ANOTAÇÕES. 1. Apresentação do Curso. Curso de Tron-Orc Básico Versão 7.5/ MS-Project

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANOTAÇÕES. 1. Apresentação do Curso. Curso de Tron-Orc Básico Versão 7.5/ MS-Project"

Transcrição

1

2 1. Apresentação do Curso Esta é uma apostila de referência do Curso Avançado para utilização do Tron-Orc 7.5 para Windows, ela deve ser usada durante o curso e como ferramenta para orientação no caso de dúvida na utilização do sistema. Para o melhor desempenho dos usuários para o aproveitamento do curso, é necessário algum conhecimento básico no em orçamento e planejamento de obras. Este curso será dividido nos seguintes tópicos: Noções de Orçamento para o Tron-Orc; Planejamento com integração com o MS-Project; Gerenciamento Real da Obra; Este Curso foi desenvolvido para ser dado em 6 horas e é indicado a estudantes e profissionais das áreas de engenharia e tecnologia na construção civil. A metodologia empregada neste curso é totalmente voltada à prática, e esta apostila funcionará como guia de consulta. Algumas informações adicionais podem ser colocadas nos versos das folhas impressas para ajudar o usuário numa consulta futura. 1

3 Nossa Obra Para facilitar, os alunos encontrarão as composições criadas no banco de dados e desenvolveremos esta obra no decorrer do curso. Nossa obra é a seguinte: Muro em Bloco Cerâmico, 14 cm, pilares de 20x14cm a cada 2,50m, sobre baldrame de 0,40x0,30m sobre brocas de 20cm. Chapisco 2 lados m 2.00 m 0,30 m Broca d=20cm, comprim=2,50m Na Página seguinte apresentaremos os dados levantados desta pequena obra, na verdade não há a necessidade do levantamento detalhado destes elementos neste curso, pois o intuito do mesmo não é de aprendermos a cadastrar uma obra mas sim de tirarmos mais informações da mesma. 2

4 Planilha de dados da obra Item Descrição Unidade Quantidade 01 FUNDAÇÃO LIMPEZA DO TERRENO Raspagem e limpeza manual de terreno PROFUNDA - BROCAS m Broca DE CONCRETO ARMADO, controle tipo ''C'', brita 1 e 2, fck=13,5 Mpa, Ø 25 cm RASA BALDRAMES Escavação MANUAL de vala em solo de 1ª categoria (profundidade: até 2 m) m³ Fôrma de madeira para fundação, com tábuas e sarrafos, 8 aproveitamentos m² Armadura de aço para estruturas em geral, CA-50, diâmetro até 10,0 mm, corte e dobra industrial, fora da obra Concreto estrutural dosado em central, fck 20 MPa kg 1200 m³ 12 m³ Transporte, lançamento, adensamento e fundação Reaterro MANUAL de vala apiloado m³ 9 02 IMPERMEABILIZAÇÃO IMPERMEABILIZAÇÃO DE BALDRAMES Impermeabilização de alvenaria de embasamento com argamassa de m² cimento e areia traço 1:3, com aditivo impermeabilizante, e=2 cm Impermeabilização de alicerce com tinta betuminosa em parede de 1 1/2 m tijolo ALVENARIA 100 m² Alvenaria de vedação com blocos cerâmico furado, 14 x 19 x 39 cm, espessura da parede 14 cm, juntas de 12 mm com argamassa industrializada ESTRUTURA Fôrma de madeira maciça para pilares, com tábuas e sarrafos m² 16, kg Armadura de aço para estruturas em geral, CA-50, diâmetro 8,0 mm, corte e dobra na obra Concreto estrutural dosado em central, fck 25 MPa m³ 2,3 05 REVESTIMENTO Chapisco para parede externa com argamassa de cimento e pedrisco traço 1:4, e=7 mm - (com mão-de-obra empreitada) m² m² acabamento do concreto em , Cadastrando a Obra Ao clicar em Obra - Nova, aparecerá a seguinte tela, para criação da nossa obra: a) Coloque aqui o nome da sua obra! b) Escolha o Tipo de Obra c) Escolha a origem do seu banco de dados Vazio (padrão), ou Demo (obra Pronta da Demonstração do sistema) 3

5 Após a criação da obra a tela mudará, ficará com todos os menus ativados conforme mostramos na tela abaixo: Podemos observar nesta tela resumida todo o menu ativo, nome da obra, o tipo, usuário e se o BDI está ativado. 2. Menus do Tron-Orc 2.1 Menu Obra Este menu já foi mostrado anteriormente para a criação de uma nova obra e seus itens estão a seguir: Abrir : Para abrir obras existentes Fechar : Fechar a obra aberta Nova : Criar obra nova 1, 2, 3 : Últimas obras abertas no Tron Sair : Sair do Tron-Orc 2.2 Menu Dados Neste menu você irá encontrar tudo referente a banco de dados, desde o cadastro de uma simples unidade de medida, até índices financeiros que poderão ser compartilhados com outros sistemas integrados ao TRON-ORC. Este menu é composto dos seguintes itens: 4

6 Unidades de Medida :Cadastro das unidades de medidas utilizadas para quantificação de insumos e serviços (composições,elementos etc.) Grupos de Insumos :Cadastro de grupos de insumos, servirá para Atualizar preços de insumos por grupos, efetuar recálculo de orçamento por valor de chegada, usando um ou mais grupos para iteração de preços, filtrar relatórios, outra, e talvez a mais importante utilização do Grupo de Insumo é para Diferenciar BDI por tipos de insumos diferentes.\ Insumos :Cadastro de todos insumos a serem utilizados nas composições, contendo todos os dados referentes a cada insumo (Preço, Data de ultima atualização, descrição completa, unidade de medida, éspecie e grupo ao qual esta associado) Composições unitárias : Cadastro de todas as composições do banco de dados disponíveis para serem utilizadas no plano de contas de um orçamento, nesse cadastro serão apresentados dados importantes como Descrição completa, unidade de medida, insumos necessários para execução deste serviço; contendo coeficiente, unidade de medida e preço unitário do insumo, além de um item de cadastro do caderno de encargo específico de cada composição, apresentado como uma tela texto. As composições unitárias estão dispostas três guias, Composições, Relação de Itens e Custo Unitário. 5

7 o Composições : Cadastro de todas as composições necessárias para execução da obra. o Relação de itens : Relação dos insumos ou composições necessários para execução do serviço, contendo unidade de medida, coeficiente e preço unitário. o Custo Unitário : :Totalização de preço da composição, separando preços de materiais, ferramentas, equipamentos, mão-de-obra direta, mão-de-obra empreitada, Leis Sociais e BDI. Elementos Construtivos : Refere-se ao cadastro de elementos construtivos, como o próprio nome diz, é o um conjunto de composições que agrupadas formam um elemento construtivo, que pode ser uma parede, uma viga de concreto armado, uma porta uma laje, e assim por diante. Por exemplo, digamos que queiramos montar um elemento construtivo formado de composições suficientes para executar uma parede em alvenaria revestida e pintada numa face e na outra face revestida com azulejo, para tal teríamos as seguintes composições: o Alvenaria; o Chapisco (nas duas faces); o Emboço (nas duas faces); o Reboco (uma face); o Azulejo (uma face); o Pintura latex (uma face). 6

8 Isso pode se tornar mais útil quando utilizado em companhia de fórmulas para cálculo que podem associar um elemento construtivo com alguns sistemas específicos de CAD (ex. Arqui-3D).!!! Dados da Obra : Cadastro do plano de contas da obra (planilha orçamentária), a grande vantagem do TRON-ORC sobre a maioria dos softwares do mercado,é a versatilidade de dividir e sub-dividir toda a obra em função de suas fases etapas etc. Para o antigo usuário do Tron em DOS, observará que agora existem 8 níveis de hierarquia de fases e etapas para o cadastramento, enquanto que na versão em DOS, tínhamos apenas 5 níveis. Os níveis de cadastramento podem levar o nome que o usuário quiser, mas no padrão do sistema a descrição vem da seguinte forma: Nível 1 Nível 2 Nível 3,4,5,6 Nível 7 Nível 8 - Obra - Fase - Sub-etapas - Elemento construtivo - Composições A tela do Dados da obra é apresentada assim: o o o o o Referência: Código criado conforme especificações do usuário para níveis de 2 a 6, ou conforme cadastro para os níveis 7 e 8; Descrição: Descrição do usuário para níveis de 2 a 6, e automático para níveis 1, 7 e 8; Quantidade: Quantidade do item referenciado; Unid: Unidade de medida do item; BDI: BDI do item (afeta apenas o item e seus sub-itens, não afetando o cadastro de composições). 2.3 Menu Relatórios Neste menu estão as opções de saída dos relatórios, os quais são descritos a seguir: Gerador : Gerador de relatórios com assistente para definição de formatações (colunas a serem impressas, classificações e etc). Orçamento : relatórios de orçamento salvos para execução imediata, disponível á todas as obras o Banco de orçamentos : relatórios de orçamento formatados e salvos; o Custos Unitários : relatórios de composições de custos unitários formatados e salvos. Planejamento : relatórios de planejamento salvos para execução imediata, disponível á todas as obras o Cronograma físico financeiro relatórios de Cronograma formatados e salvos; o Gráfico de Insumos no tempo Gráfico de insumo em forma de histogramas, com apresentação de até 5 insumos de mesma unidade em mesmo gráfico. Acompanhamento : relatórios salvos para execução imediata, disponível á todas as obras o Banco de acompanhamentos : relatórios de acompanhamento formatados e salvos; o Curvas Financeiras Curvas comparativas (orçado / previsto / executado / gasto / recebido); o Cronograma Físico Previsto x Realizado Elaboração de cronograma comparativo (exige definição de tempo de execução nas composições). 7

