A APAE Barueri é uma organização da sociedade civil. Sem fins lucrativos, voltada à pessoa com deficiência.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A APAE Barueri é uma organização da sociedade civil. Sem fins lucrativos, voltada à pessoa com deficiência."

Transcrição

1 DOAR É UM ATO DE AMOR - APAE BARUERI A APAE Barueri é uma organização da sociedade civil. Sem fins lucrativos, voltada à pessoa com deficiência. Fundada em 1996, integra uma federação de entidades similares, presentes em vários municípios brasileiros. Esta sediada no município de Barueri, na região Oeste da Grande São Paulo. Nossos Valores Ética e Transparência nas ações. Comprometimento com a causa da inclusão. Comprometimento com a sustentabilidade pessoal e familiar da pessoa com deficiência. Investimento na produção do conhecimento. Nossa Missão Construir oportunidades para o desenvolvimento pessoal e social da criança e do jovem com deficiência em parceria com a família e com a comunidade, sob as perspectivas da garantia de direitos e do respeito à individualidade. Acesse Transparência A APAE Barueri tem um compromisso com a transparência na gestão. Suas contas são auditadas, fiscalizadas e aprovadas anualmente por municipais, pelo tribunal de contas do Estado e pela assembléia dos membros da APAE.

2 Sustentabilidade As principais fontes de recursos da APAE Barueri são convênios com órgãos municipais, parcerias com iniciativa privada e doações de apoiadores. Como contribuir Doação direta Diretamente à APAE Barueri, através de depósito em conta corrente ou por meio de contato com o setor de Captação de Recursos: tel (11) A APAE Barueri encaminhará os recibos referentes às doações diretas, tanto por parte de pessoas físicas como de pessoas jurídicas. APAE Barueri Banco: Nossa Caixa 151 Agência: Conta Corrente: Incentivos Fiscais A legislação brasileira prevê a dedução do imposto de renda da doação a organizações da sociedade civil sem fins lucrativos, que são de utilidade pública e certificadas pelo Conselho Nacional de Assistência Social, ou que contam com projetos inscritos nos Fundos Municipais da Criança e do Adolescente. Ao doar para APAE Barueri você usufrui desse benefício e contribui com a inclusão social de crianças e jovens com deficiência e suas famílias. Pessoas físicas e jurídicas também podem doar através do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FUMCAD) e Conselho (CMDCA). Essa forma de doação é controlada pelos Conselhos Municipais dos Direitos da Criança e do Adolescente.

3 Os valores doados são repassados para projetos previamente inscritos e aprovados nesses órgãos, desenvolvidos por organizações da sociedade civil devidamente certificadas. O Governo Federal autoriza a dedução de parte do valor doado do Imposto de Renda devido pela pessoa física ou jurídica. Quem pode doar Todos podem doar (valores ou bens). A doação será abatida do IR da Pessoa Física (até 6%) e da Pessoa Jurídica tributada pelo lucro real (até 1% do IR devido). Lucro real X Lucro presumido A dedução de 1% não poderá ser utilizada por empresas que são tributadas com base no lucro presumido ou arbitrado, bem como microempresas e empresas de pequeno porte inscritas no Simples. As Pessoas Jurídicas cujos impostos são calculados com base no lucro real, realizam apuração considerando todas as receitas, menos todos os custos e despesas da empresa, de acordo com o regulamento do Imposto de Renda. Nesses casos, não é aplicável a dedução de outros incentivos fiscais, tais como projetos culturais pelo Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac) ou investimentos em atividades audiovisuais. Quando será efetivada a dedução do imposto As doações realizadas entre o dia 1º de janeiro e 30 de dezembro de cada ano poderão ser abatidas na declaração a ser entregue até dia 30 de abril do ano subseqüente.

4 É simples doar Para a realização de doação à APAE Barueri a pessoa física ou jurídica pode encaminhar bens ou dinheiro ao Fundo Municipal da Criança e do Adolescente de Barueri, por meio do CMDCA do município. O conselho emitirá um recibo de doação, reterá 20% e repassará 80% do valor doado à APAE Barueri. O repasse à organização pode ser realizado em uma única parcela ou em até 12 parcelas mensais, a critério do doador. Para efetuar as doações será necessário preencher o Termo de Direcionamento de Recursos Doação Casada (anexo). O CMDCA fornecerá o recibo ao doador cinco dias após a efetivação da doação. No caso de opção pelo repasse parcelado do valor doado, será elaborado Termo de Cooperação de Doação Parcelada (anexo). As pessoas jurídicas têm direito a adicionar suas marcas ao projeto ou programa por elas financiado, bem como a divulgá-los em eventos e materiais publicitários. Os valores doados deverão ser lançados na Declaração de Imposto de Renda referente ao ano subseqüente à doação. Para simular uma doação e calcular o valor de dedução do imposto, consulte o site do FUMCAD: Nota Fiscal Paulista As empresas comerciais que têm contato direto com o público também podem beneficiar a APAE Barueri através de campanhas, instalando urnas para depósito de notas fiscais pelo consumidor. Assim, ao mesmo tempo em que motivam os consumidores a contribuir com o fisco, ajudam uma organização que está em dia com a Fazenda e ativa na Seads (Secretaria Estadual de Assistência e Desenvolvimento Social). Pessoas físicas também podem contribuir com a APAE Barueri por meio da Nota Fiscal Paulista. Algumas sugestões:

5 - Entrega direta do cupom fiscal à APAE Barueri, sem o CPF do consumidor. A organização acessa o sistema do NFP e faz o cadastro em seu benefício. - O próprio consumidor, inscrito no programa Nota Fiscal Paulista, cadastra o cupom fiscal no sistema em favor da APAE Barueri. Para tanto, a nota não poderá ter a identificação do CPF. Na página basta clicar em Entidades Sociais e preencher os dados. - Os créditos da Nota Fiscal Paulista emitida com o CPF do consumidor podem ser doados à APAE Barueri. Para maiores detalhes sobre os programas e suas etapas consulte nosso site ou pelo telefone As doações podem ser destinadas a todos os nossos programas e projetos e a sua colaboração é de muita importância para o desenvolvimento e ampliação de nossos atendimentos. Sozinhos somos fracos, juntos somos fortes na causa que abraçamos Atenciosamente, Ruth de Moraes Valário Presidente da Diretoria Executiva Maiores informações: Samara Lima Desenvolvimento Institucional - APAE Barueri

6 ANEXO I TERMO DE DIRECIONAMENTO DE RECURSO DOAÇÃO CASADA (Razão Social da empresa doadora, ramo de atividade, endereço, cidade estado, CNPJ), representada por (nome e qualificação do responsável, função na empresa), informa que em (data), depositou, à título de doação, no FMDCA FUNDO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE a quantia de R$. (valor por extenso), a ser utilizado de acordo com a Resolução nº /09 do CMDCA CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE. Declinamos o desejo de direcionar 80% (oitenta por cento) do valor total doado, à (nome da entidade, endereço), representada por (nome do responsável), exclusivamente para aplicação no projeto (nome do projeto), aprovado pelo CMDCA CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE em (data). Declaramos ainda, ter ciência que os 20% (vinte por cento) restantes do montante da doação, permanecerão depositados no FMDCA FUNDO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE, que os gerenciará em conformidade com determinação legal pertinente. Barueri, (data). Assinatura do responsável pela empresa De acordo: Assinatura do responsável pela entidade captadora.

