2º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS EDITAL DE LICITAÇÃO Nº 004/02-00 CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "2º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS EDITAL DE LICITAÇÃO Nº 004/02-00 CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL"

Transcrição

1 MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES DIRETORIA DE PLANEJAMENTO E PESQUISA 2º CADERNO DE PERGUNTAS E S EDITAL DE LICITAÇÃO Nº 004/02-00 CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL 1. Venho solicitar com relação aos Editais 003/02-00 e 004/02-00 referente a concorrência internacional para execução das obras na Rodovia BR-101/SC e BR-101/RS os seguintes documentos por meio eletrônico: - Planilhas e Relatórios de Sondagem dos lotes. Edital 003/02-00 Lotes (31/SC, 32/SC, 34/SC, 35/SC e 36/SC) Edital 004/02-00 Lotes (1.2/RS, 2.2/RS e 4.2/RS) Os Volumes mencionados encontram-se disponibilizados, para consultas, no arquivo técnico da Diretoria de Planejamento e Pesquisa do DNIT-BRASÍLIA/DF, na 10ª UNIT-PORTO ALE- GRE/RS, ou, na 16ª UNIT-FLORIANÓPOLIS/SC, conforme a descrição abaixo. Quanto às planilhas, elas poderão ser entregues pessoalmente ao representante da empresa, na Gerência de Projeto, sala 33.52, DNIT-Brasília/DF. Os boletins de sondagem referentes às Obras-de-Arte Especiais listadas em anexo encontram-se nos respectivos volumes e páginas: Lote 1.2/RS Volume 3.B.2 ESTUDOS GEOTÉCNICOS Ponte sobre o Rio Mampituba Pág. 19 a 29 Viaduto Travessia de São João (km 1+350) Pág. 37 a 69 Viaduto Duplo Três Cachoeiras (km ,25) Pág. 103 a 115 Viaduto Duplo Três Cachoeiras (km ) Pág. 117 a 141 Lote 2.2/RS Volume 3.B.2 ESTUDOS GEOTÉCNICOS Ponte sobre o Rio Chimarrão (km 30,83) Pág. 05 a 10 Ponte sobre o Rio Três Forquilhas (km 40,38) Pág. 11 a 24 Viaduto 01 Terra de Areia (km 45,42) Viaduto 02 Terra de Areia (km 46,74) Pág. 117 a 141 Viaduto 03 Terra de Areia (km 48,16) Lote 4.2/RS Volume 3.B.1 ESTUDOS GEOTÉCNICOS TOMO II Viaduto de Acesso a Osório Passarela 01 Passarela 02 Pág. 250 a 284 Passarela 03 Passarela 04 Lote 31/SC Ponte sobre o Rio Cubatão O perfil geotécnico encontra-se no Volume 2 PROJE- TO DE EXECUÇÃO DE OAE (Pontes) Pág. 76. Lote 32/SC Volume 3 MEMÓRIA JUSTIFICATIVA OAE (Pontes) 1

2 Ponte sobre o Rio Paulo Lopes Pág. 56 a 60 Ponte sobre o Rio Cova Triste I Pág. 181 a 183 Ponte sobre o Rio Cova Triste II Pág. 259 a 263 Ponte sobre o Rio Cova Triste III Pág. 311 a 313 Ponte sobre o Rio da Penha Pág. 390 a 394 Ponte sobre o Rio Araçatuba Pág. 501 a 506 Ponte sobre o Rio Cova Triste (reforço) Pág. 715 a 717 Lote 34/SC Volume 3 MEMÓRIA JUSTIFICATIVA Ponte sobre o Rio Tubarão Pág. 09 a 15 Ponte sobre o Rio Correias Pág. 16 a 20 Ponte sobre o Rio Cubículo Pág. 21 a 25 Lote 35/SC Os perfis geotécnicos encontram-se no Volume 2 PROJETO DE EXECUÇÃO DE OAE (Pontes) Lote 36/SC Volume 3 MEMÓRIA JUSTIFICATIVA DE OBRAS-DE-ARTE ESPECIAIS Viaduto do Maracajá 01 Viaduto do Maracajá 02 Pág. 17 a 78 Viaduto do Maracajá 03 Viaduto do Maracajá Ao adquirimos o Edital (004/02-00 Lote 4.2/RS), compramos na gráfica indicada por Vossa Senhoria os Volumes 1.2 e 2.2 deste lote, acontece que pela relação dos documento que fazem parte deste projeto diz que existem os seguintes volumes: - Volume 1.2 Relatório do Projeto e Documentos para Concorrências; - Volume 2.2 Projeto de Execução; - Volume 3.2 Memória Justificativa; - Volume 3.B.2 Estudos Geotécnicos; - Volume 4.2 Orçamento e Plano de Execução. Visto que recebemos no ato da compra só os volumes 1.2 e 2.2, como podemos adquirir os volumes 3.2, 3.B.2 e 4.2? Os Volumes 3.2, 3.B.2 e 4.2, encontram-se disponibilizados, para consultas, no arquivo técnico da Diretoria de Planejamento e Pesquisa do DNIT-BRASÍLIA/DF, ou, na 10ª UNIT-PORTO ALE- GRE/RS. 3. Ao adquirimos o Edital (004/02-00 Lote 2.2/RS), compramos na gráfica indicada por Vossa Senhoria os Volumes 1.2 e 2.2 deste lote, acontece que pela relação dos documento que fazem parte deste projeto diz que existem os seguintes volumes: - Volume 1.2 Relatório do Projeto e Documentos para Concorrências; - Volume 2.2 Projeto de Execução; - Volume 3.2 Memória Justificativa; - Volume 3.B.2 Estudos Geotécnicos; - Volume 4.2 Orçamento e Plano de Execução. 2

3 Visto que recebemos no ato da compra só os volumes 1.2 e 2.2, como podemos adquirir os volumes 3.2, 3.B.2 e 4.2? Os Volumes 3.2, 3.B.2 e 4.2, encontram-se disponibilizados, para consultas, no arquivo técnico da Diretoria de Planejamento e Pesquisa do DNIT-BRASÍLIA/DF, ou, na 10ª UNIT-PORTO ALE- GRE/RS. 4. Ao adquirimos o Edital (004/02-00 Lote 04/RS), compramos na gráfica indicada por Vossa Senhoria os Volumes 1.2 e 2.2 deste lote, acontece que pela relação dos documento que fazem parte deste projeto diz que existem os seguintes volumes: - Volume 1.2 Relatório do Projeto e Documentos para Concorrências; - Volume 2.2 Projeto de Execução; - Volume 3.2 Memória Justificativa; - Volume 3.B.2 Estudos Geotécnicos; - Volume 4.2 Orçamento e Plano de Execução. Visto que recebemos no ato da compra só os volumes 1.2 e 2.2, como podemos adquirir os volumes 3.1.1, 3.1.2, 3.A, 3.B.1, 3.C e 4.1? Os Volumes 3.1.1, 3.1.2, 3.A, 3.B.1, 3.C e 4.1, encontram-se disponibilizados, para consultas, no arquivo técnico da Diretoria de Planejamento e Pesquisa do DNIT-BRASÍLIA/DF, ou, na 10ª UNIT-PORTO ALEGRE/RS. 5. Solicitamos o envio em meio digital dos quadros de quantidades integrantes dos projetos de engenharia (planilhas) dos lotes de construção que compõem os referidos editais. Conforme determinação do Gerente do DNIT, para os Projetos de Engenharia, a entrega das planilhas em meio digital, depende do comparecimento de um representante da empresa, à Gerência de Projetos Sala 33.52, 3º andar Sede do DNIT/BRASÍLIA. 6. Verificamos em determinados lotes a exclusão dos serviços de sinalização definitiva e barreira rígida de proteção, conforme orientação do DNIT. Solicitamos esclarecer sobre a manutenção destes serviços nas demais planilhas ou se o DNIT enviará novas planilhas informando a exclusão destes itens. Os serviços de barreiras de segurança foram excluídos de todos os lotes de obras rodoviárias, nestes casos, os serviços não deverão ser cotados. Entretanto por medida de segurança, em alguns lotes de obras-de-arte especiais foram mantidos alguns trechos com barreira de segurança, nestes casos os serviços deverão ser cotados. 3

4 7. Conforme item do edital planilhas de preços unitários, o modelo do Anexo I (quadro 05) deverá ser preenchido transcrevendo integral e fielmente as descrições textuais, quantidades, unidades e especificações constantes dos quadros de quantidades incluídos no projeto de engenharia, onde os serviços de escavações ema materiais de 1ª e 2ª categorias estão apresentados por tipo de classificação e faixas de transporte. A redação do Anexo IV, disposições complementares, item Preços Globalizados para Terraplenagem (pág 93 do edital), diz o seguinte: Deve ser adotado preço único para escavação, carga e transporte de material de 1ª e 2ª categorias. Solicitamos esclarecer como devemos proceder para o correto preenchimento do Quadro 05 - Planilhas de Quantidades e Preços Unitários a serem apresentados na proposta de preços. As planilhas dos serviços globalizadas de escavação, carga e transporte de material de 1ª e 2ª categorias estarão definidos nas novas planilhas disponibilizadas com a 2ª errata dos editais. 8. De acordo com o item 31.4 Disposições Gerais sub-contratações (pág 33 do edital), poderão ser autorizadas pelo DNIT e submetidas a aprovação do BID, até o limite de 30% do valor do contrato e somente para os serviços referentes a obras de arte correntes e recuperação ambiental (restrito a revestimento vegetal por hidrossemeadura). Porém, estão previstos outros serviços a serem executados por firmas especializadas e necessários de serem sub-contratados, que não se enquadram nos itens de obras de arte correntes e recuperação ambiental, dentre outros os listados abaixo: a) Iluminação e remanejamento de linhas de transmissão; b) Instrumentação (bench mark e placas de recalque); c) Drenos fibroquímicos; d) Protensão de cabos (OAE) e) Cortinas atirantadas; f) Fundação para OAE. Solicitamos a análise do DNIT para consideração destes serviços como sub-contratações. Conforme disposto nas 2 as Erratas dos editais a redação para este item ficou alterada para: As subcontratações poderão ser autorizadas pelo DNIT, e submetidas a não objeção do BID, até o limite de 30% do valor do contrato. As subcontratação para serviços ambientais Estamos entendendo que para atendimento do item 25.3 alínea c. Obs.: Regra para arredondamento (pág 28 e 29 dos editais), no preenchimento do Quadro 06 (composição de Preço Unitário), deverão ser utilizadas 02 (duas) casas decimais, por se tratar de valores em reais, adotando-se o mesmo critério conceituado para arredondamento dos valores nas planilhas de quantidades. 4

