MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO"

Transcrição

1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO Ofício nº 077/2005/CPL/SAA/SE/MEC Brasília, 04 de maio de Aos interessados REFERÊNCIA: Concorrência nº 02/2005 ASSUNTO: Questionamento. Prezados Senhores, Em resposta a questionamento formulado por empresa interessada em participar do certame em referência, informamos o que segue: QUESTIONAMENTOS Ponto 1: II - Qualificação Técnica Alínea b) atestados de capacidade técnica referente às parcelas de mar relevância, para cada um doa itens, conforme descrito no item 2 do Projeto Básico. Questionamento: O que se pode entender por parcelas de maior relevância? As parcelas de maior relevância são aquelas descritas no item 2 do Projeto Básico, excluindo-se os termos MEC. Ponto 2: 2.3 Fator Desempenho (DD) Peso Desempenho da Licitante no Uso de Tecnologia

2 A nota técnica deste quesito será atribuída à licitante que possuir melhor desempenho nas tecnologias de tratamento da informação. A comprovação deste item será mediante apresentação de Atestados de Capacidade Técnica, emitidos por pessoa jurídica de direito público ou privado, devidamente registrados na entidade profissional competente. Questionamento: Questão a esclarecer seria o que ensino a distância tem haver com o desempenho da licitante na uso de tecnologias citadas neste item da planilha de pontuação? A empresa é de informática e não de treinamento. O MEC possui uma Secretaria de Ensino à Distância cujos projetos e programas são naturalmente suportados por largo uso de tecnologia da informação, com características específicas para fins de EAD. Essa Secretaria será uma das maiores beneficiárias dos serviços de TI a serem contratados, daí se ter relacionado Educação à Distância no item citado, na perspectiva de TI para EAD. Ponto 3: Estrutura de Suporte Remoto A nota técnica deste quesito será atribuída à licitante pela comprovação de possuir ambiente próprio de Help Desk formado por uma equipe técnica na própria empresa ou em outro local, que se dedique a dar suporte técnico remoto aos profissionais prestando serviços no MEC, através de linha telefônica A comprovação será feita mediante a apresentação de declaração, devidamente assinada, descrevendo a infra-estrutura disponível, o número da linha 0800, o endereço das instalações, horário de funcionamento, nome do profissional responsável e a descrição dos serviços disponíveis. O MEC reserva-se o direito de executar vistoria no local indicado para confirmação do teor da declaração. Questionamento: Por que a exigência de que a equipe esteja dedicada ao atendimento aos profissionais alocados no MEC? Não existe custo previsto para esta atividade no edital. Como proceder? O sentido da dedicação é o da disponibilidade e, não da exclusividade. Cada licitante orçará certamente a sua proposta considerando esse serviço de suporte disponível aos próprios técnicos que alocar para o MEC. Ponto 4: ISO 9000/2000, CMM OU CMMI

3 A nota técnica deste quesito será atribuída a licitante que possuir certificação ISO 9000/2000 ou posterior ou possuir certificação CMM (Capability Maturity Model) ou CMMI (Capability Maturity Model Integrated) do SEI (Software Engineering Institute), nível 2, válidas na data de apresentação das propostas. A nota técnica deste quesito será atribuída, exclusivamente, através da apresentação de um dos seguintes documentos: certificação ISO 9000/2000 (ou posterior): através da apresentação de certificado de sistema de qualidade, emitido por entidade certificadora credenciada pelo INMETRO. Certificação CMM: através da apresentação de carta de comprovação da ISD Brasil (Integrated System Diagnostics Brasil), comprovando a certificação CMM Nível 2 ou superior. Certificação CMMI: através da apresentação de carta de comprovação da ISD Brasil (Integrated System Diagnostics Brasil), comprovando a certificação CMMI Nível 2 ou superior. Questionamento: Dentro das normais internacionais, qualquer pessoa Certificada no SEI pode realizar diagnósticos em relação ao nível de maturidade de uma empresa no tocante ao desenvolvimento de software. Por que a exigência de apenas a ISD Brasil? Isto está privilegiando uma determinada empresa em detrimento as outras. Caso que fere diretamente a lei A interpretação deve ser a de que serão aceitos ambas as comprovações. Ponto 5: Estrutura de Treinamento à Distância A nota técnica deste quesito será atribuída à licitante pela comprovação de possuir Plataforma de Treinamento à Distância (e-learning) via Internet para execução do Programa de T&D (treinamento e desenvolvimento) da equipe de profissionais da licitante. A comprovação deverá ser feita através da descrição completa do software existente, endereço(físico ou eletrônico) onde uma demonstração do software encontra-se disponível e de atestado de capacidade técnica comprovando que está prestando serviço com a Plataforma. O MEC reserva-se o direito de executar vistoria no local do endereço físico indicado ou acessar o endereço eletrônico, dependendo do caso, e/ou diligenciar qualquer informação fornecida.

4 Questionamento: Por que a necessidade de se exigir da empresa participante ter estrutura de treinamento a distância (e-learning), já que os serviços estão todos concentrados apenas em Brasília e a empresa vencedora poderá realizar treinamento presenciais? Acreditamos que uma empresa de informática não deveria ser cobrada por tal serviço pois ela não é uma empresa de treinamento e sim de desenvolvimento e consultoria em informática, objeto explícito deste edital. Não há exigência de que os licitantes tenham estrutura de e-learning. O Edital é claro ao usar o termo preferencialmente e, por ser preferencial, apenas pontua. A preferência por treinamento à distância tem justificativa prática, no sentido de prevenir descontinuidade na prestação de serviços. Ponto 6: Os profissionais deverão contratados exclusivamente como CLT? Não cabe à contratante opinar sobre a forma como qualquer licitante contrata seus. Há apenas o pressuposto normal de que se obedeça à legislação. Ponto 7: Caso as contratações tenham que obedecer o regime CLT, no nosso entendimento, os valores máximos sugeridos pelo MEC estão incompatíveis, como procuraremos demonstrar a seguir: EX: CP1 Carga horária: 120 horas/mês Valor Salário: 120 x 47,50 = 5.700,00 Encargos trabalhistas: 72,3% = 4.121,10 Custo total 9.821,10 Valor Hora custo = 81,84 Valor máximo custo = 85,50 Questionamentos: 1. Como pagar impostos? 2. Como contemplar treinamento? 3. Como contemplar helpdesk?

