Projeto de Financiamento para Aquisição de Transporte

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Projeto de Financiamento para Aquisição de Transporte"

Transcrição

1 Projeto de Financiamento para Aquisição de Transporte Objetivo Geral:Agilizar e dinamizar ações no atendimento às crianças/adolescentes e familiares, assistidos pela OSCIP/FEAS Fundação Educativa Albert Schweitzer Público Alvo:230 assistidos, com faixa etária a partir dos 06 (seis) anos de idade e respectivos familiares, residentes nos bairros Saboó, Alemoa e adjacências Duração: 12 meses Valor Financiado:R$ ,00

2 Projeto de Ampliação da Central de Informações dos Direitos da Criança e do Adolescente - Mãos Dadas Objetivo Geral: Melhorar/Ampliar a implantação e implementação do Estatuto da Criança e do Adolescente, contribuindo para a qualidade de vida de crianças e adolescentes. Público Alvo: Conselhos de Direitos; Conselhos Tutelares; Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público OSCIP s; Universidades; Fundações; Governos Municipais, Estaduais e Nacional; Poder Judiciário; Ministério Público; Defensorias Públicas da Criança e do Adolescente e Sociedade. Duração: 8 meses Valor Financiado: R$ ,00

3 Projeto Família Legal Objetivo Geral: Garantir às crianças e adolescentes abrigados a agilização de sua reintegração à família biológica ou colocação em família substituta, na forma de guarda, tutela ou adoção. Divulgação e incentivo aos estudantes de direito sobre a área da criança e do adolescente, através do trabalho em campo e de pesquisas. Público Alvo: Crianças e adolescentes atendidas em regime de abrigo e suas respectivas famílias, profissionais das entidades responsáveis pelas crianças/adolescentes (diretores, psicólogos e assistentes sociais). Duração: 8 meses Valor Financiado: ,0

4 PROGRAMA FAMÍLIA ACOLHEDORA Objetivo Geral: Acolhimento temporário de crianças e adolescentes, cuja família atravessem uma crise, durante a qual não possa permanecer com seu filho. Outra família da comunidade, avaliada e capacitada pelo programa, assume temporariamente a guarda da criança/adolescente, até a superação da crise ou definição da situação jurídica da criança. O programa garante o direito à convivência familiar às crianças, evitando a ida para abrigos (institucionalização). Público Alvo: Crianças ou adolescentes de 0 a 18 anos, cujas famílias passem por um momento de crise, que impeça sua permanência, até a superação da mesma ou encaminhamento à adoção quando o retorno se torne impossível; Famílias de origem que atravessam momentos de crise. Rede Rede de de Famílias Famílias Acolhedoras Duração: contínuo Valor financiado: ,02

5 PROJETO: NOSSAS CRIANÇAS Objetivo Geral: Favorecer a aquisição de vários brinquedos quer de parque (playground) como pedagógicos; além da manutenção do prédio (pintura e reforma de telhado), colocação de toldos para resguardo de chuva/sol e telas de proteção promovendo o desenvolvimento integral da criança de nos aspectos físico, psicológico, cognitivo e sócio-cultural, através das brincadeiras, da criatividade além de fornecer ambientes com proteção, segurança e conforto que colaborem para o bem estar da criança. Público Alvo: Atendimento a 35 crianças na faixa etária de 04 meses à 3 anos e 11 meses de ambos os sexos, em regime de período integral. Duração: 05 meses. Valor Financiado: R$ ,00

6 Projeto Girassóis Objetivo Geral: Garantir serviços para a criança, o adolescente, o jovem e famílias em situação de vulnerabilidade social, visando o fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários. Público Alvo: Famílias que residem nos bairros do entorno da instituição, em situação de vulnerabilidade social. Duração: 12 meses. Valor Financiado: ,00 ( vinte mil reais)

7 Público Alvo: 60 (sessenta) adolescentes e suas famílias, sendo que parte destas encontrase em situação de risco social, onde é preciso driblar problemas como drogas e alcoolismo, violência doméstica, direitos violados e adolescentes infratores. Duração: 12 meses. Valor financiado: ,12 (cento e dois mil, quinhentos e sessenta e dois reais e doze centavos). Projeto Talento em Ação: Famílias da Nossa Terra Objetivo Geral: Desenvolver processo educativo em arte e cultura que promova o protagonismo juvenil através da produção de obras artísticas e culturais, de veículos de comunicação, suprimentos na área esportiva, artesanato regional e estampas de vestuários, multiplicando nas escolas os conhecimentos adquiridos e integrando as famílias num processo continuo de construção da cidadania.

8 PROJETO GERAÇÃO FUTURO Objetivo Geral: Desenvolver diversas habilidades através dos recursos oferecidos pelo computador, a fim de estabelecer novas oportunidades. Utilizando-o como instrumento de acesso à informação, em plena era do conhecimento, permitindo aos diversos segmentos da nossa sociedade, enxergar o seu país, a sua cidade e mesmo o seu bairro desde um a perspectiva própria. Público Alvo: O projeto Geração Futuro, tende a oferecer suas atividades aos educandos do sexo feminino e masculino, no regime de dois períodos (matutino e vespertino), da Escola de Educação Especial Meimei, que atende portadores de necessidades especiais, tais como, deficiência mental de leve a moderada e distúrbios de aprendizagem. Duração: 01 ano Valor financiado: R$ ,94 (cinqüenta e dois mil seiscentos e trinta e quatro reais e noventa e quatro centavos).

9 Projeto Capacitação de Redes e Responsabilidade Social Objetivo Geral: Colaborar para a expansão do nível de consciência das pessoas e proporcionar espaços de reflexão, crescimento e troca de experiências, aglutinando diversos temas e públicos de interesse. Proporcionar também ferramentas e possibilidades práticas de ações em cada área. Público Alvo: parceiros da ACMD e dos demais parceiros que venham a fazer parte do evento; CMDCA s; Conselhos Tutelares; poder público; empresas: empresários, funcionários e parceiros; organizações governamentais e não governamentais; entidades de classe; clubes de servir; conselheiros de direitos e tutelares; profissionais liberais; profissionais do terceiro setor e sociedade civil. Duração: 2 dias Valor Financiado: R$ ,00

10 PROJETO PRÓ-MENINO/ PROECO Objetivo Geral: Prevenir e combater o trabalho infantil promovendo ações sócios educativas na perspectiva da educação integral, propiciando meios de qualificação para geração de renda às famílias, criando no indivíduo a consciência de seu valor como cidadão e sua importância dentro da comunidade a que pertence integrando a escola, a família, a comunidade e a rede de serviços das regiões. Público Alvo: 50 crianças e adolescentes, na condição de vítima, preferencialmente, bem como vulneráveis a exploração do trabalho infantil, indicadas pela pesquisa investigativa realizada nas escolas, pertencentes a duas unidades escolares da Zona Noroeste de Santos, sendo uma na região do Dique da Vila Gilda e outra na Alemoa. Duração: 18 meses Valor financiado: ,00 (cento e quarenta e seis mil, duzentos e sessenta e sete reais) Convênio com a Fundação Telefônica

