1 OBJETIVO Estabelecer diretrizes e procedimentos para o pagamento de pequenas despesas, através do Fundo Fixo.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1 OBJETIVO Estabelecer diretrizes e procedimentos para o pagamento de pequenas despesas, através do Fundo Fixo."

Transcrição

1 PS 02/28 1 OBJETIVO Estabelecer diretrizes e procedimentos para o pagamento de pequenas despesas, através do. 2 ABRANGÊNCIA. 3 CONCEITOS E DEFINIÇÕES 3.1 Valor disponibilizado em Caixa da SEDE Seccional e Coordenadorias dentro de limite (Anexos A) e condições pré - estabelecidas nas diretrizes e procedimentos desta norma. 3.2 Parentes em primeiro grau São considerados parentes em primeiro grau: pai, mãe, filhos e irmãos. 4 DIRETRIZES 4.1 Os ressuprimentos de 80% recursos para o só podem ser requisitados quando o total dos desembolsos atingir 80% do limite fixado, sendo que sua liberação está condicionada ao saldo do relatório de acompanhamento do, no período, devidamente assinado pelo responsável. O Tesoureiro, após a verificação do saldo no relatório libera o ressuprimento do valor Só serão permitidos os pagamentos em espécie com recursos do de valores até R$ 150, (cento e cinqüenta reais). Não será admitido fracionamento de despesa para pagamento em espécie. O pagamento em espécie terá caráter eventual e só será aceito para as naturezas de gastos onde se caracterize a impossibilidade de liquidação, através de crédito em conta corrente do fornecedor ou prestador de serviços Os documentos referentes aos gastos realizados serão emitidos em nome do CREF 13 / BA- SE, devendo ser incluído no movimento do no mês a que se referem, exceto quando se tratar da virada de mês ou for relativo a reembolso devidamente autorizado pelo Presidente do. 4.2 Concessão de Vales Será permitida a concessão de vale, com recursos do, a empregado observando o modelo do anexo C, desde que autorizado pelo Tesoureiro, para a realização de gastos externos. No campo "justificativa detalhada, deste anexo, deverá constar o motivo para a concessão do vale. A natureza do gasto realizado deverá coincidir com o da justificativa e no caso da divergência, submeter à apreciação do Tesoureiro O responsável pelo recebimento do vale terá o prazo de 48 (quarenta e oito) horas úteis para a prestação de contas ao caixa O recibo do vale deverá ser guardado no cofre. Após a prestação de contas do vale pelo empregado, o responsável pelo caixa deverá apor o carimbo de "prestado contas" no recibo e arquivá-lo anexo ao comprovante da despesa realizada juntamente com a movimentação financeira do. Página 1 de 7

2 PS 02/ Não será concedido vale ao empregado que tenha pendência de prestação de contas de vale anterior O empregado que receber vale e não prestar contas no prazo fixado, além das penalidades administrativas a que fica sujeito terá o valor do vale descontado dos seus vencimentos. O responsável pelo deverá coletar a assinatura do Tesoureiro, no recibo, e enviar cópia à empresa de contabilidade que deverá efetuar o desconto em folha do empregado. 4.3 Reembolso O gasto com lanches ou refeições de empregados em atividades extraordinárias, só será reembolsado se o valor individual por lanches ou refeição fornecidos não for superior ao valor facial do vale refeição fornecido pelo, não estando incluso o valor da taxa de entrega, e o serviço extra ultrapassar a duas horas consecutivas Será permitido reembolso de despesas mediante a apresentação de nota de despesa, desde que para a natureza dos gastos o fornecedor ou prestador de serviço não tenha o documento fiscal pertinente e este não tenha caráter obrigatório pela legislação em vigor. O limite máximo por nota de despesa é de R$ 50, (cinqüenta reais) O reembolso de despesas pela utilização de táxi só será realizado após a apresentação de justificativa do responsável pela área geradora do gasto, e da impossibilidade do uso dos serviços contratados pelo Não serão admitidos pagamentos e reembolsos através de de despesas com viagens (passagens, diárias e hospedagem) Não será admitida, em hipótese alguma, o desconto de cheque no caixa da SEDE, Seccional ou Coordenadoria O reembolso de despesas dos itens abaixo relacionados será efetuado mediante prévia autorização da Presidência do : a) aquisição de livros; b) flores para eventos (casamento, formatura, batizado, nascimento e funeral); c) almoço e jantares de representação; d) lanches para eventos a exemplo de seminários, reuniões, etc. 5 Fechamento de Caixa 5.1 : diariamente, o responsável pelo, deve realizar a contagem física de, confrontando o saldo deste relatório com o numerário em espécie e vales Após a assinatura do relatório pelo responsável do e do Tesoureiro, capear os documentos que deram origem ao movimento registrado para envio à Presidência do CREF 13 / BA-SE para apreciação Manter cópia do modelo Anexo D Fechamento de Caixa Mensal -, na Unidade para futuras Auditorias, acondicionado em pasta específica, sob a guarda do Tesoureiro. Página 2 de 7

3 PS 02/ Os documentos comprobatórios menores que folha A4, devem ser colocados em folha de papel A4, sentido horizontal, respeitando possíveis anotações no verso. Nestes casos, cada folha de papel deverá conter apenas um documento No caso de ser constatada diferença entre os registros e o montante disponível em caixa, adotar providências para regularizar. 6 RESPONSABILIDADES 6.1 Cabe à SEDE, Seccional e Coordenadorias Solicitar à Tesouraria da Sede ressuprimento de recursos para o quando o total dos desembolsos atingir 80% do limite fixado, devendo encaminhar relatório de acompanhamento de caixa à tesouraria Efetuar diariamente a rotina de fechamento de caixa Enviar para a SEDE do a cópia do recibo de vale (que o empregado não efetuou a prestação de contas) para desconto em folha de pagamento. 7 ANEXOS ANEXO A Tabela de Limites de - ANEXO B Termo de Responsabilidade ANEXO C Modelo de Recibo para concessão de Vale ANEXO D Fechamento de Mensal Página 3 de 7

4 PS 02/28 ANEXO A TABELA DE LIMITES DO FUNDO FIXO Unidade Limite máximo do saldo em Fundo Fixo (R$) SEDE SECCIONAL SERGIPE 2.0, 1.0, COORDENADORIAS 150, Página 4 de 7

5 PS 02/28 ANEXO B TERMO DE RESPONSABILIDADE Eu, nacionalidade, estado civil portador (a) da cédula de identidade n.º, emitida por, em / /, residente na assumo inteira responsabilidade pelos bens, materiais e/ou valores (especificar) que me foram entregues, respondendo por quaisquer falta e/ou desaparecimento que vier a ocorrer, autorizando desde já a entidade proceder desconto sobre meus proventos referente a remuneração decorrente do vínculo empregatício e/ou rescisão de contrato de trabalho. (local), (data) nome/assinatura Testemunhas: Página 5 de 7

