UNIDADE III Aula 6 Cálculo do CRC. Fonte: Othon M. N. Batista

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIDADE III Aula 6 Cálculo do CRC. Fonte: Othon M. N. Batista"

Transcrição

1 UNIDADE III Aula 6 Cálculo do CRC Fonte: Othon M. N. Batista

2 Relembrando a aula passada A verificação de redundância cíclica (CRC Cyclic Redundancy Check) consiste na técnica de detecção de erros muito usada em redes de computadores Os códigos CRC utilizam-se de códigos polinomiais, expresso na fórmula: 5 B ( x ) = x x x x (101101) 2 Uma mensagem deve ser enviada com o código de CRC calculado l para que possa ser verificada no receptor.

3 O cálculo de CRC é realizado através de uma operação de divisão aplicada a números binários, porém essa divisão é chamada de divisão exclusiva, pois as operações de subtração são substituídas por operações lógicas de ou exclusivo (XOR exclusive OR). O XOR diferencia-se do OR (OU simples) pois, para cada comparação de termos, a expressão só será verdadeira se os pares da comparação forem antagônicos (um verdadeiro e o outro falso, ou vice-versa) Relembrando a tabela da operação XOR:

4 A base para o cálculo de R (código de CRC) baseia-se na fórmula: Onde R = Valor do CRC; D = bits de dados a serem enviados; r = deslocamento do bit de dados à esquerda r casas e; G = gerador (padrão de bits que emissor e receptor conhecem). O bit mais significativo (mais à esquerda) do Gerador deve ser sempre 1. Observe a divisão binária a ser realizada é exclusiva (através do XOR) e que, o que importará, no final, será obter o resto desta divisão. Ex: Suponha que um transmissor deseje enviar uma mensagem cujos bits são O gerador desta mensagem é Encontre o polinômio do Gerador e realize o cálculo do CRC. Resposta no próximo Slide.

5 Resposta: 1º passo: encontrar o polinômio do Gerador: sabemos que o Gerador é igual a Assim, o polinômio gerador será feito através da fórmula: G ( x ) = Donde, eliminando os termos cujo bit seja 0, temos o polinômio Gerador como: 1 0 G ( x ) = Desta forma, notamos que o grau deste polinômio é 5 (r=5), o que implica dizer que deveremos e e adicionar a 5 zeros à direita dos bits da mensagem a ser transmitida t (D); 2º passo: Multiplicar a mensagem (D) por 2 r. Então D * 2 5 = (note que adicionamos os 5 zeros à direita de D). 3º passo: Realizar a divisão binária exclusiva (XOR) com o Gerador e obter o resto desta divisão, que será o nosso CRC: R = resto ( ) => resto ( ) => R =

6 Resposta: 4º passo: De posse do resto da divisão, isão contamos os bits da direita para a esquerda erda até a ordem do polinômio do Gerador que, no nosso caso é igual a 5 (r=5) e desprezamos os bits mais a esquerda restantes. Assim, como R = , temos R = Então R = 01010,,q que é o nosso CRC (transmissão). 5º passo: Após calcular o CRC cujos bits são 01010, o emissor envia os bits de dados mais os bits de CRC. O receptor utiliza os bits enviados e divide (divisão binária exclusiva) pelo gerador para verificar se os bits estão corretos. Assim, como D = e R = => DR = :

7 Resposta: 6º passo: Divisão isão da mensagem acrescida do CRC a ser transmitida pelo polinômio gerador. Se a mensagem recebida tiver o resto = 0, significa dizer que a mensagem foi recebida corretamente. Então: R = resto( ) => resto( ) => R = Para detalhes acerca deste exemplo, com o passo-a-passo da divisão binária, ver os seguintes vídeos: (parte 1) e (parte 2). O slide completo destes vídeos pode ser obtido em: th ti t / i / / / d th crc.pdf.

8 Existem alguns polinômios geradores padronizados para serem usados no cálculo de CRC que foram testados para garantir as propriedades listadas acima. Os mais comuns são:

9 Existem alguns modelos computacionais (algoritmos) que permitem calcular l o CRC. Vamos utilizar como exemplo dois programas, um deles feito em Matlab R2010b (arquivos calc_crc.m crc mecalc calc_crc.fig), crc cujo objetivo é realizar o cálculo do CRC à partir de uma mensagem binária e o segundo, feito em C ANSI (teste_arquivo_crc.exe, cujo código-fonte é o teste_arquivo_crc.cpp), que simula o envio de um texto como se fosse um arquivo e a sua posterior checagem, através do CRC convertido para binário. Para utilizar os exemplos, descompacte o aquivo calc_crc_ex.zip em alguma pasta de sua preferência. Serão criadas as pastas CRC_Matlab e CRC_C. À seguir exemplos demonstrativos de cada um destes programas...

10 1. Execute o Matlab R2010b e abra a pasta onde os arquivos foram compactados como a sua pasta padrão; 2. Do lado direito da janela do Matlab, procure o arquivo calc_crc.m crc e, com o botão direito em cima dele, clique em Run; 3. A seguinte janela será exibida:

11 4. O programa é aberto tendo como exemplo uma mensagem de formato binário (pode ser digitadas mensagens entre 6 e 9 bits) e como Gerador (deve ser obrigatoriamente de 6 bits). Se desejar gerar aleatoriamente novas mensagens, basta clicar no botão Gerar mensagem randômica; 5. Após definida mensagem e gerador, clicar no botão Calcula CRC (realiza o cálculo do CRC do transmissor). Note que é calculado automaticamente o resto da divisão (o CRC) e a mensagem enviada é acrescida deste resto, conforme visto no exemplo teórico anterior:

12 6. Para checar o CRC do lado do transmissor, basta clicar no botão Verifica CRC. Note que o resto da divisão zero, indicando que a mensagem foi recebida com sucesso.

