Laurent FONBAUSTIER. Jeudi 18 octobre 2012

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Laurent FONBAUSTIER. Jeudi 18 octobre 2012"

Transcrição

1 Laurent FONBAUSTIER Jeudi 18 octobre 2012 France et Europe après Rio + 20 : Peut-on croire au développement durable? França e Europa pós Rio + 20 : Pode-se crer em desenvolvimento sustentável?

2 I. UNE VOLONTÉ POLITIQUE INCONTESTABLE Uma vontade política incontestável A. Rio inspire les politiques européennes depuis 20 ans Rio inspira as políticas européias há 20 anos. 1. une dynamique européenne inscrite dans les Déclarations de Stockholm (1972) et de Rio (1992) A dinâmica europeia inscrita nas declarações de Estocolmo e Rio 92. a) bref retour sur Stockholm, Rio 1992 et Rio 2012 : l idéal à portée de main Breve retorno a Stoclkolmo, Rio 92 e Rio 2012: o ideal ao alcance da mão. b) l Europe de Rio à «Rio + 20» : entre ambitions et recul, un reflet de la volonté ou de l absence de volonté des États A Europa, de Rio 92 à Rio+20: entre ambições e retrocessos, um reflexo da vontade ou da ausência de vontade dos Estados.

3 I. UNE VOLONTÉ POLITIQUE INCONTESTABLE A. Rio inspire les politiques européennes depuis 20 ans 2. des principes et objectifs de développement durable Princípios e objetivos do desenvolvimento sustentável a) les évolutions du droit communautaire originaire (les traités eux-mêmes) : une intégration renforcée du développement durable. a) a evolução do direito comunitário (tratados): uma integração reforçada do desenvolvimento sustentável => les traités et le droit originaire : l Acte unique européen (1985), le Traité de Maastricht (1992), le Traité d Amsterdam (1997), le Traité de Nice (2000), le Traité de Lisbonne (2007) : respecter l environnement => Os tratados e o direito originário: Ato Único Europeu, Tratado de Maastricht, Tratado de Amsterdam, Tratado de Nice, Tratado de Lisboa: respeito ao meio ambiente. => une intégration croissante du développement durable dans l ensemble des politiques publiques européennes (la Stratégie européenne en faveur du développement durable de 2001, révisée en 2005 ; OCDE 2010). => Integração crescente do desenvolvimento sustentável no conjunto das políticas públicas europeias (Estratégia europeia em favor do desenvolvimento sustentável de 2001, revisada em 2005 ; OCDE 2010)

4 I. UNE VOLONTÉ POLITIQUE INCONTESTABLE A. Rio inspire les politiques européennes depuis 20 ans 2. des principes et objectifs de développement durable b) les directives, instruments d «objectifs» au service d un développement durable : As diretivas, instrumentos de objetivos ao serviço do desenvolvimento sustentável. => la directive «oiseaux» (1979), la directive «habitats» (1992), plus de 300 directives «sectorielles» intéressant l environnement et le développement durable Diretivas oiseaux (pássaros), habitats (habitates). Mais de 300 diretivas setoriais interessando ao meio ambiente e ao desenvolvimento sustentável. c) le règlement REACH (2007, enregistrement, évaluation, autorisation et restriction des produits chimiques). Regramento REACH (registro, avaliação, autorização e restrição de produtos químicos). 3. l autre droit européen : le droit du Conseil de l Europe et des droits de l homme O outro direito europeu : o direito do Conselho da Europa e da Corte Europeia de Direitos Humanos.

5 I. UNE VOLONTÉ POLITIQUE INCONTESTABLE B. Rio et l Europe stimulent les engagements français depuis 20 ans Há 20 anos, Rio e Europa estimulam o engajamento francês. 1. certains antécédents a) la création du Ministère de l Environnement en 1971 b) les lois de 1976 : => la loi du 10 juillet 1976 relative à la protection de la nature => la loi du 19 juillet 1976 relative aux installations classées pour la protection de l environnement Alguns antecedentes: - criação do Ministério do Meio Ambiente em as leis de Lei de 10 de julho de 1976 relativa à proteção da natureza - Lei de 19 de julho de 1976 relativa às instalações classificadas para a proteção ambiental. 2. de la stratégie nationale de développement durable (2003) au nouveau Grenelle de l environnement (2013) a) Stratégie nationale de développement durable ( puis ) b) la Charte de l environnement (2004, adossée à la Constitution en 2005) c) le Grenelle de l environnement (2007) d) la Conférence environnementale (2012) Da estratégia nacional de desenvolvimento sustentável (2003) à Conferência Ambiental ( novo Grenelle de l'environnement (2013) a) estratégia nacional de desenvolvimento sustentável ( e ) b) Carta do Meio Ambiente de 2004, incluída na Constituição em 2005) c) Grenelle de l'environnment d) Conferência ambiental

6 II. UNE AMBIGUÏTÉ JURIDIQUE PERSISTANTE Uma ambiguidade jurídica persistente A. Les deux modèles de développement durable Dois modelos de desenvolvimento sustentável 1) le «développement durable» comme oxymore : la logique de conciliation O paradoxo do desenvolvimento sustentável : a lógica de conciliação. a) considérants 6 et 7 du Préambule : considerandos 6 e 7 do Preâmbulo : «la préservation de l environnement doit être recherchée au même titre que les autres intérêts fondamentaux de la Nation» A preservação do meio ambiente deve ser perseguida em consonância com os demais interesses fundamentais da Nação. «afin d assurer un développement durable, les choix destinés à répondre aux besoins du présent ne doivent pas compromettre la capacité des générations futures et des autres peuples à satisfaire leurs propres besoins» A fim de garantir o desenvolvimento sustentável, as escolhas relativas às necessidades presentes não devem comprometer as futuras gerações, garantindo-se que outras populações satisfaçam suas próprias necessidades b) article 6 de la Charte de l environnement : «Les politiques publiques doivent promouvoir un développement durable. A cet effet, elles concilient la protection et la mise en valeur de l'environnement, le développement économique et le progrès social.» Artigo 6 da Carta do Meio Ambiente: As políticas p úblicas devem promover o desenvolvimento sustentável. Para tanto, devem conciliar a proteção a valorização do meio ambientel, bem como o desenvolvimento econômico e o progresso social. 2) le développement durable comme façon de repenser le développement : le principe d intégration (article 1er de la loi Grenelle 1 : «un nouveau développement durable respectueux de l environnement»). O desenvolvimento sustentável como forma de repensar o desenvolvimento: princípio da integração (artigo 1 da Lei Grenelle 1: un novo desenvolvimento suste ntável que respeita o meio ambiente.