9 3. Planejamento 3.1 Planejando com o MS-Project uma Obra do Tron-Orc O Tron-Orc integra-se de maneira direta com o MS-Project graças a um aplicativo desenvolvido pela Tron Informática o qual aproveita da a estrutura do orçamento e seus recurso ajustados pelas composições unitárias, de forma tal a minimizar todo o trabalho do planejador ao processo de ligar as atividades do seu plano de contas da obra. Este Módulo e instalado via DLL no MS-Project e anexado a uma instalação do Tron-Orc. Após selecionar a obra a ser importada do Tron-Orc, teremos ela assim dispota: 4. Relatórios Preliminares (orçamento e planejamento) Com todos os dados inseridos, concluímos a primeira parte da inserção de dados do TRON, isso podemos tirar nossos primeiros relatórios que são os de Orçamento e Planejamento. Para iniciarmos a área de relatórios, iniciemos pelo menu Relatórios. Neste menu temos 4 opções de saída, Gerador, Orçamento, Planejamento e Acompanhamento, estes itens já foram descritos na seção 2 desta apostila, portanto "vamos ao que interessa", no gerador temos o controle fino de todos os dados que serão impressos, bem como a inserção de figuras logotipos etc., nos demais menus são gerados relatórios pré configurados no TRON como curvas, planilhas, relatórios gerados pelo gerador e gravados, etc Gerador Ao clicarmos no gerador temos a seguinte tela de escolha do tipo de relatório Assistente de Orçamento: Nível de abrangência do relatório, todos os níveis cadastrados nas opções e no item dados da obra. Tipo de planilha:abc, Alfabética, Ordem de cadastro. São a ordem de apresentação Escolha os campos das colunas a serem impressas. Espécies de insumos são os tipos de insumos que formarão o resultado do orçamento. Caso não queira todas na mesma coluna de resultado podem ser separados colocando 1,2,3... Para que uma certa espécie não apareça, basta colocar 0 8

10 Custos Unitários: Aqui é de onde se tira as composições de preços unitários (CPU), as composições são geradas em assistente, e tem as mesmas características que o assistente de orçamento! ATENÇÃO Para justificativas de preço, as considerações feitas no relatório de custos unitários, ABC, e Orçamento (planilha), deverão ser as mesmas para que os resultados sejam iguais! As considerações são Leis Sociais, BDI, e Saída de valores (exato, arredondado...), pois cada consideração desta poderá ocasionar um resultado diferente! Cronograma Físico-Financeiro: Como nos outros assistentes, Você poderá definir aqui o tipo de relatório, você poderá tirar um relatório de utilização de insumos, serviços, etc. A flexibilidade desse relatório faz com que você tire uma enormidade de apresentações e todas podem ser definidas pelo tipo de relatório, físico, financeiro, com porcentagem, quantidade; ou nos períodos que você determina tanto data de início, como tamanho do período: 4.2. Orçamento Os relatórios pertinentes a este menu, são os mesmos do Assistente, apenas que direciona para banco de modelos de relatórios já gravados (tópico de aula). Para os obrigado Assistente é um gerador, onde se monta o relatório com parâmetros padronizado s (nem todos os tipos de relatórios já gravados não é possível relatório apossuem, entrar no gerador-assistente! apenas os mais modificá-los por este menu, você é utilizados Planejamento Aqui apresentamos além dos relatórios gravados no assistente de cronograma físico financeiro, também os relatórios de gráficos de insumos no tempo, que nos dão diversas comparações para análise de insumos e histogramas. 9

11 5. Acompanhamento Após tirarmos todos os relatórios orçamentários e de planejamento, vamos nos preocupar com o andamento da obra, um dos relatórios que deveríamos ter tirado, era dos valores dos insumos, pois devemos agora verificar os valores finais do nosso orçamento, para tal devemos fazer uma análise minuciosa sobre os valores dos insumos inseridos. Após termos em mãos os insumos e averiguar os seus valores, vamos atualizar os preços destes insumos, de maneira bem simples, clique em utilitários - atualizar preços de insumos - digitando numa planilha, e será apresentada a tela: Desta tela gerará uma planilha com os insumos que você definir, bastando apenas atualizar seus preços Orçamento Gravado Próximo passo é gravar o orçamento final para acompanhamento, tecle: utilitários - orçamento gravado: Clique em incluir, dê um nome e tecle confirma, e já tenha um orçamento gravado! Clique agora em selecionar, e comece a utilizar seu gravado 001, tudo que você alterar aqui não afetará seu orçamento principal, pode até recalcular o orçamento. Tecle em Recalcular e escolha o valor e a opção para recálculo! O orçamento gravado será utilizado para comparações de orçamentos atuais, para que possamos tirar as curvas previsto x orçado x realizado e todas os relatórios pertinentes a esta área. 10

12 5.2. Serviços Executados Como já foi visto no item 2 desta apostila os serviços executados são gerados com base no plano de contas da obra, qualquer alteração deste plano de contas, passará imediatamente a fazer parte da planilha de serviços executados. Os dados podem, ser digitados em quantidades ou porcentagens, e estas podem ser acumuladas ou parciais, a gosto do "freguês". Todos serviços quando iniciados, deverão ser lançados com quantidade zero (zero é um lançamento também, indica o início do serviço na data mencionada) Gastos Realizados O lançamento de gastos realizados deve ser feito após a chegada do material, com o pedido ou nota fiscal, estes lançamentos são de vital importância, pois eles geram os dados financeiros da obra, e devem ser lançados nos locais apropriados do plano de contas da obra. Data da Entrada do material para sua aplicação em um determinado local (cada empresa deve estipular com que data trabalhar). Parcelamento de pagamento, por exemplo faturamento 28 dias deve apresentar: 028/ Clique com o botão direito e escolha o insumo ATENÇÃO O custo a ser digitado aqui é o Total que aparece na NOTA, cuidado que o TRON apresenta para você o custo unitário antes que você digite o valor da nota para que você compare se a compra foi bem feita No nível, clique com o botão direito do mouse e escolha selecionar nível. E aparecerá uma tela com os dados do plano de contas. 11

