MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DE CABEAMENTO ESTRUTURADO PARA O NIT NÚCLEO DE INCUBAÇÃO TECNOLÓGICA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DE CABEAMENTO ESTRUTURADO PARA O NIT NÚCLEO DE INCUBAÇÃO TECNOLÓGICA"

Transcrição

1 MEMORIL DESCRITIVO DO PROJETO DE CBEMENTO ESTRUTURDO PR O NIT NÚCLEO DE INCUBÇÃO TECNOLÓGIC lex Santos Camilla Munay Credson Isaac Felipe Moreira João Filomeno Rutênio Dantas Rev. 3 09/0/00 Natal RN Dez / 009

2 SUMÁRIO Considerações Iniciais Objetivo Premissas do Projeto do Cabeamento Estruturado Concepção da Rede Dados do Contratante Dados da Empresa Contratada... 3 Informações do Projeto Estatísticas Documentação Infra-estrutura para dados e voz Resumo de Materiais e Serviços Infra-estrutura Cabeamento Horizontal (Secundário) e Áreas de trabalho (W) Cabeamento Vertical (Backbone), rmários de Telecomunicação e Sala de Equipamentos Projeto e serviço Certificação e Testes para cabos UTP Cat. 5e: Método: Material necessário: Valores de atenuação aceitáveis:... 0 NEXO I Diagrama Unifilar por pavimento... NEXO II Bay face dos racks... 3 Rack Sala de Equipamentos... 3 Rack º pavimento (T):... 4 Rack º, 3º e 4º pavimento (T, T3 e T4,):... 5 NEXO III Entrada de Facilidades... 6 NEXO IV - Planilha de pontos e Material... 7 NEXO V - Orçamento detalhado para Projeto NIT... 8

3 3 Considerações Iniciais. Objetivo O presente memorial objetiva fixar as condições para a execução das obras de implantação do projeto de cabeamento estruturado para o NIT, categoria 5e, que atende à norma TI/EI 568-, para dados, telefonia, CFTV (câmeras de segurança) entre outras.. Premissas do Projeto do Cabeamento Estruturado lgumas considerações são fundamentais para a instalação do backbone, visto que o projeto arquitetônico não considerou espaço físico específico para abrigar os equipamentos de telecomunicações. Conectiva levou em consideração os seguintes detalhes: rede concebida funcionará inicialmente para aplicações de voz, dados e CFTV; rede poderá ser ampliada, devido à infra-estrutura projetada, de acordo com as necessidades do cliente;.3 Concepção da Rede rede de cabeamento lógica segue rigidamente as normas de cabeamento estruturado tendo como característica básica o uso de Patch Panels, montados em racks presentes na sala de equipamentos do prédio. rede usa a topologia física típica em estrela e está de acordo com as normas EI/TI 568- e BNT NBR 4565, com capacidade para atender áreas de trabalho para dados (PC), voz (ramais de PBX ou telefonia externa), LP (linha privada), CFTV, entre outras tecnologias que possam utilizar o cabeamento estruturado..4 Dados do Contratante Nome da edificação: NIT Núcleo de Incubação Tecnológica. Endereço: venida Senador Salgado Filho, 559, Tirol, Natal-RN, CEP: Proprietário: IFRN Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte..5 Dados da Empresa Contratada CNPJ: / Inscrição Estadual: Contato: (84) Site: Áreas de atuação: Projeto, execução e suporte a redes locais e longa distância CEP

4 4 Informações do Projeto. Estatísticas Edificação comercial multiusuário. Número de pavimentos: 04. Número total de salas: 49. Sistema de cabeamento: O sistema compreende um total de 504 pontos, distribuidos conforme a tabela de pontos do NEXO IV desta documentação. Encaminhamento: Todo encaminhamento e localização dos pontos constarão em arquivos em formato CD. Área útil da edificação:.58,03m.. Documentação Serão entregues todos os documentos referentes ao processo de instalação. Fazem parte destes documentos: Projeto detalhado do cabeamento em utocad 008 com identificação individual de cada ponto, contendo os números de cabos por trecho de infra-estrutura. Relação de todo o material utilizado, especificações técnicas, diagrama unifilar, digrama estrutural, tabela de localização e medição. Toda a documentação da rede se baseia nas exigências da norma EI/TI 606.

5 5.3 Infra-estrutura para dados e voz Se tratando de um prédio comercial, o NIT tem a necessidade de um projeto de cabeamento estruturado que seja dinâmico o suficiente para atender as constantes mudanças de locatários de suas salas. Para atender este requisito, a Conectiva elaborou este projeto tendo como foco a multifuncionalidade das áreas de trabalho, desta forma qualquer ponto de telecomunicação poderá oferecer serviços de dados, telefonia via ramal do NIT, telefonia convencional externa, linha privada para oferta de serviços das operadoras de telecomunicações (LP), linha para alarme, TV a cabo (através de balum) ou qualquer outro serviço atual ou futuro que possa ser distribuído através de cabeamento metálico estruturado. Para permitir esta multifuncionalidade, todos os pontos de telecomunicação deverão ser terminados com conectores fêmea RJ45, conectorizados segundo a norma EI/TI 568. Desta forma, caso o ponto seja designado para dados deverá ser conectado a ele um patch cord (RJ45/RJ45) ao computador do usuário; caso o ponto seja designado para os outros serviços descritos acima, deverá ser conectado um patch cord (RJ/RJ) ou (RJ/<conector proprietário do fabricante>) de forma que este patch cord deverá fazer uso do primeiro par do conector fêmea RJ45 da área de trabalho, conforme figura. Figura - Conectorização EI/TI 568 Para habilitar um ponto com dados ou voz, deverá ser feito um cross-connect inicial na sala de telecomunicação (T) correspondente ao andar. Caso o ponto seja para dados, a porta correspondente no patch panel deverá ser cross-conectada ao switch do T. Se o uso do ponto for designado para telefonia, deverão ser feitas duas cross-conexões sendo uma no T do andar e outra na sala de equipamentos (SEQ). Essas cross-conexões deverão ser feitas de patch panel para voice panel e de voice panel para voice panel, utilizando patch cord categoria 5e de,5m. Esquema de Cross-connect (Ver figura ): O ponto será habilitado com dados, caso o cross-connect seja: DDOS: PTCH PNEL (DS) x SWITCH O ponto será habilitado com voz, caso o cross-connect seja: RML: PTCH PNEL (DS) x VOICE PNEL (DI) + VOICE PNEL(DGT) x VOICE PNEL (PBX) LINH EXTERN: PTCH PNEL (DS) x VOICE PNEL (DI) + VOICE PNEL(DGT) x VOICE PNEL (PTR) Nota: O técnico responsável da operadora deverá fazer, na caixa de telefonia, a conexão da linha externa do bloco da operadora ao bloco da rede interna do NIT (tipo engate rápido) através de ferramenta de inserção Punch Down, acompanhado pelo responsável da administração do prédio. s conexões deverão ser feitas com fio jumper 0,50mm de diâmetro (4WG) nas cores Preto/marelo para voz convencional e Branco/Vermelho para demais serviços como LP.

6 SD 6 Distribuição de telefonia PT Cabeamento Secundário TR Entrada de Facilidades DS 3 7 T 4 5 DI Cabeamento Primário PBX DGT PTR SEQ 6 Figura - Distribuição de telefonia O voice panel do T (DI) deverá ter suas terminações IDC espelhadas no voice panel da sala de equipamentos (DGT), assim como o voice panel da sala de equipamentos (PTR) deverá ter suas terminações IDC espelhadas no bloco bargoa da caixa de telefonia (verificar detalhes da entrada de facilidades no anexo do projeto). Da mesma forma, o voice panel (PBX) deverá ter suas terminações IDC conectadas a central telefônica do NIT. 3 Resumo de Materiais e Serviços 3. Infra-estrutura De acordo com os requisitos da norma EI/TI 569-, serão componentes da infraestrutura: Eletroduto Galvanizado, fabricante Elecon: Médio 4 ; 8 metros. Médio ; 50 metros. Médio./4"; 950 metros. Eletrocalha Perfurada 50x00mm chapa, fabricante Kennedy; 30 metros. Caixa de inspeção em alvenaria 60 x 60cm; unidade. Distribuidor Geral (DG), 800x800x0mm, padrão Telebrás nº 5; unidade. cessórios para eletrodutos e eletrocalhas (curvas, interconexões e fixação). O custo com acessórios para eletrodutos e eletrocalhas foi obtido a partir de uma porcentagem de 0% do custo total de cada um dos itens citados.