5 Arredondamento da 2ª casa decimal para cima quando a 3ª decimal for maior ou igual a 5, ou mantendo-se a 2ª casa quando a terceira decimal for menor que 5. Favor confirmar o entendimento. Não, o entendimento não está correto. Conforme disposto no item 25.3 na Obs.: Regra para arredondamento: 1) Quadro 06 Composição de Preço Unitário Neste quadro deverão ser utilizadas até 4(quatro) casas decimais. O arredondamento se fará na 4ª casa decimal quando a 5ª decimal for igual ou superior a 5(cinco). 10. O volume 1.A detalha algumas alterações na planilha de quantidades e apresenta uma nova planilha consolidando essas alterações, assim entendemos que a planilha que deverá ser apresentada na concorrência é a planilha corrigida e constante do volume 1.A. Nosso entendimento está correto? Está correto o entendimento da construtora. Ou seja, para fins da concorrência, a planilha a ser apresentada pelo concorrente ao lote 03/RS, é a que consta no volume 1-A Anexo ao Volume Com relação ao atendimento aos itens , combinado com o item 16.9, e especificamente ao sub- item , essa empresa vem submeter à Vossa Senhoria apreciação, que pretende apresentar as Garantias de Manutenção da Proposta, para participar das licitações em referência do seguinte banco: - BCP BANCO COMERCIAL PORTUGUÊS Rua Alexandre Herculano, nº 50, 2º andar Lisboa Portugal Capital Social: Euros Registrado na Conservatória do Registro Comercial do Porto sob o nº 4043 Número do Contribuinte Web adress Cujas representações no Brasil, são - SÃO PAULO Representative Office Rua São Carlos do Pinhal, º andar São Paulo-SP Tel: Fax: RIO DE JANEIRO Representative Office Praia do Botafogo, nº 228, Ala A, 17º andar Rio de Janeiro-RJ Tel: Fax:

6 Solicitamos confirmação de que este banco seja aceitável pelo DNIT, conforme especifica o citado sub-item , dos Editais. Neste caso a garantia será aceita. 12. No item b) Comprovação do proponente possuir em seu quadro permanente, na data da licitação, engenheiro detentor de atestado de responsabilidade técnica por execução de serviços... Perguntamos: Quais os documentos necessários para comprovar o Vínculo Empregatício do Engenheiro com a empresa, que deverão ser apresentados no VOLUME DE DOCUMENTAÇÃO? O documento hábil para a comprovação do vínculo empregatício é a carteira profissional. Na impossibilidade de comprovação por meio de carteira profissional a empresa deverá apresentar uma declaração deste fato e informando a existência do vínculo. 13. De acordo com o preenchimento do Quadro 11 Relação de Equipamentos, perguntamos: Para os equipamentos alugados e arrendados, ou em fase de aquisição como deve se preenchida a coluna LOCAL EM QUE SE ENCONTRA? Para o caso dos equipamentos alugados, arrendados ou em fase de aquisição a empresa deverá, deixar a coluna LOCAL EM QUE SE ENCONTRA em branco. Não será necessário apresentar contrato de locação e arrendamento nem intenção de compra. 14. Quanto aos preços unitários dos serviços, poderão os mesmos serem superiores aos Preços Orçados pelo DNIT, nas Planilhas de cada lote, ou Preços superiores aos orçados pelo DNIT, acarretarão desclassificação das Propostas? Por se tratar de licitação sob a modalidade de concorrência internacional, o agente financiador não admite que o edital estabeleça limites para preços unitários ou global. 15. As Garantias de Manutenção da Proposta, deverão ser depositadas junto a Tesouraria do DNIT, ou deverão ser anexadas ao VOLUME DE DOCUMENTAÇÃO, e neste caso deverá ser anexado o ORIGINAL, ou poderá ser CÓPIA AUTENTICADA? 6

7 Nossa pergunta prende-se ao fato de: Conforme item 16.7, diz que as proponentes poderão apresentar os documentos solicitados em original, ou por qualquer processo de cópia desde que autenticada. A Documentação de Habilitação deverá ser apresentada em 2(duas) vias de igual teor sendo uma, obrigatoriamente, apresentada em original ou conforme disposto no item As Garantias de Manutenção de Proposta, na modalidade de carta de fiança bancária ou seguro-garantia deverão ser anexadas à Documentação de Habilitação Envelope nº 1. No caso de proponente optar pela garantia em moeda nacional o mesmo deverá, em tempo hábil, formalizar o recolhimento do respectivo depósito na Tesouraria do DNIT, e anexar cópias deste documento à Documentação de Habilitação. Os documentos ORIGINAIS das garantias prestadas por carta de fiança bancária ou seguro-garantia NÃO poderão ser substituídos por cópias autenticadas. As garantias deverão ficar sob a custódia do DNIT até a formalização dos contratos com os proponentes vencedores. 16. Com referência ao Edital epigrafado, vimos informar os seguintes conflitos e divergências encontradas no Edital epigrafado e o Relatório do Projeto, conforme segue: O item (pág 24) do Edital informa que as Planilhas de Composição de Preços unitários ; o Quadro de Custo Horário de Equipamentos e o Cronograma Físico-Financeiro deverão ser apresentados somente pelas Proponentes, cujas propostas foram consideradas as mais baixas: No item 07 do Relatório do Projeto e Documentos para Concorrência informa que: os licitantes, além da carta de fiança bancária, deverão apresentar os seguintes documentos: Cronograma Físico-Financeiro Cronograma de utilização de Equipamento Composição de Preços No Edital não pede, também, para apresentar junto com a Documentação e Proposta os seguintes itens: Serviços por Administração, Situação do Contratos Atuais e Plano de execução, e no item 07 do Relatório do Projeto e Documentos para Concorrência consta esta solicitação. Favor indicar quais solicitações deverão ser consideradas para elaboração da Proposta e documentação. Deverão ser observadas as exigências contidas no Edital. 17. Quantos lotes serão adjudicados a uma mesma empresa? Poderá ser adjudicado mais de um lote desde que observado o disposto no item

8 18. Item Letras (b) e (c). Entendemos que o Atestado Técnico, que atenda a exigência do maior lote, habilitará a empresa para participar dos demais lotes de exigências menores. Nosso entendimento está correto? Um mesmo atestado técnico poderá ser utilizado para participação em mais de um lote. 19. Entendemos que os lotes que exigem a comprovação de execução de concreto protendido em pontes-viadutos estarão atendidos por atestados que comprovem a execução destes serviços em tabuleiros e/ou vigas. Está correto nosso entendimento? Sim, está correto o entendimento. 20. Entendemos que no item c, onde o Edital cita Entende-se por serviços de obra rodoviária (ou de serviços de características semelhantes), os serviços executados em rodovias, ferrovias, vias urbanas, aeroportos, barragens ou outras similares, de complexidade tecnológica e operacional equivalente ou superior aos executados em rodovias federais, desde que a empresa possa comprovar, por intermédio de documentos, que os mesmos tenham sido executados de acordo com as Normas e Especificações adotadas pelo DNIT ou de Normas e Especificações cujas exigências sejam iguais ou superiores às exigidas. A comprovação nos Documentos de habilitação não será necessária para atestados emitidos pro empresas estatais com Normas e Especificações já reconhecidas, tais como: DNER, DERSA, INFRAERO, CODEVASF, DER s, EMURB, FURNAS, etc. Sendo necessária somente a apresentação nos Documentos de Habilitação de Normas e Especificações de empresas estrangeiras ou de pouca representatividade na contratação de obras rodoviárias ou similares. Está correto nosso entendimento? Deverá ser considerada a nova redação dada ao item (c) disponibilizada na 2ª (segunda) errata dos editais. 21. Quais os parâmetros que devemos considerar na elaboração dos orçamentos dos seguintes serviços da planilha de preços: a) Medidas Mitigadoras VB; b) Desapropriações VB. As planilhas corrigidas dos diversos lotes estão sendo disponibilizadas juntamente com a 2ª (segunda) errata dos editais. 8

9 22. No item Qualificação Econômica Financeira, - item 3 alínea XXX, exige o fornecimento de Certidão Negativa de Falência ou Concordata referente aos últimos dois anos, expedida pelo(s) Distribuidor(es) da Justiça do domicílio da sede da Empresa.... Informamos que no caso de Belo Horizonte, a certidão emitida pelo Cartório Distribuidor de Ações, é indiscriminada quanto ao tempo de seu alcance, levando a crer que jamais houve distribuição de falência e concordata em relação à Empresa, o que, obviamente supera os dois anos pedidos no Edital. Diante do exposto entendemos que tal Certidão será aceita independentemente da referencia de prazo solicitada no Edital. É correto nosso entendimento? No caso, a empresa deverá anexar à sua Documentação de Habilitação (Envelope nº 1) um documento que comprove a impossibilidade de atendimento ao Edital, para que seja julgado sua aceitação pela Comissão de Licitação. 23. Conforme item 15.3 Esclarecimentos sobre Documentos, vimos solicitar de Vossa Senhoria que nos enviem os Boletins de Sondagem, referentes às Obras-de-Artes Especiais abaixo: - Lote 1.2: Ponte sobre o Rio Mampituba; Viaduto Travessa de São João (km 1+350) Viaduto Duplo Três Cachoeiras (km ,25) Viaduto Duplo Três Cachoeiras (km ) - Lote 2.2: Ponte sobre rio Chimarrão (km 30,83m) Ponte sobre Rio Três Forquilhas (km 40,38m) Viaduto 01 Terra de Areia (km 45,42m) Viaduto 02 Terra de Areia (km 46,74m) Viaduto 03 Terra de Areia (km 48,16m) Os Volumes mencionados encontram-se disponibilizados, para consultas, no arquivo técnico da Diretoria de Planejamento e Pesquisa do DNIT-BRASÍLIA/DF, ou, na 10ª UNIT-PORTO ALE- GRE/RS, conforme a descrição abaixo: Os boletins de sondagem referentes às Obras-de-Arte Especiais listadas em anexo encontram-se nos respectivos volumes e páginas: Lote 1.2/RS Volume 3.B.2 ESTUDOS GEOTÉCNICOS - Ponte sobre o Rio Mampituba Pág. 19 a 29 - Viaduto Travessia de São João (km 1+350) Pág. 37 a 69 - Viaduto Duplo Três Cachoeiras (km ,25) Pág. 103 a Viaduto Duplo Três Cachoeiras (km ) Pág. 117 a 141 Lote 2.2/RS Volume 3.B.2 ESTUDOS GEOTÉCNICOS - Ponte sobre o Rio Chimarrão (km 30,83) Pág. 05 a 10 - Ponte sobre o Rio Três Forquilhas (km 40,38) Pág. 11 a 24 - Viaduto 01 Terra de Areia (km 45,42) - Viaduto 02 Terra de Areia (km 46,74) Pág. 117 a Viaduto 03 Terra de Areia (km 48,16) 9

