PLANO INSTRUCIONAL DE AÇÃO EDUCACIONAL E PROPOSTA FINANCEIRA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PLANO INSTRUCIONAL DE AÇÃO EDUCACIONAL E PROPOSTA FINANCEIRA"

Transcrição

1 PLANO INSTRUCIONAL DE AÇÃO EDUCACIONAL E PROPOSTA FINANCEIRA AÇÃO EDUCACIONAL: Gestão Orçamentária e Financeira Carga horária total: 20 horas aula Carga horária diária sugerida: 04 horas aula 1 Carga horária semanal sugerida: 20 horas aula Instrutor: Júlio Marcelo da Silva Matias OBJETIVO GERAL: Público alvo: Proporcionar uma ampla visão dos principais aspectos relacionados à gestão orçamentária e financeira. Intificar e compreenr os principais dispositivos legais que regem o processo orçamentário no Brasil. Servidores do Tribunal Contas do Estado Mato Grosso do Sul. Pré requisitos: Conhecimentos básicos orçamento público. DATA: 22/maio/2015 INSTRUTOR Júlio Marcelo da Silva Matias I. 1 A carga horária diária porá ser aumentada ou reduzida, s que preservada a carga horária total 20 horas aula. 1

2 METODOLOGIA: Aulas expositivas; Realização testes e exercícios; Estudo caso; II. MATERIAL DIDÁTICO: Data Show para apresentação Flip Charp; Quadro; III. CARGA HORÁRIA: 20 horas aula. IV. PROGRAMA DETALHADO DO CURSO 2 MÓDULOS 1) Introdução ao Orçamento Público. OBJETIVOS ESPECÍFICOS Reconhecer as principais características do orçamento público; Intificar e distinguir as principais técnicas orçamentárias; Conceituar e intificar o alcance dos princípios orçamentários mais importantes; CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS Conceitos; Tipos e Funções do Orçamento; Sistema Planejamento e Orçamento Feral; Princípios Orçamentários; Aspectos Legais relacionados ao Orçamento; Integração Orçamentária e Financeira; Etapas e Estágios da Despesa; MATERIAIS E MEIOS INSTRUCIONAIS Apresentação AVALIAÇÃO Estudo caso: atividas em grupo envolvendo questões práticas; Restos a Pagar; 2 Em caso necessida, porá haver ajustes na programação inicial do curso durante a sua realização, inclusive com a supressão atividas avaliação. Entretanto, o conteúdo programático será ministrado em sua integralida. 2

3 2) Receita Orçamentária. Conceituar e Intificar as principais características das receitas orçamentárias. Conceitos Básicos e Definições; Características das Receitas; Classificação das Receitas; 3) Acompanhamento Fiscal e Orçamentário. Intificar as formas cálculo e acompanhamento das spesas discricionárias e das metas resultado. Cálculo do limite agregado para spesas discricionárias; Acompanhamento da execução para fins cumprimento metas superávit; Acompanhamento para fins avaliação e cumprimento metas; 4) Classificação da Despesa Orçamentária. Intificar as principais formas classificação da spesa orçamentária. Programação Qualitativa; Programação Quantitativa; 5) Elaboração do Projeto Lei Orçamentária Anual. Intificar o conceito e os elementos do ciclo orçamentário; Ciclo Orçamentário; Processo Elaboração da Lei Orçamentária (LOA); Estudo caso: atividas em grupo envolvendo questões práticas; Reconhecer o processo e etapas da elaboração da LOA; Etapas elaboração do Projeto da LOA (PLOA) 3

4 6) Alterações Orçamentárias. Intificar o processo alteração da Lei Orçamentária Anual. Créditos Adicionais; Fonte recursos para abertura créditos adicionais; Outras alterações Orçamentárias; Portarias Crédito; Processo solicitação Analise; e Elaboração e Formalização dos Atos Legais; Efetivação das alterações orçamentárias no SIAFI; V. INSTRUTOR (MINICURRÍCULO): Pós Graduação, nível Especialização em Contabilida e Auditoria Financeira. Pós Graduado, nível Especialização em Direito Administrativo. Bacharel em Direito. Bacharel em Ciências Contábeis. Na iniciativa privada atuou como Advogado e Contador. No Magistério, atuou como palestrante em diversas cidas (tais como: Brasília, Campo Gran e Teresina); instrutor em treinamento para servidores públicos e como professor cursos preparatórios para concursos públicos. Atualmente é Instrutor do Instituto Serzello Corrêa (ISC) e da Escola Nacional Administração Pública (ENAP). Publicação: MATIAS, Júlio Marcelo da Silva, Contabilida Pública Conceitos e Aplicações. 1ª Edição. Campo Gran (MS). Tribunal Regional Eleitoral Mato Grosso do Sul, No serviço público, exerceu o cargo efetivo Analista Judiciário junto Tribunal Regional Eleitoral Mato Grosso do Sul, on sempenhou funções Pregoeiro Oficial, Chefe da Seção Análise Contábil (titular), Coornador Controle Interno 4

5 (substituto) Coornador Orçamento e Finanças (titular) e Secretário Administração e Orçamento (substituto). Atualmente ocupa o cargo Auditor Feral Controle Externo no Tribunal Contas da União (TCU), atuando como Coornador Auditorias, on também já atuou como Chefe do Serviço Administração, Diretor e Assessor. VI. DATA E HORÁRIO DE REALIZAÇÃO: 22 a 26 junho: Horário: 13h30 às 17h30. 5

SEMINÁRIO NACIONAL - A NOVA GESTÃO DO PATRIMÔNIO PÚBLICO

SEMINÁRIO NACIONAL - A NOVA GESTÃO DO PATRIMÔNIO PÚBLICO SEMINÁRIO NACIONAL - A NOVA GESTÃO DO PATRIMÔNIO PÚBLICO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DIA 24 DE JULHO ADMINISTRAÇÃO ORÇAMENTÁRIA FINANCEIRA E CONTÁBIL DO PATRIMÔNIO PÚBLICO 1 - PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DA ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Programação Julho 2013

Programação Julho 2013 Programação Julho 2013 Processo Administrativo Fiscal Auditoria e Técnicas de Fiscalização em Estabelecimentos Desconsideração da Personalidade Jurídica Apresentação Escola do Servidor Público do Acre

Leia mais

PROJETO DE CAPACITAÇÃO INTRODUÇÃO À GESTÃO PÚBLICA

PROJETO DE CAPACITAÇÃO INTRODUÇÃO À GESTÃO PÚBLICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS SANTA CRUZ COORDENAÇÃO DE GESTÃO DE PESSOAS PROJETO