6 PS 02/28 ANEXO C RECIBO PARA CONCESSÃO DE VALE Vale VALOR (POR EXTENSO): Nº: / VALOR R$: NOME DO SOLICITANTE: MATRICULA/SETOR JUSTIFICATIVA DETALHADA: DO RECEBIMENTO DO VALE: / / LIMITE PARA PRESTAÇÃO DE CONTAS: / / Assinatura Tesoureiro Assinatura do Solicitante Assinatura do responsável pelo Fundo Fixo 1) Apresentar o comprovante da despesa realizada no prazo máximo de 24 ( vinte e quatro horas). Autorizo, no caso de não proceder prestação de contas no vencimento determinado, desconto do valor correspondente nos meus vencimentos. Assinatura do solicitante Solicito que o CREF13/BA-SE efetue o desconto do valor correspondente a este vale, conforme autorização do funcionário, por não prestar contas no vencimento determinado no PS 0.2/08 em seus vencimentos. Assinatura do Tesoureiro Data da Prestação de Contas: / / Assinatura Tesoureiro Assinatura do solicitante Assinatura do responsável pelo Fundo Fixo Carimbo de quitação: Página 6 de 7

7 PS 02/28 ANEXO D Fechamento de SETOR: Fechamento de Caixa realizado em / /, às : horas. COMPOSIÇÃO EM DINHEIRO: EM MOEDAS: EM CÉDULAS: EM COMPROVANTES PAGOS (RELACIONAR NO ANEXO I): VALOR EM VALES (RELACIONAR NO ANEXO II): 0, OUTROS (RELACIONAR NO ANEXO III): 0, (A) TOTAL DA CONTAGEM: (B) SALDO FINAL (ANEXO I): DIFERENÇA (A) (B): DECLARAÇÃO Declaro que me foram devolvidos integralmente os valores e documentos que compõem o montante de R$ ( ), contados em minha presença pelo Sr.(a), que estou ciente e que concordo com a diferença apontada nesta contagem, no valor de R$, a qual deverá ser. Declaro, também, não ser detentor de nenhum outro valor ou documento integrante do de Caixa. (local e data). responsável pelo responsável pela contagem Supervisor Tesoureiro Página 7 de 7

RESOLUÇÃO DA DIRETORIA Nº 09/2014

RESOLUÇÃO DA DIRETORIA Nº 09/2014 CONSÓRCIO PÚBLICO INTERMUNICIPAL DE SAÚDE DO NORTE PIONEIRO RESOLUÇÃO DA DIRETORIA Nº 09/2014 A Diretoria Administrativa do Consórcio Público Intermunicipal de Saúde do Norte Pioneiro -, no uso de suas

Leia mais

Normas Operacionais. Linha de Financiamento BNDES Exim Automático

Normas Operacionais. Linha de Financiamento BNDES Exim Automático Normas Operacionais Linha de Financiamento BNDES Exim Automático Capítulo I - REGULAMENTO 1. OBJETIVO Apoiar, na fase pós-embarque, a comercialização, no exterior, de bens de fabricação nacional, observadas

Leia mais

Normas para concessão de auxílio a discentes do Programa com recursos do Programa de Excelência PROEX.

Normas para concessão de auxílio a discentes do Programa com recursos do Programa de Excelência PROEX. Normas para concessão de auxílio a discentes do Programa com recursos do Programa de Excelência PROEX. 1 Finalidade: Apoiar a participação de discentes do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química

Leia mais

Diretoria: Diretoria de Administração e Finanças Área de origem: Gerência Administrativa Assunto: VIAGEM DE PESSOAL NO PAÍS

Diretoria: Diretoria de Administração e Finanças Área de origem: Gerência Administrativa Assunto: VIAGEM DE PESSOAL NO PAÍS SISTEMA DE NORMALIZAÇÃO CORPORATIVA SUBSISTEMA NORMAS ORGANIZACIONAIS Diretoria: Diretoria de Administração e Finanças Área de origem: Gerência Administrativa Assunto: VIAGEM DE PESSOAL NO PAÍS Número:

Leia mais

Apresentar recibo original emitido pela organização do evento, constando inclusive à assinatura do recebedor.

Apresentar recibo original emitido pela organização do evento, constando inclusive à assinatura do recebedor. Apresentar recibo original emitido pela organização do evento, constando inclusive à assinatura do recebedor. acompanhado dos cartões de embarque originais utilizados; f) A FAPERJ não aceitará o pagamento

Leia mais

PROCEDIMENTO DE VIAGEM

PROCEDIMENTO DE VIAGEM PG.GAF.001 003 01/11/2015 1 de 16 CENTRO INTERNACIONAL DE ENERGIAS RENOVÁVEIS BIOGÁS Novembro 2015 PG.GAF.001 003 01/11/2015 2 de 16 Sumário 1. OBJETIVO...3 2. DEFINIÇÕES E SIGLAS...3 3. FLUXO DO PROCESSO

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 002/2014

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 002/2014 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 002/2014 DISPÕE SOBRE A CONCESSÃO DE SUBVENÇÃO SOCIAL, AUXÍLIO FINANCEIRO, CONTRIBUIÇÃO E OUTRAS FONTES DE RECURSO NO ÂMBITO DO PODER EXECUTIVO. A Controladoria Geral do Município

Leia mais

DO PREÇO, DA ORIGEM DOS RECURSOS E FORMA DE PAGAMENTO

DO PREÇO, DA ORIGEM DOS RECURSOS E FORMA DE PAGAMENTO 1 CT Nº /2009 AJU TERMO DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA TÉCNICA, SEM RELAÇÃO EMPREGATÍCIA, QUE ENTRE SI CELEBRAM A COMPANHIA DE DESENVOLVIMENTO E AÇÃO REGIONAL - CAR E... A COMPANHIA

Leia mais

Manual Cartão de Pagamento do Governo Federal. Banco do Setor público

Manual Cartão de Pagamento do Governo Federal. Banco do Setor público Manual Cartão de Pagamento do Governo Federal Banco do Setor público 2 Sumário Introdução 04 Cartão de Pagamento do Governo Federal CPGF 04 Passo a Passo 10 Perguntas e Respostas 12 Legislação I Ementa

Leia mais

EDITAL Nº 02/2016/DG/IFCE/CRATEÚS

EDITAL Nº 02/2016/DG/IFCE/CRATEÚS EDITAL Nº 02/2016/DG/IFCE/CRATEÚS Dispõe sobre os procedimentos para seleção de propostas para participação em eventos científicos (com apresentação de trabalhos) e/ou cursos de capacitação, que orientarão

Leia mais

PORTARIA TRT 18ª GP/DG/SOF Nº

PORTARIA TRT 18ª GP/DG/SOF Nº PORTARIA TRT 18ª GP/DG/SOF Nº 06, de 17.2.09 O DESEMBARGADOR-PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 18ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, CONSIDERANDO o disposto nos arts.