5 4. Lucro? 5. Vale Alimentação? 6. Seguro Saúde? 7. Ticket? 8. Demais despesas administrativas? Obs. Vide planilhas enviadas em anexo que tratam de forma detalhada cada perfil profissional, nas quais os senhores poderão observar que mesmo considerando lucro e taxa administrativa zero, teremos um custo total por profissional de R$ ,36 contra um faturamento de (R$ 85,50 * 120) R$ ,00. Os valores de referência citados no Edital para os diversos perfis profissionais resultam de ampla perquisa, utilizando-se de dados de empresas do ramo, de organizações especializadas em pesquisa e de entidade s representativas de trabalhadores. Atenciosamente, SANDOVAL LUIZ DE SOUZA Presidente da CPL

DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO - DAD COORDENAÇÃO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS CGADM COORDENAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA COINF SERVIÇO DE LICITAÇÃO - SELIC

DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO - DAD COORDENAÇÃO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS CGADM COORDENAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA COINF SERVIÇO DE LICITAÇÃO - SELIC DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO - DAD COORDENAÇÃO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS CGADM COORDENAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA COINF SERVIÇO DE LICITAÇÃO - SELIC Of. n.º 319/2009 Brasília, 11 de maio de 2009. Ref.:

Leia mais

DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO - DAD COORDENAÇÃO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS CGADM COORDENAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA COINF SERVIÇO DE LICITAÇÃO - SELIC

DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO - DAD COORDENAÇÃO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS CGADM COORDENAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA COINF SERVIÇO DE LICITAÇÃO - SELIC DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO - DAD COORDENAÇÃO GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS CGADM COORDENAÇÃO DE INFRA-ESTRUTURA COINF SERVIÇO DE LICITAÇÃO - SELIC Of. n.º 319/2009 Brasília, 11 de maio de 2009. Ref.:

Leia mais

CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC 003/2006 Alteração 01

CONCORRÊNCIA DIRAT/CPLIC 003/2006 Alteração 01 ANEXO V CRITÉRIOS DE JULGAMENTO PARA TÉCNICA E PREÇO O julgamento do certame se dará na modalidade técnica/preço e levará em consideração os seguintes fatores técnicos e respectivos pesos, conforme abaixo:

Leia mais

ANEXO 8 Planilha de Pontuação Técnica

ANEXO 8 Planilha de Pontuação Técnica 491 ANEXO 8 Planilha de Pontuação Técnica Nº Processo 0801428311 Licitação Nº EDITAL DA CONCORRÊNCIA DEMAP Nº 09/2008 [Razão ou denominação social do licitante] [CNPJ] A. Fatores de Pontuação Técnica:

Leia mais

ANEXO V CRITÉRIOS DE PONTUAÇÃO

ANEXO V CRITÉRIOS DE PONTUAÇÃO CONCORRÊNCIA DIRAD/CPLIC Nº 008/2008 1 1- PLANILHA DE PONTUAÇÃO TÉCNICA FATOR QUALIDADE ANEXO V CRITÉRIOS DE PONTUAÇÃO Item Descrição Peso 2 1.1 A licitante será pontuada pela comprovação de parceria com

Leia mais

ANEXO 6 Critérios e Parâmetros de Pontuação Técnica

ANEXO 6 Critérios e Parâmetros de Pontuação Técnica 449 ANEXO 6 Critérios e Parâmetros de Pontuação Técnica A. Fatores de Pontuação Técnica: Critérios Pontos Peso Pontos Ponderados (A) (B) (C) = (A)x(B) 1. Qualidade 115 1 115 2. Compatibilidade 227 681.

Leia mais

TERMOS DE REFERÊNCIA Anexo III Lote IV

TERMOS DE REFERÊNCIA Anexo III Lote IV 1. FATOR QUALIDADE 1.1 A licitante será pontuada pela comprovação de certificação ISO 9001:2000 nas atividades relacionadas abaixo. A comprovação será feita, exclusivamente, através da apresentação de

Leia mais

Ministério da Ciência e Tecnologia COMUNICADO CONCORRÊNCIA 003/2004

Ministério da Ciência e Tecnologia COMUNICADO CONCORRÊNCIA 003/2004 COMUNICADO CONCORRÊNCIA 003/2004 OBJETO: contratação de empresa especializada para a prestação de serviços de modelagem, implementação física, implantação de procedimentos, técnicas, operação e gestão

Leia mais

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 22/2013 ESCLARECIMENTO N. 2

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 22/2013 ESCLARECIMENTO N. 2 MENSAGEM Assunto: Esclarecimento n. 2 Referência: Pregão Eletrônico n. 22/2013 Data: 23/4/2013 Objeto: Contratação de serviços técnicos especializados de atendimento remoto e presencial a usuários de Tecnologia

Leia mais

COMUNICADO. CONCORRÊNCIAS n.º 003, 004 e 005

COMUNICADO. CONCORRÊNCIAS n.º 003, 004 e 005 COMUNICADO CONCORRÊNCIAS n.º 00, 00 e 005 Informamos a Vossa Senhoria que realizamos algumas alterações nos Editais de Concorrências n.º 00, 00 e 005 e seus anexos, conforme segue abaixo: PARA AS CONCORRÊNCIAS

Leia mais

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO XVII MODELOS DE DECLARAÇÕES E ATESTADOS MODELO 01 DECLARAÇÃO DE DISPONIBILIDADE DE ESTRUTURA

CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO XVII MODELOS DE DECLARAÇÕES E ATESTADOS MODELO 01 DECLARAÇÃO DE DISPONIBILIDADE DE ESTRUTURA CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 BNDES ANEXO XVII MODELOS DE DECLARAÇÕES E ATESTADOS MODELO 01 DECLARAÇÃO DE DISPONIBILIDADE DE ESTRUTURA Referência: CONCORRÊNCIA AA Nº 05/2009 - BNDES Data: / / Licitante: CNPJ:

Leia mais

PROPOSTA TÉCNICA/PLANILHA DE AVALIAÇÃO (com Alteração 01)

PROPOSTA TÉCNICA/PLANILHA DE AVALIAÇÃO (com Alteração 01) CONCORRÊNCIA DIRAD/CPLIC Nº 001/2010 ANEXO II 1 PROPOSTA TÉCNICA/PLANILHA DE AVALIAÇÃO (com Alteração 01) I - Atestados, certidões e comprovantes I.1 Todos os documentos, atestados e certificados deverão