13 O lançamento correto gera confiabilidade nos resultados extraídos do sistema. O TRON-ORC tem uma série de relatórios que envolvem estes dados de gastos realizados, confrontando-os com os serviços executados, orçamento gravado e orçamento atual. Os gastos realizados devem ser lançados tomando algumas precauções: Para cadastro na nossa obra exemplo utilizemos os seguintes dados de gastos realizados 6. Relatórios de Acompanhamento Estes relatórios são os mais importantes no gerenciamento de uma obra, eles podem mostrar se a obra está no vermelho ou não. Os relatórios referentes a esta seção podem ser tirados no menu relatório, utilizando o gerador com assistente, utilizando o banco de acompanhamentos ou tirando relatórios de curvas financeiras. No assistente a metodologia de trabalho é a mesma das outras seções, não sendo necessárias maiores informações. 6.1 Assistente O assistente do Banco de Acompanhamentos deve ser usado para criar modelos de relatórios de acompanhamento e também de planejamento da execução da obra, como comparativos orçado / previsto / executado / gastos / receitas, previsões de compras e previsões de gastos. Embora relatórios deste tipo também possam ser configurados pelo Gerador de Relatórios, o assistente é dotado de uma interface de configuração mais amigável e apresenta alguns recursos que não estão disponíveis no gerador. Ao ser aberto o assistente, aparecerá carregada nele a última configuração utilizada. Se você deseja carregar uma outra configuração (modelo) salva anteriormente através do comando [Salvar] do Gerador de Relatórios, clique no botão [Carregar], que tem o mesmo efeito do comando [Abrir] do gerador. O quadro Níveis de emissão permite selecionar os níveis da obra que deverão ser consultados ou que deverão constar no relatório. No quadro Espécies de insumos você pode estabelecer um filtro de abrangência por espécies de insumos, e pode ainda selecionar se deseja ou não a especificação das Leis Socais e BDI em separado. Selecione as caixas de verificação das opções desejadas. A caixa Tipo de classificação permite selecionar diferentes formas de ordenamento dos itens na planilha do relatório. Em Informações complementares você pode selecionar algumas opções de configuração específicas deste assistente: Somar os itens iguais lhe dá opção de totalizar em conjunto itens repetidos. Emitir valor zero permite constar ou não no cronograma itens com custo zero. Você pode ainda, querendo, configurar um nível de salto de página forçada. Na caixa Campos para impressão você define o conteúdo e leiaute do relatório em termos de campos de dados, selecionando as caixas de verificação das colunas que deseja, e estabelecendo a seqüência das mesmas. Se você deseja inserir no cronograma o logotipo de sua empresa, ou uma imagem qualquer, clique na caixa Logomarca e, na janela de seleção de imagens fornecida, escolha qualquer arquivo de imagem do tipo BMP. Para excluir uma imagem previamente selecionada, clique o botão direito do mouse sobre a caixa Logomarca. A imagem será inserida no lado esquerdo do cabeçalho do relatório. 12

14 Se você deseja gerar imediatamente o relatório, clique no botão [Executar]. Antes de iniciar os cálculos, o TRON-ORC fornecerá a caixa de diálogo Período do Banco de Acompanhamentos, onde você poderá selecionar um índice financeiro para correção financeira dos valores monetários, e o período a ser abrangido pelo relatório. Depois disto serão executados alguns cálculos seqüenciais e por último o cronograma será apresentado no Visualizador de Relatórios. Se você preferir, clique no botão [Gerador] e a configuração feita no assistente será transferida para o Gerador de Relatórios, já convertida para a linguagem deste, onde você ainda poderá introduzir algumas alterações com os comandos e recursos do próprio gerador. Existem alguns recursos de configuração que somente estão disponíveis no Gerador de Relatórios, como a seleção de diferentes fontes de caracteres, cores, inserção de elementos gráficos, destaques, fórmulas, determinados filtros, e outros mais. Se você precisa de um desses recursos, deve obrigatoriamente completar a configuração no Gerador de Relatórios Banco de acompanhamentos É o banco onde se encontram os Relatórios de acompanhamento salvos. 6.3 Curvas Financeiras É um dos relatórios mais interessantes do TRON, onde você compara em curvas todos os dados de acompanhamento. -Curva Prevista (atual); -Curva do Orçado (referente ao orçamento Gravado Selecionado); -Gastos Realizados (NF de insumos comprados); -Recebimentos (Fatura); -Custo Executado (Físico multiplicado pelo Previsto ou pelo orçado) -Período (início e Fim) -Índice de Reajuste (Escolha o índice de reajuste para tirar todas as curvas sobre a mesma data base) -Valores Acumulados (Habilita sair em valores acumulados Deve-se habilitar este verificador para tirar Curva S) 6.4 Cronograma Previsto x Realizado Este relatório gráfico é alimentado pelo cruzamento do planejamento inserido pelas datas do Dados da Obra com informações alimentadas pelos Serviços Executados. Período Mínimo 3, e máximo 36 % Executado O valor do executado em percentual é calculado pelo peso do item da obra, este é calculado em função do tempo de execução que é informado na tela de composições unitárias 13

15 Dicas a. Teclas de Atalho Teclas Função Teclas de Atalho Procedimentos Ctrl+I Criar composições a partir do insumo. Esta opção permite criar uma composição baseado em um insumo, assim não será necessário cadastrar a composição novamente, pois ela é automaticamente incluída. Ctrl+F Verificar todas as composições em que o insumo está inserido Esta opção permite verificar todas as composições em que o insumo está inserido, existindo a possibilidade de imprimir esta lista. Ctrl+C Ctrl+V Copiar um insumo para outra obra. Se existe algum insumo que você gostaria de incluir em outra obra, é só usar este recurso. O mesmo recurso poderá ser utilizado para composições, no entanto, é importante que a referência dos insumos e composições contidos na composição a ser copiada, estejam cadastrados na obra de destino. F9 Inserir a data de hoje automaticamente em qualquer campo de data. Para facilitar a digitação, basta apenas pressionar a tecla F9, que automaticamente aparecerá a data de hoje(data do Windows). Procurar por um item específico em campos que o conteúdo é relacionado com outro cadastro. Esta é uma maneira rápida de buscar ou selecionar qualquer item em qualquer campo que possua o botão de Busca e Seleção [...]. Pressione a tecla F4, automaticamente será mostrado uma janela com todos os itens referentes ao cadastro deste campo. Em alguns casos, pode-se selecionar mais que um item de uma única vez. Para selecionar uma sequência de itens, selecione o primeiro item com [Shift] pressionado. Em seguida selecionado o último item novamente com [Shift] pressionado. O intervalo de itens entre o primeiro e o segundo estarão marcados como selecionados. Para selecionar vários itens, e que não estejam em sequência, mantenha o [Ctrl] pressionado enquanto você seleciona os itens. F4 eng. Edmilson Corrêa De Souza Ir no cadastro de Insumos; Selecionar um insumo; Teclar Ctrl+I; Confirmar a mensagem; Verificar no cadastro de composições o novo registro. Ir no cadastro de Insumos; Selecionar um insumo; Teclar Ctrl+F; Aparecerá uma janela com todas as composições que possuem aquele insumo. Ir no cadastro de Insumos; Selecionar um insumo; Teclar Ctrl+C; Entrar na outra obra; Ir no cadastro de Insumos; Teclar Ctrl+V; O insumo automaticamente será incluido na nova obra. Selecione qualquer campo em que indique a data; Tecle F9; Aparecerá automaticamente a data de hoje (data do Windows). Entre em um campo com o botão [...]; Tecle F4; Escolher o item desejado.

