"Sombra e luzes a partir da prática dos Exercícios Espirituais de Santo Inácio de Loyola". Alciane Basílio de Almeida

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download ""Sombra e luzes a partir da prática dos Exercícios Espirituais de Santo Inácio de Loyola". Alciane Basílio de Almeida"

Transcrição

1 "Sombra e luzes a partir da prática dos Exercícios Espirituais de Santo Inácio de Loyola". Alciane Basílio de Almeida (Mestre em Psicologia - UCP 2014) Este trabalho tem por objetivo mostrar a relação entre a prática dos Exercícios Espirituais (EE) de Santo Inácio de Loyola e o processo de individuação. O tema tem relevância para profissionais interessados em estudar espiritualidade e desenvolvimento pessoal. Os EE visam o aprimoramento pessoal na busca de Deus, através de retiros espirituais, meditação e contemplação, possibilitando um mergulho interior para trazer à tona o que é inferior sombras. Ao rezar a própria vida, a pessoa é motivada a identificar suas máscaras, entrar em contato e aprender a lidar com a sombra, o que traz luzes para a vida do praticante. Palavraschave: exercícios espirituais, sombra, luzes, individuação. Desenvolvimento Este trabalho pretende investigar a relação existente entre espiritualidade inaciana, por meio do estudo da influência dos Exercícios Espirituais (EE) de Santo Inácio de Loyola, e o processo de individuação segundo a teoria junguiana. Tem havido nos últimos anos um interesse crescente por estudos relacionando Psicologia e espiritualidade/religião/religiosidade. Como exemplo, pode-se citar os trabalhos de Amatuzzi (2005), Teixeira, Müller e Porto (2004), Kovács (2007) e Ancona-Lopez (1999). Os enfoques dessas pesquisas são bem variados e mostram um campo que está em ascensão. Segundo a Teologia, diferentes são os significados para o termo espiritualidade. No Dicionário de Espiritualidade (2012, p. 897) encontra-se a seguinte definição: 1) Qualidade do que é espiritual (de Deus, dos anjos, da alma humana, da Igreja); 2) É o sinônimo de piedade realmente possuída (de um santo, até de qualquer um que tenha relações de serviço com o divinum, embora não seja cristão); 3) É a ciência mesma que estuda e ensina os princípios e as práticas dos quais se compõem aquela dada real piedade, aquele dado serviço de Deus. A Psicologia também possui definições para o termo espiritualidade. De acordo com o Dicionário de Psicologia da APA (2010) o termo em questão pode ser definido como sendo uma sensibilidade a tudo o que diz respeito a Deus, à experiência religiosa, ao espírito ou alma. A Espiritualidade Inaciana, que se manifesta e se expressa através dos Exercícios Espirituais de Santo Inácio de Loyola, é uma experiência de diálogo com Deus, principalmente através de uma disponibilidade interior para escutar e responder, que se concretiza através de diferentes tipos de oração, discernimento, e serviços apostólicos. Embora os EE tenham somente finalidade espiritual, sua pedagogia, ao favorecer o amadurecimento espiritual, contribui para que pessoa se conscientize dos seus movimentos internos e adquira autoconhecimento. Jung (2012d) acredita na importância e no valor do homem se conhecer melhor, pois observou que as pessoas que se encontram sem uma religião e sem direção espiritual passam por um sofrimento que causa uma necessidade de conhecimento psicológico. Nas palavras dele: Eu, de minha parte, estou plenamente convencido do valor do autoconhecimento. Mas o que

2 adianta recomendá-los se os homens mais sábios de todas as épocas apregoaram sem sucesso? (JUNG, op.cit., p. 145). Segundo Loyola (1989), os EE têm como objetivo principal levar o praticante a encontrar-se com Deus, através de uma total conversão, que seja ao mesmo tempo gradativa e dinâmica. O indivíduo vai alcançar esta conversão integral através de diversos meios como retiros espirituais, leitura de textos bíblicos ou de Santo Inácio, contemplações, meditações, exame de consciência, orações etc. Os retiros espirituais inacianos, que podem acontecer em etapas de finais de semana, de oito ou trinta dias, são realizados em lugares especiais que favorecem o clima de silêncio e oração. Nestes dias, propõe-se que a pessoa se afaste de sua realidade cotidiana, faça silêncio para refletir sobre a própria vida, ouvir a si mesma e a Deus. Loyola (1989) divide os EE em quatro semanas que são etapas vivenciadas de acordo com as características de cada praticante. A pessoa pode permanecer mais tempo numa determinada semana, de acordo com suas necessidades. O que importa são os temas (matéria da oração), que vão desde a Criação, passam pelas fases mais importantes da vida de Jesus e terminam com a Contemplação para alcançar o amor. Nos EE é pedido ao praticante que medite ou contemple uma determinada passagem bíblica. Os pontos mais importantes devem ser apresentados de maneira resumida e objetiva. Cabe ao diretor espiritual narrar de maneira fidedigna o assunto ou história para que o praticante possa deixar sua imaginação fluir e imaginar os detalhes das cenas, lugares e personagens que fazem parte desta história ou assunto. Loyola (1889, p. 13) dizia: não é o muito saber que sacia e satisfaz a alma, mas o sentir e saborear as coisas internamente. Ao longo de todo o retiro inaciano a pessoa tem a oportunidade de olhar para si mesma, de ver suas qualidades e defeitos, seus medos e certezas, seus sucessos e fracassos, em outras palavras, suas luzes e sombras. Estar em silêncio significa muito, pois o silêncio externo contribui para um silêncio interno que permite um olhar aguçado e atento sobre sua própria personalidade. Por isso, só pode fazer um retiro inaciano quem tem um mínimo de estrutura psicológica para lidar com tudo de negativo que pode ser revelado ao longo do processo. Desta forma, as etapas dos EE contribuem para que a pessoa, ao olhar para o seu interior, retire suas máscaras e veja de fato quem é. Como disse Jung (2012b, p. 29), esta é a primeira prova de coragem no caminho interior, ou seja, esta é a primeira etapa no caminho da individuação. O processo de individuação se dá através de voltas feitas em torno de um centro comum que é o self ou si mesmo. A personalidade ficará completa quando consciente e inconsciente ordenarem-se em torno deste centro psíquico, transformando-o no centro da personalidade total, enquanto que o ego será o centro da consciência. Segundo Jung (2012b) a primeira etapa deste processo consiste em libertar-se da persona, que diz respeito às máscaras que o sujeito pode assumir nas suas relações com o mundo. A persona, que é a máscara assumida diante dos outros e de si mesmo, só cai quando há um olhar atento e cuidadoso sobre o próprio interior. Em outra obra, Jung (2012e) afirma que nossas atitudes podem esconder significados que nós mesmos desconhecemos e que nem sempre correspondem ao nosso interior. Quando o sujeito consegue se livrar dessas máscaras que ele assume na sociedade, ele entra em contato com um lado seu que até então lhe era desconhecido: a sua sombra. Esta pode

