TEMA 3 TÉCNICAS DE PESQUISA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TEMA 3 TÉCNICAS DE PESQUISA"

Transcrição

1

2 A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO A IMPORTÂNCIA DA A TEMA 3 64

3 A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO A IMPORTÂNCIA DA A Iniciando nosso diálogo Prezado aluno, Neste terceiro módulo você terá a oportunidade de conhecer e refletir sobre as várias técnicas de estudo de trabalhos acadêmicos e a forma de acentuar os estudos. Aprendeu como devemos estudar e sublinhar, esquematizar, resumir e resenhar textos científicos e filosóficos, sem ter que grifar todo o texto, ou mesmo, colorir o texto com caneta marca texto. Aprendeu como deve fazer um resumo e uma resenha, conhecendo agora as suas diferenças. OBJETIVOS Refletir sobre as várias técnicas de estudo de trabalhos acadêmicos e a froma de acentuar os estudos. Desenvolver o conhecimento, aprendizagem com o desenvolvimento do projeto de pesquisa. Vamos iniciar nosso aprendizado! 65

4 A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO A IMPORTÂNCIA DA A TEMA 3 66

5 A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO A IMPORTÂNCIA DA A TÉCNICAS DE ESTUDO COMO SUBLINHAR, ESQUEMATIZAR, RESUMIR E RESENHAR SUBLINHAR UM TEXTO Para resumir ou esquematizar um texto, é preciso primeiro ler o texto e ir sublinhando as principais ideias. Precisamos nos conscientizar que marcar um texto em toda sua extensão com a caneta marca-texto não nos ajuda a extrair as principais ideias necessárias para fazer o entendimento do mesmo. Para sublinhar é preciso seguir algumas normas : 1- Precisamos fazer primeiro uma análise textual, como já comentamos, Lendo integralmente o texto, esclarecendo palavras desconhecidas (sem preguiça de utilizar o dicionário), termos técnicos e outras; 2- Realizar a análise temática, identificando as ideias principais do autor. Para encontrar as ideias principais de um texto eu devo (nessa segunda leitura) ler atentamente cada parágrafo, mergulhar nele, para perceber qual é a sua ideia central. Enquanto eu não souber formular mentalmente o que li, com minhas palavras, eu não entendi o parágrafo. Não adianta disfarçar e vir com desculpas de que tem dificuldades em se expressar. Também não devemos sublinhar linhas ou parágrafos inteiros. Com isso corre-se o risco de sobrecarregar a memória e, o que é pior, reproduzir-se as frases do autor. Devemos, sim, sublinhar palavras-chaves, isto é, palavras cujo conteúdo é chave para lembrar as noções ou ideias que o autor está desenvolvendo. É muito útil marcamos com uma interrogação, à margem do texto, passagens que não foram entendidas. E com uma exclamação, passagens que julgo serem importantes. Por isso a segunda leitura é eficaz: muitas vezes o autor coloca brilhantemente em um (ou alguns) parágrafo uma síntese de tudo que falou. Depois disso, ler o que foi sublinhado, como se fosse um telegrama, para ver se tem sentido. 3- Sublinhar com lápis macio, para não danificar o texto ou livro; sublinhar com dois traços ideias importantes e com um as ideias secundárias (muitas pessoas gostam de caneta hidrocor de cores diferentes para fazer isso); usar um traço vertical (aquele à margem do texto) para ideias importantes e dois para ideias importantíssimas. O livro com muitas anotações significa que foi bem aproveitado, bem mastigado : ele cumpriu sua finalidade. Para que ter um livro bonitinho se você não aprendeu nada ou quase nada! Não foi para guardá-lo que nós o compramos. 67

6 A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO A IMPORTÂNCIA DA A TEMA PARA FAZER O ESQUEMA E O RESUMO, BASTA TOMAR COMO BASE ESSAS PALAVRAS SUBLINHADAS 1- Esquema é uma tomada do texto em seus termos mais essenciais, sem necessidade de escrever as frases. É um esqueleto do texto. O índice de um livro é um exemplo de esquema. Ele é muito útil em apresentações, seminários, etc.; pois num relance vemos todo o conteúdo a ser apresentado. Para que um esquema seja realmente útil, é preciso que ele seja fiel ao texto. Não podemos alterar as ideias do autor, como também, devemos encadear e subordinar as ideias, não simplesmente colocá-las. Isso facilita o entendimento e é útil para memorizar o conteúdo integral do texto. É importante usar nosso próprio vocabulário, sendo claros e precisos. Se o esquema é realizado para nosso estudo, apresentações, revisões para provas; de nada adianta usar palavras rebuscadas, difíceis. Só tende a atrapalhar. Também devemos utilizar todas as divisões e subdivisões feitas pelo autor, pois ninguém melhor que ele conhece o texto. De posse do texto sublinhado ou do esquema, temos condições de fazer ótimos resumos, já que resumo é condensar o texto em suas ideias principais. 2- O ato de resumir textos objetiva instrumentalizá-lo a fim de que você possa, ao ler, apreender aquilo que realmente é essencial. Ao resumir o texto, você vai expor, em poucas palavras, o que o autor expressou de uma forma mais longa. Assim, deve saber discernir do secundário e relacionar as ideias entre si, de uma forma sintética. Aprendendo a resumir, você terá mais facilidade ao estudar as diferentes disciplinas, uma vez que saberá encontrar num texto as ideias mais relevantes. Alguns passos devem ser observados para que o resultado final seja satisfatório: uma primeira leitura atenta é indispensável para que você perceba o assunto em questão; outras leituras devem ser feitas (tantas quantas forem necessárias para selecionar as ideias principais do texto); é importante anotar o que for mais relevante; todo texto possui palavras-chaves que encerram as ideias fundamentais; essas ideias devem ser grifadas para que possam servir de ponto de partida para o resumo; deve ser feito resumo de cada parágrafo; é importante fazer dois resumos: um do parágrafo e outro do próprio resumo para que as ideias sejam bem sintetizadas; 68

7 A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO A IMPORTÂNCIA DA A durante todo o processo, a leitura atenta deve ser feita para verificar se está havendo coerência e seqüência lógica entre os parágrafos resumidos, para fazer os ajustes necessários; o resumo não é comentário crítico; você deve ater-se às ideias do autor, sem emitir sua opinião, por isso as ideias do resumo devem ser fiéis às expostas no texto original PARA FAZER A RESENHA Inicialmente é preciso definir o termo resenha. Fazer uma resenha é o mesmo que fazer uma recensão (que significa apreciação breve de um livro ou de um escrito), ou seja, trata-se de resumir de maneira clara e sucinta um livro, artigo ou qualquer tipo de texto científico que demonstre a importância aos leitores que tiverem acesso a esse texto. Embora o texto a ser resenhado tenha um(a) autor(a), o(a) recenseador(a) deve ser o(a) autor(a) do seu trabalho; quer dizer, é preciso manter a identidade de quem escreveu o trabalho que você está analisando, mas é preciso transparecer a sua presença, como voz crítica sobre o texto. Resenhar significa resumir, sintetizar, destacar os pontos principais de uma obra científica. a) Procedimentos: 1 Passo - Leitura total da obra a ser resenhada; 2 Passo - leitura pormenorizada, fazendo os destaques da partes mais significativas, que servirão de fio condutor para elaboração do texto da resenha; 3 Passo - elaboração de um esquema com as principais etapas a serem desenvolvidas pela resenha; 4º Passo - construção do texto propriamente dito; 5º Passo - revisão do texto, correção e aprimoramento. b) Necessidades: Toda resenha deve ser o mais bem identificada possível, daí as seguintes necessidades: 1) cabeçalho contendo o nome da instituição de ensino, título da resenha com identificação do texto resenhado, autor/a da resenha, objetivo do trabalho, local e data. 2) Texto dissertativo contendo: introdução, corpo principal do texto e conclusão com apreciação crítica. 69

8 A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO A IMPORTÂNCIA DA A TEMA 3 c) Dicas importantes: A recensão deve cumprir um objetivo claro: comunicar ao leitor os aspectos essenciais da obra em questão e situá-lo no assunto da melhor maneira possível. Lembremo-nos de que, no método Descartes, a 1ª regra é a evidência, isto e, o dado inicial, que tem de ser claro, ordenado e distinto, ou seja, o critério cartesiano da verdade é a clareza e a distinção. Em concreto, Descartes parte de uma dúvida universal (metódica), para, entretanto, superá-la criticamente na conquista da verdade. A forma da resenha, isto é, o texto deve ser claro, inteligível e dinâmico. O (A) leitor(a) deve ter prazer nesta leitura e deve sentir-se convidado (a) a leitura do texto resenhado. Para isso, é imprescindível o uso das normas padrão da língua portuguesa. Caso haja necessidade de citação do próprio texto resenhado, isso deve ser feito entre aspas e/ou em destaque. Sempre deve haver referência bibliográfica. Por vezes, é interessante fazer uma pesquisa mais abrangente sobre o(a) autor(a) do texto resenhado, sobre o assunto em questão e sobre a situação atual da pesquisa científica sobre o tema. Esses esclarecimentos, quando convenientes, devem abrir a resenha e preparar o comentário sobre o texto em pauta. Assim, estaremos prontos para desenvolver uma pesquisa com documentação de textos, conforme vimos no item 1.8 do Tema 1, utilizando-se dos esquemas, resumos e resenhas para colocar no papel as ideias apreendidas dos textos estudados. Lembre-se que o seu futuro pessoal, como também, o profissional dependem da bagagem de conhecimento e saber que você consegue acumular através de uma prática de estudos com regras metodológicas científicas durante a sua formação universitária PROJETO DE PESQUISA REFLITA O espírito cientifico é, antes de tudo, uma atitude ou disposição sujeita do pesquisador que busca soluções sérias, com métodos adequados, para o problema que enfrenta. Essa atitude não é inata, ao contrário disso, é conquistada ao longo da vida, a custo de muito esforço e exercícios para ser apreendida. 70

