MEMORIAL DESCRITIVO - REDE ELÉTRICA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MEMORIAL DESCRITIVO - REDE ELÉTRICA"

Transcrição

1 MEMORIAL DESCRITIVO - REDE ELÉTRICA ÍNDICE 1 Descrição do Empreendimento 2 Normas Técnicas 3 Características Básicas da Rede Elétrica 4 Previsões de Cargas 5 Entrada de Energia em Baixa Tensão 6 Considerações Gerais 7 Relação de Materiais 1. DESCRIÇÃO DO EMPREENDIMENTO O presente memorial descritivo se refere ao projeto de ampliação de rede de distribuição de energia elétrica em média e baixa tensão com iluminação pública, visando atender o Loteamento habitacional Alphaville Porto Velho, a ser construído na BR 364, Km 08, saída da cidade de Porto Velho sentido cidade Candeia do Jamari. Este Loteamento habitacional será constituído de 806 (oitocentos e seis) lotes residenciais, 26 (vinte e seis) lotes comerciais e 03 (três) lotes para a infraestrutura necessária a atender o Loteamento. 2. NORMAS TÉCNICAS As referências normativas para a elaboração do projeto foram através de normas técnicas da COPEL (Companhia Paranaense de Energia Elétrica) para média tensão e CEMAT (Centrais Elétricas Matogrossenses S.A.) para baixa tensão, conforme orientação do setor técnico da CERON (Centrais Elétricas de Rondônia S.A). Salientamos que a utilização destas Normas torna-se necessária em razão da Eletrobrás Distribuição Rondônia ainda não possuir a Padronização necessária para estes tipos de redes a serem construídas. A rede de distribuição compacta protegida é indicada em locais onde há necessidade de melhores índices de confiabilidade e segurança das instalações elétricas, maior compactação das redes ou uma melhor convivência com a arborização. 1

2 Foram utilizadas as seguintes normas técnicas: - COPEL - NTC , NTC , NTC , NTC , NTC , NTC , NTC , NTC , NTC , NTC , NTC , NTC , NTC , NTC , NTC CEMAT - NORMA TÉCNICA DE DISTRIBUIÇÃO NTE CARACTERÍSTICAS BÁSICAS DA REDE ELÉTRICA AÉREA 3.1. PONTO DE TOMADA O suprimento de energia ao conjunto habitacional proceder-se-á através da rede primária da Concessionária - CERON, pelo seu sistema de distribuição em 13,8 KV. O ponto de interligação será através de extensão de rede primária derivada do alimentador a ser disponibilizado pela Eletrobrás Distribuição Rondônia na BR-364 em frente a entrada do respectivo Loteamento REDE DE DISTRIBUIÇÃO POSTES: De concreto circular de 9,0 (nove) e 12,0 (doze) metros de altura conforme necessidade de montagem, com resistências no topo de 300, 600 e dan, dimensionados conforme esforços mecânicos. ENGASTAMENTOS: Conforme orientações da NTC , serão do tipo: Simples, em postes com resistência de até 600 dan, nos casos de estruturas tangentes ou com ângulos de até 10 aproximadamente. Base reforçada, com placas de concreto armado, em postes com resistência de 600 dan, em estruturas de grandes ângulos, derivações e finais de linha. Base concretada, em valas de 0,89m de diâmetro por 50cm de altura, na base do poste e a 30cm da superfície, em postes com resistência de 1000 dan, em derivações e finais de linha primária e secundária. 2

3 ESTRUTURAS: Primárias compostas por braços suporte tipos C e L, suporte horizontal, perfil U, cruzetas de concreto, isoladores poliméricos para 15 kv e ferragens para fixação dos conjuntos conforme necessidade. Secundárias compostas por conjuntos de armações de 1 e/ou 2 estribos com isoladores tipo roldana. As instalações das estruturas projetadas deverão estar de acordo com as seguintes Normas: NTC a NTC da COPEL. Esta Norma tem por objetivo estabelecer a padronização de montagem de Redes Aéreas de Distribuição Compacta Protegida (RDC), trifásicas da Companhia Paranaense de Energia, nas tensões de 13,8 KV e 34,5 kv. NTE-023 da CEMAT. Esta Norma tem por objetivo definir as instalações básicas para montagem de redes secundárias trifásicas urbanas de distribuição aérea de energia elétrica, nas tensões nominais de 127/220 Volts, utilizando condutores isolados multiplexados de alumínio. ISOLADORES: Tipo polimérico projetado para tensões de até 15 kv e tipo roldana em porcelana para tensões de até 1 kv. FERRAGENS: De aço revestida de zinco por imersão a quente, nas dimensões, formas e modelos apropriados à montagem. Parafusos e porcas de Aço carbono. CABOS: Rede primária protegida, com cabos de alumínio coberto, classe de tensão 15kV, seção nominal de 35 e 70 mm², sustentados em espaçadores por cordoalha de aço; e rede secundária com cabos pré-reunidos multiplexados de alumínio isolados XLPE de 35, 70 e 120mm² auto-sustentados para baixa tensão, todos dimensionados conforme a carga. CABO MENSAGEIRO: Cordoalha de aço, de diâmetro nominal de 6,4 e 9,5mm², para sustentação da rede primária de 35 e 70mm², respectivamente. CONECTORES: Conector derivação tipo estribo, a compressão, de alumínio, Conector derivação (paralelo) de liga de alumínio, com 1 parafuso, 3

4 para conexão bimetálica, ou Conector derivação (paralelo) de bronze estanhado, com 1 parafuso para condutores de cobre, nos aterramentos em finais de rede primária. Na rede secundária serão utilizados conectores cunha para o neutro nú e conector perfurante para os cabos isolados. AMARRAÇÕES: Para rede primária, Fio de alumínio coberto 10 mm² para amarração em isolador polimérico de pino, 15 kv, e alça pré-formada de estai para cordoalha de aço. Na rede Secundária, amarração do Neutro (mensageiro) na roldana com fio de alumínio nú para amarração 6 AWG, e alça pré-formada de distribuição para estruturas secundárias com derivação e ancoragem simples. TRANSFORMADOR: Serão utilizados 42 transformadores trifásicos com potência nominal de 45 e 75kVA, classe de tensão 15kV, com primário em triângulo e secundário em estrela, com neutro acessível, tensão primária de 13,8 kv, tensões secundárias de 220/127 V. PARA-RAIOS: Os Pára-raios de distribuição serão utilizados nos fins de Rede Primária e nos transformadores, serão de invólucro polimérico, em borrachas à base de silicone, adequado para uso em zonas poluídas, tensão nominal de 12 kv, corrente de descarga nominal de 10,0 ka, conforme descrições na norma NTC /61; CHAVES FUSÍVEIS: Chaves fusíveis de distribuição com base tipo C, com porta fusíveis de 100A, ou lâmina desligadora de 300A, ambas com capacidade assimétrica de 10kA. O elo fusível será do tipo cordoalha simples, classe 8/15 kv, dimensionados conforme a carga; LUMINÁRIAS: Do tipo Integrado, com Kit removível, com corpo refletor estampado em chapa de alumínio anodizado, que distribui uniformemente o fluxo luminoso no plano do solo, para fixação em braços médios. LÂMPADAS, REATORES E RELES: Lâmpadas à vapor de sódio de 150 Watts; reatores compatíveis as lâmpadas com alto fator de potência, 220V 60 Hz, com ignitor acoplado. Comando individual acionado por rele fotoelétronico. 4

5 MONTAGEM: REDE DE DISTRIBUIÇÃO: Serão instalados 405 (Quatrocentos e cinco) postes de concreto circular, dimensionados de acordo com os esforços mecânicos; 42 (Quarenta e dois) Transformadores trifásicos, sendo 21 (Vinte e um) de 45 kva e 21 (vinte e um) de 75 kva. ILUMINAÇÃO PÚBLICA: Serão instalados 437 (Quatrocentos e trinta e sete) conjuntos instalados em braço médio, com luminárias integradas com lâmpadas à vapor de sódio de 150 Watts. ATERRAMENTO: Elemento terra do tipo haste de cobre. Todas as partes metálicas não energizadas deverão ser conectadas ao elemento terra, inclusive o neutro. Os valores de resistência terra não deverão ultrapassar 25 ohms em qualquer época do ano. DETERMINAÇÃO DA DEMANDA: Para dimensionamento da rede, optouse pelo carregamento por consumidor. Por orientação do setor técnico da CERON (Centrais Elétricas de Rondônia), foram adotados os valores de demanda de 1,8 kva para os lotes residenciais, 5 kva para lotes comerciais e 10 kva para os lotes com mais de 2000m². Assim estaremos garantindo o atendimento imediato de uma demanda a todos que queiram utilizá-la sem a preocupação de problemas na disponibilidade de energia e atendendo um horizonte ainda maior para possíveis serviços de repotenciamento, o que, com certeza dificilmente ocorrerá em razão das próprias características do Loteamento. 4. PREVISÃO DE CARGAS A carga prevista foi dimensionada conforme consumo mensal estimado da classe de consumidores médio, da tabela 1 da ND.25. Através deste consumo estimado e do número de lotes alimentados por cada transformador, é possível chegar a um consumo médio em kva para cada lote. 5

