COMO DESTINAR PARTE DO IMPOSTO DE RENDA DEVIDO. Existe hoje uma grande valorização para pessoas engajadas e responsáveis socialmente.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COMO DESTINAR PARTE DO IMPOSTO DE RENDA DEVIDO. Existe hoje uma grande valorização para pessoas engajadas e responsáveis socialmente."

Transcrição

1 COMO DESTINAR PARTE DO IMPOSTO DE RENDA DEVIDO. Flávia Boavista F. Ruiz Existe hoje uma grande valorização para pessoas engajadas e responsáveis socialmente. É importante que se faça a destinação de parte do Imposto de Renda devido a programas sociais, ajudando a muitas famílias em situação de vulnerabilidade, dando oportunidade a pessoas carentes de trabalhar sua autoestima, transformando-os em cidadãos mais participativos. São muitas as possibilidades de participação em projetos, tais como: geração de renda, educação (informática para a cidadania, cursos profissionalizantes, projetos de incentivo à cultura, leitura, atendimento sócio-familiar, projetos de combate à violência e exploração sexual, erradicação do trabalho infantil, preparação de adolescentes para o mercado de trabalho, projetos ambientais e desportivos), entre outros. Qual é a vantagem para uma pessoa física ou uma pessoa jurídica - empresa destinar parte de seus recursos? O Imposto de Renda devido ao governo poderá ser direcionado a ajudar grupos de crianças, jovens ou mesmo adultos nas comunidades carentes, além, é claro, de passar uma imagem positiva perante a sociedade que começa a cobrar um maior comprometimento das empresas num trabalho social mais participativo. As pessoas físicas também se beneficiam dos mesmos direitos das empresas. Para isso existem alguns caminhos: O Fundo Municipal da Criança e Adolescente FMDCA é como o próprio nome diz um fundo criado para receber verbas oriundas de empresas, pessoas físicas, entre outras. Por se tratar de um órgão regulador, é ele que faz a destinação, responsabilizando-se também pela aplicação dos recursos recebidos para projetos e programas sociais indicados pelo CMDCA Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente. 1

2 O CMDCA é um órgão ligado à prefeitura de Jundiaí e é uma Instancia Deliberativa da Política Pública Municipal de Atendimento aos Direitos da Criança e do Adolescente. Esse Conselho delibera a política municipal de atendimento aos direitos da criança e do adolescente e presta contas de todas as suas ações para o município e, consequentemente, para a sociedade. Atualmente é composto por 20 membros titulares, 10 pessoas representando o poder público e 10 pessoas representando os interesses da sociedade civil organizada. Esses representantes são eleitos em plenária direta e livre para mandato de 2 anos e podem se renovados por mais 2 anos. Tanto o FMDCA como o CMDCA é regido por um colegiado que analisa projetos e programas que visam ao atendimento da criança, do adolescente e suas respectivas famílias, em ONG s Organizações Não Governamentais, OG s Organizações Governamentais e unidades públicas. Para receber verbas e futuramente continuar a receber, as instituições solicitantes têm que seguir critérios pré-estabelecidos, não se eximindo, em hipótese alguma, de proceder à prestação de contas. Atualmente, a atuação das ONG s e das OG s está extremamente profissionalizada. Estão registradas no CMDCA em torno de 50 instituições voltadas para o seguimento de atendimento à criança, ao adolescente e suas famílias através de diversos programas de atendimento e beneficiados pela destinação de recursos. São eles: - Orientação e apoio sócio-familiar; - Atendimento sócio-educativo; - Colocação familiar; - Abrigo; - Liberdade assistida; - Projetos especiais; 2

3 - Medida sócio-educativa; - Educação para o trabalho; - Defesa de direitos; - Enfrentamento à violência. As ações desenvolvidas por esses programas são realizadas de forma integrada e em rede em todo o município. Como fazemos então para destinar parte do Imposto de Renda IR devido? Empresas pessoas jurídicas podem doar ao FMDCA a importância de 1% do IR devido, ressaltando-se que, somente as empresas com base no lucro real poderão efetuar essa doação. Se não estiver enquadrada nessa tributação, ainda, assim, haverá a possibilidade de doação, através da pessoa física, ou seja, contribuindo em até 6% do IR devido, para as que utilizem o modelo do formulário completo. Os interessados deverão acessar o portal da Prefeitura Municipal de Jundiaí, ir em: Contribua com o Fundo da Criança e do Adolescente. Lembre-se, esta doação poderá ser feita durante o ano todo. Tanto a pessoa jurídica quanto a pessoa física pode escolher uma entidade assistencial para destinar o recurso ou doar diretamente para o fundo municipal que o repassará de acordo com estudos pré-estabelecidos.. Até o mês de novembro as doações são feitas integralmente para a instituição escolhida pela empresa ou pela pessoa física. Em dezembro, o FMDCA fica com 20% desses recursos para apoiar outros projetos. Existem outras formas de se destinar o Imposto de Renda devido. É possível apoiar projetos incentivados pelas seguintes leis: 1)- Lei Rouanet nº de 23/12/

4 Pessoas jurídicas: até 4%; Pessoas físicas: até 6% 2) - Lei de Incentivo ao Esporte, 12/2006; Pessoas jurídicas: até 1%; Pessoas físicas: até 5% 3)- Doação a entidades de Utilidade Pública (OSCIP); Pessoas jurídicas: até 2% A Lei Rouanet incentiva projetos culturais, contribui e facilita o acesso a um maior número de pessoas, além de promover o pleno exercício dos direitos culturais, incentiva o aperfeiçoamento dos recursos humanos na área artística e cultural, valorizando as produções culturais e artísticas de cunho regional. Apoia, valoriza e difunde as manifestações culturais, protegendo as expressões culturais e o pluralismo dessas diversidades. Estimula a preservação dos bens materiais e imateriais do patrimônio cultural e histórico brasileiro. A Lei de Incentivo ao Esporte apoia projetos e beneficia atividades de caráter desportivo. Os subsídios serão repassados através de patrocínio ou doação. Quanto ao incentivo direto a projetos desportivos e paradesportivos deverão estar previamente aprovados pelo Ministério do Esporte. Doação a entidades de Utilidade Pública - somente empresas podem destinar recursos para instituições que estão sob o regime de OSCIPs. As empresas têm também a possibilidade de poder doar até 6% do imposto devido, podendo, por exemplo, doar 1% para a lei do Esporte, 1% para o FMDCA e 4% para lei Rouanet, entre outras combinações. É importante ressaltar que todas as doações feitas a projetos incentivados, tanto quanto ao FMDCA, as pessoas jurídicas-empresas deverão 4