Leia mais

Contabilidade Pública. Aula 4. Apresentação. Plano de Contas. Sistema de Contas e Demonstrativos Contábeis de Gestão. Sistemas Contábeis

Contabilidade Pública. Aula 4. Apresentação. Plano de Contas. Sistema de Contas e Demonstrativos Contábeis de Gestão. Sistemas Contábeis Contabilidade Pública Aula 4 Apresentação Prof. Me. Adilson Lombardo Plano de Contas Sistema de Contas e Demonstrativos Contábeis de Gestão Consiste em um rol ordenado de forma sistematizada de contas

Leia mais

CIDADES WEB NOVO SISTEMA DE PRESTAÇÃO DE CONTAS BIMESTRAL AO TCE/ES

CIDADES WEB NOVO SISTEMA DE PRESTAÇÃO DE CONTAS BIMESTRAL AO TCE/ES CIDADES WEB NOVO SISTEMA DE PRESTAÇÃO DE CONTAS BIMESTRAL AO TCE/ES Período e Carga Horária: 31.01.13 e 01.02.13 das 8:30h às 17:30h, totalizando 16 horas/aulas. Local do Treinamento: Auditório do Hotel

Leia mais

CURSO FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS DE SERVIÇOS TERCEIRIZADOS

CURSO FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS DE SERVIÇOS TERCEIRIZADOS CURSO FISCALIZAÇÃO DE CONTRATOS DE SERVIÇOS TERCEIRIZADOS TUTOR e CONTEUDISTA LÚCIO FLÁVIO FERRAZ Auditor Federal de Controle Externo do TCU PLANO DE CURSO Sumário 1. INFORMAÇÕES GERAIS... 2 2. EMENTA...

Leia mais

Curso Teórico e Prático de Licitação, Pregão, Sistema de Registro de Preços e Contratos Administrativos.

Curso Teórico e Prático de Licitação, Pregão, Sistema de Registro de Preços e Contratos Administrativos. Curso Teórico e Prático de Licitação, Pregão, Sistema de Registro de Preços e Contratos Administrativos. CARGA HORÁRIA: 32 horas EMENTA: Este curso está fundamentado nas melhores práticas de gestão pública

Leia mais

Administração Financeira e Orçamentária (Prof. Paulo Bijos)

Administração Financeira e Orçamentária (Prof. Paulo Bijos) Administração Financeira e Orçamentária (Prof. Paulo Bijos) Aula 11 2010 Exercícios Funções de Governo (alocativa, distributiva e estabilizadora) CESPE ACE-TCU 2008. (E) A teoria de finanças públicas consagra

Leia mais

A CELEBRAÇÃO, EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE CONVÊNIOS SOB O ENFOQUE DO DECRETO Nº 6170/2007 E NO SICONV. (Ênfase em Análise e Prestação de Contas)

A CELEBRAÇÃO, EXECUÇÃO E PRESTAÇÃO DE CONTAS DE CONVÊNIOS SOB O ENFOQUE DO DECRETO Nº 6170/2007 E NO SICONV. (Ênfase em Análise e Prestação de Contas) Apresentação Trata-se de um Sistema complexo e em contínua evolução. Em 2012, mudanças significativas, como por exemplo, a implantação do Módulo de Acompanhamento e Fiscalização, Cotação Prévia de Preços

Leia mais

PLANO DE ENSINO - 1º SEMESTRE/2014.1 Curso. Professor: Arnaldo Santos Filho

PLANO DE ENSINO - 1º SEMESTRE/2014.1 Curso. Professor: Arnaldo Santos Filho Disciplina DIREITO FINANCEIRO.1 Curso Turno/Horário DIREITO NOITE Professor: Arnaldo Santos Filho Turma: 7 º DIN Carga Horária Semanal Carga Horária Semestral Número de Créditos Teórica Prática Total Teórica

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SCI Nº. 003

INSTRUÇÃO NORMATIVA SCI Nº. 003 INSTRUÇÃO NORMATIVA SCI Nº. 003 UCCI Unidade Central de Controle Interno SCI Sistema de Controle Interno Versão: 1.0 Aprovada em: 31/10/2011 Unidade Responsável: Unidade Central de Controle Interno I -

Leia mais

EVENTO PÚBLICO ALVO OBJETIVO

EVENTO PÚBLICO ALVO OBJETIVO EVENTO O curso enfoca as diversas etapas do SICONV Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse, criado e desenvolvido pelo Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão com o objetivo de propiciar

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 313 DE 02 DE DEZEMBRO DE 2013.

RESOLUÇÃO Nº 313 DE 02 DE DEZEMBRO DE 2013. RESOLUÇÃO Nº 313 DE 02 DE DEZEMBRO DE 2013. DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO E IMPLANTAÇÃO DO CONTROLE INTERNO DO PODER LEGISLATIVO DE POCONÉ E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS O Presidente da Câmara Municipal de Poconé,

Leia mais

EIXO 3 ADMINISTRÇÃO PÚBLICA. D 3.4 Planejamento e Gestão Orçamentária e Financeira (24h) Professor: James Giacomoni. Aula 5

EIXO 3 ADMINISTRÇÃO PÚBLICA. D 3.4 Planejamento e Gestão Orçamentária e Financeira (24h) Professor: James Giacomoni. Aula 5 EIXO 3 ADMINISTRÇÃO PÚBLICA D 3.4 Planejamento e Gestão Orçamentária e Financeira (24h) Professor: James Giacomoni Aula 5 17 a 19, 21 a 25, 28 e 29 de novembro de 2011 Classificações orçamentárias Despesa

Leia mais

1. Ementa a) Orçamento Pessoal b) Uso do Crédito c) Finanças Comportamentais d) Avaliação de Investimentos. 2. Carga Horária: 20 horas/aula

1. Ementa a) Orçamento Pessoal b) Uso do Crédito c) Finanças Comportamentais d) Avaliação de Investimentos. 2. Carga Horária: 20 horas/aula 2015.2 1. Ementa a) Orçamento Pessoal b) Uso do Crédito c) Finanças Comportamentais d) Avaliação de Investimentos 2. Carga Horária: 20 horas/aula 3. Horário: 13:00 às 18:00 4. Encontros 21/11 (sábado)-

Leia mais

PROCESSO ORÇAMENTÁRIO CONCEITOS E PROCEDIMENTOS

PROCESSO ORÇAMENTÁRIO CONCEITOS E PROCEDIMENTOS PROCESSO ORÇAMENTÁRIO CONCEITOS E PROCEDIMENTOS Novembro/2009 Secretaria de Orçamento Federal Novembro/2009 Instituição Ministério do Planejamento, Secretaria de Orçamento Federal DEPT. PROGR. INFRAESTRUT.

