Turbine seu Banco de Dados Utilizando Enterprise Flash Drives no CLARiiON

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Turbine seu Banco de Dados Utilizando Enterprise Flash Drives no CLARiiON"

Transcrição

1 Turbine seu Banco de Dados Utilizando Enterprise Flash Drives no CLARiiON Gustavo Tamaki 1

2 Agenda Breve Introdução ao EFD (Enterprise Flash Drive) Performance do EFD Configuração dos EFDs no CLARiiON Resultados de Testes com Oracle Como Identificar Bancos de Dados Oracle Candidatos ao Uso de EFD? Resultados de Testes com SQL Server Como Identificar Bancos de Dados SQL Server Candidatos ao Uso de EFD? 2

3 Hardware Módulo de disco padrão CLARiiON Dentro do módulo sistema compacto de CPU/memória Barramentos Internos Paralelos Interface Fibre Channel Dual-ported Cache DDR SDRAM com Backup de Energia Flash SLC NAND 3

4 Arquitetura Tecnologia de Armazenamento Multi-Nível, Baseado em Microcontrolador O controlador gerencia as requisições, o fluxo de dados e assinala a localização dos LBA O cache SDRAM funciona como um buffer para os dados de escrita e para a tabela de mapeamento de endereços O array de chips de memória flash armazena os dados e serve às requisições em paralelo Funciona como um pequeno array com um RAID Group de 16 drives Fiber Channel Ports Dual port interface Firmware CPU Data Path System memory Cache memory Parallel path to each device Flash device Flash device Flash device (16) Flash device 4

5 Confiabilidade do Enterprise Flash Drive Expectativa de Vida Deve Exceder Facilmente os Discos Mecânicos Confiabilidade do Dispositivo Interface Fibre Channel Dual-ported Proteção Integrada com Backup de Energia da DRAM Proteção Multi-bit ECC Entre os Domínios Internos Monitoração SMART Modificada/Estendida >1.5 milhão de horas MTBPR (rated) Confiabilidade NAND SLC NAND availiado para re-escritas Tempo de vida observado excede 300,000 2,000,000 re-escritas Remapeamento Dinâmico de Bad-blocks Como um disco tradicional Wear-Leveling Wear Leveling Estático e Dinâmico Escritas e Re-escritas sempre realocadas para novos blocos físicos NAND Blocos raramente modificados são movidos para um pool de reserva Blocos com intensa utilização são aposentados para acomodar blocos poucas modificados Capacidade bruta de reserva NAND 73 GB útil = 128 GB raw, 400 GB útil = 512GB raw Confiabilidade do CLARiiON 8 bytes adicionais por sector utilizados para correção de erros Cada 512 bytes de dados de usuário possuem um checksum de 6-bit associado Suportado em todas as configurações RAID 5

6 Enterprise Flash Drives ou EFDs Tempos de resposta 10x mais rápidos 100% Read Miss Workload 60 Até 30x mais IOPS por drive 32% menos energia por GB 98% menos energia por I/O Response Time Millisecond K FC Drives Workload - IOPs 6

7 Configuração do CLARiiON para EFDs: Cache Default Caches desativados para as LUNs em EFD Não é uma Best Practice, somente o default Por que? Performance dos EFDs é excelente sem cache Disponibiliza mais páginas de cache para as LUNs em HDD LUNs, que se beneficiam mais Quando alterar os valores defaults Leituras sequenciais Algoritmos de pré-fetch podem otimizar os EFDs para pequenas requisições Escritas com tempos de resposta críticos SP Cache irá mascarar o overhead da paridade do RAID Ajuda a equalizar tempos de resposta de leitura e escrita Arrays com somente EFD 9

8 Configuração do CLARiiON para EFDs: Layout RAID groups Todos os tipos de RAID podem ser utilizados O custo por GB e o baixo tempo de serviço favorecem o uso de RAID 5 Utilize RAID10 para casos especiais onde o tempo de escrita precisa de excelente tempo de resposta As Best Practices dos discos mecânicos ainda se aplicam aos EFDs LUNs Alta concorrência provê maior throughput nos EFDs Múltiplas LUNs no RAID group Distribuir as LUNs pelas SPs MetaLUNs disponíveis Escolha e Distribuição nos Barramentos Best Practices ainda se aplicam EFDs podem disponibilizar maior throughput que os HDDs em muitos casos Distribua entre os barramentos para evitar os limites 10

9 Avaliando Aplicações Candidatas para EFD Aplicações existentes Indicadores de performance do servidor I/O waits Tempo de resposta Queue depth CPUs sub-utilizadas Janelas de processamento batch excedidas LUNs quentes, discos quentes Limites gerais do sistema Host think time Non-EFD storage access waits Network dependencies Novas aplicações EFD oferece tempo de resposta imbatível Permite novas funcionalidades para usuários criativos 11

10 Workloads Amigáveis para EFD Alta taxa de leituras, elevado percentual de leituras aleatórias Leituras são mais rápidas que escritas Blocos pequenos ou grandes Aplicações com requerimentos de latência muito baixa Onde mesmo HDDs short stroked não conseguem atender Tempo de resposta dos EFDs cerca de 10x menor que HDDs Alta concorrência Maior throughput é obtido com várias threads Pode servir excelentes tempos de resposta mesmo com enfileiramentos maiores Elevada largura de banda com vários streams, ou I/Os aleatórios 12

11 Resultados com Banco de Dados Oracle 13

12 Configuração de Teste Servidor de Banco de Dados Dell R900 4 x CPUs Intel 2.4 GHz Quad Core 32 GB de memória 2 x discos 146GB SAS internos (OS & binários Oracle) Configuração de Storage CLARiiON CX4-960 Flare 28 ( ) 150 / 75 x discos 300GB 15K RPM FC 6 x discos 73 GB EFD Plataforma de Banco de Dados Oracle Oracle 11gR (Single Instance) ASM para gerenciamento de volumes 14

13 Configuração do Storage CX

14 Descrição do Teste Carga de Testes Benchmark OLTP (Similar ao TPC-C utilizando OAST) Tamanho total do banco de dados 260GB (OLTP) & 1.2TB (OLAP) Número de usuários concorrentes até 100 Mix de leitura/escrita de 60/40 Métricas TPM, IOPS & tempo de resposta Mix acima foi modificado inicialmente para alto percentual de leitura Intensivo em leitura (~ 99.9 % leitura) Exemplos incluem ambientes de busca com alta indexação Métricas IOPS, tempo de resposta Ferramentas de Monitoração Ferramentas de Storage - Navisphere Performance Analyzer Sistema Operacional - vmstat, iostat Banco de Dados - Oracle AWR Reports 16

15 Resultado dos Testes : Leitura Intensiva (150 FC vs 6 EFD) IOPS Relativos x FC 6 EFD Eficiência Unitária por Disco (Métrica EFD / #EFDs ) / (Métrica FC / #FC drives) Aplicações intensivas em leitura e sensíveis ao tempo de resposta podem obter estes benefícios dos Flash Drives 17

16 Resultado dos Testes : Workload OLTP 60/40 (75 FC vs 6 EFD) Configurações default de cache para o CX4 SP : Read ON, Write ON FC LUN : Read ON, Write ON EFD LUN : Read OFF, Write OFF Solução EFD foi 35% mais lenta (!), mesmo assim houve uma melhora de 8X da eficiência Eficiência = 75/6 * 0.65 ~= 8 Onde estava o problema? logfile sync de 53ms Com escrita dos logs sobre os EFDs sem cache, o total de TPMs foi menor e com maior latência Transações Relativas por Minuto FC 6 EFD 18

