Fundamentos de CAD. Conceito Lógico e Articulação Técnica Professor: João Humberto Camelini /MSN:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Fundamentos de CAD. Conceito Lógico e Articulação Técnica Professor: João Humberto Camelini Email/MSN: camelini@gmail.com"

Transcrição

1 Fundamentos de CAD Conceito Lógico e Articulação Técnica Professor: João Humberto Camelini /MSN:

2 O que é desenho vetorial? Qual a diferença a entre raster e vetor? Raster (tons de cinza) Raster (bitonal) Vetores Raster (Imagem) = Representação matricial e estática, tica, de aplicação essencialmente artística; Vetor = Modelo matemático, tico, mais inteligente, preciso e flexível, de aplicação essencialmente técnica. t

3 Interface Menu Superior Barras de Comandos Tela de Propriedades ÁREA DE DESENHO Prompt (Linha de Comando) Barra de Status

4 Line Desenha uma linha através s da indicação de seus pontos de início e fim Entre no comando LINE,, digitando L ou usando o ícone equivalente. Clique o ponto de início da linha (P1( P1) O segundo ponto, que determina o comprimento e ângulo da linha, pode ser indicado de várias v formas: a) Simplesmente clicando o ponto de fim (P2( P2) Neste caso não háh nenhum segredo, basta clicar o ponto e está encerrado o procedimento

5 Line b) Esticando a linha para uma direção e digitando seu comprimento e pressionando [Enter] A dica aqui é ligar o modo ortogonal com a tecla F8, assim as linhas somente serão desenhadas no sentido horizontal ou vertical. Em seguida é só apontar para o lado desejado, digitar a medida e pressionar [Enter] c) Informando seu comprimento e ângulo Use esta opção para desenhar uma linha em ângulo diferente de zero graus. Basta digitar um comando no e pressionar [Enter].. Por exemplo, se quiser criar uma linha de comprimento 100 e ângulo de 45 graus, e [Enter].. Note e < sempre aparecem, são do formato do comando.

6 DICAS No AutoCAD, os números n seguem o padrão americano, ou seja, as casas decimais são separadas da parte inteira do número por um ponto. Não use vírgula v como casa decimal, como estamos acostumados no Brasil! Enquanto estiver desenhando linhas, você pode digitar C a qualquer momento para que o programa feche o polígono e encerre o comando LINE. É claro que você precisa ter pelo menos duas linhas desenhadas, senão não faz sentido nenhum tentar fechar o polígono. Para encerrar comandos no AutoCAD, você sós precisa pressionar a tecla [ESC]. Sempre leia o prompt do AutoCAD, lál o programa está conversando com você, pedindo e dando informações. Pessoas que se acostumam a ler o prompt conseguem aprender outros comandos sozinhas.

7 Como usar o mouse para visualizar o desenho Existem muitos comandos de visualização que podem ser aplicados usando o próprio prio mouse. Seguem alguns: 1. Para arrastar o desenho de um lado para outro da tela (o que chamamos de PAN) ) você pode segurar pressionado o botão SCROLL (rodinha do mouse) e arrastar. 2. Para ampliar ou reduzir o desenho, basta girar o botão SCROLL. 3. Para os casos em que o desenho sair da tela, basta dar dois cliques rápidos (double( click) ) com o botão SCROLL do mouse. Isto fará com que todos os objetos desenhados sejam mostrados na tela simultaneamente, no maior tamanho possível.

8 Apagar Objetos Para apagar um ou mais objetos inteiros no AutoCAD, basta selecioná-los los e pressionar a tecla [DEL].. SóS que existem três formas de selecionar: 1. Clicar diretamente sobre os objetos Forma mais simples e trabalhosa, pois imagine clicar um a um para selecionar uns cem ou duzentos objetos! 2. Clicar no vazio e abrir uma janela da esquerda para a direita Neste caso, a janela aparece com uma linha contínua nua (não tracejada). Somente os objetos que estiverem inteiramente dentro dela serão selecionados. Método M conhecido como WINDOW. 3. Clicar no vazio e abrir uma janela da direita para a esquerda Neste caso, a janela aparecerá tracejada e qualquer objeto que esteja inteiramente dentro ou tocando nas bordas dela será selecionado. Método M conhecido como CROSSING.

9 Métodos de Seleção Estes métodos m valem para todos os comandos que pedem para o usuário selecionar vários v objetos, como MOVE, COPY, ROTATE, MIRROR TRIM.. Isto não é exclusividade do comando de apagar (ERASE( ERASE). MIRROR, 1. Método da Seleção Direta 2. Método M Window 3. Método M Crossing

10 Exercícios cios

11 Ferramentas de Precisão Por mais que você tente clicar em pontos precisos a a olho, você nunca conseguirá fazer isto com exatidão. Para resolver isto, o AutoCAD tem Ferramentas de Precisão, que são comandos que ajudam a encontrar pontos como começo, o, meio e fim de linhas e arcos, centros, quadrantes e tangentes de círculos c e arcos e outros pontos importantes. Se, por exemplo, você quiser que o programa detecte o começo o ou fim de linhas automaticamente, basta deixar ligada a opção ENDPOINT.. Deste modo, sempre que você estiver num comando de desenho e passar com o cursor por cima de uma linha, o programa vai destacar onde está a extremidade desta linha mais próxima do ponto em que você estiver. Quando isto acontecer, bastará clicar para que aquele ponto seja utilizado no comando que estiver em andamento.

12 Ferramentas de Precisão Estas são as ferramentas de precisão mais utilizadas no CAD: ENDPOINT: : Ponto de começo o ou fim MIDPOINT: : Ponto médio m (meio do objeto) CENTER: : Centro de arcos e círculosc NODE: : Detecta pontos feitos com o comando POINT QUADRANT: : Pontos dos ângulos 0, 90, 180 e 270 graus em círculos e arcos INTERSECTION: : Ponto de cruzamento entre dois objetos PERPENDICULAR: : Ponto perpendicular (90 graus) a um objeto TANGENT: : Tangência NEAREST: : Encontra um ponto sobre o objeto nas proximidades do cursor. A única garantia deste tipo de precisão é que o ponto estará tocando o objeto. ENDPOINT MIDPOINT CENTER NODE QUADRANT INTERSECTION PERPENDICULAR TANGENT NEAREST

13 Ferramentas de Precisão Para deixar uma ou mais ferramentas de precisão, você deve fazer o seguinte: Clique com o botão direito sobre ESNAP (no AutoCAD é OSNAP) ) e clique em SETTINGS: b) Ligue as ferramentas que quiser e clique [Ok].

14 DICAS Ás s vezes inconveniente que o OSNAP fique ligado o tempo todo, principalmente quando você deixa marcadas muitas ferramentas de precisão, pois o programa ficará tentando detectar todas e pode pegar pontos indesejados. Com a tecla F3 você liga ou desliga o OSNAP quando quiser. A tangente é uma precisão um pouco diferente das outras, pois o programa sempre dád preferência às s demais, daí ela não funciona. Por esta razão, não basta deixá-la ligada, o ideal é forçar que ela seja usada quando precisar. Para forçar que o programa detecte uma certa precisão, você deve digitar as suas três primeiras letras e pressionar [Enter ou escolher seu ícone na barra de precisão OBJECT SNAPS: Enter]

15 DICAS Às s vezes, uma barra de ferramentas como a dos OSNAPS,, por exemplo pode estar desligada, ou seja, pode não estar visível vel na tela. Para ligar é muito simples: a) Clique com o botão direito do mouse numa parte vazia (sem nenhum botão) da barra superior de ferramentas b) Clique no nome da barra que deseja ligar

16 DICAS Quando estiver desenhando, o programa indicará que tipo de precisão está sendo utilizada através s de um símbolo s que aparecerá do lado do ponto detectado. Por exemplo, ao se tratar de um fim de linha, aparecerá um quadrado, se o ponto for o meio da mesma, surgirá um triângulo e assim por diante. Seguem ilustrações de alguns desses símbolos: s

17 Circle Desenha um círculo, c através s da indicação do seu centro e raio. Opcionalmente, pode ser informado o diâmetro. Entre no comando CIRCLE,, digitando C e [Enter] ou utilizando o ícone disponível no software. Clique o ponto em que ficará o centro do círculo. c Se as ferramentas de precisão estiverem ligadas, você poderá usá-las para posicionar o centro do círculo c num ponto mais específico, como o centro de outro círculo, c meio ou fim de uma linha etc. Digite o raio. Opcionalmente você pode digitar D e pressionar [Enter] para que o programa peça a ô diâmetro ao invés s do raio. Depois basta digitar o valor do diâmetro e pressionar [Enter].

18 DICAS Existem outras formas de desenhar círculos c no AutoCAD, esta apresentação apenas mostrou as mais comuns. Se você tem o hábito h de ler o prompt,, poderá testar as outras opções disponíveis. É importante ter certeza que sabe a diferença a entre raio e diâmetro. A figura seguinte indica exatamente isto, colocando estas duas medidas num mesmo círculo: c

19 Distance Mede a distância entre dois pontos clicados, informando qual a distância em X, em Y, a distância total e o ângulo entre os pontos. Entre no comando DISTANCE,, digitando DI e [Enter] ou utilizando o ícone disponível no software. Clique dois pontos cuja distância você quer medir, usando as ferramentas de precisão. Os valores aparecerão no prompt da seguinte maneira: Se as informações não aparecerem totalmente no prompt,, você pode esticá-lo ou pressionar F2 para que mais dados fiquem visíveis. veis.

20 Grips Quando você estiver fora de qualquer comando e selecionar objetos, serão mostrados pontos notáveis conhecidos como GRIPS.. Com eles, é possível fazer algumas edições rápidas, r como esticar, mover etc. Para editar, ao aparecerem os GRIPS você deve clicar sobre aquele que deseja alterar (esquentar o GRIP), movimentar o cursor e clicar na posição em que ele deverá ficar. Veja: Para esticar uma linha com uma medida exata, ligue o modo ortogonal (F8( F8), aponte para a direção desejada, digite o valor (quanto deseja esticar) e pressione [Enter].

21 DICAS Os GRIPS não são usados apenas para esticar objetos. Depois de esquentar um GRIP,, você pode clicar com o botão direito do mouse para ver outras opções disponíveis, como ilustra a figura abaixo: Escolhendo ROTATE,, por exemplo, o programa perguntará um ângulo de rotação e o objeto será girado em torno do ponto do GRIP naquele ângulo. O mesmo vale para SCALE, MOVE e COPY, que usarão o GRIP como ponto base para suas operações. Este recurso é bastante interessante para realizar edições rápidas, r eliminando a necessidade de entrar num comando específico.

