Pesquisa Piloto de Avaliação dos Resultados Sociais da Concessão do Bolsa Família para os beneficiários em Vitória

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Pesquisa Piloto de Avaliação dos Resultados Sociais da Concessão do Bolsa Família para os beneficiários em Vitória"

Transcrição

1 Pesquisa Piloto de Avaliação dos Resultados Sociais da Concessão do Bolsa Família para os beneficiários em Vitória O presente relatório tem como objetivo apresentar os resultados da Pesquisa piloto de avaliação dos resultados sociais da concessão do Bolsa Família para os beneficiários em Vitória, pesquisa esta que procura levantar a relevância do benefício, as utilizações, o impacto para as famílias dos beneficiários, levando em consideração que o Programa Bolsa Família é um programa que transfere renda com condicionalidades, no sentido de criar a emancipação das famílias, elevando os níveis de vida do grupo familiar. Palavras chave: Avaliação Bolsa Família

2 1 - APRESENTAÇÃO O presente relatório tem como objetivo apresentar os resultados da Pesquisa piloto de avaliação dos resultados sociais da concessão do Bolsa Família para os beneficiários em Vitória, pesquisa esta que procura levantar a relevância do benefício, as utilizações, o impacto para as famílias dos beneficiários, levando em consideração que o Programa Bolsa Família é um programa que transfere renda com condicionalidades, no sentido de criar a emancipação das famílias, elevando os níveis de vida do grupo familiar. É pertinente considerar que segundo as estatísticas do Ministério de Desenvolvimento Social, o Programa Bolsa Família está presente em todos os 28 Estados brasileiros e no Distrito Federal, No Espírito Santo são atendidas 186,3 mil famílias, abrangendo os 78 municípios existentes. Em Vitória foram cadastradas aproximadamente famílias, estando em recebimento do benefício.373 famílias. Diante dessa realidade a presente pesquisa foi realizada no período de julho a dezembro de 27, tendo uma abordagem qualitativa e como instrumento de coleta, à aplicação de questionário composto de perguntas semi estruturadas. Vale ressaltar que a abordagem qualitativa permite ao pesquisador compreender os significados que os sujeitos atribuem as situações Dessa forma no mês de julho foram selecionadas 9 famílias divididas por regiões de abrangência dos Centros de Referência da Assistência Social CRAS: CRAS Região Maruípe - 29 domicílios, subdivididos em sete bairros (Bairro da Penha com 7 famílias, Itararé com famílias, Joana D Arc com 7 famílias, Bonfim com 1 família, Santa Marta com 7 famílias, Santa Cecília com 1 família e Mangue Seco com 1 família); CRAS Região São Pedro - 1 domicílios, subdivididos em sete bairros (Resistência com famílias, Nova Palestina com 3 famílias, São Pedro I com 2 famílias, São Pedro V com 2 famílias, São Pedro III com 1 família, Conquista com 1 família, São Pedro com 1 família); CRAS Região Praia do Canto - 16 domicílios, subdivididos em sete bairros (Horto com 1 família, Maria Ortiz com 1 família, Tabuazeiro com 8 famílias, Santa Helena com 3 famílias, Jesus de Nazareth com 3 famílias); CRAS Região Santo Antonio 22 domicílios, subdivididos em oito bairros (Bela Vista com 2 famílias, Mario Cypreste com 1 família, Alagoano com 1 família, Caratoíra com 2 famílias, Santo Antonio com 11 famílias, Santa Tereza com 3

3 famílias, Morro do Quadro com 1 família, Grande Vitória com 1 família); CRAS Região Centro 13 domicílios, subdivididos em sete bairros (Cruzamento, Forte São João, Piedade, Jucutuquara, Fonte Grande, Morro do Moscoso, Morro do Romão). Cabe destacar que esta região foi à única não contemplada, devido ao termino do semestre 27/2 e conseqüentemente a finalização das aplicações dos questionários. 2 O DESENVOLVIMENTO DO PROCESSO No dia primeiro de agosto de 27 foram realizados contatos com algumas das 96 famílias selecionadas para a pesquisa, para confirmar endereço e ponto de referencia, com o objetivo de obter uma maior eficiência nas visitas, dado ao fato do fluxo de migração desses beneficiários. Por conseguinte nos dias vinte e um de agosto de 27, demos início ao processo de coletas de dados com a aplicação dos questionários e concluímos o mesmo em dezessete de dezembro do mesmo ano, levantando assim, um total de 77 visitas realizadas, em quatro áreas de abrangência dos CRAS. È importante assinalar que dessa totalidade, a aplicação efetiva dos questionários foram feitas em apenas 43 famílias, sendo que as 38 famílias não entrevistadas foram devido a fatores como: mudança de endereço, endereço não localizado, cancelamento de benefícios, e a não presença do responsável legal do beneficio na residência. Dessa forma as ações realizadas foram: 21 à 31/8 - Realizadas 16 visitas, sendo 8 o número de entrevistas realizadas; 3 à 28/9 - Realizadas 16 visitas, sendo o número de entrevistas realizadas; 1 à 31/ - Realizadas 2 visitas, sendo 1 o número de entrevistas realizadas; 1 à 3/11 - Realizadas 17 visitas, sendo 12 o número de entrevistas realizadas; 3 à 17/12 - Realizadas 12 visitas, sendo 3 o número de entrevistas realizadas.

4 3 CONSIDERAÇÕES FINAIS Ponderando todos os dados analisados na pesquisa, concluímos que houve um saldo positivo do trabalho realizado. Durante esse período foi oportunizado conhecer a realidade de algumas famílias beneficiadas pelo programa e de constatar mudanças significativas na vida desses usuários. Mudanças estas que nos mostra um pensamento contrário do que as pessoas constroem sobre o usuário que recebe um beneficio de transferência de renda. Percebe-se que a participação no programa Bolsa Família trás, de imediato, resultados na melhoria das condições de vida dessas famílias. No decorrer desta pesquisa ficou constatado que as famílias visitadas de um modo geral são monoparentais e chefiadas por mulheres, cabendo aqui ressaltar que, o sentido de famílias monoparentais é utilizado para designar as unidades domésticas em que as pessoas vivem sem cônjuge, com um ou vários filhos com menos de 2 e solteiros, e que esse modelo de família tem uma maior incidência nas classes mais empobrecidas, além de haver a presença marcante da mulher na chefia familiar. Ressalta-se que existe por parte de algumas famílias, a falta de informações suficientes sobre o programa, considerando-o apenas como uma forma que o governo disponibilizou para ajudar as famílias carentes e que o beneficio não passa de um complemento na renda familiar, em contrapartida para as famílias, onde o grau de vulnerabilidade é maior, o beneficio torna-se essencial, tendo estas o pensamento de contar com esse beneficio sempre ou até acabar o prazo. Outro dado interessante foi o índice de respostas onde os usuários relatam que não há pontos negativos no programa bolsa família, apenas que deveria existir uma maior fiscalização do beneficio por parte das autoridades competentes. Em suma os dados avaliados na pesquisa nos forneceram informações relevantes sobre essas famílias dando mais transparência as ações e nos levando a refletir sobre os desdobramentos das políticas de assistência voltadas ao combate da pobreza.

