2.2. Ensino e a construção da cidadania: da moral religiosa à moral cívica.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "2.2. Ensino e a construção da cidadania: da moral religiosa à moral cívica."

Transcrição

1 2.2. Ensino e a construção da cidadania: da moral religiosa à moral cívica.

2 Cinq mémoires sur l instruc1on publique (1791). notes, bi- bliographie et chronologie part Charles Coutel et Catherine Kintzler. Paris : Garnier- Flammarion, 1994, 380 pp. As opiniões religiosas não podem fazer parte da instrução comum, uma vez que, devendo ser a escolha de uma consciência independente, nenhuma autoridade tem o direito de preferir um ao outro; e, portanto, é necessário tornar o ensino da moralidade estritamente independente dessas opiniões.

3 Cinq mémoires sur l instruc1on publique (1791). notes, bi- bliographie et chronologie part Charles Coutel et Catherine Kintzler. Paris : Garnier- Flammarion, 1994, 380 pp. On doit soigneusement séparer cewe morale de tout rapport avec les opinions religieuses d'une secte ; car autrement il faudrait donner à ces opinions une préférence contraire à la liberte. Les parents seuls peuvent avoir le droit de faire enseigner ces opinions, ou plutôt la so- ciéte n'a pas celui de les en empêcher. En exerçant ce pouvoir, peut- être manquent- ils aux règles d'une morale sévère, peut- être leur bonne foi dans leur croyance n'excuse- t- elle pas la témérite de la donner à un autre, avant qu'il soit en état de la juger ; mais ce n'est pas là une de ces directes du droit naturel, commun à tout être sensible, contre lesquelles les lois de la sociéte doivent protéger l'enfance, en la défendant de l'autorite paternelle.

4 Cinq mémoires sur l instruc1on publique (1791). notes, bi- bliographie et chronologie part Charles Coutel et Catherine Kintzler. Paris : Garnier- Flammarion, 1994, 380 pp. Une seconde renfermerait de courtes histoires morales, propres à fixer leur sur les premiers que, suivant l'ordre de la nature, ils doivent éprouver. On aurait soin d'en écarter toute maxime, toute réflexion, parce qu'il ne s'agit point encore de leur donner des principes de conduite ou de leur enseigner des vérités, mais de les disposer à réfléchir sur leurs et de les préparer aux idées morales qui doivent naître un jour de ces réflexions. Les premiers auxquels il faut exercer l âme des enfants, et sur lesquels il est de l arrêter, sont la pour l'homme et pour les animaux, une habituelle pour ceux qui nous ont fait du bien, et dont les nous en montrent le désir ; qui produit la tendresse filiale et l

5 Dai Luzes ao povo, e o povo quererá ser livre; dai- lhe costumes sãos, e o povo se sustentará na liberdade; tapai- lhe as luzes e ele dormirá nos ferros, nem mesmo verá a enormidade dos grilhões que arrasta: deste embrutecimento de alma nascerá a moleza de coração, e da falta de energia de ambas as potências intelectual e moral nascerá a devassidão dos costumes, a torpeza dos vícios, e por consequência necessária, o

6 Luís da Silva Mouzinho de Albuquerque, Ideas sobre o Estabelecimento da Instrucção PublicaParis, A. Bobée, Os quadros, livros, modelos para escrita, etc. ao uso das escolas primárias devem conter máximas ou exemplos próprios para inspirar aos alunos a moral, o amor da pátria, os de elevação e dignidade, que elevando a alma do cidadão, são o melhor escudo contra os vícios, o desleixo e a abjecção, que desgraçadamente acompanham tantas vezes a escassez dos bens da fortuna.

7 Alexandre Herculano, Instrução Pública, 1841, Opúsculos, Vol. VIII A educação moral da infância, quase que diríamos da generalidade dos homens feitos, não deve nem pode ser senão a que nos oferece a religião. O evangelho é mais claro e preciso que os volumes escritos de todos os moralistas filósofos desde Platão até Kant: a moral que não desce do céu nunca a terra

8 Joaquim Ferreira Gomes, Relatórios do Conselho Superior de Instrucção Pública ( ), Coimbra, INIC, 1985 A educação moral dos povos, que estava encarregada à ordem principalmente aos párocos, está hoje em tal estado de desorganização que deve causar mui sérias apreensões sobre a sorte futura do país.. O clero, depois da revolução por que passou, não pôde desempenhar aquele encargo; perdeu influência; e a maior parte dos párocos até estão esquecidos de que era aquele o seu principal dever. Longo espaço há de decorrer até se formar um novo clero, capaz de moralizar os povos. É necessário, por isso, encarregar esta missão aos professores,...

9 DCD, Sessão de 29 de Janeiro de 1851, p. 154 Deputado Mexia Salema O tomarem os Párocos, ou outros quaisquer parte na instrução primária vai em harmonia com as conveniências sociais, que requerem, como em bom proveito, que a Religião, de que eles são próximos órgãos e transmissores, entre como elemento essencial na educação da infância, nessa idade, em que ficam mais impressas, e, para sempre, as santas máximas;

10 DCD, Sessão de 11 de Abril de 1854, p. 132 Deputado António Lopes de Mendonça A instrução primária se para educar cidadãos, e não para os fazer cristãos ou católicos; protestantes ou é necessário deixar à instrução a liberdade da consciência. Nós somos um país católico, e por tanto eu não receio de nenhuma seita, mas há perigo em que a instrução primária caia nas mãos do clero, porque ele pode abusar, e pode atacar as ideias de liberdade. A instrução pública é uma questão de direção moral, é o modo por que as sociedades perpetuam as suas tradições; quando se trata de organizar a instrução pública, é o mesmo que tratar de organizar a sociedade futura; e se formos entregar a instrução desta sociedade a outras mãos que não sejam as do estado, há de acontecer que, tarde ou cedo, a influência estranha poderá produzir conflitos desagradáveis, como tem sucedido em muitos países.

11 Émile Durkheim, L'éduca1on morale. (Cours dispensé en à la Sorbonne). Paris, Librairie Félix Alcan, Decidimos dar às nossas crianças, nas nossas escolas, uma educação moral que fosse puramente laica: por isso, entenda- se uma educação que proíba qualquer cedência aos princípios sobre os quais repousam as religiões reveladas, que se apoie exclusivamente sobre as ideias, e passíveis da razão, numa palavra, uma educação puramente racionalista.