Leia mais

ANEXO IV CRITÉRIOS DE JULGAMENTO. O julgamento da presente licitação levará em consideração os seguintes fatores técnicos e respectivos pesos:

ANEXO IV CRITÉRIOS DE JULGAMENTO. O julgamento da presente licitação levará em consideração os seguintes fatores técnicos e respectivos pesos: 1 - PONTUAÇÃO TÉCNICA ANEXO IV CRITÉRIOS DE JULGAMENTO O julgamento da presente licitação levará em consideração os seguintes fatores técnicos e respectivos pesos: FATORES DE PONTUAÇÃO PESO Desempenho

Leia mais

ANEXO III DO EDITAL FAO 001/2008 CRITÉRIOS E PARÂMETROS DE PONTUAÇÃO TÉCNICA

ANEXO III DO EDITAL FAO 001/2008 CRITÉRIOS E PARÂMETROS DE PONTUAÇÃO TÉCNICA ANEXO III DO EDITAL FAO 001/2008 CRITÉRIOS E PARÂMETROS DE PONTUAÇÃO TÉCNICA 1. FATOR DESEMPENHO A nota técnica deste quesito será atribuída à licitante que possuir melhor desempenho na prestação de serviços

Leia mais

ERRATA II - CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

ERRATA II - CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO ERRATA II - CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1. INTRODUÇÃO Este documento contém a descrição dos procedimentos e critérios a serem adotados para avaliação, julgamento e classificação das propostas das licitantes

Leia mais

Questão: Entendemos que apenas um atestado atende as duas solicitações. Está correto nosso entendimento?

Questão: Entendemos que apenas um atestado atende as duas solicitações. Está correto nosso entendimento? ILMA. SRA. PREGOEIRA DO MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO GERAL DE RECURSOS LOGÍSTICOS PREGÃO ELETRÔNICO Nº 13/2009

Leia mais

MODELO PARA ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 235/2013

MODELO PARA ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 235/2013 MODELO PARA ENVIO DE CONTRIBUIÇÕES REFERENTE À AUDIÊNCIA PÚBLICA Nº 235/2013 NOME DA INSTITUIÇÃO: Stefanini Consultoria e Assessoria em Informática S.A. AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA ANEEL ATO REGULATÓRIO:

Leia mais

TERMO DE REFERENCIA. Prestação de Serviços de Treinamento para Atendimento a Usuários de TIC

TERMO DE REFERENCIA. Prestação de Serviços de Treinamento para Atendimento a Usuários de TIC TERMO DE REFERENCIA Prestação de Serviços de Treinamento para Atendimento a Usuários de TIC 1. OBJETO Contratação de empresa para prestação de serviço(s) de treinamento para os servidores da área de atendimento

Leia mais

- CGRL/LICITACAO. Prezado licitante;

- CGRL/LICITACAO. Prezado licitante; - CGRL/LICITACAO De: - CGRL/LICITACAO Enviado em: sexta-feira, 20 de janeiro de 2012 15:11 Para: 'Paula Daniela França' Assunto: ENC: MDIC - PE402011 - Solicitação de Esclarecimento - Edital - Item 15

Leia mais

QUALIDADE DE SOFTWARE AULA N.7

QUALIDADE DE SOFTWARE AULA N.7 QUALIDADE DE SOFTWARE AULA N.7 Curso: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Disciplina: Qualidade de Software Profa. : Kátia Lopes Silva 1 CMM: DEFINIÇÃO Capability Maturity Model Um modelo que descreve como as práticas

Leia mais

ERRATA EDITAL DA LICITAÇÃO CONCORRÊNCIA Nº53/2013 - PROCESSO N.ºP20100/13-81

ERRATA EDITAL DA LICITAÇÃO CONCORRÊNCIA Nº53/2013 - PROCESSO N.ºP20100/13-81 ERRATA EDITAL DA LICITAÇÃO CONCORRÊNCIA Nº53/2013 - PROCESSO N.ºP20100/13-81 NO EDITAL DA LICITAÇÃO DA CONCORRÊNCIA Nº53/2013: 8.15.2.1. Quanto à capacitação técnico-profissional: apresentação de Certidão

Leia mais

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 61/2008 ESCLARECIMENTO 2

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 61/2008 ESCLARECIMENTO 2 MENSAGEM Assunto: Esclarecimento 2 Referência: Pregão Eletrônico n. 61/2008 Data: 17/12/2008 Objeto: Contratação de empresa especializada para fornecimento de solução informatizada e integrada para o acompanhamento

Leia mais

CONCORRÊNCIA Nº 06/2015 PERGUNTAS E RESPOSTAS

CONCORRÊNCIA Nº 06/2015 PERGUNTAS E RESPOSTAS CONCORRÊNCIA Nº 06/2015 PERGUNTAS E RESPOSTAS Pergunta 1: Com relação a qualificação econômico-financeira, o item 3.8.3.2 requer um capital social integralizado não inferior a R$ 800.000,00. Esse valor

Leia mais

VALEC: Desenvolvimento Sustentável para o Cerrado Brasileiro 1ª ERRATA EDITAL DE CONCORRÊNCIA Nº 008/2008

VALEC: Desenvolvimento Sustentável para o Cerrado Brasileiro 1ª ERRATA EDITAL DE CONCORRÊNCIA Nº 008/2008 1ª ERRATA EDITAL DE CONCORRÊNCIA Nº 008/2008 1) INSTRUÇÕES ÀS LICITANTES ITEM 6.2.4 QUALIFICAÇÃO TÉCNICA Onde se lê: 6.2.4 Qualificação Técnica a) Registro/Certidão de inscrição no CREA e/ou CRA, da empresa

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS Comissão Permanente de Licitação

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS Comissão Permanente de Licitação Ofício nº 20/2003/CPL/SAA/SE/MEC Brasília, 07 de março de 2003. REFERÊNCIA: Edital de Pregão nº 03/2003. ASSUNTO: Resposta aos Questionamentos das Interessadas Prezados Senhores, Com relação aos questionamentos

Leia mais

ANEXO IV CRITÉRIOS DE PONTUAÇÃO

ANEXO IV CRITÉRIOS DE PONTUAÇÃO CONCORRÊNCIA DIRAD/CPLIC Nº 007/2008 1 1 - PLANILHA DE PONTUAÇÃO TÉCNICA FATOR QUALIDADE Item Descrição Peso 3 1.1 A licitante será pontuada pela comprovação de parceria com fabricante de produtos de TI.

