RELATÓRIO PARA AUXÍLIO DE EVENTO. Nome do Evento: 1º Workshop Sistemas de Produção Sustentáveis

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RELATÓRIO PARA AUXÍLIO DE EVENTO. Nome do Evento: 1º Workshop Sistemas de Produção Sustentáveis"

Transcrição

1 SECRETARIA DE AGRICULTURA E ABASTECIMENTO AGÊNCIA PAULISTA DE TECNOLOGIA DOS AGRONEGÓCIOS DEPARTAMENTO DE DESCENTRALIZAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO RELATÓRIO PARA AUXÍLIO DE EVENTO Projeto Agrisus Nº: 1691/15 Nome do Evento: 1º Workshop Sistemas de Produção Sustentáveis Interessado (Coordenador do Projeto): Neli Cristina Belmiro dos Santos, Eng a Agr a., Dra., Pesquisadora Científica da APTA/ Pólo Regional do Extremo Oeste Instituição: Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios/ Pólo Regional do Extremo Oeste Caixa Postal 67 - CEP , Tel. (018) , Andradina-SP, Local do Evento: Fundação Educacional de Andradina, Rua Amazonas, 571, Andradina-SP, Cep , Telefone (18) Pólo Regional do Extremo Oeste, Rodovia Nemezião de Souza Pereira, km 6, Andradina-SP, Cep , Tel. (018) Valor financiado pela Fundação Agrisus: R$ 2.000,00 Vigência: outubro a novembro de 2015 RESUMO O presente relatório refere-se ao evento 1º workshop Sistemas de Produção Sustentáveis, que foi realizado em Andradina-SP. O objetivo foi divulgar e discutir tecnologias e resultados de pesquisa entre instituições de ensino e pesquisa na região Oeste do Estado de São Paulo. A sustentabilidade foi discutida abordando temas ligados à produção de gases efeito estufa nos diferentes sistemas agropecuários, a produção de carne bovina com animais em sistema de integração lavoura pecuária floresta preservando o bem estar animal, o uso de tecnologias como o plantio direto e a agricultura orgânica. O evento foi realizado em dois dias, sendo que no primeiro foi ministrada uma palestra no Auditório da FEA (Fundação Educacional de Andradina) e a apresentação de 48 trabalhos científicos na forma de pôster, cujo público foi de 107 pessoas. No segundo dia ocorreram três palestras com atividades práticas nos campos experimentais da APTA/Polo Extremo Oeste. Junto com o material do

2 evento foi entregue o folder da Agrisus e os banners ficaram expostos em locais estratégicos. A exibição de vídeo institucional ocorreu no início e nos intervalos, bem como apresentada a instituição, comentando a importância de suas ações e agradecimento pelo apoio financeiro. 1. INTRODUÇÃO Sistemas de produção sustentáveis devem atender as necessidades crescentes de produtos agrícolas por parte da sociedade, respeitando o meio ambiente e remunerando adequadamente as cadeias produtivas de forma a mantê-las em atividade. Dentro do contexto da sustentabilidade, os sistemas produtivos agropecuários devem estar embasados na adoção tecnologias adequadas que permitam a conservação dos recursos naturais, com destaque para solo, água e ar. Assim, no I Workshop Sistemas de Produção Sustentáveis foram abordados diferentes sistemas agropecuários que adotam medidas mitigadoras da produção de gases efeito estufa, proporcionam aumento da biodiversidade e contribuam para a qualidade física e química do solo. A palestra intitulada Produção de gases de efeito estufa em sistemas agropecuários foi proferida pelo pesquisador Dr. João José de Assumpção Abreu Demarchi do Instituto de Zootecnia, que apresentou os problemas ambientais decorrentes das ações humanas, bem como projetos de pesquisa na área de produção animal desenvolvidos com o objetivo de avaliar a produção de gases que provocam o aquecimento global. Na agricultura foram citadas tecnologias como o plantio direto, sistema de integração lavoura-pecuária-floresta, entre outras que colaboram com a qualidade ambiental. O melhor aproveitamento do solo, com uso da cultura da melancieira, como alternativa para a monocultura canavieira utilizando o cultivo mínimo e o plantio direto foi um temas do evento que contou com o pesquisador doutorando Humberto Sampaio Araújo. A fertilização do solo com coberturas vegetais denominadas adubos verdes e a fixação biológica de nitrogênio em sistema orgânico permite a produção de alimentos sem a utilização de agroquímicos, a exemplo do feijoeiro. As melhorias na qualidade física do solo com o uso dessas técnicas aliadas ao plantio direto também foram demonstradas através da avaliação da compactação, infiltração e da porosidade pelo pós graduando da Unesp de Dracena Engenheiro Agrônomo Guilherme Constantino Meireles e pela pós-doutoranda pela Unesp de Ilha Solteira Engenheira Agrônoma Lilian Christian Domingues de Souza. O manejo de animais em sistemas de integração de Lavoura Pecuária Floresta, foi discutido, ressaltando a qualidade e o bem estar de bovinos na produção de carne pelo professor Mestre Médico Veterinário Whelerson Luiz Vitro. Os palestrantes do I

3 Workshop de Sistemas de Produção Sustentáveis apresentaram resultados de pesquisa e informações inéditos para os participantes. Foi destaque do evento, a transferência do conhecimento gerado através da mostra de trabalhos científicos que certamente forneceram subsídios para a sustentabilidade ambiental. O worshop significou um momento de integração dos pesquisadores, professores e alunos de iniciação científica e pós graduação com ampla troca de experiências. O evento foi o primeiro desta modalidade na região, sendo as palestras de excelente qualidade, com atividades práticas no campo. O aspecto mais importante foi o compartilhamento das informações o que permite aplicações reais e práticas dentro do conceito pensar globalmente agir localmente. A seguir nas Figuras de 01 a 06 estão ilustradas mais informações sobre o I Workshop Sistemas de Produção Sustentáveis realizado em Andradina/SP em 27 e 28 de novembro de Figura 01- Cartaz e banner de divulgação do I Worshop Sistemas de Produção Sustentáveis Figura 02- Palestra proferida pelo Dr. João José de A. A. Demarchi no dia 27/10.

4 Figura 03- Apresentação dos trabalhos científicos na forma de pôster e coffee break no dia 27/10. Figura 04- Aula prática de manejo do solo da melancieira em áreas de renovação de canavial, na estação 1.

5 Figura 05- Dinâmica de avaliação das características físicas de um solo cultivado com feijoeiro orgânico em plantio direto, na estação 3. Figura 06- Aula prática de avaliação do desempenho e bem-estar de bovinos recriados em sistema ILPF, na estação 2.

