CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES"

Transcrição

1 CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS: 1.1. Este roteiro serve como base às obras de Contratação de empresa especializada para o fornecimento de material e mão de obra para execução de rede telefônica estruturada situado no SESC-DF, unidade operacional de Taguatinga Norte, CNB 12 Area 2/3, Taguatinga, Brasília - DF Técnico em Informática, Welber no telefone ou Daniel A execução dos serviços deverá seguir rigorosamente a presente especificação. Ocorrendo qualquer imprevisto que impeça ou prejudique o prosseguimento dos trabalhos, ou havendo necessidade de modificação das especificações, o fato deverá ser comunicado, por escrito, aos responsáveis acima descritos, com a apresentação de soluções alternativas, que serão analisadas e, se for o caso, autorizadas e registradas Máquinas, equipamentos e ferramentas: Deverão ser fornecidos a expensas da contratada, de acordo com a necessidade do serviço. 1.5 Administração da Obra: Os serviços deverão ser dirigidos por responsável técnico e auxiliares de comprovada competência. SEMAP/ SESC-DF 1

2 NORMAS DE EXECUÇÃO Objeto Contratação de empresa especializada para o fornecimento de material e mão de obra para execução de rede estruturada na Unidade do Operacional de Taguatinga Norte, CNB 12 Área 2/3., Taguatinga, Brasília DF. 2.0 SERVIÇOS 2.1 Considerações Gerais 1- A Empresa contratada deverá elaborar o sistema estruturado que compreenda a adequação da Infraestrutura do distribuidor da CPCT atual ao padrão de rede estruturada para interconexão aos pontos UTP categoria 5E (cabeamento horizontal de dados/voz), que serão distribuídos, a partir dos racks localizados em seus respectivos locais de distribuição para encaminhamento do ramais ao cabeamento e seus respectivos espelhos nos ambientes dos Usuários. 2- Além dos equipamentos e especificações técnicas descritos, é de responsabilidade de a empresa contratada ofertar e contemplar equipamentos, eletrodutos, eletro calhas, rack s, voice panel, patch cord e acessórios, de cabeamento categoria 5E e quaisquer materiais necessários para atender o pleno funcionamento local de VOZ e suas interligações a rede estruturada, sem qualquer custo adicional ao SESC-DF durante a execução e finalização do projeto. 3- Não será permitida em hipótese alguma emenda no cabeamento. 4- Todos os componentes referentes a rede tais como cabos, conectores patch cords, voice panel e outros, deverão ser de um único fabricante. 5- Todos os cabos empregados deverão possuir tratamento anti-chamas. 6- Todo material de telecomunicações utilizado deverá ser homologado pela Anatel Serviços a serem executados: 1. As alterações no ambiente da sala da CPCT para condução de cabeamento horizontal, com terminação no rack de 44 U s, deverão ser realizadas pela contratada, observando o padrão já utilizado nas instalações existentes nas unidades do SESC. SEMAP/ SESC-DF 2

3 2. A Empresa contratada deverá fazer a ligação da telefonia. É de responsabilidade da contratada cabeamento, eletrodutos, eletrocalhas, voice panel e outros materiais necessários para pleno funcionamento do rack de rede e backbone de telefonia, sem qualquer custo adicional ao SESC-DF durante a execução e finalização do projeto. 3. Os equipamentos de telecomunicações instalados deverão ser vinculados a malha de aterramento existente. 4. A rede antiga devera ser desativada, recolhida e entregue a instituição ao termino do projeto. 5. Os cabos telefônicos deverão ser ligados a nova rede em voice panel que por sua vez deverão ser interligados aos patch-panels dos racks de distribuição por meio de patch cords de cor distinta ao cabeamento lógico. 6. Deverão ser utilizados patch cords amarelos para conexão de ramais telefônicos. 7. Executar recuperação em caso de danos pertinentes a execução dos trabalhos tanto em áreas internas como externas, após o termino da obra. 8. Confecção do projeto de obra detalhando os serviços e materiais a utilizados durante a obra e As built ao final da obra. 9. Todos os pontos de dados e voz deverão ser devidamente testados, certificados e identificados utilizando equipamentos apropriados e posteriormente entregue o relatório de certificação e localização dos pontos. 10. Todos os materiais a serem utilizados deverão ser devidamente relacionados quanto às necessidades, conforme projeto, ficando por conta da contratada o levantamento do quantitativo final em sua proposta comercial. 11. Deverão ser especificados na planilha orçamentária todos os produtos e serviços necessários para execução deste projeto. Deve ser informado para cada produto: marca do Fabricante, quantidade, preço unitário e preço total. 12. No envelope da proposta técnica deve esta contida o catálogo do Fabricante de cada produto com a especificação técnica dos produtos ofertados. SEMAP/ SESC-DF 3

4 13. Sendo necessário, a proponente vencedora deverá providenciar a limpeza do local onde serão executados os serviços, por sua conta e ônus. 14. A contratada deverá identificar e providenciar o remanejamento dos cabos metálicos internos a unidade, associados a serviços de voz e dados fornecidos por terceiros. 15. Acompanhar a virada dos serviços de terceiros remanejados para o novo cabeamento atuando in-loco no caso de surgimento de possíveis problemas. 2.3 Considerações Gerais para a Instalação da Infra-Estrutura do Projeto 1. Todos os componentes utilizados no cabeamento estruturado deverão ser certificados para suas devidas caterorias, conforme normas EIA/TIA 568-B e ABNT NBR Serão de responsabilidade da contratada o fornecimento e instalação de infraestrutura complementar (caso seja necessário). 3 - VERIFICAÇÃO FINAL Será procedida cuidadosa verificação por parte da contratante, das perfeitas condições de funcionamento e segurança de todas as instalações de modo geral, equipamentos, ferragens e demais componentes do serviço. 4 - ENTREGA Haverá uma vistoria preliminar de aceite na entrega da obra e outra final de aceitação, até 90 dias após a entrega, por técnico do SESC e de acordo com as NORMAS DE CONSTRUÇÃO, que serão parte integrante do contrato de empreiteira, junto com estas especificações. SEMAP/ SESC-DF 4