Leia mais

KIT FGTS MODALIDADE - PAGAMENTO DE PARTE DO VALOR DAS PARCELAS

KIT FGTS MODALIDADE - PAGAMENTO DE PARTE DO VALOR DAS PARCELAS KIT FGTS CONSÓRCIO DE IMÓVEIS MODALIDADE - PAGAMENTO DE PARTE DO VALOR DAS PARCELAS INSTRUÇÕES PARA UTILIZAÇÃO 1- Este KIT deve ser utilizado quando a opção de saque do FGTS for para Pagamento de Parte

Leia mais

EDITAL DE MOBILIDADE UNISINOS 05/2015 Edital para o Programa Top Espanha Santander Universidades 2015

EDITAL DE MOBILIDADE UNISINOS 05/2015 Edital para o Programa Top Espanha Santander Universidades 2015 EDITAL DE MOBILIDADE UNISINOS 05/2015 Edital para o Programa Top Espanha Santander Universidades 2015 O Magnífico Reitor da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), no uso de suas atribuições

Leia mais

Fundação de Apoio à Ciência, Tecnologia e Educação

Fundação de Apoio à Ciência, Tecnologia e Educação MANUAL DO PESQUISADOR SUMÁRIO 1. Apresentação 2. Inclusão de Projetos 2.1. Apresentações de novos projetos 2.2. Tipos de instrumentos legais 2.3. Situação de adimplência das instituições 3. Orientações

Leia mais

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 06/2012 VALE TRANSPORTE

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 06/2012 VALE TRANSPORTE INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 06/2012 VALE TRANSPORTE A GERENTE GERAL DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS, no uso de suas atribuições deliberadas pela Portaria SE Nº 1495, de 01/03/2011, resolve tornar pública esta

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE PÓS-DOUTORADO - 2011: CONCESSÃO INSTITUCIONAL ÀS IFES. Diretrizes para Elaboração do Projeto Institucional

PROGRAMA NACIONAL DE PÓS-DOUTORADO - 2011: CONCESSÃO INSTITUCIONAL ÀS IFES. Diretrizes para Elaboração do Projeto Institucional PROGRAMA NACIONAL DE PÓS-DOUTORADO - 2011: CONCESSÃO INSTITUCIONAL ÀS IFES Diretrizes para Elaboração do Projeto Institucional 1 Objetivos O Programa Nacional de Pós-doutorado da CAPES PNPD/2011: Concessão

Leia mais

CLÁUSULAS GERAIS DO CONTRATO DE CONTA CORRENTE, CONTA INVESTIMENTO E CONTA DE POUPANÇA

CLÁUSULAS GERAIS DO CONTRATO DE CONTA CORRENTE, CONTA INVESTIMENTO E CONTA DE POUPANÇA CONTRATANTE(S): As Pessoa(s) - Física(s) ou Jurídica(s) - indicada(s) e qualificada(s) na Proposta/Contrato de Abertura de Conta Corrente, Conta Investimento e Conta de Poupança, adiante denominada(s)

Leia mais

REF.: Amortização extraordinária do saldo devedor de contrato de financiamento habitacional

REF.: Amortização extraordinária do saldo devedor de contrato de financiamento habitacional , de de. Ao Banco Santander (Brasil) S.A. Crédito Imobiliário REF.: Amortização extraordinária do saldo devedor de contrato de financiamento habitacional Solicito, neste ato, a Amortização Extraordinária

Leia mais

Plano e Regulamento de Benefícios e Serviços

Plano e Regulamento de Benefícios e Serviços TITULO I DEFINIÇÕES GERAIS DOS BENEFICIOS E SERVIÇOS CAPITULO I DA FINALIDADE Art.1. Este plano tem por finalidade estabelecer os benefícios e serviços da ABEPOM, bem como regulamentar os critérios, limites

Leia mais

CHAMADA nº 03/2013 CNPq-TWAS 2013

CHAMADA nº 03/2013 CNPq-TWAS 2013 CHAMADA nº 03/2013 CNPq-TWAS 2013 Acordo entre o CNPq e a Academia de Ciências para os Países em Desenvolvimento (TWAS) O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq-MCTI) e a Academia

Leia mais

DIVULGAÇÃO PRIMEIRA CHAMADA

DIVULGAÇÃO PRIMEIRA CHAMADA 1 EDITAL Nº 577/2015 UCB VIRTUAL PROCESSO SELETIVO PARA PÓS-GRADUAÇÃO ANGOLA 1º SEMESTRE LETIVO DE 2016 Neste documento encontram-se todas as orientações sobre os processos de inscrição, seleção, matrícula,

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DE CONTROLE INTERNO

QUESTIONÁRIO DE AVALIAÇÃO DE CONTROLE INTERNO DA ENTIDADE PERÍODO AUDITADO 1 A entidade mantém escrituração contábil formal efetuada por profissional habilitado? (descrever a periodicidade das partidas) 2 Existe um plano de contas escrito e em poder

Leia mais

CONTRATO DE CESSÃO DE USO DO CARTÃO BHBUS COMODATO

CONTRATO DE CESSÃO DE USO DO CARTÃO BHBUS COMODATO Página 1 de 6 CONTRATO DE CESSÃO DE USO DO CARTÃO BHBUS COMODATO REGISTRADO NO 2º OFÍCIO DE REGISTRO DE TÍTULOS E DOCUMENTOS DE BELO HORIZONTE, MICROFILME Nº 1086610 1. PARTES: FORNECEDOR: Consórcio Operacional

Leia mais

III - DA DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA DO GRUPO FAMILIAR

III - DA DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA DO GRUPO FAMILIAR III - DA DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA DO GRUPO FAMILIAR Art. 19 Devem ser apresentados os documentos do grupo familiar no qual o(a) candidato(a) encontra-se inserido, incluindo documentação do candidato, sendo

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 32/14

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 32/14 ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 32/14 Processo n o. 89/14. Pregão 48/14. ATA DE REGISTRO DE PREÇOS QUE ENTRE SI CELEBRAM O MUNICÍPIO DE SANTA ROSA DE VITERBO E A EMPRESA AIR LIQUIDE BRASIL LTDA. Aos 27 (vinte

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO SINERGIA

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO SINERGIA ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO SINERGIA I Denominação e Objetivo Artigo 1º O Clube de Investimento SINERGIA é constituído por número limitado de membros que têm por objetivo a aplicação de recursos

Leia mais

DECRETO Nº 32.250 DE 11 DE MAIO DE 2010. (Com as alterações introduzidas pelo Decreto nº 39.340 de 20/10/2014)

DECRETO Nº 32.250 DE 11 DE MAIO DE 2010. (Com as alterações introduzidas pelo Decreto nº 39.340 de 20/10/2014) DECRETO Nº 32.250 DE 11 DE MAIO DE 2010 (Com as alterações introduzidas pelo Decreto nº 39.340 de 20/10/2014) Dispõe sobre a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica-NFS-e NOTA CARIOCA e dá outras providências.