3 incluir aspectos negativos, como, por exemplo, aspectos infantis, pequenas fraquezas, complexos reprimidos, até terríveis forças do mal, como também pode incluir aspectos positivos, como, qualidades ou talentos que não puderam ser desenvolvidos. Jung (2012d) observa que o fato da pessoa desconhecer totalmente o lado inferior, negativo da sua personalidade, constitui uma dificuldade incontestável para a própria pessoa e seu desenvolvimento. O reconhecimento dos aspectos negativos da personalidade gera mudanças positivas na vida da pessoa. Sobre isto Jung (2012c) afirma: vive na casa do autoconhecimento, da concentração interior. Seja qual for a coisa que ande mal no mundo, este homem sabe que o mesmo acontece dentro dele, e se aprender a arranjar-se com a própria sombra, já terá feito alguma coisa pelo mundo. (JUNG, op. cit., p. 105). As pessoas, de modo geral, encontram-se repletas de ilusões projetadas, por isso é importante estar atento para não projetar a própria sombra nos outros. Nas palavras dele: estamos convencidos de que certas pessoas possuem todos os defeitos que não encontramos em nós mesmos, ou de que se entregam a todos os vícios que naturalmente nunca seriam os nossos. (JUNG, 2012c, p. 105). O praticante da espiritualidade inaciana acaba entrando naturalmente em contato com a sombra, pois o que se propõe é que a pessoa reze a própria vida a partir dos textos bíblicos. Isto leva o praticante a identificar tudo aquilo que é inferior e o impede de crescer no seu relacionamento com Deus, trazendo, consequentemente, luzes para sua vida. Jung não tratou do conceito de espiritualidade em suas obras, mas abordou o tema falando de espírito, religião, religiosidade e fenômeno religioso. Ele se interessou pela influência de símbolos religiosos na psique humana, pois viu que pacientes se encontravam desamparados espiritualmente e precisavam de ajuda. Diante disso, ele passou a estudar alguns dos símbolos religiosos produzidos pelo inconsciente, pois eles nos revelam muito da atitude moral e espiritual de uma religião. Quando Jung falava de Deus estava sempre se referindo à imagem que o ser humano tem dele, pois as pessoas sempre criam imagens e conceitos sobre o ser transcendente. Jung (2012a, 2012e) denominou self a instância psicológica que conduz a imagem de Deus em um indivíduo. O self seria um princípio unificador dentro da psique humana, o centro gerador da vida psíquica, que engloba tanto o consciente como o inconsciente. Assim como o ego é o centro da consciência, o self é o centro da totalidade psíquica do ser humano. Jung acreditava que, psicologicamente falando, a função que ele chamava de transcendente vinculava o homem a Deus. A função transcendente, que basicamente concilia opostos, possibilita a mudança de postura ou de um estado psicológico para outro. Esta ocupa um espaço vazio que existe entre a consciência e o inconsciente, representando um ponto de contato entre conteúdos racionais e irracionais, reais ou imaginários. Trata-se de uma manifestação da energia que se origina da tensão dos opostos e consiste em uma série de ocorrências de fantasias que surgem espontaneamente em sonhos e visões. (SAMUELS, 1988, p. 83). Jung demonstrou ter um bom conhecimento da metodologia de oração proposta por Inácio de Loyola, pois fez referência aos Exercícios Espirituais em diferentes obras,

4 como no seguinte exemplo: a contemplação cristã procura, por exemplo, nos Exercitia Spiritualia de Inácio de Loyola, captar com todos os sentidos do corpo a forma sagrada o mais concretamente possível. (JUNG, 2012d, p. 113). Além de demonstrar conhecer bem esta metodologia de oração, Jung demonstra acreditar nesta prática de oração. Em outra obra (2012b, p. 136) ele afirma: um colóquio verdadeiro só se torna possível quando o eu reconhece a existência de um interlocutor. Este reconhecimento não é comum entre as pessoas, pois nem todos se prestam aos Exercitia Spiritualia [...] Ao colóquio dos Exercitia segue-se talvez a graça silenciosa, na qual o cético moderno não acredita. Os EE incentivam o exercitante a voltar-se para dentro de si mesmo, numa atitude de silêncio e de verdadeira escuta ao que diz seu coração. Jung (2012d, p. 86), ao falar sobre o significado de estar voltado para si mesmo esclarece: é daí que resulta a unidade do ser [...] O estar voltado para dentro de si significa que o homem está orientado para dentro de si mesmo, para dentro do próprio coração, de modo que pode sentir e compreender a ação interior e as palavras íntimas de Deus. Hopcke (2012, p. 75) observa que para Jung, a pessoa torna-se capaz de viver plenamente sua individualidade singular e original, assim como sua conexão com uma experiência mais ampla da existência humana quando o eu e o si-mesmo começam a relacionar-se de forma estável. A partir do momento em que a conexão consciente e inconsciente é estabelecida, ocorre uma transformação interior que faz com que os pensamentos, atitudes e jeito de ser da pessoa passem a ser iluminados por todo o seu potencial criativo e simbólico. Por isso, foi visto em alguns estudos que a experiência religiosa pode possibilitar uma transformação interior que pode alterar significativamente a vida da pessoa. Segundo Jung (2012d), o método que ele denominou de imaginação ativa, possibilita que conteúdos do inconsciente sejam ressaltados, ganhem vida a partir do próprio interior, transformando-se em algo semelhante a uma realidade substitutiva. Isto porque este método faz com que a pessoa dirija toda a sua atenção nos conteúdos do inconsciente e quanto mais concentração houver, mais eles ficarão repletos de energia. Jung afirmou que Inácio de Loyola utilizou-se também da imaginação ativa em seus Exercícios. (JUNG, op. cit., p. 34). Isto acontece de modo especial nos retiros inacianos, pois a pessoa, ao se afastar da sua realidade cotidiana, fazer silêncio, ter o acompanhamento de um diretor espiritual, consegue se concentrar mais nos conteúdos propostos que estão ao redor dos conteúdos do inconsciente, dando a eles mais força e capacidade de se manifestar, levando, consequentemente, o exercitante a descobrir aspectos desconhecidos até o momento de sua personalidade. Sobre esta iluminação de conteúdos do inconsciente, Jung (2012d) mais adiante diz que o inconsciente passa a ter uma forma concreta através do mergulho na contemplação, que é uma das técnicas usadas nos retiros inacianos. O consciente, ao parar de dar atenção aos elementos que chegam por meio dos sentidos exteriores, começa a iluminar os conteúdos do

5 inconsciente. Quando se extinguem, por completo, o mundo dos sentidos e do pensamento, o elemento interior surge com toda a nitidez. (JUNG, op. cit., p.114). É o surgimento deste mundo interior, através da prática religiosa, que possibilita ao homem um novo estado de consciência cheio de conhecimento interno e de possibilidades de crescimento, ou seja, repleto de sombras e luzes. Referências bibliográficas: AMATUZZI, Mauro Martins (org.). Psicologia e Espiritualidade. São Paulo: Paulus, ANCONA-LOPEZ, Marília. Religião e Psicologia clínica: Quatro atitudes básicas. In MASSIMI, Marina e MAHFOUD, Miguel. Diante do Mistério: Psicologia e senso religioso. São Paulo: Loyola, DICIONÁRIO DE ESPIRITUALIDADE. São Paulo: Loyola e Paulinas, HOPCKE, Robert H. Guia para a Obra Completa de C. G. Jung. Petrópolis: Vozes, JUNG, Carl Gustav. Aion Estudo sobre o simbolismo do si-mesmo. (Obras Completas Vol. 9/2) Petrópolis, RJ: Vozes, 2012a.. Os arquétipos e o inconsciente coletivo. (Obras Completas Vol. 9/1) Petrópolis, RJ: Vozes, 2012b.. Psicologia e Religião. (Obras Completas Vol. 11/1) Petrópolis, RJ: Vozes, 2012c.. Psicologia e Religião Oriental (Obras Completas Vol. 11/5) Petrópolis, RJ: Vozes, 2012d.. Tipos Psicológicos. (Obras Completas Vol. 6) Petrópolis, RJ: Vozes, 2012e.

