APOSTILA DE VBA PARA EXCEL MARCOS DE BARROS OUTUBRO DE RISK MANAGEMENT

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "APOSTILA DE VBA PARA EXCEL MARCOS DE BARROS OUTUBRO DE 2002 1 - RISK MANAGEMENT"

Transcrição

1 APOSTILA DE VBA PARA EXCEL MARCOS DE BARROS OUTUBRO DE RISK MANAGEMENT

2 ÍNDICE INTRODUÇÃO AO VBA 5 Constantes 5 Variáveis 5 Tipos de variáveis e constantes 6 O Comando Option Explicit 7 Comentários 7 Operadores 7 Arrays 10 Estrutura de dados 12 FLUXOS DE CONTROLE 12 Expressões condicionais 13 Loops 16 FUNÇÕES E PROCEDIMENTOS 19 Diferenças 20 Quando usar? 20 Passagem de Parâmetros 20 Passagem de parâmetros: Referência X Valor 21 Parâmetros Opcionais 22 Variáveis locais X Variáveis globais 23 FUNÇÕES MATEMÁTICAS 24 FUNÇÕES DIVERSAS 25 FUNÇÕES DE CONVERSÃO 26 STRINGS 27 MACROS 29 Como criar 29 Geração de Macros pelo Excel 31 Como executar uma Macro na abertura do arquivo 32 Associando objetos a Macros 32 Como executar passo a passo 33 Pontos de parada em uma Macro 34 Visualização de valores de variáveis em tempo de execução 35 OS PRINCIPAIS OBJETOS DO EXCEL 35 Application 36 Workbook 37 Worksheet RISK MANAGEMENT

3 Range 38 Cells 39 Collection 39 Chart 40 PROPRIEDADES E MÉTODOS 41 Definições 41 Principais propriedades dos principais objetos 42 Principais métodos dos principais objetos 43 TRATAMENTO DE ERROS 43 Como tratar um erro no programa RISK MANAGEMENT

4 ÍNDICE DE FIGURAS Figura 1 - Exemplo de Criação de uma M acro no Editor do Excel Figura 2 - O editor de Visual Basic Figura 3 - Como associar uma Macro a um objeto Desenho Figura 4 - Exemplo de execução de um programa com ponto de parada Figura 5 - Diagrama de Objetos do Microsoft Excel Figura 6 - Diagrama de Objetos do Microsoft Excel a partir do Objeto Worksheet Figura 7 - Diagrama de Objetos do Microsoft Excel a partir do Objeto Chart RISK MANAGEMENT

5 INTRODUÇÃO AO VBA VBA (Visual Basic for Application) é uma linguagem de programação utilizada utilizada para desenvolver programas executados nos principais softwares do pacote Office (Access, Excel, Word, Power Point) da Microsoft. Uma linguagem de programação permite montarmos programas que auxiliam tarefas do dia a dia de seus usuários. Constantes Uma constante representa um valor fixo, ou seja, que não é mudado ao longo da execução do programa. Para declarar uma constante no VBA, usamos o comando Const. O valor e o tipo de dados são atribuídos em uma mesma linha de comando. Const Valor_Pi As Double = 3,14 Variáveis Qualquer quantidade que muda de valor no decorrer de um programa é chamada de variável. Para cada variável, damos uma representação simbólica, ou nome, para que ela possa ser identificada no programa. O local e a forma de criação define o escopo da variável, ou seja, onde esta pode ser visualizada dentro do programa. 5 - RISK MANAGEMENT

6 A declaração de uma variável em VBA é feita usando o comando Dim em qualquer local do procedimento, porém é comum os programadores declararem todas as variáveis logo no início do procedimento. Dim juros As Double Dim nome, sobrenome As String Tipos de variáveis e constantes Em VBA, assim como em todas as linguagens de programação, cada variável ou constante contém um tipo de dados específico. Tipo de Dado Descrição Possíveis Valores Boolean Permite armazenar valores Booleanos True ou False Byte Permite armazenar números em módulo 0 a 255 Currency Permite armazenar moeda - Date Permite armazenar datas Qualquer data que pode ser reconhecida pelo Excel Double Permite armazenar números reais E308 a E308 Single Permite armazenar números reais E38 a E38 Integer permite armazenar números inteiros e Long permite armazenar números inteiros a Object utilizado para fazer referência a um - objeto do Excel String permite armazenar conjuntos de Textos em geral caracteres Variant permite armazenar qualquer tipo de dado - User-Defined permite armazenar valores de tipos - definidos pelo usuário Obs: Usa-se o caracter # para atribuir data (ex: dteinicio = #07/01/ :00#) 6 - RISK MANAGEMENT

7 O Comando Option Explicit Na realidade, a declaração de variáveis é necessária em um programa VBA, caso o programador use o comando Option Explicit no início do módulo. Caso contrário, não é necessário a declaração das variáveis utilizadas que recebem, então, o tipo Variant. Exemplos: Option Explicit Sub calculamedia() Dim dblmedia as Double Comentários Comentários devem ser feitos para ajudar o entendimento do código, auxiliando manutenções e modificações futuras. Podemos realizar comentários no VBA utilizando o caracter. Exemplos: Sub calculamedia() Comentário: Declaração de Variáveis Dim dblmedia as Double Operadores O VBA utiliza alguns operadores, que permitem a realização de comparações, atribuições, etc. Podemos dividir os operadores nas seguintes categorias: 7 - RISK MANAGEMENT

8 Aritméticos Utilizados em cálculos e expressões matemáticas. Operador Representação Sintaxe Soma + [Número 1] + [Número 2] Subtração - [Número 1] - [Número 2] Multiplicação * [Número 1] * [Número 2] Divisão / [Número] / [Divisor] Expoente ^ [Número] ^ [Expoente] Divisão Inteira \ [Número] \ [Divisor] Mod Resto Mod [Número] \ [Divisor] Atribuição Apenas um operador faz parte desta categoria. Este operador é utilizado para atribuir valores a variáveis. Operador Representação Sintaxe Atribuição = [Variável] = [Valor] Comparação Utilizado na maioria das vezes em expressões de fluxo de controle (ver seção Fluxo de Controle), para comparar valores ou variáveis. Retornam TRUE ou FALSE. Operador Representação Sintaxe Menor que < [Variável] < [Valor] Menor ou igual que <= [Variável] <= [Valor] Maior que > [Variável] > [Valor] Maior ou igual que >= [Variável] >= [Valor] Igual = [Variável] = [Valor] Diferente <> [Variável] <> [Valor] Igual (objetos) Is [Object 1] Is [Object 2] 8 - RISK MANAGEMENT

9 Concatenação Utilizados para concatenar duas variáveis do tipo String. Operador Representação Sintaxe Concatenação & [Variável 1] & [Variável 2] Concatenação + [Variável 1] + [Variável 2] É recomendável o uso do operador & para evitar ambigüidade. Lógicos Utilizados em expressões lógicas. Retornam TRUE ou FALSE Operador Representação Sintaxe AND AND [Variável 1] AND [Variável 2] OR OR [Variável 1] OR [Variável 2] NOT NOT NOT [Variável 1] XOR XOR [Variável 1] XOR [Variável 2] Abaixo seguem o resultados das expressões, utilizando cada operador. Podemos chamar as tabelas abaixo de Tabela Verdade. Tabela Verdade para o operador AND Expressão 1 Expressão 2 Expressão 1 AND Expressão 2 TRUE TRUE TRUE TRUE FALSE FALSE FALSE TRUE FALSE FALSE FALSE FALSE Tabela Verdade para o operador OR Expressão 1 Expressão 2 Expressão 1 OR Expressão 2 TRUE TRUE TRUE TRUE FALSE TRUE FALSE TRUE TRUE FALSE FALSE FALSE Tabela Verdade para o operador NOT 9 - RISK MANAGEMENT

10 Expressão 1 NOT Expressão 1 TRUE FALSE FALSE TRUE Tabela Verdade para o operador XOR Arrays Expressão 1 Expressão 2 Expressão 1 XOR Expressão 2 TRUE TRUE FALSE TRUE FALSE TRUE FALSE TRUE TRUE FALSE FALSE FALSE Variável que contém uma lista de valores do mesmo tipo. O limite da lista pode ser informado na declaração da variável. O primeiro valor do Array corresponde a posição 0 (zero). Dim arrempresas(10) as String arrempresas(0) = Mellon Brascan arrempresas(1) = Foco Informática Arrays Multidimensionais O Array pode ser multi-dimensional. A sintaxe de um Array de duas dimensões seria: Dim [Nome da Variável](i, j) as [Tipo de Dado] 10 - RISK MANAGEMENT

11 Dim mtzvalores(2, 2), i, j As Integer For i = 1 To 2 For j = 1 To 2 mtzvalores(i, j) = i * j Next Next Um Array também pode ser dimensionado, de acordo com a necessidade. A declaração deve ser feita sem a informação do limite do Array. É necessário dimensionar o Array, antes de atribuir valores. Para isso, usase o comando ReDim. Dim arrempresas() as String Redim arrempresas(1) arrempresas(0) = Mellon Brascan arrempresas(1) = Shell Brasil Caso o Array dinâmico já tenha sido dimensionado, usamos a mesma sintaxe para redimensioná-lo. Para manter os valores já atribuídos deve-se usar o comando Preserve. No entanto, só será possível aumentar a sua dimensão. Dim arrempresas() as String Redim arrempresas(1) arrempresas(0) = Mellon Brascan arrempresas(1) = Alfredo Distribuidores Redim arrempresas(3) 11 - RISK MANAGEMENT