Mateus Geraldo Xavier. Contribuição do Ensino Religioso no processo de educação da fé: um estudo teológico-pastoral. Dissertação de Mestrado

Mateus Geraldo Xavier. Contribuição do Ensino Religioso no processo de educação da fé: um estudo teológico-pastoral. Dissertação de Mestrado Mateus Geraldo Xavier Contribuição do Ensino Religioso no processo de educação da fé: um estudo teológico-pastoral Dissertação de Mestrado Programa de Pós-graduação em Teologia do Departamento de Teologia

Leia mais

FRANCÊS INSTRUÇÕES 1 - ESTA PROVA CONTÉM 1 (UM) TEXTO SEGUIDO DE QUESTÕES DE COMPREENSÃO 2 - ESCOLHA E ASSINALE A ALTERNATIVA CORRETA, SEMPRE DE ACORDO COM O TEXTO EXISTE-T-IL DES RECETTES POUR ÊTRE HEUREUX?

Leia mais

Instituto Marista Hoje. Armando Luiz Bortolini

Instituto Marista Hoje. Armando Luiz Bortolini Instituto Marista Hoje Armando Luiz Bortolini IRMÃOS MARISTAS HOJE DIMENSÃO EDUCATIVA E MARIAL INSTITUTO DOS IRMÃOS MARISTAS INSTITUTO DOS IRMÃOS MARISTAS Fundador: S. Marcelino J. B. Champagnat Fundação

Leia mais

A Associação de Pais do LFIP tem o prazer de vos anunciar que no dia 29 de Novembro de 2014 irá realizar-se o 3º Marché de Noël Solidaire.

A Associação de Pais do LFIP tem o prazer de vos anunciar que no dia 29 de Novembro de 2014 irá realizar-se o 3º Marché de Noël Solidaire. Caros pais, A Associação de Pais do LFIP tem o prazer de vos anunciar que no dia 29 de Novembro de 2014 irá realizar-se o 3º Marché de Noël Solidaire. Esta iniciativa insere-se no âmbito de um projeto

Leia mais

Bienvenue au Cours Préparatoire Bemvindos à Primária

Bienvenue au Cours Préparatoire Bemvindos à Primária Bienvenue au Cours Préparatoire Bemvindos à Primária Ce qui ne change pas O que não se altera entre o pré-escolar e o 1º ano no LFIP L organisation administrative/a organização administrativa -Les contacts

Leia mais

FAIRTRADE LABELLING ORGANIZATIONS INTERNATIONAL

FAIRTRADE LABELLING ORGANIZATIONS INTERNATIONAL A: Tous les acteurs de la filière du Commerce Equitable certifiés pour la mangue, la banane, la pulpe d araza / Produtores e Comerciantes certificados da manga, da banana e da polpa de araza de CJ Tous

Leia mais

Télécommande standard non polarisée 0 039 01

Télécommande standard non polarisée 0 039 01 01 Télécommande standard non polarisée R Caractéristiques techniques Alimentation...:230 V± 50/60 Hz 10 ma Capacité des bornes : 2 X 1,5 mm 2 Fixation...:surrailoméga Encombrement.... : 4 modules (70 mm)

Leia mais

As questões de 01 a 05, cujas respostas deverão ser redigidas EM PORTUGUÊS, referem -se ao texto abaixo.

As questões de 01 a 05, cujas respostas deverão ser redigidas EM PORTUGUÊS, referem -se ao texto abaixo. 1 2 3 4 5 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. Se, em qualquer outro local deste Caderno, você assinar, rubricar,

Leia mais

Le maître ignorant : cinq lessons sur l émancipation intellectuelle (1987)

Le maître ignorant : cinq lessons sur l émancipation intellectuelle (1987) Le maître ignorant : cinq lessons sur l émancipation intellectuelle (1987) de Jacques Rancière O mestre ignorante: cinco lições sobre a emancipação intelectual, de Jacques Rancière Grupo de leitura em

Leia mais

V O T O - V I S T A. SEPÚLVEDA PERTENCE, negou provimento ao agravo. Entendeu que a

V O T O - V I S T A. SEPÚLVEDA PERTENCE, negou provimento ao agravo. Entendeu que a AG.REG.NA RECLAMAÇÃO 3.034-2 PARAÍBA RELATOR AGRAVANTE(S) AGRAVADO(A/S) INTERESSADO(A/S) : MIN. SEPÚLVEDA PERTENCE : ESTADO DA PARAÍBA : PGE-PB - LUCIANO JOSÉ NÓBREGA PIRES : RODRIGO DE SÁ QUEIROGA E OUTRO(A/S)

Leia mais

COOPERATIVA DE TRABALHO DOMÉSTICO: MECANISMO ALTERNATIVO DE PROTEÇÃO SOCIAL PARA OS TRABALHADORES DOMÉSTICOS DIARISTAS?

COOPERATIVA DE TRABALHO DOMÉSTICO: MECANISMO ALTERNATIVO DE PROTEÇÃO SOCIAL PARA OS TRABALHADORES DOMÉSTICOS DIARISTAS? COOPERATIVA DE TRABALHO DOMÉSTICO: MECANISMO ALTERNATIVO DE PROTEÇÃO SOCIAL PARA OS TRABALHADORES DOMÉSTICOS DIARISTAS? COOPERATIVE DE TRAVAIL DOMESTIQUE: AUTRE MÉCANISME DE PROTECTION SOCIALE POUR LES

Leia mais

PAAES/UFU 2ª Etapa Subprograma 2011-2014

PAAES/UFU 2ª Etapa Subprograma 2011-2014 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Processos Seletivos PAAES 2ª ETAPA SUBPROGRAMA 2011/2014 24 de fevereiro de 2013

Leia mais

SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO.

SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS FRANCÊS 2 a Etapa SÓ ABRA QUANDO AUTORIZADO. Leia atentamente as instruções que se seguem. 1 - Este Caderno de Prova contém quatro questões, constituídas de itens e

Leia mais

Parlez-vous européen?