16 b. Detalhes sobre Relatórios Informações sobre os filtros e fórmulas nos relatórios FILTROS Muitas vezes, deseja-se tirar relatórios de apenas algumas informações nos relatórios. Por isso, encontram-se no gerador de relatórios, os filtros do relatório. Existem duas formas de filtrar as informações do relatório, os filtros [Fixos] e os [Solicitados ao Executar]. Os [Fixos], como o próprio nome sugere, são aqueles em que serão sempre dessa forma, com esse valor fixo ou até mesmo algo temporário, mas pré definido o que será filtrado antes. Os [Solicitados ao Executar] são aqueles em que podemos configurar um filtro mas sem definir valores, apenas filtrar por determinado campo. O valor deste campo será definido instantes antes da visualização do relatório. São utilizados, por exemplo, para ver uma determinada obra, fornecedor, insumo, composição, etc num instante, e outros em outro momento. Para conseguir realizar esta operação, clique no botão com desenho de um funil com uma bolinha azul em cima. Filtros [FIXOS]: Na guia de filtros [Fixos], a lista [Arquivos] mostra os arquivos selecionados neste relatório. A lista [Campos] mostra todos os campos de dados válidos para o arquivo selecionado, independendo se estão ou não em uso no relatório. Selecione na lista arquivos o nível (insumos, fornecedores, obra, fase, etc) pela qual deseja filtrar e na caixa campos, qual vai ser o campo a ser filtrado (referência, código reduzido, descrição, etc). Após ter escolhido o campo a ser filtrado, arreste-o para a linha da [Expressão 1] (localizada a direita). Nessa linha ficará descrito o nível e o campo (p.e. Nível2.Referência). Esse será o caminho para localizar o campo a ser filtrado que deve ser definido na [Expressão 2], após ter selecionado o [Operador de Comparação] (=, <>, >,>=,<,<=, contém, contido). Em seguida, clique no botão com o desenho de (+FILTRO). Aparecerá na relação de [Filtros Configurados] a confirmação da linha cadastrada ([F]Nível2.Referência = 01). Se deseja fazer uma comparação, solicitando um intervalo, poderá ser feito da seguinte forma: 1º) Escolher quais serão os níveis que aparecerão no relatório e os principais campos de impressão; 2º) Clicar no botão do filtro; 3º) Na guia de [Fixos], em [Campos Disponíveis] [Arquivos], escolher o nível a ser filtrado e em [Campos] qual será o campo e selecioná-lo. 4º) Após a seleção, arraste o campo selecionado para a linha da [Expressão 1:]. Irá mostrar uma linha com o nível e o campo selecionado. 5º) No [Operador de Comparação], escolher o [=] e o menor intervalo desejado. 6º) Na [Expressão 2:], escreva qual vai ser esse menor valor (referência/descrição/código...). Se for campo alfanumérico (referência/descrição/unidade...), esse valor deverá estar entre aspas ( ) e se for um campo numérico (código reduzido/custos unitários/custos totais), basta escrever o valor. 7º) Confirmar clicando no botão [+FILTRO]. A primeira parte do filtro está configurada, agora deverá ser feito a outra parte. 8º) Antes de prosseguir, clicar no [Operador Lógico] [+E]. 9º) Como os campos configurados anteriormente permaneceram na tela, basta trocar o [Operador de Comparação], para [=] e o maior intervalo desejado. 10º) Na [Expressão 2:], escreva qual vai ser esse maior valor (referência/descrição/código...). Se for campo alfanumérico (referência/descrição/unidade...), esse valor deverá estar entre aspas ( ) e se for um campo numérico (código reduzido/custos unitários/custos totais), basta escrever o valor. 11º) Confirmar clicando no botão [+FILTRO]. Em [Filtros Configurados] deverá aparecer as duas linhas de filtro com o [Operador Lógico] entre eles. Confirme a operação e confira o resultado final. Filtros [SOLICITADOS AO EXECUTAR]: Na guia de filtros [Solicitados ao Executar], na lista [Arquivo] aparecem todos os arquivos selecionados no relatório. Na lista [Campos] são mostrados todos os campos de dados válidos para o arquivo selecionado, independendo se estão ou não em uso no relatório. Selecione na lista arquivos, o arquivo pela qual deseja filtrar (obra, fase, etapa, insumos, etc) e na lista de campos, qual vai ser o campo a ser filtrado (referência, código reduzido, descrição, etc). Após ter escolhido o campo a ser filtrado, arreste-o para a linha da [Expressão 1] (localizada a direita). Nessa linha, ficará descrito o nível e o campo (Nível2.Referência). Esse será o caminho para localizar o campo a ser filtrado. Selecionar qual será o [Operador de Comparação] (=, <>, >,=,<,=, contém, contido). Em [Forma de Entrada], escolha [Campo Simples]. A caixa [Valor padrão] é de uso opcional. Se você digitar um valor (constante), tal valor será automaticamente sugerido como padrão na referida caixa de diálogo. Confirme clicando em [+FILTRO]. Insira o [Operador Lógico] e o filtro configurado tantas vezes que achar necessário, sendo que o último não deverá ser um operador lógico. Maiores informações e exemplos, poderão ser encontrados no Help on-line. eng. Edmilson Corrêa De Souza

17 FÓRMULAS Existem determinados relatórios em que se exigem campos adicionais, fórmulas matemáticas diferenciadas, totais de níveis filtrados entre outros que se façam necessários. Para isso, foi desenvolvido no Gerador de Relatórios as fórmulas, representada pelo botão fx. Antes, precisamos definir que tipo fórmula será necessária. Podemos multiplicar quantidade de insumo (unitário) pelo quantidade da composição e obter quantitativos por m2, m3 ou kg, dependendo da unidade relacionada. Então, será feito uma fórmula onde multiplicaremos a quantidade do insumo pela quantidade da composição. Clique nele e em seguida no nível da obra em que será aplicada, que nesse caso, é o nível insumo. Abrirá uma tela de FÓRMULA. Agora, clique em [Acrescentar Campo] escolhendo nível composição e em seguida quantidade. Adicionar o operador de cálculo, que nesse caso é a multiplicação. Escolher o segundo campo, [Acrescentar Campo] nível insumo e campo quantidade. Na linha de expressão aparecerá assim: Nível Composição.Quantidade * Nível Insumo.Quantidade. Logo abaixo, existe a opção de quantidade de decimais. Esta, deverá ser definida conforme necessidade. Pode-se [Confirmar]. Conforme o local que foi selecionado para inserção do campo, será mostrada a fórmula inteira, no entanto, é preciso diminuí-la, pois o campo completo ocupa lugar em vão. Procurar também, colocar o novo campo num local adequado no relatório. Não esquecer de salvar, caso deseja guardar para futuros relatórios. Maiores informações e outros modelos poderão ser vistos no Help on-line. Personalização de relatórios Com a grande flexibilidade que o Gerador de Relatórios oferece, não vão faltar opções para personalizar o relatório da forma desejada. A forma de personalizar é semelhante há alguns aplicativos da Microsoft, como recortar, copiar e colar, alinhar objetos, configurar impressora, margens, filtrar informações, criar fórmulas, ordenar relatórios, criar objetos gráficos, alterar tipo, tamanho e cor da fonte e outras opções disponíveis. A página do GR é dividida em três partes; o cabeçalho, o corpo e o rodapé. Eles estão divididos pela tarja cinza, podendo ampliar ou diminuir até os seus limites, bastando clicar na tarja e arrastar para cima ou para baixo. Para selecionar o campo (que são os em amarelo), basta clicar com o mouse. Ao redor de cada, ficará com uns pontinhos pretos. Para movê-lo de lugar, poderão utilizar o mouse ou o teclado através do [Ctrl + setinhas]. Para redimensionar e aumentar, a operação é semelhante, podendo utilizar o mouse ou através do [Shift + setinhas]. Pode-se utilizar o mesmo recurso para aumentar o tamanho dos níveis entre si, deixando apenas, o nível a ser ampliado selecionado. Desejando selecionar vários campos, para alinhar, trocar a fonte ou tamanho, terão que apertar o [Shift] e com a seta do mouse, ir selecionado um a um. Ou ainda, se deseja selecionar todos da mesma parte (cabeçalho, corpo e rodapé), com o botão do mouse direito, escolha [Selecionar tudo]. Preferindo alterar o tipo da fonte, o tamanho ou cor, selecione os campos desejados e em seguida substitua. Ao fazer qualquer alteração, os campos permanecerão no mesmo tamanho, não redimensionando, para que não se perca a formatação em espaço horizontal ou vertical. Para inserir um objeto gráfico, selecione um dos três tipos disponíveis, que são: a linha, o retângulo ou ainda, o retângulo com os cantos arredondados. Na área do relatório, após ter escolhido o objeto, clique no ponto inicial do campo e arraste até o final do campo. Se foi selecionado um dos retângulos, será necessário seleciona-lo e com o botão do mouse direito, [Enviar para trás]. Pode-se ainda, alterar a cor ou estilo da linha e do preenchimento. Realizando qualquer alteração, sempre selecionar o objeto a ser alterado. eng. Edmilson Corrêa De Souza

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet Manual do Usuário Copyright 2014 - ControleNaNet Conteúdo A Ficha de Vendas...3 Os Recibos...6 Como imprimir?...7 As Listagens...9 Clientes... 10 Consulta... 11 Inclusão... 13 Alteração... 14 Exclusão...

Leia mais

Microsoft PowerPoint

Microsoft PowerPoint Microsoft PowerPoint Microsoft PowerPoint é utilizado para desenvolver apresentações. Os trabalhos desenvolvidos com este aplicativo normalmente são apresentados com o auxílio de um datashow. Apresentações

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS 1 CADASTRANDO CLIENTES 1.1 BUSCANDO CLIENTES 1.1.1 BUSCANDO CLIENTES PELO NOME 1.1.2 BUSCANDO CLIENTES POR OUTRAS BUSCAS 1.2 CAMPO OBSERVAÇÕES 1.3

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA SECRETÁRIAS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA SECRETÁRIAS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA SECRETÁRIAS 1 - A TELA AGENDA 1.1 - TIPOS DE AGENDA 1.1.1 AGENDA NORMAL 1.1.2 AGENDA ENCAIXE 2 - AGENDANDO CONSULTAS 2.1 - AGENDANDO UMA CONSULTA NA AGENDA

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS 1 CADASTRANDO CLIENTES 1.1 BUSCANDO CLIENTES 1.1.1 BUSCANDO CLIENTES PELO NOME 1.1.2 BUSCANDO CLIENTES POR OUTRAS BUSCAS 1.2 CAMPO OBSERVAÇÕES

Leia mais

Microsoft Excel 2000. Alan Cleber Borim - alan.borim@poli.usp.br. http://www.pcs.usp.br/~alan

