Editorial. Prezado (a) doutor (a) Índice. A importância da personalização de medicamentos 04. Alendronato 35 mg/semana 06

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Editorial. Prezado (a) doutor (a) Índice. A importância da personalização de medicamentos 04. Alendronato 35 mg/semana 06"

Transcrição

1 Índice A importância da personalização de medicamentos 04 Alendronato 35 mg/semana 06 Harpagophytum procumbens oral e confrei tópico 08 Microesferas de Ácido Hialurônico - Epiderfill 10 Padina pavonica - Protectami 12 Stay-C Ataxia cerebelar e deficiência de CoQ Gel de metronidazol a 0,75% 16 Peelings de ácido glicólico em série + adapaleno + ácido azeláico 18 Glucosamina + condroitina 20 Despigmentantes 22 EXPEDIENTE Diretoria Ação Magistral Miriam Rosa Moschetta (Presidente) Paulo Miguel L. Vasques (Vice-Presidente) Vera Lúcia Garcia Sartori (Tesoureira) Walter Luiz Alves Torres (secretário) Diretor Editorial Gerson Appel Conselho Editorial Adriana Klein Herwig Juliana Pavinato Zasso Gilberto Biegelmeyer Projeto Gráfico e Editoração Thiago Gimenez Mota Revisão Juliano Sicuto Colaboradores Maurício Gaspari Pupo Hermano Pacheco Jelena Cvijic Karina Ruiz Talita Anunciato Atendimento Contato: Rua General Andrade Neves, 100 Sala 401 Centro Porto Alegre RS Opiniões e idéias transmitidas por artigos assinados não refletem necessariamente nossa opinião. Editorial Prezado (a) doutor (a) Em função da excelente aceitação da primeira edição da Revista InformAção Magistral, tanto por parte dos médicos como dos farmacêuticos magistrais, várias sugestões foram encaminhadas para a Comissão Editorial, que já nesta segunda edição decidiu pela inovação do lay out deste periódico. Esta nova apresentação ganhou em modernidade, porém manteve o princípio básico da Revista InformAção Magistral, que é a informação científica segura e atual, que proporciona ao médico, opções exclusivas para os tratamentos individualizados dos seus pacientes. Nesta segunda edição, a vinheta In Foco relata os valores dos serviços personalizados na área de saúde, principalmente referentes à receita médica e ao atendimento individualizado dos pacientes/clientes destes profissionais. A Comissão Editorial pesquisou vários artigos para compor os cadernos Especialidades, como a aplicação de ácido glicólico em série com adapaleno e ácido azeláico, em melasma recalcitrante, direcionado especialmente aos dermatologistas. O estudo com alendronato 35 mg semanal, demonstra os resultados de uma terapia prática em relação ao uso diário do mesmo fármaco, aumentando a adesão ao tratamento. A suplementação com Coenzima Q 10, em ataxia cerebelar, e o uso de Harpagophytum procumbens oral e confrei tópico no tratamento da osteoartrite de joelho e do quadril demonstram os resultados clínicos e aumentam as opções terapêuticas do médico no tratamento das respectivas patologias. Já o estudo da terapia de osteoartrite e dor no joelho, com a associação de Glucosamina e Condroitina, amplia a coletânea de estudos e evidências que demonstram os benefícios dessas substâncias tanto no tratamento de dor quanto de osteoartrite. No caderno de Cosmetologia, o destaque é para as esferas de ácido hialurônico Epiderfill TM e sua ação de preenchimento com ação localizada, e o uso da vitamina C estabilizada Stay C no tratamento da acne com resultados surpreendentes. Finalizando a edição, InformAção Magistral apresenta ativos destinados ao tratamento de melasmas disponíveis nas farmácias magistrais. Na última capa, você tem acesso ao nome e telefone de todas as farmácias que fazem parte da Ação Magistral. São farmácias com padrão de excelência diferenciado, com equipes preparadas para atender sua prescrição e seu paciente com a técnica apurada e a personalização que todo ser humano merece e necessita. Boa leitura Miram Rosa Moschetta Presidente Maio/Junho de

2 IN FOCO A importância da personalização de medicamentos O farmacêutico magistral é um profissional que atua essencialmente atendendo o princípio básico da profissão farmacêutica: a preparação de medicamentos.esta atividade, realizada em laboratórios específicos e equipados com a mais moderna tecnologia para farmácias, apresenta a cada dia maior relevância na área de saúde, pois atende às necessidades atuais dos médicos comprometidos com a saúde pública e dos usuários de medicamentos. O produto desta atividade, o medicamento magistral, será cada vez mais um diferencial nas terapias medicamentosas utilizadas pelos médicos, tanto brasileiros como dos principais países do mundo nas próximas décadas, visto que o Brasil é referência mundial em manipulação. Importante frisar que o farmacêutico magistral atende cada cliente de forma personalizada e ética, analisando criteriosamente sua receita, atividade denominada assistência farmacêutica, e prepara o medicamento somente se for indicado pelo médico. A preparação da formulação também atende a um processo individual, onde cada componente é pesado em equipamentos de alta precisão e de tecnologia avançada ou medido em instrumentos específicos para essa finalidade. O medicamento magistral é o medicamento do presente e principalmente do futuro. Enquanto o mundo globalizado gera inquietação em milhões de pessoas que já não querem mais se sentir mais um no mundo, os serviços personalizados como o atendimento médico de qualidade e o atendimento de um farmacêutico magistral perante uma prescrição de um profissi- 4 InformAÇÃO MAGISTRAL

3 onal habilitado, vêm de encontro aos anseios da população que deseja e necessita se sentir diferenciada. A personalização dos serviços inclui também o relacionamento dos médicos com outros especialistas da área da saúde. A busca de conhecimentos juntamente a outros profissionais, permite que o atendimento se torne especial.médicos e farmacêuticos magistrais que utilizam seus conhecimentos de forma complementar atendem aos princípios da multidisciplinaridade, que nada mais é do que a somatória de forças desses conhecimentos adquiridos, em favor da saúde da população. A multidisciplinaridade permite ao médico atender seu paciente com formulações específicas, de acordo com as características individuais de cada paciente, como idade, peso, sexo, sensibilidades e intolerâncias. Quando o médico evolui para um relacionamento estreito e ético com um profissional do segmento magistral, conquista um parceiro ideal, pois este tem acesso às informações necessárias de farmacologia e farmacotécnica para realizar a assistência à formulação no momento que o médico necessita definir a melhor dose de um fármaco e a forma farmacêutica que mais se adapta ao seu paciente que apresenta um quadro especial. O farmacêutico magistral é o verdadeiro parceiro do médico, pois busca a solução para todos os casos onde o medicamento e/ou produto precisa ser personalizado. Com as recentes descobertas da farmacogenômica, torna-se cada vez mais claro que os farmacêuticos magistrais brasileiros, e milhares de médicos prescritores de medicamentos individualizados compreendem que cada ser é único e que a personalização será a melhor opção de tratamento. Divulgações atualizadas indicam a necessidade de um medicamento para cada pessoa. Complementando as informações deste cenário interdiscipinar, é necessário que o médico conheça mais profundamente o farmacêutico e a farmácia magistral.o profissional magistral, assim como o médico é um estudioso nato. Pesquisa bibliográfica é seu maior instrumento e o comprometimento com a qualidade do medicamento é seu maior objetivo. Farmacotécnica é a forma de preparação de um medicamento e esta deve seguir as orientações da literatura oficial internacional, principalmente as Farmacopéias e atender às boas práticas de manipulação, estabelecidas em legislação própria e exigidas pelos serviços sanitários. O farmacêutico magistral é responsável pela aquisição de matérias-primas, por realizar o controle de qualidade destas substâncias na farmácia, pela aplicação do processo ideal utilizado na elaboração das fórmulas e pelo controle de qualidade do produto final. Paralelamente ele é o responsável pelo treinamento de toda a equipe técnica e de atendimento da farmácia. Já a farmácia magistral, também conhecida como farmácia de manipulação, é um estabelecimento de saúde, onde o médico ou cliente encontrará em qualquer ocasião um farmacêutico presente, monitorando o atendimento e os processos de manipulação. Esta farmácia tem no mínimo 3 laboratórios, sendo um exclusivo para preparação de medicamentos ou produtos líquidos ou semi-sólidos, como xaropes, soluções, cremes e géis, um segundo destinado à preparação de fórmulas sólidas, como as cápsulas e um terceiro, onde são realizados os controles de qualidade de matérias-primas e produtos. Vale ressaltar que tanto o farmacêutico como a farmácia magistral brasileira destacam-se no setor mundial de medicamentos. Em setembro de 2006, aconteceu em Salvador na Bahia, o primeiro Encontro Internacional da International Society of Pharmaceutical Compouding, integrando o Congresso Mundial de Farmácia e Ciências Farmacêuticas. As autoridades presentes foram unânimes em reconhecer que a farmácia magistral brasileira é referência mundial em equipamentos, softwares, processos, associações de classe, literatura e conhecimento e que a farmácia magistral ocupa posição estratégica e global como ferramenta de promoção da saúde pública. Gerson Appel Farmacêutico magistral Maio/Junho de

4 ESPECIALIDADES Alendronato 35 mg/semana Redução dos níveis de marcadores ósseos similar à terapia com alendronato 5 mg/d no tratamento de mulheres pós-menopausadas com osteoporose 1 J Bone Miner Metab. 2005;23(5): A baixa adesão e persistência ao tratamento com bifosfonatos entre mulheres pós-menopausadas com osteoporose é um fator preocupante e provoca impacto negativo sobre os riscos de fratura e os custos com a saúde, assim como na qualidade de vida. A redução da freqüência da administração de bifosfonatos orais 3, objetivando diminuição de efeitos colaterais e permitindo adequada absorção 4,5, é uma maneira disponível de aumentar a conveniência e a praticidade da terapia, com possível melhora na adesão e persistência ao tratamento 3, visto que bifosfonatos não são aparen- temente metabolizados e ficam circulantes por 7 dias 4,5. Estudo clínico 1 Alendronato 35 mg/semana é tão efetivo quanto alendronato 5 mg/d no tratamento da osteoporose em mulheres pós-menopausadas. 1 O objetivo deste estudo randomizado, multicêntrico e duplo-cego publicado no renomado periódico Journal of Bone Mineral Metabolism foi comparar a eficácia e a segurança do alendronato oral 35 mg/semana versus alendronato oral 5 mg/d, por 52 semanas no tratamento da osteoporose em mulheres pósmenopausadas. 328 pacientes foram randomizadas para receberem, por 52 semanas: Grupo 1 (n=168) Alendronato 35 mg/semana Grupo 2 (n=160) Alendronato 5 mg/d 6 InformAÇÃO MAGISTRAL

5 A medida de eficácia primária foi a mudança percentual da densidade mineral óssea (DMO) na espinha lombar (L1-L4) após as 52 semanas de tratamento. O intervalo de confiança 95% para a diferença na variação da DMO na espinha lombar entre os dois tratamentos foi de -0,31% a 1,48%, indicando que os dois regimes foram terapeuticamente equivalentes; O tempo para obter o aumento da DMO da espinha lombar foi similar entre os dois grupos; Em adição, os marcadores ósseos (desoxipiridinolina urinária, N-telopeptídeos do colágeno tipo I urinário e os níveis séricos de fosfatase alcalina específica do osso) foram reduzidos de forma similar em ambos os grupos; Os perfis de tolerabilidade e segurança foram similares em ambos os grupos. Conclusão A terapia semanal com alendronato oral 35 mg foi similar em termos de eficácia, tolerabilidade e segurança à terapia diária com alendronato oral 5 mg. J Bone Miner Metab. 2005;23(5): Estudo clínico 2 Terapia semanal com alendro- nato promove maior adesão e persistência ao tratamento entre mulheres pós-menopausadas com osteoporose. 2 Este estudo conduzido por pesquisadores do Departamento de Psiquiatria da Yale University Scholl of Medicine, Estados Unidos, teve como objetivo comparar a adesão e a persistência ao tratamento de regime diário e semanal com bifosfonatos em mulheres pósmenopausadas. Dados administrativos de 30 planos de saúde foram utiliza- dos para identificar mulheres pós-menopausadas (com idade superior a 45 anos), com osteo- porose, as quais receberam prescrição para o uso de bifosfo- nato semanal ou diário. Alendronato 35 ou 70 mg/semana Alendronato 5 ou 10 mg/d Os coortes foram acompanhados por 12 meses após o início da prescrição. A persistência foi calculada como o número de dias desde o início da prescrição até a desistência. Os dados foram avaliados de mulheres (dose semanal, n=731, dose diária, n=2.010); As usuárias de bifosfonato semanal tiveram adesão à terapia significativamente maior quando comparadas às usuárias da terapia diária; As usuárias de dose semanal apresentaram período de tratamento mais longo comparadas às usuárias de terapia diária e tiveram taxas mais altas de retenção no tratamento de 12 meses. Conclusão A adesão e a persistência ao tratamento foram significativamente maiores entre as mulheres pós-menopausadas com osteoporose que receberam terapia com dose semanal. Curr Med Res Opin Sep;21(9): Referências Bibliográficas 1 Uchida S, Taniguchi T, Shimizu T, Kakikawa T, Okuyama K, Okaniwa M, Arizono H, Nagata K, Santora AC, Shiraki M, Fukunaga M, Tomomitsu T, Ohashi Y, Nakamura T. Therapeutic effects of alendronate 35 mg once weekly and 5 mg once daily in Japanese patients with osteoporosis: a double-blind, randomized study. J Bone Miner Metab. 2005;23(5): Cramer JA, Amonkar MM, Hebborn A, Altman R. Compliance and persistence with bisphosphonate dosing regimens among women with postmenopausal osteoporosis. Curr Med Res Opin Sep;21(9): Chailurkit LO, Aunphongpuwanart S, Ongphiphadhanakul B, Jongjaroenprasert W, Sae-tung S, Rajatanavin R. Efficacy of intermittent low dose alendronate in Thai postmenopausal osteoporosis. Endocr Res Feb;30(1): USP DI Micromedex. Drug Information for the Health Care Professional. vil.i, Martindale. The Complete Drug Reference, 32ª edição Posologia publicada nos estudos 1 e 2 Alendronato 1,2 Alendronato mg 1 cápsula por semana, com 200 ml de água filtrada ou fervida, 30 minutos antes do desjejum. Não deitar / Permanecer de pé. Maio/Junho de

