Quero, também, que os Estaleiros Navais de Viana do Castelo sejam capazes de colocar no exterior noutros mercados, projectos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Quero, também, que os Estaleiros Navais de Viana do Castelo sejam capazes de colocar no exterior noutros mercados, projectos"

Transcrição

1 DECLARAÇÕES AOS JORNALISTAS DO MINISTRO PAULO PORTAS, EM VIANA DO CASTELO, APÓS REUNIÕES DE TRABALHO COM O CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO E COM A COMISSÃO DE TRABALHADORES DOS ESTALEIROS NAVAIS DE VIANA DO CASTELO (10/11/04): Vai realizar-se, no próximo ano, nos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC) um investimento bastante importante. Na verdade, no próximo ano, o investimento que o Estado vai fazer nos Estaleiros portugueses, com operários portugueses, técnicos portugueses, para construir navios de fiscalização marítima e de combate à poluição para a Marinha Portuguesa é de 68 milhões de euros. Isto, em grande parte no Programa de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Administração Central (PIDDAC), mas também da Lei de Programação Militar. Trata-se do maior investimento nos Estaleiros Navais de Viana do Castelo há muitos anos e é uma extraordinária oportunidade para dar a volta, no melhor sentido da palavra, em termos positivos, à situação da construção naval portuguesa. Trata-se de financiar o primeiro par de Navios Patrulha Oceânicos e o primeiro par de Navios de Combate à Poluição. Os Navios Patrulha Oceânicos substituem corvetas, que já têm 40 anos, e permitem fazer a fiscalização marítima, que é essencial para proteger riquezas do mar. Os Navios de Combate à Poluição Portugal nunca os teve, é a primeira vez que vai ter e permitem, em termos técnicos, quando há um acidente ecológico, médio ou grave, limpar em mar, uma parte significativa da poluição aí gerada, evitando que venha para terra e prejudique os interesses das pessoas em terra. O lançamento do Programa dos Navios Patrulha Oceânicos, que substituem as corvetas antigas e vão fiscalizar o nosso mar, tal como o lançamento do Programa dos Navios de Combate à Poluição, é essencial na modernização da Marinha Portuguesa. É, por isso, que modernizar a Marinha e renovar, eu diria até salvar a construção naval portuguesa, é uma oportunidade única. Faz por

2 isso, aliás, todo o sentido que o Ministro que tutela a Marinha tenha, também, a tutela dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, como acontece no XVI Governo. A Marinha vai reequipar-se. Em vez de o fazer lá fora, sempre que puder deve fazê-los em estaleiros navais que servem a capacidade industrial portuguesa, ganha tecnologicamente o País com isso, dão-se postos de trabalho, e moderniza-se a nossa Marinha, que serve missões muito importantes para o País. Portanto, este é o primeiro ponto que vos queria citar. É o investimento relativo ao próximo ano. O que significa um compromisso muito forte com os Estaleiros Navais de Viana do Castelo. Eu chamo a vossa atenção que a última vez que houve um grande projecto de construção naval militar entre a Marinha e os estaleiros portugueses aconteceu, exactamente, em Viana do Castelo, creio que em Portanto, houve uma ruptura, não vale a pena agora comentar, entre as encomendas militares e os estaleiros nacionais. Eu tenho muito orgulho em ter feito a ligação, o vínculo entre reequipamento da Marinha e modernização dos estaleiros portugueses. Aqui vão ser feitos os Navios patrulha Oceânicos, os Navios de Combate à Poluição e, também, o Navio Polivalente Logístico, que é, talvez, o meio mais importante para as nossas Forças Armadas todas. Em segundo lugar, estamos a preparar, também discuti isso, agora, na reunião com o Conselho de Administração, nós estamos a preparar um contrato quadro que dê uma perspectiva de estabilidade, de investimento e também tenha obrigações de competitividade e de produtividade, para os Estaleiros Navais de Viana do Castelo. Em vez de estarmos a fazer navio a navio, como temos pela frente um Programa de 10 Navios Patrulha Oceânicos, dois dos quais com valência no combate à poluição, 10 Navios Patrulha Oceânicos,mais cinco lanchas rápidas de fiscalização, esse é o Programa que temos pela frente até 2015, faz todo o sentido fazer um contrato quadro. Ou seja, em vez de estarmos a comprar materiais para cada navio, cada vez que há um contrato fazer uma encomenda, estabelecermos um contrato quadro dá estabilidade financeira e permite economias de escala,

3 nomeadamente quanto aos materiais e quanto à programação. Vamos fazer esse contrato programa para 10 Navios Patrulha Oceânicos, que substituem as corvetas antigas, e nos permitem fiscalizar o nosso mar, e, também, para 5 lanchas de fiscalização rápida que são essenciais no ataque a certo tipo de crimes. Estamos a negociar, Estaleiros Navais de Viana do Castelo, Ministério da Defesa Nacional, um contrato quadro em que o Estado, por um lado, a meu ver revela visão estratégica, ou seja Portugal é um país marítimo, tem que ter construção naval, a forma de dar a volta à situação da construção naval portuguesa é através das encomendas da Marinha, é um programa que é uma oportunidade única, vamos a isso. Mas devemos fazê-lo, também, percebendo que o mercado da cosntrução naval, em toda a parte da Europa está a sofrer um momento muito difícil. Aqui, as pessoas do Norte sabem o que se está a passar em Espanha, estão estaleiros a fechar, e, por isso mesmo, isto é um compromisso de ferro, o Estado tem obrigação de perceber que é estratégico para Portugal ter construção naval, os Estaleiros Navais de Viana do Castelo, como o Arsenal do Alefeite, são essenciais para servir essa construção naval, dão trabalho a técnicos e a operários, temos que os proteger, temos que ter produtividade e competititvidade, podemos vender os nossos projectos no exterior, mas isso implica coesão entre quem dirige, entre quem trabalha, entre quem desenha entre quem pensa, entre quem investe. Este contrato programa, espero eu, estará concluído na próxima semana. Outro projecto que é importante, podem ver o actual estado de construção dos Patrulha Oceânicos, já se consegue ver o navio, a chapa e isso é extraordinário, durante anos não passou do papel. Há um outro projecto que é importante para os Estaleiros Navais de Viana do Castelo. Para a modernização dos Estaleiros nós pensámos, aquando da assinatura do contrato de renovação da capacidade submarina portuguesa (os submarinos) que, os contratos militares, como sabem, têm contrapartidas, e nós