10 Lote 31/SC Ponte sobre o Rio Cubatão Os Volumes foram encaminhados à gráfica. Porém, o boletim provavelmente deve estar apresentado no Volume 3 Memória Justificativa ou no Volume 3.B.2 Estudos Geotécnicos. Lote 36/SC Volume 3 MEMÓRIA JUSTIFICATIVA DE OBRAS-DE-ARTE ESPECIAIS Viaduto do Maracajá 01 Viaduto do Maracajá 02 Pág. 17 a 78 Viaduto do Maracajá 03 Viaduto do Maracajá Quais as ações dos Programas Ambientais que são exclusivamente de obrigação da Propone n- te? Considerar em sua proposta o item 3 Programas Ambientais e Participação das Empreiteiras, no Anexo IV Componente Ambiental. No que refere aos Programas Básicos Ambientais (PBA) integrantes do Plano de Controle Ambiental das Obras (PCA), listados a seguir, as ações a serem desenvolvidas constam como soluções definidas no Projeto de Engenharia e, assim, serão executadas pelos construtoras das obras. Quanto ao Controle / Monitoramento das obras respectivas, apresentados nos Programas Ambientais, será efetivado pela fiscalização do DNIT com apoio de empresas de consultoria encarregadas da supervisão das obras e da supervisão / gerenciamento Ambiental: - Programa de Controle de Processos Erosivos; - Programa de Recuperação de Áreas Degradadas; - Programa de Paisagismo; - Programa de Recuperação de Passivos Ambientais; - Programa de Melhoria das Travessias Urbanas; - Programa de Redução do Desconforto e Acidentes na Fase de Obras; - Programa de Controle de Material Particulado, Gases e Ruídos; - Programa de Segurança e Saúde da Mão-de-Obra; - Programa de Proteção à Fauna e à Flora; - Programa de Transportes de Produtos Perigosos. Cabe salientar que o Programa de Proteção à Fauna e à Flora, o Programa de Transporte de Produtos Perigosos e o Programa de Segurança e Saúde da Mão-de-Obra contemplam também ações de responsabilidade do DNIT, mediante à contratação de outras empresas de consultoria, conforme discriminado a seguir: - Programa de Proteção à Fauna e à Flora Subprograma de Proteção à Fauna * Implantação de estruturas física de engenharia custos já previstos no Orçamento Geral das Obras * Monitoramento contratação pelo DNIT de empresa de consultoria * Educação da Mão-de-Obra Empresa de Supervisão e Gerenciamento Ambiental Subprograma de Proteção à Flora * Os custos com os serviços de supressão / remoção de vegetação, inclusive os casos de transplante de árvores nativas, bem como os custos de revegetação em áreas degradadas e passivos ambientais, estão previstos no Orçamento Geral das Obras. * A atividade de revegetação em APP será contratada pelo DNIT - Programa de Transporte de Produtos Perigosos 10

11 * Caberá às Construtoras apenas a execução das obras físicas, cujos custos estão previstos no Orçamento Geral das Obras. As ações institucionais são de responsabilidade do DNIT - Programa de Segurança e Saúde da Mão-de-Obra * Caberá às Construtoras a implementação dos serviços de segurança e medicina do trabalho obrigatórios conforme legislação vigente e indicados neste Programa. Os subprogramas de Educação em Saúde, Identificação e Manejo de Endemias e Monitoramento estão a cargo do DNIT. 25. Na licença de Instalação emitida pelo IBAMA, cf. disposto no item 15.5, quais as exigências que estão especificadas como de obrigação da Proponente? Obter as Licenças Ambientais específicas, junto aos Núcleos de Licenciamento das Gerências Executivas do IBAMA no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, das áreas fonte de materiais de construção e de apoio às obras canteiros de obras, jazidas, pedreiras, usinas de asfalto / solo / concreto, caminhos de acessos e serviços, bota-foras, dentre outras, localizadas dentro e fora da faixa de domínio. Não utilizar, nos processos de revegetação, as espécies de nome popular barba-de-bode (Aristida pallens) Elaboração de Programas de Destinação Final de Resíduos Sólidos e Industriais provenientes das atividades das obras Encaminhar ao DNIT, para análise do IBAMA, anteriormente ao início das obras, o plano de execução das obras de cada lote de construção. 26. As informações referentes ao conteúdo do PCA estarão disponíveis aos proponentes? O PBA está disponível no site do DNIT, BID e IME. Também poderão ser adquiridos em meio digital no DNIT. 27. Quais as exigências e recomendações do PBA, citado na página 21, item l que deverão ser consideradas na composição de nosso preço? Cada Programa Ambiental integrante do PBA apresenta um item de Orçamento e Fonte de Recursos. Destaca-se que a Proponente deverá considerar no seu BDI: os serviços de segurança e medicina do trabalho previstos no Programa de Segurança e Saúde da Mão-de-Obra; o treinamento de pessoal previsto no Programa de Redução do Desconforto e de Acidentes na Fase de Obras; e todo o Programa de Controle de Material Particulado, Gases e Ruídos. 11

12 Os outros itens de serviços ambientais a cargo das Construtoras estão previstos no Orçamento Geral da Obra. 28. Na listagem da página 132, constam os Programas Ambientais que integram o PCA, mas no capítulo 4 estão detalhados só alguns destes programas. Podemos considerar que os programas que não estão detalhados não são de obrigatoriedade da Proponente como é o caso do Programa de Proteção a Fauna e à Flora e do Programa de Transporte de Produtos Perigosos? Já respondido no item Entendemos que a garantia de manutenção da proposta, no caso Fiança Bancária ou Segura Garantia, deverá ser juntada com a documentação de habilitação, não sendo necessário seu depósito antecipado. Nosso entendimento está correto? O entendimento está correto conforme está explicitado no item as garantias deverão ser juntadas à Documentação de Habilitação que faz parte do Envelope nº 1. No caso da caução ser em moeda corrente nacional REAL, o recolhimento do valore correspondente deverá ser feito na tesouraria do DNIT e a cópia do comprovante do recolhimento deverá ser juntada à Documentação de Habilitação. 30. O lote 1.2, no projeto de engenharia, não consta relação da Equipe Técnica Mínima. Favor informar como proceder? A relação da Equipe Técnica Mínima será disponibilizada no Caderno de Perguntas e Respostas. 31. Para atualização da Receita Bruta Anual constante do Balanço Patrimonial (Demonstração do Resultado de Exercício), deverá ser apresentada memória de cálculo somente desta conta ou também a atualização de todas as contas do balanço (Ativo e Passivo), mesmo que a atualização destas últimas não sejam necessárias ao cálculo das exigências financeiras? Para comprovação da Receita Bruta Anual não será necessária a atualização das outras contas do balanço. 12

13 32. De acordo com o item 12.2 do Edital, entendemos que uma empresa poderá participar isoladamente de um lote e em consórcio em um lote distinto. Está correto o entendimento? Em caso positivo, como deverá ser apresentada a Documentação de habilitação, já que no item 16.1 do Ed i- tal diz que independente do número de lotes a que concorre a Documentação deverá ser única? a) Está correto o entendimento; b) No caso de uma empresa A participar de um lote isoladamente e de outro em consórcio com outras empresas B C, deverá ser considerado o seguinte: a empresa A se constitui em um proponente e o consórcio A B C se constitui em outro proponente distinto. Assim cada proponente deverá apresentar documentação distinta conforme disposto no edital item 17 - Documentação de Habilitação (Envelope nº 1) 33. Nos Quadros a serem apresentados, em sua parte inferior é solicitada assinatura e identificação do Lote e trecho a que concorre. Perguntamos: a) no caso de participação em mais de um lote, como deverá ser preenchida a referida parte inferior? b) no caso em que os Quadros ao serem preenchidos excedam a mais de uma folha, poderão os mesmos serem assinados somente na última folha, inclusive suprimindo das folhas anteriores o campo de assinatura e identificação do lote? a) A empresa deverá relacionar todos os lotes para os quais está ofertando preços. b) Sim. 34. A apresentação da 2ª via da Documentação de Habilitação e das 2ª e 3ª vias da Proposta de Preços poderá ser através de cópia xerográfica da 1ª via original, inclusive dos documentos autenticados, depois que esta estiver assinada, carimbada, rubricada e numerada? Conforme disposto nos itens 16.1, 16.2, 16.3 e 16.7 uma das vias deverá ser, obrigatoriamente, apresentada em original a(s) outra(s) poderá(ao) ser apresentada(s) por processo de cópia, porém, em ambos os casos todas as vias deverão ser assinadas e/ou rubricadas. 35. Para a apresentação de Preços Unitários, dos serviços que contenham materiais betuminosos, os matérias betuminosos, deverão constar no Preço Unitário Total, ou deverão serem orçados separadamente, conforme Norma do DNIT? Conforme item 9 da pág 87 do Edital O Preço Unitário incluirá o fornecimento e a obtenção de materiais (exceto o fornecimento e transporte de materiais betuminosos). 13

14 No lote 04/RS, não estão separados na Planilha os Quantitativos dos materiais betuminosos. Caso seja, afirmativa a opção de Orçar Separadamente os matérias betuminosos, solicitamos a Planilha com os Quantitativos, para serem considerados no Orçamento. A aquisição e transporte dos materiais betuminosos serão pagos conforme disposto no item do Anexo IV Disposições Complementares. Os quantitativos estão definidos nas novas planilhas disponibilizadas com a 2ª (segunda) errata dos editais. 36. De acordo com o item (d) e Quadro 11 do Edital, perguntamos: Para os equipamentos A = Alugados; L = Locação EP = Em Fase de Aquisição / Leasing Deverão ser apresentados Contratos de: Aluguel, Locação e Compromisso de Aquisição, destes equipamentos, ou uma simples declaração da empresa licitante será suficiente? Para o caso dos equipamentos alugados, arrendados ou em fase de aquisição a empresa deverá, simplesmente, informar tal situação no Quadro Venho por meio dessa solicitar o acesso ao Volume 3 dos projetos do referido edital. Gostaríamos de informações sobre como proceder para adquirir uma cópia do Volume 3 (Memória Justificativa), dado que somente nos foram disponibilizados do volumes 1 e 2. O Volume 3 (Memória Justificativa) mencionado, encontra-se disponibilizado, para consulta, no Arquivo da Diretoria de Planejamento e Pesquisa do DNIT Gerência de Projetos Sala 33.37, Brasília-DF, ou na 16ª UNIT Florianópolis/SC. 38. Com relação ao Edital acima discriminado, favor esclarecer a seguinte questão: A que se refere a verba para Desapropriações constante na última folha do quadro de quantidades do Lote 04/RS? Favor especificar. O item referente à verba para desapropriação não poderá ser cotado. O DNIT disponibilizou junto à 2ª ERRATA, novas planilhas de quantidades, onde este item será eliminado. 39. Para Empresas participantes do processo em Consórcio, solicitamos informar se para os Faturamentos Anuais a serem considerados para cada Empresa Consorciada, podem ser levados em conta os maiores faturamentos de cada participante nos últimos 5(cinco) anos, independentemente dos anos apresentados pelas demais participantes do Consórcio. 14