6 TRAFO Potência do Trafo (kva) Número de Consumidores Demanda por Consumidor (kva) Demanda Prevista (kva) TR ,14 TR ,32 TR ,94 TR ,18 TR ,27 TR ,80 26,91 TR ,80 48,13 TR ,80 34,30 TR ,80 48,51 TR ,80 35,53 TR ,80 51,92 TR ,80 33,73 TR ,80 46,33 TR ,80 37,90 TR ,80 52,30 TR ,80 31,93 TR ,80 50,59 TR ,80 33,35 TR ,80 52,49 TR ,80 31,93 TR ,80 46,33 TR ,80 32,31 TR ,80 46,90 TR ,80 45,86 TR ,80 50,31 TR ,80 51,45 TR ,80 50,31 TR ,80 46,33 TR ,80 45,86 TR ,80 35,15 TR ,80 54,96 TR ,80 50,12 TR ,80 42,83 TR ,80 33,35 TR ,80 35,53 TR ,80 35,91 TR ,80 33,73 TR ,80 32,69 TR ,80 33,73 TR ,80 31,55 TR ,80 30,13 6

7 TR ,80 36,01 TOTAL ,05 5. ENTRADA DE ENERGIA EM BAIXA TENSÃO Está previsto a entrega dos lotes com a infraestrutura necessária a condução, proteção e instalação dos cabos de cobre que interligarão na rede secundária da Concessionária. Para a descida do ramal de entrada no poste, foi projetado um Eletroduto de aço galvanizado de Ø2 (50mm) para cada lote. A fixação do Eletroduto ao poste será realizada com fita de aço inox. Na parte superior de cada Eletroduto deverá ser instalado um cabeçote de alumínio de Ø2. Será instalada na base dos postes uma caixa de concreto pré-moldada nas dimensões 500x500x900mm, com dispositivo para lacre e tampão de ferro fundido conforme padrão da Concessionária. Estas caixas deverão atender no máximo 02 consumidores, portanto, nos postes que atenderão 3 ou 4 consumidores, terão 02 caixas instaladas em suas respectivas bases. Derivando da caixa na base dos postes para os lotes, deverá ser instalado 01 Eletroduto PEAD (Polietileno de alta densidade) de diâmetro nominal de Ø2 (50mm) para cada lote. Estes eletrodutos serão individuais para cada lote e interligarão a caixa na base do poste à caixa instalada no interior de cada lote, conforme padrão da Concessionária, nas dimensões 300x300x500m. Os cabos de cobre dos ramais de entrada serão instalados no momento do pedido de ligação de cada lote, ficando sobre responsabilidade de cada consumidor a instalação dos cabos e do padrão do medidor. 6. CONSIDERAÇÕES GERAIS Todos os materiais a serem utilizados na execução da rede de distribuição, deverão ser de tipos e marcas aceitos pela CERON, conforme catálogo de fornecedores de redes de distribuição subterrânea. Todas as partes metálicas não energizadas deverão ser conectadas ao elemento terra, inclusive o neutro. 7

8 7. RELAÇÃO DE MATERIAIS 7.1 Rede Aérea Item Descrição Un. Qtde. 1 CABO AL NU 1/0 AWG CA (POPPY) KG 46,62 2 CABO CU 70MM 0,6/1KV XLPE PRETO RIGIDO MT FIO DE COBRE ISOLADO 10 MM 750 V MT 84 4 CABO AL 16MM TRIPLEX MT 30 5 CABO CU 16MM ANTI TRACKING 15 KV MT CABO CU 10MM 750V PVC RIGIDO PRETO MT 4 7 CABO AL QUAD MULT XLPE 3X35+35MM VM CZ PT CEMAT MT 5153,5 8 CABO AL QUAD MULT XLPE 3X70+70MM VM CZ PT CEMAT MT 7955,2 9 CABO CU XLPE COBERTO 16MM 15KV CZ FICAP COPEL MT FIO AL COBERTO XLPE AMARRACAO 10MM COPEL MT FIO AL LIGA AWG CEMAT KG 90,55 12 FIO CU ISOLADO 6MM 750V PT CD CEMAT MT 108,54 13 CABO AL QUAD MULT XLPE 3X120+70MM VM CZ PT CEMAT MT CABO ALUM. COBERTO 35 MM 15 KV XLPE COPEL MT 14474,3 15 CABO ALUM. COBERTO 70 MM 15 KV XLPE COPEL MT GRAMPO DE LINHA VIVA LV 40-1 ( ) PC CARTUCHO METALICO SERIE VERMELHA PC ESTRIBO CU EC-60 ( ) PC CONECTOR PERF X 1,5-10 MM( ) PC CONECTOR CUNHA (CN11) PC CONECTOR CUNHA (CN10) PC CONEC. PARAF. FEND. ESTAN. 25MM ( ) PC 8 23 CONEC.CUNHA P/ HASTE TYCO (PN ) PC CONECTOR CUNHA (CN12) PC 2 25 CARTUCHO METALICO SERIE AZUL ( ) PC CONEC CUNHA AL CN10 AZUL CEMAT PC CONEC CUNHA AL CN12 VERMELHO CEMAT PC CONEC CUNHA AL CN13 VERMELHO CEMAT PC CONEC PIERCY PERF P25-120D CEMAT PC CONEC PIERCY PERF P D70-240MM- P-240 CEMAT PC TERMINAL CU 16MM P/CH 1F TTF16-P35LS CEMAT PC CRUZETA CONCRETO 90 X 90 X 2000M 250 DAN COPEL PC LT AREIA, 16 LT PEDRA 1,5 SC CIMENTO CJ ELO FUSIVEL 15K PC 3 35 ELO FUSIVEL 25K PC 3 36 ELO FUSIVEL 3H PC ELO FUSIVEL 40K PC 3 38 ELO FUSIVEL 5H PC COBERTURA (PAD M) 200X400MM PC SAPATILHA DE ACO 6.4MM (1/4) PC FITA ISOLANTE PLASTICA 33 + (3M) RL 72,25 42 FITA ISOLANTE AUTOFUSAO (3M) RL 62,7 43 FITA ISOLANTE VERMELHA (3M) RL 41,25 8

9 44 FITA ISOLANTE CINZA (3M) RL 41,25 45 ELETRODUTO PVC RIGIDO 1/2" X 3M BR ARRUELA DE PRESSAO GALV. 16-5/8 PC TERMINAL DE ALUMINIO 35/50MM(TAL-38-2-F) PC TERMINAL DE ALUMINIO 70MM (TAL-44-2-F) PC PLACA PREMOLDADA DE CONC X 200 X 100 MM PC TERMINAL DE PRESSAO (TPAM - 70) PC PARAFUSO INOX M10X1,5+PORCA+ARR.LISA+PRESS. PC PARAFUSO INOX M12X1,75+PORCA+ARR.LISA+PRESS PC CAPA PROTET 15KV CONEC CUNHA COPEL PC CORDOALHA ACO 7FIOS SM 1/4" (6,4 MM) COPEL MT 7294,75 55 FITA DE ALUMINIO RECOZIDO 10 MM X 1 M CEMAT KG 8,11 56 HASTE COPPER. 5/8X2,40M A/C CEMAT PC PROTETOR BUCHA/ PARA RAIO POLIM- PBF15 COPEL PC MANILHA SAPATILHA ZINC. (ROMA) COPEL PC CORDOALHA ACO 7FIOS HS 3/8" (9,5 MM) COPEL MT ARRUELA REDONDA 35 X 3 FURO 18 MM PC CINTA DE ACO CIRCULAR 160 MM PC CINTA DE ACO CIRCULAR 170 MM PC CINTA DE ACO CIRCULAR 180 MM PC CINTA DE ACO CIRCULAR 190 MM PC 4 65 CINTA DE ACO CIRCULAR 200 MM PC CINTA DE ACO CIRCULAR 210 MM PC CINTA DE ACO CIRCULAR 220 MM PC CINTA DE ACO CIRCULAR 230 MM PC CINTA DE ACO CIRCULAR 240 MM PC CINTA DE ACO CIRCULAR 250 MM PC CINTA DE ACO CIRCULAR 260 MM PC CINTA DE ACO CIRCULAR 280 MM PC PARAFUSO MAQUINA M-16 X 050 MM PC SAPATILHA DE ACO 9,5 MM (3/8") PC 8 75 SELA DE ACO ZINCADO PARA CRUZETA 90 X 90 MM PC SUPORTE CIRCULAR DE ACO P/ EQUIP. 255 MM PC ESTRIBO P/ BRACO TIPO L 3/8" PC PINO CURTO P/ ISOLADOR POLIMERICO PC PARAFUSO FRANCES 16 X 125 MM R.T. PC CHAPA PARA FIXACAO DE ISOLADOR PINO PC 2 81 SUPORTE CIRCULAR DE ACO P/ EQUIP. 285 MM PC 2 82 SUPORTE INCLINADO P/ CHAVE FACA PC 3 83 PARAFUSO BRONZE M12 X 45 + POR + 2 ARRUELA PC ARMACAO 1 ROLD. 3/16" CEMAT PC CONJ PARAF SEXT M10X50MM C/ ACES INOX12678 CEMAT UN ARMACAO 2 ROLD. 3/16" (ROMA) CEMAT PC ARRUELA QUAD. 050X05X18MM (ROMA) CEMAT PC FIXADOR DE PERFIL "U" 176MM (COPEL) COPEL PC MAO FRANCESA 3/16"X32X619MM (ROMA) COPEL PC PERFIL "U" REDE COMPACTA COPEL PC 117 9