4 pensámos nos Estaleiros de Viana do Castelo quando pensámos nas contrapartidas da capacidade submarina. Em contrapartida, do contrato dos submarinos, vem para Viana do Castelo um equipamento estimado em cerca de 50 milhões de euros, que são estaleiros que estão no Centro da Europa e que permitem melhorar as condições de construção em série, em sequência, aqui em Viana do Castelo, e podem gerar condições para um aumento de produtividade superior a 15%. E isso é muito importante, quer do ponto de vista das condições industriais, quer, também, do ponto de vista das condições financeiras. Não é segredo para ninguém e eu adopto uma política de verdade, há muitos anos que os Estaleiros Navais de Viana do Castelo vivem numa situação financeira dificílima. Se não fosse o programa de reequipamento da Marinha portuguesa, provavelmente, os Estaleiros teriam fechado. Viveram numa situação de falência técnica extremamente preocupante. Primeiro sinal de esperança e confiança vai ser dado com a saída dessa situação de falência técnica, que eu espero que possa acontecer no início de Com a assinatura do contrato quadro dá-se perspectiva de crescimento. E aquilo que eu tenho dito, quer à administração, que pratica diálogo social e faz bem, quer aos trabalhadores, que têm consciência das dificuldades por que estão a passar, por exemplo em Espanha estão estaleiros a fechar, é que há aqui um contrato entre várias partes, no fundo. Eu tenho a absoluta determinação de fazer o máximo pelo sector da construção naval portuguesa. Sei que, neste momento, salvar os Estaleiros Navais de Viana do Castelo significa usar o programa de reequipamento da Marinha para adar a volta à nossa construção naval. A construção naval militar pode ser, vai voltar a ser uma fonte de progresso para o sector industrial naval português. Mas isto tem obrigações, repito, do ponto de vista que é uma escada que nós vamos subir. Nós vamos subir uma escada, estamos a trazer para aqui navios, estamos a pôr aqui projectos, vamos dar trabalho aos Estaleiros, aqui como também no Arsenal do Alfeite (em Lisboa). Mas isso significa que temos que ser competitivos e temos que ser produtivos.

5 Os Estaleiros Navais de Viana do Castelo, garanto-vos eu, não fecham. Portugal precisa da construção naval para ser um país marítimo digno desse nome. Tem uma oportunidade extraordinária com este programa de 10 Navios Patrulha Oceânicos e 5 lanchas de fiscalização rápida para o combate a certo tipo de crimes. Vamos usá-lo, as pessoas aqui em Viana do Castelo já o perceberam, o clima de confiança é muito superior ao que foi, vamos sair com este programa, com a vinda dos estaleiros da Flanders, da tal situação financeira mais crítica, e isso é uma grande notícia ao fim de vários anos, mas é apenas um degrau da escada. Eu gostava que tivessem a noção do seguinte. Eu, costumo dizer, estou a tornar-me especialista em receber empresas em situação difícil e ter orgulho em, com a ajuda de muita gente, dar-lhes a volta completamente. Eu recebi a OGMA à beira da falência, sem um tostão para pagar salários. Dois anos e meio depois a OGMA está com resultados a caminho do positivo, em fase de internacionalização, todos os dias com novos contratos. Os trabalhadores perceberam, deram uma grande ajuda, a empresa podia ter fechado, hoje está florescente. A mesma coisa em relação a Viana do Castelo. Recebida em situação difícil, há muitos anos com números críticos, temos uma oportunidade que é o programa de reequipamento da Marinha, vamos dar a volta, modernizar, renovar. O meu compromisso com os Estaleiros Navais de Viana do Castelo é total. Eu acho que cada ano que aí vem deste programa, ao longo de dez anos a reequipar a Marinha portuguesa, vai permitir que muita gente aqui trabalhe, conserve o seu posto de trabalho, que haja ganhos de tecnologia. E, atenção, os projectos técnicos de que eu estou a falar o Navio Polivalente Logístico, Navios Patrulhas Oceânicos, Lanchas de Fiscalização Rápida são projectos quase todos essencialmente portugueses do ponto de vista da sua concepção e se forem devidadamente vendidos lá fora podem ganhar mercado externo. Portanto, eu não quero apenas que os Estaleiros Navais de Viana do Castelo façam o reequipamento da Marinha Portuguesa, também com o Arsenal do Alfeite. Quero, também, que os Estaleiros Navais de Viana do Castelo sejam capazes de colocar no exterior noutros mercados, projectos

6 de construção naval de origem portuguesa, com assinatura portuguesa, engenheiros navais portugueses, de desenhadores portugueses, que são muito bons e que podem interessar a muitos países. Mas para vender é preciso praticar bons preços, ser competitivos. E, portanto, foi este ponto de situação que eu aqui quis fazer com o Conselho Administração e com a Comissão de Trabalhadores. Espero para a semana poder subscrever o contrato quadro que vem dar a sinalização de tudo isto que vos estive a dizer. Como sabem, até hoje tinha sido assinado o contrato do primeiro par de Patrulhas e dos navios de combate à poluição, que estão a ser construídos. Agora, este contrato quadro vai desenvolver o programa até Todos os contratos militares têm contrapartidas acima de um certo valor, contrapartidas que significam transferência de negócio, transferência de tecnologia para indústrias nacionais. Quando se tratou da negociação do contrato de submarinos, eu determinei com clareza que uma parte considerável das contrapartidas viesse para a indústria naval portuguesa e uma parte considerável dessa parte viesse para os Estaleiros de Viana do Castelo. Uma das contrapartidas dos Estaleiros de Viana do Castelo é passar a beneficiar de estaleiros, os chamados estaleiros da Flenders, que vão ser aqui instalados, durante o próximo ano, vão ser desmontados, transportados e, depois, montados, outra vez, aqui, permite uma cadeia de construção muito mais sequencial, ganhos de produtividade à volta dos 15%, há até quem diga mais, mas eu fico-me por aqui, permite fazer, ao mesmo tempo, vários navios e também estar a pensar em mercados externos, não apenas para a Armada Portuguesa~mas para outros clientes e isso tem um valor muito significativo, foi contabilizado em cerca de 50 milhões de euros pelas auditoras respectivas. E, portanto, é extremamente importante. Outro projecto que vai ser feito aqui e que é contrapartida do contrato da capacidade submarina é o projecto do Navio Polivalente Logístico. A Espanha está, neste momento, a construir o terceiro. Portugal nunca teve nenhum. Se em Viana do Castelo conseguirmos construir, como vamos conseguir, um Navio Polivalente Logístico, isso dá uma capacidade aos Estaleiros Navais de Viana