15 O entendimento não está correto. O raciocínio desenvolvido não conduz, obrigatoriamente, a um resultado igual a 3 (três) vezes a receita bruta anual mínima. Na fórmula: RB (Consórcio) = RB1P1 + RB2P2 + RB3P3 Os valores RB1, 2 e 3 = Receita Bruta de cada empresa consorciada, observada nos mesmos exercícios financeiros. Para esclarecimento demonstramos com o exemplo a seguir: EMPRESAS RECEITA BRUTA ANUAL R$ A B C Participação das empresas no Consórcio - Empresa A : 50% - Empresa B : 30% - Empresa C : 20% EMPRESAS COMPOSIÇÃO DA RECEITA BRUTA ANUAL DO CONSÓRCIO R$ A 0,5 x ,5 x ,5 x ,5 x ,5 x B 0,3 x ,3 x ,3 x ,3 x ,3 x C 0,2 x ,2 x ,2 x ,2 x ,2 x CONSÓRCIO Os exercícios a serem considerados para o consórcio serão e 2001 Conclusão: O consórcio poderá participar de lotes cuja Receita Bruta exigida seja de, no máximo, R$ ,00. Observação: As receitas Brutas anuais poderão ser atualizadas com base no ÍNDICE GERAL DE PREÇOS DISPONIBILIDADE INTERNA IGP-DI, publicado pela Fundação Getúlio Vargas FGV, desde o mês de fechamento do balanço até o 2º (segundo) mês que antecede ao do consórcio. 40. Não existe nas planilhas itens em separado para remunerar Materiais Betuminosos. Gostaríamos de saber sobre o reajustamento destes serviços uma vez que o impacto dos últimos acréscimos de preços destes Materiais não são repostos pelos Índices de Pavimentação. Serão disponibilizadas, pelo DNIT, novas planilhas com os materiais betuminosos separados, os quais, serão reajustados com os índices do FGV, conforme a Instrução de Serviço / DG / DNIT nº 02/2002 e 09/09/

16 41. Nas planilhas de Obras Rodoviárias do Edital 003/02-00, gostaríamos de ver esclarecido qual a distância a ser considerada para Transportes de 1ª categoria para as distâncias acima de 5(cinco) quilômetros. As novas planilhas globalizadas, que serão disponibilizadas pelo DNIT, referem-se a qualquer distância de transporte. Entretanto, deve-se observar que nos Quadro de Quantidades a maior faixa de transporte é entre DMT = a m. Poderá haver DMT > M para o transporte de argila mole, entretanto, com as novas planilhas de terraplenagem, que serão globalizadas e disponibilizadas para as empresas, a medição e pagamento de escavação, carga e transporte de artila mole, não serão globalizados. 42. Conforme item 15.3 Esclarecimentos sobre Documentos, vimos solicitar de Vossa Senhoria que nos enviem os Boletins de Sondagem, referentes às Obras-de-Arte Especiais abaixo: - Lote 1.2: Ponte sobre o Rio Mampituba; Viaduto Travessia de São João (km ) Viaduto Duplo Três Cachoeiras (km ,25) Viaduto Duplo Três Cachoeiras (km ) - Lote 2.2: Ponte sobre Rio Chimarrão (km 30,83m) Ponte sobre Rio Três Forquilhas (km 40,38m) Viaduto 01 Terra de Areia (km 45,42m) Viaduto 02 Terra de Areia (km 46,74m) Viaduto 03 Terra de Areia (km 48,16m) Os boletins de sondagens referentes às Obras-de-Arte Especiais listadas em anexo encontram-se nos respectivos volumes e páginas: - Lote 1.2/RS Volume 3 B 2 Estudos Geotécnicos Ponte sobre o Rio Mampituba pág 19 a 29; Viaduto Travessia de São João (km ) pág 37 a 69; Viaduto Duplo Três Cachoeiras (km ,25) pág ; Viaduto Duplo Três Cachoeiras (km ) pág 117 a Lote 2.2/RS Volume 3 B 2 Estudos Geotécnicos Ponte sobre Rio Chimarrão (km 30,83m) pág 05 a 10; Ponte sobre Rio Três Forquilhas (km 40,38m) pág 11 a 24; Viaduto 01 Terra de Areia (km 45,42m) Viaduto 02 Terra de Areia (km 46,74m) pág 117 a 141 Viaduto 03 Terra de Areia (km 48,16m) } 16

17 Os Volumes mencionados encontram-se disponibilizados, para consultas, no Arquivo da Diretoria de Planejamento e Pesquisas do DNIT Gerência de Projetos Sala 33.37, Brasília-DF, ou na 10ª UNIT Porto Alegre. 43. Caso tenha havido mudança no encerramento do exercício social, de uma empresa constituída sob a forma de sociedade por cotas de responsabilidade limitada, com alteração contratual registrada em órgão competente, como deverá ser comprovado o seu faturamento anual? As empresas que tenham alterado o período de encerramento do exercício social, deverão apresentar notas explicativas demonstrando o faturamento mensal em consonância com as demonstrações contábeis em questão, de forma que configure o faturamento total do exercício compreendido de Janeiro a Dezembro de cada ano, devidamente assinadas por contador e representante(s) da sociedade. 44. Essa empresa está contratando as garantias de propostas do Edital, junto ao Goldstar Bank, Banco estrangeiro localizado no exterior em país membro do BID, através de seu representante no Brasil GOLDSTAR SERVICES BRASIL LTDA, com endereço à Alameda Joaquim Eugênio de Lima, 14º andar, conj 141, Jardim Paulistano, de acordo com o item do Edital, pergunta: Dentro destas condições e prerrogativas do Edital, estas garantias oferecidas pelo Goldstar Bank, seriam aceitas pelo DNIT? Sim. Serão aceitas as garantias fornecidos por bancos estrangeiros com representação no Brasil, seja por intermédio de escritório ou filial ou mesmo por outra empresa contratada para este fim. 45. Nossa empresa estando interessada em participar dos processos licitatórios em epígrafe, vimos solicitar esclarecimentos quanto ao subitem 16.9 Garantia de Manutenção da Proposta uma vez que foi alterado os respectivos valores. Pergunta: Deverão acompanhar as devidas mudanças e adequar também os valores ou irão permanecer os mesmos? Na 2ª ERRATA foram alterados os valores dos orçamentos de referência. Os valores exigidos para Garantia de Manutenção das Propostas bem como da Receita Bruta Anual Mínima permaneceram, conforme disposto nos Editais, sem alteração. 17

18 46. O item , alínea d, exige a relação do equipamento mínimo estabelecido no Projeto, mediante ao preenchimento do Quadro 11. a) a) o equipamento relacionado, pode ter capacidade ou potência maior daquela estabelecida? b) b) no caso de não ser proprietário, necessita de carta compromisso do cedente, locatário ou de venda? a) Sim. b) Para os casos de equipamentos alugados, arrendados ou em fase de aquisição não será necessário apresentar contrato de locação e arrendamento nem intenção de compra. Brasília, 16 de outubro de Econ. Cid Ney Santos Martins Chefe da Assessoria de Cadastro e Licitação 18

1º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS EDITAL Nº 004/2002-00 CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL

1º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS EDITAL Nº 004/2002-00 CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL 1º CADERNO DE PERGUNTAS E S EDITAL Nº 004/2002-00 CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL 1. CONSULTA Ao adquirimos o documento Relatório do Projeto e Documentos para a Concorrência do lote 2.2/RS Obras de Arte Especiais,

Leia mais

EDITAL DE CONCORRÊNCIA Nº.

EDITAL DE CONCORRÊNCIA Nº. 1ª ERRATA EDITAL DE CONCORRÊNCIA Nº. 3/21 1. Suprimir no item 4.2.4 a alínea d 2. Suprimir o item 5.3.6 do Edital. 3. No item 4.2.1, onde se lê: 4.2.1 Somente poderão participar da presente concorrência

Leia mais

INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA ARMADA PARA AS INSTALAÇÕES DO ONS EM BRASÍLIA/DF

INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA ARMADA PARA AS INSTALAÇÕES DO ONS EM BRASÍLIA/DF INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA ARMADA PARA AS INSTALAÇÕES DO ONS EM BRASÍLIA/DF Ref: Aviso de Edital ADG nº 003/2014 publicado em 28/10/2014. 1 1. OBJETO A

Leia mais

CONTROLE DE PEDIDOS DE ESCLARECIMENTO DA CONCORRÊNCIA Nº 01/15

CONTROLE DE PEDIDOS DE ESCLARECIMENTO DA CONCORRÊNCIA Nº 01/15 CONTROLE DE PEDIDOS DE ESCLARECIMENTO DA CONCORRÊNCIA Nº 01/15 DATA PEDIDOS DE ESCLARECIMENTOS RESPOSTAS - 1-20/08-2 - 26/08 Questionamento técnico em relação às funcionalidades das luminárias. 1.1. Funcionalidades

Leia mais

Edital de Credenciamento 003/2012

Edital de Credenciamento 003/2012 1/5 Edital de Credenciamento 003/2012 1 DO OBJETO: 1.1. O presente Termo tem por objetivo o credenciamento de Instituições Financeiras autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil, para prestação

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE PORTO VERA CRUZ Av. Humaitá nº 672 Fone:0xx55 3613 9200/9150 CEP 98985 000 Porto Vera Cruz - RS

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MUNICÍPIO DE PORTO VERA CRUZ Av. Humaitá nº 672 Fone:0xx55 3613 9200/9150 CEP 98985 000 Porto Vera Cruz - RS EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS Nº 01/2015 Tomada de Preços visando à construção de uma ponte em concreto armado prémoldado sobre o Lajeado Tateto - PORTO VERA CRUZ A Prefeita de Porto Vera Cruz, Estado do

Leia mais

Memo N.º /2007 Fortaleza, 28 de setembro de 2007. ASSUNTO: Licitação de Obras de Construção Aeroporto de Tauá-Ce.

Memo N.º /2007 Fortaleza, 28 de setembro de 2007. ASSUNTO: Licitação de Obras de Construção Aeroporto de Tauá-Ce. GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DA INFRA- ESTRUTURA DEPARTAMENTO DE EDIFICAÇÕES, RODOVIAS E TRANSPORTES Memo N.º /2007 Fortaleza, 28 de setembro de 2007 Do: CEGOR A: Coordenador de Engenharia ASSUNTO:

Leia mais

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO N 15, DE 20 DE DEZEMBRO DE 20 06.

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO N 15, DE 20 DE DEZEMBRO DE 20 06. DNIT MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTÜRA DE TRANSPORTES Setor de Autarquias Norte - Quadra 03 - Lote A - 4 andar BRASÍLIA-DF - BRASIL - CEP 70040-902 INSTRUÇÃO DE SERVIÇO

Leia mais

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2010. SESSÃO DE ABERTURA: Local: Rua Pamplona 1200 7º andar Horário: 10:30 horas do dia 08 de março de 2.