5 declarar o IR com o lucro real. Já as pessoas físicas deverão declarar o imposto na forma completa. A vantagem significativa para as empresas e a pessoa física é o abatimento no Imposto de Renda do percentual doado, além, é claro, de se comprometer nos vários campos da responsabilidade social. As instituições contempladas, em geral, fazem uma carta de agradecimento, divulgando em sites e banners os patrocinadores e apoiadores. Há uma diferença entre empresas apoiadoras e patrocinadoras, a primeira não pode deduzir o valor doado do imposto de renda; são aquelas que não estão inseridas no imposto com lucro real, porém, sua ajuda é muito importante, doam por terem afinidade com o projeto. Por outro lado, as patrocinadoras são as que podem deduzir do imposto, como vimos acima. Em geral, um projeto atua não somente no público atendido pela instituição, mas sua família e a comunidade se beneficiam, uma vez que há a possibilidade de geração de renda, educação, prevenção a doenças, entre outros aspectos. Simulação da destinação do valor devido: 1 Exemplo 1 Declaração com Imposto a Pagar e doação menor que o limite de dedução: Com Doação R$ 400,00 Sem Doação Imposto Apurado R$ 7.000,00 R$ 7.000,00 (-) IR Retido na Fonte R$ 6.500,00 R$ 6.500,00 (-) Dedução da Doação ao Fundo (*) R$ 400,00 - Saldo de IR a Pagar R$ 100,00 R$ 500,00 (*) Limite da Dedução = R$ 7.000,00 x 6% = R$ 420,00 Exemplo 2 Declaração com Imposto a Restituir e doação menor que o limite de dedução: Com Doação R$ 400,00 Sem Doação Imposto Apurado R$ 7.000,00 R$ 7.000,00 (-) IR Retido na Fonte R$ 8.000,00 R$ 8.000,00 (-) Dedução da Doação ao R$ 400,00-1 Dado do site 5

6 Fundo (*) Saldo de IR a Restituir R$ 1.400,00 R$ 1.000,00 (*) Limite da Dedução = R$ 7.000,00 x 6% = R$ 420,00 Outra maneira de a empresa estar inserida é a contratação de adolescentes através da lei do Menor Aprendiz. Existem, portanto, várias maneiras de se contribuir com uma comunidade, proporcionando, assim, uma sociedade mais justa e equilibrada. 6

Milhões de crianças e. adolescentes brasileiros vivem em. situação de risco. São meninos e. meninas expostos à violência, à

Milhões de crianças e. adolescentes brasileiros vivem em. situação de risco. São meninos e. meninas expostos à violência, à Milhões de crianças e adolescentes brasileiros vivem em situação de risco. São meninos e meninas expostos à violência, à exploração sexual, ao trabalho forçado ou ao consumo de drogas. Todos com a mesma

Leia mais

Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente

Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente - O que são os FUNDOS DE DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE? São recursos públicos mantidos em contas bancárias específicas. Essas contas têm a finalidade de receber repasses orçamentários e depósitos

Leia mais

BOTE FÉ NO FUTURO. Colabore com o FECRIANÇA. Sua doação deduzida do imposto de renda.

BOTE FÉ NO FUTURO. Colabore com o FECRIANÇA. Sua doação deduzida do imposto de renda. BOTE FÉ NO FUTURO Colabore com o FECRIANÇA. Sua doação deduzida do imposto de renda. O Fecriança convida você a colaborar para a construção de um futuro de paz e justiça social. Destine parte do seu de

Leia mais

A APAE Barueri é uma organização da sociedade civil. Sem fins lucrativos, voltada à pessoa com deficiência.

A APAE Barueri é uma organização da sociedade civil. Sem fins lucrativos, voltada à pessoa com deficiência. DOAR É UM ATO DE AMOR - APAE BARUERI A APAE Barueri é uma organização da sociedade civil. Sem fins lucrativos, voltada à pessoa com deficiência. Fundada em 1996, integra uma federação de entidades similares,

Leia mais

O SEU IMPOSTO DE RENDA PODE TER O DESTINO CERTO. Cartilha de Incentivo à doação com dedutibilidade do imposto de renda

O SEU IMPOSTO DE RENDA PODE TER O DESTINO CERTO. Cartilha de Incentivo à doação com dedutibilidade do imposto de renda O SEU IMPOSTO DE RENDA PODE TER O DESTINO CERTO Cartilha de Incentivo à doação com dedutibilidade do imposto de renda Uma pequena atitude de cidadania ajuda a construir um grande futuro para jovens e pessoas

Leia mais

Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente Mallet PR. Mallet Pr. Incentivo Fiscal

Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente Mallet PR. Mallet Pr. Incentivo Fiscal Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente Mallet PR Av. Barão do Rio Branco, 649 Cep: 84570-000 Fone/Fax: (42) 3542-1439 Mallet Pr. E-mail: assistencia.mallet@yahoo.com.br Incentivo Fiscal

Leia mais

Conheça o programa e saiba como ser um Amigo de Valor.

Conheça o programa e saiba como ser um Amigo de Valor. VEJA COMO VOCÊ PODE TRANSFORMAR A VIDA DE MILHARES DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA FÍSICA, TRABALHO INFANTIL, EXPLORAÇÃO SEXUAL, ÁLCOOL E DROGAS. Conheça o programa e saiba como ser um

Leia mais

O mundo inteiro vai ver o seu município com bons olhos!

O mundo inteiro vai ver o seu município com bons olhos! O mundo inteiro vai ver o seu município com bons olhos! Metodologia do Selo UNICEF Município Aprovado 2009-2012 Realização Parcerias O Selo UNICEF Município Aprovado O QUE O SELO UNICEF REPRESENTA PARA

Leia mais

1. Quem pode direcionar parte do Imposto de Renda? 2. Qual é o limite máximo possível de redirecionamento de meu IR sem que eu tenha custo?