7 do Castelo, em termos de mercado externo e de escala de valor, muito grande. Só esse projecto são dezenas, o valor do projecto técnico do navio Polivalente Logístico são 15 milhões de euros. Só o projecto técnico. Como hão-de imaginar, é um navio com uma tal complexidade - é um navio que evacua feridos, transporta forças militares, leva helicópteros, lanchas, é uma espécie de navio polivalente, por isso é que se chama logístico esse é um ganho, um salto tecnológico para os Estaleiros Navais de Viana do Castelo extraordinário. Portanto, chamo a vossa atenção que no passado longínquo a construção naval portuguesa tinha capacidades que levavas a construir cá fragatas. Portugal chegou a construir fragatas e depois interrompeu o ciclo de ligação entre equipamento militar e construção naval. Essa ligação que é evidente, que a Espanha faz, que a Alemanha faz, que o Reino Unido faz, que a Itália faz, foi retomada com o Programa dos Navios Patrulha Oceânicos, dos Navios de Combate à Poluição e do Navio Polivalente Logístico. Se tudo isto correr bem, como nós esperamos que vá correr, o primeiro Patrulha deverá ser lançado ao mar no final de Na próxima semana já se vai ver em chapa e é obra totalmente portuguesa, no projecto, no desenho, na concepção, na chapa, nos operários, no trabalho. É totalmente uma obra portuguesa, com imenso valor e imensa competitividade. A nossa construção naval militar sempre foi muito boa. Trata-se de puxar essa capacidade para o Século XXI e pô-la ao serviço de estaleiros como o de Viana do Castelo, que é o maior estaleiro português. Agora, vejam bem a importância e, ao mesmo tempo a responsabilidade que isto significa, o maior estaleiro português viveu, durante muitos anos, numa situação financeira para lá do risco vermelho. E é este programa que vai permitir, se houver responsabilidade, como eu acho que vai haver, de produtividade, como eu acho que vai haver, uma extraordinária oportunidade para nós modernizarmos, reestruturarmos, renovarmos a capacidade naval portuguesa. Daqui a duas semans trarei aqui um colega meu para os ver (Navios Polivalente Logísticos) em detalhe. Eu acredito

8 totalmente na construção naval portuguesa. Acredito que Portugal, se é país marítimo, tem que ter construção naval para equipar a sua Marinha e para vender a outras marinhas. Cada vez que eu vou ao estrangeiro levo dentro da minha pasta o projecto dos Navios Patrulha Oceânicos, das Lanchas de Fiscalização Rápidas, e hei-de levar o do Navio Polivalente Logístico. E, portanto, faz parte do meu dever tentar vender os projectos portugueses, que, obviamente, depois, numa base profissional e empresarial entram em competição com outros, a outros países. Já é extraordinário, veja, bem a diferença, normalmente Portugal vai procurar a outros países aquilo que quer adquirir. Estanos, aqui, a construir uma capacidade que permite não só fazer, em estaleiros portugueses, a modernização da Marinha Portuguesa, como vender a outros países projectos portugueses. Isso é que tem que ser feito. E aproveitar, olhar com muita atenção ao que se está a passar em Espanha. Espanha está à beira de fechar estaleiros. São milhares de postos de trabalho! Eu sei, exactamente, o que é sentir isso, porque eu sei exactamente o que é que aconteceu na OGMA e o Dr. Fernando Geraldes também sabe. Foi uma das pessoas que eu chamei para a administração da OGMA. E por causa dessa experiência, foi quem eu indiquei para a presidente do Conselho de Administração dos Estaleiros de Viana do Castelo. Eu sei muito bem que é receber uma empresa, ter um papel à minha frente que me diz não há um tostão para pagar salários. Eu podia ter dito que a culpa não era do governo de que eu faço parte e não pensar mais no assunto. E tomei a decisão firmíssima: eu não deixo fechar a OGMA. Isto vai ser um processo duro, mas vai resultar. E hoje não há uma pessoa que não reconheça que a OGMA é uma empresa com resultados a caminho do positivo, saíu do vermelho, tem contratos novos todos os dias, foi um esforço de dois anos e meio. A mesma coisa em relação aos Estaleiros Navais de Viana do Castelo. Se não fosse o programa de reequipamento da Marinha, estes estaleiros passavam um momento muito difícil. Vamos aproveitar o programa de reequipamento da Marinha, que traz negócios, que traz trabalho, que traz projecto para a capacidade aqui em Viana do Castelo, e também, no Arsenal do Alfeite (Lisboa), para dar a volta, trazer a nossa construção naval

9 para o Século XXI, retomar uma grande tradição portuguesa, que tem séculos, que é a construção naval militar. A tradição portuguesa na construção naval militar tem séculos. É o tal subir da escada. Vamos ser capazes de construir Lanchas de Fiscalização Rápidas, vamos ser capazes de construir Navios Patrulha Oceànicos, valos sr capazes de construir Navios Polivalente Logísticos e um dia seremos capazes, com certeza, de recuperar a nossa capacidade, também, na área das fragatas. Agora, eu comprometo-me com aquilo que eu sei que é estimável, que é previsível, que é possível dizer neste momento. Agora, se sairem daqui e olhares para um «dinky toy» que está ali, repararão que está ali uma fragata que foi construída aqui. A poucas centenas de quilómetros daqui os espanhóis constroem fragatas. Agora, houve um hiato de décadas entre projectos da Marinha e estaleiros portugueses. Trata-se de voltar a cruzar os dois lados. Voltar a pôr os projectos da Marinha ao serviço da capacidade de construção naval portuguesa, da indústria portuguesa, dos quadros portugueses, dos operários portugueses. Isso dá negócio e dá trabalho. Por que é que havemos de fazer lá fora quando pudermos fazer aqui? Agora, significa um esforço muito grande, um caminho que é difícil, e eu apelo ao sentido de diálogo e de verdade da Administração, como tenho apelado ao sentido de responsabilidade da Comissão de Trabalhadores, porque a situação dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo já foi muito crítica, vai sair do vermelho no início do próximo ano, mas isto é um esforço em que cada um mantém a sua identidade, representa os seus interesses, mas há aqui um valor de coesão essencial, que é à volta deste projecto agarrar esta oportunidade. Como diz o Dr. Fernando Geraldes e bem, para além de tudo o mais, nós, progressivamente, deixamos de importar tecnologia e passamos a exportar tecnologia. Em contrapartida do contrato dos submarinos, o Estado Português exigiu muitas coisas. Uma das coisas que exigiu foi este estaleiro da Flenders ser transportado para Portugal, porque