10 91 PORCA OLHAL M-16 (ROMA) COPEL PC SAPATILHA P/CABO DE ACO ATE 3/8"(ROMA) COPEL PC BRACO SUPORTE TIPO "C" (NTC ) 15/35KV COPEL PC SUPORTE "L" 3/8" (COPEL) COPEL PC SUPORTE HORIZONTAL 15 E 35 KV COPEL PC PARAFUSO FRANCES M-16 X 045MM (COPEL) COPEL PC PARAFUSO FRANCES M-16 X 070MM (ROMA) C.F. CEMAT PC PARAFUSO MAQUINA M-16X070MM (ROMA) COPEL PC PARAFUSO MAQUINA M-16X125MM (FPQ) CEMAT PC BRACO SUPORTE TIPO L - 15 KV COPEL PC PARAFUSO R.DUPLA M-16X500MM (ROMA) CEMAT PC POSTE DE CONCRETO CIRCULAR 09 M 300 DAN CEMAT PC POSTE DE CONCRETO CIRCULAR 09 M 600 DAN CEMAT PC POSTE DE CONCRETO CIRCULAR 12 M 600 DAN CEMAT PC POSTE DE CONCRETO CIRCULAR 12 M 300 DAN CEMAT PC POSTE DE CONCRETO CIRCULAR 12 M 1000 DAN CEMAT PC ALCA PREF. ESTAI 9,5MM -3/8 - GDE-1107-H PC ANEL DE AMARRACAO PARA ESPACADOR 15 KV PC ALCA CABO PRE REUNID. 70MM DG-4545-H PC SEPAR. VERT. 15 KV C/ 3 ANEIS+1 LACO 3/8 PC LACO METALICO PARA MENSAGEIRO 3/8" PC ALCA PREF CB ACO 1/4 EHS 6,4MM GDE-1104 COPEL PC ALCA PREF CB ACO 3/8 EHS 9,5MM GDE-1107 COPEL PC ALCA PREF DIST CB CA/CAA 1/0AWG DG-4544 CEMAT PC ALCA PREF DIST CB CA/CAA 2AWG DG-4542 CEMAT PC BRACO ANTI BALANCO 25/35KV ( BAB-01) COPEL PC ESPACADOR LOSANG 15KV C/ ANEL- AC5-016 COPEL PC CHAVE FACA UNIPOLAR 15 KV 400 A PC PARA-RAIOS POL. NLZ- P 12KV 10KA SUP. L PC CHAVE FUSIVEL 15 KV 300 A 10KA C/LAMINA PC RELIGADORA PADRAO CEMAT 15 KV PC CHAVE FUS C 15KV 100A-DHC AA FER COPEL PC ISOLAD PINO POLI 15KV C/ANEL-IP101A COPEL PC ISOLADOR ANCORAGEM POLIMERICO 15KV COPEL PC ISOLAD PORC TIPO ROLDANA 76X79MM CEMAT PC PARA-RAIO POLIMERICO 12KV 05KA COPEL PC GRAMPO ANC 35MM 15KV-GAD530-AC1-017 COPEL PC CHAVE TRIPOLAR ABERTURA COM CARGA 630A 15KV-ABNT COPEL PC TRAFO TRIF. 45KVA 15KV - 127/220V CEMAT PC TRAFO TRIF. 75KVA 15KV - 127/220V CEMAT PC 21 10

11 7.2 Iluminação Pública Item Descrição Un. Qtde. 1 FIO CU ISOLADO 2,5MM 750V PT CD CEMAT MT FIO CU ISOLADO 2,5MM 750V BRANCO CEMAT MT CONECTOR TORCAO (H.POWER P12) PC CINTA DE ACO CIRCULAR 190 MM PC 82 5 CINTA DE ACO CIRCULAR 200 MM PC 82 6 CINTA DE ACO CIRCULAR 210 MM PC 79 7 CINTA DE ACO CIRCULAR 230 MM PC 79 8 CINTA DE ACO CIRCULAR 250 MM PC CINTA DE ACO CIRCULAR 270 MM PC CINTA DE ACO CIRCULAR 300 MM PC PARAFUSO FRANCES M-16 X 070 MM C.F. PC BRACO MEDIO I.P. 48 X 3 X 2990MM PC LAMPADA A VAPOR DE SODIO 150 W-T E-40 PC LUM. AMBAR 2 + KIT VS 150W PC RELE FOTOELETRONICO 5 A 220 V PC Ramais Subterrâneos Item Descrição Un. Qtde. 1 2 CAIXA CONC. 300 X 300 X 500 E50MM COM DISP. P/ LACRE CEMAT CAIXA CONC. 500 X 500 X 900 E60MM COM DISP. P/ LACRE CEMAT PC 832 PC FITA DE ACO INOX 3/4 X 0,5 (ROLO 30 MT) RL 249,6 4 AJUSTADOR DE FITA INOX AF 1 (85-65 MM) PC ELET. GALV. FOGO 2" X 3,00MM (BARRA-0,75 MT) PC CABECOTE ALUMINIO 2" (CAC605) PC CURVA 90 ACO GALV. FOGO 2" (14352) NBR 5624 PC FECHO PARA FITA DE ACO PC DUTO PEAD KANALEX 2" (50,8 / 63,4 MM) MT TAMPAO KANALEX 2" PC CONEXAO I KANALEX 2" PC KIT DE VEDACAO KANALEX 2" CJ LUVA ACO GALV. FOGO 2" (18060) NBR 5624 PC ELET. GALV. FOGO 2" X 3,00MM (BARRA-6,75 MT) BR TAMPAO S/SUP. F.F X 340MM ELETRICA CEMAT PC TAMPAO S/SUP. F.F X 540MM ELETRICA CEMAT PC CHAPA DE ACO GALV. 290X290 MM ESP. 3 MM CEMAT PC CHAPA DE ACO GALV. 490X490 MM ESP. 3 MM CEMAT PC

12 Porto Velho, 09 de abril de Engº Hélio Massayoshi Zulian Hayashida CREA 17912D MT Porto Velho RO (69)

NORMA DE DISTRIBUIÇÃO UNIFICADA NDU-010 PADRÕES E ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS DA DISTRIBUIÇÃO

NORMA DE DISTRIBUIÇÃO UNIFICADA NDU-010 PADRÕES E ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS DA DISTRIBUIÇÃO NORMA DE DISTRIBUIÇÃO UNIFICADA NDU-010 PADRÕES E ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS DA DISTRIBUIÇÃO NDU-010 VERSÃO 3.1 JUNHO/2013 SUMÁRIO Item Descrição Classe Desenho 1. Haste de Aço-Cobre para Aterramento...

Leia mais

Sumário ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD 035.02.04 REDE CONVENCIONAL TRANSFORMADORES

Sumário ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD 035.02.04 REDE CONVENCIONAL TRANSFORMADORES Sumário 1. Objetivo 2. Âmbito de Aplicação 3. Documentos de Referência 4. Requisitos Ambientais 5. Condições Gerais 6. Estruturas Trifásicas com Transformadores 6.1. Estrutura M1 com Transformador 6.2.

Leia mais

Conferência do Projeto

Conferência do Projeto 214-DPDORC4 22/4/214 1 de 5 12/2/214 1:3.7 CARACTERIZAÇÃO Data Projeto Nº Pedido Finalidade 16/7/213 Título Implantação de SE Descrição da Obra: Tipo da Obra: IMPLANTAÇÃO EXPANSÃO DA REDE ELÉTRICA (ALTA

Leia mais

NORMA DE DISTRIBUIÇÃO UNIFICADA NDU-005 INSTALAÇÕES BÁSICAS PARA CONSTRUÇÃO DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO RURAL

NORMA DE DISTRIBUIÇÃO UNIFICADA NDU-005 INSTALAÇÕES BÁSICAS PARA CONSTRUÇÃO DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO RURAL NORMA DE DISTRIBUIÇÃO UNIFICADA NDU-005 INSTALAÇÕES BÁSICAS PARA CONSTRUÇÃO DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO RURAL SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 2 2. ASPECTOS GERAIS... 2 3. EXCEÇÕES... 2 4. TENSÕES DE FORNECIMENTO...

Leia mais

NORMA DE DISTRIBUIÇÃO UNIFICADA NDU-004 INSTALAÇÕES BÁSICAS PARA CONSTRUÇÃO DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO URBANA

NORMA DE DISTRIBUIÇÃO UNIFICADA NDU-004 INSTALAÇÕES BÁSICAS PARA CONSTRUÇÃO DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO URBANA NORMA DE DISTRIBUIÇÃO UNIFICADA NDU-004 INSTALAÇÕES BÁSICAS PARA CONSTRUÇÃO DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO URBANA SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 1 2. ASPECTOS GERAIS... 1 3. EXCEÇÕES... 1 4. TENSÕES DE FORNECIMENTO...

Leia mais

Sistema Normativo Corporativo

Sistema Normativo Corporativo Sistema Normativo Corporativo PADRÃO TÉCNICO VERSÃO Nº ATA Nº DATA DATA DA VIGÊNCIA 00-13/07/2009 13/07/2009 APROVADO POR José Rubens Macedo Junior SUMÁRIO 1. RESUMO...3 2. HISTÓRICO DAS REVISÕES...3 3.