9 A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO A IMPORTÂNCIA DA A É na pesquisa que utilizaremos diferentes instrumentos para se chegar a uma resposta mais precisa. O instrumento ideal deverá ser estipulado pelo pesquisador para se atingir os resultados ideais. Num exemplo grosseiro eu não poderia procurar um tesouro numa praia cavando um buraco com uma picareta; eu precisaria de uma pá. Da mesma forma eu não poderia fazer um buraco no cimento com uma pá; eu precisaria de uma picareta. Por isso a importância de se definir o tipo de pesquisa e da escolha do instrumental ideal a ser utilizado para se obter o resultado desejado. A Ciência, através da evolução de seus conceitos, está dividida por áreas do conhecimento. Assim, hoje temos conhecimento das Ciências Humanas, Sociais, Biológicas, Exatas, entre outras. Mesmo estas divisões têm outras subdivisões cuja definição varia segundo conceitos de muitos autores de pesquisas. As Ciências Sociais, por exemplo, pode ser dividida em Direito, História, Sociologia etc. IMPORTANTE Para realizar uma pesquisa e chegar aos resultados precisos, é necessário elaborar um projeto e seguir os seus passos para realizá-la. Este projeto é o planejamento do que se objetiva pesquisar, respondendo as seguintes questões de, como irei realizá-la, que recursos utilizarei e em que tempo irei realizá-la para não esgotar o tempo hábil para a entrega dos resultados?. Seja em uma monografia acadêmica, ou seja, em uma atividade profissional. O projeto de pesquisa também é solicitado no momento de preparar o T.C.C. (trabalho de conclusão de curso); em monografias científicas, como avaliação final dos cursos de pós graduação lato-sensu. É, também, um pré-requisito para o ingresso em um programa de mestrado ou doutorado ( stritu-sensu ). Iremos ver os passos necessários para a elaboração de um projeto de pesquisa. Os livros de Metodologia Científica variam muito quanto a esses passos, mas a experiência tem demonstrado que os seguintes são necessários para que se consiga levar a frente qualquer tipo de pesquisa científica nas áreas descritas acima CONCEITO DE PROJETO DE PESQUISA Todo e qualquer trabalho exige um planejamento, principalmente quando envolve custos, seja de que ordem for: dinheiro, tempo, sacrifício do convívio familiar, do lazer e muitas outras preocupações. 71

10 A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO A IMPORTÂNCIA DA A TEMA 3 O trabalho científico, por suas características peculiares, também exige esse planejamento, que por si só já é um trabalho de pesquisa científica, pois envolve uma pré-pesquisa. Através dele, o pesquisador poderá sentir as reais possibilidades de sua execução ou não, considerando todos os fatores envolvidos: tempo, dinheiro, viabilidade ou possibilidade de pesquisa do tema proposto entre outros. Podemos então dizer que projeto de pesquisa significa colocar, clara e precisamente, cada passo necessário para realizar uma pesquisa científica ESTRUTURA DO PROJETO DE PESQUISA Embora possa sofrer alterações de acordo com a área e critérios da pesquisa, os passos apresentados a seguir podem servir de base para o desenvolvimento de qualquer trabalho científico: a) Escolha do Tema b) Justificativa do tema c) Objetivo geral d) Objetivo específico e) Formulação do problema da pesquisa f) Formulação da hipótese da pesquisa g) Metodologia da pesquisa h) Referencial teórico i) Custos j) Cronograma k) Referências (antiga Bibliografia) l) Apêndices e anexos m) Glossário ou Definição de termos da pesquisa n) Capa final a) Escolha do Tema Existem dois fatores principais que interferem na escolha de um tema para o trabalho de pesquisa. Abaixo estão relacionadas algumas questões que devem ser levadas em consideração nesta escolha para que a pesquisa seja bem sucedida: - Os fatores internos: Afetividade em relação a um tema ou alto grau de interesse pessoal. Para se trabalhar uma pesquisa é preciso ter um mínimo de prazer nesta atividade. A escolha do tema está vinculada, portanto, ao gosto pelo assunto a ser trabalhado. Trabalhar um assunto que não seja do seu agrado tornará a pesquisa num exercício de tortura e sofrimento, levando-o (a) a total desmotivação na pesquisa. 72

11 A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO A IMPORTÂNCIA DA A - Tempo disponível para a realização do trabalho de pesquisa. Na escolha do tema devemos levar em consideração a quantidade de atividades a cumprir para executar o trabalho e medi-la com o tempo dos trabalhos a cumprir no nosso cotidiano, não relacionado à pesquisa, tornando-a impossível de realizá-la. - O limite das capacidades do pesquisador em relação ao tema pretendido. É preciso que o pesquisador tenha consciência de sua limitação de conhecimentos para não entrar num assunto fora de sua área. Se minha área é a de ciências humanas, devo me ater aos temas relacionados a esta área e, no máximo, aos seus sub-temas. - Os fatores externos: A significação do tema escolhido, sua novidade, sua oportunidade, sua necessidade e seus valores acadêmicos e sociais. Na escolha do tema devemos tomar cuidado para não executarmos um trabalho que não interessará a ninguém. Se o trabalho merece ser feito que ele tenha uma importância qualquer para pessoas, grupos de pessoas ou para a sociedade em geral. - O limite de tempo disponível para a confecção e conclusão do trabalho. Quando a instituição determina um prazo para a entrega do relatório final da pesquisa, não podemos nos enveredar por assuntos que não nos permitirão cumprir este prazo. O tema escolhido deve estar delimitado dentro do tempo possível para a conclusão do trabalho. - Material de consulta e dados necessários ao pesquisador. Outro problema na escolha do tema é a disponibilidade de material para consulta. Muitas vezes o tema escolhido é pouco trabalhado por outros autores e não existem fontes secundárias para consulta. A falta dessas fontes obriga ao pesquisador buscar fontes primárias que necessita de um tempo maior para a realização do trabalho. Este problema não impede a realização da pesquisa, mas deve ser levado em consideração para que o tempo institucional não seja ultrapassado e não ocorra a entrega da pesquisa. Embora estudantes que iniciam uma pesquisa julguem ser fácil definir um tema, ao começar o projeto, sentem a dificuldade em fazê-lo. É comum se confundir tema com assunto. Assunto é mais amplo, genérico. O tema está incluso, dentro de um assunto. IMPORTANTE Para que uma pesquisa seja científica, é necessário que ela seja profunda. Num tema abrangente fica difícil, senão impossível, haver aprofundamento. Portanto, devemos delimitar restringir, especificar o que será investigado dentro deste tema. Um trabalho científico deve ser minucioso, detalhista. 73

12 A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO A IMPORTÂNCIA DA A TEMA 3 Uma maneira de dirigir nosso pensamento/raciocínio é sempre se colocar no lugar do leitor: se um pesquisador da China, da África ou de qualquer parte do mundo chegar ao Brasil e ler seu projeto, ele entenderá perfeitamente o que, quando, onde, de que maneira você investigou tal tema? Se ele decidir comprovar o que você falou e repetir a pesquisa e/ou o experimento, ele saberá exatamente quais os passos que você traçou, chegará às mesmas conclusões que você. b) Justificativa do Tema REFLITA A Justificativa num projeto de pesquisa, como o próprio nome indica, é o convencimento de que o trabalho de pesquisa é fundamental de ser efetivado. O tema escolhido pelo pesquisador e a Hipótese levantada são de suma importância, para a sociedade ou para alguns indivíduos, precisa justificar as razões para ser realizada. Deve-se tomar o cuidado, na elaboração da Justificativa, de não se tentar justificar a Hipótese levantada, ou seja, tentar responder ou concluir o que vai ser buscado no trabalho de pesquisa. A Justificativa exalta a importância do tema a ser estudado, ou justifica a necessidade imperiosa de se levar a efeito tal empreendimento. É o por que do trabalho de pesquisa, isto é, aqui vai se demonstrar a importância da pesquisa. É uma etapa importantíssima, para apresentar o estágio atual do tema (como está esse tema hoje?), apresentando estudos de vários autores que tenham trabalhado o assunto; contribuição que a pesquisa trará para avançar o grau de conhecimento deste tema/assunto; contribuição para a sociedade em geral. c) Objetivo Geral REFLITA A definição dos Objetivos determina o que o pesquisador quer atingir com a realização do trabalho de pesquisa. Objetivo é sinônimo de meta, fim. Alguns autores separam os Objetivos em Objetivos Gerais e Objetivos Específicos, mas não há regra a ser cumprida quanto a isto e outros autores consideram desnecessário dividir os Objetivos em categorias. Um macete para se definir os Objetivos é colocá-los começando com o verbo no infinitivo: esclarecer tal coisa; definir tal assunto; procurar aquilo; permitir aquilo outro, demonstrar alguma coisa; Conceituar algo; descrever um assunto e etc. 74