7 II. UNE AMBIGUÏTÉ JURIDIQUE PERSISTANTE A. Les deux modèles de développement durable 2) le développement durable comme façon de repenser le développement : le principe d intégration : a) article 1er de la loi Grenelle 1 : «un nouveau développement durable respectueux de l environnement» et du caractère limité des ressources, soucieux des économies d énergie O desenvolvimento sustentável como forma de repensar o desenvolvimento: princípio da integração (artigo 1 da Lei Grenelle 1: un novo desenvolvimento sustentável que respeita o meio ambiente e o caráter limitado dos recursos, preocupando-se com a economia der energia. b) ce que «intégrer» veut dire : os significados de integração intégration «horizontale» : protéger l environnement dans toutes les politiques publiques integração horizontal: proteger o meio ambiente em todas as políticas públicas intégration «verticale» : échelle de normativité (prise en compte < compatibilité < conformité par rapport à l environnement) integração vertical: escala normativa, consideração < compatibilidade < conformidade em relação ao meio ambiente.

8 II. UNE AMBIGUÏTÉ JURIDIQUE PERSISTANTE B. La jurisprudence comme miroir des incertitudes A Jurisprudência como espelho de incertezas 1) des avancées sur le terrain des droits environnementaux procéduraux Os avanços processuais em matéria ambiental a) Cour européenne des droits de l homme de Strasbourg (une jurisprudence pragmatique et constructive depuis 15 ans) : CEDH, 9 décembre 1994, Lopez Ostra contre Espagne CEDH, 12 janvier 2012, Di Sarno et autres contre Italie b) Conseil constitutionnel (une position nuancée depuis 2005 mais intéressante depuis 2011) : CC, 28 avril 2005, Loi relative à la création du registre international français CC, 7 juillet 2005, Loi de programme fixant les orientations de la politique énergétique de la France CC, 8 avril 2011, Michel Z et Catherine J c) Conseil d État et juge administratif en général : CE, 10 juillet 2006, Lac de Saint-Croix et gorges du Verdon CE, 3 octobre 2008, Commune d Annecy

9 II. UNE AMBIGUÏTÉ JURIDIQUE PERSISTANTE B. La jurisprudence comme miroir des incertitudes 2) des difficultés pour le «droit à un environnement sain» et plus généralement la protection «objective» de l environnement As dificuldades relacionadas com o direito ao meio ambiente sadio e de forma generalizada à proteção objetiva do meio ambiente. a) CEDH, 27 janvier 2009, Tatar contre Roumanie mais pas de protection générale de l environnement (instruments inadéquats et Protocole additionnel sur la protection de l environnement) ausência de proteção geral do meio ambiente (instrumentos inadequados e protocolo adicional de proteção ambiental) b) des juges du fond au Conseil d État : Os juízes de fundo do Conselho de Estado => audace des juges du fond : l affaire de la Rave Party, TA Chalons-en- Champagne, 29 avril 2005 TA Amiens, 8 décembre 2005 Audácia dos juízes de fundo: o caso da Festa Rave. => timidité sur l article 1er de la Charte de l environnement : CE, 19 juin 2006, Association Eau et rivières de Bretagne ( article 1er de la Charte) A timidez na utilização do art. 1 da Carta do Meio Ambiente.

10 CONCLUSION 1) relire Stockholm et Rio : tout y était Reler Stockolmo e Rio: tudo foi dito. 2) vers un droit européen et français «intégré» du développement durable qui devrait présenter deux caractères majeurs Caminhando em direção a um direito europeu e francês que integre o desenvolvimento sustentável, com as principais características: a) montée en puissance des droits environnementaux (substantiels, accessoirement, avec le «droit à un environnement sain» ; procéduraux, prioritairement, avec les droits à l information et à la participation du public) Fortalecimento dos direitos ambientais (substanciais, acessoriamente com o direito ao meio ambiente sadio, procedimental, prioritariamente com os direitos à informação e participação do público) b) avènement progressif (et espéré) d un nouveau (droit du) développement durable Vinda progressiva (e aguardada) de um novo (direito do) desenvolvimento sustentável.

FAIRTRADE LABELLING ORGANIZATIONS INTERNATIONAL

FAIRTRADE LABELLING ORGANIZATIONS INTERNATIONAL A: Tous les acteurs de la filière du Commerce Equitable certifiés pour la mangue, la banane, la pulpe d araza / Produtores e Comerciantes certificados da manga, da banana e da polpa de araza de CJ Tous

Leia mais

2.2. Ensino e a construção da cidadania: da moral religiosa à moral cívica.

2.2. Ensino e a construção da cidadania: da moral religiosa à moral cívica. 2.2. Ensino e a construção da cidadania: da moral religiosa à moral cívica. Cinq mémoires sur l instruc1on publique (1791). Présenta@on, notes, bi- bliographie et chronologie part Charles Coutel et Catherine

Leia mais

A Associação de Pais do LFIP tem o prazer de vos anunciar que no dia 29 de Novembro de 2014 irá realizar-se o 3º Marché de Noël Solidaire.

A Associação de Pais do LFIP tem o prazer de vos anunciar que no dia 29 de Novembro de 2014 irá realizar-se o 3º Marché de Noël Solidaire. Caros pais, A Associação de Pais do LFIP tem o prazer de vos anunciar que no dia 29 de Novembro de 2014 irá realizar-se o 3º Marché de Noël Solidaire. Esta iniciativa insere-se no âmbito de um projeto

Leia mais

As questões de 01 a 05, cujas respostas deverão ser redigidas EM PORTUGUÊS, referem -se ao texto abaixo.

As questões de 01 a 05, cujas respostas deverão ser redigidas EM PORTUGUÊS, referem -se ao texto abaixo. 1 2 3 4 5 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. Se, em qualquer outro local deste Caderno, você assinar, rubricar,

Leia mais

Mateus Geraldo Xavier. Contribuição do Ensino Religioso no processo de educação da fé: um estudo teológico-pastoral. Dissertação de Mestrado

Mateus Geraldo Xavier. Contribuição do Ensino Religioso no processo de educação da fé: um estudo teológico-pastoral. Dissertação de Mestrado Mateus Geraldo Xavier Contribuição do Ensino Religioso no processo de educação da fé: um estudo teológico-pastoral Dissertação de Mestrado Programa de Pós-graduação em Teologia do Departamento de Teologia

Leia mais

Aula teórica DC I B Sistema normativa da Constituição

Aula teórica DC I B Sistema normativa da Constituição Aula teórica DC I B Sistema normativa da Constituição 25/11/2015 1. A Constituição inserida numa rede de regulações normativas a) Noção Não é uma ordem isolada É estrutura rodeada de outras normas também

Leia mais

Télécommande standard non polarisée 0 039 01

Télécommande standard non polarisée 0 039 01 01 Télécommande standard non polarisée R Caractéristiques techniques Alimentation...:230 V± 50/60 Hz 10 ma Capacité des bornes : 2 X 1,5 mm 2 Fixation...:surrailoméga Encombrement.... : 4 modules (70 mm)

Leia mais

DIREITOS CONSTITUIDOS AOS PORTADORES DE DIABETES MELLITUS TIPO I DROITS CONSTITUÉS AUX TRANSPORTEURS DE DIABÈTES MELLITUS TYPE I