22 Offset Faz cópias c paralelas de objetos selecionados a uma distância indicada pelo usuário. Entre no comando OFFSET,, digitando O pelo teclado ou acionando o ícone correspondente. Digite a medida com que pretende fazer as cópias c paralelas dos objetos e pressione [Enter] Selecione um objeto a ser copiado Clique em qualquer lugar no lado em que pretende fazer a cópia paralela daquele objeto Selecione o próximo objeto e clique o lado desejado para a cópia. Repita este processo quantas vezes quiser. Importante: Caso queira alterar a distância das próximas cópias, você tem que entrar novamente no comando, pois ela somente é solicitada logo que o mesmo é iniciado.

23 Trim Corta pedaços de objetos, usando outros como lâminas. Entre no comando TRIM,, digitando TR pelo teclado ou utilizando o ícone correspondente. Selecione os objetos que funcionarão como lâminas e pressione [Enter] para o programa saber que terminou de escolher. Clique sobre os objetos que deseja cortar. É importante que os cliques sejam nos lados que serão cortados:

24 DICAS Existe uma forma mais fácil de utilizar o comando TRIM para algumas situações específicas. Você pode fazer com que o programa entenda que todos os objetos do desenho sejam considerados lâminas,, assim não é preciso selecionar os mais adequados para cada situação. Para isto, faça a o seguinte: 1. Entre no comando TRIM 2. Pressione [Enter] 3. Selecione os objetos que deseja cortar O problema é que às s vezes é inconveniente que todos os objetos sejam lâminas, jáj que isto pode fazer com que você tenha que dar mais cliques para conseguir obter um certo resultado, como no exemplo apresentado ao lado:

25 Fillet Arredonda cantos vivos, gerando arcos entre dois objetos selecionados pelo usuário. Entre no comando FILLET,, digitando F no prompt ou acessando o ícone correspondente. No prompt,, aparecerá o raio que está sendo utilizado pelo comando: 2. Se o raio estiver de acordo com o que você precisa, pule este passo, caso contrário rio digite R,, tecle [Enter] e informe o valor do raio, depois tecle [Enter] novamente. 3. Selecione dois objetos que serão arredondados:

26 DICAS Caso você informe um valor muito grande para o raio, o comando não conseguirá executar a operação. O comando FILLET também m pode ser utilizado para esticar linhas que não estejam se tocando e formar cantos vivos, para isto basta utilizar o raio igual a zero. Veja como funciona: Se as linhas não estiverem se tocando, como no exemplo acima, também é possível aplicar raios diferentes de zero, sem problemas. Para trocar o valor do raio, é necessário entrar novamente no comando e digitar R seguido de [Enter].

27 Exercícios cios

28 Exercícios cios

29 Exercícios cios

30 Exercícios cios

31 Exercícios cios

32 Exercícios cios

33 Exercícios cios

34 Exercícios cios

35 Rectang Desenha um retângulo com um único comando. Dispensa o desenho de 4 linhas com o comando LINE. Entre no comando RECTANGLE,, digitando REC ou através s do ícone correspondente. Clique um ponto indicando um canto do retângulo. Digite as medidas de comprimento e altura, no seguinte Por exemplo, para fazer um retângulo de 50x30, O símbolo e a vírgula v são obrigatórios. rios.

36 Explode O retângulo é um exemplo de objeto agrupado. Na verdade, ele consiste num conjunto de linhas agrupadas numa sós entidade, que chamamos de POLYLINE.. O problema deste tipo de objeto é que muitas vezes precisamos trabalhar com as linhas separadas e isto não é possível. Por exemplo, se aplicarmos um OFFSET num retângulo, todas as suas linhas serão copiadas de uma sós vez, como está abaixo: Se for utilizado o comando EXPLODE (pelo teclado, digite X) ) e selecionado o retângulo seguido de [Enter],, cada linha se torna um objeto independente:

37 Extend Estende linhas para que as mesmas alcancem outras que estejam na direção de suas extremidades, como mostra a figura a seguir: Selecione os limites Selecione o que será estendido até eles Os passos para sua execução são: Entre no comando EXTEND digitando EX pelo teclado ou utilizando o ícone correspondente. Selecione os objetos até os quais as linhas deverão ser estendidas e tecle [Enter]. Selecione os objetos que serão estendidos, clicando o mais próximo possível da extremidade que está para o lado em que serão esticados.

38 Scale Aumenta ou diminui o tamanho dos objetos desenhados. Antigamente era utilizado para ajustar a escala do desenho. 1. Acione o comando SCALE,, digitando SC no prompt ou através do seu respectivo ícone. 2. Selecione os objetos cujo tamanho será alterado usando os métodos que jáj foram explicados e tecle [Enter]. 3. Indique o ponto base. Este ponto é importante, pois ele permanecerá na mesma posição quando for aplicada a escala, como mostra a figura deste slide: 4. Digite o fator de escala. Exemplo: se digitar 0.5, os objetos ficarão com a metade do tamanho. Se for 3, aumentarão três vezes.

39 Move Movimenta objetos selecionados pelo usuário. 1. Acione o comando MOVE,, digitando M ou acionando o respectivo ícone. 2. Selecione os objetos que deseja mover, com os métodos m explicados anteriormente, em seguida pressione [Enter]. 3. Clique no ponto base. Este é o ponto de referência pelo qual os objetos serão puxados. 4. Clique no ponto de destino, ou seja, aquele para onde o ponto base será levado. Veja:

40 Copy Copia objetos selecionados pelo usuário para outra posição. 1. Acione o comando COPY,, digitando CP ou acionando o respectivo ícone. 2. Selecione os objetos que deseja copiar, com os métodos m explicados anteriormente, em seguida pressione [Enter]. 3. Clique no ponto base. Este é o ponto de referência pelo qual os objetos serão puxados e copiados. 4. Clique no ponto de destino, ou seja, aquele para onde o ponto base será levado. Veja:

41 Rotate Rotaciona os objetos selecionados pelo usuário. 1. Acione o comando ROTATE,, digitando RO ou através s de seu respectivo ícone. 2. Selecione os objetos que deseja rotacionar,, usando os métodos explicados anteriormente e tecle [Enter]. 3. Clique no ponto base, que será aquele em torno do qual os objetos serão rotacionados. 4. Digite o ângulo de rotação (ou clique para apontar o ângulo manualmente). Veja um resumo do procedimento:

42 Stretch Estica a parte do desenho que for selecionada. 1. Digite S para iniciar o comando. 2. Abra uma janela da direita para a esquerda, de modo que apenas os vértices v do objeto a serem movidos sejam selecionados. Na imagem que segue, os vértices v foram destacados para facilitar a compreensão. 3. Aponte para a direção em que deseja esticar o objeto, digite a medida e pressione [Enter].. Outra forma é digitar o comprimento e direção desejados no

43 Exercícios cios

44 Mirror Gera cópia c espelhada (simétrica) dos objetos selecionados. 1. Entre no comando MIRROR digitando MI ou pelo seu ícone. 2. Selecione os objetos que deseja espelhar e tecle [Enter]. 3. Clique dois pontos. O programa imagina uma linha passando por eles e a utiliza como eixo de simetria. 4. Digite Y (de YES) ) se quiser que o programa apague os objetos originais ou N (de NO) ) se quiser manter os originais.

45 Exercícios cios

46 Exercícios cios

47 Array Faz múltiplas m cópias c dos objetos selecionados, em linhas e colunas (RECTANGULAR( RECTANGULAR) ) ou em formato circular (POLAR( POLAR): Array POLAR (cadeiras de mesas, furações, dentes de engrenagens etc) Array (pilares, degraus de escadas, grades, pisos etc) Array RECTANGULAR

48 Array 1. Digite AR ou acione o comando pelo seu ícone. 2. Clique em RECTANGULAR ou POLAR,, dependendo do tipo de array que você deseja fazer. Para cada tipo, a tela é totalmente diferente: 3. Em ambos os casos, o próximo passo é selecionar os objetos a serem copiados, utilizando para isto o botão que aparece ao lado:

49 Array Caso seja um array RECTANGULAR: a) Preencha o número n de linhas (ROWS( ROWS) ) e colunas (COLUMNS( COLUMNS) desejadas. Observe que aparece na tela do comando uma imagem com a previsão do resultado final do comando. b) Em ROW DISTANCE,, escreva o espaçamento amento entre as linhas de centro a centro c) Em COLUMN DISTANCE,, escreva o espaçamento amento entre as colunas, também m de centro a centro. d) Preencha SERIES ANGLE com o ângulo das cópias. c Observe que o ângulo padrão é zero e que a imagem de previsão também m mostra como ficarão as cópias c em ângulo e) Clique [Ok] para encerrar o comando gerando o desenho.

50 Array Caso seja um array POLAR: a) Clique no botão e indique o ponto que será o centro das cópias. Lembre que não é necessário ter o desenho de um círculo para fazer as cópias c ao seu redor, basta o ponto. b) Em METHOD,, verifique que esteja marcado Number of elements and total angle (no próximo slide serão explicados os outros métodos). m c) Em NUMBER OF ELEMENTS,, digite o número n de cópiasc d) Em TOTAL ANGLE,, digite o ângulo em que as cópias c deverão ser distribuídas. das. Por exemplo, se digitar 10 cópias c num ângulo total de 360 graus, haverá uma cópia c a cada 36 graus. e) Clique [Ok] para que o comando seja encerrado.

51 DICAS Tanto no array retangular quanto no polar, algumas informações podem ser digitadas nos campos OU indicadas por meio de botões. Por exemplo, no array retangular é possível usar o botão para clicar na tela de desenho a distância desejada entre linhas ao invés s de digitar. Se forem digitados valores negativos para as distâncias, as cópias serão feitas no sentido contrário. rio. Por exemplo, se digitar -50 na distância entre colunas, as cópias c serão feitas no sentido negativo do eixo X, ou seja, da direita para a esquerda e não da esquerda para a direita, como seria normal. O array polar pode ser feito utilizando dois outros métodos: m a) Total Angle and Angle Between Elements: : Utilize esta opção se quiser indicar o ângulo entre as cópias c ao invés s da sua quantidade.

52 DICAS b) Number of Elements and Angle Between Elements: : Utilize esta opção se quiser indicar o número n de cópias c e o ângulo entre elas, o que resultará indiretamente no ângulo total. Por exemplo, se o usuário solicitar 10 cópias c com um ângulo entre elas de 15 graus, o ângulo total preenchido pelas cópias será de 150 graus, bem menos que o ângulo padrão de 360 graus. No array polar, você pode marcar a opção ROTATE OBJECTS, que rotaciona os objetos conforme as cópias c são feitas, veja: SEM ROTATE OBJECTS COM ROTATE OBJECTS

53 Exercícios cios

54 Exercícios cios

55 Exercícios cios

56 Projeções Ortográficas Vista Frontal

57 Projeções Ortográficas Vista Superior ( Planta( Planta )

58 Projeções Ortográficas Vista Lateral

59 Projeções Ortográficas

60 Projeções Ortográficas

61 Projeções Ortográficas

62 Projeções Ortográficas 2 1 Em qual diedro foi realizada esta projeção ortogonal? 3

63 Exercícios cios

64 Exercícios cios

65 Exercícios cios

66 Exercícios cios

67 Cortes e Seções A representação de um desenho em corte é útil fundamentalmente para mostrar com maior clareza os detalhes que se encontram escondidos nas outras vistas. Sempre que uma peça é cortada, a superfície afetada pela serra imaginária é hachurada e, dependendo do tipo de hachura utilizada, sabemos com qual material a peça a foi fabricada. Nestes exemplos, as peças foram fabricadas em aço. a Isto pôde ser identificado em razão do tipo de hachura utilizada na representação do corte.