5 ANEXOS SEXO DOS ENTREVISTADOS GRÁFICO % % Feminino Masculino 1 QUAL A SUA SITUAÇÃO NO MERCADO DE TRABALHO? GRÁFICO % 46% Pensão alimenticía 1 Outros 14% 2 Autonômo

6 EXISTEM OUTROS DEPENDENTES NO DOMICÍLIO QUE TRABALHAM? GRÁFICO % % Sim Não 3 QUAL A RENDA MENSAL DO DOMICÍLIO? GRÁFICO % % 11% 26% 16% R$ 6, a R$ 12, R$ 121, a R$ 2, R$ 21, a R$ 3, R$ 31, a R$ 4, R$ 41, a R$, 4

7 VOCÊ SABE DE ONDE VEM O BENEFÍCIO DE BOLSA FAMÍLIA? GRÁFICO % Caixa Econômica Federal Governo Estadual 2 1 2% 7% % 2% Governo Federal Outros CRAS HÁ QUANTO TEMPO VOCÊ RECEBE O BENEFICÍO DE BOLSA FAMÍLIA? GRÁFICO 6 2 1% % menos de 1 ano 1 ano 9% 7% 2 a 3 anos 4 a anos 6

8 QUAL O VALOR DO BENEFICÍO DE BOLSA FAMÍLIA QUE VOCÊ RECEBE? GRÁFICO % 19% 12% 9% 1% 12% 21% R$ 18, R$ 36, R$ 4, R$ 8, R$ 76, R$ 94, R$ 112, 7 VOCÊ SABE QUAIS SÃO AS CONDIÇÕES PARA O RECEBIMENTO DO BENEFICÍO? GRÁFICO % Sim Não 14% 8

9 VOCÊ CUMPRE ESSAS CONDICÕES? GRÁFICO % Sim Não 2% 9 ATÉ QUANDO VOCÊ PENSA EM CONTAR COM O BENEFICÍO DE BOLSA FAMILIA? GRÁFICO Sempre % Até encontrar trabalho Até as crianças crescerem 9% 23% 14% Até acabar o prazo do beneficío

10 EM SUA OPINIÃO O BOLSA FAMÍLIA AJUDA À: % 9% GRÁFICO 11 21% 2% 2% 11 Combater a fome Incluir em programas de Saúde Incluir em programas de Educação Incluir em programas culturais Outros VOCÊ SE PLANEJA E PREPARA SUA FAMILÍA PARA QUANDO O BENEFICÍO DO BOLSA FAMÍLIA ACABAR? GRÁFICO 12 Sim % Não % 12

11 ONDE ( EM QUÊ E COMO ) VOCÊ APLICA O DINHEIRO DA BOLSA FAMÍLIA? % GRÁFICO 13 1% Material Escolar Medicamentos Fraldas Alimentação 1 16% % 13 2% 2% 2% Vestuário Contas Uniforme Escolar EM QUAIS OUTRAS COISAS VOCÊ GOSTARIA DE APLICAR? GRÁFICO 14 32% 21% 16% 18% % 2% 2% 2% 2% Tratamento dentário Móveis Brinquedos 14 Alimentação Vestuário Lazer Reforma do imóvel Plano de saúde Poupança para os filhos

12 QUE TIPO DE COISAS FALTARIAM PARA A FAMÍLIA SE NÃO RECEBESSE A BOLSA FAMÍLIA? (aspectos materiais) 2 GRÁFICO 1 23% % 18% 16% 2% 7% Medicamentos Alimentação 1 Material escolar Vestuário Fraldas descartáveis Pagamento de contasl APONTE OS FATORES POSITIVOS (o que melhorou) NA VIDA DA FAMÍLIA DESDE QUE OBTEVE A BOLSA FAMÍLIA? GRÁFICO 16 39% 49% % % 16 Frequência escolar Compras de medicamentos Certeza do recebimento do beneficio Alimentação Reforma do imóvel 2%

13 SUA FAMÍLIA RECEBE OUTRO TIPO DE BENEFÍCIO OU AJUDA DE OUTRAS INSTITUIÇÕES? 4 3 GRÁFICO 17 84% % 17 Sim Não SE SIM, QUE TIPO DE BENEFÍCIO? QUAL A INSTITUIÇÃO? GRÁFICO 18 16% 17 CRAS

SEspírito Santo possui 646 bairros, sendo que 83

SEspírito Santo possui 646 bairros, sendo que 83 R E S E N H A D E C O N J U N T U R A CENSO DEMOGRÁFICO 2010 - Indicadores dos Bairros do Município de Vitória O município de Vitória é composto por 83 bairros, sendo Jardim Camburi o mais populoso com

Leia mais

ABEP/ESOMAR* PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA ELEITORAL EM VITÓRIA

ABEP/ESOMAR* PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA ELEITORAL EM VITÓRIA CERTIFICADA PELA ABEP/ESOMAR* PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA ELEITORAL EM VITÓRIA IMAGEM DOS CANDIDATOS E ESTUDO DOS APOIOS REGISTRO NO TSE: ES-00016/2012 (EM 23/06/2012) Junho de 2012 * O Certificado de

Leia mais

Endereços das Unidades de Saúde (em ordem alfabética)

Endereços das Unidades de Saúde (em ordem alfabética) Endereços das Unidades de Saúde (em ordem alfabética) Andorinhas Unidade Saúde da Família Avenida Leitão da Silva, s/nº, Andorinhas. Tel: (27) 3382 6759. Bairros que atende: Andorinhas Ariovaldo Favalessa

Leia mais

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo

Prefeitura Municipal de Vitória Estado do Espírito Santo LEI Nº 5.814 Institui a Taxa de Coleta de Resíduos Sólidos (TCRS) em substituição à Taxa de Limpeza Urbana. O Prefeito Municipal de Vitória, capital do Espírito Santo, faço saber que a Câmara Municipal

Leia mais

DIMENSÕES DO TRABAHO INFANTIL NO MUNICÍPIO DE PRESIDENTE PRUDENTE: O ENVOLVIMENTO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM SITUAÇÕES DE TRABALHO PRECOCE

DIMENSÕES DO TRABAHO INFANTIL NO MUNICÍPIO DE PRESIDENTE PRUDENTE: O ENVOLVIMENTO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM SITUAÇÕES DE TRABALHO PRECOCE Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 18 a 22 de outubro, 2010 337 DIMENSÕES DO TRABAHO INFANTIL NO MUNICÍPIO DE PRESIDENTE PRUDENTE: O ENVOLVIMENTO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM

Leia mais

O PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA

O PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA Presidência da República Controladoria-Geral da União O PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA O PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA O Programa Bolsa Família foi instituído pelo Governo Federal, pela Lei nº 10.836, de 9 de janeiro

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VITÓRIA SECRETARIA MUNICIPAL DE GESTÃO ESTRATÉGICA GERÊNCIA DE ORÇAMENTO PARTICIPATIVO