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2010. SESSÃO DE ABERTURA: Local: Rua Pamplona 1200 7º andar Horário: 10:30 horas do dia 08 de março de 2. IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM 03 (TRÊS) DIAS DE ANTECEDENCIA NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP: 01405-001

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERENCIA 1. ESCOPO DO SERVIÇO TÉCNICO DE SUPERVISÃO DE OBRAS

ANEXO I TERMO DE REFERENCIA 1. ESCOPO DO SERVIÇO TÉCNICO DE SUPERVISÃO DE OBRAS ANEXO I TERMO DE REFERENCIA 1. ESCOPO DO SERVIÇO TÉCNICO DE SUPERVISÃO DE OBRAS Os Serviços Técnicos de Supervisão de Obras de Pavimentação e/ou Restauração são aqueles executados por empresa de consultoria

Leia mais

Edital de Licitação Pública Internacional N.º 28278 / 2015 (Projeto: BRA/15/003 - Organização dos I Jogos Mundiais Indígenas)

Edital de Licitação Pública Internacional N.º 28278 / 2015 (Projeto: BRA/15/003 - Organização dos I Jogos Mundiais Indígenas) Edital de Licitação Pública Internacional N.º 28278 / 2015 (Projeto: BRA/15/003 - Organização dos I Jogos Mundiais Indígenas) Contratação de Integradora (empresa/consórcio) responsável pelo planejamento,

Leia mais

VALEC: Desenvolvimento Sustentável do Brasil 5º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS CONCORRÊNCIA Nº 004/2010

VALEC: Desenvolvimento Sustentável do Brasil 5º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS CONCORRÊNCIA Nº 004/2010 5º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS CONCORRÊNCIA Nº 004/2010 Ficam revogados os Cadernos de Perguntas e Respostas anteriores, não modificando nem alterando a formulação das propostas. 01) Para as Empresas

Leia mais

3º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL EDITAL DE LICITAÇÃO N.º 003/02-00 SEGMENTO SANTA CATARINA

3º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL EDITAL DE LICITAÇÃO N.º 003/02-00 SEGMENTO SANTA CATARINA MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES DIRETORIA DE PLANEJAMENTO E PESQUISA 3º CADERNO DE PERGUNTAS E S CONCORRÊNCIA INTERNACIONAL EDITAL DE LICITAÇÃO N.º 003/02-00

Leia mais

EMPRESA MUNICIPAL DE OBRAS E URBANIZAÇÃO

EMPRESA MUNICIPAL DE OBRAS E URBANIZAÇÃO 1 FUNDAMENTAÇÃO Este Manual contem regras para Cadastramento com fins de Licitação, nos termos da Lei 8.666/93 e alterações posteriores. e está disponível no site www.aracaju.se.gov.br/emurb. REGRAS PARA

Leia mais

ERRATA II - CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

ERRATA II - CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO ERRATA II - CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1. INTRODUÇÃO Este documento contém a descrição dos procedimentos e critérios a serem adotados para avaliação, julgamento e classificação das propostas das licitantes

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE BIOLOGIA 3ª REGIÃO RS/SC

CONSELHO REGIONAL DE BIOLOGIA 3ª REGIÃO RS/SC CONSELHO REGIONAL DE BIOLOGIA 3ª REGIÃO CONVITE Nº 05/2013 SERVIÇOS DE ASSESSORIA CONTÁBIL O Conselho Regional de Biologia 3ª Região, através da Comissão Permanente de Licitações, convida V.S.a. a apresentar

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA Secretaria de Infraestrutura MINUTA EDITAL DE PRÉ-QUALIFICAÇÃO INTERNACIONAL N. 01/2013 PROCESSO N.

GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA Secretaria de Infraestrutura MINUTA EDITAL DE PRÉ-QUALIFICAÇÃO INTERNACIONAL N. 01/2013 PROCESSO N. MINUTA INTERNACIONAL N. 01/2013 PROCESSO N.º 0900130000453 A SECRETARIA DE INFRAESTRUTURA DO ESTADO DA BAHIA - SEINFRA, com sede na Avenida Luiz Viana Filho, 4ª Avenida, nº 440, Centro Administrativo da

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/INTEGRAÇÃO Nº 019/2008 Data: 18/08/08 18/08/2005

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/INTEGRAÇÃO Nº 019/2008 Data: 18/08/08 18/08/2005 EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado: Prezados Senhores, O Projeto BRA/00/001- Integração Nacional, firmado entre o Ministério da Integração Nacional (Secretaria de Desenvolvimento

Leia mais

EDITAL TOMADA DE PREÇOS SETOR DE LICITAÇÕES PROCESSO Nº 45/2013. TOMADA DE PREÇO Nº

EDITAL TOMADA DE PREÇOS SETOR DE LICITAÇÕES PROCESSO Nº 45/2013. TOMADA DE PREÇO Nº EDITAL TOMADA DE PREÇOS SETOR DE LICITAÇÕES PROCESSO Nº 45/2013. TOMADA DE PREÇO Nº 07/2013. A Prefeitura Municipal de General Salgado, sito à Av: Antonino José de Carvalho, 940, centro, fará realizar

Leia mais

Carta Convite LICITAÇÃO PARA CONFECÇÃO DE MATERIAL GRÁFICO

Carta Convite LICITAÇÃO PARA CONFECÇÃO DE MATERIAL GRÁFICO Carta Convite LICITAÇÃO PARA CONFECÇÃO DE MATERIAL GRÁFICO CARTA CONVITE Nº 001/2015 A Associação de Centro de Treinamento de Educação Física Especial CETEFE, situada em SAIS Área 2ª ED. ENAP Ginásio de

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 005/2008 Data: 29/02/2008. EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado:

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 005/2008 Data: 29/02/2008. EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado: SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 005/2008 Data: 29/02/2008 EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado: Prezado (a) Senhor (a), O Projeto de Cooperação para Apoio às Políticas e à Participação

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS EDITAL 05/2014

PERGUNTAS E RESPOSTAS EDITAL 05/2014 PERGUNTAS E RESPOSTAS EDITAL 05/2014 Atualizado em 10/11/2014 Esta nota tem o objetivo de esclarecer as instituições que pretendam apresentar propostas de projetos ao Edital 05/2014. 1. No que se refere

Leia mais

QUESTÃO 14: Pergunta 1: Resposta: Pergunta 2: Resposta: QUESTÃO 15: Pergunta 1: Resposta: Pergunta 2: Resposta:

QUESTÃO 14: Pergunta 1: Resposta: Pergunta 2: Resposta: QUESTÃO 15: Pergunta 1: Resposta: Pergunta 2: Resposta: QUESTÃO 14: O Edital cita no subitem d.1, do item d, tópico 7.3.4 Qualificação Técnica : "No caso da Área de Especialização 2, o atestado, para fins desta habilitação, deverá se referir a uma experiência

Leia mais

INSTRUÇÕES BÁSICAS. Locatário Pessoa Física:

INSTRUÇÕES BÁSICAS. Locatário Pessoa Física: INSTRUÇÕES BÁSICAS O que é necessário para alugar um imóvel na Bandeirantes Imóveis? Para alugar quaisquer dos imóveis disponíveis na carteira de locação da Bandeirantes Imóveis siga os seguintes passos:

Leia mais

CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE SERVIÇOS DO VALE DO RIO PARDO - CISVALE

CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE SERVIÇOS DO VALE DO RIO PARDO - CISVALE HABILITAÇÃO JURÍDICA Documentos para Credenciamento - Registro comercial no caso de empresa individual; - Ato Constitutivo, Estatuto ou Contrato Social em vigor, devidamente registrado em se tratando de

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 017/2014 UnC PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL E AFINS CAMPUS CONCÓRDIA SC.

CARTA CONVITE Nº 017/2014 UnC PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL E AFINS CAMPUS CONCÓRDIA SC. 1 CARTA CONVITE Nº 017/2014 UnC PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL E AFINS CAMPUS CONCÓRDIA SC. 1 - PREÂMBULO 1.1 - A Fundação Universidade do Contestado, através do seu Departamento de Compras,

Leia mais

Processo n 50611.000502/2009-67 ANEXO II TERMOS DE REFÊRENCIA

Processo n 50611.000502/2009-67 ANEXO II TERMOS DE REFÊRENCIA ANEXO II TERMOS DE REFÊRENCIA SERVIÇOS DE GESTÃO AMBIENTAL TERMO DE REFERÊNCIA Processo n 50611.000502/2009-67 1. INTRODUÇÃO Este Termo de Referência define o escopo dos serviços a serem executados para

Leia mais

CONVITE N.º 001/2007

CONVITE N.º 001/2007 CONVITE N.º 001/2007 A Companhia das Docas do Estado da Bahia - CODEBA, com observância da Lei n.º 8.666/93, de 21/6/1993, e demais disposições legais, convida essa empresa a participar de Licitação acima

Leia mais

ABRIGO DO MARINHEIRO DEPARTAMENTO DE SERVIÇOS SOCIAIS PESQUISA DE PREÇOS (ESPECIFICAÇÕES E INSTRUÇÕES)

ABRIGO DO MARINHEIRO DEPARTAMENTO DE SERVIÇOS SOCIAIS PESQUISA DE PREÇOS (ESPECIFICAÇÕES E INSTRUÇÕES) ABRIGO DO MARINHEIRO DEPARTAMENTO DE SERVIÇOS SOCIAIS PESQUISA DE PREÇOS (ESPECIFICAÇÕES E INSTRUÇÕES) REFORMA DAS INSTALAÇÕES DE ATENDIMENTO AO PÚBLICO DO DEPARTAMENTO DE SERVIÇOS SOCIAIS DO ABRIGO DO

Leia mais

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015.

DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. DECRETO N 001 A / 2015 De 02 de janeiro de 2015. EMENTA: Regulamenta o Sistema de Registro de Preços SRP previsto no art. 15 da Lei nº 8.666/93, no âmbito do Município de Central Bahia. O PREFEITO DO MUNICÍPIO

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA 1. INTRODUÇÃO

TERMO DE REFERÊNCIA 1. INTRODUÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE ENGENHARIA PARA REPAROS E OBRAS EMERGENCIAIS DE IMOVEIS SITUADOS NA ÁREA DE ESPECIAL INTERESSE URBANISTICO DA REGIÃO DO PORTO MARAVILHA. 1. INTRODUÇÃO A Operação

Leia mais

EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS Nº 079/2015.

EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS Nº 079/2015. EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS Nº 079/2015. PREFEITURA MUNICIPAL DE GAURAMA-RS SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS PÚBLICAS E DE TRÂNSITO EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS Nº 079/2015 TIPO MENOR PREÇO GLOBAL Edital de

Leia mais

1.1 O recebimento dos envelopes dar-se-á até às 14:00h do dia 09 de março de 2010, pela Comissão Permanente de Licitação, no endereço acima citado.

1.1 O recebimento dos envelopes dar-se-á até às 14:00h do dia 09 de março de 2010, pela Comissão Permanente de Licitação, no endereço acima citado. EDITAL DE CARTA CONVITE N 02/2010 CRM-PR OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA PARA O DESENVOLVIMENTO E SUPERVISÃO DE PROJETO DE TELEMEDICINA, VIDEOCONFERÊNCIA E EDUCAÇÃO CONTINUADA PARA

Leia mais

NORMA GERAL AMBIENTAL. Título: PROCEDIMENTOS E ROTINAS DE ACOMPANHAMENTO DE COMPROMISSOS AMBIENTAIS Identificador: NGL-5.03.01-16.

NORMA GERAL AMBIENTAL. Título: PROCEDIMENTOS E ROTINAS DE ACOMPANHAMENTO DE COMPROMISSOS AMBIENTAIS Identificador: NGL-5.03.01-16. NGL-5.3.1-16.13 1 / 21 Sumário 1. MOTIVAÇÃO... 2 2. OBJETO... 2 3. ASPECTOS LEGAIS... 2 4. MÉTODOS E RECURSOS... 9 4.1. Registros de Acompanhamento... 9 4.2. Relatórios de Andamento... 11 4.3. Recursos...