13 A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO A IMPORTÂNCIA DA A É onde se pretende chegar. Procura dar uma visão da meta que o trabalho pretende atingir (uma visão geral do tema da pesquisa): a solução do problema que provocou esse estudo. d) Objetivo(s) Específico(s) É o detalhamento dos passos que serão dados para se atingir a meta proposta na pesquisa (o objetivo geral). É a operacionalização do objetivo geral. Responde à pergunta: Como, de que maneira pretendo chegar à minha meta? Define o ponto central do trabalho, quer dizer, dentro da idéia geral do trabalho, deve-se ressaltar a(s) idéia(s) específica(s) a ser(em) desenvolvida(s). Aqui também se delineia a finalidade da pesquisa: em algumas linhas, diga para que você pretende atingir a meta proposta. Responda à pergunta: para que esta pesquisa está sendo feita? e) Formulação do Problema IMPORTANTE O problema é a mola propulsora de todo o trabalho de pesquisa. Depois de definido o tema, levanta-se uma questão para ser respondida através de uma hipótese, que será confirmada ou negada através do trabalho de pesquisa. O Problema é criado pelo próprio autor e relacionado ao tema escolhido. O autor, no caso, criará um questionamento para definir a abrangência de sua pesquisa. Não há regras para se criar um Problema, mas alguns autores sugerem que ele seja expresso em forma de pergunta. Particularmente, prefiro que o Problema seja descrito como uma afirmação. O problema é uma questão não solucionada ou situação não compreendida. Todo trabalho de pesquisa tem por objetivo responder a essa questão (um determinado problema, uma dúvida, indagação, ou algo que suscita dúvidas, pede esclarecimentos). Escreva, com riqueza de detalhes, toda a problemática onde está inserido o problema que você pretende solucionar/melhorar (o que está acontecendo que precisaria ser melhorado/modificado/suprimido? Por que está acontecendo? Quais as possíveis saídas para este problema? Desta forma, você estará caminhando para a formulação do problema. Termine com uma pergunta que sintetiza toda problemática desenvolvida (é o que chamamos pergunta-síntese). Como tal, vem sempre escrita em uma frase interrogativa. É para responder a essa pergunta que vai se desenvolver toda a pesquisa. 75

14 A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO A IMPORTÂNCIA DA A TEMA 3 f) Formulação da Hipótese IMPORTANTE Hipótese é sinônimo de suposição. Neste sentido, Hipótese é uma afirmação categórica (uma suposição), que tente responder ao Problema levantado no tema escolhido para pesquisa. É uma pré-solução para o Problema levantado. O trabalho de pesquisa, então, irá confirmar ou negar a Hipótese (ou suposição) levantada. A hipótese é a provável resposta à pergunta-síntese, isto é, a provável solução do problema em estudo, que proposto no item anterior (problema em estudo). É em função da hipótese que se estrutura todo o caminho da investigação, pois esta vai buscar base para confirmar (ou rejeitar) a hipótese enunciada. E pode acontecer dela não ser confirmada no decorrer do trabalho. O pesquisador deve aceitar essa realidade cientificamente comprovada e tentar estabelecer novas hipóteses de trabalho, que também poderão se confirmar ou não. g) Metodologia da Pesquisa IMPORTANTE A Metodologia é a explicação minuciosa, detalhada, rigorosa e exata de toda ação desenvolvida no método (caminho) do trabalho de pesquisa. É a explicação do tipo de pesquisa, do instrumental utilizado (questionário, entrevista etc.), do tempo previsto, da equipe de pesquisadores e da divisão do trabalho, das formas de tabulação e tratamento dos dados, enfim, de tudo aquilo que se utilizou no trabalho de pesquisa. É onde se explicitam os caminhos que serão percorridos, etapa por etapa, para atingir-se o objetivo proposto. 76

15 A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO A IMPORTÂNCIA DA A h) Referencial Teórico ou Revisão Bibliográfica IMPORTANTE O referencial teórico ou levantamento de literatura é a localização e obtenção de documentos para avaliar a disponibilidade de material que subsidiará o tema do trabalho de pesquisa. Este levantamento é realizado junto às bibliotecas ou serviços de informações existentes. Determine com antecedência que bibliotecas, agências governamentais ou particulares, instituições, indivíduos ou acervos deverão ser procurados. Esteja preparado para copiar os documentos, seja através de cópias, fotografias, cópias manuscritas, scaneamento de documentos e/ou outro meio qualquer. Diz respeito à explicitação das teorias, do paradigma, do embasamento que apoiarão, orientarão e inspirarão a pesquisa, do ponto de vista teórico, tornando claros os critérios a serem adotados para a escolha da bibliografia que fundamentará a investigação científica. Isto é, apresenta o histórico e evolução científica do tema do trabalho, através da citação e de comentários sobre a literatura considerada relevante e que serviu de base à investigação. Todos os autores citados e/ou consultados devem constar na listagem final das Referências. i) Custos Normalmente as monografias, as dissertações e as teses acadêmicas não necessitam que sejam expressos os recursos financeiros. Os recursos só serão incluídos quando o Projeto for apresentado para uma instituição financiadora de Projetos de Pesquisa. Estes recursos podem estar divididos em Material Permanente, Material de Consumo e Pessoal, sendo que esta divisão vai ser definida a partir dos critérios de organização de cada um ou das exigências da instituição onde está sendo apresentado o Projeto. j) Cronograma O Cronograma é a previsão de tempo que será gasto na realização do trabalho de acordo com as atividades a serem cumpridas. As atividades e os períodos serão definidos a partir das características de cada pesquisa e dos critérios determinados pelo autor do trabalho. Os períodos podem estar divididos em dias, semanas, quinzenas, meses, bimestres, trimestres etc.. Estes serão determinados a partir dos critérios de tempo adotados por cada pesquisador de acordo com o cronograma de atividades da instituição. 77

16 A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO A IMPORTÂNCIA DA A TEMA 3 Exemplo: ATIVIDADES / MESES Levantamento de bibliografia x x x x 2 Montagem do Projeto x x 3 Coleta de dados x x x x 4 Tratamento dos dados x x x x 5 Elaboração do Relatório Final x x x 6 Revisão do texto x x 7 Entrega do trabalho x Local onde determino o momento cronológico em que acontecerá cada etapa da pesquisa. l) Referências As referências dos documentos consultados para a elaboração do Projeto é um item obrigatório. Nela normalmente constam os documentos e qualquer fonte de informação consultada no Levantamento da bibliografia. Exemplos para elaboração das Referências, segundo as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas - ABNT para elaboração das Referências. m) Apêndices e Anexos Este item também só é incluído caso haja necessidade de juntar ao Projeto algum documento que venha dar algum tipo de esclarecimento ao texto. A inclusão, ou não, fica a critério do autor da pesquisa. É um material considerado relevante para a argumentação de tal forma que se torna necessário afixá-lo no final do trabalho. O Apêndice é o material elaborado pelo próprio autor do trabalho, e o Anexo é o material elaborado por outras pessoas. n) Glossário São as palavras de uso restrito ao trabalho de pesquisa ou pouco conhecidas pelo eventual leitor que terá acesso a esta pesquisa, elas são acompanhadas de definição. Também não é um item obrigatório. Sua inclusão fica a critério do autor da pesquisa, caso haja necessidade de explicar termos que possam gerar equívocos de interpretação por parte do leitor. Serve para esclarecer com que sentido determinado termo foi utilizado. É sempre utilizado quando um termo chave da pesquisa pode ter sentido ambíguo. 78

17 A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO A IMPORTÂNCIA DA A o) Capa Final Esta capa é uma folha em branco que representa que finalizou todos os itens da pesquisa COMO ELABORAR A MONOGRAFIA DE PESQUISA CIENTÍFICA As diretrizes apresentadas neste item são gerais e podem presidir a qualquer trabalho de natureza científica. São universais e devem ser seguida por todos os escritos que destinam à comunicação e informações científicas. Os trabalhos científicos diferenciam-se em função principalmente de seus objetivos e da natureza do próprio objeto. Após exposição destas normas para qualquer trabalho, é conveniente fazer rápida referência aos principais tipos de trabalhos, solicitados no decorrer do curso, sobre normas e adaptações técnicas adequadas. IMPORTANTE Toda pesquisa científica precisa ser sistematizada, ou seja, ser colocada no papel para ser apresentada ao público em geral e em especial ao público acadêmico. É a parte onde todo o trabalho de pesquisa é apresentado e desenvolvido. Esta apresentação pode se dar de duas formas: Uma apresentação escrita (texto) e uma apresentação oral (exposição dos resultados da pesquisa). O texto deve expor um raciocínio lógico, ser bem estruturado, com o uso de uma linguagem simples, clara e objetiva TRABALHO CIENTÍFICO E MONOGRAFIA IMPORTANTE O termo monografia designa um tipo especial de trabalho científico, considerando monografia aquele que reduz sua abordagem a um único assunto ou problema com tratamento específico. Os trabalhos científicos são monográficos na medida em que satisfizerem às exigências da especificação, ou na razão direta de um tratamento estruturado de um único tema, devidamente estruturado e delimitado, caracterizando mais pela unicidade e delimitação do tema e pela profundidade do tratamento do que por sua eventual extensão. 79

18 A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO A IMPORTÂNCIA DA A TEMA 3 REFLITA Monografia científica: Documento que apresenta um estudo científico abordando a descrição exaustiva e profunda de um único tema ou problema, através de um tratamento metodológico de investigação, contribuindo para o progresso da Ciência. O T.C.C. (trabalho de conclusão de curso), a tese de doutoramento e a dissertação de mestrado, no contexto da vida acadêmica, e os trabalhos resultantes de pesquisas rigorosas são exemplos de monografias científicas (Severino, 2011:124). IMPORTANTE Assim, dá-se o nome de monografia ao documento exigido no final de cursos de graduação, especialização e pós-graduação lato-sensu. É de praxe esperar-se que estas sejam mais simples, mais genéricas e menos profundas e especializadas do que as dissertações de mestrado e as teses de doutorado. A Dissertação é um documento que representa o resultado de um trabalho experimental ou exposição de um estudo científico, de tema único e bem delimitado em sua extensão, com o objetivo de reunir, analisar e interpretar informações que evidenciem o conhecimento da literatura existente sobre o assunto e a capacidade de sistematização do estudante. Deve ser orientado por um doutor. Visa à obtenção do título de mestre. A Tese é um documento que representa o resultado de um trabalho experimental ou exposição de um estudo científico de tema único. Deve ser resultado de investigação original, constituindo- -se em real contribuição para a especialidade em questão. Deve ter um orientador com título de doutor e visa à obtenção do título de doutoramento. A tese de doutorado e a dissertação de mestrado da vida acadêmica, e os trabalhos de pesquisas rigorosas, como o TCC, são exemplos de monografias científicas. No momento são abordadas aquelas formas de trabalho exigidas dos alunos durante os cursos de graduação ou pós-graduação e parte das atividades do processo didático, e devem ser aplicados nas diretrizes metodológicas, técnicas e lógicas do que se trata, ou também podemos chamar de trabalho de pesquisa, trabalhos de aproveitamento, o relatório do estudo, os roteiros de 80

