da Perifa O Novo Verde Economês Passado a Limpo Rumo ao Centro

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "da Perifa O Novo Verde Economês Passado a Limpo Rumo ao Centro"

Transcrição

1 10 edição nº Revista da Secretaria Municipal de Habitação de São Paulo DISTRIBUIÇÃO GRATUITA Rumo ao Centro Em busca de conforto e opções culturais, cada vez mais famílias se mudam para quitinetes da região PÁGINAS 4 a 6 O Novo Verde da Perifa Comunidades dos bairros recém-urbanizados pela Prefeitura transformam praças e parques em points para a família PÁGINAS 21 a 24 Economês Passado a Limpo Descubra como o aumento do dólar, a queda da bolsa e a inflação afetam a sua vida PÁGINAS 14 a 16

2 RENOVA SP Í N D I C E a r t i g o O estúdio e o meio ambiente RICARDO PEREIRA LEITE O estúdio já foi o imóvel mais procurado pelos paulistanos. Prático, com preço que cabe no bolso, tinha um chamariz fundamental: geralmente era no Centro ou muito bem localizado. A região central é repleta delas. O estúdio voltou à moda, como nos informa reportagem desta edição da revista. A maioria dos novos apartamentos em construção no Centro é o famoso quarto-e-cozinha. Por trás do fenômeno, vêm sempre histórias de paulistanos que foram morar na periferia, em busca de preços mais baixos. Agora que a situação melhorou, os filhos casaram ou por outros motivos, querem voltar. Morar longe custa caro. Tanto para quem mora quanto para a Prefeitura. O morador tem de pagar pela locomoção diária e desperdiça horas no trânsito, tempo que poderia estar usando para estudar ou curtir a família. Já a Prefeitura tem de se desdobrar para levar transporte, escolas e postos de saúde para lugares cada vez mais distantes. Mas é o meio ambiente que paga a maior parte dessa conta. Sob a ausência do poder público no passado, o espraiamento da cidade rumo à periferia patrocinou a ocupação de áreas frágeis, desmatou o antigo cinturão verde que rodeava a capital, poluiu nossas represas. Os deslocamentos diários da população promovem a queima de combustíveis, contribuindo na poluição e aquecimento global. Por isso, a palavra de ordem na Prefeitura hoje é promover a ocupação de áreas centrais e bem-servidas de infraestrutura e a urbanização de favelas. Já em obras de reforma, o antigo Hotel Cineasta dá a arrancada no Programa Renova Centro, que construirá cerca de unidades habitacionais no Centro. Com vários novos estúdios e também com apartamentos maiores para as famílias. EXPEDIENTE 3 OPINIÃO E CARTAS Piso Laminado HABITAÇÃO 4 Mais famílias buscam morar em quitinetes do Centro 7 Jornada da Habitação chega ao Cantinho do Céu 8 Projetos para a região da Água Espraiada inovam a habitação social DIÁRIO DE OBRAS 10 Começa a primeira obra do Programa Renova Centro 11 Mapa das obras na cidade 12 Trabalhos em córrego do Jardim Colombo avançam 13 Sehab inicia construção da terceira torre do Jd. Edite EMPREGOS & FINANÇAS 14 Entenda os termos econômicos e saiba como eles afetam sua vida 17 Descubra onde está o presente da mamãe na 25 de Março CONSTRUÇÃO & DECORAÇÃO 18 Escolha a melhor opção para deixar o piso com cara de madeira 20 Pergunte ao Arquiteto e Passo a Passo CULTURA & LAZER 21 Além de embelezar o bairro, árvores servem de point de lazer 25 Moradores do Jardim Mirna caminham para manter a saúde 26 Minha Receita Fusilli com linguiça calabresa 27 Meu Bairro, Minha História Joana Barbosa, do Sapé 28 Retrato Capa: Montagem de André Bunduki sobre foto de Newton Santos Prefeito do Município de São Paulo: Gilberto Kassab Secretário Municipal de Habitação: Ricardo Pereira Leite Secretário Municipal de Comunicação: Marcus Vinicius Sinval Superintendente de Habitação Popular: Elisabete França Diretora Comercial e Social da Cohab-SP: Ângela Barbon Conselho Editorial: Elisabete França (presidente), Alonso López, Ana Lúcia Callari Sartoretto, Ângela Barbon, Carlos Alberto Pellarim, Felinto Cunha, Luiz Henrique Girardi, Luiz Henrique Tibiriçá Ramos, Marcel Costa Sanches, Márcia Maria Fartos Terlizzi, Maria Cecília Sampaio Freire Nammur, Maria Teresa Diniz, Nancy Cavallete da Silva, Nelci Alves da Silva Valério, Ricardo Sampaio, Tereza Beatriz Herling, Vanessa Padiá e Violêta Saldanha Kubrusly Coordenadoria de Imprensa do Município: Emerson Figueiredo Coordenador de Imprensa da Secretaria Municipal de Habitação: Sérgio Duran (jornalista responsável, MTB: ) Editor: Fernando Cassaro Repórteres: Débora Yuri e Marcos Palhares Fotógrafos: Hype Fotografia Projeto Gráfico e Diagramação: André Bunduki/DinBrasil Impressão e Acabamento: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo Renova SP é uma publicação mensal da Secretaria Municipal de Habitação produzida pela DS Comunicação/Popcom Assessoria de Comunicação e Imprensa. Tiragem: 100 mil exemplares. Distribuição Gratuita Caminhada no Jd. Mirna Ricardo Pereira Leite é secretário municipal de Habitação Renova SP ABRIL MAIO

3 ELISABETE FRANÇA ARTIGO Desafio aos militantes Em períodos como o atual, de eleições, são comuns as falsas denúncias, os manifestos marqueteiros, as análises apressadas. São Paulo tem hoje uma política habitacional. Há conquistas a serem preservadas. A cidade está usando pela primeira vez, por exemplo, recursos das operações urbanas na construção de moradia. São unidades na Faria Lima e na Água Espraiada. No Centro, foram beneficiadas mais de 14 mil famílias no Programa de Recuperação de Cortiços e declarados de interesse social mais de 50 edifícios na região, o que resultará em cerca de moradias. Um grande programa de urbanização de favelas está em curso, com recursos dos três níveis de governo, o que beneficiará cerca de 120 mil famílias. O Plano Municipal de Habitação está sendo discutido na Câmara Municipal e deve ser aprovado em breve, após 40 audiências públicas. Desafio aos laboratórios de habitação fora da realidade e aos observatórios desconectados: percorram a cidade cada um apontando qual foi a sua contribuição para a melhoria da moradia da população. Elisabete França é superintendente de Habitação Popular da Sehab ARTE: André Bunduki C A R T A S Saudações aos profissionais que prestam excelente serviço público de comunicação e informação e mais do que isso: cidadania. Jerri Vasconcelos Gosto muito da revista, tenho acompanhado todos os números e é muito bacana. Além de ser graficamente e editorialmente muito bem feita, ela RECLAME AQUI contribui para a valorização e a autoestima das comunidades paulistanas. Vocês da Renova SP estão de parabéns. José Eduardo Tibiriçá, arquiteto Gostaria de saber se na região do Estevão Baião vai ter estação do Metrô e quais comunidades terão de sair para essa obra? Tamara Sousa Para mais informações sobre a implantação do Metrô na região, entre em contato com o próprio Metrô. Para tirar dúvidas, reclamar ou fazer sugestões, entre em contato com a Renova SP pelo Efetuei minha inscrição na Cohab-SP no dia 10 de dezembro de Hoje, ela consta como inexistente. Vale ressaltar que ainda tenho o protocolo da inscrição. O que devo fazer? Cleusa Rodrigues Santos Basta atualizar seus dados no site da Cohab-SP (www.cohab. sp.gov.br). Clique no menu Faça seu Cadastro e preencha com o número da sua inscrição e seu CPF. TELEFONES ÚTEIS Central de atendimento da Prefeitura 156 Central da Habitação A Renova SP se reserva ao direito de publicar apenas trechos das cartas. Informe nome completo, idade, bairro e profissão Renova SP ABRIL MAIO

4 HABITAÇÃO TENDÊNCIA Menor, mas Quitinetes na região central têm procura perto de tudo cada vez maior e tornam-se opção para solteiros, casais sem filhos e idosos FOTO: Newton Santos Flora aguarda a reforma de seu apê para mudar para o Centro Cansada de perder até três horas no trânsito todos os dias, a agente administrativa Nadir Flora Rodrigues, de 52 anos, começou a pensar em mudar radicalmente sua vida. Pesando prós e contras, decidiu trocar o imóvel onde mora, em um bairro da Zona Sul, por uma quitinete no Centro uma opção que tem atraído cada vez mais interessados no mercado imobiliário de São Paulo. Meu marido é aposentado, e nosso filho já está trabalhando e planejando morar sozinho. Com isso, nossa prioridade passou a ser morar numa região mais bem localizada, perto de tudo. Mesmo num imóvel menor, explica Flora, como é conhecida. Foi então que ela resolveu unir a fome com a vontade de comer, como sugere o dito popular. Trabalho no Centro de São Paulo há 30 anos. É muito desgastante morar longe e ter que perder tanto tempo para ir e voltar. E eu adoro a região central! É onde a gente respira a cultura e a história da cidade, além de ficar perto de tudo e de ter transporte fácil pra qualquer canto, elogia Flora. A oportunidade para realizar o sonho de morar no Centro apareceu com o programa Imobiliária Social, da Companhia Metropolitana de Habitação de São Paulo (Cohab- -SP), que oferece imóveis para pessoas que ganham três salários mínimos ou mais (leia texto na página ao lado). Comprei uma quitinete na Avenida Ipiranga. Ela está sendo reformada e, quando estiver pronta, minha vida vai mudar, diz a gerente administrativa. Flora é exemplo de um público consumidor cada vez mais comum no mercado imobiliário de São Paulo. Segundo a Empresa Brasileira de Estudos do Patrimônio (Embraesp), a oferta de quitinete ou de imóveis de até um quarto, com área útil entre 26 m² e 40 m², já representa mais da metade dos lançamentos de empreendimentos imobiliários no Centro (leia texto na página ao lado). O presidente do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo (Creci-SP), José Augusto Viana Neto, aponta o perfil das pessoas que procuram quitinetes na região central: Geralmente, aposentados sozinhos ou casais de mais idade que têm filhos que já saíram de casa. E jovens solteiros ou casais em início de relacionamento, que ainda não têm filhos. A proximidade do trabalho e de todos os lugares que frequentam, além da facilidade de transporte, são os maiores atrativos. MARCOS PALHARES Renova SP ABRIL MAIO

5 Fonte: Embraesp Oferta de imóveis menores representa 54% dos lançamentos A tendência de migração da população paulistana para imóveis menores no Centro da cidade se acentuou principalmente nos últimos dois anos. Dados da Empresa Brasileira de Estudos do Patrimônio (Embraesp) apontam que, em 2010, 811 das unidades habitacionais lançadas pelo mercado imobiliário na região central foram de quitinetes ou de imóveis de um quarto, com área útil entre 26 m² e 40 m² ou seja, 33% do total. Já em 2011, esse tipo de imóvel representou das unidades colocadas à venda, nada menos que 54%. Hoje, a demanda por quitinetes ou apartamentos com um só dormitório no Centro é muito maior do que a oferta do mercado, afirma o diretor da Embraesp, Luiz Paulo Pompéia. É um formato de imóvel que estava esquecido pelos empreendedores, mas que voltou a ser interessante por ter um preço relativamente barato e com capacidade para atender famílias ou pessoas que não precisam de tanto espaço, acrescenta. Segundo Pompéia, os empreendimentos no Centro geralmente não precisam de vaga de garagem pois a quantidade de opções de transporte coletivo é muito grande. Ele ainda comenta que, às vezes, quando um prédio com quitinetes ou apartamentos de um quarto começa a ser levantado, a própria vizinhança observa e acaba comprando todos os imóveis disponíveis antes mesmo da conclusão da obra. O Centro deve passar por uma requalificação nos próximos dez anos. Vai ser um dos melhores lugares para morar em São Paulo, aposta Pompéia quitinetes ou unidades de 1 quarto foram lançadas em 2010 (33% do total) quitinetes ou unidades de 1 quarto foram lançadas em 2011 (54% do total) Programa ofereceu quitinetes para famílias com renda de até 10 salários Criado em 2009 pela Companhia Metropolitana de Habitação de São Paulo (Cohab-SP), o Programa Imobiliária Social é voltado para quem tem renda intermediária, geralmente entre 3 e 10 salários mínimos, e pode parcelar a compra de um imóvel. O programa consiste em uma parceria entre o poder público e a iniciativa privada: as construtoras fazem os prédios, e a Cohab-SP envia as ofertas por a pessoas relacionadas em seu cadastro número que gira em torno de 1 milhão. Em dois anos, o programa colocou à disposição dos interessados 26 empreendimentos, somando cerca de apartamentos. Entre eles, 330 quitinetes, sendo 260 no condomínio Downtown Smart Living, na Avenida Rangel Pestana, e 70 no Vanguard Ipiranga, localizado na Avenida Ipiranga. Todas essas unidades tiveram grande procura e venda rápida, conta o superintendente da Diretoria Social e Comercial da Cohab-SP, Reinaldo da Costa Gomes. COMPACTOS NO CENTRO FOTO: Wanderlei Celestino/SPTuris/Divulgação QUITINETE? Quitinete é uma palavra que tem origem no termo kitchenette ( pequena cozinha, em inglês). No Brasil, é o nome que se dá a um apartamento de pequenas proporções, formado geralmente por apenas um quarto/sala, banheiro e cozinha. Normalmente, as pessoas que escolhem morar em uma quitinete levam em conta seu baixo preço e o pouco tempo que ficam em casa, além do mínimo trabalho com a limpeza. Renova SP ABRIL MAIO