Leia mais

EMENTA / PROGRAMA DE DISCIPLINA. ANO / SEMESTRE LETIVO Administração 2015.2. Orçamento e Administração das Finanças Públicas ADM 081. 68h.

EMENTA / PROGRAMA DE DISCIPLINA. ANO / SEMESTRE LETIVO Administração 2015.2. Orçamento e Administração das Finanças Públicas ADM 081. 68h. Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais

CATÁLOGO DE AÇÕES EDUCACIONAIS DA ESCOEX PREVISTOS - 2013 CURSOS A DISTÂNCIA- EAD PARA SERVIDORES DO TCE E JURISDICIONADOS

CATÁLOGO DE AÇÕES EDUCACIONAIS DA ESCOEX PREVISTOS - 2013 CURSOS A DISTÂNCIA- EAD PARA SERVIDORES DO TCE E JURISDICIONADOS CATÁLOGO DE AÇÕES EDUCACIONAIS DA ESCOEX PREVISTOS - 2013 CURSOS - EAD PARA SERVIDORES DO TCE E CURSOS OBJETIVO PÚBLICO-ALVO CARGA HORÁRIA N. DE VAGAS MODALIDADE 1. As Novas Normas de Contabilidade Aplicada

Leia mais

CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO 3 OFICINAS

CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO 3 OFICINAS CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO 3 OFICINAS 24 Horas/Aula Realização: INCLUSO: LIVROS: UM EXEMPLAR DE CADA INSTRUTOR, bolsa ecológica, apostila(manual), caneta, lápis, borracha, slides trabalhados

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Subsecretaria de Planejamento, Orçamento e Administração Coordenação-Geral de Recursos Humanos

MINISTÉRIO DA FAZENDA Subsecretaria de Planejamento, Orçamento e Administração Coordenação-Geral de Recursos Humanos MINISTÉRIO DA FAZENDA QUADRO GERAL DO PLANO SETORIAL DE APRENDIZAGEM PERMANENTE - 2007 ÓRGÃO: GERÊNCIA REGIONAL DE ADMINISTRAÇÃO DO MINISTERIO DA FAZENDA NO PIAUI - GRA-PÍ Campos de Conhecimento Número

Leia mais

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS

APRESENTAÇÃO FGV APRESENTAÇÃO TRECSSON BUSINESS APRESENTAÇÃO FGV Criado em 1999, o FGV Management é o Programa de Educação Executiva Presencial da Fundação Getulio Vargas, desenvolvido para atender a demanda do mercado por cursos de qualidade, com tradição

Leia mais

PLANO ENSINO. Nivelamento Normas de Auditoria. DATA: 9 a 13/11/2015. HORÁRIO: 13:00 a 18:00 PERÍODO DE INSCRIÇÕES: OBJETIVO GERAL: PÚBLICO ALVO:

PLANO ENSINO. Nivelamento Normas de Auditoria. DATA: 9 a 13/11/2015. HORÁRIO: 13:00 a 18:00 PERÍODO DE INSCRIÇÕES: OBJETIVO GERAL: PÚBLICO ALVO: PLANO ENSINO CURSO: Nivelamento Normas de Auditoria CARGA HORÁRIA: 25 horas-aula DATA: 9 a 13/11/2015 HORÁRIO: 13:00 a 18:00 PERÍODO DE INSCRIÇÕES: INSTRUTOR (ES): Marcelo Luiz Souza da Eira OBJETIVO GERAL:

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Subsecretaria de Planejamento, Orçamento e Administração Coordenação-Geral de Recursos Humanos

MINISTÉRIO DA FAZENDA Subsecretaria de Planejamento, Orçamento e Administração Coordenação-Geral de Recursos Humanos ÓRGÃO: GRA/MT MINISTÉRIO DA FAZENDA QUADRO GERAL DO PLANO SETORIAL DE APRENDIZAGEM PERMANENTE - 2005 Campos de Conhecimento Número de Carga Custo Total Participante Horária FINANÇAS PÚBLICAS TÉCNICO-COMPLEMENTAR

Leia mais

Ementas e Bibliografias das Disciplinas

Ementas e Bibliografias das Disciplinas Ementas e Bibliografias das Disciplinas 2.3.1 Metodologia do Ensino Superior Carga Horária: 30h/a Ementa: Metodologia do ensino e as principais técnicas didático pedagógicas. Reflexões sobre o papel do

Leia mais

NOVO MODELO DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO. A experiência do Estado do Rio de Janeiro na implementação do PCASP.

NOVO MODELO DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO. A experiência do Estado do Rio de Janeiro na implementação do PCASP. NOVO MODELO DE CONTABILIDADE APLICADA AO SETOR PÚBLICO A experiência do Estado do Rio de Janeiro na implementação do PCASP. A CONTADORIA GERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Entendendo a estrutura administrativa

Leia mais

CURSO: SICONV 1) NOÇÕES GERAIS, CREDENCIAMENTO, CADASTRAMENTO E PROGRAMAS DE CONVÊNIO

CURSO: SICONV 1) NOÇÕES GERAIS, CREDENCIAMENTO, CADASTRAMENTO E PROGRAMAS DE CONVÊNIO CURSO: SICONV TEMAS CENTRAIS 1) NOÇÕES GERAIS, CREDENCIAMENTO, CADASTRAMENTO E PROGRAMAS DE CONVÊNIO 2) PROPOSIÇÃO, AVALIAÇÃO DE PROPOSTAS - CEDENTE, CELEBRAÇÃO DE UM CONVÊNIO E ALTERAÇÕES 3) EXECUÇÃO,

Leia mais

28 e 30/07/2014 BRASÍLIA - DF NOVO SIAFI - CPR VIA WEB: CONTAS A PAGAR E RECEBER PRÁTICO COM COMPUTADOR

28 e 30/07/2014 BRASÍLIA - DF NOVO SIAFI - CPR VIA WEB: CONTAS A PAGAR E RECEBER PRÁTICO COM COMPUTADOR Apresentação O curso visa ao conhecimento do Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal - SIAFI, para a atualização das rotinas de execução orçamentária e financeira, o conhecimento

Leia mais

NOVAS PRESTAÇÕES DE CONTAS ANUAIS A ENVIAR AO TCE/ES EM 2016

NOVAS PRESTAÇÕES DE CONTAS ANUAIS A ENVIAR AO TCE/ES EM 2016 NOVAS PRESTAÇÕES DE CONTAS ANUAIS A ENVIAR AO TCE/ES EM 2016 Período, Carga Horária: 23.11.15 (8:30 h às 17:30 h) e 24.11.15 (8 h às 17 h), totalizando 16 horas/aulas. Local de Realização: Auditório (Espaço

Leia mais

Assunto: Demonstrativos em atendimento à Portaria STN nº 72/2012.