6 2. PROGRAMA DO EVENTO

7 3. RESUMOS DAS PALESTRAS (não disponíveis) 4. PARTICIPANTES Entre estudantes de pós-graduação, graduação, pesquisadores e professores universitários, ligados as áreas de agronomia, medicina veterinária e zootecnia, no total foram 107 participantes. O Workshop abrangeu pessoas de diferentes municípios, como Andradina, Araçatuba, Três Lagoas (MS), Dracena e Ilha Solteira e de diferentes instituições,

8 como a APTA(Unidades de Pesquisa de Andradina e Araçatuba), UNESP de Ilha Solteira e Dracena, Faculdade AEMS de Três Lagoas e Fundação Educacional de Andradina (FEA). A lista dos participantes com nome, profissão e encontra-se em anexo. 5. CONCLUSÕES Com a finalidade de promover transferência de conhecimento para o agronegócio regional e discutir sistemas de produção que aliem a conservação dos recursos ambientais com produção de alimentos, realizou-se o I Workshop Produção Sustentáveis. Os objetivos foram plenamente atingidos, tendo ampla participação da comunidade acadêmica, a qual demonstrou grande interesse pelos temas abordados. Foram divulgadas tecnologias, avanços e resultados de pesquisa que contribuirão para a percepção e adoção de tecnologias mais sustentáveis. A comissão organizadora esteve completamente comprometida e não mediu esforços para que o evento obtivesse êxito, sendo elogiada pelos palestrantes e pelos participantes, que nos parabenizaram pela iniciativa. O apoio da Fundação Agrisus foi fundamental para a realização do evento. 6. COMPENSAÇÕES OFERECIDAS À FUNDAÇÃO AGRISUS Foi mencionado o patrocínio da Fundação Agrisus em todo material de divulgação do evento, cartazes, mídias sociais, camisetas da comissão organizadora e banners (Figura 07). Foram distribuídos os folders da Agrisus dentro da pasta da APTA, juntamente com uma caneta para todos os participantes (Figura 08). Os dois banners da Agrisus foram expostos em locais bastante visíveis. Um foi exposto na parede frontal do Auditório onde projetou-se a palestra inaugural e o outro na sua entrada principal (Figura 09). Na abertura e nos intervalos do WORKSHOP foi comentado e agradecido o patrocínio da Agrisus. Durante o período de inscrições, no início do evento e nos intervalos para coffee break foi exibido o vídeo institucional e a mensagem da Agrisus. Logo após, a coordenadora do evento comentou sobre a atuação e a importância da Fundação Agrisus, bem como sobre o apoio financeiro para o evento, o qual foi essencial para o sucesso e a qualidade do Workshop.

9 Figura 07- Parte da comissão organizadora do I Workhop Sistemas de Produção Sustentáveis e detalhe da camiseta. Figura 08- Inscrições do e entrega do material. Figura 09- Apresentação do vídeo institucional da Fundação Agrisus e divulgação da instituição na forma de 2 banners.

10 7. DEMOSTRAÇÃO FINANCEIRA DOS RECURSOS DA FUNDAÇÃO AGRISUS O auxílio financeiro da Agrisus no valor total de R$ 2.000,00 (dois mil reais) foi utilizado para o coffee break (dia 27/11) e o almoço dos participantes, conforme Figura 10 (dia 28/11) e confecção de camisetas para identificação da comissão organizadora. Para a realização do workshop também foram utilizados R$ 200,00 (duzentos reais) da FEA na confecção dos banners de divulgação e decoração e R$ 500,00 da APTA/Polo Extremo Oeste na forma de diária e combustível de deslocamento para os palestrantes, além das pastas, canetas e certificados. Figura 10- Almoço de confraternização no dia 28/ DATA E NOME DO COORDENADOR 21 de Dezembro de PqC. Neli Cristina B. Santos

RELATÓRIO PARA AUXÍLIO DE EVENTO

RELATÓRIO PARA AUXÍLIO DE EVENTO Projeto Agrisus Nº: 1626/15 RELATÓRIO PARA AUXÍLIO DE EVENTO Nome do Evento: 6º Dia de Campo do Portal Ciência do Solo Qual o caminho para altas produtividades de soja? Interessado (Coordenador do Projeto):

Leia mais

RELATÓRIO PARA AUXÍLIO DE EVENTO. Projeto Agrisus No: 1180/13. Nome do Evento: I Simpósio Sul Mineiro de Fruticultura

RELATÓRIO PARA AUXÍLIO DE EVENTO. Projeto Agrisus No: 1180/13. Nome do Evento: I Simpósio Sul Mineiro de Fruticultura RELATÓRIO PARA AUXÍLIO DE EVENTO Projeto Agrisus No: 1180/13 Nome do Evento: I Simpósio Sul Mineiro de Fruticultura Interessado (Coordenador do Projeto): Pedro Maranha Peche Instituição: UNIVERSIDADE FEDERAL

Leia mais

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 Aplicação de Adubo em Milho Verde Orgânico Irrigado Leandro Barradas Pereira 1, Lauro Kenji Komuro 1, Neli Cristina

Leia mais

Projeto de Patrocínio 8 Fórum de Tecnologia em Software Livre

Projeto de Patrocínio 8 Fórum de Tecnologia em Software Livre Projeto de Patrocínio 31 de Agosto a 2 de de setembro de 2016 Curitiba PR Brasil Sumário 1 Apresentação... 1 2 Local, data e site... 1 3 Público alvo... 1 4 Justificativa... 2 4.1 Fórum de Tecnologia em

Leia mais

PLANTAS DE COBERTURA NO CONTROLE DE PLANTAS DANINHAS

PLANTAS DE COBERTURA NO CONTROLE DE PLANTAS DANINHAS PLANTAS DE COBERTURA NO CONTROLE DE PLANTAS DANINHAS Wander Luis Barbosa Borges Eng. Agr., Dr., PqC do Polo Regional Noroeste Paulista/APTA wanderborges@apta.sp.gov.br Rogério Soares de Freitas Eng. Agr.,

Leia mais

SISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETAL AGROECOLÓGICA

SISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETAL AGROECOLÓGICA SISTEMAS DE PRODUÇÃO VEGETAL AGROECOLÓGICA III Ciclo de Palestras Produção Animal, Meio Ambiente e Desenvolvimento - UFPR Julio Carlos B.V.Silva Instituto Emater juliosilva@emater.pr.gov.br A produção

Leia mais

27/02/2013. Solo e Clima. Produção do biocarvão ainda é desafio para os cientistas

27/02/2013. Solo e Clima. Produção do biocarvão ainda é desafio para os cientistas 1 de 6 27/02/2013 15:19» visite o site do RuralBR 27/02/2013 Solo e Clima Produção do biocarvão ainda é desafio para os cientistas Origem do solo conhecido como terra preta de índio está associada a antigas

Leia mais

1º PRÊMIO SECTTI-FAPES DE INCENTIVO AO PESQUISADOR INOVADOR CAPIXABA

1º PRÊMIO SECTTI-FAPES DE INCENTIVO AO PESQUISADOR INOVADOR CAPIXABA 1º PRÊMIO SECTTI-FAPES DE INCENTIVO AO PESQUISADOR INOVADOR CAPIXABA A Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo FAPES, em parceria com a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia, Educação Profissional

Leia mais

Plano de Educação Ambiental. 2º Biênio 2014/2016

Plano de Educação Ambiental. 2º Biênio 2014/2016 Plano de Educação Ambiental 2º Biênio 2014/2016 PROJETO JUNTOS PELO AMBIENTE Ações: Levantamento ambiental das áreas a atuar dos municípios envolvidos; Análise e discussão de resultados para os municípios