6 Quitinete pode ser opção de investimento FOTO: Paulo Pampolin Rafael pensa em alugar sua quitinete quando estiver pronta Para Creci-SP, valor pode triplicar A opção de comprar um imóvel para alugar é interessante para quem deseja um rendimento mensal extra, mas o retorno financeiro pode ser maior com a revenda do apartamento. Na opinião do presidente do Creci-SP, José Augusto Viana Neto, um pequeno investimento pode triplicar o valor. É possível encontrar uma quitinete por até R$ 120 mil no Centro, provavelmente precisando de reformas. Porém, como é um ambiente só, esses reparos são simples. Com isso, o preço pode aumentar até três vezes. Uma das regiões que poderá sofrer uma grande transformação, segundo Viana Neto, será a dos arredores do Minhocão (Elevado Presidente Costa e Silva), que liga a região da Praça Roosevelt, no Centro, ao Largo Padre Péricles, em Perdizes. É uma área degradada, mas acredito que será valorizada no futuro. Daí, uma quitinete nesse entorno, que hoje não vale muito, poderá dar um retorno considerável ao comprador, avalia o presidente do Creci-SP. Além de proporcionar as comodidades de morar no Centro da cidade, próximo de tudo e com muitas opções de diversão, lazer, serviços e transportes, um imóvel nessa região pode ser, também, um ótimo investimento. Foi isso o que atraiu muitos compradores para o empreendimento Downtown Smart Living, na Avenida Rangel Pestana, bem próximo à Avenida do Estado e da Estação Pedro II do Metrô. Ainda em fase de construção, um dos interessados foi o analista de suporte Rafael Braga de Andrade, de 24 anos, morador da Vila Nova Cachoeirinha (Zona Norte). Minha mãe tinha um dinheiro guardado e resolvemos utilizá-lo para investimento. Quando foi anunciada a venda de quitinetes, compramos uma delas com a intenção de alugá-la, pois a localização é muito boa e, com certeza, vai haver gente procurando imóvel para locação, conta Rafael. Porém, ele confessa que a hipótese de morar no local ainda foi tentadora para ele, pois facilitaria muito o acesso ao emprego. Trabalho no Cambuci, na Zona Sul. Acho que não dá nem quatro quilômetros de distância do prédio. Muito mais perto do que onde moro atualmente. Quem também está dividida sobre morar no prédio ou alugar é a policial Marisa Aline Barbosa, de 30 anos. Moradora da Penha, na Zona Leste, ela trabalha na Zona Norte. Ainda não resolvi. Seria ótimo me mudar para lá, pois está perto de tudo. Mas tenho que pensar no ganho que teria se colocasse para alugar, comenta. O empreendimento está previsto para ser entregue em Renova SP ABRIL MAIO

7 FOTOS: Newton Santos Garotada aproveitou evento para exibir habilidades na dança PRÓXIMAS PARADAS Bamburral 12 de MAIO Heliópolis 26 de maio Cortiços do Centro 30 de junho e 1º de julho MAIS INFORMAÇÕES: Festa no Cantinho do Céu Comunidade localizada à beira da Represa Billings recebeu a terceira etapa da Jornada da Habitação Quem ironiza São Paulo, lembrando que a capital paulista padece sem praias, não viu a festa sediada no Cantinho do Céu, no Grajaú (Zona Sul), no dia 24 de março. A comunidade recebeu a terceira etapa da Jornada da Habitação, promovida pela Secretaria Municipal de Habitação (Sehab), com curadoria do arquiteto italiano Stefano Boeri. O Parque Linear, na orla da Represa Billings, concentrou as atividades de lazer. Com saídas do deque flutuante, a ONG Vento em Popa realizou passeios com barcos à vela, enquanto a Emae ofereceu embarcações motorizadas. Sob sol de mais de 30 ºC, crianças e jovens faziam fila, comendo pipoca e algodãodoce, aguardando a sua vez. Oficinas de skate, shows de grupos musicais, torneio de futebol e apresentações de futevôlei e futebol de areia também fizeram sucesso entre o público. No píer, moradores vendiam artesanato, bebidas e comidas, e o público almoçava no deque, curtindo a vista para a represa. Em frente às barracas de comidas, como pastel de feira e baião de dois, a de petiscos colombianos chamava a atenção, oferecendo chips de banana e empanadas de carne com batata ao molho guacamole. O evento contou com a presença do secretário municipal de Habitação, Ricardo Pereira Leite, da superintendente de Habitação Popular, Elisabete França, do cônsul da Colômbia em São Paulo, Ramiro Navia Díaz, e do secretário de Planejamento de Medellín, José Maria Peninõ, além de lideranças da região, arquitetos estrangeiros e estudantes e professores da Universidade Mackenzie e da Escola da Cidade. Durante a Jornada, seis cidades estrangeiras trocam experiências com seis projetos desenvolvidos em São Paulo pela Prefeitura o Cantinho do Céu, que inclui o Jardim Gaivotas e o Residencial dos Lagos, dialogou com Medellín, segundo maior município colombiano. Com os intercâmbios, o objetivo, segundo Ricardo Pereira Leite, é aprender um pouco mais, para podermos ajudar mais famílias da cidade que ainda não foram beneficiadas como as daqui. Elisabete França elogiou o projeto do arquiteto Marcos Boldarini para o Cantinho do Céu, prestigiado no mundo inteiro: Eu acho que esse projeto, para quem estuda arquitetura, é o mais bonito e competente que o Brasil tem hoje em termos de urbanismo. Liderança comunitária do Residencial dos Lagos e uma das mais antigas moradoras da área, Vera Lúcia Basalia lembrou a longa luta pela urbanização do bairro. Vocês não sabem a emoção que eu sinto hoje, podendo desfrutar de tudo isso, disse. Já Emilia dos Santos Vieira, liderança do Jardim Gaivotas, agradeceu a todos que olharam para essas comunidades do fundão do Grajaú. DÉBORA YURI Renova SP ABRIL MAIO

8 PROJETOS Diversidade, beleza e inovação Conjuntos habitacionais para a região da Operação Urbana Água Espraiada priorizam conforto e inserção urbana Divulgação Projeto de Marcelo Suzuki para o Lote 3 Ao procurar arquitetos para os projetos habitacionais na região da Operação Urbana Água Espraiada, na Zona Sul, a Secretaria Municipal de Habitação (Sehab) decidiu ousar. Foram convidados vários escritórios para uma nova proposta de habitação social. O resultado foi um conjunto inédito de projetos com diversidade, beleza e inovação. Chamamos arquitetos que já estavam trabalhando conosco, que têm experiência em Habitação de Interesse Social. Fizemos um mix entre esses arquitetos mais antigos, com experiência já consolidada, com outros mais novos, para buscar novas ideias, explica a superintendente de Habitação Popular da Sehab, Elisabete França. Nesses novos conjuntos habitacionais, detalhes importantes são levados em conta. Eles prestam atenção na questão da orientação do sol, da ventilação e da iluminação natural, comenta a coordenadora de projetos da Sehab, Maria Teresa Diniz. Alguns têm propostas como o uso do térreo para comércios, centros comunitários, telecentros. Outros sugerem gestão de reciclagem, geração de renda. São diferentes entre si e adequados cada um ao seu terreno, acrescenta. Para manter as famílias na mesma região, a Prefeitura teve de comprar ou desapropriar terrenos (35 até o momento, com perspectiva de novas aquisições) para pulverizar as novas moradias nos bairros locais. A primeira etapa, após a definição dos arquitetos, foi realizar diversos fóruns com os moradores e lideranças para apresentar as propostas. Foi um desafio fantástico conviver com as lideranças locais, frequentar as ocupações já existentes, num processo intenso de imersão, conta o arquiteto José Eduardo Tibiriçá. A seguir, Renova SP apresenta alguns dos projetos para a região. MARCOS PALHARES Objetivo é acabar com estigma dos conjuntos Para o arquiteto Marcelo Suzuki, a inovação da Secretaria Municipal de Habitação (Sehab) ao encomendar projetos de diversos formatos e padrões ajuda a combater a segregação social em São Paulo. É um ganho inimaginável no sentido de que tira o estigma dos conjuntos habitacionais padronizados, com repetições em excesso. É um salto qualitativo, elogia. Seu escritório criou projetos para o Lote 3 da região da Operação Urbana Água Espraiada. São três terrenos, com previsão para a construção de 756 moradias. Fizemos plantas mais livres e, com isso, a aparência dos prédios ficou mais agradável, completa Suzuki. Outros dois arquitetos também fizeram projetos para esse lote: Elvis Vieira e Marcos Boldarini. Renova SP ABRIL MAIO

9 Divulgação Projeto de Ciro Pirondi e Ruben Otero para o Lote 2 Apartamentos terão flexibilidade para reformas O Lote 2 de projetos para a Água Espraiada prevê a construção de 901 unidades habitacionais em dez terrenos. Os arquitetos contratados para essa área foram Ciro Pirondi, Ruben Otero, Paulo Brazil, Marina Acayaba, Pablo Rosemberg, Anália Amorim e Luiz Octávio de Faria e Silva. Um aspecto a ser destacado entre esses projetos é a flexibilidade do espaço interior dos apartamentos. Fizemos uma pesquisa sobre a dinâmica das famílias e vimos que há muita diferença na quantidade de pessoas, comenta Ruben Otero, do escritório Pirondi e Otero. Seguindo essa proposta, os imóveis foram desenhados com um cômodo coringa. Ele pode servir como um escritório para os pais ou um local de estudo para os filhos, destaca Ciro Pirondi, sócio de Otero. A arquiteta Anália Amorim, que também fez projetos para o Lote 2, junto com o sócio Luiz Octávio, afirma que o conhecimento prévio sobre as características dos moradores foi decisivo. O fato de a Sehab ter o perfil da população que será atendida auxilia muito, elogia. Para ela, a decisão de comprar lotes em um local já adensado foi muito lúcida. Equipamentos públicos também ganham espaço A partir das sugestões dos próprios moradores do perímetro Americanópolis / Jabaquara da Operação Urbana Água Espraiada, os arquitetos contratados para planejar os condomínios do Lote 4 deram atenção especial à mobilidade urbana e ao uso coletivo das áreas comuns. Temos projetos com Telecentros, brinquedotecas, videotecas. Priorizamos a qualidade e o desenho dos espaços livres, diz Fernanda Barbara, da UNA Arquitetos. Ela atuou com outros dois arquitetos: Cristiane Muniz e Fernando Viégas. O Lote 4 conta ainda com projetos do escritório República, dos arquitetos Luciano Margoto e Álvaro Puntoni. A área deverá ter 839 unidades habitacionais. Projeto da UNA Arquitetos para o Lote 4 Divulgação Qualidade é a mesma dos empreendimentos de mercado Com previsão para a construção de unidades, o Lote 1 da Operação Urbana Água Espraiada teve os projetos produzidos pelos arquitetos Edson Elito e José Eduardo Tibiriçá. Nossa preocupação é com a pessoa que vai ocupar a residência. Queremos oferecer a mesma qualidade dos empreendimentos vendidos no mercado, diz Tibiriçá. Segundo ele, alguns prédios terão a proporção de um elevador para cada três apartamentos. E a maioria prevê varanda. Em alguns projetos, quando foi possível, fizemos a proposta de uso da cobertura. Lá, os moradores poderão fazer churrasco com uma vista panorâmica da vizinhança, acrescenta o arquiteto. Renova SP ABRIL MAIO