5 5 - OBSERVAÇÕES GERAIS: 1. A contratada deverá visitar previamente o local da obra, para tomar conhecimento de todas as peculiaridades do serviço, não sendo aceitas alegações no sentido de ignorar as dificuldades que, eventualmente surjam no decorrer dos trabalhos; 2. Todos os danos ocorridos no local da Obra durante a execução da mesma deverão ser reparados pelo contratada; 3. Prazo máximo de execução: 20 dias; 4. As propostas serão apresentadas, devendo conter preço global para execução dos serviços, planilha orçamentária discriminada, validade da proposta não inferior a 30 dias; 5. Ficarão a cargo da contratada todas as despesas com materiais, mão-deobra, ferramentas, fretes encargos sociais e outras despesas necessárias (hospedagem e etc.); 6. Os projetos complementares, caso necessário, serão desenvolvidos pela contratada, devendo os mesmos ser aprovados pela contratante; 7. A garantia dos materiais e serviços é de 01 (um) ano a partir da data de entrega; 8. A Planilha de Quantitativo será fornecida pela contratante servirá como referência, devendo a contratada, fazer seu levantamento, não sendo aceito alegações para pleiteamento de qualquer diferença na execução dos serviços, pois o Contrato será de Empreitada Global. SEMAP/ SESC-DF 5

CADERNO DE ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

CADERNO DE ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA CADERNO DE ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA ANEXO I CONSIDERAÇÕES INICIAIS: a) Este roteiro serve como base às obras de Fornecimento e instalação de plataforma de percurso vertical para o Bloco B da Unidade Operacional

Leia mais

Documentação Técnica Empresa SA. PR049_10

Documentação Técnica Empresa SA. PR049_10 AS BUILT Documentação Técnica Documentação Técnica serviço de cabeamento lógico, realizado na Empresa SA. Serviço realizado após aprovação da proposta PR049_10, sendo todo projeto acompanhado pelo Sr.

Leia mais

REFORMA EDIFICAÇÃO PRINCIPAL INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS AVANÇADO IBIRAMA IBIRAMA/SC

REFORMA EDIFICAÇÃO PRINCIPAL INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS AVANÇADO IBIRAMA IBIRAMA/SC REFORMA EDIFICAÇÃO PRINCIPAL INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS AVANÇADO IBIRAMA IBIRAMA/SC MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO DE CABEAMENTO ESTRUTURADO ÍNDICE 1 Informativos gerais 2 Especificações e Tabelas

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO 1. CABEAMENTO VERTICAL 1.1 INTRODUÇÃO

MEMORIAL DESCRITIVO 1. CABEAMENTO VERTICAL 1.1 INTRODUÇÃO MEMORIAL DESCRITIVO 1. CABEAMENTO VERTICAL 1.1 INTRODUÇÃO O cabeamento vertical, ou cabeamento de backbone integra todas as conexões entre o backbone do centro administrativo e os racks departamentais,

Leia mais

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES E ENCARGOS

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES E ENCARGOS CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES E ENCARGOS 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS: 1.1. Este roteiro serve como base às obras de Execução de manutenção preventiva e corretiva do sistema de prevenção e combate a incêndio

Leia mais

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 3 Técnicas de cabeamento

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 3 Técnicas de cabeamento APRENDIZAGEM INDUSTRIAL UNIDADE 3 Técnicas de cabeamento O cabeamento horizontal Compreende os segmentos de cabos que são lançados horizontalmente entre as áreas de trabalho e as salas de telecomunicações

Leia mais

"TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS "TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS I - OBJETO 1.1. Contratação de empresa especializada em serviços de Infraestrutura com manutenção corretiva, manutenção preventiva, instalações, desinstalações,

Leia mais

Infra-estrutura tecnológica

Infra-estrutura tecnológica Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação ATTI Supervisão de Infra-estrutura Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo Infra-estrutura tecnológica Rede Lógica

Leia mais

Sistemas de Cabeamento SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 23/09/2015. Topologias Lógicas x Topologias Físicas. Cabeamento Não-estruturado aula 26/08

Sistemas de Cabeamento SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 23/09/2015. Topologias Lógicas x Topologias Físicas. Cabeamento Não-estruturado aula 26/08 Sistemas de Cabeamento SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO Uma rede de computadores é um conjunto de recursos inter-relacionados e interligados com o objetivo de formar um sistema em comum. PROF. FABRICIO

Leia mais

Aula 4a - Sistemas de Cabeamento

Aula 4a - Sistemas de Cabeamento Aula 4a - Sistemas de Cabeamento Prof. José Maurício S. Pinheiro 2010 1 Sistemas de Cabeamento Uma rede de computadores é um conjunto de recursos inter-relacionados e interligados com o objetivo de formar

Leia mais

NOTA DE ALTERAÇÃO/PRORROGAÇÃO

NOTA DE ALTERAÇÃO/PRORROGAÇÃO NOTA DE ALTERAÇÃO/PRORROGAÇÃO O MUNICÍPIO DE MARINGÁ informa aos interessados em participar do procedimento licitatório denominado PROCESSO nº. 2310/14-PMM, cujo objeto é o REGISTRO DE PREÇOS para futuras

Leia mais

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE 1 1. CABEAMENTO ESTRUTURADO Cabeamento estruturado é a disciplina que estuda a disposição organizada e padronizada de conectores e meios

Leia mais

PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE

PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE São Paulo, 29 de julho de 2010 PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE 1. Informações e recomendações importantes O projeto foi solicitado pela Unidade para a implantação de rede local para o prédio GETS, sendo

Leia mais

22/02/2014. Cabeamento estruturado garante: Organização; Flexibilidade; Desempenho; Escalabilidade; Simplificação do uso; Simplificação da manutenção.

