Conselho Pedagógico. Análise do funcionamento do ano lectivo 2005/06. Reunião de 28 Novembro ESTiG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Conselho Pedagógico. Análise do funcionamento do ano lectivo 2005/06. Reunião de 28 Novembro 2006. ESTiG"

Transcrição

1 Conselho Pedagógico Análise do funcionamento do ano lectivo 2005/06 Reunião de 28 Novembro

2 Evolução do Sucesso Escolar Contabilidade e Administração 90.00% 80.00% 70.00% 60.00% 50.00% 40.00% 30.00% 20.00% CA Aprovados/Inscritos CA Aprovados/Avaliados CA Avaliados/Inscritos 10.00% 0.00% 2001/ / / / /2006 2

3 Evolução do Sucesso Escolar Engenharia Civil 90.00% 80.00% 70.00% 60.00% 50.00% 40.00% 30.00% 20.00% EC Aprovados/Inscritos EC Aprovados/Avaliados EC Avaliados/Inscritos 10.00% 0.00% 2001/ / / / /2006 3

4 Evolução do Sucesso Escolar Engenharia Electrotécnica 90.00% 80.00% 70.00% 60.00% 50.00% 40.00% 30.00% 20.00% EE Aprovados/Inscritos EE Aprovados/Avaliados EE Avaliados/Inscritos 10.00% 0.00% 2001/ / / / /2006 4

5 Evolução do Sucesso Escolar Engenharia Informática 90.00% 80.00% 70.00% 60.00% 50.00% 40.00% 30.00% 20.00% EI Aprovados/Inscritos EI Aprovados/Avaliados EI Avaliados/Inscritos 10.00% 0.00% 2001/ / / / /2006 5

6 Evolução do Sucesso Escolar Engenharia Mecânica 90.00% 80.00% 70.00% 60.00% 50.00% 40.00% 30.00% 20.00% EM Aprovados/Inscritos EM Aprovados/Avaliados EM Avaliados/Inscritos 10.00% 0.00% 2001/ / / / /2006 6

7 Evolução do Sucesso Escolar Engenharia Química 90.00% 80.00% 70.00% 60.00% 50.00% 40.00% 30.00% 20.00% EQ Aprovados/Inscritos EQ Aprovados/Avaliados EQ Avaliados/Inscritos 10.00% 0.00% 2001/ / / / /2006 7

8 Evolução do Sucesso Escolar Gestão de Empresas 90.00% 80.00% 70.00% 60.00% 50.00% 40.00% 30.00% 20.00% GE Aprovados/Inscritos GE Aprovados/Avaliados GE Avaliados/Inscritos 10.00% 0.00% 2001/ / / / /2006 8

9 Evolução do Sucesso Escolar Gestão e Engenharia Industrial 90.00% 80.00% 70.00% 60.00% 50.00% 40.00% 30.00% 20.00% GEI Aprovados/Inscritos GEI Aprovados/Avaliados GEI Avaliados/Inscritos 10.00% 0.00% 2001/ / / / /2006 9

10 Evolução do Sucesso Escolar Informática de Gestão 90.00% 80.00% 70.00% 60.00% 50.00% 40.00% 30.00% 20.00% IG Aprovados/Inscritos IG Aprovados/Avaliados IG Avaliados/Inscritos 10.00% 0.00% 2001/ / / / /

11 Evolução do Sucesso Escolar Média dos cursos 90.00% 80.00% 70.00% 60.00% 50.00% 40.00% 30.00% 20.00% Total Aprovados/Inscritos Total Aprovados/Avaliados Total Avaliados/Inscritos 10.00% 0.00% 2001/ / / / /

12 Conclusões da Evolução do Sucesso Escolar Tendência crescente para o número de aprovações em quase todos os cursos Atingiram-se valores máximos na ESTiG das percentagens de Aprovados/Inscritos, Aprovados/Avaliados e Avaliados/Inscritos. 12

13 Resultados dos Inquéritos Pedagógicos Por Curso Apenas foi analisada a questão: Apreciação global do funcionamento da disciplina 1-Má 3-Média 5-Excelente É apresentada a média pesada pelo número de respostas englobando todas as disciplinas do curso no semestre respectivo. É apresentada a evolução ao longo dos semestres: 2003/04 1º Sem 2003/04 2º Sem 2004/05 1º Sem 2004/05 2º Sem 2005/06 1º Sem 2005/06 2º Sem 13

14 Resultados dos inquéritos Pedagógicos Por Curso Número de respostas inquérito-disciplina-curso CA EC EE EI EM EQ GE GEI IG 0 03/04-1º S 03/04-2º S 04/05-1º S 04/05-2º S 05/06-1º S 05/06-2º S 14

15 Resultados dos inquéritos Pedagógicos Por Curso Apreciação Global do Funcionamento das Disciplinas Média das disciplinas do curso 5 4,5 4 3,5 3 2,5 2 1,5 CA EC EE EI EM EQ GE GEI IG 1 03/04-1º S 03/04-2º S 04/05-1º S 04/05-2º S 05/06-1º S 05/06-2º S 15

16 Resultados dos inquéritos Pedagógicos Por Curso Apreciação Global do Funcionamento das Disciplinas (Expandido) Média das disciplinas do curso 4,1 4 3,9 3,8 3,7 3,6 3,5 3,4 CA EC EE EI EM EQ GE GEI IG 3,3 03/04-1º S 03/04-2º S 04/05-1º S 04/05-2º S 05/06-1º S 05/06-2º S 16

17 Resultados dos inquéritos Pedagógicos - Disciplinas dos Departamentos Apenas foi analisada a questão: Apreciação global do funcionamento da disciplina 1-Má 3-Média 5-Excelente É apresentada a média pesada pelo número de respostas englobando todas as disciplinas do Departamento no semestre respectivo, agrupadas por tipologia: Teórica + (prática ou laboratorial) Teórico/Prática É apresentada a evolução ao longo dos semestres: 2003/04 1º Sem 2003/04 2º Sem 2004/05 1º Sem 2004/05 2º Sem 2005/06 1º Sem 2005/06 1º Sem 17

18 Resultados dos inquéritos Pedagógicos Disciplinas dos Departamentos Disciplinas com aulas Teóricas Número médio de respostas 4,00 3,75 3,50 3,25 3,00 2,75 2,50 2,25 2,00 03/04-1º S 03/04-2º S 04/05-1º S 04/05-2º S 05/06-1º S 05/06-2º S CCP (99) DSC (143) EG (45) E (326) GI (170) IC (223) M (332) MA (264) TM (108) TQB (286) ESTiG (2001) 18