7 Ao CMDCA CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE BARUERI SP. ANEXO II OBS. 1. JUNTAR CÓPIA DO RECIBO DE DEPÓSITO 2. UTILIZAR PAPEL TIMBRADO DA EMPRESA TERMO DE COOPERAÇÃO DE DOAÇÃO CASADA PARCELADO Que fazem entre si, de um lado, a empresa, (endereço, CNJP), representada por (nome e identificação do Representante Legal da empresa), doravante denominada DOADORA e, de outro, a (nome da entidade, endereço e nº de inscrição no CMDCA), representada por (nome e identificação do representante legal da entidade), doravante denominada BENEFICIADA, nos termos a seguir expostos: 1. A DOADORA depositará a quantia total de R$ (valor por extenso), divididos em (nº de parcelas) parcelas (mensais, bimestrais, trimestrais), no valor de R$ (valor por extenso), depositado todo dia (data), com início na data de (data), destinando de cada parcela 20% (vinte por cento), ou seja, R$ (valor por extenso) ao FUNDO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE e os 80% (oitenta por cento) restantes, ou seja, R$ (valor por extenso) à BENEFICIADA. 2. A BENEFICIADA obriga se a empregar o valor recebido, no projeto (nome do projeto). 3. A previsão orçamentária do projeto é de R$ (valor total do projeto por extenso), representado pelo valor de R$ (valor por extenso) referente à doação e, pelo valor de R$ (valor por extenso) referente à contrapartida da BENEFICIADA que, no ato da assinatura deste TERMO DE COOPERAÇÃO DE DOAÇÃO CASADA PARCELADA compromete se a demonstrar condições financeiras e capacidade de implementar o projeto através da apresentação de (documento que demonstre capacidade financeira).

8 4. A BENEFICIADA obriga se a apresentar a prestação de contas financeira, bem como informações quanto ao monitoramento do projeto, tanto ao CMDCA CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE, quanto à DOADORA, através do Departamento Técnico de Apoio e Assessoria ao 3º Setor e às Relações Intergovernamentais, ao término da execução do projeto, garantindo, ainda, a plena fiscalização, tanto pelo CMDCA quanto pela DOADORA. 5. A DOADORA se responsabilizará pelo pagamento integral do valor doado, nos termos do item 1. do presente Termo de Cooperação de Doação Casada Parcelada. 6. A DOADORA poderá, a seu critério, colocar sua marca, ou equivalente, nos materiais relativos ao projeto ou programa por ela financiados, bem como, divulgálos em eventos e material publicitário. 7. Todas as vias deste termo só terão validade se rubricadas pelo representante legal do CMDCA, assim como, as vias do projeto financiado que, deverão ainda, estarem anexadas a este TERMO DE COOPERAÇÃO DE DOAÇÃO CASADA PARCELADA e serem idênticas ao aprovado pelo CMDCA. E, por estarem assim acordados, assinam o presente TERMO DE COOPERAÇÃO DE DOAÇÃO CASADA PARCELADA em quatro (4) vias de igual teor. Barueri, (data). EMPRESA DOADORA BENEFICIADA REPRESENTANTE DO CMDCA

Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente

Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente - O que são os FUNDOS DE DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE? São recursos públicos mantidos em contas bancárias específicas. Essas contas têm a finalidade de receber repasses orçamentários e depósitos

Leia mais

1. Quem pode direcionar parte do Imposto de Renda? 2. Qual é o limite máximo possível de redirecionamento de meu IR sem que eu tenha custo?

1. Quem pode direcionar parte do Imposto de Renda? 2. Qual é o limite máximo possível de redirecionamento de meu IR sem que eu tenha custo? 1. Quem pode direcionar parte do Imposto de Renda? Que façam declaração do Imposto de Renda por formulário completo. O cálculo é feito com base no valor do Imposto de Renda Devido, seja ele a pagar ou

Leia mais

Acesse:http://www.institutodoar.org

Acesse:http://www.institutodoar.org Conteúdo desta apresentação Objetivo FUMCAD Por que destinar parte do IR a pagar para a Instituição Dr. Klaide? Parceiros Instituição Dr. Klaide Fontes de Recursos Instituição Dr. Klaide Procedimentos

Leia mais

COMO INVESTIR PESSOA FÍSICA

COMO INVESTIR PESSOA FÍSICA COMO INVESTIR PESSOA FÍSICA PROJETOS APROVADOS 2013 LEI FEDERAL DE INCENTIVO AO ESPORTE A Lei n 11.428/2006 (LIE) é um instrumento legal que abre uma possibilidade nova e diferenciada de captação de recursos

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 031, DE 07 DE MAIO DE 2015. GABINETE DO PREFEITO

PROJETO DE LEI Nº 031, DE 07 DE MAIO DE 2015. GABINETE DO PREFEITO PROJETO DE LEI Nº 031, DE 07 DE MAIO DE 2015. GABINETE DO PREFEITO Autoriza subvenção para o CONSEPRO - CONSELHO DE DEFESA E SEGURANÇA COMUNITÁRIA e dá outras providências. Art. 1º. Fica o Poder Executivo

Leia mais

COMISSÃO DE FUNDO, ORÇAMENTO E RECURSOS PÚBLICOS. 28 ª Reunião Ordinária 13/08/2015

COMISSÃO DE FUNDO, ORÇAMENTO E RECURSOS PÚBLICOS. 28 ª Reunião Ordinária 13/08/2015 COMISSÃO DE FUNDO, ORÇAMENTO E RECURSOS PÚBLICOS 28 ª Reunião Ordinária 13/08/2015 Pauta: Execução dos recursos do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Belo Horizonte FMDCA/BH. Fundo

Leia mais

Missão Educar para a cidadania ativa, solidária e responsável, em parceria com a escola, a família e a comunidade.