17 Impacto do Cache : EFDs com Write Cache Workload OLTP 60/40 (75 FC vs 6 EFD) Configurações default de cache para o CX4 SP : Read ON, Write ON FC LUN : Read ON, Write ON EFD LUN : Read OFF, Write ON Solução EFD foi 35% mais rápida, apesar da contenção no cache Eficiência = 75/6 * 1.35 ~= 17 Transações Relativas por Minuto FC 6 EFD 19

18 Impacto do Cache : Dados em EFDs / Logs em FC Workload OLTP 60/40 (75 FC vs 6 EFD) Com a escrita dos logs em discos FC com cache habilitado, e dados em EFD com cache desabilitado, os resultados obtidos foram próximos aos da configuração FC FC LUN : Read ON, Write ON EFD LUN : Read OFF, Write OFF Mais lento que o teste com EFDs e cache habilitado Latência dos logfile caiu de 53ms para 5 ms Per Disk Efficiency= (75 / 6) * 0.98 ~= 12X Transações Relativas por Minuto FC 6 EFD 20

19 Como Identificar Bancos de Dados que se Beneficiariam com os EFDs? Top 5 Wait Events do AWR Procurar eventos relacionados à I/O HDD Event Waits Time(s) Avg Wait(ms) % Total Call Time Wait Class db file sequential read 6,737,136 54, User I/O db file parallel read 280,373 5, User I/O CPU time 3, db file parallel write 2,819,223 1, System I/O log file sync 638, Commit 21

20 Como Identificar Bancos de Dados que se Beneficiariam com os EFDs? HDD Event Waits Time(s) Avg Wait(ms) % Total Call Time Wait Class db file sequential read Per Second 6,737,136 Per Transact. 54, User I/O db file parallel Redo size: read 1,511, ,373 5,864 8, User I/O Logical reads: 9, CPU time Block changes: 10,390 3, db file parallel Physical write reads: 2,819,223 2,688 1, System I/O Physical writes: 1,255 7 log file sync 638, Commit EFD Event Waits Time(s) Avg Wait(ms) % Total Call Time Wait Class db file sequential read Per Second 11,405,283 Per Transact. 50, User I/O CPU time Redo size: 2,630,228 5,283 8, Logical reads: 16, db file parallel read 497,507 5, User I/O log file sync 1,135,915 2, Commit Block changes: 18, gc cr grant 2-way 4,744,803 1, Cluster Physical reads: 4, Physical writes: 2,

21 Movendo Partes do Banco de Dados para EFD Movimentação de LUNs / Volumes Identificação de LUNs candidatas pode ser feito com o auxílio da EMC Basta disponibilizar os arquivos NAR ou NAZ LUN Migration do CLARiiON permite a movimentação online dos dados Movimentação de Tablespaces Tablespaces candidatas podem ser identificadas através de ferramentas do banco de dados (AWR, statspack) Migração via sistema operacional Movimentação de Datafiles Datafiles candidatos podem ser identificados através de ferramentas do banco de dados (AWR, statspack, V$FILESTATS) Tende a ser mais adequado ao ciclo de ILM dos dados Novos datafiles -> novos dados -> mais acessos Migração via sistema operacional Movimentação de Segmentos (Tabelas / Índices) Segmentos candidatos podem ser identificados através de ferramentas do banco de dados (AWR, statspack, V$SEGMENT_STATISTICS) Algumas aplicações podem indicar segmentos candidatos (p.ex.: SAP) Migração via banco de dados 23

22 Movendo Partes do Banco de Dados para EFD Movimentação de LUNs / Volumes Processo bastante simples LUNs de grande capacidade podem possuir vários arquivos com baixo nível de acesso, reduzindo a eficiência no uso dos EFDs Movimentação de Tablespaces Tablespaces de grande capacidade podem possuir vários segmentos com baixo nível de acesso, reduzindo a eficiência no uso dos EFDs Na maioria das situações a movimentação será feita de forma offline Movimentação de Datafiles Na maioria das situações a movimentação será feita de forma offline Movimentação de Segmentos (Tabelas / Índices) Segmentos com dados transacionais históricos podem não apresentar o mesmo nível de acesso em toda a sua extensão Na maioria das situações a movimentação será feita com a aplicação indisponível 24

23 * Apresentação Oracle Open World

24 Object Intensity Total IOPS Size (GB) Object Intensity OBJ OBJ 2 3, IOPS TR FC Tempo Total FC TR EFD Tempo Total EFD Diferença FC-EFD OBJ OBJ 2 3, Algumas Questões: Quais são os segmentos que possuem uma contribuição mais significativa na performance geral? Como fica a questão do crescimento de dados? 26

25 Classificação de Datafiles com Oracle Drive Type Capacity (MB) % Capacity Cumulative IOPS % IOPS Flash 1,981,184 18% 7,884,191 81% Tier 1 8,778,248 82% 1,795,170 19% Total 10,759,432 9,679,361 Capacity IOPS 1,981,184 1,795,170 8,778,248 Flash Tier 1 7,884,191 Flash Tier 1 27

26 Resultados : Movimentação Parcial Transações Relativas por Minuto Mover logs não apresenta grandes benefícios % dos dados movidos para EFD 30% dos dados 70% dos I/Os em EFD Tudo em FC Logs em EFD OI Elevado em EFD Top TS em EFD 28

27 Resultados com Banco de Dados SQL Server 29

28 Configuração de Teste Servidor de Banco de Dados Dell R900 4 x CPUs Intel 2.4 GHz Quad Core 32 GB de memória 2 x discos 146GB SAS internos (OS & binários Oracle) Configuração de Storage CLARiiON CX4-960 Flare 28 ( ) 45 x discos 300GB 15K RPM FC 5 x discos 73 GB EFD Plataforma de Banco de Dados SQL Server SQL Server 2008 Enterprise Edition NTFS com Allocation Unit Size de 64K NTFS alinhado em 1MB LUNs em FC short stroked 30

29 Descrição do Teste Carga de Testes OLTP benchmark (Similar ao TPC-E) Tamanho total do banco de dados 250GB a 600GB (OLTP) Número de usuários concorrentes até 125 Mix de leitura/escrita de 85/15 Métricas TPM, IOPS & tempo de resposta Mix acima foi modificado inicialmente para alto percentual de leitura Intensivo em leitura (~ 99.9 % leitura) Exemplos incluem ambientes de busca com alta indexação Métricas IOPS, tempo de resposta Ferramentas de Monitoração Ferramentas de Storage - Navisphere Performance Analyzer Sistema Operacional - Perfmon Banco de Dados Relatórios padrões e fn_virtualfilestats 31

30 Resultado dos Testes: Workload OLTP 85/15 (75 FC vs 6 EFD) Transações Relativas por Minuto x FC 6 EFD Eficiência Unitária por Disco (Métrica EFD / #EFDs ) / (Métrica FC / #FC drives) Utilização de CPU com FC : ~85% Utilização de CPU com EFD : 100% 32

31 Resultados : Movimentação Parcial Workload OLTP 85/15 (75 FC vs 6 EFD) Transações Relativas por Minuto Mover logs não apresenta grandes benefícios Somente leitura < 5% dos dados % dos dados 60% dos I/Os em EFD Tudo em FC Logs em EFD Leitura em EFD Top TS em EFD Índices em EFD

32 Tempo de Resposta de Médio de I/O Workload OLTP 85/15 (45 FC vs 6 EFD) Banco de Dados em FC Banco de Dados em EFD Escala - 0 a 40 34

33 Transações Por Segundo (TPS) Workload OLTP 85/15 (45 FC vs 6 EFD) Database on FC Database on EFD Scale - 0 to

34 Como Identificar Bancos de Dados que se Beneficiariam dos EFDs? Usando o Performance Monitor para identificar problemas de I/O Processor: % Processor Time Physical Disk: Average Disk Queue Length Physical Disk: Disk Bytes Per Second Physical Disk: % Disk Time 36