22/02/2014. Cabeamento estruturado garante: Organização; Flexibilidade; Desempenho; Escalabilidade; Simplificação do uso; Simplificação da manutenção. Consiste de um conjunto de produtos de conectividade, empregados de acordo com regras específicas de engenharia; Tais produtos garantem conectividade máxima para os dispositivos existentes e preparam a

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA

TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA FORNECIMENTO DE MATERIAIS E SERVIÇOS PARA INFRAESTRUTURA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO E DE TELEFONIA DA SALA TÉCNICA (D) E NOVA SALA DO CENTRO DE OPERAÇÕES DE EMERGÊNCIA

Leia mais

Projeto da rede de dados para o Núcleo de Tecnologias para Educação e Gestão - NUTEG

Projeto da rede de dados para o Núcleo de Tecnologias para Educação e Gestão - NUTEG Projeto da rede de dados para o Núcleo de Tecnologias para Educação e Gestão - NUTEG Diretoria de Suporte à Informática Local: Núcleo de Tecnologias para Educação e Gestão NUTEG Endereço: Av. BPS, 1303

Leia mais

CONCORRÊNCIA Nº. 04/2015

CONCORRÊNCIA Nº. 04/2015 ANEXO VIII CONCORRÊNCIA Nº. 04/2015 OBJETO: Contratação de empresa para o fornecimento e instalação de sistemas de telecomunicações integrados com alta disponibilidade, backbones ópticos e elétrica para

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Curso Tecnológico de Redes de Computadores Disciplina: Infraestrutura de Redes de Computadores - 1º período Professor: José Maurício S. Pinheiro AULA 01 Conceitos

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Curso Tecnológico de Redes de Computadores Disciplina: Infraestrutura de Redes de Computadores - 1º período Professor: José Maurício S. Pinheiro AULA 04 Sistemas

Leia mais

Infraestrutura de Redes

Infraestrutura de Redes Infraestrutura de Redes Apresentação 01: Conceitos de Cabeamento Estruturado Prof. João Paulo Just - http://just.pro.br 1 Conceitos de Cabeamento Porque? Anteriormente: serviços como sistemas de alarmes,

Leia mais

Padronização. Rua Lourenço Pinto, 299 - Curitiba Paraná Brasil CEP 80010-160

Padronização. Rua Lourenço Pinto, 299 - Curitiba Paraná Brasil CEP 80010-160 Padronização O presente documento tem o intuito de definir a padronização utilizada para a infra-estrutura de rede de dados e voz, em sites da GVT. Deverá ser usado como base para execução dos projetos

Leia mais

Capítulo 5 - Sistemas de Cabeamento Estruturado

Capítulo 5 - Sistemas de Cabeamento Estruturado Capítulo 5 - Sistemas de Cabeamento Estruturado Prof. Othon Marcelo Nunes Batista Mestre em Informática 1 de 44 Roteiro Cabeamento Planejamento para o Cabeamento Estruturado Cabeamento Horizontal Cabeamento

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO E DE ESPECIFICAÇÕES

MEMORIAL DESCRITIVO E DE ESPECIFICAÇÕES MEMORIAL DESCRITIVO E DE ESPECIFICAÇÕES SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO OBRA: ESCOLA DE ENSINO PROFISSIONALIZANTE PROJETO PADRÃO PROPRIETÁRIO: MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - MEC FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 8

NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 8 Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Assessoria Especial para Modernização da Gestão Central de Compras e Contratações NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 8 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 4/2015 PROCESSO Nº 04300.003546/2014-01

Leia mais

PEDIDO DE COTAÇÃO - ANEXO I

PEDIDO DE COTAÇÃO - ANEXO I Folha: 0001 Objeto: Aquisição de Material de e Permanente (Equipamentos e Suprimentos de Informática), para 001 081266-9 CABO UTP CAT5E FLEXíVEL, CAIXA COM 300MT Lote 1- Destino: Uinfor CX 30 002 113294-5

Leia mais

InfraEstrutura de Redes

InfraEstrutura de Redes Faculdade Anhanguera de São Caetano do Sul InfraEstrutura de Redes Curso: Tecnologia em Redes de Computadores Prof:Eduardo M. de Araujo Site-http://www.professoreduardoaraujo.com Line Cords e Patch Cables.

Leia mais

Cabeamento Estruturado. Definição. Definição. Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br Redes de Computadores - UDESC

Cabeamento Estruturado. Definição. Definição. Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br Redes de Computadores - UDESC Cabeamento Estruturado Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br Redes de Computadores - UDESC Definição Entende-se por rede interna estruturada aquela que é projetada de modo a prover uma infra-estrutura

Leia mais

CAB Cabeamento Estruturado e Redes Telefônicas

CAB Cabeamento Estruturado e Redes Telefônicas MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS SÃO JOSÉ SANTA CATARINA CAB Cabeamento Estruturado e Redes Telefônicas

Leia mais

CABEAMENTO ESTRUTURADO NORMAS AMERICANAS EIA/TIA

CABEAMENTO ESTRUTURADO NORMAS AMERICANAS EIA/TIA CABEAMENTO ESTRUTURADO NORMAS AMERICANAS EIA/TIA NORMAS AMERICANAS EIA/TIA EIA/TIA 568-B: Commercial Building Telecomunications Cabling Standard Essa norma de 2001 é a revisão da norma EIA/TIA 568-A de

Leia mais

Cabeamento Estruturado. Prof. Marciano dos Santos Dionizio

Cabeamento Estruturado. Prof. Marciano dos Santos Dionizio Cabeamento Estruturado Prof. Marciano dos Santos Dionizio Norma ANSI/EIA/TIA 568B Divide um sistema de cabeamento em subsistemas: 1. Facilidades de Entrada (pela NBR14565: Sala de Entrada de Telecomunicações

Leia mais

Disciplina: Cabeamento de Redes Profª Érica Barcelos

Disciplina: Cabeamento de Redes Profª Érica Barcelos Disciplina: Cabeamento de Redes Profª Érica Barcelos CAPÍTULO 4 4. CABEAMENTO ESTRUTURADO- PARTE II Cada nível do subsistema estudado no capítulo anterior foi regulamentado por normas que visam padronizar

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Contrato Didático-Pedagógico: Semana Aulas Programação 1. 04 2. 04 3. 04 4. 04