1ª. Apostila de Filosofia O que é Filosofia? Para que a Filosofia? A atitude filosófica. Apresentação

1ª. Apostila de Filosofia O que é Filosofia? Para que a Filosofia? A atitude filosófica. Apresentação 1 1ª. Apostila de Filosofia O que é Filosofia? Para que a Filosofia? A atitude filosófica. Apresentação O objetivo principal de Introdução Filosofia é despertar no aluno a percepção que a análise, reflexão

Leia mais

A PSICOLOGIA CORPORAL NA SALA DE AULA

A PSICOLOGIA CORPORAL NA SALA DE AULA 1 A PSICOLOGIA CORPORAL NA SALA DE AULA Glória Maria Alves Ferreira Cristofolini RESUMO Sala de aula, lugar de construção do saber, de alegrias e sensibilidades. É assim que penso o verdadeiro sentido

Leia mais

DILMA MARIA DE ANDRADE. Título: A Família, seus valores e Counseling

DILMA MARIA DE ANDRADE. Título: A Família, seus valores e Counseling DILMA MARIA DE ANDRADE Título: A Família, seus valores e Counseling Projeto de pesquisa apresentado como Requisito Para obtenção de nota parcial no módulo de Metodologia científica do Curso Cousenling.

Leia mais

Título do trabalho. O Efeito da Música Sagrada no Processo de Individuação. Andreia Valente Tarsitano Eugenia Cordeiro Curvêlo.

Título do trabalho. O Efeito da Música Sagrada no Processo de Individuação. Andreia Valente Tarsitano Eugenia Cordeiro Curvêlo. Título do trabalho O Efeito da Música Sagrada no Processo de Individuação Andreia Valente Tarsitano Eugenia Cordeiro Curvêlo Resumo O presente trabalho vem investigar literatura especializada sobre individuação

Leia mais

RESENHA. 1. Indentidade da Obra JUNG,C. G. Psicologia e religião oriental. 5. ed. Petrópolis: Vozes, 1991.

RESENHA. 1. Indentidade da Obra JUNG,C. G. Psicologia e religião oriental. 5. ed. Petrópolis: Vozes, 1991. RESENHA AGOSTINHO, Márcio Roberto Mestre em Ciências da Religião MACKENZIE SÃO PAULO/SP BRASIL Coordenador do Curso de Psicologia - FASU/ACEG GARÇA/SP BRASIL e-mail: casteloagostinho@yahoo.com.br 1. Indentidade

Leia mais

CELD - 8 o EEJA. Seção V O Mapa da Alma Segundo Joanna de Ângelis. O cérebro triúno. A Lei de Amor e a Consciência da Imortalidade

CELD - 8 o EEJA. Seção V O Mapa da Alma Segundo Joanna de Ângelis. O cérebro triúno. A Lei de Amor e a Consciência da Imortalidade CELD - 8 o EEJA A Lei de Amor e a Consciência da Imortalidade Seção V O Mapa da Alma Segundo Joanna de Ângelis O cérebro triúno O conceito do cérebro triúno foi proposto pelo médico e cientista Paul MacLean.

Leia mais

FALANDO DE CORAÇÃO PARA CORAÇÃO

FALANDO DE CORAÇÃO PARA CORAÇÃO FALANDO DE CORAÇÃO PARA CORAÇÃO A criança portadora de doença cardíaca congênita e o adoecer as emoções e dos sentimentos de sua família. Edna G. Levy O coração está associado à vida e à morte. É o primeiro

Leia mais

EJA 5ª FASE PROF. LUIS CLAÚDIO

EJA 5ª FASE PROF. LUIS CLAÚDIO EJA 5ª FASE PROF. LUIS CLAÚDIO CONTEÚDOS E HABILIDADES A INTERATIVIDADE Unidade I O ser humano e o fenômeno religioso. 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES A INTERATIVIDADE Aula 3.2 Conteúdos Dimensões do ser humano

Leia mais

E.I.E. Caminhos da Tradição - Todos os direitos reservados.

E.I.E. Caminhos da Tradição - Todos os direitos reservados. Análise da Mandala Pessoal Pessoa Exemplo 19/06/2006 Cara XXX, A sua Mandala é uma Mandala Mista, isto quer dizer que ela contém vários itens que são característicos de diversas Mandalas chamadas por nós

Leia mais

BAPAK FALA AOS CANDIDATOS

BAPAK FALA AOS CANDIDATOS BAPAK FALA AOS CANDIDATOS PRÓLOGO Subud é um contacto com o poder de Deus Todo Poderoso. Para as pessoas que consideram difícil aceitar tal afirmação, Subud pode ser descrito como a realidade mais além

Leia mais

MEDITANDO À LUZ DO PATHWORK. Clarice Nunes

MEDITANDO À LUZ DO PATHWORK. Clarice Nunes PROGRAMA PATHWORK DE TRANSFORMAÇÃO PESSOAL PATHWORK - RIO DE JANEIRO/ESPÍRITO SANTO HELPERSHIP FORMAÇÃO HELPER Coordenadora do PPTP HELPERSHIP MARIA DA GLÓRIA RODRIGUES COSTA MEDITANDO À LUZ DO PATHWORK

Leia mais

Nascido em 11 de maio de 1895 em Madnapele, ao sul da Índia, Jiddu Krishnamurti foi um filósofo e místico indiano.

Nascido em 11 de maio de 1895 em Madnapele, ao sul da Índia, Jiddu Krishnamurti foi um filósofo e místico indiano. Nascido em 11 de maio de 1895 em Madnapele, ao sul da Índia, Jiddu Krishnamurti foi um filósofo e místico indiano. Acompanhou seu pai Jiddu Naraniah a Adyar em 23 de janeiro de 1909, pois este conquistara

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO DE PASTORES E LÍDERES (CFPL) ACONSELHAMENTO PASTORAL

CURSO DE FORMAÇÃO DE PASTORES E LÍDERES (CFPL) ACONSELHAMENTO PASTORAL CURSO DE FORMAÇÃO DE PASTORES E LÍDERES (CFPL) ACONSELHAMENTO PASTORAL Vocês sabem ouvir e realizar um Aconselhamento Pastoral (AP) eficaz e eficiente? Sabem as técnicas que podem ser utilizadas no Gabinete

Leia mais

VIDA ETERNA NO REIKI WILTON RIBEIRO DA SILVA. Rio de Janeiro

VIDA ETERNA NO REIKI WILTON RIBEIRO DA SILVA. Rio de Janeiro VIDA ETERNA NO REIKI WILTON RIBEIRO DA SILVA Rio de Janeiro 2 0 1 0 S U M Á R I O 1. INTRODUÇÃO 03 2. VIVER ETERNAMENTE 04 3. MÉTODO REIKI DE ENERGIA CÓSMICA 15 4. VIDA APÓS A MORTE 30 5. VIDA CRISTÃ 35

Leia mais

3º ano Filosofia Teorias do conhecimento Prof. Gilmar Dantas. Aula 4 Platão e o mundo das ideias ou A teoria do conhecimento em Platão