6 ESPECIALIDADES Harpagophytum procumbens oral e confrei tópico Alternativas eficazes no tratamento da osteoartrite de joelho 1,3 e do quadril 3 Phytomedicine Jan;14(1):2-10. Epub 2006 Dec 13. Joint Bone Spine. 2000;67(5): Estudo clínico 1 Pomada de confrei melhora a mobilidade dos joelhos e a qualidade de vida e reduz a dor em paci- entes com osteoartrite de joelho. 1 O objetivo deste estudo clínico, randomizado, bicêntrico, duplo-cego e placebo-controlado foi investigar o efeito de uma pomada contendo o extrato da raiz de confrei no tratamento de pacientes com osteoartrite de joelho. No curso do estudo, o escore total da escala analógica visual (VAS) (medida de eficácia primária) no grupo estudo decresceu em 51,6 mm (54,7%) e em 10,1 mm no grupo placebo (10,7%); 220 pacientes (153 mulheres e 67 homens), com idade média de 57,9 anos foram selecionados para participar desse estudo. As queixas relacionadas à osteoartrite de joelho persistiam, em média, por 6,5 anos. Eles foram divididos para receber: Pomada com extrato fluido da raiz de confrei, 6 g ao dia, divididos em 3 aplicações O escore total WOMAC (Western Ontário and MacMaster Universities) (medida de eficácia secundária) no grupo estudo decresceu em 60,4 mm (58%) e 14,7 mm (14,1%) no grupo placebo; Placebo * O produto utilizado no estudo, cujo nome comercial é Kytta-Salbe f, é composto por extrato fluido da raiz de confrei (1:2) 35 g para cada 100 g de pomada. 2 8 InformAÇÃO MAGISTRAL

7 A diferença entre os grupos de tratamento aumentou significativamente no decorrer do estudo; A superioridade do tratamento com a pomada de extrato de confrei em relação ao placebo foi significativa em relação à impressão clínica global (CGI), à avaliação global de eficácia realizada pelos médicos e pacientes, à mobilidade do joelho e à qualidade de vida SF-(36) (p<0,001 cada). De acordo com os resultados, os pacientes que receberam a pomada de extrato de confrei apresentaram boa adaptabilidade ao tratamento. A dor foi reduzida, a mobilidade do joelho melhorada e a qualidade de vida aumentada. Phytomedicine Jan;14(1):2-10. Epub 2006 Dec 13. Estudo clínico 2 Harpagophytum procumbens é tão eficaz quanto diacereína no tratamento da osteoartrite de quadril e joelho, entretanto, apresenta taxa de eventos adversos signi- ficativamente menor. 3 Harpagophytum procumbens, conhecida por garra do diabo, é utilizada como adjuvante terapêutico para dor e osteoartrite, graças aos seus compostos iridóide-glicosídicos, como harpagosídeo, que possuem ação antiinflamatória e analgésica, via inibição da expressão de COX-2 e inos (óxido nítrico sintase). 4,5,6 O objetivo deste estudo foi avaliar a eficácia e a segurança do Harpagophytum procumbens no tratamento da osteoartrite de joelho e quadril e compará-las com a droga de ação lenta, diacereína. Um estudo grupo-paralelo, duplocego, randomizado e multicêntrico foi conduzido em 122 pacientes com osteoartrite de joelho e quadril. A duração do tratamento foi de 4 meses e o critério de avaliação primário foi o escore da dor na escala analógica visual (VAS). Harpagophytum procumbens 2610 mg ao dia Diacereína 100 mg ao dia Após 4 meses, uma melhora considerável nos sintomas da osteoartrite foi observada em ambos os grupos, com nenhuma diferença significativa em relação à dor, à desabilidade funcional ou ao escore de Lequesne; O uso de medicações analgésicas (paracetamol-cafeína) e antiinflamatórias (diclofenaco) foi significativamente reduzido no grupo Harpagophytum procumbens, o qual apresentou taxa de eventos adversos significativamente menor. OBS: Atenção especial deve ser dada a pacientes com comprometimento gástrico ou úlcera. Conclusão De acordo com os resultados, Harpagophytum procumbens foi no mínimo tão efetivo quanto o medicamento referência (diacereína) no tratamento da osteoartrite de joelho ou quadril e reduziu a necessidade de terapia analgésica e antiinflamatória. Joint Bone Spine. 2000;67(5): Referências Bibliográficas 1 Grube B, Grunwald J, Krug L, Staiger C. Efficacy of a comfrey root (Symphyti offic. radix) extract ointment in the treatment of patients with painful osteoarthritis of the knee: results of a double-blind, randomised, bicenter, placebo-controlled trial. Phytomedicine Jan;14(1):2-10. Epub 2006 Dec Von R. Koll, S. Klingenburg. Therapeutische Eigenschaften und Verträglichkeit topischer Beinwellzubereitungen. Ergebnisse einer Beobachtungsstudie an Patienten. Fortschritte der Medizin 120. Jg. Originalien Nr. I/2002, S Disponível em: pdf;jsessionid=61ce672c4a4d26e030d7 A6E773E07562?pdf=true acesso em: 25/04/ Leblan D, Chantre P, Fournie B. Harpagophytum procumbens in the treatment of knee and hip osteoarthritis. Four-month results of a prospective, multicenter, double-blind trial versus diacerhein. Joint Bone Spine. 2000;67(5): Tom Hsun-Wei Huang, Van H Tran, Rujee K Duke, Sharon Tan, Sigrun Chrubasik, Basil D Roufogalis, Colin C Duke. Harpagoside suppresses lipopolysaccha ride-induced inos and COX-2 expression through inhibition of NF-kB activation. Journal of Ethnopharmacology 104 (2006) Jin Qi, Ji-Jun Chen, Zhi-Hong Cheng, Jia-Hong Zhou, Bo-Yang Yu, Samuel X Qiu. Iridoid glycosides from Harpagophytum procumbens D.C. Phytochemistry 67 (2006) Fiebich B. L., Heinrich M., Hiller K.-O., Kammerer N. Inhibition of TNF-alpha synthesis in LPSstimulated primary human monocytes by Harpagophytum extract SteiHap 69. Phytomedicine. 2001, Vol. 8(1), Posologia publicada no estudo 1 Pomada de confrei Phytomedicine Jan;14(1):2-10. Epub 2006 Dec 13. Extrato fluido de confrei... 17,5% 2* Pomada 1,2 qsp g Aplicada no local afetado (~2 g), 3 vezes ao dia. * extrato fluido da raiz de confrei 1:2 = 35 g. Extrato fluido disponível no mercado 1:1, portanto, utiliza-se a metade da concentração (17,5 g ~17,5 ml). 2 Posologia publicada no estudo 2 Harpagophytum procumbens 3 Joint Bone Spine. 2000;67(5): Harpogophytum procumbens mg Dose diária. Maio/Junho de

8 COSMETOLOGIA Microesferas de Ácido Hialurônico - Epiderfill TM Redução instantânea das rugas e linhas de expressão com ação visível por até 6 horas * Imagem ilustrativa. Microesferas de ácido hialurônico - Epiderfill é um ativo cosmético inovador de origem biotecnológica, baseado em ácido hialurônico desidratado, um composto natural da pele, e sua ação única, que ao penetrar na pele se reidrata, preenchendo as depressões e suavizando o relevo cutâneo. INCI Name: Ethylhexyl Palmitate, Silica Dimethyl Silylate, Butylene Glycol, Sodium Hyaluronate. Mecanismo de Ação Ao ser aplicadas sobre a pele, as moléculas de microesferas de ácido hialurônico - Epiderfill entram em contato com a água da camada superficial da pele e, como se fossem microesponjas, aumentam de volume, promovendo uma ação física que altera a superfície cutânea, preenchendo as depressões existentes e suavizando o relevo cutâneo. O resultado é muito rápido é visível em 1 hora após a aplicação e o efeito é mantido por até 6 horas. 10 InformAÇÃO MAGISTRAL

9 Mecanismo de ação das microesferas de ácido hialurônico - Epiderfill Preenchimento das depressões cutâneas. Antes da aplicação. Moléculas penetram nas camadas superficiais da pele. Moléculas se reidratam e preenchem as rugas. Propriedades Anti-ageing de microesferas de ácido hialurônico - Epiderfill Avaliação clínica Testes realizados pela conceituada empresa francesa Engelhard objetivaram a avaliação do efeito da aplicação de microesferas de ácido hialurônico - Epiderfill versus placebo em pele com rugas profundas. 26 mulheres adultas com idade entre 41 e 55 anos, apresentando rugas profundas na região da testa foram randomicamente divididas e submetidas a uma aplicação única de: Emulsão com microesferas de ácido hialurônico - Epiderfill a 2% Emulsão Placebo Avaliação pelos médicos Comparado com o T0 (antes da aplicação), foi observada uma significativa redução dos escores clínicos da aparência das rugas 1 e 6 horas após a aplicação de microesferas de ácido hialurônico - Epiderfill (T1 e T6, respectivamente); Não foi observada diferença significativa dos escores clínicos da aparência das rugas entre a área controle e a área que recebeu a aplicação da emulsão placebo; A redução dos escores clínicos da aparência das rugas 6 horas após uma única aplicação da emulsão contendo 2% de microesferas de ácido hialurônico Epiderfill foi significativa em relação à emulsão placebo. * Estatisticamente significativo vs. controle (p<0,05). ** Estatisticamente significativo vs. controle (p<0,01). * Estatisticamente significativo vs. placebo. Avaliação pelos pacientes Segundo a auto-avaliação dos pacientes, houve uma suavização das rugas da região tratada. Conclusão Uma única aplicação de micro- esferas de ácido hialurônico - Epiderfill elimina de forma efetiva a aparência das rugas por até 6 horas. Referências Bibliográficas Engelhard, França Particularidades na prescrição de formulações com microesferas de ácido hialurônico Epiderfill Formulando com microesferas de ácido hialurônico Epiderfill deve-se tomar o cuidado de utilizar uma base cosmética anidra, ou seja, sem a presença de água. Isto é importante para evitar que as moléculas de ácido hialurônico se hidratem na própria formulação e deixem de agir quando aplicadas sobre as rugas. Emulsão de microesferas de ácido hialurônico - Epiderfill TM Microesferas de ácido hialurônico - Epiderfill 2-5% Emulsão Anidra de Silicone qsp ml Aplicar sobre as rugas e linhas de expressão. Gloss labial de microesferas de ácido hialurônico - Epiderfill TM Microesferas de ácido hialurônico - Epiderfill.. 5% Gloss labial qsp... 8 ml Aplicar nos lábios. Maio/Junho de