PLANO DE ENSINO. Contrato Didático-Pedagógico: Semana Aulas Programação 1. 04 2. 04 3. 04 4. 04 PLANO DE ENSINO Curso: REDES DE COMPUTADORES Disciplina: PRÁTICAS DE CABEAMENTO ESTRUTURADO Professor: FRANCISCO TESIFOM MUNHOZ Período: NOTURNO Carga Horária: 80h Ano Letivo: 2008 Período: 1º semestre

Leia mais

Noções de Cabeamento Estruturado Metálico

Noções de Cabeamento Estruturado Metálico Noções de Cabeamento Estruturado Metálico Roteiro Parâmetros elétricos Cuidados com cabos metálicos Normas 568 / 606 Elementos do cabeamento estruturado Cabeamento Embora pareça uma questão simples, um

Leia mais

Aula 4b Elementos da Infraestrutura

Aula 4b Elementos da Infraestrutura Aula 4b Elementos da Infraestrutura Prof. José Maurício S. Pinheiro 2010 1 Elementos de Infra-estrutura São utilizados em projetos de sistemas de cabeamento para estabelecer o tráfego de voz, dados e imagens,

Leia mais

INSTALAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA PARA CABEAMENTO LÓGICO

INSTALAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA PARA CABEAMENTO LÓGICO INSTALAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA PARA CABEAMENTO LÓGICO ELETROCALHAS A instalação das eletrocalhas em uma infra-estrutura para suportar os cabos lógicos e elétricos devem seguir algumas normas para que não

Leia mais

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito

Prof. Samuel Henrique Bucke Brito - Cabeamento Estruturado www.labcisco.com.br ::: shbbrito@labcisco.com.br Prof. Samuel Henrique Bucke Brito Introdução Cabeamento Estruturado é a disciplina que estuda a disposição organizada e padronizada

Leia mais

PROJETO BÁSICO OBRA DE REFORMA E AMPLIAÇÃO DA AC CERES - DR/GO ENDEREÇO: AVENIDA PRESIDENTE VARGAS, LOTE 34, QUADRA Q, SETOR CENTRAL, CERES - GOIÁS

PROJETO BÁSICO OBRA DE REFORMA E AMPLIAÇÃO DA AC CERES - DR/GO ENDEREÇO: AVENIDA PRESIDENTE VARGAS, LOTE 34, QUADRA Q, SETOR CENTRAL, CERES - GOIÁS PROJETO BÁSICO PROJETO BÁSICO PARA: OBRA DE REFORMA E AMPLIAÇÃO DA AC CERES - DR/GO OBJETO DA LICITAÇÃO: O objeto da presente licitação é a OBRA DE REFORMA E AMPLIAÇÃO DA AC CERES - DR/GO, na forma de

Leia mais

MODELO DE DOCUMENTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE PROJETO

MODELO DE DOCUMENTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE PROJETO DISCIPLINA: PROJETO FÍSICO DE REDE PROJETO: CABEAMENTO ESTRUTURADO DE REDES LOCAIS MODELO DE DOCUMENTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE PROJETO OBS: O MODELO PODERÁ SER ALTERADO DE ACORDO COM A NECESSIDADE DE CADA

Leia mais

PLANILHA DE PREÇOS SERVIÇOS E MATERIAIS NECESSÁRIOS PARA A COMPLETA EXECUÇÃO DO OBJETO, DE ACORDO COM AS ESPECIFICAÇÕES DO MEMORIAL BÁSICO.

PLANILHA DE PREÇOS SERVIÇOS E MATERIAIS NECESSÁRIOS PARA A COMPLETA EXECUÇÃO DO OBJETO, DE ACORDO COM AS ESPECIFICAÇÕES DO MEMORIAL BÁSICO. PLANILHA DE PREÇOS SERVIÇOS E MATERIAIS NECESSÁRIOS PARA A COMPLETA EXECUÇÃO DO OBJETO, DE ACORDO COM AS ESPECIFICAÇÕES DO MEMORIAL BÁSICO. Item Descrição dos Serviços Quant. PROCURADORIA DA REPÚBLICA

Leia mais

CONCORRÊNCIA SENAC 03/2011 REDE LÓGICA E FISICA EDITAL

CONCORRÊNCIA SENAC 03/2011 REDE LÓGICA E FISICA EDITAL CONCORRÊNCIA SENAC 03/2011 REDE LÓGICA E FISICA EDITAL 1 O Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial SENAC-BA- Administração Regional, torna público a Concorrência - 03/2011, estando previsto o recebimento

Leia mais

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES ANEXO II CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA O FORNECIMENTO E INSTALAÇÃO DE SISTEMAS DE TELECOMUNICAÇÕES INTEGRADOS COM ALTA DISPONIBILIDADE, BACKBONES ÓPTICOS E ELÉTRICA PARA TI, VISANDO ATENDER AS UNIDADES DE

Leia mais

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Infraestrutura de Redes de Computadores

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Infraestrutura de Redes de Computadores Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Infraestrutura de Redes de Computadores Euber Chaia Cotta e Silva euberchaia@yahoo.com.br Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Administração Euber

Leia mais

EMPRESA BRASILEIRA DE INFRA ESTRUTURA AEROPORTUÁRIA AEROPORTO INTERNACIONAL DE NAVEGANTES TERMO DE REFERÊNCIA

EMPRESA BRASILEIRA DE INFRA ESTRUTURA AEROPORTUÁRIA AEROPORTO INTERNACIONAL DE NAVEGANTES TERMO DE REFERÊNCIA 1 EMPRESA BRASILEIRA DE INFRA ESTRUTURA AEROPORTUÁRIA AEROPORTO INTERNACIONAL DE NAVEGANTES TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO Fornecimento e instalação de películas de proteção para vidros, conforme descrição

Leia mais

Comando Militar do Nordeste SRP nº 09/2013

Comando Militar do Nordeste SRP nº 09/2013 2013 Comando Militar do Nordeste SRP nº 09/2013 B2IT Serviços de Multimídia e Telecom LTDA 18/10/2013 Aos Órgãos da Administração Pública Ref.: Ata de Registro de Preços conforme preceitua o Decreto Nº

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA

TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA FORNECIMENTO DE MATERIAIS E SERVIÇOS NECESSÁRIOS À READEQUAÇÃO DE INFRAESTRUTURA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO E METÁLICO DE VOZ DO AEROPORTO DE BAGÉ TERMO DE REFERÊNCIA

Leia mais

Anexo V: Solução de Pontos de rede local

Anexo V: Solução de Pontos de rede local Anexo V: Solução de Pontos de rede local 1. Objetivo: 1.1. Contratação de solução de Pontos de Rede de telecomunicação para conexão de diversos tipos de equipamentos eletrônicos como computadores, impressoras,

Leia mais

CONCORRÊNCIA Nº 001/2015. De posso do edital de Licitação Concorrência 001/2015, a Companhia da Obra, vem questionar o disposto no edital.