10 DIÁRIO DE OBRAS NORTE SUL LESTE SUDESTE CENTRO mananciais CENTRO Renova Centro já começa a mudar a cara da Avenida São João Com 50 unidades, Edifício Cineasta vai abrigar artistas aposentados Divulgação Primeiras unidades devem ser entregues neste ano Começaram as obras no Edifício Cineasta, primeiro prédio a ser contemplado pelo Programa Renova Centro. O imóvel, construído nos anos 1920, fica próximo à esquina das avenidas São João e Ipiranga a mais famosa da cidade, imortalizada na canção Sampa, de Caetano Veloso. O prédio será totalmente restaurado e vai ganhar salão de festas, sala multiuso, áreas de lazer, médica e administrativa. Músicos, cenógrafos, bailarinos e atores, entre outros artistas aposentados, serão os beneficiados com as 50 unidades. O Cineasta foi comprado pela Companhia Metropolitana de Habitação de São Paulo (Cohab-SP) por R$ 4,2 milhões, com financiamento da Caixa Econômica Federal. As obras já começaram, e as primeiras unidades estão previstas para serem entregues no final deste ano. Ao todo, serão investidos R$ 4,5 milhões no edifício. Criado pela Prefeitura em fevereiro de 2010, o Programa Renova Centro irá transformar 53 prédios ociosos da região central em moradia para cerca de famílias, colaborando para a revitalização do Centro. A maioria dos apartamentos será destinada à locação social famílias com renda de até três salários mínimos. Em 2010, o projeto foi selecionado para participar da Conferência Internacional Informalidades: Revisão das Cidades da América Latina, organizado pela Universidade de Cambridge, na Inglaterra, onde foram apresentados projetos de diversos países da América Latina. RAFAELA FERRAZ O Q U E É Área de Risco? É um local onde há risco de morte para as pessoas que o habitam. São identificados em margens de encostas e beira de córregos ou rios. Nesses pontos, sempre há perigo de deslizamentos, solapamentos e inundações. Locais com lixo ou entulho também são áreas de risco... Auxílio Aluguel? É um programa da Prefeitura destinado às famílias retiradas de área de risco ou por conta de obras de urbanização. Também pode ser usado em situação de emergência, como em caso de incêndio ou desabamento. O benefício é de R$ 300 mensais, tendo a duração de seis meses ou até a moradia definitiva ficar pronta... Cadastramento? É uma ficha que o funcionário da Prefeitura preenche com os dados do morador após uma visita à casa dele. Ela serve para identificar todas as pessoas que vivem em uma comunidade para, futuramente, atender a todos... Parceria Social? É um programa da Prefeitura voltado a famílias que vivem em situação de rua ou sem residência fixa, em situação de extrema pobreza. O benefício é de R$ 300 mensais, com duração de 30 meses, sendo que a pessoa deve guardar de R$ 6 a R$ 15 por mês em uma caderneta de poupança e cumprir várias obrigações... Programa 3 Rs? É a sigla para Recuperação do Crédito, Revitalização do Empreendimento e Regularização Fundiária da Prefeitura. Foi criado para recuperar conjuntos habitacionais já existentes que estavam degradados, inclusive com a invasão e criação de novas favelas nas áreas comuns dos prédios... Reintegração de Posse? É quando um juiz manda as pessoas que vivem em um terreno particular ocupado saírem. O pedido é feito pelo proprietário da área, e a Prefeitura não tem como impedir... Termo de Atendimento Habitacional? É um documento oficial afirmando que o morador tem direito a receber apartamento ou casa da Prefeitura. É dado quando ele deixa a sua moradia por conta de alguma obra ou remoção... Urbanização? É um projeto da Prefeitura para transformar a favela em um bairro com ruas pavimentadas, calçadas, rede de água e esgoto, praças, posto de saúde. Além disso, o morador recebe a documentação regularizada de sua casa Renova SP ABRIL MAIO

11 ARTE: André Bunduki PERUS Y B A M 2 O X T campo limpo H PIRITUBA JARAGUÁ R I J D CC BB V W E F 1 butantã m boi mirim lapa SUL mananciais CENTRO santo amaro parelheiros N NORTE G FREGUESIA Q BRASILÂNDIA casa verde C AA S 4 L DD pinheiros N H cidade ademar 17 1 capela do socorro 7 6 sé vila mariana jabaquara 4 Z JAÇANÃ TREMEMBÉ santana tucuruvi vila maria D vila guilherme U ipiranga mooca G C I J vila prudente SUDESTE Obras da Secretaria Municipal de Habitação na cidade penha aricanduva ermelino matarazzo REGULARIZAÇÃO DE LOTEAMENTOS 1 - Brasil Novo 2 - Jardim Corisco II 3 - Campo Limpo 4 - Sitio Itaberaba 5 - Jd. Palmares DIVISA DAS REGIÕES LIMITE DAS SUBPREFEITURAS LIMITE DAS ÁREAS DE MANANCIAIS A 12 E K L PROGRAMA 3 R s A - Jd. do Lago B - São Jorge / Arpoador C - Jd. Imperador D - Nova Tietê E - São Domingos / Camarazal 4 F - São Domingos / Camarazal 7 G - José Paulino dos Santos H - City Jaraguá I - Chaparral J - Tiquatira K - Goiti L - Real Parque são miguel paulista LESTE COHAB-SP MINHA CASA, MINHA VIDA 1 - Barra Bonita 2 - Brotas 3 - Campos do Jordão 4 - Leme 5 - Mongaguá 6 - Guarujá 7 - Caraguatatuba 8 - Mirassol 9 - Paranapiacaba 10 - Santa Adélia 11 - São Roque/Piracicaba 12 - Iguape I 13 - Ribeirão Preto 14 - Campinas 15 - Leão de Judá 16 - Vale das Flores 17 - Vila Patrimonial NOVAS UNIDADES 1 - Domenico Martinelli 2 - Areião 3 - Estevão Baião 4 - Corruiras 5 - Ponte dos Remédios K guaianases 10 7 Itaquera cidade 8 5 tiradentes B 8 são mateus F 2 itaim paulista 1 COHAB-SP 1 - Jardim Mirian 2 - Parque Boa Esperança 3 - Unidos Venceremos 4 - Paulo Freire 5 - Recanto da Felicidade 6 - Parque do Gato 7 - Olarias 8 - Barro Branco II 9 - Barro Branco I, II, III, IV - Sta. Etelvina 1/6A RENOVA CENTRO 1 - Palacete dos Artistas URBANIZAÇÃO DE FAVELAS A - Jardim Nova Tereza B - Dois de Maio C - Sampaio Côrrea D - Nova Jaguaré E - Vitotoma Mastroroza F - São Francisco Global G - Tiro ao Pombo H - Jardim Guarani / Boa Esperança I - Diogo Pires J - Barão de Antonina K - Nove de Julho L - Cinco de Julho M - Carina Ari N - Jardim Edite O - Bamburral P - Lidiane / Sampaio Côrrea Q - Gabi R - Ponte dos Remédios S - Paraisópolis T - Jardim Olinda U - Heliópolis V - Água Podre W - Sapé X - Córrego da Mina Y - Parque Fernanda I Z - Cidade Azul AA - Jardim Colombo BB - São Judas CC - Thomas II DD - Real Parque PROGRAMA MANANCIAIS 1 - Cidade Júlia 2 - Nova Pantanal 3 - Jd. Eldorado / Mata Virgem 4 - Jd. dos Lagos 5 - Santa Margarida V 6 - Jd. Dionísio I e II/Vila Santa Lúcia 7 - Vila Santa Célia 8 - Jd. Ângela II 9 - Jd. São Joaquim 10 - Jd. Arnaldo 11 - Vila Bom Jardim 12 - Nagib I e II 13 - Jd. Planalto 14 - Minuetos 15 - Pq. São Francisco 16 - Kagohara II 17 - Jd. Herculano 18 - Alto da Riviera B 19 - Neumas/Kagohara IV 20 - Pq. Novo Santo Amaro V / Luz Soriano 21 - Pabreu 22 - Condomínio Vargem Grande 23 - Jd. Nova Marilda 24 - Boulevard da Paz 25 - Pq. Nova Santo Amaro VII 26 - Costa do Valado 27 - Renato Locchi 28 - Jd. Solange 29 - Jararau II 30 - São Lourenço 31 - Fujihara II 32 - Jd. Fujihara I e III e Nakamura II 33 - Xambores I e II / Vila Verde 34 - Jd. Araguari / Muriçoca 35 - Chácara Flórida / Chácara Bandeirantes 36 - Nova Varginha 37 - Jd. Capela / Santa Bárbara 38 - Pq. das Cerejeiras 39 - Enlevo 40 - Jd. Calú 41 - Chácara Sonho Azul 42 - Arizona 43 - Jd. Iporã / Jd. Casagrande 44 - Ângelo Tarsini 45 - Cardeal Rossi 46 - CEU Cidade Dutra 47 - Alcindo Ferreira / Jd. Cruzeiro 48 - Chácara do Conde I e II 49 - Jd. Satélite I e II 50 - Dezenove 51 - Jd. Represa 52 - Ribeirão das Pedras 53 - Ipojuca Luis de Araújo 54 - Vila Rubi 55 - Jd. Pouso Alegre 56 - Jd. Real 57 - Pq. América 58 - Jd. Noronha 59 - Pq. São José VI 60 - Jd. Itatiaia 61 - Pq. São José I e II 62 - Cantinho do Céu / Gaivota 63 - Jd. Horizonte Azul / Sapato Branco 64 - Jd. Manacás 65 - Pq. São José VII, Três Cânticos e Entorno 66 - Alto da Alegria 67 - Nova Grajaú II 68 - Cocaia I 69 - Jd. São Bernardo II 70 - Vila Santa Francisca / Cabrini IV 71 - Vila Santa Fé 72 - Pq. Maria Fernando I e II Renova SP ABRIL MAIO

12 SUL Obras no córrego do Jardim Colombo estão na 2ª quadra Além da canalização, serão construídas 264 unidades e 40 imóveis comerciais As obras na segunda quadra do córrego do Jardim Colombo, na Zona Sul, tiveram início em março. Ao mesmo tempo, a Prefeitura começou a trabalhar na canalização da primeira quadra. Essas intervenções fazem parte do projeto de urbanização denominado Jardim Colombo B, que prevê, além da canalização do córrego, a construção de 264 unidades habitacionais, de 40 imóveis comerciais e de obras de infraestrutura em ruas e vielas e também das redes de água e de esgoto. Desde o início das obras, as famílias que viviam às margens do córrego passaram a ser atendidas pela Secretaria Municipal de Habitação (Sehab). O investimento total é de R$ 28 milhões, com previsão de entrega para o final de Os edifícios do condomínio Jardim Colombo B foram projetados de maneira a prover o máximo de unidades habitacionais possível, acompanhando a topografia do terreno bastante acidentada, comenta o arquiteto Edson Elito, responsável pelo projeto. As intervenções no Jardim Colombo estão incluídas em um projeto maior para toda a área de Paraisópolis, que abrange também a comunidade Porto Seguro. Para essa região, está prevista ainda a construção de um parque linear e de equipamentos comunitários. MARCOS PALHARES MANANCIAIS Famílias que viviam na beira do córrego estão sendo atendidas pela Sehab Trabalhos avançam na área do Jardim Pabreu/Prainha A Secretaria Municipal de Habitação (Sehab) está executando obras de esgotamento sanitário, drenagem e pavimentação de calçadas no Jardim Pabreu/Prainha, área do Grajaú (Zona Sul) onde vivem famílias. Moradores de área de risco também estão recebendo atendimento da Prefeitura eles serão reassentados em novas unidades habitacionais próximas ao local, na Chácara do Conde. No lugar das moradias em áreas de risco, que estão sendo demolidas, será implantado um parque linear. O equipamento vai ficar na orla da Represa Billings e seguirá os moldes do Cantinho do Céu. Serão investidos cerca de R$ 78 milhões na área. A conclusão dessas intervenções está prevista para dezembro de FOTOS: Divulgação LESTE Reforma no Goiti entra em fase final Em reforma desde o ano passado, o conjunto habitacional Goiti, em Itaquera (Zona Leste), entrou na fase final de obras. O empreendimento vai ter nova pintura, paisagismo, cercamento e equipamentos de segurança. Telhados, caixas d água e ligações de gás estão sendo trocados. As obras integram o Programa 3 Rs (Regularização, Recuperação de Créditos e Revitalização dos Empreendimentos), criado pela Secretaria Municipal de Habitação (Sehab), com investimento de R$ 2,5 milhões. Com término previsto para junho, a reforma vai beneficiar os moradores dos 296 apartamentos do conjunto. Prefeitura executa obras de esgotamento sanitário Renova SP ABRIL MAIO

13 FOTOS: Divulgação CENTRO Obra deve ficar pronta até o final deste ano Começa a construção da terceira torre no Jardim Edite Além de 252 unidades habitacionais, condomínio terá creche, restaurante-escola e Unidade Básica de Saúde A última das três torres do condomínio Jardim Edite, no Brooklin (Zona Sul), começou a ser construída em fevereiro. A previsão é de que tudo seja concluído até o final deste ano. Além das torres de 17 andares cada, serão erguidos dois prédios com seis pavimentos cada, totalizando 252 novas unidades. O térreo dos prédios será ocupado com equipamentos públicos como uma creche, um restaurante-escola e uma UBS. O terreno onde está sendo construído o condomínio Jardim Edite está localizado no cruzamento das avenidas Engenheiro Luís Carlos Berrini e Jornalista Roberto Marinho. Segundo a arquiteta Marta Moreira, do escritório MMBB Arquitetos (co-responsável pelo projeto, junto com o escritório H+F Arquitetura), o objetivo principal dos equipamentos públicos no térreo dos prédios é o de garantir a integração com a cidade. A garantia de uso coletivo dos espaços fará com que o conjunto não fique fechado em si. Além disso, os limites do lote foram incluídos como alargamentos do passeio público, o que também vai colaborar para o trânsito da população do entorno, ressalta a arquiteta. O investimento de R$ 43,3 milhões integra os recursos previstos para a Operação Urbana Água Espraiada. A Secretaria Municipal de Habitação (Sehab) também fará no local obras como rede de esgoto, drenagem, pavimentação de vias e paisagismo. MARCOS PALHARES Terreno do Estevão Baião já está pronto para as obras Tudo pronto para o início das obras do futuro condomínio Estevão Baião, na região do Campo Belo (Zona Sul). Em fevereiro, o terreno recebeu as estacas de marcação. No local, serão construídas 300 unidades habitacionais, com previsão de entrega para o primeiro semestre de Em duas áreas próximas Iguaçu e Gutemberg, outros imóveis estão em construção. São dois prédios de quatro pavimentos, com 19 unidades habitacionais cada, mais sala de leitura e playground. Esses imóveis devem ser entregues em agosto deste ano. No prédio do Iguaçu, a Secretaria Municipal de Habitação (Sehab) já está concluindo o último pavimento. Já no Gutemberg, as obras estão na terceira laje. O valor total investido nas três áreas será de R$ 56,4 milhões. Corruíras deve ficar pronto em setembro Com entrega prevista para setembro, o conjunto habitacional Corruíras, no bairro do Jabaquara (Zona Sudeste), está com as obras em fase avançada. A laje do piso do terceiro pavimento do Bloco A foi iniciada. No Bloco B, os serviços de alvenaria, como a construção de paredes, estão em andamento no segundo pavimento. O empreendimento prevê a construção de 244 unidades, com investimento de R$ 39,6 milhões recursos provenientes da Operação Urbana Água Espraiada. A previsão de entrega dos imóveis é para setembro deste ano. Obras avançam no Corruíras Renova SP ABRIL MAIO