Leia mais

REDE AÉREA (cabos condutores, tubos e isoladores) 1.00. Ampliação da SE Ariquemes Bay 15 kv Lista de Rede aérea PREÇO (R$) UNITÁRIO TOTAL

REDE AÉREA (cabos condutores, tubos e isoladores) 1.00. Ampliação da SE Ariquemes Bay 15 kv Lista de Rede aérea PREÇO (R$) UNITÁRIO TOTAL Ampliação da SE Ariquemes Bay 15 kv Lista de Rede aérea ITEM DESCRIÇÃO QUANT. 1.00 REDE AÉREA (cabos condutores, tubos e isoladores) 1.1 Cabo de alumínio com alma de aço (CAA), seção 4/0, diâmetro externo

Leia mais

ANEXO II. MATERIAIS RDS ( Inclusive mão de obra, tributos e encargos necessários para execução)

ANEXO II. MATERIAIS RDS ( Inclusive mão de obra, tributos e encargos necessários para execução) ANEXO II PLANILHA ORÇAMENTÁRIA DE CUSTOS PROPONENTE: OBRA: PARQUE DE EVENTOS - ILUMINAÇÃO ( OBRAS DE EXTENSÃO DE REDE, ILUMINAÇÃO PÚBLICA E/OU ADEQUAÇÃO DE REDE ELÉTRICA) LOCAL: RUA ANTÔNIO AUGUSTO MENDES

Leia mais

Responsavel Técnico: Kadner Pequeno Feitosa CREA 1600584594 Email-ativaprojetoseletricos@gmail.com

Responsavel Técnico: Kadner Pequeno Feitosa CREA 1600584594 Email-ativaprojetoseletricos@gmail.com Projeto Elétrico Padrão de Medição, fornecimento de energia em tensão primária 13.8kV, a partir da rede aérea de distribuição para atender Defensoria Pública do Estado da Paraíba. Responsavel Técnico:

Leia mais

PADRONIZAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título ESTRUTURAS PARA MONTAGEM DE REDES AÉREAS DE DISTRIBUIÇÃO URBANA SECUNDÁRIA COM CABOS MULTIPLEXADOS APRESENTAÇÃO

PADRONIZAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título ESTRUTURAS PARA MONTAGEM DE REDES AÉREAS DE DISTRIBUIÇÃO URBANA SECUNDÁRIA COM CABOS MULTIPLEXADOS APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO 1-1 SUMÁRIO SEÇÃO 1 Apresentação SEÇÃO 2 Engastamento de postes SEÇÃO 3 Afastamentos mínimos SEÇÃO 4 Instalações básicas SEÇÃO 5 Cruzamentos SEÇÃO 6 Rabichos SEÇÃO 7 Aterramento 1 OBJETIVO

Leia mais

RELAÇÃO DE MATERIAIS PADRONIZADOS - REDE DE DISTRIBUIÇÃO CLASSE 15 KV REDE SUL / SUDESTE

RELAÇÃO DE MATERIAIS PADRONIZADOS - REDE DE DISTRIBUIÇÃO CLASSE 15 KV REDE SUL / SUDESTE RELAÇÃO DE MATERIAIS PADRONIZADOS - DE DISTRIBUIÇÃO CLASSE 15 KV SUL / SUDESTE AFASTADOR, ARMACAO SECUNDARIA, ACO CARBONO 1010-1020, ZINCADO A QUENTE, DIMENSOES: 1000 X700 10002599 MM, 4 FUROS, NORMAS

Leia mais

ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD 035.03.04 REDE COMPACTA - TRANSFORMADOR. Sumário

ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD 035.03.04 REDE COMPACTA - TRANSFORMADOR. Sumário Sumário 1. Objetivo 2. Âmbito de Aplicação 3. Documentos de Referência 4. Requisitos Ambientais 5. Condições Gerais 6. Estrutura CE2H TR (2º Nível) Poste de Concreto de Seção Circular 7. Estrutura CE2H

Leia mais

CONTRATAÇÃO DO MÊS DE MARÇO 2013

CONTRATAÇÃO DO MÊS DE MARÇO 2013 GÃO ELETRONICO 000/0 999/0 0/0/0 MESES ATÉ 0/0/ JOÃO DE BARRO COMÉRCIO E SERVIÇOS LTDA - ME FORNECIMENTO DE RECARGAS DE GÁS LIQUEFEITO DE PETRÓLEO GLP, EM RECIPIENTES (BOTIJAS) DE CAPACIDADE KG E 0KG.9,00.9,00

Leia mais

Instalação de Sistema Encapsulado de Medição a Transformador a Seco - SEMTS

Instalação de Sistema Encapsulado de Medição a Transformador a Seco - SEMTS 1- Ramal de Ligação Aéreo em Rede Convencional Nº Data Revisões Aprov.: Vanderlei Robadey Página 1 de 13 2- Ramal de Ligação Aéreo em Rede Compacta Nº Data Revisões Aprov.: Vanderlei Robadey Página 2 de

Leia mais

AFASTAMENTOS MÍNIMOS PADRONIZADOS

AFASTAMENTOS MÍNIMOS PADRONIZADOS AFASTAMENTOS MÍNIMOS PADRONIZADOS 11 metros = 150 12 metros = 150 450 1000 máximo 11 metros = 850 12 metros = 1450 800 450 450 11 metros = 1700 12 metros = 1800 11 ou 12 metros 100 11 metros = 1300 12

Leia mais

ÍNDICE NTD-15 MONTAGEM DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA RURAL TRIFÁSICA E MONOFÁSICA 13,8 E 34,5 KV

ÍNDICE NTD-15 MONTAGEM DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA RURAL TRIFÁSICA E MONOFÁSICA 13,8 E 34,5 KV ÍNDICE APRESENTAÇÃO....2 1-OBJETIVO...3 2-AMPLITUDE... 3 3-RESPONSABILIDADE QUANTO AO CUMPRIMENTO...3 4-INSTRUÇÕES GERAIS...3 5-CONDUTORES...4 6-PROCEDIMENTOS...5 6.1- Afastamentos padronizados...5 6.2-Engastamento

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ANEXO IX Referente ao Edital de Pregão Presencial nº. 002/2015 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Página 1 de 10 1. DO OBJETO 1.1. O presente pregão tem como objeto a AQUISIÇÃO DE ELETROFERRAGENS, de acordo com as

Leia mais

A entrada de energia elétrica será executada através de:

A entrada de energia elétrica será executada através de: Florianópolis, 25 de março de 2013. 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS O presente memorial tem como principal objetivo complementar as instalações apresentadas nos desenhos/plantas, descrevendo-os nas suas partes

Leia mais

NORMA TÉCNICA CELG. Estruturas para Redes Aéreas Isoladas em Tensão Secundária de Distribuição. NTC-18 Revisão 2

NORMA TÉCNICA CELG. Estruturas para Redes Aéreas Isoladas em Tensão Secundária de Distribuição. NTC-18 Revisão 2 NORMA TÉCNICA CELG Estruturas para Redes Aéreas Isoladas em Tensão Secundária de Distribuição NTC-18 Revisão 2 ÍNDICE SEÇÃO TÍTULO PÁGINA 1. INTRODUÇÃO 1 2. OBJETIVO 2 3. NORMAS E DOCUMENTOS COMPLEMENTARES

Leia mais

MONTAGEM DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA RURAL-13,8kV e 34,5kV

MONTAGEM DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA RURAL-13,8kV e 34,5kV MONTAGEM DE S DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA NTD-14 NTD 14 MONTAGEM DE S DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA CONTROLE DE VERSÕES NTD-14 - MONTAGEM DE S DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA Nº.: DATA VERSÃO 1 13/07/4 0 2 03/9 1 NTD 14 MONTAGEM

Leia mais

INTRODUÇÃO POSTES ATERRAMENTO ESTAIAMENTO CONDUTORES

INTRODUÇÃO POSTES ATERRAMENTO ESTAIAMENTO CONDUTORES 3$'5 2'((6758785$6 '(/,1+$6(5('(6 PARTE 1 ASPECTOS GERAIS INTRODUÇÃO POSTES ATERRAMENTO ESTAIAMENTO CONDUTORES Gerência de Planejamento e Engenharia Processo de Engenharia e Obras ASPECTOS GERAIS PARTE

Leia mais

PD-4.009. Redes de Distribuição Aérea Compacta 15kV. Padrão Técnico da Distribuição. Diretoria de Planejamento e Engenharia. Gerência de Engenharia

PD-4.009. Redes de Distribuição Aérea Compacta 15kV. Padrão Técnico da Distribuição. Diretoria de Planejamento e Engenharia. Gerência de Engenharia PD-4.009 Redes de Distribuição Aérea Compacta 15kV Padrão Técnico da Distribuição Diretoria de Planejamento e Engenharia Gerência de Engenharia PD-4.009 Redes de Distribuição Aérea Compacta 15kV ELABORADO

Leia mais

Padrão de Entrada COELBA. Padrão de Entrada Monofásico

Padrão de Entrada COELBA. Padrão de Entrada Monofásico Padrão de Entrada COELBA Informações do site www.coelba.com.br Padrão de Entrada é o conjunto de instalações composto de caixa de medição, sistema de aterramento, condutores e outros acessórios indispensáveis

Leia mais

Sistema Normativo Corporativo

Sistema Normativo Corporativo Sistema Normativo Corporativo PADRÃO TÉCNICO VERSÃO Nº ATA Nº DATA DATA DA VIGÊNCIA 01-17/09/2012 22/10/2012 ENGENHARIA E SISTEMAS TÉCNICOS (DTES-ES) APROVADO POR MARCELO POLTRONIERI (DTES-ES) SUMÁRIO

Leia mais

NTE - 011 PADRÕES PRÉ-FABRICADOS

NTE - 011 PADRÕES PRÉ-FABRICADOS NORMA TÉCNICA NTE - 011 PADRÕES PRÉ-FABRICADOS 1. OBJETIVO Esta norma tem por objetivo padronizar, especificar e fixar os critérios e as exigências técnicas mínimas relativas à fabricação e o recebimento

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO ENTRADA DE ENERGIA EM ALTA TENSÃO

MEMORIAL DESCRITIVO ENTRADA DE ENERGIA EM ALTA TENSÃO MEMORIAL DESCRITIVO ENTRADA DE ENERGIA EM ALTA TENSÃO Responsável Técnico: Proprietário / Responsável Legal: Marcos Antônio de Sordi Instituto Federal de Ciência e Eng.º Eletricista CREA PR-73895/D Tecnologia

Leia mais

CENTRO DE EDUCAÇÃO E ESPORTES GERAÇÃO FUTURA

CENTRO DE EDUCAÇÃO E ESPORTES GERAÇÃO FUTURA MEMORIAL DESCRITIVO E JUSTIFICATIVO DE CÁLCULO PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EM MÉDIA TENSÃO 13.8KV CENTRO DE EDUCAÇÃO E ESPORTES GERAÇÃO FUTURA RUA OSVALDO PRIMO CAXILÉ, S/N ITAPIPOCA - CE 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DE