PREFEITURA MUNICIPAL DE VITÓRIA SECRETARIA MUNICIPAL DE GESTÃO ESTRATÉGICA GERÊNCIA DE ORÇAMENTO PARTICIPATIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE VITÓRIA SECRETARIA MUNICIPAL DE GESTÃO ESTRATÉGICA GERÊNCIA DE ORÇAMENTO PARTICIPATIVO ACOMPANHAMENTO DA EXECUÇÃO DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO 2006/2007 REGIÃO 1 Capixaba Abertura

Leia mais

CERTIFICADA PELA ABEP/ESOMAR* PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA ELEITORAL VITÓRIA REGISTRO NO TSE: ES-00016/2012 (EM 23/06/2012) Junho de 2012

CERTIFICADA PELA ABEP/ESOMAR* PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA ELEITORAL VITÓRIA REGISTRO NO TSE: ES-00016/2012 (EM 23/06/2012) Junho de 2012 CERTIFICADA PELA ABEP/ESOMAR* PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA ELEITORAL VITÓRIA REGISTRO NO TSE: ES-00016/2012 (EM 23/06/2012) Junho de 2012 * O Certificado de Qualidade da ABEP/ESOMAR (Associação Brasileira

Leia mais

QUESTIONÁRIO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA MUNICÍPIO: ESTADO: DATA: / / PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA

QUESTIONÁRIO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA MUNICÍPIO: ESTADO: DATA: / / PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA QUESTIONÁRIO DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA Este questionário tem por objetivo fazer com que a sociedade participe da gestão pública, exercendo controle sobre as despesas efetuadas e orientando aos órgãos do

Leia mais

1.4 Objeto e Metodologia

1.4 Objeto e Metodologia 1.4 Objeto e Metodologia O objeto a pesquisa cujos dados serão apresentados foi definido juntamente com a SAS- Secretaria de Assistência Social de Presidente Prudente em especial com a equipe do CREAS

Leia mais

O Programa Bolsa Família

O Programa Bolsa Família Painel sobre Programas de Garantia de Renda O Programa Bolsa Família Patrus Ananias de Sousa Ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome República Federativa do Brasil Comissão de Emprego e Política

Leia mais

Programa Bolsa Família no Município de Manaus

Programa Bolsa Família no Município de Manaus SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE GESTÃO EDUCACIONAL DEPARTAMENTO DE GESTÃO EDUCACIONAL DIVISÃO DE APOIO A GESTÃO ESCOLAR GERÊNCIA DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES E PROGRAMAS ESPECIAIS Programa

Leia mais

Opinião da População Sobre a Cobrança das Sacolas Plásticas Reutilizáveis. Agosto de 2015

Opinião da População Sobre a Cobrança das Sacolas Plásticas Reutilizáveis. Agosto de 2015 Opinião da População Sobre a Cobrança das Sacolas Plásticas Reutilizáveis Agosto de 2015 2 A Lei nº 15.374 de 2011 proíbe a disponibilização de sacolas plásticas descartáveis nos estabelecimentos comerciais

Leia mais

. 61. BOLSA FAMÍLIA Relatório-SÍNTESE

. 61. BOLSA FAMÍLIA Relatório-SÍNTESE CAPÍTULO BOLSA FAMÍLIA Relatório-SÍNTESE. 61 7 Funcionamento do programa As etapas qualitativa e quantitativa da pesquisa mostraram enorme desconhecimento das famílias beneficiadas com relação às regras

Leia mais

Investimento para Mulheres

Investimento para Mulheres Investimento para Mulheres Sophia Mind A Sophia Mind Pesquisa e Inteligência de Mercado é a empresa do grupo de comunicação feminina Bolsa de Mulher voltada para pesquisa e inteligência de mercado. Cem

Leia mais

VIGILÂNCIA SOCIAL E A GESTÃO DA INFORMAÇÃO: A IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO, MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO

VIGILÂNCIA SOCIAL E A GESTÃO DA INFORMAÇÃO: A IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO, MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO VIGILÂNCIA SOCIAL E A GESTÃO DA INFORMAÇÃO: A IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO, MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO CONCEITUANDO... Vigilância Social : Produção e sistematização de informações territorializadas sobre

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DO USUÁRIO DO CRAS CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA DE PASSOS: Perfil dos usuários do CRAS Novo Horizonte Passos/MG

CARACTERIZAÇÃO DO USUÁRIO DO CRAS CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA DE PASSOS: Perfil dos usuários do CRAS Novo Horizonte Passos/MG 1 CARACTERIZAÇÃO DO USUÁRIO DO CRAS CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA DE PASSOS: Perfil dos usuários do CRAS Novo Horizonte Passos/MG Adriana de Souza Lima Queiroz 1 Cynthia Silva Machado 2 RESUMO Esta

Leia mais

Sumário Executivo. Pesquisa Quantitativa de Avaliação do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil PETI

Sumário Executivo. Pesquisa Quantitativa de Avaliação do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil PETI Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa de Avaliação do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil PETI Fundação Euclides da Cunha FEC/Data UFF Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação Ministério

Leia mais

VIII Jornada de Estágio de Serviço Social: instrumentais técnico-operativos no Serviço Social. CRAS CONSULESA HELENA VAN DEN BERG - CASTRO/ PARANÁ

VIII Jornada de Estágio de Serviço Social: instrumentais técnico-operativos no Serviço Social. CRAS CONSULESA HELENA VAN DEN BERG - CASTRO/ PARANÁ VIII Jornada de Estágio de Serviço Social: instrumentais técnico-operativos no Serviço Social. CRAS CONSULESA HELENA VAN DEN BERG - CASTRO/ PARANÁ DUCHEIKO, Angelina do Rocio 1 RODRIGUES, Camila Moreira

Leia mais

Projeto: Acesso das famílias de mulheres presas ao Programa Bolsa Família no Distrito Federal

Projeto: Acesso das famílias de mulheres presas ao Programa Bolsa Família no Distrito Federal Projeto: Acesso das famílias de mulheres presas ao Programa Bolsa Família no Distrito Federal Coordenação: Debora Diniz Instituições: Universidade de Brasília (UnB) e Anis Instituto de bioética, gênero

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania Secretaria Nacional de Assistência Social

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania Secretaria Nacional de Assistência Social Instrução Operacional Conjunta Senarc/SNAS/MDS Nº 07 de 22 de novembro de 2010. Assunto: Orientações aos municípios e ao Distrito Federal para a inclusão de pessoas em situação de rua no Cadastro Único

Leia mais

O BENEFÍCIO EVENTUAL CESTA BÁSICA NA VIDA DOS USUÁRIOS DO CENTRO DE REFERÊNCIA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL (CRAS) DO BAIRRO PADRE ZÉ