Microsoft Excel 2000. Alan Cleber Borim - alan.borim@poli.usp.br. http://www.pcs.usp.br/~alan Microsoft Excel 2000 Alan Cleber Borim - alan.borim@poli.usp.br http://www.pcs.usp.br/~alan Microsoft Índice 1.0 Microsoft Excel 2000 3 1.1 Acessando o Excel 3 1.2 Como sair do Excel 3 1.3 Elementos da

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA SECRETÁRIAS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA SECRETÁRIAS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA SECRETÁRIAS 1 - A TELA AGENDA 1.1 - TIPOS DE AGENDA 1.1.1 AGENDA NORMAL 1.1.2 AGENDA ENCAIXE 2 - AGENDANDO CONSULTAS 2.1 - AGENDANDO UMA CONSULTA NA

Leia mais

Pedido de Bar Sistema para controle de pedido de bar

Pedido de Bar Sistema para controle de pedido de bar Pedido de Bar Sistema para controle de pedido de bar Desenvolvido por Hamilton Dias (31) 8829.9195 Belo Horizonte hamilton-dias@ig.com.br www.h-dias.cjb.net ÍNDICE Introdução...3 Implantação...3 Instalação...3

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA III APOSTILA VISUAL

INFORMÁTICA APLICADA III APOSTILA VISUAL INFORMÁTICA APLICADA III APOSTILA VISUAL ACRESCENTANDO UMA NOVA COMPOSIÇÃO UNITÁRIA DE CUSTO AO BANCO GERAL DE DADOS (cunitgr.xls) Os arquivos cunitgr.xls e Bennett Profissional 04.xls são "pastas de trabalho"

Leia mais

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Estoque)

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Estoque) SuperStore Sistema para Automação de Óticas MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Estoque) Contato: (34) 9974-7848 http://www.superstoreudi.com.br superstoreudi@superstoreudi.com.br SUMÁRIO 1 ACERTO DE ESTOQUE...

Leia mais

Sistema de Planejamento

Sistema de Planejamento Sistema de Planejamento Copyright 2013 by Softplan Rod. José Carlos Daux, km 1, Nº 10 Centro de Tecnologia Ilhasoft - ParqueTecAlfa João Paulo CEP 88030-000 Florianópolis SC Telefone: (48) 3027-8000 Homepage:

Leia mais

Clique no menu Iniciar > Todos os Programas> Microsoft Office > Publisher 2010.

Clique no menu Iniciar > Todos os Programas> Microsoft Office > Publisher 2010. 1 Publisher 2010 O Publisher 2010 é uma versão atualizada para o desenvolvimento e manipulação de publicações. Juntamente com ele você irá criar desde cartões de convite, de mensagens, cartazes e calendários.

Leia mais

MICROSOFT WORD 2007. George Gomes Cabral

MICROSOFT WORD 2007. George Gomes Cabral MICROSOFT WORD 2007 George Gomes Cabral AMBIENTE DE TRABALHO 1. Barra de título 2. Aba (agrupa as antigas barras de menus e barra de ferramentas) 3. Botão do Office 4. Botão salvar 5. Botão de acesso à

Leia mais

Microsoft Office Excel

Microsoft Office Excel 1 Microsoft Office Excel Introdução ao Excel Um dos programas mais úteis em um escritório é, sem dúvida, o Microsoft Excel. Ele é uma planilha eletrônica que permite tabelar dados, organizar formulários,

Leia mais

Manual. Pedido Eletrônico

Manual. Pedido Eletrônico Manual Pedido Eletrônico ÍNDICE 1. Download... 3 2. Instalação... 4 3. Sistema de Digitação SantaCruz... 8 3.1. Configuração... 8 4. Utilização do Sistema Digitação SantaCruz... 11 4.1. Atualizar cadastros...11

Leia mais

Tutorial do Iniciante. Excel Básico 2010

Tutorial do Iniciante. Excel Básico 2010 Tutorial do Iniciante Excel Básico 2010 O QUE HÁ DE NOVO O Microsoft Excel 2010 é um programa de edição de planilhas eletrônicas muito usado no mercado de trabalho para realizar diversas funções como;

Leia mais

ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3. A série... 3

ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3. A série... 3 WORD 2007 E 2010 ÍNDICE ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3 A série... 3 01 CAPTURAS DE TELA WORD 2010... 3 02 IMAGENS 2007/2010... 5 03 NOTAS DE RODAPÉ... 13 04 NUMERAÇÃO DE PÁGINAS... 15 05 CONTAR PALAVRAS...

Leia mais

Word 1 - Introdução 1.1 - Principais recursos do word 1.2 - A janela de documento 1.3 - Tela principal

Word 1 - Introdução 1.1 - Principais recursos do word 1.2 - A janela de documento 1.3 - Tela principal Word 1 - Introdução O Word para Windows ou NT, é um processador de textos cuja finalidade é a de nos ajudar a trabalhar de maneira mais eficiente tanto na elaboração de documentos simples, quanto naqueles

Leia mais

Manual do Usuário SUMÁRIO

Manual do Usuário SUMÁRIO SUMÁRIO VISUAL LIVRO CAIXA 1. Noções Gerais 1.1. Objetivo... 03 1.2. Sistema com Fundamento Legal Atualizado...03 1.3. Assistência Técnica... 03 1.3.1. Suporte Técnico... 03 1.3.2. Office Service... 03

Leia mais

Microsoft Word INTRODUÇÃO

Microsoft Word INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO O Word é uma ferramenta utilizada para o processamento e editoração eletrônica de textos. O processamento de textos consiste na possibilidade de executar e criar efeitos sobre um texto qualquer,

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft Word 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Barra de Ferramentas de Acesso Rápido

Leia mais

APOSTILA WORD BÁSICO

APOSTILA WORD BÁSICO APOSTILA WORD BÁSICO Apresentação O WORD é um editor de textos, que pertence ao Pacote Office da Microsoft. Suas principais características são: criação de textos, cartas, memorandos, documentos, mala

Leia mais

SSE 3.0. Guia Rápido. Módulo Secretaria. Nesta Edição

SSE 3.0. Guia Rápido. Módulo Secretaria. Nesta Edição SSE 3.0 Guia Rápido Módulo Secretaria Nesta Edição 1 Acessando o Módulo Secretaria 2 Cadastros Auxiliares 3 Criação de Modelos Definindo o Layout do Modelo Alterando o Layout do Cabeçalho 4 Parametrização

Leia mais

Treinamento Excel 2010 Thalles Cezar Montenegro

Treinamento Excel 2010 Thalles Cezar Montenegro + Treinamento Excel 2010 Thalles Cezar Montenegro + Agenda Histórico Interface Principais Menus Salvando arquivos Abrindo arquivos Formatação + Histórico Surgiu em 1985 para Mac Fazer tudo o que o 1-2-3

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Manual de Utilização Índice 1 Introdução...2 2 Acesso ao Sistema...3 3 Funcionamento Básico do Sistema...3 4 Tela Principal...4 4.1 Menu Atendimento...4 4.2 Menu Cadastros...5 4.2.1 Cadastro de Médicos...5

Leia mais

Migrando para o Outlook 2010

Migrando para o Outlook 2010 Neste guia Microsoft O Microsoft Outlook 2010 está com visual bem diferente, por isso, criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Leia-o para saber mais sobre as principais

Leia mais

Mozart de Melo Alves Júnior

Mozart de Melo Alves Júnior 2000 Mozart de Melo Alves Júnior INTRODUÇÃO O Excel 7.0 é um aplicativo de planilha desenvolvido para ser usado dentro do ambiente Windows. As planilhas criadas a partir desta ferramenta poderão ser impressas,

Leia mais

Gerente de Tecnologia: Ricardo Alexandre F. de Oliveira Marta Cristiane Pires M. Medeiros Mônica Bossa dos Santos Schmid WORD 2007

Gerente de Tecnologia: Ricardo Alexandre F. de Oliveira Marta Cristiane Pires M. Medeiros Mônica Bossa dos Santos Schmid WORD 2007 WORD 2007 PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE LONDRINA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE TECNOLOGIA Gerente de Tecnologia: Ricardo Alexandre F. de Oliveira Marta Cristiane Pires M. Medeiros Mônica Bossa

Leia mais

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09

ÍNDICE. Sobre o SabeTelemarketing 03. Contato. Ícones comuns à várias telas de gerenciamento. Verificar registros 09. Tela de relatórios 09 ÍNDICE Sobre o SabeTelemarketing 03 Ícones comuns à várias telas de gerenciamento Contato Verificar registros 09 Telas de cadastro e consultas 03 Menu Atalho Nova pessoa Incluir um novo cliente 06 Novo

