AS ESTÂNCIAS AURORA E SOSSEGO AGRADECEM AOS COLABORADORES:

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AS ESTÂNCIAS AURORA E SOSSEGO AGRADECEM AOS COLABORADORES:"

Transcrição

1

2 AS ESTÂNCIAS AURORA E SOSSEGO AGRADECEM AOS COLABORADORES: PRODUTOS VETERINÁRIOS R Brazeiro Sementes

3 AS ESTÂNCIAS AURORA E SOSSEGO AGRADECEM AOS COLABORADORES:

4 Regulamento 1. O leilão será realizado no dia 18 de outubro de 2013, as 19h, no Parque da Associação Rural de Uruguaiana. 2. Condições de pagamento: - 15 (quinze) parcelas fixas, sendo, Plano Safra, saldo em 05/05/2014; - 10 % ( dez por cento ) desconto à vista. 3. O não pagamento de quaisquer parcelas em seu exato vencimento, implicará a cobrança antecipada de todo o saldo devedor, conforme disposição que consta no instrumento Particular de Compra e Venda. 4. Imediatamente após a batida do martelo, o comprador assinará a nota do leilão dando aceite aos negócios efetuados. Após suas compras, deve passar no escritório da firma leiloeira para regularizar o acerto das mesmas, assinando o Contrato de Compra e Venda. 5. O acerto das compras deverá ser efetuado no dia do Leilão no Escritório Trajano Silva Remates no próprio Sindicato Rural de Uruguaiana. 6. O comprador, no ato de sua primeira compra, deverá preencher ficha de dados para faturamento e entregá-la ao funcionário encarregado. Por conseguinte, a nota de Leilão e os demais documentos serão emitidos em nome do indicado na citada ficha. 7. Qualquer incidência de ICMS (ou outros impostos sobre a transação), correrão por conta do comprador. 8. Os interessados devem proceder com antecedência a devida revisão dos animais, pois uma vez na pista a distância impede a verificação de certos detalhes somente visíveis de perto. Reclamações desta natureza não serão aceitas. 9. Após efetuada a venda, os animais deverão ser retirados no prazo máximo de 1 (um) dia após o termino do leilão. 10.Os compradores que não apresentam referências pessoais e/ou bancárias, poderão ter seus cadastros analisados, para posterior liberação dos animais. 11. Os certificados de transferência dos animais, devidamente assinados, serão entregues após o completo pagamento de todos os títulos. 12.O comprador dá ao vendedor, em penhor a mercadoria, até a liquidação total da divida, ficando o comprador de posse da mercadoria na qualidade de fiel depositário. 13.As vendas no leilão serão irrevogáveis, não podendo o comprador recusar o animal ou solicitar reduções de seu preço, de conformidade com o disposto no art do Código Civil. 14. O leiloeiro reserva-se o direito de não aceitar lances de pessoas que, a seu critério, considera não merecedora de créditos. 15. É facultado aos vendedores, bem como aos solicitantes, fazeremse representar por procuradores legalmente constituídos. 16.É facultado aos compradores examinarem ou mandar examinar por veterinário ou técnico de sua confiança, os animais antes do Remate, após o que não serão aceitas reclamações. 17.Os participantes do Leilão obrigam-se a acatar de forma definitiva e irrevogável as disposições do presente regulamento, o qual é considerado como conhecido por todos, não podendo se recusar a aceitá-lo ou cumpri-lo, alegando que não o conhecem, conforme dispositivos encontrados no art. 3º da Lei de Introdução ao nosso Código Civil. 18.A palavra do leiloeiro, no decorrer do leilão é credenciada a alterar ou complementar estas condições. 19.Compras feitas em leilão público em parcelas fixas não sujeitas a aplicação de índice deflator. TRAJANO SILVA REMATES Rua Marques do Pombal, 1312 B. Moinhos de Vento Av. Presidente Vargas Fone: (51) Fone: (55) /1432 Porto Alegre RS Uruguaiana RS 01

5 Garantia de Sanidade e Fertilidade 1. As vacas, vaquilhonas e terneiras foram vacinadas contra Brucelose quando entre 04 e 12 meses de idade. 2. Todos os touros à venda, estão com fertilidade comprovada, através de Exame Andrológico completo.(*) 3. As cabanhas colocam a disposição dos compradores veterinários credenciados. Uma vez entregues os animais, não serão mais aceitas reclamações. 4. Touros Braford foram submetidos à exame para diagnósticos de Brucelose e Tuberculose com reação negativa.(*) 5. Todos os touros à venda foram vacinados contra Carbúnculo Sintomático, Hemático e Gangrena Gasosa, contra IBR, BVD, Leptospirose e Doenças Reprodutivas. 6. Visando uma melhor apresentação, os touros de 02 anos (nasc. 2010), tiveram uma complementação alimentar diferenciada, durante os últimos meses. (*) Estes exames foram realizados pelos veterinários Fabrício de Faria Corrêa (Estância Aurora); Luiz Rafael Zaccaro Lagreca e João Carlos W. Pinheiro ( Estância Sossego). 02

6 Observações para o manejo de touros 1º Ao receber os animais, coloque-os em potreiros com boa pastagem, água e sombra. 2º Recomenda-se olhar os animais diáriamente, observando seu comportamento. Qualquer alteração busque apoio técnico. 3º Quando o animal adquirido estiver preparado para Exposição ou Remate, deve-se adaptar o mesmo para a nova pastagem durante o período aproximado de 60 dias, a fim de que ocorram algumas modificações digestivas normais e, também, a diminuição do seu peso. 4º Faça rodízio quinzenal para repouso sexual. 5º Use a relação próxima a adequada (1 touro p/ 25 vacas). 6º Não utilize potreiros muito grandes durante o período de monta. 7º Faça testes de fertilidade anual em todos os touros. 8º Use suplementação mineralizada adequada. 9º Durante o inverno, mantenha-os em potreiros com pastagens diferidas. F.F.F.C

