PADRÃO TÉCNICO SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO REDES DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA COM CONDUTORES NUS PT.DT.PDN POSTE DE CONCRETO DE SEÇÃO DUPLO T

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PADRÃO TÉCNICO SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO REDES DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA COM CONDUTORES NUS PT.DT.PDN.03.05.012 01 POSTE DE CONCRETO DE SEÇÃO DUPLO T"

Transcrição

1 SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO PADRÃO TÉCNICO CÓDIGO TÍTULO VERSÃO REDES DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA COM CONDUTORES NUS PT.DT.PDN APROVADO POR PAULO JORGE TAVARES DE LIMA DSEE 11/12/2014 DATA

2 SUMÁRIO 1. OBJETIVO HISTÓRICO DAS REVISÕES APLICAÇÃO REFERÊNCIAS EXTERNAS DEFINIÇÕES DESCRIÇÃO E RESPONSABILIDADES Condições Gerais Afastamentos mínimos REGISTROS DA QUALIDADE ANEXOS... 4 PÁGINA 2 DE 57

3 1. OBJETIVO Estabelecer os padrões de montagem de estruturas básicas em poste de concreto duplo T em rede de distribuição aérea com condutores nus em área rural. 2. HISTÓRICO DAS REVISÕES Versão Início da Vigência Responsáveis Seções atingidas / Descrição 01 11/12/2014 Elaboração: Edson Yakabi, Guilherme Sales Vieira, Luana de Melo Gomes 3. APLICAÇÃO Aprovação: Paulo J. Tavares de Lima Este padrão técnico é aplicado à EDP Bandeirante. 4. REFERÊNCIAS EXTERNAS Na aplicação desta padronização é necessário consultar: Emissão inicial. Esse documento cancela e substitui o PT.PN NBR Rede de distribuição de energia elétrica Compartilhamento de infra-estrutura com redes de telecomunicações NBR Redes de distribuição aérea de energia elétrica com condutores nus NR-10 - Segurança em instalações e serviços em eletricidade NBR Via Férrea Travessia Elétrica Requisitos NBR Projeto de linhas aéreas de transmissão de energia elétrica 5. DEFINIÇÕES Para os efeitos deste Padrão são adotadas as definições da NBR DESCRIÇÃO E RESPONSABILIDADES 6.1. Condições Gerais As estruturas apresentadas nesta padronização são estruturas básicas, podendo ser criadas e/ou adotadas outras combinações de estruturas, obedecendo aos princípios básicos aqui estabelecidos. Além de servirem como base para a construção de novas redes de distribuição com poste duplo T, também são encontradas em redes de distribuição aéreas já existentes com poste de madeira. O presente Padrão foi elaborado com base na norma NBR e aplica-se em toda área de concessão da EDP Bandeirante, devendo ser aplicado nas seguintes ocasiões: 6.2. Afastamentos mínimos Construção de rede de distribuição rural; Manutenção da rede de distribuição rural já existente. Deve-se obedecer todos os afastamentos mínimos apresentados na NBR Em ferrovias eletrificadas ou eletrificáveis, a distância mínima do condutor ao boleto dos trilhos é de 12 metros para tensões até 36,2 kv, conforme ABNT NBR E para tensões superiores a 36,2 kv, consultar a ABNT NBR PÁGINA 3 DE 57

4 Em rodovias estaduais, a distância mínima do condutor ao solo deve obedecer à legislação específica do órgão estadual. Na falta de regulamentação estadual obedecer às distâncias entre condutores de um mesmo circuito apresentadas na NBR REGISTROS DA QUALIDADE Não aplicável. 8. ANEXOS A. DESENHOS 001. Engastamento de Poste - Fundação Normal 002. Engastamento de Poste - Detalhes da Fundação 003. Primário - Simbologia 004. Primário - Estrutura U Primário - Estrutura U Primário - Estrutura U Primário - Estrutura U Primário - Estrutura U Primário - Estrutura N Primário - Estrutura N Primário - Estrutura M Primário - Estrutura M Primário - Estrutura M Primário - Estrutura M Primário - Estrutura M Primário - Estrutura B Primário - Estrutura B Primário - Estrutura B Primário - Estrutura B Primário - Estrutura T Primário - Estrutura T Primário - Estrutura T Primário - Estrutura T Primário - Estrutura TE 025. Estruturas Básicas de Rede Secundária 026. Estrutura Secundária S Estrutura Secundária S Estrutura Secundária S Estrutura Secundária S Estrutura Secundária S Estrutura Secundária S Estrutura Secundária S Estrutura Secundária - AF 034. Estaiamento Estai de Âncora 035. Estaiamento Âncora em Rocha e Pântano PÁGINA 4 DE 57

5 036. Estaiamento Estai com Contraposte de Concreto de Seção DT 037. Estaiamento Cruzeta a Poste de Concreto de Seção DT 038. Instalação de Equipamentos Chaves e Pára-Raios Estrutura Monofásica 039. Instalação de Equipamentos Chaves e Pára-Raios Derivação Estrutura Monofásica 040. Instalação de Equipamentos Pára-Raios Estrutura Monofásica 041. Instalação de Equipamentos Pára-Raios Estrutura Trifásica 042. Instalação de Equipamentos Chave Fusível Estrutura N3 Derivação 043. Instalação de Equipamentos Seccionador Unipolar Estrutura Monofásica 044. Instalação de Equipamentos Seccionador Unipolar Estrutura Trifásica 045. Amarrações e Ligações Amarração e Ligação do Aterramento 046. Seccionamento de Cerca Cerca Paralela 047. Aterramento de Cerca Cercas Transversais B. TABELAS 001. Postes de concreto duplo T 002. Códigos de mãos de obra 003. Cabos de alumínio 004. Cabos de alumínio com alma de aço 005. Códigos de mão de obra para instalação de condutores 006. Conjuntos de listas técnicas Condutores PÁGINA 5 DE 57