O BENEFÍCIO EVENTUAL CESTA BÁSICA NA VIDA DOS USUÁRIOS DO CENTRO DE REFERÊNCIA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL (CRAS) DO BAIRRO PADRE ZÉ O BENEFÍCIO EVENTUAL CESTA BÁSICA NA VIDA DOS USUÁRIOS DO CENTRO DE REFERÊNCIA DA ASSISTÊNCIA SOCIAL (CRAS) DO BAIRRO PADRE ZÉ Adrianny Gomes de Mendonça 1 Alanne Stephany Francelino de Araújo 2 Amanda

Leia mais

PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL. Edital n 001/2015, de 1º de junho de 2015

PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL. Edital n 001/2015, de 1º de junho de 2015 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO CEARÁ COORDENAÇÃO DE ASSUNTOS ESTUDANTIS - CAMPUS CANINDÉ PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL Edital n 001/2015, de 1º de

Leia mais

TEXTO 2. Inclusão Produtiva, SUAS e Programa Brasil Sem Miséria

TEXTO 2. Inclusão Produtiva, SUAS e Programa Brasil Sem Miséria TEXTO 2 Inclusão Produtiva, SUAS e Programa Brasil Sem Miséria Um dos eixos de atuação no Plano Brasil sem Miséria diz respeito à Inclusão Produtiva nos meios urbano e rural. A primeira está associada

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA A POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL - AUXILIO TRANSPORTE APROVADO PELA RESOLUÇÃO N.º 022/2011 DO CONSELHO SUPERIOR/IFMA

PROCESSO SELETIVO PARA A POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL - AUXILIO TRANSPORTE APROVADO PELA RESOLUÇÃO N.º 022/2011 DO CONSELHO SUPERIOR/IFMA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO DEPARTAMENTO DE DESENVOLVIMENTO DO ENSINO CAMPUS ALCÂNTARA NÚCLEO DE ASSISTÊNCIA AO EDUCANDO PROCESSO SELETIVO PARA

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 545/2009.

LEI MUNICIPAL Nº 545/2009. LEI MUNICIPAL Nº 545/2009. EMENTA: INSTITUI O PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA, NA EMANCIPAÇÃO SUSTENTADA DAS FAMÍLIAS QUE VIVEM EM SITUAÇÃO DE EXTREMA POBREZA, CRIA O CONSELHO MUNICIPAL DE ACOMPANHAMENTO DO PROGRAMA,

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS MARÇO DE 2014 JOB0402 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA OBJETIVO LOCAL Avaliar a atual administração do município de Acopiara. Acopiara

Leia mais

Pesquisa Mensal de Emprego PME. Algumas das principais características dos Trabalhadores Domésticos vis a vis a População Ocupada

Pesquisa Mensal de Emprego PME. Algumas das principais características dos Trabalhadores Domésticos vis a vis a População Ocupada Pesquisa Mensal de Emprego PME Algumas das principais características dos Trabalhadores Domésticos vis a vis a População Ocupada Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Algumas das principais

Leia mais

PORTARIA Nº 321, DE 29 DE SETEMBRO DE 2008

PORTARIA Nº 321, DE 29 DE SETEMBRO DE 2008 PORTARIA Nº 321, DE 29 DE SETEMBRO DE 2008 Regulamenta a gestão das condicionalidades do Programa Bolsa Família, revoga a Portaria/MDS nº 551, de 9 de novembro de 2005, e dá outras providências. O MINISTRO

Leia mais

A EXPERIÊNCIA BRASILEIRA NA CONSTRUÇÃO DE UM REGISTRO ÚNICO

A EXPERIÊNCIA BRASILEIRA NA CONSTRUÇÃO DE UM REGISTRO ÚNICO A EXPERIÊNCIA BRASILEIRA NA CONSTRUÇÃO DE UM REGISTRO ÚNICO Com um registro único para programas sociais é possível saber quem são as pessoas mais vulneráveis, suas necessidades e onde elas moram. É possível

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MIRACATU

PREFEITURA MUNICIPAL DE MIRACATU EDITAL DE ABERTURA Nº 004/2013 PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE EDUCADOR SOCIAL E CADASTRADORES PARA ATUAREM NA EXECUÇÃO DO PROGRAMA BOLSA FAMILIA E EQUIPE VOLANTE CONVENIADO COM MINISTÉRIO DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Resultados Finais da 2ª Pesquisa de Opinião do blog Diário do Verde. Dezembro de 2011 / Janeiro de 2012

Resultados Finais da 2ª Pesquisa de Opinião do blog Diário do Verde. Dezembro de 2011 / Janeiro de 2012 2ª Pesquisa de Opinião - Diário do Verde (Ano de 2011) Veículo de Comunicação Ambiental na Internet - www.diariodoverde.com 30 respostas VISÃO GERAL - PERFIL DOS USUÁRIOS Sexo: Feminino Idade: 26-34 anos

Leia mais

Um país menos desigual: pobreza extrema cai a 2,8% da população Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) foram divulgados pelo IBGE

Um país menos desigual: pobreza extrema cai a 2,8% da população Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) foram divulgados pelo IBGE Um país menos desigual: pobreza extrema cai a 2,8% da população Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) foram divulgados pelo IBGE Brasília, 7 A pobreza extrema no país caiu a 2,8%

Leia mais

Proteção Social Básica

Proteção Social Básica Proteção Social Básica Proteção Social Básica A Proteção Social Básica (PSB) atua na prevenção dos riscos por meio do desenvolvimento de potencialidades e do fortalecimento de vínculos familiares e comunitários

Leia mais

EDITAL Nº. 001/2011 PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL PAE DO IFSP CAMPUS SÃO CARLOS

EDITAL Nº. 001/2011 PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL PAE DO IFSP CAMPUS SÃO CARLOS 1. ABERTURA EDITAL Nº. 001/2011 PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL PAE DO IFSP CAMPUS SÃO CARLOS 1.1 O Diretor Geral do Campus São Carlos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo,

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Projovem em Ação

Mostra de Projetos 2011. Projovem em Ação Mostra de Projetos 2011 Projovem em Ação Mostra Local de: Londrina. Categoria do projeto: Projetos em implantação, com resultados parciais. Nome da Instituição/Empresa: Prefeitura Municipal Santa Cecilia

Leia mais

A1. Número da Entrevista: A2. Iniciais do Entrevistador: A3. Data: / /2007 A4. Nome da Entidade [POR EXTENSO E A SIGLA]:

A1. Número da Entrevista: A2. Iniciais do Entrevistador: A3. Data: / /2007 A4. Nome da Entidade [POR EXTENSO E A SIGLA]: CENTRO BRASILEIRO DE ANÁLISE E PLANEJAMENTO-CEBRAP A Reforma de Serviços Públicos: O Papel da Ação Coletiva e da Accountability Social (Delhi, Cidade de México e São Paulo) QUESTIONÁRIO PARA LIDERANÇAS

Leia mais

69% dos pais afirmam conversar com os filhos sobre dinheiro, mostra pesquisa do SPC Brasil

69% dos pais afirmam conversar com os filhos sobre dinheiro, mostra pesquisa do SPC Brasil 69% dos pais afirmam conversar com os filhos sobre dinheiro, mostra pesquisa do SPC Brasil Para educador financeiro do Serviço de Proteção ao Crédito, um dos desafios é mostrar aos filhos pequenos que