68 Cortes e Seções

69 Cortes e Seções

70 Cortes e Seções

71 Cortes e Seções Corte Seção

72 Cortes e Seções

73 Cortes e Seções Corte Pleno

74 Cortes e Seções Meio Corte

75 Cortes e Seções Corte Composto

76 Cortes e Seções A planta de uma residência consiste no desenho das linhas que seriam vistas na altura de um corte a 1,50m ou abaixo desta altura. Os cortes também m são usados em projetos arquitetônicos para apresentar elementos ocultos.

77 Cortes e Seções

78 Hatch Faz hachuras. 1. Entre no comando, digitando H ou acionando o ícone. 2. Use a aba PATTERN e clique para selecionar o tipo de hatch. 3. VáV até a aba BOUNDARY,, clique no botão [Select Area >],, depois clique dentro das regiões que deseja hachurar e tecle [Enter]. 4. Clique [Ok] para encerrar o comando.

79 DICAS Ao clicar nas áreas a serem hachuradas,, se o programa retornar sozinho à tela e aparecer no prompt a mensagem "Hatch spacing too dense, or dash size too small.".",, isto significará que a hachura não pôde ser desenhada porque está com escala muito pequena.. Caso isto ocorra, basta ir à aba PATTERN PROPERTIES e alterar o valor do campo SCALE para um número n maior e tentar novamente. Se a hachura simplesmente não aparecer quando as áreas forem clicadas, mesmo sem retornar à tela ou mostrar mensagens no prompt,, será porque a escala está muito alta,, neste caso váv à aba PATTERN PROPERTIES,, onde SCALE deverá ser preenchida com um número menor.

80 Exercícios cios

81 Exercícios cios

82 Exercícios cios

83 Exercícios cios

84 Exercícios cios

85 Exercícios cios

86 Exercícios cios

87 Exercícios cios

88 Exercícios cios

89 Como escrever textos? 1. Crie um estilo de texto, informando a fonte, altura e outras informações. Para isto, use o comando ST e preencha a tela como ilustrado a seguir: A C B a) Dê um nome ao estilo; b) Escolha a fonte; c) Digite sempre a altura igual a ZERO isto fará com que o seu texto não tenha altura fixa e permitirá regulagem na hora de escrever.

90 Como escrever textos? 2. Acione o comando T,, que escreve o texto. 3. Clique dois pontos para abrir uma janela do tamanho da área que você imagina que o texto deverá ocupar. Na tela que aparecerá,, faça a o seguinte: a) Na aba PROPERTIES, escolha o estilo e alinhamento do texto dentro do retângulo. Veja ao lado o que significa cada ponto de alinhamento:

91 Como escrever textos? b) Na aba TEXT,, informe a altura do texto, digite-o o e clique [Ok] para encerrar o comando, como está claramente ilustrado a seguir: c) Para modificar um texto que jáj tenha sido escrito, basta clicar duas vezes sobre o mesmo, assim a tela de criação aparecerá novamente e todas as possibilidades de edição estarão disponíveis.

92 Spline Desenha curvas parabólicas com tangências contínuas nuas para representar objetos irregulares com maior adequação. 1. Digite SPL no prompt ou utilize o ícone equivalente; 2. Clique os pontos de vértices; v 3. Pressione [Enter] para indicar que não háh mais vértices; v 4. Clique a direção da tangência do início da spline ou 5. Clique a direção da tangência do fim da spline ou [Enter Opcionalmente, você pode digitar C no passo 4 para fechar a geometria da spline. ou [Enter]; Enter];

93 Exercícios cios

94 Exercícios cios

95 Organizando o desenho em camadas (Layers( Layers) Uma das coisas mais importantes num desenho é a sua organização em camadas para deixar a possibilidade de desligar algumas informações a qualquer momento e assim ver o desenho mais limpo. Pense nos layers como sendo várias v folhas transparentes sobrepostas, sendo que qualquer uma delas pode ser removida a qualquer momento.

96 Organizando o desenho em camadas (Layers( Layers) Camadas Separadas Todas as camadas sobrepostas

97 Como criar layers 1. Digite o comando LA ou acesse seu ícone. Aparecerá esta tela: A B C D E 2. Clique no botão de criação de layer (A) 3. Digite o nome do novo layer (B) 4. Escolha a cor dos objetos desenhados neste layer (C) 5. Escolha o tipo de linha dos objetos deste layer (D) 6. Indique a espessura das linhas deste layer (E)

98 Como criar layers Ao selecionar a cor, aparecerá uma tela como a que segue: Já os tipos de linhas poderão ser indicados numa tela como esta: E as espessuras nesta:

99 Como criar layers Sua tela de criação de layers pode ficar, por exemplo, conforme está ilustrado a seguir: Note que layers diferentes podem ter a mesma cor, mesmo tipo de linha etc,, sem nenhum problema. Mesmo assim eles continuam cumprindo sua função, que é organizar o desenho em camadas.

100 DICAS Para desenhar um objeto novo no seu layer correto, basta fazer o seguinte: a) Na tela gráfica, escolha o layer desejado na lista que aparece na parte superior: b) Desenhe os objetos normalmente, usando os comandos que jáj foram ensinados.

101 DICAS Como fazer para transferir objetos de um layer para outro? a) Fora de qualquer comando, selecione os objetos que deseja transferir para outro layer; b) Em seguida, selecione na lista que aparece na parte superior da tela o layer de destino, do mesmo modo que foi apresentado no slide anterior; c) Pressione [Esc] para encerrar. Como desligar um layer? Simples: na lista de layers,, váv até o layer que deseja desligar e clique no ícone do sol, veja ao lado: Detalhe: O layer não pode ser desligado assim se ele for o corrente.

102 DICAS A função principal dos layers é organizar o desenho em camadas para que estas possam ser ligadas ou desligadas a qualquer momento. Quando um novo objeto for desenhado num layer,, inicialmente ele poderá seguir sua cor, tipo e espessura de linha ou não. Estes atributos normalmente estão atrelados à camada, o que é desejável, pois, neste caso, ao alterá-la la os objetos serão modificados automaticamente, mas isto não precisa ser assim. Para que os objetos sigam os parâmetros do layer,, deixe os campos indicados abaixo com o valor BYLAYER,, senão escolha outros valores: Cor Tipo de Linha Espessura

103 Exercícios cios

104 O que são Cotas? São as indicações das medidas dos objetos desenhados. Através s delas, quem interpreta o desenho pode ter a perfeita noção das dimensões e providenciar a produção ou construção no tamanho real. Veja um exemplo:

105 O que são Cotas?

106 O que são Cotas? Existem cotas de diversos tipos, para representar as mais diferentes medidas. Mais comumente, temos cotas para medidas lineares (comprimentos), radiais (raios e diâmetros) e angulares (ângulos): Ao utilizar comandos de cotas do CAD, o programa automaticamente mede as distâncias e as escreve. Isto diminui a possibilidade de erro no projeto.

107 Cotas Para fazer cotas é necessário passar por duas etapas, como no comando de textos: a) Criar um estilo e b) Desenhar cotas através s de comandos específicos. Para criar um estilo de cota, use o comando DDIM,, o que fará aparecer a tela ao lado. Nela, existem muitos parâmetros que podem ser configurados, mas veremos apenas os principais.

108 Cotas 1. Para criar um estilo novo, clique no botão [NEW] e informe o nome desejado (por exemplo, PADRÃO DE COTAS). 2. Configure o que achar necessário. Essencialmente, háh quatro ajustes que são fundamentais para fazer o dimensionamento do desenho: a) Escala da cota: Ajustando isto, você conseguirá fazer com que a cota fique legível em qualquer desenho. b) Estilo do texto: Fazendo este ajuste, você poderá determinar qual será a fonte utilizada na cota. c) Tipo de seta: Para o caso de desenhos em que outros tipos de setas sejam usados no lugar das convencionais. d) Ligar ou desligar partes da cota: em desenhos de arquitetura, as cotas internas não mostram setas nem linhas, por isso é necessário que você saiba desligar isto. 3. Salve o estilo que acaba de ser configurado.

109 Cotas Como configurar a Escala da Cota? Este ajuste faz com que todas as partes da cota sejam redimensionadas proporcionalmente. Se este fator for aumentado as setas, textos, espaçamentos amentos e tudo mais ficará maior, assim não é necessário ter o trabalho de ajustar cada item separadamente. Se for preenchido um fator menor, tudo diminuirá de tamanho.

110 Cotas Como configurar o Estilo do Texto? Antes de fazer isto, é necessário criar o estilo de texto usando o comando ST,, que foi ensinado nas aulas anteriores. Lembre- se sempre que o estilo de texto deve ser criado com altura igual a zero.

111 Cotas Como configurar o Tipo de Seta? É possível escolher setas diferentes para o início e fim da cota. Starting Arrowhead indica a seta do início e Ending Arrowhead a do fim. Leader Arrowhead permite escolher a seta especificamente para o comando Leader.

112 Cotas Como Ligar ou Desligar Partes da Cota? desliga as linhas de cota, o texto e as setas, enquanto DISABLE EXTENSION LINE desliga as linhas de chamada. DISABLE DIMENSION LINE desliga Linha de Cota Linha de Chamada

113 Cotas Como Salvar as Alterações no Estilo de Cota? A qualquer momento você poderá voltar a esta tela, ajustar novamente o estilo e salvar. Todas as cotas se modificarão automaticamente.

114 Cotas A segunda etapa consiste no desenho das cotas. Existem diversos tipos de cotas: A e B = LINEAR Cotas lineares horizontais ou verticais. C = ALIGNED Cotas lineares inclinadas. D = RADIUS Cotas de Raios C E E = DIAMETER Cotas de Diâmetros. F = ANGLE Cotas de Ângulos. A B D F * Importante salientar que este desenho usado como exemplo não está bem cotado. As cotas foram desenhadas apenas para efeito de ilustração.

115 DICAS Caso a barra de ferramentas de cotas não esteja aparecendo na tela do software, basta ativá-la, clicando sobre qualquer comando com o botão direito do mouse e ligando a opção DIMENSION. Para fazer as cotas ALIGNED e LINEAR,, você deve clicar dois pontos (início e fim da cota) e um terceiro ponto para indicar a posição em que o texto da medida deve aparecer. Para fazer cotas RADIUS e DIAMETER,, basta clicar sobre o círculo ou o arco a ser cotado e, em seguida, no ponto em que o texto da medida deverá aparecer. Para fazer cotas do tipo ANGULAR você deve clicar sobre as duas linhas entre as quais deseja medir o ângulo, depois clicar no ponto em que o texto da medida deve aparecer.