19 Resultados dos inquéritos Pedagógicos Disciplinas dos Departamentos 5,00 4,50 4,00 3,50 3,00 2,50 2,00 1,50 1,00 0,50 Disciplinas com aulas Teóricas/Práticas Número médio de respostas CCP (71) DSC (41) EG (684) GI (17) IC (217) MA (35) TM (37) TQB (64) ESTiG (1164) 0,00 03/04-1º S 03/04-2º S 04/05-1º S 04/05-2º S 05/06-1º S 05/06-2º S 19

20 Resultados dos inquéritos Pedagógicos Disciplinas da ESTiG Comparação de tipologias de disciplinas 3,75 3,70 Número médio de respostas 3,65 3,60 3,55 Disciplinas com aulas teóricas (2001) Disciplinas com aulas Teóricas/Práticas (1164) 3,50 3,45 03/04-1º S 03/04-2º S 04/05-1º S 04/05-2º S 05/06-1º S 05/06-2º S 20

21 Resultados dos inquéritos Pedagógicos Docentes dos Departamentos Apenas foi analisada a questão: Apreciação global do docente 1-Má 3-Média 5-Excelente É apresentada a média pesada pelo número de respostas englobando todos os docentes do Departamento no semestre respectivo, agrupados por tipologia de aula: Teórica Teórico/Prática Prática Laboratorial É apresentada a evolução ao longo dos semestres: 2003/04 1º Sem 2003/04 2º Sem 2004/05 1º Sem 2004/05 2º Sem 2005/06 1º Sem 2005/06 2º Sem 21

22 Resultados dos inquéritos Pedagógicos Docentes dos Departamentos Docentes das aulas Teóricas Número médio de respostas 4,50 4,30 4,10 3,90 3,70 3,50 3,30 3,10 2,90 2,70 2,50 03/04-1º S 03/04-2º S 04/05-1º S 04/05-2º S 05/06-1º S 05/06-2º S CCP (100) DSC (144) EG (45) E (327) GI (178) IC (225) M (337) MA (264) TM (109) TQB (287) ESTiG (2016) 22

23 Resultados dos inquéritos Pedagógicos Docentes dos Departamentos Docentes das aulas Teórico/Práticas Número médio de respostas 4,90 4,70 4,50 4,30 4,10 3,90 3,70 3,50 3,30 3,10 2,90 2,70 2,50 03/04-1º S 03/04-2º S 04/05-1º S 04/05-2º S 05/06-1º S 05/06-2º S CCP (71) DSC (41) EG (692) GI (17) IC (217) MA (34) TM (34) TQB (64) ESTiG (1170) 23

24 Resultados dos inquéritos Pedagógicos Docentes dos Departamentos 4,40 Docentes das aulas Práticas Número médio de respostas 4,20 4,00 3,80 3,60 3,40 CCP (158) E (464) GI (408) IC (318) M (691) MA (490) TM (101) TQB (468) ESTiG (3112) 3,20 03/04-1º S 03/04-2º S 04/05-1º S 04/05-2º S 05/06-1º S 05/06-2º S 24

25 Resultados dos inquéritos Pedagógicos Docentes dos Departamentos Docentes da ESTiG 4,40 4,30 Número médio de respostas 4,20 4,10 4,00 3,90 3,80 Teórica (2016) Teórico/Prática (1170) Prática (3112) Laboratório (88) 3,70 3,60 3,50 03/04-1º S 03/04-2º S 04/05-1º S 04/05-2º S 05/06-1º S 05/06-2º S 25

26 Conclusões A apreciação global das disciplinas por curso situa-se estável entre os 3.3 e os 4.1 pontos, para todos os curso. A análise das disciplinas por Departamento reflecte a apreciação positiva referida na apreciação por curso. As disciplinas com tipologia teórico/prática são globalmente melhor apreciadas que as disciplinas com aulas teóricas + (práticas ou laboratoriais). 26

27 Conclusões A Apreciação global dos docentes das aulas teóricas, teórico/práticas e práticas mantém-se num patamar elevado. Na ESTiG a apreciação global do trabalho dos docentes situa-se acima dos 3.9. Os docentes são melhor avaliados na sequência crescente dos seguintes tipos de aulas: teóricas<teórico/práticas<práticas<laboratoriais. 27

PROGRAMA DA DISCIPLINA DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL I

PROGRAMA DA DISCIPLINA DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL I PROGRAMA DA DISCIPLINA DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL I 3º Ano Regime: 2º Semestre Ano Lectivo: 2006/2007 Carga Horária: 1T 1TP 2P Docente responsável: Eng.º Toni Alves Total de horas de contacto: 60 Corpo Docente:

Leia mais

NCE/09/01302 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/09/01302 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/09/01302 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas 1 a 7 1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Universidade De Aveiro 1.a. Descrição

Leia mais

ENSINO SUPERIOR DIPLOMADOS ATENÇÃO: É INDISPENSÁVEL A LEITURA DAS INSTRUÇÕES ANTES DE INICIAR O PREENCHIMENTO DO IMPRESSO

ENSINO SUPERIOR DIPLOMADOS ATENÇÃO: É INDISPENSÁVEL A LEITURA DAS INSTRUÇÕES ANTES DE INICIAR O PREENCHIMENTO DO IMPRESSO 6. Grau: MESTRADO - 2º CICLO 7. Curso: Engenharia de Electrónica e Telecomunicações 6 3 5 7 8. Ramo: Área de especialização: Electrónica 9. Duração do curso: 3 semestres letivos 23 anos 0 0 24 anos 1 1

Leia mais

Regulamento do Regime de Frequência e Avaliação

Regulamento do Regime de Frequência e Avaliação Regulamento do Regime de Frequência e Avaliação CURSO DE PÓS LICENCIATURA DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENFERMAGEM DE SAÚDE MATERNA E OBSTETRÍCIA Aprovado em Conselho Científico de 19/09/2007 A Presidente do Conselho

Leia mais

Regulamento da Avaliação de Conhecimentos nos Cursos da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa

Regulamento da Avaliação de Conhecimentos nos Cursos da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa Regulamento da Avaliação de Conhecimentos nos Cursos da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa CAPÍTULO I Princípios Gerais Artigo 1º Âmbito O presente regulamento aplica-se às unidades curriculares

Leia mais

PROGRAMA DA DISCIPLINA DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL II

PROGRAMA DA DISCIPLINA DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL II PROGRAMA DA DISCIPLINA DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL II 3º Ano Regime: 2º Semestre Ano Lectivo: 2006/2007 Carga Horária: 2TP+2P Docente responsável: Eng.º Toni Alves Total de horas de contacto: 60 Corpo Docente:

Leia mais

REGULAMENTO DE APLICAÇÃO DO SISTEMA DE CRÉDITOS CURRICULARES (ECTS)