19 A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO A IMPORTÂNCIA DA A seminários, os resumos de capítulos e as resenhas bibliográficas, exigidos durante os cursos de graduação, como parte do próprio processo didático OS TRABALHOS DIDÁTICOS Exigidos nos cursos de graduação como tarefas da própria escolaridade, são relatórios científicos dos estudos realizados pelos alunos, que ainda fazem parte da formação técnica ou científica do estudante buscando fonte de elementos complementares àqueles adquiridos no próprio curso e não deixando na espontaneidade criativa do aluno. Nesta fase, a exploração do patrimônio cultural e da realidade contextual é uma exigência do processo didático pedagógico do ensino superior, além de ampliar seus conhecimentos, se iniciará no método da pesquisa e da reflexão. Um dos intuitos da metodologia, e principalmente desta aula é fornecer diretrizes para o trabalho de aproveitamento, trabalho de pesquisa, minimonografias, tão solicitados no curso superior A CONSTRUÇÃO DO TEXTO A construção de um texto que apresenta o resultado da pesquisa é uma atividade pouco utilizada pelo estudante no ensino fundamental e médio. Na universidade há uma maior exigência da produção científica própria de cada educando. Essa modalidade de estudo torna-se simples quando há uma pesquisa consistente, várias anotações, documentações de texto que permitam a construção de um texto coerente. Todo texto é dotado de introdução, desenvolvimento e conclusão. a) Introdução: Na introdução, o tema é apresentado e esclarecido aos leitores as indicações de leitura do trabalho. A Introdução da monografia é a apresentação geral do assunto com definição objetiva e sucinta do tema abordado. Justificativa da escolha do tema e dos objetivos e finalidades da pesquisa. Nela se cita com brevidade a revisão bibliográfica e os aspectos históricos que se relacionam com a pesquisa. (É sempre importante a apresentação do histórico do assunto abordado, bem como a evolução do seu tratamento científico, através da citação de literatura considerada relevante). A introdução é a última parte do texto monográfico a ser desenvolvido, pois, com o desenvolvimento e a conclusão, podem os descrever o que será apresentado em todo o trabalho. b) Desenvolvimento: O corpo do trabalho é onde o tema é discutido pelo autor. As hipóteses a serem testadas devem ser claras e objetivas. Devem ser apresentados os objetivos do trabalho, deve-se mencionar a importância do trabalho, justificando sua imperiosa necessidade de se realizar tal empreendimento e deve ser bem explicada toda a metodologia adotada para se chegar às conclusões. 81

20 A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO A IMPORTÂNCIA DA A TEMA 3 Visa desenvolver as questões centrais de seu tema, desmembrando, destrinchando em pormenores cada tópico (desenvolvidos a partir de cada objetivo específico do projeto de pesquisa). Este conteúdo é o maior do trabalho (cerca de 70%), e deve ser dividido em capítulos com denominação própria, livremente, de acordo com a criatividade do autor, cada capítulo se refere a um aspecto do tema, o encadeamento desses capítulos deve seguir uma seqüência lógica de idéias apresentadas pelos argumentos pesquisados. c) Conclusão: A conclusão é a parte onde o autor se coloca com liberdade científica, avaliando os resultados obtidos e propondo soluções e aplicações práticas. É a síntese pessoal do autor, é a foz da pesquisa, onde ela desemboca; a que ela (pesquisa) levou o autor. É onde tudo se une se completa. Consiste num resumo completo e sintetizado da segunda parte do trabalho desenvolvimento, preparando o caminho para o desfecho, reafirmando e analisando idéia principal e pormenores relevantes. Esta etapa deve conter 10% do número de páginas do trabalho e deverá conter: Análise, interpretação e crítica dos resultados obtidos: observando-se os limites do que foi pesquisado para que as conclusões não os ultrapassem. Comparação dos resultados: com outros obtidos em pesquisas congêneres, se houver, abrindo-se possibilidade de discussão dos mesmos. As conclusões: são decorrentes dos itens anteriores acima, sempre fundamentadas em deduções lógicas ou em resultados experimentais ou em ambos, se possível. Devem sempre estar relacionadas com todos os itens do conteúdo exposto na introdução (sobretudo problema e hipótese). Questões, encaminhamentos, soluções ou problemas suscitados pelo assunto. Amarra as idéias e ainda, devem ser feitas propostas claras de como operacionalizar, na prática, os conteúdos decorrentes dos resultados da pesquisa A CONSTRUÇÃO LÓGICA DO TRABALHO A Construção lógica é a coordenação inteligente das idéias conforme as exigências racionais da sistematização própria, a partir do plano definitivo do assunto. A finalidade da escrita aqui é transmitir ao leitor suas descobertas na pesquisa. A Construção lógica do trabalho é o encadeamento de raciocínio do autor do texto a partir de fontes pesquisadas e idéias descobertas pela reflexão. Todo trabalho deve ter um sentido lógico para quem lê, portanto, não se pode fugir da lógica na escrita. 82

21 A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO A IMPORTÂNCIA DA A O sentido lógico deve ter a mesma estrutura do discurso oral. Escrevemos como falamos. As expressões devem ser claras, objetivas e gramaticalmente corretas. A estrutura formal do trabalho tem três partes: Introdução, desenvolvimento e conclusão, a qual descrevemos no item 4- a construção do texto REDAÇÃO DO PARÁGRAFO Primeiramente uso o recurso do conhecimento documentado, ou seja, todos os textos que li e coloquei no papel para frisar melhor os conceitos e possuir o raciocínio atualizado. Faz-se uma primeira redação como rascunho. Você simplesmente está iniciando a escrita, e escrever é muito difícil. Quando escrevemos as primeiras folhas, sempre ficamos tentados a não escrever mais nada. A partir do rascunho posso começar a redação definitiva O estilo do raciocínio deve ser sóbrio e preciso. É preciso que o leitor entenda as idéias e o raciocínio do autor sem ser impedido por uma linguagem fechada do conhecimento de poucos especialistas A CONSTRUÇÃO DO PARÁGRAFO O parágrafo tem por finalidade expressar as etapas do raciocínio. O tamanho do parágrafo depende da complexidade do assunto. O parágrafo deve ter entre 4 a 7 linhas para ter uma boa dimensão do raciocínio. A mudança de parágrafo marca o fim de uma etapa e o início de outra, com o encadeamento lógico necessário para a formação do raciocínio. Assim, você estará apto a escrever os resultados da sua pesquisa científica. As ideias apresentadas neste texto não excluem as demais pesquisas nos textos de metodologia. Como um bom estudante, havendo dúvidas, não as deixe incomodá-lo. Você deve procurar o professor, ou tutor das aulas, ou mesmo, buscar outras fontes de bibliografia de metodologia para auxiliá-lo e formar uma convicção científica. 83

22 A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO A IMPORTÂNCIA DA A TEMA 3 84

23 A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO A IMPORTÂNCIA DA A RECAPITULANDO Caro estudante! Neste terceiro módulo você teve a oportunidade de conhecer e refletir sobre as várias técnicas de estudo de trabalhos acadêmicos e a forma de acentuar os estudos. Aprendeu como devemos estudar e sublinhar, esquematizar, resumir e resenhar textos científicos e filosóficos, sem ter que grifar todo o texto, ou mesmo, colorir o texto com caneta marca texto. Aprendeu como deve fazer um resumo e uma resenha, conhecendo agora as suas diferenças. No item dois apresentamos o tema projeto de pesquisa, como desenvolvê-lo, conhecendo a sua estrutura, como escolher e delimitar o tema, o problema e a hipótese, apresentar uma bibliografia inicial para a pesquisa e um cronograma de tarefas para iniciá-la. Lembrando que o projeto de pesquisa é um planejamento para efetivar a pesquisa. O resultado da pesquisa é apresentado na elaboração de uma monografia científica, apresentado no item três. Nele foram passadas diretrizes para elaborar a construção do texto e a escrita, com a redação do parágrafo, o desenvolvimento do trabalho com a introdução, desenvolvimento e conclusão. É bom lembrarmos que o texto deve ser construído com uma coerência, o que denominamos lógica do trabalho. Seguindo esta metodologia, você não enfrentará problemas na formulação da sua escrita em uma monografia de pesquisa. 85

Aula 9 COMO ESCOLHER UM TEMA?

Aula 9 COMO ESCOLHER UM TEMA? Aula 9 COMO ESCOLHER UM TEMA? Existem alguns pontos essenciais que podem intervir na escolha de um tema para o trabalho de pesquisa desejado. Mostraremos alguns itens que devemos levar em consideração:

Leia mais

O Projeto da Pesquisa. 1 - Escolha do Tema

O Projeto da Pesquisa. 1 - Escolha do Tema O Projeto da Pesquisa 1 - Escolha do Tema Existem dois fatores principais que interferem na escolha de um tema para o trabalho de pesquisa. Abaixo estão relacionadas algumas questões que devem ser levadas

Leia mais

5 - O Projeto da Pesquisa

5 - O Projeto da Pesquisa 5 - O Projeto da Pesquisa 5.1 - Escolha do Tema Existem dois fatores principais que interferem na escolha de um tema para o trabalho de pesquisa. Abaixo estão relacionadas algumas questões que devem ser

Leia mais

O Projeto de Pesquisa

O Projeto de Pesquisa O Projeto de Pesquisa CLÁUDIA BARBOSA O objetivo desta unidade é ensinar ao aluno sobre a definição e elaboração de um Projeto de Pesquisa. Ao final desta aula o aluno deverá apresentar seu projeto de

Leia mais

ARTIGO CIENTÍFICO. O artigo científico pode ser entendido como um trabalho completo em si mesmo, mas possui dimensão reduzida.