7 04

8 05

9 06

10 07

11 08

12 09

13 VAQUILHONAS BRABORD B (DOADORAS DE EMBRIÕES 10

14 VAQUILHONAS BRABORD B (DOADORAS DE EMBRIÕES 11

15 12

16 13

17 14

18 15

19 16

20 17

21 18

22 19

23 20

24 21

25 22

26 23

27 24

28 25

29 26

30 27

31 28

32 29

33 Uma boa ferramenta de seleção do mérito genético para o rendimento de carne deve ser utilizada pelos criadores de gado de corte. A técnica de ultra-sonografia real-time. A tendência de comercialização de animais e suas carcaças dentro de determinadas especificações de mercado esta fazendo com que os progenitores utilizados apresentem informações de desempenho conhecidas para que possam ser exploradas com maior eficiência. Para a indústria e importante a introdução do conceito de qualidade potencial utilizando marketing para incentivar a procura por um produto consistente e de qualidade, alem d estabelecer uma linguagem comum no mercado já que este utiliza as medidas de composição corporal à comercialização dos animais e suas carcaças (quantidade de gordura, quantidade de carne magra) Atualmente existe a possibilidade de gerar informações do mérito genético da carcaça dos animais em idade jovem de sua vida produtiva in vivo, diminuindo o custo e tempo necessário na obtenção de animais superiores quanto a qualidade de carcaça produzida se comparado a testes de progênies tradicionais. A técnica de ultra-sonografia real-time caracteriza-se por ser um método rápido e não invasivo oferecendo meios objetivos de avaliar os animais vivos em relação a sua composição corporal, influenciando positivamente na melhoria da comunicação em todos os setores envolvidos na industria de carne vermelha. A identificação de animais que produzam produtos uniformes e específicos conforme o nicho de mercado, poderá melhorar os contratos comerciais e levar aos produtores a oportunidade na compra de progenitores que assegurem a produção de animais eficientes dentro do sistema de produção em que são criados. É importante a estimativa do peso e da percentagem de cortes comercias para que o produtor possa obter valor agregado de seu produto no caso, de touros que produzam filhos com maior rendimento de cortes comerciais, para indústria, animais com maior rendimento de carne limpa, para os retalhistas carcaças com maior rendimento de porção comestível, e para os consumidores, maior aproveitamento culinário dos cortes adquiridos. O produtor de corte de gado deve pensar em produzir um produto e depois encontrar um mercado. Produzir e depois buscar um mercado tem sido a área de atuação da maioria dos produtores de carne nos últimos tempos, sem a preocupação de forma-lo. Entretanto, para o sucesso e sobrevivência devem alcança-lo mais efetivamente para assegurar a completa integração com as especificações de seus consumidores. Os programas de seleção utilizam várias características de interesse econômico e atualmente estão incorporando as características relacionadas ao produto final, ou seja, característica de carcaças. Entretanto, para que o produtor trace seus objetivos de seleção, e que realmente sejam eficientes, é necessário o entendimento das relações existentes entre as características que estão sendo incorporadas no processo de seleção. A espessura de gordura subcutânea e a percentagem dos cortes comerciais, estão inversamente relacionada, alta espessura e gordura subcutânea, baixa percentagem dos cortes comerciais. A área de olho de lombo é positivamente correlacionada com o peso dos cortes comerciais. (WALLACE et al., 1978, KOCH et al, WHEELER et al. 1997). Vário trabalho, tem avaliado a eficiência da utilização da ultra- sonografia real- time na predição da quantidade e percentagem de carne comercializável (Cross and Wittaker 1992, Wilson 1992, Houghton and Turlington, 1992, Wilson et al. 1993, Herring et al.1993, Hamlin et al. 1995, Shepard et al. 1996, Willians et al. 1997;Hassen et al., 1998 e 1999; Wilsn et al., 2000). A maioria destes autores tem concluído que os modelos de predição baseados nas medidas obtidos por ultra-som in vivo apresenta uma acuracia tal qual os baseados sobre medidas de carcaça pos-mortem. Espessura de gordura subcutânea É a espessura de gordura de cobertura dada em milímetros, medido entre a 12º e 13º costela ¾ de distancia da linha medial no músculo Longissimus.. Esta característica esta associada positivamente a precocidade de terminação. Animais dentro do mesmo grupo contemporâneo com maior espessura de cobertura são fisiologicamente mais precoces. Área de olho de lombo É a medida da área do músculo longissimus (músculo do contra-file) dada em centímetros quadrados entre a 12º e 13º costelas região do tórax do animal. Esta característica esta associada positivamente com a musculatura, com o peso e rendimento dos cortes comerciais de 1º qualidade do animal. Animais dentro do mesmo grupo contemporâneo com maior área de olho de lombo apresentam maior rendimento de carne. Com esta tecnologia agora disponível a nível de fazenda, os touros, novilhas de reposição e novilhos para o abate podem ser classificados em grupos conforme as especificações de mercado, orientando os produtores na seleção, a industria na compra de matéria prima de melhor qualidade, e os retalhistas, na aquisição de carcaça que apresentem maior rendimento de cortes desossados. Prof. Jaime U. Tarouco, MSc. 30

34

REGULAMENTO LEILÃO VIRTUAL SELEÇÃO GENÉTICA FAZENDA CAMPESTRE 1 - Os animais estarão expostos no site, por um período de 11 de dezembro de 2015 a 15 de dezembro de 2015. Durante este período, receberão

Leia mais

14º LEILÃO BRANGUS REGULAMENTO

14º LEILÃO BRANGUS REGULAMENTO 14º LEILÃO BRANGUS REGULAMENTO DOURADOS, 21 MAIO DE 2011 Como é norma de todos os leilões públicos, o comprador é quem estabelece livremente o preço, não podendo desta forma ser aplicado qualquer índice

Leia mais

Especificações do Contrato Futuro de Boi Gordo Denominado em Reais

Especificações do Contrato Futuro de Boi Gordo Denominado em Reais Especificações do Contrato Futuro de Boi Gordo Denominado em Reais 1. Objeto de negociação Boi gordo acabado para abate. Tipo: bovinos machos, castrados, bem acabados (carcaça convexa), em pasto ou confinamento.

Leia mais

Selecionando para Melhorar as Carcaças do Gado de Corte:

Selecionando para Melhorar as Carcaças do Gado de Corte: Selecionando para Melhorar as Carcaças do Gado de Corte: Leonardo Campos 1 e Gabriel Campos 2 O professor e pesquisador norte-americano R.A. Bob Long, colunista da revista Angus Journal e autor do Sistema

Leia mais

REGULAMENTO DA CÂMARA DE REGISTRO, COMPENSAÇÃO E LIQUIDAÇÃO DE OPERAÇÕES DE CÂMBIO BM&FBOVESPA

REGULAMENTO DA CÂMARA DE REGISTRO, COMPENSAÇÃO E LIQUIDAÇÃO DE OPERAÇÕES DE CÂMBIO BM&FBOVESPA REGULAMENTO DA CÂMARA DE REGISTRO, COMPENSAÇÃO E LIQUIDAÇÃO DE OPERAÇÕES DE CÂMBIO BM&FBOVESPA CAPÍTULO I DAS DEFINIÇÕES CAPÍTULO II DAS ATIVIDADES DA CÂMARA CAPÍTULO III DOS PARTICIPANTES CAPÍTULO IV

Leia mais

SUPLEMENTAÇÃO DE BEZERROS DE CORTE

SUPLEMENTAÇÃO DE BEZERROS DE CORTE SUPLEMENTAÇÃO DE BEZERROS DE CORTE Nos primeiros meses de vida os bezerros obtêm grande parte dos nutrientes de que precisa do leite materno, que é de fácil digestão para o animal que ainda é jovem. Em

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DO RANKING NACIONAL DA ABCT

REGULAMENTO GERAL DO RANKING NACIONAL DA ABCT REGULAMENTO GERAL DO RANKING NACIONAL DA ABCT RANKING NACIONAL CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS, ESTRUTURAÇÃO E COMPETIÇÕES Art. 1º - O Regulamento Geral das Exposições e Competições Oficiais da ABCT tem como

Leia mais

Avaliação de Carcaça por Ultrassom e sua Aplicação Prática.