Leia mais

Se você não é parte da solução, então é parte do problema. Eldridge Cleaver

Se você não é parte da solução, então é parte do problema. Eldridge Cleaver Se você não é parte da solução, então é parte do problema. Eldridge Cleaver Cenário Atual BACIA AMAZÔNICA A Bacia Amazônica representa hoje uma das mais importantes áreas do planeta considerando questões

Leia mais

1. INTRODUÇÃO: (fazer uma pequena introdução sobre o tema e sua relevância)

1. INTRODUÇÃO: (fazer uma pequena introdução sobre o tema e sua relevância) RELATÓRIO PARA AUXÍLIO DE EVENTO Projeto Agrisus No: PA 1677/15 Nome do Evento: I SEAP Semana Acadêmica de Agronomia de Palotina. Sustentabilidade nos Agroecossistemas: Estratégias e Desafios Interessado:

Leia mais

III-258 UTILIZAÇÃO DA COMPOSTAGEM NA PRODUÇÃO DE ESPÉCIES PAISAGÍSTICAS DESTINADAS A ARBORIZAÇÃO URBANA NO MUNICÍPIO DE VIÇOSA - MG

III-258 UTILIZAÇÃO DA COMPOSTAGEM NA PRODUÇÃO DE ESPÉCIES PAISAGÍSTICAS DESTINADAS A ARBORIZAÇÃO URBANA NO MUNICÍPIO DE VIÇOSA - MG III-258 UTILIZAÇÃO DA COMPOSTAGEM NA PRODUÇÃO DE ESPÉCIES PAISAGÍSTICAS DESTINADAS A ARBORIZAÇÃO URBANA NO MUNICÍPIO DE VIÇOSA - MG Fabiano de Jesus Ribeiro (1) Técnico em Topografia pela Escola Média

Leia mais

- ENLAGRO Encontro Nacional de Laboratórios da Área da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

- ENLAGRO Encontro Nacional de Laboratórios da Área da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Projeto Captação de Recursos - ENLAGRO Encontro Nacional de Laboratórios da Área da Agricultura, Pecuária e Abastecimento 07, 08 e 09 de junho de 2016. Macro Office Centro de Eventos, Porto Alegre, RS,

Leia mais

SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008

SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008 SERÁ ENCAMINHADO AO CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO O NOVO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS, COM INÍCIO PREVISTO PARA 2008 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MATERIAIS PROJETO PEDAGÓGICO I OBJETIVOS

Leia mais

Mitigação e Adaptação da Agricultura às Mudanças Climáticas

Mitigação e Adaptação da Agricultura às Mudanças Climáticas Seminário de Avaliação de Impacto sobre as Adaptações da Agricultura Dakar, 26 a 29 de abril de 2011 Mitigação e Adaptação da Agricultura às Mudanças Climáticas KLEBER SANTOS Brasília, 27 de abril de 2011

Leia mais

14 a 17 de junho de 2017 Goiânia, GO PLANO COMERCIAL

14 a 17 de junho de 2017 Goiânia, GO PLANO COMERCIAL 14 a 17 de junho de 2017 Goiânia, GO PLANO COMERCIAL Ficha Técnica Evento: XVII Congresso da Academia Brasileira de Neurocirurgia Cidade: Goiânia- Goiás Data: 14 a 17 junho de 2017 Expectativa de Público:

Leia mais

Professora Dra.Jussara dos Santos Rosendo Orientadora e Professora -Universidade Federal de Uberlândia UFU E-mail: jussara@facip.ufu.

Professora Dra.Jussara dos Santos Rosendo Orientadora e Professora -Universidade Federal de Uberlândia UFU E-mail: jussara@facip.ufu. O Programa Agricultura de Baixo Carbono (ABC) no Município de Ituiutaba MG Laíza Castro Brumano Viçoso Bolsista de IC/ FAPEMIG - Universidade Federal de Uberlândia UFU E-mail: laizabrumano@hotmail.com

Leia mais

Boas Praticas Agropecuárias: Buscando a Sustentabilidade na Produção Pecuária

Boas Praticas Agropecuárias: Buscando a Sustentabilidade na Produção Pecuária Boas Praticas Agropecuárias: Buscando a Sustentabilidade na Produção Pecuária Dr. Guilherme Cunha Malafaia Embrapa Gado de Corte Estruturação do Debate A Cadeia Produtiva da Pecuária de Corte e seus Agentes;

Leia mais

O EVENTO SEJA UM PATROCINADOR DO CONGRESSO! APRESENTAÇÃO EXPECTATIVA DE PÚBLICO

O EVENTO SEJA UM PATROCINADOR DO CONGRESSO! APRESENTAÇÃO EXPECTATIVA DE PÚBLICO O EVENTO APRESENTAÇÃO A 4ª Edição do Congresso Norte e Nordeste de Secretarias Municipais de Saúde será organizada pelo Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Tocantins COSEMS/TO, em parceria com

Leia mais

Destaque CONQUISTAS NO CONGRESSO DA SZB 2015

Destaque CONQUISTAS NO CONGRESSO DA SZB 2015 INFORMATIVO OFICIAL DA FUNDAÇÃO HERMANN WEEGE ZOOLÓGICO POMERODE ANO 2 5ª EDIÇÃO: JAN/FEV/MAR 2015 Destaque CONQUISTAS NO CONGRESSO DA SZB 2015 Claudio Maas (atual presidente) e Yara Barros (diretora de

Leia mais

2. MOTIVAÇÃO DA CHAMADA Favorecer a aproximação da instituição do setor produtivo e da comunidade, além de contribuir para a qualidade do evento.

2. MOTIVAÇÃO DA CHAMADA Favorecer a aproximação da instituição do setor produtivo e da comunidade, além de contribuir para a qualidade do evento. EDITAL Nº 027/2016 CHAMADA PÚBLICA PARA APOIO À REALIZAÇÃO DO 2º SIMPÓSIO INTERDISCIPLINAR DE TECNOLOGIAS E EDUCAÇÃO [SInTE] O Diretor Geral do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São

Leia mais

Programa Nacional de Abate Humanitário STEPS

Programa Nacional de Abate Humanitário STEPS Sociedade Mundial de Proteção Animal WSPA Rio de Janeiro (RJ) Programa Nacional de Abate Humanitário STEPS Categoria Bem-Estar Animal 1. Sobre a organização participante: Razão social: - Sociedade Mundial

Leia mais

Promovendo a Inclusão Digital Por Meio do Projeto Multiplicadores

Promovendo a Inclusão Digital Por Meio do Projeto Multiplicadores PROGRAMA INSTITUCIONAL DE ACÕES AFIRMATIVAS RELATÓRIO FINAL DE ATIVIDADES (AGOSTO/2009 A AGOSTO/2010) Promovendo a Inclusão Digital Por Meio do Projeto Multiplicadores Paulo Eduardo Boeira Capeller Dr(ª).