11 PROJETO PRÓ-MENINO/Pró-Viver Objetivo: Prevenir e combater o trabalho infantil promovendo ações sócios-educativas na perspectiva da educação integral, propiciando meios de qualificação para geração de renda às famílias, criando no indivíduo a consciência de seu valor como cidadão e sua importância dentro da comunidade a que pertence integrando a escola, a família, a comunidade e a rede de serviços das regiões. Público Alvo: 25 crianças e/ou adolescentes na faixa etária de 07 a 15 anos e 11 meses de ambos os sexos, residentes no bairro do Centro de Santos vítimas e vulneráveis ao trabalho infantil e suas famílias. Duração: 18 meses Valor Financiado: R$ ,00 Convênio com a Fundação Telefônica

12 Pró Menino/ Poiesis PROJETO PRÓ-MENINO Objetivo: Prevenir e combater o Objetivo: Prevenir e combater o trabalho infantil trabalho infantil promovendo ações sócioseducativas na perspectiva da educação integral, promovendo ações sócios-educativas na perspectiva da educação integral, propiciando meios de propiciando meios de qualificação para geração qualificação para geração de renda às famílias, de renda às famílias, criando no indivíduo a criando no indivíduo a consciência de seu valor como consciência de seu valor como cidadão e sua cidadão e sua importância dentro da comunidade a importância dentro da comunidade a que que pertence integrando a escola, a família, a pertence integrando escola, família, comunidade e a rede de serviços das regiões. comunidade e a rede de serviços das regiões. Público Alvo : 25 crianças e/ou adolescentes na Público Alvo: 25 crianças e/ou adolescentes na faixa faixa etária de 07 a 15anos e 11 meses de ambos etária de 07 a 15anos e 11 meses de ambos os sexos, os sexos, residentes no bairro do Centro de residentes no bairro do Centro de Santos vítimas e Santos vítimas e vulneráveis ao trabalho infantil vulneráveis ao trabalho infantil e suas famílias; e suas famílias; Duração : 18 meses Duração: 18 meses Valor Financiado : R$ ,00 Órgão Financiador: Fundação Valor Financiado: R$ ,00 Telefônica/FMDCA Convênio com Fundação Telefônica

13 PROJETO NAVEGA MORRO OBJETIVO GERAL: Implantar o laboratório de informática para realização de cursos de informática para adolescentes e jovens de baixa renda, possibilitando o acesso a mundo digital e preparálos para a inserção no mundo do trabalho e para realização de projetos pedagógicos voltados para crianças de cinco a dez anos atendidas pela instituição. PÚBLICO ALVO O público alvo a ser atendido pelo projeto é: crianças, adolescentes e jovens de ambos os sexos. O projeto pretende atender a comunidade do Morro São Bento e imediações. O curso de informática será realizado diariamente entre as 17hs e 21hs (aulas com duas horas de duração) a ser concluído em seis meses e os resultados esperados são destacados na metodologia e na avaliação do projeto. VALOR FINANCIADO: R$ ,00 (Onze mil e oitocentos e setenta e nove reais).

14 PROJETO EDUCAR Objetivo Geral: Promover o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes através de atividades sócio-educativas que favoreçam e estimulem a criatividade e a articulação com a aprendizagem formal, respeitando os interesses das diferentes faixas etárias, fornecendo instrumentos de transformação social que possibilitem o aumento da auto estima e o desenvolvimento das potencialidades individuais de crianças, adolescentes e seus familiares para que atuem em benefício de sua comunidade, fortalecendo-a e transformando-a de maneira efetiva e positiva. Publico Alvo: 350 criança e adolescentes residentes nos bairros do Centro de Santos, Areia Branca e Morro da Penha, matriculados na rede publica de ensino e oriundos de famílias com renda per capta inferior a meio salário mínimo. Duração: 12 meses Valor Financiado: R$ ,91 Convênio com a Petrobrás

15 PROJETO GIRASSÓIS 2007 Objetivo Geral:Propiciar as crianças, adolescentes e famílias o desenvolvimento das suas potencialidades no que se refere aos aspectos bio-psicosocial, bem como motivá-los a transformação da comunidade em que estão inseridos. Público alvo: Crianças e adolescentes em situação de risco pessoal e social, provenientes de famílias de baixa renda, residentes no entorno da instituição. Duração: 12 meses Valor financiado: ,18

16 Objetivo Geral: Diagnosticar crianças e adolescentes a partir de zero anos de idade de ambos os sexos que apresentam atrasos neuropsicomotor, déficits de aprendizagem associadas ou não à deficiência mental. Com a finalidade de: - Fornecer uma visão dinâmica do potencial da criança/adolescente no contexto pedagógico, clínico e terapêutico; - Possibilitar um melhor entendimento do comportamento da criança e adolescente em seu ciclo evolutivo; - Ser uma célula facilitadora, com função específica em uma rede ampla de serviços que, com sua diversidade deverá oferecer, dentro das políticas setoriais atendimento específico e especializado para essa população; - Assegurar diagnósticos confiáveis para o encaminhamento correto da demanda aos serviços públicos e privados; Público Alvo: Crianças e adolescentes da Cidade de Santos encaminhadas pelos órgãos públicos e organizações privadas de ensino, de assistência social e de saúde. Duração: 36 meses CENTRO DE DIAGNÓSTICO Valor financiado: 1º ANO (2005): R$ ,50 2º ANO (2006): R$ ,10 3º ANO (2007): R$ ,00

17 PROJETO MÃOS FORTES Objetivo: Promover a inclusão digital e social de crianças e adolescentes surdos através de cursos de informática básica e avançada, no nível de aprendizagem dos mesmos de modo à conectá-lo com o mundo dos ouvintes, a terem acesso às informações disponíveis a todos, bem como terem a possibilidade de inclusão ao mundo do trabalho. Publico Alvo : 28 Crianças, adolescentes e jovens de 06 a 24 anos, de ambos os sexos, raça, cor, religião, provenientes de escolas públicas da região e que apresentem deficiência auditiva. Duração: 12 meses Valor Financiado: R$ ,00 Convênio com o CONDECA

PROJETO FINANCIADO EM CMDCA de Cubatão

PROJETO FINANCIADO EM CMDCA de Cubatão PROJETO FINANCIADO EM 2007 - CMDCA de Cubatão Assistência e Promoção Social Exército de Salvação APROSES. Centro Comunitário Vila dos Pescadores. Projeto: Caminhando para o Futuro. Objetivo:. Desenvolvimento

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BELÉM SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO - SEMEC CONCURSO PÚBLICO N.º 01/2011 EDITAL N.º 01/2011, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2011.

PREFEITURA MUNICIPAL DE BELÉM SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO - SEMEC CONCURSO PÚBLICO N.º 01/2011 EDITAL N.º 01/2011, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2011. DA 1 / 14 PREFEITURA MUNICIPAL DE BELÉM EDITAL N.º 01/2011, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2011. Cargo 01 PROFESSOR LICENCIADO PLENO PEDAGOGIA MAGISTÉRIO PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL E SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BELÉM SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO - SEMEC CONCURSO PÚBLICO N.º 01/2011

PREFEITURA MUNICIPAL DE BELÉM SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO - SEMEC CONCURSO PÚBLICO N.º 01/2011 CONCURSOPÚBLICON.º01/2011DASECRETARIAMUNICIPALDEEDUCAÇÃO SEMEC 1 / 15 PREFEITURA MUNICIPAL DE BELÉM, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2011. ANEXO 03 INFORMAÇÕES DOS CARGOS Cargo 01 PROFESSOR LICENCIADO PLENO PEDAGOGIA

Leia mais

Projetos Financiados em 2008. CMDCA de Santos

Projetos Financiados em 2008. CMDCA de Santos Projetos Financiados em 2008 CMDCA de Santos ACMD Associação Comunidade de Mãos Dadas Projeto: Oficinas Querô. Objetivo: As Oficinas QUERÔ tem por objetivo oferecer um programa de capacitação em produção