13 OBSERVAÇÕES IMPORTANTES: O algoritmo que foi utilizado para gerar este código diverge do cálculo manual do CRC, visto no exemplo didático do Professor Othon Batista, o que não inviabiliza sua aplicação. Então, se tentarmos reproduzir a mesma mensagem e gerador utilizado no exemplo de Othon, obteremos um resto (CRC) do transmissor diferente do obtido pela divisão binária exclusiva manualmente feita. Abaixo é mostrado o resultado gerado pelo programa, ao qual se observa que o resto da divisão do receptor será zero, comprovando a eficácia deste algoritmo computacional. Detalhes do algoritmo pode ser visto no próprio arquivo calc_crc.m crc ou através do arquivo descritivo Pseudo Code for CRC calculator and Verifier.mht que encontra-se na mesma pasta onde o programa calc_crc.m se encontra e deve ser aberto pelo seu navegador de Internet

14 OBSERVAÇÕES IMPORTANTES: Se desejar simular um erro na recepção, basta substituir qualquer bit (ou mais de um) da mensagem enviada e mandar verificar novamente o CRC (botão Verifica CRC). A mensagem recebida será diferente e, consequentemente, o resto do receptor (CRC do receptor) não será zero, comprovando que a mensagem enviada difere da mensagem recebida.

15 1. Execute o arquivo teste_arquivo_crc.exe (programa feito em C ANSI), à partir da pasta CRC_C; C; 2. Na janela que se abre, digite a mensagem a ser enviada ( texto original ); 3. Após, digite a mensagem a ser checada ( texto a ser verificado ). Isto irá simular as mensagens enviadas e recebidas; 4. Se o texto enviado for o mesmo do recebido, o programa resultará na compatibilidade do CRC. Esse programa utiliza algoritmo semelhante ao implementado no programa do Matlab.

16 Digitando uma mensagem diferente da enviada, o teste de CRC falhará, simulando o que ocorreria no recebimento errado de uma mensagem enviada pelo transmissor ao receptor Note que um único caractere diferente (o T da palavra Teste foi recebida como sendo um t minúsculo) acarreta um erro de CRC no recebimento.

Códigos de Detecção e Correcção de Erros

Códigos de Detecção e Correcção de Erros Códigos de Detecção e Correcção de Erros Sistemas Distribuídos e Tolerância a Falhas Manuela Rodrigues M1379 Detecção e Correcção de Erros Características dos Erros Possíveis Abordagens Códigos de Detecção

Leia mais

Introdução. Algumas terminologias. Camada de Enlace de Dados. Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br

Introdução. Algumas terminologias. Camada de Enlace de Dados. Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br Camada de Enlace de Dados Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br Introdução A função desta camada parece trivial, pois a máquina A coloca os bits no meio e a máquina B tem que retirar de lá, porem

Leia mais

Nível de Enlace. Nível de Enlace. Serviços. Serviços oferecidos os nível de rede

Nível de Enlace. Nível de Enlace. Serviços. Serviços oferecidos os nível de rede Nível de Enlace Enlace: caminho lógico entre estações. Permite comunicação eficiente e confiável entre dois computadores. Funções: fornecer uma interface de serviço à camada de rede; determinar como os

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES. Detecção e Correção de Erros

REDES DE COMPUTADORES. Detecção e Correção de Erros REDES DE COMPUTADORES Detecção e Correção de Erros A Camada de Enlace Serviços prestados Serviços da camada de Enlace Encapsulamento Endereçamento Controle de erros Controle de fluxo Controle de acesso

Leia mais

Prof. Marcelo de Sá Barbosa REDE DE COMPUTADORES

Prof. Marcelo de Sá Barbosa REDE DE COMPUTADORES Prof. Marcelo de Sá Barbosa REDE DE COMPUTADORES MODELO TCP/IP DE 5 CAMADAS MODELO OSI MODELO TCP IP NUMERO DA CAMADA CAMADA NUMERO DA CAMADA CAMADA 7 APLICAÇÃO 6 APRESENTAÇÃO 5 APLICAÇÃO 5 SESSÃO 4 TRANSPORTE

Leia mais

Sistema de Numeração e Códigos. CPCX UFMS Prof. Renato F. dos Santos

Sistema de Numeração e Códigos. CPCX UFMS Prof. Renato F. dos Santos Sistema de Numeração e Códigos CPCX UFMS Prof. Renato F. dos Santos 2.4 Código BCD (Binary-coded decimal) Quando um número decimal é representado pelo seu número binário equivalente, dizemos que é uma

Leia mais

Comunicação de Dados

Comunicação de Dados UNISUL 2013 / 1 Universidade do Sul de Santa Catarina Engenharia Elétrica - Telemática 1 Comunicação de Dados Aula 6 Agenda Projeto da camada de enlace de dados Detecção e correção de erros Protocolos

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DO PROFESSOR ACESSANDO O PORTAL DO PROFESSOR Para acessar o portal do professor, acesse o endereço que você recebeu através da instituição de ensino ou acesse diretamente o endereço:

Leia mais

Curso destinado à preparação para Concursos Públicos e Aprimoramento Profissional via INTERNET www.concursosecursos.com.br INFORMÁTICA AULA 11

Curso destinado à preparação para Concursos Públicos e Aprimoramento Profissional via INTERNET www.concursosecursos.com.br INFORMÁTICA AULA 11 INFORMÁTICA AULA 11 INTERNET (CONTINUAÇÃO) Outlook EXPRESS A janela principal do Outlook Express pode ser divida basicamente em: Área de Comando (superior) - Contém a barra de botões e a barra de menus.