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DE MPN-DP-01/MN-3 TÍTULO: INSTALAÇÕES BÁSICAS DE BT ISOLADA Página 1 MPN-DP-01/MN-3 TÍTULO: INSTALAÇÕES BÁSICAS DE BT ISOLADA ÍNDICE CAPÍTULO Página 1. OBJETIVO 4 2. APLICAÇÃO 4 3. AFASTAMENTOS MÍNIMOS 5

Leia mais

NTE - 023 MONTAGEM DE REDES SECUNDÁRIAS DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA AÉREA TRIFÁSICA, URBANA, COM CONDUTORES ISOLADOS MULTIPLEXADOS

NTE - 023 MONTAGEM DE REDES SECUNDÁRIAS DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA AÉREA TRIFÁSICA, URBANA, COM CONDUTORES ISOLADOS MULTIPLEXADOS NORMA TÉCNICA NTE - 023 MONTAGEM DE REDES SECUNDÁRIAS DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA AÉREA TRIFÁSICA, URBANA, COM CONDUTORES ISOLADOS MULTIPLEXADOS Cuiabá Mato Grosso - Brasil INDICE 1 OBJETIVO...03

Leia mais

COMUNICADO TÉCNICO Nº 02

COMUNICADO TÉCNICO Nº 02 COMUNICADO TÉCNICO Nº 02 Página 1 de 1 ALTERAÇÕES NAS TABELAS PARA DIMENSIONAMENTO DOS PADRÕES DE ENTRADA DE BAIXA TENSÃO DE USO INDIVIDUAL 1.OBJETIVO Visando a redução de custos de expansão do sistema

Leia mais

PADRÃO TÉCNICO PADRÃO ECONÔMICO PARA ENTRADA DE CLIENTE 18/10/2011

PADRÃO TÉCNICO PADRÃO ECONÔMICO PARA ENTRADA DE CLIENTE 18/10/2011 Sistema Normativo Corporativo PADRÃO TÉCNICO VERSÃO Nº ATA Nº DATA DATA DA VIGÊNCIA 01-18/10/2011 18/10/2011 ELABORAÇÃO Marcelo Poltronieri SUMÁRIO 1. RESUMO... 3 2. HISTÓRICO DAS REVISÕES... 3 3. OBJETIVO...

Leia mais

ANEXO II ATIVIDADES DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES

ANEXO II ATIVIDADES DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES ANEXO II ATIVIDADES DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES A descrição das atividades tem como propósito facilitar o relacionamento entre a CONTRATANTE e a CONTRATADA, na medida em que visa

Leia mais

Critérios Básicos para Elaboração de Projetos de Redes de Distribuição Aérea Especial DAE

Critérios Básicos para Elaboração de Projetos de Redes de Distribuição Aérea Especial DAE ITA - 006 Rev. 0 Setembro / 2003 Critérios Básicos para Elaboração de Projetos de Redes de Distribuição Aérea Especial DAE Praça Leoni Ramos n 1 São Domingos Niterói RJ Cep 24210-205 http:\\ www.ampla.com

Leia mais

Conferência do Projeto

Conferência do Projeto 214-DPDORC4B 22/4/214 1 de 5 12/2/214 1:9.23 CARACTERIZAÇÃO Data Projeto Nº Pedido Finalidade 16/7/213 Título Implantação de SE Descrição da Obra: Tipo da Obra: IMPLANTAÇÃO EXPANSÃO DA REDE ELÉTRICA (ALTA

Leia mais

ANEXO VIII PREÇO DE REFERÊNCIA EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2015

ANEXO VIII PREÇO DE REFERÊNCIA EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2015 PREÇO DE REFERÊNCIA EDITAL DE PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2015 1. VALOR DE REFERÊNCIA PARA A LICITAÇÃO O valor de referência para a contratação objeto deste edital é de 157.737,40 (cento e cinquenta e sete

Leia mais

NORMA TÉCNICA DE DISTRIBUIÇÃO NTE - 028

NORMA TÉCNICA DE DISTRIBUIÇÃO NTE - 028 NORMA TÉCNICA DE DISTRIBUIÇÃO NTE - 028 MONTAGEM DE S PRIMÁRIAS DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA AÉREA, RURAL, COM CONDUTORES NUS - 13,8 E 34,5 kv DIRETORIA DE ENGENHARIA CORPORATIVA INDICE 1- OBJETIVO...

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS IMPLANTAÇÃO.

ESPECIFICAÇÃO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS IMPLANTAÇÃO. OBRA: COL. EST. RESIDENCIAL SÃO PEDRO - PROJETO PADRÃO SECULO XXI. LOCAL: - Rua Tucunaré com Rua Pacu e Avenida Astolpho Leão Borges APM-05, Residencial São Pedro Goianira - GO ESPECIFICAÇÃO DE INSTALAÇÕES

Leia mais

Redes de Distribuição Aéreas Urbanas de Energia Elétrica

Redes de Distribuição Aéreas Urbanas de Energia Elétrica CEMAR NORMA DE PROCEDIMENTOS Função: Área: Processo: Código: Técnica Técnica Redes de Distribuição Aéreas Urbanas de Energia Elétrica NP-12.306.02 Redes de Distribuição Aéreas Urbanas de Energia Elétrica

Leia mais

Acessórios Desconectáveis 200A

Acessórios Desconectáveis 200A 200A APLICAÇÃO Os Acessórios da Prysmian possuem uma concepção de projeto baseada no sistema plugue - tomada, porém para tensões, permitindo fácil conexão e desconexão de um cabo de potência, de um equipamento,

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DO ITEM R$

ESPECIFICAÇÃO DO ITEM R$ ANEXO 2 Planilha Orçamentária Estimativa de Quantitativos e Preços Máximos Global e Unitários LOTE ÚNICO ESPECIFICAÇÃO DO ITEM Qtde. Unitário R$ Total R$ 01 02 03 04 05 CHAVE NIVEL TIPO BOIA,ATUACAO: ALARME

Leia mais

A N E X O V I I I M Ó D U L O S C O N S T R U T I V O S D E L I N H A S E R E D E S D E D I S T R I B U I Ç Ã O S U B M E R S A S

A N E X O V I I I M Ó D U L O S C O N S T R U T I V O S D E L I N H A S E R E D E S D E D I S T R I B U I Ç Ã O S U B M E R S A S A N E X O V I I I M Ó D U L O S C O N S T R U T I V O S D E L I N H A S E R E D E S D E D I S T R I B U I Ç Ã O S U B M E R S A S C A T Á L O G O R E F E R E N C I A L DE M Ó D U L O S P A D R Õ E S D

Leia mais

NORMA TÉCNICA CELG D. Estruturas para Redes de Distribuição Aéreas Rurais Classes 15 e 36,2 kv. NTC-06 Revisão 1

NORMA TÉCNICA CELG D. Estruturas para Redes de Distribuição Aéreas Rurais Classes 15 e 36,2 kv. NTC-06 Revisão 1 NORMA TÉCNICA CELG D Estruturas para Redes de Distribuição Aéreas Rurais Classes 15 e 36,2 kv NTC-06 Revisão 1 ÍNDICE SEÇÃO TÍTULO PÁGINA 1. INTRODUÇÃO 1 2. OBJETIVO 2 3. NORMAS E DOCUMENTOS COMPLEMENTARES

Leia mais

PADRÃO TÉCNICO SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO REDES DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA COM CONDUTORES NUS PT.DT.PDN.03.05.012 01 POSTE DE CONCRETO DE SEÇÃO DUPLO T

PADRÃO TÉCNICO SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO REDES DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA COM CONDUTORES NUS PT.DT.PDN.03.05.012 01 POSTE DE CONCRETO DE SEÇÃO DUPLO T SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO PADRÃO TÉCNICO CÓDIGO TÍTULO VERSÃO REDES DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA COM CONDUTORES NUS PT.DT.PDN.03.05.012 01 APROVADO POR PAULO JORGE TAVARES DE LIMA DSEE 11/12/2014 DATA SUMÁRIO

Leia mais

NTE - 023 MONTAGEM DE REDES SECUNDÁRIAS DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA AÉREA TRIFÁSICA, URBANA, COM CONDUTORES ISOLADOS MULTIPLEXADOS

NTE - 023 MONTAGEM DE REDES SECUNDÁRIAS DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA AÉREA TRIFÁSICA, URBANA, COM CONDUTORES ISOLADOS MULTIPLEXADOS NORMA TÉCNICA NTE - 023 MONTAGEM DE REDES SECUNDÁRIAS DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA AÉREA TRIFÁSICA, URBANA, COM CONDUTORES ISOLADOS MULTIPLEXADOS Cuiabá Mato Grosso - Brasil INDICE 1 OBJETIVO...03

Leia mais

Sistema Normativo Corporativo

Sistema Normativo Corporativo Sistema Normativo Corporativo PADRÃO TÉCNICO VERSÃO Nº ATA Nº DATA DATA DA VIGÊNCIA 01-31/10/2013 05/11/2013 APROVADO POR MARCELO POLTRONIERI DTES-ES SUMÁRIO 1. RESUMO... 3 2. HISTÓRICO DAS REVISÕES...

Leia mais

ADENDO 02. Adequação das Normas Técnicas NT-01-AT, NT-03 e Adendo a NT-03 a revisão da Norma NBR 14.039 da ABNT.