Parlez-vous européen? Parlez-vous européen? A BONECA BRAILLIN 1. Résumé Parece uma boneca normal mas não é. A Braillin possui seis botões em relevo correspondentes aos seis pontos base da linguagem braille (P.) / braile (B.).

Leia mais

A formação do engenheiro para as próximas décadas

A formação do engenheiro para as próximas décadas Seminário Inovação Pedagógica na Formação do Engenheiro Universidade de São Paulo Maio de 2003 A formação do engenheiro para as próximas décadas Henrique Lindenberg Neto Escola Politécnica da Universidade

Leia mais

X-MET8000. Confie, mas verifique: garanta a qualidade do produto com o último analisador de XRF portátil da Oxford Instruments

X-MET8000. Confie, mas verifique: garanta a qualidade do produto com o último analisador de XRF portátil da Oxford Instruments QUALIDADE Confie, mas verifique: garanta a qualidade do produto com o último analisador de XRF portátil da Oxford Instruments Identificação rápida e confiável de ligas e composições elementares para: Controle

Leia mais

de manuais concebidos segundo a Perspectiva Acional

de manuais concebidos segundo a Perspectiva Acional 1. NOME COMPLETO: HYANNA C. DIAS DE MEDEIROS 2. E-MAIL: hyanna.medeiros@usp.br 3. ALUNO: X EX-ALUNO: 4. PESQUISA : X INICIAÇÃO CIENTÍFICA MESTRADO DOUTORADO 5. ÁREA DE PESQUISA: X LÍNGUA, LINGUÍSTICA E

Leia mais

Laurent FONBAUSTIER. Jeudi 18 octobre 2012

Laurent FONBAUSTIER. Jeudi 18 octobre 2012 Laurent FONBAUSTIER Jeudi 18 octobre 2012 France et Europe après Rio + 20 : Peut-on croire au développement durable? França e Europa pós Rio + 20 : Pode-se crer em desenvolvimento sustentável? I. UNE VOLONTÉ

Leia mais

6 Não será permitido o uso de dicionário.

6 Não será permitido o uso de dicionário. 1 2 3 4 5 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. Se, em qualquer outro local deste Caderno, você assinar, rubricar,

Leia mais

PROVA DE EXPRESSÃO ORAL E

PROVA DE EXPRESSÃO ORAL E FRANCÊS 12.ºANO NÍVEL DE CONTINUAÇÃO PROVA DE EXPRESSÃO ORAL E Esta prova desenvolve-se em três partes e tem uma duração aproximada de 20 minutos para cada grupo de dois alunos. Domínios de referência

Leia mais

Prova F Grupo Porto 11º ano, Nível de Continuação

Prova F Grupo Porto 11º ano, Nível de Continuação Prova F Grupo Porto 11º ano, Nível de Continuação Esta prova desenvolve-se em três partes e tem uma duração aproximada de 15 minutos para cada grupo de dois alunos. Domínios de referência: Information

Leia mais

PRÉSENTATION DE LA SOCIÉTÉ

PRÉSENTATION DE LA SOCIÉTÉ PRÉSENTATION DE LA SOCIÉTÉ LA SOCIÉTÉ Première société portugaise de traitement et de récupération "in situ" des huiles industrielles ans d'expérience PURIFICADORA avec sa propre technologie de procédé

Leia mais

Resolução da Questão 1 Texto Definitivo

Resolução da Questão 1 Texto Definitivo Questão Internet: . Acesso em: abr. 0. Considerando a figura acima apresentada, redija um texto dissertativo que atenda, necessariamente, ao que se pede a seguir. Identifique a

Leia mais

FR Appel à participation : Micro-résidence de production et d affichage, Porto, Portugal 18 Avril-28 Avril 2016.

FR Appel à participation : Micro-résidence de production et d affichage, Porto, Portugal 18 Avril-28 Avril 2016. FR Appel à participation : Micro-résidence de production et d affichage, Porto, Portugal 18 Avril-28 Avril 2016. L association In Extenso est historiquement liée aux projets «hors les murs» puisque sa

Leia mais

Declaração de conformidade regulamentar

Declaração de conformidade regulamentar Declaração de conformidade regulamentar Declaração de conformidade com as diretivas e normas da UE Modelo N905 e Modelo N905B Modelo N905C A declaração de conformidade pode ser consultada em www.kobo.com/userguides

Leia mais

LÍNGUA ESTRANGEIRA: Francês

LÍNGUA ESTRANGEIRA: Francês SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Processos Seletivos PROCESSO SELETIVO 2012-2 PRIMEIRO DIA 18 de agosto de 2012 Início

Leia mais

1- Daria um passeio... tempo. A. se tiver B. se tenha C. se tenho D. se tivesse

1- Daria um passeio... tempo. A. se tiver B. se tenha C. se tenho D. se tivesse Portugais Sujet proposé au concours S.E.S.A.M.E 2012 Partie 1 1- Daria um passeio... tempo. A. se tiver B. se tenha C. se tenho D. se tivesse 2- Eles... eu não.... A. vão / vo B. vão / vou C. vam / vou

Leia mais

Interferência do português língua materna vs supergeneralização na escrita em francês

Interferência do português língua materna vs supergeneralização na escrita em francês Interferência do português língua materna vs supergeneralização na escrita em francês Pablo Diego Niederauer Bernardi * (UFPel) Isabella Mozzilo (UFPel) Aprender línguas pressupõe o desenvolvimento de

Leia mais

Aula teórica DC I B Sistema normativa da Constituição

Aula teórica DC I B Sistema normativa da Constituição Aula teórica DC I B Sistema normativa da Constituição 25/11/2015 1. A Constituição inserida numa rede de regulações normativas a) Noção Não é uma ordem isolada É estrutura rodeada de outras normas também

Leia mais

CONTRIBUTOS PARA O ESTUDO DO ENSINO DO PORTUGUÊS A FALANTES DE OUTRAS LÌNGUAS O CONCELHO DE ÉVORA. Ao meu pai, no meu coração, para sempre.