12 arrempresas(2) = Foco Informática Estrutura de dados Em alguns casos, os tipos de dados existentes na linguagem não são satisfatórios. É possível criar tipos definidos pelo programador. É necessário ter sempre no programa, o nome e o CNPJ da empresa. Cria-se, então, um tipo Empresa. Type Empresa RazaoSocial as String CNPJ as String End Type Podemos definir uma variável do tipo Empresa. Dim empresaatual as Empresa É possível definir um array do tipo Empresa Dim empresas(10) as Empresa Podemos atribuir valores da seguinte forma: empresaatual.cnpj = empresas(1).razaosocial = Mellon Brascan empresas(1).cnpj = FLUXOS DE CONTROLE Veremos nesta seção as instruções de controle que afetam o fluxo de execução de um programa e são amplamente utilizadas. Um programa é 12 - RISK MANAGEMENT

13 executado de diversas formas, de acordo com parâmetros de entrada e estados de variáveis. O fluxo de execução de um programa é controlado, basicamente, através de decisões (utilização de expressões condicionais) e repetição de instruções (loops). Sendo assim, podemos dividir as instruções de fluxo de controle em duas categorias: as expressões condicionais e os loops. Expressões condicionais If-Then-Else É a expressão condicional mais utilizada. Sintaxe: If ([Condição]) Then [Comandos 1] Else [Comandos 2] Se a condição definida for verdadeira, os comandos definidos em [Comandos 1] serão executados. Se a condição for falsa, o bloco [Comandos 2] será executado. If (intnumero >= 0) Then strmensagem = A variável é positiva Else strmensagem = A variável é negativa MsgBox(strMensagem) 13 - RISK MANAGEMENT

14 Existem casos em que temos mais do que apenas duas possibilidades. Sendo assim, podemos usar a instrução ElseIf. If ([Condição 1]) Then [Comandos 1] ElseIf ([Condição 2]) Then [Comandos 2] Else [Comandos 3] Os blocos de comandos [Comandos 1] ou [Comandos 2] serão executados, caso as condições [Condição 1] e [Condição 2] forem verdadeiras, respectivamente. Caso contrário, [Comandos 3] será executado. If (intnumero > 0) Then strmensagem = A variável é positiva ElseIf (intnumero < 0) Then strmensagem = A variável é negativa Else strmensagem = A variável tem o valor zero. MsgBox(strMensagem) Case Utilizado em expressões condicionais, onde há mais de duas possibilidades. Sintaxe: 14 - RISK MANAGEMENT

15 Select Case [expressão] [Case possibilidade-1 [comandos-1]]... [Case possibilidade-n [comandos-n]] [Case Else [comandos else]] End Select Muito semelhante ao If...Then...ElseIf...Else... Indicado para expressões com várias possibilidades. Exemplo 1: Select Case intnumero Case Is > 0 strmensagem = A variável é positiva Case Is < 0 strmensagem = A variável é negativa Case Else strmensagem = A variável tem o valor zero. End Select MsgBox(strMensagem) Exemplo 2: Select Case strtipoempresa Case Financeira MsgBox( Empresa do ramo financeiro ) Case Industrial MsgBox( Empresa do ramo industrial ) Case Serviços 15 - RISK MANAGEMENT

16 MsgBox( Empresa do ramo de serviços ) Case Else MsgBox( Não identificado ) End Select Loops Um loop permite a execução de um conjunto de comandos repetidamente. Alguns loops são executados até uma condição se tornar falsa, outros até a condição ser verdadeira. Existem ainda loops que permitem a execução de um bloco de comandos um número fixo de vezes. While Executa um bloco de comandos enquanto uma condição for verdadeira. Sintaxe: While [condição] [comandos] Wend flag = true... While (flag) If (adicional > 0) Then Total = total + adicional Else flag = false End If adicional = adicional valor_desconto Wend 16 - RISK MANAGEMENT

17 For Executa um bloco de comandos um número determinado de vezes. Sintaxe: For i = [início] To [fim] [Passo] [comandos] [Exit For] [comandos] Next Dim arrinteiros(50) As Integer Dim i As Integer Inicializa o array com valor 0 For i = 1 to Ubound(arrInteiros) arrinteiros(i) = 0 Next Obs: Se o limite superior for definido a partir de uma variável e o valor desta variável for mudado ao longo do loop, a quantidade de iterações não será alterada. O loop abaixo é executado apenas 5 vezes. intmaximo = 5 For intcontador = 1 To intmaximo MsgBox( Valor do Contador: & intcontador) if (intcontador = 3) Then intmaximo = intmaximo + 10 End If Next 17 - RISK MANAGEMENT

18 Do Loop Executa um bloco de comandos enquanto uma condição for verdadeira, ou até uma condição se tornar verdadeira. Sintaxe: Do [condição] '(While Until) [comandos] [Exit Do] [comandos] Loop Ou: Do [comandos] [Exit Do] [comandos] Loop [condição] '(While Until) Exemplo 1: intcontador = 0 Do while intcontador < 5 MsgBox( Valor do Contador: & intcontador) intcontador = intcontador + 1 Loop Exemplo 2: intcontador = 0 Do Until intcontador = 5 MsgBox( Valor do Contador: & intcontador) 18 - RISK MANAGEMENT

19 Loop intcontador = intcontador + 1 FUNÇÕES E PROCEDIMENTOS Muitas funcionalidades em um programa são executadas mais de uma vez. Com isso, surge a necessidade de se criar pedaços de códigos que executam tarefas específicas. Isto facilita o entendimento do programa, além de diminuir a quantidade de linhas de código, facilitando a manutenção e novas implementações. Podemos dividir o programa em partes menores denominadas Funções e Procedimentos. Podemos identificar uma função em VBA como sendo o código que será executado entre os comandos Function e End Function, enquanto procedimentos são identificados pelos comandos Sub e End Sub. Sintaxe: Sub procedimento() [Corpo do Procedimento] End Sub Podemos chamar o procedimento usando o comando Call. Ex: Call procedimento() É possível chamar o procedimento sem o comando Call. Neste caso não usamos o parênteses. Ex: procedimento 19 - RISK MANAGEMENT

20 Diferenças A diferença básica entre uma função e um procedimento é muito simples. A função retorna um valor de algum tipo, enquanto o procedimento não retorna valor. Os tipos de valores para o retorno de uma função são os mesmos definidos para uma variável, ou seja, uma função pode retornar um tipo Integer, String ou até mesmo um Objeto. Sintaxe: Function funcao() As Integer [Corpo da Função] End Function Quando usar? É fundamental realizar a divisão do programa em tarefas menores, de modo a deixar o código limpo e organizado. Sendo assim, usamos funções e procedimentos para definirmos tais tarefas. Caso haja necessidade de retorno de valor, usamos funções. Caso contrário, usamos procedimentos. Passagem de Parâmetros Funções e procedimentos podem receber parâmetros de entrada, o que não é obrigatório, mas ocorre na maioria das vezes. Assim como o retorno de uma função, parâmetros devem ter um tipo definido. Sintaxe: Function funcao(parametro As Integer) As String [Corpo da Função] End Function 20 - RISK MANAGEMENT

21 Passagem de parâmetros: Referência X Valor Um parâmetro pode ser passado para uma função ou procedimento de duas formas: por valor ou por referência. Por Valor Uma forma de passar o valor de um argumento a um procedimento em vez de passar o endereço. Permite que o procedimento acesse uma cópia da variável. Como resultado, o valor real da variável não pode ser alterado pelo procedimento ao qual é passado. Usamos o comando ByVal pare definir que um parâmetro será passado por valor. Sub principal() Dim meunumero As Integer meunumero = 2 somaum meunumero MsgBox ("Valor da variavel meunumero: " & meunumero) End Sub Sub somaum(byval valor As Integer) valor = valor + 1 End Sub Valor da variável meunumero: RISK MANAGEMENT

22 Por Referência Uma forma de passar o endereço de um argumento a um procedimento em vez de passar o valor. Isso permite que o procedimento acesse a variável real. Como resultado, o valor real da variável pode ser alterado pelo procedimento ao qual é passado. A menos que especificado o contrário, os argumentos são passados por referência. Usamos o comando ByRef pare definir que um parâmetro será passado por valor. Sub principal() Dim meunumero As Integer meunumero = 2 somaum meunumero MsgBox ("Valor da variavel meunumero: " & meunumero) End Sub Sub somaum(byref valor As Integer) valor = valor + 1 End Sub Valor da variável meunumero: 3 Parâmetros Opcionais Para definir um parâmetro opcional em um procedimento ou função, usamos o comando Optional RISK MANAGEMENT