Avaliação de Carcaça por Ultrassom e sua Aplicação Prática. ISSN 1983-0475 Avaliação de Carcaça por Ultrassom e sua Aplicação Prática. Qual é a Importância desta Tecnologia para o Produtor. 48 O Circular Técnica Bagé, RS Agosto, 015 Autores Marcos Jun-Iti Yokoo

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA SECRETARIA DE ESTADO DE FINANÇAS COORDENADORIA DA RECEITA ESTADUAL GETRI GERÊNCIA DE TRIBUTAÇÃO

GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA SECRETARIA DE ESTADO DE FINANÇAS COORDENADORIA DA RECEITA ESTADUAL GETRI GERÊNCIA DE TRIBUTAÇÃO Interessado : Agência de Rendas de Ministro Andreazza 4ª DRRE Endereço : Av. Pau Brasil, nº. 5454 - Bairro Centro Ministro Andreazza - RO Assunto : Consulta PARECER Nº. 174/2007/GETRI/CRE/SEFIN EMENTA:

Leia mais

Manual. do Produtor. de bezerro de corte

Manual. do Produtor. de bezerro de corte Manual do Produtor de bezerro de corte INTRODUÇÃO 02 A etapa de cria na cadeia produtiva da carne bovina é muito importante, e caracterizase como um período fundamental no processo de produção. As técnicas

Leia mais

INTRODUÇÃO A etapa de cria na cadeia produtiva da carne bovina é muito importante, e caracteriza-se como um período fundamental no processo de

INTRODUÇÃO A etapa de cria na cadeia produtiva da carne bovina é muito importante, e caracteriza-se como um período fundamental no processo de d e b e z e r r o d e c o r t e INTRODUÇÃO A etapa de cria na cadeia produtiva da carne bovina é muito importante, e caracteriza-se como um período fundamental no processo de produção. As técnicas utilizadas

Leia mais

LEILÃO EDITAL LL-Nº 1.94.2015.0001 OBJETO: VENDA SUCATAS, E BENS MÓVEIS INSERVÍVEIS.

LEILÃO EDITAL LL-Nº 1.94.2015.0001 OBJETO: VENDA SUCATAS, E BENS MÓVEIS INSERVÍVEIS. Edital de Leilão Área: Alienação de Bens Código: F.E.AB.DTM.08.07 COMPANHIA HIDRO ELÉTRICA DO SÃO FRANCISCO DEPARTAMENTO DE TECNOLOGIA E ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAL DIVISÃO DE GESTÃO DE MATERIAL LEILÃO EDITAL

Leia mais

REGULAMENTO. 1) Os lances serão, obrigatoriamente, multiplicados por 24 (vinte e quatro) para estabelecer o preço final do animal à venda.

REGULAMENTO. 1) Os lances serão, obrigatoriamente, multiplicados por 24 (vinte e quatro) para estabelecer o preço final do animal à venda. REGULAMENTO Todos os participantes do leilão obrigam-se de forma definitiva e irrecorrível a acatarem as disposições do presente Regulamento não podendo se escusar de aceitá-lo ou cumpri-lo, alegando que

Leia mais

PADS 2013 PROVA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DO SENEPOL 2013

PADS 2013 PROVA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DO SENEPOL 2013 PADS 2013 PROVA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DO SENEPOL 2013 1. Introdução A PADS 2013, a ser promovida e organizada pelo Núcleo de Melhoramento da Raça Senepol sob supervisão técnica do GENEPLUS - Programa

Leia mais

Evoluir é democratizar o conhecimento. Melhoramento genético: investimento com retorno garantido

Evoluir é democratizar o conhecimento. Melhoramento genético: investimento com retorno garantido Evoluir é democratizar o conhecimento Uma das características mais marcantes do ser humano é a de registrar o conhecimento. Isso nos diferenciou e proporcionou nossa rápida evolução em relação a outras

Leia mais

REGULAMENTO DA CÂMARA DE REGISTRO, COMPENSAÇÃO E LIQUIDAÇÃO DE OPERAÇÕES DE CÂMBIO DA BM&FBOVESPA. Março 2014. Página 1

REGULAMENTO DA CÂMARA DE REGISTRO, COMPENSAÇÃO E LIQUIDAÇÃO DE OPERAÇÕES DE CÂMBIO DA BM&FBOVESPA. Março 2014. Página 1 REGULAMENTO DA CÂMARA DE REGISTRO, COMPENSAÇÃO E LIQUIDAÇÃO DE OPERAÇÕES DE CÂMBIO DA BM&FBOVESPA Março 2014 Página 1 ÍNDICE CAPÍTULO I DAS DEFINIÇÕES... 3 CAPÍTULO II DAS ATIVIDADES DA CÂMARA... 6 CAPÍTULO

Leia mais

AQUISIÇÃO GOVERNO FEDERAL AGF 2011 - TRIGO

AQUISIÇÃO GOVERNO FEDERAL AGF 2011 - TRIGO O QUE É A AGF? É a aquisição direta de produto constante da pauta da Política de Garantia de Preço Mínimo pelo Governo Federal. QUANDO É REALIZADA? Quando o preço de mercado estiver abaixo do Preço Mínimo

Leia mais

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA EMBRAPA

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA EMBRAPA 1 REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA EMBRAPA CAPÍTULO I - Do Objeto EDITAL DE LEILÃO n o 03/2014 Processo Administrativo

Leia mais

30POLLED HEREFORD e BRAFORD

30POLLED HEREFORD e BRAFORD Domingo, 05 de Julho de 2015 - às 14h Londrina/PR Curitiba/PR São Miguel do Oeste/SC Acesse os VÍDEOS dos lotes dos animais em seu telefone via código QR CODE 30 Dois Vizinhos/PR Fêmeas - PC POLLED HEREFORD

Leia mais

AQUISIÇÃO GOVERNO FEDERAL AGF 2011 - ARROZ

AQUISIÇÃO GOVERNO FEDERAL AGF 2011 - ARROZ O QUE É A AGF? É a aquisição direta de produto constante da pauta da Política de Garantia de Preço Mínimo pelo Governo Federal. QUANDO É REALIZADA? Quando o preço de mercado estiver abaixo do Preço Mínimo

Leia mais

Curva de Crescimento e Produtividade de Vacas Nelore

Curva de Crescimento e Produtividade de Vacas Nelore Curva de Crescimento e Produtividade de Vacas Nelore THIAGO VINÍCIUS DE SOUZA GRADUANDO EM MEDICINA VETERINÁRIA UFMT/SINOP CONTATO: THIAGOV_SOUZA@HOTMAIL.COM Produtividade Cenário atual Nelore sistema

Leia mais

Regulamento. Leiloeiro Eduardo Vaz

Regulamento. Leiloeiro Eduardo Vaz Regulamento Leiloeiro Eduardo Vaz Todos os participantes do leilão obrigam- se de forma definitiva e irrecorrível a acatarem as disposições do presente Regulamento não podendo se escusar de aceitá- lo

Leia mais

No Sistema Participativo de Garantia as avaliações da conformidade visam:

No Sistema Participativo de Garantia as avaliações da conformidade visam: MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO SISTEMA PARTICIPATIVO DE GARANTIA DA QUALIDADE ORGÂNICA E BIODINÂMICA DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE AGRICULTURA BIODINÂMICA - VERSÃO 5 No Sistema Participativo de Garantia as avaliações

Leia mais

Questões Extras Direito Tributário Profº Ricardo Alexandre www.lfg.com.br/ www.cursoparaconcursos.com.br

Questões Extras Direito Tributário Profº Ricardo Alexandre www.lfg.com.br/ www.cursoparaconcursos.com.br TRIBUTO - CONCEITO 1. (ESAF/GEFAZ-MG/2005) Na atividade de cobrança do tributo a autoridade administrativa pode, em determinadas circunstâncias, deixar de aplicar a lei. 2. (ESAF/GEFAZ-MG/2005) Segundo

Leia mais

RANKING PARANAENSE DE CRIADORES DE OVINOS 2015. CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS Art 1º - O Ranking paranaense de criadores de ovinos tem como objetivo:

RANKING PARANAENSE DE CRIADORES DE OVINOS 2015. CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS Art 1º - O Ranking paranaense de criadores de ovinos tem como objetivo: RANKING PARANAENSE DE CRIADORES DE OVINOS 2015 CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS Art 1º - O Ranking paranaense de criadores de ovinos tem como objetivo: I promover as raças registradas pela ARCO, bem como os Criadores

Leia mais

Fazenda São Francisco São Francisco de Paula-RS Proprietário: José Lauri Moreira de Lucena

Fazenda São Francisco São Francisco de Paula-RS Proprietário: José Lauri Moreira de Lucena Fazenda São Francisco São Francisco de Paula-RS Proprietário: José Lauri Moreira de Lucena Área total: 354 ha Área pastoril: 330 ha Sistema de produção: Cria de Bovinos Histórico 1982 Início da propriedade

Leia mais

CONTRATO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE ANIMAL PLANO PETMEDIC

CONTRATO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE ANIMAL PLANO PETMEDIC CONTRATO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE ANIMAL PLANO PETMEDIC QUALIFICAÇÃO Nome: DO(A) CONTRATANTE: Filiação: / Data de nascimento: / / CPF: RG: Órgão emissor: Endereço: Nº Complemento: Bairro: CEP Cidade: UF:

Leia mais

Informações! Residênciais e Comerciais;

Informações! Residênciais e Comerciais; Informações! Segue abaixo algumas informações importantes, para realizar sua contemplação providenciar a documentação solicitada e levar até uma loja do Magazine Luiza ou representação autorizada para

Leia mais

Diferimento de pastagens para animais desmamados

Diferimento de pastagens para animais desmamados Diferimento de pastagens para animais desmamados Marco Antonio Alvares Balsalobre Eng. Agrônomo doutor em Ciência Animal e Pastagens Diretor de Produto da Bellman Nutrição Animal LTDA Mirella Colombo Moscardini

Leia mais

Contrato de Repasse de Bônus

Contrato de Repasse de Bônus Contrato de Repasse de Bônus Cooperativa de Consumidores Global Brasil, com sede na Avenida Getúlio Vargas, 239N, Sala 08, na cidade de Chapecó, Santa Catarina, inscrita no CNPJ sob número 03.550.003/0001-97,

Leia mais

São aquelas que exploram a capacidade do solo por meio do. cultivo da terra, da criação de animais e da

São aquelas que exploram a capacidade do solo por meio do. cultivo da terra, da criação de animais e da 1 São aquelas que exploram a capacidade do solo por meio do cultivo da terra, da criação de animais e da transformação de determinados produtos agropecuários com vistas à obtenção de produtos que venham

Leia mais

IPI ICMS - SP LEGISLAÇÃO - SP ANO XX - 2009-2ª SEMANA DE JANEIRO DE 2009 BOLETIM INFORMARE Nº 02/2009

IPI ICMS - SP LEGISLAÇÃO - SP ANO XX - 2009-2ª SEMANA DE JANEIRO DE 2009 BOLETIM INFORMARE Nº 02/2009 IPI ANO XX - 2009-2ª SEMANA DE JANEIRO DE 2009 BOLETIM INFORMARE Nº 02/2009 INFRAÇÕES E ACRÉSCIMOS MORATÓRIOS Infrações - Procedimentos do Contribuinte - Pagamento - Acréscimos Moratórios - Multa de Mora

Leia mais

Sistemas de produção e Índices zootécnicos. Profª.: Valdirene Zabot

Sistemas de produção e Índices zootécnicos. Profª.: Valdirene Zabot Sistemas de produção e Índices zootécnicos Profª.: Valdirene Zabot O que é uma CADEIA? É um conjunto de elos onde cada um depende dos demais. Na cadeia de produção da carne e do couro, o bovino é ó elo

Leia mais

O Sistema de Pregão Por Prazo Determinado da Bolsa Brasileira de Mercadorias foi criado para realizar negócios de produtos agropecuários.

O Sistema de Pregão Por Prazo Determinado da Bolsa Brasileira de Mercadorias foi criado para realizar negócios de produtos agropecuários. Comercialização de carne na Bolsa Brasileira de Mercadorias Janeiro de 2010 1. Pregão por Prazo Determinado O Sistema de Pregão Por Prazo Determinado da Bolsa Brasileira de Mercadorias foi criado para

Leia mais

LICENCIATURA EM MATEMÁTICA CADERNO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ENSINO MÉDIO

LICENCIATURA EM MATEMÁTICA CADERNO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ENSINO MÉDIO LICENCIATURA EM MATEMÁTICA CADERNO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ENSINO MÉDIO RIBEIRÃO PRETO 2013 ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO Aluno: RA: Ano/semestre: Período letivo: 2 SUMÁRIO ORIENTAÇÕES

Leia mais

Instruções e planilhas para o controle de produção visando o melhoramento genético na bovinocultura de corte de base familiar

Instruções e planilhas para o controle de produção visando o melhoramento genético na bovinocultura de corte de base familiar ISSN 0103-376X Setembro, 2006 Instruções e planilhas para o controle de produção visando o melhoramento genético na bovinocultura de corte de base familiar 57 Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária

Leia mais

O Sistema de Pregão Por Prazo Determinado da Bolsa Brasileira de Mercadorias foi criado para realizar negócios de produtos agropecuários.

O Sistema de Pregão Por Prazo Determinado da Bolsa Brasileira de Mercadorias foi criado para realizar negócios de produtos agropecuários. Comercialização de carne na Bolsa Brasileira de Mercadorias Abril de 2010 1. Pregão por Prazo Determinado O Sistema de Pregão Por Prazo Determinado da Bolsa Brasileira de Mercadorias foi criado para realizar

Leia mais

EDITAL TOMADA DE PREÇO PARA AQUISIÇÃO DE TUBOS DE CONCRETO

EDITAL TOMADA DE PREÇO PARA AQUISIÇÃO DE TUBOS DE CONCRETO PREFEITURA MUNICIPAL DE SOLEDADE SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E AGRICULTURA EDITAL TOMADA DE PREÇOS Nº 38/2015 TIPO MENOR PREÇO EDITAL TOMADA DE PREÇO PARA AQUISIÇÃO DE TUBOS DE CONCRETO O PREFEITO MUNICIPAL

Leia mais

Ari José Fernandes Lacôrte Engenheiro Agrônomo MS Consultor Sênior

Ari José Fernandes Lacôrte Engenheiro Agrônomo MS Consultor Sênior BEZERROS: VENDER, RECRIAR OU ENGORDAR? Apesar de muitos pecuaristas não adotarem formalmente a estação de monta no Brasil há uma expressiva concentração do numero de animais desmamados no final do 1º semestre.