6 ANEXO A DESENHOS PÁGINA 6 DE 57

7 L e Notas: 1. A profundidade do engastamento e, para qualquer tipo de poste, é calculada pela equação: Onde: L e 60( m) 10 e é o engastamento, expresso em metros (m), com valor mínimo igual a 1,50m; L é o comprimento do poste, expresso em metros (m) Engastamento de Poste Fundação Normal PÁGINA 7 DE 57

8 F F F e b d L Terra bem socada em camadas de 200 mm e n Solo não atingido pela escavação 300 n e Concreto com traço adequado Tora de madeira, matacão ou pré-moldado de concreto F F F m Engastamento simples Base reforçada Base concretada 002. Engastamento de Poste Detalhes da Fundação 01 / 02 PÁGINA 8 DE 57

9 Notas: Comprimento do Poste Resistência do Poste Concreto (dan) Concreto Seção DT Simples Reforçado Concretado Resistência Máxima (dan) Resistência Máxima (dan) Dimensões de Escora (nxm) Resistência Máxima (dan) Diâmetro Mínimo da Vala (m) ,2 x 1, , ,2 x 1, ,2 x 1, ,1 1. No engastamento simples, o terreno em volta do poste deve ser reconstruído, socando-se compactamente as camadas de 0,20 m de terra até o nível do solo. 2. Recomenda-se misturar brita, cascalho ou pedras na terra de enchimento da vala e molhar antes de socar energicamente as camadas de 0,20 m de reconstituição do solo. 3. Os valores de resistência do engastamento para poste com base reforçada calculados na tabela acima consideram a distância entre o nível do terreno e a face superior do reforço, igual a 0,30m. 4. O matação, placa ou escora devem ter uma espessura mínima que lhes dê rigidez mecânica, para o engastamento reforçado. 5. Especificações: Conforme NBR Dimensões em milímetros Engastamento de Poste Detalhes da Fundação 02 / 02 PÁGINA 9 DE 57

10 Pino Simples Pino duplo Fim de linha Ancoragem dupla Monofásico - U U1 U2 U3 U4 Triangular - T Beco - B Meio beco - M Normal - N N M1 M2 M3 M4 B1 B2 B3 B4 T3 T4 T1 T2 Especial TE Primário Simbologia PÁGINA 10 DE 57

11 F233/F84 I3 F29 F233 Ângulos P7 Tangentes Item Descrição Unid. Qtd. Código de Referência F84 Arruela quadrada kg 0, DT.PN I3 Isolador de pino - 15kV pç MP M5 Laço de topo pré-formado pç 1 variável F233 Parafuso de cabeça quadrada - M16x250 mm pç DT.PN F29 Pino de topo - 15kV pç DT.PN P7 Poste de concreto Duplo T pç 1 variável DT.PN M5 Código da Lista Técnica Não Energizada Energizada Estrutura U1 PÁGINA 11 DE 57

12 I3 F29 F233 M8 Item Descrição Unid. Qtd. Código de Referência I3 Isolador de pino - 15kV pç MP M8 Laço lateral duplo pré-formado pç 1 variável F233 Parafuso de cabeça quadrada - M16x250 mm pç DT.PN F29 Pino de topo - 15kV pç DT.PN P7 Poste de concreto Duplo T pç 1 variável DT.PN P7 Código da Lista Técnica Não Energizada Energizada Estrutura U2 PÁGINA 12 DE 57

13 F84 F85 M1 F235 I12 F83 F85/F84 Item Descrição Unid. Qtd. Código de Referência M1 Alça pré-formada de distribuição pç 1 variável F84 Arruela quadrada kg 0, DT.PN I12 Isolador bastão polimérico - 15kV pç DT.PN F83 Manilha sapatilha pç MP F235 Parafuso de cabeça quadrada - M16x350mm pç DT.PN F85 Porca olhal pç DT.PN P7 Poste de concreto Duplo T pç 1 variável DT.PN P7 Código da Lista Técnica Não Energizada Energizada Estrutura U3 PÁGINA 13 DE 57

14 I3 F29 F M1 F83 F217 F85 I12 F217/ F84 M5 Alternativa Item Descrição Unid. Qtd. Código de Referência M1 Alça pré-formada de distribuição pç 2 variável F84 Arruela quadrada kg 0, DT.PN I12 Isolador bastão polimérico - 15kV pç DT.PN I3 Isolador de pino - 15kV pç MP M5 Laço de topo pré-formado pç 1 variável F83 Manilha sapatilha pç MP F233 Parafuso de cabeça quadrada - M16x250 mm pç DT.PN F217 Parafuso espaçador tipo 1 - M16x350 mm pç ES.PN F29 Pino de topo - 15kV pç DT.PN F85 Porca olhal pç DT.PN P7 Poste de concreto Duplo T pç 1 variável DT.PN P7 Código da Lista Técnica Não Energizada Energizada Estrutura U4 PÁGINA 14 DE 57

15 M7 I3 F29 F229 M1 F229 I12 M7 F84/F85 Item Descrição Unid. Qtd. Código de Referência M1 Alça pré-formada de distribuição pç 1 variável F84 Arruela quadrada kg 0, DT.PN I12 Isolador bastão polimérico - 15kV pç DT.PN I3 Isolador de pino - 15kV pç MP M7 Laço lateral pré-formado pç 2 variável F83 Manilha sapatilha pç MP F229 Parafuso de cabeça quadrada - M16 pç 2 variável DT.PN F29 Pino de topo - 15kV pç DT.PN F85 Porca olhal pç DT.PN P7 Poste de concreto Duplo T pç 1 variável DT.PN P Estrutura U3-2 PÁGINA 15 DE 57

16 R6 F231 F4 F231 Item Descrição Unid. Qtd. Código de Referência M1 Alça pré-formada de distribuição pç 3 variável F84 Arruela quadrada kg 0, DT.PN R6 Cruzeta polimérica 2000mm pç DT.PN I12 Isolador bastão polimérico - 15kV pç DT.PN F83 Manilha sapatilha pç MP F4 Mão francesa plana tipo 1 pç DT.PN F217 Parafuso espaçador tipo 4 - M16x500 mm pç ES.PN F231 Parafuso de cabeça quadrada - M16 pç 6 variável DT.PN F85 Porca olhal pç DT.PN P7 Poste de concreto Duplo T pç 1 variável DT.PN F217 F83 P7 F85 I12 F217 M1 Código da Lista Técnica Não Energizada Energizada Estrutura N3 PÁGINA 16 DE 57