REGULAMENTO DE APLICAÇÃO DO SISTEMA DE CRÉDITOS CURRICULARES (ECTS) REGULAMENTO DE APLICAÇÃO DO SISTEMA DE CRÉDITOS CURRICULARES (ECTS) (Ratificado pelo Conselho Científico em 20 de Abril de 2006) CAPÍTULO I Objecto, âmbito e conceitos Artigo 1.º Objecto Em conformidade

Leia mais

Caracterização dos cursos de licenciatura

Caracterização dos cursos de licenciatura Caracterização dos cursos de licenciatura 1. Identificação do ciclo de estudos em funcionamento Os cursos de 1º ciclo actualmente em funcionamento de cuja reorganização resultam os novos cursos submetidos

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DE SÃO JOSÉ DE CLUNY RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA ANO LECTIVO 2009/2010

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DE SÃO JOSÉ DE CLUNY RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA ANO LECTIVO 2009/2010 ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM DE SÃO JOSÉ DE CLUNY RELATÓRIO DE CONCRETIZAÇÃO DO PROCESSO DE BOLONHA ANO LECTIVO 2009/2010 CURSO DE ENFERMAGEM 1º CICLO FUNCHAL 1 0 Introdução O Relatório de concretização

Leia mais

Relatório do Mestrado em Biologia e Gestão da Qualidade da Água. Ano de 2008/2009

Relatório do Mestrado em Biologia e Gestão da Qualidade da Água. Ano de 2008/2009 Relatório do Mestrado em Biologia e Gestão da Qualidade da Água Ano de 2008/2009 Comissão Coordenadora Maria da Natividade Ribeiro Vieira Directora de Curso Vítor Manuel Oliveira Vasconcelos Luís Filipe

Leia mais

CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO GRAU DE MESTRE EM ENERGIAS RENOVÁVEIS CONVERSÃO ELÉCTRICA E UTILIZAÇÃO SUSTENTÁVEIS. Normas Regulamentares

CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO GRAU DE MESTRE EM ENERGIAS RENOVÁVEIS CONVERSÃO ELÉCTRICA E UTILIZAÇÃO SUSTENTÁVEIS. Normas Regulamentares CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO GRAU DE MESTRE EM ENERGIAS RENOVÁVEIS CONVERSÃO ELÉCTRICA E UTILIZAÇÃO SUSTENTÁVEIS Normas Regulamentares PREÂMBULO As presentes Normas Regulamentares do Ciclo de Estudos

Leia mais

Programação com Objectos. Programação Centrada em Objectos. Home Page. Ano Lectivo 2008/2009 1º Semestre. Objectivos Programa Bibliografia Avaliação

Programação com Objectos. Programação Centrada em Objectos. Home Page. Ano Lectivo 2008/2009 1º Semestre. Objectivos Programa Bibliografia Avaliação Última actualização: 25 de Outubro de 2008 Ano Lectivo 2008/2009 1º Semestre ção com Objectos ção Centrada em Objectos Docente: Paulo Leocádio Web: www.uac.pt/~pleocadio E-mail: pleocadio@uac.pt : Competências:

Leia mais

GABINETE DA MINISTRA DESPACHO

GABINETE DA MINISTRA DESPACHO DESPACHO A concretização do sistema de avaliação do desempenho estabelecido no Estatuto da Carreira dos Educadores de Infância e dos Professores dos Ensinos Básico e Secundário (ECD), recentemente regulamentado,

Leia mais

REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO DE CONHECIMENTOS DA FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA

REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO DE CONHECIMENTOS DA FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO DE CONHECIMENTOS DA FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Preâmbulo O anterior Regulamento de Avaliação em vigor até 2011-2012 foi elaborado para um tipo

Leia mais

REGULAMENTO DE FREQUÊNCIA E AVALIAÇÃO A APLICAR AOS 1 OS CICLOS

REGULAMENTO DE FREQUÊNCIA E AVALIAÇÃO A APLICAR AOS 1 OS CICLOS REGULAMENTO DE FREQUÊNCIA E AVALIAÇÃO A APLICAR AOS 1 OS CICLOS DE ESTUDOS DOS CURSOS ADEQUADOS AO PROCESSO DE BOLONHA I Calendário e carga horária 1. O ano escolar tem início em Setembro e termina em

Leia mais

Regulamento do Curso de Mestrado em Desporto

Regulamento do Curso de Mestrado em Desporto Escola Superior de Desporto de Rio Maior (ESDRM) Instituto Politécnico de Santarém (IPS) Regulamento do Curso de Mestrado em Desporto Artigo 1º Natureza e âmbito de aplicação 1. O curso pretende atingir

Leia mais

EDITAL. MESTRADO EM COMÉRCIO ELECTRÓNICO (3ª Edição 2012/2014)

EDITAL. MESTRADO EM COMÉRCIO ELECTRÓNICO (3ª Edição 2012/2014) EDITAL MESTRADO EM COMÉRCIO ELECTRÓNICO (3ª Edição 2012/2014) Nos termos do Decreto-Lei nº 42/2005, de 22 de Fevereiro, do Decreto-Lei nº 74/200, de 24 de Março, com as alterações que lhes foram introduzidas

Leia mais

Resumo análise dos contra o gabarito preliminar e o conteúdo das questões da prova objetiva.

Resumo análise dos contra o gabarito preliminar e o conteúdo das questões da prova objetiva. 101 - AUXILIAR DE BIBLIOTECA 1 Indeferido 19 Indeferido 20 Indeferido 2 2 25 Indeferido 35 Indeferido 55 Indeferido 57 DEFERIDO/DE D PARA A 6 6 65 Indeferido 71 Indeferido 7 74 DEFERIDO/DE B PARA C 75

Leia mais

REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO DE CONHECIMENTOS E COMPETÊNCIAS E DE ADMISSÃO A EXAME FINAL DO MESTRADO INTEGRADO EM MEDICINA VETERINÁRIA

REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO DE CONHECIMENTOS E COMPETÊNCIAS E DE ADMISSÃO A EXAME FINAL DO MESTRADO INTEGRADO EM MEDICINA VETERINÁRIA REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO DE CONHECIMENTOS E COMPETÊNCIAS E DE ADMISSÃO A EXAME FINAL DO MESTRADO INTEGRADO EM MEDICINA VETERINÁRIA CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1º Objecto O presente Regulamento

Leia mais

REFORMA DO ENSINO SECUNDÁRIO MATRIZES CURSOS CIENTÍFICO HUMANÍSTICOS CURSOS TECNOLÓGICOS. Versão definitiva de10 de Abril de 2003

REFORMA DO ENSINO SECUNDÁRIO MATRIZES CURSOS CIENTÍFICO HUMANÍSTICOS CURSOS TECNOLÓGICOS. Versão definitiva de10 de Abril de 2003 REFORMA DO ENSINO SECUNDÁRIO MATRIZES CURSOS CIENTÍFICO HUMANÍSTICOS E CURSOS TECNOLÓGICOS Versão definitiva de0 de Abril de 003 CURSO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIAS Componentes de Formação 0º º º Geral Português