Leia mais

CAPÍTULO XI FINANÇAS

CAPÍTULO XI FINANÇAS CAPÍTULO XI FINANÇAS A. INVESTIMENTO DOS FUNDOS DA ASSOCIAÇÃO As decisões referentes aos investimentos da associação deverão tomar como base as declarações sobre normas de investimentos para o Fundo Geral

Leia mais

Código subproduto: 3-217 SINDIFAST SP Condições Contratuais versão: 1-01.09.2014 ENDEREÇO: N : COMPLEMENTO: BAIRRO: CIDADE: ESTADO: CEP:

Código subproduto: 3-217 SINDIFAST SP Condições Contratuais versão: 1-01.09.2014 ENDEREÇO: N : COMPLEMENTO: BAIRRO: CIDADE: ESTADO: CEP: Código subproduto: 3-217 SINDIFAST SP Condições Contratuais versão: 1-01.09.2014 ORIGEM: Nº PROPOSTA: 39 PROPOSTA DE SEGURO EMPRESARIAL As condições securitárias que se referem esta Proposta de Seguro

Leia mais

NORMA DE CONTROLO INTERNO (NCI)

NORMA DE CONTROLO INTERNO (NCI) NORMA DE CONTROLO INTERNO (NCI) Freguesia de Almagreira PREÂMBULO Tendo em conta o estipulado na Lei n.º 169/99, de 18 de Setembro (que estabelece o quadro de competências, assim como o regimento jurídico

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO PROCURADORIA-GERAL Departamento de Administração INSTRUÇÃO NORMATIVA DA/PGT Nº 01, DE 10 DE NOVEMBRO DE 2010.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO PROCURADORIA-GERAL Departamento de Administração INSTRUÇÃO NORMATIVA DA/PGT Nº 01, DE 10 DE NOVEMBRO DE 2010. MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO PROCURADORIA-GERAL Departamento de Administração INSTRUÇÃO NORMATIVA DA/PGT Nº 01, DE 10 DE NOVEMBRO DE 2010. Regulamenta a concessão, aplicação e prestação de contas dos

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE CONTROLE INTERNO E AUDITORIA

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE CONTROLE INTERNO E AUDITORIA ORIENTAÇÕES TÉCNICAS PARA A ELABORAÇÃO DA PRESTAÇÃO DE CONTAS DOS DIRETÓRIOS PARTIDÁRIOS Tendo em vista a obrigação das agremiações partidárias de prestar contas até 30 de abril de 2014, referente ao exercício

Leia mais

Suprimento de Fundos

Suprimento de Fundos prazo de cinco dias para ratificar a autorização e promover a publicação na imprensa oficial. Data da autorização do Diretor: 8 de dezembro de 2005. Data limite para a comunicação ao Secretário-Geral:

Leia mais

CONTRATO CONTA DE DEPÓSITOS PESSOA FÍSICA CNPJ 20.961.629/0001-05

CONTRATO CONTA DE DEPÓSITOS PESSOA FÍSICA CNPJ 20.961.629/0001-05 CONTRATO CONTA DE DEPÓSITOS PESSOA FÍSICA 1 - DADOS DA INSTITUIÇÃO FINANCEIRA Nº Cooperativa PAC 4031 00 Nome CECM DOS COLABORADORES CVRD LTDA 2 - DADOS PESSOAIS Nome 1 titular CNPJ 20.961.629/0001-05

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA SOLICITAÇÃO DE BOLSA DE ESTUDO NÃO RESTITUÍVEL (BOLSA FILANTRÓPICA) 2016

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA SOLICITAÇÃO DE BOLSA DE ESTUDO NÃO RESTITUÍVEL (BOLSA FILANTRÓPICA) 2016 RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA SOLICITAÇÃO DE BOLSA DE ESTUDO NÃO RESTITUÍVEL (BOLSA FILANTRÓPICA) 2016 1. INFORMAÇÕES GERAIS 1.1 Será concedida a Bolsa Filantrópica com base nos critérios básicos consignados

Leia mais

DECLARAÇÃO RENDA - PESSOAL

DECLARAÇÃO RENDA - PESSOAL ANEXO I DECLARAÇÃO RENDA - PESSOAL Eu,, RG. Nº, CPF Nº, residente e domiciliado à Rua/Av., nº bairro, cidade, declaro, junto a UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ, para fins exclusivos de comprovação de rendimentos

Leia mais

Plano Pós-Pago Alternativo de Serviço

Plano Pós-Pago Alternativo de Serviço 1 - Aplicação Plano Pós-Pago Alternativo de Serviço Plano Nº 045 - Claro Online Sem internet Requerimento de Homologação Nº 8879 Este Plano Pós-Pago Alternativo de Serviço é aplicável pela autorizatária

Leia mais

Impresso em 28/08/2015 13:38:28 (Sem título)

Impresso em 28/08/2015 13:38:28 (Sem título) Aprovado ' Elaborado por Fernando Cianci/BRA/VERITAS em 17/09/2014 Verificado por Mercio Sobrinho em 17/09/2014 Aprovado por Sandro de Luca/BRA/VERITAS em 18/09/2014 ÁREA GFI Tipo Procedimento Regional

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO CEARÁ TERMO DE REFERÊNCIA

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO CEARÁ TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA AQUISIÇÃO DE VALE-REFEIÇÃO ELEIÇÕES 2016 1 OBJETO 1.1 Contratação de empresa especializada no fornecimento de 11.958 (onze mil, novecentos e cinquenta e oito) vales-refeições de valor

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇO Nº 008/2016 PROCESSO LICITATORIO Nº 028/2016 PREGÃO PRESENCIAL Nº 008/2016.