DIREITOS CONSTITUIDOS AOS PORTADORES DE DIABETES MELLITUS TIPO I DROITS CONSTITUÉS AUX TRANSPORTEURS DE DIABÈTES MELLITUS TYPE I DIREITOS CONSTITUIDOS AOS PORTADORES DE DIABETES MELLITUS TIPO I DROITS CONSTITUÉS AUX TRANSPORTEURS DE DIABÈTES MELLITUS TYPE I Antonio Rodrigues Sobrinho Filho Acadêmico em Pedagogia pela UFCG* RESUMO:

Leia mais

X-MET8000. Confie, mas verifique: garanta a qualidade do produto com o último analisador de XRF portátil da Oxford Instruments

X-MET8000. Confie, mas verifique: garanta a qualidade do produto com o último analisador de XRF portátil da Oxford Instruments QUALIDADE Confie, mas verifique: garanta a qualidade do produto com o último analisador de XRF portátil da Oxford Instruments Identificação rápida e confiável de ligas e composições elementares para: Controle

Leia mais

CURRICULUM VITAE. I Données personnelles. II - Diplômes universitaires

CURRICULUM VITAE. I Données personnelles. II - Diplômes universitaires CURRICULUM VITAE I Données personnelles 1. Nom complet: Fernando HERREN FERNANDES AGUILLAR. 2. Adresse professionelle: Rua Taquari, 546, São Paulo, Capital, CEP 03166-000. - Brésil 3. Adresse électronique:

Leia mais

Bienvenue au Cours Préparatoire Bemvindos à Primária

Bienvenue au Cours Préparatoire Bemvindos à Primária Bienvenue au Cours Préparatoire Bemvindos à Primária Ce qui ne change pas O que não se altera entre o pré-escolar e o 1º ano no LFIP L organisation administrative/a organização administrativa -Les contacts

Leia mais

COOPERATIVA DE TRABALHO DOMÉSTICO: MECANISMO ALTERNATIVO DE PROTEÇÃO SOCIAL PARA OS TRABALHADORES DOMÉSTICOS DIARISTAS?

COOPERATIVA DE TRABALHO DOMÉSTICO: MECANISMO ALTERNATIVO DE PROTEÇÃO SOCIAL PARA OS TRABALHADORES DOMÉSTICOS DIARISTAS? COOPERATIVA DE TRABALHO DOMÉSTICO: MECANISMO ALTERNATIVO DE PROTEÇÃO SOCIAL PARA OS TRABALHADORES DOMÉSTICOS DIARISTAS? COOPERATIVE DE TRAVAIL DOMESTIQUE: AUTRE MÉCANISME DE PROTECTION SOCIALE POUR LES

Leia mais

FRANCÊS INSTRUÇÕES 1 - ESTA PROVA CONTÉM 1 (UM) TEXTO SEGUIDO DE QUESTÕES DE COMPREENSÃO 2 - ESCOLHA E ASSINALE A ALTERNATIVA CORRETA, SEMPRE DE ACORDO COM O TEXTO EXISTE-T-IL DES RECETTES POUR ÊTRE HEUREUX?

Leia mais

EQUIVALÊNCIAS DE CRÉDITOS EQUIVALÊNCIAS DE CRÉDITOS E DUPLOS DIPLOMAS EQUIVALENCES DE CRÉDITS ET DOUBLE DIPLÔMES

EQUIVALÊNCIAS DE CRÉDITOS EQUIVALÊNCIAS DE CRÉDITOS E DUPLOS DIPLOMAS EQUIVALENCES DE CRÉDITS ET DOUBLE DIPLÔMES Encontros Acadêmicos de São Paulo 23/09/2005 EQUIVALÊNCIAS DE CRÉDITOS E DUPLOS DIPLOMAS EQUIVALENCES DE CRÉDITS ET DOUBLE DIPLÔMES EQUIVALÊNCIAS DE CRÉDITOS Aproveitamento de estudos realizados em outra

Leia mais

Parlez-vous européen?

Parlez-vous européen? Parlez-vous européen? A BONECA BRAILLIN 1. Résumé Parece uma boneca normal mas não é. A Braillin possui seis botões em relevo correspondentes aos seis pontos base da linguagem braille (P.) / braile (B.).

Leia mais

A formação do engenheiro para as próximas décadas

A formação do engenheiro para as próximas décadas Seminário Inovação Pedagógica na Formação do Engenheiro Universidade de São Paulo Maio de 2003 A formação do engenheiro para as próximas décadas Henrique Lindenberg Neto Escola Politécnica da Universidade

Leia mais

PRÉSENTATION DE LA SOCIÉTÉ

PRÉSENTATION DE LA SOCIÉTÉ PRÉSENTATION DE LA SOCIÉTÉ LA SOCIÉTÉ Première société portugaise de traitement et de récupération "in situ" des huiles industrielles ans d'expérience PURIFICADORA avec sa propre technologie de procédé

Leia mais

Prova H Grupo Aveiro 11º ano, Nível de continuação

Prova H Grupo Aveiro 11º ano, Nível de continuação Prova H Grupo Aveiro 11º ano, Nível de continuação Avaliação da Expressão Oral no Ensino Secundário Esta prova desenvolve-se em três momentos e tem uma duração aproximada de 15 minutos para cada grupo

Leia mais

Informações básicas e. política de salário mínimo. Étude preliminaire de Claudio Dedecca (consultant BIT) avec appui de l INE PATRICK BELSER OIT

Informações básicas e. política de salário mínimo. Étude preliminaire de Claudio Dedecca (consultant BIT) avec appui de l INE PATRICK BELSER OIT Informações básicas e parâmetros para adoção da política de salário mínimo em Cabo Verde : Étude preliminaire de Claudio Dedecca (consultant BIT) avec appui de l INE PATRICK BELSER OIT STRUCTURE DE LA

Leia mais

Verbos transitivos indiretos em francês: proposta de base de dados

Verbos transitivos indiretos em francês: proposta de base de dados Verbos transitivos indiretos em francês: proposta de base de dados Aline Vasconcelos Sabrina Salaberry Isasa Cleci Regina Bevilacqua Patrícia Chittoni Ramos Reuillard UFRGS Resumo: Uma das maiores dificuldades

Leia mais

Bienvenue à l'ecole en France Bemvindo à escola em França

Bienvenue à l'ecole en France Bemvindo à escola em França Bienvenue à l'ecole en France Bemvindo à escola em França Ses objectifs / OBJECTIVOS Éduquer pour vivre ensemble -> Educar para viver juntos Portugais Português Instruire pour comprendre aujourd hui, construire

Leia mais

ÉCOLE D HIVER ESCOLA DE INVERNO 2013 (DES)ENGAGEMENTS POLITIQUES ET CULTURELS PROGRAMME PROGRAMA. De 14 a 18 de Janeiro ORGANISATION ORGANIZAÇÃO