1. Quem pode direcionar parte do Imposto de Renda? 2. Qual é o limite máximo possível de redirecionamento de meu IR sem que eu tenha custo? 1. Quem pode direcionar parte do Imposto de Renda? Que façam declaração do Imposto de Renda por formulário completo. O cálculo é feito com base no valor do Imposto de Renda Devido, seja ele a pagar ou

Leia mais

O que é o CMDCA O Que é o FUMCAD Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente aprovados pelo CMDCA O que faz o CMDCA

O que é o CMDCA O Que é o FUMCAD Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente aprovados pelo CMDCA O que faz o CMDCA O que é o CMDCA O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, instituído pela Lei Federal 8.069 de 1990, Estatuto da Criança e do Adolescente, criado no município pela Lei nº 780 de 1991,

Leia mais

Acesse:http://www.institutodoar.org

Acesse:http://www.institutodoar.org Conteúdo desta apresentação Objetivo FUMCAD Por que destinar parte do IR a pagar para a Instituição Dr. Klaide? Parceiros Instituição Dr. Klaide Fontes de Recursos Instituição Dr. Klaide Procedimentos

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 02/2014

RESOLUÇÃO Nº 02/2014 RESOLUÇÃO Nº 02/2014 O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente - CMDCA, no uso das atribuições que lhe confere a Lei Federal 8.069/1990, da Lei Municipal 1.261 de 16/03/2005 - com as

Leia mais

Transforme seu imposto em música

Transforme seu imposto em música LEI FEDERAL DE INCETIVO À CULTURA LEI ROUANET Transforme seu imposto em música Associação Cultural Casa de Música de Ouro Branco O QUE É A LEI ROUANET A Lei Rouanet (Lei 8.313/1991), instituiu o Programa

Leia mais

ALICE ROMÃO DA SILVA

ALICE ROMÃO DA SILVA 1 ALICE ROMÃO DA SILVA EDUCAÇÃO NÃO FORMAL Trabalho apresentado como instrumento de avaliação da(s) disciplina(s) "Gestão Escolar" do curso de Pedagogia. PARANAGUÁ 2012 2 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 03 2. EDUCAÇÃO

Leia mais

POLITICADERESPONSABILIDADESOCIALDATHYSSENKRUPPELEVADORESBRASIL

POLITICADERESPONSABILIDADESOCIALDATHYSSENKRUPPELEVADORESBRASIL POLITICADERESPONSABILIDADESOCIALDATHYSSENKRUPPELEVADORESBRASIL 1. PoliticadoGrupoThyssenKrupp Esta política trata-se de um complemento à Politica «Group Policy on Corporate Citizenship Activities,MembershipsandTicketsPurchases(últimamodificaçãoJaneiro2013)».

Leia mais

GEAC. Grupo de Empresários Amigos da Criança

GEAC. Grupo de Empresários Amigos da Criança GEAC Grupo de Empresários Amigos da Criança G E A C Grupo de Empresários Amigos da Criança Fundado por um grupo de empresários liderados por Rolf Leeven, em 1997, na cidade de Campinas. Instituição sem

Leia mais

COMO INVESTIR PESSOA FÍSICA

COMO INVESTIR PESSOA FÍSICA COMO INVESTIR PESSOA FÍSICA PROJETOS APROVADOS 2013 LEI FEDERAL DE INCENTIVO AO ESPORTE A Lei n 11.428/2006 (LIE) é um instrumento legal que abre uma possibilidade nova e diferenciada de captação de recursos

Leia mais

Relatório Investimento Social - 2013

Relatório Investimento Social - 2013 Relatório Investimento Social - 2013 Divisão de Promoção da Cidadania Empresarial e Projetos com a Sociedade - PCSC Departamento de Responsabilidade Social e Projetos com a Sociedade PCS Sumário Projetos

Leia mais

Projeto de Financiamento para Aquisição de Transporte

Projeto de Financiamento para Aquisição de Transporte Projeto de Financiamento para Aquisição de Transporte Objetivo Geral:Agilizar e dinamizar ações no atendimento às crianças/adolescentes e familiares, assistidos pela OSCIP/FEAS Fundação Educativa Albert

Leia mais

COMISSÃO DE FUNDO, ORÇAMENTO E RECURSOS PÚBLICOS. 28 ª Reunião Ordinária 13/08/2015

COMISSÃO DE FUNDO, ORÇAMENTO E RECURSOS PÚBLICOS. 28 ª Reunião Ordinária 13/08/2015 COMISSÃO DE FUNDO, ORÇAMENTO E RECURSOS PÚBLICOS 28 ª Reunião Ordinária 13/08/2015 Pauta: Execução dos recursos do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Belo Horizonte FMDCA/BH. Fundo

Leia mais

Como destinar parte do seu Imposto de Renda a fundos e projetos sociais

Como destinar parte do seu Imposto de Renda a fundos e projetos sociais Como destinar parte do seu Imposto de Renda a fundos e projetos sociais Manual de orientação Você sabia que parte do seu Imposto de Renda (IR) pode ser destinado para fundos e programas sociais? É possível

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO Projeto de melhoria da estrutura de equipamentos públicos e programas de saúde existentes A Cidade de Osasco constitui-se em importante polo de desenvolvimento da Região Oeste Metropolitana de São Paulo

Leia mais

Critérios de para análise Projetos para captação de recursos do FIA Palhoça

Critérios de para análise Projetos para captação de recursos do FIA Palhoça Critérios de para análise Projetos para captação de recursos do FIA Palhoça Resolução 001/2013 O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), de Palhoça, No uso de suas atribuições

Leia mais

Fundo da Infância e do Adolescente - FIA

Fundo da Infância e do Adolescente - FIA Fundo da Infância e do Adolescente - FIA O que são incentivos fiscais? Os tributos são instituídos para serem arrecadados. Entretanto, para atingir outros fins de interesse da sociedade através do legislativo,

Leia mais

LEI ROUANET. - Abatimento de 100% do valor incentivado até o limite de 4% do IRPJ devido. - (A empresa deve estar tributada com base no lucro real)

LEI ROUANET. - Abatimento de 100% do valor incentivado até o limite de 4% do IRPJ devido. - (A empresa deve estar tributada com base no lucro real) Leis de Incentivo LEI ROUANET Lei Federal de Incentivo à Cultura, regulamenta a renúncia fiscal do Imposto de Renda de empresas patrocinadoras de projetos culturais. Os Programas e Projetos da 3S Projetos

Leia mais

DEFICIÊNCIA INTELECTUAL

DEFICIÊNCIA INTELECTUAL DEFICIÊNCIA INTELECTUAL A Deficiência Intelectual caracteriza-se por um funcionamento intelectual inferior à média, associado a limitações adaptativas, que ocorrem antes dos 18 anos de idade. No dia a

Leia mais

Instituto Pobres Servos da Divina Providência - Centro Educacional e Social de Marituba

Instituto Pobres Servos da Divina Providência - Centro Educacional e Social de Marituba Instituto Pobres Servos da Divina Providência - Centro Educacional e Social de Marituba Relatório Social Marituba Pa Ano 2016 CNPJ/MF 92.726.819/0013-91 O presente relatório apresenta as ações, programas

Leia mais

O seu imposto de renda agora tem um destino certo

O seu imposto de renda agora tem um destino certo O seu imposto de renda agora tem um destino certo Cartilha de Incentivo à Doação com dedutibilidade do Imposto de Renda Pedro Gabriel, paciente do GRAACC 2 Uma pequena atitude de cidadania ajuda a constituir