10 COSMETOLOGIA Padina pavonica - Protectami Estratégia contra o envelhecimento cutâneo através do restabelecimento do metabolismo do cálcio O envelhecimento cutâneo é provocado por diversos fatores intrínsecos e extrínsecos que levam ao aparecimento de rugas e da pele envelhecida. Um desses fatores está relacionado com a baixa biodisponibilidade de cálcio que perturba a homeostase celular, embora seus níveis no sangue permaneçam marcadamente estáveis. Em mamíferos, o cálcio é essencial para a coagulação sanguínea, contração muscular, transmissão nervosa e regulação do ritmo cardíaco. Na pele em particular, o papel do cálcio na passagem de informação pode ser observado em dois níveis: na maturação de certas proteínas (citoqueratinas) que tem mecanismos de morte celular programada para propósitos de proteção (renovação da epiderme) e na organização da defesa imune cutânea. Estrutura epidérmica - Coesão e comunicação celular Os desmossomos são estruturas de junção que ligam os queratinócitos entre si através de um fenômeno cálciodependente. Eles asseguram uma boa coesão e comunicação entre as células. As citoqueratinas são proteínas específicas que compõem uma parte essencial do citoesqueleto dos queratinócitos e da sua organização. Essa estrutura particular participa do mecanismo de resistência e firmeza da epiderme. 12 InformAÇÃO MAGISTRAL

11 De acordo com a análise da intensidade da fluorescência, observa-se que existe uma relação dose-dependente entre a concentração de Protectami e a expressão de desmossomos. Cálcio e estruturas cutâneas O cálcio participa da coesão entre os tecidos e da sincronização celular. A síntese de citoqueratinas e a formação de desmossomos são altamente dependentes de cálcio, mas isso requer que este mineral esteja biodisponível. Esta biodisponibilidade diminui com o tempo e é uma das maiores causas do envelhecimento cutâneo. Protectami Protectami é uma fração da alga Padina pavonica. A atividade do Protectami é devido a sua ação direta na estrutura celular dependente de cálcio. Atua na epiderme aumentando sua resistência, via melhor biodisponibilidade do cálcio. INCI Name: Padina pavonica extract, glycerin. Propriedades Aumenta a resistência cutânea através da estimulação da síntese e da expressão de citoqueratinas e desmossomos; Melhora a comunicação entre as células, pois permite que mensageiros da comunicação sejam mais bem transferidos de uma célula para a outra; Protege contra agressões externas, pois assegura a coesão epidérmica apesar da presença de agentes deletérios contidos na poluição urbana e industrial. Avaliações de eficácia Protectami estimula a síntese de citoqueratina pelos queratinócitos. Em ensaio in vitro, uma cultura de queratinócitos foi tratada com Protectami 50 μg/ml. A dosagem de citoqueratinas foi feita através do ensaio imunoenzimático ELISA. De acordo com os resultados, Protectami 50 μg/ml promoveu aumento de cerca de 85% na síntese de citoqueratina pelos queratinócitos quando comparado ao placebo. Protectami estimula a expressão de proteínas desmossômicas pelos queratinócitos. Em ensaio in vitro, diferentes culturas de queratinócitos foram tratadas com as seguintes concentrações de Protectami : 50 μg/ml e 100 μg/ml. O resultado, obtido através da técnica de imunofluorescência indireta, foi comparado ao controle (queratinócitos não tratados). Protectami restaura a estrutura da epiderme mesmo em condições ambientais muito agressivas. Neste ensaio ex vivo, 3 amostras da epiderme foram montadas: Controle: epiderme não tratada. Epiderme tratada com creme de nicotina a 1%. Epiderme tratada com creme com nicotina a 1% e Protectami a 4%. As figuras abaixo mostram a avaliação histomorfológica da pele. Reultados Quando tratada com creme que contém somente nicotina, a epiderme é consideravelmente mais fina do que o controle e apresenta somente de 2 a 3 camadas de células em alguns lugares. Quando tratada com creme contendo Protectami, a epiderme dobra de espessura quando comparado com o tratamento com nicotina isolada. Concentração Usual 2 a 4%. Referências Bibliográficas Alban Muller International, França. Posologia publicada no estudo 1 Emulsão facial Protectami Protectami... 2 a 4% Emulsão qsp g Aplicar na face, 2 vezes ao dia. Maio/Junho de

12 COSMETOLOGIA Stay-C 50 Tratamento da acne sem antibiótico Eficácia boa ou excelente em 76,9% dos pacientes Stay-C 50 é um derivado hidrofílico e estável da vitamina C, desenvolvido pela empresa holandesa DSM Nutritional Products. É o Ascorbil Fosfato de Sódio, um sal sódico estável com no mínimo 45% de Ácido Ascórbico. Seu mecanismo de ação se dá pela conversão do Ascorbil Fosfato de Sódio para Ácido Ascórbico livre através da degradação enzimática na pele. INCI Name: Trisodium Ascorbyl Phosphate. Eficácia In Vivo e In Vitro Prevenção e Tratamento da Acne A acne vulgar é a desordem inflamatória mais comum da pele. Seu desenvolvimento envolve uma complexa relação entre diversas causas. O sucesso do tratamento e a prevenção da acne podem afetar positivamente os principais contribuintes dela, como o Propionibacterium acnes e a oxidação lipídica que conduz as reações inflamatórias e a queratinização folicular. A vitamina C tende a oxidar as formulações cosméticas resultando em uma coloração amarronzada. O Ascorbil Fosfato de Sódio é um precursor estável da vitami- na C e assegura uma liberação constante de vitamina C na pele. In Vitro Estudo in vitro verificou que 1% do Ascorbil Fosfato de Sódio possui um forte efeito antimicrobiano, de redução logarítmica, observado após 8 horas sobre o Propionibacterium acnes. In Vivo Estudo in vivo com 20 indivíduos verificou que a formulação contendo Ascorbil Fosfato de Sódio previne a oxidação do sebo UVA-induzida, em até 40%. 60 indivíduos, aplicaram loção com 5% de Ascorbil Fosfato de Sódio, por 12 semanas. A eficácia do produto foi avaliada como boa ou excelente por 76,9% dos indivíduos e mostrou-se superior quando comparada à de um tratamento extensamente prescrito para acne. Esses dados mostram que o Ascorbil Fosfato de Sódio é eficaz na prevenção e no tratamento da acne, podendo ser utilizado com eficácia para o tratamento da acne sem a utilização de antibiótico e como co-tratamento eficaz da acne sem efeitos colaterais, demonstrando sua função cosmética. International Journal of Cosmetic Science 27 (3), J. Klock, H. Ikeno, K. Ohmori, T. Nishikawa, J. Vollhardt, V. Schehlmann (2005). Redução da aparência da acne inflamatória e nãoão-inflamatória Estudo realizado pela DSM Nutritional Products juntamente com o Professor Ikeno, verificou o potencial do Stay-C 50 em melhorar a aparência das peles com lesões acnéicas inflamatórias e não-inflamatórias. 5% de Stay-C 50 em emulsão, aplicado duas vezes ao dia, no rosto, por 12 semanas A condição da pele melhorou significativamente em 77% (Figura). O tratamento com Stay-C 50 mostrou superioridade ao tratamento com peróxido de benzoíla a 5%. A figura mostra uma paciente que participou do estudo. DSM Nutritional Products, Holanda. J. Klock, H. Ikeno, K. Ohmori, T. Nishikawa, J. Vollhardt, V. Schehlmann (2005). Estabilidade Alta estabilidade avaliada em ph 7,0 e temperatura ambiente. Concentração Usual 0,5% a 5%. Referências Bibliográficas DSM Nutritional Products, Holanda. J. Klock, H. Ikeno, K. Ohmori, T. Nishikawa, J. Vollhardt, V. Schehlmann (2005). Sodium ascorbyl phosphate shows in vitro and in vivo efficacy in the prevention and treatment of acne vulgaris. International Journal of Cosmetic Science 27 (3), Stay-C Stay-C % Emulsão de Silicone... qsp Aplicar nas áreas afetadas, duas vezes ao dia. 14 InformAÇÃO MAGISTRAL

13 Ataxia cerebelar e deficiência de CoQ 10 Suplementação de CoQ 10 promove melhora clínica extraordinária 1 J Neurol Sci Jul 15;246(1-2): Epub 2006 May 3. Comment in: J Neurol Sci Jul 15;246(1-2):11-2. A coenzima Q 10 (CoQ 10 ), ou Ubidecarenona, é um composto solúvel nos lipídeos de todas as membranas celulares, envolvido no transporte de elétrons nas mitocôndrias, exercendo múltiplas funções metabólicas, além de ser considerado excelente seqüestrante de radicais livres, antioxidante e estabilizador das propriedades de membranas. A deficiência de CoQ 10 tem sido associada com cinco diferentes tipos de apresentações clínicas que sugerem heterogeneidade genética, podendo estar relacionada com múltiplos passos na biossíntese de CoQ A deficiência muscular de CoQ 10 tem sido observada em alguns pacientes com a encefalomiopatia mitocondrial caracterizada através de 1) mioglobinúria recorrente; 2) envolvimento cerebral (convulsões, ataxia e retardamento mental), e 3) fibras vermelhas de margens irregulares e depósito de lipídios na biópsia muscular. Segundo resultados de um estudo publicado no prestigiado periódico Neurology, a deficiência de CoQ 10 é uma causa potencialmente importante de ataxia familiar e deveria ser considerada nos diagnósticos diferenciais dessa condição, pois a suplementação desse nutriente parece melhorar o quadro clínico. 2 Estudo clínico Suplementação de coenzima Q 10 promove melhora clínica ex- traordinária em paciente com ataxia cerebelar. 1 O objetivo deste estudo clínico publicado no renomado periódico Jornal of Neurogical Sciences foi reportar um novo caso de ataxia cerebelar associada à deficiência de coenzima Q 10 (CoQ 10 ), os novos achados bioquímicos e a resposta à suplementação desse nutriente. Este foi um estudo de caso e uma garota de 12 anos de idade foi sele- cionada para participar do estudo. Estudos bioquímicos A CoQ 10 muscular foi analisada pelo HPLC com detecção eletroquímica e a atividade das enzimas da cadeia respiratória mitocondrial por métodos espectrofotométricos; A biossíntese da CoQ 10 nos fibroblastos foi analisada pelo estudo da incorporação de 4-hidroxi[U 14C] ácido benzóico pelo HPLC com detecção radiométrica. A análise das enzimas da cadeia respiratória mitocondrial mostrou uma redução da atividade do complexo I + III e complexo II + III; A concentração de CoQ 10 no músculo estava reduzida - 56 nmol/g de proteína (valores de referência: nmol/g de proteína). Uma redução da incorporação de 4- hidroxi[u 14C] ácido benzóico foi observada na paciente (19% de incorporação em relação aos valores médios de controle); Após 16 meses de suplementa- ção de CoQ 10, a paciente tornou-se apta a andar sem ajuda e os sinais cerebelares desapareceram. Conclusão A ataxia cerebelar associada à deficiência de coenzima Q 10 pode ser alocada no caminho da transprenilação ou nos passos metabólicos após condensação do 4-hidroxibenzoato e o lado da cadeia prenil da CoQ 10. A melhora clínica após a suplementação de CoQ 10 foi extraordinária, sustentando a importância do diagnóstico precoce desse tipo de desordem. J Neurol Sci Jul 15;246(1-2): Epub 2006 May 3. Comment in: J Neurol Sci Jul 15;246(1-2):11-2. Referências Bibliográficas 1 Artuch R, Brea-Calvo G, Briones P, Aracil A, Galvan M, Espinos C, Corral J, Volpini V, Ribes A, Andreu AL, Palau F, Sanchez-Alcazar JA, Navas P, Pineda M. Cerebellar ataxia with coenzyme Q 10 deficiency: diagnosis and follow-up after coenzyme Q 10 supplementation. J Neurol Sci Jul 15;246(1-2): Epub 2006 May 3. Comment in: J Neurol Sci Jul 15;246(1-2): Musumeci O, Naini A, Slonim AE, Skavin N, Hadjigeorgiou GL, Krawiecki N, Weissman BM, Tsao CY, Mendell JR, Shanske S, De Vivo DC, Hirano M, DiMauro S. Familial cerebellar ataxia with muscle coenzyme Q 10 deficiency. Neurology Apr 10;56(7): Catarina M. Quinzii, Salvatore DiMauro, and Michio Hirano. Human Coenzyme Q 10 Deficiency. Neurochem Res April; 32(4): Disponível em: <http://www.pubmedcentral.nih.gov/ articlerender.fcgi?artid = > acesso em: 24/ 04/2007. Posologia publicada em estudo 2 alguns casos: Maio/Junho de