3º ano Filosofia Teorias do conhecimento Prof. Gilmar Dantas. Aula 4 Platão e o mundo das ideias ou A teoria do conhecimento em Platão 3º ano Filosofia Teorias do conhecimento Prof. Gilmar Dantas Aula 4 Platão e o mundo das ideias ou A teoria do conhecimento em Platão ACADEMIA DE PLATÃO. Rafael, 1510 afresco, Vaticano. I-Revisão brevíssima

Leia mais

I - A evolução da Psicanálise

I - A evolução da Psicanálise Necessidades e cuidados no setting. Rosa M. C. Reis. Membro Efetivo da SPRJ - Sociedade Psicanalítica do Rio de Janeiro FEBRAPSI Federação Brasileira de Psicanálise IPA - International Association Psychoanalytical

Leia mais

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br

Palestra Virtual. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Mediunidade (Consciência, Desenvolvimento e Educação) Palestrante: Vania de Sá Earp Rio de Janeiro 16/06/2000 Organizadores da palestra:

Leia mais

PARTE V ADMINISTRAÇÃO DE CONFLITOS

PARTE V ADMINISTRAÇÃO DE CONFLITOS PARTE V ADMINISTRAÇÃO DE CONFLITOS Ganhar, nem sempre. Amadurecer, sempre. Prof. Glauber Santos glauber@justocantins.com.br www.justocantins.com.br Introdução É impossível imaginar uma empresa onde não

Leia mais

A RELIGIOSIDADE NA TERCEIRA IDADE

A RELIGIOSIDADE NA TERCEIRA IDADE ESTRUTURA DE UM PAPER (ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PAPER) Tema do Paper :Como a Bíblia chegou até nós. Data da entrega 08/04/2010 ELEMENTOS PRÉ-TEXTUAIS CABEÇALHO: -título do artigo deve ser: centralizado,

Leia mais

PLANO DE CURSO ANUAL DE ENSINO RELIGIOSO 2013

PLANO DE CURSO ANUAL DE ENSINO RELIGIOSO 2013 PLANO DE CURSO ANUAL DE ENSINO RELIGIOSO 2013 ESCOLA: 1ºANO OBJETIVO GERAL OBJETIVO ESPECIFICOS CONTEÚDOS AVALIAÇÃO BIBLIOGRAFIA Construir com o educando sobre a importância da sua existência e os cuidados

Leia mais

Quando vemos o mundo de forma diferente, nosso mundo fica diferente.

Quando vemos o mundo de forma diferente, nosso mundo fica diferente. BOLETIM TÉCNICO JULHO 2015 Quando vemos o mundo de forma diferente, nosso mundo fica diferente. Segundo a Psicologia atual ajudada pela compreensão do mundo real que nos trouxe a Física moderna, nós, seres

Leia mais

MISSÕES - A ESTRATÉGIA DE CRISTO PARA A SUA IGREJA

MISSÕES - A ESTRATÉGIA DE CRISTO PARA A SUA IGREJA MISSÕES - A ESTRATÉGIA DE CRISTO PARA A SUA IGREJA 1 40 dias vivendo para Jesus 12/05/2013 At 1 4 Um dia, quando estava com os apóstolos, Jesus deu esta ordem: Fiquem em Jerusalém e esperem até que o Pai

Leia mais

Palestra Virtual. Tema: Reuniões Mediúnicas. Palestrante: Carlos Feitosa. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.

Palestra Virtual. Tema: Reuniões Mediúnicas. Palestrante: Carlos Feitosa. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org. Palestra Virtual Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Reuniões Mediúnicas Palestrante: Carlos Feitosa Rio de Janeiro 04/10/2002 Organizadores da Palestra: Moderador: "_Alves_"

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO LÚDICO PARA FACILITAR A APRENDIZAGEM DOS ALUNOS

UTILIZAÇÃO DO LÚDICO PARA FACILITAR A APRENDIZAGEM DOS ALUNOS UTILIZAÇÃO DO LÚDICO PARA FACILITAR A APRENDIZAGEM DOS ALUNOS Carmelinda Ignez Cocco Mariani 1 Pós-Graduação em Psicopedagogia Institucional, Associação Educacional Frei Nivaldo Liebel, Xaxim, RS. Viviana

Leia mais

Meditações para os 30 dias de Elul

Meditações para os 30 dias de Elul 1 Meditações para os 30 dias de Elul O Zohar explica que quanto mais preparamos a alma durante o mês que precede Rosh Hashaná, melhor será o nosso ano. De acordo com a Kabbalah, o Recipiente para receber

Leia mais

A Liderança do Espírito

A Liderança do Espírito A Liderança do Espírito Autor : Andrew Murray Para muitos Cristãos a liderança do Espírito é considerada como uma sugestão de pensamentos para nossa orientação. Eles almejam e pedem por ela em vão. Quando

Leia mais

O DIÁLOGO COM AS CRIANÇAS PEQUENAS - REFLEXÕES SOBRE O COTIDIANO INFANTIL

O DIÁLOGO COM AS CRIANÇAS PEQUENAS - REFLEXÕES SOBRE O COTIDIANO INFANTIL O DIÁLOGO COM AS CRIANÇAS PEQUENAS - REFLEXÕES SOBRE O COTIDIANO INFANTIL Viviane Cardoso¹ Resumo: O objetivo desse artigo é refletir como os ideais da pedagogia freireana tem contribuído para as práticas

Leia mais

Yoga da Voz. Maude Salazar. Maudie Chiarini

Yoga da Voz. Maude Salazar. Maudie Chiarini Maude Salazar Maudie Chiarini 3 ÍNDICE APRESENTAÇÃO... 11 INTRODUÇÃO... 13 CAPÍTULO I O QUE É YOGA DA VOZ... 19 CAPÍTULO II OS SONS QUE CURAM... 23 CAPÍTULO III OS CHAKRAS... 31 ENTOAÇÃO PARA ATIVAR OS

Leia mais

Entre 18 e 20 de fevereiro será celebrado em Sassone (Itália) a XXIV Assembleia Nacional da Federação Italiana de Exercícios Espirituais (FIES).

Entre 18 e 20 de fevereiro será celebrado em Sassone (Itália) a XXIV Assembleia Nacional da Federação Italiana de Exercícios Espirituais (FIES). Entre 18 e 20 de fevereiro será celebrado em Sassone (Itália) a XXIV Assembleia Nacional da Federação Italiana de Exercícios Espirituais (FIES). O objetivo é a relação entre os Exercícios Espirituais e

Leia mais

Desafio para a família

Desafio para a família Desafio para a família Família é ideia de Deus, geradora de personalidade, melhor lugar para a formação do caráter, da ética, da moral e da espiritualidade. O sonho de Deus para a família é que seja um

Leia mais

Oração. u m a c o n v e r s a d a a l m a

Oração. u m a c o n v e r s a d a a l m a Oração u m a c o n v e r s a d a a l m a 11 12 O Evangelho relata que por diversas vezes, quando ninguém mais estava precisando de alguma ajuda ou conselho, Jesus se ausentava para ficar sozinho. Natural

Leia mais

DIÁRIO DE BORDO E PROCESSOFÓLIO. INSTRUMENTOS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES

DIÁRIO DE BORDO E PROCESSOFÓLIO. INSTRUMENTOS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DIÁRIO DE BORDO E PROCESSOFÓLIO. INSTRUMENTOS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES Mercedes Bêtta Quintano de Carvalho Pereira dos Santos ( Centro Universitário São Camilo) GT 02 Formação de Professores As alunas

Leia mais

O PAPEL DA CONTAÇÃO DE HISTÓRIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

O PAPEL DA CONTAÇÃO DE HISTÓRIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL 0 O PAPEL DA CONTAÇÃO DE HISTÓRIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL 1 O PAPEL DA CONTAÇÃO DE HISTÓRIA NA EDUCAÇÃO INFANTIL Renato da Guia Oliveira 2 FICHA CATALOGRÁFICA OLIVEIRA. Renato da Guia. O Papel da Contação

Leia mais

Estudo Numerológico Escolha de nome de bebê

Estudo Numerológico Escolha de nome de bebê Estudo Numerológico Escolha de nome de bebê Os metafísicos afirmam que a alma escolhe a família antes do nascimento e, intui os pais na escolha do nome que possa refletir suas capacidades. O momento em

Leia mais

O Caminho d Os 12 Passos em Companhia de Hércules é o titulo da palestra que nosso pai fez para apresentar, hoje neste 10 Encontro com os Veteranos.