ARTIGO CIENTÍFICO. O artigo científico pode ser entendido como um trabalho completo em si mesmo, mas possui dimensão reduzida. ARTIGO CIENTÍFICO O artigo científico pode ser entendido como um trabalho completo em si mesmo, mas possui dimensão reduzida. O artigo é a apresentação sintética, em forma de relatório escrito, dos resultados

Leia mais

MODELO DE PROJETO DE PESQUISA DA ADJETIVO CETEP

MODELO DE PROJETO DE PESQUISA DA ADJETIVO CETEP MODELO DE PROJETO DE PESQUISA DA ADJETIVO CETEP REPRESENTAÇÕES GRÁFICAS DOS TRABALHOS Formato: A4 Cor preta Espaçamento entre linhas: 1,5cm Fonte texto: Times New Roman, 12 ou Arial, 11 Margem superior

Leia mais

2. TRABALHOS ACADÊMICOS, DISSERTAÇÕES E TESES

2. TRABALHOS ACADÊMICOS, DISSERTAÇÕES E TESES 1. PROJETO DE PESQUISA O projeto de pesquisa surge como proposta da solução de um problema, ou seja, da identificação de uma necessidade a ser satisfeita. É o resultado do planejamento para a solução do

Leia mais

As Etapas da Pesquisa D R. G U A N I S D E B A R R O S V I L E L A J U N I O R

As Etapas da Pesquisa D R. G U A N I S D E B A R R O S V I L E L A J U N I O R As Etapas da Pesquisa D R. G U A N I S D E B A R R O S V I L E L A J U N I O R INTRODUÇÃO A pesquisa é um procedimento reflexivo e crítico de busca de respostas para problemas ainda não solucionados. O

Leia mais

Tipos de Resumo. Resumo Indicativo ou Descritivo. Resumo Informativo ou Analítico

Tipos de Resumo. Resumo Indicativo ou Descritivo. Resumo Informativo ou Analítico Resumir é apresentar de forma breve, concisa e seletiva um certo conteúdo. Isto significa reduzir a termos breves e precisos a parte essencial de um tema. Saber fazer um bom resumo é fundamental no percurso

Leia mais

FLUXOGRAMA DA PESQUISA

FLUXOGRAMA DA PESQUISA FLUXOGRAMA DA PESQUISA Desde a preparação até a apresentação de um relatório de pesquisa estão envolvidas diferentes etapas. Algumas delas são concomitantes; outras são interpostas. O fluxo que ora se

Leia mais

Sugestão de Roteiro para Elaboração de Monografia de TCC

Sugestão de Roteiro para Elaboração de Monografia de TCC Sugestão de Roteiro para Elaboração de Monografia de TCC Sugerimos, para elaborar a monografia de TCC (Trabalho de Conclusão de Curso), que o aluno leia atentamente essas instruções. Fundamentalmente,

Leia mais

INSTITUTO FLORENCE DE ENSINO COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM (TÍTULO DO PROJETO) Acadêmico: Orientador:

INSTITUTO FLORENCE DE ENSINO COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM (TÍTULO DO PROJETO) Acadêmico: Orientador: INSTITUTO FLORENCE DE ENSINO COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM (TÍTULO DO PROJETO) Acadêmico: Orientador: São Luis 2015 (TÍTULO DO PROJETO) (NOME DO ALUNO) Projeto de Pesquisa do Programa

Leia mais

COMO TORNAR O ESTUDO E A APRENDIZAGEM MAIS EFICAZES

COMO TORNAR O ESTUDO E A APRENDIZAGEM MAIS EFICAZES COMO TORNAR O ESTUDO E A APRENDIZAGEM MAIS EFICAZES 1 Eficácia nos estudos 2 Anotação 2.1 Anotações corridas 2.2 Anotações esquemáticas 2.3 Anotações resumidas 3 Sublinha 4 Vocabulário 5 Seminário 1 EFICÁCIA

Leia mais

ORIENTAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIA CURSO: AGRONOMIA

ORIENTAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIA CURSO: AGRONOMIA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO Av. Dom Manuel de Medeiros s/nº Dois Irmão, Recife PE Telefone: 3320-6203 ORIENTAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIA CURSO: AGRONOMIA I ESTRUTURA DO RELATÓRIO 1.1

Leia mais

Etapas para a elaboração de um Pré- Projeto de Pesquisa

Etapas para a elaboração de um Pré- Projeto de Pesquisa Etapas para a elaboração de um Pré- Projeto de Pesquisa Estrutura de um projeto de pesquisa: 1. TEMA E TÍTULO DO PROJETO 2. DELIMITAÇÃO DO PROBLEMA 3. INTRODUÇÃO 4. RELEVÂNCIA E JUSTIFICATIVA 5. OBJETIVOS

Leia mais

AUXÍLIO FINANCEIRO A CURSOS PROJETO DE PESQUISA APLICADA SUMÁRIO

AUXÍLIO FINANCEIRO A CURSOS PROJETO DE PESQUISA APLICADA SUMÁRIO 1 AUÍLIO FINANCEIRO A CURSOS PROJETO DE PESQUISA APLICADA SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 2 2 O QUE É UM PROJETO?... 2 2.1 PROJETO DE PESQUISA... 2 3 CLASSIFICAÇÃO DAS PESQUISAS... 4 4 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA

Leia mais

Universidade Presidente Antônio Carlos REDE DE BIBLIOTECAS ROSY MARA OLIVEIRA (ORG.)

Universidade Presidente Antônio Carlos REDE DE BIBLIOTECAS ROSY MARA OLIVEIRA (ORG.) ROSY MARA OLIVEIRA (ORG.) Colaboração: Dirlhê Maria Lima Pereira Bibliotecária FUPAC Itabirito ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA BARBACENA SUMÁRIO 1 PROJETO DE PESQUISA...2 1.1 Capa...2 1.2

Leia mais

FACULDADE LOURENÇO FILHO PEQUENO GUIA PARA INSCRIÇÃO E APRESENTAÇÃO DA MONOGRAFIA DA FLF

FACULDADE LOURENÇO FILHO PEQUENO GUIA PARA INSCRIÇÃO E APRESENTAÇÃO DA MONOGRAFIA DA FLF FACULDADE LOURENÇO FILHO PEQUENO GUIA PARA INSCRIÇÃO E APRESENTAÇÃO DA MONOGRAFIA DA FLF 2015 SUMÁRIO Introdução... 01 2. Da Inscrição... 03 3. Da Orientação... 03 4. Da Apresentação... 03 5. Da Avaliação...

Leia mais

Metodologia do Trabalho Científico

Metodologia do Trabalho Científico Metodologia do Trabalho Científico Diretrizes para elaboração de projetos de pesquisa, monografias, dissertações, teses Cassandra Ribeiro O. Silva, Dr.Eng. METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA Porque escrever

Leia mais

O PROJETO DE PESQUISA. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

O PROJETO DE PESQUISA. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza O PROJETO DE PESQUISA Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza ROTEIRO Escolher um tema de pesquisa Por onde começar? Ler para aprender Estrutura do Projeto de Pesquisa A Definição

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO FACULDADE DE ESTUDOS SOCIAIS DO ESPÍRITO SANTO FACULDADE PIO XII REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO ( 6º PERÍODO/2013-7º PERÍODO/2014-8º PERÍODO/2014 ) Cariacica 2013/2014 FACULDADE DE ESTUDOS

Leia mais

:: Cuidados na Elaboração de uma Redação Científica

:: Cuidados na Elaboração de uma Redação Científica :: Cuidados na Elaboração de uma Redação Científica José Mauricio Santos Pinheiro em 21/04/2005 Os princípios indispensáveis à redação científica podem ser resumidos em quatro pontos fundamentais: clareza,

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE O CONTEÚDO DO PROJETO

ORIENTAÇÕES SOBRE O CONTEÚDO DO PROJETO ORIENTAÇÕES SOBRE O CONTEÚDO DO PROJETO ESCOLHA DO TEMA - Seja cauteloso na escolha do tema a ser investigado. Opte por um tema inserido no conteúdo programático da disciplina pela qual teve a maior aptidão

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA LEITURA

A IMPORTÂNCIA DA LEITURA A IMPORTÂNCIA DA LEITURA Quem não possui o hábito da leitura, precisa desenvolvê-lo, pois é difícil uma formação de qualidade sem muita leitura. Como você costuma selecionar seu material de leitura? O

Leia mais

Vamos começar nossos estudos e descobertas????????