CONCORRÊNCIA Nº 001/2015. De posso do edital de Licitação Concorrência 001/2015, a Companhia da Obra, vem questionar o disposto no edital. 1 Questionamento empresa Companhia da Obra Prezados, De posso do edital de Licitação Concorrência 001/2015, a Companhia da Obra, vem questionar o disposto no edital. No item Relação dos documentos que

Leia mais

InfraEstrutura de Redes

InfraEstrutura de Redes Faculdade Anhanguera de São Caetano do Sul InfraEstrutura de Redes Curso: Tecnologia em Redes de Computadores Prof:Eduardo M. de Araujo Site-http://www.professoreduardoaraujo.com Cabeamento Estruturado

Leia mais

4. Página 20 item 2.8-c. Conforme indicado, a única norma ABNT a ser seguida é a ABNT-NBR-5410:1997?

4. Página 20 item 2.8-c. Conforme indicado, a única norma ABNT a ser seguida é a ABNT-NBR-5410:1997? MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA - INEP COORDENAÇÃO-GERAL DE LICITAÇÕES, CONTRATOS E CONVÊNIOS. Esplanada dos Ministérios Bloco L Anexo I 4º

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES MÓDULO 8

REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES MÓDULO 8 REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÕES MÓDULO 8 Índice 1. Cabeamento estruturado...3 2 1. CABEAMENTO ESTRUTURADO Montar uma rede doméstica é bem diferente de montar uma rede local de 100 pontos em uma

Leia mais

Disciplina: Cabeamento de Redes Profª Érica Barcelos

Disciplina: Cabeamento de Redes Profª Érica Barcelos Disciplina: Cabeamento de Redes Profª Érica Barcelos CAPÍTULO 3 3. CABEAMENTO ESTRUTURADO-PARTE 1 Os primeiros projetos de cabeamento estruturado foram desenvolvidos para sistemas telefônicos comerciais,

Leia mais

Redes de Dados e Comunicações

Redes de Dados e Comunicações Redes de Dados e Comunicações Prof.: Fernando Ascani Cabo Par Trançado Conector-RJ 45 A norma EIA/TIA padronizou o conector RJ-45 para a conectorização de cabos UTP. Para a conectorização do cabo UTP,

Leia mais

BACK BONE DE FIBRA ÓPTICA

BACK BONE DE FIBRA ÓPTICA MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO RUA JOÃO POLITI, 1589 ITAJUBÁ MG BACK BONE DE FIBRA ÓPTICA Responsável Técnico: Airton Leandro Seidel 1 INDICE GERAL DO MEMORIAL DESCRITIVO 1. OBJETIVO DO PROJETO 03 2. ESCOPO

Leia mais

Sistema de Cabeamento Estruturado Norma EIA/TIA - 606

Sistema de Cabeamento Estruturado Norma EIA/TIA - 606 Sistema de Cabeamento Estruturado Norma EIA/TIA - 606 EIA/TIA Órgão de normatização para infra-estrutura de telecomunicações. Norma para Administração da infra-estrutura de telecomunicações em edifícios

Leia mais

RESPOSTA AOS PEDIDOS DE ESCLARECIMENTO

RESPOSTA AOS PEDIDOS DE ESCLARECIMENTO Referência: PA Nº 4419AD/2015 CONCORRÊNCIA Nº 03/2015 Interessado: Procuradoria-Geral de Justiça do Maranhão Assunto: Parecer acerca de esclarecimentos ao Edital da Concorrência nº 03/2015 Objeto: A presente

Leia mais

ANEXO IV. Registro de Preços Ponto de Rede. Planilhas de Serviços de Elétrica Exclusiva Itens 02. Anexo IV ao Orientador nº 404/2014. Fls.

ANEXO IV. Registro de Preços Ponto de Rede. Planilhas de Serviços de Elétrica Exclusiva Itens 02. Anexo IV ao Orientador nº 404/2014. Fls. PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO CASA CIVIL EMPRESA MUNICIPAL DE INFORMATICA S.A - IPLANRIO Processo Anexo IV ao Orientador nº 404/2014 ANEXO IV Registro de Preços Ponto de Rede Planilhas de Serviços

Leia mais

DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº 01/2014

DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº 01/2014 DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº 01/2014 1. DO OBJETO 1.1. Contratação de empresa para execução de obra de reforma do Módulo de Educação e Cultura do SESC Taguatinga Norte. 2. DA DESCRIÇÃO DOS SERVIÇOS 2.1. A

Leia mais

EM 1991 a EIA (Eletronic Industries Association) publicou um padrão para cabeamento de telecomunicações

EM 1991 a EIA (Eletronic Industries Association) publicou um padrão para cabeamento de telecomunicações Laboratório de Redes. Cabeamento Estruturado Pedroso 4 de março de 2009 1 Introdução EM 1991 a EIA (Eletronic Industries Association) publicou um padrão para cabeamento de telecomunicações de edifícios

Leia mais

CABEAMENTO E INFRAESTRUTURA

CABEAMENTO E INFRAESTRUTURA CABEAMENTO E INFRAESTRUTURA CONHEÇA NOSSA EMPRESA Ao longo de 10 anos de trabalho, nós da Allcomnet adquirimos experiência na área de telecomunicações, visando formas de integrar tecnologias que facilitam