Leia mais

GABINETE DA MINISTRA PORTARIA No- 251, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2012

GABINETE DA MINISTRA PORTARIA No- 251, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2012 GABINETE DA MINISTRA PORTARIA No- 251, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2012 Regulamenta a gestão das condicionalidades do Programa Bolsa Família, revoga a portaria GM/MDS nº 321, de 29 de setembro de 2008, e dá outras

Leia mais

SITUAÇÃO DOS ODM NOS MUNICÍPIOS

SITUAÇÃO DOS ODM NOS MUNICÍPIOS SITUAÇÃO DOS ODM NOS MUNICÍPIOS O presente levantamento mostra a situação dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) nos municípios brasileiros. Para realizar a comparação de forma mais precisa,

Leia mais

Pnad: Um em cada cinco brasileiros é analfabeto funcional

Pnad: Um em cada cinco brasileiros é analfabeto funcional 08/09/2010-10h00 Pesquisa visitou mais de 150 mil domicílios em 2009 Do UOL Notícias A edição 2009 da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia

Leia mais

Taxa de analfabetismo

Taxa de analfabetismo B Taxa de analfabetismo B.1................................ 92 Níveis de escolaridade B.2................................ 94 Produto Interno Bruto (PIB) per capita B.3....................... 96 Razão de

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO SÃO PAULO ABRIL / 2015. Avaliação do Projeto de Lei 4330/04

PESQUISA DE OPINIÃO SÃO PAULO ABRIL / 2015. Avaliação do Projeto de Lei 4330/04 PESQUISA DE OPINIÃO Avaliação do Projeto de Lei 4330/04 SÃO PAULO ABRIL / 2015 P e s q u i s a d e O p i n i ã o - A v a l i a ç ã o P L 4 4 3 0 / 0 4 - S ã o P a u l o - A b r i l 2 0 1 5 P á g i n a

Leia mais

Cadastro Único e Programa Bolsa Família

Cadastro Único e Programa Bolsa Família Cadastro Único e Programa Bolsa Família Letícia Bartholo Secretária Adjunta Abril de 2014 A Secretaria A Secretaria Nacional de Renda de Cidadania (Senarc) é responsável pela gestão, em nível nacional,

Leia mais

TEXTO 3 O SICON: PASSO A PASSO PARA VIABILIZAÇÃO DA SEGURANÇA DE RENDA DAS FAMÍLIAS EM DESCUMPRIMENTO DE CONDICIONALIDADES NO ÂMBITO DO SUAS 1.

TEXTO 3 O SICON: PASSO A PASSO PARA VIABILIZAÇÃO DA SEGURANÇA DE RENDA DAS FAMÍLIAS EM DESCUMPRIMENTO DE CONDICIONALIDADES NO ÂMBITO DO SUAS 1. TEXTO 3 O SICON: PASSO A PASSO PARA VIABILIZAÇÃO DA SEGURANÇA DE RENDA DAS FAMÍLIAS EM DESCUMPRIMENTO DE CONDICIONALIDADES NO ÂMBITO DO SUAS 1. Nosso estudo, até o momento, vem trazendo elementos essenciais

Leia mais

DICAS DE NAVEGAÇÃO CONSULTAS MAIS PROCURADAS:

DICAS DE NAVEGAÇÃO CONSULTAS MAIS PROCURADAS: DICAS DE NAVEGAÇÃO CONSULTAS MAIS PROCURADAS: Índice 1.1 CONSULTA BOLSA FAMÍLIA PELO MUNICÍPIO... 2 1.2 CONSULTA BOLSA FAMÍLIA POR AÇÃO DE GOVERNO... 6 1.3 CONSULTA BOLSA FAMÍLIA PELO NOME DO BENEFICIÁRIO...

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Page 1 of 6 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 7.013, DE 19 DE NOVEMBRO DE 2009. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84,

Leia mais

PROGRAMAS DA POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL EDITAL Nº 03/2015

PROGRAMAS DA POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL EDITAL Nº 03/2015 PROGRAMAS DA POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL EDITAL Nº 03/2015 O Coordenador de Ensino do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba, Campus Avançado Cabedelo Centro, no uso de suas

Leia mais

O PROGRAMA NACIONAL DE BOLSA ESCOLA

O PROGRAMA NACIONAL DE BOLSA ESCOLA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DO PROGRAMA NACIONAL DE BOLSA ESCOLA CONDITIONAL CASH TRANSFER PROGRAMS: OPERATIONAL EXPERIENCES WORLD BANK WORKSHOP O PROGRAMA NACIONAL DE BOLSA ESCOLA Contexto Após

Leia mais

EDITAL Nº 39 DE 25 DE AGOSTO DE 2015 AUXÍLIO MORADIA PARA O SEGUNDO SEMESTRE DE

EDITAL Nº 39 DE 25 DE AGOSTO DE 2015 AUXÍLIO MORADIA PARA O SEGUNDO SEMESTRE DE Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus Erechim EDITAL Nº 39 DE 25 DE AGOSTO DE 2015 AUXÍLIO

Leia mais

Gestão de condicionalidades

Gestão de condicionalidades Gestão de condicionalidades Condicionalidades no contexto de políticas públicas universais As condicionalidades são compromissos da família e do poder público O acesso aos serviços de saúde e educação

Leia mais

Eixo 1 - Autonomia econômica e igualdade no mundo do trabalho, com inclusão social.

Eixo 1 - Autonomia econômica e igualdade no mundo do trabalho, com inclusão social. Eixo 1 - Autonomia econômica e igualdade no mundo do trabalho, com inclusão social. Estes dados são resultado de um processo participativo sem desenho amostral e cumprimento de cotas, cuja margem de erro

Leia mais

O artigo 8º da referida lei, contemplando exatamente a dimensão do sofrimento e dos danos que a violência doméstica e familiar provoca, determina:

O artigo 8º da referida lei, contemplando exatamente a dimensão do sofrimento e dos danos que a violência doméstica e familiar provoca, determina: TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO VARA CENTRAL DA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR CONTRA A MULHER SP Projeto: DE MÃOS DADAS COM A REDE Introdução A violência doméstica e familiar contra a mulher é um fenômeno

Leia mais

II. Envio dos públicos (listagens) para acompanhamento aos parceiros da saúde e educação;

II. Envio dos públicos (listagens) para acompanhamento aos parceiros da saúde e educação; CONDICIONALIDADE DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA COMO FUNCIONA? A gestão de condicionalidades compreende um conjunto de ações em diferentes períodos visando ao acompanhamento dos compromissos nas áreas de educação

Leia mais

Trata-se de Nota Técnica referente à metodologia utilizada para o desenvolvimeto da primeira carga do D-TISS Detalhamento dos Dados do TISS.