Vamos começar nossos estudos e descobertas???????? Aula 07 RESUMO E RESENHA Vamos iniciar nossos estudos???? Você já deve ter observado que pedimos que leia determinados textos e escreva o que entendeu, solicitamos que escreva o que o autor do texto quis

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá. Pró-Reitoria de Pós-Graduação Curso de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá. Pró-Reitoria de Pós-Graduação Curso de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pós-Graduação Curso de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA Segundo a NBR 15287:2011

Leia mais

3 cm UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE LUZIÂNIA

3 cm UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE LUZIÂNIA 3 cm UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE LUZIÂNIA NOME DO AUTOR (fonte tamanho 12, arial, todas em maiúscula, negrito, centralizado) ESTÁGIO SUPERVISIONADO I OU II DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

1. Escolha do Tema. 2. Formulação do Problema. 1 Escolha do Tema II. PLANEJAMENTO DA PESQUISA

1. Escolha do Tema. 2. Formulação do Problema. 1 Escolha do Tema II. PLANEJAMENTO DA PESQUISA II. PLANEJAMENTO DA PESQUISA 1. Escolha do tema 2. Formulação do problema 3. Justificativa 4. Determinação dos objetivos 5. Referencial teórico 6. Referências 1 Escolha do Tema 1. Escolha do Tema Nesta

Leia mais

Escrevendo trabalhos acadêmicos (monografia, dissertação e tese)

Escrevendo trabalhos acadêmicos (monografia, dissertação e tese) Escrevendo trabalhos acadêmicos (monografia, dissertação e tese) Baseado nas notas de aula da Prof. Dra. Diana Paula Andrade desta mesma disciplina. Disciplina: Metodologia do Ensino Superior em Ciências

Leia mais

Métodos e Técnicas de Pesquisas ARTIGO CIENTÍFICO. Professor Adm. Walter Martins Júnior CRA-PR 15.063

Métodos e Técnicas de Pesquisas ARTIGO CIENTÍFICO. Professor Adm. Walter Martins Júnior CRA-PR 15.063 Métodos e Técnicas de Pesquisas ARTIGO CIENTÍFICO Professor Adm. Walter Martins Júnior CRA-PR 15.063 ALGUMAS REGRAS 2 não deixe para a última hora escreva leia alguns relatórios ou resumos faça um esboço

Leia mais

INSTITUTO LONG TAO METODOLOGIA CIENTÍFICA

INSTITUTO LONG TAO METODOLOGIA CIENTÍFICA INSTITUTO LONG TAO METODOLOGIA CIENTÍFICA Profa. Ms. Rose Romano Caveiro CONCEITO E DEFINIÇÃO É um conjunto de abordagens, técnicas e processos utilizados pela ciência para formular e resolver problemas

Leia mais

Manual para Elaboração de Trabalhos Acadêmicos

Manual para Elaboração de Trabalhos Acadêmicos 15 2. METODOLOGIA CIENTÍFICA Metodologia científica é a disciplina que estuda os caminhos do saber, aonde método significa caminho, logia estudo e ciência saber. De forma simplificada, então, a metodologia

Leia mais

TÍTULO DO PROJETO DE PESQUISA EM UMA OU DUAS LINHAS

TÍTULO DO PROJETO DE PESQUISA EM UMA OU DUAS LINHAS NOME COMPLETO DO (A) ACADÊMICO (A) TÍTULO DO PROJETO DE PESQUISA EM UMA OU DUAS LINHAS Projeto de Trabalho de Curso apresentado em cumprimento parcial às exigências do Curso de da Universidade Estadual

Leia mais

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS

FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS DE SERGIPE - FANESE NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO E EXTENSÃO NPGE MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS ARACAJU 2012 2 PREFÁCIO A apresentação dos trabalhos acadêmicos

Leia mais

Universidade Federal de Pernambuco Centro de Ciências da Saúde Programa de Pós-Graduação em Gerontologia

Universidade Federal de Pernambuco Centro de Ciências da Saúde Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Universidade Federal de Pernambuco Centro de Ciências da Saúde Programa de Pós-Graduação em Gerontologia Av. Av. Prof. Moraes Rego s/n - Cidade Universitária - CEP: 50739-970 Recife PE Fone: (81)21268538

Leia mais

FACULDADE ESTÁCIO DE BELÉM ESTÁCIO BELÉM REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO BELÉM PA

FACULDADE ESTÁCIO DE BELÉM ESTÁCIO BELÉM REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO BELÉM PA FACULDADE ESTÁCIO DE BELÉM ESTÁCIO BELÉM REGULAMENTO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO BELÉM PA 1 2015 2 CAPÍTULO I DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Art. 1º.

Leia mais

Seminário de Pesquisa Prof. José Carlos Vinhais

Seminário de Pesquisa Prof. José Carlos Vinhais 1 MANUAL DE ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 1 PRINCIPIOS O Seminário de Pesquisa exigido pelo curso de Administração é um projeto de atividades centrado em áreas teórico práticas, e deverá

Leia mais

FACULDADE ESPÍRITO SANTENSE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO CURSO DE DIREITO

FACULDADE ESPÍRITO SANTENSE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO CURSO DE DIREITO FACULDADE ESPÍRITO SANTENSE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO CURSO DE DIREITO Cariacica/ES 2014 FACULDADE ESPÍRITO SANTENSE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO

Leia mais

Utilize o roteiro abaixo como mapa para elaboração do projeto. Organizado o conjunto, amplie as partes que requerem detalhamento.

Utilize o roteiro abaixo como mapa para elaboração do projeto. Organizado o conjunto, amplie as partes que requerem detalhamento. Utilize o roteiro abaixo como mapa para elaboração do projeto. Organizado o conjunto, amplie as partes que requerem detalhamento. ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA Título provisório (uma expressão

Leia mais

ROTEIRO PARA A ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA - CEUA

ROTEIRO PARA A ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA - CEUA ROTEIRO PARA A ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA - CEUA Estrutura do Projeto de Pesquisa CAPA FOLHA DE ROSTO SUMÁRIO 1. RESUMO 2. PROBLEMA DE PESQUISA OU INTRODUÇÃO 3. REFERENCIAL TEÓRICO (REVISÃO DE

Leia mais

ESTRUTURA DO TIID 2010

ESTRUTURA DO TIID 2010 ESTRUTURA DO TIID 2010 7. Anexos c 7. A ficha de entrevista, agora com as respostas, deve ser apresentada como anexo, após as referências bibliográficas. 6. Referências Bibliográficas 6. As referências

Leia mais

COMO REALIZAR UM SEMINÁRIO. Gilberto Luiz de Azevedo Borges - Departamento de Educação -1B-Botucatu-UNESP

COMO REALIZAR UM SEMINÁRIO. Gilberto Luiz de Azevedo Borges - Departamento de Educação -1B-Botucatu-UNESP COMO REALIZAR UM SEMINÁRIO Gilberto Luiz de Azevedo Borges - Departamento de Educação -1B-Botucatu-UNESP A técnica do seminário tem sido usualmente entendida como sinônimo de exposição. O "seminário",

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas

Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas Ministério da Educação Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE DISSERTAÇÃO (FORMATO

Leia mais

TAMANHO DAS FOLHAS - DEMONSTRATIVOS

TAMANHO DAS FOLHAS - DEMONSTRATIVOS TAMANHO DAS FOLHAS - DEMONSTRATIVOS INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS IFAM CAMPUS HUMAITÁ CURSO DE... NOME DO(A) DISCENTE TÍTULO DA PESQUISA HUMAITÁ AM ANO EM QUE O TRABALHO

Leia mais

NOME DA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR À QUAL VOCÊ PERTENCE CURSO: SEU CURSO

NOME DA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR À QUAL VOCÊ PERTENCE CURSO: SEU CURSO NOME DA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR À QUAL VOCÊ PERTENCE CURSO: SEU CURSO Escreva aqui o título do seu trabalho (Não esqueça que tem de delimitá-lo, o quê, quando e onde?) Escreva aqui seu nome completo

Leia mais

CONSTRUINDO MINHA MONOGRAFIA

CONSTRUINDO MINHA MONOGRAFIA CONSTRUINDO MINHA MONOGRAFIA 1 Prezado(a) aluno(a), Este roteiro foi preparado para auxiliá-lo na elaboração de sua monografia (TCC). Ele o apoiará na estruturação das etapas do seu trabalho de maneira

Leia mais

Orientações de Como Estudar Segmento II

Orientações de Como Estudar Segmento II Orientações de Como Estudar Segmento II Aprender é uma tarefa árdua que exige esforço e método e por isso organizamos algumas dicas para ajudá-lo(la) a aprender Como Estudar! Você verá que as orientações

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA IHG109 - METODOLOGIA DA PESQUISA EM GEOGRAFIA COMO ELABORAR SEU PROJETO DE PESQUISA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA IHG109 - METODOLOGIA DA PESQUISA EM GEOGRAFIA COMO ELABORAR SEU PROJETO DE PESQUISA UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA IHG109 - METODOLOGIA DA PESQUISA EM GEOGRAFIA COMO ELABORAR SEU PROJETO DE PESQUISA Professor: Msc. Rogério R. Marinho 2015 COMO ELABORAR SEU

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA - UFSJ

GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA - UFSJ UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI UFSJ CAMPUS CENTRO-OESTE DONA LINDU CCO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA GUIA PARA ELABORAÇÃO DISSERTAÇÃO DE MESTRADO (SEGUNDO ABNT-NBR 14724) PROGRAMA

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA. Disciplina: TC0600 - Projeto de Graduação I Turma C Profa. Denyse de Araújotere

PROJETO DE PESQUISA. Disciplina: TC0600 - Projeto de Graduação I Turma C Profa. Denyse de Araújotere PROJETO DE PESQUISA Disciplina: TC0600 - Projeto de Graduação I Turma C Profa. Denyse de Araújotere Etapas da pesquisa: Etapas da pesquisa: O projeto de pesquisa: É a organização do raciocínio Pretende

Leia mais

Metodologia Científica. César de Paula Diego Vilela Elisane Silva Fabrício Aranda Wesley Sato

Metodologia Científica. César de Paula Diego Vilela Elisane Silva Fabrício Aranda Wesley Sato Metodologia Científica César de Paula Diego Vilela Elisane Silva Fabrício Aranda Wesley Sato Metodologia Científica Introdução Métodos Introdução Metodologia científica é a forma como se conduz uma pesquisa,

Leia mais

Guia de Orientação para o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC)

Guia de Orientação para o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) 1 Guia de Orientação para o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) Gepós Unidade de Gestão de Pós Graduação Como requisito obrigatório para a obtenção do certificado de pós-graduação, o TCC deve ser desenvolvido

Leia mais

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS E SUBPROJETOS DE PESQUISA

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS E SUBPROJETOS DE PESQUISA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS E SUBPROJETOS DE PESQUISA O projeto deve, OBRIGATORIAMENTE, ser elaborado pelo Coordenador do Projeto (titulação mínima Mestre PBIC/UniEVANGÉLICA; titulação mínima Doutor