10 vai, obviamente, lemhorra as capacidades industriais de uma empresa como os Estaleiros de Viana do Castelo. E isso foi valorizado. Só isso em cerca de 50 milhões de euros. Cada contrato militar acima de 5 milhões de euros têm direito a contrapartidas. Resta saber se o Estado as sabe negociar bem ou menos bem. Contrapartidas o que são? É trazer negócio ou transferir tecnologia. Aqui há transferência de equipamento e de tecnologia. É dá um salto teconlógico para os Estaleiros Navais de Viana do Castelo. Na próxima semana espero que já seja possível ver o caminho do Navio Patrulha Oceânico de concepção portuguesa que está aqui a ser feito. Trarei a Viana do Castelo todos os meus colegas, ministros da Defesa, que puder. Venho mostrar o projecto, conversar com os técnicos da Marinha respectiva e farei isto, não é uma ocasião excepcional. Todos os países com quem Portugal tem relações de amizade, cujas marinhas se estão a modernizar, têm problemas como nós de fiscalização marítima, sabem que os Navios Patrulha Oceânicos são excelentes navios para fazer fiscalização do mar, que as lanchas rápidas são óptimas para combater certos tipos de crimes, já toda a gente percebeu quais, e que há aqui projectos. Agora, é evidente que abrem-se concursos e é preciso ser competitivo no preço, não é! Isto tanto é verdade na Europa, como no Magrebe, como na América do Sul. E, portanto, é preciso pôr estes projectos no mercado externo. Agora, assumir uma coisa, é que para vender estes projectos e ganhar concursos, é preciso ser competitivo.

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em conjunto com o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, com perguntas respondidas pelo presidente Lula Manaus-AM,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 14 Discurso: em encontro com professores

Leia mais

05/12/2006. Discurso do Presidente da República

05/12/2006. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, no encerramento da 20ª Reunião Ordinária do Pleno Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social Palácio do Planalto, 05 de dezembro de 2006 Eu acho que não cabe discurso aqui,

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração da fábrica da Dell no Brasil

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração da fábrica da Dell no Brasil Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração da fábrica da Dell no Brasil Hortolândia-SP, 14 de maio de 2007 Excelentíssimo deputado Arlindo Chinaglia, presidente

Leia mais

Então, é difícil para a gente afirmar um número ainda, mas vai estar nesse intervalo entre estabilidade e alguma coisa perto de 2% ou 3%.

Então, é difícil para a gente afirmar um número ainda, mas vai estar nesse intervalo entre estabilidade e alguma coisa perto de 2% ou 3%. Q&A de Teleconferência Resultado 3T08 ALL América Latina Logística 13 de novembro de 2008 Na redução de guidance de vocês, essa expressão interessante, um crescimento marginal de yield. Em um crescimento

Leia mais

TOBY MENDEL (Consultor Internacional da Unesco): [pronunciamento em outro idioma] INTÉRPRETE: Deixa eu começar agradecendo para os apresentadores.

TOBY MENDEL (Consultor Internacional da Unesco): [pronunciamento em outro idioma] INTÉRPRETE: Deixa eu começar agradecendo para os apresentadores. TOBY MENDEL (Consultor Internacional da Unesco): [pronunciamento em outro idioma] INTÉRPRETE: Deixa eu começar agradecendo para os apresentadores. Aqui, a gente tem uma apresentação muito importante, e

Leia mais

Há cabo-verdianos a participar na vida política portuguesa - Nuno Sarmento Morais, ex-ministro da Presidência de Portugal

Há cabo-verdianos a participar na vida política portuguesa - Nuno Sarmento Morais, ex-ministro da Presidência de Portugal Há cabo-verdianos a participar na vida política portuguesa - Nuno Sarmento Morais, ex-ministro da Presidência de Portugal À margem do Fórum promovido pela Associação Mais Portugal Cabo Verde, que o trouxe

Leia mais

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após encontro com a Senadora Ingrid Betancourt

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após encontro com a Senadora Ingrid Betancourt Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após encontro com a Senadora Ingrid Betancourt São Paulo-SP, 05 de dezembro de 2008 Presidente: A minha presença aqui

Leia mais

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no hotel Skt. Petri

Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no hotel Skt. Petri Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no hotel Skt. Petri Copenhague-Dinamarca, 01 de outubro de 2009 Bem, primeiro dizer a vocês da alegria de poder estar

Leia mais

22/05/2006. Discurso do Presidente da República

22/05/2006. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de assinatura de protocolos de intenções no âmbito do Programa Saneamento para Todos Palácio do Planalto, 22 de maio de 2006 Primeiro, os números que estão no

Leia mais

Portugal 2020 O Financiamento às Empresas. Empreender, Inovar, Internacionalizar. Speaking Notes. Fevereiro 10, 2015. Vila Nova de Famalicão

Portugal 2020 O Financiamento às Empresas. Empreender, Inovar, Internacionalizar. Speaking Notes. Fevereiro 10, 2015. Vila Nova de Famalicão Portugal 2020 O Financiamento às Empresas Empreender, Inovar, Internacionalizar Speaking Notes Fevereiro 10, 2015 Vila Nova de Famalicão Casa das Artes Miguel Frasquilho Presidente, AICEP Portugal Global

Leia mais

R U I P E D R O R E I S

R U I P E D R O R E I S Quem: Rui Pedro Reis Idade: 30 anos Pretexto: É coordenador da SIC Notícias e editor do programa Música do Mundo Outros trabalhos: Foi uma das figuras de uma rádio nacional Imagem: Fanático pelos media

Leia mais

OBJETIVO VISÃO GERAL SUAS ANOTAÇÕES

OBJETIVO VISÃO GERAL SUAS ANOTAÇÕES OBJETIVO Assegurar a satisfação do cliente no pós-venda, desenvolvendo um relacionamento duradouro entre o vendedor e o cliente, além de conseguir indicações através de um sistema de follow-up (acompanhamento).

Leia mais

EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL

EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL Entrevista com Eng.º Victor Sá Carneiro N uma época de grandes transformações na economia dos países, em que a temática do Empreendedorismo assume uma grande relevância

Leia mais

Midas. Toque de. [entrevista]

Midas. Toque de. [entrevista] [entrevista] Toque de Midas Tem 29 anos, nasceu no Porto e é apostador profissional. Pelo menos, para o Estado inglês onde está colectado, porque para as finanças nacionais não passa de um indivíduo com

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração do Centro de Especialidades Odontológicas de Campo Limpo

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração do Centro de Especialidades Odontológicas de Campo Limpo , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração do Centro de Especialidades Odontológicas de Campo Limpo São Paulo-SP, 20 de outubro de 2004 Meus queridos companheiros e minhas queridas companheiras

Leia mais

Transcrição de Entrevista nº 5

Transcrição de Entrevista nº 5 Transcrição de Entrevista nº 5 E Entrevistador E5 Entrevistado 5 Sexo Feminino Idade 31 anos Área de Formação Engenharia Electrotécnica e Telecomunicações E - Acredita que a educação de uma criança é diferente

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 68 Discurso na cerimónia de inauguração