Missão Educar para a cidadania ativa, solidária e responsável, em parceria com a escola, a família e a comunidade. APRESENTAÇÃO O propósito deste folheto é orientar indivíduos e empresas sobre os incentivos fiscais existentes, para que façam doações para projetos de cunho social, contribuindo, assim, para o desenvolvimento

Leia mais

CONTRATO DE PARTICIPAÇÃO DE FUNDO DE ARRECADAÇÃO

CONTRATO DE PARTICIPAÇÃO DE FUNDO DE ARRECADAÇÃO CONTRATO DE PARTICIPAÇÃO DE FUNDO DE ARRECADAÇÃO CONTRATADA: Comissão Organizadora dos Eventos de Formatura do mês de Dezembro de 2010 do curso de Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie, denominada

Leia mais

O SEU IMPOSTO DE RENDA PODE TER O DESTINO CERTO. Cartilha de Incentivo à doação com dedutibilidade do imposto de renda

O SEU IMPOSTO DE RENDA PODE TER O DESTINO CERTO. Cartilha de Incentivo à doação com dedutibilidade do imposto de renda O SEU IMPOSTO DE RENDA PODE TER O DESTINO CERTO Cartilha de Incentivo à doação com dedutibilidade do imposto de renda Uma pequena atitude de cidadania ajuda a construir um grande futuro para jovens e pessoas

Leia mais

Campanha de Doação do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente Mogi das Cruzes

Campanha de Doação do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente Mogi das Cruzes Campanha de Doação do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente Mogi das Cruzes Quem Somos? O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) é um órgão deliberativo

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2003

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2003 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2003 Altera a legislação do Imposto de Renda relativamente à concessão de benefícios fiscais para as doações destinadas à assistência e promoção social. O CONGRESSO NACIONAL

Leia mais

Edital nº6-2016 Impressão de produtos editoriais

Edital nº6-2016 Impressão de produtos editoriais São Paulo, 12 de maio de 2016 Edital nº6-2016 Impressão de produtos editoriais O Instituto Pólis pretende selecionar uma empresa gráfica para a impressão de três tipos de publicação: cadernos temáticos,

Leia mais

CNPJ nº 04.446.959/0001-06. Rua Dr. Lauro Pinto, 245 - Lagoa Nova - CEP 59064-250 - Natal/RN. TERMO DE CONTRATO nº /2009

CNPJ nº 04.446.959/0001-06. Rua Dr. Lauro Pinto, 245 - Lagoa Nova - CEP 59064-250 - Natal/RN. TERMO DE CONTRATO nº /2009 CNPJ nº 04.446.959/0001-06. Rua Dr. Lauro Pinto, 245 - Lagoa Nova - CEP 59064-250 - Natal/RN. TERMO DE CONTRATO nº /2009 Pelo presente instrumento particular de Contrato para Convênio Comercial, de um

Leia mais

Estado do Rio de Janeiro Prefeitura Municipal de Mangaratiba Gabinete do Prefeito

Estado do Rio de Janeiro Prefeitura Municipal de Mangaratiba Gabinete do Prefeito DECRETO Nº 3442, DE 07 OUTUBRO DE 2015. ESTABELECE NORMAS PARA O REQUERIMENTO DE LICENÇA TEMPORÁRIA PARA REALIZAÇÃO DE EVENTOS EM GERAL, NO MUNICÍPIO DE MANGARATIBA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO

Leia mais

4. Rol de Lojas Não Participantes: vide no balcão de trocas, junto com este Regulamento, o rol de eventuais lojas não participantes.

4. Rol de Lojas Não Participantes: vide no balcão de trocas, junto com este Regulamento, o rol de eventuais lojas não participantes. REGULAMENTO DA Promoção de Mães Shopping Sul. Trata-se de DISTRIBUIÇÃO GRATUITA DE PRÊMIOS denominada Promoção de Mães Shopping Sul, operação do tipo assemelhada a concurso, que é realizada pela ASSOCIAÇÃO

Leia mais

ASPECTOSJURÍDICOS DO INVESTIMENTO ESTRANGEIRO NO BRASIL

ASPECTOSJURÍDICOS DO INVESTIMENTO ESTRANGEIRO NO BRASIL Investimento Estrangeiro no Brasil ASPECTOSJURÍDICOS DO INVESTIMENTO ESTRANGEIRO NO BRASIL Lisboa Junho 2016 Investimento Estrangeiro no Brasil ASPECTOSJURÍDICOS DO INVESTIMENTO ESTRANGEIRO NO BRASIL MAÍRA

Leia mais

3.1. Para execução dos SERVIÇOS objeto do presente CONTRATO, o CLIENTE deverá pagar à LIGHT o montante de R$ [XXXX] (xxxx por extenso xxxx).

3.1. Para execução dos SERVIÇOS objeto do presente CONTRATO, o CLIENTE deverá pagar à LIGHT o montante de R$ [XXXX] (xxxx por extenso xxxx). CONTRATO PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS QUE ENTRE SI CELEBRAM, LIGHT SERVIÇOS DE ELETRICIDADE S/A, DE UM LADO, E XXXXXXXXXXX, DE OUTRO LADO. LIGHT SERVIÇOS DE ELETRICIDADE S/A, com sede na Av. Marechal Floriano

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO ORIENTAÇOES PARA PREENCHIMENTO DOS DOCUMENTOS Cursos: Administração / TADS ORIENTAÇÕES:

ESTÁGIO SUPERVISIONADO ORIENTAÇOES PARA PREENCHIMENTO DOS DOCUMENTOS Cursos: Administração / TADS ORIENTAÇÕES: ESTÁGIO SUPERVISIONADO ORIENTAÇOES PARA PREENCHIMENTO DOS DOCUMENTOS Cursos: Administração / TADS ORIENTAÇÕES: As matrizes destes documentos estão disponíveis no site FAINAM / Central do Aluno / Estágio

Leia mais

BOTE FÉ NO FUTURO. Colabore com o FECRIANÇA. Sua doação deduzida do imposto de renda.