7 7 3. Cabeamento Horizontal (Secundário) e Áreas de trabalho (W) Os itens a seguir formarão a estrutura de cabeamento horizontal e áreas de trabalho: desivo autocolante na cor ZUL com letra na cor branca para identificação de pontos nas áreas de trabalho, fabricante Panduit; 504 unidades. Cabo UTP CT5E, 40 caixas com 305m (5,mm), fabricante Multitoc. Patch Cord RJ45/RJ45 CT 5e,5m, fabricante Pacific Network; 0 unidades. Tampa em alumínio com Postos RJ45 (Sem tomada), fabricante Tramotina; 48 unidades. Tampa em alumínio com Posto RJ45 (Sem tomada), fabricante Tramotina; 8 unidades. Tomada RJ45 Fêmea Cat 5e, fabricante Bstronix; 504 unidades. Caixa de Derivação "C" sem tampa e sem rosca em alumíni, fabricante Tramontina; 56 unidades. (um) roteador wireless 54mbps Br-604WLG, fabricante Edimax. 8 (oito) câmeras de segurança IP Cabeamento Vertical (Backbone), rmários de Telecomunicação e Sala de Equipamentos Compõem e estrutura de Cabeamento Vertical, rmários de Telecomunicação e Sala de Equipamentos: desivos autocolantes, fabricante Panduit: Cabos Na cor azul para identificação de pontos nos Patch Panels; 504 unidades. Na cor branca para identificação de terminações primárias na SEQ e Ts; 400 unidades. Na cor púrpura para identificação de terminações de telefonia PBX; 00 unidades. Na cor laranja para identificação de terminações de telefonia externa(ptr); 00 unidades. Telefônico metálico Fast-CIT xdsl 40MHz 00 pares, fabricante Furukawa; 0 metros. Fibra óptica CFO-MM-DD-G-0 fibras, fabricante: Cablena; 80 metros. UTP CT5E 4 pares p/ cabeamento vertical, fabricante: Multitoc; 54 metros. Multilan UTP 5 Pares CT5E (3,5 mm), fabricante Componet; 36 metros.

8 8 Organizador de Cabos Horizontal Fechado, fabricante Tibix: U p/ Rack 9; 9 unidades. U p/ Rack 9; 4 unidades. Patch Panels, fabricante Tibix: 48 Portas CT5e para rack 9"; unidades. 4 Portas CT5e para rack 9"; unidade. Voice Panel Furukawa Fisaflex CT3; unidades. Patch Cord RJ45/RJ45 CT 5e,5m; unidades. Bloco M0 BRGO Engate Rápido IDC 0 pares; 0 unidades. Bastidor p/ 0 Blocos M0 (Tipo Calha) p/ instalação em DG; unidade. Switches 3Com 3CBLSF50 Gerenciável 48Ports 0/00, Gigabit port pairs; 5 unidades 3Com 3CRBSG093 6 Portas 0/00/000 4 Gigabit SFP; unidade. DIO Módulo Básico Furukawa 45; unidade. Conversor de Mídia Trendnet TFC-0MSC Fibra SC 0/00Base-TX para 00Base-FX; unidade. Cordão Optico Duplex SC/SC 6,5/5,5 MTS Multimodo. Fabricante Tibix. unidade. Bandeja Fixa p/ Rack de 9" 500 mm para instação de módulos de FO. unidade. Rack Padrão 9 polegadas 4U Fechado Profundidade 470 mm. Tibix. 3 unidades. Rack Torre Padrão 9 polegadas 36U. Tibix. unidades. 3.4 Projeto e serviço Levantamento e análise de requisitos para a elaboração e execução do projeto: Elaboração de Projeto Executivo para execução de infra-estrutura de comunicação, incluindo tabelas, diagramas, desenhos em CD entre outros. Instalação de eletrocalhas com acessórios incluindo a perfuração e fixação em parede ou teto. Execução de perfuração tipo sleeve até 0mm de diâmetro, incluindo acabamento, recolocação de forros falsos e outras estruturas cujo manuseio seja necessário para a execução da instalação. Instalação de eletrodutos com acessórios e caixas de derivação, incluindo fixação e perfuração de parede se necessário. Instalação de ponto de telecomunicações nas áreas de trabalho, incluíndo inserção com ferramenta adequada do cabo UTP no conector fêmea RJ45 e colocação de patch cord,5m se ponto for ativado.

9 9 Lançamento de cabo metálico até 00 pares em eletrodutos ou estruturas PVC existentes. Lançamento de cabo óptico em eletrodutos existentes. 80 serviços necessários. Instalação de patch panel ou voice panel em rack 9", incluindo a terminação IDC traseira dos cabos. Identificação da infra-estrutura de comunicação (cabos, tomadas, painéis, gabinetes 9", etc.) com etiquetas e plaquetas. 504 Certificações de ponto de telecomunicações. Instalação de gabinete aberto de piso padrão 9", incluindo acessórios tais como bandejas, guias de cabos e instalação de patch cords), bem como a montagem de elementos ativos relacionados no projeto. Instalação de gabinete fechado de piso padrão 9", incluindo acessórios tais como bandejas, guias de cabos e instalação de patch cords), bem como a montagem de elementos ativos relacionados no projeto. Instalação de caixa para telefonia, incluindo acessórios e vinculação ao aterramento do prédio. 4 Certificação e Testes para cabos UTP Cat. 5e: pós a terminação dos cabos os meios de transmissão deveram ser certificados, isto é, será emitido um relatório contendo uma seqüência padronizada de testes que garanta o desempenho do sistema para transmissão em determinadas velocidades. É obrigatório que todos pontos de uma rede local sejam testados e certificados na fase de instalação, e que os resultados sejam guardados cuidadosamente, pois serão de grande valia quando possíveis problemas de degradação da rede vierem a ocorrer. Esta certificação e testes serão realizados por uma empresa terceirizada para a realização dos testes de acordo parâmetros descritos abaixo. E emitirá um certificado atestando toda infra-estrutura realizada pela Concectiva. 4. Método: certificação do cabeamento UTP da rede local deverá estar em conformidade com os requisitos da TI/EI TSB-67 (Transmisson Performance Specification for Field Testing of Unshielded Twisted-Pair Cabling). Para isso, o equipamento de teste e a metodologia utilizada deverão estar em conformidade com os requisitos desta norma e operar com precisão de medida nível li.

10 0 4. Material necessário: O conjunto de testes necessários para a certificação do cabeamento e seus acessórios (painéis, tomadas, cordões, etc.) será feito por equipamentos de testes específicos (hand-held certification tools, cable tests ou cable analizer) para determinar as características elétricas do meio físico; os parâmetros coletados são processados e permitem aferir a qualidade da instalação e o desempenho assegurado, mantendo um registro da situação inicial do meio de transmissão. 4.3 Valores de atenuação aceitáveis: Os valores de referência adotados para a certificação do cabeamento UTP serão os seguintes, à 00 MHz: Desempenho de Link-Básico: NEXT (par à par): mínimo 3,3dB; NEXT (Power Sum): mínimo 9,3 db; ELFEXT (par à par): mínimo 0,0 db; ELFEXT (Power Sum): mínimo 7,0 db; tenuação: máximo,6 db; Perda de Retorno : máximo, db; Propagation Dela ( MHZ ou pior caso): máximo 54 ns; Delay Skew (- 00 MHz): máximo 45 ns; Desempenho de Canal: NEXT (par à par): mínimo 30. db; NEXT (Power Sum): mínimo 7, db; ELFEXT (par à par): mínimo 7,4 db; ELFEXT (Power Sum): mínimo 4,4 db; tenuação (00 metros): máximo 4,0 db; CR (par à par): mínimo 6, db; CR (Power Sum): mínimo 3, db; Perda de Retorno : máximo 0,0 db; Propagation Delay ( MHZ ou pior caso): máximo 580 ns; Delay Skew (- 00 MHz): máximo 50 ns;

11 medição deverá obrigatoriamente ser executada com equipamento de certificação que possua injetor bidirecional (two-way injector) onde os testes são executados do ponto de teste para o injetor e do injetor para o ponto de teste. configuração do testador deverá conter os seguintes parâmetros: Ligação básica (basic link); Padrões TI/EI 568- categoria 5e; NVP (Nominal Velocity of Propagation) do cabo instalado; CR derived.