ÉCOLE D HIVER ESCOLA DE INVERNO 2013 (DES)ENGAGEMENTS POLITIQUES ET CULTURELS PROGRAMME PROGRAMA. De 14 a 18 de Janeiro ORGANISATION ORGANIZAÇÃO ÉCOLED HIVER ESCOLADEINVERNO2013 PROGRAMME PROGRAMA De14a18deJaneiro (DES)ENGAGEMENTSPOLITIQUESETCULTURELS ORGANISATION ORGANIZAÇÃO PARTENAIRES PARCEIROS DES)ENGAGEMENTSPOLITIQUESETCULTURELS SCIENCESPO

Leia mais

Linus Pauling Fascina Ana Maria Malik

Linus Pauling Fascina Ana Maria Malik Filantropia como estratégia em cinco organizações hospitalares privadas no Município de São Paulo - Brasil Philanthropie comme stratégie dans cinq organisations hospitaliers privée à são Paulo - Brasil

Leia mais

Annales zéro baccalauréat 2013. Bac L - LV2. Ressources pour la classe de terminale. Portugais. Novembre 2012

Annales zéro baccalauréat 2013. Bac L - LV2. Ressources pour la classe de terminale. Portugais. Novembre 2012 éduscol Annales zéro baccalauréat 2013 Ressources pour la classe de terminale Bac L - LV2 Portugais Ces documents peuvent être utilisés et modifiés librement dans le cadre des activités d'enseignement

Leia mais

Simpósio Brasil-Quebec sobre Direito do Consumidor Colloque Brésil-Québec sur la protection du consommateur

Simpósio Brasil-Quebec sobre Direito do Consumidor Colloque Brésil-Québec sur la protection du consommateur Simpósio Brasil-Quebec sobre Direito do Consumidor Colloque Brésil-Québec sur la protection du consommateur 27 a 29 de outubro de 2010 27 au 29 octobre 2010 Faculdade de Direito Universidade Federal Fluminense

Leia mais

A pedagogia da luz na recriação do cego de nascença Jo 9,1-12

A pedagogia da luz na recriação do cego de nascença Jo 9,1-12 Maria da Conceição Vieira A pedagogia da luz na recriação do cego de nascença Jo 9,1-12 Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao programa de Pós-Graduação em Teologia PUC-Rio, como requisito

Leia mais

de manuais concebidos segundo a Perspectiva Acional

de manuais concebidos segundo a Perspectiva Acional 1. NOME COMPLETO: HYANNA C. DIAS DE MEDEIROS 2. E-MAIL: hyanna.medeiros@usp.br 3. ALUNO: X EX-ALUNO: 4. PESQUISA : X INICIAÇÃO CIENTÍFICA MESTRADO DOUTORADO 5. ÁREA DE PESQUISA: X LÍNGUA, LINGUÍSTICA E

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CONTEÚDOS DISCIPLINA:Francês 7ºAno Nível I (Turmas A/B/C/D/E)

PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CONTEÚDOS DISCIPLINA:Francês 7ºAno Nível I (Turmas A/B/C/D/E) PLANIFICAÇÃO ANUAL DE CONTEÚDOS DISCIPLINA:Francês 7ºAno Nível I (Turmas A/B/C/D/E) Ano Letivo 2012/2013 Temáticos Unité 0 JE COMMENCE Os pronomes pessoais Os números cardinais (1) ( 0-19) Conteúdos Nº

Leia mais

FR Appel à participation : Micro-résidence de production et d affichage, Porto, Portugal 18 Avril-28 Avril 2016.

FR Appel à participation : Micro-résidence de production et d affichage, Porto, Portugal 18 Avril-28 Avril 2016. FR Appel à participation : Micro-résidence de production et d affichage, Porto, Portugal 18 Avril-28 Avril 2016. L association In Extenso est historiquement liée aux projets «hors les murs» puisque sa

Leia mais

A interface da Filosofia do Direito com os Direitos Humanos: uma análise da condenação dos guardas do Muro de Berlim

A interface da Filosofia do Direito com os Direitos Humanos: uma análise da condenação dos guardas do Muro de Berlim Marcos Aurelio Dusso A interface da Filosofia do Direito com os Direitos Humanos: uma análise da condenação dos guardas do Muro de Berlim Marcos Aurelio Dusso RESUMO O presente artigo trata de uma análise

Leia mais

José Manuel Sérvulo Correia

José Manuel Sérvulo Correia José Manuel Sérvulo Correia Sócio Fundador sc@servulo.com Assistente Pessoal: Ana Maria Abrantes (+351) 210 933 000 ama@servulo.com http://www.servulo.com PERFIL Sócio fundador da SÉRVULO, desde 1999,

Leia mais

Logements. Innovation & Qualité

Logements. Innovation & Qualité Logements Innovation & Qualité Innovation & Qualité FCM - Cofragens e Construções, S.A.. FCM - Espagne. FCM - Cofraje si Constructii, SRL. FCM - Algérie. FCM & LC Construções, Lda.. FCM - Fôrmas e Construções,

Leia mais

Conformidade regulatória e Informações de segurança importantes

Conformidade regulatória e Informações de segurança importantes Conformidade regulatória e Informações de segurança importantes Você encontra a Certificação regulatória/marcas de aprovação para o seu dispositivo em Configurações > Sobre o dispositivo > Garantia e questões

Leia mais

Carolina de Campos Borges PERMANÊNCIAS E MUDANÇAS: Individualismo, trajetórias de vida e família. Tese de Doutorado

Carolina de Campos Borges PERMANÊNCIAS E MUDANÇAS: Individualismo, trajetórias de vida e família. Tese de Doutorado Carolina de Campos Borges PERMANÊNCIAS E MUDANÇAS: Individualismo, trajetórias de vida e família Tese de Doutorado Tese apresentada ao Programa de Pós-graduação em Psicologia Clínica da PUC-Rio como requisito

Leia mais

REGULAMENTOS. Artigo 1. o. Objeto e âmbito

REGULAMENTOS. Artigo 1. o. Objeto e âmbito L 313/22 PT REGULAMENTOS REGULAMENTO DELEGADO (UE) 2015/2195 DA COMISSÃO de 9 de julho de 2015 que completa o Regulamento (UE) n. o 1304/2013 do Parlamento Europeu e do Conselho relativo ao Fundo Social

Leia mais

Tournée au Japon invité par la chanteuse et compositeur Joyce.