ADENDO 02. Adequação das Normas Técnicas NT-01-AT, NT-03 e Adendo a NT-03 a revisão da Norma NBR 14.039 da ABNT. DIRETORIA TÉCNICA DEPARTAMENTO COMERCIAL DIVISÃO DE MEDIÇÃO ADENDO 02 Adequação das Normas Técnicas NT-01-AT, NT-03 e Adendo a NT-03 a revisão da Norma NBR 14.039 da ABNT. Florianópolis, agosto de 2005.

Leia mais

Produto Unid Cód ABRAÇADEIRA ECONÔMICA 1 PÇ PE- 01 ABRAÇADEIRA ECONÔMICA 1.1/4 PÇ PE- 02 ABRAÇADEIRA ECONÔMICA 1.1/2 PÇ PE- 03 ABRAÇADEIRA ECONÔMICA

Produto Unid Cód ABRAÇADEIRA ECONÔMICA 1 PÇ PE- 01 ABRAÇADEIRA ECONÔMICA 1.1/4 PÇ PE- 02 ABRAÇADEIRA ECONÔMICA 1.1/2 PÇ PE- 03 ABRAÇADEIRA ECONÔMICA Produto Unid Cód ABRAÇADEIRA ECONÔMICA 1 PÇ PE- 01 ABRAÇADEIRA ECONÔMICA 1.1/4 PÇ PE- 02 ABRAÇADEIRA ECONÔMICA 1.1/2 PÇ PE- 03 ABRAÇADEIRA ECONÔMICA 2 PÇ PE- 04 ABRAÇADEIRA ECONÔMICA 2.1/2 PÇ PE- 05 ABRAÇADEIRA

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. PROPRIETÁRIO: IFSULDEMINAS - Câmpus Muzambinho.. Estrada de Muzambinho, km 35 - Bairro Morro Preto.

MEMORIAL DESCRITIVO. PROPRIETÁRIO: IFSULDEMINAS - Câmpus Muzambinho.. Estrada de Muzambinho, km 35 - Bairro Morro Preto. MEMORIAL DESCRITIVO ASSUNTO: Projeto de adaptação de rede de distribuição de energia elétrica urbana em tensão nominal primária de 13.8KV e secundária de 220/127V, com 02 postos de transformação de 75KVA

Leia mais

MEMORIAL TÉCNICO-DESCRITIVO Rede Aérea de Distribuição Urbana Loteamento COLIBRI. Índice:

MEMORIAL TÉCNICO-DESCRITIVO Rede Aérea de Distribuição Urbana Loteamento COLIBRI. Índice: MEMORIAL TÉCNICO-DESCRITIVO Rede Aérea de Distribuição Urbana Loteamento COLIBRI Índice: 1 - Generalidades 2 - Rede aérea de Alta Tensão 3 - Rede Secundária 4 - Aterramentos 5 - Posto de Transformação

Leia mais

PADRÃO DE ENTRADA DE INSTALAÇÕES CONSUMIDORAS MANUAL SIMPLIFICADO

PADRÃO DE ENTRADA DE INSTALAÇÕES CONSUMIDORAS MANUAL SIMPLIFICADO PADRÃO DE ENTRADA DE E N E R G I A E L É T R I C A E M INSTALAÇÕES CONSUMIDORAS MANUAL SIMPLIFICADO www.celesc.com.br PADRÃO DE ENTRADA DE E N E R G I A E L É T R I C A E M INSTALAÇÕES CONSUMIDORAS MANUAL

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE DIP/SMOV ANEXO X - MODELO DE ORÇAMENTO PARQUE FARROUPILHA - SUBESTAÇÃO SE 2 ADMINISTRAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE DIP/SMOV ANEXO X - MODELO DE ORÇAMENTO PARQUE FARROUPILHA - SUBESTAÇÃO SE 2 ADMINISTRAÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE DIP/SMOV ANEXO X - MODELO DE ORÇAMENTO PARQUE FARROUPILHA - SUBESTAÇÃO SE 2 ADMINISTRAÇÃO MATERIAL CÂMARA TRANSFORMADORA Unid. Quant. V. unit.r$ V. TotalR$ Placa de

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EMPREENDIMENTO COMERCIAL AC GOIANÉSIA/DR/GO

MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EMPREENDIMENTO COMERCIAL AC GOIANÉSIA/DR/GO MEMORIAL DESCRITIVO DO PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EMPREENDIMENTO COMERCIAL AC GOIANÉSIA/DR/GO 1. GENERALIDADES 1.1 O projeto refere-se às instalações elétricas do empreendimento comercial localizado

Leia mais

índice 02 CONDIÇÕES BÁSICAS Prezado cliente, REDE DE ACESSO PARA INSTALAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS ACOMODAÇÕES DE EQUIPAMENTOS CABOS E CONEXÕES

índice 02 CONDIÇÕES BÁSICAS Prezado cliente, REDE DE ACESSO PARA INSTALAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS ACOMODAÇÕES DE EQUIPAMENTOS CABOS E CONEXÕES Prezado cliente, índice Bem-vindo à GVT. Agora sua empresa conta com soluções inovadoras de voz, dados e Internet com o melhor custo-benefício. Para garantir a qualidade dos serviços e aproveitar todos

Leia mais

Superintendência de Desenvolvimento e Engenharia da Distribuição TD ND-3.3 - TABELAS

Superintendência de Desenvolvimento e Engenharia da Distribuição TD ND-3.3 - TABELAS 02.111-TD/AT-3013a Superintendência de Desenvolvimento e Engenharia da Distribuição TD ND-3.3 - TABELAS Gerência de Desenvolvimento e Engenharia de Ativos da Distribuição TD/AT Belo Horizonte Setembro/2013

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DE

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DE MPN-DP-1/MN-3 29/5/212 RES nº 85/212, 29/5/212 TÍTULO: INSTALAÇÕES BÁSICAS DE BT ISOLADA Página 1 MPN-DP-1/MN-3 29/5/212 RES nº 85/212, 29/5/212 TÍTULO: INSTALAÇÕES BÁSICAS DE BT ISOLADA ÍNDICE CAPÍTULO

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO Código: 0 RES nº 085/2012, Página 1 RES nº 085/2012, ÍNDICE CAPÍTULOS Página 1. OBJETIVO 4 2. APLICAÇÃO 4 3. CONCEITOS 5 4. AFASTAMENTOS MÍNIMOS 6 4.1 Notas Gerais 6 4.2 Condutores e Edificações 7 4.3

Leia mais

2.0 - MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO

2.0 - MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO Pg 2/59 2.0 - MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO 2.1 - IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO 2.1.1 INSTALAÇÃO DE REDE DE ILUMINAÇÃO PÚBILCA DO ACESSO A CIDADE DE CAICÓ, PELA BR 427 E MELHORIA DA QUALIDADE DA REDE DE ILUMINAÇÃO

Leia mais

ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO AÉREAS PRIMÁRIAS COMPACTAS PROTEGIDAS

ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO AÉREAS PRIMÁRIAS COMPACTAS PROTEGIDAS DIRETORIA TÉCNICA - TE SUPERINTENDÊNCIA DE PLANEJAMENTO E ENGENHARIA - TPE GERÊNCIA DE PADRONIZAÇÃO - TPPA Assunto: MONTAGEM ELETROMECÂNICA Título: ESTRUTURAS PARA REDES COMPACTAS PROTEGIDAS PT.RD.06.002

Leia mais

Número PE022/2015. Fornecedor. Pregão. Item Descrição do Material UF Quantidade Preço Unitário Preço Total Marca / Modelo Prazo Entrega

Número PE022/2015. Fornecedor. Pregão. Item Descrição do Material UF Quantidade Preço Unitário Preço Total Marca / Modelo Prazo Entrega Folha 1 UNIVERSIDADE DO SUDOESTE DA - CAMPUS VITORIA DA CO 1 ALICATE, universal, de 8 polegadas, em aco, cabo com isolacao para 1000 volts e em conformidade com norma ABNT NBR vigente no que diz respeito

Leia mais

DOC. NT NT MONTAGEM DE REDES E LINHAS ÁREAS DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA. INDICE 1. OBJETIVO... 02 2. ÂMBITO DE APLICAÇÃO...

DOC. NT NT MONTAGEM DE REDES E LINHAS ÁREAS DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA. INDICE 1. OBJETIVO... 02 2. ÂMBITO DE APLICAÇÃO... REV. Página 1 de 149 INDICE Página 1. OBJETIVO... 02 2. ÂMBITO DE APLICAÇÃO... 02 3. NORMAS E/OU DOCUMEOS COMPLEMEARES... 03 4. CONDICÕES GERAIS... 05 5. CONDIÇÕES ESPECÍFICAS... 06 SEÇÃO 5.1 POSTES E

Leia mais

Realizar novas ligações. Executa ligação BT. HISTÓRICO DE MODIFICAÇÕES Edição Data Alterações em relação à edição anterior

Realizar novas ligações. Executa ligação BT. HISTÓRICO DE MODIFICAÇÕES Edição Data Alterações em relação à edição anterior Fornecimento de Energia Elétrica a Edificações de Múltiplas Unidades Consumidoras do Programa Minha Casa Minha Vida com Telemedição Processo Atividade Realizar novas ligações Executa ligação BT Código

Leia mais

REDES DE DISTRIBUIÇÃO ADENDO 1 MANUAL DE PROCEDIMENTOS DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO

REDES DE DISTRIBUIÇÃO ADENDO 1 MANUAL DE PROCEDIMENTOS DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO MPN-DP-/MN-002 MANUAL DE Página 1 de 26 08/03/26 RES nº. 053/26, 08/03/26 MANUAL DE ADENDO 1 MPN-DP-/MN-002 Página 2 de 26 08/03/26 RES nº. 053/26, 08/03/26 Sumário 1. OBJETIVO... 3 2. APLICAÇÃO... 3 3.