BOTE FÉ NO FUTURO. Colabore com o FECRIANÇA. Sua doação deduzida do imposto de renda. BOTE FÉ NO FUTURO Colabore com o FECRIANÇA. Sua doação deduzida do imposto de renda. O Fecriança convida você a colaborar para a construção de um futuro de paz e justiça social. Destine parte do seu de

Leia mais

CARTILHA DE DOAÇÃO PARA O FUMCAD

CARTILHA DE DOAÇÃO PARA O FUMCAD CARTILHA DE DOAÇÃO PARA O FUMCAD ÍNDICE O que é o FUMCAD 2 Conceito e Natureza Jurídica 2 Doações 3 Dedução das Doações Realizadas no Próprio Exercício Financeiro 4 Passo a Passo para a Doação 5 Principais

Leia mais

M A N U A L D E I N C E N T I V O À S A T I V I D A D E S C U L T U R A I S C O N D U Z I D A S P E L O

M A N U A L D E I N C E N T I V O À S A T I V I D A D E S C U L T U R A I S C O N D U Z I D A S P E L O Da Cultura Naval M A N U A L D E I N C E N T I V O À S A T I V I D A D E S C U L T U R A I S C O N D U Z I D A S P E L O D C A M N E M A P O I O A D P H D M, P O R M E I O D A LEI ROUANET P E S S O A F

Leia mais

MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO SECRETARIA DE CIDADANIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL

MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO SECRETARIA DE CIDADANIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL CONVÊNIO DE COLABORAÇÃO FIRMADO ENTRE O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO E FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DO MENOR DE PASSO FUNDO SEPLAN 054/2007 O MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO, pessoa jurídica de direito público, inscrito

Leia mais

COMO DESTINAR PARTE DO IMPOSTO DE RENDA DEVIDO. Existe hoje uma grande valorização para pessoas engajadas e responsáveis socialmente.

COMO DESTINAR PARTE DO IMPOSTO DE RENDA DEVIDO. Existe hoje uma grande valorização para pessoas engajadas e responsáveis socialmente. COMO DESTINAR PARTE DO IMPOSTO DE RENDA DEVIDO. Flávia Boavista F. Ruiz Existe hoje uma grande valorização para pessoas engajadas e responsáveis socialmente. É importante que se faça a destinação de parte

Leia mais

Regulamento do Fundo Social. Sicredi Ouro Verde MT

Regulamento do Fundo Social. Sicredi Ouro Verde MT Regulamento do Fundo Social Área Responsável Gerência de Relacionamento / Diretoria Executiva Substitui e revoga Versão: 1.0 Abrangência Externo Período de Vigência De: 2017 Sumário 1 INTRODUÇÃO... 3 2

Leia mais

05/2016 775707/2012 - MTE/SENAES CAMP

05/2016 775707/2012 - MTE/SENAES CAMP Cotação Prévia de Preço Nº. 05/2016 Convênio Nº 775707/2012 - MTE/SENAES CAMP Projeto: Centro de Formação e Apoio à Assessoria Técnica em Economia Solidária CFES Regional Sul. Critério: Menor Preço e Melhor

Leia mais

Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente Mallet PR. Mallet Pr. Incentivo Fiscal

Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente Mallet PR. Mallet Pr. Incentivo Fiscal Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente Mallet PR Av. Barão do Rio Branco, 649 Cep: 84570-000 Fone/Fax: (42) 3542-1439 Mallet Pr. E-mail: assistencia.mallet@yahoo.com.br Incentivo Fiscal

Leia mais

Destinação de Imposto de Renda para Criança e Adolescente e para a Pessoa Idosa: uma boa aplicação

Destinação de Imposto de Renda para Criança e Adolescente e para a Pessoa Idosa: uma boa aplicação Destinação de Imposto de Renda para Criança e Adolescente e para a Pessoa Idosa: uma boa aplicação 1 Fundamentação Legal Criança e Adolescente Lei 8069/90 ECA : Estatuto da Criança e do Adolescente; Lei

Leia mais

Programa de Bolsas de Mestrado e Doutorado

Programa de Bolsas de Mestrado e Doutorado Chamada Pública 07/2012 Programa de Bolsas de Mestrado e Doutorado A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná (Fundação Araucária) em parceria com a Coordenação

Leia mais

Transforme seu imposto em música

Transforme seu imposto em música LEI FEDERAL DE INCETIVO À CULTURA LEI ROUANET Transforme seu imposto em música Associação Cultural Casa de Música de Ouro Branco O QUE É A LEI ROUANET A Lei Rouanet (Lei 8.313/1991), instituiu o Programa

Leia mais

PREÇOS DOS SERVIÇOS DE ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO E DE INSPEÇÃO

PREÇOS DOS SERVIÇOS DE ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO E DE INSPEÇÃO PREÇOS DOS SERVIÇOS DE ACREDITAÇÃO DE ORGANISMOS DE CERTIFICAÇÃO E DE INSPEÇÃO NORMA Nº: NIE-CGCRE-140 APROVADA EM DEZ/2015 Nº 01/07 SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Campo de Aplicação 3 Responsabilidade 4 Histórico

Leia mais

Tutorial de Adesão ao Cadastro. Parceria CGU & Instituto Ethos

Tutorial de Adesão ao Cadastro. Parceria CGU & Instituto Ethos Tutorial de Adesão ao Cadastro Parceria CGU & Instituto Ethos Novembro de 2013 Empresa Pró-Ética Tutorial 2 SUMÁRIO Introdução 3 Passos para adesão ao cadastro 3 Passo 1 - Preenchimento do Formulário Eletrônico

Leia mais

FUNDAÇÃO TECHNOS. O presente para o seu futuro

FUNDAÇÃO TECHNOS. O presente para o seu futuro FUNDAÇÃO TECHNOS O presente para o seu futuro ASSUNTOS: - A Previdência no Brasil; - Organograma da Technos; - Vantagens para os funcionários; - Histórico de Rentabilidade; - Controle e Fiscalização; -

Leia mais

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO Nº 13.270

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo DECRETO Nº 13.270 DECRETO Nº 13.270 Regulamenta o parcelamento e pagamento de créditos do município de Vitória e dá outras providências. O Prefeito Municipal de Vitória, Capital do, no uso de suas atribuições legais, e

Leia mais

CONTRATO N. 020/2013 02 DO OBJETO

CONTRATO N. 020/2013 02 DO OBJETO Estado de Mato Grosso CÂMARA MUNICIPAL DE RONDONÓPOLIS CNPJ. 00.177.279/0001-83 INSTRUMENTO CONTRATUAL de prestação de serviços de interprete de libras na Termo de Dispensa nº 03/2013. CONTRATO N. 020/2013

Leia mais

1. DO PROGRAMA 2. DA QUANTIDADE, DO VALOR E VIGÊNCIA DAS BOLSAS

1. DO PROGRAMA 2. DA QUANTIDADE, DO VALOR E VIGÊNCIA DAS BOLSAS FACULDADE DO VALE DO ARARANGUÁ PROGRAMA DE BOLSAS DE ESTUDO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR / UNIEDU COMISSÃO TÉCNICA BOLSAS DE PESQUISA E EXTENSÃO FUMDES/ART.171 EDITAL Nº 003/2014 Estabelece critérios para inscrição