Leia mais

Com Pedido de Compra Sem Pedido de Compra ou Entrada Manual Importando XML enviado do Fornecedor

Com Pedido de Compra Sem Pedido de Compra ou Entrada Manual Importando XML enviado do Fornecedor Movimentos - Entrada de Nota Fiscal Para realizar a entrada de nota fiscal no sistema, verifica-se primeiro as opções, existem vários meios para dar entrada em uma Nota Fiscal: Com Pedido de Compra é quando

Leia mais

Tratamento de erros. Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico de Bragança Abril de 2006

Tratamento de erros. Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico de Bragança Abril de 2006 Redes de Computadores Tratamento de erros Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico de Bragança Abril de 2006 Ligação de dados Conceitos e objectivos Uma ligação física caracteriza-se

Leia mais

Dúvidas Em caso de dúvidas, entre em contato conosco: UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS Unidade Acadêmica de Graduação

Dúvidas Em caso de dúvidas, entre em contato conosco: UNIVERSIDADE DO VALE DO RIO DOS SINOS Unidade Acadêmica de Graduação 2º Período de Matrículas - Inclusão de disciplinas 1. Apresentação...2 2. Iniciando sua inclusão...4 3. Selecionando o contexto...6 1. Selecionando disciplina(s) - (atividades acadêmicas)...7 2. Plano

Leia mais

Camada de Ligação de Dados

Camada de Ligação de Dados Camada de Ligação de Dados Serviços Detecção e correcção de erros Protocolos de Acesso Múltiplo Endereçamento em LANs Hubs e Pontes de interligação Tecnologias da camada de ligação de dados Ethernet Anel

Leia mais

» Manual para criação de epub

» Manual para criação de epub » Manual para criação de epub Antes de acessar a este manual registre-se em www.escrytos.com.br Antes de iniciar o processo de criação do seu livro em epub saiba que: 1) Este manual foi elaborado para

Leia mais

Lógica de Programação

Lógica de Programação Lógica de Programação Softblue Logic IDE Guia de Instalação www.softblue.com.br Sumário 1 O Ensino da Lógica de Programação... 1 2 A Ferramenta... 1 3 Funcionalidades... 2 4 Instalação... 3 4.1 Windows...

Leia mais

Organização de Computadores. Cálculos Binários e Conversão entre Bases Aritmética Binária

Organização de Computadores. Cálculos Binários e Conversão entre Bases Aritmética Binária Organização de Computadores Capítulo 4 Cálculos Binários e Conversão entre Bases Aritmética Binária Material de apoio 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina e não substitui

Leia mais

Guia Rápido ClaireAssist

Guia Rápido ClaireAssist Guia Rápido ClaireAssist Informações do Evento Nossa equipe de Operações enviará por email todos os dados para o evento. Você receberá dois numeros de acesso, um para moderador e outro para os participantes,

Leia mais

Manual do Usuário do Produto EmiteNF-e. Manual do Usuário

Manual do Usuário do Produto EmiteNF-e. Manual do Usuário Manual do Usuário Produto: EmiteNF-e Versão: 1.2 Índice 1. Introdução... 2 2. Acesso ao EmiteNF-e... 2 3. Configurações Gerais... 4 3.1 Gerenciamento de Usuários... 4 3.2 Verificação de Disponibilidade

Leia mais

[CANCELAR] - Limpa todos os campos e desabilita campos e botões, exceto [NOVO] e [PESQUISAR].

[CANCELAR] - Limpa todos os campos e desabilita campos e botões, exceto [NOVO] e [PESQUISAR]. PROJETO FÁBRICA DE DOCES COM BANCO DE DADOS PARTE 2 TELA REGISTRO DE PRODUÇÃO Seguindo o mesmo padrão da tela de cadastro, para registrar a produção o usuário deve clicar no botão NOVO para ativar o campo

Leia mais

Aula 6 Aritmética Computacional

Aula 6 Aritmética Computacional Aula 6 Aritmética Computacional Introdução à Computação ADS - IFBA Representação de Números Inteiros Vírgula fixa (Fixed Point) Ponto Flutuante Para todos, a quantidade de valores possíveis depende do

Leia mais

Orientações para o uso do webmail da CODEVASF

Orientações para o uso do webmail da CODEVASF Orientações para o uso do webmail da CODEVASF Índice: Página Inicial 2 Correio 2 Enviando uma mensagem Catálogo de endereços 2 3 Configurando o catálogo de endereços 3 Adicionando um contato 4 Enviando

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Curso de Eng. Informática Curso de Eng. de Electrónica e Computadores Aula Prática Bit stuffing, CRC e IP 1 Introdução 1.1 Framing O nível de ligação de dados utiliza o serviço fornecido

Leia mais

CARTILHA PARA FORNECEDORES DA COPASA

CARTILHA PARA FORNECEDORES DA COPASA CARTILHA PARA FORNECEDORES DA COPASA Índice Conteúdo 1. Introdução:... 4 2. Cadastro de fornecedores... 4 3. Certificado de Registro Cadastral... 4 4. Operacionalização do Sistema de Compras da COPASA...

Leia mais

Pró-Reitoria de Educação a Distância. Manual do Ambiente Virtual de Aprendizagem para alunos

Pró-Reitoria de Educação a Distância. Manual do Ambiente Virtual de Aprendizagem para alunos Pró-Reitoria de Educação a Distância Manual do Ambiente Virtual de Aprendizagem para alunos Como acessar o ambiente 1. Entre no Ambiente Virtual de Aprendizagem localizado na página principal do Portal

Leia mais

MANUAL DO PROFESSOR. Suporte: SISTEMA DE GESTÃO EDUCACIONAL VIRTUALCLASS. EMAIL: suporte@virtualclass.com.br Skype: suportetisoebras

MANUAL DO PROFESSOR. Suporte: SISTEMA DE GESTÃO EDUCACIONAL VIRTUALCLASS. EMAIL: suporte@virtualclass.com.br Skype: suportetisoebras SISTEMA DE GESTÃO EDUCACIONAL VIRTUALCLASS MANUAL DO PROFESSOR Suporte: EMAIL: suporte@virtualclass.com.br Skype: suportetisoebras Nas unidades: Departamento de Tecnologia e Informação DTI Responsáveis