Leia mais

Programa de Estágios do Núcleo de Engenharia Biológica (PEN)

Programa de Estágios do Núcleo de Engenharia Biológica (PEN) Instituto Superior Técnico Programa de Estágios do Núcleo de Engenharia Biológica (PEN) Núcleo de Engenharia Biológica Em primeiro lugar, a direcção do NEB gostaria de deixar claro que a resposta de forma

Leia mais

Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT

Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT Entrevista exclusiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao SBT Brasília-DF, 30 de outubro de 2006 Jornalista Ana Paula Padrão: Então vamos às perguntas, agora ao vivo, com

Leia mais

NUEVAS CONSTRUCCIONES

NUEVAS CONSTRUCCIONES 1. infodefensa.com Francisco Baron, diretor comercial do NAVANTIA: Queremos o máximo de participação na indústria brasileira Industry Day Francisco Baron, diretor comercial do Navantia: Queremos o máximo

Leia mais

Motivar a sua equipe: O grande desafio da Liderança

Motivar a sua equipe: O grande desafio da Liderança Motivar a sua equipe: O grande desafio da Liderança Existem diversos textos sobre Gestão sendo publicados diariamente, e dentre eles, muitos tratam do tema liderança, que certamente é um dos assuntos mais

Leia mais

Aprenda a Gerar Renda Utilizando Seus Conhecimentos em Promob e Projetos 3D.ACDEMY.COM.BR COMO GERAR RENDA COM PROJETO VERSÃO 1.0

Aprenda a Gerar Renda Utilizando Seus Conhecimentos em Promob e Projetos 3D.ACDEMY.COM.BR COMO GERAR RENDA COM PROJETO VERSÃO 1.0 Aprenda a Gerar Renda Utilizando Seus Conhecimentos em Promob e Projetos CAIO HENRIQUE TEODORO DOS SANTOS Página 1 Versão 1.0 2013 Esforcei-me ao máximo para transmitir em poucas páginas algumas dicas

Leia mais

LONDRES Reunião do GAC: Processos Políticos da ICANN

LONDRES Reunião do GAC: Processos Políticos da ICANN LONDRES Reunião do GAC: Processos Políticos da ICANN e Responsabilidades do interesse público em relação aos Direitos Humanos e Valores Democráticos Terça feira, 24 de junho de 2014 09:00 a 09:30 ICANN

Leia mais

O PERCURSO ACADÉMICO NA FBAUL E AS PERSPECTIVAS FUTURAS

O PERCURSO ACADÉMICO NA FBAUL E AS PERSPECTIVAS FUTURAS O PERCURSO ACADÉMICO NA FBAUL E AS PERSPECTIVAS FUTURAS QUE OPORTUNIDADES PÓS-LICENCIATURA ESPERAM? EXPECTATIVAS QUE INQUIETAÇÕES TÊM OS ALUNOS DE DC? MADALENA : M QUAL É A TUA PERSPECTIVA DO MERCADO

Leia mais

NOS@EUROPE. O Desafio da Recuperação Económica e Financeira. Prova de Texto. Nome da Equipa GMR2012

NOS@EUROPE. O Desafio da Recuperação Económica e Financeira. Prova de Texto. Nome da Equipa GMR2012 NOS@EUROPE O Desafio da Recuperação Económica e Financeira Prova de Texto Nome da Equipa GMR2012 Alexandre Sousa Diogo Vicente José Silva Diana Almeida Dezembro de 2011 1 A crise vista pelos nossos avós

Leia mais

No momento em que se comemora a Declaração Universal dos Direitos

No momento em que se comemora a Declaração Universal dos Direitos TRABALHO ESCRAVO CONTEMPORÂNEO Luís Antônio Camargo de Melo * No momento em que se comemora a Declaração Universal dos Direitos Humanos, não poderíamos deixar de mostrar essa verdadeira chaga, essa vergonha

Leia mais

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos

Conhece os teus Direitos. A caminho da tua Casa de Acolhimento. Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Conhece os teus Direitos A caminho da tua Casa de Acolhimento Guia de Acolhimento para Jovens dos 12 aos 18 anos Dados Pessoais Nome: Apelido: Morada: Localidade: Código Postal - Telefone: Telemóvel: E

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 70 Cerimónia de sanção do projeto

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca Discurso na cerimónia de entrega

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 100 Discurso na cerimónia do dia

Leia mais

O caso da Lisnave 08-Mai-2010

O caso da Lisnave 08-Mai-2010 O caso da Lisnave 08-Mai-2010 A privatização dos estaleiros de Viana vem no seguimento do que foi feito na Setenave e já sabemos qual é o fim. Entrevista a Cipriano Pisco, trabalhador na antiga Setenave

Leia mais

"Organizar evento é como uma grande orquestra"

Organizar evento é como uma grande orquestra "Organizar evento é como uma grande orquestra" Publicação: 25 de Maio de 2014 às 00:00 O primeiro evento que ela organizou foi aos 12 anos, a festa junina da escola. O que Tânia Trevisan não imaginava

Leia mais

INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES. Eng. Mário Lino. Cerimónia de Abertura do WTPF-09

INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES. Eng. Mário Lino. Cerimónia de Abertura do WTPF-09 INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES Eng. Mário Lino Cerimónia de Abertura do WTPF-09 Centro de Congressos de Lisboa, 22 de Abril de 2009 (vale a versão

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 2 Data: 18/10/2010 Hora: 16h00 Duração: 23:43 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DE PORTUGAL 5º CICLO CRIMINALIDADE FINANCEIRA E INVESTIGAÇÕES FINANCEIRAS

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DE PORTUGAL 5º CICLO CRIMINALIDADE FINANCEIRA E INVESTIGAÇÕES FINANCEIRAS RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DE PORTUGAL 5º CICLO CRIMINALIDADE FINANCEIRA E INVESTIGAÇÕES FINANCEIRAS Muito obrigado Senhor Presidente. E muito bom dia a todos os colegas! Considerando que esta é a minha primeira

Leia mais

Transcrição da Teleconferência Fato Relevante Camargo Corrêa Desenvolvimento Imobiliário 27 de dezembro de 2007. Tomás Awad, Itaú Corretora:

Transcrição da Teleconferência Fato Relevante Camargo Corrêa Desenvolvimento Imobiliário 27 de dezembro de 2007. Tomás Awad, Itaú Corretora: Tomás Awad, Itaú Corretora: Bom dia. Eu queria só ter um pouco mais de noção pelo menos de Caieiras. Pelo que vocês deram a entender, o projeto começa em 2010 o lançamento. Em que estágio vocês estão agora