Assunto: Demonstrativos em atendimento à Portaria STN nº 72/2012. A P O Autoridade Pública Olímpica Brasília, 28 de março de 2013. NOTA TÉCNICA Nº 004/2013SGC/DE/APO Assunto: Demonstrativos em atendimento à Portaria STN nº 72/2012. Senhor Presidente, 1. A partir do ano

Leia mais

UNIVERSIDADE VALE DO ACARAÚ ESCOLA DE MAGISTRATURA DO ESTADO DO CEARÁ CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO JUDICIÁRIA

UNIVERSIDADE VALE DO ACARAÚ ESCOLA DE MAGISTRATURA DO ESTADO DO CEARÁ CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO JUDICIÁRIA UNIVERSIDADE VALE DO ACARAÚ ESCOLA DE MAGISTRATURA DO ESTADO DO CEARÁ CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO JUDICIÁRIA 1. DISCIPLINA NIVELAMENTO EM CONTABILIDADE 2. EMENTA DA DISCIPLINA Conceitos básicos

Leia mais

4º ENNCASP - Encontro Nacional sobre a Nova Contabilidade Aplicada ao Setor Público

4º ENNCASP - Encontro Nacional sobre a Nova Contabilidade Aplicada ao Setor Público 4º ENNCASP - Encontro Nacional sobre a Nova Contabilidade Aplicada ao Setor Público SOBRE O ENNCASP: O ENNCASP - Encontro Nacional sobre a Nova Contabilidade Aplicada ao Setor Público é um dos maiores

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA 008/2012 PARA INSCRIÇÕES E SELEÇÃO CURSO DE EXTENSÃO EM GESTÃO DE PROCESSOS ADMINISTRATIVOS

EDITAL DE ABERTURA 008/2012 PARA INSCRIÇÕES E SELEÇÃO CURSO DE EXTENSÃO EM GESTÃO DE PROCESSOS ADMINISTRATIVOS ecretaria da dministração e dos ecursos umanos EDITAL DE ABERTURA 008/2012 PARA INSCRIÇÕES E SELEÇÃO CURSO DE EXTENSÃO EM GESTÃO DE PROCESSOS ADMINISTRATIVOS 1. DA REALIZAÇÃO A Fundação para o Desenvolvimento

Leia mais

O CONTROLE INTERNO E A AUDITORIA INTERNA GOVERNAMENTAL: DIFERENÇAS FUNDAMENTAIS

O CONTROLE INTERNO E A AUDITORIA INTERNA GOVERNAMENTAL: DIFERENÇAS FUNDAMENTAIS O CONTROLE INTERNO E A AUDITORIA INTERNA GOVERNAMENTAL: DIFERENÇAS FUNDAMENTAIS Wanderlei Pereira das Neves 1 Resumo Nosso trabalho visa a demonstrar que a auditoria interna governamental é o ápice da

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLE INTERNO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Ações Necessárias para o seu Efetivo Funcionamento

SISTEMA DE CONTROLE INTERNO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Ações Necessárias para o seu Efetivo Funcionamento SISTEMA DE CONTROLE INTERNO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Ações Necessárias para o seu Efetivo Funcionamento Período e Carga Horária: 14 e 15.02.13, das 8:30h às 17:30h, totalizando 16 horas/aulas. Local do

Leia mais

10 a 12/06/2013 - Florianópolis SC - CURSO DE SIAFI OPERACIONAL ATUALIZADO COM NOVO SIAFI

10 a 12/06/2013 - Florianópolis SC - CURSO DE SIAFI OPERACIONAL ATUALIZADO COM NOVO SIAFI Apresentação O curso visa ao conhecimento do Sistema Integrado de Administração Financeira SIAFI, a atualização das rotinas de execução orçamentária e financeira, ao conhecimento teórico sobre os assuntos

Leia mais

Custos no Serviço Público. Brasília DF 18 DE SETEMBRO DE 2014

Custos no Serviço Público. Brasília DF 18 DE SETEMBRO DE 2014 Custos no Serviço Público Brasília DF 18 DE SETEMBRO DE 2014 1 Objetivos do Gestor BUSCA CONSTANTE Eficiência no uso dos recursos públicos Eficácia no atingimento das metas (quantidade e qualidade) Efetividade

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 50, DE 24 DE MAIO DE 2007

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 50, DE 24 DE MAIO DE 2007 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 50, DE 24 DE MAIO DE 2007 Regulamenta as atividades de instrutoria interna no âmbito do Supremo Tribunal Federal. O DIRETOR-GERAL DA SECRETARIA DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, no uso

Leia mais

Gestão de Finanças Públicas

Gestão de Finanças Públicas APRESENTAÇÃO Desde a primeira edição deste livro mencionamos como os avanços no arcabouço institucional e instrumental de gestão financeira foram relevantes para que o governo brasileiro, efetivamente,

Leia mais

Turma TCMRJ Técnico de Controle Externo 123 Módulo 1 4

Turma TCMRJ Técnico de Controle Externo 123 Módulo 1 4 Turma TCMRJ Técnico de Controle Externo 123 Módulo 1 4 Banca: SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO/RJ Edital SMA Nº 84/2010 (data da publicação: 27/09/2010) Carga horária (aulas presenciais): 126 horas

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS AUDITORIA INTERNA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS AUDITORIA INTERNA Pelotas, 06 de junho de 2013. ORIENTAÇÃO TÉCNICA Nº 03/2013 Assunto: de Gratificação por Encargo de Curso ou Concurso CONSIDERANDO os termos da demanda encaminhada a esta Unidade de Auditoria Interna por

Leia mais

Gestores de pessoas das secretarias, autarquias e Procuradoria Geral do Estado de São Paulo.