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PIAUÍ PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA. Centro de Apoio Operacional de Defesa da Infância da Juventude CAODIJ

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PIAUÍ PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA. Centro de Apoio Operacional de Defesa da Infância da Juventude CAODIJ MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PIAUÍ PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA Centro de Apoio Operacional de Defesa da Infância da Juventude CAODIJ PACTO PELOS DIREITOS DAS CRIANÇAS, ADOLESCENTES E JOVENS DA CIDADE

Leia mais

Projetos Financiados em CMDCA de Praia Grande

Projetos Financiados em CMDCA de Praia Grande Projetos Financiados em 2008 CMDCA de Praia Grande Comissão de Enfrentamento à Violência Sexual Infanto-Juvenil Projeto: Mapeamento da Exploração Sexual Comercial de Crianças e Adolescentes no Município

Leia mais

Manual do Aposentado e Pensionista EBC Prev. Plano de Benefícios da EBC Empresa Brasil de Comunicação

Manual do Aposentado e Pensionista EBC Prev. Plano de Benefícios da EBC Empresa Brasil de Comunicação Manual do Aposentado e Pensionista Prev Plano de Benefícios da Empresa Brasil de Comunicação SUMÁRIO Qual é o significado de Aposentado e Pensionista?...3 Quando é realizado o pagamento das parcelas do

Leia mais

Apoie a Orquestra Criança Cidadã por meio da Lei Rouanet.

Apoie a Orquestra Criança Cidadã por meio da Lei Rouanet. Conheça as vantagens de patrocinar a Orquestra Criança Cidadã por meio da Lei Rouanet Você sabia que é possível incentivar a cultura e a cidadania em Pernambuco com uma parte do imposto de renda da sua

Leia mais

Prêmio Recife de Empreendedorismo

Prêmio Recife de Empreendedorismo REGULAMENTO DO CONCURSO SOCIOCULTURAL DE EMPREENDEDORISMO Prêmio Recife de Empreendedorismo Prêmio Recife de Empreendedorismo 2016 1. O Concurso Social denominado Prêmio Recife de Empreendedorismo 2016

Leia mais

PLANOS DE MONITORAMENTO E ACOMPANHAMENTO DO PAIR

PLANOS DE MONITORAMENTO E ACOMPANHAMENTO DO PAIR S DE MONITORAMENTO E ACOMPANHAMENTO DO PAIR DE MONITORAMENTO E ACOMPANHAMENTO DO PAIR ANÁLISE DA SITUAÇÃO NACIONAL 1. Identificar causas/ fatores de vulnerabilidade e modalidades de violência sexual contra

Leia mais

O SR. REMI TRINTA (PL-MA) pronuncia o seguinte. discurso: Senhor Presidente, Senhoras e Senhores

O SR. REMI TRINTA (PL-MA) pronuncia o seguinte. discurso: Senhor Presidente, Senhoras e Senhores O SR. REMI TRINTA (PL-MA) pronuncia o seguinte discurso: Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, venho a esta tribuna para registrar pesquisa que aponta o Nordeste como a região onde há maior

Leia mais

REGULAMENTO DA CAMPANHA DE INCENTIVO À CONTRATAÇÃO DE CARTÕES DE CRÉDITO PROMOÇÃO BMG CARD CASH BACK

REGULAMENTO DA CAMPANHA DE INCENTIVO À CONTRATAÇÃO DE CARTÕES DE CRÉDITO PROMOÇÃO BMG CARD CASH BACK REGULAMENTO DA CAMPANHA DE INCENTIVO À CONTRATAÇÃO DE CARTÕES DE CRÉDITO PROMOÇÃO BMG CARD CASH BACK É instituída a campanha Promoção BMG Card Cash Back como forma de incentivar os servidores efetivos

Leia mais

DELEGACIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL EM CUIABÁ MATO GROSSO

DELEGACIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL EM CUIABÁ MATO GROSSO PROGRAMA DE DIVULGAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA/2016 DELEGACIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL EM CUIABÁ MATO GROSSO SETEMBRO/2016 PIR/2016 PALESTRA: FUNDO DO IDOSO Palestrante: Yuiti Shimada Renato Moreira Pinheiro

Leia mais

PROJETO Captação 2015

PROJETO Captação 2015 PROJETO Captação 2015 Quem somos O Instituto HAHAHA é uma organização cultural não governamental sem fins lucrativos. A Instituição é formada por artistas, gestores culturais e profissionais da saúde,

Leia mais

Daniel Salgueiro Profº de Planejamento Tributário Universidade Federal de Alagoas

Daniel Salgueiro Profº de Planejamento Tributário Universidade Federal de Alagoas Daniel Salgueiro Profº de Planejamento Tributário Universidade Federal de Alagoas 1 Doações a Entidades Sem Fins Lucrativos Caracteriza-se como investimento social a doação voluntária da Pessoa Jurídica

Leia mais

Contribua para o Fundo para a Infância e Adolescência Você pode ajudar crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social e pode ter o

Contribua para o Fundo para a Infância e Adolescência Você pode ajudar crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social e pode ter o Contribua para o Fundo para a Infância e Adolescência Você pode ajudar crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social e pode ter o valor restituído no Imposto de Renda. E não custa NADA.

Leia mais

Resultados do Serviço Preparação para o Primeiro Emprego

Resultados do Serviço Preparação para o Primeiro Emprego Resultados do Serviço Preparação para o Primeiro Emprego Ano 2014 Administração: Rodrigo Antônio de Agostinho Mendonça Secretária do Bem Estar Social: Darlene Martin Tendolo Diretora de Departamento: Silmaire

Leia mais

ELEIÇÕES 2012 DIRETRIZES DO PROGRAMA DE GOVERNO DO CANDIDATO JOSÉ SIMÃO DE SOUSA PARA A PREFEITURA DE MANAÍRA/PB ZÉ SIMÃO 45 - PREFEITO

ELEIÇÕES 2012 DIRETRIZES DO PROGRAMA DE GOVERNO DO CANDIDATO JOSÉ SIMÃO DE SOUSA PARA A PREFEITURA DE MANAÍRA/PB ZÉ SIMÃO 45 - PREFEITO ELEIÇÕES 2012 DIRETRIZES DO PROGRAMA DE GOVERNO DO CANDIDATO JOSÉ SIMÃO DE SOUSA PARA A PREFEITURA DE MANAÍRA/PB ZÉ SIMÃO 45 - PREFEITO OBJETIVOS DO GOVERNO: Consolidar e aprofundar os projetos e ações