35 Como Identificar Bancos de Dados que se Beneficiariam dos EFDs? Utilizando SQL Server Management Studio Standard Reports Object Execution Statistics 37

36 Como Identificar Bancos de Dados que se Beneficiariam dos EFDs? Usando fn_virtualfilestats Exemplo em SQL Q&A: Finding Locks, Large Queries, I/O Statistics, and More Preste atenção em: NumberReads NumberWrites IOStallMS ISStallPCT 38

37 Onde Estão os Grandes Ganhos?? Bancos de dados fazem outras operações além de I/O!! Uma transação é uma operação muito complexa que envolve Várias operações intensivas em CPU Algumas operações de I/O de vários tipos e tamanhos Existe dependência entre as operações e pode haver serialização Uma transação não pode ser mais rápida que sua operação mais lenta Somente acelerar I/O pode não se traduzir sempre em melhora do tempo de resposta da aplicação Transaction Latency 1ms 1ms 1ms 2ms Before 15ms 1ms 6ms 1ms 1ms 2ms 9ms Total= 35ms Storage=30ms 1ms 0.5ms 0.5ms Total = 7ms Storage= 2ms After deploying EFD Melhoria de 5X na aplicação mesmo com aceleração de 15X no storage 39

38 Onde Estão os Grandes Ganhos?? Tempo total da transação antes e depois da movimentação parcial de dados para Flash drives Before 1ms 15ms 1ms 6ms 1ms 9ms 2ms Total= 35ms Storage=30ms After 1ms 1ms 1ms 2ms 1ms 6ms 0.5ms Total = 12.5ms Storage= 7.5ms Melhoria de 2.4X na aplicação mesmo com ganho de 16X dos EFDs Legend Time spent processing data Waiting for I/O to FC drive to finish Waiting for I/O to EFD to finish 40

39 Particionamento e EFDs Particionamento facilita a classificação e implementação de uma estratégia de ILM, permitindo que os dados sejam acomodados na classe correta de armazenamento para otimização de custos e maior eficiência 41

40 Sumário Enterprise Flash Drives podem prover ganhos significativos em bancos de dados com leitura intensiva Todos os perfis de aplicação serão beneficiados, mesmo que em menor escala Extremely energy efficient in any case Seja conservador! 30X ou mais de IOPS é possível com cargas de trabalho intensivas em leitura 8X a 15X deve ser a faixa de ganhos mais comuns com mix mai comuns de leitura/escrita Espere melhorias percentuais quando fizer movimentações parciais Recomendações de banco de dados As áreas de dados são boas candidatas ao uso de EFD Movimentar as áreas mais ativas trazmais benefícios A movimentação de logs para EFDs pode não ser mais eficiente Crie um conjunto separado de LUNs para logs e habilite o write cache nelas, se você for mover os logs para EFDs EFDs podem prover melhor performance em situaçõs de elevada concorrência Tempos de resposta menores Mais IOPS por disco As Best Practices dos HDDs ainda se aplicam no uso de EFDs 42

41 Referências An Introduction to EMC CLARiiON Storage Device Technology - Applied Technology Leveraging EMC CLARiiON CX4 with Enterprise Flash Drives for Oracle Database Deployments - Applied Technology Implementing EMC CLARiiON CX4 with Enterprise Flash Drives for Microsoft SQL Server 2008 Databases - Applied Technology Specification Sheet: EMC CLARiiON CX4 Model 960 Networked Storage System EMC CLARiiON CX4 Series Ordering Information and Configuration Guidelines Introduction to the EMC CLARiiON CX4Series Featuring UltraFlexTM Technology Maximize the Performance Benefit from Enterprise Flash Drives by Sharing through Virtual Provisioning in EMC CLARiiON CX4 43

42 44

O EMC XTREMCACHE ACELERA O ORACLE

O EMC XTREMCACHE ACELERA O ORACLE White paper O EMC XTREMCACHE ACELERA O ORACLE EMC XtremSF, EMC XtremCache, EMC VNX, EMC FAST Suite, Oracle Database 11g O XtremCache estende o flash ao servidor O FAST Suite automatiza a inserção do armazenamento

Leia mais

Hitachi Unified Storage. Família HUS 100. Henrique Leite! henrique.leite@hds.com! Tuesday, 4 de September de 12! Solutions Consultant!

Hitachi Unified Storage. Família HUS 100. Henrique Leite! henrique.leite@hds.com! Tuesday, 4 de September de 12! Solutions Consultant! Hitachi Unified Storage Família HUS 100 Henrique Leite! Solutions Consultant! henrique.leite@hds.com! Tuesday, 4 de September de 12! 1 Hitachi Data Systems 2011. All rights reserved. AGENDA Direção do

Leia mais

Symmetrix VMAX: Nova arquitetura de storage high-end para data centers virtualizados

Symmetrix VMAX: Nova arquitetura de storage high-end para data centers virtualizados Symmetrix VMAX: Nova arquitetura de storage high-end para data centers virtualizados Gerson Freire Consultor Técnico EMC 1 Precoupações do CIO no momento atual da economia 1 Reduce Physical Infrastructure

Leia mais

Oracle Performance Diagnostics & Tuning Ricardo Portilho Proni

Oracle Performance Diagnostics & Tuning Ricardo Portilho Proni Oracle Performance Diagnostics & Tuning Ricardo Portilho Proni Mitificação Métodos antigos o o o o o o Experiência Intuição Imprecisão Tempo Sorte Recursos Top Tuning Verificar maior consumidor de CPU

Leia mais

SOLUÇÃO DE STORAGE PROJETO X86 ARMAZENAMENTO. 1.2 Para efeito de cálculo do volume total em TB deverá ser considerado que 1KB = 1024 bytes.

SOLUÇÃO DE STORAGE PROJETO X86 ARMAZENAMENTO. 1.2 Para efeito de cálculo do volume total em TB deverá ser considerado que 1KB = 1024 bytes. SOLUÇÃO DE STORAGE PROJETO X86 ARMAZENAMENTO Características Técnicas: 1.1 Deverá ser ofertada Solução de Storage com capacidade mínima de 100 TB (cem Terabyte) líquido, sendo 80TB (oitenta Terabytes)

Leia mais

SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE)

SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE) SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE) Possuir capacidade instalada, livre para uso, de pelo menos 5.2 (cinco ponto dois) TB líquidos em discos SAS/FC de no máximo 600GB 15.000RPM utilizando RAID 5 (com no

Leia mais

INTRODUÇÃO AO EMC XTREMSF

INTRODUÇÃO AO EMC XTREMSF White paper INTRODUÇÃO AO EMC XTREMSF O XtremSF é um produto de hardware PCIe flash baseado em servidor O XtremSF pode ser usado como armazenamento local ou como um dispositivo de armazenamento em cache

Leia mais

Avaliação do sistema de armazenamento EMC CLARiiON AX4

Avaliação do sistema de armazenamento EMC CLARiiON AX4 Avaliação do sistema de armazenamento EMC CLARiiON AX4 Relatório elaborado sob contrato com a EMC Corporation Introdução A EMC Corporation contratou a Demartek para realizar uma avaliação prática do novo

Leia mais

PostgreSQL em Ambiente Financeiro de Alta Criticidade Data: 24 de outubro de 2009

PostgreSQL em Ambiente Financeiro de Alta Criticidade Data: 24 de outubro de 2009 PostgreSQL em Ambiente Financeiro de Alta Criticidade Data: 24 de outubro de 2009 Flavio Henrique Araque Gurgel http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/deed.pt Slide 2 Suporte nível 2, 24/7 Configurações,