Leia mais

SUMÁRIO. CÓDIGO: NTD DATA DE VIGÊNCIA: 02/05/2016 TÍTULO: Estruturas de Banco de Reguladores de Tensão VERSÃO NORMA: 1.

SUMÁRIO. CÓDIGO: NTD DATA DE VIGÊNCIA: 02/05/2016 TÍTULO: Estruturas de Banco de Reguladores de Tensão VERSÃO NORMA: 1. SUMÁRIO REGULADOR DE TENSÃO ESTRELA ATERRADO 23 kv...2 REGULADOR DE TENSÃO DELTA ABERTO 13,8 kv...7 REGULADOR DE TENSÃO DELTA FECHADO 13,8 kv... 11 ALTERAÇÕES... 15 Estruturas Instalações de Equipamentos

Leia mais

MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO

MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO Dados do cliente Proprietário: Roney Casagrande CPF: 765.425.990-53 Endereço: Estrada Pinhal da Serra, n 04452, Interior Cidade: Pinhal da Serra RS CEP: 95.390-000 Dados da

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES ELÉTRICAS SITE: www.amm.org.br- E-mail: engenharia@amm.org.br AV. RUBENS DE MENDONÇA, N 3.920 CEP 78000-070 CUIABÁ MT FONE: (65) 2123-1200 FAX: (65) 2123-1251 MEMORIAL DESCRITIVO ELÉTRICO MEMORIAL DESCRITIVO INSTALAÇÕES

Leia mais

CRITÉRIO DE PROJETO CP 015 DISTRIBUIÇÃO AÉREA ECONÔMICA - DAE

CRITÉRIO DE PROJETO CP 015 DISTRIBUIÇÃO AÉREA ECONÔMICA - DAE CRITÉRIO DE PROJETO CP 015 DISTRIBUIÇÃO AÉREA ECONÔMICA - DAE DOCUMENTO NORMATIVO CRITÉRIO DE PROJETO DISTRIBUIÇÃO AÉREA ECONÔMICA - DAE Código Página Revisão Emissão CP 015 I 1 JAN/2004 APRESENTAÇÃO A

Leia mais

DEFINIÇÕES. Entrada de energia. Entrada de serviço

DEFINIÇÕES. Entrada de energia. Entrada de serviço 1 Entrada de energia DEFINIÇÕES Instalação de responsabilidade do consumidor, compreendendo ramal de entrada, poste particular ou pontalete, caixas, dispositivos de proteção, eletrodo de aterramento e

Leia mais

Iguaçu Distribuidora de Energia Elétrica Ltda.

Iguaçu Distribuidora de Energia Elétrica Ltda. Iguaçu Distribuidora de Energia Elétrica Ltda. NORMA PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA REDE DE DISTRIBUIÇÃO SECUNDÁRIA BT MULTIPLEXADA 1ª edição Versão 1.0 out/09 [Digite texto] MEDIDAS DE CONTROLE Revisão:

Leia mais

ANEXO VII PREÇOS ORIENTATIVOS EDITAL DE CONCORRÊNCIA Nº. 003/2010

ANEXO VII PREÇOS ORIENTATIVOS EDITAL DE CONCORRÊNCIA Nº. 003/2010 EDITAL DE CONCORRÊNCIA Nº. 003/2010 Valor estimado para licitação. 1. A quantidade estimada para a contratação dos serviços objeto deste projeto, pelo período de 12 (doze) meses, é de US: 1392 ( um mil

Leia mais

CARTA CONVITE FUnC 02/2014

CARTA CONVITE FUnC 02/2014 CARTA CONVITE FUnC 02/2014 A FUnC encaminha a presente Carta Convite, para se houver interesse, participar do processo de fornecimento do seguinte serviço: ABERTURA DE PROPOSTAS PARA APRESENTAÇÃO DE PREÇOS

Leia mais

Lista de Materiais para a Arena Desenho da estrutura

Lista de Materiais para a Arena Desenho da estrutura Lista de Materiais para a Arena Desenho da estrutura Desenho da estrutura (detalhes) Lista de materiais para Arena V RODEIO NACIONALDE ELETRICISTAS Lista de Materias para Arena Item Descrição Quantidade

Leia mais

PADRONIZAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO. Título ESTRUTURAS PARA EQUIPAMENTOS

PADRONIZAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO. Título ESTRUTURAS PARA EQUIPAMENTOS APRESENTAÇÃO 1-1 SUMÁRIO SEÇÃO 1 Apresentação SEÇÃO 2 Transformadores SEÇÃO 3 Chaves Tripolares SEÇÃO 4 Banco de Capacitores SEÇÃO 5 Religadores e Seccionalizadores SEÇÃO 6 Reguladores de Tensão 1 OBJETIVO

Leia mais

Finalidade... : ILUMINAÇÃO PÚBLICA PRAÇA JOÃO PESSOA Nº08

Finalidade... : ILUMINAÇÃO PÚBLICA PRAÇA JOÃO PESSOA Nº08 MEMORIAL DESCRITIVO 1. INTRODUÇÃO: O presente memorial tem por objetivo possibilitar uma visão global do projeto elétrico e da implantação da rede de distribuição em Baixa Tensão e iluminação pública do

Leia mais

ENGENHARIA E PROJETOS ELÉTRICOS LTDA MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ELÉTRICO

ENGENHARIA E PROJETOS ELÉTRICOS LTDA MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ELÉTRICO MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ELÉTRICO OBRA: SUBESTAÇÃO 500KVA PROPRIETÁRIO: TRT TRIBUNAL REGIONALDO TRABALHO 12ºREGIÃO RESPONSÁVEL TÉCNICO: ENG. EMERSON CESAR PADOIN PADOIN ENGENHARIA E PROJETOS LTDA MEMORIAL

Leia mais

Pára-raios de Baixa Tensão para Rede de Distribuição Secundária PRBT - RDS

Pára-raios de Baixa Tensão para Rede de Distribuição Secundária PRBT - RDS Pára-raios de Baixa Tensão para Rede de Distribuição Secundária PRBT - RDS O que é? É um Dispositivo de Proteção contra Surtos Elétricos (DPS) para uso em redes de distribuição de energia elétrica de baixa

Leia mais

SUBESTAÇÃO 300KVA SEC. DE EDUCAÇÃO DO ESTADO DO CE. SEDUC

SUBESTAÇÃO 300KVA SEC. DE EDUCAÇÃO DO ESTADO DO CE. SEDUC Memorial descritivo e de cálculo SUBESTAÇÃO 300KVA SEC. DE EDUCAÇÃO DO ESTADO DO CE. SEDUC 1 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO 2. IDENTIFICAÇÃO 3. CARACTERÍSTICAS DA SUBESTAÇÃO 4. PROJETO ELÉTRICO 4.1. MEMORIAL DESCRITIVO

Leia mais

NORMA TÉCNICA DE DISTRIBUIÇÃO NTD-RE- 001

NORMA TÉCNICA DE DISTRIBUIÇÃO NTD-RE- 001 NORMA TÉCNICA DE DISTRIBUIÇÃO NTD-RE- 001 MONTAGEM DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO COMPACTA PROTEGIDA CLASSE 15 kv DIRETORIA DE ENGENHARIA CORPORATIVA página APRESENTAÇÃO 1. OBJETIVO...03 2. CAMPO DE APLICAÇÃO...03

Leia mais

Edição Data Alterações em relação à edição anterior. Nome dos grupos

Edição Data Alterações em relação à edição anterior. Nome dos grupos Projeto de Rede de Distribuição de IP com Circuito Exclusivo Processo Planejamento, Ampliação e Melhoria da Rede Elétrica Atividade Obras de Distribuição Código Edição Data VR01.03-00.020 1ª Folha 1 DE

Leia mais

NORMA TÉCNICA DE DISTRIBUIÇÃO NTD 2.0

NORMA TÉCNICA DE DISTRIBUIÇÃO NTD 2.0 NTD 2.0.07 REDES SECUNDÁRIAS ISOLADAS RSI PADRÕES BÁSICOS DE 5ª EDIÇÃO AGOSTO-2011 DIRETORIA DE ENGENHARIA SUPERINTENDENCIA DE PLANEJAMENTO E PROJETOS GERÊNCIA DE NORMATIZAÇÃO E TECNOLOGIA 1/34 NORMA TÉCNICA

Leia mais

5 CONDIÇÕES ESPECÍFICAS 5.1 Material: A armação da caixa deve ser feita com cantoneiras de aço-carbono, ABNT 1010 a 1020, laminado.