Leia mais

Faculdade de Educação, Ciências e Letras D O N D O M Ê N I C O O QUE É UM ARTIGO CIENTÍFICO

Faculdade de Educação, Ciências e Letras D O N D O M Ê N I C O O QUE É UM ARTIGO CIENTÍFICO O QUE É UM ARTIGO CIENTÍFICO O artigo cientifico é um texto escrito para ser publicado num periódico especializado e tem o objetivo de comunicar os dados de uma pesquisa, seja ela experimental, quase experimental

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA. Antonio Joaquim Severino 1. Um projeto de bem elaborado desempenha várias funções:

PROJETO DE PESQUISA. Antonio Joaquim Severino 1. Um projeto de bem elaborado desempenha várias funções: PROJETO DE PESQUISA Antonio Joaquim Severino 1 Um projeto de bem elaborado desempenha várias funções: 1. Define e planeja para o próprio orientando o caminho a ser seguido no desenvolvimento do trabalho

Leia mais

METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO RESUMOS, FICHAMENTOS E RESENHA

METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO RESUMOS, FICHAMENTOS E RESENHA METODOLOGIA DO TRABALHO CIENTÍFICO RESUMOS, FICHAMENTOS E RESENHA RESUMOS Definição: é a apresentação concisa e freqüentemente seletiva do texto, destacando-se os elementos de maior interesse e importância,

Leia mais

METODOLOGIA CIENTÍFICA PATRÍCIA ALVAREZ RUIZ

METODOLOGIA CIENTÍFICA PATRÍCIA ALVAREZ RUIZ METODOLOGIA CIENTÍFICA PATRÍCIA ALVAREZ RUIZ ORGANIZAÇÃO DOS ESTUDOS PLANEJAMENTO PARA O ESTUDO Organização sistemática do tempo disponível para estudo em casa Levantamento do tempo disponível Determinar

Leia mais

Metodologia Científica. Metodologia Científica

Metodologia Científica. Metodologia Científica Metodologia Científica Metodologia Científica Seqüência da Apresentação Introdução Tipos de pesquisa Tipos de fontes de dados Pesquisa na área de Informática Projeto de pesquisa Metodologia Formato de

Leia mais

FACULDADE DE MEDICINA DE MARÍLIA

FACULDADE DE MEDICINA DE MARÍLIA FACULDADE DE MEDICINA DE MARÍLIA CURSO DE ENFERMAGEM MANUAL DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) AV. José de Grande, 332 Marília - SP FONE (14) 34021813 e.mail: serie3e4enf@famema.br http://www.famema.br

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ORGANIZAÇÃO DE TRABALHOS ESCOLARES

ORIENTAÇÕES PARA ORGANIZAÇÃO DE TRABALHOS ESCOLARES ORIENTAÇÕES PARA ORGANIZAÇÃO DE TRABALHOS ESCOLARES Ao organizar um trabalho escolar é necessário que algumas normas sejam observadas pelo aluno. A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) encarrega-se

Leia mais

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA

INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE GOIÁS IESGO FACULDADES IESGO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA MANUAL DE NORMAS PARA APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA FORMOSA/GO

Leia mais

FACULDADE PAULUS DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO. Curso de filosofia Bacharelado e Licenciatura. Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso 2015/1

FACULDADE PAULUS DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO. Curso de filosofia Bacharelado e Licenciatura. Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso 2015/1 FACULDADE PAULUS DE TECNOLOGIA E COMUNICAÇÃO Curso de filosofia Bacharelado e Licenciatura Regulamento do Trabalho de Conclusão de Curso 2015/1 1 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO DO REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA - UNIP CURSO: Ciências Contábeis

UNIVERSIDADE PAULISTA - UNIP CURSO: Ciências Contábeis UNIVERSIDADE PAULISTA - UNIP CURSO: Ciências Contábeis MANUAL DE ORIENTAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR Prezado aluno: A princípio, receba meus sinceros parabéns por ter chegado ao final do curso de Ciências

Leia mais

Pré-texto. Texto. Pós-texto. Estrutura do Trabalho Final de Curso. A estrutura do Trabalho Final de Curso compreende: pré-texto, texto e pós-texto.

Pré-texto. Texto. Pós-texto. Estrutura do Trabalho Final de Curso. A estrutura do Trabalho Final de Curso compreende: pré-texto, texto e pós-texto. Estrutura do Trabalho Final de Curso A estrutura do Trabalho Final de Curso compreende: pré-texto, texto e pós-texto. Pré-texto Capa Folha de Rosto Dedicatória Agradecimentos Epígrafe Resumo Sumário Texto

Leia mais

Projeto de Pesquisa: Estrutura e natureza

Projeto de Pesquisa: Estrutura e natureza Projeto de Pesquisa: Estrutura e natureza Após a entrega do exercício D (folha síntese do projeto de pesquisa, vamos rever o projeto de pesquisa e a introdução da tese. Após a aula, além do exercício D

Leia mais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras realizar a pesquisa

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras realizar a pesquisa Núcleo de Pós Graduação Pitágoras realizar a pesquisa Como fazer pesquisa? interpretar resultados Especialização em Engenharia de Software com Ênfase em Java Disciplina: Orientação de Conclusão de Curso

Leia mais

NORMAS PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIA DO CURSO DE DIREITO

NORMAS PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIA DO CURSO DE DIREITO NORMAS PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIA DO CURSO DE DIREITO Aprovado pelo Colegiado do Curso através da Resolução nº 03 de 13 de agosto de 2010 NORMAS PARA ELABORAÇÃO E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIA

Leia mais

RESENHA: O QUE É E COMO SE FAZ

RESENHA: O QUE É E COMO SE FAZ 1 Resenha: o que é e como se faz RESENHA: O QUE É E COMO SE FAZ Ronaldo Martins Você já deve saber que o que nós chamamos "texto" corresponde a um conjunto de coisas bastante diversas. Sua certidão de

Leia mais

Normas para Apresentação de Monografias

Normas para Apresentação de Monografias UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE DEPARTAMENTO DE SISTEMAS E COMPUTAÇÃO COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Normas para Apresentação de Monografias Campina Grande, dezembro 2010

Leia mais

Manual de Metodologia: Relatório de Qualificação e Dissertação de Mestrado 1

Manual de Metodologia: Relatório de Qualificação e Dissertação de Mestrado 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTUDOS DA MÍDIA PPgEM Maria Érica de Oliveira Lima

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO ARTIGO CIENTÍFICO

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO ARTIGO CIENTÍFICO ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO ARTIGO CIENTÍFICO Murilo Barros Alves 1 Maika Rodrigues Amorim 2 RESUMO Estas orientações têm por finalidade orientar os acadêmicos de Graduação da Faculdade de Imperatriz

Leia mais

ORIENTAÇÃO DE TCC CURSO: PROF(A):

ORIENTAÇÃO DE TCC CURSO: PROF(A): ORIENTAÇÃO DE TCC CURSO: PROF(A): MATRÍCUL A ALUNO (A) REUNI ÃO ORIENTAÇ ÕES TCC Entregue Corrigida Nota Assinatura do Orientador: Data: / / Assinatura do Orientador: Data: / / Assinatura do Orientador:

Leia mais

Etapas de um Projeto de Pesquisa. Robledo Lima Gil

Etapas de um Projeto de Pesquisa. Robledo Lima Gil Etapas de um Projeto de Pesquisa Robledo Lima Gil Etapas... Escolha do tema Formulação do problema 1) Introdução; 2) Revisão de literatura (Referenciais teóricos); 3) Justificativa; 4) Objetivos (geral

Leia mais

CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO PRÉ-PROJETO DE TCC

CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO PRÉ-PROJETO DE TCC CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO PRÉ-PROJETO DE TCC Cuiabá/MT 2013 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. JUSTIFICATIVA... 3 3. OBJETIVOS... 3 3.1 GERAL... 4 3.2 ESPECÍFICOS... 4 4. REFERENCIAL

Leia mais

UNIVERSIDADE IGUAÇU FACUDADE DAS CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

UNIVERSIDADE IGUAÇU FACUDADE DAS CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS UNIVERSIDADE IGUAÇU FACUDADE DAS CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE MONOGRAFIA FILOMENA MARIA RATES SOARES VITOR TENÓRIO NOVA

Leia mais

O Que é Um Seminário. O que é um seminário

O Que é Um Seminário. O que é um seminário O Que é Um Seminário O que é um seminário O processo de transmissão/aquisição da cultura, apesar de todo o avanço tecnológico observado na área científica, ainda é fundamentalmente realizado através da

Leia mais

CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E EXTENSÃO OSWALDO CRUZ

CENTRO DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E EXTENSÃO OSWALDO CRUZ Introdução Quando se pretende elaborar um trabalho acadêmico e sua respectiva comunicação científica, é necessário que se faça inicialmente um planejamento, no qual devem constar os itens que permitirão

Leia mais

XI Encontro de Iniciação à Docência

XI Encontro de Iniciação à Docência 4CCAEDHMT01-P A IMPORTÂNCIA EPISTEMOLÓGICA DA METODOLOGIA DE PESQUISA NAS CIÊNCIAS SOCIAIS Ozilma Freire dos Santos (1) Deyve Redyson (3). Centro de Ciências Aplicadas e Educação/Departamento de Hotelaria/MONITORIA

Leia mais

Estrutura, redação e apresentação do relatório de pesquisa 7

Estrutura, redação e apresentação do relatório de pesquisa 7 UNIDADE 7 Estrutura, redação e apresentação do relatório de pesquisa 7 Objetivos de aprendizagem Identificar os componentes que integram os elementos pré-textuais, textuais e pós-textuais de um relatório

Leia mais

NORMAS GERAIS PARA REDAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO E PROJETO ORIENTADO DO CURSO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA.