Leia mais

Resultados do Serviço Preparação para o Primeiro Emprego

Resultados do Serviço Preparação para o Primeiro Emprego Resultados do Serviço Preparação para o Primeiro Emprego Ano 2014 Administração: Rodrigo Antônio de Agostinho Mendonça Secretária do Bem Estar Social: Darlene Martin Tendolo Diretora de Departamento: Silmaire

Leia mais

Fax ( 41)36771187 CPF 447.841.049-68. Função. Gerente. Celular (41) 91760959. R$ 461.800,00 (quatrocentos e sessenta e um mil e oitocentos reais)

Fax ( 41)36771187 CPF 447.841.049-68. Função. Gerente. Celular (41) 91760959. R$ 461.800,00 (quatrocentos e sessenta e um mil e oitocentos reais) 1 IDENTIFICAÇÃO Abrangência do Projeto: ( ) Estadual ( ) Regional ( X) Intermunicipal (no mínimo três municípios) 1.1. Dados Cadastrais do Proponente Entidade Proponente: FUNDAÇÃO SOLIDARIEDADE Endereço

Leia mais

ESTADO MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE VARZEA GRANDE NOTIFICAÇÃO DE RECEBIMENTO DE RECURSOS FEDERAIS

ESTADO MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE VARZEA GRANDE NOTIFICAÇÃO DE RECEBIMENTO DE RECURSOS FEDERAIS 03.507.548/0001-10 Arrecadação: 880/13 25/01/2013 373.00 FMAS/PROJOVEM ADOLESC-47.837-7 Fonte de recursos: 0301 - Recurso de Convênio e Programa-Outras Finalidades Total geral : Fica liquidada a importância

Leia mais

VIII JORNADA DE ESTÁGIO DE SERVIÇO SOCIAL CARACTERIZAÇÃO DO CAMPO DE ESTÁGO CENTRO DE REFERÊNCIA ASSISTÊNCIA SOCIAL VILA ROSA - PALMEIRA - PR

VIII JORNADA DE ESTÁGIO DE SERVIÇO SOCIAL CARACTERIZAÇÃO DO CAMPO DE ESTÁGO CENTRO DE REFERÊNCIA ASSISTÊNCIA SOCIAL VILA ROSA - PALMEIRA - PR VIII JORNADA DE ESTÁGIO DE SERVIÇO SOCIAL GARCIA, Andressa de Oliveira 1. TRENTINI, Fabiana Vosgerau 2. CARACTERIZAÇÃO DO CAMPO DE ESTÁGO CENTRO DE REFERÊNCIA ASSISTÊNCIA SOCIAL VILA ROSA - PALMEIRA -

Leia mais

PROJETOS FINANCIADOS EM CMDCA de Cubatão -

PROJETOS FINANCIADOS EM CMDCA de Cubatão - PROJETOS FINANCIADOS EM 2006 - CMDCA de Cubatão - APAE - Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Cubatão. Projetos Desenvolvidos: Oficina de Cerâmica e Vidro. Projeto: Oficina de Cerâmica de Vidro.

Leia mais

Revitalização de Salas de Aula da Sede Círculo de Amigos do Menor Patrulheiro de Praia Grande

Revitalização de Salas de Aula da Sede Círculo de Amigos do Menor Patrulheiro de Praia Grande Revitalização de Salas de Aula da Sede Círculo de Amigos do Menor Patrulheiro de Praia Grande Objetivo: Propiciar ampliação dos locais de capacitação profissional de adolescentes na entidade, para que

Leia mais

ELEIÇÕES 2012 DIRETRIZES DO PROGRAMA DE GOVERNO DO CANDIDATO JOSÉ SIMÃO DE SOUSA PARA A PREFEITURA DE MANAÍRA/PB ZÉ SIMÃO 45 - PREFEITO

ELEIÇÕES 2012 DIRETRIZES DO PROGRAMA DE GOVERNO DO CANDIDATO JOSÉ SIMÃO DE SOUSA PARA A PREFEITURA DE MANAÍRA/PB ZÉ SIMÃO 45 - PREFEITO ELEIÇÕES 2012 DIRETRIZES DO PROGRAMA DE GOVERNO DO CANDIDATO JOSÉ SIMÃO DE SOUSA PARA A PREFEITURA DE MANAÍRA/PB ZÉ SIMÃO 45 - PREFEITO OBJETIVOS DO GOVERNO: Consolidar e aprofundar os projetos e ações

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PIAUÍ PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA. Centro de Apoio Operacional de Defesa da Infância da Juventude CAODIJ

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PIAUÍ PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA. Centro de Apoio Operacional de Defesa da Infância da Juventude CAODIJ MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PIAUÍ PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA Centro de Apoio Operacional de Defesa da Infância da Juventude CAODIJ PACTO PELOS DIREITOS DAS CRIANÇAS, ADOLESCENTES E JOVENS DA CIDADE

Leia mais

ANEXO V PREÇO UNITÁRIO (R$) DEPENDENTES LEGAIS anos , , anos , , anos ,95 2.

ANEXO V PREÇO UNITÁRIO (R$) DEPENDENTES LEGAIS anos , , anos , , anos ,95 2. TABELA I PLANILHA INFORMATIVA DE BENEFICIÁRIOS E PREÇOS ESTIMADOS DO GRUPO A TITULARES E DEPENDENTES LEGAIS NO PLANO BÁSICO A - ENFERMARIA - SUBITEM 3.2.1 DO TERMO DE REFERÊNCIA - BENEFICIÁRIOS - TITULARES

Leia mais

Alunos, professores, demais profissionais da educação e de outras áreas interessadas nos temas.

Alunos, professores, demais profissionais da educação e de outras áreas interessadas nos temas. A Educação Especial é definida pela LDBEN 9394/96 como modalidade de educação escolar que permeia todas as etapas e níveis do ensino. As escolas especiais assumem um papel importante, no sentido de apoiar

Leia mais

ENFRENTAMENTO À VIOLÊNCIA SEXUAL INFANTO-JUVENIL

ENFRENTAMENTO À VIOLÊNCIA SEXUAL INFANTO-JUVENIL ENFRENTAMENTO À VIOLÊNCIA SEXUAL INFANTO-JUVENIL MATOS, Jatene da Costa¹ DAL BOSCO, Maria Goretti 2 1 Bacharel em Direito pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Unidade Universitária de Dourados

Leia mais

APAE ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS

APAE ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS RELATÓRIO MENSAL DAS ATIVIDADES 2012 MÊS DE FEVEREIRO ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DOS EXCEPCIONAIS Técnicos Responsáveis: Diretora Administrativa: Marinalva de Souza Farias da Costa Secretaria: Terezinha

Leia mais

Projetos Financiados em CMDCA de Praia Grande

Projetos Financiados em CMDCA de Praia Grande Projetos Financiados em 2008 CMDCA de Praia Grande Comissão de Enfrentamento à Violência Sexual Infanto-Juvenil Projeto: Mapeamento da Exploração Sexual Comercial de Crianças e Adolescentes no Município

Leia mais

Contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações para o Custeio do Regime de Previdência dos Servidores Públicos Federais

Contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações para o Custeio do Regime de Previdência dos Servidores Públicos Federais Programa 1374 Desenvolvimento da Educação Especial Ações Orçamentárias Número de Ações 15 05110000 Apoio ao Desenvolvimento da Educação Especial Projeto apoiado Unidade de Medida: unidade UO: 26298 FNDE

Leia mais

A melhor maneira de tornar as crianças boas é torná-las felizes

A melhor maneira de tornar as crianças boas é torná-las felizes GUIA DE INFORMAÇÕES Desenvolvimento, Criação e Diagramação: SEGRAF - Seção Gráfica do Ministério Público do Estado de Rondônia Elaboração: Andreza B. Guerra (Psicóloga SAIN/SEMAS) Caroline da Silva Modesto

Leia mais

Prefeitura de Goiânia Secretaria Municipal de Saúde Processo N.º

Prefeitura de Goiânia Secretaria Municipal de Saúde Processo N.º Prefeitura de Goiânia Secretaria Municipal de Saúde Processo N.º 30.373.294 Extrato Partícipes: IDTECH e o Município de Goiânia-GO Órgão Supervisor: SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE GOIÂNIA Objeto Principal

Leia mais

COMISSÃO DE FUNDO, ORÇAMENTO E RECURSOS PÚBLICOS. 28 ª Reunião Ordinária 13/08/2015

COMISSÃO DE FUNDO, ORÇAMENTO E RECURSOS PÚBLICOS. 28 ª Reunião Ordinária 13/08/2015 COMISSÃO DE FUNDO, ORÇAMENTO E RECURSOS PÚBLICOS 28 ª Reunião Ordinária 13/08/2015 Pauta: Execução dos recursos do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Belo Horizonte FMDCA/BH. Fundo

Leia mais

PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL. 1. Centro de Referência Especializado de Assistência Social CREAS

PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL. 1. Centro de Referência Especializado de Assistência Social CREAS PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL 1. Centro de Referência Especializado de Assistência Social CREAS Coordenadora: Vera Lúcia Rodrigues Renó Endereço: Rua José Hamilcar congro Bastos 235 Santo André-Três Lagoas/MS

Leia mais

Plano de Trabalho e Relatório de atividades. Justificativa:

Plano de Trabalho e Relatório de atividades. Justificativa: Plano de Trabalho e Relatório de atividades Justificativa: Nova Campinas é uma comunidade carente de infraestrutura e de serviços como a pratica de esporte, lazer, cultura, cursos, etc. A Fundação Jesus

Leia mais

12º FÓRUM DE EXTENSÃO E CULTURA DA UEM A PSICOLOGIA APLICADA NO NÚCLEO DE ESTUDOS E DEFESA DE DIREITOS DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE (NEDDIJ)

12º FÓRUM DE EXTENSÃO E CULTURA DA UEM A PSICOLOGIA APLICADA NO NÚCLEO DE ESTUDOS E DEFESA DE DIREITOS DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE (NEDDIJ) 12º FÓRUM DE EXTENSÃO E CULTURA DA UEM A PSICOLOGIA APLICADA NO NÚCLEO DE ESTUDOS E DEFESA DE DIREITOS DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE (NEDDIJ) Fernanda Quaglia Franzini (apresentador) 1 Maiara Tatiane Dias

Leia mais

LEI Nº. 2358/2016 DATA:

LEI Nº. 2358/2016 DATA: LEI Nº. 2358/2016 DATA: 22 de novembro de 2016 SÚMULA: Autoriza o Poder Executivo a abrir Crédito Adicional Suplementar no valor de R$ 4.045.241,00 (quatro milhões, quarenta e cinco mil e duzentos e quarenta

Leia mais

INSTITUIÇÃO RECANTO INFANTIL TIA CÉLIA CNPJ: 05.028.042/0001-54 Rua Eucalipto N 34 Jardim - Ypê - Mauá SP Fone: 4546-9704/ 3481-6788

INSTITUIÇÃO RECANTO INFANTIL TIA CÉLIA CNPJ: 05.028.042/0001-54 Rua Eucalipto N 34 Jardim - Ypê - Mauá SP Fone: 4546-9704/ 3481-6788 Relatório de Atividades Mensal Esse relatório tem como objetivo apresentar as principais atividades desenvolvidas pela Instituição Recanto Infantil Tia, de acordo com o Projeto Biblioteca e Cidadania Ativa.

Leia mais

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO FUNDAÇÃO DIAULAS ABREU FAPE BIÊNIO 2013/2014

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO FUNDAÇÃO DIAULAS ABREU FAPE BIÊNIO 2013/2014 AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO FUNDAÇÃO DIAULAS ABREU FAPE BIÊNIO 2013/2014 Durante os exercícios de 2013 e 2014, a Fundação Diaulas Abreu FAPE, cumprindo seu papel de fundação de apoio credenciada ao Instituto

Leia mais

XII CONGRESSO NACIONAL DE DEFENSORES PÚBLICOS CONCURSO DE PRÁTICAS EXITOSAS

XII CONGRESSO NACIONAL DE DEFENSORES PÚBLICOS CONCURSO DE PRÁTICAS EXITOSAS XII CONGRESSO NACIONAL DE DEFENSORES PÚBLICOS CONCURSO DE PRÁTICAS EXITOSAS CENTRO INTEGRADO DE ATENDIMENTO À CRIANÇA E AO ADOLESCENTE (CIACA) DE PALMEIRA DOS ÍNDIOS BRUNA RAFAELA CAVALCANTE PAIS DE LIMA

Leia mais

PLANOS DE MONITORAMENTO E ACOMPANHAMENTO DO PAIR

PLANOS DE MONITORAMENTO E ACOMPANHAMENTO DO PAIR S DE MONITORAMENTO E ACOMPANHAMENTO DO PAIR DE MONITORAMENTO E ACOMPANHAMENTO DO PAIR ANÁLISE DA SITUAÇÃO NACIONAL 1. Identificar causas/ fatores de vulnerabilidade e modalidades de violência sexual contra

Leia mais

PEQUENA CASA DA CRIANÇA

PEQUENA CASA DA CRIANÇA PROJETO REDE EXTENSIVA DE APRENDIZAGEM ENTIDADE BREVE HISTÓRICO DA INSTITUIÇÃO MISSÃO VISÃO VALORES IMPACTO DIAGNÓSTICO DA REGIÃO Pequena Casa da Criança CNPJ: 92.852.953/0001-04 Registrada sob o nº 429

Leia mais

Caderno 2 de Prova AE02. Educação Especial. Auxiliar de Ensino de. Prefeitura Municipal de Florianópolis Secretaria Municipal de Educação

Caderno 2 de Prova AE02. Educação Especial. Auxiliar de Ensino de. Prefeitura Municipal de Florianópolis Secretaria Municipal de Educação Prefeitura Municipal de Florianópolis Secretaria Municipal de Educação Edital n o 003/2009 Caderno 2 de Prova AE02 Auxiliar de Ensino de Educação Especial Dia: 22 de novembro de 2009 Horário: das 8 às

Leia mais

Apoio ao Transporte Escolar para a Educação Básica - Caminho da Escola. Concessão de Bolsa de Iniciação à Docência - PIBID

Apoio ao Transporte Escolar para a Educação Básica - Caminho da Escola. Concessão de Bolsa de Iniciação à Docência - PIBID Programa 1448 Qualidade na Escola Ações Orçamentárias Número de Ações 16 0E530000 Apoio ao Transporte Escolar para a Educação Básica - Caminho da Escola Veículo adquirido Unidade de Medida: unidade UO:

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE PRAIA GRANDE PROJETOS FINANCIADOS EM CMDCA PRAIA GRANDE

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE PRAIA GRANDE PROJETOS FINANCIADOS EM CMDCA PRAIA GRANDE PROJETOS FINANCIADOS EM 2007 - CMDCA PRAIA GRANDE Pedagogo Comunitário Objetivo: O projeto de Pedagogia Comunitária consiste em trazer da escola uma extensão da comunidade e vice-versa, oportunizando o

Leia mais

OFICINA DE FUTEBOL MASCULINO E FEMININO TRABALHANDO MENTES E FORMANDO CIDADÃOS ATRAVÉS DO ESPORTE

OFICINA DE FUTEBOL MASCULINO E FEMININO TRABALHANDO MENTES E FORMANDO CIDADÃOS ATRAVÉS DO ESPORTE OFICINA DE FUTEBOL MASCULINO E FEMININO TRABALHANDO MENTES E FORMANDO CIDADÃOS ATRAVÉS DO ESPORTE É sabido que através da prática esportiva, o indivíduo pode ser norteado a caminhos contrários a violência,

Leia mais

EXECUTIVO. Prefeitura Municipal de Amélia Rodrigues. Terça Feira 14 de Julho de 2015 Ano I N 563. Publicações deste Diário

EXECUTIVO. Prefeitura Municipal de Amélia Rodrigues. Terça Feira 14 de Julho de 2015 Ano I N 563. Publicações deste Diário Prefeitura Municipal de Amélia Rodrigues Terça Feira Ano I N 563 Publicações deste Diário LICITAÇÕES E CONTRATOS HOMOLOGAÇÃO (PREGÃO PRESENCIAL Nº 17, 25, 28/2015) EXTRATO DE CONTRATO Nº 82, 96, 111/2015

Leia mais

COMO DESTINAR PARTE DO IMPOSTO DE RENDA DEVIDO. Existe hoje uma grande valorização para pessoas engajadas e responsáveis socialmente.

COMO DESTINAR PARTE DO IMPOSTO DE RENDA DEVIDO. Existe hoje uma grande valorização para pessoas engajadas e responsáveis socialmente. COMO DESTINAR PARTE DO IMPOSTO DE RENDA DEVIDO. Flávia Boavista F. Ruiz Existe hoje uma grande valorização para pessoas engajadas e responsáveis socialmente. É importante que se faça a destinação de parte

Leia mais

4 Contextualização das Escolas Pesquisadas

4 Contextualização das Escolas Pesquisadas 4 Contextualização das Escolas Pesquisadas Neste capítulo são apresentadas as Escolas C, D e E em relação ao contexto geográfico no qual estão inseridas, à caracterização da área ocupada pelas instituições

Leia mais

Quem Somos. Missão. Visão. Valores

Quem Somos. Missão. Visão. Valores Quem Somos O CEAP Centro Educacional Assistencial Profissionalizante é uma organização não governamental, sem fins lucrativos, que funciona no modelo de uma escola profissionalizante gratuita, localizada

Leia mais

(Projeto de Lei nº 415/12, do Executivo, aprovado na forma de Substitutivo do Legislativo) Aprova o Plano Municipal de Educação de São Paulo

(Projeto de Lei nº 415/12, do Executivo, aprovado na forma de Substitutivo do Legislativo) Aprova o Plano Municipal de Educação de São Paulo LEI Nº 16.271, DE 17 DE SETEMBRO DE 2015 (Projeto de Lei nº 415/12, do Executivo, aprovado na forma de Substitutivo do Legislativo) Aprova o Plano Municipal de Educação de São Paulo META 1. Ampliar o investimento

Leia mais

LEIS - DECRETOS - PORTARIAS DECRETOS

LEIS - DECRETOS - PORTARIAS DECRETOS 28 de Março de 2014 - Página 1 D.O. Nº 023/2014-GP DE 28/03/2014 Guarulhos, Sexta-feira, 28 de Março de 2014 - Ano XIV - nº 1367 LEIS - DECRETOS - PORTARIAS www.guarulhos.sp.gov.br DECRETOS Em, 27 de Março

Leia mais

Relatório Anual. Associação das Damas de Caridade de Florianópolis

Relatório Anual. Associação das Damas de Caridade de Florianópolis Resumo da ONG A (ADAC), é uma instituição filantrópica sem fins lucrativos,fundada em 1907 por senhoras católicas que tinham por objetivo assistir a pessoas doentes e carentes. Tendo em vista o atual contexto

Leia mais

CENTRO DE REFERÊNCIA ESPECIALIZADO

CENTRO DE REFERÊNCIA ESPECIALIZADO CENTRO DE REFERÊNCIA ESPECIALIZADO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL RESGATE HISTÓRICO Assistência Social enquanto política pública de direitos. Relevante marco no processo histórico de construção de um sistema de

Leia mais

ESTADO MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE VARZEA GRANDE NOTIFICAÇÃO DE RECEBIMENTO DE RECURSOS FEDERAIS

ESTADO MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE VARZEA GRANDE NOTIFICAÇÃO DE RECEBIMENTO DE RECURSOS FEDERAIS 03.507.548/0001-10 Arrecadação: 661/13 03/01/2013 SUS-MAC-MEDIA ALTA COMPLEX. AMB. HOSP-624.004-1 Fonte de recursos: 0202 - Recurso de Convênio e Programa Saúde Total geral : Fica liquidada a importância

Leia mais

ESTADO DE SERGIPE PREFEITURA MUNICIPAL DE ITABAIANA FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE DE ITABAIANA CONTRATO N 071/2014

ESTADO DE SERGIPE PREFEITURA MUNICIPAL DE ITABAIANA FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE DE ITABAIANA CONTRATO N 071/2014 CONTRATO N 071/2014 CONTRATADA: EMPRESA: WD COMERCIAL E EQUIPAMENTOS MÉDICOS LTDA EPP (CNPJ: 10.492.910/0001-92). VALOR: R$ 116.794,50 (cento e dezesseis mil seiscentos setecentos e noventa e quatro reais

Leia mais

DEPARTAMENTO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL

DEPARTAMENTO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL DEPARTAMENTO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL APRESENTAÇÃO A Associação Cristã de Moços de Sorocaba tem como premissa atender à comunidade sorocabana em seus anseios de caráter físico, mental e espiritual, através

Leia mais

Investimento Social no Entorno do Cenpes. Edson Cunha - Geólogo (UERJ) Msc. em Sensoriamento Remoto (INPE)

Investimento Social no Entorno do Cenpes. Edson Cunha - Geólogo (UERJ) Msc. em Sensoriamento Remoto (INPE) Investimento Social no Entorno do Cenpes Edson Cunha - Geólogo (UERJ) Msc. em Sensoriamento Remoto (INPE) MBA em Desenvolvimento Sustentável (Universidade Petrobras) Abril / 2010 PETR ROBRAS RESPONSABILIDADE

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE CARIACICA- COMDCAC Lei Municipal nº. 4.895 de 15 de dezembro de 2011

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE CARIACICA- COMDCAC Lei Municipal nº. 4.895 de 15 de dezembro de 2011 O COMDCAC através da Resolução (nº 056/2012) que dispõe sobre o edital para chancelamento de projetos convocou as entidades não-governamentais e órgãos governamentais, devidamente inscritos e regularizados

Leia mais

PROPOSTA DE GOVERNO ANO 2013 2016 COLIGAÇÃO. Todos por Abaeté.