Leia mais

Anexo. Município UFIR. Valor por extenso. em moeda corrente. (Assinatura do responsável) Nome do Resp. FICHA DE QUALIFICAÇÃO DO CANDIDATO (Modelo 1)

Anexo. Município UFIR. Valor por extenso. em moeda corrente. (Assinatura do responsável) Nome do Resp. FICHA DE QUALIFICAÇÃO DO CANDIDATO (Modelo 1) Anexo Sigla e nº do Partido/série Recebemos de nome do partido Recibo Eleitoral Endereço: Mun. CEP CPF ou CGC nº a quantia de R$ correspondente a UFIR Data / / Nome do Responsável CPF nº U.F. R$ Município

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 06216/2009/RJ COGAP/SEAE/MF Em 16 de abril de 2009. Referência: Processo n.º 18101.000179/2009-79. Assunto: Distribuição Gratuita

Leia mais

CONTRATO DE CRÉDITO PESSOAL PRÉ-APROVADO

CONTRATO DE CRÉDITO PESSOAL PRÉ-APROVADO CONTRATO DE CRÉDITO PESSOAL PRÉ-APROVADO Por este instrumento e na melhor forma de direito, a COOPERATIVA, doravante designada simplesmente COOPERATIVA, neste ato devidamente representada na forma de seu

Leia mais

O seu imposto de renda agora tem um destino certo

O seu imposto de renda agora tem um destino certo O seu imposto de renda agora tem um destino certo Cartilha de Incentivo à Doação com dedutibilidade do Imposto de Renda Banco de imagens Grupo Orsa/ Luiz Prado Projeto Bandeira - Fundação Orsa 1 Heider

Leia mais

REGULAMENTO Pontuação 2 pontos Multiplus a cada R$ 1 em compras na Fast Shop

REGULAMENTO Pontuação 2 pontos Multiplus a cada R$ 1 em compras na Fast Shop REGULAMENTO Pontuação 2 pontos Multiplus a cada R$ 1 em compras na Fast Shop Ao realizar as compras na loja virtual da Fast Shop, em www.fastshop.com.br/multiplus ( hotsite ), você aceita e concorda com

Leia mais

ROTEIRO PARA REGISTRO NO CONTAS ONLINE Programa Caminho da Escola Parte I Execução Financeira Data de atualização: 21/6/2012

ROTEIRO PARA REGISTRO NO CONTAS ONLINE Programa Caminho da Escola Parte I Execução Financeira Data de atualização: 21/6/2012 1 ROTEIRO PARA REGISTRO NO CONTAS ONLINE Programa Caminho da Escola Parte I Execução Financeira Data de atualização: 21/6/2012 Introdução O material abaixo foi elaborado para orientar de forma objetiva

Leia mais

CONTRATO DE RATEIO N 1/2015. l - PARTES CONTRATANTES

CONTRATO DE RATEIO N 1/2015. l - PARTES CONTRATANTES CONTRATO DE RATEIO N 1/2015. l - PARTES CONTRATANTES O MUNICÍPIO DE CASTELO, inscrito no CNPJ sob N 27.165.638/0001-39, com sua sede administrativa na Prefeitura Municipal, situada na Av. Nossa Senhora

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE CANGUÇU ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

CÂMARA MUNICIPAL DE CANGUÇU ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL CÂMARA MUNICIPAL DE CANGUÇU ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PROCESSO Nº 010/2019 - PESQUISA DE PREÇO Nº 006/2019 (Solicitação Memorando Nº 086/2019/GP e N 076/2019/GP) 1- OBJETO: 1.1- ITEM 1 Impressão de cartões

Leia mais

Regulamento do Fundo Social Recurso destinado na AGO 2018 Sicredi Ouro Verde MT

Regulamento do Fundo Social Recurso destinado na AGO 2018 Sicredi Ouro Verde MT Regulamento do Fundo Social Recurso destinado na AGO 2018 Área Responsável Gerência de Relacionamento / Diretoria Executiva Substitui e revoga Versão: 1.0 Abrangência Externo Período de Vigência De: 2018

Leia mais

Doações aos Fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente

Doações aos Fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente Doações aos Fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente Apesar de ter sido sancionada em 13 de junho de 1990, a Lei nº 8.069, que permite às empresas e às pessoas físicas destinar parte do que pagam

Leia mais

CVSP e Programa de Voluntariado Empresarial

CVSP e Programa de Voluntariado Empresarial CVSP e Programa de Voluntariado Empresarial O Centro de Voluntariado de São Paulo, é uma organização social da sociedade civil, sem fins lucrativos, apolítica, apartidária e sem vínculos religiosos. Foi

Leia mais

FUNDO DE RESERVA UNIMED/ADUFG SINDICATO

FUNDO DE RESERVA UNIMED/ADUFG SINDICATO FUNDO DE RESERVA UNIMED/ADUFG SINDICATO Regulamento do Fundo de Reserva Unimed/ADUFG Sindicato Aprovado em Assembleia Geral dos usuários do Convênio ADUFG SINDICATO/UNIMED realizada em 16 de novembro de

Leia mais

MINUTA DO TERMO DE PARCERIA

MINUTA DO TERMO DE PARCERIA MINUTA DO TERMO DE PARCERIA O MUNICÍPIO DE BARÃO, Pessoa Jurídica de Direito Público, inscrito no CNPJ sob nº 91.693.325/0001-52, neste ato representado pelo Prefeito Municipal Senhor Jefferson Schuster

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONSTITUIÇÃO DE GARANTIA DE PENHOR DE DIREITOS. Quadro Resumo

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONSTITUIÇÃO DE GARANTIA DE PENHOR DE DIREITOS. Quadro Resumo INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONSTITUIÇÃO DE GARANTIA DE PENHOR DE DIREITOS Quadro Resumo BANCO CNPJ /MF Banco Bradesco S.A. 60.746.948/0001 12 Sede: Cidade de Deus, Município e Comarca de Osasco, Estado

Leia mais

Prefeitura Municipal de Votorantim

Prefeitura Municipal de Votorantim PROJETO DE LEI ORDINÁRIA N.º 013/2016 PROJETO DE LEI ORDINÁRIA N.º 006/2016 Dispõe sobre as Diretrizes Orçamentárias para o exercício de 2017 e dá outras providências. ERINALDO ALVES DA SILVA, PREFEITO