Trata-se de Nota Técnica referente à metodologia utilizada para o desenvolvimeto da primeira carga do D-TISS Detalhamento dos Dados do TISS. Gerência/Diretoria: GEPIN/DIDES Protocolo nº 33902.552358/2015-01 Data: 09/12/2015 Hora: 10:00 Assinatura: Magno Fernandes Nota Técnica nº 586/2015/GEPIN/DIDES/ANS 1. Introdução Trata-se de Nota Técnica

Leia mais

A inserção das mulheres nos mercados de trabalho metropolitanos e a desigualdade nos rendimentos

A inserção das mulheres nos mercados de trabalho metropolitanos e a desigualdade nos rendimentos A INSERÇÃO DA MULHER NO MERCADO DE TRABALHO MARÇO 2013 A inserção das mulheres nos mercados de trabalho metropolitanos e a desigualdade nos rendimentos De maneira geral, as mulheres enfrentam grandes dificuldades

Leia mais

O PROGRAMA ASSISTÊNCIA SÓCIO-JURÍDICA E OS DIREITOS DO IDOSO

O PROGRAMA ASSISTÊNCIA SÓCIO-JURÍDICA E OS DIREITOS DO IDOSO O PROGRAMA ASSISTÊNCIA SÓCIO-JURÍDICA E OS DIREITOS DO IDOSO Maria Salete da Silva Josiane dos Santos O Programa Assistência Sócio-Jurídica, extensão do Departamento de Serviço Social, funciona no Núcleo

Leia mais

ESTUDO TEMÁTICO SOBRE O PERFIL DOS BENEFICIÁRIOS DO PROGRAMA CAPACITAÇÃO OCUPACIONAL NO MUNICÍPIO DE OSASCO

ESTUDO TEMÁTICO SOBRE O PERFIL DOS BENEFICIÁRIOS DO PROGRAMA CAPACITAÇÃO OCUPACIONAL NO MUNICÍPIO DE OSASCO PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO, TRABALHO E INCLUSÃO (SDTI) DEPARTAMENTO INTERSINDICAL DE ESTATÍSTICA E ESTUDOS SOCIOECONÔMICOS (DIEESE) PROGRAMA OSASCO DIGITAL OBSERVATÓRIO

Leia mais

ASSITÊNCIA ESTUDANTIL

ASSITÊNCIA ESTUDANTIL ASSITÊNCIA ESTUDANTIL Apoio ao Acadêmico A Assistência Estudantil da FAMEC tem a missão de apoiar o acadêmico na busca de soluções e oportunidades que contribuam para sua permanência na faculdade e conclusão

Leia mais

TEXTO 2 A EFETIVAÇÃO DO ACOMPANHAMENTO FAMILIAR: AS ATRIBUIÇÕES DA GESTÃO E DAS EQUIPES MUNICIPAIS. 1.

TEXTO 2 A EFETIVAÇÃO DO ACOMPANHAMENTO FAMILIAR: AS ATRIBUIÇÕES DA GESTÃO E DAS EQUIPES MUNICIPAIS. 1. TEXTO 2 A EFETIVAÇÃO DO ACOMPANHAMENTO FAMILIAR: AS ATRIBUIÇÕES DA GESTÃO E DAS EQUIPES MUNICIPAIS. 1. Com base no estudo do texto anterior, pode-se constatar que o Bolsa Família pode ser compreendido

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS EM PROL DA ERRADICAÇÃO DO ANALFABETISMO EM MINAS GERAIS

POLÍTICAS PÚBLICAS EM PROL DA ERRADICAÇÃO DO ANALFABETISMO EM MINAS GERAIS POLÍTICAS PÚBLICAS EM PROL DA ERRADICAÇÃO DO ANALFABETISMO EM MINAS GERAIS TRINDADE, Jéssica Ingrid Silva Graduanda em Geografia Universidade Estadual de Montes Claros Unimontes jessica.ingrid.mg@hotmail.com

Leia mais

André Carloni. Bairro de Fátima Barro Branco. Serra. Boa Vista. Serra. Bela Vista. Cariacica. Carapina Grande

André Carloni. Bairro de Fátima Barro Branco. Serra. Boa Vista. Serra. Bela Vista. Cariacica. Carapina Grande Alagoano Alecrim Alterosas Alto Lage Alvorada Andorinhas André Carloni Antonio Honório Araças Argolas Aribiri Ataíde Atalaia Barcelona Bairro de Fátima Barro Branco Barro Vermelho Bela Aurora Bela Vista

Leia mais

RELATÓRIO DE PESQUISA

RELATÓRIO DE PESQUISA 2011 14 RELATÓRIO DE PESQUISA Relatório da Pesquisa de Satisfação dos Usuários do SUS quanto aos aspectos de acesso e qualidade percebida na atenção à saúde, mediante inquérito amostral. Ministério da

Leia mais

e seus resultados na área de saúde

e seus resultados na área de saúde O Programa Bolsa Família e seus resultados na área de saúde Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Contexto histórico América Latina: proteção social baseada no seguro. Brasil, anos 1970,

Leia mais

THALITA KUM PROJETO - CUIDANDO COM HUMANIDADE DOS ACAMADOS E DE SEUS CUIDADORES.

THALITA KUM PROJETO - CUIDANDO COM HUMANIDADE DOS ACAMADOS E DE SEUS CUIDADORES. THALITA KUM PROJETO - CUIDANDO COM HUMANIDADE DOS ACAMADOS E DE SEUS CUIDADORES. ANA LUCIA MESQUITA DUMONT; Elisa Nunes Figueiredo. Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte SMSA-BH (Atenção Básica)

Leia mais

PESQUISA MENSAL DE EMPREGO: PROCEDIMIENTOS PARA ANÁLISES DE CONSISTENCIA DA INFORMAÇÃO

PESQUISA MENSAL DE EMPREGO: PROCEDIMIENTOS PARA ANÁLISES DE CONSISTENCIA DA INFORMAÇÃO 83 PESQUISA MENSAL DE EMPREGO: PROCEDIMIENTOS PARA ANÁLISES DE CONSISTENCIA DA INFORMAÇÃO INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE) BRASIL 84 Pesquisa mensal de emprego... ÍNDICE Página A

Leia mais

Gestão Municipal do Cadastro Único. Programa Bolsa Família

Gestão Municipal do Cadastro Único. Programa Bolsa Família Gestão Municipal do Cadastro Único e Programa Bolsa Família Gestora Olegna Andrea da Silva Entrevistadora e Operadora de Cadastro Ana Paula Gonçalves de Oliveira A porta de entrada para receber os bene?cios

Leia mais

Tabela 1 Total da população 2010 Total de homens Total de mulheres Homens % Mulheres % Distrito Federal 2.562.963 1.225.237 1.337.