O Caminho d Os 12 Passos em Companhia de Hércules é o titulo da palestra que nosso pai fez para apresentar, hoje neste 10 Encontro com os Veteranos. O Caminho d Os 12 Passos em Companhia de Hércules é o titulo da palestra que nosso pai fez para apresentar, hoje neste 10 Encontro com os Veteranos. É uma honra ter a oportunidade de acompanhá-lo no desenvolvimento

Leia mais

Logoterapia & Espiritualidade

Logoterapia & Espiritualidade Logoterapia & Espiritualidade Liberdade da Vontade Ser Consciente Liberdade da Vontade Ser Responsável Liberdade da Vontade Perante o que? Liberdade da Vontade Perante quem? Liberdade da Vontade Vontade

Leia mais

Renovação Carismática Católica do Brasil Ministério Universidades Renovadas

Renovação Carismática Católica do Brasil Ministério Universidades Renovadas Seta => Abraçar a Cruz I - Um novo estilo de realização - A Cruz Leandro Rua Médico UFES Conselheiro do MUR Desde a nossa infância somos estimulados a construir um caminho de realização pessoal que tem

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Equipe Anep

APRESENTAÇÃO. Equipe Anep APRESENTAÇÃO A Edição do Currículo de Ensino religioso e Ética para a Educação Básica (Educação infantil, Ensino fundamental e Ensino médio) é o resultado de um laborioso esforço de um grupo de educadores

Leia mais

Notas sobre a Fonte e a Inspiração do Padre João Pedro Médaille para a Espiritualidade da Congregação das Irmãs de São José

Notas sobre a Fonte e a Inspiração do Padre João Pedro Médaille para a Espiritualidade da Congregação das Irmãs de São José Notas sobre a Fonte e a Inspiração do Padre João Pedro Médaille para a Espiritualidade da Congregação das Irmãs de São José Irmãs Mary Jane Garry e Jean Sauntry FONTE ORIGINAL DA ESPIRITUALIDADE DA CONGREGAÇÃO

Leia mais

Entrevista: Carlos Bernardi, Psicólogo clínico jungiano, fundador do grupo Rubedo [www.rubedo.psc.br]

Entrevista: Carlos Bernardi, Psicólogo clínico jungiano, fundador do grupo Rubedo [www.rubedo.psc.br] FONTE: CRP-RJ DEZEMBRO DE 2006 Entrevista: Carlos Bernardi, Psicólogo clínico jungiano, fundador do grupo Rubedo [www.rubedo.psc.br] Como funciona a terapia junguiana? A Análise junguiana está dentro da

Leia mais

Teóricos da abordagem fenomenológica. Prof. Roberto Peres Veras

Teóricos da abordagem fenomenológica. Prof. Roberto Peres Veras Teóricos da abordagem fenomenológica Prof. Roberto Peres Veras Psicologia Fenomenológica Técnica Método Teoria Concepção de homem Concepção de mundo Filosofia Fenomenologia - Escola Filosófica Edmund Husserl

Leia mais

13 SE VOCÊ CRÊ. Venho para tentar despertar em você a compreensão de que todos os seus problemas, angústias e limitações já estão dentro de você.

13 SE VOCÊ CRÊ. Venho para tentar despertar em você a compreensão de que todos os seus problemas, angústias e limitações já estão dentro de você. 13 SE VOCÊ CRÊ Venho para tentar despertar em você a compreensão de que todos os seus problemas, angústias e limitações já estão dentro de você. Isto é assim porque os seus pensamentos surgem de suas características

Leia mais

Pedagogia, Departamento de Educação, Faculdade de Ciências e Tecnologia- UNESP. E-mail: rafaela_reginato@hotmail.com

Pedagogia, Departamento de Educação, Faculdade de Ciências e Tecnologia- UNESP. E-mail: rafaela_reginato@hotmail.com 803 AS CONTRIBUIÇÕES DO LÚDICO PARA O DESENVOLVIMENTO EMOCIONAL INFANTIL NO CONTEXTO ESCOLAR Rafaela Reginato Hosokawa, Andréia Cristiane Silva Wiezzel Pedagogia, Departamento de Educação, Faculdade de

Leia mais

MANUAL DE OCULTISMO PRÁTICO GOÉTIA E THEURGIA

MANUAL DE OCULTISMO PRÁTICO GOÉTIA E THEURGIA 1 PRÁTICAS OCULTAS MANUAL DE OCULTISMO PRÁTICO GOÉTIA E THEURGIA TETRAGRAMA 2 PRÁTICAS OCULTAS Manual de Ocultismo Prático Goétia e Theurgia TETRAGRAMA 3 Composição e organização W. Barra Comentários TETRAGRAMA

Leia mais

www.entrenacoes.com.br UMA IGREJA FORTE, SE FAZ COM MINISTÉRIOS FORTES

www.entrenacoes.com.br UMA IGREJA FORTE, SE FAZ COM MINISTÉRIOS FORTES www.entrenacoes.com.br UMA IGREJA FORTE, SE FAZ COM MINISTÉRIOS FORTES A RESPONSABILIDADE É PESSOAL A CEEN é uma igreja que tem a responsabilidade de informar e ensinar os valores e princípios de Deus,

Leia mais

ESTUDO 1 - ESTE É JESUS

ESTUDO 1 - ESTE É JESUS 11. Já vimos que Jesus Cristo desceu do céu, habitou entre nós, sofreu, morreu, ressuscitou e foi para a presença de Deus. Leia João 17:13 e responda: Onde está Jesus Cristo agora? Lembremo-nos que: Jesus

Leia mais

O ATO DE ESTUDAR 1. (Apresentação a partir do texto de Paulo Freire.)

O ATO DE ESTUDAR 1. (Apresentação a partir do texto de Paulo Freire.) O ATO DE ESTUDAR 1 (Apresentação a partir do texto de Paulo Freire.) Paulo Freire, educador da atualidade, aponta a necessidade de se fazer uma prévia reflexão sobre o sentido do estudo. Segundo suas palavras:

Leia mais

O IMAGINÁRIO DA CRIANÇA DENTRO DE NÓS. Através da literatura e da arteterapia

O IMAGINÁRIO DA CRIANÇA DENTRO DE NÓS. Através da literatura e da arteterapia O IMAGINÁRIO DA CRIANÇA DENTRO DE NÓS Através da literatura e da arteterapia Coleção PSICOLOGIA E EDUCAÇÃO Crescer como pessoa, Serafín R. González O imaginário da criança dentro de nós: através da literatura

Leia mais

Mas a Bíblia não foi escrita por homens inspirados por Deus para servir apenas como Manual de bemviver na sociedade.