14 EMPREGO & FINANÇAS DINHEIRO Como entender o Economês Saiba o que são e como afetam sua vida coisas aparentemente complicadas como inflação, dólar, taxa de juros... Sabe quando você vai à padaria com R$ 2 e compra menos pães do que na semana passada? Aprenda: isso é inflação. Voltando pra casa, você passa em frente a uma loja de eletrodomésticos e percebe que aquela tevê que você queria comprar está com preço menor. Pode apostar: o dólar baixou e, por isso, o aparelho, por ser fabricado em outro país, ficou mais barato. No outro dia, você vai ao banco para ver se consegue um empréstimo para comprar a TV. O gerente explica que, quando você for devolver o dinheiro, vai pagar um pouco mais do que pegou. Isso é a taxa de juros. Como se vê, muitos desses termos que vemos todo dia no Jornal Nacional (inflação, dólar, taxa de juros, PIB, ações da bolsa...) podem parecer muito complicados num primeiro momento. Mas todos têm relação direta com a sua vida. Vejamos o PIB, por exemplo, que é a sigla de Produto Interno Bruto. Geralmente, costuma-se dizer que é a quantidade de riqueza que o país acumulou ou produziu no período de um ano, diz a professora de macroeconomia da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) Cristina Helena de Mello. Mas o que o PIB tem a ver com a nossa vida? Primeiro, se o país está produzindo mais, as empresas estão ganhando mais dinheiro e, por isso, vão contratar mais gente. Logo, vai aumentar a oferta de empregos e os salários devem melhorar, explica a economista. Porém, se as empresas vão contratar e produzir mais, também vão gastar mais dinheiro com isso. Daí, é bem provável que repassem esse gasto para o preço dos produtos e nós vamos pagar mais caro no supermercado, acrescenta. Outra coisa que confunde as pessoas: a bolsa de valores. Vira e mexe, o mesmo Jornal Nacional afirma que a BM&FBovespa fechou em alta ou em baixa. O que isso significa? Pra resumir, uma bolsa de valores é um lugar onde as pessoas compram ou vendem ações de várias empresas diferentes. As ações são como pedaços de uma empresa: se você compra uma (ou muitas), fica sócio dela. E, se a empresa está ganhando muito dinheiro, você vai poder vender a ação por um preço maior do que o que pagou. Mas o que o movimento da bolsa de valores importa para nós, que não compramos ações e não fazemos negócios lá? Se a bolsa cai e continua caindo muito, todo dia, é sinal de que as empresas estão perdendo dinheiro e que a economia do país está piorando, afirma o coordenador do curso de ciências econômicas da PUC-SP, Antônio Carlos Alves dos Santos. Ou seja: vai ter menos emprego, menos dinheiro no bolso, menos comida na mesa. Nas próximas páginas, vamos tentar traduzir um pouco mais do economês, essa língua que sempre é bom entender. MARCOS PALHARES Renova SP ABRIL MAIO

15 Se a farinha é paga em dólar, o preço do pão muda Sempre que escutam que o preço do dólar subiu ou desceu, muitos se perguntam: E eu com isso?. Pois voltemos ao exemplo da padaria: Para fazer o pão, é preciso farinha. Se, para fazer a farinha, a fábrica compra trigo em outro país, ela paga em dólar. Se o preço do dólar sobe, ela vai pagar mais e, depois, vai vender a farinha mais cara para a padaria. E você, com toda certeza, vai gastar mais para comprar pão, exemplifica o economista Antônio Carlos Alves dos Santos. Mas por que o dólar sobe? Assim como todas as coisas que compramos, o dólar também tem seu preço em reais. Se os estrangeiros compram muita coisa do Brasil, entra bastante dólar aqui. Daí, o preço desce. Quando, ao contrário, diminui a quantidade de dólar no país, a procura é maior e o preço sobe, afirma Cristina Helena de Mello. Segundo ela, o preço divulgado na tevê é uma média: tem lugar que cobra mais e outro que cobra menos pelo dólar. É o mesmo que a diferença de preços dos supermercados: se num deles o preço da banana é R$ 1 e no outro é R$ 3, o preço médio é R$ 2. A cotação do dólar também é o preço médio do dia. Inflação: menos dinheiro para gastar Quem já era adulto e pagava contas antes de 1994, quando foi criado o Plano Real, deve lembrar muito bem do monstro da inflação. Naquele tempo, os preços de todas as coisas aumentavam da noite pro dia. Em dezembro de 1989, por exemplo, a inflação bateu em 55%. Se fosse hoje, isso significaria que, se você pagasse R$ 300 na compra de supermercado do mês, teria que gastar R$ 465 para adquirir as mesmas coisas apenas 30 dias depois! Inflação é isso: é o que conseguimos ou não comprar com o nosso dinheiro, resume a economista Cristina Helena de Mello. Quem está em casa escuta na TV que a inflação vai ser de 6% ao ano e não entende que, na verdade, vai ter 6% menos de dinheiro para pagar a conta do supermercado, do transporte, dos remédios, da luz, do telefone. Mas por que os preços mudam? Basicamente, pela chamada lei da oferta e da procura : se ninguém está procurando uma coisa ou um serviço, o preço cai. Se todo mundo procura, o preço sobe. José Rodrigo de Amorim, de 45 anos, morador de Paraisópolis (Zona Sul), aprendeu isso na prática. Eu vendo produtos da Natura e tenho clientes que deixam para comprar no mês seguinte e encontram o preço mais caro. É a inflação, comenta. E tem o outro lado: eu reparo que, às vezes, não consigo comprar as mesmas coisas que preciso de um mês para o outro. O dinheiro encurta no bolso, diz o vendedor. É exatamente isso: a inflação encurta nosso poder de comprar. José Rodrigo sente se a inflação subiu no número de clientes FOTOS: Newton Santos Renova SP ABRIL MAIO

16 Taxas de juros seguem a lei dos cunhados Juros são aquele dinheiro que você paga a mais quando pega dinheiro emprestado. Isso significa que, se você pegou R$ 100 a uma taxa de 10% ao mês, terá que devolver R$ 110 dali a 30 dias. Mas, de vez em quando, a gente ouve na tevê que o Copom (Comitê de Política Monetária, órgão ligado ao Governo Federal) se reuniu e aumentou ou baixou a taxa básica de juros, a chamada Taxa Selic. Muita gente faz confusão: o que é a Selic e qual a diferença para outras taxas de juros? Quando os bancos comerciais vão pegar dinheiro no Banco Central, eles se comprometem a devolver com correção de juros pela Taxa Selic, explica a economista Cristina Helena de Mello. Por isso, se a Selic baixa e os bancos pegam dinheiro mais barato, podem emprestar para a gente cobrando juros menores, também. Além da Selic, a economia brasileira tem outras taxas de juros específicas para cada setor. E elas são diferentes. Os juros do cartão de crédito, por exemplo, são muito altos. Porque você sai gastando e, se não tiver dinheiro para pagar depois, é praticamente impossível para a operadora do cartão reaver aquilo que você comprou: alimentos, passagens, etc. Já o financiamento de um carro tem juros mais baratos, pois, se você não quitar a dívida, eles podem simplesmente tomar o automóvel. É mais garantido, compara a economista. Para facilitar a explicação, a economista inventou uma divertida lei dos cunhados. Vamos supor que você tenha dois cunhados e eles vivem te pedindo dinheiro emprestado, brinca Cristina. Um deles te devolve todo o dinheiro, sempre no prazo combinado. O outro te enrola, não paga no dia, só dá dor de cabeça. Assim, para o primeiro você cobra juros baixos, pois o risco de ele não pagar é pequeno. Já para o segundo, você cobra juros bem altos, pra compensar a possível perda do dinheiro ou desencorajá-lo de pedir emprestado. As taxas de juros, dependendo do risco envolvido, seguem a mesma lógica, completa. DICAS DE BOLSO Renova SP preparou um pequeno dicionário com os termos mais falados na economia INFLAÇÃO É o que mede o tanto de coisas ou serviços que você consegue comprar em certo período. Se ela sobe, você não compra o mesmo tanto de coisas que comprava com o mesmo dinheiro. DÓLAR Moeda dos Estados Unidos que é usada por muitos países para comprar ou vender coisas fora de seu território. Se seu preço sobe, produtos importados ou feitos com matéria-prima de fora ficam mais caros. TAXA DE JUROS É o tanto a mais de dinheiro que você paga quando devolve um valor que pegou emprestado. Se o risco do calote for grande, o juro é alto; se o tomador do empréstimo é um bom pagador, a taxa é mais baixa. TAXA SELIC É a taxa de juros que o Banco Central cobra dos bancos que pegam dinheiro dele. Se os bancos pegam dinheiro pagando mais barato, podem cobrar menos quando emprestam. BOLSA DE VALORES Indica o preço das ações das empresas: se o preço delas está subindo, as empresas estão bem. Quando as bolsas caem, as empresas vão mal e podem demitir ou oferecer menos empregos. Renova SP ABRIL MAIO

17 CONSUMO Dez mimos para a mamãe Para não fazer feio no dia dela, siga esse roteiro na região da 25 de Março 1 MAQUIAGEM E PERFUME IMPORTADO Dentro da mesma galeria, a Graluf s vende perfumes importados e a Le Look investe em comércio chique de maquiagens. Perfumaria Graluf s. Ladeira Porto Geral, 14, tel Le Look. Ladeira Porto Geral, 14, tel BOLSA DE MÃO Na AE Bijoux, existem centenas de bolsas de mão (as clutches ) em renda, strass, palha e metal, que custam de R$ 15 a R$ 35. Ladeira Porto Geral, 75, tel No mês de maio, carteira vazia não é motivo para deixar o Dia das Mães passar em branco. Maior centro de compras a céu aberto da América Latina, a região da Rua 25 de Março, no Centro, reúne lojas espalhadas por 17 ruas e ladeiras. A maioria oferece produtos bem mais em conta do que nos shoppings. Confira, a seguir, um roteiro com dez endereços para garantir a festa no dia 13. DÉBORA YURI 8 OBJETOS PARA A CASA Para mães entretidas com a decoração da nova casa, a Milli vende luminárias e objetos moderninhos de cozinha. R. Comendador Abdo Schahin, 180, tel ROUPAS INDIANAS Loja especializada em artigos indianos, a Kenuz vende luminárias em mosaico (a partir de R$ 99), echarpes e pashminas (de R$ 8,50 a R$ 42) e roupas (vestidos floridos, R$ 50). R. Comendador Abdo Schahin, 142, tel PASHMINA Na I Love Bijoux, as pashminas vão de R$ 4,99 a R$ 14,99, em várias cores. Ladeira Porto Geral, 109/113, tel ACESSÓRIOS FASHION Patricinhas e descoladas lotam o Espaço ND, que vende bolsas, colares, pulseiras, bolsas e peças de roupa criados no próprio ateliê da marca. R. Varnhagen, 25, tel DOCINHOS ÁRABES Mulheres adoram doces, e as mães não fogem a essa regra. Para fazer um agrado final, passe no Empório Syrio. Os campeões de venda são os itens recheados com damasco, tâmaras e pistache, além das bandejas sortidas. R. Comendador Abdo Schahin, 136, tel ONDE FICAM 7 5 SALTO ALTO O forte da Mundial Calçados são sapatos femininos de fabricação própria de botas e scarpins a sapatilhas. R. 25 de Março, 831, tel LINGERIE Em diversos modelos e cores, conjuntos de lingerie (a partir de R$ 14) e sutiãs avulsos (R$ 12) fazem a festa da mulherada na Lingerie 25. R. 25 de Março, 875, tel ANÉIS, PULSEIRAS & BRINCOS Pulseiras de metal, acrílicas, com strass ou pedra custam a partir de R$ 12 na America Bijoux. R. 25 de Março, 926/930, tel Renova SP ABRIL MAIO