Leia mais

ROBERTO OLIVEIRA CUNHA

ROBERTO OLIVEIRA CUNHA LEIAME APRESENTAÇÃO Nenhuma informação do TUTORIAL DO MICRO- SOFT OFFICE WORD 2003 poderá ser copiada, movida ou modificada sem autorização prévia e escrita do Programador Roberto Oliveira Cunha. Programador:

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS

MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS 1 Conteúdo Apresentação... 3 1 Página Principal do Sistema... 4 2 Telas de busca... 8 3 Teclas de Navegação... 11 4 Tela de Menu de Relatório... 12 5 Telas de

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

PLEO Planilha Eletrônica de Orçamentos

PLEO Planilha Eletrônica de Orçamentos PLEO Planilha Eletrônica de Orçamentos A montagem de um orçamento consistente é uma ciência. Diferentemente de uma simples estimativa de custos, quando a avaliação é empírica, o orçamento que segue os

Leia mais

Planilha Eletrônica Excel

Planilha Eletrônica Excel COLÉGIO LA SALLE CANOAS Técnico em Informática Planilha Eletrônica Excel Excel Prof. Valter N. Silva Colégio La Salle Canoas Página 2 1. NOÇÕES BÁSICAS O Microsoft Excel 7.0 é um programa de planilha eletrônica,

Leia mais

Barra de Títulos. Barra de Menu. Barra de Ferramentas. Barra de Formatação. Painel de Tarefas. Seleção de Modo. Área de Trabalho.

Barra de Títulos. Barra de Menu. Barra de Ferramentas. Barra de Formatação. Painel de Tarefas. Seleção de Modo. Área de Trabalho. Conceitos básicos e modos de utilização das ferramentas, aplicativos e procedimentos do Sistema Operacional Windows XP; Classificação de softwares; Principais operações no Windows Explorer: criação e organização

Leia mais

Mozart de Melo Alves Júnior

Mozart de Melo Alves Júnior Mozart de Melo Alves Júnior WORD 2000 INTRODUÇÃO: O Word é um processador de texto com recursos de acentuação, formatação de parágrafo, estilo de letras diferentes, criação de tabelas, corretor ortográfico,

Leia mais

Unidade 1: O Painel de Controle do Excel *

Unidade 1: O Painel de Controle do Excel * Unidade 1: O Painel de Controle do Excel * material do 2010* 1.0 Introdução O Excel nos ajuda a compreender melhor os dados graças à sua organização em células (organizadas em linhas e colunas) e ao uso

Leia mais

MVREP- Manual do Gerador de Relatórios. ÍNDICE

MVREP- Manual do Gerador de Relatórios. ÍNDICE ÍNDICE ÍNDICE... 1 CAPÍTULO 01 PREPARAÇÃO DO AMBIENTE... 2 1.1 IMPORTAÇÃO DO DICIONÁRIO DE DADOS... 2 CAPÍTULO 02 CADASTRO E CONFIGURAÇÃO DE RELATÓRIOS... 4 2.1 CADASTRO DE RELATÓRIOS... 4 2.2 SELEÇÃO

Leia mais

Barra de ferramentas padrão. Barra de formatação. Barra de desenho Painel de Tarefas

Barra de ferramentas padrão. Barra de formatação. Barra de desenho Painel de Tarefas Microsoft Power Point 2003 No Microsoft PowerPoint 2003, você cria sua apresentação usando apenas um arquivo, ele contém tudo o que você precisa uma estrutura para sua apresentação, os slides, o material

Leia mais

Iniciando o Word 2010. Criar um novo documento. Salvando um Documento. Microsoft Office Word

Iniciando o Word 2010. Criar um novo documento. Salvando um Documento. Microsoft Office Word 1 Iniciando o Word 2010 O Word é um editor de texto que utilizado para criar, formatar e imprimir texto utilizado para criar, formatar e imprimir textos. Devido a grande quantidade de recursos disponíveis

Leia mais

MICROSOFT EXCEL - AULA NÚMERO 02

MICROSOFT EXCEL - AULA NÚMERO 02 MICROSOFT EXCEL - AULA NÚMERO 02 Escrevendo Fórmulas Você pode executar cálculos com seus dados usando fórmulas, que são formatadas por operadores de dados e quase sempre por funções. Você vai aprender

Leia mais

Centro Federal de Educação Tecnológica da Bahia Curso Excel Avançado Índice

Centro Federal de Educação Tecnológica da Bahia Curso Excel Avançado Índice Índice Apresentação...2 Barra de Título...2 Barra de Menus...2 Barra de Ferramentas Padrão...2 Barra de Ferramentas de Formatação...3 Barra de Fórmulas e Caixa de Nomes...3 Criando um atalho de teclado

Leia mais

1. NOÇÕES BÁSICAS... 1.1. Iniciando o Excel... 1.1.1. Abrindo o Excel... 1.1.2. Encerrando o Excel... 1.2. A tela do Excel 7.0... 1.2.1.

1. NOÇÕES BÁSICAS... 1.1. Iniciando o Excel... 1.1.1. Abrindo o Excel... 1.1.2. Encerrando o Excel... 1.2. A tela do Excel 7.0... 1.2.1. 1. NOÇÕES BÁSICAS... 1.1. Iniciando o Excel... 1.1.1. Abrindo o Excel... 1.1.2. Encerrando o Excel... 1.2. A tela do Excel 7.0... 1.2.1. Partes da tela do Excel... Barra de fórmulas... Barra de status...

Leia mais

A Estação da Evolução

A Estação da Evolução Microsoft Excel 2010, o que é isto? Micorsoft Excel é um programa do tipo planilha eletrônica. As planilhas eletrônicas são utilizadas pelas empresas pra a construção e controle onde a função principal

Leia mais

LIÇÃO 1 - GRAVANDO MACROS

LIÇÃO 1 - GRAVANDO MACROS 1_15 - ADS - PRO MICRO (ILM 001) - Estudo dirigido Macros Gravadas Word 1/36 LIÇÃO 1 - GRAVANDO MACROS Macro Imprimir Neste exemplo será criada a macro Imprimir que, ao ser executada, deverá preparar a

Leia mais

1 ACESSO PARA SECRETÁRIA... 4 2 - CONFIGURAR HORÁRIOS DE ATENDIMENTO... 4 2.1 BLOQUEANDO E HABILITANDO HORÁRIOS... 5 3 PRÉ-DEFININDO PARÂMETROS DE

1 ACESSO PARA SECRETÁRIA... 4 2 - CONFIGURAR HORÁRIOS DE ATENDIMENTO... 4 2.1 BLOQUEANDO E HABILITANDO HORÁRIOS... 5 3 PRÉ-DEFININDO PARÂMETROS DE 2 1 ACESSO PARA SECRETÁRIA... 4 2 - CONFIGURAR HORÁRIOS DE ATENDIMENTO... 4 2.1 BLOQUEANDO E HABILITANDO HORÁRIOS... 5 3 PRÉ-DEFININDO PARÂMETROS DE ATENDIMENTO... 6 4 - A TELA AGENDA... 7 4.1 - TIPOS

Leia mais

Passo a Passo do Cadastro Produtos no SIGLA Digital

Passo a Passo do Cadastro Produtos no SIGLA Digital Página 1 de 15 Passo a Passo do Cadastro Produtos no SIGLA Digital O cadastro de produtos permite organizar as informações relativas a produtos e serviços, como grupo, marca, peso, unidades e outros, que

Leia mais

Programa de Edição de Textos- Profª Érica Barcelos CAPÍTULO 2

Programa de Edição de Textos- Profª Érica Barcelos CAPÍTULO 2 Programa de Edição de Textos- Profª Érica Barcelos CAPÍTULO 2 2. MANIPULAÇÃO DE DOCUMENTOS Os processadores de textos possibilitam a criação e a manipulação de diversos modelos de documentos. Com eles

Leia mais

AULA: BrOffice Impress terceira parte. Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de:

AULA: BrOffice Impress terceira parte. Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de: AULA: BrOffice Impress terceira parte Objetivo Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de: Conhecer a integração dos softwares do BrOffice; Aprender a trabalhar no slide mestre; Utilizar interação entre

Leia mais

Manual Usuário Sistema Audatex

Manual Usuário Sistema Audatex Manual Usuário Sistema Audatex Conhecimento global. Foco local. www.audatex.com.br / www.solerainc.com Versão 1.0 Histórico das versões VER DATA AUTOR DESCRIÇÃO DA MODIFICAÇÃO 2.0 24.08.2010 MT Versão

Leia mais

Programa de pesquisa de preços, em tabelas de referências de obras, para elaboração e análise de orçamentos. Manual do usuário

Programa de pesquisa de preços, em tabelas de referências de obras, para elaboração e análise de orçamentos. Manual do usuário Versão 4 Programa de pesquisa de preços, em tabelas de referências de obras, para elaboração e análise de orçamentos Manual do usuário Copyright 2013 GENESIS Todos direitos reservados Índice 1. Introdução...

