das experiências internacionais. 8º - TODO MUNDO TRABALHANDO PELO DESENVOLVIMENTO: Através de rede os jovens garantem uma troca de experiências para desenvolver e divulgar as melhores práticas do desenvolvimento. Eles colocam as comunidades num processo de discussão com parceiros variados e abrem oportunidades para um intercâmbio intelectual, comercial e cultural. 15

17 16

Apresentação. Objetivos do Programa

Apresentação. Objetivos do Programa Diálogo Jovem 0 Índice Assunto Pagina Apresentação 2 Objetivos do Programa 2 Resultados esperados 3 Demandas do Programa 3 Por que investir 4 Origem dos Recursos 5 Metodologia 6 Roteiro do Primeiro encontro

Leia mais

A Agenda de Desenvolvimento pós-2015 e os desafios para os Governos Locais. Belo Horizonte 26 de Agosto de 2015

A Agenda de Desenvolvimento pós-2015 e os desafios para os Governos Locais. Belo Horizonte 26 de Agosto de 2015 A Agenda de Desenvolvimento pós-2015 e os desafios para os Governos Locais Belo Horizonte 26 de Agosto de 2015 Os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) Em 2000, durante a Cúpula do Milênio, líderes

Leia mais

Educação básica de qualidade envolve grande número de ações, procedimentos e programas, como mostramos a seguir:

Educação básica de qualidade envolve grande número de ações, procedimentos e programas, como mostramos a seguir: Plano de Governo 1 Educação de qualidade em tempo integral 2 Saúde humanizada, ágil e resoluta 3 Respeito ao cidadão e democratização do poder 4 Gestão administrativa eficiente, honesta e transparente

Leia mais

O Brasil e os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio

O Brasil e os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio O Brasil e os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio O Brasil avançou muito em relação ao cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio e pavimentou o caminho para cumprir as metas até 2015.

Leia mais

PROJETO RUMOS DA INDÚSTRIA PAULISTA RESPONSABILIDADE SOCIAL

PROJETO RUMOS DA INDÚSTRIA PAULISTA RESPONSABILIDADE SOCIAL PROJETO RUMOS DA INDÚSTRIA PAULISTA RESPONSABILIDADE SOCIAL Outubro/2011 Esta pesquisa tem como objetivo conhecer as práticas empresariais que contribuem desenvolvimento social no Estado de São Paulo.

Leia mais

DESENVOLVIMENTO SOCIAL

DESENVOLVIMENTO SOCIAL ENCONTRO DE GESTORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DA PARAÍBA FORTALECIMENTO DA GESTÃO MUNICIPAL PARA O DESENVOLVIMENTO SOCIAL João Pessoa PB / 18, 19, 21 e 22 de março O PNUD reconhece a capacidade do TCE-PB de

Leia mais

Projeto de Capacitação de Crianças e Adolescentes sobre Socorrismo, prevenção de acidentes, Defesa Civil e Cidadania

Projeto de Capacitação de Crianças e Adolescentes sobre Socorrismo, prevenção de acidentes, Defesa Civil e Cidadania R e s g a t e M i r i m Comunitário Projeto de Capacitação de Crianças e Adolescentes sobre Socorrismo, prevenção de acidentes, Defesa Civil e Cidadania 1 B E L O H O R I Z O N T E, S A N T A L U Z I A

Leia mais

Mostra de Projetos Criando Identidade com Pontal do Paraná. Protegendo a Maternidade. Alimentando Vidas. Qualidade de Vida - Mulheres Coletoras

Mostra de Projetos Criando Identidade com Pontal do Paraná. Protegendo a Maternidade. Alimentando Vidas. Qualidade de Vida - Mulheres Coletoras Mostra de Projetos 2011 Criando Identidade com Pontal do Paraná Protegendo a Maternidade Alimentando Vidas Qualidade de Vida - Mulheres Coletoras Mostra Local de: Pontal do Paraná. Categoria do projeto:

Leia mais

Saúde Coletiva - Pactos Pela Vida, em Defesa do SUS e de Gestão.

Saúde Coletiva - Pactos Pela Vida, em Defesa do SUS e de Gestão. Saúde Coletiva - Pactos Pela Vida, em Defesa do SUS e de Gestão. PROFESSOR EDUARDO ARRUDA A OMS: Estatística com mais de 100 indicadores nos 193 estados-membros; O relatório (2011): doenças crônicas (diabetes,

Leia mais

CONEXÕES CRIATIVAS - BETIM Projetos inseridos na Lei Rouanet de Incentivo à Cultura

CONEXÕES CRIATIVAS - BETIM Projetos inseridos na Lei Rouanet de Incentivo à Cultura CONEXÕES CRIATIVAS - BETIM Projetos inseridos na Lei Rouanet de Incentivo à Cultura. Conexões para transformar www.planetacultura.com.br Introdução O que é o Conexões Criativas - Betim? Conhecendo o PTB

Leia mais

PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO CULTURAL

PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO CULTURAL PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO CULTURAL. Conexões para transformar Projeto aprovado na Lei Rouanet de Incentivo à Cultura www.planetacultura.com.br SUMÁRIO Introdução O Programa de Integração Cultural Escopo Circuito

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO Projeto de melhoria da estrutura de equipamentos públicos e programas de saúde existentes A Cidade de Osasco constitui-se em importante polo de desenvolvimento da Região Oeste Metropolitana de São Paulo

Leia mais

Programa Social. Eixo Cidadania e Direitos Humanos. Criança e Adolescente. Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres

Programa Social. Eixo Cidadania e Direitos Humanos. Criança e Adolescente. Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres Programa Social Eixo Cidadania e Direitos Humanos Criança e Adolescente Secretaria Especial dos Direitos Humanos Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Ministério da Educação Ministério

Leia mais

ELEIÇÕES 2012 DIRETRIZES DO PROGRAMA DE GOVERNO DO CANDIDATO JOSÉ SIMÃO DE SOUSA PARA A PREFEITURA DE MANAÍRA/PB ZÉ SIMÃO 45 - PREFEITO

ELEIÇÕES 2012 DIRETRIZES DO PROGRAMA DE GOVERNO DO CANDIDATO JOSÉ SIMÃO DE SOUSA PARA A PREFEITURA DE MANAÍRA/PB ZÉ SIMÃO 45 - PREFEITO ELEIÇÕES 2012 DIRETRIZES DO PROGRAMA DE GOVERNO DO CANDIDATO JOSÉ SIMÃO DE SOUSA PARA A PREFEITURA DE MANAÍRA/PB ZÉ SIMÃO 45 - PREFEITO OBJETIVOS DO GOVERNO: Consolidar e aprofundar os projetos e ações

Leia mais

MANDATOS DECORRENTES DA SEXTA CÚPULA DAS AMÉRICAS. As Chefes e os Chefes de Estado e de Governo das Américas nos comprometemos a:

MANDATOS DECORRENTES DA SEXTA CÚPULA DAS AMÉRICAS. As Chefes e os Chefes de Estado e de Governo das Américas nos comprometemos a: SEXTA CÚPULA DAS AMÉRICAS OEA/Ser.E 14 a 15 de abril de 2012 CA-VI/doc.6/12 Rev.2 Cartagena das Índias, Colômbia 23 maio 2012 Original: espanhol MANDATOS DECORRENTES DA SEXTA CÚPULA DAS AMÉRICAS As Chefes

Leia mais

Participação social é método de governar. Secretaria-Geral da Presidência da República

Participação social é método de governar. Secretaria-Geral da Presidência da República OS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO Foram definidos para dar respostas aos principais problemas mundiais levantados nas conferências sociais que a ONU promoveu na década de 90: Criança (NY/90);

Leia mais

Investimento Social no Entorno do Cenpes. Edson Cunha - Geólogo (UERJ) Msc. em Sensoriamento Remoto (INPE)

Investimento Social no Entorno do Cenpes. Edson Cunha - Geólogo (UERJ) Msc. em Sensoriamento Remoto (INPE) Investimento Social no Entorno do Cenpes Edson Cunha - Geólogo (UERJ) Msc. em Sensoriamento Remoto (INPE) MBA em Desenvolvimento Sustentável (Universidade Petrobras) Abril / 2010 PETR ROBRAS RESPONSABILIDADE

Leia mais

PROGRAMA PARA A VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS VAI SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA São Paulo, Janeiro de 2012.

PROGRAMA PARA A VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS VAI SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA São Paulo, Janeiro de 2012. PROGRAMA PARA A VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS VAI SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA São Paulo, Janeiro de 2012 Design D Kebrada 2. Dados do projeto 2.1 Nome do projeto Design D Kebrada 2.2 Data e

Leia mais

Objetivos de Desenvolvimento do Milénio

Objetivos de Desenvolvimento do Milénio Direito a Não Viver na Objetivos de Desenvolvimento do Milénio Federal Ministry for Foreign Affairs of Austria 8 Objetivos de Desenvolvimento do Milénio com diversas metas a ser atingidas. Adoptados pela

Leia mais

PROJETO SOCIAL EDUCAÇÃO E CIDADANIA PARA TODOS.

PROJETO SOCIAL EDUCAÇÃO E CIDADANIA PARA TODOS. ESADE ESCOLA SUPERIOR DE ADMINISTRAÇÃO, DIREITO E ECONOMIA. CURSO DE ADMINISTRAÇÃO RESPONSABILIDADE SOCIAL PROJETO SOCIAL EDUCAÇÃO E CIDADANIA PARA TODOS. Profª. Ana Elisa Pascottini. MARIA IANE CAMARGO

Leia mais

Resultados do Serviço Preparação para o Primeiro Emprego

Resultados do Serviço Preparação para o Primeiro Emprego Resultados do Serviço Preparação para o Primeiro Emprego Ano 2014 Administração: Rodrigo Antônio de Agostinho Mendonça Secretária do Bem Estar Social: Darlene Martin Tendolo Diretora de Departamento: Silmaire

Leia mais

FOME ZERO. VI Encontro Nacional dos Coordenadores Estaduais e Centros Colaboradores em Alimentaçã. ção CGPAN/MS/Brasília

FOME ZERO. VI Encontro Nacional dos Coordenadores Estaduais e Centros Colaboradores em Alimentaçã. ção CGPAN/MS/Brasília FOME ZERO VI Encontro Nacional dos Coordenadores Estaduais e Centros Colaboradores em Alimentaçã ção e Nutriçã ção CGPAN/MS/Brasília lia-df Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Abril/2006

Leia mais

de Minas Gerais Faça parte do mais tradicional Jornal de Turismo Sobre o jornal Sobre o editor Plataformas Público Perfil do público

de Minas Gerais Faça parte do mais tradicional Jornal de Turismo Sobre o jornal Sobre o editor Plataformas Público Perfil do público mídia kit 2016 01 Faça parte do mais tradicional Jornal de Turismo de Minas Gerais O JORNAL MG TURISMO apresenta, desde 1986, informação de qualidade, sendo comprometido com o leitor, o viajante comum,