18 CONSTRUÇÃO & DECORAÇÃO ESTILO Dança dos pisos PISO DE MADEIRA De madeira, laminado ou carpete: entenda as diferenças entre eles e escolha o seu Um clássico, um campeão de vendas e um quase desconhecido pelos leigos. Quem já fica cheio de dúvidas na hora de escolher o piso para a nova casa costuma se embaralhar ainda mais com as opções que trazem madeira no pacote. Afinal, qual a diferença e os prós e contras entre o piso de madeira, o piso laminado e o carpete de madeira? A seguir, Renova SP conta um pouco de cada um. DÉBORA YURI Alta resistência ao tempo e a riscos, beleza, pode ser lixado inúmeras vezes e fica sempre com cara de novo. Preço alto e longo tempo para a aplicação. PREÇO MÉDIO: R$ 220 o m². Divulgação/dt.estudio É um clássico, artigo nobre, 100% feito de madeira maciça. Pode vir em formato de assoalho, taco ou taquinho. O piso de madeira dura bastante e fica com cara de novo após raspagens. Além disso, confere ao ambiente beleza e conforto térmico. O lado negativo é que, das três opções, ele é o mais doloroso para o bolso. Quanto mais madeira o piso tem, mais caro ele custa, explica o arquiteto do escritório dt.estudio Luis Bernardini. Esse tipo de revestimento também exige mais trabalho e tempo para ser colocado. É preciso lixar o piso e deixar que ele acomode, o que dura cerca de 20 dias e costuma ser um fardo para quem precisa ficar em casa enquanto acontece a obra. A solução pode ser o piso pronto, modalidade recente da categoria pisos de madeira, que só é encaixado e colado. Como se trata, também, de madeira, o preço é praticamente o mesmo dos tradicionais. Pisos de madeira custam mais porque têm alta durabilidade, diz Bernardini. Há apartamentos de 60 anos cujo piso ainda está intacto. Mas o preço salgado mudou, por exemplo, os formatos mais comuns. Antes, o pessoal usava tábuas corridas maciças; hoje, o que se vê são tacos, taquinhos e réguas estreitas e menores. Uma dica é ficar de olho em réguas e tacos velhos, já que muita gente joga o material fora quando decide reformar a casa, sugere o arquiteto. Essas madeiras são de ótima qualidade e podem ser reaproveitadas. Recolher madeira antiga, recuperá-la e fazer um piso novo é o mais indicado. Renova SP ABRIL MAIO

19 PISO LAMINADO Bastante comuns em casas e apartamentos, são placas revestidas de fórmica que imitam a madeira verdadeira. Os pisos laminados são de fácil aplicação pois podem ser colocados sobre pisos já existentes. O mercado oferece várias cores e tipos de texturas que se passam facilmente por madeira, das mais claras às avermelhadas. A diferença para o carpete de madeira está no revestimento. O laminado usa melamínico, que transmite a impressão de madeira, e é 100% sintético; já o carpete é um pouco mais grosso e vem com uma fina camada do material verdadeiro. Para a arquiteta Legiani de Melo Borba, do escritório LL&S Arquitetura, o piso laminado hoje é o mais indicado para quem não pode gastar muito. É barato, bonito, prático de instalar e fácil de limpar, diz. Como o custo ficou praticamente empatado com o carpete de madeira, esse último está sumindo do mercado. Um problema é a baixa tolerância à umidade. Outro é sua vida útil o laminado dura de cinco a oito anos, dependendo do fabricante e dos cuidados do dono. De qualquer jeito, trata-se de uma opção mais resistente a riscos do que o carpete de madeira. Sua manutenção também é a mais prática: basta passar um pano úmido. A madeira precisa de cera adequada, que não afete a sua cor. Divulgação/Duratex Tem boa aparência e cara de madeira, custa menos, fácil colocação, simples de limpar, mais resistente a riscos do que o carpete de madeira. Dura menos do que o piso de madeira maciça e não tolera umidade. PREÇO MÉDIO: R$ 50 o m². CARPETE DE MADEIRA Um compensado com uma lâmina fina de madeira natural, colada e prensada por cima: esse é o carpete de madeira, opção bem mais em conta do que a madeira maciça. Outro ponto positivo é a sua aplicação, rápida e prática. Essa alternativa, porém, também tem lados negativos. O carpete risca facilmente (nem pense em colocar sobre ele móveis pesados ou rodízios) e, quando isso acontece, não é possível recuperá-lo. Além disso, oferece pouca resistência à água e produz um barulho quando se anda sobre ele. Parece madeira, é mais barato e sua aplicação é simples. Risca com facilidade e, quando danificado, não pode ser recuperado. Costuma emitir ruído ao ser pisado. Não suporta umidade. PREÇO MÉDIO: R$ 60 o m². SERVIÇO dt.estudio. Tel Duratex. Tel LL&S Arquitetura. Tel Renova SP ABRIL MAIO

20 Pergunte ao ARQUITETO Quais as plantas mais indicadas para colocar numa varanda pequena, onde bate sol? Posso cultivar ervas nesse espaço? Silvia Regina de Souza, 46 anos, dona de casa, moradora do Jardim Olinda Que tal preparar um jardim de temperos na varanda? Em geral, os temperos gostam de sol, mas não vão bem com muito vento. Também tome cuidado para não deixar o vaso na beirada, com perigo de cair. Você vai precisar de um vaso com pelo menos um palmo de profundidade. Pode comprar, fazer ou aproveitar um do tamanho que não atrapalhe a sua varanda. Aqueles vasos compridos, com um palmo de largura por dois ou três de comprimento aproveitam melhor o espaço do que um redondo. O vaso precisa ter furos embaixo para não acumular água. Prepare o fundo fazendo uma camada fina de pedrisco ou caco de telha. Cubra com jornal ou um pedaço de pano e complete com terra. A melhor terra é uma mistura de uma parte de terra preta (húmus), uma parte de terra vermelha e uma parte de areia. Para sementes, a terra mais fofa é a ideal. Você pode plantar as sementes ou as mudas já crescidas. O que cultivar numa varanda? Manjericão, coentro, tomilho, sálvia, orégano, salsinha, cebolinha, manjerona, hortelã, alecrim... Escolha uma quantidade que caiba no vaso, sem ficar muito apertado. Regue com água de manhã ou à noite. Aperte a terra com um dedo para saber se está úmida ou se precisa regar. Evite molhar as folhas. Não deixe folhas secas no vaso porque podem criar fungos e bactérias que prejudicam as plantas. Em vez de arrancar com as mãos, corte sempre os talos com uma tesoura ou faca afiada, pois assim elas crescerão novamente e mais rápido. Roberto Sakamoto, arquiteto, urbanista e paisagista. robertosakamoto.wordpress.com. Mande sua dúvida para a Renova SP no Ervas frescas para a cozinha podem ser plantadas na varanda FOTO: Débora Yuri PASSO A PASSO SACO DE LIXO DE JORNAL 1 Saiba como aproveitar o jornal velho para substituir os saquinhos plásticos 2 3 FOTOS: Divulgação Faça uma dobra para marcar, no sentido vertical, a metade da página da direita. Dobre a beirada dessa página para dentro, até a marca. Você terá dobrado uma aba equivalente a um quarto da página da direita, e assim terá um quadrado. Depois, dobre a ponta inferior direita sobre a ponta superior esquerda, formando um triângulo, e mantenha sua base para baixo. Em seguida, dobre a ponta inferior direita do triângulo até a metade da lateral esquerda do triângulo. Vire a dobradura de barriga para baixo, escondendo a aba que você acabou de dobrar. Novamente, do outro lado, dobre a ponta da direita até a metade da lateral esquerda, repetindo o processo. Para fazer a boca do saquinho, pegue uma parte da ponta de cima do jornal e enfie para dentro da aba que você dobrou por último, fazendo-a desaparecer lá dentro. Sobrará a ponta de cima, que deve ser enfiada dentro da aba do outro lado. Daí, vire a dobradura para o outro lado e repita a operação. Abrindo a parte de cima, eis o saquinho de jornal. É só encaixar no cesto. ITENS NECESSÁRIOS: Duas ou três folhas de jornal juntas, para que o saquinho fique mais resistente. Observação: não use o saco de jornal para cestos em que jogará líquidos ou lixo úmido. Fonte: Juliana Valentini, do blog De verde casa (www.deverdecasa.com) Renova SP ABRIL MAIO

Venda de imóveis usados cai 46,15% e locação encolhe 36,25% em dezembro em São Paulo

Venda de imóveis usados cai 46,15% e locação encolhe 36,25% em dezembro em São Paulo Pesquisa CRECI Aluguel-Venda residencial/imóveis usados Cidade de São Paulo Dezembro de 2008 Venda de imóveis usados cai 46,15% e locação encolhe 36,25% em dezembro em São Paulo Nem o 13 o salário salvou

Leia mais

Venda de imóveis usados cresce 140,29% em Fevereiro e mercado retorna a nível pré-crise

Venda de imóveis usados cresce 140,29% em Fevereiro e mercado retorna a nível pré-crise Pesquisa CRECI Imóveis usados/aluguel-venda residencial Cidade de São Paulo Fevereiro de 2009 Pesquisa apurou crescimento de 31,23% na locação Venda de imóveis usados cresce 140,29% em Fevereiro e mercado

Leia mais

Imóveis: o que os paulistanos buscam na hora da compra

Imóveis: o que os paulistanos buscam na hora da compra 13/10/2010 Imóveis: o que os paulistanos buscam na hora da compra Pesquisa revela quanto gastam os novos proprietários De mudança para fugir do trânsito: Moro no Morumbi e todos os dias tenho de enfrentar

Leia mais

Sciesp. Clipping 17.06. A s s e s s o r i a d e I m p r e n s a i m p r e n s a @ s c i e s p. c o m. b r ( 1 1 ) 3 8 8 9-5 8 9 9 Página 1

Sciesp. Clipping 17.06. A s s e s s o r i a d e I m p r e n s a i m p r e n s a @ s c i e s p. c o m. b r ( 1 1 ) 3 8 8 9-5 8 9 9 Página 1 Sciesp Clipping 17.06 A s s e s s o r i a d e I m p r e n s a i m p r e n s a @ s c i e s p. c o m. b r ( 1 1 ) 3 8 8 9-5 8 9 9 Página 1 DESTAK FGTS amplia teto da renda para imóvel com juro menor Famílias

Leia mais

PESQUISA CRECI NOVEMBRO/2005

PESQUISA CRECI NOVEMBRO/2005 PESQUISA CRECI NOVEMBRO/2005 Pesquisa CRECI-SP Imóveis usados/aluguel residencial Novembro de 2005 Capital/SP Locação de imóveis aumenta 1,93% e a venda de usados tem alta modesta em SP O número de imóveis

Leia mais

SÃO PAULO SOB O OLHAR DAS CONSULTORAS NATURA

SÃO PAULO SOB O OLHAR DAS CONSULTORAS NATURA SÃO PAULO SOB O OLHAR DAS CONSULTORAS NATURA Metodologia e Amostra Pesquisa junto às consultoras Natura da cidade de São Paulo. Metodologia quantitativa, questionário auto-preenchido COLETA DOS DADOS Setembro

Leia mais

PESQUISA MENSAL DE VALORES DE LOCAÇÃO RESIDENCIAL CIDADE DE SÃO PAULO NOVEMBRO DE 2014

PESQUISA MENSAL DE VALORES DE LOCAÇÃO RESIDENCIAL CIDADE DE SÃO PAULO NOVEMBRO DE 2014 PESQUISA MENSAL DE VALORES DE LOCAÇÃO RESIDENCIAL CIDADE DE SÃO PAULO NOVEMBRO DE 2014 Os contratos novos de aluguéis de casas e de apartamentos na capital paulista subiram em média 0,6% em novembro relativamente

Leia mais

Uso de Serviços Públicos de Saúde

Uso de Serviços Públicos de Saúde Uso de Serviços Públicos de Saúde Metodologia Pesquisa quantitativa, com aplicação de questionário estruturado através de entrevistas pessoais. OBJETIVO GERAL Levantar junto à população da área em estudo

Leia mais

Configuração e tipologias

Configuração e tipologias OsE s p a ç o sp ú b l i c o ses u ai n f l u ê n c i an ame l h o r i ad aq u a l i d a d ed ev i d a O que são Espaços Públicos? P O espaço público é considerado como aquele que, dentro do território

Leia mais

Venda de imóveis usados e locação residencial começam ano em baixa

Venda de imóveis usados e locação residencial começam ano em baixa Pesquisa CRECISP Imóveis Usados-Venda/Aluguel residencial Cidade de São Paulo Janeiro de 2011 Venda de imóveis usados e locação residencial começam ano em baixa A venda de imóveis usados residenciais e

Leia mais

Cidade de Direitos. 15 Jornada de 7 horas no Ensino. 1 1 novo hospital. 16 9 anos no Ensino Fundamental. 17 120.000 novas famílias no Programa de

Cidade de Direitos. 15 Jornada de 7 horas no Ensino. 1 1 novo hospital. 16 9 anos no Ensino Fundamental. 17 120.000 novas famílias no Programa de Cidade de Direitos 1 1 novo hospital Freguesia do Ó 2 1 novo hospital Parelheiros 3 1 novo hospital Vila Matilde 4 10 novas unidades AMA-Especialidades 5 50 unidades de atendimento odontológico AMA-Sorriso

Leia mais

Consórcio. Imobiliário. na prática. Por que o consórcio é muito mais interessante do que o financiamento? Livre-se dos Juros!