Gestores de pessoas das secretarias, autarquias e Procuradoria Geral do Estado de São Paulo. FOCO: Conceitos fundamentais sobre a gestão estratégica de recursos humanos e sobre principais dimensões da gestão de pessoas em geral e no serviço público paulista em particular. PÚBLICO ALVO: Gestores

Leia mais

Orçamento Público: Visão Geral

Orçamento Público: Visão Geral Orçamento Público: Visão Geral Versão para impressão ANEXO: SISTEMA INTEGRADO DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO - SIOP Atualizado em: fevereiro/2013 Copyright ENAP 2013 Todos os direitos reservados SUMÁRIO ANEXO:

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DE CURSOS Junho a Setembro/2013

PROGRAMAÇÃO DE CURSOS Junho a Setembro/2013 PROGRAMAÇÃO DE CURSOS Junho a Setembro/2013 REGIMES PRÓPRIOS DE PREVIDÊNCIA: Legislação, plano de contas, registros, demonstrações contábeis e análise gerencial dos balanços para tomada de decisões. Instrutora:

Leia mais

EDITAL DE INSCRIÇÃO PARA CADASTRO DE DOCENTES

EDITAL DE INSCRIÇÃO PARA CADASTRO DE DOCENTES EDITAL DE INSCRIÇÃO PARA CADASTRO DE DOCENTES A Associação Brasileira de Orçamento Público - Unidade Regional do Rio Grande do Sul (ABOP-RS), fundada em 04 de dezembro de 1974, como uma associação civil

Leia mais

nas técnicas de trabalho desenvolvidas no âmbito do Controle Interno do Poder Executivo, denominadas de auditoria e fiscalização.

nas técnicas de trabalho desenvolvidas no âmbito do Controle Interno do Poder Executivo, denominadas de auditoria e fiscalização. Finalidades e Atividades do Sistema de Controle 1. O Controle visa à avaliação da ação governamental, da gestão dos administradores e da aplicação de recursos públicos por entidades de Direito Privado,

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE UERN PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E FINANÇAS - PROPLAN ROTINAS ADMINISTRATIVAS PROPLAN SETOR: Pró-Reitoria CARGO: Docente / TNS FUNÇÃO: Pró-Reitor

Leia mais

Servidores das áreas de recursos humanos das secretarias, autarquias e Procuradoria Geral do Estado de São Paulo.

Servidores das áreas de recursos humanos das secretarias, autarquias e Procuradoria Geral do Estado de São Paulo. FOCO: Conceitos fundamentais sobre a gestão estratégica de recursos humanos, e abordagem das principais estratégias disponíveis para o aprimoramento da gestão de RH no Setor Público Paulista, avaliando

Leia mais

LEI N 280 DE 18 DE SETEMBRO DE 2007

LEI N 280 DE 18 DE SETEMBRO DE 2007 LEI N 280 DE 18 DE SETEMBRO DE 2007 Súmula: Dispõe sobre o Sistema de Controle Interno Municipal, nos termos do artigo 31 da Constituição Federal e do artigo 59 da Lei Complementar n 101/2000 e cria a

Leia mais

ELABORAR PROJETO DO PLANO PLURIANUAL 1 OBJETIVO

ELABORAR PROJETO DO PLANO PLURIANUAL 1 OBJETIVO Proposto por: Diretor da Divisão de Gestão Orçamentária (DIGOR) Analisado por: Diretor do Departamento de Planejamento e Orçamento (DEPLO) Aprovado por: Diretor da Diretoria-Geral de Planejamento, Coordenação

Leia mais

Descentralização de amentários e de Recursos Financeiros

Descentralização de amentários e de Recursos Financeiros Descentralização de Créditos Orçament amentários e de Recursos Financeiros Conceito: Despesa Orçament amentária Despesa Orçamentária Pública aquela executada por entidade pública e que depende de autorização

Leia mais

Prof. Marcus Tomasi UDESC/ESAG

Prof. Marcus Tomasi UDESC/ESAG Prof. Marcus Tomasi UDESC/ESAG O QUE É... É a síntese do contrato firmado entre o governo e a sociedade, onde as contribuições da sociedade (receitas) são transformadas em ações do governo (despesas) para

Leia mais

ANEXO I PEÇAS EXIGIDAS PELAS IN/TCU Nº 47, DE 2004, DN/TCU Nº 62, DE 2004, IN/SFC Nº 2, DE 2000, E NE/SFC Nº 2, DE 2003.

ANEXO I PEÇAS EXIGIDAS PELAS IN/TCU Nº 47, DE 2004, DN/TCU Nº 62, DE 2004, IN/SFC Nº 2, DE 2000, E NE/SFC Nº 2, DE 2003. ANEXO I PEÇAS EXIGIDAS PELAS IN/TCU Nº 47, DE 2004, DN/TCU Nº 62, DE 2004, IN/SFC Nº 2, DE 2000, E NE/SFC Nº 2, DE 2003. Discriminação da peça I Rol de Responsáveis, assinado pela Diretoria Colegiada,

Leia mais

Estado do Rio de Janeiro PREFEITURA MUNICIPAL DE BELFORD ROXO GABINETE DO PREFEITO

Estado do Rio de Janeiro PREFEITURA MUNICIPAL DE BELFORD ROXO GABINETE DO PREFEITO LEI COMPLEMENTAR N 184 DE 20 DE AGOSTO DE 2015 Ementa: Dispõe sobre a criação de cargos de provimento efetivo da Procuradoria Geral do Município - PGM e dá outras providências. Autor: Prefeito Municipal

Leia mais

SOBRE O ENNCASP: O evento conta com a presença de especialistas em Contabilidade Aplicada ao Setor Público.

SOBRE O ENNCASP: O evento conta com a presença de especialistas em Contabilidade Aplicada ao Setor Público. SOBRE O ENNCASP: O ENNCASP - Encontro Nacional sobre a Nova Contabilidade Aplicada ao Setor Público é um dos maiores encontros técnicos em nível nacional e tem por objetivo orientar sobre a implantação

Leia mais

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE AUDITORIA CONTÁBIL, ORÇAMENTÁRIO E FINANCEIRO

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE AUDITORIA CONTÁBIL, ORÇAMENTÁRIO E FINANCEIRO MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE AUDITORIA CONTÁBIL, ORÇAMENTÁRIO E FINANCEIRO CHEFE DA SEÇÃO DE AUDITORIA CONTÁBIL, ORÇAMENTÁRIO E FINANCEIRO (FC-5) Área: Administrativa Unidade: Diretoria

Leia mais

MBA Gestão de Negócios e Pessoas

MBA Gestão de Negócios e Pessoas PROJETO PEDAGÓGICO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Nome do Curso MBA Gestão de Negócios e Pessoas Área de Conhecimento Ciências Sociais Aplicadas Nome do Coordenador do Curso e Breve Currículo: Prof.