Leia mais

Encontro Paranaense de Engenheiros Agrônomos 2011

Encontro Paranaense de Engenheiros Agrônomos 2011 Encontro Paranaense de Engenheiros Agrônomos 2011 Como se elaborar projetos pelo ABC: O passo a passo para financiamentos sob a linha Local: Agricultura de Baixo Carbono" Auditório do CETREFA. Dia 23/11/2011

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA OS CURSOS TÉCNICOS SUBSEQUENTES, ENSINO TÉCNICO INTEGRADO AO MÉDIO E CURSOS PROEJA RETIFICAÇÃO Nº. 01, DE 03 DE SETEMBRO 2014.

PROCESSO SELETIVO PARA OS CURSOS TÉCNICOS SUBSEQUENTES, ENSINO TÉCNICO INTEGRADO AO MÉDIO E CURSOS PROEJA RETIFICAÇÃO Nº. 01, DE 03 DE SETEMBRO 2014. ENTRADA / SEMESTRE PESSOA COM DEFICIÊNCIA (A) AMPLA CONCORRÊNCIA(B) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PROCESSO SELETIVO PARA OS CURSOS TÉCNICOS SUBSEQUENTES, ENSINO TÉCNICO INTEGRADO AO MÉDIO E CURSOS PROEJA Edital

Leia mais

COORDENAÇÃO DE EDUCAÇÃO FISICA - LICENCIATURA ATIVIDADES ACADÊMICO CIENTÍFICO CULTURAIS (ATIVIDADES COMPLEMENTARES)

COORDENAÇÃO DE EDUCAÇÃO FISICA - LICENCIATURA ATIVIDADES ACADÊMICO CIENTÍFICO CULTURAIS (ATIVIDADES COMPLEMENTARES) ATIVIDADES ACADÊMICO CIENTÍFICO CULTURAIS (ATIVIDADES COMPLEMENTARES) As Atividades Acadêmico Científico Culturais (denominadas Atividades Complementares) têm como objetivo estimular no acadêmico na obtenção

Leia mais

NOVAS OPORTUNIDADES Congressos. Seminários. CMSpeople.com

NOVAS OPORTUNIDADES Congressos. Seminários. CMSpeople.com NOVAS OPORTUNIDADES Congressos. Seminários. CMSpeople.com Bem-vindo à CMS 380 EVENTOS 4.500 ORADORES 20 PAÍSES +100.000 EXECUTIVOS 220.000 VISITAS EM NOSSAS PÁGINAS 140 MEIOS 55.000 SEGUIDORES VIA MÍDIAS

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: INTEGRANDO SABERES EM UMA ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL DO MUNICÍPIO DE CUITÉ PB

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: INTEGRANDO SABERES EM UMA ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL DO MUNICÍPIO DE CUITÉ PB EDUCAÇÃO AMBIENTAL: INTEGRANDO SABERES EM UMA ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL DO MUNICÍPIO DE CUITÉ PB 1 Cláudia Patrícia Fernandes dos Santos, UFCG 2 Marcondes Fernando Pereira Carvalho, UFCG 3 Edson de

Leia mais

Fórum Produção Sustentável de Madeira. Juiz de Fora/MG, 27 a 31 de janeiro de 2014. Programa ABC PROGRAMA ABC

Fórum Produção Sustentável de Madeira. Juiz de Fora/MG, 27 a 31 de janeiro de 2014. Programa ABC PROGRAMA ABC Fórum Produção Sustentável de Madeira Juiz de Fora/MG, 27 a 31 de janeiro de 2014 Programa ABC PROGRAMA ABC Programa para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura Linha de crédito para

Leia mais

CADERNO DE EXERCÍCIOS

CADERNO DE EXERCÍCIOS GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO Disciplina: Ecologia de Ecossistema e da Paisagem

Leia mais

Regulamento de Estágio Supervisionado do Curso de Licenciatura em Educação Física (3 anos)

Regulamento de Estágio Supervisionado do Curso de Licenciatura em Educação Física (3 anos) Regulamento de Estágio Supervisionado do Curso de Licenciatura em Educação Física (3 anos) 2012-2013 1 Prezado (a) estagiário (a), O presente manual visa orientá-lo (la) quanto à realização do Estágio

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDRAL DO PARANÁ COORDENAÇÃO DO CURSO DE AGRONOMIA CENTRO ACADÊMCO DE AGRONOMIA LYCIO VELLOZO PROJETO GERAL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDRAL DO PARANÁ COORDENAÇÃO DO CURSO DE AGRONOMIA CENTRO ACADÊMCO DE AGRONOMIA LYCIO VELLOZO PROJETO GERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDRAL DO PARANÁ COORDENAÇÃO DO CURSO DE AGRONOMIA CENTRO ACADÊMCO DE AGRONOMIA LYCIO VELLOZO PROJETO GERAL 19 a 23 de maio de 2014 CURITIBA 2014 XXXVI CICLO DE ATUALIZAÇÃO

Leia mais

Oportunidades no Financiamento do Setor Florestal. Oduval Lobato Neto Gerente Executivo de Gestão de Programas Governamentais

Oportunidades no Financiamento do Setor Florestal. Oduval Lobato Neto Gerente Executivo de Gestão de Programas Governamentais Oportunidades no Financiamento do Setor Florestal Oduval Lobato Neto Gerente Executivo de Gestão de Programas Governamentais Seminário: Políticas ambientais como fonte de novos negócios para Instituições

Leia mais

PLANO COMERCIAL. 7º Fórum Internacional de Resíduos Sólidos. 15 a 17 de junho de 2016 Ministério Público- Porto Alegre

PLANO COMERCIAL. 7º Fórum Internacional de Resíduos Sólidos. 15 a 17 de junho de 2016 Ministério Público- Porto Alegre PLANO COMERCIAL 7º Fórum Internacional de Resíduos Sólidos 15 a 17 de junho de 2016 Ministério Público- Porto Alegre Apresentação Visando contribuir com a empresa, poder público e sociedade como um todo

Leia mais

ALTERNATIVAS PARA O DESCARTE DE EMBALAGENS DO TIPO PET: REUTILIZAÇÃO E RECICLAGEM RESUMO

ALTERNATIVAS PARA O DESCARTE DE EMBALAGENS DO TIPO PET: REUTILIZAÇÃO E RECICLAGEM RESUMO ALTERNATIVAS PARA O DESCARTE DE EMBALAGENS DO TIPO PET: REUTILIZAÇÃO E RECICLAGEM Danyyel David Lucas 1 ; Leila Cristina Konradt-Moraes 2 ; UEMS Caixa postal 351, 79804-070 Dourados MS, E-mail: danyyeldavid@hotmail.com;

Leia mais

Seja nosso patrocinador!