Leia mais

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA COOL 2.0V (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO ÍNDICE Pré-requisitos para utilização do sistema....2 Parte I Navegador...2 Parte II Instalação do Interpretador de PDF...2 Parte III

Leia mais

Curso de Capacitação ao Sistema CDV. - GID Desmanches -

Curso de Capacitação ao Sistema CDV. - GID Desmanches - Curso de Capacitação ao Sistema CDV - GID Desmanches - Coordenadoria de Gestão de Desmanches Divisão de Desmanches Conteúdo Módulo 1 Como utilizar o Moodle... 4 Módulo 2 - Acessando o GID CDV... 4 Aula

Leia mais

Treinamento Módulo Contas a Pagar

Treinamento Módulo Contas a Pagar Contas a Pagar Todas as telas de cadastro também são telas de consultas futuras, portanto sempre que alterar alguma informação clique em Gravar ou pressione F2. Teclas de atalho: Tecla F2 Gravar Tecla

Leia mais

Microsoft Office Excel 2007

Microsoft Office Excel 2007 1 Microsoft Office Excel 2007 O Excel é um programa dedicado a criação de planilhas de cálculos, além de fornecer gráficos, função de banco de dados e outros. 1. Layout do Excel 2007 O Microsoft Excel

Leia mais

Montar planilhas de uma forma organizada e clara.

Montar planilhas de uma forma organizada e clara. 1 Treinamento do Office 2007 EXCEL Objetivos Após concluir este curso você poderá: Montar planilhas de uma forma organizada e clara. Layout da planilha Inserir gráficos Realizar operações matemáticas 2

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

Volpe Enterprise Resource Planning

Volpe Enterprise Resource Planning Volpe Enterprise Resource Planning Este manual não pode, em parte ou no seu todo, ser copiado, fotocopiado, reproduzido, traduzido ou reduzido a qualquer mídia eletrônica ou máquina de leitura, sem a expressa

Leia mais

V.1.0 SIAPAS. Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde. Contas Médicas

V.1.0 SIAPAS. Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde. Contas Médicas 2014 V.1.0 SIAPAS Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde Contas Médicas SIAPAS Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde Módulos CONTAS MÉDICAS Capa

Leia mais

SISTEMA DUPLICATA. A) Preenchendo dados da duplicata

SISTEMA DUPLICATA. A) Preenchendo dados da duplicata SISTEMA DUPLICATA MANUAL DO USUARIO Inicialmente quero dizer, que sinto extremamente honrado, em poder participar, com meu aplicativo na sua empresa. Espero sinceramente, que esse programa possa ser realmente

Leia mais

Manual de Instalação e Utilização

Manual de Instalação e Utilização Manual de Instalação e Utilização DIGITAÇÃO DE PROPOSTAS ORÇAMENTÁRIAS Supervisão de Licitações Índice 1. Instalação do Programa 2. Utilização do Digitação de Propostas 2.1. Importar um arquivo 2.2. Realizar

Leia mais

MICROSOFT EXCEL - AULA NÚMERO 06

MICROSOFT EXCEL - AULA NÚMERO 06 MICROSOFT EXCEL - AULA NÚMERO 06 IMPRIMINDO PLANILHAS E GRÁFICOS Até este ponto, você viu como introduzir dados e criar formulas, formatar texto e criar gráficos. Agora você vai apresentar os dados ou

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS V PORTAL WEB Revisão: 07 Versão: 7.9.109 JM Soft Informática Março, 2015 SUMÁRIO 1 AVALIAÇÕES... 9 2 PLANO DE DESENVOLVIMENTO INDIVIDUAL...

Leia mais

Microsoft Office PowerPoint 2007

Microsoft Office PowerPoint 2007 INTRODUÇÃO AO MICROSOFT POWERPOINT 2007 O Microsoft Office PowerPoint 2007 é um programa destinado à criação de apresentação através de Slides. A apresentação é um conjunto de Sides que são exibidos em

Leia mais

Excel 2010 Modulo II

Excel 2010 Modulo II Excel 2010 Modulo II Sumário Nomeando intervalos de células... 1 Classificação e filtro de dados... 3 Subtotais... 6 Validação e auditoria de dados... 8 Validação e auditoria de dados... 9 Cenários...

Leia mais

Caso já seja usuário do SCAW siga as instruções a partir da página X.

Caso já seja usuário do SCAW siga as instruções a partir da página X. Caso já seja usuário do SCAW siga as instruções a partir da página X. Para iniciar o sistema dê um duplo clique no ícone, que se encontra na área de trabalho. 1 Login do sistema. Esta é a tela de login

Leia mais

Escritório Virtual Administrativo

Escritório Virtual Administrativo 1 Treinamento Módulos Escritório Virtual Administrativo Sistema Office Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual e módulo Administrativo do sistema Office 2 3 1. Escritório

Leia mais

Conceitos Fundamentais de Microsoft Word. Professor Rafael rafampsilva@yahoo.com.br www.facebook.com/rafampsilva

Conceitos Fundamentais de Microsoft Word. Professor Rafael rafampsilva@yahoo.com.br www.facebook.com/rafampsilva Conceitos Fundamentais de Microsoft Word Professor Rafael www.facebook.com/rafampsilva Introdução É um editor de texto ou processador de texto? editores de texto: editam texto (assim como uma máquina de

Leia mais

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

G-Bar. Módulo Básico Versão 4.0

G-Bar. Módulo Básico Versão 4.0 G-Bar Software para Gerenciamento de Centrais de Corte e Dobra de Aço Módulo Básico Versão 4.0 Pedidos de Vendas Manual do Usuário 1 As informações contidas neste documento, incluindo links, telas e funcionamento

Leia mais

ÍNDICE Parte I Instalação do Software Tela Laje IBTS v. 5.0 Parte II Registro para Utilização do Software Tela Laje IBTS v 5.0

ÍNDICE Parte I Instalação do Software Tela Laje IBTS v. 5.0 Parte II Registro para Utilização do Software Tela Laje IBTS v 5.0 ÍNDICE Parte I Instalação do Software Tela Laje IBTS v. 5.0... 4 1 Configurações mínimas para o funcionamento do software... 4 2 Instalar o software... 5 3 Desinstalar o software... 5 Parte II Registro

Leia mais

Aula 3. Word Administrativo. Solicitamos que guarde seus arquivos, para o projeto final do módulo

Aula 3. Word Administrativo. Solicitamos que guarde seus arquivos, para o projeto final do módulo Aula 3 Solicitamos que guarde seus arquivos, para o projeto final do módulo Microsoft Word Tema da aula: Criando um Papel Timbrado Características do Papel Timbrado 1. Nome da empresa no cabeçalho 2. Design

Leia mais

Unidade III 1. APRESENTANDO PLANILHAS ELETRÔNICAS. 1.1) Conceito de Planilha Eletrônica. 1.2) Inicializando o Excel e o Calc

Unidade III 1. APRESENTANDO PLANILHAS ELETRÔNICAS. 1.1) Conceito de Planilha Eletrônica. 1.2) Inicializando o Excel e o Calc Unidade III 1. APRESENTANDO PLANILHAS ELETRÔNICAS 1.1) Conceito de Planilha Eletrônica Em certa época, a planilha era um pedaço de papel que os contadores e planejadores de empresas utilizavam para colocar

Leia mais

Sistematic Tecnologia e Sistemas de Informação LTDA

Sistematic Tecnologia e Sistemas de Informação LTDA Manual do Usuário SisCommercePDV NFC-e Sistematic Tecnologia e Sistemas de Informação LTDA MANUAL DO USUÁRIO SisCommercePDV Emissor de Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFC-e) *Manual em desenvolvimento

Leia mais

www.gerenciadoreficaz.com.br

www.gerenciadoreficaz.com.br Fone: (62) 4141-8464 E-mail: regraconsultoria@hotmail.com www.gerenciadoreficaz.com.br Guia Prático do Usuário Manual de Instalação Gerenciador Eficaz 7 2 Manual do Usuário Gerenciador Eficaz 7 Instalando