Leia mais

Estado de Mato Grosso Prefeitura Municipal de Aripuanã

Estado de Mato Grosso Prefeitura Municipal de Aripuanã LEI Nº. 721/2007 SÚMULA: DISPÕE SOBRE O SISTEMA DE CONTROLE INTERNO DO MUNICÍPIO DE ARIPUANÃ E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. Estado de Mato Grosso, seguinte Lei: EDNILSON LUIZ FAITTA, Prefeito Municipal de Aripuanã,

Leia mais

Treinamento de formação de preço de venda Tributação Brasil

Treinamento de formação de preço de venda Tributação Brasil Treinamento de formação de preço de venda Tributação Brasil Treinamento com foco na formação de preço de venda de Produtos Objetivos do Treinamento 1 Entender os impactos dos impostos no preços dos Produtos

Leia mais

ANEXO ÚNICO RESOLUÇÃO CRM-SC N 166, DE 16/8/2015 DESCRIÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES E REQUISITOS PARA A OCUPAÇÃO DO CARGO DE CONTADOR

ANEXO ÚNICO RESOLUÇÃO CRM-SC N 166, DE 16/8/2015 DESCRIÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES E REQUISITOS PARA A OCUPAÇÃO DO CARGO DE CONTADOR RESOLUÇÃO CRM-SC Nº 166/2015 Institui na estrutura administrativa de pessoal do CRM-SC o cargo de contador e dá outras providências. O Conselho Regional de Medicina do Estado de Santa Catarina, instituição

Leia mais

MINISTÉRIO DAS CIDADES Secretaria Nacional de Habitação. CAIXA ECONÔMICA FEDERAL Representação de Apoio ao Desenvolvimento Urbano

MINISTÉRIO DAS CIDADES Secretaria Nacional de Habitação. CAIXA ECONÔMICA FEDERAL Representação de Apoio ao Desenvolvimento Urbano MINISTÉRIO DAS CIDADES Secretaria Nacional de Habitação CAIXA ECONÔMICA FEDERAL Representação de Apoio ao Desenvolvimento Urbano SNHIS / FNHIS - Lei nº 11.124/05 REQUISITOS PARA ADESÃO DOS MUNICÍPIOS AO

Leia mais

27 e 28/03/2014 BRASÍLIA - DF. Critérios adotados e cuidados necessários para uma gestão segura. Apresentação. Objetivo.

27 e 28/03/2014 BRASÍLIA - DF. Critérios adotados e cuidados necessários para uma gestão segura. Apresentação. Objetivo. Apresentação O curso aborda as questões relativas à responsabilização de agentes públicos, tanto sob a ótica do auditor como sob a ótica do auditado, considerando os princípios e as regras de direito material

Leia mais

BRASÍLIA - DF ENCONTRO NACIONAL DE LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS APRESENTAÇÃO. www.connectoncursos.com.br/encontrolicitacao

BRASÍLIA - DF ENCONTRO NACIONAL DE LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS APRESENTAÇÃO. www.connectoncursos.com.br/encontrolicitacao QUESTÕES FUNDAMENTAIS E CONTROVERTIDAS Coordenador Científico: Fabrício Motta ENCONTRO NACIONAL DE LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS 24 HORAS DE TREINAMENTO - Planejamento das Contratações e Licitações

Leia mais

Sistema de Gestão de Custos: Cumprindo a LRF. Selene Peres Peres Nunes

Sistema de Gestão de Custos: Cumprindo a LRF. Selene Peres Peres Nunes Sistema de Gestão de Custos: Cumprindo a LRF Selene Peres Peres Nunes 03/8/2015 Por que avaliação de custos no setor público? possível realocação orçamentária (uso no orçamento) onde podem ser realizados

Leia mais

ENTENDENDO OS DEMONSTRATIVOS DE CUSTOS DO GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL

ENTENDENDO OS DEMONSTRATIVOS DE CUSTOS DO GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA SUBSECRETARIA DE CONTABILIDADE COORDENAÇÃO DE CUSTOS GOVERNAMENTAIS ENTENDENDO OS DEMONSTRATIVOS DE CUSTOS DO GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL Março

Leia mais

PLANOS DE CURSO E PLANO DE AULA DE CONTABILIDADE PÚBLICA PLANO DE CURSO E PLANO DE AULA DE CONTABILIDADE PÚBLICA 1. PLANO DE CURSO

PLANOS DE CURSO E PLANO DE AULA DE CONTABILIDADE PÚBLICA PLANO DE CURSO E PLANO DE AULA DE CONTABILIDADE PÚBLICA 1. PLANO DE CURSO PLANOS DE CURSO E PLANO DE AULA DE CONTABILIDADE PÚBLICA Na terceira edição do meu livro Auditoria, Contabilidade e Controle Interno no Setor Público o capítulo 3 apresenta as mudanças na aplicação da

Leia mais

Coordenação da Administração Financeira CAF

Coordenação da Administração Financeira CAF Coordenação da Administração Financeira CAF Departamento de Finanças as do Estado - DFE Departamento de Informações e Planejamento Financeiro do Estado - DIPLAF Departamento de Despesa de Pessoal do Estado

Leia mais

ELABORAÇÃO DE EDITAIS,

ELABORAÇÃO DE EDITAIS, ELABORAÇÃO DE EDITAIS, TERMOS DE REFERÊNCIA E PROJETOS BÁSICOS Os cuidados necessários no planejamento das licitações O direito de preferência para bens e serviços produzidos no Brasil As regras de sustentabilidade

Leia mais

Professor: Ednei Isidoro de Almeida Lei Orçamentária Anual LOA 4 EMESTRE DE CENCIAS CONTABEIS UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO-UNEMAT

Professor: Ednei Isidoro de Almeida Lei Orçamentária Anual LOA 4 EMESTRE DE CENCIAS CONTABEIS UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO-UNEMAT Professor: Ednei Isidoro de Almeida Lei Orçamentária Anual LOA 4 EMESTRE DE CENCIAS CONTABEIS UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO-UNEMAT Prezados Acadêmicos Iremos abordar os aspectos mais relevantes

Leia mais

Período: 13/09/2013 a 31/12/2013. Publico Alvo: 51 Gestores Governamentais

Período: 13/09/2013 a 31/12/2013. Publico Alvo: 51 Gestores Governamentais Secretaria de Planejamento e Coordenação Geral Unidade de Apoio a Projetos Especiais Projeto de Inserção dos Gestores Governamentais Programa de Qualificação Profissional para os Gestores Governamentais