116 Exercícios cios

117 Exercícios cios

118 Exercícios cios

119 Exercícios cios

120 Exercícios cios

121 O que são Blocos? Bloco é um agrupamento de entidades de desenho para formar um único objeto que represente. Uma vez criado, o bloco pode ser inserido em qualquer projeto, assim o usuário não precisa se preocupar em redesenhar aquele objeto todas as vezes, basta criá-lo uma única vez. É possível inserir um arquivo de desenho inteiro dentro de outro como se ele fosse um bloco. Para isto, basta utilizar o comando INSERT. Todo bloco tem o que chamamos de PONTO BASE,, ou PONTO DE INSERÇÃO ÃO.. Ele é fundamental, pois é por onde o desenho do bloco será puxado quando inserido no projeto. Por exemplo, ao inserir o bloco de uma cama, é interessante que o ponto base seja na cabeceira, pois fica mais fácil f para inserí-la encostada numa das paredes. Veja outro exemplo:

122 O que são Blocos? Neste exemplo, um bloco de um vaso sanitário em planta tem ponto de inserção na parte traseira. Faz sentido, pois ele sempre será instalado com esta parte voltada para a parede, preferencialmente colada nela, como está ilustrado. Quando criar um bloco, procure definir um ponto base coerente com o objetivo do seu desenho.

123 Wblock Cria um arquivo DWG independente com a parte do projeto que você selecionar. Com isto, é possível criar vários v blocos de desenhos para que eles possam ser aproveitados em outros projetos. Para dar um exemplo, suponha que você receba um grande projeto de um amigo em existam vários v desenhos interessantes, como eletrodomésticos, móveis, m vasos sanitários, cadeiras, portas, janelas, telefones, pessoas etc. Com este comando, você poderá exportar cada um desses desenhos para arquivos DWG independentes e assim haverá a possibilidade de inserí-los em outros projetos com o comando INSERT,, aproveitando o trabalho feito por alguém anteriormente.

124 Wblock Para criar um bloco de uma parte do desenho, faça a o seguinte: 1. Digite WB.. Isto fará aparecer a tela abaixo: a b f d c e 2. Na tela, siga estes passos: a) Marque a opção OBJECTS; b) Clique em PICK POINT e indique o ponto base do bloco. c) Clique em SELECT OBJECTS e selecione os objetos que deseja gravar num arquivo. d) Digite o nome para o arquivo. e) Clique em [...] para escolher a pasta onde ele será gravado. f) Clique [Ok] para encerrar o comando.

125 Insert Insere um arquivo DWG ou um bloco no desenho atual. Este comando é essencial para que não seja preciso refazer desenhos repetitivos sempre que eles forem necessários. A grande vantagem deste comando é que você pode perder tempo fazendo desenhos de detalhes com mais precisão e aproveitá-los no futuro. Imagine, por exemplo, se fosse necessário desenhar todos os móveis m da casa cada vez que fosse fazer um projeto arquitetônico! Seria muito trabalhoso, você perderia tempo com uma parte do projeto que tem menos importância e ainda assim o detalhamento não ficaria tão rico. Para utilizar o comando, faça a o seguinte: 1. Acione o comando INSERT,, digitando I ou pelo seu ícone. Com isto, aparecerá a seguinte tela:

126 Insert Este comando tem duas opções: a) Inserir um arquivo de desenho do AutoCAD (DWG) ou b) Inserir um bloco que jáj exista no projeto. a) Para inserir um arquivo de desenho, clique em [Browse[ Browse], escolha o arquivo, deixe marcada a opção WHEN INSERTING e clique em [INSERT]. ão POSITION BLOCK Com isto, o programa peguntará algumas informações no prompt para que você possa definir exatamente como será feita a inserção. Veja quais informações no próximo slide.

127 Insert Se for seguido o procedimento explicado anteriormente, o programa fará estas perguntas no prompt: a) Multiple blocks/<insertion point for block>: Responda clicando no ponto em que deseja que o desenho seja inserido.. Se quiser, pode digitar a coordenada (X,Y,Z). b) Corner/XYZ/X scale factor < >: Responda com o fator de escala em X. Por exemplo,, se digitar 5, significa que quer aumentar o desenho 5 vezes em X. c) Y scale factor: < Equal to X scale ( )>: Responda com o fator de escala em Y. Caso responda com [Enter], ele será o mesmo que o valor digitado para X. d) Rotation angle for block <0>: Responda com o ângulo de rotação.

128 Insert b) Se um arquivo for inserido uma primeira vez, ele passará a fazer parte da lista de blocos do seu desenho. Neste caso, você não deve inserí-lo usando [BROWSE],, deve proceder como está ilustrado a seguir: Basta escolher o nome do bloco na lista e o restante do procedimento continua o mesmo. Assim não é preciso procurar novamente a pasta em que está o arquivo e selecioná-lo. lo.

129 DICAS Se você jáj tiver inserido um arquivo DWG no seu desenho e tentar reinserí-lo pelo botão [BROWSE],, aparecerá a seguinte mensagem: Com isto, o programa informa que o bloco jáj existe e pergunta se você deseja redefiní-lo lo.. Se você responder que [SIM] SIM],, todas as cópias c do bloco inseridas no desenho serão substituídas por este arquivo. O ideal é responder [NÃO] e selecionar o bloco na lista e não novamente pelo arquivo.

130 Exercícios cios

131 Exercícios cios

132 Escalas A escala indica uma proporção entre as medidas do objeto no mundo real e o tamanho com que ele foi impresso. No CAD, sempre fazemos o desenho em escala 1:1, ou seja, diretamente no tamanho real. Desta forma, se uma mesa mede 1 metro, devemos desenhá-la sempre com medida 1 no CAD. Se uma peça a mede 200 milímetros, metros, fazemos o desenho com medida 200 e assim por diante. Somente aplicamos uma escala para reduzir ou aumentar o tamanho do objeto quando vamos colocá-lo na folha para impressão, pois é lógico que o desenho de uma casa no seu tamanho real não cabe numa folha A4 da impressora! Desta forma, surge por exemplo a necessidade de entender o que significa quando nos dizem que o projeto de uma casa está em escala 1:100 ou que o projeto está fora de escala.

133 Escalas Para indicar uma escala, devemos usar o seguinte formato: MEDIDA NA FOLHA : MEDIDA NO MUNDO REAL Por exemplo, se dizemos que a escala é 1:50, equivale a dizer que para cada 1 unidade medida na folha existem 50 unidades no mundo real. Se uma mesa mede 2 cm na folha, vai medir 100 cm no mundo real. Outro exemplo: se a escala é 2:1, isto significa que cada 2 unidades desenhadas equivalem a 1 unidade real. O projeto está,, portanto, ampliado. Existem escalas padrões para engenharia mecânica e civil. Os projetos sempre procuram utilizar uma delas e, quando não as utilizam, dizemos que estão fora de uma escala padrão. Por exemplo, não é usual a escala 1:3.87, se um desenho adotar esta proporção podemos dizer que está fora de escala padrão.

134 Escalas Existem bons motivos para terem sido criadas escalas padrões. Um deles é buscar facilitar o cálculo c da medida real caso seja necessário obtê-la medindo o projeto impresso. No exemplo da mesa, se com a régua r o engenheiro medir 2 centímetros e souber que a escala do desenho é 1:50, saberá que deve multiplicar 50 por 2 para chegar à verdadeira medida: 100 centímetros. A própria pria régua para medição de escalas, chamada escalímetro metro, é um motivo para adotar padrões. Ela facilita a medição de desenhos em escalas padrões, dispensando até o cálculo da medida real. É uma régua r triangular em que cada face facilita a medição de uma escala padrão.

135 Plotagem A plotagem é o processo de impressão do projeto. Podemos chamar de processo porque não consiste apenas num único comando, mas uma seqüência deles, como segue: a) Configurar a folha de impressão; Consiste em informar ao programa qual impressora será utilizada, em que tamanho de folha o desenho deverá ser impresso e outros detalhes a respeito da impressão. b) Inserir o desenho nela, numa determinada escala; O desenho deve ser inserido na folha para que possa ser plotado,, sós que para isto ele tem que ser reduzido ou ampliado numa escala a ser determinada por você c) Finalmente imprimir.

136 Plotagem O procedimento geral de impressão é o seguinte: 1. Faça a o projeto normalmente; 2. Clique numa aba de layout; 3. Digite PLOT.. Aparecerá a tela ao lado: Esta tela pode ser utilizada para configurar os parâmetros gerais de impressão. Você deve seguir a seqüência mostrada no próximo slide.

137 Plotagem Na aba DEVICE,, devem ser ajustados os seguintes itens: 1. Escolha a impressora. Neste curso, usaremos sempre a impressora Adobe PDF, que gera um PDF ao invés s de imprimir diretamente. 2. Escolha a folha; 3. Informe a orientação (rotação) do papel que está na impressora; 4. Informe a orientação (rotação) do desenho;

138 Plotagem Na aba SCALE/VIEW,, devem ser ajustados os seguintes itens: 1. SEMPRE coloque o valor de PLOT SCALE em 1:1, pois não é a folha que será aumentada ou diminuída da e sim o desenho que vai aparecer dentro dela. 2. Marque MILLIMETERS para que o programa entenda que vamos utilizar o padrão brasileiro e não INCHES (polegadas), que é mais usual nos EUA. 1 2

139 Plotagem Na aba ADVANCED,, devem ser ajustados os seguintes itens: 1. Escolha MONOCHROME se quiser que o desenho seja impresso em preto e branco ou NONE caso prefira que a impressão saia colorida; 2. Marque esta opção para que a impressão saia centralizada na folha; 3. Marque esta opção para que as linhas sejam impressas com as espessuras definidas nos layers Clique neste botão para salvar as configurações e depois em [EXIT] para sair.

140 Plotagem Ao clicar no botão [Apply[ to Layout], você gravará a configuração da folha que a impressora utilizará e outros parâmetros importantes. Depois, a mesma tela será usada para imprimir definitivamente o desenho, mas antes temos que fazer o projeto aparecer aqui. Então faça a o seguinte: 1. Use o comando MV e crie um retângulo onde deseja que o desenho apareça a na folha. Isto fará com que ele seja mostrado nesta área. 2. Clique duas vezes dentro do retângulo para entrar nele. 3. Arraste o desenho com o botão direito do mouse para que ele fique bem no centro do retângulo. 4. Digite Z (zoom) e o fator de escala desejado, seguido de XP (ex: 2xp, 1xp, 0.5xp xp). O próximo slide ensina como calcular este fator. 5. Clique duas vezes fora do retângulo para sair dele.