17 I3 F26 R6 F4 F229 M8 F84 /F229 F83 F84/F85 I12 Item Descrição Unid. Qtd. Código de Referência M1 Alça pré-formada de distribuição pç 3 variável F84 Arruela quadrada kg 0, DT.PN R6 Cruzeta polimérica 2000mm pç DT.PN I12 Isolador bastão polimérico - 15kV pç DT.PN I3 Isolador de pino - 15kV pç MP M8 Laço lateral duplo pré-formado pç 3 variável F83 Manilha sapatilha pç MP F4 Mão francesa plana tipo 1 pç DT.PN F217 Parafuso espaçador sem cabeça pç 2 variável ES.PN F229 Parafuso de cabeça quadrada - M16 pç 6 variável DT.PN F26 Pino de isolador - 15kV pç DT.PN F85 Porca olhal pç DT.PN P7 Poste de concreto Duplo T pç 1 variável DT.PN P7 M1 F Estrutura N3-2 PÁGINA 17 DE 57

18 I3 F26 F1 R6 F84/F229 M5 P7 F84/F229 Item Descrição Unid. 1F 2F 3F Código de Referência F84 Arruela quadrada kg 0,11 0,11 0, DT.PN R6 Cruzeta polimérica 2000mm pç DT.PN I3 Isolador de pino - 15kV pç MP M5 Laço de topo pré-formado pç variável F1 Mão francesa tipo 1 pç DT.PN F229 Parafuso de cabeça quadrada - M16 pç variável DT.PN F26 Pino de isolador - 15kV pç DT.PN P7 Poste de concreto Duplo T pç variável DT.PN Código da Lista Técnica Não Energizada Energizada 1 Fase 2 fases 3 fases 1 Fase 2 fases 3 fases Estrutura M1 PÁGINA 18 DE 57

19 I3 F26 R6 F1 F229 F84/F229 F84/F217 P7 Item Descrição Unid. 1F 2F 3F Código de Referência F84 Arruela quadrada kg 0,3 0,3 0, DT.PN R6 Cruzeta polimérica 2000mm pç DT.PN I3 Isolador de pino - 15kV pç MP M8 Laço lateral duplo pré-formado pç variável F1 Mão francesa tipo 1 pç DT.PN F217 Parafuso espaçador tipo 4 - M16x500 mm pç ES.PN F229 Parafuso de cabeça quadrada - M16 pç variável DT.PN F26 Pino de isolador - 15kV pç DT.PN P7 Poste de concreto Duplo T pç variável DT.PN F84 M8 Código da Lista Técnica Não Energizada Energizada 1 Fase 2 fases 3 fases 1 Fase 2 fases 3 fases Estrutura M2 PÁGINA 19 DE 57

20 F229 R6 F229 F1 I12 M1 F84 P7 F84/F217 F84/ F85 Item Descrição Unid. 1F 2F 3F Código de Referência M1 Alça pré-formada de distribuição pç variável F84 Arruela quadrada kg 0,4 0,4 0, DT.PN R6 Cruzeta polimérica 2000mm pç DT.PN I12 Isolador bastão polimérico - 15kV pç DT.PN F83 Manilha sapatilha pç MP F1 Mão francesa tipo 1 pç DT.PN F217 Parafuso espaçador tipo 4 - M16x500 mm pç ES.PN F229 Parafuso de cabeça quadrada - M16 pç variável DT.PN F85 Porca olhal pç DT.PN P7 Poste de concreto Duplo T pç 1 variável DT.PN F229 F83 Código da Lista Técnica Não Energizada Energizada 1 Fase 2 fases 3 fases 1 Fase 2 fases 3 fases Estrutura M3 PÁGINA 20 DE 57

21 F26 I3 F1 R6 F26 F229 I3 F1 R6 P7 F229 M5 M1 P7 F84/F229 M5 F84/F85 M1 F84/F229 F84/F229 F84/F217 Item Descrição Unid. 1F 2F 3F Código de Referência M1 F84/F85 Alça pré-formada de distribuição pç variável F84 Arruela quadrada kg 0,32 0,32 0, DT.PN R6 Cruzeta polimérica 2000mm pç DT.PN F83 I12 Isolador bastão polimérico - 15kV pç DT.PN I3 Isolador de pino - 15kV pç MP M5 Laço de topo pré-formado pç variável F83 Manilha sapatilha pç MP F1 Mão francesa tipo 1 pç DT.PN F217 Parafuso espaçador tipo 4 - M16x500 mm pç ES.PN F229 Parafuso de cabeça quadrada - M16 pç variável DT.PN F26 Pino de isolador - 15kV pç DT.PN F85 Porca olhal pç DT.PN P7 Poste de concreto Duplo T pç variável DT.PN I12 F84/F229 F83 I12 F84/F217 Código da Lista Técnica Não Energizada Energizada 1 Fase 2 fases 3 fases 1 Fase 2 fases 3 fases Estrutura M4 PÁGINA 21 DE 57

22 I3 F26 R6 F1 F229 F84/F229 M1 F84/F229 P7 Item Descrição Unid. 1F 2F 3F Código de Referência M1 Alça pré-formada de distribuição pç variável F84 Arruela quadrada kg 0,4 0,4 0, DT.PN R6 Cruzeta polimérica 2000mm pç DT.PN I12 Isolador bastão polimérico - 15kV pç DT.PN I3 Isolador de pino - 15kV pç MP M8 Laço lateral duplo pré-formado pç variável F83 Manilha sapatilha pç MP F1 Mão francesa tipo 1 pç DT.PN F217 Parafuso espaçador sem cabeça pç variável ES.PN F229 Parafuso de cabeça quadrada - M16 pç variável DT.PN F26 Pino de isolador - 15kV pç DT.PN F85 Porca olhal pç DT.PN P7 Poste de concreto Duplo T pç 1 variável DT.PN F217 F84/F85 I12 F Estrutura M3-2 PÁGINA 22 DE 57