Leia mais

GOVERNANÇA NA FUNDAÇÃO BANCO DO BRASIL 1. INTRODUÇÃO

GOVERNANÇA NA FUNDAÇÃO BANCO DO BRASIL 1. INTRODUÇÃO GOVERNANÇA NA FUNDAÇÃO BANCO DO BRASIL 1. INTRODUÇÃO 1.1 As disposições contidas a seguir foram extraídas de documentos e de deliberações que regulam a atuação da Fundação Banco do Brasil, cuja consulta,

Leia mais

b) O projeto terá duração inicial de 5 anos (cinco), a partir de 2016, podendo ser renovado mediante forma escrita.

b) O projeto terá duração inicial de 5 anos (cinco), a partir de 2016, podendo ser renovado mediante forma escrita. PROJETO ASSINANTE SOLIDÁRIO REGULAMENTO 1. DO PROJETO a) Assinante Solidário é uma iniciativa pioneira do Jornal A Hora que destina 8% (oito por cento) do valor de suas assinaturas, efetivadas durante

Leia mais

PROJETO ASSINANTE SOLIDÁRIO REGULAMENTO

PROJETO ASSINANTE SOLIDÁRIO REGULAMENTO PROJETO ASSINANTE SOLIDÁRIO REGULAMENTO 1. DO PROJETO a) Assinante Solidário é uma iniciativa pioneira do Jornal A Hora que destina 8% (oito por cento) do valor de suas assinaturas, efetivadas durante

Leia mais

Investimento Social no Entorno do Cenpes. Edson Cunha - Geólogo (UERJ) Msc. em Sensoriamento Remoto (INPE)

Investimento Social no Entorno do Cenpes. Edson Cunha - Geólogo (UERJ) Msc. em Sensoriamento Remoto (INPE) Investimento Social no Entorno do Cenpes Edson Cunha - Geólogo (UERJ) Msc. em Sensoriamento Remoto (INPE) MBA em Desenvolvimento Sustentável (Universidade Petrobras) Abril / 2010 PETR ROBRAS RESPONSABILIDADE

Leia mais

Relatório Anual. Associaçao Crista de Osasco-Centro Social Carisma

Relatório Anual. Associaçao Crista de Osasco-Centro Social Carisma Resumo da ONG Os projetos do Centro Social têm como fundamento e importância o desenvolvimento de ações no campo da prevenção. Nossa atuação é orientada no sentido de promover a articulação entre as famílias

Leia mais

REDE SOCIOASSISTENCIAL

REDE SOCIOASSISTENCIAL REDE SOCIOASSISTENCIAL O que é Vulnerabilidade Social? Pode ser entendida como a condição de risco em que uma pessoa se encontra. Um conjunto de situações mais, ou menos problemáticas, que situam a pessoa

Leia mais

Lei Municipal nº 574/2013

Lei Municipal nº 574/2013 Lei Municipal nº 574/2013 Dispõe sobre a institucionalização da Secretaria Municipal da Juventude e dá outras providências. O Prefeito Municipal faz saber: Que a Câmara Municipal aprovou e o Prefeito sanciona

Leia mais

IMPOSTO DE RENDA. Tributo Administrado pela Receita Federal do Brasil. Imposto de renda sobre o lucro real anual e estimativa;

IMPOSTO DE RENDA. Tributo Administrado pela Receita Federal do Brasil. Imposto de renda sobre o lucro real anual e estimativa; OBJETIVO DE HOJE Imposto de Renda - conceito Possibilidades de Doação Declaração de Ajuste Anual PF Projeto Sindicont Joinville Hospital Infantil apresentação do projeto IMPOSTO DE RENDA Tributo Administrado

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME SECRETARIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL. Ações da Secretaria Nacional de

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME SECRETARIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL. Ações da Secretaria Nacional de Ações da Secretaria Nacional de Assistência Social - MDS CONSTITUIÇÃO FEDERAL 1988 Art. 194 A Seguridade social compreende um conjunto integrado de ações de iniciativa dos poderes públicos e da sociedade,

Leia mais

Transforme seu imposto em música

Transforme seu imposto em música FUNDO DA INFÂNCIA E DA ADOLESCÊNCIA Transforme seu imposto em música Associação Cultural Casa de Música de Ouro Branco O QUE É O FUNDO DA INFÂNCIA E DA ADOLESCÊNCIA O Fundo da Infância e da Adolescência

Leia mais

Portal dos Convênios - Siconv. Cadastramento de Proponente, Consórcio Público e Entidades Privadas sem Fins Lucrativos

Portal dos Convênios - Siconv. Cadastramento de Proponente, Consórcio Público e Entidades Privadas sem Fins Lucrativos MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - Siconv Cadastramento de Proponente, Consórcio

Leia mais

PROJETO DE RENÚNCIA FISCAL 4% do IR a pagar - Isenção 100% Lei Federal de Incentivo à Cultura LEI ROUANET Valor total R$ ,25 Jan 2017 Dez

PROJETO DE RENÚNCIA FISCAL 4% do IR a pagar - Isenção 100% Lei Federal de Incentivo à Cultura LEI ROUANET Valor total R$ ,25 Jan 2017 Dez PROJETO DE RENÚNCIA FISCAL 4% do IR a pagar - Isenção 100% Lei Federal de Incentivo à Cultura LEI ROUANET Valor total R$ 3.142.841,25 Jan 2017 Dez 2017 Proponente: Ação Comunitária do Brasil - São Paulo

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA FAMÍLIA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL DO PARANÁ CONSELHO ESTADUAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DO PARANÁ

SECRETARIA DE ESTADO DA FAMÍLIA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL DO PARANÁ CONSELHO ESTADUAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DO PARANÁ SECRETARIA DE ESTADO DA FAMÍLIA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL DO PARANÁ CONSELHO ESTADUAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DO PARANÁ A SEDS A Secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento Social

Leia mais

Relatório Anual. Associação das Damas de Caridade de Florianópolis

Relatório Anual. Associação das Damas de Caridade de Florianópolis Resumo da ONG A (ADAC), é uma instituição filantrópica sem fins lucrativos,fundada em 1907 por senhoras católicas que tinham por objetivo assistir a pessoas doentes e carentes. Tendo em vista o atual contexto

Leia mais

SESI pratica o que ensina

SESI pratica o que ensina SESI pratica o que ensina Regionais trabalham para ampliar atuação na área de responsabilidade social A marca SESI, associada à saúde, educação, lazer e esporte do trabalhador, começa a tornar-se referência

Leia mais

Incentivos fiscais e investimento social privado

Incentivos fiscais e investimento social privado Incentivos fiscais e investimento social privado Leandro Marins de Souza Doutor em Direito do Estado pela USP Presidente da Comissão de Direito do Terceiro Setor da OAB/PR Diretor do Centro de Ação Voluntária