Leia mais

Inventario de produtos

Inventario de produtos Inventario de produtos Parar o TAC. Gerar o inventario. Informações de erros na importação de produtos. Produtos sem código tributário associado. A posse de produtos no Thotau. Como corrigir as posses

Leia mais

Sistemas Operacionais. Curso Técnico Integrado Profa: Michelle Nery

Sistemas Operacionais. Curso Técnico Integrado Profa: Michelle Nery Sistemas Operacionais Curso Técnico Integrado Profa: Michelle Nery Conteúdo Programático CONTAS DE E GRUPOS DE O Microsoft Management Console - MMC Permissões de Segurança de um Console Contas de Usuários

Leia mais

Aoentrar na sua cx de email vc terá uma tela como a abaixo :

Aoentrar na sua cx de email vc terá uma tela como a abaixo : MANUAL DA SUA CX DE EMAIL ( ROUNDCUBE ) Aoentrar na sua cx de email vc terá uma tela como a abaixo : 1. No centro da tela temos a lista de mensagens. Nesta lista serão exibidas as mensagens das pastas

Leia mais

Nível de Enlace. Nível de Enlace. Serviços. Serviços. Serviços. Serviços. Serviços oferecidos os nível de rede

Nível de Enlace. Nível de Enlace. Serviços. Serviços. Serviços. Serviços. Serviços oferecidos os nível de rede Nível de Enlace Enlace: caminho lógico entre estações. Permite comunicação eficiente e confiável entre dois computadores. Funções: fornecer uma interface de serviço à camada de rede; determinar como os

Leia mais

16.36: Engenharia de Sistemas de Comunicação Aula 14: Códigos cíclicos e detecção de erros

16.36: Engenharia de Sistemas de Comunicação Aula 14: Códigos cíclicos e detecção de erros 16.36: Engenharia de Sistemas de Comunicação Aula 14: Códigos cíclicos e detecção de erros Eytan Modiano Códigos Cíclicos Um código cíclico é um código de bloco linear onde c é uma palavra-chave, e também

Leia mais

Tutorial 5 Questionários

Tutorial 5 Questionários Tutorial 5 Questionários A atividade Questionário no Moodle pode ter várias aplicações, tais como: atividades de autoavaliação, lista de exercícios para verificação de aprendizagem, teste rápido ou ainda

Leia mais

Arquitetura de Rede de Computadores

Arquitetura de Rede de Computadores TCP/IP Roteamento Arquitetura de Rede de Prof. Pedro Neto Aracaju Sergipe - 2011 Ementa da Disciplina 4. Roteamento i. Máscara de Rede ii. Sub-Redes iii. Números Binários e Máscara de Sub-Rede iv. O Roteador

Leia mais

Problemas básicos nos. Serviços Gladius MP

Problemas básicos nos. Serviços Gladius MP Problemas básicos nos Serviços Gladius MP I. Quando um funcionário não consegue marcar ponto a) Problemas de Nível Operacional b) Um ponto de ajuda c) Identificando em que fase o problema está d) Problemas

Leia mais

Características. Conteúdo. Ligações. Tabela de Revisões

Características. Conteúdo. Ligações. Tabela de Revisões Manual AP-60 2011 Acura Global Rev. A.2 sales@acuraglobal.com Tel.: +55 11 3028-4600 Matriz: Rua Reginata Ducca, 73 09626-100 São Bernardo do Campo SP Fábrica: Doutor Domiciano Costa Moreira, 266 37500-202

Leia mais

O Windows também é um programa de computador, mas ele faz parte de um grupo de programas especiais: os Sistemas Operacionais.

O Windows também é um programa de computador, mas ele faz parte de um grupo de programas especiais: os Sistemas Operacionais. MICROSOFT WINDOWS O Windows também é um programa de computador, mas ele faz parte de um grupo de programas especiais: os Sistemas Operacionais. Apresentaremos a seguir o Windows 7 (uma das versões do Windows)

Leia mais

Atualizando versão do Aplicativo

Atualizando versão do Aplicativo Atualizando versão do Aplicativo SUMÁRIO 1. SISPERITO... 3 1.1 SOBRE O APLICATIVO... 3 1.2 SOBRE O MANUAL... 3 2. PROCEDIMENTOS PARA ATUALIZAÇÃO... 4 2.1 DOWNLOAD DOS PACOTES DE ATUALIZAÇÃO... 4 2.2 ATUALIZANDO

Leia mais

Casamento de Cadeias. Introdução. Introdução. Estrutura de Dados. Cadeia de caracteres: sequência de elementos denominados caracteres.

Casamento de Cadeias. Introdução. Introdução. Estrutura de Dados. Cadeia de caracteres: sequência de elementos denominados caracteres. Introdução de Cadeias Estrutura de Dados II Prof. Guilherme Tavares de Assis Universidade Federal de Ouro Preto UFOP Instituto de Ciências Exatas e Biológicas ICEB Departamento de Computação DECOM 1 Cadeia

Leia mais

MANUAL DO AVA GOVERNO DO ESTADO DO AMAZONAS. Rua Ramos Ferreira, 991 A - Centro Fone: (92) 3878-7479 / 3233-6836 Manaus AM CEP: 69010-120

MANUAL DO AVA GOVERNO DO ESTADO DO AMAZONAS. Rua Ramos Ferreira, 991 A - Centro Fone: (92) 3878-7479 / 3233-6836 Manaus AM CEP: 69010-120 MANUAL DO AVA 1. O QUE É EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA? A Educação a Distância, como dispõe o Decreto nº 5.622, de 19/12/2005, caracterizase como uma modalidade educacional na qual a mediação didático-pedagógica

Leia mais

Atualizações de Software Guia do Usuário

Atualizações de Software Guia do Usuário Atualizações de Software Guia do Usuário Copyright 2009 Hewlett-Packard Development Company, L.P. Windows e Windows Vista são marcas registradas da Microsoft Corporation nos EUA. Aviso sobre o produto