Leia mais

MANUAL DE RASTREABILIDADE

MANUAL DE RASTREABILIDADE MANUAL DE RASTREABILIDADE A.P.C.B.R.H/RASTRECERT CNPJ: 76.607.597/0001-07 Inscrição Estadual: 101.15739-39 Endereço: Rua Professor Francisco Dranka, nº 608 Bairro Orleans - CEP: 81200-560 Curitiba-Paraná

Leia mais

DOCUMENTOS DO CONTRATO DE COMPRA E VENDA

DOCUMENTOS DO CONTRATO DE COMPRA E VENDA Documentos da liquidação Fatura Documento que o vendedor envia ao comprador e onde apura o valor do montante a pagar. A fatura tem que ser emitida até ao 5ª dia útil após a realização da venda (nº1 do

Leia mais

Mauro Savi. 8º presidente da Nelore MT 2013 a 2014

Mauro Savi. 8º presidente da Nelore MT 2013 a 2014 Mauro Savi 8º presidente da Nelore MT 2013 a 2014 Mauro Savi veio de Medianeira, Paraná, e chegou a Mato Grosso há 31 anos. A primeira parada foi em Rondonópolis, depois seguiu para Coxim, Mato Grosso

Leia mais

ANEXO V - CLASSIFICAÇÃO DAS OPERAÇÕES, PRESTAÇÕES E SITUAÇÕES TRIBUTÁRIAS (a que se refere o artigo 597 deste regulamento)

ANEXO V - CLASSIFICAÇÃO DAS OPERAÇÕES, PRESTAÇÕES E SITUAÇÕES TRIBUTÁRIAS (a que se refere o artigo 597 deste regulamento) TABELA I - CÓDIGO FISCAL DE OPERAÇÕES E DE PRESTAÇÕES (CFOP) ANEXO V - CLASSIFICAÇÃO DAS OPERAÇÕES, PRESTAÇÕES E SITUAÇÕES TRIBUTÁRIAS (a que se refere o artigo 597 deste regulamento) DAS ENTRADAS DE MERCADORIAS,

Leia mais

DECRETO Nº 61.867, DE 7 DE DEZEMBRO DE 1967.

DECRETO Nº 61.867, DE 7 DE DEZEMBRO DE 1967. DECRETO Nº 61.867, DE 7 DE DEZEMBRO DE 1967. Regulamenta os seguros obrigatórios previstos no artigo 20 do Decreto-lei nº 73, de 21 de novembro de 1966, e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA,

Leia mais

A Cabanha JMT dá boas-vindas aos clientes presentes neste leilão desejando a todos boas compras.

A Cabanha JMT dá boas-vindas aos clientes presentes neste leilão desejando a todos boas compras. A Cabanha JMT dá boas-vindas aos clientes presentes neste leilão desejando a todos boas compras. JMT Agropecuária e Trajano Silva Remates Página 1 de 19 ANOTAÇÕES: Página 2 de 19 CABANHA BRANGUS JMT Realiza

Leia mais

Instruções para Cotação Eletrônica 152/2014

Instruções para Cotação Eletrônica 152/2014 Instruções para Cotação Eletrônica 152/2014 (Inciso II do Art. 24 da Lei nº 8.666/93 c/c Portaria nº 306, de 13 de dezembro de 2001). A União, por intermédio do Instituto Nacional de Câncer José Alencar

Leia mais

DÚVIDAS FREQUENTES CONSÓRCIO DE IMÓVEIS GAZIN

DÚVIDAS FREQUENTES CONSÓRCIO DE IMÓVEIS GAZIN DÚVIDAS CONSÓRCIO DE IMÓVEIS 1. Posso adquirir mais de uma carta de crédito no consorcio de Imóveis? Sim, o consórcio lhe dá a possibilidade de adquirir mais de uma carta de crédito, mediante análise prévia,

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Operação de Venda Presencial com Entrega Interestadual

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Operação de Venda Presencial com Entrega Interestadual Operação de Venda Presencial com Entrega Interestadual 24/07/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 4 3. Análise da Legislação... 9 4. Conclusão... 10 5.

Leia mais

CFOP DE ENTRADA DE MERCADORIA/UTILIZAÇÃO DE SERVIÇO

CFOP DE ENTRADA DE MERCADORIA/UTILIZAÇÃO DE SERVIÇO DE ENTRADA DE MERCADORIA/UTILIZAÇÃO DE SERVIÇO IMPORTAÇÃO DESCRIÇÃO DA OPERAÇÃO OU PRESTAÇÃO 1.100 2.100 3.100 COMPRAS PARA INDUSTRIALIZAÇÃO, PRODUÇÃO RURAL, COMERCIALIZAÇÃO OU PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS. 1.101

Leia mais

EDITAL DE LEILÃO PÚBLICO Nº 01/2012.

EDITAL DE LEILÃO PÚBLICO Nº 01/2012. EDITAL DE LEILÃO PÚBLICO Nº 01/2012. ALIENAÇÃO DE BENS IMÓVEIS, PERTENCENTES AO PATRIMÔNIO DO MUNICÍPIO DE PRAIA GRANDE, PROMOVIDO PELA PREFEITURA DA ESTÂNCIA BALNEÁRIA DE PRAIA GRANDE/SP. CRITÉRIO DE

Leia mais

Edição nº 61 Gestão 2011-2014 11 setembro de 2012. ALERTA GERENCIAL ALTERAÇÃO NA LEGISLAÇÃO ESTADUAL

Edição nº 61 Gestão 2011-2014 11 setembro de 2012. ALERTA GERENCIAL ALTERAÇÃO NA LEGISLAÇÃO ESTADUAL Edição nº 61 Gestão 2011-2014 11 setembro de 2012. ALERTA GERENCIAL ALTERAÇÃO NA LEGISLAÇÃO ESTADUAL 1. ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL EFD... 1 2. SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA... 2 2.1 Carnes e demais produtos

Leia mais

ATUAL SITUAÇÃO DA PECUÁRIA DE CORTE NO BRASIL

ATUAL SITUAÇÃO DA PECUÁRIA DE CORTE NO BRASIL ATUAL SITUAÇÃO DA PECUÁRIA DE CORTE NO BRASIL Empresa Júnior de Nutrição de Ruminantes NUTRIR FCA-UNESP-FMVZ INTRODUÇÃO CONCEITOS BÁSICOS CENÁRIO DADOS MERCADO DO BOI CONSIDERAÇÕES FINAIS CONCEITOS BÁSICOS

Leia mais

Projeções para a economia portuguesa: 2014-2016

Projeções para a economia portuguesa: 2014-2016 Projeções para a Economia Portuguesa: 2014-2016 1 Projeções para a economia portuguesa: 2014-2016 As projeções para a economia portuguesa apontam para uma recuperação gradual da atividade ao longo do horizonte.