Leia mais

Programas Saúde na Escola e Mais Educação: O Compromisso da Educação com o PNAE

Programas Saúde na Escola e Mais Educação: O Compromisso da Educação com o PNAE V ENCONTRO NACIONAL DO PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR - 2010 Programas Saúde na Escola e Mais Educação: O Compromisso da Educação com o PNAE Intersetorialidade para a implementação da Lei nº

Leia mais

Art. 205. A educação, direito de todos e dever do Estado e da família, será promovida e incentivada com a colaboração da sociedade, visando ao pleno desenvolvimento da pessoa, seu preparo para o exercício

Leia mais

CARTILHA DO PLANO DE BENEFÍCIOS

CARTILHA DO PLANO DE BENEFÍCIOS CARTILHA DO PLANO DE BENEFÍCIOS Esta cartilha traz informações e dicas, de forma simples e clara, para que você conheça as vantagens que o seu plano de previdência oferece. Leia com atenção e comece a

Leia mais

Lei Rouanet. Incentivos Fiscais para a Cultura

Lei Rouanet. Incentivos Fiscais para a Cultura Lei Rouanet Incentivos Fiscais para a Cultura Lei Rouanet - Lei 8.313/91 A Lei Rouanet (Lei 8.313/1991), instituiu o Programa Nacional de Apoio à Cultura (PRONAC), cuja finalidade é a captação e canalização

Leia mais

Documento Preliminar para Consulta Pública Outubro de Atendimento de crianças e adolescentes com direitos violados ou ameaçados:

Documento Preliminar para Consulta Pública Outubro de Atendimento de crianças e adolescentes com direitos violados ou ameaçados: Documento Preliminar para Consulta Pública Outubro de 2010 2.4 Atendimento de crianças e adolescentes com direitos violados ou ameaçados: 2.4.6 Trabalho infantil A exploração do trabalho é uma violação

Leia mais

Programa Social. Eixo Cidadania e Direitos Humanos. Criança e Adolescente. Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres

Programa Social. Eixo Cidadania e Direitos Humanos. Criança e Adolescente. Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres Programa Social Eixo Cidadania e Direitos Humanos Criança e Adolescente Secretaria Especial dos Direitos Humanos Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Ministério da Educação Ministério

Leia mais

REGULAMENTO DO SERVIÇO DE PSICOLOGIA DO NUCLEO DE PRÁTICAS JURÍDICAS DA FACULDADE DO VALE DO JAGUARIBE

REGULAMENTO DO SERVIÇO DE PSICOLOGIA DO NUCLEO DE PRÁTICAS JURÍDICAS DA FACULDADE DO VALE DO JAGUARIBE REGULAMENTO DO SERVIÇO DE PSICOLOGIA DO NUCLEO DE PRÁTICAS JURÍDICAS DA FACULDADE DO VALE DO JAGUARIBE Art1º O Serviço de Psicologia do NPJ é constituído por um profissional de formação específica em Psicologia,

Leia mais

PROGRAMA PARA A VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS VAI SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA São Paulo, Janeiro de 2012.

PROGRAMA PARA A VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS VAI SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA São Paulo, Janeiro de 2012. PROGRAMA PARA A VALORIZAÇÃO DE INICIATIVAS CULTURAIS VAI SECRETARIA MUNICIPAL DA CULTURA São Paulo, Janeiro de 2012 Design D Kebrada 2. Dados do projeto 2.1 Nome do projeto Design D Kebrada 2.2 Data e

Leia mais

S enado Federal S ubsecretaria de I nfor mações DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL

S enado Federal S ubsecretaria de I nfor mações DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL S enado Federal S ubsecretaria de I nfor mações LEI Nº 9.795, DE 27 DE ABRIL DE 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. O PRESIDENTE

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE PRAIA GRANDE PROJETOS FINANCIADOS EM CMDCA PRAIA GRANDE

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE PRAIA GRANDE PROJETOS FINANCIADOS EM CMDCA PRAIA GRANDE PROJETOS FINANCIADOS EM 2007 - CMDCA PRAIA GRANDE Pedagogo Comunitário Objetivo: O projeto de Pedagogia Comunitária consiste em trazer da escola uma extensão da comunidade e vice-versa, oportunizando o

Leia mais

Missão Educar para a cidadania ativa, solidária e responsável, em parceria com a escola, a família e a comunidade.

Missão Educar para a cidadania ativa, solidária e responsável, em parceria com a escola, a família e a comunidade. APRESENTAÇÃO O propósito deste folheto é orientar indivíduos e empresas sobre os incentivos fiscais existentes, para que façam doações para projetos de cunho social, contribuindo, assim, para o desenvolvimento

Leia mais

EDUCADOR SOCIAL SITE: FACEBOOK: CARITAS ARQUIDIOCESANA DE PORTO ALEGRE SAS FACEBOOK: MENSAGEIRO DA CARIDADE

EDUCADOR SOCIAL SITE:  FACEBOOK: CARITAS ARQUIDIOCESANA DE PORTO ALEGRE SAS FACEBOOK: MENSAGEIRO DA CARIDADE EDUCADOR SOCIAL SITE: WWW.CARITASPORTOALEGRE.ORG FACEBOOK: CARITAS ARQUIDIOCESANA DE PORTO ALEGRE SAS FACEBOOK: MENSAGEIRO DA CARIDADE ATUAÇÃO PROFISSIONAL CRIANÇAS ADOLESCENTES ADULTOS IDOSOS ÁREAS DE

Leia mais

BIC AMAZÔNIA S.A. RELATÓRIO DE DESEMPENHO SOCIAL JANEIRO DE 2016 I - APRESENTAÇÃO

BIC AMAZÔNIA S.A. RELATÓRIO DE DESEMPENHO SOCIAL JANEIRO DE 2016 I - APRESENTAÇÃO BIC AMAZÔNIA S.A. RELATÓRIO DE DESEMPENHO SOCIAL JANEIRO DE 2016 I - APRESENTAÇÃO A unidade BIC Amazônia está localizada na cidade de Manaus, no Estado do Amazonas, onde são produzidos canetas, lápis,

Leia mais

Orçamento Participativo de Vila Nova de Cerveira

Orçamento Participativo de Vila Nova de Cerveira Orçamento Participativo de Vila Nova de Cerveira PREÂMBULO Os Orçamentos Participativos são símbolos de importância da participação dos cidadãos na sociedade democrática, neste sentido a Câmara Municipal