Mas a Bíblia não foi escrita por homens inspirados por Deus para servir apenas como Manual de bemviver na sociedade. Os benefícios de se praticar a Palavra de Deus Tiago 1.22-2525 Pr. Fernando Fernandes PIB em Penápolis, 13/12/2009 A Bíblia auxilia a qualquer pessoa que queira viver bem, evangélica ou não, desde que

Leia mais

Para o XVIII Encontro Latino-americano Winnicott contemporâneo. Desde Winnicott reflexões sobre a dimensão corporal da transferência

Para o XVIII Encontro Latino-americano Winnicott contemporâneo. Desde Winnicott reflexões sobre a dimensão corporal da transferência Para o XVIII Encontro Latino-americano Winnicott contemporâneo Tema Livre: Desde Winnicott reflexões sobre a dimensão corporal da transferência Autora: Ivanise Fontes Cada vez são mais evidentes os aspectos

Leia mais

Entrelaçamentos entre Arte e Interpretação na Clínica Extensa Leila Souza Alves de Araújo

Entrelaçamentos entre Arte e Interpretação na Clínica Extensa Leila Souza Alves de Araújo Entrelaçamentos entre Arte e Interpretação na Clínica Extensa Leila Souza Alves de Araújo Entrelaçamentos entre Arte e Interpretação é o que se busca promover a partir da realização do Projeto Transformador:

Leia mais

SEXO. espiritualidade, instinto e cultura

SEXO. espiritualidade, instinto e cultura SEXO espiritualidade, instinto e cultura AGEU HERINGER LISBOA SEXO espiritualidade, instinto e cultura Copyright 2001 by Ageu Heringer Lisboa Projeto Gráfico: Editora Ultimato 2ª edição Maio de 2006 Revisão:

Leia mais

Anotacões. 1 - ANOTAÇÕES PARA FACILITAR A COMPREENSÃO(a) DOS EXERCÍCIOS ESPIRITUAIS QUE SE SEGUEM, E PARA AJUDAR TANTO QUEM OS DÁ COMO QUEM OS RECEBE

Anotacões. 1 - ANOTAÇÕES PARA FACILITAR A COMPREENSÃO(a) DOS EXERCÍCIOS ESPIRITUAIS QUE SE SEGUEM, E PARA AJUDAR TANTO QUEM OS DÁ COMO QUEM OS RECEBE 1 - ANOTAÇÕES PARA FACILITAR A COMPREENSÃO(a) DOS EXERCÍCIOS ESPIRITUAIS QUE SE SEGUEM, E PARA AJUDAR TANTO QUEM OS DÁ COMO QUEM OS RECEBE 1ª Anotação.(001) Por esta expressão, Exercícios Espirituais,

Leia mais

Quem Desiste num momento de crise é porque realmente é um fraco!

Quem Desiste num momento de crise é porque realmente é um fraco! Paixão do Povo de Cristo x Paixão de Cristo Texto Base: provérbios 24.10 na Linguagem de Hoje: Quem é fraco numa crise, é realmente fraco. Na Bíblia A Mensagem : Quem Desiste num momento de crise é porque

Leia mais

A DINÂMICA DO GRUPO E SUAS LEIS 1 Heloisa Junqueira Fleury

A DINÂMICA DO GRUPO E SUAS LEIS 1 Heloisa Junqueira Fleury A DINÂMICA DO GRUPO E SUAS LEIS 1 Heloisa Junqueira Fleury O Psicodrama está intimamente ligado ao trabalho com grupos. MORENO, (1993, 1994) a partir de estudos sociométricos, apresentou princípios que

Leia mais

Crescer por dentro. compreender e caminhar rumo ao SER

Crescer por dentro. compreender e caminhar rumo ao SER Crescer por dentro compreender e caminhar rumo ao SER 2 Crescer por dentro compreender e caminhar rumo ao SER Gita Lazarte Primeira Edição São Paulo 2011 3 4 Agradecimentos: A meus filhos Leonardo, Arturo

Leia mais

Falando sobre mediunidade

Falando sobre mediunidade Falando sobre mediunidade Para início de conversa, é preciso fazer uma distinção entre mediunidade e espiritismo, já que não foi este quem a inventou. Desta forma, temos médiuns e fenômenos mediúnicos

Leia mais

O ANÚNCIO DO EVANGELHO GUIÃO DE LEITURA #3 DO SÍNODO DIOCESANO 2016. Abril a Junho de 2015 - Síntese da reflexão efetuada

O ANÚNCIO DO EVANGELHO GUIÃO DE LEITURA #3 DO SÍNODO DIOCESANO 2016. Abril a Junho de 2015 - Síntese da reflexão efetuada O ANÚNCIO DO EVANGELHO GUIÃO DE LEITURA #3 DO SÍNODO DIOCESANO 2016 Abril a Junho de 2015 - Síntese da reflexão efetuada 1 INTRODUÇÃO Continuando a responder ao convite / desafio efetuado pelo Papa Francisco

Leia mais

O COORDENADOR PEDAGÓGICO E A INCLUSÃO DOS ALUNOS COM SURDEZ

O COORDENADOR PEDAGÓGICO E A INCLUSÃO DOS ALUNOS COM SURDEZ O COORDENADOR PEDAGÓGICO E A INCLUSÃO DOS ALUNOS COM SURDEZ Introdução Maria Amélia da Silva Viana Márcia Rafaella Graciliano dos Santos Viana UNASUR aneliavianna@hotmail.com A educação de qualidade é

Leia mais

Teologia e Prática da Espiritualidade. Unidade 01: Espiritualidade e espiritualidades. Introdução

Teologia e Prática da Espiritualidade. Unidade 01: Espiritualidade e espiritualidades. Introdução Teologia e Prática da Espiritualidade Unidade 01: Espiritualidade e espiritualidades Introdução Esta primeira unidade se trata de uma tentativa de encontrar definições possíveis para a espiritualidade,

Leia mais

Preces POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS?

Preces POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS? Preces POR QUE NOSSAS PRECES NÃO SÃO ATENDIDAS? A grande maioria das pessoas só recorrem à oração quando estão com problemas de ordem material ou por motivo de doença. E sempre aguardando passivamente

Leia mais

Você quer ser um Discípulo de Jesus?

Você quer ser um Discípulo de Jesus? Você quer ser um Discípulo de Jesus? A História do povo de Israel é a mesma história da humanidade hoje Ezequel 37:1-4 Eu senti a presença poderosa do Senhor, e o seu Espírito me levou e me pôs no meio

Leia mais

Psicanálise: técnica para discernir e descobrir os processos psíquicos.

Psicanálise: técnica para discernir e descobrir os processos psíquicos. O conhecimento da psicanálise para o administrador, pode estar facilitando a compreensão das reações e comportamentos das pessoas com quem ele vai estar lidando no seu dia-dia. Temas discutidos nesta aula:

Leia mais

Capítulo II O QUE REALMENTE QUEREMOS

Capítulo II O QUE REALMENTE QUEREMOS Capítulo II O QUE REALMENTE QUEREMOS Neste inicio de curso de Formação em Coaching e Mentoring do Sistema ISOR, eu quero fazer a seguinte pergunta: o que vocês mais querem da vida hoje? Alguém pode começar?