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SERRA DOS ÓRGÃOS CENTRO UNIVERSITARIO SERRA DOS ORGAOS CENTRO DE CIENCIAS HUMANAS E SOCIAIS PROGRAMA DE DISCIPLINA 1. Identificação Disciplina: ANÁLISE DE SISTEMAS CONTÁBEIS Corpo

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Bacharelado em Sistemas de Informação FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( X ) bacharelado ( ) licenciatura

Leia mais

MANUAL DE CONSTRUÇÃO DE CRÉDITOS ECTS

MANUAL DE CONSTRUÇÃO DE CRÉDITOS ECTS MANUAL DE CONSTRUÇÃO DE CRÉDITOS ECTS PROCEDIMENTOS E REGRAS A ADOPTAR PARA A FIXAÇÃO DOS CRÉDITOS A OBTER EM CADA ÁREA CIENTÍFICA E A ATRIBUIR POR CADA UNIDADE CURRICULAR (de acordo com Dec.- Lei nº 42/2005)

Leia mais

CICLO DE ESTUDOS DE CONDUCENTE AO GRAU DE MESTRE EM GENÉTICA MOLECULAR E BIOMEDICINA. Normas Regulamentares

CICLO DE ESTUDOS DE CONDUCENTE AO GRAU DE MESTRE EM GENÉTICA MOLECULAR E BIOMEDICINA. Normas Regulamentares CICLO DE ESTUDOS DE CONDUCENTE AO GRAU DE MESTRE EM GENÉTICA MOLECULAR E BIOMEDICINA Normas Regulamentares PREÂMBULO As presentes Normas Regulamentares do Ciclo de Estudos de Mestrado em Genética Molecular

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM SISTEMAS E TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO PARA A SAÚDE. (2ª Edição 2011/2013)

EDITAL MESTRADO EM SISTEMAS E TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO PARA A SAÚDE. (2ª Edição 2011/2013) EDITAL MESTRADO EM SISTEMAS E TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO PARA A SAÚDE (2ª Edição 2011/2013) Nos termos do Decreto-Lei nº 42/2005, de 22 de Fevereiro, do Decreto-Lei nº 74/2006, de 24 de Março, com as alterações

Leia mais

PEDIDO DE ACREDITAÇÃO PRÉVIA DE NOVO CICLO DE ESTUDOS (PAPNCE) (Ensino Universitário e Politécnico) Guião de apresentação

PEDIDO DE ACREDITAÇÃO PRÉVIA DE NOVO CICLO DE ESTUDOS (PAPNCE) (Ensino Universitário e Politécnico) Guião de apresentação PEDIDO DE ACREDITAÇÃO PRÉVIA DE NOVO CICLO DE ESTUDOS (PAPNCE) (Ensino Universitário e Politécnico) Guião de apresentação Versão de Abril de 2014 APRESENTAÇÃO DO PEDIDO A1. Instituição de ensino superior

Leia mais

Agenda Estratégica Síntese das discussões ocorridas no âmbito da Câmara Técnica de Ensino e Informação

Agenda Estratégica Síntese das discussões ocorridas no âmbito da Câmara Técnica de Ensino e Informação Agenda Estratégica Síntese das discussões ocorridas no âmbito da Câmara Técnica de Ensino e Informação Ao largo do segundo semestre de 2014 e início de 2015, a CTEI debruçou-se sobre o Termo de Referência

Leia mais

FACULDADE MODELO CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO. RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2º Semestre de 2010

FACULDADE MODELO CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO. RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2º Semestre de 2010 FACULDADE MODELO CPA COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2º Semestre de 2010 1. APRESENTAÇÃO O relatório que segue apresenta a Avaliação Institucional da Faculdade Modelo

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular CONTABILIDADE FINANCEIRA Ano Lectivo 2012/2013

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular CONTABILIDADE FINANCEIRA Ano Lectivo 2012/2013 Programa da Unidade Curricular CONTABILIDADE FINANCEIRA Ano Lectivo 2012/2013 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Turismo 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular

Leia mais

Resultados dos Questionários de Satisfação dos Estudantes

Resultados dos Questionários de Satisfação dos Estudantes Resultados dos Questionários de Satisfação dos Estudantes Ano Lectivo 2011/2012 1 Os resultados apresentados reflectem a análise dos Questionários de Satisfação dos Estudantes/Formandos Ano Lectivo 2011/2012

Leia mais

Instituto Superior de Engenharia de Lisboa

Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Regulamento dos cursos do ciclo de estudos conducente ao grau de licenciado O presente regulamento estabelece as normas que complementam as que decorrem do regime

Leia mais

REGULAMENTO DE FREQUÊNCIA E AVALIAÇÃO DA LICENCIATURA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

REGULAMENTO DE FREQUÊNCIA E AVALIAÇÃO DA LICENCIATURA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Campus Universitário de Santo André Instituto Superior de Estudos Interculturais e Transdisciplinares de Santo André REGULAMENTO DE FREQUÊNCIA E AVALIAÇÃO DA LICENCIATURA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

Leia mais

Regulamento dos cursos de primeiro ciclo na FCTUC

Regulamento dos cursos de primeiro ciclo na FCTUC Regulamento dos cursos de primeiro ciclo na FCTUC Aprovado na reunião da Comissão Coordenadora do Conselho Científico de 2006-10-09, na reunião do Conselho Directivo de 2006-10-13 e na reunião da Comissão

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular GESTÃO FINANCEIRA Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular GESTÃO FINANCEIRA Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular GESTÃO FINANCEIRA Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Turismo 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular GESTÃO

Leia mais

Mestrado em Ensino da Física e da Química

Mestrado em Ensino da Física e da Química Mestrado em Ensino da Física e da Química Mestrado em Ensino da Física e da Química - Faculdade de Ciências da Universidade do Porto 1 5. Estrutura curricular e plano de estudos FORMULÁRIO 1. Estabelecimento

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ANÁLISE FINANCEIRA E ORÇAMENTAL Ano Lectivo 2015/2016

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ANÁLISE FINANCEIRA E ORÇAMENTAL Ano Lectivo 2015/2016 Programa da Unidade Curricular ANÁLISE FINANCEIRA E ORÇAMENTAL Ano Lectivo 2015/2016 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Gestão de Recursos Humanos 3. Ciclo de Estudos

Leia mais

4928-(5) c) Os n. os 3.1 e 3.2 do anexo III.B (mestrados); d) O n.º 1 do anexo III.C (ciclo de estudos integrado conducente ao grau de mestre).