PROPOSTA DE GOVERNO ANO 2013 2016 COLIGAÇÃO. Todos por Abaeté. PROPOSTA DE GOVERNO ANO 2013 2016 COLIGAÇÃO Todos por Abaeté. Queremos um Abaeté onde todos possam participar das decisões sobre os investimentos públicos e fiscalizar os serviços prestados. Uma cidade

Leia mais

PORTARIA No , DE 15 DE DEZEMBRO DE 2015

PORTARIA No , DE 15 DE DEZEMBRO DE 2015 PORTARIA No- 1.037, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2015 Defere projetos apresentados no âmbito do Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência (PRONAS/PCD). O SECRETÁRIO-EXECUTIVO DO MINISTÉRIO

Leia mais

em 2013 e, no Fundamental II, de 5,0 em 2011 para 4,7 em Com esses índices em decréscimo fica evidenciada a falta de investimento na qualidade

em 2013 e, no Fundamental II, de 5,0 em 2011 para 4,7 em Com esses índices em decréscimo fica evidenciada a falta de investimento na qualidade Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação apresenta as propostas dos candidatos à prefeitura da cidade de Campo Grande no segundo turno das eleições de 2016 Rose PSDB Confira o programa

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 4.223, DE 12 DE JUNHO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 4.223, DE 12 DE JUNHO DE 2013 RESOLUÇÃO Nº 4.223, DE 12 DE JUNHO DE 2013 Estabelece os termos e as condições de financiamento para a aquisição de móveis e eletrodomésticos pelo público do Programa Minha Casa, Minha Vida (PMCMV). O

Leia mais

PROPOSTA DE GOVERNO DO PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO PSB. VAMOS MUDAR JAMBEIRO

PROPOSTA DE GOVERNO DO PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO PSB. VAMOS MUDAR JAMBEIRO PROPOSTA DE GOVERNO DO PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO PSB. VAMOS MUDAR JAMBEIRO A Gestão Participativa, com a construção de múltiplos canais de consulta, com a participação em decisões, com o controle Social,

Leia mais

Formulário de Registro Anual do Plano de AEE

Formulário de Registro Anual do Plano de AEE GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO DE EDUCAÇÃO ESPECIAL Formulário de Registro Anual do Plano de AEE I - Dados referentes ao estudante

Leia mais

Departamento de Assistência Social DAS Unidade Rio de Janeiro

Departamento de Assistência Social DAS Unidade Rio de Janeiro Departamento de Assistência Social DAS Unidade Rio de Janeiro Programas e Serviços de Atenção à População em Situação de Vulnerabilidade Social, Econômica e Pessoal. Programa Dignidade O Programa Dignidade

Leia mais

10 Anos do Estatuto do Idoso e os entraves à sua consolidação

10 Anos do Estatuto do Idoso e os entraves à sua consolidação 10 Anos do Estatuto do Idoso e os entraves à sua consolidação Estatuto do Idoso uma década de... D I G N I D A D E F E L I C I D A D E AT I V I D A D E V I TA L I D A D E Q U A L I D A D E R E S P E I

Leia mais

Material elaborado pela professora Tásia Wisch - PNAIC

Material elaborado pela professora Tásia Wisch - PNAIC QUESTIONAMENTOS INICIAIS O que vocês entendem por Inclusão? Você acredita que as escolas de seu município são inclusivas? Se não, o que pode ser feito para mudar esta situação? Quais os serviços oferecidos

Leia mais

2. Informar o montante global e o valor por ação dos dividendos, incluindo dividendos antecipados e juros sobre capital próprio já declarados

2. Informar o montante global e o valor por ação dos dividendos, incluindo dividendos antecipados e juros sobre capital próprio já declarados PROPOSTA DE DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO DO EXERCÍCIO QUE CONTENHA, NO MÍNIMO, AS INFORMAÇÕES INDICADAS NO ANEXO 9.1.II DA INSTRUÇÃO NORMATIVA CVM n. 481/09 1. Informar o lucro líquido do exercício O lucro

Leia mais

Projetos Financiados em CMDCA de Cubatão

Projetos Financiados em CMDCA de Cubatão Projetos Financiados em 2008 CMDCA de Cubatão Assistência e Promoção Social Exército de Salvação APROSES Centro Comunitário Vila dos Pescadores Projeto: Novos Horizontes. Objetivo: Resgate de valores,

Leia mais

FESTIVAL DE INICIAÇÃO ESPORTIVA

FESTIVAL DE INICIAÇÃO ESPORTIVA FESTIVAL DE INICIAÇÃO ESPORTIVA Projeto: Festival de Iniciação Esportiva Publicação no D.O.U 28/12/2015 Seção 1 Pág 125 Beneficiários Diretos: 300 crianças/adolescentes Valor Total aprovado: R$ 302.681,74

Leia mais

Vaga no 01 Pequena. Matrícula no , Contribuinte no Avaliação (Atualizada

Vaga no 01 Pequena. Matrícula no , Contribuinte no Avaliação (Atualizada 38o OFÍCIO CÍVEL CENTRAL Fórum Central Civel João Mendes Júnior - Comarca de São Paulo JUIZ: NILSON WILFRED IVANHOÉ PINHEIRO JUIZ: CAROLINA DE FIGUEIREDO DORLHIAC NOGUEIRA JUSTIÇA GRATUITA - EDITAL DE

Leia mais

Fundação de Educação e Cultura do Sport Club Internacional

Fundação de Educação e Cultura do Sport Club Internacional Fundação de Educação e Cultura do Sport Club Internacional Histórico 2004 O Projeto Social Saci Colorado, surgiu como meio de viabilizar o cumprimento de obrigação judicial de forma alternativa, em substituição

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO ÓRGÃO/ENTIDADE PROPONENTE : SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

IDENTIFICAÇÃO ÓRGÃO/ENTIDADE PROPONENTE : SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL IDENTIFICAÇÃO ÓRGÃO/ENTIDADE PROPONENTE : SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CNPJ: 15.275.128.0001/35 ENDEREÇO: RUA SÃO NICOLAU Nº79 CIDADE: NOVA CANDELÁRIA/RS CEP: 98.919-000 DDD/TELEFONE: 55 3616 6331

Leia mais

Lei de Diretrizes e Bases

Lei de Diretrizes e Bases Lei de Diretrizes e Bases 01. Segundo a Lei de Diretrizes e Bases, a avaliação do desempenho do aluno deverá ser contínua e cumulativa, considerando-se a: a) prevalência dos aspectos quantitativos sobre

Leia mais

REGIMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU: ESPECIALIZAÇÃO EM ENSINO DE CIÊNCIAS Educar pela Pesquisa CAPÍTULO 1 DA ORGANIZAÇÃO GERAL

REGIMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU: ESPECIALIZAÇÃO EM ENSINO DE CIÊNCIAS Educar pela Pesquisa CAPÍTULO 1 DA ORGANIZAÇÃO GERAL REGIMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU: ESPECIALIZAÇÃO EM ENSINO DE CIÊNCIAS Educar pela Pesquisa CAPÍTULO 1 DA ORGANIZAÇÃO GERAL Art. 1 - O curso de Pós-Graduação Lato Sensu Especialização em

Leia mais

PROJETOS DE EXTENSÃO 2013. Tempo de Vigência: 16/03 a 29/06/2013 e 28/09 a 23/11/2013

PROJETOS DE EXTENSÃO 2013. Tempo de Vigência: 16/03 a 29/06/2013 e 28/09 a 23/11/2013 PROJETOS DE EXTENSÃO 2013 TÍTULO: INCLUSÃO DIGITAL FELIZ IDADE Tempo de Vigência: 16/03 a 29/06/2013 e 28/09 a 23/11/2013 Professor Responsável: Diva Spezia Ranghetti OBJETIVOS O Projeto Informática para

Leia mais

ECA ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

ECA ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE ECA ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE 01. Segundo o eca, Artigo 36, a tutela será deferida, nos termos da lei civil, a pessoa de até: (A) 12 anos incompletos. (B) 14 anos incompletos. (C) 16 anos incompletos.