Leia mais

CURSO PRÁTICO DE GESTÃO PÚBLICA NO ÚLTIMO ANO DE MANDATO CURSO PRÁTICO DE GESTÃO ADMINISTRATIVA NO ÚLTIMO ANO DE MANDATO

CURSO PRÁTICO DE GESTÃO PÚBLICA NO ÚLTIMO ANO DE MANDATO CURSO PRÁTICO DE GESTÃO ADMINISTRATIVA NO ÚLTIMO ANO DE MANDATO CURSO PRÁTICO DE GESTÃO ADMINISTRATIVA NO ÚLTIMO ANO DE MANDATO CURSO PRÁTICO DE GESTÃO PÚBLICA NO ÚLTIMO ANO DE MANDATO - O curso é direcionado para Servidores Públicos, Gestores Públicos, Secretários

Leia mais

CURSO DE ATUALIZAÇÃO PARA A NOVA CONTABILIDADE PÚBLICA

CURSO DE ATUALIZAÇÃO PARA A NOVA CONTABILIDADE PÚBLICA CURSO DE ATUALIZAÇÃO PARA A NOVA CONTABILIDADE PÚBLICA Demonstrações Contábeis José Rafael Corrêa Quanto mais eu sei, mais eu descubro que nada eu sei Sócrates 1 Conceitos CONTABILIDADE INFORMAÇÃO Informação

Leia mais

EIXO 4 PLANEJAMENTO E GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA

EIXO 4 PLANEJAMENTO E GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA EIXO 4 PLANEJAMENTO E GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA Disciplina: D 4.11 Elaboração e Programação Orçamentária e Financeira (40h) (Aula 4: Programação Orçamentária e Financeira) Professor: Bruno César

Leia mais

ENNCASP Encontro Nacional sobre a nova contabilidade aplicada ao setor público

ENNCASP Encontro Nacional sobre a nova contabilidade aplicada ao setor público ENNCASP Encontro Nacional sobre a nova contabilidade aplicada ao setor público 16 Horas/Aula Realização: SOBRE O ENNCASP: O ENNCASP - Encontro Nacional sobre a Nova Contabilidade Aplicada ao Setor Público,

Leia mais

Custos no Setor Público: Ferramenta do Controle Social e da Transparência dos Gastos Públicos

Custos no Setor Público: Ferramenta do Controle Social e da Transparência dos Gastos Públicos Custos no Setor Público: Ferramenta do Controle Social e da Transparência dos Gastos Públicos 1 Teoria da legitimação... Se um tomador de decisão sabe que está sendo observado ao tomar a decisão, haverá

Leia mais

FORMULÁRIO DE PROJETO FIP/MAGSUL Ano: 2013. Patricia Gaviolli

FORMULÁRIO DE PROJETO FIP/MAGSUL Ano: 2013. Patricia Gaviolli FORMULÁRIO DE PROJETO FIP/MAGSUL Ano: 2013 Administração: (Bacharel) Direito: (Bacharel) Mantida pela A.E.S.P. R: Tiradentes, 322 Centro Tel.: (67) 3437-8820 Ponta Porã MS Home Page: www.magsul-ms.com.br

Leia mais

PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA GABINETE DO PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 0706/12

PROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA GABINETE DO PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA RESOLUÇÃO Nº 0706/12 RESOLUÇÃO Nº 0706/12 Institui e regulamenta o pagamento pelo exercício de atividade de professor, instrutor ou palestrante de cursos e demais eventos de capacitação promovidos ou apoiados pelo CEAF. O

Leia mais

INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA 1.1

INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA 1.1 1.0 INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA 1.1 1.2 ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA Qual o objetivo das empresas para a administração financeira? Maximizar valor de mercado da empresa; Aumentar a riqueza dos acionistas.

Leia mais

EVENTO PÚBLICO ALVO OBJETIVO

EVENTO PÚBLICO ALVO OBJETIVO EVENTO O curso enfoca as diversas etapas do SICONV Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse, criado e desenvolvido pelo Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão com o objetivo de propiciar

Leia mais

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE ATENDIMENTO A SISTEMAS

MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE ATENDIMENTO A SISTEMAS MATRIZ DE COMPETÊNCIAS DO CHEFE DA SEÇÃO DE ATENDIMENTO A SISTEMAS CHEFE DA SEÇÃO DE ATENDIMENTO A SISTEMAS (FC-5) Área: Administrativa Unidade: Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação ATIVIDADE

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL 1 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO SUPERIOR DE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO COMERCIAL EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2011.1 BRUSQUE (SC) 2014 Atualizado em 6 de junho de 2014 pela Assessoria de

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Faço saber que a Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº XXXX DE XX DE XXXXXX DE 201X ALTERA A LEI Nº 6720, DE 25 DE MARÇO DE 2014, QUE INSTITUI PLANO DE CARGOS, CARREIRAS E REMUNERAÇÃO DA FUNDAÇÃO DE APOIO À ESCOLA TÉCNICA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

Leia mais

0003/09-TJAP. LEI Nº. 1.377, DE 07 DE OUTUBRO DE

0003/09-TJAP. LEI Nº. 1.377, DE 07 DE OUTUBRO DE Referente ao Projeto de Lei nº 0003/09-TJAP. LEI Nº. 1.377, DE 07 DE OUTUBRO DE 2009. Publicada no Diário Oficial do Estado nº 4597, de 07/10/2009. Autor: Tribunal de Justiça do Estado do Amapá Altera

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL INSS

INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL INSS INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL INSS ANALISTA DO SEGURO SOCIAL CONHECIMENTOS BÁSICOS VOLUME I ÍNDICE Língua Portuguesa 1 Compreensão e interpretação de textos.... 1 2 Tipologia textual.... 10 3 Ortografia

Leia mais

CONTROLADORIA NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PROF. MARCUS VINICIUS VERAS MACHADO (UFC) 13/11/2012.

CONTROLADORIA NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PROF. MARCUS VINICIUS VERAS MACHADO (UFC) 13/11/2012. CONTROLADORIA NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PROF. MARCUS VINICIUS VERAS MACHADO (UFC) 13/11/2012. Controle Conceito É a ação necessária para verificar se os objetivos, planos, políticas e padrões estão sendo

Leia mais

XI Semana de d Adminis minis ação Orç Or amen amen ária , Financeira r e d e e d Contr Con a tr t a ações Públi Púb cas SIAFI Básico ABOP Slide 1

XI Semana de d Adminis minis ação Orç Or amen amen ária , Financeira r e d e e d Contr Con a tr t a ações Públi Púb cas SIAFI Básico ABOP Slide 1 SIAFI Básico ABOP Slide 1 Oficina nº 65 - SIAFI BÁSICO Carga Horária: 4h Conteúdo: 1. Aspectos históricos do SIAFI. 1.1 Apresentação do Sistema. 1.2 Conceituações básicas do SIAFI. 1.3 Objetivos. 1.4 Abrangência.