14 ESPECIALIDADES Gel de metronidazol a 0,75% Eficácia comparável ao creme de cetoconazol a 2% no tratamento da dermatite seborréica facial 2 Indian J Dermatol Venereol Leprol Jul-Aug;72(4): A dermatite seborréica é uma doença inflamatória crônica que afeta as áreas corporais que apresentam maior atividade de glândulas sebáceas. Sua etiologia não está elucidada, embora vários fatores, incluindo os hormonais, que possuem importante papel nessa patologia já foram definidos. 1 Os fatores genéticos, ambientais e da saúde geral, assim como a presença de microorganismos do gênero Malassezia (principalmente o Pityrosporum ovale) contribuem nesta desordem cutânea. 1 A dermatite seborréica facial é caracterizada pela presença de escamas finas ou oleosas nas dobras da pele e na linha que separa a face do couro cabeludo. A presença dessas placas eritematosas pode causar prurido. 2 Alguns estudos têm sugerido a administração de metronidazol para o tratamento da dermatite seborréica, mas o consenso geral sobre o seu uso ainda não foi estabelecido. 2 Estudo clínico 1 Metronidazol gel a 0,75% apresenta eficácia e perfil de se- gurança comparáveis ao creme de cetoconazol 2% no tratamento da dermatite seborréica facial. 3 Baseado nos resultados de dois recentes estudos publicados, que relataram a eficácia de metronidazol no tratamento da dermatite seborréica facial, pesquisadores da Turquia, do Departamento de Dermatologia da Faculdade de Medicina de Marmara, Istanbul, conduziram este estudo com o objetivo de comparar a eficácia e a segurança do gel de metronidazol a 0,75% vs. o cre- 16 InformAÇÃO MAGISTRAL

15 me de cetoconazol a 2% no tratamento dessa patologia. 60 pacientes consecutivos com dermatite seborréica facial que participaram deste estudo, foram randomicamente divididos para receber,, por 4 semanas: Grupo 1 Creme de cetoconazol a 2% Grupo 2 Gel de metronidazol a 0,75% Os parâmetros avaliados foram: alteração do escore de severidade, avaliação global de melhora realizada por pacientes e médicos e freqüência de efeitos adversos. Todas as avaliações foram realizadas por um investigador que não sabia qual tratamento os pacientes estavam utilizando. Redução média do escore de severidade (da linha base até a última consulta) foi de 63,4% (IC 95% 57,7-69) e 54,4% (IC 95% 47,9-61) nos grupos 1 e 2, respectivamente (P = 0,31); 82% do grupo cetoconazol vs. 79% dos pacientes do grupo metronidazol avaliaram a melhora global obtida como significativa ou moderada (P > 0,05); Não foram observadas diferenças significativas na freqüência de efeitos adversos obtidos entre os grupos; Os resultados deste estudo devem ser confirmados nos estudos futuros envolvendo maior número de pacientes. Conclusão Os dados do estudo demonstraram que o gel de metronidazol a 0,75% possui eficácia e perfil de segurança comparáveis ao creme de cetoconazol a 2% no tratamento da dermatite seborréica facial. J Eur Acad Dermatol Venereol Mar;21(3): Estudo clínico 2 Gel de metronidazol a 0,75% também é eficaz no tratamento da rosá- cea: do estudo CLEAR 4 Um estudo publicado em 2007 no renomado periódico Cutis, realizado por pesquisadores norte-americanos, foi conduzido em pacientes com rosácea papulopustular com 2 aplicações diárias do gel de metronidazol a 0,75% nas áreas faciais afetadas. 582 pacientes com rosácea papulopustular de suave a moderadamente severa participaram desse estudo aberto, multicêntrico realizado na comunidade. 2 aplicações diárias do gel de metronidazol a 0,75% nas áreas faciais afetadas. Avaliações foram realizadas na linha base e na 4 a, 8 a e 12 a semana do tratamento. Em todas as consultas, os parâmetros avaliados: escore de avaliação global do investigador (IGA), contagem de pápulas e pústulas, escore de severidade do eritema e da telangiectasia melhoraram significativamente (P<0,0001) em todos os subgrupos; O escore de severidade do eritema decresceu significativamente (P<0,0001) da linha base até a 4 a semana e continuou decrescendo em todas as visitas, apresentando redução de quase 50% na 12 a semana; No final do estudo, os pacientes reportaram uma melhora de 25% no prurido, na dor, no ardor e na lesão; Autoconfiança e sentimento de vergonha melhoraram em 53% e as atividades sociais em 31%; A incidência de efeitos adversos foi muito baixa. Conclusão O tratamento com gel de metronidazol 0,75% é eficaz e bem-tolerado e é útil no tratamento da rosácea. Cutis Jan;79(1): Referências bibliográficas 1 Betty Anne Johnson, M.D., PH.D., and Julia r. Nunley, M.D. Treatment of Seborrheic Dermatitis. Am Fam Physician 2000;61: , Siadat AH, Iraji F, Shahmoradi Z, Enshaieh S, Taheri A. The efficacy of 1% metronidazole gel in facial seborrheic dermatitis: a double blind study. Indian J Dermatol Venereol Leprol Jul- Aug;72(4): Seckin D, Gurbuz O, Akin O. Metronidazole 0.75% gel vs. ketoconazole 2% cream in the treatment of facial seborrheic dermatitis: a randomized, double-blind study. J Eur Acad Dermatol Venereol Mar;21(3): Wolf JE Jr, Del Rosso JQ. The CLEAR trial: results of a large community-based study of metronidazole gel in rosacea. Cutis Jan;79(1): Posologia publicada nos estudos Gel de metronidazol J Eur Acad Dermatol Venereol Mar;21(3): Cutis Jan;79(1): Gel de metronidazol... 0,75% Dermatite seborréica facial: aplicação diária. 3 Tratamento de rosácea: 2 aplicações diárias nas áreas faciais. 4 Maio/Junho de

16 ESPECIALIDADES Peelings de ácido glicólico em série + adapaleno + ácido azeláico Terapia efetiva e segura no tratamento do melasma recalcitrante 1 J Dermatol Jan;34(1): Melasma é uma desordem de hiperpigmentação de ocorrência comum, caracterizada por máculas irregulares de coloração castanho claro ou escuro localizadas em áreas expostas como face, pescoço e, menos comumente, mãos e antebraço. Segundo recentes estudos, o tratamento combinado baseado em peelings de ácido glicólico associados a terapias tópicas com hidroquinona, tretinoína e hidrocortisona têm promovido melhores resultados comparados aos agentes tópicos utilizados como monoterapia. 1 Estudo clínico Terapia combinada com peelings de ácido glicólico em série, creme de ácido azeláico e gel de adapaleno pode ser considerada como uma te- rapia efetiva e segura no tratamento do melasma recalcitrante. 1 O objetivo deste estudo publicado no conceituado periódico Journal of 18 InformAÇÃO MAGISTRAL

17 Dermatology foi investigar a eficácia e a segurança do tratamento combinado incluindo peelings de ácido glicólico em série, creme de ácido azeláico e gel de adapaleno no tratamento do melasma recalcitrante. 28 pacientes com melasma recalcitrante (27 mulheres e 1 homem, com idade entre 20 e 45 anos) foram selecionados para participar deste estudo randomizado, prospectivo e controlado com duração de 20 semanas e divididos para receber tratamento com: Grupo estudo (n=16) Peelings de ácido glicólico em série* associados ao creme de ácido azeláico a 20%, 2 vezes ao dia, e gel de adapaleno a 0,1%, 1 vez ao dia, aplicado à noite Grupo controle (n=12) Creme de ácido azeláico a 20%, 2 vezes ao dia, e gel de adapaleno a 0,1%, 1 vez ao dia, aplicado à noite * Total de oito peelings, em semanas alternadas, sendo o primeiro baseado em uma solução de ácido glicólico não-neutralizado a 20%. As soluções de ácido glicólico utilizadas nas outras sessões foram 35%, 50% e 70%, respectivamente. A duração de cada sessão foi de 3 a 5 minutos, dependendo da tolerância do paciente e do grau de eritema e epidermólise. A solução foi aplicada com pincel e neutralizada com solução de bicarbonato de sódio a 10%. Os pacientes aplicaram apenas o filtro solar nos dois dias subseqüentes ao peeling e, após esse período, aplicaram os agentes tópicos até a próxima sessão. Todos os pacientes foram instruídos para aplicar filtro solar fator 15 a cada 2 horas. O critério de inclusão foi o diagnóstico de melasma epidermal com mais de 6 meses de duração, resistente às terapias convencionais, confirmado pela lâmpada de Wood. A melhora clínica foi avaliada utilizando o Melasma Area Severity Index (MASI), acessado na linha base e mensalmente, durante as 20 semanas do período de tratamento. 89% dos pacientes completaram o estudo; Um decréscimo significativo nos escores do MASI foi observado de 83,08% e de 69,34% nos grupos estudo e controle, respectivamente, entretanto, a melhora obtida no grupo estudo foi superior nas semanas 12 (t=2,678, P=0,013), 16 (t=2,245, P=0,035) e 20 (t=2,090, P=0,048); Todos os pacientes apresentaram boa tolerabilidade aos agentes tópicos, com a ocorrência de irritação mínima observada nas primeiras semanas de tratamento; Três pacientes do grupo que recebeu os peelings de ácido glicólico apresentaram hiperpigmentação pós-inflamatória de grau leve, com cura total no final do período de tratamento. Conclusões O presente estudo sugeriu que o tratamento combinado com peelings de ácido glicólico, creme de ácido azeláico e gel de adapaleno poderia ser considerado como uma terapia efetiva e segura no tratamento do melasma recalcitrante. J Dermatol Jan;34(1): Referências Bibliográficas 1 Erbil H, Sezer E, Tastan B, Arca E, Kurumlu Z. Efficacy and safety of serial glycolic acid peels and a topical regimen in the treatment of recalcitrant melasma. J Dermatol Jan;34(1): Martindale, The complete drug reference, thirty-four edition. Posologias publicadas no estudo Concentração utilizada na 1ª sessão. J Dermatol Jan;34(1): Solução de ácido glicólico Ácido glicólico... 20% Solução... qsp Aplicar a solução na área afetada com o auxílio de 1 pincel e deixar agir por 3 a 5 minutos. Neutralizar com solução de bicarbonato de sódio a 10%. 2. Creme de ácido azeláico Ácido azeláico... 20% Creme... qsp Aplicar na área afetada, 2 vezes ao dia. 3. Gel de adapaleno Adapaleno... 0,1% Gel... qsp Aplicar na área afetada, 1 vez ao dia, à noite. Adapaleno é um derivado do ácido naftóico e análogo retinóico, com ações similares a da tretinoína. 2 Maio/Junho de

18 ESPECIALIDADES Glucosamina + condroitina Combinação pode ser efetiva em pacientes com osteoartrite e dor no joelho de moderada à severa 1 N Engl J Med Feb 23;354(8): Comment in: ACP J Club Jul-Aug;145(1):17. As terapias complementares ou alternativas são comumente utilizadas no tratamento da osteoartrite (OA). 2 Pacientes com esta patologia freqüentemente recorrem às substâncias encontradas nos alimentos, também conhecidas como nutracêuticos numa tentativa de modificar a degeneração da articulação que ocorre no curso da doença. 3 Nutracêuticos, como glucosamina e condroitina, 3 são comumente utilizados no tratamento da osteoartrite, 1 pois várias razões bioquímicas confirmam e explicam as alterações nas estruturas cartilaginosas e seus efeitos nos sintomas, sugerindo sua eficácia, como estimulação da biossíntese de proteoglicanas (condrócitos), inibição da degeneração de proteoglicanas nas cartilagens comprometidas e aumento da retenção de água (grupamentos sulfatos/glicosil e sulfotransferases), entre outros. 5 Estudo clínico 1 Associação de glucosamina e con- droitina pode ser efetiva na redução da dor no joelho em pacientes com OA e dor no joelho de moderada à severa em pacientes com OA, Um estudo multicêntrico, placebo e celecoxib-controlado, duplo-cego Glucosamine/ chondroitin Arthritis Intervention Trial (GAIT), publicado no renomado periódico New England Journal of Medicine, teve como objetivo avaliar a eficácia e a segurança das terapias isoladas com glucosamina e condroitina e da terapia associada com glucosamina + condroitina no tratamento da dor no joelho em pacientes com OA pacientes (idade média de 59 anos) foram randomizados para participar desse estudo. Todos apresentavam OA de joelho sintomática e foram divididos para receber, por 24 semanas: 20 InformAÇÃO MAGISTRAL