ATA DE REGISTRO DE PREÇO Nº 008/2016 PROCESSO LICITATORIO Nº 028/2016 PREGÃO PRESENCIAL Nº 008/2016. ATA DE REGISTRO DE PREÇO Nº 008/2016 PROCESSO LICITATORIO Nº 028/2016 PREGÃO PRESENCIAL Nº 008/2016. VALIDADE: 12 meses Aos dezoito dias do mês de março de 2016, na sala de reuniões da Prefeitura Municipal,

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE IT Instrução de Trabalho FINANCEIRO IT. 20 11 1 / 6 1. OBJETIVO Estabelecer diretrizes para as atividades financeiras do Conselho. 2. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA Instrução Normativa nº 480 de 15 de dezembro de 2004 Secretaria da

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PROCEDIMENTO PARA UTILIZAÇÃO DO RESTAURANTE

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PROCEDIMENTO PARA UTILIZAÇÃO DO RESTAURANTE 28/08/203. INTRODUÇÃO O Procedimento Restaurante tem por objetivo organizar o atendimento e controle dos gastos com alimentação. 2. ESCOPO Utilização do restaurante das unidades de Caieiras, Mogi das Cruzes

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Consórcio Intermunicipal do Vale do Jacuí CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DO VALE DO JACUÍ (CI/JACUÍ) CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Estado do Rio Grande do Sul Consórcio Intermunicipal do Vale do Jacuí CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DO VALE DO JACUÍ (CI/JACUÍ) CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DO VALE DO JACUÍ (CI/JACUÍ) CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO RESOLUÇÃO CA Nº 11/2015 Altera o Anexo I das Resoluções CA 005/2008 e 06/2013 a fim de adequá-los à nova redação do Estatuto

Leia mais

MINUTA-PARÂMETRO DE CONTRATO PARA AQUISIÇÃO DE BENS DE INFORMÁTICA E AUTOMAÇÃO, DECORRENTE DE PREGÃO ELETRÔNICO. Anexo nº...

MINUTA-PARÂMETRO DE CONTRATO PARA AQUISIÇÃO DE BENS DE INFORMÁTICA E AUTOMAÇÃO, DECORRENTE DE PREGÃO ELETRÔNICO. Anexo nº... MINUTA-PARÂMETRO DE CONTRATO PARA AQUISIÇÃO DE BENS DE INFORMÁTICA E AUTOMAÇÃO, DECORRENTE DE PREGÃO ELETRÔNICO. Anexo nº... Minuta Contratual CONTRATO Nº.../... QUE FIRMAM A UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS

Leia mais

Roteiro para Pagamento de Auxílio à Estudante: PROAP - 2014 Convênio 806696

Roteiro para Pagamento de Auxílio à Estudante: PROAP - 2014 Convênio 806696 Aluno deverá: Roteiro para Pagamento de Auxílio à Estudante: PROAP 2014 Convênio 806696 1) Atender as condições previstas na Portaria 64 da CAPES e preencher o formulário de requisição de auxílio. 2) Informar

Leia mais

Execução de Despesa. DNT/SSSCI/SF Abril 2013

Execução de Despesa. DNT/SSSCI/SF Abril 2013 DNT/SSSCI/SF Abril 2013 Realização Secretaria da Fazenda Subsecretaria do Sistema de Controle Interno Departamento de Normas Técnicas Apresentação David Fabri Monique Junqueira Ferraz Zanella INTRODUÇÃO

Leia mais

UNIABEU CENTRO UNIVERSITÁRIO EDITAL CONCURSOS DE BOLSAS 2016.1

UNIABEU CENTRO UNIVERSITÁRIO EDITAL CONCURSOS DE BOLSAS 2016.1 UNIABEU CENTRO UNIVERSITÁRIO EDITAL CONCURSOS DE BOLSAS 2016.1 O Reitor do UNIABEU - Centro Universitário torna pública a abertura de inscrições para o Processo Seletivo Social, para o 1º semestre de 2016,

Leia mais

Pagamento de Despesa por Meio de Adiantamento. DNT/SSSCI/SF Março 2013

Pagamento de Despesa por Meio de Adiantamento. DNT/SSSCI/SF Março 2013 Meio de Adiantamento DNT/SSSCI/SF Março 2013 Realização Secretaria da Fazenda Subsecretaria do Sistema de Controle Interno Departamento de Normas Técnicas Apresentação David Fabri Monique Junqueira Ferraz

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR MINISTÉRIO DA SAÚDE 1 AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO SETORIAL RESOLUÇÃO - RE Nº 05, DE 24 DE AGOSTO DE 2000 (*) Padroniza documentos para processo de impugnações ao

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE-FURG PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE-FURG PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE-FURG PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO Av. Itália, Km8 Campus Carreiros Rio Grande, RS Brasil 96201-900 fone: 53.32336772 e-mail:prograd@furg.br

Leia mais

CONHEÇA O PASSO-A-PASSO PARA UTILIZAÇÃO DO SEU RECURSO FGTS

CONHEÇA O PASSO-A-PASSO PARA UTILIZAÇÃO DO SEU RECURSO FGTS 0 1 CONHEÇA O PASSO-A-PASSO PARA UTILIZAÇÃO DO SEU RECURSO FGTS 1. INTRODUÇÃO... 2 2. A QUEM SE DESTINA?... 2 3. QUAIS EXIGÊNCIAS EU DEVO CUMPRIR PARA UTILIZAÇÃO DO FGTS?... 2 3.1 Do Imóvel...2 3.2 Do

Leia mais

SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO SESC ADMINISTRAÇÃO REGIONAL NO MARANHÃO

SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO SESC ADMINISTRAÇÃO REGIONAL NO MARANHÃO 1 1. DA SEDE, PERÍODO E OBJETIVOS 1.1 A programação Pastor do Menino Jesus é uma das ações da Atividade Trabalho com Grupos Trabalho Social com Idosos, que ao longo de 20 anos caracteriza manifestação

Leia mais

TERMO DE ADESÃO. Nome Data de Nasc. / / RG nº Órgão expedidor Data de Emissão / /

TERMO DE ADESÃO. Nome Data de Nasc. / / RG nº Órgão expedidor Data de Emissão / / ( )Plano GEAPSaúde II ( )Plano GEAP-Referência ( )Plano GEAPEssencial ( )Plano GEAPClássico Registro ANS n 458.004/08-4 Registro ANS n 455.830/07-8 Registro ANS n 455.835/07-9 Registro ANS n 456.093/07-1

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO PUBLICADO EM PLACAR Em 09/07/2007 PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS DECRETO Nº 138, DE 09 DE JULHO 2007. Estabelece os requisitos necessários, para a liberação dos profissionais enquadrados no PCCV da Secretaria

Leia mais

Eletrobras. índice. Elet~~clear

Eletrobras. índice. Elet~~clear ~ i.\ Elet~~clear VIGI:NCIA ORIGINAL 25/09/2008 NORMATIV A DATA DE EMISSÃO 3 OSET.2010 DISTRIBUiÇÃO A AuxíLIO ÓCULOS/LENTES DE CONTATO índice 1 FINALIDADE.. 2 2 ABRANGÊNCIA...2 3 DIRETRIZES, 2 3.1 CRITÉRIOS

Leia mais

Dispõe sobre a Cotação Eletrônica de Preços no Estado do Rio Grande do Sul.