Leia mais

DIVERSOS QUESTIONAMENTOS COM AS RESPECTIVAS RESPOSTAS ACERCA DA CONCORRÊNCIA N.º 001/2011

DIVERSOS QUESTIONAMENTOS COM AS RESPECTIVAS RESPOSTAS ACERCA DA CONCORRÊNCIA N.º 001/2011 DIVERSOS QUESTIONAMENTOS COM AS RESPECTIVAS RESPOSTAS ACERCA DA CONCORRÊNCIA N.º 001/2011... RESPOSTAS AOS QUESTIONAMENTOS FEITOS PELA EMPRESA AVANSYS TECNOLOGIA LTDA, CNPJ MF sob nº 04.181.950/0001-10,

Leia mais

OFÍCIO CEL N 313/2009. Brasília, 06 de maio de 2009.

OFÍCIO CEL N 313/2009. Brasília, 06 de maio de 2009. OFÍCIO CEL N 313/2009. Brasília, 06 maio 2009. Ref.: Processo n 001592/2008-4 - CC 001/2009 Ass.: Contratação pessoa jurídica para prestação serviços especializados em Tecnologia da Informação (TI), na

Leia mais

Licitação do Sistema Ônibus de Porto Alegre. Anexo VIII Modelos de Declaração e dos Compromissos Previstos no Edital

Licitação do Sistema Ônibus de Porto Alegre. Anexo VIII Modelos de Declaração e dos Compromissos Previstos no Edital Licitação do Sistema Ônibus de Porto Alegre Anexo VIII Modelos de Declaração e dos Compromissos Previstos no Edital ANEXO VIII Modelos de Declaração e dos Compromissos Previstos no Edital LISTA DE MODELOS

Leia mais

APRESENTAÇÃO DE SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS PARA EQUIPAMENTOS DE ACELERADORES WAN

APRESENTAÇÃO DE SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS PARA EQUIPAMENTOS DE ACELERADORES WAN APRESENTAÇÃO DE SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS PARA EQUIPAMENTOS DE ACELERADORES WAN Prezados Senhores, A Control Teleinformática Ltda. é uma empresa Grupo Mahvla, nacional, que foi criada para atender

Leia mais

Ref: Edital da Concorrência nº. 01/2009. termos do edital, pelas razões a seguir: 1º PEDIDO DE ESCLARECIMENTO:

Ref: Edital da Concorrência nº. 01/2009. termos do edital, pelas razões a seguir: 1º PEDIDO DE ESCLARECIMENTO: Ref: Edital da Concorrência nº. 01/2009 Empresa interessada no certame solicitou PEDIDO DE ESCLLARECI IMENTTO,, aos termos do edital, pelas razões a seguir: 1º PEDIDO DE ESCLARECIMENTO: 1) Com relação

Leia mais

ANEXO 8 Planilha de Pontuação Técnica

ANEXO 8 Planilha de Pontuação Técnica 91 ANEXO 8 Planilha de Pontuação Técnica Nº Processo 0801426905 Licitação Nº EDITAL DA CONCORRÊNCIA DEMAP Nº 04/2008 [Razão ou denominação social do licitante] [CNPJ] A. Fatores de Pontuação Técnica: Critérios

Leia mais

Sociedade para a Promoção da Excelência do Software Brasileiro - SOFTEX

Sociedade para a Promoção da Excelência do Software Brasileiro - SOFTEX Sociedade para a Promoção da Excelência do Software Brasileiro - SOFTEX QUALIFICACAO DE PROFISSIONAIS NO MODELO SEI/CMMI CHAMADA PÚBLICA SOFTEX No. CPS/01/2004 PARA SELEÇÃO DE PROPOSTA PARA IMPLANTACAO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO Ofício nº 194/2004/CPL/SAA/SE/MEC Às empresas: Brasília, 29 de setembro de 2004. DAMOVO DO BRASIL S/A ENTERNET

Leia mais

CMMI (Capability Maturity Model Integration) Thiago Gimenez Cantos. Bacharel em Sistemas de Informação

CMMI (Capability Maturity Model Integration) Thiago Gimenez Cantos. Bacharel em Sistemas de Informação CMMI (Capability Maturity Model Integration) Thiago Gimenez Cantos Bacharel em Sistemas de Informação Faculdade de Informática de Presidente Prudente Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE) thiago@visioncom.com.br;

Leia mais

Às EMPRESAS CADASTRADAS E INTERESSADAS NO PREGÃO ELETRÔNICO 006/2010 ATT: Sr. Representante legal.

Às EMPRESAS CADASTRADAS E INTERESSADAS NO PREGÃO ELETRÔNICO 006/2010 ATT: Sr. Representante legal. Em Fortaleza, aos 30 de março de 2010. Ofício 056/2010/CPL/PGJ Às EMPRESAS CADASTRADAS E INTERESSADAS NO PREGÃO ELETRÔNICO 006/2010 ATT: Sr. Representante legal. ASSUNTO: RESPOSTA IMPUGNAÇÃO TELEMAR NORTE

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO Ofício nº 60/2003/CPL/SAA/SE/MEC Brasília, 04 de junho de 2003. REFERÊNCIA: Edital de Pregão nº 09/2003

Leia mais

Em atenção a solicitação de esclarecimento de licitantes temos a informar o seguinte:

Em atenção a solicitação de esclarecimento de licitantes temos a informar o seguinte: DIRETORIA GERAL COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO - COPEL PREGÃO ELETRÔNICO Nº 32/2013 PERGUNTAS E RESPOSTAS DE LICITANTES: Em atenção a solicitação de esclarecimento de licitantes temos a informar o seguinte:

Leia mais

Conforme previsto no item VIII do edital de Pregão nº 44/2009, apresentamos nosso pedido de esclarecimentos sobre a licitação, conforme segue:

Conforme previsto no item VIII do edital de Pregão nº 44/2009, apresentamos nosso pedido de esclarecimentos sobre a licitação, conforme segue: Quanto aos questionamentos apresentados pela empresa LORENO, passamos a responder o seguinte: Conforme previsto no item VIII do edital de Pregão nº 44/2009, apresentamos nosso pedido de esclarecimentos

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS 3ª REGIÃO (SP e MS)

CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS 3ª REGIÃO (SP e MS) ANEXO II CRITÉRIOS PARA PONTUAÇÃO E JULGAMENTO DAS PROPOSTAS Serão considerados, para efeito de julgamento, aspectos de natureza técnica e financeira, expressos através de um Índice Técnica (IT) e de um

Leia mais

EMPRESA MUNICIPAL DE INFORMÁTICA S/A IPLANRIO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO ESCLARECIMENTO PROCESSO 01.300.338/2015 PE 0652/2015

EMPRESA MUNICIPAL DE INFORMÁTICA S/A IPLANRIO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO ESCLARECIMENTO PROCESSO 01.300.338/2015 PE 0652/2015 EMPRESA MUNICIPAL DE INFORMÁTICA S/A IPLANRIO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO ESCLARECIMENTO PROCESSO 01.300.338/2015 PE 0652/2015 1 - Para a realização da vistoria técnica do processo acima citado se

Leia mais

A Nota do Fator Suporte de Serviços NS será atribuída com os seguintes critérios:

A Nota do Fator Suporte de Serviços NS será atribuída com os seguintes critérios: ANEXO XIII PONTUAÇÃO TÉCNICA/PREÇO 1 Fatores de Avaliação e Respectivas Pontuações Fator de Avaliação - FA Nota Nota Máxima Peso Pontuação Ponderada Máxima S: Suporte NS 40 3 120 Q: Qualidade NQ 30 2 60

Leia mais

Nº Questionamento na íntegra Resposta

Nº Questionamento na íntegra Resposta Ref.: LPI 001/2014 - Fábrica de Software Respostas aos questionamentos Nº Questionamento na íntegra Resposta 1 No Edital em questão, no item 6.1 d Não serão aceitas joint venture, Seção VIII - Condições

Leia mais

INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA ARMADA PARA AS INSTALAÇÕES DO ONS EM BRASÍLIA/DF

INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA ARMADA PARA AS INSTALAÇÕES DO ONS EM BRASÍLIA/DF INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA ARMADA PARA AS INSTALAÇÕES DO ONS EM BRASÍLIA/DF Ref: Aviso de Edital ADG nº 003/2014 publicado em 28/10/2014. 1 1. OBJETO A

Leia mais

COMISSÃO TÉCNICA DE APOIO AO PREGOEIRO EDITAL 189/2009

COMISSÃO TÉCNICA DE APOIO AO PREGOEIRO EDITAL 189/2009 MINISTÉRIO DOS COMISSÃO TÉCNICA DE APOIO AO PREGOEIRO EDITAL 189/2009 DILIGÊNCIA DESTINADA A ESCLARECER E COMPLEMENTAR A INSTRUÇÃO DO PROCESSO ADMINISTRATIVO LICITATÓRIO MAIO - 2009 MINISTÉRIO DOS Sumário

Leia mais

ANEXO IV INFORMAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DA PROPOSTA COMERCIAL

ANEXO IV INFORMAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DA PROPOSTA COMERCIAL ANEXO IV INFORMAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DA PROPOSTA COMERCIAL A orientação padrão para a elaboração da PROPOSTA DE TARIFA REFERENCIAL DE ÁGUA (TRA) e TARIFA REFERENCIAL DE ESGOTO objetiva propiciar a Comissão:

Leia mais

ANEXO VIII MODELOS DE DECLARAÇÕES E ATESTADOS

ANEXO VIII MODELOS DE DECLARAÇÕES E ATESTADOS ANEXO VIII MODELOS DE DECLARAÇÕES E ATESTADOS 1 MODELO 01 DECLARAÇÃO DE DISPONIBILIDADE DE ESTRUTURA DE SUPORTE TÉCNICO Empresa Licitante: CNPJ: (Nome do Licitante), por intermédio de seu representante

Leia mais

Orientações Básicas. FAPERGS Edital 16/2013 TECNOVA/RS

Orientações Básicas. FAPERGS Edital 16/2013 TECNOVA/RS 1 FAPERGS Edital 16/2013 Orientações Básicas Execução Financeira dos Recursos de Subvenção Econômica FAPERGS Edital 16/2013 TECNOVA/RS 2 1. Regras Básicas Vedado alteração do objeto do Termo de Subvenção

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL EDITAL 239/2009/DNIT 1º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS

PREGÃO PRESENCIAL EDITAL 239/2009/DNIT 1º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS PREGÃO PRESENCIAL EDITAL 239/2009/DNIT 1º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS 1ª PERGUNTA: Pelo que entendemos no edital o sistema será implantado em cada unidade do DNIT, com banco de dados descentralizados

Leia mais

APOSTILAS: NORMAS; ABNT NBR ISO; MPS BR

APOSTILAS: NORMAS; ABNT NBR ISO; MPS BR APOSTILAS: NORMAS; ABNT NBR ISO; MPS BR Fonte: http://www.softex.br/mpsbr/_home/default.asp Apostilas disponíveis no site 1 NORMAS: NBR ISO NBR ISO/IEC CMM SPICE Continuação... 2 NORMAS VISÃO GERAL NBR

Leia mais

ILUSTRÍSSIMA SENHORA PRESIDENTE DA COMISSÃO ESPECIAL DE LICITAÇÃO DO CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÎFICO E TECONOLÓGICO

ILUSTRÍSSIMA SENHORA PRESIDENTE DA COMISSÃO ESPECIAL DE LICITAÇÃO DO CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÎFICO E TECONOLÓGICO ILUSTRÍSSIMA SENHORA PRESIDENTE DA COMISSÃO ESPECIAL DE LICITAÇÃO DO CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÎFICO E TECONOLÓGICO Ref: Concorrência 004/2004 A CTIS INFORMÁTICA LTDA, CNPJ: 01.644.731/0001-32,

Leia mais

PREGÃO Nº 28/2010 PERGUNTAS E RESPOSTAS

PREGÃO Nº 28/2010 PERGUNTAS E RESPOSTAS Pergunta 1 Qual o valor estimado para a contratação? PREGÃO Nº 28/2010 PERGUNTAS E RESPOSTAS Resposta 1 O valor estimado consta do respectivo processo licitatório, que poderá ser consultado no endereço

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA para contratação de tradutor (a) Português Espanhol Espanhol Português Inglês Português e Português Inglês