Consórcio. Imobiliário. na prática. Por que o consórcio é muito mais interessante do que o financiamento? Livre-se dos Juros! Consórcio Imobiliário na prática Por que o consórcio é muito mais interessante do que o financiamento? Livre-se dos Juros! 1 Sobre a empresa A A+ Consórcios iniciou suas atividades com o objetivo de gerir

Leia mais

PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA 2015 PREFEITURA DE SÃO PAULO

PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA 2015 PREFEITURA DE SÃO PAULO PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA 2015 PREFEITURA DE SÃO PAULO Projeto de Lei 467/2014 SUMÁRIO I. Resumo das Receitas e Despesas por Categoria Econômica... 3 II. III. IV. Investimentos em Obras e Instalações (Administração

Leia mais

Visivelmente, o mercado de imóveis no País está em pleno crescimento basta olhar para os lados...para frente...para trás... Alguns questionamentos:

Visivelmente, o mercado de imóveis no País está em pleno crescimento basta olhar para os lados...para frente...para trás... Alguns questionamentos: Gunther Calvente Grineberg Maio 2011 Mercado Visivelmente, o mercado de imóveis no País está em pleno crescimento basta olhar para os lados...para frente...para trás... Alguns questionamentos: Alguém conhece

Leia mais

CRAS - Centro de Referência de Assistência Social

CRAS - Centro de Referência de Assistência Social CRAS - Centro de Referência de Assistência Social O Centro de Referência de Assistência Social CRAS é uma unidade pública estatal de base territorial, localizada em áreas de vulnerabilidade social. Executa

Leia mais

Os prós e os contras de comprar um imóvel novo

Os prós e os contras de comprar um imóvel novo Os prós e os contras de comprar um imóvel novo Antes de comprar um imóvel na planta ou um novo pronto para morar veja quais são as suas vantagens e desvantagens São Paulo O preço de um imóvel corresponde

Leia mais

PESQUISA MENSAL DE VALORES DE LOCAÇÃO RESIDENCIAL CIDADE DE SÃO PAULO MAIO DE 2015

PESQUISA MENSAL DE VALORES DE LOCAÇÃO RESIDENCIAL CIDADE DE SÃO PAULO MAIO DE 2015 PESQUISA MENSAL DE VALORES DE LOCAÇÃO RESIDENCIAL CIDADE DE SÃO PAULO MAIO DE 2015 Os aluguéis das casas e apartamentos no mês de maio permaneceram estáveis em relação aos valores de abril. Em relação

Leia mais

PESQUISA MENSAL DE VALORES DE LOCAÇÃO RESIDENCIAL CIDADE DE SÃO PAULO JUNHO DE 2014.

PESQUISA MENSAL DE VALORES DE LOCAÇÃO RESIDENCIAL CIDADE DE SÃO PAULO JUNHO DE 2014. PESQUISA MENSAL DE VALORES DE LOCAÇÃO RESIDENCIAL CIDADE DE SÃO PAULO JUNHO DE 2014. O mercado de contratos novos de locação residencial realizados em junho na cidade de São Paulo registrou variação de

Leia mais

Sciesp. Clipping 01.11.11. A s s e s s o r i a d e I m p r e n s a i m p r e n s a @ s c i e s p. c o m. b r ( 1 1 ) 3 8 8 9-5 8 9 9 Página 1

Sciesp. Clipping 01.11.11. A s s e s s o r i a d e I m p r e n s a i m p r e n s a @ s c i e s p. c o m. b r ( 1 1 ) 3 8 8 9-5 8 9 9 Página 1 Sciesp Clipping 01.11.11 A s s e s s o r i a d e I m p r e n s a i m p r e n s a @ s c i e s p. c o m. b r ( 1 1 ) 3 8 8 9-5 8 9 9 Página 1 R7 Mercado imobiliário pisa no freio em SP em agosto Venda de

Leia mais

1. Investimento concreto

1. Investimento concreto 1. Investimento concreto 18/09/2008 Exame Revista Setor 137, 138 e 140 Página 1 Página 2 Página 3 Página 4 Comprar imóveis para alugar foi um dos piores negócios nas últimas décadas. Agora até estrangeiros

Leia mais

As análises de Vênus e Marte

As análises de Vênus e Marte Foto: Divulgação Opiniões Dizem que as mulheres são mais sentimentais. Agem muito mais com a emoção do que com a razão. Já os homens seriam mais racionais. Fazem cálculos e planos antes de tomar qualquer

Leia mais

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo IV

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo IV Mark Ford 11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo IV Capítulo Quatro O Guia Definitivo para enfrentar suas Dívidas Em algum nível, mesmo que rudimentar, todos sabemos que o endividamento é perigoso.

Leia mais

PESQUISA CRECI MARÇO/2005

PESQUISA CRECI MARÇO/2005 PESQUISA CRECI MARÇO/2005 São Paulo, abril de 2005 Pesquisa CRECI-SP Imóveis usados/aluguel residencial Venda de imóveis usados e locação residencial registram queda em março na cidade de São Paulo Pesquisa

Leia mais

A BRASIL BROKERS SP NOVOS NEGÓCIOS E CORPORATE IMÓVEIS LANÇAMENTOS E PRONTOS 30 MUNICÍPIOS EM OPERAÇÃO 2700 PROFISSIONAIS DE VENDAS

A BRASIL BROKERS SP NOVOS NEGÓCIOS E CORPORATE IMÓVEIS LANÇAMENTOS E PRONTOS 30 MUNICÍPIOS EM OPERAÇÃO 2700 PROFISSIONAIS DE VENDAS A BRASIL BROKERS SP NOVOS NEGÓCIOS E CORPORATE Estudo de viabilidade imobiliária para desenvolvimento de empreendimentos e captação de terrenos, inteligência de mercado para análise de novas áreas e pesquisa

Leia mais

Regional Norte Dados Gerais. Aproximadamente 29% Regional Norte vive em assentamentos precários. 7 Subprefeituras. Área Assentamentos Norte*

Regional Norte Dados Gerais. Aproximadamente 29% Regional Norte vive em assentamentos precários. 7 Subprefeituras. Área Assentamentos Norte* Regional Norte Dados Gerais 7 Subprefeituras Área de São Paulo CASA VERDE/CACHOEIRINHA CASA CASAVERDE/CACHOEIRINHA VERDE/CACHOEIRINHA VERDE/CACHOEIRINHA CASA CASA VERDE/CACHOEIRINHA CASA VERDE/CACHOEIRINHA

Leia mais

Venda de imóveis usados e locação têm queda em São Paulo em junho

Venda de imóveis usados e locação têm queda em São Paulo em junho Pesquisa CRECISP Imóveis usados/venda-aluguel residencial Cidade de São Paulo Junho de 2010 Venda de imóveis usados e locação têm queda em São Paulo em junho As vendas de imóveis usados caíram 15,53% e

Leia mais

A perfeição da obra está na beleza de cada detalhe.

A perfeição da obra está na beleza de cada detalhe. A perfeição da obra está na beleza de cada detalhe. A felicidade tem endereço certo. Residencial. Privilegiado. Completo. É assim o Bairro de Fátima. Uma das regiões mais valorizadas de Fortaleza. Central,

Leia mais

RUMO CERTO. Investimento seguro. Boletim informativo da F A Oliva & Cia. Ltda. Nº 30 - Julho / Agosto / Setembro de 2015. ANOS construindo sonhos

RUMO CERTO. Investimento seguro. Boletim informativo da F A Oliva & Cia. Ltda. Nº 30 - Julho / Agosto / Setembro de 2015. ANOS construindo sonhos RUMO CERTO ANOS construindo sonhos Boletim informativo da F A Oliva & Cia. Ltda. Nº 30 - Julho / Agosto / Setembro de 2015 Investimento seguro imóveis da f a oliva são ótimas opções para aplicar seu dinheiro

Leia mais

Sciesp. Clipping 10.06. A s s e s s o r i a d e I m p r e n s a i m p r e n s a @ s c i e s p. c o m. b r ( 1 1 ) 3 8 8 9-5 8 9 9 Página 1

Sciesp. Clipping 10.06. A s s e s s o r i a d e I m p r e n s a i m p r e n s a @ s c i e s p. c o m. b r ( 1 1 ) 3 8 8 9-5 8 9 9 Página 1 Sciesp Clipping 10.06 A s s e s s o r i a d e I m p r e n s a i m p r e n s a @ s c i e s p. c o m. b r ( 1 1 ) 3 8 8 9-5 8 9 9 Página 1 JORNAL DO COMÉRCIO Faltam imóveis comerciais 10/06/2011 O mercado

Leia mais

Reformas. aula 10. www.casa.com.br/cursodedecoracao2012. Por Tania Eustáquio

Reformas. aula 10. www.casa.com.br/cursodedecoracao2012. Por Tania Eustáquio www.casa.com.br/cursodedecoracao2012 aula 10 Por Tania Eustáquio Reformas Para mostrar como é possível fazer interferências na arquitetura de um imóvel sem dor de cabeça com obras, prazos e orçamento,

Leia mais

Venda de imóveis usados e locação crescem 67% no 1º trimestre em SP

Venda de imóveis usados e locação crescem 67% no 1º trimestre em SP São Paulo, 12 de Maio de 2013 Pesquisa CRECISP Imóveis usados/venda e Aluguel residencial Cidade de São Paulo Balanço 1º trimestre e Março de 2013 Venda de imóveis usados e locação crescem 67% no 1º trimestre

Leia mais

Em ritmo chinês A arquiteta Mariana Gerotto, de 26 anos, mudou-se para a Vila Andrade, na Zona Sul, em 2000, mas só recentemente descobriu ser esse o nome do bairro. Apesar de ele estar gravado nas placas

Leia mais

Renova HORA DA VIRADA. Empreendimento de Sucesso Especialistas ensinam como fazer um negócio dar certo dentro da comunidade

Renova HORA DA VIRADA. Empreendimento de Sucesso Especialistas ensinam como fazer um negócio dar certo dentro da comunidade 1 edição nº Revista da Secretaria Municipal de Habitação de São Paulo Renova Empreendimento de Sucesso Especialistas ensinam como fazer um negócio dar certo dentro da comunidade PÁGINAS 16 e 17 HORA DA

Leia mais

CONSTRUTORA LIX DA CUNHA S.A.

CONSTRUTORA LIX DA CUNHA S.A. Campinas/SP, 16 de Agosto de 2011 Prezados Senhores, Apesar dos problemas que se lançam sobre algumas construtoras da região, com embargos, projetos irregulares aprovados indevidamente, atrasos na entrega

Leia mais

2 - DA VERTICALIZAÇÃO PÓS-ZONEAMENTO AO FIM DO BNH (1980/1986).

2 - DA VERTICALIZAÇÃO PÓS-ZONEAMENTO AO FIM DO BNH (1980/1986). 2 - DA VERTICALIZAÇÃO PÓS-ZONEAMENTO AO FIM DO BNH (1980/1986). Em 1986, a cidade de São Paulo tinha 15.387 edifícios, dos quais 3.616 foram construídos entre 1980 e 1986 (Tabela 2 e Figura 3). Neste período,

Leia mais

Use bem o seu dinheiro

Use bem o seu dinheiro 1016323-6 - abr/2012 Quer saber mais sobre como usar melhor o seu dinheiro? No site www.itau.com.br/usoconsciente, você encontra vídeos, testes e informações para uma gestão financeira eficiente. Acesse

Leia mais

AF_Folheto Plantão_v3 Even.indd 1 08/06/10 20:00

AF_Folheto Plantão_v3 Even.indd 1 08/06/10 20:00 AF_Folheto Plantão_v3 Even.indd 1 08/06/10 20:00 morar na freguesia é diferente. Quem vive na Freguesia é apaixonado pelo bairro. Com um clima familiar e infraestrutura completa, a Freguesia é um dos mais

Leia mais

Perspectivas demográficas dos distritos do Município de São Paulo: o rápido e diferenciado processo de envelhecimento

Perspectivas demográficas dos distritos do Município de São Paulo: o rápido e diferenciado processo de envelhecimento Perspectivas demográficas dos distritos do Município de São Paulo: o rápido e diferenciado processo de envelhecimento As projeções populacionais até 2030 para os distritos da capital, realizadas pela Fundação

Leia mais

Ata de Reunião do Conselho Gestor de Paraisópolis. Por: DESCRIÇÃO REFERÊNCIA AUTOR Informativo dos objetivos da reunião:

Ata de Reunião do Conselho Gestor de Paraisópolis. Por: DESCRIÇÃO REFERÊNCIA AUTOR Informativo dos objetivos da reunião: Ata de Reunião do Conselho Gestor de Paraisópolis Local: Auditório do Albert Einstein Data: 10/07/2014 Pauta: 1. Apresentação Complexo Paraisopolis 2006 a 2014. 2. Organização do Conselho Gestor. Horário:

Leia mais

Como comprar o seu imóvel. Um jeito único de vender.