Dispõe sobre a Cotação Eletrônica de Preços no Estado do Rio Grande do Sul. LEI Nº 13.179, DE 10 DE JUNHO DE 2009 Business Online Comunicação de Dados Dispõe sobre a Cotação Eletrônica de Preços no Estado do Rio Grande do Sul. A GOVERNADORA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. Faço

Leia mais

Perguntas Frequentes. Atração de Jovens Talentos BJT

Perguntas Frequentes. Atração de Jovens Talentos BJT Perguntas Frequentes Atração de Jovens Talentos BJT Diretoria de Relações Internacionais Coordenação-Geral de Bolsas e Projetos CGBP Coordenação de Acompanhamento de Bolsistas no Exterior CBE Brasília,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 02/2015 - CD

RESOLUÇÃO Nº 02/2015 - CD Governo do Estado do Rio Grande do Norte Secretaria de Estado da Educação e da Cultura - SEEC FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE FUERN Conselho Diretor - CD Rua Almino Afonso, 478 -

Leia mais

PROPOSTA DE SEGUROS TRANSPORTES

PROPOSTA DE SEGUROS TRANSPORTES Data da Cotação: 29/9/2015 PROPOSTA DE SEGUROS TRANSPORTES ITEM PAG. 1 RCTR-C 3 Pág 1 de 8 Data da Cotação: 29/9/2015 ACE BRASIL PROPOSTA DE SEGURO RCTR-C Pág 2 de 8 Endereço do Segurado AV. BRIG. FARIA

Leia mais

ALGUMAS REGRAS DE FUNCIONAMENTO PARA A CONTABILIDADE DO DECIVIL. 1. Enquadramento

ALGUMAS REGRAS DE FUNCIONAMENTO PARA A CONTABILIDADE DO DECIVIL. 1. Enquadramento ALGUMAS REGRAS DE FUNCIONAMENTO PARA A CONTABILIDADE DO DECIVIL 1. Enquadramento É essencial assegurar a uniformidade de procedimentos em todos os Serviços de Contabilidade do IST que dispõem de autonomia

Leia mais

considerando o Decreto nº 6.114, de 15 de maio de 2007; considerando a Portaria/MEC nº 1.084 de 02 de setembro de 2008;

considerando o Decreto nº 6.114, de 15 de maio de 2007; considerando a Portaria/MEC nº 1.084 de 02 de setembro de 2008; Dispõe sobre os critérios e valores para pagamento de Gratificações por Encargo de Cursos ou Concursos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul (IFMS). A COORDENADORA-GERAL

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Município de Venâncio Aires

Estado do Rio Grande do Sul Município de Venâncio Aires PROJETO-DE-LEI Nº 010, DE 20 DE MARÇO DE 2015 Poder Executivo Autoriza o Poder Executivo a conceder repasse de recursos financeiros ao ESPORTE CLUBE GUARANI, com sede nesta Cidade, a celebrar convênio

Leia mais

Termo de Compromisso e Adesão ao Sistema de Emissão e Reserva de Bilhete Aéreo

Termo de Compromisso e Adesão ao Sistema de Emissão e Reserva de Bilhete Aéreo Termo de Compromisso e Adesão ao Sistema de Emissão e Reserva de Bilhete Aéreo PICCHIONI VIAGENS E TURISMO LTDA, estabelecida à Avenida Bernardo Monteiro, 1539, em Belo Horizonte- MG- CEP: 30.150-281,

Leia mais

*DECRETO Nº 2.101, DE 18 DE AGOSTO DE 2009.

*DECRETO Nº 2.101, DE 18 DE AGOSTO DE 2009. Diário Oficial nº : 25145 Data de publicação: 24/08/2009 Matéria nº : 238068 *DECRETO Nº 2.101, DE 18 DE AGOSTO DE 2009. Dispõe sobre a concessão de diárias a servidores públicos civis ou militares e empregados

Leia mais

Decreto Nº 13.840 de 21/09/2009

Decreto Nº 13.840 de 21/09/2009 Decreto Nº 13.840 de 21/09/2009 Dispõe sobre estágios no âmbito da Administração Pública Direta e Indireta do Estado do Piauí para estudantes regularmente matriculados e com frequência efetiva, vinculados

Leia mais

Regulamento de Locações de Dependências da AABB

Regulamento de Locações de Dependências da AABB Art. 1º - Entende-se por dependência os espaços destinados pela AABB para locação de associados e não associados na realização de eventos de seus interesses. Art. 2º - As dependências disponíveis para

Leia mais

Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC Departamento de Contabilidade e Finanças DCF/PROPLAN

Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC Departamento de Contabilidade e Finanças DCF/PROPLAN GUILHERME MARTINS SANTANA Endereço Eletrônico: g.santana@ufsc.br Documentos Obrigatórios Os documentos obrigatórios que devem acompanhar qualquer solicitação de pagamento de uma compra são: Documento fiscal

Leia mais

Lei n 12.414/2011 Cadastro Positivo

Lei n 12.414/2011 Cadastro Positivo Ref.: nº 30/2013 1. Lei n 12.414/2011 A referida norma, regulamentada pelo Decreto n 7.829/2012, disciplina a formação e consulta a banco de dados com informações de adimplemento de pessoas naturais ou

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANT ANA DO LIVRAMENTO Palácio Moysés Vianna Unidade Central de Controle Interno

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANT ANA DO LIVRAMENTO Palácio Moysés Vianna Unidade Central de Controle Interno PREFEITURA MUNICIPAL DE SANT ANA DO LIVRAMENTO Palácio Moysés Vianna Unidade Central de Controle Interno INSTRUÇÃO NORMATIVA UCCI Nº 005/2012 VERSÃO 01 ASSUNTO: PROCEDIMENTOS A SEREM CUMPRIDOS NAS ROTINAS

Leia mais

NORMA DE PROCEDIMENTOS. Fundo fixo. Estabelecer critérios e procedimentos para utilização de fundo fixo na COPASA MG.