Leia mais

VALEC: Desenvolvimento Sustentável para o Cerrado Brasileiro 1ª ERRATA EDITAL DE CONCORRÊNCIA Nº 008/2008

VALEC: Desenvolvimento Sustentável para o Cerrado Brasileiro 1ª ERRATA EDITAL DE CONCORRÊNCIA Nº 008/2008 1ª ERRATA EDITAL DE CONCORRÊNCIA Nº 008/2008 1) INSTRUÇÕES ÀS LICITANTES ITEM 6.2.4 QUALIFICAÇÃO TÉCNICA Onde se lê: 6.2.4 Qualificação Técnica a) Registro/Certidão de inscrição no CREA e/ou CRA, da empresa

Leia mais

2º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS RDC Nº 001/2012

2º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS RDC Nº 001/2012 2º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS RDC Nº 001/2012 1) Em visita ao trecho, constatamos que existem diversas redes de alta tensão que deverão ser remanejadas. Estamos entendendo que a VALEC fará o remanejamento

Leia mais

EDITAL Nº 087/2011-00.

EDITAL Nº 087/2011-00. Processo n. 50600.017046/2010-57 REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES - MT DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES COORDENAÇÃO-GERAL DE CADASTRO E LICITAÇÕES EDITAL

Leia mais

https://www.compras.rs.gov.br/egov2/leilao/acessarataeletronicasistema.jsp?idoferta=1...

https://www.compras.rs.gov.br/egov2/leilao/acessarataeletronicasistema.jsp?idoferta=1... Página 1 de 5 ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL MINISTÉRIO PÚBLICO PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA ATA DA SESSÃO DO PREGÃO ELETRÔNICO EDITAL: 25/2013 PROCESSO: 001307-09.00/13.4 Em, às 09:01 horas, na PROCURADORIA

Leia mais

ESCLARECIMENTOS 01 A 12

ESCLARECIMENTOS 01 A 12 ESCLARECIMENTOS 01 A 12 CREDENCIAMENTO N. 2008/0425 (7421) SL - OBJETO: CREDENCIAMENTO DE SOCIEDADES DE ADVOGADOS, PARA CONTRATAÇÃO IMEDIATA DE 2 (DUAS) DELAS PARA CADA UMA DAS ÁREAS DE ABRANGÊNCIA DE

Leia mais

CADASTRO DE FORNECEDORES E RENOVAÇÃO CADASTRAL DME DISTRIBUIÇÃO S/A - DMED DOS PROCEDIMENTOS

CADASTRO DE FORNECEDORES E RENOVAÇÃO CADASTRAL DME DISTRIBUIÇÃO S/A - DMED DOS PROCEDIMENTOS CADASTRO DE FORNECEDORES E RENOVAÇÃO CADASTRAL DME DISTRIBUIÇÃO S/A - DMED DOS PROCEDIMENTOS A Supervisão de Suprimentos é a responsável pelo cadastramento dos fornecedores, bem como pela renovação cadastral

Leia mais

ANEXO - VIII MODELOS DE DOCUMENTOS

ANEXO - VIII MODELOS DE DOCUMENTOS ANEXO - VIII MODELOS DE DOCUMENTOS MODELO DE CARTA DE CREDENCIAMENTO; MODELO DE CARTA DE APRESENTAÇÃO DE DOCUMENTOS E HABILITAÇÃO; MODELO DE DECLARAÇÃO DE ATENDIMENTO AO INC. XXXIII, DO ART. 7º DA CF;

Leia mais

NORMA AMBIENTAL VALEC Nº 02 PLANTIOS PAISAGÍSTICOS

NORMA AMBIENTAL VALEC Nº 02 PLANTIOS PAISAGÍSTICOS VALEC NAVA - 02 1 de 12 NORMA AMBIENTAL VALEC Nº 02 PLANTIOS PAISAGÍSTICOS VALEC NAVA - 02 2 de 12 NORMA AMBIENTAL VALEC Nº 02 PLANTIOS PAISAGÍSTICOS SUMÁRIO 1. OBJETO... 2 2. CONSIDERAÇÕES GERAIS... 2

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS - 3ª Região (SP, MS)

CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS - 3ª Região (SP, MS) TOMADA DE PREÇOS N.º: 2/213 PROCESSO N.º: 11-4/213 TIPO: MENOR PREÇO EDITAL O CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS 3ª. REGIÃO, por intermédio da COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO, torna pública a realização

Leia mais

CONVITE DE ALIENAÇÃO Nº. 03 / 2012 Processo nº. 23219.000/2011-51

CONVITE DE ALIENAÇÃO Nº. 03 / 2012 Processo nº. 23219.000/2011-51 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL GOIANO Câmpus Rio Verde GO CONVITE DE ALIENAÇÃO Nº. 03 / 2012 Processo nº. 23219.000/2011-51 O Instituto Federal

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS - 3ª Região (SP, MS)

CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS - 3ª Região (SP, MS) CARTA CONVITE Nº: 008/2013. São Paulo, 04 de junho de 2.013. Processo n.º 042-05/2013 Tipo: MENOR PREÇO Firma: A/C: E-mail: Convidamos a referida empresa a apresentar proposta para atendimento do objeto

Leia mais

Câmara Municipal De Natividade Da Serra

Câmara Municipal De Natividade Da Serra DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA A INCRIÇÃO NO REGISTRO CADASTRAL (Em conformidade com os artigos 28 a 31 da Lei Federal Nº 8.666/93 e demais alterações posteriores): PESSOA JURÍDICA 1 - Documentação Relativa

Leia mais

Minuta de Contrato Administrativo n. ***/2013 CLÁUSULA PRIMEIRA - DO OBJETO:

Minuta de Contrato Administrativo n. ***/2013 CLÁUSULA PRIMEIRA - DO OBJETO: Minuta de Contrato Administrativo n. ***/2013 Compromisso celebrado entre [nome da CONTRATANTE], localizada à [inserir endereço completo], inscrita no [caso Administração indireta inserir número do CNPJ],

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO. C o n d o m í n i o Ouro Vermelho. Brasília, 15 de setembro de 2010.

EDITAL DE LICITAÇÃO. C o n d o m í n i o Ouro Vermelho. Brasília, 15 de setembro de 2010. Brasília, 15 de setembro de 2010. EDITAL DE LICITAÇÃO ALIENAÇÃO DE IMÓVEL NA MODALIDADE CONCORRÊNCIA PÚBLICA POR VENDA DIRETA CONCORRÊNCIA No 01 / 2010 TIPO: Maior Oferta para pagamento de igual ou maior

Leia mais

PROJETO BÁSICO OBRA DE REFORMA E AMPLIAÇÃO DA AC CERES - DR/GO ENDEREÇO: AVENIDA PRESIDENTE VARGAS, LOTE 34, QUADRA Q, SETOR CENTRAL, CERES - GOIÁS

PROJETO BÁSICO OBRA DE REFORMA E AMPLIAÇÃO DA AC CERES - DR/GO ENDEREÇO: AVENIDA PRESIDENTE VARGAS, LOTE 34, QUADRA Q, SETOR CENTRAL, CERES - GOIÁS PROJETO BÁSICO PROJETO BÁSICO PARA: OBRA DE REFORMA E AMPLIAÇÃO DA AC CERES - DR/GO OBJETO DA LICITAÇÃO: O objeto da presente licitação é a OBRA DE REFORMA E AMPLIAÇÃO DA AC CERES - DR/GO, na forma de

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA TERRA DE LUTA E FÉ - DOE ORGÃOS, DOE SANGUE:SALVE VIDAS

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA TERRA DE LUTA E FÉ - DOE ORGÃOS, DOE SANGUE:SALVE VIDAS EDITAL DE CARTA CONVITE 027/2015 A PREFEITA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA, torna público, para conhecimento dos interessados, que no dia 20 DE NOVEMBRO DE 2015, às 10 horas, reunirse-á a Comissão Permanente

Leia mais

OBRA DE ENGENHARIA RODOVIÁRIA RESTAURAÇÃO E MELHORIAS OPERACIONAIS DA RODOVIA BR-381/MG Norte Lote 7

OBRA DE ENGENHARIA RODOVIÁRIA RESTAURAÇÃO E MELHORIAS OPERACIONAIS DA RODOVIA BR-381/MG Norte Lote 7 OBRA DE ENGENHARIA RODOVIÁRIA RESTAURAÇÃO E MELHORIAS OPERACIONAIS DA RODOVIA BR-381/MG Norte Lote 7 Trecho: Divisa ES/MG - Divisa MG/SP Subtrecho: Rio Una - Entroncamento MG-435 (Caeté) Segmento Atual:

Leia mais

REVISÃO 21 RELAÇÃO DE DOCUMENTOS - RENOVAÇÃO QUALIFICAÇÃO TÉCNICA PASTA AMARELA

REVISÃO 21 RELAÇÃO DE DOCUMENTOS - RENOVAÇÃO QUALIFICAÇÃO TÉCNICA PASTA AMARELA REVISÃO 21 RELAÇÃO DE DOCUMENTOS - RENOVAÇÃO QUALIFICAÇÃO TÉCNICA PASTA AMARELA 1. Na renovação a empresa deverá informar, por escrito, se houve ou não alteração dos documentos de Qualificação Técnica

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 003/2011

CARTA CONVITE Nº 003/2011 CARTA CONVITE Nº 003/2011 O Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 10ª Região CREFITO-10, com jurisdição no Estado de Santa Catarina, através de sua Comissão Permanente de Licitações,

Leia mais

CURSO OBRAS RODOVIÁRIAS : ORÇAMENTO, PLANEJAMENTO E GERENCIAMENTO

CURSO OBRAS RODOVIÁRIAS : ORÇAMENTO, PLANEJAMENTO E GERENCIAMENTO CURSO OBRAS RODOVIÁRIAS : ORÇAMENTO, PLANEJAMENTO E GERENCIAMENTO O setor de transportes rodoviários tem destacada importância no desenvolvimento econômico nacional. Anualmente são disponibilizados recursos

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA (RN) RN - 006/01

RESOLUÇÃO NORMATIVA (RN) RN - 006/01 RESOLUÇÃO NORMATIVA (RN) RN - 006/01 EMITENTE Presidência Aprovada pela Diretoria REUNIÃO DE 01/06/2005 Revisão Nº 01 Aprovada pela Diretoria REUNIÃO DE 10/01/2007 ASSUNTO Contratação de Prestação de Serviços

Leia mais

CNPJ: 25.466.087/0001-18 ATO CONVOCATÓRIO EDITAL DE CONCORRÊNCIA ESPECIAL Nº PCGV 2011030011

CNPJ: 25.466.087/0001-18 ATO CONVOCATÓRIO EDITAL DE CONCORRÊNCIA ESPECIAL Nº PCGV 2011030011 ATO CONVOCATÓRIO EDITAL DE CONCORRÊNCIA ESPECIAL Nº PCGV 2011030011 1 PREÂMBULO. O INSTITUTO DE COOPERAÇÃO E EDUCAÇÃO AO DESENVOLVIMENTO (INCED) é instituição qualificada como Organização da Sociedade