141 DICAS O fator de escala deve ser calculado da seguinte maneira: escala x unidade de medida do projeto em milímetros. metros. Por exemplo: A escala desejada é... O Projeto foi feito em... Cálculo do fator de escala Resultado 1:100 Metros 1/100 x xp 1:2.5 Milímetros 1/2.5x1 0.4xp 1:5 Centímetros 1/5x10 2xp 2:1 Milímetros 2/1x1 2xp 1:20 Metros 1/20x xp 1:10 Polegadas 1/10x xp E assim por diante...

142 Plotagem Finalmente, para imprimir o desenho, entre na tela do comando PLOT,, váv para a aba SCALE/VIEW e faça a isto: Marque a opção WINDOW. 2. Clique em [SELECT PRINT AREA] para abrir uma janela na área que deseja imprimir. O programa vai para a tela de desenho para você fazer isto. 3. Clique [PRINT] para que a impressão seja iniciada. Como vamos imprimir para PDF, o programa solicitará que você informe o nome e local de gravação para o mesmo. Depois você poderá imprimir este arquivo em qualquer lugar.

143 Exercícios cios

144 Exercícios cios

145 Exercícios cios

146 Exercícios cios

147 Exercícios cios

148 Exercícios cios

149 Exercícios cios

150 Exercícios cios

Disciplina Desenho Técnico I ENG 1003 Material de Aula

Disciplina Desenho Técnico I ENG 1003 Material de Aula Disciplina Desenho Técnico I ENG 1003 Material de Aula AULAS 01 a 03 Apresentando o AutoCAD. O AutoCAD é um software da Autodesk muito utilizado para fazer desenhos de projetos de engenharia e arquitetura

Leia mais

Principais comandos do AutoCad

Principais comandos do AutoCad Principais comandos do AutoCad A, ARC -> Desenha arcos. Deve-se sempre considerar o sentido anti-horário para o desenho dos arcos. ADC, ADCENTER -> O AutoCAD DesignCenter (ADC), semelhante ao Explorador

Leia mais

Gabarito. Desenho Arquitetônico

Gabarito. Desenho Arquitetônico Aula Questão Resposta - Quando queremos iniciar um documento do zero, devemos clicar em qual opção? Start Drawing. - Quando queremos iniciar um documento do zero, devemos clicar em qual opção? Start. -

Leia mais

APOSTILA V DAC. Ferramentas Importantes

APOSTILA V DAC. Ferramentas Importantes APOSTILA V DAC Ferramentas Importantes FERRAMENTAS IMPORTANTES PARA A EXECUÇÃO DE UM DESENHO A importância do ZOOM A sintaxe do comando ZOOM permite selecionar um dos diferentes tipos de zoom, conforme

Leia mais

Notas de Aula AutoCad Prof. Sérgio Viana

Notas de Aula AutoCad Prof. Sérgio Viana Área de Trabalho Juntamente com a área de trabalho, poderão estar abertas algumas barras de ferramentas nas laterais da tela, que servem de suporte ai desenho. Janelas de Comandos Figura 1 Área de trabalho

Leia mais

INTRODUÇÃO AO AUTOCAD

INTRODUÇÃO AO AUTOCAD INTRODUÇÃO AO AUTOCAD O AUTOCAD é um software que se desenvolveu ao longo dos últimos 30 anos. No início o programa rodava no sistema D.O.S., o que dificultava um pouco seu uso. Com o surgimento do sistema

Leia mais

Aprendendo AutoCAD 2011

Aprendendo AutoCAD 2011 Samuel João da Silveira Aprendendo AutoCAD 2011 Simples e Rápido Visual Books Sumário Prefácio...15 Introdução...17 Capítulo 1 - Inicializando o AutoCAD...19 1.1 Criar um Novo Desenho... 22 1.2 Definindo

Leia mais

INTRODUÇÃO WORKCAD NA ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

INTRODUÇÃO WORKCAD NA ENGENHARIA DE PRODUÇÃO INTRODUÇÃO O WorkCAD é uma ferramenta para criação, edição e impressão de projetos assistidos por computador (CAD - Computer Aided Design) que inclui a criação e gerenciamento de projetos 3D, maquetes

Leia mais

AutoCAD INTRODUÇÃO. Menu Superior Barra de Ferramenta Cursor. Área de Trabalho. Linha de Comando. Status Bar CONCEITOS A TELA GRÁFICA

AutoCAD INTRODUÇÃO. Menu Superior Barra de Ferramenta Cursor. Área de Trabalho. Linha de Comando. Status Bar CONCEITOS A TELA GRÁFICA INTRODUÇÃO O objetivo desta apostila é ensinar de forma simples, objetiva e didática, os recursos do AUTOCAD para projetar em duas dimensões. Os ensinamentos incluídos abrangem a maioria das necessidades

Leia mais

Perguntas mais Frequentes sobre Escalas no AutoCAD e suas Respostas

Perguntas mais Frequentes sobre Escalas no AutoCAD e suas Respostas Perguntas mais Frequentes sobre Escalas no AutoCAD e suas Respostas Cleber Reis Professor de AutoCAD 2D e 3D AC5904-V Compreender as escalas no AutoCAD pode parecer uma tarefa difícil, mas não é. Qual

Leia mais

Resumo. Maria Bernadete Barison apresenta aulas práticas sobre RETAS em Desenho Geométrico. Geométrica vol.1 n.1d. 2006 RETAS CAD

Resumo. Maria Bernadete Barison apresenta aulas práticas sobre RETAS em Desenho Geométrico. Geométrica vol.1 n.1d. 2006 RETAS CAD 1 1. INTRODUÇÃO. RETAS CAD Iniciaremos o estudo das retas construindo no CAD alguns exercícios já construídos na aula teórica utilizando a régua e o compasso. Entretanto, o nosso compasso aqui será o comando

Leia mais

Sistema topograph 98. Tutorial Módulo Projetos

Sistema topograph 98. Tutorial Módulo Projetos Sistema topograph 98 Tutorial Módulo Projetos Como abrir um projeto existente _ 1. Na área de trabalho do Windows, procure o ícone do topograph e dê um duplo clique sobre ele para carregar o programa.

Leia mais

AutoCAD2009- Básico 2D

AutoCAD2009- Básico 2D AutoCAD2009- Básico 2D Fast Graphics CAD Center www.autocadcurso.com.br Av. Presidente Arthur da Silva Bernardes, 1730 Curitiba - Paraná 80320-300 1 Introdução O objetivo desta apostila é ensinar de forma

Leia mais

TÉCNICAS DE CAD PARA ENGENHARIA CIVIL AULA 2 2. FUNÇÕES BÁSICAS / ESTRUTURAS DE COMANDOS. 3. COMO DEFINIR UMA SEÇÃO DE TRABALHO (Arquivo)

TÉCNICAS DE CAD PARA ENGENHARIA CIVIL AULA 2 2. FUNÇÕES BÁSICAS / ESTRUTURAS DE COMANDOS. 3. COMO DEFINIR UMA SEÇÃO DE TRABALHO (Arquivo) Profs. Paula Viero e Beatriz Lima TÉCNICAS DE CAD PARA ENGENHARIA CIVIL AULA 2 1. O AUTOCAD 2. FUNÇÕES BÁSICAS / ESTRUTURAS DE COMANDOS 3. COMO DEFINIR UMA SEÇÃO DE TRABALHO (Arquivo) 4. ALGUNS COMANDOS

Leia mais

a) Crie 3 novos layers: margem (neste exemplo foi utilizada cor 30), vp e cotas.

a) Crie 3 novos layers: margem (neste exemplo foi utilizada cor 30), vp e cotas. Capítulo 6- Impressão, inserção de cotas e atributos Quando você cria um desenho no ProgeCAD, deve lembrar que este desenho, na grande maioria dos casos, será impresso. Numa primeira abordagem foi indicado

Leia mais

LICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

LICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS CAMPUS V - DIVINÓPOLIS DESENHO TÉCNICO ASSISTIDO POR COMPUTADOR (CAD) Divínopolis 2013 Sumário APRESENTAÇÃO...

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL REI CAMPUS ALTO PARAOPEBA PROJETO E COMPUTAÇÃO GRÁFICA APOSTILA 2D. (notas de aula)

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL REI CAMPUS ALTO PARAOPEBA PROJETO E COMPUTAÇÃO GRÁFICA APOSTILA 2D. (notas de aula) PROJETO E COMPUTAÇÃO GRÁFICA APOSTILA 2D (notas de aula) Prof a. Renata Maria A. Baracho Porto Prof. Marcelo Franco Porto Agosto 2010 Projeto e Computação Gráfica Módulo 2D - 1 Professores Prof a Renata

Leia mais

CEFET-SC - Un. São Jojé Área de Refrigeração e Ar Condicionado Prof. Gilson - Desenho Técnico com Auxílio do AutoCAD 2007

CEFET-SC - Un. São Jojé Área de Refrigeração e Ar Condicionado Prof. Gilson - Desenho Técnico com Auxílio do AutoCAD 2007 4 Desenhando com precisão 4.1 Barra de Status e Teclas de Funções A barra de Status está localizada abaixo da linha de comando (figura 2), onde visualizamos as coordenadas do cursor e várias opções de

Leia mais

COMANDOS BÁSICOS DE AUTOCAD

COMANDOS BÁSICOS DE AUTOCAD Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Campus de Ilha Solteira MINI-CURSO COMANDOS BÁSICOS DE AUTOCAD Apostila gentilmente fornecida pelo PET - Elétrica. Marcelo Augusto Assunção Sanches

Leia mais

Crie um sofá em 3D no AutoCad 13 ou 14

Crie um sofá em 3D no AutoCad 13 ou 14 Crie um sofá em 3D no AutoCad 13 ou 14 Leitores pediram mais detalhes nas explicações e nos comandos e estão sendo atendidos 0 modelo escolhido para essa edição foi um sofá de três lugares. Atendendo a

Leia mais

DESENHANDO COM PRECISÃO: OSNAP...