Leia mais

Edital Concurso Cultural de Pintura em Tela 7º Festival Regional do Umbu

Edital Concurso Cultural de Pintura em Tela 7º Festival Regional do Umbu Edital Concurso Cultural de Pintura em Tela 7º Festival Regional do Umbu 1. PROMOÇÃO E REALIZAÇÃO 1.1 A Cooperativa Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá e Curaçá (COOPERCUC), promove durante o 7º Festival

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DE PREVENÇÃO E ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL CNPJ N.º /

INSTITUTO NACIONAL DE PREVENÇÃO E ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL CNPJ N.º / CONVITE 06/2018 O Instituto Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil INPETI, criado em 2003, é uma associação civil, com personalidade jurídica de direito privado, sem fins lucrativos,

Leia mais

FORTBRASIL: UM MILHÃO DE PONTOS VANTAGENS PARA VOCÊ

FORTBRASIL: UM MILHÃO DE PONTOS VANTAGENS PARA VOCÊ REGULAMENTO 1. Das Empresas 1.1 Da empresa Promotora: FORTBRASIL Administradora de Cartões de Crédito S/A, pessoa jurídica de direito privado, inscrita sob CNPJ de número 02.732.968/0001-38, com sede na

Leia mais

MODELO DE DECLARAÇÃO DE RECEITAS E DESPESAS

MODELO DE DECLARAÇÃO DE RECEITAS E DESPESAS APÊNDICE 2 MODELO DE DECLARAÇÃO DE RECEITAS E DESPESAS (nota de primeira página) Projecto n :... Título do projecto:...... Nome completo do Beneficiário:... Morada:...... Formulário financeiro apresentado

Leia mais

EDITAL - CONCURSO DE PINTURA

EDITAL - CONCURSO DE PINTURA EDITAL - CONCURSO DE PINTURA Dispõe sobre concurso de pintura em Tela Objetivo: Promover a cultura local, valorizar a arte visual e incentivar a criatividade e novos talentos de São Borja e região, divulgando

Leia mais

Alterações relativas ao livro Estatuto da Criança e do Adolescente LEI Nº 12.594, DE 18 DE JANEIRO DE 2012

Alterações relativas ao livro Estatuto da Criança e do Adolescente LEI Nº 12.594, DE 18 DE JANEIRO DE 2012 Alterações relativas ao livro Estatuto da Criança e do Adolescente LEI Nº 12.594, DE 18 DE JANEIRO DE 2012 Institui o Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase), regulamenta a execução das

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2012

PROJETO DE LEI Nº, DE 2012 PROJETO DE LEI Nº, DE 2012 (Da Sra. FLÁVIA MORAIS) Altera a Lei nº 12.213, de 20 de janeiro de 2010, modificando as regras para a dedução do imposto de renda das doações feitas por pessoas físicas e jurídicas

Leia mais

Como destinar parte do seu Imposto de Renda a fundos e projetos sociais. Manual de orientação Pessoa Jurídica

Como destinar parte do seu Imposto de Renda a fundos e projetos sociais. Manual de orientação Pessoa Jurídica Como destinar parte do seu Imposto de Renda a fundos e projetos sociais Manual de orientação Pessoa Jurídica 1. O que é o CEESD? O CEESD Centro de Educação Especial Síndrome de Down foi fundado em 02 de

Leia mais

Previdencia PREVIDÊNCIA

Previdencia PREVIDÊNCIA Cartilha 2 Previdencia PREVIDÊNCIA 3 A MAPFRE Previdência desenvolveu para os participantes dos planos de previdência complementar: PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre), FGB Tradicional (Fundo Gerador

Leia mais

TUTORIAL Como utilizar as leis de incentivo. Federal Estadual Municipal

TUTORIAL Como utilizar as leis de incentivo. Federal Estadual Municipal TUTORIAL Como utilizar as leis de incentivo. Federal Estadual Municipal Incentivo Fiscal Procuramos empresas e oferecemos nossos projetos para que sejam incentivados. Isso ocorre, sobretudo, no início

Leia mais

O PROJETO VANTAGENS QUEM PODE INCENTIVAR? COMO INCENTIVAR? DO CT TRICOLORES LEI FEDERAL DE INCENTIVO AOS ESPORTES. Restituição INTEGRAL do valor doado

O PROJETO VANTAGENS QUEM PODE INCENTIVAR? COMO INCENTIVAR? DO CT TRICOLORES LEI FEDERAL DE INCENTIVO AOS ESPORTES. Restituição INTEGRAL do valor doado TRICOLORES DO CT LEI FEDERAL DE INCENTIVO AOS ESPORTES O PROJETO O projeto proposto pela Associação dos Torcedores e Amigos do Santa Cruz (ATASC) tem por objeto a implementação da primeira etapa do Centro

Leia mais

AUTORIZAÇÃO PARA COMPRA DE MATERIAL/SERVIÇO

AUTORIZAÇÃO PARA COMPRA DE MATERIAL/SERVIÇO AUTORIZAÇÃO PARA COMPRA DE MATERIAL/SERVIÇO OBJETO: Contratação de empresa especializada na criação de um web site personalizado para a Câmara Municipal de Vereadores de Tunápolis, SC, gerenciável, próprio

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS NA CÂMARA MUNICIPAL DE PAULO FRONTIN/PR CADERNO DE PROVA CONTADOR

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS NA CÂMARA MUNICIPAL DE PAULO FRONTIN/PR CADERNO DE PROVA CONTADOR CADERNO DE PROVA CONTADOR Nº. DE INSCRIÇÃO DO(A) CANDIDATO(A) Domingo, 03 de junho de 2012. N.º DE INSCRIÇÃO DO(A) CANDIDATO(A) 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28

Leia mais

1º EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS PARA A INCUBADORA DE NEGÓCIOS ESPM 1/2015

1º EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS PARA A INCUBADORA DE NEGÓCIOS ESPM 1/2015 1º EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS PARA A INCUBADORA DE NEGÓCIOS ESPM 1/2015 A Coordenação da INCUBADORA da ESPM no uso de suas atribuições, faz saber que estão abertas as inscrições para o 1º

Leia mais

São Paulo, 21 de outubro de À Associação dos Antigos Alunos da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo AEP

São Paulo, 21 de outubro de À Associação dos Antigos Alunos da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo AEP São Paulo, 21 de outubro de 2016. À Associação dos Antigos Alunos da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo AEP A/C: Sra. Roseli dos Anjos (via email) Ref: Incentivo fiscal para captação de recursos

Leia mais

LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE

LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE Lei nº 11.438/06, ou simplesmente Lei de Incentivo ao Esporte, estabelece benefícios fiscais para pessoas físicas ou jurídicas que estimulem o desenvolvimento do esporte nacional,