Tabela 1 Total da população 2010 Total de homens Total de mulheres Homens % Mulheres % Distrito Federal 2.562.963 1.225.237 1.337. PROGRAMA TÉMATICO: 6229 EMANCIPAÇÃO DAS MULHERES OBJETIVO GERAL: Ampliar o acesso das mulheres aos seus direitos por meio do desenvolvimento de ações multissetoriais que visem contribuir para uma mudança

Leia mais

Inclusão bancária: bancos públicos efetivam seu papel social

Inclusão bancária: bancos públicos efetivam seu papel social Inclusão bancária: bancos públicos efetivam seu papel social Inclusão bancária Acesso a produtos e serviços bancários a cidadãos de baixa renda; Serviços bancários + preocupação social. Ações para inclusão

Leia mais

LEI Nº. 430 DE 15 DE ABRIL DE 2010

LEI Nº. 430 DE 15 DE ABRIL DE 2010 LEI Nº. 430 DE 15 DE ABRIL DE 2010 DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO E O FUNCIONAMENTO DA INSTÂNCIA MUNICIPAL DE CONTROLE SOCIAL DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA MARCOS ROBERTO FERNANDES CORRÊA, Prefeito Municipal de Pratânia,

Leia mais

PLANEJAMENTO PARTICIPATIVO MATO GRANDE 17/06/2015

PLANEJAMENTO PARTICIPATIVO MATO GRANDE 17/06/2015 PLANEJAMENTO PARTICIPATIVO MATO GRANDE 17/06/2015 1 PROGRAMAÇÃO DO EVENTO 08H ÀS 09H 09H ÀS 09:H30 09H30 ÀS 10H 10H ÀS 10:15 10H15 ÀS 12H 12H ÀS 13H 13H ÀS 13H30 CREDENCIAMENTO ABERTURA DO EVENTO CARACTERIZAÇÃO

Leia mais

PLANOS DE SAÚDE. Leandro de Souza Lino

PLANOS DE SAÚDE. Leandro de Souza Lino 1 PLANOS DE SAÚDE Leandro de Souza Lino Na atualidade, as pessoas estão cada vez mais preocupadas com a qualidade de vida e, por sua vez, com a saúde. Assim, a necessidade de ter planos de saúde se faz

Leia mais

DIMENSÃO 8 ATENDIMENTO AOS ESTUDANTES

DIMENSÃO 8 ATENDIMENTO AOS ESTUDANTES DIMENSÃO 8 ATENDIMENTO AOS ESTUDANTES 8.1 CONDIÇÕES INSTITUCIONAIS PARA OS DISCENTES 8.1.1 Facilidade de acesso aos dados e registros acadêmicos 8.1.2 Apoio à participação em eventos, produção e divulgação

Leia mais

Fórum Banco Central de Inclusão Financeira. Painel MDS

Fórum Banco Central de Inclusão Financeira. Painel MDS Fórum Banco Central de Inclusão Financeira Painel MDS Brasília, 18/nov/2010 Sumário Breve descrição do PBF; Razões para inclusão financeira; Marco legal da inclusão financeira; Atual agenda de inclusão

Leia mais

PESQUISA DE SATISFAÇÃO PARTICIPANTES

PESQUISA DE SATISFAÇÃO PARTICIPANTES PESQUISA DE SATISFAÇÃO PARTICIPANTES Brasília, janeiro/2011 Objetivos específicos da pesquisa 2 Avaliar a quantidade e a qualidade da rede credenciada. Avaliar os serviços oferecidos: o Plano CASSI Família

Leia mais

Nota Técnica. Conceitos da Vigilância Socioassistencial Nº 01. Curitiba, PR. Junho de 2014. Coordenação da Gestão do SUAS

Nota Técnica. Conceitos da Vigilância Socioassistencial Nº 01. Curitiba, PR. Junho de 2014. Coordenação da Gestão do SUAS Nota Técnica Conceitos da Vigilância Socioassistencial Nº 01 Curitiba, PR. Junho de 2014 Coordenação da Gestão do SUAS Conceitos da Vigilância Socioassistencial Finalidade: Considerando a importância da

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS JULHO DE 2013 JOB2726-8 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA OBJETIVO LOCAL Trata-se de uma pesquisa de acompanhamento da opinião pública

Leia mais

Inscrição do Crédito Educacional da PUCPR

Inscrição do Crédito Educacional da PUCPR Inscrição do Crédito Educacional da PUCPR Sumário 1. COMO ACESSAR O FORMULÁRIO 3 2. INICIANDO SUA INSCRIÇÃO 4 3. DESCRIÇÃO DAS PASTAS 5 3.1 3.1.1 1º MENU DADOS DO ALUNO 1ª Pasta Dados do Aluno 5 5 3.1.2

Leia mais

Pesquisa nas Favelas com Unidades de Polícia Pacificadora. da Cidade do Rio de Janeiro

Pesquisa nas Favelas com Unidades de Polícia Pacificadora. da Cidade do Rio de Janeiro Pesquisa nas Favelas com Unidades de Polícia Pacificadora da Cidade do Rio de Janeiro Dezembro de 2010 1. Argumento Ao longo dos últimos anos, um amplo espectro de políticas públicas foi implantado em

Leia mais

CRAS - PRAIA DO CANTO

CRAS - PRAIA DO CANTO DATA DA VISITA: 08/01/2013 Responsável: Sílvia Cristina Caldas DATA DA VISITA:21/01/2015 CRAS - PRAIA DO CANTO Endereço: Rua Francisco Rubim, s/n Bairro: Bento Ferreira CEP: 29050-680 E-mail: crpcanto@vitoria.es.gov.br

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 11. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua

POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 11. Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua POLÍTICAS PÚBLICAS Aula 11 Prof. a Dr. a Maria das Graças Rua LOAS benefício de prestação continuada (BPC), previsto pelo art. 203 da Constituição. garantia de um salário-mínimo mensal à pessoa com deficiência

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Edital 01/2015 Serviço de Inclusão Produtiva

PROCESSO SELETIVO Edital 01/2015 Serviço de Inclusão Produtiva PROCESSO SELETIVO Edital 01/2015 Serviço de Inclusão Produtiva A Casa de Acolhimento e Orientação à Crianças e Adolescentes (CAOCA), em parceria com a Secretaria de Assistência Social de Vitória (Semas),

Leia mais

TEXTO ORIENTADOR PARA O CURSO DO SIBEC

TEXTO ORIENTADOR PARA O CURSO DO SIBEC 1 TETO ORIENTADOR PARA O CURSO DO SIBEC Antes de iniciar a capacitação presencial do SIBEC, é importante rever alguns pontos sobre a gestão do Programa Bolsa Família. Fique atento às informações que reunimos

Leia mais

CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - CRAS

CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - CRAS CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - CRAS Porta de entrada dos munícipes que necessitam das ações de assistência social que potencializam a família, a comunidade de referência, fortalecendo seus

Leia mais

MATERNIDADE NA ADOLESCÊNCIA

MATERNIDADE NA ADOLESCÊNCIA MATERNIDADE NA ADOLESCÊNCIA Autor: Marusa Fernandes da Silva marusafs@gmail.com Orientadora: Profª. Ms. Mônica Mª N. da Trindade Siqueira Universidade de Taubaté monica.mnts@uol.com.br Comunicação oral:

Leia mais

Aula 2 Elementos necessários para a Avaliação Econômica

Aula 2 Elementos necessários para a Avaliação Econômica Aula 2 Elementos necessários para a Avaliação Econômica A avaliação econômica é um importante instrumento de gestão de qualquer projeto social ou política pública. Deve-se pensar o desenho da avaliação

Leia mais

Aula 3 Introdução à Avaliação de Impacto Aula 3

Aula 3 Introdução à Avaliação de Impacto Aula 3 Aula 3 Introdução à Avaliação de Impacto Aula 3 Introdução à Avaliação de Impacto Quando a chuva cai, necessariamente, a rua fica molhada. Se a rua está molhada, pode ter chovido. Mas, não necessariamente!