5 CONDIÇÕES ESPECÍFICAS 5.1 Material: A armação da caixa deve ser feita com cantoneiras de aço-carbono, ABNT 1010 a 1020, laminado. CAIXA DE MEDIÇÃO EM 34, kv 1 OBJETIVO Esta Norma padroniza as dimensões e estabelece as condições gerais e específicas da caixa de medição a ser utilizada para alojar TCs e TPs empregados na medição de

Leia mais

Sistema Normativo Corporativo

Sistema Normativo Corporativo Sistema Normativo Corporativo PADRÃO TÉCNICO COMPACTA (REDE COMPACTA SPACER CABLE) VERSÃO Nº ATA Nº DATA DATA DA VIGÊNCIA 00-13/07/2009 13/07/2009 APROVADO POR José Rubens Macedo Junior SUMÁRIO 1. RESUMO...3

Leia mais

PADRONIZAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA COM CABOS COBERTOS FIXADOS EM ESPAÇADORES APRESENTAÇÃO

PADRONIZAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA COM CABOS COBERTOS FIXADOS EM ESPAÇADORES APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO 1-1 SUMÁRIO SEÇÃO 1 Apresentação SEÇÃO 2 Engastamento de postes SEÇÃO 3 Afastamentos mínimos SEÇÃO 4 Instalações básicas SEÇÃO 5 Amarrações SEÇÃO 6 Cruzamentos SEÇÃO 7 Conexões e Emendas SEÇÃO

Leia mais

ANEXO XIII - MEMORIAL DESCRITIVO 2.1 GENERALIDADES

ANEXO XIII - MEMORIAL DESCRITIVO 2.1 GENERALIDADES ANEXO XIII - MEMORIAL DESCRITIVO 2.1 GENERALIDADES O presente memorial descritivo refere-se às instalações de média e baixa tensão e equipamentos elétricos para implantação do novo sistema de iluminação

Leia mais

DECISÃO TÉCNICA DT-144/2013 R-00

DECISÃO TÉCNICA DT-144/2013 R-00 DIRETORIA TÉCNICA PLANEJAMENTO E ENGENHARIA DA REDE DT-144/2013 DECISÃO TÉCNICA DT-144/2013 R-00 INSTALAÇÃO DE CAIXA DE PROTEÇÃO SECUNDÁRIA NA REDE DE BAIXA TENSÃO FOLHA DE CONTROLE DECISÃO TÉCNICA INSTALAÇÃO

Leia mais

TORRE ESTAIADA ESPECIFICAÇÃO DOS MATERIAIS CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS ACESSÓRIOS

TORRE ESTAIADA ESPECIFICAÇÃO DOS MATERIAIS CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS ACESSÓRIOS TORRE ESTAIADA A torre estaiada é a solução mais econômica por atingir grandes alturas e com elevada capacidade de carga, porém exige-se disponibilidade de terreno para sua instalação. Possui seção transversal

Leia mais

ND - 5.1 6-1 CÁLCULO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA

ND - 5.1 6-1 CÁLCULO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA ND - 5.1 6-1 CÁLCULO DA CARGA INSTALADA E DA DEMANDA 1. DETERMINAÇÃO DA CARGA INSTALADA a) Para definição do tipo de fornecimento, o consumidor deve determinar a carga instalada, somando-se a potência

Leia mais

SUBESTAÇÃO 150KVA SEC. DE SAÚDE DO ESTADO DO CE. SESA

SUBESTAÇÃO 150KVA SEC. DE SAÚDE DO ESTADO DO CE. SESA Memorial descritivo e de cálculo SUBESTAÇÃO 150KVA SEC. DE SAÚDE DO ESTADO DO CE. SESA 1 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO 2. IDENTIFICAÇÃO 3. CARACTERÍSTICAS DA SUBESTAÇÃO 4. PROJETO ELÉTRICO 4.1. MEMORIAL DESCRITIVO

Leia mais

SISTEMA DE DOCUMENTOS NORMATIVOS SUBSISTEMA DE NORMAS TÉCNICAS

SISTEMA DE DOCUMENTOS NORMATIVOS SUBSISTEMA DE NORMAS TÉCNICAS APRESENTAÇÃO...4 1 OBJETIVO...3 2 AMPLITUDE...3 3 RESPONSABILIDADE QUANTO AO CUMPRIMENTO...3 4 CONCEITUAÇÃO...3 4.1 REDE DE DISTRIBUIÇÃO...3 4.2 REDE DE DISTRIBUIÇÃO URBANA RDU...3 4.3 REDE DE DISTRIBUIÇÃO

Leia mais

NORMA TÉCNICA PADRÃO DE ESTRUTURAS DE REDE AÉREA SECUNDÁRIA COM CABOS MULTIPLEX NTD-07

NORMA TÉCNICA PADRÃO DE ESTRUTURAS DE REDE AÉREA SECUNDÁRIA COM CABOS MULTIPLEX NTD-07 NORMA TÉCNICA PADRÃO DE ESTRUTURAS DE REDE AÉREA SECUNDÁRIA COM CABOS MULTIPLEX NTD-07 PÁG. APRESENTAÇÃO... 0/55. OBJETIVO... 0/55. AMPLITUDE... 0/55. RESPONSABILIDADE QUANTO AO CUMPRIMENTO... 0/55 4.

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUMÁRIO CONTEÚDO PG.. Instalações Elétricas Gerais 02.1. Geral 02.2. Normas 02.3. Escopo de Fornecimento 02.4. Características Elétricas para Iluminação de Uso Geral 02.4.1. Geral 02.4.2. Tensões de Alimentação

Leia mais

NORMA TÉCNICA. NTE-001 MONTAGEM DE REDES PRIMÁRIAS DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA COM CABOS COBERTOS CLASSE 15 kv. Cuiabá Mato Grosso - Brasil

NORMA TÉCNICA. NTE-001 MONTAGEM DE REDES PRIMÁRIAS DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA COM CABOS COBERTOS CLASSE 15 kv. Cuiabá Mato Grosso - Brasil NORMA TÉCNICA NTE-001 MONTAGEM DE REDES PRIMÁRIAS DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA COM CABOS COBERTOS CLASSE 15 kv Cuiabá Mato Grosso - Brasil APRESENTAÇÃO 1- OBJETIVO...04 2- CAMPO DE APLICAÇÃO...04

Leia mais

CONECTORES PARA CABOS FLEXÍVEIS RAMAIS DE LIGAÇÃO E MEDIDORES

CONECTORES PARA CABOS FLEXÍVEIS RAMAIS DE LIGAÇÃO E MEDIDORES TÍTULO ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DA DISTRIBUIÇÃO CONECTORES PARA CABOS FLEXÍVEIS RAMAIS DE LIGAÇÃO E MEDIDORES CÓDIGO ESP-I-GPC-01/13 VERSÃO Nº APROVAÇÃO DATA DATA DA VIGÊNCIA R0 20/05/2013 CONTROLE DE REVISÃO

Leia mais

CABOS ISOLADOS / COBERTOS DE BAIXA TENSÃO (até 1kV) Nota: Sob consulta, os cabos Forex, Flexonax, Forenax, Forefix podem ser fornecidos com armadura Fio e Cabo WPP Cordão FOREPLAST (300 V) Os fios WPP

Leia mais

PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS MEMORIAL DESCRITIVO

PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS MEMORIAL DESCRITIVO Instalação Nobreak 60 KVA - 380 V PROPRIETÁRIO: Procuradoria Geral de Justiça. 1 MEMORIAL DESCRITIVO 1. IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO DADOS DO PROPRIETÁRIO

Leia mais

Planilha de Preços Unitários MÁXIMOS

Planilha de Preços Unitários MÁXIMOS Planilha de Preços Unitários MÁXIMOS E0000-ET-E04-514-003 Original Item LOCAL DOS SERVIÇOS VALORES 1 IMPLANTAÇÃO DO SPDA DE MACAÍBA R$ 203.175,56 2 IMPLANTAÇÃO DO SPDA DE VELHINHO R$ 180.463,77 3 IMPLANTAÇÃO

Leia mais

REGULAMENTO DE INSTALAÇÕES CONSUMIDORAS FORNECIMENTO EM TENSÃO PRIMÁRIA REDES COMPACTAS

REGULAMENTO DE INSTALAÇÕES CONSUMIDORAS FORNECIMENTO EM TENSÃO PRIMÁRIA REDES COMPACTAS REGULAMENTO DE INSTALAÇÕES CONSUMIDORAS FORNECIMENTO EM TENSÃO PRIMÁRIA REDES COMPACTAS 3ª Edição Versão 1.0 Fevereiro/2012 1 Responsáveis Técnicos pela revisão: Fabiano Casanova Schurhaus Engenheiro Eletricista

Leia mais

PADRONIZAÇÃO DE ENTRADA DE ENERGIA ELÉTRICA DE UNIDADES CONSUMIDORAS DE BAIXA TENSÃO E-321.0001

PADRONIZAÇÃO DE ENTRADA DE ENERGIA ELÉTRICA DE UNIDADES CONSUMIDORAS DE BAIXA TENSÃO E-321.0001 PADRONIZAÇÃO DE ENTRADA DE ENERGIA ELÉTRICA DE UNIDADES CONSUMIDORAS DE BAIXA TENSÃO E - 3 2 1. 0 0 0 1 N O V E M B R O 2 0 0 7 PADRONIZAÇÃO DE ENTRADA DE ENERGIA ELÉTRICA DE UNIDADES CONSUMIDORAS DE BAIXA

Leia mais

AFASTAMENTOS MÍNIMOS PADRONIZADOS

AFASTAMENTOS MÍNIMOS PADRONIZADOS AFASTAMENTOS MÍNIMOS PADRONIZADOS 1000 (máximo) 1750 450 500 600 VISTA LATERAL 1800 12000 100 1000 150 7300 VISTA FRONTAL VISTA SUPERIOR (1) Sem escala. (2) Medidas em milímetros. (3) Deverá atender os

Leia mais

R & R Projetos e Instalações Ltda ( MASTER Engenharia em Eletricidade)

R & R Projetos e Instalações Ltda ( MASTER Engenharia em Eletricidade) PROJETO ELÉTRICO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DA BAHIA CEFET - BA MEMORIAL DESCRITIVO Este projeto visa a unificação de medição de média tensão, reforma da subestação II e instalação de alimentadores

Leia mais

NORMA TÉCNICA DE DISTRIBUIÇÃO NTD-20

NORMA TÉCNICA DE DISTRIBUIÇÃO NTD-20 NORMA TÉCNICA DE DISTRIBUIÇÃO NTD-20 MONTAGEM DE REDES PRIMÁRIAS DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA AÉREA, URBANA COM CABOS COBERTOS EM ESPAÇADORES CLASSE 15 kv página APRESENTAÇÃO 1. OBJETIVO...03 2.

Leia mais