Leia mais

COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO Nº 0070-2011-01

COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO Nº 0070-2011-01 COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO Nº 0070-2011-01 DRH-SN 0070-2011-01 PROFESSOR DE ENSINO SUPERIOR AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL/GESTÃO DE PROJETOS R$ 40,47 POR AULA (*) ver disposições finais FORMAÇÃO DE CADASTRO

Leia mais

Art. 2º Esta Instrução Normativa entra em vigor 180 (cento e oitenta dias) dias após a data de sua publicação.

Art. 2º Esta Instrução Normativa entra em vigor 180 (cento e oitenta dias) dias após a data de sua publicação. MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO GABINETE DO MINISTRO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 63, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2013 O MINISTRO DE ESTADO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO, no uso das atribuições

Leia mais

GOVERNO DE ALAGOAS SECRETARIA DA FAZENDA. *Publicado no DOE de 01/07/202

GOVERNO DE ALAGOAS SECRETARIA DA FAZENDA. *Publicado no DOE de 01/07/202 GOVERNO DE ALAGOAS SECRETARIA DA FAZENDA *Publicado no DOE de 01/07/202 DECRETO Nº 719, DE 28 DE junho DE 2002 Procede alteração no Regulamento do ICMS, aprovado pelo Decreto nº 35.245, de 26 de dezembro

Leia mais

IAS 38 Ativos Intangíveis

IAS 38 Ativos Intangíveis 2011 Sumário Técnico IAS 38 Ativos Intangíveis emitido até 1 Janeiro 2011. Inclui os IFRSs com data de vigência a paritr de 1º de janeiro de 2011, porém não inclui os IFRSs que serão substituídos. Este

Leia mais

ROTEIRO OPERACIONAL - CONSIGNADO SETOR PÚBLICO EXECUTIVO FEDERAL SIAPE

ROTEIRO OPERACIONAL - CONSIGNADO SETOR PÚBLICO EXECUTIVO FEDERAL SIAPE OPERACIONALIZAÇÃO DAS CONTRATAÇÕES E SUPORTE Filial BV Financeira Matriz São Paulo - Fone: (11) 3268-3100. PÚBLICO ALVO CONFORME LEGISLAÇÃO Servidores Ativos/Inativos; Aposentados; Cedidos; Pensionistas

Leia mais

A COMPASS COMERCIALIZADORA DE ENERGIA ELÉTRICA LTDA. OFERTA COMPASS nº 01/2009

A COMPASS COMERCIALIZADORA DE ENERGIA ELÉTRICA LTDA. OFERTA COMPASS nº 01/2009 A COMPASS COMERCIALIZADORA DE ENERGIA ELÉTRICA LTDA. OFERTA COMPASS nº 01/2009 EDITAL DE VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA NO AMBIENTE DE CONTRATAÇÃO LIVRE - ACL A OFERTA e os procedimentos relativos à Venda de

Leia mais

Gases Fluorados com Efeito de Estufa Jornada Técnica Climatización

Gases Fluorados com Efeito de Estufa Jornada Técnica Climatización Gases Fluorados com Efeito de Estufa Jornada Técnica Climatización Compra e venda de Gases Fluorados, no âmbito do Regulamento (UE) 517/2014, de 16 de abril. Gases Fluorados com Efeito de Estufa Legislação

Leia mais

GUIA COMPRA DE CASA. Comprar casa, nova ou usada, é sempre uma tarefa complexa.

GUIA COMPRA DE CASA. Comprar casa, nova ou usada, é sempre uma tarefa complexa. GUIA COMPRA DE CASA Comprar casa, nova ou usada, é sempre uma tarefa complexa. O BPI sintetizou algumas informações que o ajudarão a tomar a melhor decisão. 1 - Quais os custos a considerar na escolha

Leia mais

Produção de F1 pelas fazendas Calciolândia e Colonial

Produção de F1 pelas fazendas Calciolândia e Colonial Produção de F1 pelas fazendas Calciolândia e Colonial Ronaldo Lazzarini Santiago 1 INTRODUÇÃO As fazendas Calciolândia e Colonial, de Gabriel Donato de Andrade, sempre foram a referência na seleção do

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO BLAIRO BORGES MAGGI Governador SECRETARIA DE ESTADO DE INDÚSTRIA, COMÉRCIO, MINAS E ENERGIA

GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO BLAIRO BORGES MAGGI Governador SECRETARIA DE ESTADO DE INDÚSTRIA, COMÉRCIO, MINAS E ENERGIA GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO BLAIRO BORGES MAGGI Governador SECRETARIA DE ESTADO DE INDÚSTRIA, COMÉRCIO, MINAS E ENERGIA ALEXANDRE FURLAN Secretário de Estado JOSÉ EPAMINONDAS MATTOS CONCEIÇÃO Secretário

Leia mais

PORTARIA MDIC Nº 251, DE 22 DE OUTUBRO 2001. Art. 2º Para os efeitos do Acordo Bilateral, e desta Portaria definir:

PORTARIA MDIC Nº 251, DE 22 DE OUTUBRO 2001. Art. 2º Para os efeitos do Acordo Bilateral, e desta Portaria definir: PORTARIA MDIC Nº 251, DE 22 DE OUTUBRO 2001. Regulamenta a execução do Trigésimo Protocolo Adicional ao Acordo de Complementação Econômica nº 14, entre os Governos da República Federativa do Brasil e da

Leia mais

Centro de Performance CRV Lagoa

Centro de Performance CRV Lagoa Centro de Performance CRV Lagoa Em 2000 foi implantado o C.A.T. (Centro de Avaliação de Touros), uma parceria entre Lagoa da Serra e Chalet Agropecuária, localizada em Uberlândia-MG, que perdurou até 2004,

Leia mais

LEILÃO DE IMÓVEIS. O Leilão será regido pelas normas e disposições consignadas neste Edital e pelas regras de Direito Privado aplicáveis.

LEILÃO DE IMÓVEIS. O Leilão será regido pelas normas e disposições consignadas neste Edital e pelas regras de Direito Privado aplicáveis. LEILÃO DE IMÓVEIS CIBRASEC COMPANHIA BRASILEIRA DE SECURITIZAÇÃO, com sede em São Paulo, inscrita no CNPJ sob nº 02.105.040/0001-23, doravante simplesmente denominadas em conjunto VENDEDORA, tornam público,

Leia mais

Regulamento da Promoção TEST LIFE EVEN

Regulamento da Promoção TEST LIFE EVEN Regulamento da Promoção TEST LIFE EVEN A) DO TEST LIFE 1. A presente promoção é realizada pela EVEN CONSTRUTORA E INCORPORADORA S/A, por si e pelas empresas de seu grupo econômico, doravante GRUPO EVEN,

Leia mais

Como oferto um lance. Clique nas opções abaixo para ser direcionado ao passo a passo: ATENDIMENTO. - Como oferto um lance?