NORMA DE PROCEDIMENTOS. Fundo fixo. Estabelecer critérios e procedimentos para utilização de fundo fixo na COPASA MG. Pág. 1/5 1 Objetivo Estabelecer critérios e procedimentos para utilização de fundo fixo na COPASA MG. 2 Definições Para melhor entendimento desta norma, aplicam-se as seguintes definições: a) fundo fixo

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000748/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 22/05/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR023675/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.006375/2012-81 DATA DO

Leia mais

Norma para pagamento de diária a serviço e solicitação de passagem aérea

Norma para pagamento de diária a serviço e solicitação de passagem aérea Norma para pagamento de diária a serviço e solicitação de passagem aérea Objetivo: A presente norma tem por objetivo formalizar e agilizar os pedidos de diária e passagem a serviço da entidade bem como

Leia mais

I - EMITENTE II - INTERVENIENTE(S) / AVALISTA(S) III - CARACTERÍSTICAS DO(S) PRODUTO(S) MARCA MODELO ANO/MODELO COR COMBUSTÍVEL

I - EMITENTE II - INTERVENIENTE(S) / AVALISTA(S) III - CARACTERÍSTICAS DO(S) PRODUTO(S) MARCA MODELO ANO/MODELO COR COMBUSTÍVEL Nº DA CÉDULA CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO I - EMITENTE II - INTERVENIENTE(S) / AVALISTA(S) III - CARACTERÍSTICAS DO(S) (S) MARCA MODELO ANO/MODELO COR COMBUSTÍVEL RENAVAN CHASSI PLACA NOTA FISCAL (CASO VEÍCULO

Leia mais

PROCESSO SELETIVO LISTA DE ESPERA SISU EDITAL DE UTILIZAÇÃO DA LISTA DE ESPERA SISU 2013/1 EDITAL Nº 01 /2013

PROCESSO SELETIVO LISTA DE ESPERA SISU EDITAL DE UTILIZAÇÃO DA LISTA DE ESPERA SISU 2013/1 EDITAL Nº 01 /2013 PROCESSO SELETIVO LISTA DE ESPERA SISU EDITAL DE UTILIZAÇÃO DA LISTA DE ESPERA SISU 2013/1 EDITAL Nº 01 /2013 O, de acordo com a legislação vigente e conforme previsto na Portaria Normativa MEC n 21, de

Leia mais

JUSTIÇA DO TRABALHO DIVISÃO DE DOCUMENTO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA

JUSTIÇA DO TRABALHO DIVISÃO DE DOCUMENTO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA DIVISÃO DE DOCUMENTO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA Objeto: Contratação de empresa para prestação do serviço de agenciamento de viagens (emissão, remarcação e cancelamento de passagens aéreas nacionais

Leia mais

PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO

PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO Produto: Conjunto: Subconjunto: Título: TELEFONIA UTILIZAÇÃO POLÍTICA POLÍTICA PARA UTILIZAÇÃO DE TELEFONIA FIXA, CELULAR E NEXTEL 1. OBJETIVO: 1.1. Definir critérios de controle e utilização de telefones

Leia mais

I CLÁUSULAS ECONÔMICAS

I CLÁUSULAS ECONÔMICAS PAUTA PARA RENOVAÇÃO DA CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CLÁUSULAS ECONÔMICAS - ENTRE O SINDICATO DOS AEROVIÁRIOS E O SINDICATO NACIONAL DA EMPRESAS AEROVIÁRIAS SNEA 2011-2012 01 ABRANGÊNCIA O SINDICATO

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATANTE: Aqui designado apenas como a empresa que fez o cadastro pelo sistema de vendas online no site www.netflexfidelidade.com.br CONTRATADA: Openhaus Soluções Tecnológicas

Leia mais

O CONGRESSO NACIONAL decreta:

O CONGRESSO NACIONAL decreta: Dispõe sobre a utilização de recursos das exigibilidades de aplicação em crédito rural oriundos da poupança rural e dos depósitos a vista para financiamentos destinados à liquidação de dívidas de produtores

Leia mais

2.- LOCAL E DATA: Assinado nesta cidade de Araçariguama, no Gabinete do Prefeito Municipal, aos 04 dias do mês de julho de 2013.

2.- LOCAL E DATA: Assinado nesta cidade de Araçariguama, no Gabinete do Prefeito Municipal, aos 04 dias do mês de julho de 2013. CONTRATO Nº. 09/2013 CONVITE N. 11/2013 PROCESSO N.º 31/2013 CONTRATO QUE ENTRE SI FAZEM O MUNICÍPIO DE ARAÇARIGUAMA E M. DE FREITAS ROCHA ME., para a contratação de empresa especializada na prestação

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DO CETEOL DIRETRIZES GERAIS PARA CONCESSÃO DE CRÉDITO EDUCATIVO

ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DO CETEOL DIRETRIZES GERAIS PARA CONCESSÃO DE CRÉDITO EDUCATIVO ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DO CETEOL DIRETRIZES GERAIS PARA CONCESSÃO DE CRÉDITO EDUCATIVO 1. CONCEITO O Crédito Educativo é um programa administrado pela Associação de Amigos do CETEOL que visa auxiliar financeiramente

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO "NOVO LEBLON"

ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO NOVO LEBLON ESTATUTO SOCIAL DO CLUBE DE INVESTIMENTO "NOVO LEBLON" I - Denominação e Objetivo ARTIGO 1º - O Clube de Investimento Novo Leblon, doravante designado Clube é constituído por número limitado de membros

Leia mais

Cooperativa de Crédito Mutuo dos Praças e Oficiais da Policia Militar do Estado de São Paulo - Cooperacs - SP

Cooperativa de Crédito Mutuo dos Praças e Oficiais da Policia Militar do Estado de São Paulo - Cooperacs - SP POLÍTICA DE CRÉDITO MANUAL DE OPERAÇÕES DE CRÉDITO C.C.M. DOS PRAÇAS E OFICIAIS DA PMESP COOPERACS SP Capítulo Seção Ítem Descrição 1 Apresentação 2 Linhas de Crédito 1 Empréstimo Parcelado 1 Conceituação

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº. 8461/2012 PREGÃO Nº. 114/2012 CONTRATANTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE TELÊMACO BORBA CONTRATADA: JOSÉ FERNANDO PAES DE CAMARGO - TIBAGÍ Aos vinte e quatro

Leia mais

ANEXO IV ROL DE DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DA RENDA FAMILIAR MENSAL DOS CANDIDATOS OPTANTES PELAS CATEGORIAS DE CONCORRÊNCIA ATÉ 1,5 SALÁRIOS MÍNIMOS

ANEXO IV ROL DE DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DA RENDA FAMILIAR MENSAL DOS CANDIDATOS OPTANTES PELAS CATEGORIAS DE CONCORRÊNCIA ATÉ 1,5 SALÁRIOS MÍNIMOS ANEXO IV ROL DE DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DA RENDA FAMILIAR MENSAL DOS CANDIDATOS OPTANTES PELAS CATEGORIAS DE CONCORRÊNCIA ATÉ 1,5 SALÁRIOS MÍNIMOS. ESSA DOCUMENTAÇÃO DEVERÁ SER APRESENTADA PARA A REALIZAÇÃO