23 I3 F26 R6 F2 F229 F84/F229 P7 F84/F229 Item Descrição Unid. 1F 2F 3F Código de Referência F84 Arruela quadrada kg 0,1 0,1 0, DT.PN R6 Cruzeta polimérica 2000mm pç DT.PN I3 Isolador de pino - 15kV pç MP M5 Laço de topo pré-formado pç variável F2 Mão francesa tipo 2 pç DT.PN F229 Parafuso de cabeça quadrada - M16 pç variável DT.PN F26 Pino de isolador - 15kV pç DT.PN P7 Poste de concreto Duplo T pç variável DT.PN M5 Código da Lista Técnica Não Energizada Energizada 1 Fase 2 fases 3 fases 1 Fase 2 fases 3 fases Estrutura B1 PÁGINA 23 DE 57

24 I3 F26 R6 F2 F229 F84/F217 P7 F84/F229 F84/F229 Item Descrição Unid. 1F 2F 3F Código de Referência F84 Arruela quadrada kg 0,3 0,3 0, DT.PN R6 Cruzeta polimérica 2000mm pç DT.PN I3 Isolador de pino - 15kV pç MP M8 Laço lateral duplo pré-formado pç variável F2 Mão francesa tipo 2 pç DT.PN F217 Parafuso espaçador tipo 4 - M16x500 mm pç variável ES.PN F229 Parafuso de cabeça quadrada - M16 pç variável DT.PN F26 Pino de isolador - 15kV pç DT.PN P7 Poste de concreto Duplo T pç variável DT.PN M8 Código da Lista Técnica Não Energizada Energizada 1 Fase 2 fases 3 fases 1 Fase 2 fases 3 fases Estrutura B2 PÁGINA 24 DE 57

25 R6 F2 F229 P7 F84/F229 M1 F84/F229 Alternativa de fixação do estai F84/F217 F84/F85 Item Descrição Unid. 1F 2F 3F Código de Referência M1 Alça pré-formada de distribuição pç variável F84 Arruela quadrada kg 0,4 0,4 0, DT.PN R6 Cruzeta polimérica 2000mm pç DT.PN I12 Isolador bastão polimérico - 15kV pç DT.PN F2 Mão francesa tipo 2 pç DT.PN F83 Manilha sapatilha pç MP F217 Parafuso espaçador tipo 4 - M16x500 mm pç ES.PN F229 Parafuso de cabeça quadrada - M16 pç variável DT.PN F85 Porca olhal pç DT.PN P7 Poste de concreto Duplo T pç variável DT.PN I12 F83 Código da Lista Técnica Não Energizada Energizada 1 Fase 2 fases 3 fases 1 Fase 2 fases 3 fases Estrutura B3 PÁGINA 25 DE 57

26 I3 F26 I3 R6 F26 F2 R6 F229 P7 F2 F229 P7 Item Descrição Unid. 1F 2F 3F Código de Referência M1 Alça pré-formada de distribuição pç variável F84 Arruela quadrada kg 0,32 0,32 0, DT.PN R6 Cruzeta polimérica 2000mm pç DT.PN I12 Isolador bastão polimérico - 15kV pç DT.PN I3 Isolador de pino - 15kV pç MP M5 Laço de topo pré-formado pç variável F83 Manilha sapatilha pç MP F2 Mão francesa tipo 2 pç DT.PN F217 Parafuso espaçador tipo 4 - M16x500 mm pç ES.PN F229 Parafuso de cabeça quadrada - M16 pç variável DT.PN F26 Pino de isolador - 15kV pç DT.PN F85 Porca olhal pç DT.PN F84/F I12 M5 M1 F84/F229 F84/F229 F85/F84 F84/F217 P7 Poste de concreto Duplo T pç variável DT.PN I12 F83 M5 M1 F84/F229 F85/F84 F84/F217 F83 Código da Lista Técnica Não Energizada Energizada 1 Fase 2 fases 3 fases 1 Fase 2 fases 3 fases Estrutura B4 PÁGINA 26 DE 57

27 I3 F26 F29 F84 R6 F4 Estai lateral Item Descrição Unid. 1F 2F 3F Código de Referência F84 Arruela quadrada kg 0,16 0,16 0, DT.PN R6 Cruzeta polimérica 2000mm pç DT.PN I3 Isolador de pino - 15kV pç MP M5 Laço de topo pré-formado pç variável F4 Mão francesa plana tipo 1 pç DT.PN F231 Parafuso de cabeça quadrada - M16 pç variável DT.PN F26 Pino de isolador - 15kV pç DT.PN F29 Pino de topo - 15kV pç DT.PN P7 Poste de concreto Duplo T pç variável DT.PN P7 M5 F84/F231 Código da Lista Técnica Não Energizada Energizada 1 Fase 2 fases 3 fases 1 Fase 2 fases 3 fases Estrutura T1 PÁGINA 27 DE 57

28 F229 F29 R6 I3 F26 F84 F84 F4 Estai lateral M8 F84/F217 F84/F229 Item Descrição Unid. 1F 2F 3F Código de Referência F84 Arruela quadrada kg 0,43 0,43 0, DT.PN R6 Cruzeta polimérica 2000mm pç DT.PN I3 Isolador de pino - 15kV pç MP M8 Laço lateral duplo pré-formado pç variável F4 Mão francesa plana tipo 1 pç DT.PN F217 Parafuso espaçador tipo 3 - M16x450 mm pç ES.PN F229 Parafuso de cabeça quadrada - M16 pç variável DT.PN F26 Pino de isolador - 15kV pç DT.PN F29 Pino de topo - 15kV pç DT.PN P7 Poste de concreto Duplo T pç variável DT.PN P7 Código da Lista Técnica Não Energizada Energizada 1 Fase 2 fases 3 fases 1 Fase 2 fases 3 fases Estrutura T2 PÁGINA 28 DE 57