23 Sub principal(byval param1 As Integer, Optional param2 As Strting) O exemplo abaixo mostra uma chamada válida para o procedimento. Call principal(2) Variáveis locais X Variáveis globais O escopo de atuação das variáveis de um programa varia de acordo com o local de declaração da mesma. Variáveis definidas dentro de uma função, por exemplo, só podem ser acessadas no escopo daquela função. Estas são denominadas variáveis locais. Entretanto, podemos ter variáveis que são acessadas por todas as funções ou procedimentos. Para isso devemos declarar a variável no início do módulo VBA. Desta forma, o conteúdo da variável pode ser modificado em qualquer lugar do programa. Estas são denominadas variáveis globais. Dim varglobal As Integer Sub proc1() Dim varlocal1 As Integer End Sub varlocal1 = 5 varglobal = 3 proc2 MsgBox( Valor de varglobal: & varglobal) Sub proc2() Dim varlocal2 as Integer 23 - RISK MANAGEMENT

24 MsgBox( Valor de varglobal: & VarGlobal) varglobal = VarGlobal + 5 End Sub FUNÇÕES MATEMÁTICAS As funções matemáticas são muito utilizadas em programas estatísticos e financeiros. A tabela abaixo lista as funções básicas. O capítulo referente a propriedades e métodos do Excel abordará funções matemáticas mais complexas. Função Descrição Abs Retorna o valor absoluto do número Atn Retorna o valor do arco tangente do número Cos Retorna o valor do cosseno do número Exp Retorna o valor de e elevado a uma determinada potência Fix Retorna a parte inteira do número. Fix(-7,4) = -8 Int Retorna a parte inteira do número. Int(-7,4) = -7 Log Retorna o logaritmo natural do número Rnd Retorna um número aleatório Sgn Retorna o sinal do número. -1, se o número for menor que 0 0, se o número for igual a 0 1, se o número for maior que 0 Sin Retorna o valor do seno do número. Sqr Retorna o valor da raiz quadrada do número. Tan Retorna o valor da tangente do número RISK MANAGEMENT

25 FUNÇÕES DIVERSAS Algumas funções são muito utilizadas nos programas, especialmente aquelas que apresentam algum tipo de caixa de diálogo e permitem a interação, em tempo de execução, com o usuário. θ MsgBox Exibe uma mensagem em uma caixa de diálogo, e aguarda que o usuário clique em um botão. Um Integer é retornado indicando qual botão o usuário clicou. Dim intretorno As Integer intretorno = MsgBox("Deseja continuar?", _ vbyesno + vbquestion, "Pergunta") If (intretorno = vbyes) Then MsgBox ("Aguarde, o programa irá continuar.") Else MsgBox ("Fim da Execução.") End If θ InputBox 25 - RISK MANAGEMENT

26 Exibe um aviso em uma caixa de diálogo, aguarda até que o usuário insira algum texto ou clique em um botão e retorna uma String com o conteúdo da caixa de texto. Dim strretorno, strmsg As String strretorno = InputBox("Digite o seu nome", _ "Entrada de Dados") strmsg = "O nome digitado foi " & strretorno MsgBox (strmsg) FUNÇÕES DE CONVERSÃO Como vimos anteriormente, uma variável pode ser de vários tipos. Em alguns casos quereremos converter uma variável String para uma variável inteira, por exemplo. As funções de conversão são muito utilizadas e convertem uma variável de um tipo para outro. Caso a função não consiga converter, um erro é gerado. A tabela abaixo mostra as funções de conversão mais usadas e suas respectivas sintaxes. Descrição Sintaxe Converte uma expressão para um tipo Double cdbl(exp) Converte uma expressão para um tipo Integer cint(exp) Converte uma expressão para um tipo String cstr(exp) 26 - RISK MANAGEMENT

27 Converte uma expressão para um tipo Date cdate(exp) Dim valornumerico As Double valornumerico = cdbl( 4,56 ) STRINGS Variáveis do tipo String são muito usadas em programas e muitas vezes têm que ser manipuladas, para que possamos chegar ao resultado desejado. Existem muitas funções no VBA que permitem esta manipulação. As principais funções de manipulação são: Instr A variável String pode ser considerada um Array de Caracteres. Cada caracter da String é uma posição no Array. Podemos localizar um ou mais caracteres utilizando a função InStr(). Sintaxe: [posicao]=instr([posicaoinicial],[varpesquisada],[caracterpesquisa],[tipopesqu isa]) onde: posicaoinicial: Posição de início da pesquisa. varpesquisada: String a ser pesquisada RISK MANAGEMENT

28 caracterpesquisa: Caracter (ou String) a ser encontrado. tipopesquisa: Tipo de pesquisa (para comparação de texto, usa-se vbtextcompare). strseparador = strtelempresa = Mellon Brascan intposicao = InStr(1, strtelempresa, strseparador, vbtextcompare) MsgBox( Polsição do Separador: & intposicao) Mid A função Mid retorna uma parte da String delimitada pelos parâmetros de entrada [posicaoinicial], [tamanhoextracao]. Sintaxe: [extracao] = Mid([variavel], [posicaoinicial], [tamanhoextracao]) Onde: [variavel] = String. [posicaoinicial] = posição do primeiro caracter que deve ser extraído de [variavel]. [tamanhoextracao] = quantidade de caracteres que devem ser extraídos. strtelempresa = Mellon Brascan strtelreal = Mid(strTelEmpresa, 1, 8) Msgbox( Telefone real da empresa: & strtelreal) 28 - RISK MANAGEMENT

29 Trim Podemos eliminar os caracteres no início e final de uma variável String, utilizando a função trim(). Sintaxe: [varsemespaco] = Trim([varComEspaco]) strtelempresa = Mellon Brascan strtelreal = Trim(Mid(strTelEmpresa, 1, 9)) Msgbox( Telefone real da empresa: & strtelreal) MACROS Macros são seqüências de comandos e funções definidos usando a linguagem de programação VBA, que automatizam tarefas realizadas no aplicativo Microsoft Excel. Como criar Para criar uma Macro, deve-se acessar o menu Ferramentas > Macro > Macros RISK MANAGEMENT

30 Figura 1 - Exemplo de Criação de uma M acro no Editor do Excel Clicando na opção de menu Macros, uma nova janela será aberta. O usuário poderá nomear a Macro e apertar o botão Criar, que abrirá o editor de código Visual Basic e permitirá a edição da Macro criada RISK MANAGEMENT

31 Figura 2 - O editor de Visual Basic Geração de Macros pelo Excel O Excel permite que o usuário grave um conjunto de tarefas realizado na planilha em um procedimento, ou seja, em uma Macro. Para isso, deve-se acessar o menu Ferramentas > Macro > Gravar Nova Macro. A partir daí, todas as ações que o usuário fizer na planilha serão convertidas em comandos Visual Basic. Para finalizar a gravação da nova Macro, deve-se 31 - RISK MANAGEMENT

32 acessar o menu Ferramentas > Macro > Parar Gravação. A Macro gerada realizará exatamente todos os comandos feitos pelo usuário. Como executar uma Macro na abertura do arquivo É possível executar uma determinada Macro na abertura do arquivo Excel. Para isso, o procedimento deve ter o nome Auto_Open. Sub Auto_Open() MsgBox( Procedimento executado na abertura do arquivo. ) End Sub Associando objetos a Macros Podemos utilizar os objetos de desenho do Excel como links para execução de macros. Os objetos de desenho são acessados a partir da barra de ferramentas Desenho. Para associar um objeto desenho produzido a uma macro, deve-se clicar com o botão direito do mouse a escolher a opção Atribuir Macro RISK MANAGEMENT

33 Figura 3 - Como associar uma Macro a um objeto Desenho Como executar passo a passo Uma forma muito útil de analisarmos o código de um programa e descobrir possíveis falhas, é executar os comandos passo a passo, ou seja, um de cada vez. O editor de código Visual Basic permite a execução passo a passo, a partir do menu Depurar. A opção de menu Depuração Total incializa a execução do programa. É possível, desta forma, visualizar exatamente o que está acontecendo. Para executar uma nova instrução, a opção de menu Depuração Total deve ser acionada novamente RISK MANAGEMENT

34 Pontos de parada em uma Macro Muitas vezes, os programas são muito extensos e não é possível realizar uma depuração passo a passo em todo código. Neste caso, deve-se usar pontos de parada. O programa que contém um ponto de parada, executa o código passo a passo a partir do comando que contém a marca para parar. Os próximos comandos podem ser executados um de cada vez, facilitando a depuração. Para inserir ou retirar um ponto de parada em um comando, utiliza-se a opção Ativar/Desativar ponto de interrupção no menu Depurar. Figura 4 - Exemplo de execução de um programa com ponto de parada 34 - RISK MANAGEMENT

35 Visualização de valores de variáveis em tempo de execução Na figura 4, é possível visualizar o valor de sigma, porque o cursor está em cima da variável. No entanto, é possível visualizar o valor de mais de uma variável ao mesmo tempo, utilizando a opção de menu Adicionar inspeção de variáveis a partir do menu Depurar. Quando o programa for depurado, será possível a visualização do valor das variáveis em uma janela separada. OS PRINCIPAIS OBJETOS DO EXCEL O excel permite o acesso a qualquer funcionalidade em um programa VBA, através dos métodos e propriedades dos seus objetos. Estes estão distribuídos de forma organizada como podemos verificar na figura abaixo RISK MANAGEMENT