Leia mais

Controladoria Geral da União - Regional Santa Catarina

Controladoria Geral da União - Regional Santa Catarina PLANEJAMENTO DE AUDITORIA INTERNA PRÁTICA E OPERACIONALIZAÇÃO MARÇO/2013 SCI Sistema de Controle Interno Legislação Básica Conceitos e Princípios de CI Planejamento e Execução Técnicas de Controle Comunicação

Leia mais

MBA Executivo Contabilidade e Finanças

MBA Executivo Contabilidade e Finanças MBA Executivo Contabilidade e Finanças Proposta do curso: O curso de MBA Executivo em Contabilidade e Finanças proporciona ao aluno o conhecimento a respeito dos fundamentos de contabilidade e finanças

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS PARA GESTÃO PÚBLICA COMPRAS ALMOXARIFADO - PATRIMÔNIO

ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS PARA GESTÃO PÚBLICA COMPRAS ALMOXARIFADO - PATRIMÔNIO ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS PARA GESTÃO PÚBLICA COMPRAS ALMOXARIFADO - PATRIMÔNIO O INSTITUTO NACIONAL DE CAPACITAÇÃO DE PESSOAL LTDA INAC é uma empresa estabelecida à Avenida Des. Hilton Souto Maior 6701,

Leia mais

Governança de TI: O desafio atual da Administração Pública. André Luiz Furtado Pacheco, CISA SECOP 2011 Porto de Galinhas, setembro de 2011

Governança de TI: O desafio atual da Administração Pública. André Luiz Furtado Pacheco, CISA SECOP 2011 Porto de Galinhas, setembro de 2011 Governança de TI: O desafio atual da Administração Pública André Luiz Furtado Pacheco, CISA SECOP 2011 Porto de Galinhas, setembro de 2011 André Luiz Furtado Pacheco, CISA Graduado em Processamento de

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 08/2013 *******************************

RESOLUÇÃO Nº 08/2013 ******************************* RESOLUÇÃO Nº 08/2013 ******************************* Promulgo a presente Resolução de conformidade com a legislação vigente. Em 30 de agosto de 2013. Silvio Rodrigues de Oliveira =Presidente da Câmara=

Leia mais

Conceito de Contabilidade

Conceito de Contabilidade !" $%&!" #$ "!%!!&$$!!' %$ $(%& )* &%""$!+,%!%!& $+,&$ $(%'!%!-'"&!%%.+,&(+&$ /&$/+0!!$ & "!%!!&$$!!' % $ $(% &!)#$ %1$%, $! "# # #$ &&$ &$ 0&$ 01% & $ #$ % & #$&&$&$&* % %"!+,$%2 %"!31$%"%1%%+3!' #$ "

Leia mais

43º FONAITec. 23 a 27 de novembro de 2015. Multidisciplinaridade: Futuro e desafio das Auditorias Internas PALESTRANTES

43º FONAITec. 23 a 27 de novembro de 2015. Multidisciplinaridade: Futuro e desafio das Auditorias Internas PALESTRANTES 43º FONAITec 23 a 27 de novembro de 2015 Multidisciplinaridade: Futuro e desafio das Auditorias Internas PALESTRANTES ADRIANA OLIVEIRA FERREIRA, Analista de Finanças e Controle, com formação acadêmica

Leia mais

Portaria n. 1018, de 13 de maio de 2008.

Portaria n. 1018, de 13 de maio de 2008. O Presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região, no uso de suas atribuições legais, CONSIDERANDO que o uso adequado dos recursos de tecnologia da informação visa à garantia da continuidade

Leia mais

FACILITADOR: Vitor Maciel Feira de Santana - BA

FACILITADOR: Vitor Maciel Feira de Santana - BA PROJETO SIGA SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO E AUDITORIA FACILITADOR: Vitor Maciel Feira de Santana - BA PROMOEX PROGRAMA NACIONAL DE MODERNIZAÇÃO DO CONTROLE EXTERNO PROCESSO DE AUDITORIA DE CONTAS GOVERNO

Leia mais

Análise das DCASP Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público Arapiraca/AL

Análise das DCASP Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público Arapiraca/AL Análise das DCASP Demonstrações Contábeis Aplicadas ao Setor Público Arapiraca/AL Realização: Apoio: INCLUSO: Pasta personalizada CASP Online, apostila(manual), caneta, lápis, borracha, slides trabalhados

Leia mais

Cursos a Distância com Tutoria Turmas com mínimo de 60 participantes

Cursos a Distância com Tutoria Turmas com mínimo de 60 participantes Cursos a Distância com Tutoria Turmas com mínimo de 60 participantes Análise e melhoria de processos - MASP Servidores públicos federais interessados em conhecer a gestão da qualidade e utilizá-la na melhoria

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente 2014

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plano de Trabalho Docente 2014 Etec Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos EE: Arlindo Bittencourt Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios

Leia mais

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PARA CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO

PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PARA CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO SEMINÁRIO ESPECIAL PLANILHA DE CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇOS PARA CONTRATOS DE TERCEIRIZAÇÃO A ELABORAÇÃO DA PLANILHA PASSO A PASSO: ESTUDO DA LEGISLAÇÃO, JURISPRUDÊNCIA E MEMÓRIA DE CÁLCULO DE CADA RUBRICA

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE UMUARAMA ESTADO DO PARANÁ

PREFEITURA MUNICIPAL DE UMUARAMA ESTADO DO PARANÁ ERRATA - EDITAL N 058/2010 CONCURSO PÚBLICO SÚMULA: Dispõe sobre a retificação do Edital nº. 056/2010 que trata da abertura de vagas para o Concurso Público Municipal. O Presidente da Comissão Especial

Leia mais

PLANO DE TRABALHO - Chapa 2 Um Novo CORECON: renovação, equilíbrio e resultado

PLANO DE TRABALHO - Chapa 2 Um Novo CORECON: renovação, equilíbrio e resultado PLANO DE TRABALHO - Chapa 2 Um Novo CORECON: renovação, equilíbrio e resultado Após anos, as eleições de renovação de 1/3 dos conselheiros do CORECON-RS terá 2 chapas. Ao invés de apenas pagar a anuidade

Leia mais