29 F84 F4 R6 F84/F229 Item Descrição Unid. 1F 2F 3F Código de Referência M1 Alça pré-formada de distribuição pç variável F84 Arruela quadrada kg 0,3 0,3 0, DT.PN R6 Cruzeta polimérica 2000mm pç DT.PN I12 Isolador bastão polimérico - 15kV pç DT.PN F83 Manilha sapatilha pç MP F4 Mão francesa plana tipo 1 pç DT.PN F217 Parafuso espaçador tipo 3 - M16x450 mm pç ES.PN F229 Parafuso de cabeça quadrada - M16 pç variável DT.PN F85 Porca olhal pç DT.PN P7 Poste de concreto Duplo T pç variável DT.PN P7 I12 F83 F84/F85 M1 F217 Código da Lista Técnica Não Energizada Energizada 1 Fase 2 fases 3 fases 1 Fase 2 fases 3 fases Estrutura T3 PÁGINA 29 DE 57

30 I3 I3 F29 F84 F29 F84 F4 R6 Estai lateral R6 Estai longitudinal F4 Estai lateral P7 M1 Estai longitudinal P7 Item Descrição Unid. 1F 2F 3F Código de Referência M1 Alça pré-formada de distribuição pç variável F84 Arruela quadrada kg 0,16 0,16 0, DT.PN R6 Cruzeta polimérica 2000mm pç DT.PN I12 Isolador bastão polimérico - 15kV pç DT.PN I3 Isolador de pino - 15kV pç MP M5 Laço de topo pré-formado pç 1 variável F83 Manilha sapatilha pç MP F4 Mão francesa plana tipo 1 pç DT.PN F217 Parafuso espaçador tipo 3 - M16x450 mm pç ES.PN F229 Parafuso de cabeça quadrada - M16 pç variável DT.PN F29 Pino de topo - 15kV pç DT.PN F85 Porca olhal pç DT.PN I12 M1 P7 Poste de concreto Duplo T pç variável DT.PN F217 F85 F83 I12 F217 F85 F83 Código da Lista Técnica Não Energizada Energizada 1 Fase 2 fases 3 fases 1 Fase 2 fases 3 fases Estrutura T4 PÁGINA 30 DE 57

31 I3 F29 Estai longitudinal Alternativa F84 R6 F4 /2 /2 TE ângulo Estai lateral Item Descrição Unid. 1F 2F 3F Código de Referência M1 Alça pré-formada de distribuição pç variável F84 Arruela quadrada kg 0,16 0,16 0, DT.PN R6 Cruzeta polimérica 2000mm pç DT.PN I12 Isolador bastão polimérico - 15kV pç DT.PN I3 Isolador de pino - 15kV pç MP M5 Laço de topo pré-formado pç 1 variável F83 Manilha sapatilha pç MP F4 Mão francesa plana tipo 1 pç DT.PN F217 Parafuso espaçador sem cabeça pç variável ES.PN F229 Parafuso de cabeça quadrada - M16 pç variável DT.PN F29 Pino de topo - 15kV pç DT.PN F85 Porca olhal pç DT.PN P7 Poste de concreto Duplo T pç variável DT.PN I12 P7 M1 F83 F85 F Estrutura TE PÁGINA 31 DE 57

32 S43 ( X ) Utilização Ângulos de 0 a 60 S47 ( X ) Utilização Derivação de C - Vertical - 1 S44 ( X ) S45 ( X ) S46 ( X ) Utilização Ponto mecânico - R.T. Utilização Ponto mecânico - F.L. Utilização Ângulos de 60 a 90 S48 ( X ) S49 ( X ) AF ( X ) Utilização Derivação de C - Vertical - 1 Derivação de C-Vertical -II Utilização Ângulos de 0 a 60 Notas: 1. O espaçamento entre condutores é no mínimo 200 mm para vãos até 40 m. 2. Para fins de orçamento (X) = 1,2,3 ou 4 = nº de condutores Estruturas básicas de rede secundária PÁGINA 32 DE 57

33 I6 F76 F84/F229 P16 Item Descrição Unid. 1F 2F 3F 3F+N Código de Referência F76 Armação secundária - 1 estribo pç DT.PN F84 Arruela quadrada kg 0,025 0,05 0,075 0, DT.PN I6 Isolador de roldana pç DT.PN M9 Laço de roldana pré-formado pç variável F229 Parafuso de cabeça quadrada - M16x250 mm pç DT.PN P16 Poste de concreto Duplo T pç variável DT.PN M9 Código da Lista Técnica Não Energizada 1 Fase 2 fases 3 fases 3F+N Notas: 1. O neutro é comum ao primário e ao secundário. 2. Mesmo em circuitos incompletos, devem ser respeitadas a posição e o espaçamento relativo do neutro, fases e controle. 3. As amarrações secundárias são instaladas do lado da rua, exceto quando houver indicações em contrário Estrutura Secundária S43 PÁGINA 33 DE 57

34 PADRÃO TÉCNICO F229 I6 F76 P16 Item Descrição Unid. 1F 2F 3F 3F+N Código de Referência M2 Alça pré-formada de serviço pç variável F76 Armação secundária - 1 estribo pç DT.PN O9 Conector cunha pç variável DT.PN I6 Isolador de roldana pç DT.PN M9 Laço de roldana pré-formado pç variável M9 F229 Parafuso de cabeça quadrada - M16x250 mm pç DT.PN P16 Poste de concreto Duplo T pç variável DT.PN M2 Código da Lista Técnica Não Energizada 1 Fase 2 fases 3 fases 3F+N Notas: 1. O neutro é comum ao primário e ao secundário. 2. Mesmo em circuitos incompletos, devem ser respeitadas a posição e o espaçamento relativo do neutro, fases e controle Estrutura Secundária S44 PÁGINA 34 DE 57