36 Figura 5 - Diagrama de Objetos do Microsoft Excel Application O objeto Application representa todo o aplicativo Microsoft Excel e contém a maioria das opções de configurações e definições do aplicativo como um todo. Muitas propriedades e métodos deste objeto podem ser referenciados sem o qualificador de objeto Application RISK MANAGEMENT

37 Application.ActiveWorkbook.Save Pode ser escrito como: ActiveWorkbook.Save Workbook O objeto Workbook representa uma pasta de trabalho do Microsoft Excel, ou seja, um arquivo Excel. É possível acessar um objeto Workbook através da coleção Workbooks (objeto Application), que contém todas as pastas de trabalho abertas. As propriedades ActiveWorkbook e ThisWorkbook também apontam para um objeto do tipo Workbook. ActiveWorkbook aponta para a pasta de trabalho que está ativa, enquanto a propriedade ThisWorkbook aponta para a pasta de trabalho onde o código do Visual Basic está sendo executado. Mostra o nome da pasta de trabalho ativa MsgBox(ActiveWorkbook.Name) Worksheet O objeto Worksheet representa uma planilha do Microsoft Excel. Da mesma forma que ocorre com o objeto Workbook, existe uma coleção de objetos Worksheet, acessada a partir do objeto Workbook, denominada Worksheets. A propriedade ActiveSheet aponta para a pasta de trabalho que está ativa RISK MANAGEMENT

38 Mostra o nome da planilha ativa MsgBox(ActiveSheet.Name) Figura 6 - Diagrama de Objetos do Microsoft Excel a partir do Objeto Worksheet Range O objeto range representa uma célula ou um intervalo de células. Este intervalo pode ser contíguo ou não, pode representar uma ou mais linhas, uma ou mais colunas RISK MANAGEMENT

39 Muitas das funcionalidades da linguagem VBA são executadas a partir do objeto Range, por isso ele é um dos mais importantes e usados. Worksheets("Dados").Range("C1").Value = Índices das Empresas Set rangeinicial = Worksheets("Dados").Range( _ Worksheets("Dados").Cells(1,1), Worksheets("Dados").Cells(1,10)) Cells O objeto Cells permite o acesso a uma célula (assim como o objeto Range). Para isso, é necessário informar a linha e a coluna da célula desejada. Worksheets("Dados").Cells(1, 3).Value = Índices das Empresas Collection O objeto Collection é um conjunto ordenado de itens, não necessariamente do mesmo tipo, que se pode fazer referência através de uma chave (identificador) ou posição. Sub subordenacaoexcel() Dim rngmyrange As Range Uso do objeto Collection para retornar o objeto Worksheet identificado por Ordenacao Set rngmyrange = Worksheets("Ordenacao").Range("A1:A15") 39 - RISK MANAGEMENT

40 rngmyrange.sort Key1:=Range("A1"), Order1:=xlAscending, Header:=xlNo End Sub Chart O objeto Chart representa um gráfico em uma determinada pasta de trabalho. Um gráfico pode estar incorporado em um ChartObject ou uma folha de gráfico separada. O objeto Charts representa a coleção de todos os objetos do tipo Chart ativos no Microsoft Excel. Charts("chart1").Activate 40 - RISK MANAGEMENT

41 Figura 7 - Diagrama de Objetos do Microsoft Excel a partir do Objeto Chart PROPRIEDADES E MÉTODOS Definições As propriedades dos objetos são responsáveis por armazenar determinados atributos. Elas são as caracacterísticas de um Objeto. Métodos são serviços disponibilizados pelos objetos e são responsáveis por realizar tarefas como, por exemplo, a mudança de uma determinada propriedade RISK MANAGEMENT

42 Principais propriedades dos principais objetos Application θ θ θ θ ActiveWorkbook: Retorna o objeto Workbook (pasta de trabalho) que está ativo. Retorna Nothing se não houver janelas abertas. ActiveSheet: Retorna o objeto referente a planilha ativa. Se nenhuma planilha estiver ativa, a propriedade retorna Nothing. ActiveCell: Retorna a célula ativa da planilha ativa. Se nenhuma célula estiver ativa, a propriedade retorna Nothing. Selection: A propriedade Selection retorna o objeto selecionado (geralmente um objeto do tipo Range) da janela ativa. Worksheet θ Cells: Retorna todas as células da planilha representada pelo objeto Worksheet. É possível referenciar a uma única célula, especificando o índice da linha e da coluna da célula. whsdados.cells(1,1).value θ Name: Corresponde ao nome da planilha. Chart θ θ ChartTitle: Retorna um objeto ChartTitle representando o título do gráfico especificado. Somente leitura. HasLegend: Indica se o gráfico contém uma Legenda. chagrafico.haslegend = true θ Visible: Indica se o objeto está visível. chagrafico.visible = true 42 - RISK MANAGEMENT

43 Principais métodos dos principais objetos Worksheet θ Activate: Ativa o objeto Worksheet. whsdados.activate Collection θ Add: Adiciona um item à coleção. colcurso.add( VBA, Curso de VBA ) θ Remove: Remove um item da coleção. colcurso.remove( VBA ) Range θ Sort: Ordena as células definidas pelo objeto Range. rngmyrange.sort Key1:=Range("A1"), _ Order1:=xlAscending, Header:=xlNoRemove( VBA ) TRATAMENTO DE ERROS Os erros em tempo de execução dos programas devem ser tratados com muito cuidado, de modo a oferecer o máximo de informação, seja para o usuário ou para o programador. Como tratar um erro no programa O Excel permite o tratamento de erros através do comando On Error RISK MANAGEMENT

44 O comando On Error Há algumas formas de utilizar o comando On Error, dentre as quais, destacam-se: θ On Error GoTo [Destino] O comando indica, que caso ocorra um erro, o procedimento ou função irá continuar a execução da linha ou rótulo referenciado por [Destino]. Sub calculapreco() Dim num1, num2 as Integer Dim resultado as Double On Error GoTo Erro num1 = 12 num2 = 0 resultado = num1 / num2 Ocorrerá um erro MsgBox( Fim do procedimento. ) Comando não será executado Exit Sub Erro: MsgBox( Ocorreu um Erro no procedimento. ) End Sub θ On Error Resume Next 44 - RISK MANAGEMENT

45 O comando indica, que caso ocorra um erro, o procedimento irá executar a instrução logo após àquela que ocorreu o erro. Sub calculapreco() Dim num1, num2 as Integer Dim resultado as Double On Error Resume Next num1 = 12 num2 = 0 resultado = num1 / num2 Ocorrerá um erro MsgBox( Fim do procedimento. ) Comando será executado End Sub θ On Error GoTo 0 O comando desabilita o tratamento de erro do procedimento. Sub calculapreco() 45 - RISK MANAGEMENT

46 Dim num1, num2 as Integer Dim resultado as Double On Error GoTo 0 num1 = 12 num2 = 0 resultado = num1 / num2 Ocorrerá um erro MsgBox( Fim do procedimento. ) Comando não será executado End Sub 46 - RISK MANAGEMENT

Informática de Gestão 1º ano / 1º semestre Ano letivo: 2014/2015. Visual Basic VBA

Informática de Gestão 1º ano / 1º semestre Ano letivo: 2014/2015. Visual Basic VBA Informática de Gestão 1º ano / 1º semestre Ano letivo: 2014/2015 Visual Basic VBA Macros Funções Conjunto de instruções que são executadas sempre que se desejar e pela ordem apresentada As funções são

Leia mais

Avançado. Visão geral do ambiente do VBA Retornar à planilha Excel

Avançado. Visão geral do ambiente do VBA Retornar à planilha Excel Avançado Trabalhando com VBA Descubra a linguagem de programação do Microsoft Office e torne-se um expert no desenvolvimento de funções, macros e planilhas eletrônicas Nas edições anteriores da revista

Leia mais

Visual Basic for Applications: # 1

Visual Basic for Applications: # 1 Visual Basic for Applications Introdução É uma linguagem de programação baseada na conhecida linguagem BASIC Está concebida para funcionar em conjunto com diferentes aplicações, de forma a potenciar a

Leia mais

4 Criação de macros e introdução à linguagem VBA

4 Criação de macros e introdução à linguagem VBA 4 Criação de macros e introdução à linguagem VBA Vinicius A. de Souza va.vinicius@gmail.com São José dos Campos, 2011. 1 Sumário Tópicos em Microsoft Excel 2007 Introdução à criação de macros...3 Gravação

Leia mais

Visual Basic for Applications

Visual Basic for Applications Visual Basic for Applications Introdução É uma linguagem de programação baseada na conhecida linguagem BASIC Está concebida para funcionar em conjunto com diferentes aplicações, de forma a potenciar a

Leia mais

Manipulando Strings no VBA (Replace, Mid e InStr)

Manipulando Strings no VBA (Replace, Mid e InStr) Manipulando Strings no VBA (Replace, Mid e InStr) por Eduardo Vieira Machado (Good Guy) Hoje gostaria de tratar de um assunto bastante atraente no Access e que é muito trabalhado nas empresas - a manipulação

Leia mais

INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO DO ACCESS BASIC

INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO DO ACCESS BASIC INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO DO ACCESS BASIC Access Basic é a linguagem de Programação para o Microsoft Access. Mais potente do que os objetos de Macro. O Access Basis foi projetado para controlar e estender

Leia mais

A linguagem Visual Basic

A linguagem Visual Basic A linguagem Visual Basic Introdução Os computadores guardam a informação (dados) em memória. O elemento básico de memória é o byte (conjunto de 8 bits, cada bit pode tomar o valor 1 ou 0). Com um byte

Leia mais

Primeiramente lemos a seguinte citação, copiada de Excel-Ajuda:

Primeiramente lemos a seguinte citação, copiada de Excel-Ajuda: 33 Capítulo 3 Procedimentos (macros) Primeiramente lemos a seguinte citação, copiada de Excel-Ajuda: O objetivo de uma macro é automatizar as tarefas usadas com mais freqüência. Embora algumas macros sejam

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE VARIAÁ VEL Antes de iniciarmos os comandos referentes a Banco de Dados, precisamos de uma breve descrição técnica sobre Variáveis que serão uma constante em programação seja qual for sua forma de leitura.