Leia mais

AGENDA PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

AGENDA PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL AGENDA PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Além de integrar a missão e visão da FACISC, o Desenvolvimento Sustentável passa agora a ser uma de nossas Diretrizes de atuação. Desta forma, propondo a ampliação

Leia mais

Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Piracaia PIRAPREV CNPJ: 10.543.660/0001-72. Política de Responsabilidade Social

Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Piracaia PIRAPREV CNPJ: 10.543.660/0001-72. Política de Responsabilidade Social Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Piracaia PIRAPREV CNPJ: 10.543.660/0001-72 Política de Responsabilidade Social Dezembro de 2011 1 PREÂMBULO O IPSPMP-PIRAPREV, sendo uma

Leia mais

Exposição fotográfica: cinco anos de cooperação por um mundo sem fome

Exposição fotográfica: cinco anos de cooperação por um mundo sem fome Exposição fotográfica: cinco anos de cooperação por um mundo sem fome - 06-23-2016 Exposição fotográfica: cinco anos de cooperação por um mundo sem fome por Por Dentro da África - quinta-feira, junho 23,

Leia mais

COPATROCINADOR UNAIDS 2015 UNFPA FUNDO DE POPULAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS

COPATROCINADOR UNAIDS 2015 UNFPA FUNDO DE POPULAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS COPATROCINADOR UNAIDS 2015 UNFPA FUNDO DE POPULAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS COPATROCINADORES UNAIDS 2015 UNFPA O QUE É O UNFPA? O Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) se esforça para oferecer um mundo

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE GUARULHOS SECRETARIA DE SAÚDE REGIÃO DE SAÚDE FERNÃO DIAS DUTRA DISTRITO VILA GALVÃO & PASTORAL DA CRIANÇA PROJETO

PREFEITURA MUNICIPAL DE GUARULHOS SECRETARIA DE SAÚDE REGIÃO DE SAÚDE FERNÃO DIAS DUTRA DISTRITO VILA GALVÃO & PASTORAL DA CRIANÇA PROJETO PREFEITURA MUNICIPAL DE GUARULHOS SECRETARIA DE SAÚDE REGIÃO DE SAÚDE FERNÃO DIAS DUTRA DISTRITO VILA GALVÃO & PASTORAL DA CRIANÇA PROJETO COZINHA ENRIQUECIDA GUARULHOS/SP 2009 I APRESENTAÇÃO Em setembro

Leia mais

PROGRAMA DE ACÇÃO SAÚDE. - Advocacia junto ao Ministério da Saúde para criação de mais centros de testagem voluntária.

PROGRAMA DE ACÇÃO SAÚDE. - Advocacia junto ao Ministério da Saúde para criação de mais centros de testagem voluntária. PROGRAMA DE ACÇÃO A diversidade e complexidade dos assuntos integrados no programa de acção da OMA permitirá obter soluções eficazes nos cuidados primários de saúde, particularmente na saúde reprodutiva

Leia mais

POLÍTICA ENGAJAMENTO DE STAKEHOLDERS ÍNDICE. 1. Objetivo...2. 2. Abrangência...2. 3. Definições...2. 4. Diretrizes...3. 5. Materialidade...

POLÍTICA ENGAJAMENTO DE STAKEHOLDERS ÍNDICE. 1. Objetivo...2. 2. Abrangência...2. 3. Definições...2. 4. Diretrizes...3. 5. Materialidade... ENGAJAMENTO DE STAKEHOLDERS Folha 1/8 ÍNDICE 1. Objetivo...2 2. Abrangência...2 3. Definições...2 4. Diretrizes...3 5. Materialidade...7 Folha 2/8 1. Objetivos 1. Estabelecer as diretrizes que devem orientar

Leia mais

EU FAÇO AÇÃO GLOBAL O ANO INTEIRO

EU FAÇO AÇÃO GLOBAL O ANO INTEIRO EU FAÇO AÇÃO GLOBAL O ANO INTEIRO PAUTA Apresentação do objetivo do programa Ação Global; Apresentação dos resultados do Ação Global 2011; Apresentação do Manual da Tecnologia Social e do 9h às 11h30 hotsite;

Leia mais

Juventude e Políticas Públicas em Salvador

Juventude e Políticas Públicas em Salvador Juventude e Políticas Públicas em Salvador Taís de Freitas Santos, Representante Auxiliar Fundo de População das Nações Unidas www.unfpa.org.br Salvador, Junho de 2013 Marco Teórico do UNFPA Nosso objetivo

Leia mais

Projeto de Financiamento para Aquisição de Transporte

Projeto de Financiamento para Aquisição de Transporte Projeto de Financiamento para Aquisição de Transporte Objetivo Geral:Agilizar e dinamizar ações no atendimento às crianças/adolescentes e familiares, assistidos pela OSCIP/FEAS Fundação Educativa Albert

Leia mais

ESCOLA MUNICIPAL ANNE FRANK

ESCOLA MUNICIPAL ANNE FRANK ESCOLA MUNICIPAL ANNE FRANK 21 anos Trabalhando pela construção de uma cultura de paz... Não são poucas as vezes que, desesperados, perguntamos a nós mesmos: qual é o sentido da guerra? Por que as pessoas

Leia mais

Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade

Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade Rede de pessoas e organizações voluntárias da nação brasileira, apartidária, ecumênica e plural, que visa o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento do

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Básica. AUDIÊNCIA PÚBLICA Avaliação dos Programas Federais de Respeito à Diversidade Sexual nas Escolas