Tournée au Japon invité par la chanteuse et compositeur Joyce. 2008 Lancement du DVD João Donato e Bud Shank ao vivo no Rio de Janeiro (Acre Musical/Urca Filmes/Biscoito Fino). Spectacle au Festival Jazz Plaza 2008, à Havane, Cuba et enregistrement d un DVD avec des

Leia mais

GUIDE DE L ÉTUDIANT INTERNATIONAL

GUIDE DE L ÉTUDIANT INTERNATIONAL GUIDE DE L ÉTUDIANT INTERNATIONAL Votre arrivée à l UFCSPA demande des procédures administratives nécessaires à votre séjour au Brésil (visa, CPF, RNE) et à votre confort et sécurité (santé et transports),

Leia mais

Interferência do português língua materna vs supergeneralização na escrita em francês

Interferência do português língua materna vs supergeneralização na escrita em francês Interferência do português língua materna vs supergeneralização na escrita em francês Pablo Diego Niederauer Bernardi * (UFPel) Isabella Mozzilo (UFPel) Aprender línguas pressupõe o desenvolvimento de

Leia mais

Boletim da Cooperação Brasil-França sobre Áreas Protegidas

Boletim da Cooperação Brasil-França sobre Áreas Protegidas Boletim da Cooperação Brasil-França sobre Áreas Protegidas Nº1 -Março/2009 Baixo rio Negro - Baixo Sul da Bahia - Extremo Sul da Bahia - Grande Sertão Veredas Peruaçu - Ibiapaba Sobral - Itabira - Jureia

Leia mais

Simpósio Brasil-Quebec sobre Direito do Consumidor Colloque Brésil-Québec sur la protection du consommateur

Simpósio Brasil-Quebec sobre Direito do Consumidor Colloque Brésil-Québec sur la protection du consommateur Formatado: À esquerda Simpósio Brasil-Quebec sobre Direito do Consumidor Colloque Brésil-Québec sur la protection du consommateur 27 a 29 de outubro de 2010 27 au 29 octobre 2010 Faculdade de Direito Universidade

Leia mais

6 Só será permitido o uso de dicionário FRANCÊS/FRANCÊS.

6 Só será permitido o uso de dicionário FRANCÊS/FRANCÊS. 1 2 3 4 5 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. Se, em qualquer outro local deste Caderno, você assinar, rubricar,

Leia mais

3. QUANTIDADE E DURAÇÃO DA BOLSA Será concedida 01 (uma) bolsa, com duração de 01 (um) mês.

3. QUANTIDADE E DURAÇÃO DA BOLSA Será concedida 01 (uma) bolsa, com duração de 01 (um) mês. PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO IPEA/PROCIN Nº 008/2015 - CONCESSÃO DE BOLSAS O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), fundação pública vinculada à Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência

Leia mais

PAAES/UFU 2ª Etapa Subprograma 2011-2014

PAAES/UFU 2ª Etapa Subprograma 2011-2014 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Processos Seletivos PAAES 2ª ETAPA SUBPROGRAMA 2011/2014 24 de fevereiro de 2013

Leia mais

Championnat du Monde des Jeunes Eau Douce U14 U18 U23

Championnat du Monde des Jeunes Eau Douce U14 U18 U23 Championnat du Monde des Jeunes Eau Douce U14 U18 U23 Organization: Support: Invitation Monsieur le Président, La Fédération Portugaise de Pêche Sportive a l honneur d inviter l équipe nationale de votre

Leia mais

RARI Construções Metálicas, Engenharia, Projectos e Soluções Industriais, SA. RARI TECH Septembre 2015

RARI Construções Metálicas, Engenharia, Projectos e Soluções Industriais, SA. RARI TECH Septembre 2015 RARI Construções Metálicas, Engenharia, Projectos e Soluções Industriais, SA. RARI TECH Septembre 2015 QUI SOMMES-NOUS? RARI Construções Metálicas, Engenharia, Projectos e Soluções Industriais SA. est

Leia mais

Les membres portugais du Parlement européen (1986-2009)

Les membres portugais du Parlement européen (1986-2009) Les membres portugais du Parlement européen (1986-2009) Légende: Tableau reprenant les membres portugais du Parlement européen depuis 1986. Source: CVCE. Copyright: (c) Centre Virtuel de la Connaissance

Leia mais

Revista Diálogo Educacional ISSN: 1518-3483 dialogo.educacional@pucpr.br Pontifícia Universidade Católica do Paraná Brasil

Revista Diálogo Educacional ISSN: 1518-3483 dialogo.educacional@pucpr.br Pontifícia Universidade Católica do Paraná Brasil Revista Diálogo Educacional ISSN: 1518-3483 dialogo.educacional@pucpr.br Pontifícia Universidade Católica do Paraná Brasil Milléo Pavão, Zélia FORMAÇÃO DO PROFESSOR-EDUCADOR MATEMÁTICO EM CURSOS DE LICENCIATURA

Leia mais

Declaração de conformidade regulamentar

Declaração de conformidade regulamentar Declaração de conformidade regulamentar Declaração de conformidade com as diretivas e normas da UE Modelo N905 e Modelo N905B Modelo N905C A declaração de conformidade pode ser consultada em www.kobo.com/userguides

Leia mais

Língua Estrangeira: FRANCÊS L alarme intelligente Finis les hurlements intempestifs, elle reconnaît les cambrioleurs Les alarmes, c est bien pratique Sauf quand ça se met à hurler à tout bout de champ

Leia mais

O Contencioso dos auxílios de estado. José Caramelo Gomes

O Contencioso dos auxílios de estado. José Caramelo Gomes O Contencioso dos auxílios de estado José Caramelo Gomes 1 Introdução A análise de um tema tal como o presente, o Contencioso dos auxílios públicos, implica, antes de mais, a sua justificação como questão

Leia mais

IMMIGRATION Canada. Permis de travail. Directives du bureau des visas de Sao Paulo. Table des matières IMM 5929 F ( )

IMMIGRATION Canada. Permis de travail. Directives du bureau des visas de Sao Paulo. Table des matières IMM 5929 F ( ) IMMIGRATION Canada Table des matières Liste de contrôle Permis de travail (disponível em português) Permis de travail Directives du bureau des visas de Sao Paulo Ce guide est produit gratuitement par Immigration,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE DIREITO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO DANIEL SICA DA CUNHA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE DIREITO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO DANIEL SICA DA CUNHA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE DIREITO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO DANIEL SICA DA CUNHA O NOVO DIREITO INTERNACIONAL PRIVADO E A PROTEÇÃO DOS VULNERÁVEIS: CORRETIVOS DO

Leia mais

IMMIGRATION Canada. Permis d études. Directives du bureau des visas de Sao Paulo. Table des matières IMM 5849 F ( )

IMMIGRATION Canada. Permis d études. Directives du bureau des visas de Sao Paulo. Table des matières IMM 5849 F ( ) IMMIGRATION Canada Table des matières Liste de contrôle Permis d études (disponible en portugais) Permis d études Directives du bureau des visas de Sao Paulo Ce guide est produit gratuitement par Immigration,

Leia mais

ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL: PRINCÍPIOS EXTRAÍDOS DE UMA ANÁLISE DA PRÁTICA

ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL: PRINCÍPIOS EXTRAÍDOS DE UMA ANÁLISE DA PRÁTICA ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL: PRINCÍPIOS EXTRAÍDOS DE UMA ANÁLISE DA PRÁTICA (luizgustavolfreire@ug.com.br) 1 RESUMO Cresce no Brasil a necessidade de pensar a escola como ambiente privilegiado para o desenvolvimento