4928-(5) c) Os n. os 3.1 e 3.2 do anexo III.B (mestrados); d) O n.º 1 do anexo III.C (ciclo de estudos integrado conducente ao grau de mestre). N.º 65 31 de Março de 2006 DIÁRIO DA REPÚBLICA II SÉRIE 4928-(5) Despacho n. o 7287-B/2006 (2. a série). O regime jurídico dos graus académicos e diplomas do ensino superior prevê que os estabelecimentos

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular Demografia e Dinâmicas Territoriais Ano Lectivo 2013/2014

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular Demografia e Dinâmicas Territoriais Ano Lectivo 2013/2014 Programa da Unidade Curricular Demografia e Dinâmicas Territoriais Ano Lectivo 2013/2014 1. Unidade Orgânica Serviço Social (1º Ciclo) 2. Curso Serviço Social 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular

Leia mais

REGULAMENTO DE FREQUÊNCIA E AVALIAÇÃO DA LICENCIATURA EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA N O TRABALHO

REGULAMENTO DE FREQUÊNCIA E AVALIAÇÃO DA LICENCIATURA EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA N O TRABALHO Campus Universitário de Almada Instituto Superior de Estudos Interculturais e Transdisciplinares / Almada REGULAMENTO DE FREQUÊNCIA E AVALIAÇÃO DA LICENCIATURA EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA N O TRABALHO ANO

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DAS ATIVIDADES PEDAGÓGICAS DA ESTBarreiro/IPS

SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DAS ATIVIDADES PEDAGÓGICAS DA ESTBarreiro/IPS SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE DAS ATIVIDADES PEDAGÓGICAS DA ESTBarreiro/IPS 1. INTRODUÇÃO Este documento tem por objetivo estabelecer o Sistema de Gestão da Qualidade das Atividades Pedagógicas da ESTBarreiro/IPS

Leia mais

Ficha da Unidade Curricular

Ficha da Unidade Curricular Ficha da Unidade Curricular Curso: Engenharia Electrotécnica/Informática Ano Lectivo: 2010/11 Unidade Curr.: Sistemas Digitais Ano Curricular: 1 Créditos: 6 Responsável: João Paulo Coelho Regime: Anual

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular Métodos e Técnicas de Investigação Social Ano Lectivo 2010/2011

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular Métodos e Técnicas de Investigação Social Ano Lectivo 2010/2011 Programa da Unidade Curricular Métodos e Técnicas de Investigação Social Ano Lectivo 2010/2011 1. Unidade Orgânica Serviço Social (1º Ciclo) 2. Curso Serviço Social 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular PLANEAMENTO E CONTROLE DE GESTÃO Ano Lectivo 2011/2012

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular PLANEAMENTO E CONTROLE DE GESTÃO Ano Lectivo 2011/2012 Programa da Unidade Curricular PLANEAMENTO E CONTROLE DE GESTÃO Ano Lectivo 2011/2012 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Gestão de Empresa 3. Ciclo de Estudos 1º

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CURSO DE TURISMO

AVALIAÇÃO DO CURSO DE TURISMO AVALIAÇÃO DO CURSO DE TURISMO Outubro 2009 ÍNDICE 1. Introdução 3 2. População e Amostra 3 3. Apresentação de Resultados 4 3.1. Opinião dos alunos de Turismo sobre a ESEC 4 3.2. Opinião dos alunos sobre

Leia mais

Montar de acordo com o padrão ABNT e normas do Plano de Negócio

Montar de acordo com o padrão ABNT e normas do Plano de Negócio Universidade do Vale do Paraíba Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas e Comunicação Curso Superior de Tecnologia em Gastronomia PASSO A PASSO PARA PLANO DE NEGÓCIO PLANO DE NEGÓCIO (TCC) O aluno, individualmente

Leia mais

RELATÓRIO-SÍNTESE DE AVALIAÇÃO DO FUNCIONAMENTO DAS UNIDADES CURRICULARES

RELATÓRIO-SÍNTESE DE AVALIAÇÃO DO FUNCIONAMENTO DAS UNIDADES CURRICULARES RELATÓRIO-SÍNTESE DE AVALIAÇÃO DO FUNCIONAMENTO DAS UNIDADES CURRICULARES ANO LECTIVO 2011/2012 ÍNDICE 1. Introdução... 3 2. Avaliação do Funcionamento das Unidades Curriculares... 4 1º Semestre - Resultados

Leia mais

Análise Matemática II

Análise Matemática II Página Web 1 de 7 Análise Matemática II Nome de utilizador: Arménio Correia. (Sair) LVM AM2_Inf Questionários INQUÉRITO ANÓNIMO» AVALIAÇÃO de AM2 e dos DOCENTES Relatório Ver todas as Respostas View Todas

Leia mais

Universidade Federal do Acre Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-graduação Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática

Universidade Federal do Acre Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-graduação Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática ANEXO 1 ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE PROPOSTA DE PROJETO DE PESQUISA Aos candidatos ao Mestrado Profissional em Ensino de Ciências e Matemática solicita-se anexar, no ato de inscrição on line, uma Proposta

Leia mais

Qualificação dos Profissionais da. Administração Pública Local

Qualificação dos Profissionais da. Administração Pública Local Qualificação dos Profissionais da Administração Pública Local Amarante - 2009 A sessão de hoje 3 Novembro2009 Objectivos gerais: 1. a) Enquadramento Teórico b) Actividade n.º 1: Descobrindo as Etapas de

Leia mais

NCE/10/02916 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/10/02916 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/10/02916 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Instituto Politécnico De Lisboa

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC Programador de Dispositivos Móveis. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC PRONATEC Programador de Dispositivos Móveis. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

a) Regras sobre a admissão no ciclo de estudos

a) Regras sobre a admissão no ciclo de estudos ANEXO Normas regulamentares do ciclo de estudos conducente ao grau de mestre em a) Regras sobre a admissão no ciclo de estudos 1. Habilitações de acesso São admitidos como candidatos à inscrição no ciclo

Leia mais

ISEL. Instituto Superior de Engenharia de Lisboa

ISEL. Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Instituto Superior de Engenharia de Lisboa A Marca Marvila O como parceiro activo na visibilidade e na economia de Marvila José Carlos Quadrado O que é o? É das mais antigas Escolas públicas de Engenharia

Leia mais

Escola Secundária da Baixa da Banheira Departamento de Matemática e Ciências Experimentais CLUBE DA CIÊNCIA ANO LECTIVO 2010/2011

Escola Secundária da Baixa da Banheira Departamento de Matemática e Ciências Experimentais CLUBE DA CIÊNCIA ANO LECTIVO 2010/2011 CLUBE DA CIÊNCIA ANO LECTIVO 2010/2011 Clube da Ciência, Ano Lectivo 2010/2011 1 . Tempo de aplicação do projecto Os trabalhos a desenvolver no âmbito do Clube da Ciência serão realizados ao longo do ano