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Básica. AUDIÊNCIA PÚBLICA Avaliação dos Programas Federais de Respeito à Diversidade Sexual nas Escolas MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Básica AUDIÊNCIA PÚBLICA Avaliação dos Programas Federais de Respeito à Diversidade Sexual nas Escolas MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL Procuradoria Geral da República

Leia mais

Grupo De Trabalho N 1 Patrícia de Melo Fátima Medeiros Idari Amaral Denise F. Aguiar Willian Yuki Jenifer Paschoal Ferreira

Grupo De Trabalho N 1 Patrícia de Melo Fátima Medeiros Idari Amaral Denise F. Aguiar Willian Yuki Jenifer Paschoal Ferreira Grupo De Trabalho N 1 Patrícia de Melo Fátima Medeiros Idari Amaral Denise F. Aguiar Willian Yuki Jenifer Paschoal Ferreira Atividades - *Moradia para todos *Ruas Pavimentadas *Emprego Para todos *100%

Leia mais

Podem as empresas sustentáveis contribuir para o cumprimento dos objetivos propostos pelas Metas do Milênio

Podem as empresas sustentáveis contribuir para o cumprimento dos objetivos propostos pelas Metas do Milênio Podem as empresas sustentáveis contribuir para o cumprimento dos objetivos propostos pelas Metas do Milênio ODILON LUÍS FACCIO Instituto Primeiro Plano São Paulo, 24 de junho de 2008 Grupo de Excelência

Leia mais

11) Incrementar programas de mobilidade e intercâmbio acadêmicos. Propiciar a um número maior de discentes a experiência de interação

11) Incrementar programas de mobilidade e intercâmbio acadêmicos. Propiciar a um número maior de discentes a experiência de interação Apresentação A vocação natural da instituição universitária é fazer-se um centro de convergência e articulação de esforços intelectuais, científicos, artísticos e culturais, estimulando o pensamento crítico,

Leia mais

CÂNDIDO LUSTOSA PEREIRA DE ARAÚJO JÚNIOR SEMIRAMES ELVAS DE ARAGÃO MELO A VITÓRIA QUE O POVO QUER DE NOVO

CÂNDIDO LUSTOSA PEREIRA DE ARAÚJO JÚNIOR SEMIRAMES ELVAS DE ARAGÃO MELO A VITÓRIA QUE O POVO QUER DE NOVO PLANO ANO DE GOVERNO: PREFEITO: CÂNDIDO LUSTOSA PEREIRA DE ARAÚJO JÚNIOR VICE- PREFEITA: SEMIRAMES ELVAS DE ARAGÃO MELO COLIGAOÇÃO: A VITÓRIA QUE O POVO QUER DE NOVO PLANO ANO DE GOVERNO: PREFEITO: CÂNDIDO

Leia mais

Garantir o direito de aprender, para todos e para cada um.

Garantir o direito de aprender, para todos e para cada um. A Educação Básica, B Avanços e Desafios Maria do Pilar Lacerda Almeida e Silva Secretária de Educação Básica Ministério da Educação Foto: João Bittar Garantir o direito de aprender, para todos e para cada

Leia mais

ESCOLAS PROMOTORAS DE SAÚDE E O PROGRAMA DE SAÚDE NA ESCOLA

ESCOLAS PROMOTORAS DE SAÚDE E O PROGRAMA DE SAÚDE NA ESCOLA 3 a S e m a n a Na semana passada tivemos uma visão geral dos temas que serão tratados durante as 15 semanas do curso. No texto a seguir é feita uma síntese da Iniciativa Escolas Promotoras da Saúde proposta

Leia mais

PROPOSTA DE GOVERNO DO PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO PSB. VAMOS MUDAR JAMBEIRO

PROPOSTA DE GOVERNO DO PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO PSB. VAMOS MUDAR JAMBEIRO PROPOSTA DE GOVERNO DO PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO PSB. VAMOS MUDAR JAMBEIRO A Gestão Participativa, com a construção de múltiplos canais de consulta, com a participação em decisões, com o controle Social,

Leia mais

Propostas 2013 2016. Dr. Marcos Norjosa

Propostas 2013 2016. Dr. Marcos Norjosa Propostas 2013 2016 As propostas do candidato a Prefeito Dr. Marcos têm como meta principal o bem estar do povo de Pacoti, assim como seu desenvolvimento social e financeiro. Este plano de governo é resultado

Leia mais

COPATROCINADOR UNAIDS 2015 UNESCO ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A EDUCAÇÃO, A CIÊNCIA E A CULTURA

COPATROCINADOR UNAIDS 2015 UNESCO ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A EDUCAÇÃO, A CIÊNCIA E A CULTURA COPATROCINADOR UNAIDS 2015 UNESCO ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A EDUCAÇÃO, A CIÊNCIA E A CULTURA COPATROCINADORES UNAIDS 2015 O QUE É A UNESCO? Os jovens continuam a ser um alvo prioritário da ação

Leia mais

CONEXÃO VERDE IASEA REDE NACIONAL DE ENSINO SOCIOAMBIENTAL INSTITUTO PARA APRENDIZAGEM SOCIAL, EMOCIONAL E AMBIENTAL

CONEXÃO VERDE IASEA REDE NACIONAL DE ENSINO SOCIOAMBIENTAL INSTITUTO PARA APRENDIZAGEM SOCIAL, EMOCIONAL E AMBIENTAL CONEXÃO VERDE REDE NACIONAL DE ENSINO SOCIOAMBIENTAL IASEA INSTITUTO PARA APRENDIZAGEM SOCIAL, EMOCIONAL E AMBIENTAL 1. APRESENTAÇÃO Conexão Verde é uma rede de aprendizagem e colaboração que envolve jovens

Leia mais

DIRETRIZES PARA O PROGRAMA DE GOVERNO

DIRETRIZES PARA O PROGRAMA DE GOVERNO DIRETRIZES PARA O PROGRAMA DE GOVERNO Formular e implementar estratégias de gestão com participação, transparência, compromisso, responsabilidade e efetividade, potencializando a administração pública

Leia mais

O mundo inteiro vai ver o seu município com bons olhos!