DESENHANDO COM PRECISÃO: OSNAP... R72,5 SUMÁRIO 1 APRESENTAÇÃO... 4 2 ABRINDO O AUTOCAD... 5 2.1 ÁREA DE TRABALHO... 5 2.2 JANELA DE COMANDOS... 6 2.3 SISTEMA DE COORDENADAS... 6 2.4 DICAS SOBRE OS BOTÕES DIREITO, CENTRAL E ESQUERDO DO

Leia mais

CFAC: Introdução ao AutoCAD - IV. Capitulo IV: Comandos de modificação

CFAC: Introdução ao AutoCAD - IV. Capitulo IV: Comandos de modificação Introdução ao AutoCAD João Manuel R. S. Tavares Joaquim O. Fonseca Objetivos Métodos de seleção dos comandos de modificação; Criação de arrays retangulares - AR ; Criação de arrays polares - AR ; Entender

Leia mais

DESENHO DE PLANTA BAIXA EM SOFTWARE AUTOCAD 2000

DESENHO DE PLANTA BAIXA EM SOFTWARE AUTOCAD 2000 Glaucius Décio Duarte APOSTILA DESENHO DE PLANTA BAIXA EM SOFTWARE AUTOCAD 2000 CEFET/RS CEFET/RS - Curso de Edificações - Apostila de Informática Aplicada - Modulo 1 - S2 - Prof. Msc. Glaucius Décio Duarte

Leia mais

CEFET-SC - Un. São Jojé Área de Refrigeração e Ar Condicionado Prof. Gilson - Desenho Técnico com Auxílio do AutoCAD 2007

CEFET-SC - Un. São Jojé Área de Refrigeração e Ar Condicionado Prof. Gilson - Desenho Técnico com Auxílio do AutoCAD 2007 Esta é a nossa 7ª Aula. Nesta aula vamos aprender a usar o comando Hachura e criar um estilo de contagem adequado ao desenho arquitetônico. Ao completar então a nossa planta baixa conforme recomendações

Leia mais

NAPNE / RENAPI. Google SketchUp 8

NAPNE / RENAPI. Google SketchUp 8 NAPNE / RENAPI Google SketchUp 8 Agosto de 2011 Sumário 1 Introdução... 4 2 Requisitos básicos... 4 3 Itens... 4 3.1 Assista os tutoriais em vídeo... 5 3.2 Leia dicas e truques... 6 3.3 Visite a Central

Leia mais

CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Disciplina: EXPRESSÕES GRÁFICAS Professor: Valdir R. Santos Eng. Civil - Crea: BA67342/D

CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Disciplina: EXPRESSÕES GRÁFICAS Professor: Valdir R. Santos Eng. Civil - Crea: BA67342/D FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS ITABUNA - BA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL Disciplina: EXPRESSÕES GRÁFICAS Professor: Valdir R. Santos Eng. Civil - Crea: BA67342/D AUTOCAD ATIVIDADE DE DESENHO DA UNIDADE

Leia mais

: l : desdenha linhas simples de um ponto a outro.

: l : desdenha linhas simples de um ponto a outro. 3 Principais comandos para desenhar e modificar Os principais comandos para desenho e modificações estão nas barras: Draw (desenhar) figuras 13a e Modify (modificar) figura 13b, que podem estão disponíveis

Leia mais

10 Formatos Padrões de Folha. 10.1 Tamanhos das folhas - NBR 10068

10 Formatos Padrões de Folha. 10.1 Tamanhos das folhas - NBR 10068 Esta é a nossa 11ª aula, prevista para o dia 30 de abril. As aulas do dia 16 e 23 de usaremos para o desenho do projeto elétrico. Todo desenho deve ser impresso em folha padrão, com legenda padrão e em

Leia mais

José A. Cancela. Pág. 1

José A. Cancela. Pág. 1 José A. Cancela. Pág. 1 Índice 1. Configurações das barras de ferramentas 4 2. Configuração do fundo da tela 4 3. Configuração do cursor 5 4. Criar Arquivo 5 4.1. Tipo de arquivo 6 5. Salvar arquivo 6

Leia mais

1- Tela inicial do AUTOCAD 2013

1- Tela inicial do AUTOCAD 2013 1- Tela inicial do AUTOCAD 2013 2- Clique em NOVO 3- Para mudar a cor do fundo digite OP (de options): Se quiser veja o vídeo ilustrativo desse procedimento: http://www.youtube.com/watch?v=g7kig_yhpx4

Leia mais

UMC Inventor 8 Procedimento para criação de um modelo de peça paramétrica simples projeto Projeto.

UMC Inventor 8 Procedimento para criação de um modelo de peça paramétrica simples projeto Projeto. UMC - Tecnologia de Automação Industrial Desenho 3 Prof.: Jorge Luis Bazan. Modulo 2 Inventor 8 Procedimento para criação de um modelo de peça paramétrica simples a) Defina um novo projeto para conter

Leia mais

Aula 03 Comandos de desenho. 1 Rectangle - Modo Simplificado: rec (via Teclado)

Aula 03 Comandos de desenho. 1 Rectangle - Modo Simplificado: rec (via Teclado) Aula 03 Comandos de desenho 1 Rectangle - Modo Simplificado: rec (via Teclado) Define um retângulo. É definido por dois cantos, formado pela sua diagonal. Acionando o Comando RECTANGLE: 1 Inicialmente

Leia mais

Tutorial do Sistema GeoOffice. Todos os direitos reservados (1999-2002)

Tutorial do Sistema GeoOffice. Todos os direitos reservados (1999-2002) Tutorial do Sistema GeoOffice Todos os direitos reservados (1999-2002) Sistema GeoOffice Sistema Topográfico Solution Softwares Tutorial Passo a Passo Conteúdo I Tabela de Conteúdos Foreword 0 Parte I

Leia mais

Comandos vistos nas aulas F2 List (Time + enter) CIRCLE CONSTRUCTION LINE EXPLODE FILLET OFFSET OPTIONS POLYLINE RECTANGLE

Comandos vistos nas aulas F2 List (Time + enter) CIRCLE CONSTRUCTION LINE EXPLODE FILLET OFFSET OPTIONS POLYLINE RECTANGLE Comandos vistos nas aulas F2 List (Time + enter) ARC CAL CHAMFER CIRCLE COPY CONSTRUCTION LINE EDIT EXPLODE EXTEND FILLET JOIN LAYER LENGTHEN MIRROR MOVE OFFSET OPTIONS PEDIT POLYLINE RECTANGLE REGEN TRIM

Leia mais

CAPITULO II COMANDOS BÁSICOS. Menu Draw > Line Teclado: L (atalho) LINE

CAPITULO II COMANDOS BÁSICOS. Menu Draw > Line Teclado: L <ENTER> (atalho) LINE COMANDOS BÁSICOS LINE CAPITULO II Menu Draw > Line Teclado: L (atalho) Modelo: Command: LINE LINE Specify first point: P1 (Clique com botão esquerdo um ponto na tela) Specify next point

Leia mais

Tutorial 3: Desenhar objetos no AutoCAD 2010

Tutorial 3: Desenhar objetos no AutoCAD 2010 Tutorial 3: Desenhar objetos no AutoCAD 2010 1 Audiência: Novos usuários do AutoCAD Pré-requisitos: Nenhum Tempo para ser completado: 15 minutos Neste tutorial Complete as lições deste tutorial na ordem.

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

Microsoft Office Excel

Microsoft Office Excel 1 Microsoft Office Excel Introdução ao Excel Um dos programas mais úteis em um escritório é, sem dúvida, o Microsoft Excel. Ele é uma planilha eletrônica que permite tabelar dados, organizar formulários,

Leia mais

arquitetura Alguns procedimentos no software ProgeCAD

arquitetura Alguns procedimentos no software ProgeCAD Alguns procedimentos no software ProgeCAD Os procedimentos ilustram diversas formas de criar alguns elementos de uma planta baixa. Lembre-se que este procedimento é simplificado. Não traz todas as minúcias

Leia mais

Manual UFC9. Software para Traçado e Cálculo de Redes de Esgotos em AutoCAD. Orientador: Marco Aurélio Holanda de Castro

Manual UFC9. Software para Traçado e Cálculo de Redes de Esgotos em AutoCAD. Orientador: Marco Aurélio Holanda de Castro Manual UFC9 Software para Traçado e Cálculo de Redes de Esgotos em AutoCAD Orientador: Marco Aurélio Holanda de Castro Programadores: Alessandro de Araújo Bezerra Gustavo Paiva Weyne Rodrigues Índice Introdução

Leia mais

Microsoft Excel 2010

Microsoft Excel 2010 Microsoft Excel 2010 Feito por Gustavo Stor com base na apostila desenvolvida por Marcos Paulo Furlan para o capacitação promovido pelo PET. 1 2 O Excel é uma das melhores planilhas existentes no mercado.

Leia mais

Apostila de AutoCAD Módulo Básico

Apostila de AutoCAD Módulo Básico UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA FACULDADE DE ENGENHARIA Apostila de AutoCAD Módulo Básico Nicholas Appes Mota Raphael Martins do Valle Bolsistas do Grupo PET Civil da UFJF Juiz de Fora 2011 Introdução

Leia mais

Mozart de Melo Alves Júnior

Mozart de Melo Alves Júnior Mozart de Melo Alves Júnior WORD 2000 INTRODUÇÃO: O Word é um processador de texto com recursos de acentuação, formatação de parágrafo, estilo de letras diferentes, criação de tabelas, corretor ortográfico,

Leia mais

BrOffice Impress Módulo 06 ÍNDICE

BrOffice Impress Módulo 06 ÍNDICE ÍNDICE VÍDEO 1 Trabalhando com o BrOffice.org Impress VÍDEO 2 Conhecendo o BrOffice.org Impress VÍDEO 3 Criando uma nova apresentação VÍDEO 4 Estrutura de tópicos VÍDEO 5 Layout VÍDEO 6 Trabalhando com

Leia mais

Configurando o estilo de Camada (Layer) no AutoCAD 2007

Configurando o estilo de Camada (Layer) no AutoCAD 2007 Configurando o estilo de Camada (Layer) no AutoCAD 2007 1 - Inicialmente, na Barra de Camadas clique no ícone (Gerenciador de Propriedades da Camada), para configurar o estilo de camada: 2 - Na caixa de

Leia mais

Autodesk Inventor 7. Tutorial de Modelamento 3D Básico. Modelamento de uma Polia. Autor: Cristiano Nogueira Silva

Autodesk Inventor 7. Tutorial de Modelamento 3D Básico. Modelamento de uma Polia. Autor: Cristiano Nogueira Silva Autodesk Inventor 7 Tutorial de Modelamento 3D Básico Modelamento de uma Polia Autor: Cristiano Nogueira Silva Reprodução e divulgação totalmente permitidas pelo autor. Apenas pedimos que sejam mantidas

Leia mais

SOLID EDGE ST3 TUTORIAL 2 CRIANDO UM DESENHO NO AMBIENTE DRAFT

SOLID EDGE ST3 TUTORIAL 2 CRIANDO UM DESENHO NO AMBIENTE DRAFT SOLID EDGE ST3 TUTORIAL 2 CRIANDO UM DESENHO NO AMBIENTE DRAFT Esse tutorial traz passo a passo instruções para criação de um desenho no ambiente Draft. Na criação dos desenhos você aprenderá as técnicas

Leia mais

Corel Draw 12. Enviado por: Jair Marcolino Felix. Rua Dr. Osvaldo Assunção nº 72 Tucano BA Próximo a Escola de Artes e Ofícios (antigo CESG)

Corel Draw 12. Enviado por: Jair Marcolino Felix. Rua Dr. Osvaldo Assunção nº 72 Tucano BA Próximo a Escola de Artes e Ofícios (antigo CESG) Corel Draw 12 Enviado por: Jair Marcolino Felix Corel Draw 12 O Corel Draw é um programa de design gráfico pertencente à Corel.O Corel Draw é um aplicativo de ilustração e layout de página que possibilita