Leia mais

Dossier de travail du candidat

Dossier de travail du candidat DCL PO 05/13 03 Dossier de travail du candidat Page 1 sur 12 DCL PORTUGAIS Diplôme de Compétence en Langue Session du mercredi 22 mai 2013 Dossier de travail du candidat Rendre tous les documents à la

Leia mais

Je remercie Mme Narvaez-Goldstein et M. Fourneyron d avoir accepté de suivre ce travail. Je remercie les personnes qui m ont accordé des entretiens

Je remercie Mme Narvaez-Goldstein et M. Fourneyron d avoir accepté de suivre ce travail. Je remercie les personnes qui m ont accordé des entretiens Je remercie Mme Narvaez-Goldstein et M. Fourneyron d avoir accepté de suivre ce travail. Je remercie les personnes qui m ont accordé des entretiens et m ont fait partager leurs connaissances et leurs expériences

Leia mais

PROVA DE EXPRESSÃO ORAL E

PROVA DE EXPRESSÃO ORAL E FRANCÊS 12.ºANO NÍVEL DE CONTINUAÇÃO PROVA DE EXPRESSÃO ORAL E Esta prova desenvolve-se em três partes e tem uma duração aproximada de 20 minutos para cada grupo de dois alunos. Domínios de referência

Leia mais

PLANIFICAÇÃO A MÉDIO / LONGO PRAZO

PLANIFICAÇÃO A MÉDIO / LONGO PRAZO PLANIFICAÇÃO A MÉDIO / LONGO PRAZO DISCIPLINA: Francês ANO: 7º Nível 1 Curso: Ensino Básico Total de aulas previstas: 99 Manual adotado: Mots Clés Porto Editora 1º PERÍODO - AULAS PREVISTAS: 41 Competências

Leia mais

Língua : Português e Francês Tradução simultânea. Sinopses das Intervenções :

Língua : Português e Francês Tradução simultânea. Sinopses das Intervenções : Encontro - Debate «Jóia, Espelho da Sociedade» Instituto Franco Português 25 de Fevereiro 2010 15h - 18h Parceria : IFP Ar.Co Comissariado e Moderação: Cristina Filipe Língua : Português e Francês Tradução

Leia mais

Start Here Comece aqui Mise en route Empezar aquí

Start Here Comece aqui Mise en route Empezar aquí Start Here Comece aqui Mise en route Empezar aquí 1 Install the software (required for full functionality). Instale o software (necessário para funcionalidade total). Installez le logiciel (requis pour

Leia mais

APPEL À COMMUNICATIONS CHAMADA DE TRABALHOS

APPEL À COMMUNICATIONS CHAMADA DE TRABALHOS APPEL À COMMUNICATIONS CHAMADA DE TRABALHOS 4 ème Congrès TRANSFORMARE Centre Franco Brésilien de Recherches en Innovation, Organisations et Durabilité ISC Institut Supérieur de Commerce de Paris 22, bd

Leia mais

Pré-maratona de. Prof. Igor Barca

Pré-maratona de. Prof. Igor Barca de FRANCÊS para o CACD Prof. Igor Barca Como estudar francês para a diplomacia? Slide 2 de 37 O que é estudar um idioma? Slide 3 de 37 Algumas possíveis respostas Aprender gramática e entender a língua.

Leia mais

O FIM DA FILOSOFIA EM M. HEIDEGGER. Universidade Federal da Bahia Programa de Pós-Graduação em Filosofia Mestrado em Filosofia

O FIM DA FILOSOFIA EM M. HEIDEGGER. Universidade Federal da Bahia Programa de Pós-Graduação em Filosofia Mestrado em Filosofia Universidade Federal da Bahia Programa de Pós-Graduação em Filosofia Mestrado em Filosofia Eduardo Boaventura de Souza O FIM DA FILOSOFIA EM M. HEIDEGGER Salvador 2005 Eduardo Boaventura de Souza O FIM

Leia mais

6 Não será permitido o uso de dicionário.

6 Não será permitido o uso de dicionário. 1 2 3 4 5 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. Se, em qualquer outro local deste Caderno, você assinar, rubricar,

Leia mais

DOSSIER DE CANDIDATURE EN ECHANGE PROGRAMME GRENOBLE-BRESIL 2012-2013

DOSSIER DE CANDIDATURE EN ECHANGE PROGRAMME GRENOBLE-BRESIL 2012-2013 Réservé à L Université de Grenoble : Dossier reçu le : // Dossier n : Brésil 2012/ Photo DOSSIER DE CANDIDATURE EN ECHANGE PROGRAMME GRENOBLE-BRESIL 2012-2013 Ce formulaire vous est remis par le service

Leia mais

Gestionnaires d'assurance (h/f) - Lisbonne

Gestionnaires d'assurance (h/f) - Lisbonne Gestionnaires d'assurance (h/f) - Lisbonne Notre client est un courtier-gestionnaire en assurance, un des leaders du marché, spécialisé notamment dans les secteurs de la banque, la téléphonie mobile et

Leia mais

PORTUGAL A COUNTRY UNDERGOING CHANGES. Henrique Reguengo Jorge Nunes de Oliveira

PORTUGAL A COUNTRY UNDERGOING CHANGES. Henrique Reguengo Jorge Nunes de Oliveira PORTUGAL A COUNTRY UNDERGOING CHANGES Henrique Reguengo Jorge Nunes de Oliveira General/polyvalent Biochimie Endocrinologie Hématologie Microbiologie Immunologie Transfusion a) Génétique a) a) quelques

Leia mais

SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO.

SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FRANCÊS 2 a Etapa SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. Leia atentamente as instruções que se seguem. 1 - Este Caderno de Prova contém quatro questões, constituídas de itens e

Leia mais

PORTAS EM COMPACTO FENÓLICO PORTES COMPACTE PHÉNOLIQUE - COMPACT PHENOLIC DOORS

PORTAS EM COMPACTO FENÓLICO PORTES COMPACTE PHÉNOLIQUE - COMPACT PHENOLIC DOORS PORTAS EM COMPACTO FENÓLICO PORTES COMPACTE PHÉNOLIQUE - COMPACT PHENOLIC DOORS ARCHIWOODXXI Instituto CUF Porto, Portugal Instituto CUF Porto, Portugal Porta em compacto fenólico e aro em alumínio - Porte

Leia mais

PROFISSIONALISATION ET POUVOIR D AGIR DÉVELOPPEMENT SOCIAL ET RECHERCHE-ACTION Éducation Permanente et Utopie Éducative REPAIRA, Paris, 14 mai 2016.