Leia mais

ESTRATÉGIAS DE DOCUMENTAÇÃO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL: UM ESTUDO DE CASO

ESTRATÉGIAS DE DOCUMENTAÇÃO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL: UM ESTUDO DE CASO ESTRATÉGIAS DE DOCUMENTAÇÃO DA PRÁTICA PEDAGÓGICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL: UM ESTUDO DE CASO Eixo Temático 2 - Pesquisa e Práticas Educacionais Autora: Beatriz de Oliveira Abuchaim Orientadora: Maria Malta

Leia mais

TÍTULO: EXPERIÊNCIA RELIGIOSA E DESENVOLVIMENTO PSICOLÓGICO NA ADOLESCÊNCIA: UMA COMPREENSÃO FENOMENOLÓGICA

TÍTULO: EXPERIÊNCIA RELIGIOSA E DESENVOLVIMENTO PSICOLÓGICO NA ADOLESCÊNCIA: UMA COMPREENSÃO FENOMENOLÓGICA TÍTULO: EXPERIÊNCIA RELIGIOSA E DESENVOLVIMENTO PSICOLÓGICO NA ADOLESCÊNCIA: UMA COMPREENSÃO FENOMENOLÓGICA CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: PSICOLOGIA INSTITUIÇÃO: FACULDADE

Leia mais

CONSTRUÇÃO DO EU LÍRICO E O RETRATO NA POETICA CECÍLIA MEIRELES

CONSTRUÇÃO DO EU LÍRICO E O RETRATO NA POETICA CECÍLIA MEIRELES CONSTRUÇÃO DO EU LÍRICO E O RETRATO NA POETICA CECÍLIA MEIRELES Silvia Eula Muñoz¹ RESUMO Neste artigo pretendo compartilhar os diversos estudos e pesquisas que realizei com orientação do Prof. Me. Erion

Leia mais

Você foi criado para tornar-se semelhante a Cristo

Você foi criado para tornar-se semelhante a Cristo 4ª Semana Você foi criado para tornar-se semelhante a Cristo I- CONECTAR: Inicie o encontro com dinâmicas que possam ajudar as pessoas a se conhecer e se descontrair para o tempo que terão juntas. Quando

Leia mais

Cabalaterapia Aplicada a Produtores Rurais ELIAS SILVA*

Cabalaterapia Aplicada a Produtores Rurais ELIAS SILVA* UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA UFV CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS CCA DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA FLORESTAL - DEF Cabalaterapia Aplicada a Produtores Rurais ELIAS SILVA* * Engenheiro Florestal, Mestre e Doutor

Leia mais

O valor do silêncio na vida do cristão

O valor do silêncio na vida do cristão O valor do silêncio na vida do cristão Salve Maria! Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Em nosso blog, temos muitas palavras de profecia sobre o silêncio. E, por Providência Divina, encontramos um

Leia mais

Caracterização Cronológica

Caracterização Cronológica Caracterização Cronológica Filosofia Medieval Século V ao XV Ano 0 (zero) Nascimento do Cristo Plotino (204-270) Neoplatônicos Patrística: Os grandes padres da igreja Santo Agostinho ( 354-430) Escolástica:

Leia mais

Winnicott e a Teoria do Desenvolvimento Emocional

Winnicott e a Teoria do Desenvolvimento Emocional 24 Capítulo III Winnicott e a Teoria do Desenvolvimento Emocional Sabemos que o mundo estava lá antes do bebê, mas o bebê não sabe disso, e no início tem a ilusão de que o que ele encontra foi por ele

Leia mais

ANTROPOLOGIA FILOSÓFICA DE EDITH STEIN. Prof. Helder Salvador

ANTROPOLOGIA FILOSÓFICA DE EDITH STEIN. Prof. Helder Salvador ANTROPOLOGIA FILOSÓFICA DE EDITH STEIN Prof. Helder Salvador 3 - A ANTROPOLOGIA COMO FUNDAMENTO DA PEDAGOGIA. Para Edith Stein existe uma profunda relação entre os termos metafísica, antropologia e pedagogia

Leia mais

Aplicação Terapêutica das Imagens de Arte e Metáforas

Aplicação Terapêutica das Imagens de Arte e Metáforas Alexa B. Leirner A arte é uma mentira que nos ajuda a perceber a verdade. (Pablo Picasso) 1 Objetivos Conhecer os principais fundamentos que demonstram os benefícios da utilização de imagens de arte e

Leia mais

O P O N T O D O M E I O

O P O N T O D O M E I O PLENILÚNIO DE LIBRA (Lua Cheia 18/10/2013 às 20h38, hora local de Argentina e Brasil) O P O N T O D O M E I O A matéria é o veículo para a manifestação da alma neste plano de existência, e a alma é o veículo

Leia mais

4º Congresso de Mulheres 2014 - MEUC.

4º Congresso de Mulheres 2014 - MEUC. 4º Congresso de Mulheres 2014 - MEUC. Introdução ao tema geral: Silêncio. Mirian Christen Silêncio! No mundo agitado, complexo, barulhento, em que vivemos, parece que não há lugar para o silêncio. No nosso

Leia mais

Manifeste Seus Sonhos

Manifeste Seus Sonhos Manifeste Seus Sonhos Índice Introdução... 2 Isso Funciona?... 3 A Força do Pensamento Positivo... 4 A Lei da Atração... 7 Elimine a Negatividade... 11 Afirmações... 13 Manifeste Seus Sonhos Pág. 1 Introdução

Leia mais

UMA EXPERIÊNCIA PSICOPEDAGÓGICA NA FACULDADE DE ENGENHARIA DA PUCRS

UMA EXPERIÊNCIA PSICOPEDAGÓGICA NA FACULDADE DE ENGENHARIA DA PUCRS UMA EXPERIÊNCIA PSICOPEDAGÓGICA NA FACULDADE DE ENGENHARIA DA PUCRS Jorge Ferreira da Silva Filho Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul Viegas Ribas Pesquisador e Consultor Psicopedagógico

Leia mais

Elementos da Vida da Pequena Comunidade

Elementos da Vida da Pequena Comunidade Raquel Oliveira Matos - Brasil A Igreja, em sua natureza mais profunda, é comunhão. Nosso Deus, que é Comunidade de amor, nos pede entrarmos nessa sintonia com Ele e com os irmãos. É essa a identidade

Leia mais

Descubra os Anjos em Família

Descubra os Anjos em Família María Elvira Pombo Marchand Descubra os Anjos em Família Manual para que pais e filhos vivam juntos a espiritualidade Tradução Maria Mateus Para o meu marido, Daniel, por ser o meu companheiro de vida

Leia mais

TÍTULO: HOMEM E SANTO: REFLEXÕES SOBRE O PROCESSO DE INDIVIDUAÇÃO EM SÃO FRANCISCO DE ASSIS1

TÍTULO: HOMEM E SANTO: REFLEXÕES SOBRE O PROCESSO DE INDIVIDUAÇÃO EM SÃO FRANCISCO DE ASSIS1 Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: HOMEM E SANTO: REFLEXÕES SOBRE O PROCESSO DE INDIVIDUAÇÃO EM SÃO FRANCISCO DE ASSIS1 CATEGORIA:

Leia mais

1º CONGRESSO DA EDUCAÇÃO DA VIDA RELATO CIENTÍFICO DE EXPERIÊNCIA. Local: Fórum da Comarca de Botucatu SP.