Leia mais

Abaixo do Objeto WorkSheet temos a coleção Cells, que representa todas as células de uma planilha.

Abaixo do Objeto WorkSheet temos a coleção Cells, que representa todas as células de uma planilha. Aula 1 O modelo de objetos do Excel APPLICATION É o próprio Excel. Temos diversas propriedades e métodos importantes nesse objeto. Destacamos dois exemplos: Application.DisplayAlerts Se for true, o Excel

Leia mais

Avançado. Visão geral do ambiente do VBA Retornar à planilha Excel

Avançado. Visão geral do ambiente do VBA Retornar à planilha Excel Avançado Trabalhando com VBA Descubra a linguagem de programação do Microsoft Office e torne-se um expert no desenvolvimento de funções, macros e planilhas eletrônicas Nas edições anteriores da revista

Leia mais

EXCEL e VBA. Visual Basic for Applications. Tutoriais de VBA

EXCEL e VBA. Visual Basic for Applications. Tutoriais de VBA EXCEL e VBA Visual Basic for Applications Escopo da Apresentação Integração do VBA com Excel Descrição do ambiente de programação do VBA Conceitos básicos de programação Exemplos usando VBA Background

Leia mais

De novo, vamos começar pelas funções mais básicas, testá-las e depois usá-las em funções mais complexas.

De novo, vamos começar pelas funções mais básicas, testá-las e depois usá-las em funções mais complexas. Aula 3 Funções para tratamento de texto, e função para obtenção de dados em arquivos texto com formato livre (e-mails, relatórios, pdfs salvos como texto, etc.). Função para pesquisa fonética. De novo,

Leia mais

A1;A7 é o mesmo que A1 e A7 A1:A7 é o mesmo que A1 até A7 (abrange A1, A2, A3, A4, A5, A6, A7).

A1;A7 é o mesmo que A1 e A7 A1:A7 é o mesmo que A1 até A7 (abrange A1, A2, A3, A4, A5, A6, A7). Excel Avançado Atenção! 1. Nunca referenciamos valores, mas sim o nome da célula que contém o valor, como A1, sendo A a coluna e 1 a linha. 2. As fórmulas sempre iniciam com sinal de =. 3. Lembre-se de:

Leia mais

Objectivos. Introdução à programação Macros em Microsoft Excel Introdução ao Visual Basic para Aplicações (VBA)

Objectivos. Introdução à programação Macros em Microsoft Excel Introdução ao Visual Basic para Aplicações (VBA) Objectivos Introdução à programação Macros em Microsoft Excel Introdução ao Visual Basic para Aplicações (VBA) Vantagens da programação Eficiência em operações repetitivas Melhor clarividência na decomposição

Leia mais

Usando Macros no. Excel

Usando Macros no. Excel CST em Logistica Decisões Apoiadas em Planilha Eletrônica Usando Macros no Excel waltenomartins@iftm.edu.br 2015 1 1 - Introdução Uma macro é uma coleção de comandos que você pode aplicar com um único

Leia mais

Sumário. Visual Basic Application para Excel. Prof. Luiz Bianchi Universidade Regional de Blumenau

Sumário. Visual Basic Application para Excel. Prof. Luiz Bianchi Universidade Regional de Blumenau Prof. Luiz Bianchi Universidade Regional de Blumenau Visual Basic Application para Excel Sumário Introdução...3 Conceitos...3 Objetos...3 Propriedades e métodos...3 Procedimento...3 Módulo...4 Fundamentos...5

Leia mais

Sub AcessaWeb(url, x) ' recebe uma url para pesquisar e devolve uma planilha ' Solicita a criação da planilha x

Sub AcessaWeb(url, x) ' recebe uma url para pesquisar e devolve uma planilha ' Solicita a criação da planilha x Aula 1 Planilha para Incluir / Excluir / Consultar dados em uma agenda telefônica (Nome, Endereço, Telefone) residindo em Banco de dados Access ou na WEB (usando um banco espelho no meu site, e uma página

Leia mais

Programação em Visual Basic for Applications & Excel

Programação em Visual Basic for Applications & Excel Programação em Visual Basic for Applications & Excel Ricardo Campos (ricardo.campos@ipt.pt) Ricardo Campos [ h t t p : / / w w w. c c c. i p t. p t / ~ r i c a r d o ] Programação em Visual Basic for Applications

Leia mais

Laboratório de Programação I

Laboratório de Programação I Laboratório de Programação I Estruturas de Controle: Parte I Fabricio Breve Objetivos Entender as técnicas básicas de solução de problemas Desenvolver algoritmos por meio do processo de refinamento top-down

Leia mais

VETORES E MATRIZES. By Eduardo Vieira Machado (Good Guy)

VETORES E MATRIZES. By Eduardo Vieira Machado (Good Guy) VETORES E MATRIZES By Eduardo Vieira Machado (Good Guy) Vetores e matrizes são capazes de armazenar dados de forma organizada. Vetores fazem isso de forma escalar, isto é, com um dado de cada vez em sequência,

Leia mais

Introdução à programação em VBA ÍNDICE

Introdução à programação em VBA ÍNDICE Introdução à programação em VBA ÍNDICE Enquadramento... 2 Noções básicas sobre programação... 2 Criar Macros em Microsoft Excel... 4 Accionar a barra de ferramentas de Visual Basic... 4 Gravar uma macro...

Leia mais

Manipulando Strings no VBA (Replace, Mid e InStr)

Manipulando Strings no VBA (Replace, Mid e InStr) Manipulando Strings no VBA (Replace, Mid e InStr) por Eduardo Vieira Machado (Good Guy) Hoje gostaria de tratar de um assunto bastante atraente no Access e que é muito trabalhado nas empresas - a manipulação

Leia mais

Linguagens de Programação

Linguagens de Programação Linguagens de Programação Prof. Miguel Elias Mitre Campista http://www.gta.ufrj.br/~miguel Parte IV Introdução à Programação em C++ (Continuação) Relembrando da Última Aula... Funções Classes de armazenamento

Leia mais

WDM_1256.SYS DRIVER DA CAD12/56 PARA WINDOWS 98

WDM_1256.SYS DRIVER DA CAD12/56 PARA WINDOWS 98 Código do Documento: S142U01 Revisão: 0 WDM_1256.SYS DRIVER DA CAD12/56 PARA WINDOWS 98 1. INTRODUÇÃO WDM_1256.SYS é um kernel mode driver que gerencia o acesso à placa A/D CAD12/56 no sistema operacional

Leia mais

Trabalhando com Arquivos de Texto no VBA

Trabalhando com Arquivos de Texto no VBA OpenStax-CNX module: m47737 1 Trabalhando com Arquivos de Texto no VBA Joao Carlos Ferreira dos Santos This work is produced by OpenStax-CNX and licensed under the Creative Commons Attribution License

Leia mais

Excel Avançado. Antonio Fernando Cinto Wilson Moraes Góes. Novatec Editora

Excel Avançado. Antonio Fernando Cinto Wilson Moraes Góes. Novatec Editora Excel Avançado Antonio Fernando Cinto Wilson Moraes Góes Novatec Editora Sumário Prefácio...11 Capítulo 1 Comandos e funções...13 1.1 Validação de dados...13 1.2 Média, máximo, mínimo e desvio padrão...16

Leia mais

Curso de Iniciação ao Access Basic (I) CONTEÚDOS

Curso de Iniciação ao Access Basic (I) CONTEÚDOS Curso de Iniciação ao Access Basic (I) CONTEÚDOS 1. A Linguagem Access Basic. 2. Módulos e Procedimentos. 3. Usar o Access: 3.1. Criar uma Base de Dados: 3.1.1. Criar uma nova Base de Dados. 3.1.2. Criar

Leia mais

INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C++

INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C++ INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C++ 1 - VARIÁVEIS Variáveis espaço de memória reservado para armazenar tipos de dados, com um nome para referenciar seu conteúdo. Observações importantes Todas as variáveis devem

Leia mais

Noções de Informática

Noções de Informática Noções de Informática Caderno 2 CONTEÚDO MS-Excel 2010: estrutura básica das planilhas, conceitos de células, linhas, colunas, pastas e gráficos, elaboração de tabelas e gráficos, uso de fórmulas, funções