12 NEXO I Diagrama Unifilar por pavimento 4º PVIMENTO T 04 PT 3 3º PVIMENTO T 03 PT 3 º PVIMENTO T 0 PT 30 3 º PVIMENTO 0 3 PT 38 T SET/DGT/SEQ SIMBOLO DESCRIÇÃO T RMÁRIO DE TELECOMUNICÇÃO DGT DISTRIDUIDOR GERL DE TELECOMUNICÇÃO PT PONTO DE TELECOMUNICÇÃO SET SL DE ENTRD DE TELECOMUNICÇÃO SEQ SL DE EQUIPMENTOS CBO UTP 4 PRES CBO UTP 5 PRES 3 FIBR OTIC CFO-MM-DD-G-0 3 CBO FST-CIT xdsl XDSL 00 PRES

13 SYST RPS STRT UTIL DUPLXSPEED MODE POWER RPS CTIVITY R 0Base-T/00Base-TX Cisco 600 SERIES 3 NEXO II Bay face dos racks Rack Sala de Equipamentos Rack berto 36 U Switch 48 portas 0/00Mbps gerenciável Organizador de cabos (U) VOIC E PN EL VOIC E PN EL VOIC E PN EL VOIC E PN EL Voice Panel 50 pares (4º Pavimento) + Organizador (U) Voice Panel 50 pares (3º Pavimento) + Organizador (U) Voice Panel 50 pares (º Pavimento) + Organizador (U) Voice Panel 50 pares (º Pavimento) + Organizador (U) VOIC E PN EL VOIC E PN EL x Voice Panel 50 pares (PBX) + Organizador (4U) VOIC E PN EL VOIC E PN EL x Voice Panel 50 pares (PTR) + Organizador (4U) C T 5e Catalyst 950 SERIES Switch 6 portas 0/00/000 Mbps (U) Organizador de cabos (U) Patch Panel 4 portas (U) Bandeja com DIO + Conversor de mídia (U) Reservado para Roteador Reservado para Servidores Dell PowerEdge R60 Reservado para Monitor LCD + Teclado Reservado para PBX Digital ou PBX IP (4U)

14 SYST RPS STRT UTIL DUPLXSPEED MODE SYST RPS STRT UTIL DUPLXSPEED MODE SYST RPS STRT UTIL DUPLXSPEED MODE Catalyst 950 SERIES 4 Rack º pavimento (T): Rack berto 36 U Switch 48 portas 0/00Mbps gerenciável Organizador de cabos (U) Switch 48 portas 0/00Mbps (U) Organizador de cabos (U) C T 5e Patch Panel 48 portas (U) Catalyst 950 SERIES Switch 48 portas 0/00Mbps (U) Organizador de cabos (U) C T 5e Patch Panel 48 portas (U) VOIC E PN EL Voice Panel 50 portas (U) Organizador de cabos (U) Catalyst 950 SERIES Reservado para Switch 48 portas 0/00Mbps (U) Organizador de cabos (U) C T 5e Patch Panel 48 portas (U)

15 SYST STRT SYST STRT RPS UTIL DUPLXSPEED MODE RPS UTIL DUPLXSPEED SYST STRT MODE RPS UTIL DUPLXSPEED MODE Rack º, 3º e 4º pavimento (T, T3 e T4,): Rack Fechado 4 U Rack berto 3 Switch 48 portas 0/00Mbps ge Catalyst 950 SERIES Switch 48 portas 0/00Mbps (U) Organizador de cabos (U) Organizador de cabos (U) C T 5e Patch Panel 48 portas (U) Catalyst 950 SERIES Reservado para Switch 48 portas 0/00Mbps (U) Organizador de cabos (U) C T 5e Patch Panel 48 portas (U) VOIC E PN EL Voice Panel 50 portas (U) Organizador de cabos (U) Catalyst 950 SERIES Reservado para Switch 48 portas 0/00Mbps (U) Organizador de cabos (U) C T 5e Patch Panel 48 portas (U)

16 SD 6 NEXO III Entrada de Facilidades Caixa padrão Telebrás 80x80cm Cabo da operadora de telefonia Blocos de distribuição da operadora 3 Cabo Interno Fast-CIT xdsl 40MHz 00 pares 4 Blocos de distribuição interno (Engate Rápido) 5 Cabo fibra óptica CFO-MM-DD-G-0 fibras 6 nel guia de pares 7 Eletrodutos "

17 7 NEXO IV - Planilha de pontos e Material (Consultar CD)

18 8 NEXO V - Orçamento detalhado para Projeto NIT Cabeamento Horizontal (Secundário) e Áreas de trabalho (TR/W) Produto Fabricante Unidade Quantidade Preço Individual Valor Total desivo autocolante na cor ZUL com letra na cor branca para identificação de pontos nas áreas de trabalho Panduit und 504 0,06 30,4 Cabo UTP CT5E Caixa com 305m (5,mm) Multitoc Cx 40 89, ,00 Patch Cord RJ45/RJ45 CT 5e,5m Pacific Network und 0 5,53.6,05 Tampa em alumínio com Postos RJ45 (Sem tomada) Tramontina und 48,86 46,65 Tampa em alumínio com Posto RJ45 (Sem tomada) Tramontina und 8,6,99 Tomada RJ45 Fêmea Cat 5e Bstronix und 504,4.,37 Caixa de Derivação "C" s/tampa s/ Rosca em aluminio Tramontina und 56 0,55.700,4 Roteador Wireless 54mbps Br-604WLG Edimax und 99,90 99,90 Câmera de segurança IP-400 Edimax und 8 9,00.83,00 Cabeamento Vertical (Primário), rmários de telecomunicações e Sala de equipamentos Produto Fabricante Unidade Quantidade Preço Individual Valor Total desivo autocolante na cor ZUL com letra na cor branca para identificação de pontos nos Patch Panels Panduit und 504 0,06 30,4 desivo autocolante na cor BRNC com letra na cor preta para identificação de terminações primárias na SEQ e Ts Panduit und 400 0,06 4,00 desivo autocolante na cor PURPUR com letra na cor preta para identificação de terminações do PBX Panduit und 00 0,06 6,00 desivo autocolante na cor LRNJ com letra na cor preta para identificação de terminações de telefonia externa (PTR) Panduit und 00 0,06 6,00 Cabo telefônico metálico Fast-CIT xdsl 40MHz 00 pares NBR 050 (5mm) Furukawa m 0 8,87 88,66 Cabo fibra óptica CFO-MM-DD-G-0 fibras Cablena m 80,67 33,96 Cabo UTP CT5E 4 pares p/ cabeamento vertical Multitoc m 54 0,70 37,80 Cabo Multilan UTP 5 Pares CT5E (3,5 mm) Componet m 36 6,3 7,66 Organizador de Cabos Horizontal Fechado U p/ Rack 9 Tibix und 9 9,47 75,9 Organizador de Cabos Horizontal Fechado U p/ Rack 9 Tibix und 4 8,8 403,4 Patch Panel 48 Portas CT5e para rack 9" Tibix und 3,6.677,9 Patch Panel 4 Portas CT5e para rack 9" Tibix und 3,7 3,7 Voice Panel Furukawa Fisaflex CT3 Furukawa und 97,0.366,40 Patch Cord RJ45/RJ45 CT 5e,5m Furukawa und 5,7.69,94 Bloco M0 BRGO Engate Rápido IDC 0 pares Bargoa und 0 4,34 43,35 Bastidor p/ 0 Blocos M0 (Tipo Calha) p/ instalação em DG Bargoa und 7,85 7,85 Switch 3Com 3CBLSF50 48Ports 0/00, Gigabit port pairs 3Com und 5 975, ,88 Switch 3Com 3CRBSG093 6 Portas 0/00/000 4 Gigabit SFP 3Com und 704,44 704,44 DIO Módulo Básico Furukawa 45 Furukawa und 33,45 33,45

19 9 Conversor de Mídia Trendnet TFC-0MSC Fibra SC 0/00Base-TX para 00Base-FX Furukawa und 68,30 68,30 Cordão Optico Duplex SC/SC 6,5/5,5 MTS Multimodo Tibix und 4,50 4,50 Bandeja Fixa p/ Rack de 9" 500 mm para instação de módulos de FO Tibix und 59,4 59,4 Rack Padrão 9 polegadas 4U Fechado Profundidade 470 mm Tibix und 3 749,6.48,85 Rack Torre Padrão 9 polegadas 36U Tibix und 4,49 48,97 Infra-Estrutura Produto Fabricante Unidade Quantidade Preço Individual Valor Total Eletroduto galvanizado médio 4" Elecon m 8 3,35 58,83 Eletroduto galvanizado médio " Elecon m 50 9,4 470,48 Eletroduto galvanizado médio./4" Elecon m 950 5, ,3 cessórios para eletrodutos (Curvas, interconexões e fixação) Elecon % 0% -.96,69 Eletrocalha perfurada 50 X 00 chapa Kennedy m 30, , cessórios para eletrocalhas (Curvas, interconexões e fixação) Kennedy % 0% - 770,44 Caixa de inspeção em alvenaria 60 x 60cm, com tampa em concreto e alça padrão Telebrás - und 66,39 66,39 Distribuidor Geral (DG), 800x800x0mm, padrão Telebrás nº 5, caixa metálica de sobrepor em chapa de aço SE 008, completo, com fundo de madeira, aterramento em haste de cobre 3/4" Inelsa und 76,3 76,3 Projeto e serviços Descrição Critério Valor Individual Quantidade Utilizada Elaboração de Projeto Executivo para execução de infraestrutura de comunicação, incluindo tabelas, diagramas, desenhos em CD entre outros. m R$ 5,8.8 R$ 4.847,36 Instalação de eletrocalhas com acessórios incluindo a perfuração e fixação em parede ou teto m R$ 0,80 30 R$ 4,60 Execução de perfuração tipo sleeve até 0mm de diâmetro, incluindo acabamento, recolocação de forros falsos e outras estruturas cujo manuseio seja necessário para a execução da instalação. und R$ 30,00 3 R$ 930,00 Instalação de eletrodutos com acessórios e caixas de derivação, incluindo fixação e perfuração de parede se necessário m R$ 0, R$ 907,0 Instalação de ponto de telecomunicações nas áreas de trabalho, incluíndo inserção com ferramenta adequada do cabo UTP no conector fêmea RJ45 e colocação de patch cord,5m se ponto for ativado und R$, R$ 544,3 Lançamento de cabo metálico até 00 pares em eletrodutos ou estruturas PVC existentes m R$ 0,.0 R$.54,4 lançamento de cabo óptico em eletrodutos existentes m R$,89 80 R$ 3,0 Instalação de patch panel ou voice panel em rack 9", incluindo a terminação IDC traseira dos cabos. und R$ 97,0 5 R$.430,00 Identificação da infra-estrutura de comunicação (cabos, tomadas, painéis, gabinetes 9", etc.) com etiquetas e und R$ 0,5.608 R$ 4,0 Total