O mundo inteiro vai ver o seu município com bons olhos! O mundo inteiro vai ver o seu município com bons olhos! Metodologia do Selo UNICEF Município Aprovado 2009-2012 Realização Parcerias O Selo UNICEF Município Aprovado O QUE O SELO UNICEF REPRESENTA PARA

Leia mais

CLXV Reunião Ordinária do Conselho Pleno da ANDIFES

CLXV Reunião Ordinária do Conselho Pleno da ANDIFES Presidência da República Secretaria de Governo Secretaria Nacional de Articulação Social CLXV Reunião Ordinária do Conselho Pleno da ANDIFES Natal RN, 27 de julho de 2017 Etapas da Agenda 2030 ETAPA DE

Leia mais

LIVE SPORTS MARKETING

LIVE SPORTS MARKETING LIVE SPORTS MARKETING A Live Sports Marketing é uma agência que existe desde 2006 e presta serviços de consultoria e assessoria de marketing esportivo para empresas e marcas que queiram utilizar e se beneficiar

Leia mais

Voluntariado e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Silvia Naccache Centro de Voluntariado SP

Voluntariado e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Silvia Naccache Centro de Voluntariado SP Voluntariado e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável Silvia Naccache Centro de Voluntariado SP orgsociasi@voluntariado.org.br 2016 MONICA EXELRUD VILLARINDO UNV Programme & Administrative Associate

Leia mais

Relatório de Atividades

Relatório de Atividades 1 Relatório de Atividades 2005 I- Introdução A Fundação Fé e Alegria do Brasil é uma sociedade civil de direito privado, de ação pública e sem fins lucrativos, com sede a Rua Rodrigo Lobato, 141 Bairro

Leia mais

PROJETO DE INTERVENÇÃO: O APROVEITAMENTO INTEGRAL ALIMENTAR

PROJETO DE INTERVENÇÃO: O APROVEITAMENTO INTEGRAL ALIMENTAR FACULDADE SALESIANA DE VITÓRIA GRADUAÇÃO EM SERVIÇO SOCIAL KARLA FRANCINE MOREIRA DE JESUS(MB) ARQUIVO DISPONIBILIZADO NA BIBLIOTECA VIRTUAL DO PROJETO REDESAN Título: Projeto de Intervenção: O Aproveitamento

Leia mais

Transforme seu imposto em música

Transforme seu imposto em música FUNDO DA INFÂNCIA E DA ADOLESCÊNCIA Transforme seu imposto em música Associação Cultural Casa de Música de Ouro Branco O QUE É O FUNDO DA INFÂNCIA E DA ADOLESCÊNCIA O Fundo da Infância e da Adolescência

Leia mais

Mortalidade Infantil E Populações tradicionais. Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Mortalidade Infantil E Populações tradicionais. Objetivos de Desenvolvimento Sustentável Mortalidade Infantil E Populações tradicionais Objetivos de Desenvolvimento Sustentável OS ODM s Muito a celebrar... O Brasil alcançou a meta relacionada à mortalidade infantil. Mas com muita desigualdades

Leia mais

Esta resolução entra em vigor a partir da presente data. Ratificam-se atos realizados anteriormente, Revogam-se as disposições em contrário.

Esta resolução entra em vigor a partir da presente data. Ratificam-se atos realizados anteriormente, Revogam-se as disposições em contrário. Resolução 28/2017 Dispõe sobre o Dia Mundial da Alimentação 2017: Mude o futuro da migração. Investir na segurança alimentar e desenvolvimento rural curso de Nutrição da Faculdade Campo Real em parceria

Leia mais

Semeando Futuro RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

Semeando Futuro RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Semeando Futuro RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Pilar da companhia Responsabilidade Socioambiental BRASIL OBJETIVO: Promover o desenvolvimento sustentável das comunidades onde atua DIAGNÓSTICO: Identificar

Leia mais

Prof. Jefferson Monteiro

Prof. Jefferson Monteiro Prof. Jefferson Monteiro Histórico O Programa Segundo Tempo é uma política pública de esporte educacional idealizado e criado em 2003 pelo Ministério do Esporte, destinado a democratizar o acesso à prática

Leia mais

Rede Mobilizadores. Elaboração de Projetos Sociais: aspectos gerais

Rede Mobilizadores. Elaboração de Projetos Sociais: aspectos gerais Atividade Final: Elaboração de Pré-Projeto Aluno: Maurício Francheschis Negri 1 Identificação do Projeto Rede Mobilizadores Elaboração de Projetos Sociais: aspectos gerais Um dia na escola do meu filho:

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DA AMAZÔNIA

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DA AMAZÔNIA POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DA AMAZÔNIA A Socioambiental (PRSA) substitui a Política Corporativa pela Sustentabilidade (2011), e incorpora a contribuição das partes interessadas

Leia mais

Pequenas e Médias Empresas no Paraguai. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios

Pequenas e Médias Empresas no Paraguai. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios Pequenas e Médias Empresas no Paraguai Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios No Paraguai, as micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) podem ser classificadas

Leia mais

Seminário Internacional Trabalho Social em Habitação: Desafios do Direito à Cidade. Mesa 2: AGENTES PÚBLICOS, NORMATIVOS E DIREÇÃO DO TRABALHO SOCIAL