Leia mais

Estratégias Avançadas com

Estratégias Avançadas com Estratégias Avançadas com SQL Server AlwaysOn DBP-301 SP_WHO Especialistas em SQL Server Microsoft Most Valuable Professional (MVP) Palestrantes em vários eventos Online e presenciais Co-autores dos livros:

Leia mais

7. Todos os discos da Solução de Storage deverão possuir as funcionalidades hot-plug e hotswap.

7. Todos os discos da Solução de Storage deverão possuir as funcionalidades hot-plug e hotswap. SOLUÇÃO DE ARMAZENAMENTO PROJETO STORAGE 1 PB Características Técnicas: 1. Deverá ser ofertada Solução de Storage com no mínimo 1 (um) subsistema de armazenamento High-End Enterprise para cada um dos 3

Leia mais

Infraestrutura Convergente Implementação

Infraestrutura Convergente Implementação Infraestrutura Convergente Implementação Nilton de Almeida Diretor de Vendas para Plataformas nilton@br.fujitsu.com 0 Copyright 2014 FUJITSU A Corporação Fujitsu Receita anual de 46 bilhões de dolares

Leia mais

FUJITSU PRIMEQUEST 1800E

FUJITSU PRIMEQUEST 1800E FUJITSU PRIMEQUEST 1800E COM BASE EM TECNOLOGIAS FUJITSU DESENVOLVIDAS DESDE OS MAINFRAMES E APERFEIÇOADAS PELAS DIVERSAS GERAÇÕES DE SERVIDORES, O SERVIDOR DE MISSÃO CRÍTICA FUJITSU PRIMEQUEST PROVÊ FUNCIONALIDADE

Leia mais

Performance Tuning. O que é, por onde começar e o que fazer? Fábio Prado. www.fabioprado.net

Performance Tuning. O que é, por onde começar e o que fazer? Fábio Prado. www.fabioprado.net Performance Tuning O que é, por onde começar e o que fazer? Fábio Prado Visão geral Nesta apresentação veremos: O que é Tuning? Objetivos do tuning Problemas mais comuns Onde e por que tunar? Atividades

Leia mais

Novidades Oracle 11g. Rio Grande Energia - RGE

Novidades Oracle 11g. Rio Grande Energia - RGE Novidades Oracle 11g Daniel Güths Rio Grande Energia - RGE 1 Agenda Oracle Database 11g new features SQL e PL/SQL new features Performance e gerenciamento de recursos Gerenciamento de mudanças Gerenciamento

Leia mais

Dispositivos de Armazenamento em massa. José Roberto B. Gimenez

Dispositivos de Armazenamento em massa. José Roberto B. Gimenez Dispositivos de Armazenamento em massa José Roberto B. Gimenez 2 Estrutura da apresentação O meio físico de armazenamento Interfaces de conexão ATA, SCSI, FC RAID array Sistemas de Armazenamento DAS, NAS,

Leia mais

Case SICREDI Migração SGBD Oracle 9i para 11g

Case SICREDI Migração SGBD Oracle 9i para 11g Uso irrestrito Case SICREDI Migração SGBD Oracle 9i para 11g Agenda O SICREDI Histórico Core Bank Objetivo do Projeto Resumo do Projeto Ofensores vs. Mitigadores Cenário do Projeto A Migração Após a Migração

Leia mais

Introdução. Durante o período de monitoração, a configuração sumária da instância alvo, que foi obtida dinamicamente, era a seguinte:

Introdução. Durante o período de monitoração, a configuração sumária da instância alvo, que foi obtida dinamicamente, era a seguinte: Introdução Com base nos dados coletados na máquina ACME Server, de 1/4/22, às :, até 13/5/22, às 23:, foi produzido o presente relatório de análise de performance para a instância ACME do SQL Server. Os

Leia mais

TRANSFORME SUA INFRAESTRUTURA DE BANCO DE DADOS

TRANSFORME SUA INFRAESTRUTURA DE BANCO DE DADOS TRANSFORME SUA INFRAESTRUTURA DE BANCO DE DADOS Bancos de dados como Oracle e SQL Server demandam latência consistentemente baixa e um desempenho excepcional de I/O para responder instantaneamente a consultas/transações

Leia mais

Instalação RAC10g em Linux

Instalação RAC10g em Linux Instalação RAC10g em Linux Humberto Corbellini humberto.corbellini@advancedit.com.br Agenda Visão Geral Storage compartilhado Hardware utilizado Sistema operacional Configuração de rede Drivers e opções

Leia mais

Servidor em rack PowerEdge R630. Especificações técnicas. Processador. Processadores Intel Xeon E5 2600 v3

Servidor em rack PowerEdge R630. Especificações técnicas. Processador. Processadores Intel Xeon E5 2600 v3 Servidor em rack PowerEdge R630 Especificações técnicas Processador Processadores Intel Xeon E5 2600 v3 Sistema operacional Microsoft Windows Server 2008 R2 SP1 (inclui Hyper-V ) Microsoft Windows Server

Leia mais

Sistema Integrado de Administração de Materiais e Serviços - SIAD Catálogo de Materiais e Serviços - CATMAS SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE)

Sistema Integrado de Administração de Materiais e Serviços - SIAD Catálogo de Materiais e Serviços - CATMAS SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE) SISTEMA DE ARMAZENAMENTO (STORAGE) Storage O subsistema de armazenamento de dados deverá ser do tipo bloco, disponibilizando nativamente componentes de hardware para armazenamento baseado em bloco, com

Leia mais

ESTRATÉGIAS DE OTIMIZAÇÃO NO SGBD MICROSOFT SQL SERVER 2008 R2 IREMAR NUNES DE LIMA 2

ESTRATÉGIAS DE OTIMIZAÇÃO NO SGBD MICROSOFT SQL SERVER 2008 R2 IREMAR NUNES DE LIMA 2 ESTRATÉGIAS DE OTIMIZAÇÃO NO SGBD MICROSOFT SQL SERVER 2008 R2 RAMON FELIPE MOREIRA DIAS DE SOUZA 1 IREMAR NUNES DE LIMA 2 Resumo: Este artigo identifica e discute diversas estratégias que podem ser utilizadas

Leia mais

AMBIENTES DE MISSÃO CRÍTICA ORACLE COM VMAX 3

AMBIENTES DE MISSÃO CRÍTICA ORACLE COM VMAX 3 AMBIENTES DE MISSÃO CRÍTICA ORACLE COM VMAX 3 PRINCÍPIOS BÁSICOS DE MISSÃO CRÍTICA Avançado Armazenamento híbrido com níveis de serviço com desempenho otimizado por flash em escala para cargas de trabalho

Leia mais

Desempenho do Pervasive PSQL v10. Principais Recursos de Desempenho do Pervasive PSQL. Pervasive PSQL v10 White Paper

Desempenho do Pervasive PSQL v10. Principais Recursos de Desempenho do Pervasive PSQL. Pervasive PSQL v10 White Paper Desempenho do Pervasive PSQL v10 Principais Recursos de Desempenho do Pervasive PSQL Pervasive PSQL v10 White Paper Junho de 2008 CONTEÚDO Introdução...3 Desempenho básico: mais memória e menos disco e

Leia mais

Sequência 18 Memória Cache

Sequência 18 Memória Cache Organização e Arquitetura de Computadores Sequência 18 Memória Cache Understand the CPU-to-memory gap Understand issues and opportunities to fill the CPU-to-memory gap Understand the memory to storage

Leia mais

PROPOSIÇÃO DE VALOR:

PROPOSIÇÃO DE VALOR: Caro Cliente, Na economia atual, você não pode permitir ineficiências ou sobreprovisionamento de nenhum recurso - recursos inativos custam dinheiro, recursos mal utilizados custam oportunidades. Você precisa