PROFISSIONALISATION ET POUVOIR D AGIR DÉVELOPPEMENT SOCIAL ET RECHERCHE-ACTION Éducation Permanente et Utopie Éducative REPAIRA, Paris, 14 mai 2016. PROFISSIONALISATION ET POUVOIR D AGIR DÉVELOPPEMENT SOCIAL ET RECHERCHE-ACTION Éducation Permanente et Utopie Éducative REPAIRA, Paris, 14 mai 2016. Table Ronde DÉVELOPPEMENT SOCIAL ET RECHERCHE-ACTION

Leia mais

A PRODUÇÃO. Instalação de corte a laser

A PRODUÇÃO. Instalação de corte a laser 1 A EMPRESA É desde os anos 50 que a actividade da Desalto faz parte da tradição produtiva da Brianza, uma região excepcional onde os mestres do design italiano e do «Made in Italy» encontraram um terreno

Leia mais

RESUMO. Palavras Chave: dança: gesto: corpo-leitor: corpo paradoxal. Resumé

RESUMO. Palavras Chave: dança: gesto: corpo-leitor: corpo paradoxal. Resumé CARVALHO, Eliane. O Corpo- Leitor: agenciamentos entre a palavra poética e o gesto dançado. Rio de Janeiro: UFF. Mestranda; PPGCA- UFF; dissertação em preparação para qualificação; orientação Beatriz Cerbino;

Leia mais

GLOSSÁRIO DE GESTÃO AMBIENTAL: QUESTÕES DE CORPORA E EQUIVALÊNCIA

GLOSSÁRIO DE GESTÃO AMBIENTAL: QUESTÕES DE CORPORA E EQUIVALÊNCIA GLOSSÁRIO DE GESTÃO AMBIENTAL: QUESTÕES DE CORPORA E EQUIVALÊNCIA Cleci Regina BEVILACQUA UFRGS cleci.bevilacqua@terra.com.br Patrícia Chittoni Ramos REUILLARD UFRGS patriciaram@terra.com.br O grupo TERMISUL,

Leia mais

République Démocratique du Congo Ministère des Affaires Etrangères et Coopération internationale AMBASSADE RDC / PORTUGAL / LISBONNE

République Démocratique du Congo Ministère des Affaires Etrangères et Coopération internationale AMBASSADE RDC / PORTUGAL / LISBONNE Formulaire avec 3 pages a remplir en 2 exemplaires (Impresso de 3 páginas a preencher em 2 exemplares) République Démocratique du Congo FORMULAIRE DE DEMANDE DE VISA (Pedido de Visto) (Pag. 1/3) A. JOINDRE

Leia mais

CURRICULUM VITAE FORMATION

CURRICULUM VITAE FORMATION CURRICULUM VITAE José dos Santos Carvalho Filho Né le 11 août 1986 à Teresina-PI, Brésil Adresse Professionnelle : Supremo Tribunal Federal, Praça dos Três, Brasília-DF, Brésil Adresse Personnelle : 12,

Leia mais

6644 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 278 2-12-1998

6644 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 278 2-12-1998 6644 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 278 2-12-1998 PARTE IV Disposições finais Artigo 10. o As ratificações formais da presente Convenção serão comunicadas ao director-geral da Repartição Internacional

Leia mais

LÍNGUA ESTRANGEIRA: Francês

LÍNGUA ESTRANGEIRA: Francês SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Processos Seletivos PROCESSO SELETIVO 2012-2 PRIMEIRO DIA 18 de agosto de 2012 Início

Leia mais

Comunidade de Prática e Gestão do Currículo na Educação de Jovens e Adultos: contributos de uma experiência de formação contínua no Brasil

Comunidade de Prática e Gestão do Currículo na Educação de Jovens e Adultos: contributos de uma experiência de formação contínua no Brasil Comunidade de Prática e Gestão do Currículo na Educação de Jovens e Adultos: contributos de uma experiência de formação contínua no Brasil José Carlos Morgado Eulália Vieira Universidade do Minho Resumo:

Leia mais

34º CAMPEONATO DA EUROPA DE SUB-17 MASCULINOS

34º CAMPEONATO DA EUROPA DE SUB-17 MASCULINOS Para: De: FEDERAÇÕES EUROPEIAS PRESIDENTE DO CERH Data: 22 de Março de 2014 Assunto: 34º CAMPEONATO DA EUROPA DE SUB-17 MASCULINOS Exmºs Senhores: Como estabelecido no ponto 4 do meu Comunicado refª FG-005/2014,

Leia mais

Seminário Segurança em Túneis Rodoviários. Pavimentos de Betão em Túneis (Eng. Cândido Costa)

Seminário Segurança em Túneis Rodoviários. Pavimentos de Betão em Túneis (Eng. Cândido Costa) ATIC Associação Técnica da Indústria de Cimento Seminário Segurança em Túneis Rodoviários Ordem dos Engenheiros, 18.02.2014 Pavimentos de Betão em Túneis (Eng. Cândido Costa) AGENDA 1. Apresentação da

Leia mais

Michel Pêcheux e a Análise de Discurso

Michel Pêcheux e a Análise de Discurso Estudos da Língua(gem) Michel Pêcheux e a Análise de Discurso Michel Pêcheux e a Análise de Discurso Michel Pêcheux et l Analyse de Discours Eni P. ORLANDI * UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS (Unicamp)

Leia mais

Ética e política na relação sujeito e verdade

Ética e política na relação sujeito e verdade LUGAR COMUM Nº35-36, pp. 141-154 Ética e política na relação sujeito e verdade Simone Sobral Sampaio Introdução Nos estudos de Foucault, a articulação da questão da política e da ética se daria no atravessamento

Leia mais

CONTRIBUTOS PARA O ESTUDO DO ENSINO DO PORTUGUÊS A FALANTES DE OUTRAS LÌNGUAS O CONCELHO DE ÉVORA. Ao meu pai, no meu coração, para sempre.

CONTRIBUTOS PARA O ESTUDO DO ENSINO DO PORTUGUÊS A FALANTES DE OUTRAS LÌNGUAS O CONCELHO DE ÉVORA. Ao meu pai, no meu coração, para sempre. Ao meu pai, no meu coração, para sempre. iii Agradecimento O meu primeiro agradecimento vai para a Professora Doutora Maria José Grosso que para além da orientação científica indispensável, sempre me apoiou,

Leia mais

Marquês de Pombal, et Restauradores. Avenida da Liberdade

Marquês de Pombal, et Restauradores. Avenida da Liberdade Marquês de Pombal, et Restauradores À voir, à faire 3 Cafés et restos 9 Bars et boîtes de nuit 11 Salles de spectacle et activités culturelles 11 Index 12 À voir, à faire 3 Marquês de Pombal, et Restauradores

Leia mais

O formulário de longa duração e o agendamento no seguinte endereço: http://riodejaneiro.ambafrance-br.org/spip.php?rubrique147

O formulário de longa duração e o agendamento no seguinte endereço: http://riodejaneiro.ambafrance-br.org/spip.php?rubrique147 VISTOS PARA MENORES O formulário de longa duração e o agendamento no seguinte endereço: http://riodejaneiro.ambafrance-br.org/spip.php?rubrique147 Taxa do visto ( não reembolsável) : Paga em Reais (espece),

Leia mais

PROVA GLOBAL DE 9º ANO DE ESCOLARIDADE FRANCÊS 3 2005-2006

PROVA GLOBAL DE 9º ANO DE ESCOLARIDADE FRANCÊS 3 2005-2006 ESCOLA PROVA GLOBAL DE 9º ANO DE ESCOLARIDADE FRANCÊS 3 2005-2006 I Lisez attentivement le texte ci-dessous et les questions pour avoir une vision globale de ce qu'on vous demande. Une eau pas très écolo!