Seja nosso patrocinador! Seja nosso patrocinador! VIII Congresso Brasileiro de Engenharia Química COBEQ IC http://www.cobeqic2009.feq.ufu.br VIII Congresso Brasileiro de Engenharia Química Uberlândia, Minas Gerais, Brasil I -

Leia mais

REQUERIMENTO. (Do Sr. Carlos Bezerra) Senhor Presidente:

REQUERIMENTO. (Do Sr. Carlos Bezerra) Senhor Presidente: REQUERIMENTO (Do Sr. Carlos Bezerra) Requer o envio de Indicação ao Poder Executivo, sugerindo a criação de unidade de pesquisa agropecuária da EMBRAPA na região do Vale do Araguaia, em Mato Grosso. Senhor

Leia mais

AGROECOLOGIA E EXTENSÃO DENTRO DO CAMPUS LUIZ DE QUEIROZ DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

AGROECOLOGIA E EXTENSÃO DENTRO DO CAMPUS LUIZ DE QUEIROZ DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Eixo Temático: Ciências Sociais AGROECOLOGIA E EXTENSÃO DENTRO DO CAMPUS LUIZ DE QUEIROZ DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Tomás Mauricio Almeida Carvalho 1 Orientador: Carlos Armênio Kauthonian 2 Resumo: Na

Leia mais

Levantamento de Indicadores de Sustentabilidade no Assentamento Antonio Conselheiro, Município de Barra do Bugres 1

Levantamento de Indicadores de Sustentabilidade no Assentamento Antonio Conselheiro, Município de Barra do Bugres 1 Levantamento de Indicadores de Sustentabilidade no Assentamento Antonio Conselheiro, Município de Barra do Bugres 1 B. R. WINCK (1) ; M. Rosa (2) ; G. LAFORGA (3), R. N. C. FRANÇA (4), V. S. Ribeiro (5)

Leia mais

Faculdades Associadas de Uberaba - FAZU. Mantenedora: Fundação Educacional para o Desenvolvimento das Ciências Agrárias - FUNDAGRI

Faculdades Associadas de Uberaba - FAZU. Mantenedora: Fundação Educacional para o Desenvolvimento das Ciências Agrárias - FUNDAGRI Faculdades Associadas de Uberaba - FAZU Mantenedora: Fundação Educacional para o Desenvolvimento das Ciências Agrárias - FUNDAGRI Agosto, 2007 ÍNDICE Justificativa...3 Objetivos...3 Local...4 Metodologia

Leia mais

Coordenação de Extensão MANUAL DE EXTENSÃO

Coordenação de Extensão MANUAL DE EXTENSÃO Coordenação de Extensão MANUAL DE EXTENSÃO 2011 APRESENTAÇÃO A Faculdade Projeção nasceu no ano 2000 tendo como missão promover a formação e desenvolvimento dos novos profissionais, incentivando o aprendizado

Leia mais

CURSO: EDUCAR PARA TRANSFORMAR. Fundação Carmelitana Mário Palmério Faculdade de Ciências Humanas e Sociais

CURSO: EDUCAR PARA TRANSFORMAR. Fundação Carmelitana Mário Palmério Faculdade de Ciências Humanas e Sociais Fundação Carmelitana Mário Palmério Faculdade de Ciências Humanas e Sociais Educação de Qualidade ao seu alcance EDUCAR PARA TRANSFORMAR O CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS CURSO: LICENCIATURA

Leia mais

Planejar e agir MELHOR NÃO CONTAR COM A SORTE

Planejar e agir MELHOR NÃO CONTAR COM A SORTE Planejar e agir 2013 MELHOR NÃO CONTAR COM A SORTE Planejar e agir 2013 A pecuária brasileira passa por um cenário animador por conta do aumento da demanda pela carne bovina. A disponibilidade de terras

Leia mais

Programa Ambiental: 1º Ciclo de Palestras Uso sustentável dos recursos naturais

Programa Ambiental: 1º Ciclo de Palestras Uso sustentável dos recursos naturais EXTENSO 2013 Eje 4: Ambiente, Educación Ambiental y Desarrollo Programa Ambiental: 1º Ciclo de Palestras Uso sustentável dos recursos naturais Letícia Fernanda Assis¹; Márcio Viera²; Juliana Ferrari³;

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO ESCOLAR INTEGRADORA LATO SENSU MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO ESCOLAR INTEGRADORA LATO SENSU MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO ESCOLAR INTEGRADORA LATO SENSU MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO por PROFª Ms. Maria Rosa Silva Lourinha Rio de Janeiro, MARÇO / 2013. 1 ÍNDICE Apresentação 1.

Leia mais

Os desafios do agronegócio paulista e brasileiro

Os desafios do agronegócio paulista e brasileiro Os desafios do agronegócio paulista e brasileiro O agronegócio brasileiro Setor estratégico para a economia brasileira, grande motor do seu desempenho Representa 23% do PIB brasileiro Responde por 40%

Leia mais

Você atingiu o estágio: Recomendações. NOME: MUNICIPIO: Ipiranga Data de preenchimento do guia: 2012-02-14 Data de devolução do relatório:

Você atingiu o estágio: Recomendações. NOME: MUNICIPIO: Ipiranga Data de preenchimento do guia: 2012-02-14 Data de devolução do relatório: Guia de sustentabilidade na produção de soja na Agricultura Familiar Relatório individual NOME: Prezado senhor (a), Em primeiro lugar, no nome dacoopafi, da Gebana e da Fundação Solidaridad,gostaríamos

Leia mais

LEI Nº 7.043, DE 8 DE OUTUBRO DE 2007

LEI Nº 7.043, DE 8 DE OUTUBRO DE 2007 LEI Nº 7.043, DE 8 DE OUTUBRO DE 2007 Publicada no DOE(Pa) de 09.10.07. Dispõe sobre Política Estadual para a Promoção do Uso de Sistemas Orgânicos de Produção Agropecuária e Agroindustrial. Lei: A ASSEMBLÉIA

Leia mais

Oportunidades da Agropecuária Brasileira

Oportunidades da Agropecuária Brasileira Oportunidades da Agropecuária Brasileira Carne sustentável para o mundo Buenos Aires, 28 de setembro de 2010 SANIDADE ANIMAL BEM ESTAR ANIMAL PRESERVAÇÃO AMBIENTAL RASTREABILIDADE 1 O governo brasileiro

Leia mais

CATÁLOGO DE PROJETOS FINANCIADOS PARA REALIZAÇÃO DE EVENTOS PELA FUNDAÇÃO AGRISUS

CATÁLOGO DE PROJETOS FINANCIADOS PARA REALIZAÇÃO DE EVENTOS PELA FUNDAÇÃO AGRISUS CATÁLOGO DE PROJETOS FINANCIADOS PARA REALIZAÇÃO DE EVENTOS PELA FUNDAÇÃO AGRISUS Rhuanito Soranz Ferrarezi 3ª Edição Campinas, Abril de 2014. FICHA CATALOGRÁFICA Ferrarezi, Rhuanito Soranz Catálogo de

Leia mais

GOVERNADOR DO ESTADO DE PERNAMBUCO Eduardo Henrique de Accioly Campos. VICE-GOVERNADOR DO ESTADO DE PERNAMBUCO João Soares Lyra Neto

GOVERNADOR DO ESTADO DE PERNAMBUCO Eduardo Henrique de Accioly Campos. VICE-GOVERNADOR DO ESTADO DE PERNAMBUCO João Soares Lyra Neto GOVERNADOR DO ESTADO DE PERNAMBUCO Eduardo Henrique de Accioly Campos VICE-GOVERNADOR DO ESTADO DE PERNAMBUCO João Soares Lyra Neto SECRETÁRIA DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E MEIO AMBIENTE Luciana Barbosa de