Leia mais

SUBSTÂNCIAS QUE DESTROEM A CAMADA DE OZÔNIO (SDOs)

SUBSTÂNCIAS QUE DESTROEM A CAMADA DE OZÔNIO (SDOs) SUBSTÂNCIAS QUE DESTROEM A CAMADA DE OZÔNIO (SDOs) 1. AS PESSOAS FÍSICAS E JURÍDICAS QUE TRABALHAM COM SDOs E ALTERNATIVAS (COMPRA, VENDA, UTILIZAÇÃO, IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO) DEVEM: Ter registro no Cadastro

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE. Deliberação n.º 919/2012 AS/CMDCA

SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE. Deliberação n.º 919/2012 AS/CMDCA SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Deliberação n.º 919/2012 AS/CMDCA Dispõe sobre o Certificado de Autorização para Captação de Recursos

Leia mais

Guia Unicred do IMPOSTO DE RENDA 2016

Guia Unicred do IMPOSTO DE RENDA 2016 Guia Unicred do IMPOSTO DE RENDA 2016 1 ÍNDICE Imposto de Renda 2016... 03 Obrigatoriedade de entrega da declaração... 04 Orientações gerais.... 05 Formas de entrega.... 06 Multa pelo atraso na entrega...

Leia mais

FUNDO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE. Lei nº /90 - ECA

FUNDO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE. Lei nº /90 - ECA DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Lei nº. 8.069/90 - ECA O FIA Tem natureza jurídica de fundo público (120-1), portanto, obedece, para todos os efeitos, as normas gerais de Contabilidade Pública, em

Leia mais

SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO, FINANÇAS E PLANEJAMENTO. CONTRATO DE LOCAÇÃO N. º 121/2015

SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO, FINANÇAS E PLANEJAMENTO. CONTRATO DE LOCAÇÃO N. º 121/2015 SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO, FINANÇAS E PLANEJAMENTO. CONTRATO DE LOCAÇÃO N. º 121/2015 PREÂMBULO Que entre si celebram o MUNICIPIO DE CHAPADÃO DO CÉU GO e LED3 INFORMÁTICA AUDIOVISUAL LTDA - ME conforme

Leia mais

CRITÉRIO PARA A ENTIDADE OBTER O RECURSO

CRITÉRIO PARA A ENTIDADE OBTER O RECURSO CRITÉRIO PARA A ENTIDADE OBTER O RECURSO Ser Entidade Constituída Juridicamente; Realizar programas de atendimento à criança e ao adolescente; Possuir registro no CMDCA- Conselho Municipal dos Direitos

Leia mais

Este tutorial tem por finalidade facilitar o cadastramento das propostas que serão submetidas ao Finep.

Este tutorial tem por finalidade facilitar o cadastramento das propostas que serão submetidas ao Finep. Este tutorial tem por finalidade facilitar o cadastramento das propostas que serão submetidas ao Finep. Publicação: 18 de novembro de 2014. Objetivo: Selecionar propostas para apoio financeiro à aquisição

Leia mais

M A N U A L D E I N C E N T I V O À S A T I V I D A D E S C U L T U R A I S C O N D U Z I D A S P E L O

M A N U A L D E I N C E N T I V O À S A T I V I D A D E S C U L T U R A I S C O N D U Z I D A S P E L O Da Cultura Naval M A N U A L D E I N C E N T I V O À S A T I V I D A D E S C U L T U R A I S C O N D U Z I D A S P E L O D C A M N E M A P O I O À D P H D M, P O R M E I O D A LEI ROUANET P E S S O A F

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU, EM NÍVEL DE ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITO CIVIL, PROCESSO CIVIL E DIREITO DO CONSUMIDOR CONTRATANTE: Naturalidade: Nacionalidade: Estado

Leia mais

CARTA CIRCULAR N.º 011

CARTA CIRCULAR N.º 011 Aos Participantes do Sistema de Registro e de Liquidação Financeira de Títulos CARTA CIRCULAR N.º 011 De acordo com o item IV da Resolução n.º 1.155, de 23.07.86, do Banco Central do Brasil, a alíquota

Leia mais

OBJETIVO REGULAMENTO. 1. Da Participação

OBJETIVO REGULAMENTO. 1. Da Participação OBJETIVO O Prêmio mantra Brasil Design de Interiores tem por objetivo oferecer aos participantes o reconhecimento aos seus trabalhos e destaque no mercado. Com esta iniciativa queremos divulgar a diversidade

Leia mais

GOVERNO DE ALAGOAS SECRETARIA EXECUTIVA DE FAZENDA SECRETARIA ADJUNTA DA RECEITA ESTADUAL

GOVERNO DE ALAGOAS SECRETARIA EXECUTIVA DE FAZENDA SECRETARIA ADJUNTA DA RECEITA ESTADUAL GOVERNO DE ALAGOAS SECRETARIA EXECUTIVA DE FAZENDA SECRETARIA ADJUNTA DA RECEITA ESTADUAL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 43/2004 Publicada no DOE em 30 de dezembro de 2004 Republicada por incorreção em 31 de dezembro

Leia mais

Transforme seu imposto em música

Transforme seu imposto em música LEI FEDERAL DE INCETIVO À CULTURA LEI ROUANET Transforme seu imposto em música Associação Cultural Casa de Música de Ouro Branco O QUE É A LEI ROUANET A Lei Rouanet (Lei 8.313/1991), instituiu o Programa

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO Dia das Mães Carioca Shopping 15 anos Trata-se de DISTRIBUIÇÃO GRATUITA DE PRÊMIOS denominada Dia das Mães Carioca Shopping

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO Dia das Mães Carioca Shopping 15 anos Trata-se de DISTRIBUIÇÃO GRATUITA DE PRÊMIOS denominada Dia das Mães Carioca Shopping REGULAMENTO DA PROMOÇÃO Dia das Mães Carioca Shopping 15 anos Trata-se de DISTRIBUIÇÃO GRATUITA DE PRÊMIOS denominada Dia das Mães Carioca Shopping 15 anos, operação do tipo assemelhada a concurso, que

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/CT-INFRA 03/2003

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/CT-INFRA 03/2003 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA IMPLEMENTAÇÃO DE PROJETOS INSTITUCIONAIS DE IMPLANTAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA FÍSICA DE PESQUISA O MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA MCT, por intermédio da Financiadora

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 02/2014

RESOLUÇÃO Nº 02/2014 RESOLUÇÃO Nº 02/2014 O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente - CMDCA, no uso das atribuições que lhe confere a Lei Federal 8.069/1990, da Lei Municipal 1.261 de 16/03/2005 - com as