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados I 01/2013. Estruturas Condicionais e de Repetição (parte 2) Pedro O.S. Vaz de Melo

Algoritmos e Estruturas de Dados I 01/2013. Estruturas Condicionais e de Repetição (parte 2) Pedro O.S. Vaz de Melo Algoritmos e Estruturas de Dados I 01/2013 Estruturas Condicionais e de Repetição (parte 2) Pedro O.S. Vaz de Melo Problema 1 Suponha que soma (+) e subtração (-) são as únicas operações disponíveis em

Leia mais

Capítulo 2. VARIÁVEIS DO TIPO INTEIRO

Capítulo 2. VARIÁVEIS DO TIPO INTEIRO Capítulo 2. VARIÁVEIS DO TIPO INTEIRO OBJETIVOS DO CAPÍTULO Conceitos de: variáveis do tipo inteiro, atribuição, avisos e erros de compilação, erros de execução, comentários dentro do programa-fonte Operadores

Leia mais

Aula 12: Funções. Pré-requisitos: Todas as aulas anteriores deste módulo. 1. Aproveitando Códigos no Programa

Aula 12: Funções. Pré-requisitos: Todas as aulas anteriores deste módulo. 1. Aproveitando Códigos no Programa Aula 12: Funções Nesta aula explicaremos o que são e como usar funções nos seus programas em JavaScript. Você aprenderá como elas podem receber e retornar valores à estrutura que as acionou. Entenderá

Leia mais

Sumário. Capítulo l - Introdução ao VBA

Sumário. Capítulo l - Introdução ao VBA Sumário Capítulo l - Introdução ao VBA l Capítulo 2 - O Ambiente VBE 3 2. 1. Acessando o VBE do Excel 3 2. 1. 1. Janela de Projeto 4 2. 1. 2. Janela de Propriedades 5 2. 2. Gravação de Macros 6 2. 3. Níveis

Leia mais

A p o s t i l a M i c r o s o f t A c c e s s 97

A p o s t i l a M i c r o s o f t A c c e s s 97 A p o s t i l a M i c r o s o f t A c c e s s 97 Índice a) Access 97 b) Iniciando o Access c) Passo- a- passo d) Tabelas e) Exercício f) Consultas g) Passo- a- passo h) Formulários i) Passo- a- passo j)

Leia mais

Unidade III 1. APRESENTANDO PLANILHAS ELETRÔNICAS. 1.1) Conceito de Planilha Eletrônica. 1.2) Inicializando o Excel e o Calc

Unidade III 1. APRESENTANDO PLANILHAS ELETRÔNICAS. 1.1) Conceito de Planilha Eletrônica. 1.2) Inicializando o Excel e o Calc Unidade III 1. APRESENTANDO PLANILHAS ELETRÔNICAS 1.1) Conceito de Planilha Eletrônica Em certa época, a planilha era um pedaço de papel que os contadores e planejadores de empresas utilizavam para colocar

Leia mais

CADERNOS DE INFORMÁTICA Nº 1. Fundamentos de Informática I - Word 2010. Sumário

CADERNOS DE INFORMÁTICA Nº 1. Fundamentos de Informática I - Word 2010. Sumário CADERNO DE INFORMÁTICA FACITA Faculdade de Itápolis Aplicativos Editores de Texto WORD 2007/2010 Sumário Editor de texto... 3 Iniciando Microsoft Word... 4 Fichários:... 4 Atalhos... 5 Área de Trabalho:

Leia mais

Excel - VBA. Macrocomandos (Macros) O que é uma macro? São programas que executam

Excel - VBA. Macrocomandos (Macros) O que é uma macro? São programas que executam Excel - VBA Docente: Ana Paula Afonso Macrocomandos (Macros) O que é uma macro? São programas que executam tarefas específicas, automatizando-as. Quando uma macro é activada, executa uma sequência de instruções.

Leia mais

É uma das linguagens de programação que fazem parte da Plataforma.NET (em inglês: dotnet) criada pela Microsoft (Microsoft.NET).

É uma das linguagens de programação que fazem parte da Plataforma.NET (em inglês: dotnet) criada pela Microsoft (Microsoft.NET). C ( C-Sharp ) LPI 1. A Plataforma.NET (em inglês: dotnet) Visão Geral C é uma linguagem de programação. É uma das linguagens de programação que fazem parte da Plataforma.NET (em inglês: dotnet) criada

Leia mais

Arq = Freefile Open C:\Pasta\Arquivo.dat For Binary As #arq Abrir o arquivo binario. X = Seek(arq) Mostra a posição que está sendo lida no arquivo

Arq = Freefile Open C:\Pasta\Arquivo.dat For Binary As #arq Abrir o arquivo binario. X = Seek(arq) Mostra a posição que está sendo lida no arquivo 6.3 Arquivos Binários Para ler arquivos binários é utilizado o seguinte comando. Arq = Freefile Open C:\Pasta\Arquivo.dat For Binary As #arq Abrir o arquivo binario Get #arq, 1, CabArquivo Lê o arquivo

Leia mais

Java Como Programar, 8/E

Java Como Programar, 8/E Capítulo 5 Instruções de controle: Parte 2 Java Como Programar, 8/E (C) 2010 Pearson Education, Inc. Todos os 5.1 Introdução Instrução de repetição for Instrução de repetição do while Instrução de seleção

Leia mais

Regras Métodos Identificadores Variáveis Constantes Tipos de dados Comandos de atribuição Operadores aritméticos, relacionais e lógicos

Regras Métodos Identificadores Variáveis Constantes Tipos de dados Comandos de atribuição Operadores aritméticos, relacionais e lógicos Lógica Aula 2 Técnicas de Programação Criando algoritmos Regras Métodos Identificadores Variáveis Constantes Tipos de dados Comandos de atribuição Operadores aritméticos, relacionais e lógicos Criando

Leia mais

Microsoft Excel. O que é? Para que serve? É um poderoso programa de folha de cálculo.

Microsoft Excel. O que é? Para que serve? É um poderoso programa de folha de cálculo. O que é? É um poderoso programa de folha de cálculo. Para que serve? Serve para facilitar a gestão de vastos conjuntos de informação que involvam principalmente o cálculo de dependências entre os dados

Leia mais

4.6. Nós do Diagrama de Bloco

4.6. Nós do Diagrama de Bloco 30 Obs: A constante tem o mesmo valor contido no controle ou indicador do painel frontal. 4.6. Nós do Diagrama de Bloco Nós são objetos do diagrama de bloco que têm entrada e/ou saídas e executam operações

Leia mais

Orientação a Objetos. Conceitos Iniciais Introdução a Linguagem Java. Gil Eduardo de Andrade

Orientação a Objetos. Conceitos Iniciais Introdução a Linguagem Java. Gil Eduardo de Andrade Orientação a Objetos Conceitos Iniciais Introdução a Linguagem Java Gil Eduardo de Andrade Conceitos: Orientação a Objeto Introdução Abordagem típica no desenvolvimento de sistemas complexos; Consiste

Leia mais

Programação I. Departamento de Engenharia Rural Centro de Ciências Agrárias

Programação I. Departamento de Engenharia Rural Centro de Ciências Agrárias Departamento de Engenharia Rural Centro de Ciências Agrárias Programação I Prof. Bruno Vilela Oliveira bruno@cca.ufes.br http://www.brunovilela.webnode.com.br Aula 08 Programação em pascal Pascal Pascal

Leia mais

Nesta aula serão apresentados alguns comandos de condição, repetição e gráficos.

Nesta aula serão apresentados alguns comandos de condição, repetição e gráficos. 3 COMANDOS CONDICIONAIS E DE LAÇO Nesta aula serão apresentados alguns comandos de condição, repetição e gráficos. 3.1 COMANDOS CONDICIONAIS 3.1.1 Comando IF Como o próprio nome já indica, estes comandos

Leia mais

Programação Engenharia Informática (11543) 1º ano, 1º semestre Tecnologias e Sistemas de Informação (6619) 1º ano, 1º semestre

Programação Engenharia Informática (11543) 1º ano, 1º semestre Tecnologias e Sistemas de Informação (6619) 1º ano, 1º semestre Programação Engenharia Informática (11543) 1º ano, 1º semestre Tecnologias e Sistemas de Informação (6619) 1º ano, 1º semestre Cap. 02 Fundamentos de Linguagens Sumário : Linguagem, alfabeto e gramática

Leia mais

Noções Várias em Visual Basic

Noções Várias em Visual Basic Tipos de Dados A informação processada por um programa pode ser de diferente natureza e existir em diferentes formatos. um programa pode utilizar informação: numérica e alfanumérica (texto) Exemplos: Nome

Leia mais

Reconhecer alguns dos objectos VBA Automatizar bases de dados recorrendo à programação VBA e scripts SQL

Reconhecer alguns dos objectos VBA Automatizar bases de dados recorrendo à programação VBA e scripts SQL OBJECTIVOS Reconhecer alguns dos objectos VBA Automatizar bases de dados recorrendo à programação VBA e scripts SQL O objecto DOCMD Este objecto permite o acesso a todas as operações sobre todos os objectos

Leia mais

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO. Professor Celso Masotti http://ead.celsomasotti.com.br