19 Grupo 1 Glucosamina 1500 mg/d Grupo 2 Condroitina 1200 mg/d Grupo 3 Glucosamina + condroitina Grupo 4 Celecoxib 200 mg/d Grupo 5 Placebo Acetaminofeno foi utilizado como medicação resgate e a dose empregada foi de até mg/d. Os pacientes foram divididos em 2 grupos: portadores de dor leve (n=1229) e portadores de dor moderada à severa (n=354). Taxas de respostas após os diferentes tratamentos em paci- entes com dor leve: Taxa de resposta em pacientes que apresentavam dor de mo- derada à severa: o tratamento combinado foi significativamente superior ao placebo. Eventos adversos foram moderados, raros e igualmente distribuídos entre os grupos. Conclusão Glucosamina e condroitina, como monoterapia ou terapia combinada podem ser efetivas em pacientes com dor no joelho de moderada à severa. N Engl J Med Feb 23;354(8): Estudo clínico 2 Associação de manganês à te- rapia com glucosamina e condroi- tina é eficaz no tratamento da OA de joelho leve à moderada. 4 Esse estudo randomizado e placebo-controlado, publicado no renomado periódico Osteoarthritis Cartilage teve como objetivo avaliar a eficácia do tratamento combinado com glucosamina, condroitina e manganês no tratamento da osteoartrite de joelho comprovada por análise radiográfica. 93 pacientes foram seleciona- dos para participar deste estudo. Eles foram avaliados inicialmente e a cada 2 meses, até comple- tar 6 meses. Eles foram divididos para receber: Grupo 1 Glucosamina 1000 mg + condroitina 800 mg + manganês 152 mg, 2 vezes/d Grupo 2 Placebo * Manganês é um co-fator essencial para a glicosiltransferase na biossíntese de proteoglicanas. Os resultados primários foram a avaliação da severidade da osteoartrite de joelho pelo Índice de Lequesne. Os pacientes do grupo 1 que apresentavam OA de joelho de leve à moderada apresentaram melhora significativa após 2 e 6 meses de tratamento; A incidência de eventos adversos foi de 17% no grupo 1 e de 19% no grupo 2. Conclusão O tratamento combinado com glucosamina, condroitina e manganês é efetivo no tratamento da OA de joelho de leve à moderada. Osteoarthritis Cartilage Sep;8(5): Referências Bibliográfica 1 Clegg DO, Reda DJ, Harris CL, Klein MA, O Dell JR, Hooper MM, Bradley JD, Bingham CO 3rd, Weisman MH, Jackson CG, Lane NE, Cush JJ, Moreland LW, Schumacher HR Jr, Oddis CV, Wolfe F, Molitor JA, Yocum DE, Schnitzer TJ, Furst DE, Sawitzke AD, Shi H, Brandt KD, Moskowitz RW, Williams HJ. Glucosamine, chondroitin sulfate, and the two in combination for painful knee osteoarthritis. N Engl J Med Feb 23;354(8): Comment in: ACP J Club Jul-Aug;145(1):17. 2 Ernst E. Complementary or alternative therapies for osteoarthritis. Nat Clin Pract Rheumatol Feb;2(2): Frech TM, Clegg DO. The utility of nutraceuticals in the treatment of osteoarthritis. Curr Rheumatol Rep Feb;9(1): Das A Jr, Hammad TA. Efficacy of a combination of FCHG49 glucosamine hydrochloride, TRH122 low molecular weight sodium chondroitin sulfate and manganese ascorbate in the management of knee osteoarthritis. Osteoarthritis Cartilage Sep;8(5): Wim J van Blitterswijk, Jos CM van de Nes and Paul IJM Wuisman. Glucosamine and chondroitin sulfate supplementation to treat symptomatic disc degeneration: Biochemical rationale and case report. BMC Complementary and Alternative Medicine :2. Posologia publicada no estudo 1 Glucosamina + condroitina 1 N Engl J Med Feb 23;354(8): Comment in: ACP J Club Jul-Aug;145(1):17. Sulfato de glucosamina mg Sulfato de condroitina mg Dose diária. Posologia publicada no estudo 2 Glucosamina + condroitina + manganês 4 Osteoarthritis Cartilage Sep;8(5): Sulfato de glucosamina mg Sulfato de condroitina mg Ascorbato de manganês mg 2 vezes ao dia. Maio/Junho de

20 DESPIGMENTANTES Despigmentantes Ativo Mecanismo de ação Concentração de uso Ácido fítico INCI name: phytic acid Ácido kójico INCI name: kojic acid Acqua Licorice PT INCI name: Glycyrrhiza glabra (Licorice) Extract, PPG-6-decyltetra deceth-30, butylene glycol, water. Alpha-arbutin INCI name: Alpha-Arbutin Antipollon INCI name: Aluminum silicate Azeloglicina INCI name: Diglicinato de azeloil potássio Clariskin INCI name: Wheat germ extract Emblica INCI name: Phyllanthus emblica extract Hidroquinona INCI name: Hydroquinone MDI complex INCI name: Glycosaminoglicans Sepiwhite INCI name: Undecylonoyl phenylalalnine Skin Whitening Complex INCI name: Bearberry (Arctostaphylus uvaursi) Extract (and) Aspergillus ferment (and) Grapefruit (Citrus grandis) Extract (and) Rice (Oryza sativa) Bran Extract Fosfato inorgânico que age inibindo a tirosinase por quelação dos íons cobre. Obtido pela fermentação do arroz, é um potente despigmentante não-citotóxico e não-fototóxico. Associa-se geralmente ao ácido glicólico. Inibe a síntese de melanina por quelação dos íons cobre desativando a tirosinase. Obtido do alcaçuz, apresenta efeito despigmentante. Ideal para manchas induzidas por radiação solar. Atividade semelhante à superóxido dismutase. Inibição da tirosinase e dopa bloqueando a biossíntese de melanina. Despigmentante de ação física. É um silicato de alumínio sintético que adsorve a melanina. Indicado para o início do tratamento de manchas. Apresenta atividade antimicrobiana e sebonormalizante. Apresenta ação clareadora. Obtida da condensação do ácido azeláico e glicina. Extraído do gérmen de trigo. Atua indiretamente, pois estimula a glutationa redutase direcionando a síntese de melanina para o pigmento claro (feomelanina). Derivado da planta Phyllanthus emblica, muito usado pela Medicina Ayurvédica. Inibe a ação da tirosinase, quela íons ferro e cobre inibindo a atividade da metaloprotease. Efeito antioxidante. Reduz a atividade da colagenase. Despigmentante de excelência. Atua inibindo a síntese enzimática de melanina. Citotóxico e fototóxico. GAGs. Atua inibindo a atividade das metaloproteinases. Reduz o aparecimento de rosácea e telangiectasias. Nova geração de clareadores. É um lipoaminoácido que atua na membrana do melanócito impedindo toda a cascata da formação da melanina. Não é fototóxico e citotóxico. Complexo vegetal clareador obtido a partir da uva-ursi. Promove a descoloração da melanina por inibição da tirosina através de íons cobre. 0,5 a 2%. 1 a 3%. Incompatível com VC-PMG, STAY- C e metais. ph final 3-5. Não trata rosácea e vitiligo. 1%. 0,2% quando associado a esfoliantes e carreadores de ativos. 2% quando utilizado isoladamente ph 5, a 5%. Incompatível com hidroquinona. ph a 10%. Produtos antiacne ph a 5%. ph 5-8. Ativo seguro para gestantes. 0,1 a 0,5% antioxidante. 0,5 a 1% anti-rugas. 1 a 2% clareador. 2 a 10%. 1 a 5%. 2%. 2 a 5%. ph=4. 22 InformAÇÃO MAGISTRAL

02 ChromabrightTM. Cosmetologia e Doenças de Pele. Índice

02 ChromabrightTM. Cosmetologia e Doenças de Pele. Índice Cosmetologia e Doenças de Pele Clareamento Cutâneo Eficaz Sem Causar Efeito Citotóxico Ativo Inibidor da Melanogênese de Forma Similar à Hidroquinona e Mais Efetivo que Arbutin, Fosfato de Ascorbil Magnésio

Leia mais

Nicotinamida. Identificação

Nicotinamida. Identificação Material Técnico Nicotinamida Identificação Fórmula Molecular: C 6 H 6 N 2 O Peso molecular: 122.1 DCB / DCI: 06346 - nicotinamida CAS: 98-92-0 INCI: Não aplicável Denominação botânica: Não aplicável Sinonímia:

Leia mais

Ácido Retinóico (Tretinoina)

Ácido Retinóico (Tretinoina) Material Técnico Ácido Retinóico (Tretinoina) Identificação Fórmula Molecular: C 20 H 28 O 2 Peso molecular: 300,4 DCB / DCI: 08848 Tretinoina CAS: 302-79-4 INCI: Não aplicável Denominação botânica: Não

Leia mais

Azeloglicina. Clareador, sebonormalizante, antiacnéico e hidratante. INCI Name: potassium azeloyl diglycinate.

Azeloglicina. Clareador, sebonormalizante, antiacnéico e hidratante. INCI Name: potassium azeloyl diglycinate. Azeloglicina Clareador, sebonormalizante, antiacnéico e hidratante INCI Name: potassium azeloyl diglycinate. Azeloglicina é o diglicinato de azeloil potássio, um ativo dermocosmético derivado da condensação

Leia mais

Despigmentantes ou agentes clareadores:

Despigmentantes ou agentes clareadores: Despigmentantes ou agentes clareadores: Na pele os melanócitos estão presentes na camada basal da epiderme,na junção dermoepiderme e são responsáveis pela produção de melanina. Ocorrem numa taxa de aproximadamente

Leia mais

24/03/2014. Enzimocosmética, peeling químico e despigmentantes: Clareamento de Pele 100% seguro para todos os fototipos

24/03/2014. Enzimocosmética, peeling químico e despigmentantes: Clareamento de Pele 100% seguro para todos os fototipos Enzimocosmética, peeling químico e despigmentantes: Clareamento de Pele 100% seguro para todos os fototipos Marcela Altvater canaldoprofissional@buonavita.com.br ENZIMOCOSMÉTICA NA RENOVAÇÃO CELULAR Para

Leia mais

Naproxeno. Identificação. Denominação botânica: Não aplicável. Aplicações

Naproxeno. Identificação. Denominação botânica: Não aplicável. Aplicações Material Técnico Naproxeno Identificação Fórmula Molecular: C 14 H 14 O 3 Peso molecular: 230,3 DCB / DCI: 06233 -Naproxeno CAS: 22204-53-1 INCI: Não aplicável. Denominação botânica: Não aplicável. Sinonímia:

Leia mais

ESTE MATERIAL FAZ PARTE DO CURSO 2 em 1: Despigmentantes: Conhecimento, Automedicação Responsável e Visita ao Médico

ESTE MATERIAL FAZ PARTE DO CURSO 2 em 1: Despigmentantes: Conhecimento, Automedicação Responsável e Visita ao Médico ESTE MATERIAL FAZ PARTE DO CURSO 2 em 1: Despigmentantes: Conhecimento, Automedicação Responsável e Visita ao Médico FICHA RESUMO Hiperpigmentação da Pele Condições-chave Hiperpigmentação da pele: Excesso

Leia mais

Peróxido de benzoíla

Peróxido de benzoíla Material Técnico Peróxido de benzoíla Identificação Fórmula Molecular: C 14 H 10 O 4 Peso molecular: 242,2 DCB / DCI: 07003 Peróxido de benzoíla CAS 94-36-0 INCI: Benzoyl peroxide Denominação botânica:

Leia mais

Sinonímia: Ascorbate de Calcium; Ascorbato cálcico; Calcii ascorbas; Calcii Ascorbas Dihydricus; Calcium, ascorbate de.

Sinonímia: Ascorbate de Calcium; Ascorbato cálcico; Calcii ascorbas; Calcii Ascorbas Dihydricus; Calcium, ascorbate de. Material Técnico Identificação Fórmula Molecular: (C 6 H 7 O 6 )2Ca,2H 2 O Peso molecular: 426.3. DCB/ DCI: 00106 Ascorbato de cálcio. CAS: 5743-27-1. INCI:. Sinonímia: Ascorbate de Calcium; Ascorbato

Leia mais

Shampoo de Ureia Apresenta Eficácia nas Principais Causas da Caspa

Shampoo de Ureia Apresenta Eficácia nas Principais Causas da Caspa Shampoo de Ureia Apresenta Eficácia nas Principais Causas da Caspa Melhora a Hidratação do Couro Cabeludo Remove o Excesso de Queratina Auxilia na Remoção de Placas Reduz o Prurido Aumenta a Permeação

Leia mais

Colágeno bioidêntico

Colágeno bioidêntico Atualização em Nutracêuticos 1 Colágeno bioidêntico Eficaz no tratamento da osteoartrite dos joelhos, reduzindo as dores durante as atividades diárias 1. A associação colágeno tipo II + glucosamina + condroitina

Leia mais

Despigmentantes: Informação e aconselhamento para uma correcta utilização

Despigmentantes: Informação e aconselhamento para uma correcta utilização Despigmentantes: Informação e aconselhamento para uma correcta utilização Pele e suas Funções A pele é um órgão multifuncional, complexo, resistente e flexível, que reveste o corpo e o protege contra as

Leia mais

AA 2-G (Vitamina C estabilizada)

AA 2-G (Vitamina C estabilizada) AA 2-G (Vitamina C estabilizada) INCI NAME: Ácido ascórbico-2-glicosilado CAS Number: 129499-78-1 Descrição: O AA2G (Ácido Ascórbico 2-Glicosídeo) é a vitamina C (ácido ascórbico) estabilizada com glicose.