Leia mais

URBES TRÂNSITO E TRANSPORTES

URBES TRÂNSITO E TRANSPORTES CADASTRO DE FORNECEDORES RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA CADASTRAMENTO NESTA EMPRESA PÚBLICA, CONFORME ARTIGOS 27 A 31 DA LEI FEDERAL 8.666/93 E SUAS ALTERAÇÕES, EM ATENDIMENTO AO ARTIGO 35 DA REFERIDA

Leia mais

PEDIDOS DE ESCLARECIMENTOS ENVIADOS PELOS LICITANTES

PEDIDOS DE ESCLARECIMENTOS ENVIADOS PELOS LICITANTES CONCORRÊNCIA PÚBLICA Nº 002/2015 OBJETO: Contratação de Empresa Especializada para conclusão das obras de Construção de Ponte sobre o Rio Cachoeira na Rodovia BA-001, segmento Ilhéus-Pontal, com extensão

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE INFRAESTRUTURA E LOGÍSTICA EDITAL Nº 002/2012 CONTRATAÇÃO EMERGENCIAL DE PROFISSIONAIS DA ÁREA DE ENGENHARIA

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE INFRAESTRUTURA E LOGÍSTICA EDITAL Nº 002/2012 CONTRATAÇÃO EMERGENCIAL DE PROFISSIONAIS DA ÁREA DE ENGENHARIA ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE INFRAESTRUTURA E LOGÍSTICA EDITAL Nº 002/2012 CONTRATAÇÃO EMERGENCIAL DE PROFISSIONAIS DA ÁREA DE ENGENHARIA O SECRETÁRIO DE INFRAESTRUTURA E LOGÍSTICA SEINFRA,

Leia mais

AV. BRASÍLIA, 1057 FONE: 054-3356 1244. Edital de Licitação

AV. BRASÍLIA, 1057 FONE: 054-3356 1244. Edital de Licitação Edital de Licitação Modalidade.:Tomada de Preço Numero...:0006/15 DATA DA ABERTURA DA LICITAÇÃO: 11/02/2015 DATA ABERTURA DAS PROPOSTAS..: 04/03/2015 HORARIO...: 14:00 Fornecedor.: Endereço...: CGCMF...:

Leia mais

4. No item 15 onde se lê: Prazo final para apresentação do cronograma e do orçamento de construção das INSTALAÇÕES DE TRANSMISSÃO

4. No item 15 onde se lê: Prazo final para apresentação do cronograma e do orçamento de construção das INSTALAÇÕES DE TRANSMISSÃO TEL: 55 (61) 426 5743 Ouvidoria: 0800727 2010 PARA: Fax: ASSUNTO: EDITAL DE LEILÃO N o 002/2004-ANEEL ADENDO N o 03 - ESCLARECIMENTO DE: Rosângela Lago TEL: (61) 426-5743 FAX: (61) 426-5778 FAX N 0 206/2004-CEL/ANEEL

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO OPERACIONAL PARA SERVIÇOS DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E URBANISMO

PROGRAMA DE APOIO OPERACIONAL PARA SERVIÇOS DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E URBANISMO PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE HABITAÇÃO Superintendência de Urbanismo e Produção Habitacional Coordenação de Projetos PROGRAMA DE APOIO OPERACIONAL PARA SERVIÇOS DE ENGENHARIA,

Leia mais

FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TURVO - PR. Tomada de Preço N.º 001/2014.

FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TURVO - PR. Tomada de Preço N.º 001/2014. FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TURVO - PR. Tomada de Preço N.º 001/2014. Emissão: 09/12/2014. Abertura: 29/12/2014. Horário: 10:00 H. O Fundo de Previdência dos Servidores Municipais

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DO MUSEU DO CAFÉ Organização Social de Cultura CNPJ 02.634.914/0001-30 REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE OBRAS E SERVIÇOS

ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DO MUSEU DO CAFÉ Organização Social de Cultura CNPJ 02.634.914/0001-30 REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE OBRAS E SERVIÇOS ASSOCIAÇÃO DOS AMIGOS DO MUSEU DO CAFÉ Organização Social de Cultura CNPJ 02.634.914/0001-30 REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÃO DE OBRAS E SERVIÇOS Capítulo I INTRODUÇÃO Artigo 1º - O presente regulamento

Leia mais

ELABORAÇÃO DE PROJETO EXECUTIVO DE ENGENHARIA DE DUPLICAÇÃO, RESTAURAÇÃO E MELHORAMENTOS DA RODOVIA BR-381/MG

ELABORAÇÃO DE PROJETO EXECUTIVO DE ENGENHARIA DE DUPLICAÇÃO, RESTAURAÇÃO E MELHORAMENTOS DA RODOVIA BR-381/MG DNIT - SREMG João Monlevade - 28/06/2012 ELABORAÇÃO DE PROJETO EXECUTIVO DE ENGENHARIA DE DUPLICAÇÃO, RESTAURAÇÃO E MELHORAMENTOS DA RODOVIA BR-381/MG RODOVIA: BR-381MG TRECHO: DIVISA ES/MG - DIV. MG/SP

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 002/2010

CARTA CONVITE Nº 002/2010 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDENCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

... ... ... ... ... ... ... ... E DEFINIÇÕES... 3. LEGISLAÇÃO E NORMAS TÉCNICAS APLICADAS 4 CONSIDERAÇÕES INICIAIS CAS PARA ELABORAÇÃO... DO PCAO...

... ... ... ... ... ... ... ... E DEFINIÇÕES... 3. LEGISLAÇÃO E NORMAS TÉCNICAS APLICADAS 4 CONSIDERAÇÕES INICIAIS CAS PARA ELABORAÇÃO... DO PCAO... Revisão Modificação Data Autor Aprovo Especialidades: Autores do Documento: CREA UF Matrícula Aprovo Sítio Empresa Brasileira de Infra-Estrutura AEROPORTO HERCÍLIO LUZ INTERNACIONAL DE FLORIANÓPOLIS Aeroportuária

Leia mais

Portaria Conjunta STN/SOF nº 3/2008 Manual de Despesa Nacional;

Portaria Conjunta STN/SOF nº 3/2008 Manual de Despesa Nacional; Código: MAP-DIFIN-001 Versão: 00 Data de Emissão: XX/XX/XXXX Elaborado por: Gerência de Contabilidade Aprovado por: Diretoria de Finanças e Informações de Custos 1 OBJETIVO Estabelecer os procedimentos

Leia mais

Prefeitura Municipal de Floriano Peixoto 01.612.289/0001-62 Avenida Alfredo Joahnes Dücker - 99.910-000 - Floriano Peixoto/RS EDITAL DE LICITAÇÃO

Prefeitura Municipal de Floriano Peixoto 01.612.289/0001-62 Avenida Alfredo Joahnes Dücker - 99.910-000 - Floriano Peixoto/RS EDITAL DE LICITAÇÃO Prefeitura Municipal de Floriano Peixoto 01.612.289/0001-62 Avenida Alfredo Joahnes Dücker - 99.910-000 - Floriano Peixoto/RS EDITAL DE LICITAÇÃO Processo...: 8/2015 Modalidade.: Convite Número...: 6/2015

Leia mais

ESCLARECIMENTOS. Edital 0742/2008-08 Processo 50608.000170/2008-99. Em resposta a pedido de esclarecimentos segue abaixo na respectiva ordem :

ESCLARECIMENTOS. Edital 0742/2008-08 Processo 50608.000170/2008-99. Em resposta a pedido de esclarecimentos segue abaixo na respectiva ordem : ESCLARECIMENTOS Edital 0742/2008-08 Processo 50608.000170/2008-99 Em resposta a pedido de esclarecimentos segue abaixo na respectiva ordem : 1) Da Habilitação: Entendemos que as empresas participantes

Leia mais

VALEC: Desenvolvimento Sustentável do Brasil 4º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS CONCORRÊNCIA Nº 004/2010

VALEC: Desenvolvimento Sustentável do Brasil 4º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS CONCORRÊNCIA Nº 004/2010 4º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS CONCORRÊNCIA Nº 004/2010 01) Nas obras de arte especial (pontes e viadutos) as planilhas de serviços e quantidades não contemplam lançamentos de vigas. Em qual item

Leia mais

ANEXO VI TOMADA DE PREÇOS Nº 002/2015 MINUTA DO CONTRATO

ANEXO VI TOMADA DE PREÇOS Nº 002/2015 MINUTA DO CONTRATO ANEXO VI TOMADA DE PREÇOS Nº 002/2015 MINUTA DO CONTRATO CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DE SANTA CATARINA, autarquia federal de fiscalização profissional regida pela Lei n 12.378, de 31 de dezembro

Leia mais

Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993.

Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. DECRETO N.º 7.892, DE 23 DE JANEIRO DE 2013. Regulamenta o Sistema de Registro de Preços previsto no art. 15 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993. A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que

Leia mais

CARTA CONVITE 16/2015 FUnC AQUISIÇÃO EQUIPAMENTOS REDE INTERNET WIRELESS

CARTA CONVITE 16/2015 FUnC AQUISIÇÃO EQUIPAMENTOS REDE INTERNET WIRELESS 1 CARTA CONVITE 16/2015 FUnC AQUISIÇÃO EQUIPAMENTOS REDE INTERNET WIRELESS 1 - PREÂMBULO 1.1 - A Fundação Universidade do Contestado, através do seu Departamento de Compras, situado à Rua Victor Sopelsa,

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO - PROPPG

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO - PROPPG PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO - PROPPG EDITAL INTERNO DE CONSULTA DE DEMANDA ORÇAMENTÁRIA PARA O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE FOMENTO À PESQUISA EDITAL PROPPG 001/2014 CONSULTA DE DEMANDA PARA

Leia mais

PROCESSO LICITATÓRIO Nº 42/2013 EDITAL DE CONCORRENCIA PUBLICA P/ OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA N 03/2013 TIPO: MENOR PREÇO GLOBAL

PROCESSO LICITATÓRIO Nº 42/2013 EDITAL DE CONCORRENCIA PUBLICA P/ OBRAS E SERVIÇOS DE ENGENHARIA N 03/2013 TIPO: MENOR PREÇO GLOBAL 1 ESTADO DE SANTA CATARINA MUNICÍPIO DE BOTUVERÁ DEPARTAMENTO DE COMPRAS E LICITAÇÕES CNPJ: Nº. 83.102.350/0001-96 Rua João Morelli, 66 Centro CEP-88370-000 BOTUVERÁ SC. PROCESSO LICITATÓRIO Nº 42/2013

Leia mais

EDITAL Nº 0334/2010-12.

EDITAL Nº 0334/2010-12. REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DO TRANSPORTES - MT DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRA-ESTRUTURA DE TRANSPORTES SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO ESTADO DE GOIÁS E DISTRITO FEDERAL EDITAL Nº 0334/2010-12.