CONTRIBUTOS PARA O ESTUDO DO ENSINO DO PORTUGUÊS A FALANTES DE OUTRAS LÌNGUAS O CONCELHO DE ÉVORA. Ao meu pai, no meu coração, para sempre. Ao meu pai, no meu coração, para sempre. iii Agradecimento O meu primeiro agradecimento vai para a Professora Doutora Maria José Grosso que para além da orientação científica indispensável, sempre me apoiou,

Leia mais

Logements. Innovation & Qualité

Logements. Innovation & Qualité Logements Innovation & Qualité Innovation & Qualité FCM - Cofragens e Construções, S.A.. FCM - Espagne. FCM - Cofraje si Constructii, SRL. FCM - Algérie. FCM & LC Construções, Lda.. FCM - Fôrmas e Construções,

Leia mais

Movimento "Sem Terra" (MST): um estudo sobre as idéias político-religiosas de alguns ativistas

Movimento Sem Terra (MST): um estudo sobre as idéias político-religiosas de alguns ativistas Cláudia Dias Mogrovejo Movimento "Sem Terra" (MST): um estudo sobre as idéias político-religiosas de alguns ativistas Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção

Leia mais

Vu de ma fenêtre O que eu vejo da minha janela

Vu de ma fenêtre O que eu vejo da minha janela Vu de ma fenêtre O que eu vejo da minha janela Jean Foucault Gloria Kirinus Appel à projet d écriture Chamado geral ao projeto de criação literária Août 2012 Agosto 2012 répondre à : Jean Foucault, jean.foucault0@orange.fr

Leia mais

Língua Estrangeira: FRANCÊS L alarme intelligente Finis les hurlements intempestifs, elle reconnaît les cambrioleurs Les alarmes, c est bien pratique Sauf quand ça se met à hurler à tout bout de champ

Leia mais

Seminário Segurança em Túneis Rodoviários. Pavimentos de Betão em Túneis (Eng. Cândido Costa)

Seminário Segurança em Túneis Rodoviários. Pavimentos de Betão em Túneis (Eng. Cândido Costa) ATIC Associação Técnica da Indústria de Cimento Seminário Segurança em Túneis Rodoviários Ordem dos Engenheiros, 18.02.2014 Pavimentos de Betão em Túneis (Eng. Cândido Costa) AGENDA 1. Apresentação da

Leia mais

... Hervé Théry A população brasileira em 2007 La population brésilienne en 2007 ... ...

... Hervé Théry A população brasileira em 2007 La population brésilienne en 2007 ... ... Confins Numéro 2 (2008) Número 2 A população brasileira em 2007 La population brésilienne en 2007 Avertissement Le contenu de ce site relève de la législation française sur la propriété intellectuelle

Leia mais

As questões de 01 a 05, cujas respostas deverão ser redigidas EM PORTUGUÊS, referem -se ao texto abaixo.

As questões de 01 a 05, cujas respostas deverão ser redigidas EM PORTUGUÊS, referem -se ao texto abaixo. 1 2 3 4 5 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. Se, em qualquer outro local deste Caderno, você assinar, rubricar,

Leia mais

Provas orais em Língua Estrangeira Ensino Secundário Francês 11º ano, Nível de Continuação Janeiro 2009

Provas orais em Língua Estrangeira Ensino Secundário Francês 11º ano, Nível de Continuação Janeiro 2009 Provas orais em Língua Estrangeira Ensino Secundário Francês 11º ano, Nível de Continuação Janeiro 2009 Esta prova desenvolve-se em três partes e tem uma duração aproximada de 15-20 minutos para cada grupo

Leia mais

A pedagogia da luz na recriação do cego de nascença Jo 9,1-12

A pedagogia da luz na recriação do cego de nascença Jo 9,1-12 Maria da Conceição Vieira A pedagogia da luz na recriação do cego de nascença Jo 9,1-12 Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao programa de Pós-Graduação em Teologia PUC-Rio, como requisito

Leia mais

PLANIFICAÇÃO A MÉDIO / LONGO PRAZO

PLANIFICAÇÃO A MÉDIO / LONGO PRAZO PLANIFICAÇÃO A MÉDIO / LONGO PRAZO DISCIPLINA: Francês ANO: 7º Nível 1 Curso: Ensino Básico Total de aulas previstas: 99 Manual adotado: Mots Clés Porto Editora 1º PERÍODO - AULAS PREVISTAS: 41 Competências

Leia mais

PROVA GLOBAL DE 9º ANO DE ESCOLARIDADE FRANCÊS 3 2005-2006

PROVA GLOBAL DE 9º ANO DE ESCOLARIDADE FRANCÊS 3 2005-2006 ESCOLA PROVA GLOBAL DE 9º ANO DE ESCOLARIDADE FRANCÊS 3 2005-2006 I Lisez attentivement le texte ci-dessous et les questions pour avoir une vision globale de ce qu'on vous demande. Une eau pas très écolo!

Leia mais

Carolina de Campos Borges PERMANÊNCIAS E MUDANÇAS: Individualismo, trajetórias de vida e família. Tese de Doutorado

Carolina de Campos Borges PERMANÊNCIAS E MUDANÇAS: Individualismo, trajetórias de vida e família. Tese de Doutorado Carolina de Campos Borges PERMANÊNCIAS E MUDANÇAS: Individualismo, trajetórias de vida e família Tese de Doutorado Tese apresentada ao Programa de Pós-graduação em Psicologia Clínica da PUC-Rio como requisito

Leia mais

DIREITOS CONSTITUIDOS AOS PORTADORES DE DIABETES MELLITUS TIPO I DROITS CONSTITUÉS AUX TRANSPORTEURS DE DIABÈTES MELLITUS TYPE I

DIREITOS CONSTITUIDOS AOS PORTADORES DE DIABETES MELLITUS TIPO I DROITS CONSTITUÉS AUX TRANSPORTEURS DE DIABÈTES MELLITUS TYPE I DIREITOS CONSTITUIDOS AOS PORTADORES DE DIABETES MELLITUS TIPO I DROITS CONSTITUÉS AUX TRANSPORTEURS DE DIABÈTES MELLITUS TYPE I Antonio Rodrigues Sobrinho Filho Acadêmico em Pedagogia pela UFCG* RESUMO:

Leia mais

BACCALAURÉAT GÉNÉRAL ET TECHNOLOGIQUE. Session 2011 PORTUGAIS LANGUE VIVANTE 2

BACCALAURÉAT GÉNÉRAL ET TECHNOLOGIQUE. Session 2011 PORTUGAIS LANGUE VIVANTE 2 BACCALAURÉAT GÉNÉRAL ET TECHNOLOGIQUE Session 2011 PORTUGAIS LANGUE VIVANTE 2 Série L : 3 heures coefficient 4 Série S : 2 heures coefficient 2 Série STG (sauf CGRH) : 2 heures coefficient 2 Série STG

Leia mais

6644 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 278 2-12-1998

6644 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 278 2-12-1998 6644 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 278 2-12-1998 PARTE IV Disposições finais Artigo 10. o As ratificações formais da presente Convenção serão comunicadas ao director-geral da Repartição Internacional

Leia mais

Bienvenue à l'ecole en France Bemvindo à escola em França

Bienvenue à l'ecole en France Bemvindo à escola em França Bienvenue à l'ecole en France Bemvindo à escola em França Ses objectifs / OBJECTIVOS Éduquer pour vivre ensemble -> Educar para viver juntos Portugais Português Instruire pour comprendre aujourd hui, construire

Leia mais

IMMIGRATION Canada. Permis de travail. Directives du bureau des visas de Sao Paulo. Table des matières IMM 5929 F ( )

IMMIGRATION Canada. Permis de travail. Directives du bureau des visas de Sao Paulo. Table des matières IMM 5929 F ( ) IMMIGRATION Canada Table des matières Liste de contrôle Permis de travail (disponível em português) Permis de travail Directives du bureau des visas de Sao Paulo Ce guide est produit gratuitement par Immigration,

Leia mais

! " # $! % #& & ''(" '')! * +!*, / +!*, -.. 0!

!  # $! % #& & ''( '')! * +!*, / +!*, -.. 0! ! " # $! % #& & ''(" '')! * +!*, -.. + / +!*, -.. 0! !"# #$ % & ' #$ #%# ( #%#)&$ 0 0 3 )& *(& ) 0 0 7 +, # -#". # & &#! /$ " #) 0 ) +0+, 1/ # /)/ "# * -#". # & &# > > ) +0+0+, /. ) & ) * -#". # & &#

Leia mais

Caracterização Cronológica

Caracterização Cronológica Caracterização Cronológica Filosofia Medieval Século V ao XV Ano 0 (zero) Nascimento do Cristo Plotino (204-270) Neoplatônicos Patrística: Os grandes padres da igreja Santo Agostinho ( 354-430) Escolástica:

Leia mais

O USO E A IMPORTÂNCIA DA CANÇÃO NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM EM CURSOS DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS

O USO E A IMPORTÂNCIA DA CANÇÃO NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM EM CURSOS DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS O USO E A IMPORTÂNCIA DA CANÇÃO NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM EM CURSOS DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS Manoela Salles Nery de Castro Eriton Rodrigues de França Departamento de Letras - UFRN RESUMO: O artigo

Leia mais

Je remercie Mme Narvaez-Goldstein et M. Fourneyron d avoir accepté de suivre ce travail. Je remercie les personnes qui m ont accordé des entretiens

Je remercie Mme Narvaez-Goldstein et M. Fourneyron d avoir accepté de suivre ce travail. Je remercie les personnes qui m ont accordé des entretiens Je remercie Mme Narvaez-Goldstein et M. Fourneyron d avoir accepté de suivre ce travail. Je remercie les personnes qui m ont accordé des entretiens et m ont fait partager leurs connaissances et leurs expériences

Leia mais

Conformidade regulatória e Informações de segurança importantes

Conformidade regulatória e Informações de segurança importantes Conformidade regulatória e Informações de segurança importantes Você encontra a Certificação regulatória/marcas de aprovação para o seu dispositivo em Configurações > Sobre o dispositivo > Garantia e questões

Leia mais

Conservação/transformação:

Conservação/transformação: SEED/FEUSP São Paulo, 1 de março de 2013 Conservação/transformação: os desvios do reacionarismo e da conformação Nílson José Machado Universidade de São Paulo/Faculdade de Educação njmachad@usp.br www.nilsonjosemachado.net

Leia mais

Verbos transitivos indiretos em francês: proposta de base de dados

Verbos transitivos indiretos em francês: proposta de base de dados Verbos transitivos indiretos em francês: proposta de base de dados Aline Vasconcelos Sabrina Salaberry Isasa Cleci Regina Bevilacqua Patrícia Chittoni Ramos Reuillard UFRGS Resumo: Uma das maiores dificuldades

Leia mais

Ciência e Comunicação science et communication

Ciência e Comunicação science et communication Resumo résumé Os periódicos de divulgação científica sobre saúde procuram atingir um público fora do ambiente acadêmico com capas impressionantes, atrativas, sobretudo convincentes. A retórica nessas publicações

Leia mais

Marxismo e Ideologia

Marxismo e Ideologia Rita Vaz Afonso 1 FBAUL, 2010 Marxismo e Ideologia 1 rita.v.afonso@gmail.com. O trabalho responde à disciplina semestral de Cultura Visual I do primeiro ano da Faculdade de Belas Artes da Universidade

Leia mais

RARI Construções Metálicas, Engenharia, Projectos e Soluções Industriais, SA. RARI TECH Septembre 2015

RARI Construções Metálicas, Engenharia, Projectos e Soluções Industriais, SA. RARI TECH Septembre 2015 RARI Construções Metálicas, Engenharia, Projectos e Soluções Industriais, SA. RARI TECH Septembre 2015 QUI SOMMES-NOUS? RARI Construções Metálicas, Engenharia, Projectos e Soluções Industriais SA. est

Leia mais

HÁBITOS ALIMENTARES NA EDUCAÇÃO INFANTIL RESUMO

HÁBITOS ALIMENTARES NA EDUCAÇÃO INFANTIL RESUMO Revista Eventos Pedagógicos v.3, n.2, p. 31-41, Maio - Jul. 2012 HÁBITOS ALIMENTARES NA EDUCAÇÃO INFANTIL Ana Lúcia de Almeida q Fátima Aparecida Silva Iocca RESUMO Este artigo apresenta sobre o tema Hábitos