Como comprar o seu imóvel. Um jeito único de vender. Como comprar o seu imóvel Um jeito único de vender. NOSSA MISSÃO A Impacto Engenharia investe constantemente em um relacionamento mais estreito com seus clientes e assim oferece um jeito único de servir,

Leia mais

PESQUISA MENSAL DE VALORES DE LOCAÇÃO RESIDENCIAL CIDADE DE SÃO PAULO JANEIRO DE 2015 5,3 3,8 3,5

PESQUISA MENSAL DE VALORES DE LOCAÇÃO RESIDENCIAL CIDADE DE SÃO PAULO JANEIRO DE 2015 5,3 3,8 3,5 PESQUISA MENSAL DE VALORES DE LOCAÇÃO RESIDENCIAL CIDADE DE SÃO PAULO JANEIRO DE 2015 No primeiro mês de 2015, os aluguéis registraram alta de 0,4%, comparado com o mês anterior. Considerando o comportamento

Leia mais

Barômetro do Mercado Imobiliário

Barômetro do Mercado Imobiliário Barômetro do Mercado Imobiliário - São Paulo, Janeiro 2013 - Agente Imóvel apresenta o Barômetro de Mercado Imobiliário em São Paulo. Este relatório tem o objetivo de exibir o overview do mercado imobiliário

Leia mais

Uma publicação da. Texto Eneida Ana Cirello - Igor Apanavicius - Magda Solange Pedroso Padovan

Uma publicação da. Texto Eneida Ana Cirello - Igor Apanavicius - Magda Solange Pedroso Padovan Uma publicação da Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor - PROCON/SP Texto Eneida Ana Cirello - Igor Apanavicius - Magda Solange Pedroso Padovan Revisão Técnica Andréa Sanchez - Claudete Ottoni dos

Leia mais

Abordagens para Drenagem Urbana no Município de São Paulo: Ações de curto e longo prazos

Abordagens para Drenagem Urbana no Município de São Paulo: Ações de curto e longo prazos Abordagens para Drenagem Urbana no Município de São Paulo: Ações de curto e longo prazos Miguel Luiz Bucalem Secretário Municipal de Desenvolvimento Urbano Organização Agosto / 2010 São Paulo e a Bacia

Leia mais

Valorização dos imóveis usados Cidade de São Paulo 2011 a 2013. Tipo do imóvel 1 dor 2 dor 3 dor 4 dor

Valorização dos imóveis usados Cidade de São Paulo 2011 a 2013. Tipo do imóvel 1 dor 2 dor 3 dor 4 dor São Paulo, maio de 2014 Valorização dos imóveis usados 2011/13 Cidade de São Paulo Pesquisas CRECISP Sem bolha especulativa, valorização do imóvel empata com a inflação de 3 anos em São Paulo A valorização

Leia mais

Manual Bicicleta e Comércio

Manual Bicicleta e Comércio Manual Bicicleta e Comércio 66% dos comerciantes dizem que as vendas aumentaram após a implantação de ciclovias em São Francisco - Estados Unidos 49% de aumento nas vendas em comércios próximos a ciclovias

Leia mais

Urban View. Urban Reports. Higienópolis: como o metrô de gente diferenciada influencia no mercado imobiliário

Urban View. Urban Reports. Higienópolis: como o metrô de gente diferenciada influencia no mercado imobiliário Urban View Urban Reports Higienópolis: como o metrô de gente diferenciada influencia no mercado imobiliário Programa Falando em dinheiro, coluna Minha cidade, meu jeito de morar e investir Rádio Estadão

Leia mais

defendem revitalização do Cais Mauá, mas questionam modelo escolhido

defendem revitalização do Cais Mauá, mas questionam modelo escolhido Porto Alegre (RS) Comerciantes do Centro defendem revitalização do Cais Mauá, mas questionam modelo escolhido Comerciantes do Centro Histórico dizem ainda não ter muitas informações sobre as obras de revitalização

Leia mais

G1 - Apreensivos, moradores temem perder a tranquilidade com Piritubã...

G1 - Apreensivos, moradores temem perder a tranquilidade com Piritubã... 1 de 5 18/6/2010 08:26 18/06/2010 06h47 - Atualizado em 18/06/2010 06h47 Apreensivos, moradores temem perder a tranquilidade com Piritubão Terreno de mais de 5 milhões de m² abriga ampla área verde. Área

Leia mais

PESQUISA CRECI JANEIRO/2008

PESQUISA CRECI JANEIRO/2008 PESQUISA CRECI JANEIRO/2008 Pesquisa CRECI-SP Venda/Locação imóveis residenciais Janeiro de 2008 Cidade de São Paulo Pesquisa CRECI-SP apura valores de m 2 de imóveis usados em SP Imóveis usados podiam

Leia mais

Valorização de imóveis usados supera a dos ativos financeiros no período pré e pós-crise

Valorização de imóveis usados supera a dos ativos financeiros no período pré e pós-crise Pesquisa CRECI Especial Comparativo 2008/2009 Imóveis usados - São Paulo - Capital Valorização chegou a 121,36%, e 10 mais rentáveis são imóveis Valorização de imóveis usados supera a dos ativos financeiros

Leia mais

Vamos mudar nossas cidades?

Vamos mudar nossas cidades? Vamos mudar nossas cidades? Conheça o Estatuto da Cidade 1 O Estatuto quer garantir a cidade para todos 3 O Plano Diretor põe o Estatuto da Cidade em prática...6 As etapas do Plano Diretor 8 O Estatuto

Leia mais

Ao lado da Vila Leopoldina, próximo ao parque e ao shopping Villa Lobos, em uma região com grande demanda.

Ao lado da Vila Leopoldina, próximo ao parque e ao shopping Villa Lobos, em uma região com grande demanda. Localização Ao lado da Vila Leopoldina, próximo ao parque e ao shopping Villa Lobos, em uma região com grande demanda. Macrorregião 10.416,74m² Macrorregião Vila Leopoldina Shopping e Parque Villa Lobos

Leia mais

ZEIS ZONAS ESPECIAIS DE INTERESSE SOCIAL SECOVI-SP VICE- PRESIDÊNCIA DE INCORPORAÇÃO E TERRENOS URBANOS 18-04-2013

ZEIS ZONAS ESPECIAIS DE INTERESSE SOCIAL SECOVI-SP VICE- PRESIDÊNCIA DE INCORPORAÇÃO E TERRENOS URBANOS 18-04-2013 ZEIS ZONAS ESPECIAIS DE INTERESSE SOCIAL SECOVI-SP VICE- PRESIDÊNCIA DE INCORPORAÇÃO E TERRENOS URBANOS 18-04-2013 ZEIS-ZONAS ESPECIAIS DE INTERESSE SOCIAL década de 1980 surgimento de movimentos sociais

Leia mais

Prefeitura inicia a obra da trincheira Ressaca/Eldorado PREFEITURA RESSACA ESPECIAL REGIÃO VEJA AINDA:

Prefeitura inicia a obra da trincheira Ressaca/Eldorado PREFEITURA RESSACA ESPECIAL REGIÃO VEJA AINDA: PREFEITURA FAZ INFORMATIVO DA PREFEITURA DE CONTAGEM Nº 2 - Janeiro de 2008 ESPECIAL REGIÃO RESSACA Prefeitura inicia a obra da trincheira Ressaca/Eldorado A Prefeitura iniciou a obra que vai retirar a

Leia mais

PESQUISA CRECI JUNHO/2005

PESQUISA CRECI JUNHO/2005 PESQUISA CRECI JUNHO/2005 Pesquisa CRECI-SP Imóveis usados/aluguel residencial São Paulo Junho Locação de imóvel cresce pelo segundo mês seguido e vendas caem 3,67% em junho na cidade de São Paulo O número

Leia mais

AV. PAULISTA, 688 SÃO PAULO / SP CEP: 01310-909 TEL. (11) 3549-5500

AV. PAULISTA, 688 SÃO PAULO / SP CEP: 01310-909 TEL. (11) 3549-5500 ZONA SECCIONAL FISCAL Nº DISTRITO DISTRITOS Oeste Oeste Seccional Lapa Rua: Pio XI, 999 Alto da Lapa CEP: 05060-000 Tel.(11) 3834-0530 lapa@crosp.org.br Seccional Lapa Rua: Pio XI, 999 Alto da Lapa CEP:

Leia mais

Helbor. News. Helbor lança prédio comercial no Rio e mais um residencial em Santa Catarina

Helbor. News. Helbor lança prédio comercial no Rio e mais um residencial em Santa Catarina HelborNews Especial Master Imobiliário 2009 valoriza prédios comerciais da Helbor e de seus parceiros A conquista do Prêmio Master Imobiliário 2009, promovido pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação) e

Leia mais

Roberto Gerab. Aposta na baixa

Roberto Gerab. Aposta na baixa Roberto Gerab Aposta na baixa Em um momento em que grandes incorporadoras se mostram reticentes quanto à atuação na baixa renda, incorporadora Kallas cria nova empresa para crescer no segmento Edição 145

Leia mais

PESQUISA MENSAL DE VALORES DE LOCAÇÃO RESIDENCIAL CIDADE DE SÃO PAULO AGOSTO DE 2013

PESQUISA MENSAL DE VALORES DE LOCAÇÃO RESIDENCIAL CIDADE DE SÃO PAULO AGOSTO DE 2013 PESQUISA MENSAL DE VALORES DE LOCAÇÃO RESIDENCIAL CIDADE DE SÃO PAULO AGOSTO DE 2013 As pessoas que procuraram moradias para alugar em agosto de 2013 encontraram locações com valores mais altos em relação

Leia mais

PADARIA SHOPPING CENTER. Você pertinho de tudo. Tudo pertinho de você. SUPERMERCADO

PADARIA SHOPPING CENTER. Você pertinho de tudo. Tudo pertinho de você. SUPERMERCADO Seja feliz. Ser feliz é realizar os seus sonhos. E com essa inspiração, está nascendo o Illuminato, o primeiro residencial da OAS Empreendimentos e Faenge em Águas Claras. Um lugar onde, além de morar,

Leia mais

ir l Secretaria Municipal de Planejamento e Meio Ambiente Manual da Construção Legal

ir l Secretaria Municipal de Planejamento e Meio Ambiente Manual da Construção Legal ASCOM t ru ir l e g a legal construir cons Quero l Secretaria Municipal de Planejamento e Meio Ambiente Elaboração: Lilian Márcia Neves Haddad Arquiteta Urbanista, CREA 90.776/D MG - Especialista em Planejamento

Leia mais

Preço médio de imóveis residenciais em São Paulo Agosto 2015

Preço médio de imóveis residenciais em São Paulo Agosto 2015 Preço médio de imóveis residenciais em São Paulo Agosto 2015 Crédito foto: Lucas B. Salles, 2008, Wikipedia (https://en.wikipedia.org/wiki/file:edif%c3%adcio_copan,_sp.jpg) Introdução Cenário macro econômico

Leia mais

Animal. Casa. Compras. Fitness. Ensino. Gastronomia. Ano 1. Nº 1. 20 mil exemplares. www.revistacomuniq.com.br facebook.

Animal. Casa. Compras. Fitness. Ensino. Gastronomia. Ano 1. Nº 1. 20 mil exemplares. www.revistacomuniq.com.br facebook. Animal Casa Ano 1. Nº 1. 20 mil exemplares www.revistacomuniq.com.br facebook.com/revistacomuniq 2013 Compras Gastronomia Ensino Fitness Animal Casa www.revistacomuniq.com.br facebook.com/revistacomuniq

Leia mais

VILA MADALENA COL. SANTA CLARA PROF. MARCOS 2014

VILA MADALENA COL. SANTA CLARA PROF. MARCOS 2014 VILA MADALENA COL. SANTA CLARA PROF. MARCOS 2014 ORGANIZAÇÃO DA APRESENTAÇÃO I. CONTEÚDOS ATITUDINAIS II. CONTEÚDOS PROCEDIMENTAIS III. CONTEÚDOS CONCEITUAIS 1. AS TRANSFORMAÇÕES DA VILA MADALENA Da vila

Leia mais

Sua vida merece esta novidade.