Leia mais

Tudo que você queria saber sobre o uso de discos em servidores PostgreSQL e tinha vergonha de perguntar. por Fábio Telles Rodriguez

Tudo que você queria saber sobre o uso de discos em servidores PostgreSQL e tinha vergonha de perguntar. por Fábio Telles Rodriguez Tudo que você queria saber sobre o uso de discos em servidores PostgreSQL e tinha vergonha de perguntar por Fábio Telles Rodriguez Agenda Discos Controladoras Storage RAID Sistemas de Arquivo Particionamento

Leia mais

Microsoft SQL Server 2008

Microsoft SQL Server 2008 Os efeitos de Unidades de memória em Estado Sólido sobre o Microsoft SQL Server 2008 Página 1 Índice Visão Geral... 3 Objetivos... 3 Principais resultados... 4 O Problema... 8 A Tecnologia... 8 A Metodologia

Leia mais

Infraestrutura de Hardware. Memória Virtual

Infraestrutura de Hardware. Memória Virtual Infraestrutura de Hardware Memória Virtual Perguntas que Devem ser Respondidas ao Final do Curso Como um programa escrito em uma linguagem de alto nível é entendido e executado pelo HW? Qual é a interface

Leia mais

Sistemas Operacionais: Sistema de Arquivos

Sistemas Operacionais: Sistema de Arquivos Sistemas Operacionais: Sistema de Arquivos Sistema de Arquivos Arquivos Espaço contíguo de armazenamento Armazenado em dispositivo secundário Estrutura Nenhuma: seqüência de bytes Registros, documentos,

Leia mais

Construindo Sistemas de Gravação e Reprodução de Dados de Áudio, Vídeo e GPS com a Plataforma PXI

Construindo Sistemas de Gravação e Reprodução de Dados de Áudio, Vídeo e GPS com a Plataforma PXI Construindo Sistemas de Gravação e Reprodução de Dados de Áudio, Vídeo e GPS com a Plataforma PXI André Oliveira Engenheiro de Vendas Bruno César Engenheiro de Sistemas 1 Denominador Comum em Sistemas

Leia mais

Capítulo 5 Gerência de Dispositivos

Capítulo 5 Gerência de Dispositivos DCA-108 Sistemas Operacionais Luiz Affonso Guedes www.dca.ufrn.br/~affonso affonso@dca.ufrn.br Capítulo 5 Gerência de Dispositivos Luiz Affonso Guedes 1 Luiz Affonso Guedes 2 Conteúdo Caracterização dos

Leia mais

EMC SYMMETRIX VMAX 10K

EMC SYMMETRIX VMAX 10K EMC SYMMETRIX VMAX 10K O EMC Symmetrix VMAX 10K com o ambiente operacional Enginuity oferece uma arquitetura de scale-out de várias controladoras com consolidação e eficiência para a empresa. O VMAX 10K

Leia mais

EMC DATA DOMAIN OPERATING SYSTEM

EMC DATA DOMAIN OPERATING SYSTEM EMC DATA DOMAIN OPERATING SYSTEM Potencializando o armazenamento de proteção da EMC PRINCÍPIOS BÁSICOS Desduplicação dimensionável e de alta velocidade Desempenho de até 58,7 TB/h Reduz de 10 a 30 vezes

Leia mais

FAMÍLIA EMC RECOVERPOINT

FAMÍLIA EMC RECOVERPOINT FAMÍLIA EMC RECOVERPOINT Solução econômica para proteção de dados e recuperação de desastres local e remota FUNDAMENTOS Maximize a proteção de dados de aplicativos e a recuperação de desastres Proteja

Leia mais

Oracle Database em High Availability usando Microsoft Windows Clusters Server (MSCS) e Oracle Fail Safe

Oracle Database em High Availability usando Microsoft Windows Clusters Server (MSCS) e Oracle Fail Safe Oracle Database em High Availability usando Microsoft Windows Clusters Server (MSCS) e Oracle Fail Safe Objetivos: Apresentar conceitos do Microsoft Windows Clusters Server Apresentar a arquitetura do

Leia mais

Requisitos de Hardware - Humanus

Requisitos de Hardware - Humanus 1 Requisitos Mínimos Hardware: 1.1 Client Servidor Processador Intel Xeon X3430 2.4GHz ou superior Disco Rígido de 500 GB ou superior Intel Pentium G6950 2.80GHz ou superior Memória de 2GB ou superior

Leia mais

A instância fica alocada na memória compartilhada (shared memory) e é a combinação do System Global Area (SGA) com os processos background Oracle.

A instância fica alocada na memória compartilhada (shared memory) e é a combinação do System Global Area (SGA) com os processos background Oracle. ESTRUTURAS DE ARMAZENAMENTO Instance Na instância são executados processos e espaços em memória, estes permitem ao Oracle cumprir com seu papel de manter a integridade, confidencialidade e disponibilidade

Leia mais

Real Application Cluster (RAC)

Real Application Cluster (RAC) Real Application Cluster (RAC) Anderson Haertel Rodrigues OCE RAC 10g anderson.rodrigues@advancedit.com.br AdvancedIT S/A RAC? Oracle RAC é um banco de dados em cluster. Como assim? São vários servidores

Leia mais

Funções de um SO. Gerência de processos Gerência de memória Gerência de Arquivos Gerência de I/O Sistema de Proteção

Funções de um SO. Gerência de processos Gerência de memória Gerência de Arquivos Gerência de I/O Sistema de Proteção Sistemas de Arquivos Funções de um SO Gerência de processos Gerência de memória Gerência de Arquivos Gerência de I/O Sistema de Proteção 2 Sistemas Operacionais Necessidade de Armazenamento Grandes quantidades

Leia mais

NAS Network Attached Storage

NAS Network Attached Storage NAS Network Attached Storage Evolução Tecnológica 1993 Primeiro appliance de storage NAS; 1996 Primeiro protocolo de backup em rede NDMP; 1996 Primeiro storage multi-protocolo UNIX/Windows; 1997 Primeiro

Leia mais

Questionamentos dos Representantes IBM. (Ação Global IBM InfoDive)

Questionamentos dos Representantes IBM. (Ação Global IBM InfoDive) Questionamentos dos Representantes IBM (Ação Global IBM InfoDive) Questão 01 2.1 Todos os sistemas bem como seus respectivos componentes de "software" e de "hardware" deverão ser novos, e deverão estar

Leia mais

INFRAESTRUTURA DA EMC PARA SISTEMAS DE BANCOS DE DADOS DE ALTO DESEMPENHO DA MICROSOFT

INFRAESTRUTURA DA EMC PARA SISTEMAS DE BANCOS DE DADOS DE ALTO DESEMPENHO DA MICROSOFT White paper INFRAESTRUTURA DA EMC PARA SISTEMAS DE BANCOS DE DADOS DE ALTO DESEMPENHO DA MICROSOFT EMC Symmetrix VMAX 40K, EMC XtremSF, EMC XtremCache, Gerenciamento simplificado de armazenamento com o

Leia mais

SISTEMA CONSOLIDADO DE PROCESSAMENTO DE DADOS ABRANGENDO SERVIDORES, REDE E DISPOSITIVOS DE ARMAZENAMENTO. Página 1 de 5

SISTEMA CONSOLIDADO DE PROCESSAMENTO DE DADOS ABRANGENDO SERVIDORES, REDE E DISPOSITIVOS DE ARMAZENAMENTO. Página 1 de 5 SISTEMA CONSOLIDADO DE PROCESSAMENTO DE DADOS ABRANGENDO SERVIDORES, REDE E DISPOSITIVOS DE ARMAZENAMENTO SUBITEM SERVIDORES DE APLICAÇÃO DESCRIÇÃO 1 PROCESSADORES 8 (oito) processadores com clock mínimo