20 0 plaquetas Certificação de ponto de telecomunicações. und R$ 5, R$.50,00 Instalação de gabinete aberto de piso padrão 9", incluindo acessórios tais como bandejas, guias de cabos e instalação de patch cords), bem como a montagem de elementos ativos relacionados no projeto und R$ 98,00 R$ 396,00 Instalação de gabinete fechado de piso padrão 9", incluindo acessórios tais como bandejas, guias de cabos e instalação de patch cords), bem como a montagem de elementos ativos relacionados no projeto und R$ 0,00 3 R$ 630,00 Instalação de caixa para telefonia, incluindo acessórios e vinculação ao aterramento do prédio und R$ 0,00 R$ 0,00 Resumo: Cabeamento Horizontal e Áreas de trabalho R$ 5.05,6 Cabeamento Vertical, Salas de telecomunicações e Sala de equipamentos R$ 6.48,3 Infra-estrutura R$.45,40 Elaboração do Projeto R$ 4.847,36 Execução do Projeto R$.73,94 Total Geral: R$ ,64

CABEAMENTO ESTRUTURADO NORMAS AMERICANAS EIA/TIA

CABEAMENTO ESTRUTURADO NORMAS AMERICANAS EIA/TIA CABEAMENTO ESTRUTURADO NORMAS AMERICANAS EIA/TIA NORMAS AMERICANAS EIA/TIA EIA/TIA 568-B: Commercial Building Telecomunications Cabling Standard Essa norma de 2001 é a revisão da norma EIA/TIA 568-A de

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO 1. CABEAMENTO VERTICAL 1.1 INTRODUÇÃO

MEMORIAL DESCRITIVO 1. CABEAMENTO VERTICAL 1.1 INTRODUÇÃO MEMORIAL DESCRITIVO 1. CABEAMENTO VERTICAL 1.1 INTRODUÇÃO O cabeamento vertical, ou cabeamento de backbone integra todas as conexões entre o backbone do centro administrativo e os racks departamentais,

Leia mais

InfraEstrutura de Redes

InfraEstrutura de Redes Faculdade Anhanguera de São Caetano do Sul InfraEstrutura de Redes Curso: Tecnologia em Redes de Computadores Prof:Eduardo M. de Araujo Site-http://www.professoreduardoaraujo.com Cabeamento Estruturado

Leia mais

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 3 Técnicas de cabeamento

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 3 Técnicas de cabeamento APRENDIZAGEM INDUSTRIAL UNIDADE 3 Técnicas de cabeamento O cabeamento horizontal Compreende os segmentos de cabos que são lançados horizontalmente entre as áreas de trabalho e as salas de telecomunicações

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO E DE ESPECIFICAÇÕES

MEMORIAL DESCRITIVO E DE ESPECIFICAÇÕES MEMORIAL DESCRITIVO E DE ESPECIFICAÇÕES SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO OBRA: ESCOLA DE ENSINO PROFISSIONALIZANTE PROJETO PADRÃO PROPRIETÁRIO: MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - MEC FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Noções de Cabeamento Estruturado Metálico

Noções de Cabeamento Estruturado Metálico Noções de Cabeamento Estruturado Metálico Roteiro Parâmetros elétricos Cuidados com cabos metálicos Normas 568 / 606 Elementos do cabeamento estruturado Cabeamento Embora pareça uma questão simples, um

Leia mais

ENGENHARIA E PROJETOS ELÉTRICOS LTDA

ENGENHARIA E PROJETOS ELÉTRICOS LTDA APRESENTAÇÃO As especificações contidas neste memorial são referentes às instalações de cabeamento estruturado do prédio sede do Tribunal Regional do Trabalho 12ª Região TRT, localizado na Av. Jorn.Rubens

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Curso Tecnológico de Redes de Computadores Disciplina: Infraestrutura de Redes de Computadores - 1º período Professor: José Maurício S. Pinheiro AULA 01 Conceitos

Leia mais

REFORMA EDIFICAÇÃO PRINCIPAL INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS AVANÇADO IBIRAMA IBIRAMA/SC

REFORMA EDIFICAÇÃO PRINCIPAL INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS AVANÇADO IBIRAMA IBIRAMA/SC REFORMA EDIFICAÇÃO PRINCIPAL INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS AVANÇADO IBIRAMA IBIRAMA/SC MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO DE CABEAMENTO ESTRUTURADO ÍNDICE 1 Informativos gerais 2 Especificações e Tabelas

Leia mais

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE 1 1. CABEAMENTO ESTRUTURADO Cabeamento estruturado é a disciplina que estuda a disposição organizada e padronizada de conectores e meios

Leia mais

Infraestrutura de Redes

Infraestrutura de Redes Infraestrutura de Redes Apresentação 01: Conceitos de Cabeamento Estruturado Prof. João Paulo Just - http://just.pro.br 1 Conceitos de Cabeamento Porque? Anteriormente: serviços como sistemas de alarmes,

Leia mais

Cabeamento Estruturado. Prof. Marciano dos Santos Dionizio

Cabeamento Estruturado. Prof. Marciano dos Santos Dionizio Cabeamento Estruturado Prof. Marciano dos Santos Dionizio Norma ANSI/EIA/TIA 568B Divide um sistema de cabeamento em subsistemas: 1. Facilidades de Entrada (pela NBR14565: Sala de Entrada de Telecomunicações

Leia mais

Cabeamento Estruturado Metálico em Edifícios Comerciais

Cabeamento Estruturado Metálico em Edifícios Comerciais Cabeamento Estruturado Metálico em Edifícios Comerciais Cabeamento estruturado - definição Sistema de cabeamento capaz de prover tráfego de gêneros de informações diferenciadas dentro de um mesmo sistema

Leia mais

Padronização. Rua Lourenço Pinto, 299 - Curitiba Paraná Brasil CEP 80010-160

Padronização. Rua Lourenço Pinto, 299 - Curitiba Paraná Brasil CEP 80010-160 Padronização O presente documento tem o intuito de definir a padronização utilizada para a infra-estrutura de rede de dados e voz, em sites da GVT. Deverá ser usado como base para execução dos projetos

Leia mais

LISTA DE PRODUTOS ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: SETEMBRO DE 2008

LISTA DE PRODUTOS ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: SETEMBRO DE 2008 LISTA DE PRODUTOS DE PRODUTOS LISTA ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: SETEMBRO DE 2008 Ativos / Wireless ADSL Modem; Conversores de Mídia; Firewall; Hub s; KVM (2 / 4 / 8 e 16 Portas); Modem Externo; Placas de Rede

Leia mais

PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE

PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE São Paulo, 29 de julho de 2010 PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE 1. Informações e recomendações importantes O projeto foi solicitado pela Unidade para a implantação de rede local para o prédio GETS, sendo

Leia mais

INMETRO - Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade. DG Distribuidor Geral (Quadro de Entrada da Empresa de Telecom);

INMETRO - Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade. DG Distribuidor Geral (Quadro de Entrada da Empresa de Telecom); ABREVIATURAS ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas; ANSI American National Standards Institute; CSA Canadian Standards Association; ISO - International Standard Organization; ITU International

Leia mais

Documentação Técnica Empresa SA. PR049_10

Documentação Técnica Empresa SA. PR049_10 AS BUILT Documentação Técnica Documentação Técnica serviço de cabeamento lógico, realizado na Empresa SA. Serviço realizado após aprovação da proposta PR049_10, sendo todo projeto acompanhado pelo Sr.