Leia mais

Tutorial: Abrindo Vídeos e Medindo Comprimentos no ImageJ

Tutorial: Abrindo Vídeos e Medindo Comprimentos no ImageJ 1 1. Introdução Tutorial: Abrindo Vídeos e Medindo Comprimentos no ImageJ O ImageJ é um software livre (freeware) que pode ser obtido gratuitamente no site http://rsb.info.nih.gov/ij/. Esse software é

Leia mais

Microsoft Excel 2000. Alan Cleber Borim - alan.borim@poli.usp.br. http://www.pcs.usp.br/~alan

Microsoft Excel 2000. Alan Cleber Borim - alan.borim@poli.usp.br. http://www.pcs.usp.br/~alan Microsoft Excel 2000 Alan Cleber Borim - alan.borim@poli.usp.br http://www.pcs.usp.br/~alan Microsoft Índice 1.0 Microsoft Excel 2000 3 1.1 Acessando o Excel 3 1.2 Como sair do Excel 3 1.3 Elementos da

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA - SC. MICROSOFT OFFICE - EXCEL 2007 Pág.: 1

TRIBUNAL DE JUSTIÇA - SC. MICROSOFT OFFICE - EXCEL 2007 Pág.: 1 EXCEL 2007 O Excel 2007 faz parte do pacote de produtividade Microsoft Office System de 2007, que sucede ao Office 2003. Relativamente à versão anterior (Excel 2003), o novo programa introduz inúmeras

Leia mais

EDITOR DE TEXTO BROFFICE WRITER

EDITOR DE TEXTO BROFFICE WRITER 1 1 Editor de Texto BrOffice Writer O Writer é o editor de texto do pacote OpenOffice, que corresponde ao Microsoft Word. Um editor de texto é um programa com recursos para formatação de texto que poderá

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA III APOSTILA VISUAL

INFORMÁTICA APLICADA III APOSTILA VISUAL INFORMÁTICA APLICADA III APOSTILA VISUAL LEVANTAMENTOS QUANTITATIVOS EM PLANTAS LIGANDO O EXCEL AO AUTOCAD Para que possamos estudar os custos em uma construção, além de estarmos municiados com um bom

Leia mais

UM CORTE COMPLETO >PARA QUALQUER VERSÃO PLENA DO DATACAD<

UM CORTE COMPLETO >PARA QUALQUER VERSÃO PLENA DO DATACAD< www.datacad.com.br Aula Extra 4 UM CORTE COMPLETO >PARA QUALQUER VERSÃO PLENA DO DATACAD< Obs.: Esta aula requer o uso de uma versão plena do DataCAD, por que prevê o uso do comando de Máscaras. Caso você

Leia mais

1 - INTRODUÇÃO AO AutoCAD 2011

1 - INTRODUÇÃO AO AutoCAD 2011 1 - INTRODUÇÃO AO AutoCAD 2011 1.1- INTRODUÇÃO Este capítulo tem como objetivo principal familiarizar o usuário com a interface do AutoCAD 2011, isto é, a forma com a qual o usuário se comunica com o software

Leia mais

Autodesk AutoCAD Civil 3D 2014 Metric

Autodesk AutoCAD Civil 3D 2014 Metric Primeiros Passos com o AutoCad AutoCAD é um software do tipo CAD (Computer Aided Design) ou desenho auxiliado por computador - criado e comercializado pela Autodesk Inc desde 1982. É utilizado em diversa

Leia mais

Material desenvolvido por Melissa Lima da Fonseca. melissa.mlf@gmail.com.br - (031) 9401-4041. www.melissalima.com.br Página 1

Material desenvolvido por Melissa Lima da Fonseca. melissa.mlf@gmail.com.br - (031) 9401-4041. www.melissalima.com.br Página 1 EXCEL BÁSICO Material desenvolvido por Melissa Lima da Fonseca melissa.mlf@gmail.com.br - (031) 9401-4041 www.melissalima.com.br Página 1 Índice Introdução ao Excel... 3 Conceitos Básicos do Excel... 6

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS. Instruções para Uso do Software VISIO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS. Instruções para Uso do Software VISIO UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS Instruções para Uso do Software VISIO Fevereiro/2006 Instruções para uso do Visio... 03 Instruções para Uso do Software VISIO 2 Instruções para uso do Visio O Visio 2003...

Leia mais

Unidade III 1. APRESENTANDO PLANILHAS ELETRÔNICAS. 1.1) Conceito de Planilha Eletrônica. 1.2) Inicializando o Excel e o Calc

Unidade III 1. APRESENTANDO PLANILHAS ELETRÔNICAS. 1.1) Conceito de Planilha Eletrônica. 1.2) Inicializando o Excel e o Calc Unidade III 1. APRESENTANDO PLANILHAS ELETRÔNICAS 1.1) Conceito de Planilha Eletrônica Em certa época, a planilha era um pedaço de papel que os contadores e planejadores de empresas utilizavam para colocar

Leia mais

AULA 3 Ferramentas de Análise Básicas

AULA 3 Ferramentas de Análise Básicas 3.1 AULA 3 Ferramentas de Análise Básicas Neste capítulo serão apresentadas algumas ferramentas de análise de dados com representação vetorial disponíveis no TerraView. Para isso será usado o banco de

Leia mais

Computação Gráfica II Prof. Miguel Pelizan

Computação Gráfica II Prof. Miguel Pelizan Computação Gráfica II Prof. Miguel Pelizan Tutorial 6 Solid Works No SolidWorks peça para abrir uma nova montagem. Peça para cancelar o início da montagem. Clique na seta abaixo do ícone Inserir componentes

Leia mais

Conhecendo o AutoCAD Exercí cio

Conhecendo o AutoCAD Exercí cio Conhecendo o AutoCAD Exercí cio FEVEREIRO/2012 ÍNDICE Sobre este documento... 2 CAPÍTULO 1 Interface do usuário e configurações de desenho... 3 Interface gráfica do usuário... 3 Configurações do desenho...

Leia mais

Comandos Complementares

Comandos Complementares Comandos Complementares Nesta parte do curso vou apresentar comandos que geralmente não são ensinados em cursos rápidos porém são fáceis de se aprender e vão facilitar bastante o uso do CAD. Dist Esse

Leia mais

AULA 3 Ferramentas de Análise Básicas

AULA 3 Ferramentas de Análise Básicas 3.1 AULA 3 Ferramentas de Análise Básicas Nesse capítulo serão apresentadas algumas ferramentas de análise de dados com representação vetorial disponíveis no TerraView. Para isso será usado o banco de

Leia mais

Cursos de Arquitetura e Urbanismo e Design de Ambientes Disciplina de Informática I. Modelando uma mesa e cadeiras. Elaborado por:

Cursos de Arquitetura e Urbanismo e Design de Ambientes Disciplina de Informática I. Modelando uma mesa e cadeiras. Elaborado por: Cursos de Arquitetura e Urbanismo e Design de Ambientes Disciplina de Informática I Tutorial de Modelando uma mesa e cadeiras Elaborado por: Ezequiel Mendonça Rezende Julho / 2005 2 Índice: Primeira etapa:

Leia mais

Estalo Desenvolvimento e Tecnologia Rua Ismael Carlos Correia, 107 CEP 89221-520 - Joinville - SC estalo@estalo.com.br

Estalo Desenvolvimento e Tecnologia Rua Ismael Carlos Correia, 107 CEP 89221-520 - Joinville - SC estalo@estalo.com.br Estalo Thermal Design Conteúdo Apresentação...4 1.1 O QUE É O ESTALO THERMAL DESIGN?...4 1.2 ONDE ELE SE APLICA?...4 1.3 COMO SE REALIZA A ENTRADA DE DADOS?...4 Ajuda para utilização do programa...5 2.1

Leia mais

Versão 2.2.0 PIMACO AUTOADESIVOS LTDA. Assistente Pimaco + 2.2.0. Ajuda ao Usuário

Versão 2.2.0 PIMACO AUTOADESIVOS LTDA. Assistente Pimaco + 2.2.0. Ajuda ao Usuário Versão 2.2.0 PIMACO AUTOADESIVOS LTDA. Assistente Pimaco + 2.2.0 Ajuda ao Usuário A S S I S T E N T E P I M A C O + 2.2.0 Ajuda ao usuário Índice 1. BÁSICO 1 1. INICIANDO O APLICATIVO 2 2. O AMBIENTE DE

Leia mais

Coleção UAB UFSCar. Introdução ao CAD. Desenho Auxiliado por Computador. Engenharia Ambiental

Coleção UAB UFSCar. Introdução ao CAD. Desenho Auxiliado por Computador. Engenharia Ambiental Coleção UAB UFSCar Engenharia Ambiental Desenho auxiliado por computador Guilherme Aris Parsekian Cali Laguna Achon Edgar Peixoto de Oliveira Nathália de Paula Introdução ao CAD Desenho Auxiliado por Computador

Leia mais

Apostila de Word 2013

Apostila de Word 2013 Iniciando o word 2013...01 Regras Básicas para digitação de um texto...02 Salvando um arquivo com senha...02 Salvando um arquivo nas nuvens (OneDrive).... 02 Verificando a ortografia e a gramática do texto...

Leia mais

MML-Projetos de Arquitetura - CAD 2D - DraftSight - Comandos de desenho e modificação

MML-Projetos de Arquitetura - CAD 2D - DraftSight - Comandos de desenho e modificação ÍNDICE MML-Projetos de Arquitetura - CAD 2D - DraftSight - Comandos de desenho e modificação 3 - INTERFACE - A interface do usuário 6 - INTERFACE - Mais informações 9 - Configurações de Esboço 9 - Configurações

Leia mais

Mozart de Melo Alves Júnior

Mozart de Melo Alves Júnior 2000 Mozart de Melo Alves Júnior INTRODUÇÃO O Excel 7.0 é um aplicativo de planilha desenvolvido para ser usado dentro do ambiente Windows. As planilhas criadas a partir desta ferramenta poderão ser impressas,

Leia mais

Microsoft Word 97 Básico

Microsoft Word 97 Básico Poder Judiciário Tribunal Regional Federal da Terceira Região Microsoft Word 97 Básico DIMI - Divisão de Microinformática e Redes Índice: I. Executando o Word... 4 II. A tela do Word 97... 6 III. Digitando

Leia mais

Montar planilhas de uma forma organizada e clara.