Leia mais

EMC VMAX 10K BLOCK AND FILE

EMC VMAX 10K BLOCK AND FILE EMC VMAX 10K BLOCK AND FILE O EMC Symmetrix VMAX 10K File combina File e Block em uma verdadeira arquitetura scale-out multicontroladora nível 1 com consolidação, alta disponibilidade e eficiência para

Leia mais

Comparativo de desempenho do Pervasive PSQL v11

Comparativo de desempenho do Pervasive PSQL v11 Comparativo de desempenho do Pervasive PSQL v11 Um artigo Pervasive PSQL Setembro de 2010 Conteúdo Resumo executivo... 3 O impacto das novas arquiteturas de hardware nos aplicativos... 3 O projeto do Pervasive

Leia mais

Soluções econômicas de armazenamento para VMware View 4.5 habilitadas pelo EMC Unified Storage

Soluções econômicas de armazenamento para VMware View 4.5 habilitadas pelo EMC Unified Storage Soluções econômicas de armazenamento para VMware View 4.5 habilitadas pelo EMC Unified Soluções EMC para infraestrutura de informações Resumo As infraestruturas de desktop virtual apresentam uma nova maneira

Leia mais

ARMAZENAMENTO E COMPUTAÇÃO

ARMAZENAMENTO E COMPUTAÇÃO EMC SCALEIO SAN de servidor convergente definida por software PRINCÍPIOS BÁSICOS Apenas software Arquitetura convergida de camada única Capacidade de expansão linear Desempenho e capacidade sob demanda

Leia mais

Família Dell PowerVault MD. Armazenamento. modular. A família de storage Dell PowerVault MD

Família Dell PowerVault MD. Armazenamento. modular. A família de storage Dell PowerVault MD Família Dell PowerVault MD Armazenamento modular A família de storage Dell PowerVault MD Família Dell PowerVault MD A escolha acessível A família Dell PowerVault MD é uma escolha de armazenamento acessível

Leia mais

Palestrante: Leandro Carvalho. Palestrante: Francisco Ferreira. Moderador: Thiago Cardoso

Palestrante: Leandro Carvalho. Palestrante: Francisco Ferreira. Moderador: Thiago Cardoso Palestrante: Leandro Carvalho MVP Virtual Machine http://msmvps.com/blogs/msvirtualization twitter.com/leandroeduardo Palestrante: Francisco Ferreira Especialista em Virtualização http://ferreirafco.wordpress.com/

Leia mais

PROPOSIÇÃO DE VALOR:

PROPOSIÇÃO DE VALOR: Caro Cliente, Na economia atual, você não pode permitir ineficiências ou sobreprovisionamento de nenhum recurso - recursos inativos custam dinheiro, recursos mal utilizados custam oportunidades. Você precisa

Leia mais

Desduplicação na proteção de dados Definições e Aplicações. Marcelo Cariello e José Mota Consultor Técnico

Desduplicação na proteção de dados Definições e Aplicações. Marcelo Cariello e José Mota Consultor Técnico Desduplicação na proteção de dados Definições e Aplicações Marcelo Cariello e José Mota Consultor Técnico Dá pra viver sem Internet????? Evolução de TI sem volta!!! TI Verde Cloud-computing Virtualização

Leia mais

Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento S/A

Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento S/A PREGÃO PRESENCIAL N. 2010/169 OBJETO: AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE ARMAZENAMENTO EXTERNO - STORAGE E TAPE LIBRARY. Ref.: Esclarecimentos A unidade de Tape Library será instalada em servidor dedicado a

Leia mais

IBM Security SiteProtector System Guia de Instalação

IBM Security SiteProtector System Guia de Instalação IBM Security IBM Security SiteProtector System Guia de Instalação Versão 3.0 Nota Antes de usar estas informações e o produto suportado por elas, leia as informações em Avisos na página 71. Esta edição

Leia mais

Virtualização do Microsoft Exchange Server 2007 Com Microsoft Windows Server 2008 Hyper-V no IBM System x3850 M2 Com Processadores Intel Xeon

Virtualização do Microsoft Exchange Server 2007 Com Microsoft Windows Server 2008 Hyper-V no IBM System x3850 M2 Com Processadores Intel Xeon Microsoft Windows Server 2008 Hyper-V no IBM System x com processadores Intel Xeon Julho de 2009 Virtualização do Microsoft Exchange Server 2007 Com Microsoft Windows Server 2008 Hyper-V no IBM System

Leia mais

FAMÍLIA EMC VMAX3 VMAX 100K, 200K, 400K. Especificações

FAMÍLIA EMC VMAX3 VMAX 100K, 200K, 400K. Especificações FAMÍLIA EMC VMAX3 VMAX 100K, 200K, 400K A família EMC VMAX3 TM oferece o que há de mais novo em arquitetura scale-out de nível 1 e multicontroladora com solidez e eficiência inigualáveis para as empresas.

Leia mais

Ata de Registro de Preços. Vigência: 05/08/2013 à 05/08/2014

Ata de Registro de Preços. Vigência: 05/08/2013 à 05/08/2014 Ata de Registro de Preços EMPREL EMPRESA MUNICIPAL DE INFORMÁTICA DA PREFEITURA DO RECIFE Vigência: 05/08/2013 à 05/08/2014 Contato: Clarice Albuquerque Fone: 81-34718600 Email: adesao.arp@g3solutions.com.br

Leia mais

Oracle 10g ASM. Implementando o Automatic Storage Management

Oracle 10g ASM. Implementando o Automatic Storage Management Oracle 10g ASM Implementando o Automatic Storage Management Automatic Storage Management de clusters a máquinas multiprocessadas distribui o I/O entre os recursos elimina o balanceamento manual de I/O

Leia mais

Crash recovery é similar ao instance recovery, onde o primeiro referencia ambientes de instância exclusiva e o segundo ambientes parallel server.

Crash recovery é similar ao instance recovery, onde o primeiro referencia ambientes de instância exclusiva e o segundo ambientes parallel server. Recover no Oracle O backup e recuperação de dados em um SGBD é de grande importância para a manutenção dos dados. Dando continuidade a nossos artigos, apresentamos abaixo formas diferentes de se fazer

Leia mais

Arquitetura do Oracle Database 11g no Windows. Um artigo técnico da Oracle Julho de 2007

Arquitetura do Oracle Database 11g no Windows. Um artigo técnico da Oracle Julho de 2007 Arquitetura do Oracle Database 11g no Windows Um artigo técnico da Oracle Julho de 2007 Arquitetura do Oracle Database 11g no Windows Sumário Executivo... 3 Introdução... 3 Arquitetura do Oracle Database

Leia mais

Arquitetura e Organização de Computadores. Capítulo 6 Armazenamento e outros tópicos de E/S

Arquitetura e Organização de Computadores. Capítulo 6 Armazenamento e outros tópicos de E/S Arquitetura e Organização de Computadores Capítulo 6 Armazenamento e outros tópicos de E/S Material adaptado de: Patterson e Henessy, Computer Organization and Design 4 th Edition 2 Dispositivos de I/O

Leia mais

Aula 2 Arquitetura Oracle

Aula 2 Arquitetura Oracle Aula 2 Arquitetura Oracle Instancia Oracle Uma instância Oracle é composta de estruturas de memória e processos. Sua existência é temporária na memória RAM e nas CPUs. Quando você desliga a instância em

Leia mais

BACKUP E RECUPERAÇÃO OTIMIZADOS PARA AMBIENTES SAP, HABILITADOS POR EMC DATA DOMAIN E EMC NETWORKER

BACKUP E RECUPERAÇÃO OTIMIZADOS PARA AMBIENTES SAP, HABILITADOS POR EMC DATA DOMAIN E EMC NETWORKER White paper BACKUP E RECUPERAÇÃO OTIMIZADOS PARA AMBIENTES SAP, HABILITADOS POR EMC DATA DOMAIN E EMC NETWORKER Uma análise detalhada Resumo Resumo Este white paper descreve como as operações de backup