Leia mais

Especial Melanodermias Diversidade de ativos seguros e completos que tratam as hipercromias faciais nos mais diversos estágios

Especial Melanodermias Diversidade de ativos seguros e completos que tratam as hipercromias faciais nos mais diversos estágios Especial Melanodermias Diversidade de ativos seguros e completos que tratam as hipercromias faciais nos mais diversos estágios Bioafinidade dermo epidérmica para o Clareamento & Controle da pele hiperpigmentada.

Leia mais

HA POWDER. Suplementação oral e uso tópico. Informações Técnicas

HA POWDER. Suplementação oral e uso tópico. Informações Técnicas Informações Técnicas HA POWDER Suplementação oral e uso tópico INCI NAME: Sodyum Hyaluronate. CAS NUMBER: 9067-32-7. SINÔNIMO: Hyaluronic Acid Powder (sodium salt). INTRODUÇÃO HA Powder ou Ácido Hialurônico

Leia mais

Prolia para osteoporose

Prolia para osteoporose Data: 29/06/2013 Nota Técnica 105/2013 Número do processo: 0110170-82.2013-813.0525 Solicitante: Juiz de Direito Dr. Napoleão da Silva Chaves Réu: Estado de Minas Gerais Medicamento Material Procedimento

Leia mais

PEELING ORAL FOTOENVELHECIMENTO DA PELE EFÉLIDES HIPERCROMIAS 13/3/2014. Cloasma ou Melasma. Efélides ou Sardas

PEELING ORAL FOTOENVELHECIMENTO DA PELE EFÉLIDES HIPERCROMIAS 13/3/2014. Cloasma ou Melasma. Efélides ou Sardas FOTOENVELHECIMENTO DA PELE Mudanças do fotoenvelhecimento da pele incluem pigmentação irregular, rugas e perda de elasticidade. (Rendon et al., 2010) Profª Luisa Amábile Wolpe Simas DISCROMIAS HIPERCROMIAS

Leia mais

Peelings cosméticos Nova abordagem conceitual e técnica

Peelings cosméticos Nova abordagem conceitual e técnica Peelings cosméticos Nova abordagem conceitual e técnica Prof. Paschoal Rossetti Filho Março/2012 Fatores que influenciam na profundidade e conseqüente a classificação do peeling: 1. Escolha do agente queratolítico

Leia mais

Adacne 30 g. Apresentação de Adacne. gel com 30 g. Adacne - Indicações

Adacne 30 g. Apresentação de Adacne. gel com 30 g. Adacne - Indicações Adacne 30 g Apresentação de Adacne gel com 30 g Adacne - Indicações Adacne CLIN é um gel que contém adapaleno e fosfato de clindamicina indicado no tratamento tópico da acne vulgar leve a moderada, sendo

Leia mais

Clarifique Dermo Radiance

Clarifique Dermo Radiance Clareia e uniformiza o tom da pele Minimiza manchas Ilumina o rosto Protege Hidrata e nutre Treinamento Clareamento 100% seguro Resultados comprovados em 14 dias Clarifique Dermo Radiance é pura paixão

Leia mais

Tratamentos Pós-Escleroterapia. Guia de Formulações para Hipercromia Pós-Inflamatória e Por Deposição de Hemossiderina

Tratamentos Pós-Escleroterapia. Guia de Formulações para Hipercromia Pós-Inflamatória e Por Deposição de Hemossiderina Tratamentos Guia de Formulações para Hipercromia Pós-Inflamatória e Por Deposição de Hemossiderina Escleroterapia na Cirurgia Vascular e Dermatologia Overview, Complicações da Escleroterapia, Hiperpigmentação

Leia mais

Descrição/ especificação técnica: Pó cristalino branco a quase branco, com especificação de 98 a 101% de Aciclovir.

Descrição/ especificação técnica: Pó cristalino branco a quase branco, com especificação de 98 a 101% de Aciclovir. Material Técnico Identificação Fórmula Molecular: C 8 H 11 N 5 O 3 Peso molecular: 225,2 DCB/ DCI: 00082 aciclovir CAS: 59277-89-3 INCI: Não aplicável Sinonímia: Acicloguanosina; Aciclovirum; Aciklovír;

Leia mais

Acnase Creme Enxofre 2% Peróxido de Benzoíla 5%

Acnase Creme Enxofre 2% Peróxido de Benzoíla 5% Acnase Creme Enxofre 2% Peróxido de Benzoíla 5% Creme: apresentado em bisnagas com 25 g. USO TÓPICO. USO ADULTO E EM PACIENTES ACIMA DE 12 ANOS. Cada g de creme contém: Peróxido de Benzoíla... 50 mg Enxofre...

Leia mais

DALAP (adapaleno) Biosintética Farmacêutica Ltda. Gel dermatológico 1 mg

DALAP (adapaleno) Biosintética Farmacêutica Ltda. Gel dermatológico 1 mg DALAP (adapaleno) Biosintética Farmacêutica Ltda. Gel dermatológico 1 mg BULA PARA PROFISSIONAL DE SAÚDE Bula de acordo com a Resolução-RDC nº 47/2009 I- IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO DALAP adapaleno APRESENTAÇÕES

Leia mais

A indústria cosmética e a medicina contam com as mais diversas fórmulas para combater o envelhecimento e os sinais faciais presentes com a idade.

A indústria cosmética e a medicina contam com as mais diversas fórmulas para combater o envelhecimento e os sinais faciais presentes com a idade. A indústria cosmética e a medicina contam com as mais diversas fórmulas para combater o envelhecimento e os sinais faciais presentes com a idade. Cremes, loções, preenchimento, peelings, máscaras e lasers

Leia mais

2- Causas A Acne é causada por alteração em 4 fatores principais

2- Causas A Acne é causada por alteração em 4 fatores principais ACNE Autor: Prof. Dr. Miguel Francischelli Neto Mestre e Doutor em Cirurgia Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Campinas Professor do Curso de Pós-Graduação em Medicina Estética da Universidade

Leia mais

Conceito InflammAging

Conceito InflammAging Conceito InflammAging Em cosméticos, inflamação e envelhecimento normalmente são tratados separadamente. Pesquisas recentes tem mostrado que o envelhecer está acompanhado por um pequeno grau de inflamação

Leia mais

Descrição/ especificação técnica: Pó branco a quase branco com o mínimo 99% de Ácido azeláico.

Descrição/ especificação técnica: Pó branco a quase branco com o mínimo 99% de Ácido azeláico. Material Técnico Identificação Fórmula Molecular: C 9 H 16 O 4 Peso molecular: 188,2 DCB/ DCI: 00113 ácido azeláico CAS: 123-99-9 INCI: Lipoic acid Sinonímia: Acid azélaiique; Acidum azelaicum; Anchic

Leia mais

REVINAGE. Retinoide like de origem vegetal. Propriedades

REVINAGE. Retinoide like de origem vegetal. Propriedades REVINAGE Retinoide like de origem vegetal INCI: Elaeis Guineensis (Palm) Oil (and) Gossypium Herbaceum (Cotton) Seed Oil (and) Linum Usitatissimum (Linseed) Seed Oil (and) Bidens Pilosa Extract. Extrato

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nizoral shampoo cetoconazol IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO Shampoo em embalagem com frasco de 100 ml de shampoo USO TÓPICO USO ADULTO COMPOSIÇÂO Cada grama contém 20 mg

Leia mais

Nova Associação Reduz Herpes Labial Recorrente

Nova Associação Reduz Herpes Labial Recorrente Nova Associação Reduz Herpes Labial Recorrente Associação Inteligente: Reduz Replicação Viral e Minimiza a Inflamação Local Boa Tolerabilidade em Adolescentes Eficácia no Tratamento do Herpes Simples Tipo

Leia mais

AQUAPORINAs - 3 ª GERAÇÃO DE HIDRATANTES. LLepiscopo

AQUAPORINAs - 3 ª GERAÇÃO DE HIDRATANTES. LLepiscopo AQUAPORINAs - 3 ª GERAÇÃO DE HIDRATANTES ÁGUA: ORIGEM DA VIDA A vida se iniciou nos oceanos, onde se originaram os primeiros espécimes Necessária a todos os organismos; Fonte renovável, porém preciosa.

Leia mais

Hydrasalinol Anti-aging com fator 60 de hidratação

Hydrasalinol Anti-aging com fator 60 de hidratação Hydrasalinol Anti-aging com fator 60 de hidratação Reestruturação Biológica para até 6000% + Hidratação Cutânea e Redução de Linhas e Rugas AQP8 a Serviço da Beleza: Síntese de Uréia Epidermal Codif Recherche

Leia mais

Alendronato de sódio trihidrat

Alendronato de sódio trihidrat Material Técnico Alendronato de sódio trihidrat Identificação Fórmula Molecular: C 4 H 12 NNaO 7 P 2. 3 H 2 O Peso molecular: 325.1 DCB / DCI: 00097-Alendronato de sódio tri-hidratado CAS 121268-17-5 INCI:

Leia mais

Emblica + Licorice + Belides

Emblica + Licorice + Belides Emblica + Licorice + Belides Tripla combinação de ativos vegetais apresenta-se como alternativa à hidroquinona no tratamento clínico do melasma. An Bras Dermatol. 2010 Oct. Emblica + Licorice + Belides

Leia mais

Creme de Ácido Fólico Aumenta Firmeza da Pele

Creme de Ácido Fólico Aumenta Firmeza da Pele Creme de Ácido Fólico Aumenta Firmeza da Pele Creme Firmador Ideal da Pele 45+ Reduz Rugas e Acelera o Turnover Celular Protege o DNA dos Danos UV-Induzidos Resultados Comprovados no Aumento do Metabolismo

Leia mais

Folheto informativo: Informação para o utilizador Finacea, 150 mg/g, gel Ácido azelaico

Folheto informativo: Informação para o utilizador Finacea, 150 mg/g, gel Ácido azelaico Folheto informativo: Informação para o utilizador Finacea, 150 mg/g, gel Ácido azelaico Leia com atenção todo este folheto antes de começar a utilizar este medicamento pois contém informação importante

Leia mais

Azeloglicina. Denominação Científica: Diglicinato de Azeloil Potássio. Descrição:

Azeloglicina. Denominação Científica: Diglicinato de Azeloil Potássio. Descrição: Azeloglicina Inci Name Potassium Azeolaoyl Diglycinate Denominação Científica: Diglicinato de Azeloil Potássio. Descrição: O Ácido Azeláico é um dos ativos mais conhecidos no mundo pela sua eficácia no

Leia mais

Benefícios. Mecanismo de Ação

Benefícios. Mecanismo de Ação Citrolumine 8 Citroflavonoides Lipossomados para Clareamento Cutâneo das Mãos Aumento de 9,2% do Clareamento das Hipercromias Senis e 5,0% na Iluminação da Pele das Mãos Cosmetochem, Suíça. Citrolumine

Leia mais

A acne é uma complicação da pele oleosa que afeta os folículos pilo sebáceos e os fatores envolvidos no aparecimento e na evolução são:

A acne é uma complicação da pele oleosa que afeta os folículos pilo sebáceos e os fatores envolvidos no aparecimento e na evolução são: Acne Segundo dados divulgados pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), em 2009, acne é o problema dermatológico mais comum na população brasileira, afetando 56,4% das pessoas, além de ser o motivo

Leia mais

PADINACTIVE NUTRI Extrato padronizado da alga Padina pavonica

PADINACTIVE NUTRI Extrato padronizado da alga Padina pavonica PADINACTIVE NUTRI Extrato padronizado da alga Padina pavonica Associado de PADINACTIVE SKIN Evolução no conceito IN/OUT para rejuvenescimento Nutriente, rico em Maltanedienol, capaz de ativar os fibroblastos

Leia mais

MODELO DE TEXTO DE BULA

MODELO DE TEXTO DE BULA MODELO DE TEXTO DE BULA Azelan ácido azeláico Forma Farmacêutica: Gel Via de administração: Uso tópico (não oftálmico) Apresentação: Cartucho com bisnaga de 15 g (10 e 30g) Uso Adulto Composição: Cada

Leia mais

Gomagem e Esfoliação. Métodos e Técnicas Aplicadas à Estética Corporal I Profª. Mayara L. Vareschi

Gomagem e Esfoliação. Métodos e Técnicas Aplicadas à Estética Corporal I Profª. Mayara L. Vareschi Gomagem e Esfoliação Métodos e Técnicas Aplicadas à Estética Corporal I Profª. Mayara L. Vareschi Membrana que recobre toda a superfície corpórea Maior órgão do corpo humano (2m² e 4kg) Resistente e flexível

Leia mais

A Moda do Bronzeado... Entre as duas grandes Guerras inicia-se a liberação feminina. Coco Chanel lança a moda do bronzeado.