Leia mais

Gravando Dados e Cópias de CD s com o Nero 6.0 Disciplina Operação de Sistemas Aplicativos I

Gravando Dados e Cópias de CD s com o Nero 6.0 Disciplina Operação de Sistemas Aplicativos I CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA Escola Técnica Estadual de Avaré ETE-AVARÉ CURSO DE TÉCNICO EM INFORMÁTICA NÚCLEO DE APOIO Gravando Dados e Cópias de CD s com o Nero 6.0 Disciplina

Leia mais

Como enviar e receber correio eletrónico utilizando o Gmail

Como enviar e receber correio eletrónico utilizando o Gmail Como enviar e receber correio eletrónico utilizando o Gmail Este módulo pressupõe que que já tenha criado uma conta de correio eletrónico no Gmail (caso já não se recorde como deve fazer, consulte o nosso

Leia mais

Figure 2 - Nós folhas de uma árvore binária representando caracteres ASCII

Figure 2 - Nós folhas de uma árvore binária representando caracteres ASCII A ocorrência tamanho ASCII codificação de Huffman é um A Codificação método de compactação de Huffman caracteres (American e a variável codificação dos usado símbolos Standard para por cada muitas no Code

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA. Manual do Moodle- Sala virtual

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA. Manual do Moodle- Sala virtual UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA Manual do Moodle- Sala virtual UNIFAP MACAPÁ-AP 2012 S U M Á R I O 1 Tela de Login...3 2 Tela Meus

Leia mais

SOFTWARE DE ACOMPANHAMENTO DE PROJETOS RURAIS

SOFTWARE DE ACOMPANHAMENTO DE PROJETOS RURAIS SOFTWARE DE ACOMPANHAMENTO DE PROJETOS RURAIS 25.01.2010 ÍNDICE 1. Notificação de Início do Acompanhamento... 3 2. Software para Elaboração de Projetos Agropecuários... 5 2.1. Ícones... 6 3. Cadastro do

Leia mais

Programação em papel quadriculado

Programação em papel quadriculado 4 NOME DA AULA: Programação em papel quadriculado Tempo de aula: 45 60 minutos Tempo de preparação: 10 minutos Objetivo principal: ajudar os alunos a entender como a codificação funciona. RESUMO Ao "programar"

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO LUZ DO SABER

MANUAL DE INSTALAÇÃO LUZ DO SABER MANUAL DE INSTALAÇÃO LUZ DO SABER 2 Sumário Instalação do Luz do Saber no Linux... 3 1ª opção Utilizando um Instalador... 3 2ª opção Utilizando comandos no Konsole... 6 Observações Importantes... 7 Desinstalar

Leia mais

O QUE É A CENTRAL DE JOGOS?

O QUE É A CENTRAL DE JOGOS? O QUE É A CENTRAL? A Central de Jogos consiste de duas partes: Um site na Internet e um programa de computador (Central) que deve ser instalado em sua máquina. No site www.centraldejogos.com.br, você pode

Leia mais

GUIA DE ACESSO E NAVEGAÇÃO NO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM

GUIA DE ACESSO E NAVEGAÇÃO NO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM GUIA DE ACESSO E NAVEGAÇÃO NO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM BOAS VINDAS! Prezado (a) aluno (a), seja bem vindo (a) aos cursos na modalidade a distância. É com muita satisfação que o (a) recebemos neste

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PRJET DE REDES www.projetoderedes.com.br urso de Tecnologia em Redes de omputadores Disciplina: Redes I Fundamentos - 1º Período Professor: José Maurício S. Pinheiro AULA 1: onceitos de Redes de Dados

Leia mais

Sistemas Distribuídos e Tolerância a Falhas

Sistemas Distribuídos e Tolerância a Falhas Processamento de erros Detectar / Recuperar/ Mascarar 1º passo: Detecção. A detecção de um erro pode ser realizada por mecanismos como: - códigos de detecção de erros, - timeouts - watchdogs - verificações

Leia mais

Passo-a-passo Oi Torpedo Empresa

Passo-a-passo Oi Torpedo Empresa Passo-a-passo Oi Torpedo Empresa Índice Logando no Oi Torpedo Empresa...2 Termo de Adesão ao Serviço...5 Página de Entrada no Oi Torpedo Empresa...6 Cadastramento de Usuário (Funcionalidade Somente Disponível

Leia mais

GIN - Informações Gerais

GIN - Informações Gerais GIN - Informações Gerais Este documento contém a especificação complementar dos demais Guias constantes desta documentação. No guia foi utilizada técnica HYPERLINK para facilitar o direcionamento para

Leia mais

Valor lógico UM (Verdade, 1): 5 Volts. Valor lógico ZERO (FALSO, 0): 0 Volts.

Valor lógico UM (Verdade, 1): 5 Volts. Valor lógico ZERO (FALSO, 0): 0 Volts. I FUNÇÔES E LOCOS LÓGICOS I.1 - SISTEMS DIGITIS - INTRODUÇÃO Sistemas Digitais Notas de ula 1 O mundo real apresenta duas representações para as medidas. Representação analógica e a representação digital.