Leia mais

GUIDE DE L ÉTUDIANT INTERNATIONAL

GUIDE DE L ÉTUDIANT INTERNATIONAL GUIDE DE L ÉTUDIANT INTERNATIONAL Votre arrivée à l UFCSPA demande des procédures administratives nécessaires à votre séjour au Brésil (visa, CPF, RNE) et à votre confort et sécurité (santé et transports),

Leia mais

PORTUGAL A COUNTRY UNDERGOING CHANGES. Henrique Reguengo Jorge Nunes de Oliveira

PORTUGAL A COUNTRY UNDERGOING CHANGES. Henrique Reguengo Jorge Nunes de Oliveira PORTUGAL A COUNTRY UNDERGOING CHANGES Henrique Reguengo Jorge Nunes de Oliveira General/polyvalent Biochimie Endocrinologie Hématologie Microbiologie Immunologie Transfusion a) Génétique a) a) quelques

Leia mais

Eu vim para Servir (Mc 10,45) Campanha da Fraternidade 2015

Eu vim para Servir (Mc 10,45) Campanha da Fraternidade 2015 Eu vim para Servir (Mc 10,45) Campanha da Fraternidade 2015 50 anos de ALEGRIA 7 /12/ 1965 Gaudium et Spes 24 /11/ 2013 Evangelii Gaudium IGREJA FRENTE AO MUNDO - Uma nova imagem da Igreja Antes: sociedade

Leia mais

7114 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 241 19 de Dezembro de 2005 MINISTÉRIO DO TRABALHO E DA SOLIDARIEDADE SOCIAL TÍTULO I. Disposições gerais

7114 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 241 19 de Dezembro de 2005 MINISTÉRIO DO TRABALHO E DA SOLIDARIEDADE SOCIAL TÍTULO I. Disposições gerais 7114 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N. o 241 19 de Dezembro de 2005 Aux fins de l application de l article 6, paragraphe 5, les autorités compétentes sont le commandant en chef de la police («Komendant

Leia mais

Autonomia e o comportamento ético do aluno da educação à distância Autonomie et comportement éthique des étudiants de l'enseignement à distance

Autonomia e o comportamento ético do aluno da educação à distância Autonomie et comportement éthique des étudiants de l'enseignement à distance Autonomia e o comportamento ético do aluno da educação à distância Autonomie et comportement éthique des étudiants de l'enseignement à distance Adriano Faria (Universidade Tuiuti do Paraná) Valmir Thomé

Leia mais

VIDAS MULTILADAS: REFLEXÕES SOBRE A DEGRADAÇÃO AMBIENTAL DO PARQUE DO LAGO EM CAMPO MOURÃO/PR 1

VIDAS MULTILADAS: REFLEXÕES SOBRE A DEGRADAÇÃO AMBIENTAL DO PARQUE DO LAGO EM CAMPO MOURÃO/PR 1 VIDAS MULTILADAS: REFLEXÕES SOBRE A DEGRADAÇÃO AMBIENTAL DO PARQUE DO LAGO EM CAMPO MOURÃO/PR 1 PAROLIN, Eloisa Silva de Paula 2 PAROLIN, Mauro 3 RESUMO O trabalho é resultado de observações das condições

Leia mais

Biblioteca Hilda Hilst (na República Dominicana) Cristiane Grando *

Biblioteca Hilda Hilst (na República Dominicana) Cristiane Grando * Biblioteca Hilda Hilst (na República Dominicana) Cristiane Grando * São Domingos, março de 2012 Escrito especialmente para o blog de Sônia Mara: http://www.aventurasdasonia.blogspot.com/2012/03/brasileiro-doseculo-o-homem-livro.html

Leia mais

IMMIGRATION Canada. Permis d études. Directives du bureau des visas de Sao Paulo. Table des matières IMM 5849 F ( )

IMMIGRATION Canada. Permis d études. Directives du bureau des visas de Sao Paulo. Table des matières IMM 5849 F ( ) IMMIGRATION Canada Table des matières Liste de contrôle Permis d études (disponible en portugais) Permis d études Directives du bureau des visas de Sao Paulo Ce guide est produit gratuitement par Immigration,

Leia mais

ADMISSION AU COLLEGE UNIVERSITAIRE Samedi 2 mars 2013 PORTUGAIS durée de l épreuve : 1h30 coefficient 1 IMPORTANT PARTIE RESERVEE A LA CORRECTION

ADMISSION AU COLLEGE UNIVERSITAIRE Samedi 2 mars 2013 PORTUGAIS durée de l épreuve : 1h30 coefficient 1 IMPORTANT PARTIE RESERVEE A LA CORRECTION Coller votre code barre ci-dessous ADMISSION AU COLLEGE UNIVERSITAIRE Samedi 2 mars 2013 PORTUGAIS durée de l épreuve : 1h30 coefficient 1 IMPORTANT Le sujet est paginé de 1 à 3. Veuillez vérifier que

Leia mais

PORTAS EM COMPACTO FENÓLICO PORTES COMPACTE PHÉNOLIQUE - COMPACT PHENOLIC DOORS

PORTAS EM COMPACTO FENÓLICO PORTES COMPACTE PHÉNOLIQUE - COMPACT PHENOLIC DOORS PORTAS EM COMPACTO FENÓLICO PORTES COMPACTE PHÉNOLIQUE - COMPACT PHENOLIC DOORS ARCHIWOODXXI Instituto CUF Porto, Portugal Instituto CUF Porto, Portugal Porta em compacto fenólico e aro em alumínio - Porte

Leia mais

Annales zéro baccalauréat 2013. Bac L - LV2. Ressources pour la classe de terminale. Portugais. Novembre 2012

Annales zéro baccalauréat 2013. Bac L - LV2. Ressources pour la classe de terminale. Portugais. Novembre 2012 éduscol Annales zéro baccalauréat 2013 Ressources pour la classe de terminale Bac L - LV2 Portugais Ces documents peuvent être utilisés et modifiés librement dans le cadre des activités d'enseignement