Leia mais

Projeto de Patrocínio. Curitiba - PR. 7 Fórum de Tecnologia em Software Livre

Projeto de Patrocínio. Curitiba - PR. 7 Fórum de Tecnologia em Software Livre Projeto de Patrocínio Curitiba - PR 2015 2014 VI FÓRUM TECNO SOFTW LIVRE VI Fó Te So Liv 16 a 18 de setembro de 2015 Curitiba PR Brasil Sumário 1 Apresentação...1 2 Local, data e site...1 3 Público alvo...1

Leia mais

Fundo Brasileiro para a Biodiversidade FUNBIO

Fundo Brasileiro para a Biodiversidade FUNBIO N ú m e r o P-24 POLÍTICA DE SALVAGUARDAS AMBIENTAIS E SOCIAIS DO FUNBIO Fundo Brasileiro para a Biodiversidade FUNBIO POLÍTICA DE SALVAGUARDAS AMBIENTAIS E SOCIAIS DO FUNBIO FUNBIO Fundo Brasileiro para

Leia mais

REVISTA DIGITAL REGULAMENTAÇÃO DA PROFISSÃO DO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO

REVISTA DIGITAL REGULAMENTAÇÃO DA PROFISSÃO DO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO REVISTA DIGITAL Saúde e Segurança do Trabalho - Direito do Trabalho e Previdenciário REGULAMENTAÇÃO DA PROFISSÃO DO TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO Odemiro J B Farias Esse Texto da Portaria de Regulamentação

Leia mais

Orientações Gerais para o Mobilizador 1

Orientações Gerais para o Mobilizador 1 Orientações Gerais para o Mobilizador 1 Índice CADERNO 1: ORIENTAÇÕES GERAIS PARA O MOBILIZADOR 1.1. Mensagem ao mobilizador... 03 1.2. Materiais de implantação do Ciclo 4... 05 1.3. As reuniões: quantas

Leia mais

SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO E COOPERATIVISMO SDC DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO E SUSTENTABILIDADE DEPROS

SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO E COOPERATIVISMO SDC DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO E SUSTENTABILIDADE DEPROS SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO E COOPERATIVISMO SDC DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO E SUSTENTABILIDADE DEPROS COORDENAÇÃO DE MANEJO SUSTENTÁVEL DOS SISTEMAS PRODUTIVOS - CMSP Plano Agricultura

Leia mais

PRODUTO FINAL ASSOCIADA A DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

PRODUTO FINAL ASSOCIADA A DISSERTAÇÃO DE MESTRADO PRODUTO FINAL ASSOCIADA A DISSERTAÇÃO DE MESTRADO Programa de Pós Graduação em Ensino de Ciências Universidade Federal de Itajubá Título da dissertação: OS MANUAIS DOS PROFESSORES DOS LIVROS DIDÁTICOS

Leia mais

OBJETIVO METODOLOGIA ACEITAÇÃO

OBJETIVO METODOLOGIA ACEITAÇÃO 2º SEMESTRE DE 2015 OBJETIVO Conscientizar os jovens da importância do estudo do meio ambiente e sustentabilidade nas áreas como: Turismo, Administração, Enfermagem, Eletrotécnica, Logística e Edificações.

Leia mais

1. APRESENTAÇÃO. Atenciosamente,

1. APRESENTAÇÃO. Atenciosamente, PLANO COMERCIAL 1. APRESENTAÇÃO O tomate teve seu início no Estado de Goiás quando as Indústrias procuravam um local alternativo para a produção de tomate e tinham poucas opções que agregavam valores para

Leia mais

GRANDES PARCERIAS GERANDO GRANDES RESULTADOS NA GESTÃO SUSTENTAVEL DOS RECURSOS HÍDRICOS PRODUTOR DE ÁGUA NO PIPIRIPAU-DF

GRANDES PARCERIAS GERANDO GRANDES RESULTADOS NA GESTÃO SUSTENTAVEL DOS RECURSOS HÍDRICOS PRODUTOR DE ÁGUA NO PIPIRIPAU-DF GRANDES PARCERIAS GERANDO GRANDES RESULTADOS NA GESTÃO SUSTENTAVEL DOS RECURSOS HÍDRICOS PRODUTOR DE ÁGUA NO PIPIRIPAU-DF José Bento da Rocha Farmacêutico graduado pela Universidade Estadual de Goiás UEG,

Leia mais

Universidade Estadual de Campinas Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo Coordenadoria de Extensão e Eventos

Universidade Estadual de Campinas Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo Coordenadoria de Extensão e Eventos Universidade Estadual de Campinas Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo Coordenadoria de Extensão e Eventos MANUAL DE PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS 1. INTRODUÇÃO O presente

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 433/2015 CAPÍTULO I DOS CONCEITOS

PROJETO DE LEI Nº 433/2015 CAPÍTULO I DOS CONCEITOS PROJETO DE LEI Nº 433/2015 Institui a Política Municipal de estímulo à produção e ao consumo sustentáveis. CAPÍTULO I DOS CONCEITOS Art. 1º Esta Lei institui a Política Municipal de estímulo à Produção

Leia mais

AVALIAÇÃO DO USO DA TERRA NO PROJETO DE ASSENTAMENTO CHE GUEVARA, MIMOSO DO SUL, ESPÍRITO SANTO

AVALIAÇÃO DO USO DA TERRA NO PROJETO DE ASSENTAMENTO CHE GUEVARA, MIMOSO DO SUL, ESPÍRITO SANTO AVALIAÇÃO DO USO DA TERRA NO PROJETO DE ASSENTAMENTO CHE GUEVARA, MIMOSO DO SUL, ESPÍRITO SANTO Natália Aragão de Figueredo 1, Paulo Henrique Dias Barbosa 2, Thiago Dannemann Vargas 3, João Luiz Lani 4

Leia mais

Programa da Palestras

Programa da Palestras Programa da Palestras Camila Braga Temas da Palestra: Programa Mais Árvores da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil Resumo da palestra: A palestra irá apresentar o Programa Mais Árvores, abordando

Leia mais

Circular. Técnica. Legislação e os Mecanismos de Controle e Informação da Qualidade Orgânica no Brasil. Legislação ISSN 1415-3033.