Leia mais

Aula 4b Elementos da Infraestrutura

Aula 4b Elementos da Infraestrutura Aula 4b Elementos da Infraestrutura Prof. José Maurício S. Pinheiro 2010 1 Elementos de Infra-estrutura São utilizados em projetos de sistemas de cabeamento para estabelecer o tráfego de voz, dados e imagens,

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Contrato Didático-Pedagógico: Semana Aulas Programação 1. 04 2. 04 3. 04 4. 04

PLANO DE ENSINO. Contrato Didático-Pedagógico: Semana Aulas Programação 1. 04 2. 04 3. 04 4. 04 PLANO DE ENSINO Curso: REDES DE COMPUTADORES Disciplina: PRÁTICAS DE CABEAMENTO ESTRUTURADO Professor: FRANCISCO TESIFOM MUNHOZ Período: NOTURNO Carga Horária: 80h Ano Letivo: 2008 Período: 1º semestre

Leia mais

Capítulo 5 - Sistemas de Cabeamento Estruturado

Capítulo 5 - Sistemas de Cabeamento Estruturado Capítulo 5 - Sistemas de Cabeamento Estruturado Prof. Othon Marcelo Nunes Batista Mestre em Informática 1 de 44 Roteiro Cabeamento Planejamento para o Cabeamento Estruturado Cabeamento Horizontal Cabeamento

Leia mais

BACK BONE DE FIBRA ÓPTICA

BACK BONE DE FIBRA ÓPTICA MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO RUA JOÃO POLITI, 1589 ITAJUBÁ MG BACK BONE DE FIBRA ÓPTICA Responsável Técnico: Airton Leandro Seidel 1 INDICE GERAL DO MEMORIAL DESCRITIVO 1. OBJETIVO DO PROJETO 03 2. ESCOPO

Leia mais

Disciplina: Cabeamento de Redes Profª Érica Barcelos

Disciplina: Cabeamento de Redes Profª Érica Barcelos Disciplina: Cabeamento de Redes Profª Érica Barcelos CAPÍTULO 4 4. CABEAMENTO ESTRUTURADO- PARTE II Cada nível do subsistema estudado no capítulo anterior foi regulamentado por normas que visam padronizar

Leia mais

Estimativa. Unioeste 42617/2014 Cod. Fornecedor Classificação Vlr.Un. Total. Setor Processo Item edital

Estimativa. Unioeste 42617/2014 Cod. Fornecedor Classificação Vlr.Un. Total. Setor Processo Item edital Filtrado por ( : = '' ) E ( Validade: >= 03/06/2015 ) E (Imprimir quantidades por setor de consumo = Não) Página 1 de 1 Fornecedor Classificação Vlr.Un. -------Em haver------- 440 8400 Abraçadeira p/ Eletroduto

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS 06.09.000 SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 06.09.001 - EQUIPAMENTOS ATIVOS

ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS 06.09.000 SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 06.09.001 - EQUIPAMENTOS ATIVOS ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS 06.09.000 SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 06.09.001 - EQUIPAMENTOS ATIVOS Tipo: Gabinete Rack do tipo bastidor com porta e ventilação forçada 24U x 19"x 670mm, com porta de

Leia mais

COMUNICADO PREGÃO Nº 027/2007

COMUNICADO PREGÃO Nº 027/2007 COMUNICADO PREGÃO Nº 027/2007 OBJETO: Fornecimento, instalação, testes, certificação e assistência técnica, durante o período de garantia, de infra-estruturas físicas internas de ótico e metálico, para

Leia mais

EM 1991 a EIA (Eletronic Industries Association) publicou um padrão para cabeamento de telecomunicações

EM 1991 a EIA (Eletronic Industries Association) publicou um padrão para cabeamento de telecomunicações Laboratório de Redes. Cabeamento Estruturado Pedroso 4 de março de 2009 1 Introdução EM 1991 a EIA (Eletronic Industries Association) publicou um padrão para cabeamento de telecomunicações de edifícios

Leia mais

Técnico de Manutenção e Suporte em Informática Cabeamento Estruturado Unidade 8 Norma NBR 14565

Técnico de Manutenção e Suporte em Informática Cabeamento Estruturado Unidade 8 Norma NBR 14565 Técnico de Manutenção e Suporte em Informática Cabeamento Estruturado Unidade 8 Norma NBR 14565 Prof. Leandro Cavalcanti de Almeida leandro.almeida@ifpb.edu.br @leandrocalmeida ...rede interna estruturada

Leia mais

diagrama de ligações, relatórios emitidos pelo Analisador de Cabos

diagrama de ligações, relatórios emitidos pelo Analisador de Cabos ESPECIFICAÇÔES TÉCNICAS 1 CABEAMENTO HORIZONTAL Instalação da rede para padrão T568B constituída de 466 (quatrocentos e sessenta e seis) pontos, devidamente identificados, conforme localização definida

Leia mais

Catálogo de. Produtos LABORATÓRIO ÓPTICO FERRAMENTARIA / METALURGIA PRODUTOS INJETADOS MARCAS DISTRIBUÍDAS B5NX-CNC

Catálogo de. Produtos LABORATÓRIO ÓPTICO FERRAMENTARIA / METALURGIA PRODUTOS INJETADOS MARCAS DISTRIBUÍDAS B5NX-CNC FIBRAS ÓPTICAS E ACESSÓRIOS LABORATÓRIO ÓPTICO FERRAMENTARIA / METALURGIA B5NX-CNC PRODUTOS INJETADOS Catálogo de MARCAS DISTRIBUÍDAS Produtos R A Division of Cisco Systems, Inc. RACKS E ACESSÓRIOS Linha

Leia mais

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Infraestrutura de Redes de Computadores

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Infraestrutura de Redes de Computadores Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Infraestrutura de Redes de Computadores Euber Chaia Cotta e Silva euberchaia@yahoo.com.br Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Administração Euber

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DO CABEAMENTO ESTRUTURADO IFRS- POA-PORTO ALEGRE LABORATÓRIO BLOCO B

MEMORIAL DESCRITIVO DO CABEAMENTO ESTRUTURADO IFRS- POA-PORTO ALEGRE LABORATÓRIO BLOCO B DO CABEAMENTO ESTRUTURADO IFRS- POA-PORTO ALEGRE LABORATÓRIO BLOCO B Goiânia, 30 de Setembro de 2014. OBRA: IFRS- POA- Porto Alegre Laboratório Bloco B LOCAL: Rua Coronel Vicente, 281, Bairro Centro, Porto

Leia mais

Aula 4a - Sistemas de Cabeamento

Aula 4a - Sistemas de Cabeamento Aula 4a - Sistemas de Cabeamento Prof. José Maurício S. Pinheiro 2010 1 Sistemas de Cabeamento Uma rede de computadores é um conjunto de recursos inter-relacionados e interligados com o objetivo de formar

Leia mais

NORMA ANSI/EIA/TIA 568 - B. Projeto Físico de Rede

NORMA ANSI/EIA/TIA 568 - B. Projeto Físico de Rede NORMA ANSI/EIA/TIA 568 - B O PADRÃO BASEIA-SE NOS SEIS PRINCIPAIS COMPONENTES DE UM SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO, QUE SÃO: 1 FACILIDADE DE ENTRADA (Entrance Facility) : É COMPOSTA POR HARDWARE DE

Leia mais

Cabeamento Estruturado. Definição. Definição. Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br Redes de Computadores - UDESC

Cabeamento Estruturado. Definição. Definição. Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br Redes de Computadores - UDESC Cabeamento Estruturado Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br Redes de Computadores - UDESC Definição Entende-se por rede interna estruturada aquela que é projetada de modo a prover uma infra-estrutura

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL ANEXO III PROJETO BÁSICO DE INSTALAÇÃO DE CABEAMENTO PARA REDE LOCAL DE MICROCOMPUTADORES 1.Objetivo Este projeto tem por objetivo descrever a instalação de cabeamento de rede lógica no edifício-sede da

Leia mais

FACULDADE DE INFORMÁTICA SALTO 2012. Projetos de Redes II. Tecnologia em Redes de Computadores

FACULDADE DE INFORMÁTICA SALTO 2012. Projetos de Redes II. Tecnologia em Redes de Computadores FACULDADE DE INFORMÁTICA SALTO 2012 Projetos de Redes II Tecnologia em Redes de Computadores Dias e horários Segundas-feiras 19:00 às 22:30 horas Valor das Avaliações PO1 Prova Oficial 1 PO1 (matéria somente

Leia mais

CAB Cabeamento Estruturado e Redes Telefônicas

CAB Cabeamento Estruturado e Redes Telefônicas MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS SÃO JOSÉ SANTA CATARINA CAB Cabeamento Estruturado e Redes Telefônicas

Leia mais

REFORMA SALA DO NÚCLEO DE SEGURANÇA PROJETO TELECOMUNICAÇÕES

REFORMA SALA DO NÚCLEO DE SEGURANÇA PROJETO TELECOMUNICAÇÕES REFORMA SALA DO NÚCLEO DE SEGURANÇA MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO TELECOMUNICAÇÕES Responsabilidade e Compromisso com o Meio Ambiente MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO TELECOMUNICAÇÕES OBRA: Reforma Sala do Núcleo

Leia mais

22/02/2014. Cabeamento estruturado garante: Organização; Flexibilidade; Desempenho; Escalabilidade; Simplificação do uso; Simplificação da manutenção.