Como oferto um lance. Clique nas opções abaixo para ser direcionado ao passo a passo: ATENDIMENTO. - Como oferto um lance? Clique nas opções abaixo para ser direcionado ao passo a passo: ATENDIMENTO - Como oferto um lance? - Como imprimo 2ª via de boleto ao cliente? - Como realizo uma transferência de cota? - Onde consulto

Leia mais

EDITAL 008/2010 - PROJETO BRA/06/032 CÓDIGO: TRANSFERÊNCIA TECNOLOGIA

EDITAL 008/2010 - PROJETO BRA/06/032 CÓDIGO: TRANSFERÊNCIA TECNOLOGIA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ASSUNTOS ESTRATÉGICOS PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO EDITAL 008/2010 - PROJETO BRA/06/032 CÓDIGO: TRANSFERÊNCIA TECNOLOGIA O Projeto BRA/06/032

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 043/2010-CPJ

RESOLUÇÃO Nº 043/2010-CPJ RESOLUÇÃO Nº 043/2010-CPJ O COLÉGIO DE PROCURADORES DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MATO GROSSO, no uso de suas atribuições legais, tendo em vista o disposto no artigo 29-A da Lei nº 8.229, de 07 de dezembro de

Leia mais

Dispõe sobre a defesa da sanidade animal e vegetal no Estado do Tocantins. Regulamentação

Dispõe sobre a defesa da sanidade animal e vegetal no Estado do Tocantins. Regulamentação LEI Nº 1082, DE 1º DE JULHO DE 1999. Dispõe sobre a defesa da sanidade animal e vegetal no Estado do Tocantins. Regulamentação O Governador do Estado do Tocantins, Faço saber que a Assembléia Legislativa

Leia mais

CONDIÇÕES DE VENDA E PAGAMENTO LEILÃO ON LINE COMITENTE VENDEDOR: GRAND HOTEL CA D DORO. LEILÃO EXCLUSIVAMENTE ON LINE

CONDIÇÕES DE VENDA E PAGAMENTO LEILÃO ON LINE COMITENTE VENDEDOR: GRAND HOTEL CA D DORO. LEILÃO EXCLUSIVAMENTE ON LINE CONDIÇÕES DE VENDA E PAGAMENTO LEILÃO ON LINE COMITENTE VENDEDOR: GRAND HOTEL CA D DORO. LEILÃO EXCLUSIVAMENTE ON LINE LEILOEIRA OFICIAL: Angélica Mieko Inoue Dantas, JUCESP n 747 CONDIÇÕES PARA PARTICIPAR

Leia mais

TEXTO INTEGRAL DA INSTRUÇÃO CVM Nº 247, DE 27 DE MARÇO DE 1996, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELAS INSTRUÇÕES CVM Nº 269/97, 285/98, 464/08 E

TEXTO INTEGRAL DA INSTRUÇÃO CVM Nº 247, DE 27 DE MARÇO DE 1996, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELAS INSTRUÇÕES CVM Nº 269/97, 285/98, 464/08 E TEXTO INTEGRAL DA, COM AS ALTERAÇÕES INTRODUZIDAS PELAS INSTRUÇÕES CVM Nº 269/97, 285/98, 464/08 E 469/08. Dispõe sobre a avaliação de investimentos em sociedades coligadas e controladas e sobre os procedimentos

Leia mais

Contrato para Compra de Investimento No. [referência da SOCIEDADE]

Contrato para Compra de Investimento No. [referência da SOCIEDADE] Contrato para Compra de Investimento No. [referência da SOCIEDADE] Entre [ ].. representada pelas pessoas devidamente autorizadas nomeadas na página de assinatura do presente CONTRATO, doravante denominada

Leia mais

REGULAMENTO LEILÃO ONLINE LP HORSES

REGULAMENTO LEILÃO ONLINE LP HORSES REGULAMENTO LEILÃO ONLINE LP HORSES 1. DO REGULAMENTO 1.1. O LEILÃO ONLINE LP HORSES é organizado pela LP HORSES, prestadora de serviços de intermediação de compra e venda de animais que trabalha através

Leia mais

Gabinete do Prefeito Municipal de Mangueirinha, Estado do Paraná, aos 28 dias do mês de junho de 2001.

Gabinete do Prefeito Municipal de Mangueirinha, Estado do Paraná, aos 28 dias do mês de junho de 2001. LEI Nº 1114/2001 SÚMULA: Autoriza o Executivo Municipal, a criar o Programa de Incentivo da Produção Leiteira das pequenas propriedades no município de Mangueirinha, Pr. Faço saber, que a Câmara Municipal

Leia mais

O que é o FGTS? Quem tem direito ao FGTS? Qual o valor do depósito?

O que é o FGTS? Quem tem direito ao FGTS? Qual o valor do depósito? O que é o FGTS? O FGTS - Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - é um fundo composto por depósitos bancários em dinheiro, compulsório, vinculado, realizado pelo empregador em favor do trabalhador, visando

Leia mais

DRH-SN-SE 000010-2014-A SP 13/01/2014

DRH-SN-SE 000010-2014-A SP 13/01/2014 COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO Nº 000010-2014-A FORMAÇÃO DE CADASTRO RESERVA ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO PROFISSIONAL GERÊNCIA DE EDUCAÇÃO P. AÇÕES DE EDUCAÇÃO A DISTANCIA. ÁREA DE ATUAÇÃO: ATENDIMENTO CORPORATIVO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JAGUARAÇU ESTADO DE MINAS GERAIS

PREFEITURA MUNICIPAL DE JAGUARAÇU ESTADO DE MINAS GERAIS ATA DE REGISTRO DE PREÇOS/CONTRATO Nº004-B/2016 PROCESSO LICITATÓRIO Nº018/2016 MODALIDADE: PREGÃO PRESENCIAL N 006/2016 VALIDADE: 12 (doze) meses O Município de Jaguaraçu, neste ato representado por seu

Leia mais

Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Fazenda Departamento Geral de Administração e Finanças TERMO DE REFERÊNCIA

Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado de Fazenda Departamento Geral de Administração e Finanças TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA Código de Classificação: 13.02.01.15 1 DO OBJETO: A presente licitação tem por objeto a contratação de empresa para prestação dos serviços de cobertura securitária (seguro) para assegurar

Leia mais

Art. 2º. RICMS 1º - Na importação: 1 - se a entrega da mercadoria ou bem importados do exterior ocorrer antes da formalização do

Art. 2º. RICMS 1º - Na importação: 1 - se a entrega da mercadoria ou bem importados do exterior ocorrer antes da formalização do Art. 2º. RICMS 1º - Na importação: 1 - se a entrega da mercadoria ou bem importados do exterior ocorrer antes da formalização do desembaraço aduaneiro, considera-sese ocorrido o fato gerador no momento

Leia mais

Regulamento de Estágio Supervisionado do Curso de Licenciatura em Educação Física (3 anos)

Regulamento de Estágio Supervisionado do Curso de Licenciatura em Educação Física (3 anos) Regulamento de Estágio Supervisionado do Curso de Licenciatura em Educação Física (3 anos) 2012-2013 1 Prezado (a) estagiário (a), O presente manual visa orientá-lo (la) quanto à realização do Estágio