Leia mais

HEGEL: A NATUREZA DIALÉTICA DA HISTÓRIA E A CONSCIENTIZAÇÃO DA LIBERDADE

HEGEL: A NATUREZA DIALÉTICA DA HISTÓRIA E A CONSCIENTIZAÇÃO DA LIBERDADE HEGEL: A NATUREZA DIALÉTICA DA HISTÓRIA E A CONSCIENTIZAÇÃO DA LIBERDADE Prof. Pablo Antonio Lago Hegel é um dos filósofos mais difíceis de estudar, sendo conhecido pela complexidade de seu pensamento

Leia mais

Michel Pêcheux e a Análise de Discurso

Michel Pêcheux e a Análise de Discurso Estudos da Língua(gem) Michel Pêcheux e a Análise de Discurso Michel Pêcheux e a Análise de Discurso Michel Pêcheux et l Analyse de Discours Eni P. ORLANDI * UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS (Unicamp)

Leia mais

1 por quarto, por estada 1 par chambre, par séjour

1 por quarto, por estada 1 par chambre, par séjour 1 por quarto, por estada 1 par chambre, par séjour 1 por quarto, por estada Desde 2012 que depositamos anualmente 10 000 na conta Small Gestures Big Hopes. Adicionalmente, contamos com os nossos hóspedes

Leia mais

Lisez attentivement le questionnaire et répondez sincèrement aux questions en indiquant la ou les réponses qui conviennent.

Lisez attentivement le questionnaire et répondez sincèrement aux questions en indiquant la ou les réponses qui conviennent. PROTOCOLE D ENQUÊTE DESTINÉ AUX PROFESSEURS DE FRANÇAIS À PRAIA Lisez attentivement le questionnaire et répondez sincèrement aux questions en indiquant la ou les réponses qui conviennent. Première partie

Leia mais

ÉCOLE D HIVER ESCOLA DE INVERNO 2013 (DES)ENGAGEMENTS POLITIQUES ET CULTURELS PROGRAMME PROGRAMA. De 14 a 18 de Janeiro ORGANISATION ORGANIZAÇÃO

ÉCOLE D HIVER ESCOLA DE INVERNO 2013 (DES)ENGAGEMENTS POLITIQUES ET CULTURELS PROGRAMME PROGRAMA. De 14 a 18 de Janeiro ORGANISATION ORGANIZAÇÃO ÉCOLED HIVER ESCOLADEINVERNO2013 PROGRAMME PROGRAMA De14a18deJaneiro (DES)ENGAGEMENTSPOLITIQUESETCULTURELS ORGANISATION ORGANIZAÇÃO PARTENAIRES PARCEIROS DES)ENGAGEMENTSPOLITIQUESETCULTURELS SCIENCESPO

Leia mais

PROCESSO SELETIVO / 2008

PROCESSO SELETIVO / 2008 CADERNO ÚNICO REDAÇÃO, LÍNGUA PORTUGUESA, LITERATURA BRASILEIRA, FÍSICA, HISTÓRIA, MATEMÁTICA, QUÍMICA, BIOLOGIA, GEOGRAFIA E LÍNGUA ESTRANGEIRA (INGLÊS, FRANCÊS, ESPANHOL) UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS

Leia mais

Prova Escrita de Francês

Prova Escrita de Francês Exame Final Nacional do Ensino Secundário Prova Escrita de Francês 11.º Ano de Escolaridade Continuação bienal Decreto-Lei n.º 139/2012, de de julho Prova 17/1.ª Fase Critérios de Classificação 7 Páginas

Leia mais

Giseli Barreto da Cruz. O Curso de Pedagogia no Brasil na visão de pedagogos primordiais. Tese de Doutorado

Giseli Barreto da Cruz. O Curso de Pedagogia no Brasil na visão de pedagogos primordiais. Tese de Doutorado Giseli Barreto da Cruz O Curso de Pedagogia no Brasil na visão de pedagogos primordiais Tese de Doutorado Tese apresentada ao Programa de Pós- Graduação em Educação da PUC-Rio como requisito parcial para

Leia mais

Revista Diálogo Educacional ISSN: 1518-3483 dialogo.educacional@pucpr.br Pontifícia Universidade Católica do Paraná Brasil

Revista Diálogo Educacional ISSN: 1518-3483 dialogo.educacional@pucpr.br Pontifícia Universidade Católica do Paraná Brasil Revista Diálogo Educacional ISSN: 1518-3483 dialogo.educacional@pucpr.br Pontifícia Universidade Católica do Paraná Brasil Milléo Pavão, Zélia FORMAÇÃO DO PROFESSOR-EDUCADOR MATEMÁTICO EM CURSOS DE LICENCIATURA

Leia mais

Índices para catálogo sistemático: Ordens religiosas e igrejas locais 250 Cristianismo 261.7

Índices para catálogo sistemático: Ordens religiosas e igrejas locais 250 Cristianismo 261.7 Conselho Editorial Profa. Dra. Andrea Domingues Prof. Dr. Antônio Carlos Giuliani Prof. Dr. Antonio Cesar Galhardi Profa. Dra. Benedita Cássia Sant anna Prof. Dr. Carlos Bauer Profa. Dra. Cristianne Famer

Leia mais

6 Só será permitido o uso de dicionário FRANCÊS/FRANCÊS.

6 Só será permitido o uso de dicionário FRANCÊS/FRANCÊS. 1 2 3 4 5 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. Se, em qualquer outro local deste Caderno, você assinar, rubricar,

Leia mais

6 Só será permitido o uso de dicionário FRANCÊS/FRANCÊS.

6 Só será permitido o uso de dicionário FRANCÊS/FRANCÊS. 1 2 3 4 5 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. Se, em qualquer outro local deste Caderno, você assinar, rubricar,

Leia mais

ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL: PRINCÍPIOS EXTRAÍDOS DE UMA ANÁLISE DA PRÁTICA

ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL: PRINCÍPIOS EXTRAÍDOS DE UMA ANÁLISE DA PRÁTICA ANIMAÇÃO SOCIOCULTURAL: PRINCÍPIOS EXTRAÍDOS DE UMA ANÁLISE DA PRÁTICA (luizgustavolfreire@ug.com.br) 1 RESUMO Cresce no Brasil a necessidade de pensar a escola como ambiente privilegiado para o desenvolvimento

Leia mais

O FIM DA FILOSOFIA EM M. HEIDEGGER. Universidade Federal da Bahia Programa de Pós-Graduação em Filosofia Mestrado em Filosofia