TERMO DE REFERÊNCIA para contratação de tradutor (a) Português Espanhol Espanhol Português Inglês Português e Português Inglês TERMO DE REFERÊNCIA para contratação de tradutor (a) tuguês Espanhol Espanhol tuguês Inglês tuguês e tuguês Inglês 1. DADOS DO PROJETO: Tradução e Revisão de textos, documentos, publicações e outros materiais

Leia mais

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL SENAC/PR EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO Nº 12/2015

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL SENAC/PR EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO Nº 12/2015 SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL SENAC/PR EDITAL DE PREGÃO ELETRÔNICO Nº 12/2015 OBJETO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INFRAESTRUTURA DE TI EM DATA CENTER

Leia mais

QUESTIONAMENTOS ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 34/2014 - BNDES. Em resposta aos questionamentos formulados, o BNDES esclarece:

QUESTIONAMENTOS ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 34/2014 - BNDES. Em resposta aos questionamentos formulados, o BNDES esclarece: QUESTIONAMENTOS ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 34/2014 - BNDES Prezado Senhor, Em resposta aos questionamentos formulados, o BNDES esclarece: 1. Itens 4.14, 4.17.1, 4.17.2, 4.19, 6.2 e 18

Leia mais

RELATÓRIO. C:\Documents and Settings\Administrador\Meus documentos\downloads\acord_20070830_tc-023-979-2006-0.doc

RELATÓRIO. C:\Documents and Settings\Administrador\Meus documentos\downloads\acord_20070830_tc-023-979-2006-0.doc GRUPO I CLASSE VII Plenário TC-023.979/2006-0 (com 1 volume e 2 anexos) (Sigiloso) Natureza: Denúncia Unidade: Agência Nacional do Cinema - Ancine Interessado: Identidade preservada Advogado constituído

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇOS DE SUPORTE TÉCNICO EM SISTEMA DE COLABORAÇÃO ZIMBRA 1. OBJETO

TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇOS DE SUPORTE TÉCNICO EM SISTEMA DE COLABORAÇÃO ZIMBRA 1. OBJETO TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇOS DE SUPORTE TÉCNICO EM SISTEMA DE COLABORAÇÃO ZIMBRA 1. OBJETO 1.1. Prestação de serviços de suporte técnico em sistema de colaboração ZIMBRA. 2. DESCRIÇÃO GERAL DOS SERVIÇOS

Leia mais

CONCORRÊNCIA PÚBLICA N 003/2012

CONCORRÊNCIA PÚBLICA N 003/2012 CONCORRÊNCIA PÚBLICA N 003/2012 Concessão Onerosa dos serviços técnicos de implantação, operação, manutenção e gerenciamento do serviço integrado de bicicleta pública, como projeto associado de mobilidade

Leia mais

CHAMADA DE PROJETOS 001/2013- APOIO PARA SOLUÇÕES DE INOVAÇÃO JUNTO AS MPE S de Uberaba

CHAMADA DE PROJETOS 001/2013- APOIO PARA SOLUÇÕES DE INOVAÇÃO JUNTO AS MPE S de Uberaba CHAMADA DE PROJETOS 001/2013- APOIO PARA SOLUÇÕES DE INOVAÇÃO JUNTO AS MPE S de Uberaba 1 OBJETIVO 1.1 Realizar, em 2013, apoio financeiro para viabilizar a execução de serviços em inovação e tecnologia

Leia mais

Qualidade de Software. Prof. Natália Oliveira M.Sc queiroz.nati@gmail.com

Qualidade de Software. Prof. Natália Oliveira M.Sc queiroz.nati@gmail.com Qualidade de Software Prof. Natália Oliveira M.Sc queiroz.nati@gmail.com Ementa Conceitos sobre Qualidade Qualidade do Produto Qualidade do Processo Garantida da Qualidade X Controle da Qualidade Conceitos

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO OFÍCIO N.º 143/04/MEC/SAA/CPL Brasília, 26 de julho de 2004. Prezado Senhor, Servimo-nos

Leia mais

Qualidade, Processos e Gestão de Software Professores: Alexandre Vasconcelos e Hermano Moura. O Modelo. Wesley Torres Galindo. wesleygalindo@gmail.

Qualidade, Processos e Gestão de Software Professores: Alexandre Vasconcelos e Hermano Moura. O Modelo. Wesley Torres Galindo. wesleygalindo@gmail. Qualidade, Processos e Gestão de Software Professores: Alexandre Vasconcelos e Hermano Moura O Modelo Wesley Torres Galindo wesleygalindo@gmail.com Agenda O que é? Motivação Organização do MPS.BR Estrutura

Leia mais

APRESENTAÇÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇOS DE CFTV TCM- GO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 006/2013

APRESENTAÇÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇOS DE CFTV TCM- GO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 006/2013 APRESENTAÇÃO ATA DE REGISTRO DE PREÇOS DE CFTV TCM- GO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO PARA REGISTRO DE PREÇOS Nº 006/2013 Brasília- DF, 20 de dezembro de 2013 1/8 Ref.: Apresentação de Sistema de Registro

Leia mais

IRMANDADE DA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SÃO PAULO

IRMANDADE DA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SÃO PAULO Capítulo VI Anexo D MODELOS Fls. 1 de 7 Modelos Remissão às Condições Específicas D.1 Atestado de Vistoria Item 9.2 D.2 Declaração / Espelho técnico profissional Item 8.5.3 D.3 Declaração / Espelho técnico

Leia mais

VALEC: Desenvolvimento Sustentável do Brasil 2º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS CONCORRÊNCIA Nº 005/2009

VALEC: Desenvolvimento Sustentável do Brasil 2º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS CONCORRÊNCIA Nº 005/2009 2º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS CONCORRÊNCIA Nº 005/2009 1)Para fins de certificação de experiência das licitantes e/ou seus profissionais e respectiva pontuação nos quesitos técnicos, por meio de

Leia mais

QUESTÃO 14: Pergunta 1: Resposta: Pergunta 2: Resposta: QUESTÃO 15: Pergunta 1: Resposta: Pergunta 2: Resposta:

QUESTÃO 14: Pergunta 1: Resposta: Pergunta 2: Resposta: QUESTÃO 15: Pergunta 1: Resposta: Pergunta 2: Resposta: QUESTÃO 14: O Edital cita no subitem d.1, do item d, tópico 7.3.4 Qualificação Técnica : "No caso da Área de Especialização 2, o atestado, para fins desta habilitação, deverá se referir a uma experiência