NORMAS GERAIS PARA REDAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO E PROJETO ORIENTADO DO CURSO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA. NORMAS GERAIS PARA REDAÇÃO DE RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO E PROJETO ORIENTADO DO CURSO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA. I ESTRUTURA DO TRABALHO A estrutura do trabalho irá depender do tipo de atividade

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA PRODUÇÃO DE TEXTOS DO JORNAL REPORTAGEM RESENHA CRÍTICA TEXTO DE OPINIÃO CARTA DE LEITOR EDITORIAL

ORIENTAÇÕES PARA PRODUÇÃO DE TEXTOS DO JORNAL REPORTAGEM RESENHA CRÍTICA TEXTO DE OPINIÃO CARTA DE LEITOR EDITORIAL ORIENTAÇÕES PARA PRODUÇÃO DE TEXTOS DO JORNAL REPORTAGEM RESENHA CRÍTICA TEXTO DE OPINIÃO CARTA DE LEITOR EDITORIAL ORIENTAÇÕES PARA OS GRUPOS QUE ESTÃO PRODUZINDO UMA: REPORTAGEM Tipos de Textos Características

Leia mais

1 ROTEIRO PARA PROJETO DE PESQUISA

1 ROTEIRO PARA PROJETO DE PESQUISA Roteiro para projeto de pesquisa Gildenir Carolino Santos, 2005. 1 ROTEIRO PARA PROJETO DE PESQUISA Antes de passar para a construção ou montagem de um projeto de pesquisa, é importante saber que esse

Leia mais

5 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS OU TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)... 478 5.1 Ordenamento dos elementos da monografia ou TCC... 48 5.

5 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS OU TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)... 478 5.1 Ordenamento dos elementos da monografia ou TCC... 48 5. 5 ESTRUTURA E APRESENTAÇÃO DE MONOGRAFIAS OU TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)... 478 5.1 Ordenamento dos elementos da monografia ou TCC... 48 5.2 Capa... 48 5.3 Folha de rosto... 51 5.4 Errata... 53

Leia mais

Disciplina: Métodos e Técnicas de Pesquisa. Curso: TECNÓLOGOS LOGÍSTICA E COMÉRCIO EXTERIOR

Disciplina: Métodos e Técnicas de Pesquisa. Curso: TECNÓLOGOS LOGÍSTICA E COMÉRCIO EXTERIOR Disciplina: Métodos e Técnicas de Pesquisa Curso: TECNÓLOGOS LOGÍSTICA E COMÉRCIO EXTERIOR Texto 3 : ESQUEMA, RESUMO, RESENHA e FICHAMENTO 1 ESQUEMA O esquema é um registro gráfico (bastante visual) dos

Leia mais

Normas para Trabalhos de Conclusão de Curso no Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental da Universidade Federal de Pelotas

Normas para Trabalhos de Conclusão de Curso no Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental da Universidade Federal de Pelotas Normas para Trabalhos de Conclusão de Curso no Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental da Universidade Federal de Pelotas 1 Objetivos Com a finalidade de obter o grau de tecnólogo em Gestão Ambiental,

Leia mais

REGULAMENTO PARA TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO

REGULAMENTO PARA TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO REGULAMENTO PARA TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO CAPÍTULO I Da Finalidade e Objetivos Artigo 1º - Este regulamento tem a finalidade de orientar os alunos dos cursos da Faculdade Apogeu, no processo de

Leia mais

REGIMENTO INTERNO PARA ELABORAÇÃO, APRESENTAÇÃO E APROVAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

REGIMENTO INTERNO PARA ELABORAÇÃO, APRESENTAÇÃO E APROVAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO REGIMENTO INTERNO PARA ELABORAÇÃO, APRESENTAÇÃO E APROVAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO 2013 1 REGIMENTO INTERNO PARA ELABORAÇÃO, APRESENTAÇÃO E APROVAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Apresentação:

Leia mais

MANUAL DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

MANUAL DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO MANUAL DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO PARA OS ESTUDANTES DE FISIOTERAPIA MONTES CLAROS - MG APRESENTAÇÃO Prezado(a) aluno(a): Este manual tem como objetivo orientá-lo quanto às normas do Trabalho de

Leia mais

MANUAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

MANUAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA MANUAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA MONTES CLAROS MAIO/2010 SUMÁRIO 1. Introdução 4 2. Programa Institucional de Iniciação Científica 5 3. Regulamentação do Programa Iniciação Científica 7 3.1 Obrigações das

Leia mais

FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS DE GOIATUBA BACHARELADO EM DIREITO PROJETO DE PESQUISA

FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS DE GOIATUBA BACHARELADO EM DIREITO PROJETO DE PESQUISA FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS DE GOIATUBA BACHARELADO EM DIREITO PROJETO DE PESQUISA MANUAL PARA PROJETO DE PESQUISA: SEGUNDO ABNT NBR 15287 jan. 2006 GOIATUBA 2013 O PROJETO DE PESQUISA REGRAS

Leia mais

CAPACITAÇÃO EM SERVIÇO

CAPACITAÇÃO EM SERVIÇO CAPACITAÇÃO EM SERVIÇO TEMA: ELABORAÇÃO DE PROJETOS COM FOCO NA FAMÍLIA Março/2010 ELABORAÇÃO DE PROJETOS ELABOR-AÇÃO: palavra-latim-elabore preparar, formar,ordenar AÇÃO: atuação, ato PRO-JETOS: palavra-latim-projetus

Leia mais

Universidade Católica de Santos

Universidade Católica de Santos Universidade Católica de Santos Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Ciência da Computação/Sistemas de Informação Trabalho de Conclusão de Curso TCC-II (2010) Trabalho Completo Este documento visa

Leia mais

3 c m FACULDADE DE COLIDER-FACIDER ( NOME) 3 cm (TÍTULO DO PROJETO)

3 c m FACULDADE DE COLIDER-FACIDER ( NOME) 3 cm (TÍTULO DO PROJETO) 3 c m FACULDADE DE COLIDER-FACIDER ( NOME) 3 cm (TÍTULO DO PROJETO) 2 cm (arial / times roman 12 ) TIRAR NUMERAÇÃO PARA IMPRESSAO CAPA CIDADE/ESTADO 2 c m ANO (NOME) TÍTULO DO PROJETO) (arial / times roman

Leia mais

REDAÇÃO DISSERTAÇÃO AULA 5. Professora Sandra Franco

REDAÇÃO DISSERTAÇÃO AULA 5. Professora Sandra Franco REDAÇÃO AULA 5 Professora Sandra Franco DISSERTAÇÃO 1. Definição de Dissertação. 2. Roteiro para dissertação. 3. Partes da dissertação. 4. Prática. 5. Recomendações Gerais. 6. Leitura Complementar. 1.

Leia mais

MONOGRAFIA : COMO FAZER

MONOGRAFIA : COMO FAZER Alguns sites que tratam sobre monografias http://www.admbrasil.com.br/abnt.htm http://planeta.terra.com.br/servicos/monografiaabnt/ http://www.sinescontabil.com.br/trabs_profissionais/fazendo_uma_monografia.htm

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO Escola Profissionalizante Francisca Nobre da Cruz Educação Profissional Credenciada pelo o parecer Nº 0484/2009 do CEE/CE, DOE nº 005 08.01.2010 Recredenciamento nº 1788/2013, DOE nº 216 18.11.2013 - Censo

Leia mais

ORIENTAÇÃO SOBRE COMO DEVE SER FEITO O TCC DENTRO DO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO

ORIENTAÇÃO SOBRE COMO DEVE SER FEITO O TCC DENTRO DO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO ORIENTAÇÃO SOBRE COMO DEVE SER FEITO O TCC DENTRO DO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Ministrantes: Anita Maria da Rocha Fernandes César Albenes Zeferino Maria Cristina Kumm Pontes Rafael Luiz Cancian Itajaí,

Leia mais

Manual do pré-projeto MANUAL PARA O PROJETO DE TRABALHO MONOGRÁFICO DE CONCLUSÃO DE CURSO. 1 manual de pré-projeto

Manual do pré-projeto MANUAL PARA O PROJETO DE TRABALHO MONOGRÁFICO DE CONCLUSÃO DE CURSO. 1 manual de pré-projeto Manual do pré-projeto MANUAL PARA O PROJETO DE TRABALHO MONOGRÁFICO DE CONCLUSÃO DE CURSO 1 manual de pré-projeto Manual do pré-projeto MANUAL PARA O PROJETO DE TRABALHO MONOGRÁFICO DE CONCLUSÃO DE CURSO

Leia mais

FACULDADE DE REABILITAÇÃO DA ASCE (fonte 16) CURSO DE FISIOTERAPIA (fonte 16)

FACULDADE DE REABILITAÇÃO DA ASCE (fonte 16) CURSO DE FISIOTERAPIA (fonte 16) FACULDADE DE REABILITAÇÃO DA ASCE (fonte 16) CURSO DE FISIOTERAPIA (fonte 16) TÍTULO DO TRABALHO ( 14) Autor: ( fonte 14, o aluno deverá colocar seu nome completo) Orientador: (14, nome completo, sem títulos)

Leia mais

FACULDADE DECISÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO SATISFAÇ DOS CLIENTES DA VIDRAÇARIA CLÁUDIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO DE EXECUÇÃO PARCIAL TÍTULO DO SEU RELATÓRIO

FACULDADE DECISÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO SATISFAÇ DOS CLIENTES DA VIDRAÇARIA CLÁUDIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO DE EXECUÇÃO PARCIAL TÍTULO DO SEU RELATÓRIO FACULDADE DECISÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO SATISFAÇ DOS CLIENTES DA VIDRAÇARIA CLÁUDIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO DE EXECUÇÃO PARCIAL TÍTULO DO SEU RELATÓRIO DIGITE SEU NOME FLORIANÓPOLIS ANO Digite seu nome RELATÓRIO

Leia mais