Leia mais

PADRÃO DE INFRAESTRUTURA DE TECNOLOGIA PARA PRESTADORES DA UNIMED RIO VERDE

PADRÃO DE INFRAESTRUTURA DE TECNOLOGIA PARA PRESTADORES DA UNIMED RIO VERDE PADRÃO DE INFRAESTRUTURA DE TECNOLOGIA PARA PRESTADORES DA UNIMED RIO VERDE Versão 1.0 Data: 09/12/2013 Desenvolvido por: - TI Unimed Rio Verde 1 ÍNDICE 1. Objetivo... 4 2. Requsitos de Infraestrutura

Leia mais

ENGENHARIA E PROJETOS ELÉTRICOS LTDA

ENGENHARIA E PROJETOS ELÉTRICOS LTDA APRESENTAÇÃO As especificações contidas neste memorial são referentes às instalações de cabeamento estruturado do prédio sede do Tribunal Regional do Trabalho 12ª Região TRT, localizado na Av. Jorn.Rubens

Leia mais

Av. Presidente Vargas, 1261 CEP: 20071-004 - Centro - Rio de Janeiro Tel: +55 (21) 2532-2661

Av. Presidente Vargas, 1261 CEP: 20071-004 - Centro - Rio de Janeiro Tel: +55 (21) 2532-2661 TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA PROJETO DOS SISTEMAS DE CFTV DA BIBLIOTECA PARQUE ESTADUAL DE MANGUINHOS BPM JUSTIFICATIVA A Biblioteca Parque Estadual de Manguinhos é um

Leia mais

Cabeamento estruturado. Norma Padrão 568B e 569A

Cabeamento estruturado. Norma Padrão 568B e 569A Cabeamento estruturado Norma Padrão 568B e 569A Cabeamento Estruturado O padrão 568B O objetivo desta norma é: especificar um sistema de cabeamento genérico para edificios comerciais que suporte um ambiente

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA A Rede de Desenvolvimento Humano - REDEH, entidade privada sem fins lucrativos, inscrita no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica do Ministério da Fazenda sob o nº 39.064.233/0001-93,

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS 06.09.000 SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 06.09.001 - EQUIPAMENTOS ATIVOS

ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS 06.09.000 SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 06.09.001 - EQUIPAMENTOS ATIVOS ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS 06.09.000 SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 06.09.001 - EQUIPAMENTOS ATIVOS Tipo: Gabinete Rack do tipo bastidor com porta e ventilação forçada 24U x 19"x 670mm, com porta de

Leia mais

CATÁLOGO DE PRODUTOS REDE INTERNA E EXTERNA SUMÁRIO. Página 2 de 12

CATÁLOGO DE PRODUTOS REDE INTERNA E EXTERNA SUMÁRIO. Página 2 de 12 SUMÁRIO 1 APRESENTAÇÃO... 03 2 REDE INTERNA... 04-05 2.1 DADOS E TELEFONIA... 04 2.2 BÁSICO PARA INSTALAÇÕES... 04 2.3 RACK's PDU's (ITENS)... 05 3 ELÉTRICOS... 06 4 LINHA RF... 07 5 LINHA ÓPTICA... 07-08

Leia mais

Patch Panel & Keystone Jack (Cat5e)

Patch Panel & Keystone Jack (Cat5e) Este manual descreve como instalar os Patch Panels (modelos: 51.024) e Keystone Jacks (modelos: 31.090-WH, 31.090-BK e 31.090-IV) Categoria 5e da Gts Telecom. Apresenta como realizar a crimpagem, testes

Leia mais

ESCOPO DE SERVIÇOS PARA ELABORAÇÃO DO CUSTO DO LAUDO TECNICO DO PAR ARAIO E ATERRAMENTO

ESCOPO DE SERVIÇOS PARA ELABORAÇÃO DO CUSTO DO LAUDO TECNICO DO PAR ARAIO E ATERRAMENTO ESCOPO DE SERVIÇOS PARA ELABORAÇÃO DO CUSTO DO LAUDO TECNICO DO PAR ARAIO E ATERRAMENTO 1-Objetivo da Cotação: Elaboração do Laudo Técnico do Para Raio e Aterramento seguindo as orientações das norma da

Leia mais

INMETRO - Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade. DG Distribuidor Geral (Quadro de Entrada da Empresa de Telecom);

INMETRO - Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade. DG Distribuidor Geral (Quadro de Entrada da Empresa de Telecom); ABREVIATURAS ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas; ANSI American National Standards Institute; CSA Canadian Standards Association; ISO - International Standard Organization; ITU International

Leia mais

REFORMA SALA DO NÚCLEO DE SEGURANÇA PROJETO TELECOMUNICAÇÕES

REFORMA SALA DO NÚCLEO DE SEGURANÇA PROJETO TELECOMUNICAÇÕES REFORMA SALA DO NÚCLEO DE SEGURANÇA MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO TELECOMUNICAÇÕES Responsabilidade e Compromisso com o Meio Ambiente MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO TELECOMUNICAÇÕES OBRA: Reforma Sala do Núcleo

Leia mais

Catálogo de. Produtos LABORATÓRIO ÓPTICO FERRAMENTARIA / METALURGIA PRODUTOS INJETADOS MARCAS DISTRIBUÍDAS B5NX-CNC

Catálogo de. Produtos LABORATÓRIO ÓPTICO FERRAMENTARIA / METALURGIA PRODUTOS INJETADOS MARCAS DISTRIBUÍDAS B5NX-CNC FIBRAS ÓPTICAS E ACESSÓRIOS LABORATÓRIO ÓPTICO FERRAMENTARIA / METALURGIA B5NX-CNC PRODUTOS INJETADOS Catálogo de MARCAS DISTRIBUÍDAS Produtos R A Division of Cisco Systems, Inc. RACKS E ACESSÓRIOS Linha

Leia mais

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA NA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INSPEÇÃO, MANUTENÇÃO, RECARGA E TESTE HIDROSTÁTICO EM EXTITORES DE INCÊNDIO DO SESC/AR/DF CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES 1. INTRODUÇÃO Este documento

Leia mais

A empresa CLEMAR ENGENHARIA LTDA., solicita os seguintes esclarecimentos:

A empresa CLEMAR ENGENHARIA LTDA., solicita os seguintes esclarecimentos: COP-148/2009 Processo nº 000578-14.89/09-2 Assunto: Esclarecimento A empresa CLEMAR ENGENHARIA LTDA., solicita os seguintes esclarecimentos: Questionamento 1: CABEAMENTO ESTRUTURADO: Utilizando os diagramas

Leia mais

Cabeamento Estruturado (Parte 2) Prof. Eduardo

Cabeamento Estruturado (Parte 2) Prof. Eduardo Estruturado (Parte 2) Prof. Eduardo Para debater... O que vimos na aula anterior? Montar uma rede doméstica é diferente de montar uma rede local de uns 100 PCs? Na aula anterior trabalhamos com a combinação

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA 1. INTRODUÇÃO

TERMO DE REFERÊNCIA 1. INTRODUÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA PARA REPAROS E OBRAS EMERGENCIAIS DE IMOVEIS SITUADOS NA ÁREA DE ESPECIAL INTERESSE URBANISTICO DA REGIÃO DO PORTO MARAVILHA. 1. INTRODUÇÃO A Operação

Leia mais

PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE

PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE São Paulo, 21 de maio de 2010 PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE 1 Informações e recomendações importantes O projeto foi solicitado pela Unidade para a implantação de rede local para o prédio MAC- IBIRAPUERA

Leia mais

SISTEMAS DE CABEAMENTO ESTRUTURADO CATEGORIAS

SISTEMAS DE CABEAMENTO ESTRUTURADO CATEGORIAS GARANTIA DE 20 ANOS Termo de Garantia SISTEMAS DE CABEAMENTO ESTRUTURADO CATEGORIAS 5e E 6 Via Cliente Via Legrand www.legrand.com.br PARA USO DAS GARANTIAS LEGRAND LINKEO 1 Preencher e assinar o Memorial

Leia mais

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ANEXO I (AO EDITAL DE CONVITE Nº 1/2006) CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ER 8 SALVADOR - BA MEMORIAL DESCRITIVO 1. Considerações Gerais 1.1. Objetivo O presente memorial tem por finalidade estabelecer

Leia mais

RDC PRESENCIAL 2014/07383 (4905) Respostas aos Questionamentos 18 a 21.

RDC PRESENCIAL 2014/07383 (4905) Respostas aos Questionamentos 18 a 21. RDC PRESENCIAL 2014/07383 (4905) Respostas aos Questionamentos 18 a 21. Questionamento 18: Nos itens lógicos tipo Patch Panel, organizador de cabo, régua de tomada e outros como no projeto de cabeamento

Leia mais

NORMA ANSI/EIA/TIA 568 - B. Projeto Físico de Rede

NORMA ANSI/EIA/TIA 568 - B. Projeto Físico de Rede NORMA ANSI/EIA/TIA 568 - B O PADRÃO BASEIA-SE NOS SEIS PRINCIPAIS COMPONENTES DE UM SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO, QUE SÃO: 1 FACILIDADE DE ENTRADA (Entrance Facility) : É COMPOSTA POR HARDWARE DE

Leia mais

Cabeamento Estruturado

Cabeamento Estruturado Cabeamento Estruturado Definição Cabeamento para uso integrado em comunicações de voz, dados e imagem preparado de maneira a atender diversos layouts de instalações, por um longo período de tempo, sem

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. 2. SERVIÇOS PRELIMINARES Limpeza, Barracão de Obra e Placa de Obra 2.1. LIMPEZA DA ÁREA DE INTERVENÇÃO

MEMORIAL DESCRITIVO. 2. SERVIÇOS PRELIMINARES Limpeza, Barracão de Obra e Placa de Obra 2.1. LIMPEZA DA ÁREA DE INTERVENÇÃO MEMORIAL DESCRITIVO 1. INFORMAÇÕES GERAIS Obra: Intervenção nos Canteiros Centrais da Avenida Santa Luzia Segunda Etapa. Endereço: Avenida Santa Luzia Área de Intervenção: 4758,52 m² 2. SERVIÇOS PRELIMINARES

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO RIO GRANDE DO NORTE CREA /RN COMPOSIÇÕES DE CUSTO UNITÁRIO DATA: JUL/15

CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO RIO GRANDE DO NORTE CREA /RN COMPOSIÇÕES DE CUSTO UNITÁRIO DATA: JUL/15 ITEM CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO RIO GRANDE DO NORTE CREA /RN COMPOSIÇÕES DE CUSTO UNITÁRIO DATA: JUL/15 Encargos Sociais de 123,93% (HORA) Encargos Sociais de 81,69% (MENSALISTA) Aplicado

Leia mais

Prestamos serviços nas áreas de:

Prestamos serviços nas áreas de: Á empresa Fundada em março de 1995, com o objetivo de proporcionar aos clientes o melhor em comercialização e prestação de serviços em elétrica e telecomunicações, SPDA, Alarmes, CFTV, a Elektron iniciou

Leia mais

Cabeamento Estruturado Metálico em Edifícios Comerciais

Cabeamento Estruturado Metálico em Edifícios Comerciais Cabeamento Estruturado Metálico em Edifícios Comerciais Cabeamento estruturado - definição Sistema de cabeamento capaz de prover tráfego de gêneros de informações diferenciadas dentro de um mesmo sistema

Leia mais

Orientações ao Edital para Registro de Preços Referência Anexo do Edital (Especificação Técnica)

Orientações ao Edital para Registro de Preços Referência Anexo do Edital (Especificação Técnica) PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO Casa Civil Empresa Municipal de Informática S/A - IplanRio Processo Termo de referência Nº 404/2014 Registro de Preços para contratação de Empresa para Prestação

Leia mais

O foco desta apresentação, refere-se exclusivamente a área de TI e Telefonia.