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 43/2013

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 43/2013 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 43/2013 Dispõe sobre Processo Seletivo de Funcionário para as vagas dispostas no presente Edital no Centro Universitário - Católica de Santa Catarina em Jaraguá do Sul. A

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO Ofício nº 76/2003/CPL/SAA/SE/MEC Brasília, 16 de junho de 2003. REFERÊNCIA: Edital de Pregão nº 09/2003

Leia mais

CONCORRÊNCIA N. 2014/01 PROTOCOLO N. 2014/9.924

CONCORRÊNCIA N. 2014/01 PROTOCOLO N. 2014/9.924 CONCORRÊNCIA N. 2014/01 PROTOCOLO N. 2014/9.924 OBJETO: Contratação, sob demanda, de serviços de publicidade e atividades complementares, a serem prestados por intermédio de agência de propaganda. SEGUE

Leia mais

VALEC: Desenvolvimento Sustentável para o Cerrado Brasileiro

VALEC: Desenvolvimento Sustentável para o Cerrado Brasileiro EDITAL: 001/2008 OBJETO DO EDITAL: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA EXECUÇÃO DE SERVIÇOS DE LEVANTAMENTO, ESTUDO E PROJETO DE DESENVOLVIMENTO DO POTENCIAL DE BIOCOMBUSTÍVEL NA ÁREA DE INFLUÊNCIA

Leia mais

2.2 - Prestação de Serviços de Suporte Técnico Assistido

2.2 - Prestação de Serviços de Suporte Técnico Assistido Anexo I TERMO DE REFERÊNCIA - TR Pregão Eletrônico nº 010/2011 1 DO OBJETO 1.1 - Contratação de empresa para o fornecimento de licenças de uso de software SAP, BusinessObjects Enterprise - BOE, com manutenção

Leia mais

RESPOSTA Nº 02 DO EDITAL ADG 002/2015 - Contratação de prestação dos serviços de Service Desk.

RESPOSTA Nº 02 DO EDITAL ADG 002/2015 - Contratação de prestação dos serviços de Service Desk. RESPOSTA Nº 02 DO EDITAL ADG 002/2015 - Contratação de prestação dos serviços de Service Desk. PERGUNTA 1: Sobre o Item Minuta Contratual: CONSIDERANDO QUE O ONS É UMA PESSOA JURÍDICA DE DIREITO PRIVADO

Leia mais

PE Nº 10/2014 RESPOSTA ESCLARECIMENTO Nº 07

PE Nº 10/2014 RESPOSTA ESCLARECIMENTO Nº 07 Processo n.º: 08006.001379/2012-79 Interessado: Coordenação Geral de Tecnologia da Informação Assunto: Contratação de Serviços de Tecnologia da Informação Fábrica de Softwares PE Nº 10/2014 RESPOSTA ESCLARECIMENTO

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS - 3ª Região (SP, MS)

CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS - 3ª Região (SP, MS) CARTA CONVITE Nº: 008/2013. São Paulo, 04 de junho de 2.013. Processo n.º 042-05/2013 Tipo: MENOR PREÇO Firma: A/C: E-mail: Convidamos a referida empresa a apresentar proposta para atendimento do objeto

Leia mais

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 08/2015 ESCLARECIMENTO N. 2

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 08/2015 ESCLARECIMENTO N. 2 MENSAGEM Assunto: Esclarecimento n. 2 Referência: Pregão Eletrônico n. 08/2015 Data: 27/5/2015 Objeto: Contratação de serviços de motoristas para atender a demanda da ANEEL na região do Distrito Federal

Leia mais

PERGUNTA: [...] 1. Entendemos que a abrangência do trabalho deve considerar os seguintes órgãos do MEC:

PERGUNTA: [...] 1. Entendemos que a abrangência do trabalho deve considerar os seguintes órgãos do MEC: ESCLARECIMENTO II AOS INTERESSADOS. Brasília, 24 de outubro de 2008. REFERÊNCIA: PREGÃO 45/2008 Proc. nº: 23000.011534/2008-22 ASSUNTO: Respostas aos Questionamentos. Prezados Senhores interessados, Em

Leia mais

SEQUÊNCIA: TIPOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. PROF. MARTIUS V R Y RODRIGUEZ, DSc TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO

SEQUÊNCIA: TIPOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. PROF. MARTIUS V R Y RODRIGUEZ, DSc TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO TIPOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1 Prof. Martius Vicente Rodriguez y Rodriguez, DSc - 1 TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO 1. TIPOS DE 2. ARQUITETURAS DE SISTEMAS - CRM 3. KNOWLEDGE DISCOVERY IN DATABASE 4. SISTEMAS

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 62/2015

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 62/2015 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO Nº 62/2015 Dispõe sobre Processo Seletivo de Funcionário para a vaga de Auxiliar Administrativo IV no Centro Universitário - Católica de Santa Catarina em Joinville. A FUNDAÇÃO

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA 1.INTRODUÇÃO

TERMO DE REFERÊNCIA 1.INTRODUÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA, PARA IMPLEMENTAÇÃO E REVISÃO DE PROCEDIMENTOS E CONVERGÊNCIA DAS PRÁTICAS CONTÁBEIS AOS IRFS (INTERNATIONAL

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DE ALAGOAS COORDENADORIA SETORIAL DE GESTÃO DA INFORMÁTICA E INFORMAÇÃO

GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DE ALAGOAS COORDENADORIA SETORIAL DE GESTÃO DA INFORMÁTICA E INFORMAÇÃO 2.1.3.5 Resultados. a) Aumento da arrecadação tributária do Estado - excluído o crescimento econômico, variações de alíquotas e bases de cálculo, etc; b) Redução do tempo de julgamento administrativo dos

Leia mais

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Práticas Necessárias para Contratação de Bens e Serviços de Tecnologia da Informação

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Práticas Necessárias para Contratação de Bens e Serviços de Tecnologia da Informação Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Práticas Necessárias para Contratação de Bens e Serviços de Tecnologia da Informação Renata Alves Campos - Analista de T. I. (CoInfo) André de Oliveira Eskenazi

Leia mais

Desenvolvimento de Empresas de TI pela ISO 29.110

Desenvolvimento de Empresas de TI pela ISO 29.110 Desenvolvimento de Empresas de TI pela ISO 29.110 O que é a ISO 29.110? É um programa para a melhoria dos processos das empresas de TI, levando em consideração; Análise dos requisitos dos clientes; Gerenciamento