Sua vida merece esta novidade. Condomínio Acqua Foto Ilustrativa Sua vida merece esta novidade. Mudar é sempre um grande passo. Agora imagine mudar para um lugar onde sua família terá tudo que precisa para ser feliz e viver com conforto,

Leia mais

COPA. Morumbi ou Outra Arena? As Marcas de um Novo Estádio na Dinâmica Urbana de São Paulo. José Roberto Bernasconi. Presidente Sinaenco São Paulo

COPA. Morumbi ou Outra Arena? As Marcas de um Novo Estádio na Dinâmica Urbana de São Paulo. José Roberto Bernasconi. Presidente Sinaenco São Paulo COPA Morumbi ou Outra Arena? As Marcas de um Novo Estádio na Dinâmica Urbana de São Paulo José Roberto Bernasconi Presidente Sinaenco São Paulo SP/Agosto/ 2010 1 1 Um histórico Os dois principais estádios

Leia mais

Quadro da desigualdade em São Paulo

Quadro da desigualdade em São Paulo Quadro da desigualdade em São Paulo CULTURA Acervo de livros infanto-juvenis das bibliotecas municipais per capita Número de livros infanto-juvenis disponíveis em acervos de bibliotecas e pontos de leitura

Leia mais

Sul www.policeneto.com.br

Sul www.policeneto.com.br zona Sul Grajaú Com seus quase 400 mil habitantes, o Grajaú é praticamente uma cidade dentro da cidade. Resultado do explosivo crescimento de São Paulo nos anos 60, ele concentra um forte movimento social,

Leia mais

Urban View. Urban Reports. Butantã: a bola da vez na corrida imobiliária paulistana

Urban View. Urban Reports. Butantã: a bola da vez na corrida imobiliária paulistana Urban View Urban Reports Butantã: a bola da vez na corrida imobiliária paulistana coluna Minha cidade, meu jeito de morar e de investir programa Falando em Dinheiro Rádio Estadão ESPN Butantã: a bola da

Leia mais

Capítulo 1 Do sonho à realização

Capítulo 1 Do sonho à realização 1 Capítulo 1 Do sonho à realização Com a idéia da casa registrada no papel ou na cabeça, o brasileiro parte para a concretização dos seus sonhos. Nessa hora, surge o conflito entre os sonhos e as etapas

Leia mais

Impactos dos ruídos urbanos no cotidiano dos cidadãos paulistanos. Lucila Lacreta Arquiteta Urbanista 27 de abril de 2015

Impactos dos ruídos urbanos no cotidiano dos cidadãos paulistanos. Lucila Lacreta Arquiteta Urbanista 27 de abril de 2015 Impactos dos ruídos urbanos no cotidiano dos cidadãos paulistanos Lucila Lacreta Arquiteta Urbanista 27 de abril de 2015 PSIU no combate à poluição sonora O Programa de Silêncio Urbano (PSIU) da Prefeitura

Leia mais

Notícias. O sonho começa a se transformar em realidade. Conbral entrega Fogo de Chão em apenas 90 dias

Notícias. O sonho começa a se transformar em realidade. Conbral entrega Fogo de Chão em apenas 90 dias IMPRESSO Órgão Informativo da Construtora Conbral S/A - Ano IV - Edição 12 - Junho de 2007 Notícias www.conbral.com.br Cláudio Araújo Em uma cerimônia conjunta, no dia 28 de março, com a presença de várias

Leia mais

Rio de cara nova. Conheça dez obras que prometem mudar a cara da cidade nos próximos dez anos

Rio de cara nova. Conheça dez obras que prometem mudar a cara da cidade nos próximos dez anos Rio de cara nova Conheça dez obras que prometem mudar a cara da cidade nos próximos dez anos por Ernesto Neves 01 de Agosto de 2011 Fonte: Revista Veja Rio Cidade do Rock O terreno de 250 mil metros quadrados

Leia mais

O melhor crédito para você

O melhor crédito para você 1016324-4 - abr/2012 Quer saber mais sobre como usar melhor o seu dinheiro? No site www.itau.com.br/usoconsciente, você encontra vídeos, testes e informações para uma gestão financeira eficiente. Acesse

Leia mais

INSTITUTO ADM&TEC SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA PARA O CURSO SUPERIOR SEQUENCIAL DE FORMAÇÃO ESPECÍFICA EM GESTÃO IMOBILIÁRIA 2015

INSTITUTO ADM&TEC SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA PARA O CURSO SUPERIOR SEQUENCIAL DE FORMAÇÃO ESPECÍFICA EM GESTÃO IMOBILIÁRIA 2015 INSTITUTO ADM&TEC SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA PARA O CURSO SUPERIOR SEQUENCIAL DE FORMAÇÃO ESPECÍFICA EM GESTÃO IMOBILIÁRIA 2015 DISCIPLINA: PORTUGUÊS PROVA DE 2ª FASE FUNDOS IMOBILIÁRIOS Os Fundos de

Leia mais

Você sabia que... Alguns fatos sobre o meu país

Você sabia que... Alguns fatos sobre o meu país Brasil Você sabia que... A pobreza e a desigualdade causam a fome e a malnutrição. Os alimentos e outros bens e serviços básicos que afetam a segurança dos alimentos, a saúde e a nutrição água potável,

Leia mais

Preço médio de imóveis usados e aluguel residencial novo superam inflação em SP

Preço médio de imóveis usados e aluguel residencial novo superam inflação em SP Pesquisa CRECISP Imóveis Usados-Venda/Aluguel Residencial Cidade de São Paulo Abril de 2011 Preço médio de imóveis usados e aluguel residencial novo superam inflação em SP A venda de imóveis usados e a

Leia mais

Estoque de Outorga Onerosa não Residencial

Estoque de Outorga Onerosa não Residencial Estoque de Outorga Onerosa não Residencial Outubro 2013 O relatório sobre o Estoque de Outorga Onerosa é realizado com o objetivo de analisar as informações sobre o estoque de potencial construtivo na

Leia mais

Densidade de ocorrências de mortes violentas

Densidade de ocorrências de mortes violentas de mortes violentas Temporalidade e espaços dos homicídios dolosos na capital paulista Sérgio Adorno* No Município de São Paulo, a distribuição de ocorrências de homicídio doloso, segundo o período do

Leia mais

ZARA S EXPRESS TABELA DE PONTOS - SERVIÇOS AVULSOS MOTO FRETE FONE: 11 2606-9330 / NEXTEL: 11 94759-1121 /94707-8867 RÁDIO: 35*22*75829 / 35*1*28443

ZARA S EXPRESS TABELA DE PONTOS - SERVIÇOS AVULSOS MOTO FRETE FONE: 11 2606-9330 / NEXTEL: 11 94759-1121 /94707-8867 RÁDIO: 35*22*75829 / 35*1*28443 ZARA S EXPRESS TABELA DE PONTOS - SERVIÇOS AVULSOS MOTO FRETE FONE: 11 2606-9330 / NEXTEL: 11 94759-1121 /94707-8867 RÁDIO: 35*22*75829 / 35*1*28443 LOCALIDADES/REGIÃO SERVIÇO MÍNIMO LOCALIDADE CENTRO

Leia mais

08/05 DRE Pirituba Subprefeitura Lapa Local Emei Santos Dumont - Rua Diana, 250 - Pompéia Telefone: 3873-6281/ 3864-0999 Horário - 9h às 13h

08/05 DRE Pirituba Subprefeitura Lapa Local Emei Santos Dumont - Rua Diana, 250 - Pompéia Telefone: 3873-6281/ 3864-0999 Horário - 9h às 13h Relação de locais para as plenárias públicas 04/05 DRE - São Mateus Subprefeitura - São Mateus Local - CEU São Mateus - Rua Curumatim, 221 - Parque Boa Esperança Telefone: 11 2732-8117 05/05 DRE - Ipiranga

Leia mais

HISTÓRIA DO BAIRRO. Vila Prudente é um distrito da cidade de São Paulo, SP, Brasil. Localiza-se na zona sudeste da cidade

HISTÓRIA DO BAIRRO. Vila Prudente é um distrito da cidade de São Paulo, SP, Brasil. Localiza-se na zona sudeste da cidade LOCALIZAÇÃO HISTÓRIA DO BAIRRO Vila Prudente é um distrito da cidade de São Paulo, SP, Brasil. Localiza-se na zona sudeste da cidade A Vila Prudente é um bairro em constante renovação, que está ficando

Leia mais

Guarulhos. www.skylagodospatos.com.br

Guarulhos. www.skylagodospatos.com.br www.skylagodospatos.com.br vendas realização www.habitcasa.com.br Habitcasa Consul. de Imóveis Ltda.: R. Estados Unidos, 2000, Jd. Paulista, 01427-002, São Paulo-SP, CRECI J-20004. O empreendimento só

Leia mais

3,7 km do Shopping Paulista 4,2 km da Avenida Paulista 3,5 km do Centro Cultural SP

3,7 km do Shopping Paulista 4,2 km da Avenida Paulista 3,5 km do Centro Cultural SP Localização Localização ] 3,7 km do Shopping Paulista 4,2 km da Avenida Paulista 3,5 km do Centro Cultural SP A Vila Mariana é um bairro desejado pelos paulistanos que valorizam a qualidade de vida, traduzida

Leia mais

DIRETRIZES DA POLÍTICA DE TRANSPORTE COLETIVO EM SP

DIRETRIZES DA POLÍTICA DE TRANSPORTE COLETIVO EM SP DIRETRIZES DA POLÍTICA DE TRANSPORTE COLETIVO EM SP JUNHO 2013 DIMENSÃO DO DESAFIO EM TRANSPORTE COLETIVO PMSP Coletivo 10,1 milhões viagens 56% Individual 7,9 milhões viagens 44% DIMENSÃO DO DESAFIO EM

Leia mais

Lançamento. I n f o r m a ç õ e s : 3893.0000 www.tradepenhaoffice.com.br. R e a l i z a ç ã o e i n c o r p o r a ç ã o :

Lançamento. I n f o r m a ç õ e s : 3893.0000 www.tradepenhaoffice.com.br. R e a l i z a ç ã o e i n c o r p o r a ç ã o : Lançamento I n f o r m a ç õ e s : 3893.0000 www.tradepenhaoffice.com.br R e a l i z a ç ã o e i n c o r p o r a ç ã o : c o n s t r u ç ã o : F I N A N C I A M E N T O : v e n d a s : Central de Atendimento:

Leia mais

Grupo WTB Experiência e solidez

Grupo WTB Experiência e solidez Grupo WTB Experiência e solidez Fundado em 1999, o Grupo WTB teve um crescimento sustentado e prosperou ao longo dos anos. Hoje, sua marca está presente em vários empreendimentos de sucesso, contando com

Leia mais

Museu Aberto da Ferrovia Paranapiacaba 2007

Museu Aberto da Ferrovia Paranapiacaba 2007 Anexo 1.50 Museu Aberto da Ferrovia Paranapiacaba 2007 1. EDIFÍCIO HISTÓRICO Endereço: acesso pela rodovia SP 122 Ribeirão Pires Paranapiacaba, Santo André SP, Brasil. Autoria: a vila foi construída pela

Leia mais

Igualdade Racial em São Paulo: Avanços e Desafios

Igualdade Racial em São Paulo: Avanços e Desafios Igualdade Racial em São Paulo: Avanços e Desafios PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PAULO Fernando Haddad Prefeito Antonio da Silva Pinto Secretário da Secretaria Municipal de Promoção da Igualdade Racial Maurício

Leia mais

Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo

Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo PREGÃO FEDERAL n.º 23/2009 APÊNDICE B Etapas de execução dos serviços Serviços que deverão ser executados na 1ª etapa. Comercial com 15 pavimentos: 1º ao 11º, 13º e 14º andares sim não sim 4.641 Sede I

Leia mais

O condomínio La Dolce VIta Vila Romana, está situado em um terreno de 10.153,29 m², situado entre as Ruas Espártaco, Camilo, Aurélia e Tito.

O condomínio La Dolce VIta Vila Romana, está situado em um terreno de 10.153,29 m², situado entre as Ruas Espártaco, Camilo, Aurélia e Tito. CONDOMÍNIOS VERTICAIS RESIDENCIAIS NA CIDADE DE SÃO PAULO (2000-2008): CONDOMÍNIOS - CLUBE O condomínio La Dolce VIta Vila Romana, está situado em um terreno de 10.153,29 m², situado entre as Ruas Espártaco,

Leia mais

João Pessoa Tão grandiosa, tão rica, tão diversa, que é até difícil descrever uma capital de tantos sinônimos. Uma cidade que transmite sossego ao atravessar longos caminhos de verdes abundantes, inspira

Leia mais

EMPREGO DOMÉSTICO NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO 2013

EMPREGO DOMÉSTICO NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO 2013 Abril DE 2014 EMPREGO DOMÉSTICO NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO 2013 Em 2013, cresceu o número de diaristas e diminuiu o de mensalistas com e sem carteira de trabalho. Elevou-se o rendimento médio

Leia mais

O Feirão DA SUA CASA.

O Feirão DA SUA CASA. O Feirão DA SUA CASA. Tudo o que você queria saber sobre o financiamento da CAIXA para comprar, construir ou reformar sua casa. E tudo sobre o Programa Minha Casa Minha Vida para quem ganha até R$ 4.900,00.

Leia mais

Barômetro do Mercado Imobiliário. Preço dos imóveis em São Paulo desacelera no primeiro semestre

Barômetro do Mercado Imobiliário. Preço dos imóveis em São Paulo desacelera no primeiro semestre Barômetro do Mercado Imobiliário - São Paulo, Junho 2013 O Barômetro do Mercado Imobiliário em São Paulo é o mais ágil e confiável indicador do mercado imobiliário que acompanha a evolução dos preços de

Leia mais

Crédito Imobiliário HSBC

Crédito Imobiliário HSBC Crédito Imobiliário HSBC A compra de um imóvel é sempre um passo muito importante na vida de qualquer pessoa. E para você ter a certeza de que está fazendo um bom negócio, o banco HSBC desenvolveu um conjunto

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 207, DE 2015

PROJETO DE LEI Nº 207, DE 2015 PROJETO DE LEI Nº 207, DE 2015 Autoriza o Poder Executivo a desapropriar, para fins ambientais e culturais, terreno para criação do "Parque dos Búfalos", na Capital do Estado. A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

Leia mais

Diretrizes para o Plano de Urbanização da ZEIS 3 C 016

Diretrizes para o Plano de Urbanização da ZEIS 3 C 016 Diretrizes para o Plano de Urbanização da ZEIS 3 C 016 Aprovadas pelo Conselho Gestor em 27 de julho de 2011 LEGENDA: Diretrizes propostas pela PMSP Diretrizes propostas pelos membros da sociedade civil

Leia mais