Seminário Internacional Trabalho Social em Habitação: Desafios do Direito à Cidade. Mesa 2: AGENTES PÚBLICOS, NORMATIVOS E DIREÇÃO DO TRABALHO SOCIAL Seminário Internacional Trabalho Social em Habitação: Desafios do Direito à Cidade Mesa 2: AGENTES PÚBLICOS, NORMATIVOS E DIREÇÃO DO TRABALHO SOCIAL Elzira Leão Trabalho Social/DHAB/DUAP/SNH Ministério

Leia mais

COPATROCINADOR UNAIDS 2015 ONU MULHERES ENTIDADE DAS NAÇÕES UNIDAS PARA IGUALDADE DE GÊNERO E EMPODERAMENTO DAS MULHERES

COPATROCINADOR UNAIDS 2015 ONU MULHERES ENTIDADE DAS NAÇÕES UNIDAS PARA IGUALDADE DE GÊNERO E EMPODERAMENTO DAS MULHERES COPATROCINADOR UNAIDS 2015 ONU MULHERES ENTIDADE DAS NAÇÕES UNIDAS PARA IGUALDADE DE GÊNERO E EMPODERAMENTO DAS MULHERES COPATROCINADORES UNAIDS 2015 O QUE É A ONU MULHERES? A igualdade de gênero é obrigatória

Leia mais

Faculdade de Tecnologia SENAI Belo Horizonte

Faculdade de Tecnologia SENAI Belo Horizonte PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU FATEC SENAI BH A Faculdade de Tecnologia SENAI Belo Horizonte, credenciada pelo MEC pela Portaria n 1788 de 27 de maio de 2005 e despacho SEMTEC nº 311/2005, apresenta

Leia mais

sustentabilidade Futuro em construção futuro em construção

sustentabilidade Futuro em construção futuro em construção futuro em construção ONU apresenta relatório com a síntese de todo o trabalho desenvolvido até agora para definição e negociação da agenda pós-2015, com ações que guiarão o desenvolvimento global a partir

Leia mais

Todos dos dias construindo um futuro melhor PLANO DE GOVERNO DONIZETEOLIVEIRA COSTA VICE - PREFEITO

Todos dos dias construindo um futuro melhor PLANO DE GOVERNO DONIZETEOLIVEIRA COSTA VICE - PREFEITO 15 Todos dos dias construindo um futuro melhor PLANO DE GOVERNO FRANCISCO COELHO FILHO PREFEITO DONIZETEOLIVEIRA COSTA VICE - PREFEITO ELEIÇÕES 2012 Educação Reforma e ampliação das escolas municipais.

Leia mais

Pacto Global das Nações Unidas Relatório de Comunicação de Progresso (COP Report) Signatário: PATMAR INDÚSTRIA E COMERCIO LTDA

Pacto Global das Nações Unidas Relatório de Comunicação de Progresso (COP Report) Signatário: PATMAR INDÚSTRIA E COMERCIO LTDA Signatário: PATMAR INDÚSTRIA E COMERCIO LTDA Relatório anual referente ao ANO 2012 Para nossos acionistas: Tenho o prazer de confirmar que PATMAR INDUSTRIA E COMERCIO LTDA reafirma o seu apoio das Dez

Leia mais

S enado Federal S ubsecretaria de I nfor mações DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL

S enado Federal S ubsecretaria de I nfor mações DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL S enado Federal S ubsecretaria de I nfor mações LEI Nº 9.795, DE 27 DE ABRIL DE 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. O PRESIDENTE

Leia mais

CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DO TRABALHO. Recomendação 193. Genebra, 20 de junho de 2002. Tradução do Texto Oficial

CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DO TRABALHO. Recomendação 193. Genebra, 20 de junho de 2002. Tradução do Texto Oficial CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DO TRABALHO Recomendação 193 Recomendação sobre a Promoção de Cooperativas adotada pela Conferência em sua 90 ª Reunião Genebra, 20 de junho de 2002 Tradução do Texto Oficial

Leia mais

Estratégia da ONUSIDA para : Acelerar o financiamento para pôr fim à SIDA

Estratégia da ONUSIDA para : Acelerar o financiamento para pôr fim à SIDA Estratégia da ONUSIDA para 2016-2020: Acelerar o financiamento para pôr fim à SIDA www.itcilo.org INTRODUÇÃO Estratégia global orientar e apoiar a resposta à SIDA, a nível global e assente em princípios

Leia mais

Briefing Institu cional

Briefing Institu cional Briefing Institu cional 01 Quem somos TETO é uma organização internacional presente na América Latina e Caribe, que atua há 10 anos no Brasil pela defesa dos direitos das pessoas que vivem nas favelas

Leia mais

Como usar os recursos e o website da Maior Lição do Mundo

Como usar os recursos e o website da Maior Lição do Mundo Guia do Educador Como usar os recursos e o website da Maior Lição do Mundo Na sexta-feira, 25 de setembro, as Nações Unidas anunciarão os Objetivos Globais para o Desenvolvimento Sustentável. A ideia da

Leia mais

PROJETO DEGRAUS CRIANÇA: UM INSTRUMENTO DE CIDADANIA Ana Paula Santana GIROTO 1 Laís Ferreira VASCONCELLOS 2,

PROJETO DEGRAUS CRIANÇA: UM INSTRUMENTO DE CIDADANIA Ana Paula Santana GIROTO 1 Laís Ferreira VASCONCELLOS 2, 1 PROJETO DEGRAUS CRIANÇA: UM INSTRUMENTO DE CIDADANIA Ana Paula Santana GIROTO 1 Laís Ferreira VASCONCELLOS 2, RESUMO: Ao conceber a criança como um ser em desenvolvimento, é imprescindível a atenção