Montar planilhas de uma forma organizada e clara. 1 Treinamento do Office 2007 EXCEL Objetivos Após concluir este curso você poderá: Montar planilhas de uma forma organizada e clara. Layout da planilha Inserir gráficos Realizar operações matemáticas 2

Leia mais

Microsoft Power Point 2007

Microsoft Power Point 2007 Microsoft Power Point 2007 Sumário Layout e Design 4 Formatação de Textos 8 Salvando um arquivo do PowerPoint 15 Plano de Fundo 16 Marcadores 18 Réguas e grade 19 Tabelas 20 Gráficos 21 Imagens 22 Smart

Leia mais

Introdução ao AutoCAD Capitulo I: Iniciação ao AutoCAD. João Manuel R. S. Tavares Joaquim O. Fonseca

Introdução ao AutoCAD Capitulo I: Iniciação ao AutoCAD. João Manuel R. S. Tavares Joaquim O. Fonseca Introdução ao AutoCAD João Manuel R. S. Tavares Joaquim O. Fonseca Bibliografia AutoCAD 2013 & AutoCAD LT 2013 - Curso Comp. José Manuel Garcia FCA AutoCAD 2012 & 2011 - Guia de Consulta Rápida João Santos

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ZOOTECNIA E ENGENHARIA DE ALIMENTOS FZEA/USP

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ZOOTECNIA E ENGENHARIA DE ALIMENTOS FZEA/USP UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ZOOTECNIA E ENGENHARIA DE ALIMENTOS FZEA/USP DESENHO ASSISTIDO POR COMPUTADOR AutoCAD 2D Prof. Dr. Juliano Fiorelli 1 APRESENTAÇÃO Esta apostila, apresentada com

Leia mais

Módulo de Georreferenciamento. Sistema. Página 1/75

Módulo de Georreferenciamento. Sistema. Página 1/75 Módulo de Georreferenciamento Sistema Página 1/75 Para iniciar o Módulo de Georreferenciamento acesse, no AutoCAD a partir do Menu flutuante >Posição >Georreferenciamento >Módulo de Georreferenciamento.

Leia mais

Desenho bidimensional

Desenho bidimensional Desenho bidimensional As empresas tem migrado do desenho 2D para o 3D pelos seguintes motivos: Diminuição do ciclo de desenvolvimento do produto; Fornecimento de informações atualizadas; Evitar ou diminuir

Leia mais

Blocos Dinâmicos Paramétricos no AutoCAD 2012

Blocos Dinâmicos Paramétricos no AutoCAD 2012 Luciana Klein da Silva de Morais CADKlein Consultoria e Treinamento Ltda. AC1883 Nesta classe será ensinado como usar os recursos paramétricos nos blocos dinâmicos. About the Speaker: Luciana é Desenhista

Leia mais

SUMÁRIO. Introdução 1

SUMÁRIO. Introdução 1 SUMÁRIO Introdução 1 Tela de Apresentação 1 Criando Figuras Simples 2 Linhas Curvas 3 Figuras Geométricas 4 Ferramenta Seleção 4 Desfazer e Repetir 4 Colorindo os Objetos 5 Ferramenta Zoom 5 Gravando,

Leia mais

CFAC: Introdução ao AutoCAD - I. Capitulo I: Iniciação ao AutoCAD

CFAC: Introdução ao AutoCAD - I. Capitulo I: Iniciação ao AutoCAD Introdução ao AutoCAD João Manuel R. S. Tavares Joaquim O. Fonseca Bibliografia AutoCAD 2013 & AutoCAD LT 2013 - Curso Comp. José Manuel Garcia FCA AutoCAD 2012 & 2011 - Guia de Consulta Rápida João Santos

Leia mais

Dicas para usar melhor o Word 2007

Dicas para usar melhor o Word 2007 Dicas para usar melhor o Word 2007 Quem está acostumado (ou não) a trabalhar com o Word, não costuma ter todo o tempo do mundo disponível para descobrir as funcionalidades de versões recentemente lançadas.

Leia mais

Microsoft PowerPoint

Microsoft PowerPoint Microsoft PowerPoint Microsoft PowerPoint é utilizado para desenvolver apresentações. Os trabalhos desenvolvidos com este aplicativo normalmente são apresentados com o auxílio de um datashow. Apresentações

Leia mais

Modelagem 3D no AutoCAD Cortes e Fachadas

Modelagem 3D no AutoCAD Cortes e Fachadas Modelagem 3D no AutoCAD Cortes e Fachadas Informática II Autora: Cecília A. Santos Franco Maio 2005 Apostila elaborada por: Profa. Cecília Amélia Santos Franco 1 Modelagem 3D com sólidos para geração de

Leia mais

Gerente de Tecnologia: Ricardo Alexandre F. de Oliveira Marta Cristiane Pires M. Medeiros Mônica Bossa dos Santos Schmid WORD 2007

Gerente de Tecnologia: Ricardo Alexandre F. de Oliveira Marta Cristiane Pires M. Medeiros Mônica Bossa dos Santos Schmid WORD 2007 WORD 2007 PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE LONDRINA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO GERÊNCIA DE TECNOLOGIA Gerente de Tecnologia: Ricardo Alexandre F. de Oliveira Marta Cristiane Pires M. Medeiros Mônica Bossa

Leia mais

1. EXCEL 7 1.1. PLANILHAS ELETRÔNICAS 1.2. CARREGAMENTO DO EXCEL 7

1. EXCEL 7 1.1. PLANILHAS ELETRÔNICAS 1.2. CARREGAMENTO DO EXCEL 7 1. EXCEL 1.1. PLANILHAS ELETRÔNICAS As planilhas eletrônicas ficarão na história da computação como um dos maiores propulsores da microinformática. Elas são, por si sós, praticamente a causa da explosão

Leia mais

Manual Simulador de Loja

Manual Simulador de Loja Manual Simulador de Loja Índice Início Menu Loja Modelo Loja Modelo Menu Criar Minha Loja Criar Minha Loja Abrir Projeto Salvo Teste Seu Conhecimento 0 04 05 08 09 8 9 0 Início 5 4 Figura 00. Tela inicial.

Leia mais

4 - Layout de Mapas no QGIS 2.0

4 - Layout de Mapas no QGIS 2.0 UPE Campus III Petrolina 4 - Layout de Mapas no QGIS 2.0 GT-Paisagem Prof. Dr. Lucas Costa de Souza Cavalcanti 1 INTRODUÇÃO Este tutorial ensina como elaborar o layout de mapas no QGIS 2.0. O layout é

Leia mais

Universidade Federal de Pelotas Conjunto Agrotécnico Visconde da Graça CAVG Disciplina: Informática Apresentação Gráfica

Universidade Federal de Pelotas Conjunto Agrotécnico Visconde da Graça CAVG Disciplina: Informática Apresentação Gráfica Apresentação Gráfica Microsoft Office Power Point 1 Sumário 1. MICROSOFT POWER POINT... 4 1.1. INICIANDO O MICROSOFT POWER POINT... 4 2. CONHECENDO A INTERFACE DO POWER POINT... 5 2.1. O DOCUMENTO DO POWER

Leia mais

Seleção Retangular Esta é uma das ferramentas mais usadas. A seleção será indicada pelas linhas tracejadas que fazem a figura de um retângulo.

Seleção Retangular Esta é uma das ferramentas mais usadas. A seleção será indicada pelas linhas tracejadas que fazem a figura de um retângulo. O que é o Gimp? O GIMP é um editor de imagens e fotografias. Seus usos incluem criar gráficos e logotipos, redimensionar fotos, alterar cores, combinar imagens utilizando o paradigma de camadas, remover

Leia mais

Iniciando o Word 2010. Criar um novo documento. Salvando um Documento. Microsoft Office Word

Iniciando o Word 2010. Criar um novo documento. Salvando um Documento. Microsoft Office Word 1 Iniciando o Word 2010 O Word é um editor de texto que utilizado para criar, formatar e imprimir texto utilizado para criar, formatar e imprimir textos. Devido a grande quantidade de recursos disponíveis

Leia mais

Curso Autodesk Inventor CADesign Parte 1

Curso Autodesk Inventor CADesign Parte 1 Autodesk Inventor 5 - Tutorial de Modelamento 3D Pág. 1/24 Curso Autodesk Inventor CADesign Parte 1 Cristiano Nogueira Silva* Começamos nesta edição da revista apresentando um curso de Autodesk Inventor

Leia mais

Bem-vindo ao CorelDRAW, um programa abrangente de desenho e design gráfico baseado em vetor para o profissional gráfico.

Bem-vindo ao CorelDRAW, um programa abrangente de desenho e design gráfico baseado em vetor para o profissional gráfico. Criar um logotipo Bem-vindo ao CorelDRAW, um programa abrangente de desenho e design gráfico baseado em vetor para o profissional gráfico. Neste tutorial, você criará um logotipo para uma cafeteria imaginária.

Leia mais

8VDQGR5HSRUW0DQDJHUFRP&ODULRQH3RVWJUH64/ -XOLR&HVDU3HGURVR $,'(GR5HSRUW0DQDJHU

8VDQGR5HSRUW0DQDJHUFRP&ODULRQH3RVWJUH64/ -XOLR&HVDU3HGURVR $,'(GR5HSRUW0DQDJHU $,'(GR5HSRUW0DQDJHU Neste capítulo vamos abordar o ambiente de desenvolvimento do Report Manager e como usar os seus recursos. $FHVVDQGRRSURJUDPD Depois de instalado o Report Manager estará no Grupo de

Leia mais

MICROSOFT EXCEL - AULA NÚMERO 05

MICROSOFT EXCEL - AULA NÚMERO 05 Modificando seus Gráficos MICROSOFT EXCEL - AULA NÚMERO 05 Quando você coloca seus dados num gráfico, nem sempre ele fica como você imaginou. Você pode mudar o estilo de seu gráfico a qualquer momento.

Leia mais

O Programa. Construir o ambiente. Acesso ao programa

O Programa. Construir o ambiente. Acesso ao programa Manual de Uso 1 O Programa O Tok3D é uma ferramenta para realização de projetos de decoração empregando recursos avançados de modelagem 3D. Desenvolvido na plataforma gráfica Unity um aplicativo baixado

Leia mais

1. Instalei o DutotecCAD normalmente no meu computador mas o ícone de inicialização do DutotecCAD não aparece.

1. Instalei o DutotecCAD normalmente no meu computador mas o ícone de inicialização do DutotecCAD não aparece. 1. Instalei o DutotecCAD normalmente no meu computador mas o ícone de inicialização do DutotecCAD não aparece. Para acessar o programa através do comando na barra de prompt, basta digitar dutoteccad e

Leia mais

Curso de AutoCAD 2D. Instrutor : Mauro Pio Dos Santos Junior Monitora : Thainá Souza

Curso de AutoCAD 2D. Instrutor : Mauro Pio Dos Santos Junior Monitora : Thainá Souza Curso de AutoCAD 2D Instrutor : Mauro Pio Dos Santos Junior Monitora : Thainá Souza Comando Move A principal maneira de deslocar objetos no AutoCad é através do comando Move. Para acessar o comando Move

Leia mais

Unidade 1: O Painel de Controle do Excel *

Unidade 1: O Painel de Controle do Excel * Unidade 1: O Painel de Controle do Excel * material do 2010* 1.0 Introdução O Excel nos ajuda a compreender melhor os dados graças à sua organização em células (organizadas em linhas e colunas) e ao uso

Leia mais