22/02/2014. Cabeamento estruturado garante: Organização; Flexibilidade; Desempenho; Escalabilidade; Simplificação do uso; Simplificação da manutenção. Consiste de um conjunto de produtos de conectividade, empregados de acordo com regras específicas de engenharia; Tais produtos garantem conectividade máxima para os dispositivos existentes e preparam a

Leia mais

Nome : Empresa : Cargo : Endereço : Telefone : FAX: E-mail : Site :

Nome : Empresa : Cargo : Endereço : Telefone : FAX: E-mail : Site : Nome : Empresa : Cargo : Endereço : Cidade: CEP: Telefone : FAX: E-mail : Site : Assinatura Local e Data IMPORTANTE: Preencher os dados completos e em letra legível pois, em caso de aprovação, as informações

Leia mais

Projeto da rede de dados para o Núcleo de Tecnologias para Educação e Gestão - NUTEG

Projeto da rede de dados para o Núcleo de Tecnologias para Educação e Gestão - NUTEG Projeto da rede de dados para o Núcleo de Tecnologias para Educação e Gestão - NUTEG Diretoria de Suporte à Informática Local: Núcleo de Tecnologias para Educação e Gestão NUTEG Endereço: Av. BPS, 1303

Leia mais

NOTA DE ALTERAÇÃO/PRORROGAÇÃO

NOTA DE ALTERAÇÃO/PRORROGAÇÃO NOTA DE ALTERAÇÃO/PRORROGAÇÃO O MUNICÍPIO DE MARINGÁ informa aos interessados em participar do procedimento licitatório denominado PROCESSO nº. 2310/14-PMM, cujo objeto é o REGISTRO DE PREÇOS para futuras

Leia mais

www.reymaster.com.br 41. 3021-5000

www.reymaster.com.br 41. 3021-5000 www.reymaster.com.br 41. 3021-5000 CATÁLOGO DE CONECTIVIDADE Sinônimo de Confiança Linhas de Distribuição: Marcas Parceiras em Conectividade: Com mais de 25 anos de mercado, a REYMASTER é referência na

Leia mais

Cabeamento Estruturado

Cabeamento Estruturado Cabeamento Estruturado Infra-estrutura de cabeamento metálico ou óptico, capaz de atender a diversas aplicações proporcionando flexibilidade de layout, facilidade de gerenciamento, administração e manutenção

Leia mais

PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE

PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE São Paulo, 21 de maio de 2010 PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE 1 Informações e recomendações importantes O projeto foi solicitado pela Unidade para a implantação de rede local para o prédio MAC- IBIRAPUERA

Leia mais

Aumentar Diminuir Procura Tela Cheia Imprimir

Aumentar Diminuir Procura Tela Cheia Imprimir ADAPTER CABLE M8v CATEGORIA 5 ENHANCED Sistemas de Cabeamento Estruturado para tráfego de voz, dados e imagens, segundo requisitos da norma ANSI/TIA/EIA-568A, incluindo o adendo 5 (Categoria 5e), para

Leia mais

InfraEstrutura de Redes

InfraEstrutura de Redes Faculdade Anhanguera de São Caetano do Sul InfraEstrutura de Redes Curso: Tecnologia em Redes de Computadores Prof:Eduardo M. de Araujo Site-http://www.professoreduardoaraujo.com Line Cords e Patch Cables.

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA

TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA FORNECIMENTO DE MATERIAIS E SERVIÇOS NECESSÁRIOS À READEQUAÇÃO DE INFRAESTRUTURA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO E METÁLICO DE VOZ DO AEROPORTO DE BAGÉ TERMO DE REFERÊNCIA

Leia mais

Planilha Estimativa de Orçamento

Planilha Estimativa de Orçamento Item 1. INFRAESTRUTURA COMUM Planilha Estimativa de Orçamento Descrição do Material Qtde. Unid. 1. 1. ELETRODUTOS/PERFILADOS/ELETROCALHAS/CANALETAS 1. 1. 1. SEAL TUBE.1 ELETRODUTO FLEXIVEL DE ACO ZINCADO

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ

ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ Tema: Elaboração Projeto Para Rede de Dados Gigabit Ethernet Local: Prédio Central PIRACICABA-SP MAIO/2009 Sumário APRESENTAÇÃO... 4 INTRODUÇÃO... 5 1. PREMISSAS

Leia mais

EIA/TIA 569-B infra-estrutura caminhos e espaços

EIA/TIA 569-B infra-estrutura caminhos e espaços ANSI EIA/TIA 569-B EIA/TIA 569-B infra-estrutura caminhos e espaços Conforme a EIA/TIA 569A a infra-estrutura é dividida nos seguintes subsistemas: Área de Trabalho; Percursos horizontais; Sala ou armário

Leia mais

SINAPI PLANILHA DE ORÇAMENTO. Obra: TRT019-14/MANUTENÇÃO CABEAMENTO. Base: Janeiro/2014 Empresa Proponente: Valor: R$ 1.836.695,55 Utilização: 0,00%

SINAPI PLANILHA DE ORÇAMENTO. Obra: TRT019-14/MANUTENÇÃO CABEAMENTO. Base: Janeiro/2014 Empresa Proponente: Valor: R$ 1.836.695,55 Utilização: 0,00% Obra: TRT019-14/MANUTENÇÃO CABEAMENTO PLANILHA DE ORÇAMENTO Empresa Proponente: Valor: R$ 1.86.695,55 Utilização: 0,00% 1. INFRAESTRUTURA COMUM 1. 1. ELETRODUTOS/PERFILADOS/ELETROCALHAS/CANALETAS 1. 1.

Leia mais

ITMAX SOLUÇÃO DATA CENTER

ITMAX SOLUÇÃO DATA CENTER ITMAX SOLUÇÃO DATA CENTER DATA CENTER A Furukawa apresenta a solução ITMAX para Data Center, com produtos especialmente desenvolvidos para atender este mercado que requer componentes de alta performance.

Leia mais

158516.182014.137447.4474.277995780.540

158516.182014.137447.4474.277995780.540 158516.182014.137447.4474.277995780.540 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Santa Catarina Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina Ata de Realização do Pregão Eletrônico

Leia mais

TESTES E CERTIFICAÇÃO

TESTES E CERTIFICAÇÃO PROFESSOR NORBERTO - CABEAMENTO ESTRUTURADO TESTES E CERTIFICAÇÃO Para garantir a qualidade das instalações e a performance desejada é necessário que tenha-se certeza que a obra foi realizada dentro das

Leia mais

Sistemas de Cabeamento SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 23/09/2015. Topologias Lógicas x Topologias Físicas. Cabeamento Não-estruturado aula 26/08

Sistemas de Cabeamento SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 23/09/2015. Topologias Lógicas x Topologias Físicas. Cabeamento Não-estruturado aula 26/08 Sistemas de Cabeamento SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO Uma rede de computadores é um conjunto de recursos inter-relacionados e interligados com o objetivo de formar um sistema em comum. PROF. FABRICIO

Leia mais

PAINEL DE ACESSO FRONTAL CATEGORIA 5 ENHANCED

PAINEL DE ACESSO FRONTAL CATEGORIA 5 ENHANCED PAINEL DE ACESSO FRONTAL CATEGORIA 5 ENHANCED Aplicações imagens, segundo requisitos da norma ANSI/TIA/EIA-568A, uso interno, para cabeamento horizontal ou secundário, em salas de telecomunicações (cross-connect)

Leia mais

LOTE 01 VALOR UNITÁRIO VALOR TOTAL ITEM DESCRIÇÃO RESUMIDA UNIDADE QUANTIDADE

LOTE 01 VALOR UNITÁRIO VALOR TOTAL ITEM DESCRIÇÃO RESUMIDA UNIDADE QUANTIDADE LOTE 01 ITEM DESCRIÇÃO RESUMIDA UNIDADE QUANTIDADE 1.1 Ponto de rede CAT.5E utilizando ponto de consolidação. Os equipamentos e materiais incluem, cabo UTP 4 pares, tomada RJ45 fêmea (obedecendo padrões