Leia mais

VIII JORNADA DE ESTÁGIO DE SERVIÇO SOCIAL CARACTERIZAÇÃO DO CAMPO DE ESTÁGO CENTRO DE REFERÊNCIA ASSISTÊNCIA SOCIAL VILA ROSA - PALMEIRA - PR

VIII JORNADA DE ESTÁGIO DE SERVIÇO SOCIAL CARACTERIZAÇÃO DO CAMPO DE ESTÁGO CENTRO DE REFERÊNCIA ASSISTÊNCIA SOCIAL VILA ROSA - PALMEIRA - PR VIII JORNADA DE ESTÁGIO DE SERVIÇO SOCIAL GARCIA, Andressa de Oliveira 1. TRENTINI, Fabiana Vosgerau 2. CARACTERIZAÇÃO DO CAMPO DE ESTÁGO CENTRO DE REFERÊNCIA ASSISTÊNCIA SOCIAL VILA ROSA - PALMEIRA -

Leia mais

GRUPO SOLIDARIEDADE DA ASSOCIAÇÃO DOS ECONOMIÁRIOS APOSENTADOS DO PARANÁ

GRUPO SOLIDARIEDADE DA ASSOCIAÇÃO DOS ECONOMIÁRIOS APOSENTADOS DO PARANÁ GRUPO SOLIDARIEDADE DA ASSOCIAÇÃO DOS ECONOMIÁRIOS APOSENTADOS DO PARANÁ DA DEFINIÇÃO MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS Art. 1 - O GRUPO SOLIDARIEDADE DA ASSOCIAÇÃO DOS ECONOMIÁRIOS APOSENTADOS DO PARANÁ

Leia mais

Ninguém é tão pobre que nada possa dar, e ninguém é tão rico que não precise receber. (Álvaro G. Loregian)

Ninguém é tão pobre que nada possa dar, e ninguém é tão rico que não precise receber. (Álvaro G. Loregian) Ninguém é tão pobre que nada possa dar, e ninguém é tão rico que não precise receber. (Álvaro G. Loregian) PROJETO: Confraternização e possível Atividade Social pelos Seniores DeMolays no Dia Nacional

Leia mais

Sustentabilidade na Souza Cruz. Seminário APIMEC 28/08/13

Sustentabilidade na Souza Cruz. Seminário APIMEC 28/08/13 Sustentabilidade na Souza Cruz Seminário APIMEC 28/08/13 A Souza Cruz tem sua estratégia focada na sustentabilidade do negócio Lucratividade do negócio Responsabilidade Corporativa Ambiental Social Gerenciar

Leia mais

PESQUISA EXPLORATÓRIA ACERCA DAS REDES

PESQUISA EXPLORATÓRIA ACERCA DAS REDES PESQUISA EXPLORATÓRIA ACERCA DAS REDES INSTITUCIONAIS VOLTADAS AO COMBATE AO TRÁFICO DE SERES HUMANOS Q.1) N o do questionário: Q.2) Nome da Instituição: Q.3) Sigla da Instituição: Q.4) Endereço: Q.5)

Leia mais

RELATÓRIO DA REDE DE ENFRENTAMENTO AO TRÁFICO DE PESSOAS

RELATÓRIO DA REDE DE ENFRENTAMENTO AO TRÁFICO DE PESSOAS RELATÓRIO DA REDE DE ENFRENTAMENTO AO TRÁFICO DE PESSOAS Nome do Responsável: Leila Maria dos Santos Silva Cargo do Responsável: Coordenadora Estadual de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas e Trabalho

Leia mais

Em atendimento a Resolução nº 4.327 de 25 de abril de 2014, apresentamos a seguir a nossa: POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

Em atendimento a Resolução nº 4.327 de 25 de abril de 2014, apresentamos a seguir a nossa: POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Em atendimento a Resolução nº 4.327 de 25 de abril de 2014, apresentamos a seguir a nossa: POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL 2 1. Apresentação Este documento atende à Resolução nº 4.327 do Banco

Leia mais

Edital - Boas Práticas do Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente voltados para a Primeira Infância

Edital - Boas Práticas do Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente voltados para a Primeira Infância Edital - Boas Práticas do Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente voltados para a Primeira Infância Projeto A Primeira Infância no Estado de São Paulo: Sistema de Garantia de Direitos

Leia mais

MOTIVAÇÃO PARA O TRABALHO VOLUNTÁRIO

MOTIVAÇÃO PARA O TRABALHO VOLUNTÁRIO MOTIVAÇÃO PARA O TRABALHO VOLUNTÁRIO CVL - Centro Voluntário de Londrina (VÍDEO VOLUNTÁRIO E DINÂMICA) O QUE É SER UM VOLUNTÁRIO Ser voluntário é doar seu tempo, trabalho e talento para causas de interesse

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DA AMAZÔNIA

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DA AMAZÔNIA POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DA AMAZÔNIA A Socioambiental (PRSA) substitui a Política Corporativa pela Sustentabilidade (2011), e incorpora a contribuição das partes interessadas

Leia mais

Programa IOS de Capacitação Profissional. Tecnologia Social - 1ª edição Maio/2017

Programa IOS de Capacitação Profissional. Tecnologia Social - 1ª edição Maio/2017 Programa IOS de Capacitação Profissional Tecnologia Social - 1ª edição Maio/2017 ANEXO I - Formulário de Inscrição Leia atentamente o regulamento do nosso edital antes de iniciar o preenchimento deste

Leia mais

Promoção e proteção dos direitos das crianças. A utilidade de critérios, ou pilares concetuais, é

Promoção e proteção dos direitos das crianças. A utilidade de critérios, ou pilares concetuais, é A utilidade de critérios, ou pilares concetuais, é inquestionável para enquadrar as ações de proteção e cuidados à infância. Os profissionais devem partilhar conceitos básicos, que os ajudem a identificar

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CMAS Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social EDITAL 01/2016

CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CMAS Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social EDITAL 01/2016 CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CMAS Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social EDITAL 01/2016 Edital de convocação de Assembleia Geral de Entidades de Assistência Social de Diamantina para

Leia mais

PLANO DE AÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE EMBU DAS ARTES / SP CMDCA 2012 / 2013

PLANO DE AÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE EMBU DAS ARTES / SP CMDCA 2012 / 2013 PLANO DE AÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE EMBU DAS ARTES / SP CMDCA 2012 / 2013 Índice 1. Composição do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente...