35 PADRÃO TÉCNICO I6 F76 F84/F229 Item Descrição Unid. 1F 2F 3F 3F+N Código de Referência M2 Alça pré-formada de serviço pç variável F76 Armação secundária - 1 estribo pç DT.PN F84 Arruela quadrada kg 0,025 0,05 0,075 0, DT.PN I6 Isolador de roldana pç DT.PN M9 Laço de roldana pré-formado pç variável F229 Parafuso de cabeça quadrada - M16x250 mm pç DT.PN P16 Poste de concreto Duplo T pç variável DT.PN M2 M9 Código da Lista Técnica Não Energizada 1 Fase 2 fases 3 fases 3F+N Notas: 1. O neutro é comum ao primário e ao secundário. 2. Mesmo em circuitos incompletos, devem ser respeitadas a posição e o espaçamento relativo do neutro, fases e controle Estrutura Secundária S45 PÁGINA 35 DE 57

36 PADRÃO TÉCNICO F84 F234 F79 I6 M2 F234 I6 F84 O9 O9 Item Descrição Unid. 1F 2F 3F 3F+N Código de Referência M2 Alça pré-formada de serviço pç variável F76 Armação secundária - 1 estribo pç DT.PN F84 Arruela quadrada kg 0,05 0,1 0,15 0, DT.PN O9 Conector cunha pç variável DT.PN I6 Isolador de roldana pç DT.PN M9 Laço de roldana pré-formado pç variável F229 Parafuso de cabeça quadrada - M16x250 mm pç DT.PN P16 Poste de concreto Duplo T pç variável DT.PN F84 F79 P16 Código da Lista Técnica Não Energizada 1 Fase 2 fases 3 fases 3F+N Estrutura Secundária S46 PÁGINA 36 DE 57

37 PADRÃO TÉCNICO M9 F84 F79 I6 F234 F84 F79 I6 O9 M2 Item Descrição Unid. 1F 2F 3F 3F+N Código de Referência M2 Alça pré-formada de serviço pç variável F76 Armação secundária - 1 estribo pç DT.PN F84 Arruela quadrada kg 0,025 0,05 0,075 0, DT.PN O9 Conector cunha pç variável DT.PN I6 Isolador de roldana pç DT.PN M9 Laço de roldana pré-formado pç variável F229 Parafuso de cabeça quadrada - M16x250 mm pç DT.PN F234 P16 M2 P16 Poste de concreto Duplo T pç variável DT.PN Código da Lista Técnica Não Energizada 1 Fase 2 fases 3 fases 3F+N Estrutura Secundária S47 PÁGINA 37 DE 57

38 PADRÃO TÉCNICO M9 I6 F234 F79 M2 O9 Item Descrição Unid. 1F 2F 3F 3F+N Código de Referência M2 Alça pré-formada de serviço pç variável F76 Armação secundária - 1 estribo pç DT.PN O9 Conector cunha pç variável DT.PN I6 Isolador de roldana pç DT.PN M9 Laço de roldana pré-formado pç variável F229 Parafuso de cabeça quadrada - M16x250 mm pç DT.PN P16 Poste de concreto Duplo T pç variável DT.PN P16 Código da Lista Técnica Não Energizada 1 Fase 2 fases 3 fases 3F+N Estrutura Secundária S48 PÁGINA 38 DE 57

39 I6 F234 F84 O9 I6 F79 O9 M2 Item Descrição Unid. 1F 2F 3F 3F+N Código de Referência M2 Alça pré-formada de serviço pç variável F76 Armação secundária - 1 estribo pç DT.PN F84 Arruela quadrada kg 0,025 0,05 0,075 0, DT.PN O9 Conector cunha pç variável DT.PN I6 Isolador de roldana pç DT.PN F229 Parafuso de cabeça quadrada - M16x250 mm pç DT.PN P16 Poste de concreto Duplo T pç variável DT.PN P16 Código da Lista Técnica Não Energizada 1 Fase 2 fases 3 fases 3F+N Estrutura Secundária S49 PÁGINA 39 DE 57

40 PADRÃO TÉCNICO F16 F80 M9 F84 F235 I6 F200 Item Descrição Unid. 1F 2F 3F 3F+N Código de Referência F80 Afastador de armação secundária pç DT.PN F76 Armação secundária - 1 estribo pç DT.PN F84 Arruela quadrada kg 0,05 0,05 0,05 0, DT.PN I6 Isolador de roldana pç DT.PN M9 Laço de roldana pré-formado pç variável P16 F233 Parafuso de cabeça quadrada - M16x300 mm pç DT.PN F200 Parafuso de cabeça abaulada - M16x45 mm pç ES.PN F76 M9 F84 F16 F235 F200 P16 F76 F80 I6 P16 Poste de concreto Duplo T pç variável DT.PN Código da Lista Técnica Não Energizada 1 Fase 2 fases 3 fases 3F+N Estrutura Secundária AF PÁGINA 40 DE 57

41 F84 F85 F F300 Alça preformada de estai F229 F85 F300 Detalhe Características do terreno (taxa Esforço (dan) de trabalho dan/cm³) Nominal Mínimo F300 Placa de concreto ou tora de madeira Alça preformada de estai Haste de âncora Item Descrição Unid. Qtd. Código de Referência F84 Arruela quadrada kg 0, DT.PN F85 Porca olhal pç DT.PN F300 Sapatilha de aço pç DT.PN F229 Parafuso de cabeça quadrada - M16 pç 1 variável DT.PN Nota: 1. O desenho supõe terreno plano. Em terrenos acidentados, conservar constante o ângulo de Estaiamento Estai de Âncora PÁGINA 41 DE 57

42 F85 45 Vide Nota 45 Haste de âncora ou F229 Rocha Solo 500 mm 1000 Vide Nota Vide nota Terra compactada Âncora em rocha F Âncora em pântano Haste de âncora ou F229 Argamassa de cimento/areia 1:4 45 Concreto com traço adequado Sapata de concreto Argamassa de cimento/areia 1:4 Rocha Nota: 1. A parte dobrada do parafuso ou da haste deve ser engastada no concreto a uma profundidade mínima de 10mm Estaiamento Âncora em Rocha e Pântano PÁGINA 42 DE 57