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Curso Tecnológico de Redes de Computadores Disciplina: Infraestrutura de Redes de Computadores - 1º período Professor: José Maurício S. Pinheiro AULA 04 Sistemas

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA REDE DA DADOS LOCAL OBRA: CASA DA DUQUE - PINACOTECA ALDO LOCATELLI LOCAL: Rua Duque de Caxias, n. 973

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA REDE DA DADOS LOCAL OBRA: CASA DA DUQUE - PINACOTECA ALDO LOCATELLI LOCAL: Rua Duque de Caxias, n. 973 ANEXO III ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA REDE DA DADOS LOCAL OBRA: CASA DA DUQUE - PINACOTECA ALDO LOCATELLI LOCAL: Rua Duque de Caxias, n. 973 - Porto Alegre (RS) PROPRIETÁRIO: EPHAC TENSÃO PRIMÁRIA DE ABASTECIMENTO:

Leia mais

FICHA TÉCNICA PATCH PANEL 24 PORTAS C5e RoHS

FICHA TÉCNICA PATCH PANEL 24 PORTAS C5e RoHS FICHA TÉCNICA PATCH PANEL 24 PORTAS C5e RoHS 1- Aplicação: Este produto aplica-se a sistemas de cabeamento estruturado, para tráfego de voz, dados e imagens, do tipo 10BASE-T, 100BASE-Tx, 155M ATM, 4/16MB

Leia mais

PROJETO LÓGICO DA REDE LOCAL DE COMPUTADORES DA REITORIA

PROJETO LÓGICO DA REDE LOCAL DE COMPUTADORES DA REITORIA PROJETO LÓGICO DA REDE LOCAL DE COMPUTADORES DA REITORIA COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA (COTEC) JUNHO/2011 Rua do Rouxinol, N 115 / Salvador Bahia CEP: 41.720-052 Telefone: (71) 3186-0001. Email: cotec@ifbaiano.edu.br

Leia mais

A/C MUNICÍPIO DE FARROUPILHA PROPOSTA 1. PLANILHA GERAL DE MATERIAIS E SERVIÇOS:

A/C MUNICÍPIO DE FARROUPILHA PROPOSTA 1. PLANILHA GERAL DE MATERIAIS E SERVIÇOS: A/C MUNICÍPIO DE FARROUPILHA PROPOSTA PREGÃO Nº: 04/2014 RAZÃO SOCIAL: HSH Instalação e Manutenção de Equipamentos Eletrônicos Ltda. CNPJ: 09.300.659/0001-38 ENDEREÇO: Rua João Pessoa, 086 São José Canoas/RS

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DE CABEAMENTO

MEMORIAL DESCRITIVO DE CABEAMENTO MEMORIAL DESCRITIVO DE CABEAMENTO PROPRIETÁRIO: Ministério Público de Patos Promotoria de Justiça da Comarca de Patos ENDEREÇO: Doutor Pedro Firmino, Patos PB BAIRRO: CEP: E-mail do contratado: projeto_cad@hotmail.com.

Leia mais

Na tabela a seguir os abusos e desreipeitos à Lei são apresentados: SERVIDOR RACK TIPO 01 Pequeno Porte. SERVIDOR RACK TIPO 02 Médio Porte

Na tabela a seguir os abusos e desreipeitos à Lei são apresentados: SERVIDOR RACK TIPO 01 Pequeno Porte. SERVIDOR RACK TIPO 02 Médio Porte Na tabela a seguir os abusos e desreipeitos à Lei são apresentados: ITEM QTDE ATA 1 10 2 10 3 15 4 10 5 4 6 5 7 5 8 5 9 5 10 10 11 30 12 30 DESCRIÇÃO SERVIDOR RACK TIPO 01 Pequeno Porte SERVIDOR RACK TIPO

Leia mais

Tópicos Especiais em Informática / Redes APOSTILA 02 Componentes de um Sistema de Cabeamento Estruturado Professor Marco Antônio Chaves Câmara

Tópicos Especiais em Informática / Redes APOSTILA 02 Componentes de um Sistema de Cabeamento Estruturado Professor Marco Antônio Chaves Câmara Tópicos Especiais em Informática / Redes APOSTILA 02 1. Objetivo : Nesta apostila, iniciaremos o estudo prático dos projetos de redes de computadores. Com base no conhecimento adquirido na apostila anterior

Leia mais

Cabeamento Estruturado (Parte 2) Prof. Eduardo

Cabeamento Estruturado (Parte 2) Prof. Eduardo Estruturado (Parte 2) Prof. Eduardo Para debater... O que vimos na aula anterior? Montar uma rede doméstica é diferente de montar uma rede local de uns 100 PCs? Na aula anterior trabalhamos com a combinação

Leia mais

MODELO DE DOCUMENTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE PROJETO

MODELO DE DOCUMENTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE PROJETO DISCIPLINA: PROJETO FÍSICO DE REDE PROJETO: CABEAMENTO ESTRUTURADO DE REDES LOCAIS MODELO DE DOCUMENTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE PROJETO OBS: O MODELO PODERÁ SER ALTERADO DE ACORDO COM A NECESSIDADE DE CADA

Leia mais

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Infraestrutura de Redes de Computadores

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Infraestrutura de Redes de Computadores Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Infraestrutura de Redes de Computadores Euber Chaia Cotta e Silva euberchaia@yahoo.com.br Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Introdução ao cabeamento

Leia mais

Fundamentos e Projetos

Fundamentos e Projetos Fundamentos e Projetos Dagoberto Carvalio Junior CCNA-CCAI-CCNP-FCP Suporte a aplicações de dados, voz, imagens, controles prediais, residenciais e industriais. Tudo através de um só fio (meio físico).

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA

TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA FORNECIMENTO DE MATERIAIS E SERVIÇOS PARA INFRAESTRUTURA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO E DE TELEFONIA DA SALA TÉCNICA (D) E NOVA SALA DO CENTRO DE OPERAÇÕES DE EMERGÊNCIA

Leia mais

Redes de Computadores. Cabeamento Estruturado

Redes de Computadores. Cabeamento Estruturado Redes de Computadores Ano 2002 Profª. Vívian Bastos Dias Aula 4 Propriedades desejadas de um sistema de cabeamento estruturado: Máxima independência na tecnologia de acessos a redes. Maior adequação à

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PARA INSTALAÇÃO DE CABEAMENTO DE REDE LÓGICA

MEMORIAL DESCRITIVO PARA INSTALAÇÃO DE CABEAMENTO DE REDE LÓGICA MEMORIAL DESCRITIVO PARA INSTALAÇÃO DE CABEAMENTO DE REDE LÓGICA 1. ESCOPO DO DOCUMENTO Este documento apresenta o memorial descritivo relativo ao projeto de Cabeamento lógico no Centro Municipal de Saúde

Leia mais

REDE DE CABOS DE FIBRA ÓPTICA

REDE DE CABOS DE FIBRA ÓPTICA REDE DE CABOS DE FIBRA ÓPTICA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Sumário 1. Cabos de fibras ópticas... 2 2. Lançamento de Cabo Óptico... 3 3. Emendas ópticas... 3 4. Distribuidor Geral Óptico DGO... 4 5. Medições

Leia mais

Cabeamento Estruturado e Projeto de Redes. / NT Editora. -- Brasília: 2013. 52p. : il. ; 21,0 X 29,7 cm.