Leia mais

PROGRAMA DE GOVERNO 2017/2020

PROGRAMA DE GOVERNO 2017/2020 PROGRAMA DE GOVERNO EDUCAÇÃO A EDUCAÇÃO É PRIORIDADE EM NOSSO PLANO DE GOVERNO, ONDE SERÃO DESENVOLVIDAS AÇÕES DE APERFEIÇOAMENTO NA QUALIDADE DE ENSINO EM TODAS AS SUAS MODADLIDADES, CUMPRINDO TODAS AS

Leia mais

Agricultura e Alimentação (JA)

Agricultura e Alimentação (JA) O SR. INOCÊNCIO OLIVEIRA (PL/PE pronuncia o seguinte discurso.) Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados: Relatório da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO), organismo da ONU,

Leia mais

A RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL NO CONTEXTO DO PODER JUDICIÁRIO

A RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL NO CONTEXTO DO PODER JUDICIÁRIO A RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL NO CONTEXTO DO PODER JUDICIÁRIO Renatto Marcello de Araujo Pinto Comitê Gestor da PNRSJT Comissão de Responsabilidade Socioambiental DILEMAS DO DESENVOLVIMENTO DESENVOLVIMENTO

Leia mais

1. DADOS DA INSTITUIÇÃO Nome: J.I. Serviços de Agronomia e de Consultoria as Atividades Agrícolas e Pecuárias LTDA.

1. DADOS DA INSTITUIÇÃO Nome: J.I. Serviços de Agronomia e de Consultoria as Atividades Agrícolas e Pecuárias LTDA. 1. DADOS DA INSTITUIÇÃO Nome: J.I. Serviços de Agronomia e de Consultoria as Atividades Agrícolas e Pecuárias LTDA. Endereço: Rua das Mangueiras, Qd. 03 Lote 12 Bairro Amapá Agrópolis do INCRA Marabá Pará.

Leia mais

Núcleo Regional de Paranavaí

Núcleo Regional de Paranavaí Núcleo Regional de Paranavaí Municípios participantes Alto Paraná Cruzeiro do Sul Guairaçá Itaúna do Sul Loanda Mirador Nova Londrina Paranacity Paranavaí Porto Rico Sta Cruz de M. Castelo Sta Mônica São

Leia mais

TRABALHO DECENTE E JUVENTUDE NO BRASIL. Julho de 2009

TRABALHO DECENTE E JUVENTUDE NO BRASIL. Julho de 2009 TRABALHO DECENTE E JUVENTUDE NO BRASIL Brasília, Julho de 2009 Trabalho Decente e Juventude no Brasil 1. Diagnóstico da situação magnitude do déficit de Trabalho Decente para os jovens relação educação

Leia mais

AÇÕES PARA ERRADICAÇÃO DA POBREZA E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL 1

AÇÕES PARA ERRADICAÇÃO DA POBREZA E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL 1 AÇÕES PARA ERRADICAÇÃO DA POBREZA E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL 1 Fernando Lagares Távora 2 A Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável a ser realizada na cidade do Rio de Janeiro

Leia mais

Explicando o Bolsa Família para Ney Matogrosso

Explicando o Bolsa Família para Ney Matogrosso Pragmatismo Político, 14 de maio de 2014 Explicando o Bolsa Família para Ney Matogrosso Criticado por Ney Matogrosso e peça da campanha de Aécio, Campos e Dilma, benefício é pago para 14 milhões de famílias.

Leia mais

Selo UNICEF realiza ciclo de capacitação em todo o País

Selo UNICEF realiza ciclo de capacitação em todo o País 08 novembro de 2010 Selo UNICEF realiza ciclo de capacitação em todo o País O 3º Ciclo de capacitação do Selo UNICEF Município Aprovado está sendo realizado em todo o Brasil, com a participação de conselheiros

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA SECRETARIA DE PESSOAL, ENSINO, SAÚDE E DESPORTO - SEPESD DEPARTAMENTO DE SAÚDE E ASSISTÊNCIA SOCIAL - DESAS COPRECOS-BRASIL

MINISTÉRIO DA DEFESA SECRETARIA DE PESSOAL, ENSINO, SAÚDE E DESPORTO - SEPESD DEPARTAMENTO DE SAÚDE E ASSISTÊNCIA SOCIAL - DESAS COPRECOS-BRASIL MINISTÉRIO DA DEFESA SECRETARIA DE PESSOAL, ENSINO, SAÚDE E DESPORTO - SEPESD DEPARTAMENTO DE SAÚDE E ASSISTÊNCIA SOCIAL - DESAS COPRECOS-BRASIL ANDERSON BERENGUER Ten Cel Farm (EB) Gerente-Geral do Programa

Leia mais

O QUE ORIENTA O PROGRAMA

O QUE ORIENTA O PROGRAMA O QUE ORIENTA O PROGRAMA A Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres estabeleceu um diálogo permanente com as mulheres brasileiras por meio de conferências nacionais que constituíram um marco na

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. "Ser Gestante"

Mostra de Projetos 2011. Ser Gestante Mostra de Projetos 2011 "Ser Gestante" Mostra Local de: Guarapuava Categoria do projeto: Projetos em implantação, com resultados parciais. Cidade: Guarapuava Contato: (42) 3677 3379 / craspinhao@yahoo.com.br

Leia mais

Projeto ODM Brasil 2015

Projeto ODM Brasil 2015 Objetivos de Desenvolvimento do Milênio Com base em resultados de conferências internacionais, a ONU lançou, no ano 2000, os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, durante e Cúpula do Milênio, com a

Leia mais

PROPOSTA DE GOVERNO ANO 2013 2016 COLIGAÇÃO. Todos por Abaeté.