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO. Professor Celso Masotti http://ead.celsomasotti.com.br LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO Professor Celso Masotti http://ead.celsomasotti.com.br Ano: 2015 1 HTML & PHP em Ambiente Web PARTE II Sumário I Decisão... 4 Operadores de Comparação... 6 II IF ELSEIF ELSE... 7

Leia mais

BARRA DE PROGRESSO EM VBA

BARRA DE PROGRESSO EM VBA BARRA DE PROGRESSO EM VBA Quando elaboramos uma programação em VBA e não sabemos o tempo de execução podemos utilizar uma alternativa para a visualização do progresso da tarefa, uma barra de progressão

Leia mais

MS-Excel 2010 Essencial (I)

MS-Excel 2010 Essencial (I) MS-Excel 2010 Essencial (I) Carga Horária: 20 horas Objetivos: Este curso destina-se a todos os profissionais que atuam nas áreas financeiras e administrativas, e que necessitem agilizar os seus cálculos,

Leia mais

Programação I. Departamento de Engenharia Rural Centro de Ciências Agrárias

Programação I. Departamento de Engenharia Rural Centro de Ciências Agrárias Departamento de Engenharia Rural Centro de Ciências Agrárias Programação I Prof. Bruno Vilela Oliveira bruno@cca.ufes.br http://www.brunovilela.webnode.com.br Aulas 2-3-4-5-6-7-8 Lógica Algoritmos Portugol

Leia mais

Comandos de repetição while

Comandos de repetição while Programação de Computadores I UFOP DECOM 2014 2 Aula prática 6 Comandos de repetição while Resumo Nesta aula vamos trabalhar com problemas cuja solução envolve realizar um cálculo ou tarefa repetidas vezes,

Leia mais

Capítulo 8. CICLOS. Tabela 8.1 Programa8a.f90.

Capítulo 8. CICLOS. Tabela 8.1 Programa8a.f90. Capítulo 8. CICLOS OBJETIVOS DO CAPÍTULO Conceito de ciclo Comandos do FORTRAN: DO END DO, EXIT 8.1 programa8a.f90 Para inicializar as atividades deste capítulo, deve-se executar: 1) Para acessar o programa

Leia mais

Linguagem C: variáveis, operadores, entrada/saída. Prof. Críston Algoritmos e Programação

Linguagem C: variáveis, operadores, entrada/saída. Prof. Críston Algoritmos e Programação Linguagem C: variáveis, operadores, entrada/saída Prof. Críston Algoritmos e Programação Linguagem C Linguagem de uso geral (qualquer tipo de aplicação) Uma das linguagens mais utilizadas Foi utilizada

Leia mais

ISCAP. Algoritmia. Pág. 1. Ana Paula Teixeira

ISCAP. Algoritmia. Pág. 1. Ana Paula Teixeira Algoritmia Pág. 1 Os Computadores e a resolução de Problemas PROBLEMA Fase de Resolução do Problema Pág. 2 Passo difícil Solução como um PROGRAMA de Computador Solução em forma de Algoritmo Fase de Implementação

Leia mais

Tutorial do Interpretador de Linguagem Algorítmica (ILA)

Tutorial do Interpretador de Linguagem Algorítmica (ILA) 1 Tutorial do Interpretador de Linguagem Algorítmica (ILA) Preparado por Elvio Leonardo, a partir do tutorial fornecido com o software ILA e do material produzido pelo Prof Marcelo Azambuja I INTRODUÇÃO

Leia mais

UNIDADE 6 - PROGRAMAÇÃO MODULAR

UNIDADE 6 - PROGRAMAÇÃO MODULAR UNIDADE 6 - PROGRAMAÇÃO MODULAR Até o momento as estruturas de controle (seqüência, seleção e repetição) de um algoritmo definia-o como um bloco lógico (início e fim). À medida que os problemas a serem

Leia mais

Apostilas OBJETIVA Atendente Comercial / Carteiro / Op. Triagem e Transbordo CORREIOS - Concurso Público 2015 2º CADERNO. Índice

Apostilas OBJETIVA Atendente Comercial / Carteiro / Op. Triagem e Transbordo CORREIOS - Concurso Público 2015 2º CADERNO. Índice 2º CADERNO Índice Pg. Microsoft Office: Excel 2010... Exercícios pertinentes... 02 63 Microsoft Office: Power Point 2010... Exercícios pertinentes... 104 146 Internet e Intranet. Conceitos básicos, navegadores

Leia mais

Tutorial 2 Básico do VBA do Excel

Tutorial 2 Básico do VBA do Excel Tutorial 2 Básico do VBA do Excel Este tutorial contém a 2 ª lição sobre a série de Tutoriais do VBA Básico do Excel. Ele cobre tópicos dos Objetos e Coleções mais usados do Excel. Iniciantes na programação

Leia mais

TUTORIAL PARA PREPARAÇÃO E IMPORTAÇÃO DE DADOS PARA. Os dados de suas coletas devem ser organizados em uma planilha eletrônica, de modo

TUTORIAL PARA PREPARAÇÃO E IMPORTAÇÃO DE DADOS PARA. Os dados de suas coletas devem ser organizados em uma planilha eletrônica, de modo TUTORIAL PARA PREPARAÇÃO E IMPORTAÇÃO DE DADOS PARA ESTIMATIVAS DE RIQUEZA DE ESPÉCIES Softwares utilizados: Excel, EstimateS e Statistica. Preparação dos dados Os dados de suas coletas devem ser organizados

Leia mais

CRIANDO FUNÇÕES EM VISUAL BASIC PARA TRANSFORMAÇÕES DE GRAUS SEXAGESIMAIS

CRIANDO FUNÇÕES EM VISUAL BASIC PARA TRANSFORMAÇÕES DE GRAUS SEXAGESIMAIS CRIANDO FUNÇÕES EM VISUAL BASIC PARA TRANSFORMAÇÕES DE GRAUS SEXAGESIMAIS Autor: Prof. Dr. Paulo Sergio Oliveira de Carvalho Introdução Fevereiro de 2013 O Visual Basic (abreviado como VB) é uma linguagem

Leia mais

Procalc v1.0. Versão Programador

Procalc v1.0. Versão Programador Procalc v1.0 Versão Programador Conteúdo Procalc... 4 Primeiros botões... 5 Funções Básicas... 6 Como funciona... 7 Funções avançadas... 8 Logaritmo... 8 Logaritmo Natural... 9 Expoente... 10 Factorial...

Leia mais

Portal do Projeto Tempo de Ser

Portal do Projeto Tempo de Ser Sumário Portal do Projeto Tempo de Ser O que é um Wiki?...2 Documentos...2 Localizando documentos...3 Links...3 Criando um Documento...4 Criando um link...4 Editando um Documento...5 Sintaxe Básica...5

Leia mais

Associação Educacional Dom Bosco Curso de Engenharia 1º ano

Associação Educacional Dom Bosco Curso de Engenharia 1º ano Formatação condicional utilizando o valor da célula O que é? Algumas vezes é preciso destacar os valores, ou seja, como colocar em vermelho ou entre parênteses, os negativos, e de outra cor os positivos,

Leia mais

Microsoft Excel Macro V. Índice 16-) Formulários... 42 17-) Gerando código para o Formulário... 49

Microsoft Excel Macro V. Índice 16-) Formulários... 42 17-) Gerando código para o Formulário... 49 Microsoft Excel Macro V Índice 16-) Formulários... 42 17-) Gerando código para o Formulário... 49 16-) Formulários A forma mais comum de comunicação de um sistema com o usuário é por meio de caixas de

Leia mais

Programação Estruturada. Programação Estruturada. Idéias Básicas da Programação Estruturada

Programação Estruturada. Programação Estruturada. Idéias Básicas da Programação Estruturada Programação Estruturada Programação Estruturada Paradigmas de Linguagens de Programação As linguagens desse paradigma são muitas vezes chamadas de linguagens convencionais, procedurais ou imperativas.

Leia mais

Linguagem C. Programação Estruturada. Fundamentos da Linguagem. Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu.

Linguagem C. Programação Estruturada. Fundamentos da Linguagem. Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu. Programação Estruturada Linguagem C Fundamentos da Linguagem Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu.br Sumário Estrutura Básica Bibliotecas Básicas Tipos de Dados Básicos Variáveis/Declaração

Leia mais

Aula 1 - Programação III Programação Visual (Visual Basic)

Aula 1 - Programação III Programação Visual (Visual Basic) Aula 1 - Programação III Programação Visual (Visual Basic) 1. Introdução O objetivo da disciplina Programação III é apresentar uma nova visão de programação chamada de programação visual. A programação

Leia mais

Plano de Aula. 1 - Como abrir o programa KmPlot

Plano de Aula. 1 - Como abrir o programa KmPlot Plano de Aula Aluno(a):PIBID MATEMÁTICA Escola: Escola Estadual de Ensino Médio Mestre Santa Bárbara Disciplina: Matemática Conteúdo: Função quadrática Assunto: Gráficos, coeficientes da função Público

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Automação de Escritório AULA 05. Prof. Fábio Diniz

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Automação de Escritório AULA 05. Prof. Fábio Diniz FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Automação de Escritório AULA 05 Prof. Fábio Diniz Na aula anterior: Dropbox. Conceito de Macro. Habilitando a Guia Desenvolver. Gravando uma Macro. Definindo

Leia mais

Microsoft Excel XP. Módulo I I

Microsoft Excel XP. Módulo I I FUNCICI MG ESCOLA TÉCNICA DE FORMAÇÃO GERENCIAL DE CONTAGEM CURSO TÉCNICO AMBIENTAL E DE SEGURANÇA APOSTILA: Microsoft Excel XP Módulo I I Elaborada por: Walter Santos 2006 1 S U M Á R I O 1. Introdução:...