Leia mais

Engenharia Informática. Projecto de Gestão de presenças de Alunos e Docentes

Engenharia Informática. Projecto de Gestão de presenças de Alunos e Docentes Engenharia Informática Projecto de Gestão de presenças de Alunos e Docentes Engenharia de Software Docente: Isabel Sofia Brito Alunos: Pedro Miguel Sameiro Serrano nº 3958 Ana Filipa Farinha Isidro nº

Leia mais

c) FORMAÇÃO CONTÍNUA - realizada nos termos da alínea c) do n.º 2 do artigo 37.º do ECD, com uma ponderação final de 20%.

c) FORMAÇÃO CONTÍNUA - realizada nos termos da alínea c) do n.º 2 do artigo 37.º do ECD, com uma ponderação final de 20%. CONSELHO GERAL AVALIAÇÃO INTERNA DO DESEMPENHO DOCENTE Agrupamento de Escolas Nº 1 de Abrantes - AVALIAÇÃO DO DIRETOR - CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO De acordo com a Portaria n.º 266/2012, de 30 de agosto, compete

Leia mais

Plano de Atividades 2014

Plano de Atividades 2014 Plano de Atividades 2014 Escola de Ciências Universidade do Minho 1. Missão A Escola de Ciências tem como missão gerar, difundir e aplicar conhecimento no âmbito das Ciências Exatas e da Natureza e domínios

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 64/2011 Altera a Resolução nº. 57/2007 do CONSEPE, que aprova o Projeto Político-Pedagógico

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular INFORMÁTICA Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular INFORMÁTICA Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular INFORMÁTICA Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Gestão das Organizações Desportivas 3. Ciclo de Estudos 1º 4.

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CAMÕES

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CAMÕES ESCOLA SECUNDÁRIA DE CAMÕES RELATÓRIO DA DIRECÇÃO 1º TRIMESTRE ANO LECTIVO 2010/2011 1. INTRODUÇÃO Para despertar o engenho e a arte O trabalho desenvolvido neste primeiro trimestre vem na continuidade

Leia mais

Relatório das atividades da Ouvidoria da UNISC. nos meses de julho e agosto/2011

Relatório das atividades da Ouvidoria da UNISC. nos meses de julho e agosto/2011 Relatório das atividades da Ouvidoria da UNISC nos meses de julho e agosto/2011 Considerações Em julho e agosto de 2011, a Ouvidoria da UNISC recebeu 96 solicitações. Das solicitações dos dois meses, 73%

Leia mais

PEDIDO DE ACREDITAÇÃO PRÉVIA DE NOVO CICLO DE ESTUDOS (PAPNCE) (Ensino Universitário e Politécnico) Guião de apresentação

PEDIDO DE ACREDITAÇÃO PRÉVIA DE NOVO CICLO DE ESTUDOS (PAPNCE) (Ensino Universitário e Politécnico) Guião de apresentação PEDIDO DE ACREDITAÇÃO PRÉVIA DE NOVO CICLO DE ESTUDOS (PAPNCE) (Ensino Universitário e Politécnico) Guião de apresentação Versão de Setembro de 2013 APRESENTAÇÃO DO PEDIDO A1. Instituição de ensino superior

Leia mais

Programa de Unidade Curricular

Programa de Unidade Curricular Programa de Unidade Curricular Faculdade Ciências Empresariais Licenciatura Contabilidade e Ciências Económicas e Empresariais Unidade Curricular Simulação Empresarial / Estágio Semestre: Nº ECTS: 6,0

Leia mais

PLANO DE GESTÃO DE RISCOS DE CORRUPÇÃO E INFRACÇÕES CONEXAS RELATÓRIO DE MONITORIZAÇÃO

PLANO DE GESTÃO DE RISCOS DE CORRUPÇÃO E INFRACÇÕES CONEXAS RELATÓRIO DE MONITORIZAÇÃO PLANO DE GESTÃO DE RISCOS DE CORRUPÇÃO E INFRACÇÕES CONEXAS RELATÓRIO DE MONITORIZAÇÃO Novembro/2014 Índice INTRODUÇÃO... 3 Balanço da execução do plano... 4 Conclusão... 5 Recomendações... 8 REVISÃO DO

Leia mais

30546 Diário da República, 2.ª série N.º 140 22 de Julho de 2011

30546 Diário da República, 2.ª série N.º 140 22 de Julho de 2011 30546 Diário da República, 2.ª série N.º 140 22 de Julho de 2011 INSTITUTO POLITÉCNICO DE BEJA Despacho n.º 9220/2011 Ao abrigo do disposto nos artigos 75.º a 80.º do Decreto -Lei n.º 74/2006, de 24 de

Leia mais

APRESENTAÇÃO DE ACÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE CURSO, MÓDULO E SEMINÁRIO. Formulário de preenchimento obrigatório, a anexar à ficha modelo ACC 2

APRESENTAÇÃO DE ACÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE CURSO, MÓDULO E SEMINÁRIO. Formulário de preenchimento obrigatório, a anexar à ficha modelo ACC 2 CONSELHO CIENTÍFICO PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA APRESENTAÇÃO DE ACÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE CURSO, MÓDULO E SEMINÁRIO Formulário de preenchimento obrigatório, a anexar à ficha modelo ACC 2

Leia mais

U LISBOA. [Diretor] Despacho D-11/201S. É criado, pela Faculdade de Medicina Dentária da Universidade de Lisboa, o Curso de

U LISBOA. [Diretor] Despacho D-11/201S. É criado, pela Faculdade de Medicina Dentária da Universidade de Lisboa, o Curso de U LISBOA r. FACULDADE DE MEDICINA DENTÁRIA [Diretor] Despacho D-11/201S Por decisão do Conselho Científico da Faculdade de Medicina Dentária da Universidade de Lisboa, na sua reunião de 4 de março de 2015,

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular PLANEAMENTO E CONTROLE DE GESTÃO Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular PLANEAMENTO E CONTROLE DE GESTÃO Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular PLANEAMENTO E CONTROLE DE GESTÃO Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Gestão de Empresa 3. Ciclo de Estudos 1º

Leia mais

NCE/10/00531 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/10/00531 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/10/00531 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Cofac - Cooperativa De Formação E

Leia mais

ACEF/1112/02397 Relatório preliminar da CAE

ACEF/1112/02397 Relatório preliminar da CAE ACEF/1112/02397 Relatório preliminar da CAE Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Universidade Do Minho A.1.a. Identificação

Leia mais

O Sistema de Créditos ECTS

O Sistema de Créditos ECTS O Sistema de Créditos ECTS Isabel Nunes Gabinete de Estudos e Planeamento Coord. Marta Pile Maio 2001 Índice 1. O Sistema de Créditos ECTS 1 1.1. ECTS/Sistema em vigor 1 1.2. Declaração de Bolonha 2 1.3.