PROPOSTA DE GOVERNO ANO 2013 2016 COLIGAÇÃO. Todos por Abaeté. PROPOSTA DE GOVERNO ANO 2013 2016 COLIGAÇÃO Todos por Abaeté. Queremos um Abaeté onde todos possam participar das decisões sobre os investimentos públicos e fiscalizar os serviços prestados. Uma cidade

Leia mais

CVSP e Programa de Voluntariado Empresarial

CVSP e Programa de Voluntariado Empresarial CVSP e Programa de Voluntariado Empresarial O Centro de Voluntariado de São Paulo, é uma organização social da sociedade civil, sem fins lucrativos, apolítica, apartidária e sem vínculos religiosos. Foi

Leia mais

Objetivos de Desenvolvimento do Milênio Avanços e Desafios

Objetivos de Desenvolvimento do Milênio Avanços e Desafios Objetivos de Desenvolvimento do Milênio Avanços e Desafios 7o Seminário Nacional de Responsabilidade Social UNIMED Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento Londrina, 2010. O que são os OBJETIVOS

Leia mais

Objectivos de Desenvolvimento do Milénio

Objectivos de Desenvolvimento do Milénio República de Moçambique Objectivos de Desenvolvimento do Milénio Ponto de Situação, Progressos e Metas Conferência Cumprir Bissau Desafios e Contribuições da CPLP para o cumprimento dos ODMS 5 de Junho

Leia mais

COMPROMISSO COM A FAMILIA

COMPROMISSO COM A FAMILIA Rua Bela Vista, 220 Vila Camisão COMPROMISSO COM A FAMILIA A família é o objetivo central da Democracia Cristã, ação politica inspirada nos ideais do Cristianismo. Fomos nós, Social-Democrata-Cristãos,

Leia mais

POLITICADERESPONSABILIDADESOCIALDATHYSSENKRUPPELEVADORESBRASIL

POLITICADERESPONSABILIDADESOCIALDATHYSSENKRUPPELEVADORESBRASIL POLITICADERESPONSABILIDADESOCIALDATHYSSENKRUPPELEVADORESBRASIL 1. PoliticadoGrupoThyssenKrupp Esta política trata-se de um complemento à Politica «Group Policy on Corporate Citizenship Activities,MembershipsandTicketsPurchases(últimamodificaçãoJaneiro2013)».

Leia mais

Municípios e Comunidades. Saudáveis. Promovendo a qualidade de vida através da Estratégia de Municípios e Comunidades. Saudáveis

Municípios e Comunidades. Saudáveis. Promovendo a qualidade de vida através da Estratégia de Municípios e Comunidades. Saudáveis Organização Pan Americana da Saúde Oficina Regional da Organização Mundial da Saúde Municípios e Comunidades Saudáveis Guia dos prefeitos e outras autoridades locais Promovendo a qualidade de vida através

Leia mais

Quem Somos. Missão. Visão. Valores

Quem Somos. Missão. Visão. Valores Quem Somos O CEAP Centro Educacional Assistencial Profissionalizante é uma organização não governamental, sem fins lucrativos, que funciona no modelo de uma escola profissionalizante gratuita, localizada

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL Nº 002/2013 Portaria SEME nº 014/2013 Título: Ambiente e Vida Área: Educação Ambiental Coordenação: Cássia Mara Silveira Leal Supervisora: Júnia

Leia mais

Política de Direitos Humanos

Política de Direitos Humanos Política de Direitos Humanos Publicada em 23/11/2016 Resumo do documento: Esta política descreve as regras e diretrizes gerais da atuação dos funcionários do Banco para garantir a proteção e preservação

Leia mais

CARTA INTERNACIONAL DA EDUCAÇÃO FÍSICA E DO DESPORTO DA UNESCO. Preâmbulo

CARTA INTERNACIONAL DA EDUCAÇÃO FÍSICA E DO DESPORTO DA UNESCO. Preâmbulo CARTA INTERNACIONAL DA EDUCAÇÃO FÍSICA E DO DESPORTO DA UNESCO Preâmbulo A Conferência Geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, reunida em Paris, na sua 20ª sessão,

Leia mais

Data: 06 a 10 de Junho de 2016 Local: Rio de Janeiro

Data: 06 a 10 de Junho de 2016 Local: Rio de Janeiro Data: 06 a 10 de Junho de 2016 Local: Rio de Janeiro Justificativas O Estado contemporâneo busca superar uma parte substantiva dos obstáculos que permeiam as políticas públicas e as ações privadas através

Leia mais

NOVO PROGRAMA. Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL

NOVO PROGRAMA. Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL NOVO PROGRAMA Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL 2014-2018 1 PETROBRAS Fundada em 1953, a partir de uma campanha popular O petróleo é nosso. Empresa integrada de energia Sociedade anônima de capital aberto

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO ASSESSORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS - REITORIA POLÍTICA DE INTERNACIONALIZAÇÃO DA UFMT.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO ASSESSORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS - REITORIA POLÍTICA DE INTERNACIONALIZAÇÃO DA UFMT. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO ASSESSORIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS - REITORIA POLÍTICA DE INTERNACIONALIZAÇÃO DA UFMT. Elaborado por: Joíra Martins Supervisão: Prof. Paulo

Leia mais