Leia mais

Aula 04. Código BCD, Códigos Alfa-numéricos e Sistemas de Detecção de Erros

Aula 04. Código BCD, Códigos Alfa-numéricos e Sistemas de Detecção de Erros Aula 04 Código BCD, Códigos Alfa-numéricos e Sistemas de Detecção de Erros Prof. Otávio Gomes otavio.gomes@ifmg.edu.br sites.google.com/a/ifmg.edu.br/otavio-gomes/ 1 Bytes A maioria dos microcomputadores

Leia mais

Comunicação de dados. Introdução

Comunicação de dados. Introdução Comunicação de dados Introdução Os microcontroladores AVR estão equipados com dois pinos destinados à comunicação serial, UART (Universal Asynchronous Reciever/Transmitter), ou seja, permitem trocar informações

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ÊXITO GESTÃO DE PROCESSOS. Dividir Arquivo com Winrar

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ÊXITO GESTÃO DE PROCESSOS. Dividir Arquivo com Winrar 1 Acesse a pagina http://www.win-rar.com/index.php?id=970&dl=/rar/ wrar393br.exe&btn=1, clique no ícone Download Now. 2 Ao clicar faça Download do Software, ao concluir o download de um duplo clique no

Leia mais

Redes de Computadores II. Módulo 1 Introdução e a camada de enlace

Redes de Computadores II. Módulo 1 Introdução e a camada de enlace Redes de Computadores II Módulo 1 Introdução e a camada de enlace 1 A Camada de Enlace Principal objetivo da camada: Comunicar dados entre dois equipamentos de rede conectados ao mesmo meio de transmissão

Leia mais

Figura 1 - Planilha para teste do recurso Auto Filtro

Figura 1 - Planilha para teste do recurso Auto Filtro Microsoft Excel Aula 5 Objetivos Apresentar o uso de filtros Trabalhar com validação de dados Apresentar o recurso Auditoria do Microsoft Excel Exercício 01 - AutoFiltro Construa uma planilha de acordo

Leia mais

Instituto Superior Técnico Licenciatura em Engenharia Informática e de Computadores. Projecto de. Arquitectura de Computadores.

Instituto Superior Técnico Licenciatura em Engenharia Informática e de Computadores. Projecto de. Arquitectura de Computadores. Instituto Superior Técnico Licenciatura em Engenharia Informática e de Computadores Projecto de Arquitectura de Computadores Jogo dos Blocos (variante do Arkanoid) (Versão 1.0) 2008/2009 Índice 1 Objectivo...

Leia mais

Microsoft Outlook 2003

Microsoft Outlook 2003 Todos os direitos reservados. Imprensa Oficial do Estado S.A. 2010 página 1 de 12 1) Com o programa aberto e com seu Certificado Digital reconhecido no sistema (certificado de assinatura de e-mail emitido),

Leia mais

Lync Acessando o Lync Web App

Lync Acessando o Lync Web App Lync Acessando o Lync Web App Saiba como ingressar em uma reunião, quais são os recursos disponíveis, as configurações e conheça o layout do Lync Web App. Sumário Lync Web App... 1 Ingressar em uma Reunião

Leia mais

Manual do Aplicativo Servidor ECD

Manual do Aplicativo Servidor ECD Manual do Aplicativo Servidor ECD Edição de novembro de 2014 Este manual tem caráter técnico-informativo, sendo propriedade da SWEDA. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste manual pode ser reproduzida

Leia mais

PANDION MANUAL DO USUÁRIO (versão 1.0)

PANDION MANUAL DO USUÁRIO (versão 1.0) Secretaria de Tecnologia da Informação Coordenadoria de Suporte Técnico aos Usuários PANDION MANUAL DO USUÁRIO (versão 1.0) SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CADASTRAMENTO NECESSÁRIO PARA UTILIZAR O PANDION...

Leia mais

Excelentíssimo Senhor Procurador-Geral da República, Dr. ROBERTO MONTEIRO GURGEL SANTOS:

Excelentíssimo Senhor Procurador-Geral da República, Dr. ROBERTO MONTEIRO GURGEL SANTOS: MI 004/ASSPA/PGR Brasília/DF, 10 de outubro de 2010. Memorando de Instrução - MI 004 ASSPA/PGR Versão 2.0 Ementa: Sigilo bancário. Transmissor Bancário SIMBA. Manual do Usuário. Excelentíssimo Senhor Procurador-Geral

Leia mais

Manual do utilizador. Animal RFID Integrator. Universidade de Évora Escola de Ciências e Tecnologia

Manual do utilizador. Animal RFID Integrator. Universidade de Évora Escola de Ciências e Tecnologia Manual do utilizador Animal RFID Integrator Universidade de Évora Escola de Ciências e Tecnologia RESUMO Aplicação para recolha de informação no campo. O Animal RFID Integrator é um interface que permite

Leia mais

Construindo Diagramas de Ciclos Causais

Construindo Diagramas de Ciclos Causais Construindo Diagramas de Ciclos Causais Modelagem e Simulação de Negócios Prof. Niraldo J. Nascimento Observações O modelo aqui apresentado é atípico, já que, normalmente, os Diagramas de Ciclos Causais

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretária de Gestão Estratégica e Participativa da Saúde SGEP. Coordenação de Desenvolvimento dos Sistemas de Saúde - CDESS

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretária de Gestão Estratégica e Participativa da Saúde SGEP. Coordenação de Desenvolvimento dos Sistemas de Saúde - CDESS MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretária de Gestão Estratégica e Participativa da Saúde SGEP Coordenação de Desenvolvimento dos Sistemas de Saúde - CDESS Departamento de Informática do SUS - DATASUS Manual operacional

Leia mais

INSTALAÇÃO DO CHEF FOODS NET

INSTALAÇÃO DO CHEF FOODS NET INSTALAÇÃO DO CHEF FOODS NET Obs.: Caso já possua um programa compactador de arquivo pular a etapa 1. 1 - Compactador de Arquivo Para instalar o Chef Foods Net você precisa de um programa descompactador

Leia mais

Manual de Operações Básicas. Thiago Passamani

Manual de Operações Básicas. Thiago Passamani Manual de Operações Básicas Thiago Passamani 1 - Entrando e saindo do sistema O Zimbra Suíte de Colaboração é um software de correio eletrônico open source com suporte para e-mail, contatos, calendário

Leia mais

Introdução O procedimento descrito abaixo restaurar a base de dados com objetivo de melhorar o desempenho em pesquisas, consultas, entre outras.