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ASSISTÊNCIA A PROGRAMAS ESPECIAIS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ASSISTÊNCIA A PROGRAMAS ESPECIAIS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ASSISTÊNCIA A PROGRAMAS ESPECIAIS TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA - CONSULTOR POR PRODUTO TOR/FNDE/DTI/MEC

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO Brasília, 10 de Janeiro de 2013. Prezadas Senhoras, Prezados Senhores, A ONU Mulheres Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres solicita

Leia mais

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S.A. GERÊNCIA DE RECURSOS HUMANOS

CENTRAIS ELÉTRICAS DE RONDÔNIA S.A. GERÊNCIA DE RECURSOS HUMANOS PROJETO BÁSICO PS/TGE/009/2005. CONTRAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA REALIZAÇÃO DE CONCURSO PÚBLICO. 1 - Objeto Contratação de empresa especializada em realização de concurso público destinado ao preenchimento

Leia mais

PROCESSO LICITATÓRIO 019/2011

PROCESSO LICITATÓRIO 019/2011 FOOD AND AGRICULTURE ORGANIZATION OF THE UNITED NATIONS ORGANISATION DES NATIONS UNIES POUR L ALIMENTATION ET L AGRICULTURE ORGANIZACION DE LAS NACIONES UNIDAS PARA LA AGRICULTURA Y LA ALIMENTACION ORGANIZAÇÃO

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO Nº 001/2013

EDITAL PROCESSO SELETIVO Nº 001/2013 EDITAL PROCESSO SELETIVO Nº 001/2013 O Instituto Agropolos do Ceará, entidade de direito privado e sem fins econômicos, inscrito no CNPJ sob nº 04.867.567/0001-10, qualificado como Organização Social através

Leia mais

EDITAL Nº 006/RIFB, 17 DE ABRIL DE 2015

EDITAL Nº 006/RIFB, 17 DE ABRIL DE 2015 EDITAL Nº 006/RIFB, 17 DE ABRIL DE 2015 PROCESSO SELETIVO PARA CONSTITUIÇÃO DO BANCO DE FORMADORES/INSTRUTORES INTERNOS PARA ATUAÇÃO NOS EVENTOS DE CAPACITAÇÃO OFERTADOS NO PLANO ANUAL DE CAPACITAÇÃO -

Leia mais

Anexo III - Critério de Avaliação

Anexo III - Critério de Avaliação Anexo III - Critério de Avaliação 1. Condições gerais A seleção das propostas será realizada por uma Comissão de Avaliação, Julgamento e Classificação, a qual deverá ser composta no mínimo por 3 (três)

Leia mais

Integram a presente Solicitação de Cotação os seguintes documentos: Anexo I Termo de Referência Anexo II Modelo de Formulário de Oferta

Integram a presente Solicitação de Cotação os seguintes documentos: Anexo I Termo de Referência Anexo II Modelo de Formulário de Oferta TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE CRIAÇÃO DE PROJETO GRÁFICO E EDITORAÇÃO GRÁFICA DE FOLDER TEMÁTICO SOBRE MULHERES JOVENS NEGRAS E INDÍGENAS Prezados Senhoras e Senhores, Brasília, 14

Leia mais

Processo de Seleção de Tutores para o Curso de Pedagogia, na modalidade a distância Cadastro de Reserva

Processo de Seleção de Tutores para o Curso de Pedagogia, na modalidade a distância Cadastro de Reserva MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI SISTEMA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL/UAB NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DECRETO 5.800/2006 Res. 012/2008 CONSU Resolução CD/FNDE Nº 26/2009

Leia mais

FACULDADE SENAC GOIÂNIA

FACULDADE SENAC GOIÂNIA FACULDADE SENAC GOIÂNIA NORMA ISO 12.207 Curso: GTI Matéria: Auditoria e Qualidade de Software Professor: Elias Ferreira Acadêmico: Luan Bueno Almeida Goiânia, 2015 CERTIFICAÇÃO PARA O MERCADO BRASILEIRO

Leia mais

ASSUNTO: ESCLARECIMENTOS QUANTO À CONCORRÊNCIA Nº 02/2014

ASSUNTO: ESCLARECIMENTOS QUANTO À CONCORRÊNCIA Nº 02/2014 Brasília, 7 de agosto de 2014 ASSUNTO: ESCLARECIMENTOS QUANTO À CONCORRÊNCIA Nº 02/2014 Prezados Senhores, Em resposta a questionamentos formulados pelas licitantes no âmbito da Concorrência Publica nº

Leia mais

CONCORRÊNCIA 001 PRÉ-ANÁLISE DA DOCUMENTAÇÃO

CONCORRÊNCIA 001 PRÉ-ANÁLISE DA DOCUMENTAÇÃO CONCORRÊNCIA 001 PRÉ-ANÁLISE DA DOCUMENTAÇÃO 01) M.S.A INFOR SISTEMAS E AUTOMAÇÃO LTDA 4.3 Indicação da modalidade a que está concorrendo. Modalidade 02 Suporte à infra-estrutura de TI. Relação dos atestados:

Leia mais

ATO CONVOCATÓRIO 002 2013. OBJETO: Credenciamento de Consultores

ATO CONVOCATÓRIO 002 2013. OBJETO: Credenciamento de Consultores ATO CONVOCATÓRIO 002 2013 OBJETO: Credenciamento de Consultores O INSTITUTO QUALIDADE MINAS, pessoa jurídica de Direito privado sem fins lucrativos, qualificada como Organização da Sociedade Civil de Interesse

Leia mais

Objetivos. Histórico. Out/11 2. Out/11 3

Objetivos. Histórico. Out/11 2. Out/11 3 Objetivos Histórico Evolução da Qualidade Princípios de Deming CMMI Conceitos Vantagens Representações Detalhamento Gerenciamento Comparação Out/11 2 Histórico SW-CMM (Software Capability Maturity Model):

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO RESPOSTAS AOS PEDIDOS DE ESCLARECIMENTOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO RESPOSTAS AOS PEDIDOS DE ESCLARECIMENTOS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO RESPOSTAS AOS PEDIDOS DE ESCLARECIMENTOS Brasília DF, 16 de agosto de 2010. Seguem abaixo as respostas

Leia mais