Leia mais

Diário Oficial. Prefeitura Municipal de VIANA ES es.viana.prefeitura.dio.org.br

Diário Oficial. Prefeitura Municipal de VIANA ES es.viana.prefeitura.dio.org.br Prefeitura Municipal de VIANA ES es.viana.prefeitura.dio.org.br Publicação Oficial Espírito Santo quarta-feira, Ano IV, Edição nº 823 Contas Públicas Contratos RESUMO DO CONTRATO Nº 190/2014. RESUMO DE

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE REAL REGULAMENTO OFERTAS EDUCATIVAS ALTERNATIVAS AO ENSINO REGULAR ANEXO II

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE REAL REGULAMENTO OFERTAS EDUCATIVAS ALTERNATIVAS AO ENSINO REGULAR ANEXO II Ofertas Educativas Artigo 1.º Âmbito O presente regulamento estabelece as diretrizes essenciais ao funcionamento do curso vocacional, adequando, esclarecendo e integrando as normas legais presentes na

Leia mais

ANEXO III CRITÉRIOS PARA ORGANIZAÇÃO DE TURMAS

ANEXO III CRITÉRIOS PARA ORGANIZAÇÃO DE TURMAS A - NA EDUCAÇÃO INFANTIL 1. Modalidade Creche ANEXO III CRITÉRIOS PARA ORGANIZAÇÃO DE TURMAS 1.1. De acordo com a demanda e a capacidade física, cada Creche ou Espaço de Desenvolvimento Infantil poderá

Leia mais

- estabelecer um ambiente de relações interpessoais que possibilitem e potencializem

- estabelecer um ambiente de relações interpessoais que possibilitem e potencializem O desenvolvimento social e cognitivo do estudante pressupõe que ele tenha condições, contando com o apoio dos educadores, de criar uma cultura inovadora no colégio, a qual promova o desenvolvimento pessoal

Leia mais

ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO. O aluno com deficiência intelectual

ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO. O aluno com deficiência intelectual ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO O aluno com deficiência intelectual Deliese Salcher Gasparetto Introdução A deficiência intelectual é conhecida por problemas causados no cérebro e que causam baixa

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECOLÓGICA DA BAHIA COORDENAÇÃO TÉCNICA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECOLÓGICA DA BAHIA COORDENAÇÃO TÉCNICA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECOLÓGICA DA BAHIA COORDENAÇÃO TÉCNICA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA NORMAS COMPLEMENTARES PARA CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DO CEFET-BA Normas adicionais

Leia mais

Piraí é mais Cultura. Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente)

Piraí é mais Cultura. Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente) Piraí é mais Cultura Mostra Local de: Piraí do Sul Categoria do projeto: I Projetos em andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Secretaria de Cultura de Piraí do Sul Cidade:

Leia mais

Marisa Vidovix. Superintendente

Marisa Vidovix. Superintendente Marisa Vidovix Superintendente Contribuir para a promoção humana e a inclusão socioeconômica, a partir da assistência e da qualificação profissional e cultural de pessoas com e sem deficiência. Ser referência

Leia mais

Helena A Wada Watanabe 2012

Helena A Wada Watanabe 2012 Helena A Wada Watanabe 2012 Política * É uma atividade mediante a qual as pessoas fazem, preservam e corrigem as regras gerais sob as quais vivem. * É inseparável tanto do conflito como da cooperação (valores

Leia mais

Garantir o direito de aprender, para todos e para cada um.

Garantir o direito de aprender, para todos e para cada um. A Educação Básica, B Avanços e Desafios Maria do Pilar Lacerda Almeida e Silva Secretária de Educação Básica Ministério da Educação Foto: João Bittar Garantir o direito de aprender, para todos e para cada

Leia mais

EXTRATOS DE CONTRATO 002/2014

EXTRATOS DE CONTRATO 002/2014 EXTRATOS DE CONTRATO 002/2014 CONTRATO Nº 019/2014 CONTRATADO: SENHORA VÂNIA OLIVEIRA SILVA SCARAMUSSA OBJETO: É objeto desta contratação a Aquisição parcelada de gêneros alimentícios da agricultura familiar

Leia mais

OFICINAS CORPORAIS, JOGOS, BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS - UMA INTERVENÇÃO COM CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM SITUAÇÃO DE RISCO

OFICINAS CORPORAIS, JOGOS, BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS - UMA INTERVENÇÃO COM CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM SITUAÇÃO DE RISCO OFICINAS CORPORAIS, JOGOS, BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS - UMA INTERVENÇÃO COM CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM SITUAÇÃO DE RISCO PAULA, Maristela Vicente de 1, PIMENTA, Pedro Henrique Santana 2, PEREIRA, Bruna

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE IVAIPORÃ-PR PROGRAMA INTERSETORIAL DE ENFRENTAMENTO ÀS SITUAÇÕES DE VIOLÊNCIAS

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE IVAIPORÃ-PR PROGRAMA INTERSETORIAL DE ENFRENTAMENTO ÀS SITUAÇÕES DE VIOLÊNCIAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE IVAIPORÃ-PR PROGRAMA INTERSETORIAL DE ENFRENTAMENTO ÀS SITUAÇÕES DE VIOLÊNCIAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE IVAIPORÃ-PR Nova estratégia de gestão em redes em matéria

Leia mais

Intercâmbio 2012. Projeto Intercâmbio de Cidadania. Intercâmbio entre jovens mineiros e cariocas 25 a 29 de julho de 2012 no Rio de Janeiro (RJ)

Intercâmbio 2012. Projeto Intercâmbio de Cidadania. Intercâmbio entre jovens mineiros e cariocas 25 a 29 de julho de 2012 no Rio de Janeiro (RJ) Intercâmbio 2012 Projeto Intercâmbio de Cidadania Intercâmbio entre jovens mineiros e cariocas 25 a 29 de julho de 2012 no Rio de Janeiro (RJ) 0 Índice Assunto Pagina Apresentação 2 Objetivos do Programa

Leia mais

Critérios de para análise Projetos para captação de recursos do FIA Palhoça

Critérios de para análise Projetos para captação de recursos do FIA Palhoça Critérios de para análise Projetos para captação de recursos do FIA Palhoça Resolução 001/2013 O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), de Palhoça, No uso de suas atribuições

Leia mais

DESENVOLVIMENTO SOCIAL LDO 2016 ANEXO III

DESENVOLVIMENTO SOCIAL LDO 2016 ANEXO III DESENVOLVIMENTO SOCIAL LDO 2016 ANEXO III Assistência Social Código: 5241 Nome do Programa Benefícios Eventuais Objetivo do Programa Fornecer benefícios previstos em Lei, em forma de benefício, para atender

Leia mais

Maria Del Pilar Ferrer Camera Jorge Telésforo Branco Prefeitura Municipal de Santos Evasão Escolar. II Seminario Internazionale di Rosario I Sessione