Leia mais

Distintos convidados e demais pessoas nesta sala, é uma grande honra

Distintos convidados e demais pessoas nesta sala, é uma grande honra A PROIBIÇÃO DA DESPEDIDA ARBITRÁRIA NAS LEGISLAÇÕES NACIONAIS: UMA PERSPECTIVA DE DIREITO COMPARADO * Halton Cheadle ** Distintos convidados e demais pessoas nesta sala, é uma grande honra para mim estar

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 11 Discurso na cerimónia de assinatura

Leia mais

Nada de telefone celular antes do sexto ano

Nada de telefone celular antes do sexto ano L e i n º1 Nada de telefone celular antes do sexto ano Nossos vizinhos da frente estão passando uma semana em um cruzeiro, então me pediram para buscar o jornal e a correspondência todos os dias, enquanto

Leia mais

09/09/2004. Discurso do Presidente da República

09/09/2004. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na solenidade de recepção da delegação brasileira que participou das Olimpíadas de Atenas Palácio do Planalto, 09 de setembro de 2004 Meu caro Grael, Meu querido René Simões,

Leia mais

Intervenção Fórum de Empresas para a Igualdade de Género 27/03/14. Senhora Presidente da CITE, Dra. Sandra Ribeiro,

Intervenção Fórum de Empresas para a Igualdade de Género 27/03/14. Senhora Presidente da CITE, Dra. Sandra Ribeiro, Intervenção Fórum de Empresas para a Igualdade de Género 27/03/14 Senhor Secretário de Estado do Emprego, meu caro colega Senhora Presidente da CITE, Dra. Sandra Ribeiro, Senhor Vice- Presidente Executivo

Leia mais

INQ Já alguma vez se sentiu discriminado por ser filho de pais portugueses?

INQ Já alguma vez se sentiu discriminado por ser filho de pais portugueses? Transcrição da entrevista: Informante: nº15 Célula: 5 Data da gravação: Agosto de 2009 Geração: 2ª Idade: 35 Sexo: Masculino Tempo de gravação: 10.24 minutos INQ Já alguma vez se sentiu discriminado por

Leia mais

mdic.empauta.com Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior Clipping da imprensa Brasília, 15 de abril de 2008 às 14h20

mdic.empauta.com Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior Clipping da imprensa Brasília, 15 de abril de 2008 às 14h20 Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior Clipping da imprensa Brasília, 15 de abril de 2008 às 14h20 Diário de Cuiabá MT Novo perfil trará mudanças à Casa Civil...............................................

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 61 Discurso na cerimónia de criação

Leia mais

JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1

JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1 1 JOSÉ DE SOUZA CASTRO 1 ENTREGADOR DE CARGAS 32 ANOS DE TRABALHO Transportadora Fácil Idade: 53 anos, nascido em Quixadá, Ceará Esposa: Raimunda Cruz de Castro Filhos: Marcílio, Liana e Luciana Durante

Leia mais

Tudo tem um tempo. Uma hora para nascer e uma hora para morrer.

Tudo tem um tempo. Uma hora para nascer e uma hora para morrer. CAPITULO 3 Ele não é o Homem que eu pensei que era. Ele é como é. Não se julga um Homem pela sua aparência.. Tudo tem um tempo. Uma hora para nascer e uma hora para morrer. Eu costumava saber como encontrar

Leia mais

Mas do ponto de vista do grosso, o grande percentual de discussões acumuladas e passadas que tínhamos, já está absolutamente eliminado.

Mas do ponto de vista do grosso, o grande percentual de discussões acumuladas e passadas que tínhamos, já está absolutamente eliminado. Carlos Macedo, Goldman Sachs: Bom dia. Obrigado pela oportunidade. Duas perguntas, a primeira se refere à sinistralidade em seguro de saúde. Na página sete do release, vocês falam de uma despesa extraordinária

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 24 Discurso na solenidade de entrega

Leia mais

Conferência o OE para 2016 CIDEEFF Faculdade de Direito de Lisboa 25 de fevereiro de 2016

Conferência o OE para 2016 CIDEEFF Faculdade de Direito de Lisboa 25 de fevereiro de 2016 Conferência o OE para 2016 CIDEEFF Faculdade de Direito de Lisboa 25 de fevereiro de 2016 Nazaré da Costa Cabral Professora Associada da Faculdade de Direito de Lisboa Boa tarde, antes de mais nada, os

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

ENTREVISTA MARCOS MARINO 33º COLOCADO AFRFB / 2012

ENTREVISTA MARCOS MARINO 33º COLOCADO AFRFB / 2012 ENTREVISTA MARCOS MARINO 33º COLOCADO AFRFB / 2012 Olá, amigos do Estratégia! Como diz meu amigo Sérgio Mendes, como é bom estar aqui! Hoje irei entrevistar o Marcos Marino, aluno do Estratégia Concursos

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca Visita às Obras da Vila Brejal Minha

Leia mais

Eu quero, mais uma vez, cumprimentar o nosso amigo Jacques Diouf, diretor-geral da FAO,

Eu quero, mais uma vez, cumprimentar o nosso amigo Jacques Diouf, diretor-geral da FAO, Discurso do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de apresentação da agenda das ações preparatórias da comemoração do Dia Mundial da Alimentação Data: 07/10/2004 Eu quero, mais

Leia mais

Entrevista com Clínica Maló. Paulo Maló CEO. www.clinicamalo.pt. Com quality media press para LA VANGUARDIA

Entrevista com Clínica Maló. Paulo Maló CEO. www.clinicamalo.pt. Com quality media press para LA VANGUARDIA Entrevista com Clínica Maló Paulo Maló CEO www.clinicamalo.pt Com quality media press para LA VANGUARDIA Esta transcrição reproduz fiel e integralmente a entrevista. As respostas que aqui figuram em linguagem

Leia mais

Programa de Português Nível A2 Ensino Português no Estrangeiro. Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, IP

Programa de Português Nível A2 Ensino Português no Estrangeiro. Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, IP Português A2 Programa de Português Nível A2 Ensino Português no Estrangeiro Camões, Instituto da Cooperação e da Língua, IP Direção de Serviços de Língua e Cultura Composição Gráfica: Centro Virtual Camões

Leia mais

07/10/2004. Discurso do Presidente da República

07/10/2004. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de apresentação da agenda das ações preparatórias da comemoração do Dia Mundial da Alimentação Palácio do Planalto, 07 de outubro de 2004 Eu quero, mais uma vez,

Leia mais

Superando Seus Limites

Superando Seus Limites Superando Seus Limites Como Explorar seu Potencial para ter mais Resultados Minicurso Parte VI A fonte do sucesso ou fracasso: Valores e Crenças (continuação) Página 2 de 16 PARTE 5.2 Crenças e regras!