Leia mais

Compartilhamento de Dados em Storage de Alta Disponibilidade

Compartilhamento de Dados em Storage de Alta Disponibilidade Compartilhamento de Dados em Storage de Alta Disponibilidade Leonardo Antônio dos Santos¹ Orientadora Prof. Esp. Sabrina Vitório Oliveira Sencioles¹ Co-orientador M.Sc. Pedro Eugênio Rocha² ¹Faculdades

Leia mais

Sistema De Armazenamento De Dados Storage

Sistema De Armazenamento De Dados Storage Sistema De Armazenamento De Dados Storage SUBITEM ESPECIFICAÇÕES 1.0 1.1 1.2 1.3 1.4 1.5 DESCRIÇÃO O Sistema de Armazenamento deverá possuir no mínimo 60 TB (Sessenta Terabytes) líquidos livres para uso

Leia mais

EMC VSPEX PARA ORACLE DATABASE 11g OLTP (Online Transaction Processing, processamento de transações on-line)

EMC VSPEX PARA ORACLE DATABASE 11g OLTP (Online Transaction Processing, processamento de transações on-line) GUIA DE PROJETO EMC VSPEX PARA ORACLE DATABASE 11g OLTP (Online Transaction Processing, processamento de transações on-line) EMC VSPEX Resumo Este descreve como projetar recursos do Oracle Database virtualizado

Leia mais

SISTEMAS DE ARQUIVOS Sistemas operacionais

SISTEMAS DE ARQUIVOS Sistemas operacionais Técnico em Informática SISTEMAS DE ARQUIVOS Sistemas operacionais Professor Airton Ribeiro de Sousa Sistemas operacionais Sistema de Arquivos pode ser definido como uma estrutura que indica como os dados

Leia mais

IBM System Storage DCS3700

IBM System Storage DCS3700 DCS3700 Maximiza o desempenho, a escalabilidade e a densidade de armazenamento a um preço acessível Destaques Ganhar recursos de armazenamento denso altamente disponíveis e rápidos a um preço acessível

Leia mais

R E S U M O E X E C U T I V O. Oferecido por: EMC. Laura DuBois Agosto de 2013

R E S U M O E X E C U T I V O. Oferecido por: EMC. Laura DuBois Agosto de 2013 Matriz global: 5 Speen Street Framingham, MA 01701 EUA Tel.: +1 508-872-8200 Fax: +1 508-935-4015 www.idc.com B O L E T I M I N F O R M A T I V O R e v e l a n d o o p o d e r d o f l a s h c o m o V N

Leia mais

Oracle Database 11g: Novos Recursos para Administradores

Oracle Database 11g: Novos Recursos para Administradores Oracle Database 11g: Novos Recursos para Administradores Course O11NFA 5 Day(s) 30:00 Hours Introduction Este curso de cinco dias oferece a você a oportunidade de conhecer e fazer exercícios com os novos

Leia mais

Tecnologias de Construção de Memórias e Memórias RAM, entrelaçada e Virtual

Tecnologias de Construção de Memórias e Memórias RAM, entrelaçada e Virtual Tecnologias de Construção de Memórias e Memórias RAM, entrelaçada e Virtual Arquiteturas para Alto Desmpenho Prof. pauloac@ita.br Sala 110 Prédio da Computação www.comp.ita.br/~pauloac Tempos de Acesso

Leia mais

ANÁLISE COMPARATIVA DE DESEMPENHO DE FILESYSTEMS EM AMBIENTES VIRTUALIZADOS

ANÁLISE COMPARATIVA DE DESEMPENHO DE FILESYSTEMS EM AMBIENTES VIRTUALIZADOS ANÁLISE COMPARATIVA DE DESEMPENHO DE FILESYSTEMS EM AMBIENTES VIRTUALIZADOS Kleber José da Silva Professor da Faculdade Sumaré Mestre em Redes de Computadores kleber.silva@sumare.edu.br 2 RESUMO: Neste

Leia mais

Introdução à Organização de Computadores Memória Secundária

Introdução à Organização de Computadores Memória Secundária Introdução à Organização de Computadores Memória Secundária Arquitetura e Organização de Computadores Prof. Rossano Pablo Pinto, Msc. rossano at gmail com 2008 Tópicos Processadores Memória Principal Memória

Leia mais

Lendas do Oracle. Ricardo Portilho Proni ricardo@nervinformatica.com.br. TITLE Speaker

Lendas do Oracle. Ricardo Portilho Proni ricardo@nervinformatica.com.br. TITLE Speaker TITLE Speaker Lendas do Oracle Ricardo Portilho Proni ricardo@nervinformatica.com.br Esta obra está licenciada sob a licença Creative Commons Atribuição-SemDerivados 3.0 Brasil. Para ver uma cópia desta

Leia mais

Maior eficiência em ambientes SAP com o EMC Symmetrix FAST VP

Maior eficiência em ambientes SAP com o EMC Symmetrix FAST VP White paper Maior eficiência em ambientes SAP com o EMC Symmetrix FAST VP EMC GLOBAL SOLUTIONS Resumo Este white paper descreve o modo como o EMC Symmetrix VMAX FAST VP (Fully Automated Storage Tiering

Leia mais

Infraestrutura de Hardware. Entrada/Saída: Armazenamento

Infraestrutura de Hardware. Entrada/Saída: Armazenamento Infraestrutura de Hardware Entrada/Saída: Armazenamento Perguntas que Devem ser Respondidas ao Final do Curso Como um programa escrito em uma linguagem de alto nível é entendido e executado pelo HW? Qual

Leia mais

SOLUÇÃO DE ARMAZENAMENTO PROJETO STORAGE 1 PB

SOLUÇÃO DE ARMAZENAMENTO PROJETO STORAGE 1 PB SOLUÇÃO DE ARMAZENAMENTO PROJETO STORAGE 1 PB 1 Características Técnicas 1.1 Deverá ser ofertada Solução de Armazenamento com 1 (um) subsistema de discos. A capacidade mínima do subsistema deverá ser de

Leia mais

Carga Horária 40 horas. Requisitos Servidor Oracle 10G Ferramenta para interação com o banco de dados

Carga Horária 40 horas. Requisitos Servidor Oracle 10G Ferramenta para interação com o banco de dados Oracle 10g - Workshop de Administração I Objetivos do Curso Este curso foi projetado para oferecer ao participante uma base sólida sobre tarefas administrativas fundamentais. Neste curso, você aprenderá

Leia mais

MODULO II - HARDWARE

MODULO II - HARDWARE MODULO II - HARDWARE AULA 01 O Bit e o Byte Definições: Bit é a menor unidade de informação que circula dentro do sistema computacional. Byte é a representação de oito bits. Aplicações: Byte 1 0 1 0 0

Leia mais

www.en-sof.com.br SOLUÇÕES PARA CONTINUIDADE DO NEGÓCIO

www.en-sof.com.br SOLUÇÕES PARA CONTINUIDADE DO NEGÓCIO SOLUÇÕES PARA CONTINUIDADE DO NEGÓCIO 1 Soluções Oracle Voltadas à Continuidade dos Negócios Luciano Inácio de Melo Oracle Database Administrator Certified Oracle Instructor Bacharel em Ciências da Computação

Leia mais

Missão Oferecer soluções corporativas de TI que agreguem valor gerando um relacionamento de confiança e satisfação de longo prazo.