43 PADRÃO TÉCNICO F84/F229 F300 F85 Alça preformada de estai Cabo de aço 30º (máx.) Alça preformada de estai mín. Item Descrição Unid. Qtd. F84/F85 Código de Referência F84 Arruela quadrada kg 0, DT.PN F229 Parafuso de cabeça quadrada - M16 pç 2 variável DT.PN F85 Porca olhal pç DT.PN F300 Sapatilha de aço pç DT.PN Contraposte de concreto duplo T Notas: 1. A fundação do contraposte deve obedecer aos mesmos critérios da fundação para poste. 2. Em redes que possuem neutro contínuo, é aconselhável, como medida de segurança, aterramento do estai através do neutro Estaiamento Estai com Contraposte de Concreto de Seção DT PÁGINA 43 DE 57

44 PADRÃO TÉCNICO 10 máx. F300 F84/F85 Alça preformada de estai/f300 Cabo de aço Alça preformada de estai Item Descrição Unid. Qtd. Código de Referência F84 Arruela quadrada kg 0, DT.PN F229 Parafuso de cabeça quadrada - M16 pç 2 variável DT.PN F85 Porca olhal pç DT.PN F300 Sapatilha de aço pç DT.PN F85 F84/F229 Notas: 1. O estai de cruzeta a poste absorve, praticamente, todos os esforços do primário. O estaiamento do poste fica, portanto, na dependência dos esforços provenientes da rede secundária nua. 2. O estai de cruzeta aplica-se analogamente à estrutura tipo meio beco. 3. O poste que recebe o esforço do estaiamento exige cálculo e provável esforço. 4. Em redes que possuem neutro contínuo, é aconselhável, como medida de segurança, aterramento do estai através do neutro Estaiamento Cruzeta a Poste de Concreto de Seção DT PÁGINA 44 DE 57

45 Base fusível Para-raios Carga Terra Suporte para fixação de base fusível e para-raios em poste Carga 038. Instalação de Equipamentos Chaves e Pára-Raios Estrutura Monofásica PÁGINA 45 DE 57

46 Para-raios Base fusível Terra Suporte para fixação de base fusível e para-raios em poste Nota: 1. A chave fusível e para-raios podem ser ligados independente à fonte. 2. Para fins de orçamento, conhecer os códigos de lista técnica referentes à estrutura de chave fusível monofásica em poste duplo T listados abaixo: Tipo de Estrutura Código de Lista Técnica Não Energizada Energizada Monofásica Instalação de Equipamentos Chaves e Pára-Raios Derivação Estrutura Monofásica PÁGINA 46 DE 57

47 Para-raios Suporte para fixação de base fusível e para-raios em poste Terra 040. Instalação de Equipamentos Para-raios Estrutura Monofásica PÁGINA 47 DE 57

48 Para-raios Conector Terra Suporte para fixação de base fusível ou para-raios em cruzeta 041. Instalação de Equipamentos Para-raios Estrutura Trifásica PÁGINA 48 DE 57

49 F-47 Código de Lista Técnica - Instalação de Chave Fusível em Poste Duplo T Tipo de Estrutura Não Energizada Energizada 1 Fase 2 fases 3 fases 1 Fase 2 fases 3 fases 0x x * 11447* 11449* 11804* 11806* 11808* T Derivação Ver nota 30 E-9 Nota: 1. Os códigos evidenciados com * se referem a códigos apenas de desinstalação. 2. O desenho mostra um caso de instalação de chave-fusível. Para facilidade de operação, a chave-fusível pode ser instalada fazendo um ângulo de até Instalação de Equipamentos Chave Fusível Estrutura N3 Derivação PÁGINA 49 DE 57

50 Suporte para fixação de base fusível e para-raios em poste (Suporte TL) Chave faca 043. Instalação de Equipamentos Seccionador Unipolar Estrutura Monofásica PÁGINA 50 DE 57

51 Chave faca 044. Instalação de Equipamentos Seccionador Unipolar Estrutura Trifásica PÁGINA 51 DE 57

52 Fio terra passando pelos furos dos poste Haste de aterramento instalada em solo firme Conjuntos de Aterramento para poste Duplo T Descrição Código de Lista Técnica Aterramento de neutro em poste com equipamento Aterramento de neutro em poste sem equipamento Amarrações e Ligações Amarração e Ligação do Aterramento PÁGINA 52 DE 57

53 Rede de distribuição 30 m Seccionador preformado Cada 250 m Cerca bifurcada Detalhe do aterramento Notas: 1. O aterramento deve ser feito através de hastes de aterramento. 2. Os aterramentos e seccionamentos devem ser feitos a cada 250m ao longo de todo o trecho enquanto houver paralelismo situado até 30m do eixo da rede de distribuição. 3. Código de lista técnica para aterramento de cerca: Seccionamento de Cerca Cerca Paralela PÁGINA 53 DE 57

54 Seccionador preformado Vista Frontal 50 m 50 m Planta Rede de distribuição Detalhe do aterramento Aterramento de porteira Notas: 1. Interromper os fios de arame farpado através do seccionador pré-formado para cerca. 2. O aterramento deve ser feito através de hastes de aterramento. 3. Código de lista técnica para aterramento de cerca: Aterramento de Cerca Cercas Transversais PÁGINA 54 DE 57

55 ANEXO B - TABELAS PÁGINA 55 DE 57

56 PADRÃO TÉCNICO Tabela 001. Postes de concreto duplo T Comprimento (m) Resistência nominal (dan) Código Tabela 002. Códigos de mãos de obra Código SAP Descrição de Mão de Obra Estruturas I - ESTRUTURA PRIMÁRIA - MONO Tipo U D - ESTRUTURA PRIMÁRIA - MONO Tipo U I - ESTRUTURA PRIMÁRIA - TIPO 1 M1, B1, T D - ESTRUTURA PRIMÁRIA- TIPO 1 M1, B1, T I - ESTRUTURA PRIMÁRIA - TIPO 2 M2, B2, T D - ESTRUTURA PRIMÁRIA - TIPO 2 M2, B2, T I - ESTRUTURA PRIMÁRIA - TIPO 3 M3, B3, T D - ESTRUTURA PRIMÁRIA - TIPO 3 M3, B3, T I - ESTRUTURA PRIMÁRIA - TIPO 4 M4, B4, T D - ESTRUTURA PRIMÁRIA - TIPO 4 M4, B4, T D - ESTRUTURA SECUNDÁRIA S43, S44, S45, S46, S47, S48, AF I - ESTRUTURA SECUNDÁRIA S43, S44, S45, S46, S47, S48, AF Notas: 1. Exceto as mãos de obra para estruturas secundárias, todas as demais já estão listadas dentro dos conjuntos apropriados. Descrição Tabela 003. Cabos de alumínio Código Internacional Código SAP Ampacidade (A) Massa Nominal (kg / m) Cabo nu CA - 1/0 AWG POPPY ,1476 Cabo nu CA - 3/0 AWG PHLOX ,2341 Cabo nu CA - 336,4 MCM TULIP ,47 PÁGINA 56 DE 57