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 67 Discurso na cerimónia de outorga

Leia mais

www.economiaemercado.sapo.ao Agosto 2015

www.economiaemercado.sapo.ao Agosto 2015 54 CAPA www.economiaemercado.sapo.ao Agosto 2015 CAPA 55 ENTREVISTA COM PAULO VARELA, PRESDIDENTE DA CÂMARA DE COMÉRCIO E INDÚSTRIA PORTUGAL ANGOLA O ANGOLA DEVE APOSTAR NO CAPITAL HUMANO PARA DIVERSIFICAR

Leia mais

PALÁCIO DO PLANALTO. BRASÍLIA, DF, 30 DE JANEIRO DE 1997

PALÁCIO DO PLANALTO. BRASÍLIA, DF, 30 DE JANEIRO DE 1997 14 Discurso na solenidade de assinatura de contrato de intercâmbio de energia elétrica entre a Eletrobrás, a Eletrosul e a empresa elétrica uruguaia Administración Nacional de Usinas y Transmisiones Eléctricas

Leia mais

Eu sei o que quero! Eu compro o que quero!

Eu sei o que quero! Eu compro o que quero! Eu sei o que quero! Eu compro o que quero! As pessoas com dificuldades de aprendizagem têm o poder para escolher os seus serviços de apoio. Este folheto está escrito em linguagem fácil. O que é um consumidor?

Leia mais

Dicas para investir em Imóveis

Dicas para investir em Imóveis Dicas para investir em Imóveis Aqui exploraremos dicas de como investir quando investir e porque investir em imóveis. Hoje estamos vivendo numa crise política, alta taxa de desemprego, dólar nas alturas,

Leia mais

Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30

Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30 1 Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30 Entrevistador- Como o senhor vê a economia mundial e qual o posicionamento do Brasil, após quase um ano da quebra do

Leia mais

10 segredos para falar inglês

10 segredos para falar inglês 10 segredos para falar inglês ÍNDICE PREFÁCIO 1. APENAS COMECE 2. ESQUEÇA O TEMPO 3. UM POUCO TODO DIA 4. NÃO PRECISA AMAR 5. NÃO EXISTE MÁGICA 6. TODO MUNDO COMEÇA DO ZERO 7. VIVA A LÍNGUA 8. NÃO TRADUZA

Leia mais

RESUMO DE IMPRENSA. Sábado e domingo, dias 18 e 19 de Abril de 2009

RESUMO DE IMPRENSA. Sábado e domingo, dias 18 e 19 de Abril de 2009 RESUMO DE IMPRENSA Sábado e domingo, dias 18 e 19 de Abril de 2009 PÚBLICO (SÁBADO, 18) 1. Crise. Cavaco alerta Governo para perigos da ocultação da realidade. Cavaco duro como nunca para Governo e empresários.

Leia mais

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ Entrevista com DJ Meu nome é Raul Aguilera, minha profissão é disc-jóquei, ou DJ, como é mais conhecida. Quando comecei a tocar, em festinhas da escola e em casa, essas festas eram chamadas de "brincadeiras

Leia mais

JOSÉ SÓCRATES É UM HOMEM DE CIRCO

JOSÉ SÓCRATES É UM HOMEM DE CIRCO JOSÉ SÓCRATES É UM HOMEM DE CIRCO A economia vai derrotar a democracia de 1976. - José Sócrates, é um homem de circo, de espectáculo. Portugal está a ser gerido por medíocres, Guterres, Barroso, Santana

Leia mais

Protocolo da Entrevista a Maria

Protocolo da Entrevista a Maria Protocolo da Entrevista a Maria 1 O que lhe vou pedir é que me conte o que é que aconteceu de importante desde que acabou o curso até agora. Eu... ah!... em 94 fui fazer um estágio, que faz parte do segundo

Leia mais

Sinopse I. Idosos Institucionalizados

Sinopse I. Idosos Institucionalizados II 1 Indicadores Entrevistados Sinopse I. Idosos Institucionalizados Privação Até agora temos vivido, a partir de agora não sei Inclui médico, enfermeiro, e tudo o que for preciso de higiene somos nós

Leia mais

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO HISTÓRIA BÍBLICA: Mateus 18:23-34 Nesta lição, as crianças vão ouvir a Parábola do Servo Que Não Perdoou. Certo rei reuniu todas as pessoas que lhe deviam dinheiro.

Leia mais

'Década perdida foi a da alta das commodities', diz economista de Cambridge

'Década perdida foi a da alta das commodities', diz economista de Cambridge 'Década perdida foi a da alta das commodities', diz economista de Cambridge José Gabriel Palma Veja, 16.1.2016, entrevista a Luís Lima Gabriel Palma, professor da universidade britânica, afirma que latino-

Leia mais

1.000 Receitas e Dicas Para Facilitar a Sua Vida

1.000 Receitas e Dicas Para Facilitar a Sua Vida 1.000 Receitas e Dicas Para Facilitar a Sua Vida O Que Determina o Sucesso de Uma Dieta? Você vê o bolo acima e pensa: Nunca poderei comer um doce se estiver de dieta. Esse é o principal fator que levam

Leia mais

Jornalista: O senhor se arrepende de ter dito que crise chegaria ao Brasil como uma marolinha?

Jornalista: O senhor se arrepende de ter dito que crise chegaria ao Brasil como uma marolinha? Entrevista exclusiva concedida por escrito pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao jornal Gazeta do Povo, do Paraná Publicada em 08 de fevereiro de 2009 Jornalista: O Brasil ainda tem

Leia mais

Pronunciamento do Excelentíssimo Senhor Ministro de Estado Chefe da Casa Civil da Presidência da República, Antonio Palocci Filho

Pronunciamento do Excelentíssimo Senhor Ministro de Estado Chefe da Casa Civil da Presidência da República, Antonio Palocci Filho Pronunciamento do Excelentíssimo Senhor Ministro de Estado Chefe da Casa Civil da Presidência da República, Antonio Palocci Filho Brasília, 02/01/2011 (Saudações e agradecimentos)... Senhoras e senhores,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 15 DE MARÇO DE 1977. IMPROVISO NO

Leia mais

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES Gabinete do Ministro INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS

MINISTÉRIO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES Gabinete do Ministro INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O MINISTRO DAS OBRAS PÚBLICAS, TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES Eng.º Mário Lino por ocasião da Sessão REDES DE NOVA GERAÇÃO 2009 Fundação das Comunicações, 7 Janeiro 2009 (Vale

Leia mais

Um poderoso instrumento de mudança

Um poderoso instrumento de mudança Um poderoso instrumento de mudança José Tribolet Professor Catedrático de Sistemas de Informação do Instituto Superior Técnico Presidente do INESC, Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores Há

Leia mais

A grande verdade é que a maioria das empresas está perdendo muito dinheiro tentando criar um negócio online.