O foco desta apresentação, refere-se exclusivamente a área de TI e Telefonia. Helm System telecomunicações Preliminares Gerais O foco desta apresentação, refere-se exclusivamente a área de TI e Telefonia. Parte dos slides com organização de Rack, foram escolhidos como exemplos de

Leia mais

TOMADA DE PREÇOS 01/2011. Resposta questionamento

TOMADA DE PREÇOS 01/2011. Resposta questionamento TOMADA DE PREÇOS 01/2011. Resposta questionamento Em atendimento à clausula 20 DAS DISPOSIÇÕES FINAIS e sub item 21.5 do edital, apresentamos abaixo resposta aos questionamentos formulados: INFORMAÇÕES

Leia mais

Instalação de Serviços de Comunicação de Dados e Voz

Instalação de Serviços de Comunicação de Dados e Voz 1 Instalação de Serviços de Comunicação de Dados e Voz Prezado Usuário, A partir de agora você estará utilizando um sistema que integra Dados, Voz e Imagem em uma rede de alta confiabilidade, com equipamentos

Leia mais

EIA/TIA 569-B infra-estrutura caminhos e espaços

EIA/TIA 569-B infra-estrutura caminhos e espaços ANSI EIA/TIA 569-B EIA/TIA 569-B infra-estrutura caminhos e espaços Conforme a EIA/TIA 569A a infra-estrutura é dividida nos seguintes subsistemas: Área de Trabalho; Percursos horizontais; Sala ou armário

Leia mais

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Infraestrutura de Redes de Computadores

Graduação Tecnológica em Redes de Computadores. Infraestrutura de Redes de Computadores Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Infraestrutura de Redes de Computadores Euber Chaia Cotta e Silva euberchaia@yahoo.com.br Graduação Tecnológica em Redes de Computadores Introdução ao cabeamento

Leia mais

ANEXO 1 - TERMO DE REFERÊNCIA Substituição das telhas de alumínio da marquise frontal do prédio sede da Justiça Federal ES

ANEXO 1 - TERMO DE REFERÊNCIA Substituição das telhas de alumínio da marquise frontal do prédio sede da Justiça Federal ES 1 ANEXO 1 - TERMO DE REFERÊNCIA Substituição das telhas de alumínio da marquise frontal do prédio sede da Justiça Federal ES 1 OBJETO: 1.1 Contratação de empresa para substituição de telhas de alumínio

Leia mais

TOMADA DE PREÇOS nº 03/2011 ANEXO II PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DO PARANÁ EDIFÍCIO-SEDE EM CURITIBA

TOMADA DE PREÇOS nº 03/2011 ANEXO II PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DO PARANÁ EDIFÍCIO-SEDE EM CURITIBA TOMADA DE PREÇOS nº 03/2011 ANEXO II PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DO PARANÁ EDIFÍCIO-SEDE EM CURITIBA PROJETO DE INSTALAÇÃO DE INFRAESTRURURA DE SISTEMAS DE CFTV MEMORIAL DESCRITIVO Memorial Descritivo

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO Projeto Elétrico Descritivo CRESS

MEMORIAL DESCRITIVO Projeto Elétrico Descritivo CRESS MEMORIAL DESCRITIVO Projeto Elétrico Descritivo CRESS Curitiba PR Março de 2014 Sumário 1. Introdução... 3 1.1 Local da Obra... 3 1.2 Referências Normativas... 3 2. Objeto... 4 2.1 Hall... 4 2.2 Recepção...

Leia mais

PREFEITURA DE IBIRITÉ Secretaria Municipal de Administração

PREFEITURA DE IBIRITÉ Secretaria Municipal de Administração ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 153/2012 - TEM SOLUÇÕES & TECNOLOGIA LTDA Aos 16 (dezesseis) dias do mês de outubro de 2012 (dois mil e doze) na Prefeitura Municipal de Ibirité, localizada na rua Arthur Campos,

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DO CABEAMENTO ESTRUTURADO IFRS- POA-PORTO ALEGRE LABORATÓRIO BLOCO B

MEMORIAL DESCRITIVO DO CABEAMENTO ESTRUTURADO IFRS- POA-PORTO ALEGRE LABORATÓRIO BLOCO B DO CABEAMENTO ESTRUTURADO IFRS- POA-PORTO ALEGRE LABORATÓRIO BLOCO B Goiânia, 30 de Setembro de 2014. OBRA: IFRS- POA- Porto Alegre Laboratório Bloco B LOCAL: Rua Coronel Vicente, 281, Bairro Centro, Porto

Leia mais

FACULDADE DE INFORMÁTICA SALTO 2012. Projetos de Redes II. Tecnologia em Redes de Computadores

FACULDADE DE INFORMÁTICA SALTO 2012. Projetos de Redes II. Tecnologia em Redes de Computadores FACULDADE DE INFORMÁTICA SALTO 2012 Projetos de Redes II Tecnologia em Redes de Computadores Dias e horários Segundas-feiras 19:00 às 22:30 horas Valor das Avaliações PO1 Prova Oficial 1 PO1 (matéria somente

Leia mais

QUADRO DOS REQUISITOS OBRIGATÓRIOS DO IMÓVEL

QUADRO DOS REQUISITOS OBRIGATÓRIOS DO IMÓVEL QUADRO DOS S OBRIGATÓRIOS DO IMÓVEL 1. DAS ESPECIFICAÇÕES DO IMÓVEL 1.1 O imóvel deve pertencer a um único proprietário ou consórcio/grupo de proprietários. 1.2 O imóvel deve possuir área útil entre 36.900m²

Leia mais

CARTA CONVITE 16/2015 FUnC AQUISIÇÃO EQUIPAMENTOS REDE INTERNET WIRELESS

CARTA CONVITE 16/2015 FUnC AQUISIÇÃO EQUIPAMENTOS REDE INTERNET WIRELESS 1 CARTA CONVITE 16/2015 FUnC AQUISIÇÃO EQUIPAMENTOS REDE INTERNET WIRELESS 1 - PREÂMBULO 1.1 - A Fundação Universidade do Contestado, através do seu Departamento de Compras, situado à Rua Victor Sopelsa,

Leia mais

Comando Militar da Amazônia

Comando Militar da Amazônia Comando Militar da Amazônia SRP nº 11/2015 Dados para Adesão Cliente Comando Militar da Amazônia Serviços de instalação, manutenção e configuração de estruturas para redes de comunicação de dados, voz

Leia mais