Circular. Técnica. Legislação e os Mecanismos de Controle e Informação da Qualidade Orgânica no Brasil. Legislação ISSN 1415-3033. ISSN 1415-3033 66 Legislação e os Mecanismos de Controle e Informação da Qualidade Orgânica no Brasil Circular Técnica Julho, 2008 Autores Tereza Cristina O.Saminêz Eng. Agr., MSc em Agronomia Embrapa

Leia mais

Nome da Ação 1.2: Descrição da Ação 1.2: Nome da Ação 1.3: Descrição da Ação 1.3: Nome da Ação 1.4: Descrição da Ação 1.4:

Nome da Ação 1.2: Descrição da Ação 1.2: Nome da Ação 1.3: Descrição da Ação 1.3: Nome da Ação 1.4: Descrição da Ação 1.4: PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID DETALHAMENTO DO SUBPROJETO 1. Unidade: 2. Área do Subprojeto: Cassilândia 3. Curso(s) envolvido(s) na proposta: Interdisciplinar Obs.: Para

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE SEMA DEPARTAMENTO DE MUDANÇAS CLIMÁTICAS E GESTAO DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO DEMUC

SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE SEMA DEPARTAMENTO DE MUDANÇAS CLIMÁTICAS E GESTAO DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO DEMUC SECRETARIA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE SEMA DEPARTAMENTO DE MUDANÇAS CLIMÁTICAS E GESTAO DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO DEMUC DOCUMENTO DE REFERÊNCIA PARA ELABORAÇÃO DE PROPOSTA RELACIONADA NO ÂMBITO DOS TEMAS

Leia mais

ANEXO B TERMO DE REFERÊNCIA. Declaração de trabalho, serviços e especificações

ANEXO B TERMO DE REFERÊNCIA. Declaração de trabalho, serviços e especificações ANEXO B TERMO DE REFERÊNCIA Declaração de trabalho, serviços e especificações A Contratada deverá executar o trabalho e realizar os serviços a seguir, indicados de acordo com as especificações e normas

Leia mais

RELATÓRIO DE PLANTIO. Código: 10/2011

RELATÓRIO DE PLANTIO. Código: 10/2011 Código: 10/2011 Propriedade: Chácara Paraíso Coordenadas (UTM): 556100 L 7662900 S Número de mudas plantadas: 240 (Duzentos e Quarenta) Datas do plantio: 01, 03 e 04 de novembro de 2011 Patrocinador(es):

Leia mais

DISCURSO SOBRE DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE DEPUTADO MARCELO SERAFIM (PSB-AM) No dia Mundial do Meio Ambiente o Planeta Terra se volta para a questão

DISCURSO SOBRE DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE DEPUTADO MARCELO SERAFIM (PSB-AM) No dia Mundial do Meio Ambiente o Planeta Terra se volta para a questão DISCURSO SOBRE DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE DEPUTADO MARCELO SERAFIM (PSB-AM) Senhoras Deputadas, Senhores Deputados, Povo do Estado do Amazonas, No dia Mundial do Meio Ambiente o Planeta Terra se volta

Leia mais

Caros colegas e amigos,

Caros colegas e amigos, Caros colegas e amigos, Temos o prazer de convidá-los a participar do V Congresso Brasileiro de Transplante de Fígado, Pâncreas e Intestino, que será realizado no período de 09 a 11 de outubro de 2008,

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE CIÊNCIAS

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE CIÊNCIAS COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 1ª PROVA SUBSTITUTIVA DE CIÊNCIAS Aluno(a): Nº Ano: 6º Turma: Data: / /2012 Nota: Professor(a): Karina Valor da Prova: 65 pontos Orientações gerais: 1)

Leia mais

VIII BioCiências Mostra de Projetos Experimentais de Itumbiara-GO

VIII BioCiências Mostra de Projetos Experimentais de Itumbiara-GO VIII BioCiências: Mostra de Projetos Experimentais de Itumbiara-GO Chamada MCTI/CNPq/MEC/CAPES/SEB N º 25/2011 - apoio à realização de Feiras de Ciências e Mostras Científicas 1 Caracterização da Proposta

Leia mais

Simone Cristina de Oliveira (1) Engenheira Agrônoma (UFV), Mestre em Sociologia (UNESP), Gerente de Gestão Ambiental do DAAE

Simone Cristina de Oliveira (1) Engenheira Agrônoma (UFV), Mestre em Sociologia (UNESP), Gerente de Gestão Ambiental do DAAE EDUCAÇÃO AMBIENTAL COMO FERRAMENTA PARA O PLANEJAMENTO DA GESTÃO DO SANEAMENTO TEMA VII.c: EDUCAÇÂO AMBIENTAL Simone Cristina de Oliveira (1) Engenheira Agrônoma (UFV), Mestre em Sociologia (UNESP), Gerente

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERENCIA PROCESSO LICITATÓRIO Nº 006/2011- FAO/GCP/BRA/070/EC

ANEXO I TERMO DE REFERENCIA PROCESSO LICITATÓRIO Nº 006/2011- FAO/GCP/BRA/070/EC FOOD AND AGRICULTURE ORGANIZATION OF THE UNITED NATIONS ORGANISATION DES NATIONS UNIES POUR L ALIMENTATION ET L AGRICULTURE ORGANIZACION DE LAS NACIONES UNIDAS PARA LA AGRICULTURA Y LA ALIMENTACION ORGANIZAÇÃO

Leia mais

1ª REUNIÃO GLOBAL SOBRE PECUÁRIA SUSTENTÁVEL

1ª REUNIÃO GLOBAL SOBRE PECUÁRIA SUSTENTÁVEL Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - MAPA 1ª REUNIÃO GLOBAL SOBRE PECUÁRIA SUSTENTÁVEL Tema: Políticas Públicas no Brasil para o Desenvolvimento da Pecuária Sustentável Plano ABC Elvison

Leia mais

Fundação Mokiti Okada M.O.A Centro de Pesquisa Mokiti Okada - CPMO

Fundação Mokiti Okada M.O.A Centro de Pesquisa Mokiti Okada - CPMO Fundação Mokiti Okada M.O.A Mokiti Okada - CPMO AGRICULTURA NATURAL/ORGÂNICA COMO INSTRUMENTO DE FIXAÇÃO BIOLÓGICA E MANUTENÇÃO DO NITROGÊNIO NO SOLO. UM MODELO SUSTENTÁVEL DE MDL Dr. Fernando Augusto

Leia mais

A EDUCAÇÃO A FAVOR DA VIDA E CONTRA O CRACK

A EDUCAÇÃO A FAVOR DA VIDA E CONTRA O CRACK GOVERNO DE SERGIPE SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO A EDUCAÇÃO A FAVOR DA VIDA E CONTRA O CRACK MOBILIZAÇÃO DA ARTE, CULTURA E CIDADANIA CONTRA O CRACK. 1 I- INTRODUÇÃO A Secretaria de Estado da Educação

Leia mais

São Paulo, abril de 2009

São Paulo, abril de 2009 A São Paulo, abril de 2009 Prezados Senhores, De 16 a 18 de abril de 2010, no Estação Embratel em Curitina, a SOBRAFO Sociedade Brasileira de Farmacêuticos em Oncologia, irá promover o seu quinto Congresso

Leia mais

Evento: 14ª Semana Acadêmica Organização: Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Período: 22/Abril a 26/Abril de 2013

Evento: 14ª Semana Acadêmica Organização: Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Período: 22/Abril a 26/Abril de 2013 14 a SEMANA ACADÊMICA DE Evento: 14ª Semana Acadêmica Organização: Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Período: 22/Abril a 26/Abril de 2013 Local: Associação de Ensino

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES. 41 anos: cuidando das pessoas e da Terra!