O FIM DA FILOSOFIA EM M. HEIDEGGER. Universidade Federal da Bahia Programa de Pós-Graduação em Filosofia Mestrado em Filosofia Universidade Federal da Bahia Programa de Pós-Graduação em Filosofia Mestrado em Filosofia Eduardo Boaventura de Souza O FIM DA FILOSOFIA EM M. HEIDEGGER Salvador 2005 Eduardo Boaventura de Souza O FIM

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS AOS CANDIDATOS

ORIENTAÇÕES GERAIS AOS CANDIDATOS ORIENTAÇÕES GERAIS AOS CANDIDATOS 1 Confira se este caderno contém uma proposta de redação e 06 questões discursivas, distribuídas conforme o quadro abaixo. TIPO CONTEÚDO Nº DE QUESTÕES E PROPOSTA Redação

Leia mais

Ética e política na relação sujeito e verdade

Ética e política na relação sujeito e verdade LUGAR COMUM Nº35-36, pp. 141-154 Ética e política na relação sujeito e verdade Simone Sobral Sampaio Introdução Nos estudos de Foucault, a articulação da questão da política e da ética se daria no atravessamento

Leia mais

Aviso... Esta compilação excombatentes para França nasce da trilogia de 2009 com o mesmo nome. residente na altura da criação destes 3 níveis de pensamento e abordagens musicais diferentes na Avenida comandante

Leia mais

PAAES/UFU 3ª Etapa Subprograma

PAAES/UFU 3ª Etapa Subprograma SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Processos Seletivos PAAES 3ª ETAPA SUBPROGRAMA 2010/2013 24 de fevereiro de 2013

Leia mais

RESUMO ABSTRACT RÉSUMÉ

RESUMO ABSTRACT RÉSUMÉ ACOLHENDO A ALFABETIZAÇÃO NOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA REVISTA ELETRÔNICA ISSN: 1980-7686 Equipe: Grupo Acolhendo Alunos em Situação de Exclusão Social da Faculdade de Educação da Universidade de São

Leia mais

O referencial. 2- Um quadro europeu que define as competências chave para a educação e a formação ao longo de toda a vida

O referencial. 2- Um quadro europeu que define as competências chave para a educação e a formação ao longo de toda a vida O referencial 1- O nosso objectivo 2- Um quadro europeu que define as competências chave para a educação e a formação ao longo de toda a vida 3- Os limites da avaliação das competências chave 4- A construção

Leia mais

Prova Escrita de Francês

Prova Escrita de Francês EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 139/2012, de de julho Prova Escrita de Francês.º e 11.º Anos de Escolaridade Continuação bienal Prova 17/1.ª Fase 7 Páginas Duração da Prova: 120 minutos.

Leia mais

Le texte multimodal dans les manuels scolaires au Brésil: une approche méthodologique pour la construction et l analyse d un corpus de discours

Le texte multimodal dans les manuels scolaires au Brésil: une approche méthodologique pour la construction et l analyse d un corpus de discours Le texte multimodal dans les manuels scolaires au Brésil: une approche méthodologique pour la construction et l analyse d un corpus de discours Jocenilson Ribeiro Universidade Federal de São Carlos UFSCar-Brasil

Leia mais

Prova H Grupo Aveiro 11º ano, Nível de continuação

Prova H Grupo Aveiro 11º ano, Nível de continuação Prova H Grupo Aveiro 11º ano, Nível de continuação Avaliação da Expressão Oral no Ensino Secundário Esta prova desenvolve-se em três momentos e tem uma duração aproximada de 15 minutos para cada grupo

Leia mais

RESSALVA Alertamos para a ausência do texto completo desta dissertação, não incluído pela autora no arquivo original enviado para a Biblioteca Digital

RESSALVA Alertamos para a ausência do texto completo desta dissertação, não incluído pela autora no arquivo original enviado para a Biblioteca Digital RESSALVA Alertamos para a ausência do texto completo desta dissertação, não incluído pela autora no arquivo original enviado para a Biblioteca Digital UNESP UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Júlio de Mesquita

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 15 DE MARÇO DE 1977. IMPROVISO NO

Leia mais

RESUMO ABSTRACT RÉSUMÉ

RESUMO ABSTRACT RÉSUMÉ ALMEIDA, Patrícia Neves. O Como e suas formas de manifestação na prática do jogo teatral. Sorocaba: Universidade de Sorocaba; Professora Assistente. Arte-Educadora. RESUMO O presente trabalho apresenta

Leia mais

CONCEPÇÕES DE ENSINO DE GEOGRAFIA E HISTÓRIA EM ESCOLAS CAMPINENSES Danielle Gomes de Sousa Raquel Nobre Santos Melânia Mendonça Rodrigues

CONCEPÇÕES DE ENSINO DE GEOGRAFIA E HISTÓRIA EM ESCOLAS CAMPINENSES Danielle Gomes de Sousa Raquel Nobre Santos Melânia Mendonça Rodrigues CONCEPÇÕES DE ENSINO DE GEOGRAFIA E HISTÓRIA EM ESCOLAS CAMPINENSES Danielle Gomes de Sousa Raquel Nobre Santos Melânia Mendonça Rodrigues Resumo: O artigo decorre de uma pesquisa, realizada em uma escola

Leia mais

DIVERSOS PEDRAVELHA REF REF 1123 ± 14 Kg 43 x Ø 23cm S/ACESSÓRIOS REF ± 421 Kg 207 x Ø 126cm REF 1124 ± 180 Kg 140 x Ø 100cm

DIVERSOS PEDRAVELHA REF REF 1123 ± 14 Kg 43 x Ø 23cm S/ACESSÓRIOS REF ± 421 Kg 207 x Ø 126cm REF 1124 ± 180 Kg 140 x Ø 100cm CATÁLOGO DIVERSOS DIVERSOS REF 1123 REF 1124.1 REF 1124 REF 1123 ± 14 Kg 43 x Ø 23cm S/ACESSÓRIOS REF 1124.1 ± 421 Kg 207 x Ø 126cm REF 1124 ± 180 Kg 140 x Ø 100cm REF 1166 REF 1166.1 REF 1166.2 REF 1139

Leia mais