Missão Oferecer soluções corporativas de TI que agreguem valor gerando um relacionamento de confiança e satisfação de longo prazo. Atuando há mais de 20 anos, a Chip & Cia é uma empresa que se mantém sempre moderna e capacitada a fornecer consultoria, projetos e implementação de soluções completas em Infraestrutura de TI. A Chip &

Leia mais

Visão geral do produto EMC Data Domain

Visão geral do produto EMC Data Domain DATA SHEET Visão geral do produto EMC Data Domain com desduplicação para backup e recuperação de última geração Panorama dimensionável com desduplicação Desduplicação rápida e em linha Retenção ampliada

Leia mais

Armazenamento de Dados na Nuvem Google:

Armazenamento de Dados na Nuvem Google: Armazenamento de Dados na Nuvem Google: O Google File System Markus Endler PUC-Rio Agenda Características da Infra-estrutura Google Novos Requisitos Arquitetura Interação entre os componentes Operações

Leia mais

Artigo: Virtualização de Storages

Artigo: Virtualização de Storages Artigo: Virtualização de Storages por Diego Salim De Oliveira Primeiramente, é importante separar Storages com Características de Virtualização, de Virtualização de Storages. Storages com características

Leia mais

TRABALHO COM GRANDES MONTAGENS

TRABALHO COM GRANDES MONTAGENS Texto Técnico 005/2013 TRABALHO COM GRANDES MONTAGENS Parte 05 0 Vamos finalizar o tema Trabalho com Grandes Montagens apresentando os melhores recursos e configurações de hardware para otimizar a abertura

Leia mais

Até 256 GB de memória cache. Largura de banda da Virtual Matrix: 50 GB/s. Interconexão de I/O PCIe Gen 2. Oito engines do VMAX 40K.

Até 256 GB de memória cache. Largura de banda da Virtual Matrix: 50 GB/s. Interconexão de I/O PCIe Gen 2. Oito engines do VMAX 40K. EMC VMAX 40K O sistema de armazenamento EMC VMAX 40K oferece escalabilidade inigualável e alta disponibilidade para a empresa ao mesmo tempo em que proporciona a funcionalidade líder de mercado para acelerar

Leia mais

Sistemas Operacionais Gerência de Dispositivos

Sistemas Operacionais Gerência de Dispositivos Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul UEMS Curso de Licenciatura em Computação Sistemas Operacionais Gerência de Dispositivos Prof. José Gonçalves Dias Neto profneto_ti@hotmail.com Introdução A gerência

Leia mais

*O RDBMS Oracle é um sistema de gerenciamento de banco de dados relacional.

*O RDBMS Oracle é um sistema de gerenciamento de banco de dados relacional. Arquitetura Oracle e seus componentes Hoje irei explicar de uma forma geral a arquitetura oracle e seus componentes. Algo que todos os DBA s, obrigatoriamente, devem saber de cabo a rabo. Vamos lá, e boa

Leia mais

EMC SYMMETRIX VMAX 10K

EMC SYMMETRIX VMAX 10K EMC SYMMETRIX VMAX 10K Avançado, confiável, inteligente e eficiente O MAIS ACESSÍVEL ARMAZENAMENTO TIER-1 O sistema de armazenamento EMC Symmetrix VMAX 10K é uma nova classe de armazenamento corporativo

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA Nº 009/2015

CONSULTA PÚBLICA Nº 009/2015 CONSULTA PÚBLICA Nº 009/2015 TI STORAGE ESCLARECIMENTOS AOS QUESTIONAMENTOS APRESENTADOS PELAS EMPRESAS INTERESSADAS País: BRASIL Nome do Projeto: PLANO DE DESENVOLVIMENTO DA ADMINISTRAÇÃO FAZENDÁRIA DO

Leia mais

ALTO DESEMPENHO E EFICIÊNCIA DA EMC PARA MICROSOFT SQL SERVER

ALTO DESEMPENHO E EFICIÊNCIA DA EMC PARA MICROSOFT SQL SERVER White Paper ALTO DESEMPENHO E EFICIÊNCIA DA EMC PARA MICROSOFT SQL SERVER Otimize throughput muito alto para cargas de trabalho de OLTP do SQL Server Virtualize e consolide instâncias de banco de dados

Leia mais

FAMÍLIA EMC VPLEX. Disponibilidade contínua e mobilidade de dados nos datacenters e entre eles

FAMÍLIA EMC VPLEX. Disponibilidade contínua e mobilidade de dados nos datacenters e entre eles FAMÍLIA EMC VPLEX Disponibilidade contínua e mobilidade de dados nos datacenters e entre eles GARANTINDO DISPONIBILIDADE CONTÍNUA E MOBILIDADE DE DADOS PARA APLICATIVOS ESSENCIAIS A infraestrutura de armazenamento

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS. Storage HP - Sebrae do Paraná

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS. Storage HP - Sebrae do Paraná ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Storage HP - Sebrae do Paraná 2 Objetivos 1. Fornecer informações sobre ata de Registro de Preço vigente que incluem produtos, serviços, softwares e soluções HP. 2. Detalhar as

Leia mais

Exadata SIG. Gerenciamento de Recursos, da conexão ao I/O. Fernando Simon

Exadata SIG. Gerenciamento de Recursos, da conexão ao I/O. Fernando Simon Gerenciamento de Recursos, da conexão ao I/O Fernando Simon Agenda Apresentação; Consolidação; Gerenciamento de Recursos: Services; Instance caging; Resource Manager; IORM; Análise do ambiente Exadata:

Leia mais

EMC VSPEX PARA MICROSOFT SQL SERVER 2012 VIRTUALIZADO COM MICROSOFT HYPER-V

EMC VSPEX PARA MICROSOFT SQL SERVER 2012 VIRTUALIZADO COM MICROSOFT HYPER-V GUIA DE IMPLEMENTAÇÃO EMC VSPEX PARA MICROSOFT SQL SERVER 2012 VIRTUALIZADO COM MICROSOFT HYPER-V EMC VSPEX Resumo Este descreve, em um alto nível, as etapas necessárias para implementar várias instâncias

Leia mais

EMC VSPEX PARA O ORACLE DATABASE 11g OLTP VIRTUALIZADO

EMC VSPEX PARA O ORACLE DATABASE 11g OLTP VIRTUALIZADO GUIA DE PROJETO EMC VSPEX PARA O ORACLE DATABASE 11g OLTP VIRTUALIZADO EMC VSPEX Resumo Este descreve como projetar recursos do Oracle Database virtualizado na EMC VSPEX Proven Infrastructure apropriada

Leia mais

Guia de Introdução ao Symantec Protection Center. Versão 2.0

Guia de Introdução ao Symantec Protection Center. Versão 2.0 Guia de Introdução ao Symantec Protection Center Versão 2.0 Guia de Introdução ao Symantec Protection Center O software descrito neste documento é fornecido sob um contrato de licença e pode ser usado

Leia mais

Coerência de Cache. Protocolo de Coerência para processadores multi-cores baseados em barramentos

Coerência de Cache. Protocolo de Coerência para processadores multi-cores baseados em barramentos Coerência de Cache Protocolo de Coerência para processadores multi-cores baseados em barramentos Roteiro da Aula Multiprocessador Simétrico de Memória Compartilhada - SMP Problema Coerência e consistência

Leia mais

Um Resumo Técnico do HP Oracle Exadata Storage Server. Um artigo técnico da Oracle Outubro de 2008

Um Resumo Técnico do HP Oracle Exadata Storage Server. Um artigo técnico da Oracle Outubro de 2008 Um Resumo Técnico do HP Oracle Exadata Storage Server Um artigo técnico da Oracle Outubro de 2008 Um Resumo Técnico do HP Oracle Exadata Storage Server Grid O HP Oracle Exadata Storage Server... 3 Limites

Leia mais