Maria Del Pilar Ferrer Camera Jorge Telésforo Branco Prefeitura Municipal de Santos Evasão Escolar. II Seminario Internazionale di Rosario I Sessione Maria Del Pilar Ferrer Camera Jorge Telésforo Branco Prefeitura Municipal de Santos Evasão Escolar II Seminario Internazionale di Rosario I Sessione Resumo da apresentação 1. Um pouco de história Dos Caminhos

Leia mais

Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira

Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira INFORMATIVO TÉCNICO Nº 2/2015 PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO 2014-2024: LINHA DE BASE E PROJEÇÕES DE METAS INTRODUÇÃO A Lei do Plano Nacional de Educação (Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014) estabelece

Leia mais

Universidade Estadual de Goiás Unidade Universitária de Itaberaí-Goiás. Fabiana dos Santos Santana Flávia Cristina da Silva

Universidade Estadual de Goiás Unidade Universitária de Itaberaí-Goiás. Fabiana dos Santos Santana Flávia Cristina da Silva Universidade Estadual de Goiás Unidade Universitária de Itaberaí-Goiás Fabiana dos Santos Santana Flávia Cristina da Silva Educação Especial: Formação dos Professores na Cidade de Itaberaí Itaberaí-GO

Leia mais

A Direção do Centro de Ciências Jurídicas e Sociais e Setor de Informática

A Direção do Centro de Ciências Jurídicas e Sociais e Setor de Informática SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS COMUNITÁRIOS CENTRO DE CIÊNCIAS JURIDICAS E SOCIAIS - CCJS SETOR DE SERVIÇO SOCIAL Mem. 019/2014 Sousa, 15 de Julho

Leia mais

EDITAL Nº 05, DE 15 DE FEVEREIRO DE 2013 PROASEN 2013

EDITAL Nº 05, DE 15 DE FEVEREIRO DE 2013 PROASEN 2013 EDITAL Nº 05, DE 15 DE FEVEREIRO DE 2013 PROASEN 2013 A Direção-Geral por meio da Direção de Ensino (DE) do IFRO Campus Vilhena torna público o presente edital, contendo normas, rotinas e procedimentos

Leia mais

REGULAMENTO DA AÇÃO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL

REGULAMENTO DA AÇÃO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL REGULAMENTO DA AÇÃO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL DA DEFINIÇÃO Art. 1º. A Ação de Responsabilidade Social da Faculdade Canção Nova é entendida como diversas práticas desenvolvidas pelo corpo discente desta

Leia mais

O desafio da construção e o uso de indicadores culturais

O desafio da construção e o uso de indicadores culturais diálogo O desafio da construção e o uso de indicadores culturais Gabriela Aidar Coordenadora dos Programas Educativos Inclusivos Núcleo de Ação Educativa gaidar@pinacoteca.org.br Programas do Núcleo de

Leia mais

Relatório Anual. Associaçao Crista de Osasco-Centro Social Carisma

Relatório Anual. Associaçao Crista de Osasco-Centro Social Carisma Resumo da ONG Os projetos do Centro Social têm como fundamento e importância o desenvolvimento de ações no campo da prevenção. Nossa atuação é orientada no sentido de promover a articulação entre as famílias

Leia mais

CANDIDATOS DA MICRORREGIÃO 7

CANDIDATOS DA MICRORREGIÃO 7 CANDIDATOS DA MICRORREGIÃO 7 Nome de urna: Chayenne Silva Número: 7005 - Coordenadora de projetos sociais na Associação Comunitária Núcleo Esperança; - Conselheira Tutelar suplente 2011-2015 -Professora

Leia mais

TERMO DE ADJUDICAÇÃO

TERMO DE ADJUDICAÇÃO TERMO DE ADJUDICAÇÃO Atendendo a decisão da Comissão Permanente de Licitação da Prefeitura Municipal de Jaborandi, Estado da Bahia, referente à licitação Tomada de Preços n.º 007/2014, fica adjudicado

Leia mais

O olhar crítico para a história da humanidade revela, com muita clareza, que nenhuma sociedade se constitui bem sucedida, se não favorecer, em todas

O olhar crítico para a história da humanidade revela, com muita clareza, que nenhuma sociedade se constitui bem sucedida, se não favorecer, em todas O olhar crítico para a história da humanidade revela, com muita clareza, que nenhuma sociedade se constitui bem sucedida, se não favorecer, em todas as áreas da convivência humana, o respeito à diversidade

Leia mais

EDUCAÇÃO ESPECIAL EM OSASCO: DAS CLASSES ESPECIAIS AO ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO

EDUCAÇÃO ESPECIAL EM OSASCO: DAS CLASSES ESPECIAIS AO ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO EDUCAÇÃO ESPECIAL EM OSASCO: DAS CLASSES ESPECIAIS AO ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO Edivaldo Félix Gonçalves 1 As primeiras classes especiais para alunos com deficiência intelectual foram criadas

Leia mais

Projeto Espaço de Proteção

Projeto Espaço de Proteção Projeto Espaço de Proteção S E C R E TA R I A D E D E S E N V O LV I M E N T O S O C I A L, J U V E N T U D E, P O L Í T I C A S O B R E D R O G A S E D I R E I T O S H U M A N O S O que é o Projeto Espaço

Leia mais

MAPEAMENTO COMUNITÁRIO

MAPEAMENTO COMUNITÁRIO MAPEAMENTO COMUNITÁRIO COMUNIDADE 1. Mapa do entorno da escola: Levantamento a pé das oportunidades e potenciais educativos e de rede de atendimento a crianças e adolescentes em um raio de 1km da escola.

Leia mais

Relatório Anual da Comissão de Acompanhamento e Monitorização das Medidas de Apoio Social

Relatório Anual da Comissão de Acompanhamento e Monitorização das Medidas de Apoio Social Relatório Anual da Comissão de Acompanhamento e Monitorização das Medidas de Apoio Social ANO 2010 MEDIDAS DE APOIO A ESTRATOS SOCIAIS MAIS DESFAVORECIDOS a) Apoio à actividade das Instituições de Solidariedade

Leia mais

Pós-Graduação Lato Sensu a Distância. 1º semestre 2012

Pós-Graduação Lato Sensu a Distância. 1º semestre 2012 Pós-Graduação Lato Sensu a Distância 1º semestre 2012 FEVEREIRO/2012 Índice dos Cursos de Pós-Graduação a distância Oferta: primeiro semestre 2012 Curso Mensalidade Total Pagina ÁREA: ADMINISTRAÇÃO MBA

Leia mais

PROVIMENTO CONJUNTO Nº 02/2016

PROVIMENTO CONJUNTO Nº 02/2016 PROVIMENTO CONJUNTO Nº 02/2016 Dispõe sobre o Projeto Padrinhos e dá outras providências. A Presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Acre, Desembargadora Cezarinete Angelim, e a Corregedora-Geral

Leia mais

FUTEBOL. Instituto de Esportes. anos NOS BAIRROS. Projetos Incentivados Lei Paulista de Incentivo ao Esporte

FUTEBOL. Instituto de Esportes. anos NOS BAIRROS. Projetos Incentivados Lei Paulista de Incentivo ao Esporte NOS BAIRROS Instituto de Esportes Projetos Incentivados Lei Paulista de Incentivo ao Esporte anos Projetos Aprovados PROJETO Futebol nos Bairros OBJETIVO GERAL Proporcionar, através da prática sistemática

Leia mais