Leia mais

MANUAL DO PATROCINADOR Conselho Regional de Contabilidade - SC 31/08/2016

MANUAL DO PATROCINADOR  Conselho Regional de Contabilidade - SC 31/08/2016 MANUAL DO PATROCINADOR www.manualdopatrocinador.com.br Conselho Regional de Contabilidade - SC 31/08/2016 Panorama Panorama Incentivo Fiscal Estímulos concedidos pelo governo, na área fiscal, para viabilização

Leia mais

Valéria Salgado Gerente de Projeto Secretaria de Gestão do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão

Valéria Salgado Gerente de Projeto Secretaria de Gestão do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Reforma do Estado Principais Aspectos Valéria Salgado Gerente de Projeto Secretaria de Gestão do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Ideal de Estado que orienta as políticas de gestão do Governo

Leia mais

CIRCULAR -002/2016 - PPA da PESL 1º Trimestre de 2016 REVISÃO DA PROVISÃO DE EVENTOS A LIQUIDAR

CIRCULAR -002/2016 - PPA da PESL 1º Trimestre de 2016 REVISÃO DA PROVISÃO DE EVENTOS A LIQUIDAR CIRCULAR -002/2016 - PPA da PESL 1º Trimestre de 2016 REVISÃO DA PROVISÃO DE EVENTOS A LIQUIDAR Conforme disposto na RN ANS 227/10, da Diretoria Colegiada, regulamentada pela IN ANS 45/10, da DIOPE, ambas

Leia mais

Processo Seletivo para Cadastro e Recadastro de Instituições Sociais Nº 001/2017

Processo Seletivo para Cadastro e Recadastro de Instituições Sociais Nº 001/2017 Departamento Regional Amazonas Programa Mesa Brasil SESC Processo Seletivo para Cadastro e Recadastro de Instituições Sociais Nº 001/2017 Apresentação O Mesa Brasil SESC é uma rede nacional de bancos de

Leia mais

Relatório de Cumprimento das Metas Financeiras do PPA do Ano de 2017

Relatório de Cumprimento das Metas Financeiras do PPA do Ano de 2017 CÓDIGO: 0201 PROGRAMA: Ação Governamental OBJETIVO: Desenvolvimento de ações visando a execução das metas propostas no plano de governo, com melhores condições para o atendimento às autoridades constituídas

Leia mais

Quinta-feira, 31 de Março de 2016 Edição N 782 Caderno II

Quinta-feira, 31 de Março de 2016 Edição N 782 Caderno II 3 RESOLUÇÃO 04/2016 do CMDCA de Ilhéus aprova os projetos referentes à política Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Ilhéus com recursos do FMDCA. Art. 1º O CMDCA, Conselho Municipal dos

Leia mais

Relatório Anual. Conselho Comunitário de Aririú da Formiga. Conselho Comunitário de Aririú da Formiga

Relatório Anual. Conselho Comunitário de Aririú da Formiga. Conselho Comunitário de Aririú da Formiga Resumo da ONG No ano de 2012 atendemos: 78 crianças de 2 a 6 anos a maioria em período integral oferecendo-lhes alimentação, educação, saúde, lazer etc. 46 Idosos desenvolvendo atividades como: trabalhos

Leia mais

{ } CURITIBA TEM UM MODELO INOVADOR DE EDUCACAO INCLUSIVA! CEI Mundo Para Todo Mundo VEJA COMO SUA EMPRESA PODE NOS AJUDAR A MANTER ESTE PROJETO

{ } CURITIBA TEM UM MODELO INOVADOR DE EDUCACAO INCLUSIVA! CEI Mundo Para Todo Mundo VEJA COMO SUA EMPRESA PODE NOS AJUDAR A MANTER ESTE PROJETO CURITIBA TEM UM MODELO INOVADOR DE EDUCACAO INCLUSIVA! VEJA COMO SUA EMPRESA PODE NOS AJUDAR A MANTER ESTE PROJETO { } Solicitação de doação por incentivo scal COMTIBA Prefeitura Municipal de Curitiba

Leia mais

(4) Não efetuamos alterações nem adaptações de qualquer natureza no software visando adaptar ao uso específico dos usuários.

(4) Não efetuamos alterações nem adaptações de qualquer natureza no software visando adaptar ao uso específico dos usuários. LEIA COM ATENÇÃO: (1) Os TERMOS DE USO dos SOFTWARES disponibilizados no SITE, são regidos pelo CONTRATO DE ADESÃO DE LICENÇA DE USO DE SOFTWARE, exibido abaixo. Caso não aceite os termos de uso, não utilize

Leia mais

Prefeitura Municipal de Valente-BA. A Prefeitura Municipal de Valente, Estado Da Bahia, Visando a Transparência dos Seus Atos Vem PUBLICAR.

Prefeitura Municipal de Valente-BA. A Prefeitura Municipal de Valente, Estado Da Bahia, Visando a Transparência dos Seus Atos Vem PUBLICAR. ANO. 2013 DIÁRIO DO MUNICÍPIO DE VALENTE - BAHIA 1 A Prefeitura Municipal de Valente, Estado Da Bahia, Visando a Transparência dos Seus Atos Vem PUBLICAR. LEI N.º 598, DE. Valente - Bahia Gestor: Ismael

Leia mais

Participação no Projeto

Participação no Projeto Participação no Projeto Para participar deste projeto na qualidade de patrocinador, sua empresa poderá adquirir uma das cotas de apoio abaixo descritas: COTAS PATROCÍNIO COTA OURO COTA PRATA COTA BRONZE

Leia mais

Plano Pós-Pago Alternativo de Serviço

Plano Pós-Pago Alternativo de Serviço 1 - Aplicação Plano Pós-Pago Alternativo de Serviço Plano Nº 030 - Plano Online 500MB Requerimento de Homologação Nº 8886 Este Plano Pós-Pago Alternativo de Serviço é aplicável pela autorizatária CLARO

Leia mais

IX CONFERÊNCIA MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE CMDCA CAMPINAS II ENCONTRO ESTADUAL DE GESTORES MUNICIPAIS DE CONVÊNIO

IX CONFERÊNCIA MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE CMDCA CAMPINAS II ENCONTRO ESTADUAL DE GESTORES MUNICIPAIS DE CONVÊNIO II ENCONTRO ESTADUAL DE GESTORES MUNICIPAIS DE CONVÊNIO FUNDO DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE FIA O Estatuto da Criança e Adolescente - ECA estabelece a Política de Atendimento a Criança e Adolescente:

Leia mais

PARÂMETROS REGULAMENTADORES DA REDE REGIONAL DE JOVENS LÍDERES

PARÂMETROS REGULAMENTADORES DA REDE REGIONAL DE JOVENS LÍDERES PARÂMETROS REGULAMENTADORES DA REDE REGIONAL DE JOVENS LÍDERES Preâmbulo A Rede Regional de Jovens Líderes do Rio de Janeiro, com base nos princípios gerais que regem o escotismo, inseridos na lei e promessa

Leia mais