Leia mais

Testemunhos Comentários

Testemunhos Comentários O que algumas personalidades disseram sobre o CIEJD Testemunhos Comentários No âmbito de: Seminários Debates Conferências Visitas Lançamento de publicações Dr. Jorge Sampaio Presidente da República Portuguesa

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal de Roraima Centro de Comunicação Social, Letras e Artes Visuais Coordenação do Curso de Letras

Ministério da Educação Universidade Federal de Roraima Centro de Comunicação Social, Letras e Artes Visuais Coordenação do Curso de Letras PROGRAMA DE DISCIPLINA CÓDIGO LT 136 DISCIPLINA Língua Francesa V CREDITOS CARGA HORARIA PRÉ-REQUISITO T P O 60 HORAS LT135 Língua Francesa IV 04 - - CENTRO CCLA COORDENAÇÃO CCL EMENTA Prática intensiva

Leia mais

1- Daria um passeio... tempo. A. se tiver B. se tenha C. se tenho D. se tivesse

1- Daria um passeio... tempo. A. se tiver B. se tenha C. se tenho D. se tivesse Portugais Sujet proposé au concours S.E.S.A.M.E 2012 Partie 1 1- Daria um passeio... tempo. A. se tiver B. se tenha C. se tenho D. se tivesse 2- Eles... eu não.... A. vão / vo B. vão / vou C. vam / vou

Leia mais

Candidatura a Programa Estágios Profissionais - Europa

Candidatura a Programa Estágios Profissionais - Europa SECRETARIA REGIONAL DOS ASSUNTOS SOCIAIS INSTITUTO DE EMPREGO DA MADEIRA, IP-RAM Candidatura a Programa Estágios Profissionais - Europa 1. IDENTIFICAÇÃO DO ESTAGIÁRIO Nome: Morada: Concelho: Código Postal:

Leia mais

Vu de ma fenêtre O que eu vejo da minha janela

Vu de ma fenêtre O que eu vejo da minha janela Vu de ma fenêtre O que eu vejo da minha janela Jean Foucault Gloria Kirinus Appel à projet d écriture Chamado geral ao projeto de criação literária Août 2012 Agosto 2012 répondre à : Jean Foucault, jean.foucault0@orange.fr

Leia mais

Direito das águas. Carga Horária: 48 h/a

Direito das águas. Carga Horária: 48 h/a Faculdade de Direito Milton Campos Reconhecida pelo Ministério da Educação Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Regime Jurídico dos Recursos Minerais Direito das águas Carga Horária: 48 h/a 1- Ementa Política

Leia mais

ECOLE D HIVER ESCOLA DE INVERNO

ECOLE D HIVER ESCOLA DE INVERNO Sandra Cinto, Encontro das Águas. Vista da instalação no Olympic Sculpture Park Pavilion, Seattle Art Museum, Seattle, 2012. ECOLE D HIVER ESCOLA DE INVERNO Lisboa 7ª Edição 18-22 JAN 2016 Seminário de

Leia mais

O ENSINO DO PORTUGUÊS EM FRANÇA Que política de língua para as associações da comunidade portuguesa?

O ENSINO DO PORTUGUÊS EM FRANÇA Que política de língua para as associações da comunidade portuguesa? Adelino Oliveira de Sousa O ENSINO DO PORTUGUÊS EM FRANÇA Que política de língua para as associações da comunidade portuguesa? Dissertação de Mestrado em Português Língua Não-Materna Realizada sob a orientação

Leia mais

Verônica Maria Benevides Pedrosa*

Verônica Maria Benevides Pedrosa* 2012 JAN/JUN 83 Avaliação do projeto Escola que Protege: um fio de proteção na trama das violências Assessment of the project School that Protects: a wire protection in plot of violence Evaluación del

Leia mais

FALSOS COGNATOS FRANCÊS-PORTUGUÊS ENTRE TERMOS DE ESTATUTOS SOCIAIS

FALSOS COGNATOS FRANCÊS-PORTUGUÊS ENTRE TERMOS DE ESTATUTOS SOCIAIS FALSOS COGNATOS FRANCÊS-PORTUGUÊS ENTRE TERMOS DE ESTATUTOS SOCIAIS Letícia Bonora Teles PG/ Universidade Estadual Paulista (UNESP) letycyaa@yahoo.com.br Lídia Almeida Barros lidia@ibilce.unesp.br Universidade

Leia mais

PLUS QU UNE ÉCOLE UN AVENIR MAIS QUE UMA ESCOLA UM FUTURO

PLUS QU UNE ÉCOLE UN AVENIR MAIS QUE UMA ESCOLA UM FUTURO PLUS QU UNE ÉCOLE UN AVENIR MAIS QUE UMA ESCOLA UM FUTURO MAIS QUE UMA ESCOLA UM FUTURO O Lycée Français International de Porto, localizado num local excecional, com amplos espaços verdes, não tem parado

Leia mais

Bâtiments Commerciaux Bâtiments Commerciaux. Innovation & Qualité

Bâtiments Commerciaux Bâtiments Commerciaux. Innovation & Qualité Bâtiments Commerciaux Bâtiments Commerciaux Innovation & Qualité Innovation & Qualité FCM - Cofragens e Construções, S.A.. FCM - Espagne. FCM - Cofraje si Constructii, SRL. FCM - Algérie. FCM & LC Construções,

Leia mais

ENTRE NÓS I ENTRE NOUS De Hélène Veiga Gomes & Pauliana Valente Pimentel

ENTRE NÓS I ENTRE NOUS De Hélène Veiga Gomes & Pauliana Valente Pimentel ENTRE NÓS I ENTRE NOUS De 52', cores couleurs, 2014 Partenaires Parceiros DgArtes, Instituto Camões, LARGO Residências, Galeria das Salgadeiras ENTRE NÓS explora a vida urbana de duas ruas : a Rua do Benformoso,

Leia mais

O referencial. 2- Um quadro europeu que define as competências chave para a educação e a formação ao longo de toda a vida

O referencial. 2- Um quadro europeu que define as competências chave para a educação e a formação ao longo de toda a vida O referencial 1- O nosso objectivo 2- Um quadro europeu que define as competências chave para a educação e a formação ao longo de toda a vida 3- Os limites da avaliação das competências chave 4- A construção

Leia mais