Leia mais

PLANO DE AÇÃO 2014 Curso de Ciências Contábeis. Prof. Valter Guimarães. Melhorar atividade de Ensino OBJETIVO 01: Coluna C Ações Concretas

PLANO DE AÇÃO 2014 Curso de Ciências Contábeis. Prof. Valter Guimarães. Melhorar atividade de Ensino OBJETIVO 01: Coluna C Ações Concretas , Regina Vilanova, Alexandre Haick e Felipe Ramos. OBJETIVO 01: Melhorar atividade de Ensino Concretas Quais problemas identificados nos resultados da autoavaliação dificultam atingir o Objetivo acima?

Leia mais

CÓD. 104 - CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS MATRIZ CURRICULAR - Currículo nº 42

CÓD. 104 - CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS MATRIZ CURRICULAR - Currículo nº 42 Aprovado no CONGRAD: 15.09.09 Vigência: 2010/1, com efeito retroativo para os ingressos a partir 2009/1 104 - CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS MATRIZ CURRICULAR - Currículo nº 42 ÁREAS DE FORMAÇÃO I - CONTEÚDOS

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular MARKETING INDUSTRIAL E DOS SERVIÇOS Ano Lectivo 2010/2011

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular MARKETING INDUSTRIAL E DOS SERVIÇOS Ano Lectivo 2010/2011 UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA Programa da Unidade Curricular MARKETING INDUSTRIAL E DOS SERVIÇOS Ano Lectivo 2010/2011 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Marketing

Leia mais

Inscrição na Formação Docente 2010

Inscrição na Formação Docente 2010 1 de 5 15-06-2010 07:42 Publicado em Centro de Formação Vale do Minho (http://www.cfvm.nomundo.net) Início > Inscrição na Formação Docente 2010 > Inscrição na Formação Docente 2010 Inscrição na Formação

Leia mais

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Química: Intensivo para o ENEM e Vestibular. Parte 1 (solicitante)

Aprovação do curso e Autorização da oferta. PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO FIC de Química: Intensivo para o ENEM e Vestibular. Parte 1 (solicitante) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA Aprovação do curso e Autorização da oferta PROJETO PEDAGÓGICO

Leia mais

Programa de Formação Líderes Inovadores 2015-2016 PLANO DE MUDANÇA E INOVAÇÃO

Programa de Formação Líderes Inovadores 2015-2016 PLANO DE MUDANÇA E INOVAÇÃO Programa de Formação Líderes Inovadores 2015-2016 PLANO DE MUDANÇA E INOVAÇÃO Melhorar a Comunicação entre as unidades orgânicas do Agrupamento de Arcozelo Manuel Fernandes de Amorim Agrupamento de Escolas

Leia mais

Período: 2º Turma: A Turno: Noturno Curso: DESIGN DE INTERIORES- Semestre: 2015.2

Período: 2º Turma: A Turno: Noturno Curso: DESIGN DE INTERIORES- Semestre: 2015.2 Período: 2º Turma: A Turno: Noturno Curso: DESIGN DE INTERIORES- Semestre: 20:40 20:50 09:10 09:20 EG114 EG114 EG102 EG102 2º PERÍODO : 1 turma teórica (60) e 3 turmas práticas 2 2 4 TDI201 72 2 2 4 TDI202

Leia mais

Evolução do Conceito de Logística

Evolução do Conceito de Logística CURSO: ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS COM HABILITAÇÃO EM COMÉRCIO EXTERIOR DISCIPLINA: Logística, Transportes e Seguros DOCENTE: Dd. Alberto Possetti A PERÍODO: 2º SEMESTRE/2004 Evolução do Conceito de Logística

Leia mais

COORDENADOR Prof. Doutor Armando Vilas-Boas

COORDENADOR Prof. Doutor Armando Vilas-Boas COORDENADOR Prof. Doutor Armando Vilas-Boas CANDIDATURAS 1ª Fase: A partir de 1 de Abril a 1 de Agosto 2ª Fase: De 2 de Agosto a 31 de Outubro REQUISITOS/ ACESSOS Ser titular do grau de licenciado ou equivalente

Leia mais

PEDIDO DE ACREDITAÇÃO PRÉVIA DE NOVO CICLO DE ESTUDOS (PAPNCE) (Ensino Universitário e Politécnico) Guião de apresentação

PEDIDO DE ACREDITAÇÃO PRÉVIA DE NOVO CICLO DE ESTUDOS (PAPNCE) (Ensino Universitário e Politécnico) Guião de apresentação PEDIDO DE ACREDITAÇÃO PRÉVIA DE NOVO CICLO DE ESTUDOS (PAPNCE) (Ensino Universitário e Politécnico) Guião de apresentação Versão de 31 de Agosto de 2011 APRESENTAÇÃO DO PEDIDO A1. Instituição de ensino

Leia mais

Relatório do Plano Anual de Atividades - 1º Período -

Relatório do Plano Anual de Atividades - 1º Período - AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE EIXO 2014-2015 Relatório do Plano Anual de Atividades - 1º Período - Índice 1 Introdução... 3 2 Cumprimento das atividades propostas... 4 3 Proponentes e destinatários das atividades...

Leia mais

Fundação Presidente Antônio Carlos - FUPAC Faculdade Presidente Antônio Carlos de Aimorés

Fundação Presidente Antônio Carlos - FUPAC Faculdade Presidente Antônio Carlos de Aimorés REGULAMENTO DOS PROJETOS DE SOFTWARE DA FACULDADE PRESIDENTE ANTONIO CARLOS DE AIMORÉS Regulamenta o desenvolvimento dos Projetos de Software do Curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Leia mais

CALENDÁRIO MENSAL: Agosto / 2015 Turno EI 1 e 2 Alunos da Educação Infantil nível 1 e 2

CALENDÁRIO MENSAL: Agosto / 2015 Turno EI 1 e 2 Alunos da Educação Infantil nível 1 e 2 CALENDÁRIO MENSAL: Agosto / 15 Turno EI 1 e 2 Alunos da Educação Infantil nível 1 e 2 de de CALENDÁRIO MENSAL: Agosto / 15 Turno EI 3 Alunos da Educação Infantil nível 3 de Oficina de leitura e escrita

Leia mais

MEEC, 2012/2013-2º Semestre. Electrónica

MEEC, 2012/2013-2º Semestre. Electrónica , 2012/2013-2º Semestre Electrónica Arquitecturas Avançadas de Computadores Electrónica Rápida Sensores e Actuadores Sistemas Electrónicos de Processamento de Sinal Sistemas Integrados Analógicos Sistemas