Cabeamento Estruturado e Projeto de Redes. / NT Editora. -- Brasília: 2013. 52p. : il. ; 21,0 X 29,7 cm. Autor Thálisson de Oliveira Lopes Graduação em Tecnologia em Processamento de Dados (2007), Especialista em Gestão de Tecnologia da Informação (2008 e 2010) e Mestre em Gestão do Conhecimento e Tecnologia

Leia mais

Cabeamento Estruturado

Cabeamento Estruturado Cabeamento Estruturado Cabeamento Estruturado 01 - Visão geral das Redes Ethernet 02 - Conceitos de cabeamento estruturado 03 - O cabling e as normas EIA/TIA 04 - Infraestrutura para o cabeamento 05 -

Leia mais

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 10 Testes e certificação

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 10 Testes e certificação APRENDIZAGEM INDUSTRIAL UNIDADE 10 Testes e certificação Configuração de teste de campo para cabos de par trançado de 100 ohms Teste de Canal: Inclui os 90m do cabeamento horizontal, o patch cord do equipamento

Leia mais

Cabeamento Estruturado. Norma 568

Cabeamento Estruturado. Norma 568 Cabeamento Estruturado Norma 568 1 Resumo Evolução da Norma; Onde e como utilizar a norma; Conhecer como a norma ANSI/EIA/TIA 568B está dividida em subsistemas; D e s c r e v e r a s c a r a c t e r í

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC/RS TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES REDES I PROF. EDUARDO MONKS ESTUDOS DE CASO RAFAEL VICTÓRIA CHEVARRIA

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC/RS TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES REDES I PROF. EDUARDO MONKS ESTUDOS DE CASO RAFAEL VICTÓRIA CHEVARRIA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC/RS TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES REDES I PROF. EDUARDO MONKS ESTUDOS DE CASO RAFAEL VICTÓRIA CHEVARRIA PELOTAS 2011 Contratante: Ademar de Barros Junior Valor do orçamento:

Leia mais

OBJETIVOS 1 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 1 DISPOSIÇÃO ORGANIZACIONAL 2 PLANTA A 5 PLANTA B 6 DISTRIBUIÇÃO E CONFIGURAÇÃO DOS RACKS 7

OBJETIVOS 1 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 1 DISPOSIÇÃO ORGANIZACIONAL 2 PLANTA A 5 PLANTA B 6 DISTRIBUIÇÃO E CONFIGURAÇÃO DOS RACKS 7 ÍNDICES OBJETIVOS 1 JUSTIFICATIVAS 1 INFORMAÇÕES ADICIONAIS 1 SEGURANÇA - INTERNET 1 SISTEMA OPERACIONAL 2 PROTOCOLO TCP/IP 2 INTRANET 2 DISPOSIÇÃO ORGANIZACIONAL 2 ESTAÇÕES 2 MICROS 3 IMPRESSORAS 3 PLANTA

Leia mais

Planejamento de Redes e Cabeamento Estruturado

Planejamento de Redes e Cabeamento Estruturado Planejamento de Redes e Cabeamento Estruturado Projeto e Instalação Prof. Deivson de Freitas Introdução Nenhuma área de tecnologia cresceu tanto como a de redes locais (LANs) A velocidade passou de alguns

Leia mais

Prof. Tiago Semprebom. 13 de Abril de 2010

Prof. Tiago Semprebom. 13 de Abril de 2010 Testes de Certificação Prof. Tiago Semprebom Instituto Federal de Santa Catarina, Campus São José tisemp@ifsc.edu.br 13 de Abril de 2010 Prof. Tiago (IFET/SC) Cabeamento Estruturado 13 de Abril de 2010

Leia mais

Comando Militar do Nordeste SRP nº 09/2013

Comando Militar do Nordeste SRP nº 09/2013 2013 Comando Militar do Nordeste SRP nº 09/2013 B2IT Serviços de Multimídia e Telecom LTDA 18/10/2013 Aos Órgãos da Administração Pública Ref.: Ata de Registro de Preços conforme preceitua o Decreto Nº

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES MÓDULO 8

REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES MÓDULO 8 REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES MÓDULO 8 Índice 1. Cabeamento estruturado...3 2 1. CABEAMENTO ESTRUTURADO Montar uma rede doméstica é bem diferente de montar uma rede local de 100 pontos em uma

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 1. PATCH CORDS / LINE CORDS / CORDÕES (CATEGORIA 5)

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 1. PATCH CORDS / LINE CORDS / CORDÕES (CATEGORIA 5) ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 1. PATCH CORDS / LINE CORDS / CORDÕES (CATEGORIA 5) Os patch cords, line cords ou cordões têm como função a interligação entre o equipamento do usuário

Leia mais

NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 8

NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 8 Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Assessoria Especial para Modernização da Gestão Central de Compras e Contratações NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 8 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 4/2015 PROCESSO Nº 04300.003546/2014-01

Leia mais

REDE DE CABOS DE FIBRA ÓPTICA

REDE DE CABOS DE FIBRA ÓPTICA REDE DE CABOS DE FIBRA ÓPTICA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Sumário: 1. Cabos de fibras ópticas... 2 2. Lançamento de Cabo Óptico... 3 3. Emendas ópticas... 3 4. Distribuidor Geral Óptico DGO... 3 5. Medições

Leia mais

"TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS "TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS I - OBJETO 1.1. Contratação de empresa especializada em serviços de Infraestrutura com manutenção corretiva, manutenção preventiva, instalações, desinstalações,

Leia mais

Infra-estrutura tecnológica

Infra-estrutura tecnológica Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação ATTI Supervisão de Infra-estrutura Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo Infra-estrutura tecnológica Rede Lógica

Leia mais

Anexo V: Solução de Pontos de rede local

Anexo V: Solução de Pontos de rede local Anexo V: Solução de Pontos de rede local 1. Objetivo: 1.1. Contratação de solução de Pontos de Rede de telecomunicação para conexão de diversos tipos de equipamentos eletrônicos como computadores, impressoras,

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO RIO GRANDE DO NORTE CREA /RN COMPOSIÇÕES DE CUSTO UNITÁRIO DATA: JUL/15

CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO RIO GRANDE DO NORTE CREA /RN COMPOSIÇÕES DE CUSTO UNITÁRIO DATA: JUL/15 ITEM CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO RIO GRANDE DO NORTE CREA /RN COMPOSIÇÕES DE CUSTO UNITÁRIO DATA: JUL/15 Encargos Sociais de 123,93% (HORA) Encargos Sociais de 81,69% (MENSALISTA) Aplicado

Leia mais

-568B.3 Padronização de componentes de fibra ótica cabeamento estruturado

-568B.3 Padronização de componentes de fibra ótica cabeamento estruturado - Norma EIA/TIA 568A e 568B Padrões T 568A e T 568B -568B.1 Requisitos gerais - EIA/TIA 568B (julho/2001) -568B.2 Cabeamento de par trançado de 100 ohms -568B.3 Padronização de componentes de fibra ótica

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Prefeitura Municipal de Venâncio Aires

Estado do Rio Grande do Sul Prefeitura Municipal de Venâncio Aires MEMORIAL DESCRITIVO REESTRUTURAÇÃO E CABEAMENTO ESTRUTURADO E ELÉTRICO 1. APRESENTAÇÃO O presente memorial descritivo refere-se ao projeto de reforma das instalações de Telecomunicações, Cabeamento Estruturado

Leia mais

Anexo 3 - MEMORIAL DESCRITIVO DA AMPLIAÇÃO DO ALMOXARIFADO - TI ET 07-02-203

Anexo 3 - MEMORIAL DESCRITIVO DA AMPLIAÇÃO DO ALMOXARIFADO - TI ET 07-02-203 Anexo 3 - MEMORIAL DESCRITIVO DA AMPLIAÇÃO DO ALMOXARIFADO - TI ET 07-02-203 1 REDE ESTRUTURADA DE TELECOMUNICAÇÕES Introdução O sistema de Telecomunicações constará alimentação dos pontos de comunicação

Leia mais

JUGEND CONTROLE PREDIAL. PROJETO: Memorial Descritivo do Sistema de Cabeamento Estruturado. Obra: Shopping Metropolitano

JUGEND CONTROLE PREDIAL. PROJETO: Memorial Descritivo do Sistema de Cabeamento Estruturado. Obra: Shopping Metropolitano PROJETO: Memorial Descritivo do Sistema de Cabeamento Estruturado CLIENTE: CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES Pasta: cyrella_metropolitano-pro-ec-2-1-2012.doc DATA: 05/04/2012 1 Revisão de Escopo Devido Compatibilização

Leia mais

Introdução aos sistemas de cabeamento estruturado

Introdução aos sistemas de cabeamento estruturado Introdução aos sistemas de cabeamento estruturado Prof. José Maurício S. Pinheiro 2010 1 Histórico No início da década de 80 os sistemas Mainframe dominavam o mercado. Surgem os conceitos de "Networking"

Leia mais

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES ANEXO II CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA O FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE SISTEMAS DE TELECOMUNICAÇÕES INTEGRADOS COM ALTA DISPONIBILIDADE, BACKBONES ÓPTICOS E ELÉTRICA PARA TI, VISANDO ATENDER AS UNIDADES DE

Leia mais

Centro Federal de Educação Tecnológica CEFET/BA

Centro Federal de Educação Tecnológica CEFET/BA Centro Federal de Educação Tecnológica CEFET/BA Disciplina: Redes de Computadores Prof.: Rafael Freitas Reale Aluno: Data / / Prova Final de Redes Teoria Base 1) Qual o tipo de ligação e a topologia respectivamente

Leia mais

PEDIDO DE COTAÇÃO - ANEXO I

PEDIDO DE COTAÇÃO - ANEXO I Folha: 0001 Objeto: Aquisição de Material de e Permanente (Equipamentos e Suprimentos de Informática), para 001 081266-9 CABO UTP CAT5E FLEXíVEL, CAIXA COM 300MT Lote 1- Destino: Uinfor CX 30 002 113294-5

Leia mais