Leia mais

Aula 01 Conceitos Iniciais sobre Excel 2010

Aula 01 Conceitos Iniciais sobre Excel 2010 Aula 01 Conceitos Iniciais sobre Excel 2010 Professor: Bruno Gomes Disciplina: Informática Básica Curso: Gestão de Turismo Sumário da aula: 1. Abrindo o Excel; 2. Conhecendo a Tela do Excel. 3. Inserindo

Leia mais

SIAP - Sistema de Apoio ao Professor

SIAP - Sistema de Apoio ao Professor Introdução O SIAP, Sistema de Apoio ao Professor, é um programa que vai contribuir, de forma decisiva, com o cotidiano escolar de alunos, professores, gestores e funcionários administrativos. Com a implantação

Leia mais

Treinamento de Drupal para Administradores do Site Bibliotecas UFU

Treinamento de Drupal para Administradores do Site Bibliotecas UFU Treinamento de Drupal para Administradores do Site Bibliotecas UFU 1 1. Como logar no sistema como usuário autenticado Para logar no sistema como usuário autenticado é necessário digitar /user na frente

Leia mais

Sistema de Controle de Cheques GOLD

Sistema de Controle de Cheques GOLD Sistema de Controle de Cheques GOLD Cheques GOLD é um sistema para controlar cheques de clientes, terceiros ou emitidos. Não há limitações quanto as funcionalidades do programa, porém pode ser testado

Leia mais

Menu Notas Fiscais Entradas. Sugestão de Compras: 1º passo: selecionar os critérios de pesquisa e filtros:

Menu Notas Fiscais Entradas. Sugestão de Compras: 1º passo: selecionar os critérios de pesquisa e filtros: Menu Notas Fiscais Entradas (não é um manual) Sugestão de Compras: 1º passo: selecionar os critérios de pesquisa e filtros: Loja desejada. Fornecedor desejado (com marcas homologadas). Filtro para ignorar

Leia mais

SuperStore Sistema para Gestão de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Ordem de Serviço)

SuperStore Sistema para Gestão de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Ordem de Serviço) SuperStore Sistema para Gestão de Óticas MANUAL DO USUÁRIO (Ordem de Serviço) REQUISITOS Requisitos são tópicos anteriores a serem observados antes de iniciar a utilização do módulo de Ordem de Serviço.

Leia mais

Prof. Msc Elvis Pontes. Unidade IV TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Prof. Msc Elvis Pontes. Unidade IV TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Prof. Msc Elvis Pontes Unidade IV TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Formatação de planilhas Configuração de páginas; Layout da página; Margens Formatação de planilhas Definir todas as margens, com medidas personalizadas;

Leia mais

ANDRÉ APARECIDO DA SILVA APOSTILA BÁSICA SOBRE O POWERPOINT 2007

ANDRÉ APARECIDO DA SILVA APOSTILA BÁSICA SOBRE O POWERPOINT 2007 ANDRÉ APARECIDO DA SILVA APOSTILA BÁSICA SOBRE O POWERPOINT 2007 CURITIBA 2015 2 SUMÁRIO INTRODUÇÃO AO MICROSOFT POWERPOINT 2007... 3 JANELA PRINCIPAL... 3 1 - BOTÃO OFFICE... 4 2 - FERRAMENTAS DE ACESSO

Leia mais

CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA

CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA CURSO BÁSICO DE INFORMÁTICA Microsoft Office Word 2007 William S. Rodrigues APRESENTAÇÃO O Word 2007 faz parte do pacote de produtividade Microsoft Office 2007, que sucedeu ao Office 2003. Ao contrário

Leia mais

ALBUM DE FOTOGRAFIAS NO POWER POINT

ALBUM DE FOTOGRAFIAS NO POWER POINT ALBUM DE FOTOGRAFIAS NO POWER POINT O PowerPoint é uma poderosa ferramenta que faz parte do pacote Office da Microsoft. O principal uso desse programa é a criação de apresentação de slides, para mostrar

Leia mais

CICLO DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE MARICÁ- RJ EDITOR DE TEXTO - WORD

CICLO DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE MARICÁ- RJ EDITOR DE TEXTO - WORD Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Turismo Pós-Graduação em Gestão de Negócios CICLO DE APERFEIÇOAMENTO PROFISSIONAL DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE MARICÁ- RJ EDITOR DE TEXTO - WORD EMENTA

Leia mais

FEMA Fundação Educacional Machado de Assis INFORMÁTICA Técnico em Segurança do Trabalho P OW ERPOI NT. Escola Técnica Machado de Assis Imprensa

FEMA Fundação Educacional Machado de Assis INFORMÁTICA Técnico em Segurança do Trabalho P OW ERPOI NT. Escola Técnica Machado de Assis Imprensa P OW ERPOI NT 1 INTRODUÇÃO... 3 1. Iniciando o PowerPoint... 3 2. Assistente de AutoConteúdo... 4 3. Modelo... 5 4. Iniciar uma apresentação em branco... 6 5. Modo de Exibição... 6 6. Slide Mestre... 7

Leia mais

Noções de Informática

Noções de Informática Noções de Informática 2º Caderno Conteúdo Microsoft Excel 2010 - estrutura básica das planilhas; manipulação de células, linhas e colunas; elaboração de tabelas e gráficos; inserção de objetos; campos

Leia mais

1º No módulo de Gestão Contábil é possível acessar o relatório através do menu Relatórios Razão.

1º No módulo de Gestão Contábil é possível acessar o relatório através do menu Relatórios Razão. Impairment Produto : TOTVS Gestão Contábil 12.1.1 Processo : Relatórios Subprocesso : Razão Data publicação da : 12/11/2014 O relatório razão tem a finalidade de demonstrar a movimentação analítica das

Leia mais

Digitalização. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424

Digitalização. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424 Digitalização Este capítulo inclui: Digitalização básica na página 4-2 Instalando o driver de digitalização na página 4-4 Ajustando as opções de digitalização na página 4-5 Recuperando imagens na página

Leia mais

Sistema Click Principais Comandos

Sistema Click Principais Comandos Sistema Click Principais Comandos Sumário Sumário... 1 1. Principais Funções:... 2 2. Inserção de Registro (F6):... 3 3. Pesquisar Registro (F7):... 4 3.1 Pesquisa por letras:... 5 3.2 Pesquisa por números:...

Leia mais

Dicas para usar melhor o Word 2007

Dicas para usar melhor o Word 2007 Dicas para usar melhor o Word 2007 Quem está acostumado (ou não) a trabalhar com o Word, não costuma ter todo o tempo do mundo disponível para descobrir as funcionalidades de versões recentemente lançadas.

Leia mais

Power Point. Autor: Paula Pedone

Power Point. Autor: Paula Pedone Power Point Autor: Paula Pedone INTRODUÇÃO O POWER POINT é um editor de apresentações, pertencente ao Pacote Office da Microsoft. Suas principais características são: criação de apresentações através da

Leia mais

&XUVRGH,QWURGXomRDR (GLWRUGH3ODQLOKDV([FHO

&XUVRGH,QWURGXomRDR (GLWRUGH3ODQLOKDV([FHO Universidade Federal de Viçosa Departamento de Informática &XUVRGH,QWURGXomRDR (GLWRUGH3ODQLOKDV([FHO Flaviano Aguiar Liziane Santos Soares Jugurta Lisboa Filho (Orientador) PROJETO UNESC@LA Setembro de

Leia mais

1. Controle de exercício

1. Controle de exercício 1 1. Controle de exercício Para realizar lançamentos e emitir relatório o módulo Contabil obriga a criação de exercícios, que na verdade representam os anos de atividade da empresa. Confira algumas dicas

Leia mais

Banco de Dados BrOffice Base

Banco de Dados BrOffice Base Banco de Dados BrOffice Base Autor: Alessandro da Silva Almeida Disponível em: www.apostilando.com 27/02/2011 CURSO TÉCNICO EM SERVIÇO PÚBLICO Apostila de Informática Aplicada - Unidade VI Índice Apresentação...

Leia mais

Manual Simulador de Loja

Manual Simulador de Loja Manual Simulador de Loja Índice Início Menu Loja Modelo Loja Modelo Menu Criar Minha Loja Criar Minha Loja Abrir Projeto Salvo Teste Seu Conhecimento 0 04 05 08 09 8 9 0 Início 5 4 Figura 00. Tela inicial.

Leia mais

AULA 3: BrOffice Writer Numeração de páginas e outros comandos. Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de:

AULA 3: BrOffice Writer Numeração de páginas e outros comandos. Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de: AULA 3: BrOffice Writer Numeração de páginas e outros comandos Objetivo Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de: Conhecer o controle de exibição do documento; Fazer a correção ortográfica do documento

Leia mais