Leia mais

CALENDÁRIO DE PROVAS DAS DISCIPLINAS OFERTADAS NA MODALIDADE A DISTÂNCIA DOS CURSOS PRESENCIAIS

CALENDÁRIO DE PROVAS DAS DISCIPLINAS OFERTADAS NA MODALIDADE A DISTÂNCIA DOS CURSOS PRESENCIAIS CALENDÁRIO DE PROVAS DAS DISCIPLINAS OFERTADAS NA MODALIDADE A DISTÂNCIA DOS CURSOS PRESENCIAIS Prezados(as) alunos (as) A seguir o calendário de provas do 2º. Bimestre: CAMPUS: SÃO PAULO CURSO TURNO SEMESTRE

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular

Ficha de Unidade Curricular Ficha de Unidade Curricular Unidade Curricular Designação Som Interactivo Área Científica Som Som e Imagem Ciclo de Estudos 5º Ciclo - Licenciatura Carácter: Opcional Semestre 1º ECTS 6 Tempo de Trabalho:

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular CONTABILIDADE FINANCEIRA Ano Lectivo 2010/2011

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular CONTABILIDADE FINANCEIRA Ano Lectivo 2010/2011 Programa da Unidade Curricular CONTABILIDADE FINANCEIRA Ano Lectivo 2010/2011 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Economia 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular

Leia mais

NCE/10/00116 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/10/00116 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/10/00116 Relatório final da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Universidade Do Minho A.1.a. Descrição

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE MESTRADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA EMPRESARIAL DA FACULDADE DE DIREITO DE COIMBRA

REGULAMENTO DOS CURSOS DE MESTRADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA EMPRESARIAL DA FACULDADE DE DIREITO DE COIMBRA REGULAMENTO DOS CURSOS DE MESTRADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA EMPRESARIAL DA FACULDADE DE DIREITO DE COIMBRA (Aprovado pela Assembleia de Faculdade, em 16 de Janeiro de 2014) CAPÍTULO

Leia mais

PPGTAS-PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO TECNOLOGIA, AMBIENTE E SOCIEDADE

PPGTAS-PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO TECNOLOGIA, AMBIENTE E SOCIEDADE PPGTAS-PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO TECNOLOGIA, AMBIENTE E Resolução nº 001/2014, do Colegiado do Programa de Pós-Graduação em Tecnologia, Ambiente e Sociedade de 02 de Outubro de 2014. Estabelece normas

Leia mais

UNIVERSIDADE TÉCNICA DE MOÇAMBIQUE UDM DIRECÇÃO ACADÉMICA ÁREA DE FORMAÇÃO EM CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS CURRÍCULO DO CURSO

UNIVERSIDADE TÉCNICA DE MOÇAMBIQUE UDM DIRECÇÃO ACADÉMICA ÁREA DE FORMAÇÃO EM CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS CURRÍCULO DO CURSO UNIVERSIDADE TÉCNICA DE MOÇAMBIQUE UDM DIRECÇÃO ACADÉMICA ÁREA DE FORMAÇÃO EM CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS CURRÍCULO DO CURSO LICENCIATURA EM ENGENHARIA E GESTÃO DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ( T

Leia mais

FUNDAÇÃO INSTITUTO DE ADMINISTRAÇÃO

FUNDAÇÃO INSTITUTO DE ADMINISTRAÇÃO FUNDAÇÃO INSTITUTO DE ADMINISTRAÇÃO PGT- Programa de Gestão da Inovação e Projetos Tecnológicos Educação Continuada em Gestão de Projetos: a Experiência da FIA/FEA/USP Prof. Roberto Sbragia rsbragia@usp.com.br

Leia mais

Escola Superior de Educação João de Deus. Regulamento de Estudos dos Cursos de Especialização Tecnológica (CET)

Escola Superior de Educação João de Deus. Regulamento de Estudos dos Cursos de Especialização Tecnológica (CET) Regulamento de Estudos dos Cursos de Especialização Tecnológica (CET) Preâmbulo A criação de oportunidades de formação para públicos diversos, com necessidades específicas, tem sido, desde sempre, uma

Leia mais

Pré Iniciação Científica em Ciências Humanas

Pré Iniciação Científica em Ciências Humanas Pré Iniciação Científica em Ciências Humanas Sala 14 Ciências Humanas e da Natureza EM Integral E.E. Prof. Antônio Alves Cruz Professor Apresentador: Prof. Messias Bortolini Romero Realização: Justificativa

Leia mais

Proposta de Adequação de LESI- Ramo de Sistemas em Mestrado Integrado em Engenharia Electrónica e Telecomunicações. Versão 6.0

Proposta de Adequação de LESI- Ramo de Sistemas em Mestrado Integrado em Engenharia Electrónica e Telecomunicações. Versão 6.0 Proposta de Adequação de LESI- Ramo de Sistemas em Mestrado Integrado em Engenharia Electrónica e Telecomunicações Versão 6.0 Preâmbulo LESI (Ramo de Informática) LI LEI (3 anos) MEI (2 anos) LESI (Ramo

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DE EQUIPAS Ano Lectivo 2013/2014

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DE EQUIPAS Ano Lectivo 2013/2014 Programa da Unidade Curricular ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DE EQUIPAS Ano Lectivo 2013/2014 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (1º Ciclo) 2. Curso Motricidade Humana 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade

Leia mais

Julho de 2008 GAAQ (Gabinete de Autoavaliação para a Qualidade)

Julho de 2008 GAAQ (Gabinete de Autoavaliação para a Qualidade) Relatório do inquérito aplicado aos Docentes Julho de 2008 GAAQ (Gabinete de Autoavaliação para a Qualidade) 1 UAL, Ano lectivo de 2007/2008 2 Índice 1. Estrutura do questionário 1.1. Resultados do Alpha

Leia mais

Guião para a autoavaliação. Ciclo de estudos em funcionamento. (Ensino Universitário e Politécnico)

Guião para a autoavaliação. Ciclo de estudos em funcionamento. (Ensino Universitário e Politécnico) Guião para a autoavaliação Ciclo de estudos em funcionamento (Ensino Universitário e Politécnico) Guião ACEF 2014/2015 PT (Revisão aprovada em 26.03.2014) Caracterização do pedido A1. Instituição de ensino

Leia mais

PLANO DE TRABALHO Período: 2014/2015 1 CONTEXTO INSTITUCIONAL

PLANO DE TRABALHO Período: 2014/2015 1 CONTEXTO INSTITUCIONAL PLANO DE TRABALHO Período: 2014/2015 1 CONTEXTO INSTITUCIONAL De 1999 até o ano de 2011 o Instituto Adventista de Ensino do Nordeste (IAENE) congregava em seu espaço geográfico cinco instituições de ensino

Leia mais