A Moda do Bronzeado... Entre as duas grandes Guerras inicia-se a liberação feminina. Coco Chanel lança a moda do bronzeado. Histórico A Moda do Bronzeado... Entre as duas grandes Guerras inicia-se a liberação feminina. Coco Chanel lança a moda do bronzeado. A pele bronzeada tornou-se moda, sinal de status e saúde. Histórico

Leia mais

A EFETIVIDADE DO PEELING DE ÁCIDO MANDÉLICO NO TRATAMENTO DA ACNE VULGAR

A EFETIVIDADE DO PEELING DE ÁCIDO MANDÉLICO NO TRATAMENTO DA ACNE VULGAR A EFETIVIDADE DO PEELING DE ÁCIDO MANDÉLICO NO TRATAMENTO DA ACNE VULGAR INTRODUÇÃO Zeferina Alexandra Trizotti da Silva Talita de Oliveira da Silva A acne é uma das alterações cutâneas mais comuns, sua

Leia mais

Peptídeo DESPIGMENTANTE com ação anti-mitf (MECANISMO INOVADOR)

Peptídeo DESPIGMENTANTE com ação anti-mitf (MECANISMO INOVADOR) TGP-2 PEPTÍDEO Oligopeptídeo 34 Peptídeo DESPIGMENTANTE com ação anti-mitf (MECANISMO INOVADOR) Comprovadamente ANTINFLAMATÓRIO: incidência de manchas decorrentes de processos inflamatórios; RETARDA O

Leia mais

CCDS 0410. Nizoral shampoo (CCDS 0410) cetoconazol

CCDS 0410. Nizoral shampoo (CCDS 0410) cetoconazol Nizoral shampoo (CCDS 0410) cetoconazol IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO Xampu em embalagem com 1 frasco de 100 ml de shampoo, contendo 20 mg/g de cetoconazol. USO TÓPICO

Leia mais

Um novo conceito em peeling sequencial. Prof.Ms.Edivana Poltronieri Fisioterapeuta Dermato-Funcional e Esteticista

Um novo conceito em peeling sequencial. Prof.Ms.Edivana Poltronieri Fisioterapeuta Dermato-Funcional e Esteticista Um novo conceito em peeling sequencial Prof.Ms.Edivana Poltronieri Fisioterapeuta Dermato-Funcional e Esteticista O QUE É O PEELING 3D? Método diferenciado e patenteado de peeling superficial sequencial

Leia mais

Mirtazapina é Indicada para o Tratamento de Fibromialgia

Mirtazapina é Indicada para o Tratamento de Fibromialgia Mirtazapina é Indicada para o Tratamento de Fibromialgia Melhora a Qualidade de Vida dos Pacientes Diminui a Dor Musculoesquelética Beneficia a Qualidade do Sono Reduz a Incapacidade Relacionada à Doença

Leia mais

Rivastigmina (Port.344/98 -C1)

Rivastigmina (Port.344/98 -C1) Rivastigmina (Port.344/98 -C1) Alzheimer DCB: 09456 CAS: 129101-54-8 Fórmula molecular: C 14 H 22 N 2 O 2.C 4 H 6 O 6 Nome químico: (S)-N-Ethyl-3-[(1-dimethylamino)ethyl]-N-methylphenylcarbamate hydrogen

Leia mais

1. Ato de esfoliar ou descamar a pele. 2. Denominada esfoliação ou peeling. 3. Técnica utilizada em adição à limpeza da pele.

1. Ato de esfoliar ou descamar a pele. 2. Denominada esfoliação ou peeling. 3. Técnica utilizada em adição à limpeza da pele. 1. Ato de esfoliar ou descamar a pele. 2. Denominada esfoliação ou peeling. 3. Técnica utilizada em adição à limpeza da pele. 4. São preparações cosméticas que aceleram a descamação natural dos corneócitos

Leia mais

SINERGIA DE TRATAMENTO PRÓ-LIFTING COM NEURO PEPTÍDEO BIOMIMÉTICO: tratamento completo para os sinais do envelhecimento

SINERGIA DE TRATAMENTO PRÓ-LIFTING COM NEURO PEPTÍDEO BIOMIMÉTICO: tratamento completo para os sinais do envelhecimento SINERGIA DE TRATAMENTO PRÓ-LIFTING COM NEURO PEPTÍDEO BIOMIMÉTICO: tratamento completo para os sinais do envelhecimento Isabel Luiza Piatti isabel@buonavita.com.br Cuidados com o rosto Divisão por segmento

Leia mais

Dermazelaic (ácido azelaíco) Germed Farmacêutica Ltda. Gel. 150mg/g

Dermazelaic (ácido azelaíco) Germed Farmacêutica Ltda. Gel. 150mg/g Dermazelaic (ácido azelaíco) Germed Farmacêutica Ltda. Gel 150mg/g Dermazelaic ácido azelaico APRESENTAÇÕES Gel 150 mg/g: cartucho contendo bisnaga com 10 g, 15 g, 20 g ou 30 g de gel. USO TÓPICO USO ADULTO

Leia mais

Cetoconazol. Prati-Donaduzzi Creme dermatológico 20 mg/g. Cetoconazol_bula_profissional

Cetoconazol. Prati-Donaduzzi Creme dermatológico 20 mg/g. Cetoconazol_bula_profissional Cetoconazol Prati-Donaduzzi Creme dermatológico 20 mg/g Cetoconazol_bula_profissional INFORMAÇÕES TÉCNICAS AOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE cetoconazol Medicamento genérico Lei n 9.787, de 1999 APRESENTAÇÕES

Leia mais

Creme de progesterona 2% Veículo

Creme de progesterona 2% Veículo Creme de Progesterona 2% Aumento da Elasticidade e da Firmeza da Pele de Mulheres na Peri e na Pós-Menopausa, Sem Promover Efeitos Colaterais Sérios (1) O objetivo deste Informe Científico é apresentar

Leia mais

LUZ INTENSA PULSADA FOTOREJUVENESCIMENTO. Princípios Básicos - P arte II. Dra Dolores Gonzalez Fabra

LUZ INTENSA PULSADA FOTOREJUVENESCIMENTO. Princípios Básicos - P arte II. Dra Dolores Gonzalez Fabra LUZ INTENSA PULSADA Princípios Básicos - P arte II FOTOREJUVENESCIMENTO Dra Dolores Gonzalez Fabra O Que é Fotorejuvescimento? Procedimento não ablativo e não invasivo. Trata simultaneamente hiperpigmentações,

Leia mais

ILOSONE. Valeant Farmacêutica do Brasil Ltda Gel 20 mg/g

ILOSONE. Valeant Farmacêutica do Brasil Ltda Gel 20 mg/g ILOSONE Valeant Farmacêutica do Brasil Ltda Gel 20 mg/g ILOSONE eritromicina Forma farmacêutica e apresentação Gel Tópico (20mg/g) - Embalagem com uma bisnaga de 60 g. USO EXTERNO VIA TÓPICA USO ADULTO

Leia mais

Acne. Como Podemos Tratar em Parceria

Acne. Como Podemos Tratar em Parceria Acne Como Podemos Tratar em Parceria Ademir Júnior - Médico Fabiana Padovez Esteticista Espaço de Medicina e Saúde Dr Ademir Júnior Universidade Anhembi Morumbi Acne Nome popular: Cravos e Espinhas Doença

Leia mais

Corticóides na Reumatologia

Corticóides na Reumatologia Corticóides na Reumatologia Corticóides (CE) são hormônios esteróides produzidos no córtex (área mais externa) das glândulas suprarrenais que são dois pequenos órgãos localizados acima dos rins. São produzidos

Leia mais

Paracetamol pó. Identificação. Aplicações

Paracetamol pó. Identificação. Aplicações Material Técnico Paracetamol pó Identificação Fórmula Molecular: C 8 H 9 NO 2 Peso molecular: 151,2 DCB / DCI: 06827-Paracetamol CAS: 103-90-2 INCI: Não aplicável. Denominação botânica: Não aplicável.

Leia mais

Dica: O visitador pode acompanhar a manipulação dos produtos, bem como sua aditivação com os ativos para melhor entendimento desta forma cosmética.

Dica: O visitador pode acompanhar a manipulação dos produtos, bem como sua aditivação com os ativos para melhor entendimento desta forma cosmética. Acne e Hidratação. Objetivo da Escolha do Tema A hidratação da pele é de fundamental importância para a manutenção dos mecanismos fisiológicos e bioquímicos da pele como os mecanismos celulares de proteção

Leia mais

EYELISS Aqua (Water) (and) Glycerin (and) Hesperidin (and) Methyl Chalcone (and) Steareth-20 (and) Dipeptide - 2 (and) Palmitoyl Tetrapeptide-7

EYELISS Aqua (Water) (and) Glycerin (and) Hesperidin (and) Methyl Chalcone (and) Steareth-20 (and) Dipeptide - 2 (and) Palmitoyl Tetrapeptide-7 EYELISS Aqua (Water) (and) Glycerin (and) Hesperidin (and) Methyl Chalcone (and) Steareth-20 (and) Dipeptide - 2 (and) Palmitoyl Tetrapeptide-7 O TRATAMENTO COMPLETO PARA BOLSAS PERIOCULARES MELHORA COMPROVADA

Leia mais

A verdade Sobre os Cosméticos e suas Ações Sobre a Pele

A verdade Sobre os Cosméticos e suas Ações Sobre a Pele Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade física adaptada e saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira A verdade Sobre os Cosméticos e suas Ações Sobre a Pele A cosmetologia atualmente vem ganhando notoriedade,

Leia mais

Phycojuvenine INCI Name: Introdução: O processo de senescência Mitocôndrias O Centro Energético Celular

Phycojuvenine INCI Name: Introdução: O processo de senescência Mitocôndrias O Centro Energético Celular Phycojuvenine INCI Name: Water (and) Laminaria Digitata Extract. Introdução: O processo de senescência Diferente das outras partes do corpo quando a pele envelhece é visível externamente. A regeneração

Leia mais

PREVENÇÃO DA FORMAÇÃO DE ESTRIAS

PREVENÇÃO DA FORMAÇÃO DE ESTRIAS PREVENÇÃO DA FORMAÇÃO DE ESTRIAS Existem fatores extrínsecos e intrínsecos que predispõem a ocorrência das estrias. O principal fator extrínseco é o trauma mecânico ( estresse mecânico), porém, ainda mais

Leia mais

Prática Nutrição Externa

Prática Nutrição Externa Prática Nutrição Externa Demonstração prática de uso dos produtos de nutrição externa e seus efeitos imediatos. Como a pele é o maior órgão do corpo os produtos são recomendados tanto para homens quanto

Leia mais

ELIX-IRTM O ELIX-IR TM da Juventude

ELIX-IRTM O ELIX-IR TM da Juventude INCI NAME: Water (and) Glycerin (and) Polygonum aviculare Extract Number CAS: 7732-18-5 / 56-81-5 / 84604-04-6 Introdução O envelhecimento da pele é causado por dois processos principais: Envelhecimento

Leia mais

Curcuma longa extrato seco

Curcuma longa extrato seco Material Técnico Curcuma longa extrato seco Identificação Fórmula Molecular: não aplicável Peso molecular: não aplicável DCB / DCI: não aplicável CAS 458-37-7. INCI: não aplicável Denominação botânica:

Leia mais

- CURSO DE MAQUIAGEM -

- CURSO DE MAQUIAGEM - - CURSO DE MAQUIAGEM - Copyright -Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada destes materiais, no todo ou em parte, constitui violação do direitos autorais. (Lei nº 9.610). A PELE CONHECENDO

Leia mais

Envelhecimento. O envelhecimento não é um acontecimento misterioso que ocorre aleatoriamente, é um processo programado que começa no nível celular

Envelhecimento. O envelhecimento não é um acontecimento misterioso que ocorre aleatoriamente, é um processo programado que começa no nível celular Envelhecimento O envelhecimento não é um acontecimento misterioso que ocorre aleatoriamente, é um processo programado que começa no nível celular Dr. Efrain Olszewer Envelhecimento Intrínseco Esperado,

Leia mais

HYDROPOM Licopeno Bioliquefeito

HYDROPOM Licopeno Bioliquefeito HYDROPOM Licopeno Bioliquefeito INCI: hydrolyzed Tomato Skin Contém: Polifenóis Açúcares Naturais Licopeno Aquoso Microdispersível 1. Introdução HYDROPOM é o primeiro produto aquoso que contém licopeno

Leia mais

Benefícios da Suplementação

Benefícios da Suplementação FECHAMENTO AUTORIZADO PODE SER ABERTO PELA ECT Impresso Especial 9912273897 - DR/SPM Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte CORREIOS Nos processos inflamatórios crônicos1 Um novo tempo no tratamento