Leia mais

Programação: Tipos, Variáveis e Expressões

Programação: Tipos, Variáveis e Expressões Programação de Computadores I Aula 05 Programação: Tipos, Variáveis e Expressões José Romildo Malaquias Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto 2011-1 1/56 Valores Valor é uma entidade

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS PARA A CONSTRUÇÃO DE ALGORITMOS PARA COMPUTADORES. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com

CONCEITOS BÁSICOS PARA A CONSTRUÇÃO DE ALGORITMOS PARA COMPUTADORES. Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com CONCEITOS BÁSICOS PARA A CONSTRUÇÃO DE ALGORITMOS PARA COMPUTADORES Isac Aguiar isacaguiar.com.br isacaguiar@gmail.com Objetivos Compreender os conceitos de lógica de programação e de algoritmos. Conhecer

Leia mais

Relatórios. Manual. Pergamum

Relatórios. Manual. Pergamum Relatórios Manual Pergamum Manual PER-MAN-005 Estatísticas Circulação de Materiais - Geral Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 1-4 1.1 PESQUISANDO ESTATÍSITICAS E RELATÓRIOS... 1-10 1.2 UTILIZANDO O MÓDULO RELATÓRIOS...

Leia mais

Estrutura de Dados Básica

Estrutura de Dados Básica Estrutura de Dados Básica Professor: Osvaldo Kotaro Takai. Aula 4: Tipos de Dados O objetivo desta aula é apresentar os tipos de dados manipulados pela linguagem C, tais como vetores e matrizes, bem como

Leia mais

Noções básicas sobre macros no Access 97. Construção de algumas macros simples. Noções básicas sobre procedimentos VBA no Access 97

Noções básicas sobre macros no Access 97. Construção de algumas macros simples. Noções básicas sobre procedimentos VBA no Access 97 MS Access 97-Macros Estrutura da aula Noções básicas sobre macros no Access 97 Construção de algumas macros simples Noções básicas sobre procedimentos VBA no Access 97 Exemplo de um procedimento VBA Apresentação

Leia mais

Instruções de controle: Parte 1. 2005 by Pearson Education do Brasil

Instruções de controle: Parte 1. 2005 by Pearson Education do Brasil 1 4 Instruções de controle: Parte 1 2 4.2 Algoritmos Algoritmos: As ações a executar. A ordem em que essas ações executam. Controle do programa: Especifica a ordem em que as ações são executadas em um

Leia mais

Calculador de preços e prazos de encomendas

Calculador de preços e prazos de encomendas Calculador de preços e prazos de encomendas O calculador de preços e prazos de encomendas dos Correios é destinado aos clientes que possuem contrato de SEDEX, e-sedex e PAC, que necessitam calcular, no

Leia mais

Capítulo 10. Álgebra de Matrizes (Arranjos)

Capítulo 10. Álgebra de Matrizes (Arranjos) 137 Capítulo 10 Álgebra de Matrizes (Arranjos) Já varias vezes tivemos contatos com variáveis indexados em matrizes ou vetores (= matriz especial). Compare o primeiro capitulo, pagina 11, ou no Capítulo

Leia mais

3. INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C 3.1. CONCEITOS BÁSICOS. Lógica de Programação

3. INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C 3.1. CONCEITOS BÁSICOS. Lógica de Programação Lógica de Programação 3. INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C Caro Aluno Vamos iniciar o terceiro capítulo da nossa disciplina. Agora vamos começar a aplicar os conceitos vistos nos capítulos anteriores em uma linguagem

Leia mais

Resumo da Matéria de Linguagem de Programação. Linguagem C

Resumo da Matéria de Linguagem de Programação. Linguagem C Resumo da Matéria de Linguagem de Programação Linguagem C Vitor H. Migoto de Gouvêa 2011 Sumário Como instalar um programa para executar o C...3 Sintaxe inicial da Linguagem de Programação C...4 Variáveis

Leia mais

Aula de JavaScript 05/03/10

Aula de JavaScript 05/03/10 Objetos Sabe-se que variável são contêiners que podem armazenar um número, uma string de texto ou outro valor. O JavaScript também suporta objetos. Objetos são contêiners que podem armazenar dados e inclusive

Leia mais

6. Enumere de acordo com a primeira: A. Minimizar diminui o aplicativo, deixando-o na Barra de Tarefas.

6. Enumere de acordo com a primeira: A. Minimizar diminui o aplicativo, deixando-o na Barra de Tarefas. LINUX EDUCACIONAL -Assinale a alternativa correta. 1. Para criar uma pasta devemos: Clicar no menu Exibir-Modo de Exibição Clicar com o botão direito onde gostaríamos de criá-la e em seguida Criar Novo

Leia mais

Capítulo I Preliminares: Visual Basic na planilha eletrônica Excel.

Capítulo I Preliminares: Visual Basic na planilha eletrônica Excel. Capítulo I Preliminares: Visual Basic na planilha eletrônica Excel. 1.1. Editor do Visual Basic do Excel (VBA) A maioria dos problemas desse livro será resolvida com o VBA da planilha eletrônica Excel,

Leia mais

- UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS Curso: Informática / Ciência da Computação

- UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS Curso: Informática / Ciência da Computação Programação 1I Prof. Osório Fila / Alocação Estática Pag.: 1 - UNIVERSIAE O VALE O RIO OS SINOS IÊNIAS EXATAS E TENOLÓGIAS urso: Informática / iência da omputação Programação II isciplina: Linguagem de

Leia mais

IMPRESSÃO DE DADOS VARIÁVEIS usando Adobe InDesign e OpenOffice.org

IMPRESSÃO DE DADOS VARIÁVEIS usando Adobe InDesign e OpenOffice.org IMPRESSÃO DE DADOS VARIÁVEIS usando Adobe InDesign e OpenOffice.org Neste documento, será mostrado como usar o Adobe InDesign para imprimir dados variáveis gerados/modificados numa planilha da suíte de

Leia mais

MANIPULAÇÃO DE STRINGS

MANIPULAÇÃO DE STRINGS MANIPULAÇÃO DE STRINGS O TIPO DE DADO STRING Os strings, como trechos de texto, são os tipos de dados mais familiares aos seres humanos. O Pascal padrão não fornecia tipos de dados de String; tínhamos

Leia mais

Convertendo Algoritmos para a Linguagem C

Convertendo Algoritmos para a Linguagem C onvertendo Algoritmos para a Linguagem Notas de Aula Prof. Francisco Rapchan www.geocities.com/chicorapchan O objetivo deste texto é mostrar alguns programas em, dando uma breve descrição de seu funcionamento

Leia mais

Para testar seu primeiro código utilizando PHP, abra um editor de texto (bloco de notas no Windows) e digite o código abaixo:

Para testar seu primeiro código utilizando PHP, abra um editor de texto (bloco de notas no Windows) e digite o código abaixo: Disciplina: Tópicos Especiais em TI PHP Este material foi produzido com base nos livros e documentos citados abaixo, que possuem direitos autorais sobre o conteúdo. Favor adquiri-los para dar continuidade

Leia mais

Microsoft Excel. Formulários PARTE 8 SUMÁRIO

Microsoft Excel. Formulários PARTE 8 SUMÁRIO Microsoft Excel Formulários PARTE 8 SUMÁRIO 1-) Formulários Personalizados no Excel... 2 1.1-) Botão Caixa de combinação.... 4 1.2-) Botão Caixa de opção.... 8 1.3-) Caixa de Grupo.... 11 1-) Formulários

Leia mais

Sistemas Operacionais. Curso Técnico Integrado Profa: Michelle Nery

Sistemas Operacionais. Curso Técnico Integrado Profa: Michelle Nery Sistemas Operacionais Curso Técnico Integrado Profa: Michelle Nery Conteúdo Programático CONTAS DE E GRUPOS DE O Microsoft Management Console - MMC Permissões de Segurança de um Console Contas de Usuários

Leia mais

1. Introdução a Microsoft Excel

1. Introdução a Microsoft Excel Introdução a Microsoft Excel 1. Introdução a Microsoft Excel 1.1. O que é Microsoft Excel Microsoft Excel é um software de planilha eletrônica produzido pela Microsoft Corporation, para o sistema operacional

Leia mais

Autor: Tiago Lone Nível: Básico Criação: 19/12/2005 Última versão: 18/12/2006. PdP. Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos

Autor: Tiago Lone Nível: Básico Criação: 19/12/2005 Última versão: 18/12/2006. PdP. Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos TUTORIAL Barra de LEDs Autor: Tiago Lone Nível: Básico Criação: 19/12/2005 Última versão: 18/12/2006 PdP Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos http://www.maxwellbohr.com.br contato@maxwellbohr.com.br

Leia mais