Leia mais

CONVITE Nº 060E/2015

CONVITE Nº 060E/2015 Processo nº 0405.1511/15-3 DEVOLVER ESTE PROTOCOLO ASSINADO PROTOCOLO DE ENTREGA PROCESSO DE LICITAÇÃO CONVITE Nº 060E/2015 DATA DA ABERTURA: 16/10/2015 HORA DA ABERTURA: 10:00 Horas NOME DA EMPRESA: ORIGINAL

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MATO RICO ESTADO DO PARANÁ CNPJ - 95.684.510/0001-31 COMISSÃO MUNICIPAL DE LICITAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE MATO RICO ESTADO DO PARANÁ CNPJ - 95.684.510/0001-31 COMISSÃO MUNICIPAL DE LICITAÇÃO DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA REGISTRO CADASTRAL (Conf. Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993) I - Para a habilitação jurídica: a) Cédula de identidade e registro comercial na repartição competente, para

Leia mais

À CPRM COMPANHIA DE PESQUISA DE RECURSOS MINERAIS (SERVIÇO GEOLÓGICO DO BRASIL SEDE RJ)

À CPRM COMPANHIA DE PESQUISA DE RECURSOS MINERAIS (SERVIÇO GEOLÓGICO DO BRASIL SEDE RJ) À CPRM COMPANHIA DE PESQUISA DE RECURSOS MINERAIS (SERVIÇO GEOLÓGICO DO BRASIL SEDE RJ) LEVIT COMÉRCIO, IMPORTAÇÃO E EXPORTAÇÃO DE PRODUTOS TECNOLÓGICOS LTDA, pessoa jurídica de direito privado, devidamente

Leia mais

COMISSÃO DA MARCA DE QUALIDADE LNEC SECÇÃO DE INSCRIÇÃO E CLASSIFICAÇÃO

COMISSÃO DA MARCA DE QUALIDADE LNEC SECÇÃO DE INSCRIÇÃO E CLASSIFICAÇÃO COMISSÃO DA MARCA DE QUALIDADE LNEC SECÇÃO DE INSCRIÇÃO E CLASSIFICAÇÃO QUALIFICAÇÃO COMO GESTOR GERAL DA QUALIDADE DE EMPREENDIMENTOS DA CONSTRUÇÃO INSTRUÇÕES DE CANDIDATURA 1. DESTINATÁRIOS A Marca de

Leia mais

DEPARTAMENTO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS Coordenadoria de Apoio Logístico Departamento de Apoio Operacional TERMO DE REFERÊNCIA

DEPARTAMENTO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS Coordenadoria de Apoio Logístico Departamento de Apoio Operacional TERMO DE REFERÊNCIA Processo n.º E-04/. /2012. Contratação de empresa para fornecimento e instalação de sistema de gerenciamento de tráfego para elevadores do prédio da SEFAZ, localizado na Avenida Presidente Vargas, 670

Leia mais

ESCLARECIMENTOS SOBRE QUESTIONAMENTOS, VIA FAX, FEITO POR TELEMAR NORTE LESTE S/A.

ESCLARECIMENTOS SOBRE QUESTIONAMENTOS, VIA FAX, FEITO POR TELEMAR NORTE LESTE S/A. Belo Horizonte, 19 de setembro de 2006. ESCLARECIMENTO Nº 03 PREGÃO Nº 012/2006 PROCESSO INTERNO Nº 264/2006 DA: PARA: COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO DA CODEMIG PARTICIPANTES DA LICITAÇÃO OBJETO: CONTRATAÇÃO

Leia mais

VALEC: Desenvolvimento Sustentável do Brasil 1º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS CONCORRÊNCIA Nº 005/2010

VALEC: Desenvolvimento Sustentável do Brasil 1º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS CONCORRÊNCIA Nº 005/2010 1º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS CONCORRÊNCIA Nº 005/2010 1) Gentileza informar a exigência de garantia de proposta para os editais em referência. Caso afirmativo, gentileza informar os valores por

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE OSÓRIO SECRETARIA DE OBRAS SANEAMENTO E TRÂNSITO MEMORIAL DESCRITIVO

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE OSÓRIO SECRETARIA DE OBRAS SANEAMENTO E TRÂNSITO MEMORIAL DESCRITIVO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE OSÓRIO SECRETARIA DE OBRAS SANEAMENTO E TRÂNSITO MEMORIAL DESCRITIVO OBJETO: Fechamento de quadra esportiva da Escola Municipal de Ensino Fundamental

Leia mais

Tomada de Preços n.º 015/2010

Tomada de Preços n.º 015/2010 Tomada de Preços n.º 015/2010 Procedimento Administrativo n.º 0848/2010 Modalidade: Tomada de Preços Tipo: Menor Preço Julgamento: global Regime de execução: empreitada por preço unitário Objeto: Contratação

Leia mais

REGULAMENTO DE COMPRAS

REGULAMENTO DE COMPRAS REGULAMENTO DE COMPRAS A SPDM /PAIS Associação Paulista Para O Desenvolvimento da Medicina, vem por meio deste dar publicidade ao Regulamento Próprio utilizado contendo os procedimentos que adotará para

Leia mais

Tomada de Preços n.º 006/2009

Tomada de Preços n.º 006/2009 Tomada de Preços n.º 006/2009 Procedimento Administrativo n.º 0802/2008 Modalidade: Tomada de Preços Tipo: Menor Preço Julgamento: por item Regime de execução: empreitada por preço global Objeto: Aquisição

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 007/2008

CARTA CONVITE Nº 007/2008 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO E COM ATÉ 24 HS DE ANTECEDÊNCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 - JD. PAULISTA -

Leia mais

Câmara Municipal de Porto Alegre

Câmara Municipal de Porto Alegre Câmara Municipal de Porto Alegre ATA DA SESSÃO DO PREGÃO ELETRÔNICO - para Registro de Preço EDITAL: 24/2014 PROCESSO: 3134/13 Em, às 10:01 horas, na CÂMARA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE - CMPA, sito à AV.

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA DE ÁGUA E ESGOTO AV. HUGO ALESSI Nº 50 B. NDUSTRIAL - FONE: (0**34) 3242-3579/3242-5026 ARAGUARI MG

SUPERINTENDÊNCIA DE ÁGUA E ESGOTO AV. HUGO ALESSI Nº 50 B. NDUSTRIAL - FONE: (0**34) 3242-3579/3242-5026 ARAGUARI MG SUPERINTENDENCIA DE AGUA E ESGOTO DE ARAGUARI DEPARTAMENTO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS COMISSÃO ESPECIAL DE CADASTRO/SETOR DE CADASTRO INSTRUÇÕES GERAIS 1. OBJETIVO Estabelecer normas e procedimentos para

Leia mais

ESTADO DE MINAS GERAIS Comitê Executivo do PMQP-H Programa Mineiro da Qualidade e Produtividade no Habitat PROCEDIMENTO Nº 003, DE 13 OUTUBRO DE 2008

ESTADO DE MINAS GERAIS Comitê Executivo do PMQP-H Programa Mineiro da Qualidade e Produtividade no Habitat PROCEDIMENTO Nº 003, DE 13 OUTUBRO DE 2008 PROCEDIMENTO Nº 003, DE 13 OUTUBRO DE 2008 NORMA DE PROCEDIMENTO PARA FISCALIZAÇÃO E MONITORAMENTO DA ELABORAÇÃO E DO RECEBIMENTO DE PROJETOS DE ENGENHARIA RODOVIÁRIA O Coordenador do Comitê Executivo,

Leia mais

REGULAMENTO DE COMPRAS DO IDBrasil Cultura, Educação e Esporte

REGULAMENTO DE COMPRAS DO IDBrasil Cultura, Educação e Esporte REGULAMENTO DE COMPRAS DO IDBrasil Cultura, Educação e Esporte O processo para aquisição de bens, serviços e obras para o IDBrasil Cultura, Educação e Esporte, observará o disposto neste Regulamento de

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL EDITAL 239/2009/DNIT 1º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS

PREGÃO PRESENCIAL EDITAL 239/2009/DNIT 1º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS PREGÃO PRESENCIAL EDITAL 239/2009/DNIT 1º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS 1ª PERGUNTA: Pelo que entendemos no edital o sistema será implantado em cada unidade do DNIT, com banco de dados descentralizados

Leia mais

TERCEIRA ATA DE DIVULGAÇÃO DE RESPOSTAS AOS QUESTIONAMENTOS FORMULADOS POR EMPRESA INTERESSADA NA CONCORRÊNCIA Nº 1/2014 DA SAC/PR

TERCEIRA ATA DE DIVULGAÇÃO DE RESPOSTAS AOS QUESTIONAMENTOS FORMULADOS POR EMPRESA INTERESSADA NA CONCORRÊNCIA Nº 1/2014 DA SAC/PR PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE AVIAÇÃO CIVIL TERCEIRA ATA DE DIVULGAÇÃO DE RESPOSTAS AOS QUESTIONAMENTOS FORMULADOS POR EMPRESA INTERESSADA NA CONCORRÊNCIA Nº 1/2014 DA SAC/PR Objeto da Concorrência

Leia mais

ABAS Associação Brasileira de Águas Subterrâneas QUALIFICAÇÃO DE EMPRESAS NAS ATIVIDADES DE HIDROGEOLOGIA E ÁGUAS SUBTERRÂNEAS

ABAS Associação Brasileira de Águas Subterrâneas QUALIFICAÇÃO DE EMPRESAS NAS ATIVIDADES DE HIDROGEOLOGIA E ÁGUAS SUBTERRÂNEAS ABAS Associação Brasileira de Águas Subterrâneas QUALIFICAÇÃO DE EMPRESAS NAS ATIVIDADES DE HIDROGEOLOGIA E ÁGUAS SUBTERRÂNEAS CREDENCIAMENTO E SELO DE QUALIDADE Prezado(a) Colega, Segue abaixo o manual

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM TRANSPORTE DE VALORES.

TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM TRANSPORTE DE VALORES. TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM TRANSPORTE DE VALORES. JUSTIFICATIVA O Museu do Amanhã será uma das âncoras do plano de revitalização da região portuária da cidade

Leia mais

ISF 219: PROJETO DE PASSARELA PARA PEDESTRES. O Projeto de passarela para pedestres será desenvolvido em duas fases:

ISF 219: PROJETO DE PASSARELA PARA PEDESTRES. O Projeto de passarela para pedestres será desenvolvido em duas fases: ISF 219: PROJETO DE PASSARELA PARA PEDESTRES 1. OBJETIVO Definir e especificar os serviços constantes do Projeto de Passarela para Pedestres em Projetos de Engenharia Ferroviária. 2. FASES DO PROJETO O

Leia mais

Eng. Rogério Wallbach Tizzot E-mail: tizrw@uol.com.br

Eng. Rogério Wallbach Tizzot E-mail: tizrw@uol.com.br ATIVIDADES PARA UM PROJETO PILOTO DE CONTRATO DE GESTÃO DA CONSERVAÇÃO EM UMA REDE PRELIMINARMENTE SELECIONADA Eng. Rogério Wallbach Tizzot E-mail: tizrw@uol.com.br Atividade 1 : Avaliação do Estado Geral

Leia mais