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS-GRADUADOS EM ADMINISTRAÇÃO Núcleo de Estudos Avançados em Terceiro Setor

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS-GRADUADOS EM ADMINISTRAÇÃO Núcleo de Estudos Avançados em Terceiro Setor Eu rabisco o sol que a chuva apagou Renato Russo PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PROGRAMA DE ESTUDOS PÓS-GRADUADOS EM ADMINISTRAÇÃO Núcleo de Estudos Avançados em Terceiro Setor Incentivos

Leia mais

Processo n. 109.169/07 CONTRATO N. 2008/225.0

Processo n. 109.169/07 CONTRATO N. 2008/225.0 Processo n. 109.169/07 CONTRATO N. 2008/225.0 CONTRATO CELEBRADO ENTRE A CÂMARA DOS DEPUTADOS E A CAPITAL EMPRESA DE SERVIÇOS GERAIS LTDA., PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MICROFILMAGEM E DIGITALIZAÇÃO DE

Leia mais

PUBLICADO NO D.O.M. N o 46 DE 21/ junho / 2012

PUBLICADO NO D.O.M. N o 46 DE 21/ junho / 2012 Resolução n 01/2012 Critérios para Liberação de Recursos através do Fundo Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa - FMDPI e outras providências correlatas. O Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa

Leia mais

R E G U L A M E N T O. Você estuda na MEGA BYTE e leva um TABLET

R E G U L A M E N T O. Você estuda na MEGA BYTE e leva um TABLET R E G U L A M E N T O Você estuda na MEGA BYTE e leva um TABLET I - A CAMPANHA: 1. A campanha Você estuda na MEGA BYTE Escola de Profissões e leva um TABLET será realizado nas unidades filiais do Estado

Leia mais

http://www.econeteditora.com.br/boletim_imposto_renda/ir-08/irpj_consorcio_empresas.php

http://www.econeteditora.com.br/boletim_imposto_renda/ir-08/irpj_consorcio_empresas.php Page 1 of 5 IMPOSTO DE RENDA PESSOA JURÍDICA CONSÓRCIO DE EMPRESAS Considerações Gerais 1. INTRODUÇÃO 2. PROIBIÇÃO PARA A FORMAÇÃO DE CONSÓRCIOS 3. PERSONALIDADE JURÍDICA E RESPONSABILIDADE TRIBUTÁRIA

Leia mais

3. Rol de Lojas Aderentes: vide no balcão de trocas, justo com este Regulamento.

3. Rol de Lojas Aderentes: vide no balcão de trocas, justo com este Regulamento. REGULAMENTO DA PROMOÇÃO Natal no Boulevard Brasília. Trata-se de DISTRIBUIÇÃO GRATUITA DE PRÊMIOS denominada Natal no Boulevard Brasília, operação do tipo assemelhada a concurso, que é realizada pelo Fundo

Leia mais

ANEXO II CARTA SOLICITAÇÃO DE CREDENCIAMENTO

ANEXO II CARTA SOLICITAÇÃO DE CREDENCIAMENTO ANEXO II CARTA SOLICITAÇÃO DE CREDENCIAMENTO Ao Diretor-Geral do SENADO FEDERAL A empresa (nome / razão social), CNPJ nº, com logradouro à (endereço completo), fones de contato nºs /, por intermédio de

Leia mais

Campo Alegre Corupá - Rio Negrinho - São Bento do Sul

Campo Alegre Corupá - Rio Negrinho - São Bento do Sul CONTRATO DE RATEIO Nº 007/2014 CONTRATO QUE ENTRE SI CELEBRAM O CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL QUIRIRI, E OS MUNICÍPIOS DE CAMPO ALEGRE, RIO NEGRINHO, OBJETIVANDO O RATEIO DE RECURSOS PARA EXECUÇÃO DO PROJETO

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/Ação Transversal - NOVOS CAMPI - 05/2006

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/Ação Transversal - NOVOS CAMPI - 05/2006 CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/Ação Transversal - NOVOS CAMPI - 05/2006 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA APOIO A PROJETOS DE IMPLANTAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA DE PESQUISA NOS NOVOS CAMPI DAS UNIVERSIDADES FEDERAIS

Leia mais

Instruções para utilização do FGTS para abatimento mensal nas prestações de seu contrato de financiamento (DAMP III)

Instruções para utilização do FGTS para abatimento mensal nas prestações de seu contrato de financiamento (DAMP III) Para utilizar os recursos de seu Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para abatimento mensal nas prestações de seu contrato de financiamento imobiliário, leia atentamente este passo a passo. Aqui

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE LEI Nº 9.276, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2009.

RIO GRANDE DO NORTE LEI Nº 9.276, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2009. RIO GRANDE DO NORTE LEI Nº 9.276, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2009. Autoriza o Poder Executivo a conceder parcelamento de débitos fiscais relacionados com o Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias

Leia mais

ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL

ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL LEGISLAÇÃO Diante da mais nova modernização das obrigações que o Brasil está passando, um dos mais importantes impostos do país não poderia ficar de fora. Com a publicação

Leia mais

Declaração de Serviços Tomados

Declaração de Serviços Tomados Declaração de Serviços Tomados O que é isto? O que isto faz? Por meio desta página, qualquer contribuinte pode realizar a declaração dos serviços tomados para gerar as guias de Retenção. Nesta página,

Leia mais

CONVITE Nº 049A/2015

CONVITE Nº 049A/2015 Processo nº 0263.1511/15-2 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 049A/2015 DATA DA ABERTURA: 14/08/2015 HORA DA ABERTURA: 10:00 Horas NOME DA EMPRESA: ORIGINAL

Leia mais

ROTEIRO ORIENTATIVO MANUSEIO DO SISTEMA PARA A SOLCITAÇÃO DE RECURSOS

ROTEIRO ORIENTATIVO MANUSEIO DO SISTEMA PARA A SOLCITAÇÃO DE RECURSOS ROTEIRO ORIENTATIVO Os Conselhos da Comunidade aptos a receber os novos recursos das Prestações Pecuniárias deverão seguir as orientações abaixo, visando ter acesso facilitado no manuseio das rotinas do

Leia mais

Portal dos Convênios - Siconv. Cadastramento de Proponente, Consórcio Público e Entidades Privadas sem Fins Lucrativos

Portal dos Convênios - Siconv. Cadastramento de Proponente, Consórcio Público e Entidades Privadas sem Fins Lucrativos MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - Siconv Cadastramento de Proponente, Consórcio

Leia mais