Leia mais

Importação por Conta e Ordem e Importação por Encomenda (LUCIANO - 15/05/2006)

Importação por Conta e Ordem e Importação por Encomenda (LUCIANO - 15/05/2006) Importação por Conta e Ordem e Importação por Encomenda (LUCIANO - 15/05/2006) Cada vez mais e por diversos motivos, as organizações vêm optando por focar-se no objeto principal do seu próprio negócio

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE CAPÍTULO I DA INSTITUIÇÃO DAS MEDIDAS DE DEFESA SANITÁRIA ANIMAL

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE CAPÍTULO I DA INSTITUIÇÃO DAS MEDIDAS DE DEFESA SANITÁRIA ANIMAL LEI N. 1.486, DE 17 DE JANEIRO DE 2003 Dispõe sobre a Defesa Sanitária Animal no Estado do Acre e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE seguinte Lei: FAÇO SABER que a Assembléia Legislativa

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Representante Comercial Autônomo

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Representante Comercial Autônomo Representante Comercial Autônomo 13/11/2015 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 3.1 Comissões Pagamento... 4 3.2 Faltas cometidas

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MONTES CLAROS

PREFEITURA MUNICIPAL DE MONTES CLAROS ANEXO IV MINUTA CONTRATO DE FORNECIMENTO DE HORTALIÇAS E FRUTAS DA AGRICULTURA FAMILIAR PARA A ALIMENTAÇÃO ESCOLAR. O MUNICÍPIO DE MONTES CLAROS, pessoa jurídica de direito público interno, inscrito no

Leia mais

CFOP DESCRIÇÃO APLICAÇÃO

CFOP DESCRIÇÃO APLICAÇÃO CFOP DESCRIÇÃO APLICAÇÃO 1.000 ENTRADAS OU AQUISIÇÕES DE SERVIÇOS DO ESTADO Classificam-se, neste grupo, as operações ou prestações em que o estabelecimento remetente esteja localizado na mesma unidade

Leia mais

REGULAMENTO DA DEFESA DE DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM AUTOMAÇÃO E CONTROLE DE PROCESSOS - IFSP DO OBJETIVO

REGULAMENTO DA DEFESA DE DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM AUTOMAÇÃO E CONTROLE DE PROCESSOS - IFSP DO OBJETIVO REGULAMENTO DA DEFESA DE DISSERTAÇÃO DO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM AUTOMAÇÃO E CONTROLE DE PROCESSOS - IFSP DO OBJETIVO Normatiza as atividades relacionadas à defesa de dissertação e estabelece

Leia mais

III CURSO DE GESTÃO AGROECONÔMICA. EM PECUÁRIA DE CORTE: confinamento e terceirização

III CURSO DE GESTÃO AGROECONÔMICA. EM PECUÁRIA DE CORTE: confinamento e terceirização III CURSO DE GESTÃO AGROECONÔMICA EM PECUÁRIA DE CORTE: confinamento e terceirização RESULTADOS DO CONFINAMENTO DA COPLACANA EM 2.008 E PERSPECTIVAS PARA O FUTURO Ari José Fernandes Lacôrte Engenheiro

Leia mais

CÓPIA CONTROLADA POP - PRIMATO 002 / REV. 01

CÓPIA CONTROLADA POP - PRIMATO 002 / REV. 01 Procedimento Operacional Padrão Sistema de Gestão Qualificação de Fornecedores e Controle de Matérias - primas e Embalagens POP - PRIMATO 002 / REV. 01 QUALIFICAÇÃO DE FORNECEDORES Este método tem por

Leia mais

Fidelity Poupança FUNDO AUTÓNOMO FIDELITY POUPANÇA AÇÕES TARGET 2045

Fidelity Poupança FUNDO AUTÓNOMO FIDELITY POUPANÇA AÇÕES TARGET 2045 Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las FUNDO AUTÓNOMO FIDELITY POUPANÇA AÇÕES TARGET 2045 ALERTA GRÁFICO Entidade Gestora: T-Vida, Companhia

Leia mais

Cédula de Produto Rural -

Cédula de Produto Rural - Renda Fixa Cédula de Produto Rural - CPR Cédula do Produto Rural Comercialização de produtos do agronegócio com recebimento antecipado O produto A Cédula do Produtor Rural é um título de crédito lastreado

Leia mais

EDITAL Nº. 011/2013 PROCESSO SELETIVO 2013/2 DOS CURSOS DE ENGENHARIA

EDITAL Nº. 011/2013 PROCESSO SELETIVO 2013/2 DOS CURSOS DE ENGENHARIA EDITAL Nº. 011/2013 PROCESSO SELETIVO 2013/2 DOS CURSOS DE ENGENHARIA A Diretoria da Faculdade Alves Faria ALFA, mantida pelo Centro Educacional Alves Faria Ltda., com base em dispositivo constante de

Leia mais

EDITAL PARA SELEÇÃO DOCENTE PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE MURIALDO Nº 02/2015

EDITAL PARA SELEÇÃO DOCENTE PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE MURIALDO Nº 02/2015 EDITAL PARA SELEÇÃO DOCENTE PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE MURIALDO Nº 02/2015 A FACULDADE MURIALDO, localizada em Caxias do Sul, torna pública a abertura do processo seletivo de docentes para

Leia mais

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL 1. FINALIDADE 1.1. Este Regulamento tem por finalidade disciplinar as concessões de empréstimos aos Participantes do Plano de Benefícios JMalucelli, administrado pelo

Leia mais

Acordo de Participação nos Resultados das empresas Telemar Norte Leste S/A - Filial AM, TNL PCS S/A - Filial AM e Brasil Telecom S/A - Filial AM

Acordo de Participação nos Resultados das empresas Telemar Norte Leste S/A - Filial AM, TNL PCS S/A - Filial AM e Brasil Telecom S/A - Filial AM Acordo de Participação nos Resultados das empresas Telemar Norte Leste S/A - Filial AM, TNL PCS S/A - Filial AM e Brasil Telecom S/A - Filial AM PLACAR 2011 Acordo Coletivo de Participação nos Resultados

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 4.233, DE 18 DE JUNHO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 4.233, DE 18 DE JUNHO DE 2013 RESOLUÇÃO Nº 4.233, DE 18 DE JUNHO DE 2013 Dispõe sobre assistência financeira a cooperativas de produção agropecuária e de crédito e altera o Capítulo 5 do Manual de Crédito Rural (MCR). O Banco Central

Leia mais

TERMO DE PARTICIPAÇÃO DA COTAÇÃO DE PREÇOS Nº0063 PREÂMBULO

TERMO DE PARTICIPAÇÃO DA COTAÇÃO DE PREÇOS Nº0063 PREÂMBULO TERMO DE PARTICIPAÇÃO DA COTAÇÃO DE PREÇOS Nº0063 PREÂMBULO Termo de Participação, via meio eletrônico, para a seleção da melhor proposta para aquisição por dispensa de licitação, nos termos do Decreto

Leia mais