Leia mais

INFORMATIVO EDUCAR PROCEDIMENTOS PARA NOVOS CONTRATOS E ADITAMENTOS

INFORMATIVO EDUCAR PROCEDIMENTOS PARA NOVOS CONTRATOS E ADITAMENTOS INFORMATIVO EDUCAR PROCEDIMENTOS PARA NOVOS CONTRATOS E ADITAMENTOS 1º. CONTRATO 1. O aluno poderá efetuar matrícula já com o Crédito do Educar, mediante a entrega na Faculdade do Contrato e taxa administrativa

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA DO GRUPO FAMILIAR

DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA DO GRUPO FAMILIAR DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA DO GRUPO FAMILIAR Devem ser apresentados os documentos na forma de cópia simples dos seguintes documentos, e apenas nos casos especificados, a cópia autenticada em cartório. a) RG

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº. 8678/2012 PREGÃO Nº. 111/2012 CONTRATANTE: PREFEITURA MUNICIPAL DE TELÊMACO BORBA CONTRATADA: NILZA MARA FERREIRA COITO Aos dois dias do mês de agosto

Leia mais

Carteira de Transporte Escolar Metropolitano. Manual de Orientação aos Estudantes Com direito ao PASSE LIVRE. Região Metropolitana de Sorocaba

Carteira de Transporte Escolar Metropolitano. Manual de Orientação aos Estudantes Com direito ao PASSE LIVRE. Região Metropolitana de Sorocaba MA-GRS-004 Versão: 01 Vigência: 2016 Página: 1 / 19 Carteira de Transporte Escolar Metropolitano 2016 Manual de Orientação aos Estudantes Com direito ao PASSE LIVRE Região Metropolitana de Sorocaba MA-GRS-004

Leia mais

ANEXO IX MANUAL DE INSTRUÇÕES SOBRE APRESENTAÇÃO DE GARANTIAS DE MANUTENÇÃO DA(S) PROPOSTA(S) DE PREÇO E DE EXECUÇÃO DOS COMPROMISSOS

ANEXO IX MANUAL DE INSTRUÇÕES SOBRE APRESENTAÇÃO DE GARANTIAS DE MANUTENÇÃO DA(S) PROPOSTA(S) DE PREÇO E DE EXECUÇÃO DOS COMPROMISSOS ANEXO IX MANUAL DE INSTRUÇÕES SOBRE APRESENTAÇÃO DE GARANTIAS DE MANUTENÇÃO DA(S) PROPOSTA(S) DE PREÇO E DE EXECUÇÃO DOS COMPROMISSOS 1. INTRODUÇÃO... 2 1.1. Prevalência do Edital... 2 1.2. Principais

Leia mais

PROCESSO SELETIVO EDITAL 23/2014

PROCESSO SELETIVO EDITAL 23/2014 PROCESSO SELETIVO EDITAL 23/2014 CARGO E UNIDADES: Técnico Operacional II Administração Atenção: NÃO ABRA este caderno antes do início da prova. Tempo total para resolução desta prova: 3 (três) horas.

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 24, DE 25 DE JUNHO DE 2009.

AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 24, DE 25 DE JUNHO DE 2009. AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 24, DE 25 DE JUNHO DE 2009. Dispõe sobre o Processo de Concessão de Bolsas de Estudo em Idiomas como parte integrante do Programa Permanente de

Leia mais

REGULAMENTO 1. DA PROVA

REGULAMENTO 1. DA PROVA REGULAMENTO O evento Sigma Run Corrida e Caminhada da Saúde é uma iniciativa da Clinica Sigma de caráter esportivo-social, dirigida ao público praticante de caminhada e corrida de rua. 1. DA PROVA 1.1

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS POLÍTICA DE TELEFONIA

MANUAL DE PROCEDIMENTOS POLÍTICA DE TELEFONIA 02/02/205 PTI-0. INTRODUÇÃO A Política de Telefonia tem por objetivo estabelecer o procedimento e regras para concessão e utilização dos recursos de telefonia móvel disponibilizados pela empresa. 2. ESCOPO

Leia mais

INFORMAÇÃO IMPORTANTE

INFORMAÇÃO IMPORTANTE INFORMAÇÃO IMPORTANTE CONTRIBUIÇÕES JANEIRO/1989 A DEZEMBRO/1995. INSTRUÇÃO NORMATIVA RFB Nº 1.343/2013 Entre o período de janeiro de 1989 a dezembro de 1995, as contribuições efetuadas pelos participantes

Leia mais

NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA USO DO SITE BONDSCLUB PELOS PARCEIROS AFILIADOS CONSUMIDOR FINAL

NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA USO DO SITE BONDSCLUB PELOS PARCEIROS AFILIADOS CONSUMIDOR FINAL NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA USO DO SITE BONDSCLUB PELOS PARCEIROS AFILIADOS CONSUMIDOR FINAL De um lado a empresa BONDS CLUB DE DESCONTOS LTDA., Pessoa Jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ/MF

Leia mais

CONTRATO PARTICULAR DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

CONTRATO PARTICULAR DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS PRÓ-REITORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO DE EDUCAÇÃO CONTINUADA CONTRATO PARTICULAR DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU CONTRATADA: Universidade

Leia mais

PORTARIA Nº 146 /2011-DG BRASÍLIA, 16 DE JUNHO DE 2011.

PORTARIA Nº 146 /2011-DG BRASÍLIA, 16 DE JUNHO DE 2011. PORTARIA Nº 146 /2011-DG BRASÍLIA, 16 DE JUNHO DE 2011. DISPÕE SOBRE O PROCESSO DE INCENTIVO DE CONCESSÃO DE BOLSA DE ESTUDO DE IDIOMA ESTRANGEIRO NO ÂMBITO DA AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES AQUAVIÁRIOS

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO - N.º 19519/2012

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO - N.º 19519/2012 SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO - N.º 19519/2012 Brasília, 16 de novembro 2012. Prezados Senhores, O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento PNUD, no âmbito do Projeto BRA/04/043 Implementação de Programas

Leia mais

REGULAMENTO PROPOSITIVO 2014

REGULAMENTO PROPOSITIVO 2014 REGULAMENTO PROPOSITIVO 2014 1 NO QUE CONSISTE O PROPOSITIVO 1.1 O ProPositivo - Programa de Bolsas de Estudos do Centro Tecnológico Positivo - é um programa de responsabilidade social do Centro Tecnológico

Leia mais