Introdução O procedimento descrito abaixo restaurar a base de dados com objetivo de melhorar o desempenho em pesquisas, consultas, entre outras. Backup/Restore do Banco De Dados Introdução O procedimento descrito abaixo restaurar a base de dados com objetivo de melhorar o desempenho em pesquisas, consultas, entre outras. Pré-Requisitos: - Realize

Leia mais

Professor Paulo Lorini Najar

Professor Paulo Lorini Najar Microsoft PowerPoint O Microsoft PowerPoint é uma ferramenta ou gerador de apresentações, palestras, workshops, campanhas publicitárias, utilizados por vários profissionais, entre eles executivos, publicitários,

Leia mais

Transmissor PrestContas. Manual do Usuário MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA GERAL DA REPÚBLICA GABINETE DO PROCURADOR-GERAL

Transmissor PrestContas. Manual do Usuário MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA GERAL DA REPÚBLICA GABINETE DO PROCURADOR-GERAL Transmissor PrestContas Manual do Usuário Versão do documento 1.0 1/14 Sumário 1.Introdução...3 2. Requisitos...3 3. Instalação...3 4. Utilização...4 4.1 Iniciar Aplicativo...4 4.2 Informar configurações

Leia mais

Passando pelas Camadas TCP/IP Transmissão de Dados

Passando pelas Camadas TCP/IP Transmissão de Dados Passando pelas s TCP/IP Transmissão de Dados Professor Othon M. N. Batista Mestre em Informática s de Computadores e Sistemas Distribuídos http://www.othonbatista.com.br othonb@yahoo.com Roteiro Introdução

Leia mais

CentreWare Web 5.8.107 e superior Agosto de 2013 702P01949. Xerox CentreWare Web Identificar e Aplicar o Firmware Patch para Escanear

CentreWare Web 5.8.107 e superior Agosto de 2013 702P01949. Xerox CentreWare Web Identificar e Aplicar o Firmware Patch para Escanear CentreWare Web 5.8.107 e superior Agosto de 2013 702P01949 Identificar e Aplicar o Firmware Patch para Escanear 2013 Xerox Corporation. Todos os direitos reservados. Xerox, Xerox e Design, CentreWare,

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO MANUAL PARA CONVERSÃO DE RECIBOS PROVISÓRIOS DE SERVIÇO EM NF-E

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO MANUAL PARA CONVERSÃO DE RECIBOS PROVISÓRIOS DE SERVIÇO EM NF-E PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO MANUAL PARA CONVERSÃO DE RECIBOS PROVISÓRIOS DE SERVIÇO EM NF-E (Modelo II) 1 Introdução Este manual apresenta e detalha os procedimentos para a realização do processo

Leia mais

III-2 Cyclic Redundancy Check

III-2 Cyclic Redundancy Check III-2 Cyclic Redundancy Check 29 Dezembro de 2008 ISEL-DEETC- 1 Sumário 1. Códigos cíclicos 2. Polinómio gerador. CRC 1. Cálculo dos bits de paridade 2. Verificação dos bits de paridade 4. Divisão de polinómios

Leia mais

MANUAL DA SECRETARIA

MANUAL DA SECRETARIA MANUAL DA SECRETARIA Conteúdo Tela de acesso... 2 Liberação de acesso ao sistema... 3 Funcionários... 3 Secretaria... 5 Tutores... 7 Autores... 8 Configuração dos cursos da Instituição de Ensino... 9 Novo

Leia mais

MANUAL DO PEP ATUALIZADO EM 13-08-2014 PROPOSTA ELETRÔNICA DE PREÇOS REFERENTE A VERSÃO DO PEP: 2.0.0.25

MANUAL DO PEP ATUALIZADO EM 13-08-2014 PROPOSTA ELETRÔNICA DE PREÇOS REFERENTE A VERSÃO DO PEP: 2.0.0.25 MANUAL DO PEP ATUALIZADO EM 13-08-2014 PROPOSTA ELETRÔNICA DE PREÇOS REFERENTE A VERSÃO DO PEP: 2.0.0.25 1 Sumário 1.Objetivo...03 2.Suporte...03 3.Como instalar...03 4.Usando o PEP...09 2 1. Objetivo:

Leia mais

Manual do Usuário - ProJuris Web - Biblioteca Jurídica Página 1 de 20

Manual do Usuário - ProJuris Web - Biblioteca Jurídica Página 1 de 20 As informações contidas neste documento estão sujeitas a alterações sem o prévio aviso, o que não representa um compromisso da Virtuem Informática. As pessoas, organizações ou empresas e eventos de exemplos

Leia mais

Instalação do Wordpress. Professor: Paulo Marcos Trentin - paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira

Instalação do Wordpress. Professor: Paulo Marcos Trentin - paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira Instalação do Wordpress Professor: Paulo Marcos Trentin - paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira Download Acesse o site Brasileiro do Wordpress http://br.wordpress.org/

Leia mais

Sistemas Numéricos e a Representação Interna dos Dados no Computador

Sistemas Numéricos e a Representação Interna dos Dados no Computador Capítulo 2 Sistemas Numéricos e a Representação Interna dos Dados no Computador 2.0 Índice 2.0 Índice... 1 2.1 Sistemas Numéricos... 2 2.1.1 Sistema Binário... 2 2.1.2 Sistema Octal... 3 2.1.3 Sistema

Leia mais

Configurações das notificações do sistema. Mike McBride Tradução: Lisiane Sztoltz

Configurações das notificações do sistema. Mike McBride Tradução: Lisiane Sztoltz Configurações das notificações do sistema Mike McBride Tradução: Lisiane Sztoltz 2 Conteúdo 1 Configurações das notificações do sistema 4 1.1 Aplicativos.......................................... 4 1.1.1

Leia mais

Guia de Usuário do Servidor do Avigilon Control Center. Versão 5.6

Guia de Usuário do Servidor do Avigilon Control Center. Versão 5.6 Guia de Usuário do Servidor do Avigilon Control Center Versão 5.6 2006-2015 Avigilon Corporation. Todos os direitos reservados. A menos que seja expressamente concedida por escrito, nenhuma licença será