RELATÓRIO DE ATIVIDADES. 41 anos: cuidando das pessoas e da Terra! RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013 41 anos: cuidando das pessoas e da Terra! Avenida João Batista Medina, 358 Embu - SP - CEP 06840-000 (11) 4781.6837 - www.seaembu.org SOCIEDADE ECOLÓGICA - SEAE 41 anos cuidando

Leia mais

Universidade Estadual de Londrina CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE ZOOTECNIA

Universidade Estadual de Londrina CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE ZOOTECNIA PROPOSTA 1 Curso Nome(s) do(s) Curso(s) ZOOTECNIA Código e-mec 56129 Conceito ENADE 4 Coordenador da Proposta (Tutor do Grupo) ANA MARIA BRIDI 2 Caracterização da Proposta 2.1Área de Conhecimento (código

Leia mais

INDICAÇÃO N o, DE 2015

INDICAÇÃO N o, DE 2015 55ª Legislatura 1ª Sessão Legislativa Ordinária INDICAÇÃO N o, DE 2015 Sugere a criação de um programa de irrigação nas regiões afetadas por estiagens, em estados brasileiros. Agricultura, Pecuária e Abastecimento:

Leia mais

Nº 06. sistema agroflorestal

Nº 06. sistema agroflorestal EMEIO AMBIENT Nº 06 sistema agroflorestal Em uma sala de aula na zona rural... Bom dia! Bom dia, professor! Hoje vamos falar sobre o futuro do planeta! O senhor disse que iríamos estudar agricultura e

Leia mais

PLANO DE AULA/ROTINA DIÁRIA

PLANO DE AULA/ROTINA DIÁRIA EJA Ensino Fundamental 2º Segmento GOVERNO DO ESTADO DO AMAZONAS PLANO DE AULA/ROTINA DIÁRIA Fase/Ano: 4ª Fase 6º e 7º Ano Ano Letivo: 2014 Componente Curricular: Geografia Professores do Estúdio: Jefferson

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA AGRONÔMICA

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA AGRONÔMICA REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA AGRONÔMICA 2014 São Luis de Montes Belos Goiás Faculdade Montes Belos Curso de Engenharia Agronômica São Luis de Montes Belos - Goiás COORDENADOR

Leia mais

Fortalecimento da cadeia produtiva do leite Elizabeth Nogueira Fernandes Chefe Adjunto de Transferência de Tecnologia

Fortalecimento da cadeia produtiva do leite Elizabeth Nogueira Fernandes Chefe Adjunto de Transferência de Tecnologia Audiência Pública Comissão de Agricultura e Reforma Agrária Fortalecimento da cadeia produtiva do leite Elizabeth Nogueira Fernandes Chefe Adjunto de Transferência de Tecnologia Cadeia produtiva do leite

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Artigo 1º - As Atividades Complementares constituem ações a serem desenvolvidas ao longo do curso, criando

Leia mais

APPA Associação de Proteção e Preservação Ambiental de Araras A natureza, quando agredida, não se defende; porém,ela se vinga.

APPA Associação de Proteção e Preservação Ambiental de Araras A natureza, quando agredida, não se defende; porém,ela se vinga. O desmatamento, ao longo dos anos, no município de Araras, contribuiu para a redução no suprimento de água potável, devido à formação geológica local, que resulta nos aqüíferos do grupo Passa Dois e Basalto

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA N o 18, DE 05 DE MARÇO DE 2010

PORTARIA NORMATIVA N o 18, DE 05 DE MARÇO DE 2010 INSTITUTO CHICO MENDES DE CO NSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE PORTARIA NORMATIVA N o 18, DE 05 DE MARÇO DE 2010 Estabelece os procedimentos relativos à emissão de certificados em eventos de capacitação e desenvolvimento

Leia mais

1º Congresso Alianças Sociais Responsabilidade Social Corporativa em prol da Sustentabilidade

1º Congresso Alianças Sociais Responsabilidade Social Corporativa em prol da Sustentabilidade 1º Congresso Alianças Sociais Responsabilidade Social Corporativa em prol da Sustentabilidade Curitiba 30 de outubro de 2012 Agenda Sustentabilidade: Várias Visões do Empresariado Desenvolvimento sustentável;

Leia mais

PESQUISA E ENSINO EM PROJETOS INTERDISCIPLINARES DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL ESCOLAR

PESQUISA E ENSINO EM PROJETOS INTERDISCIPLINARES DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL ESCOLAR PESQUISA E ENSINO EM PROJETOS INTERDISCIPLINARES DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL ESCOLAR Heloisa Vitória de Castro Mestranda em Geografia PPGG UFG Campus Catalão(GO) heloisavcp@hotmail.com Prof. Dr. Cláudio José

Leia mais

Manuel Cláudio Motta Macedo Ademir Hugo Zimmer

Manuel Cláudio Motta Macedo Ademir Hugo Zimmer 16 Potencial para Adoção da Estratégia de Integração Lavoura- -Pecuária e de Integração Lavoura-Pecuária- -Floresta para Recuperação de Pastagens Degradadas Manuel Cláudio Motta Macedo Ademir Hugo Zimmer

Leia mais

LEI Nº 071/2007 FAZ SABER,

LEI Nº 071/2007 FAZ SABER, LEI Nº 071/2007 INCLUI PROGRAMAS DE GOVERNO NO PPA (2006/2009), E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL DE SANTIAGO, RS no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Art.68,III de Lei Orgânica

Leia mais

57 mil. Nos últimos oito anos tivemos a participação de 57 mil profissionais em eventos presenciais e ao vivo pela web.

57 mil. Nos últimos oito anos tivemos a participação de 57 mil profissionais em eventos presenciais e ao vivo pela web. InstitutoPINI A cada ano os eventos PINI chamam a atenção de mais profissionais empresas do setor da construção e de empresas anunciantes dos mais variados setores da economia, que desejam se comunicar

Leia mais

Políticas Públicas para o Desenvolvimento Agropecuário no Brasil

Políticas Públicas para o Desenvolvimento Agropecuário no Brasil Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo - SDC Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - MAPA Políticas Públicas para o Desenvolvimento Agropecuário no Brasil Reunião Regional

Leia mais

Curso de Qualificação Profissional: AGROECOLOGIA E AGRICULTURA FAMILIAR

Curso de Qualificação Profissional: AGROECOLOGIA E AGRICULTURA FAMILIAR Curso de Qualificação Profissional: AGROECOLOGIA E AGRICULTURA FAMILIAR Justificativa: A agricultura familiar é responsável por parte considerável da produção agrícola do país, abastecendo principalmente

Leia mais

11º Mostra de Ações Socioambientais 2015 REGULAMENTO

11º Mostra de Ações Socioambientais 2015 REGULAMENTO Centro das Indústrias do Estado de São Paulo Grupo de Trabalho de Meio Ambiente - GTMA Grupo de Trabalho em Responsabilidade Social GTRS Diretoria Regional em Jacareí 11º Mostra de Ações Socioambientais

Leia mais

http://www.emater.mg.gov.br/site_emater/serv_prod/livraria/olericultura/hortalicas...

http://www.emater.mg.gov.br/site_emater/serv_prod/livraria/olericultura/hortalicas... Página 1 de 6 Olericultura Produção Orgânica de Hortaliças Nome Hortaliças : Produção Orgânica Produto Informação Tecnológica Data Abril - 2000 Preço - Linha Olericultura Resenha Informações gerais sobre

Leia mais