1º CONGRESSO DA EDUCAÇÃO DA VIDA RELATO CIENTÍFICO DE EXPERIÊNCIA. Local: Fórum da Comarca de Botucatu SP. 1º CONGRESSO DA EDUCAÇÃO DA VIDA RELATO CIENTÍFICO DE EXPERIÊNCIA Local: Fórum da Comarca de Botucatu SP. Um outro olhar de mãe: O poder da influência materna no comportamento dos filhos em conflito com

Leia mais

8 Andréa M.C. Guerra

8 Andréa M.C. Guerra Introdução A loucura sempre suscitou curiosidade, temor, atração. Desde a época em que os loucos eram confinados em embarcações errantes, conforme retratado na famosa tela Nau dos loucos, de Hieronymus

Leia mais

Os encontros de Jesus. sede de Deus

Os encontros de Jesus. sede de Deus Os encontros de Jesus 1 Jo 4 sede de Deus 5 Ele chegou a uma cidade da Samaria, chamada Sicar, que ficava perto das terras que Jacó tinha dado ao seu filho José. 6 Ali ficava o poço de Jacó. Era mais ou

Leia mais

O PADRE E A SAÚDE EMOCIONAL 1

O PADRE E A SAÚDE EMOCIONAL 1 1 O PADRE E A SAÚDE EMOCIONAL 1 Ênio Brito Pinto À medida em que o ser humano avança em seus conhecimentos fica cada vez mais à mostra a enorme complexidade que somos, obrigando a novos diálogos e posicionamentos.

Leia mais

XXII CONGRESSO ALMA BRASILEIRA BÚZIOS RJ NOVEMBRO 2014

XXII CONGRESSO ALMA BRASILEIRA BÚZIOS RJ NOVEMBRO 2014 XXII CONGRESSO ALMA BRASILEIRA BÚZIOS RJ NOVEMBRO 2014 AUTO DA COMPADECIDA: JUNG E A ESPIRITUALIDADE. Sonia Regina Lyra, PhD Analista Junguiana; Doutora em Ciências da Religião; Mestre em Filosofia; Psicóloga

Leia mais

JPIC Jovem SCM Projeto de Inclusão Documento Oficial 2011 Justiça, Paz e Integridade da Criação Celebrando o Centenário das RSCM no Brasil

JPIC Jovem SCM Projeto de Inclusão Documento Oficial 2011 Justiça, Paz e Integridade da Criação Celebrando o Centenário das RSCM no Brasil JPIC Jovem SCM Projeto de Inclusão Documento Oficial 2011 Justiça, Paz e Integridade da Criação Celebrando o Centenário das RSCM no Brasil Religiosas do Sagrado Coração de Maria Província Brasileira 3

Leia mais

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil Documento do MEJ Internacional Para que a minha alegria esteja em vós Por ocasião dos 100 anos do MEJ O coração do Movimento Eucarístico Juvenil A O coração do MEJ é a amizade com Jesus (Evangelho) B O

Leia mais

Religião e Espiritualidade

Religião e Espiritualidade Religião e Espiritualidade Há mais coisas entre o céu e a terra do que sonha vossa vã filosofia. Shakespeare A Mudança de Modelos Mentais O que é Religião? O que é espiritualidade? O que é Meditação? Como

Leia mais

Perdão Marca de Maturidade

Perdão Marca de Maturidade Perdão Marca de Maturidade TEXTO BÍBLICO BÁSICO Mateus 18.15-22 15 - Ora, se teu irmão pecar contra ti, vai, e repreende-o entre ti e ele só; se te ouvir, ganhaste a teu irmão; 16 - Mas, se não te ouvir,

Leia mais

ARTES CIRCENSES E EDUCAÇÃO FÍSICA: APROXIMAÇÕES POSSÍVEIS

ARTES CIRCENSES E EDUCAÇÃO FÍSICA: APROXIMAÇÕES POSSÍVEIS 1 ARTES CIRCENSES E EDUCAÇÃO FÍSICA: APROXIMAÇÕES POSSÍVEIS Kárita Cabral Machado FEF/UFG RESUMO O objetivo do presente estudo foi identificar a relação entre a educação física e as artes circenses, do

Leia mais

www.ree.org.br Sobre as curas espirituais IEEWFM, 7 de maio de 2013

www.ree.org.br Sobre as curas espirituais IEEWFM, 7 de maio de 2013 Sobre as curas espirituais IEEWFM, 7 de maio de 2013 O diálogo a seguir envolve dois assuntos de grande interesse geral: a proteção oferecida pelos espíritos frente às diferentes situações a que somos

Leia mais

TÍTULO: A VIVÊNCIA DO PSICÓLOGO HOSPITALAR DIANTE DA HOSPITALIZAÇÃO DA CRIANÇA COM CÂNCER

TÍTULO: A VIVÊNCIA DO PSICÓLOGO HOSPITALAR DIANTE DA HOSPITALIZAÇÃO DA CRIANÇA COM CÂNCER TÍTULO: A VIVÊNCIA DO PSICÓLOGO HOSPITALAR DIANTE DA HOSPITALIZAÇÃO DA CRIANÇA COM CÂNCER CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: PSICOLOGIA INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE DE RIBEIRÃO

Leia mais

Licenciatura em Espanhol

Licenciatura em Espanhol Licenciatura em Espanhol Rebeka Caroça Seixas Apresentação e Objetivos Estamos bem adiantados em nosso curso. Já falamos sobre o conceito de arte, conhecendo um pouco de cada linguagem artística. Hoje,

Leia mais

SUMÁRIO O QUE É COACH? 2

SUMÁRIO O QUE É COACH? 2 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO...3 O COACHING...4 ORIGENS...5 DEFINIÇÕES DE COACHING...6 TERMOS ESPECÍFICOS E SUAS DEFINIÇÕES...7 O QUE FAZ UM COACH?...8 NICHOS DE ATUAÇÃO DO COACHING...9 OBJETIVOS DO COACHING...10

Leia mais

Espiritualidade do catequista

Espiritualidade do catequista Espiritualidade do catequista Caminho Formação Vida na missão catequética Ir. Mary Donzellini, mjc Espiritualidade do catequista Caminho Formação Vida na missão catequética nº- 10 Cadernos Catequéticos

Leia mais

Mandalas. A Busca do Equilíbrio

Mandalas. A Busca do Equilíbrio Mandalas A Busca do Equilíbrio Mandalas A Busca do Equilíbrio Maria Tereza Franchi 3 Índice O Interesse pelas Mandalas... 15 Tudo é Mandala... 20 As Mandalas da Natureza... 23 O Uso das Mandalas... 25

Leia mais

00.035.096/0001-23 242 - - - SP

00.035.096/0001-23 242 - - - SP PAGINA 1 O CARÁTER CRISTÃO 7. O CRISTÃO DEVE TER UMA FÉ OPERANTE (Hebreus 11.1-3) Um leitor menos avisado, ao ler o texto pode chegar à conclusão de que a fé cria coisas pelas quais esperamos. A fé não

Leia mais

BRINQUEDOTECA ESCOLAR: AMENIZANDO CONDUTAS AGRESSIVAS POR INTERMÉDIO DO BRINCAR

BRINQUEDOTECA ESCOLAR: AMENIZANDO CONDUTAS AGRESSIVAS POR INTERMÉDIO DO BRINCAR Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 713 BRINQUEDOTECA ESCOLAR: AMENIZANDO CONDUTAS AGRESSIVAS POR INTERMÉDIO DO BRINCAR Rafaela Reginato Hosokawa, Andréia

Leia mais