Leia mais

DIRETORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

DIRETORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA PARAÍBA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PJe Manual do Oficial de Justiça Versão 1.2 Diretoria da Tecnologia da Informação DIRETORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PJe Manual do

Leia mais

Tecnologias de Redes Informáticas (6620)

Tecnologias de Redes Informáticas (6620) Tecnologias de Redes Informáticas (6620) Ano Lectivo 2013/2014 * 1º Semestre Licenciatura em Tecnologias e Sistemas da Informação Aula 3 Agenda Códigos detectores e correctores de erros O modelo OSI emissor

Leia mais

Segurança em IEEE 802.11 Wireless LAN

Segurança em IEEE 802.11 Wireless LAN Segurança em IEEE 802.11 Wireless LAN Giovan Carlo Germoglio Mestrado em Informática Departamento de Informática Universidade do Minho 1 Contextualização Padrão IEEE 802.11 Wireless LAN: Estabelecido em

Leia mais

MÓDULO DE MATRICULA UNASUS

MÓDULO DE MATRICULA UNASUS MÓDULO DE MATRICULA UNASUS Guia de Instalação e Configuração (Moodle 2.x) Resumo Este documento lista o fluxo para aquisição do modulo de matricula, geração de chaves para acesso ao webservice do Arouca

Leia mais

Assinatura ainda não verificada

Assinatura ainda não verificada Assinatura ainda não verificada Adobe Reader versão 9 Atenção! Se Assinatura não válida for apresentado no painel de assinaturas do documento PDF significa que a assinatura ainda não foi verificada. Siga

Leia mais

GERAÇÃO DO SINTEGRA GDOOR 2015. 1 Recuperar Movimentação

GERAÇÃO DO SINTEGRA GDOOR 2015. 1 Recuperar Movimentação GERAÇÃO DO SINTEGRA GDOOR 2015 Se você tem ECF (Impressora Fiscal) no seu estabelecimento, siga os passos a baixo, se não tem pule para o passo 2. 1 Recuperar Movimentação Esta função faz com que o sistema

Leia mais

Superintendência Regional de Ensino de Ubá - MG Núcleo de Tecnologia Educacional NTE/Ubá. LibreOffice Impress Editor de Apresentação

Superintendência Regional de Ensino de Ubá - MG Núcleo de Tecnologia Educacional NTE/Ubá. LibreOffice Impress Editor de Apresentação Superintendência Regional de Ensino de Ubá - MG Núcleo de Tecnologia Educacional NTE/Ubá LibreOffice Impress Editor de Apresentação Iniciando o Impress no Linux Educacional 4 1. Clique no botão 'LE' no

Leia mais

MANUAL COMPLEMENTAR PARA INSTALAÇÃO DOS SISTEMAS SIM E SINASC EM AMBIENTES COM WINDOWS 7 (32 BITS)

MANUAL COMPLEMENTAR PARA INSTALAÇÃO DOS SISTEMAS SIM E SINASC EM AMBIENTES COM WINDOWS 7 (32 BITS) MANUAL COMPLEMENTAR PARA INSTALAÇÃO DOS SISTEMAS SIM E SINASC EM AMBIENTES COM WINDOWS 7 (32 BITS) Introduçã o Este documento tem como objetivo auxiliar o processo de instalação da versão Local dos Sistemas

Leia mais

Circuitos Digitais 144L

Circuitos Digitais 144L Circuitos Digitais Notas de Aula - 02 INSTITUTO: CURSO: DISCIPLINA: Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia Ciência da Computação e Sistemas de Informação Circuitos Digitais 144L 1.0 Circuitos Combinacionais.

Leia mais

Guia do Aluno. Campo Grande MS

Guia do Aluno. Campo Grande MS 2015 Guia do Aluno Campo Grande MS Sumário Acesso ao Ambiente Virtual de Ensino e Aprendizagem (AVEA)... 2 Acesso ao curso... 3 Acesso aos Módulos... 4 Acesso às disciplinas... 5 Trilha de Aprendizagem...

Leia mais

CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 4 INTERNET

CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 4 INTERNET CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 4 INTERNET O que é a Internet? É a ligação em escala mundial de milhões de computadores para a troca de informações. As informações, na Internet, trafegam quase que instantaneamente.

Leia mais

Principais códigos utilizados. Codificação. Código binário puro. Codificação binária. Codificação Binária. Código Binário puro e suas variantes

Principais códigos utilizados. Codificação. Código binário puro. Codificação binária. Codificação Binária. Código Binário puro e suas variantes Codificação Principais códigos utilizados Computadores e Equipamentos de Comunicações Digitais trabalham com representação e códigos. A codificação binária de sinais é largamente utilizada em Sistemas

Leia mais

Balança. Como instalar a balança que emite etiqueta que é lida no PDV

Balança. Como instalar a balança que emite etiqueta que é lida no PDV Balança Como instalar a balança que emite etiqueta que é lida no PDV O que precisa para começar? Ter uma balança e que emita etiqueta Toledo Filizola O SisMoura aceita apenas as duas marcas. Nota: O modelo

Leia mais

(versão 01.00.00) MANUAL DE OPERAÇÃO SOFTWARE DEMOLOG2 VERSÃO MANUAL 1.00

(versão 01.00.00) MANUAL DE OPERAÇÃO SOFTWARE DEMOLOG2 VERSÃO MANUAL 1.00 Produto: Marca: Modelos: ECF-IF DATAREGIS 3202DT e 6000EP (versão 01.00.00) MANUAL DE OPERAÇÃO SOFTWARE DEMOLOG2 VERSÃO MANUAL 1.00 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. AMBIENTE...3 3. INSTALAÇÃO...3 4. TELA PRINCIPAL...4

Leia mais