Leia mais

Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa Regular. Edição n 05

Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa Regular. Edição n 05 Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa Regular Edição n 05 Junho de 2010 2 Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa Regular Edição n 05 O objetivo geral deste estudo foi investigar as percepções gerais

Leia mais

Sumário Executivo PESQUISA DOMICILIAR COM OS BENEFICIÁRIOS DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA

Sumário Executivo PESQUISA DOMICILIAR COM OS BENEFICIÁRIOS DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA Sumário Executivo PESQUISA DOMICILIAR COM OS BENEFICIÁRIOS DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA Pólis Pesquisa Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

Leia mais

1 Introdução. 1 O Benefício de Prestação Continuada (BPC) é um programa de política social, garantido pela

1 Introdução. 1 O Benefício de Prestação Continuada (BPC) é um programa de política social, garantido pela 1 Introdução O Programa Bolsa Família (PBF) é o maior programa sócio assistencial atualmente no país, que atende cerca de 11,1 milhões de famílias brasileiras. O PBF tem sido objeto de várias questões

Leia mais

CCSVP: ESTRATÉGIA DO SERVIÇO SOCIAL NA GARANTIA DE DIREITOS COM MULHERES CHEFES DE FAMÍLIAS.¹

CCSVP: ESTRATÉGIA DO SERVIÇO SOCIAL NA GARANTIA DE DIREITOS COM MULHERES CHEFES DE FAMÍLIAS.¹ CCSVP: ESTRATÉGIA DO SERVIÇO SOCIAL NA GARANTIA DE DIREITOS COM MULHERES CHEFES DE FAMÍLIAS.¹ TASCHETTO, Ketheni Machado²; MARQUES, MARQUES Nadianna Rosa ³ ; KAEFER Carin Otília 4 ¹Trabalho desenvolvido

Leia mais

PROGRAMA DE TRANSFERÊNCIA DE RENDA BOLSA FAMÍLIA: AUTONOMIA OU ASSISTENCIALISMO TRANSFER PROGRAM BOLSA FAMÍLIA INCOME: AUTONOMY OR WELFARISM

PROGRAMA DE TRANSFERÊNCIA DE RENDA BOLSA FAMÍLIA: AUTONOMIA OU ASSISTENCIALISMO TRANSFER PROGRAM BOLSA FAMÍLIA INCOME: AUTONOMY OR WELFARISM PROGRAMA DE TRANSFERÊNCIA DE RENDA BOLSA FAMÍLIA: AUTONOMIA OU ASSISTENCIALISMO TRANSFER PROGRAM BOLSA FAMÍLIA INCOME: AUTONOMY OR WELFARISM Lorena Gomes Righi Graduanda em Serviço Social Centro Universitário

Leia mais

BOLSA FAMÍLIA TRANSFERÊNCIA DE RENDA E APOIO À FAMÍLIA NO ACESSO À SAÚDE, À EDUCAÇÃO E À ASSISTÊNCIA SOCIAL

BOLSA FAMÍLIA TRANSFERÊNCIA DE RENDA E APOIO À FAMÍLIA NO ACESSO À SAÚDE, À EDUCAÇÃO E À ASSISTÊNCIA SOCIAL BOLSA FAMÍLIA TRANSFERÊNCIA DE RENDA E APOIO À FAMÍLIA NO ACESSO À SAÚDE, À EDUCAÇÃO E À ASSISTÊNCIA SOCIAL 1 2 BOLSA FAMÍLIA TRANSFERÊNCIA DE RENDA E APOIO À FAMÍLIA NO ACESSO À SAÚDE, À EDUCAÇÃO E À

Leia mais

A operacionalização da gestão de condicionalidades no Programa Bolsa Família (PBF) ocorre de forma:

A operacionalização da gestão de condicionalidades no Programa Bolsa Família (PBF) ocorre de forma: CONDICIONALIDADES DO PROGRAMA BOLSA FAMÍLIA ATORES RESPONSÁVEIS PELA GESTÃO A operacionalização da gestão de condicionalidades no Programa Bolsa Família (PBF) ocorre de forma:» Intersetorial: com os responsáveis

Leia mais

APRESENTAÇÃO. O presente manual tem por finalidade principal orientar técnicos sociais dos

APRESENTAÇÃO. O presente manual tem por finalidade principal orientar técnicos sociais dos APRESENTAÇÃO O presente manual tem por finalidade principal orientar técnicos sociais dos municípios no processo de seleção de demanda, na elaboração e na execução do Projeto de Trabalho Social - PTS junto

Leia mais

Programa Bolsa Família e Cadastro Único para Programas Sociais. Guia Rápido. O que os municípios devem fazer nos primeiros 60 dias de gestão

Programa Bolsa Família e Cadastro Único para Programas Sociais. Guia Rápido. O que os municípios devem fazer nos primeiros 60 dias de gestão Programa Bolsa Família e Cadastro Único para Programas Sociais Guia Rápido O que os municípios devem fazer nos primeiros 60 dias de gestão Janeiro de 2013 Apresentação Enfrentar a pobreza e as desigualdades

Leia mais

Guias e Manuais. Exercendo o. Controle Social. do Programa Bolsa Família. Programa Bolsa Família

Guias e Manuais. Exercendo o. Controle Social. do Programa Bolsa Família. Programa Bolsa Família Guias e Manuais 2010 Exercendo o Controle Social do Programa Bolsa Família Programa Bolsa Família Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) Exercendo o Controle Social do Programa Bolsa

Leia mais

BOLSA DE ESTUDOS 2016

BOLSA DE ESTUDOS 2016 INSTITUTO DAS APÓSTOLAS DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS AV. VISCONDE DE GUARAPUAVA, 4747 BATEL CURITIBA/PR CNPJ: 76.570.084/0001-60 BOLSA DE ESTUDOS 2016 I INFORMAÇÕES GERAIS a) A bolsa de estudo é benefício

Leia mais

Acompanhamento Familiar Programa Bolsa Família

Acompanhamento Familiar Programa Bolsa Família Acompanhamento Familiar Programa Bolsa Família 3 Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Acompanhamento Familiar Programa Bolsa Família Brasília, 2009 2009 Ministério do Desenvolvimento

Leia mais

Autorizado pela Resolução n 05/2010, de 22 de fevereiro de 2010

Autorizado pela Resolução n 05/2010, de 22 de fevereiro de 2010 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MÉDIA E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL FARROUPILHA REGULAMENTO DO PROGRAMA DE BOLSA AUXÍLIO PERMANÊNCIA AO EDUCANDO PROEJA Autorizado pela Resolução n 05/2010,

Leia mais