Leia mais

AS 7,5% AS 15% AS 30%

AS 7,5% AS 15% AS 30% PEELING DE ÁCIDO SALICÍLICO EM MACROGOL Promove efeitos dérmicos sem causar inflamação Doutor, o nosso objetivo é divulgar para o senhor uma nova forma de peeling de ácido salicílico em macrogol (PEG),

Leia mais

Falando sobre o 10/6/2010

Falando sobre o 10/6/2010 Falando sobre o C 1 Cosméticos: Tudo que muda a aparência 2 Skin Care Conhecimentos básicosb 3 O que é Skin Care? É uma categoria formada por produtos, de alta tecnologia, destinados ao tratamento da pele;

Leia mais

POLICOSANOL 40% Auxilia na diminuição do colesterol. Informações Técnicas. INCI Name: 1-OCTACOSANOL CAS number: 557-61-9

POLICOSANOL 40% Auxilia na diminuição do colesterol. Informações Técnicas. INCI Name: 1-OCTACOSANOL CAS number: 557-61-9 Informações Técnicas POLICOSANOL 40% Auxilia na diminuição do colesterol INCI Name: 1-OCTACOSANOL CAS number: 557-61-9 DESCRIÇÃO Policosanol é uma mistura de álcoois alifáticos primários superiores (álcoois

Leia mais

NEOPLASIA INTRAEPITELIAL VULVAR RIO DE JANEIRO 2013

NEOPLASIA INTRAEPITELIAL VULVAR RIO DE JANEIRO 2013 NEOPLASIA INTRAEPITELIAL VULVAR diagnóstico e conduta RIO DE JANEIRO 2013 A NIV aumentou em 4 vezes nos EUA entre 1973 e 2000 A regressão da NIV existe O câncer invasor está presente em 3% das mulheres

Leia mais

Cranberry. Tratamento e prevenção infecção urinária

Cranberry. Tratamento e prevenção infecção urinária Cranberry Tratamento e prevenção infecção urinária Nome científico: Vaccinium macrocarpon Família: Ericaceae Parte utilizada: fruto Ativos: antocianidinas, flavonóides, proantocianidinas, taninos condensados

Leia mais

RESPOSTA RÁPIDA 159/2014. Doxepina, cetirizina, duloxetina, tramadol, sulfato de glucosamina e condroitina

RESPOSTA RÁPIDA 159/2014. Doxepina, cetirizina, duloxetina, tramadol, sulfato de glucosamina e condroitina RESPOSTA RÁPIDA 159/2014 Doxepina, cetirizina, duloxetina, tramadol, sulfato de glucosamina e condroitina NAPOLEÃO DA SILVA CHAVES SOLICITANTE Juiz de Direito do 3º JESP da Unidade Jurisdicional do Juizado

Leia mais

Acnase Avert Laboratórios Ltda. Creme Dermatológico. Enxofre + Peróxido de benzoíla. 20mg/g + 50 mg/g

Acnase Avert Laboratórios Ltda. Creme Dermatológico. Enxofre + Peróxido de benzoíla. 20mg/g + 50 mg/g Acnase Ltda. Creme Dermatológico Enxofre + Peróxido de benzoíla 20mg/g + 50 mg/g IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Acnase enxofre peróxido de benzoíla APRESENTAÇÕES: Creme dermatológico com 20 mg/g de enxofre

Leia mais

TRINULOX. hidroquinona, tretinoína e fluocinolona acetonida EMS S/A. Creme dermatológico. 40 mg/g + 0,5 mg/g + 0,1 mg/g

TRINULOX. hidroquinona, tretinoína e fluocinolona acetonida EMS S/A. Creme dermatológico. 40 mg/g + 0,5 mg/g + 0,1 mg/g TRINULOX hidroquinona, tretinoína e fluocinolona acetonida EMS S/A. Creme dermatológico 40 mg/g + 0,5 mg/g + 0,1 mg/g TRINULOX hidroquinona, tretinoína e fluocinolona acetonida APRESENTAÇÕES Creme para

Leia mais

Composição Cada grama de Ilosone Gel Tópico contém: eritromicina base... 20 mg excipiente q.s.p... 1 g

Composição Cada grama de Ilosone Gel Tópico contém: eritromicina base... 20 mg excipiente q.s.p... 1 g Ilosone Gel Tópico eritromicina Forma farmacêutica e apresentação Gel Tópico: Cartucho com 1 bisnaga contendo 60 g. USO ADULTO E PEDIÁTRICO USO EXTERNO Composição Cada grama de Ilosone Gel Tópico contém:

Leia mais

A pele é um sistema orgânico que, quando mantida sua integridade, tem como funções:

A pele é um sistema orgânico que, quando mantida sua integridade, tem como funções: CUIDADOS COM A PELE A pele é um sistema orgânico que, quando mantida sua integridade, tem como funções: Regular a temperatura do nosso corpo; Perceber os estímulos dolorosos e agradáveis; Impedir a entrada

Leia mais

PROTOCOLOS. O poder dos ácidos no tratamento intenso de recuperação da pele MATERIAL EXCLUSIVO PARA PROFISSIONAIS

PROTOCOLOS. O poder dos ácidos no tratamento intenso de recuperação da pele MATERIAL EXCLUSIVO PARA PROFISSIONAIS S O poder dos ácidos no tratamento intenso de recuperação da pele MATERIAL EXCLUSIVO PARA PROFISSIONAIS SUPORTE AO PROFISSIONAL Um canal exclusivo para você Com o objetivo de reforçar o trabalho do profissional

Leia mais

REVISAGE 3D Dr. Milton Beltrão Jr. Consultor Facial - Onodera

REVISAGE 3D Dr. Milton Beltrão Jr. Consultor Facial - Onodera REVISAGE 3D Dr. Milton Beltrão Jr. Consultor Facial - Onodera Revisage3D Você verá nesta aula: Definição Envelhecimento; Sistema Tegumentar; Alterações Envelhecimento; Revisage 3D; Indicações e Contra-Indicações;

Leia mais

Literatura PROTEOLEA

Literatura PROTEOLEA Literatura PROTEOLEA PROTEOLEA Glycerin, Water, Levan, Decyl Glugosi, Olea Europaea (Olive) Leaf Extract, Phenethyl Alcohol, Zizyphus Jujuba Seed Extract, Citric Acid, Ascorbic Acid. Muitas vezes, é quando

Leia mais

Relatório Especial de Milagre Para A Acne

Relatório Especial de Milagre Para A Acne www.milagreparaaacne.com 1 A Acne: Chega de Mentiras Relatório Especial de Milagre Para A Acne www.milagreparaaacne.com 2 Existem pessoas que, durante toda sua vida, nunca sofrem de acne, enquanto outras

Leia mais

CETODERM UCI-FARMA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA LTDA. SHAMPOO. 20 mg/ml

CETODERM UCI-FARMA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA LTDA. SHAMPOO. 20 mg/ml CETODERM UCI-FARMA INDÚSTRIA FARMACÊUTICA LTDA. SHAMPOO 20 mg/ml I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Cetoderm Shampoo cetoconazol FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO CETODERM SHAMPOO 20 mg/ml: Embalagem contendo

Leia mais

Pode ser utilizada isolada ou associada no tratamento adjuvante e paliativo de câncer gastrointestinal, onde pode ser associada ao ácido fólico.

Pode ser utilizada isolada ou associada no tratamento adjuvante e paliativo de câncer gastrointestinal, onde pode ser associada ao ácido fólico. Material Técnico Identificação Fórmula Molecular: C 4 H 3 FN 2 O 2 Peso molecular: 130,1 DCB/ DCI: 04174 - fluoruracila CAS: 51-21-8 INCI: Não aplicável Sinonímia: Fluorouracil, 5-Fluorouracil, 5-Fluoropyrimidine-2,4(1H,3H)-dione.

Leia mais

Metronidazol Base. Identificação. Aplicações

Metronidazol Base. Identificação. Aplicações Material Técnico Metronidazol Base Identificação Fórmula Molecular: C 6 H 9 N 3 O 3 Peso molecular: 171,2 DCB / DCI: 05902-Metronidazol CAS: 443-48-1 INCI: Não aplicável Denominação botânica: Não aplicável

Leia mais

PRODUTOS CESAM HIDROLACT

PRODUTOS CESAM HIDROLACT CATÁLOGO CESAM PRODUTOS CESAM HIDROLACT TUDO O QUE A SUA PELE PRECISA EMOLIENTE 500ML HIDRATAÇÃO E PROTEÇÃO HIDROLACT EMOLIENTE 500 ML PELE SECA, SENSÍVEL, DESCAMATIVA E COM TENDÊNCIA À ATOPIA. EMULSÃO

Leia mais

Protocolo Masculino. Verão 2013

Protocolo Masculino. Verão 2013 Protocolo Masculino Verão 2013 Protocolo Masculino Verão 2013 Desenvolvidos para atender as necessidades específicas da pele masculina, os cosméticos destinados aos homens, ao contrário do que muita gente

Leia mais

COMPLETE R. Redução da Celulite. Informações Técnicas

COMPLETE R. Redução da Celulite. Informações Técnicas Informações Técnicas COMPLETE R Redução da Celulite INCI NAME: Water, Propylene Glycol, Caffeine, L-Carnitine, Imidazolidinyl Urea, Methylparaben and Propylparaben. INTRODUÇÃO A celulite é uma deformação

Leia mais

Cosméticos com. Argila Branca. Manganês: ação específica na formação do colágeno. Anti-infeccioso, cicatrizante, antialérgico.

Cosméticos com. Argila Branca. Manganês: ação específica na formação do colágeno. Anti-infeccioso, cicatrizante, antialérgico. Cosméticos com Argila Branca Utilizando como base de seus produtos a argila branca, a Clay Beleza da Terra preocupa-se com o bem estar de sua pele e inova em sua nova linha de cosméticos, trazendo para

Leia mais

Oceral (nitrato de oxiconazol) Bayer S.A. Creme dermatológico. 11,47 mg/g de nitrato de oxiconazol

Oceral (nitrato de oxiconazol) Bayer S.A. Creme dermatológico. 11,47 mg/g de nitrato de oxiconazol Oceral (nitrato de oxiconazol) Bayer S.A. Creme dermatológico 11,47 mg/g de nitrato de oxiconazol OCERAL nitrato de oxiconazol APRESENTAÇÕES Creme dermatológico contendo 11,47 mg de nitrato de oxiconazol

Leia mais

Aromas/Flavorizantes

Aromas/Flavorizantes Material Técnico Aromas/Flavorizantes Identificação Fórmula Molecular: Não aplicável DCB / DCI: Não aplicável INCI: Não aplicável Peso molecular: Não aplicável CAS: Não aplicável Denominação botânica:

Leia mais

NATIVITA INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA

NATIVITA INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA CETONAT cetoconazol NATIVITA INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA SHAMPOO 20 MG/ML CETONAT cetoconazol I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Forma Farmacêutica e Apresentações: Shampoo 20 mg/ml: frasco com 100 ml. Embalagem

Leia mais

Betacariofileno: é um germicida natural obtido do óleo essencial da Copaifera officinalis, sendo excelente para prevenção de infecções e inflamações.

Betacariofileno: é um germicida natural obtido do óleo essencial da Copaifera officinalis, sendo excelente para prevenção de infecções e inflamações. TRIPLE A SYSTEM TRIPLO NO COMBATE CONTRA A ACNE Redução de 30% dos comedões e de 65% da oleosidade Aprovado por mais de 85% dos pacientes TRIPLE A SYSTEM é um sistema triplo no combate à acne, formado

Leia mais

CELLTOCELL REJUVENESCIMENTO ATRAVÉS DA COMUNICAÇÃO CELULAR. INCI name: Crocus Chrysanthus Bulb Extract (and) Acacia Senegal Gum (and) Aqua/Water

CELLTOCELL REJUVENESCIMENTO ATRAVÉS DA COMUNICAÇÃO CELULAR. INCI name: Crocus Chrysanthus Bulb Extract (and) Acacia Senegal Gum (and) Aqua/Water CELLTOCELL REJUVENESCIMENTO ATRAVÉS DA COMUNICAÇÃO CELULAR INCI name: Crocus Chrysanthus Bulb Extract (and) Acacia Senegal Gum (and) Aqua/Water O envelhecimento cutâneo é caracterizado por uma diminuição

Leia mais

ALPHA BETA PEEL. Associação única de alfa e beta hidroxiácidos com glicosaminoglicanas

ALPHA BETA PEEL. Associação única de alfa e beta hidroxiácidos com glicosaminoglicanas Informações Técnicas ALPHA BETA PEEL Associação única de alfa e beta hidroxiácidos com glicosaminoglicanas INCI NAME: Water, Salicylic acid, Mandelic acid and Glycosaminoglycans. INTRODUÇÃO O Alpha Beta

Leia mais