A grande verdade é que a maioria das empresas está perdendo muito dinheiro tentando criar um negócio online. Você gostaria de aprender o que os negócios campeões em vendas online fazem? Como eles criam empresas sólidas na internet, que dão lucros por vários e vários anos? A grande verdade é que a maioria das

Leia mais

Faces da Classe Média. Fevereiro de 2014

Faces da Classe Média. Fevereiro de 2014 Faces da Classe Média Fevereiro de 2014 Nos últimos anos o Brasil passou por uma das mais profundas mudanças de sua história 2 Pirâmide Losango AB AB Alta C DE Crescimento da Classe Média C DE Média Baixa

Leia mais

Meu nome é José Guilherme Monteiro Paixão. Nasci em Campos dos Goytacazes, Norte Fluminense, Estado do Rio de Janeiro, em 24 de agosto de 1957.

Meu nome é José Guilherme Monteiro Paixão. Nasci em Campos dos Goytacazes, Norte Fluminense, Estado do Rio de Janeiro, em 24 de agosto de 1957. Rio de Janeiro, 5 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Meu nome é José Guilherme Monteiro Paixão. Nasci em Campos dos Goytacazes, Norte Fluminense, Estado do Rio de Janeiro, em 24 de agosto de 1957. FORMAÇÃO

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 97 Discurso no banquete oferece/do

Leia mais

Eduardo Branco, presidente da APAN. É preciso. regressar. ao consumo. Pág. 30

Eduardo Branco, presidente da APAN. É preciso. regressar. ao consumo. Pág. 30 Eduardo Branco, presidente da APAN É preciso regressar ao consumo Pág. 30 Fátima de Sousa jornalista fs@briefing.pt "A quadratura do círculo é sermos mais eficientes, ou seja, conseguirmos fazer mais com

Leia mais

Pedro Mizutani acredita que setor sucroenergético deve sentir uma recuperação mais acelerada da crise

Pedro Mizutani acredita que setor sucroenergético deve sentir uma recuperação mais acelerada da crise Pedro Mizutani acredita que setor sucroenergético deve sentir uma recuperação mais acelerada da crise A crise econômica afeta o setor sucroenergético principalmente, dificultando e encarecendo o crédito

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na visita ao Assentamento Lulão

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na visita ao Assentamento Lulão , Luiz Inácio Lula da Silva, na visita ao Assentamento Lulão Santa Cruz de Cabrália-BA, 28 de setembro de 2005 Meu caro governador Paulo Souto, governador do estado da Bahia, Meu querido companheiro Miguel

Leia mais

CONFERÊNCIA ENERGIA NUCLEAR O debate necessário. Lisboa, 22 de Fevereiro de 2006. Senhor Director Geral Responsável pela Energia Nuclear da UE

CONFERÊNCIA ENERGIA NUCLEAR O debate necessário. Lisboa, 22 de Fevereiro de 2006. Senhor Director Geral Responsável pela Energia Nuclear da UE CONFERÊNCIA ENERGIA NUCLEAR O debate necessário Lisboa, 22 de Fevereiro de 2006 Senhor Director Geral Responsável pela Energia Nuclear da UE Caros Colegas Co-organizadores desta Conferencia Minhas Senhoras

Leia mais

30/07/2009. Entrevista do Presidente da República

30/07/2009. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em conjunto com a presidente do Chile, Michelle Bachelet, após encerramento do seminário empresarial Brasil-Chile

Leia mais

Jairo Martins da Silva. FOTOs: divulgação

Jairo Martins da Silva. FOTOs: divulgação Jairo Martins da Silva FOTOs: divulgação E N T R E V I S T A Disseminando qualidade e cultura Superintendente-geral da Fundação Nacional da Qualidade, Jairo Martins da Silva fala sobre o desafio da qualidade

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES ASSEMBLEIA LEGISLATIVA REGIONAL Gabinete do Presidente

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES ASSEMBLEIA LEGISLATIVA REGIONAL Gabinete do Presidente Diário da Sessão n.º 103 de 21/04/04 Presidente: Vamos iniciar o debate sobre a Proposta de Resolução qualidade dos correios nos Açores e manutenção de critérios de proximidade na oferta dos respectivos

Leia mais

02/12/2004. Discurso do Presidente da República

02/12/2004. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de entrega do Prêmio Finep e sanção da Lei de Inovação de Incentivo à Pesquisa Tecnológica Palácio do Planalto, 02 de dezembro de 2004 Meus companheiros ministros,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 99 Discurso na solenidade do 7 2

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 30 Discurso na inauguração da nova

Leia mais

O sucesso de hoje não garante o sucesso de amanhã

O sucesso de hoje não garante o sucesso de amanhã Com certeza, esse final de século XX e começo de século XXI mudarão nossas vidas mais do que elas mudaram há 30-40 anos atrás. É muito difícil avaliar como será essa mudança, mas é certo que ela virá e

Leia mais

www.poderdocoachingemgrupos.com.br

www.poderdocoachingemgrupos.com.br Pesquisa de Mercado A condução de pesquisas de mercado é uma das atividades mais eficazes e importantes que você pode fazer quando você estiver projetando seu coaching em grupo. Você vai se surpreender

Leia mais

UMA APRECIAÇÃO GERAL AOS INVESTIMENTOS PORTUGUESES NO BRASIL

UMA APRECIAÇÃO GERAL AOS INVESTIMENTOS PORTUGUESES NO BRASIL OS INVESTIMENTO PORTUGUESES NO BRASIL 11 UMA APRECIAÇÃO GERAL AOS INVESTIMENTOS PORTUGUESES NO BRASIL JOAQUIM RAMOS SILVA 1 Realizado em Setembro de 2005, o questionário do ICEP Portugal Delegação em São

Leia mais

A Rainha, o guarda do tesouro e o. papel que valia muito ouro

A Rainha, o guarda do tesouro e o. papel que valia muito ouro A Rainha, o guarda do tesouro e o papel que valia muito ouro Há muito, muito tempo atrás, havia uma rainha que governava um reino chamado Portugal. Essa rainha chamava-se D. Maria I e como até tinha acabado

Leia mais

O dia que eu fiz um empreendedor imobiliário chorar

O dia que eu fiz um empreendedor imobiliário chorar O dia que eu fiz um empreendedor imobiliário chorar Por Natália Garcia* João ocupa um cargo importante em um dos órgãos sindicais de construtoras, corretoras e imobiliárias do Brasil. Seu nome é fictício

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 109 Discurso na cerimónia de comemoração

Leia mais