57 PADRÃO TÉCNICO Descrição Tabela 004. Cabos de alumínio com alma de aço Código Internacional Código SAP Ampacidade (A) Massa Nominal (kg / m) Cabo nu CAA - 4 AWG SWAN ,0856 Cabo nu CAA - 1/0 AWG RAVEN ,2162 Cabo nu CAA - 3/0 AWG PIGEON ,3439 Cabo nu CAA - 336,4 MCM LINNET ,6899 Tabela 005. Códigos de serviço para condutores Código Serviços Descrição de mão de obra Não Energizada energizada Instalar I - CONDUTOR REDE CONV. ATÉ 1/0 AWG Desinstalar D - CONDUTOR REDE CONV. ATÉ 1/0 AWG Instalar 4.16 I CONDUTOR REDE CONV. > 1/0 AWG Desinstalar D CONDUTOR REDE CONV. > 1/0 AWG Tabela 006. Conjuntos de listas técnicas Condutores Descrição Código Internacional Não energizada Energizada Cabo nu CA - 1/0 AWG POPPY Cabo nu CA - 3/0 AWG PHLOX Cabo nu CA - 336,4 MCM TULIP Cabo nu CAA - 4 AWG SWAN Cabo nu CAA - 1/0 AWG RAVEN Cabo nu CAA - 336,4 MCM LINNET PÁGINA 57 DE 57

ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD 035.03.04 REDE COMPACTA - TRANSFORMADOR. Sumário

ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD 035.03.04 REDE COMPACTA - TRANSFORMADOR. Sumário Sumário 1. Objetivo 2. Âmbito de Aplicação 3. Documentos de Referência 4. Requisitos Ambientais 5. Condições Gerais 6. Estrutura CE2H TR (2º Nível) Poste de Concreto de Seção Circular 7. Estrutura CE2H

Leia mais

Redes de Distribuição Aéreas Urbanas de Energia Elétrica

Redes de Distribuição Aéreas Urbanas de Energia Elétrica CEMAR NORMA DE PROCEDIMENTOS Função: Área: Processo: Código: Técnica Técnica Redes de Distribuição Aéreas Urbanas de Energia Elétrica NP-12.306.02 Redes de Distribuição Aéreas Urbanas de Energia Elétrica

Leia mais

Sumário ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD 035.02.04 REDE CONVENCIONAL TRANSFORMADORES

Sumário ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD 035.02.04 REDE CONVENCIONAL TRANSFORMADORES Sumário 1. Objetivo 2. Âmbito de Aplicação 3. Documentos de Referência 4. Requisitos Ambientais 5. Condições Gerais 6. Estruturas Trifásicas com Transformadores 6.1. Estrutura M1 com Transformador 6.2.

Leia mais

PD-4.003. Redes de Distribuição Aérea Urbana 36,2kV. Padrão Técnico da Distribuição. Diretoria de Planejamento e Engenharia

PD-4.003. Redes de Distribuição Aérea Urbana 36,2kV. Padrão Técnico da Distribuição. Diretoria de Planejamento e Engenharia PD-4.003 Redes de Distribuição Aérea Urbana 36,2kV Padrão Técnico da Distribuição Diretoria de Planejamento e Engenharia Gerência de Engenharia Da Distribuição PD-4.003 Redes de Distribuição Aérea Urbana

Leia mais

NORMA TÉCNICA DE DISTRIBUIÇÃO NTE - 028

NORMA TÉCNICA DE DISTRIBUIÇÃO NTE - 028 NORMA TÉCNICA DE DISTRIBUIÇÃO NTE - 028 MONTAGEM DE S PRIMÁRIAS DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA AÉREA, RURAL, COM CONDUTORES NUS - 13,8 E 34,5 kv DIRETORIA DE ENGENHARIA CORPORATIVA INDICE 1- OBJETIVO...

Leia mais

INTRODUÇÃO POSTES ATERRAMENTO ESTAIAMENTO CONDUTORES

INTRODUÇÃO POSTES ATERRAMENTO ESTAIAMENTO CONDUTORES 3$'5 2'((6758785$6 '(/,1+$6(5('(6 PARTE 1 ASPECTOS GERAIS INTRODUÇÃO POSTES ATERRAMENTO ESTAIAMENTO CONDUTORES Gerência de Planejamento e Engenharia Processo de Engenharia e Obras ASPECTOS GERAIS PARTE

Leia mais

NORMA TÉCNICA CELG D. Estruturas para Redes de Distribuição Aéreas Rurais Classes 15 e 36,2 kv. NTC-06 Revisão 1

NORMA TÉCNICA CELG D. Estruturas para Redes de Distribuição Aéreas Rurais Classes 15 e 36,2 kv. NTC-06 Revisão 1 NORMA TÉCNICA CELG D Estruturas para Redes de Distribuição Aéreas Rurais Classes 15 e 36,2 kv NTC-06 Revisão 1 ÍNDICE SEÇÃO TÍTULO PÁGINA 1. INTRODUÇÃO 1 2. OBJETIVO 2 3. NORMAS E DOCUMENTOS COMPLEMENTARES

Leia mais

NORMA DE DISTRIBUIÇÃO UNIFICADA NDU-005 INSTALAÇÕES BÁSICAS PARA CONSTRUÇÃO DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO RURAL

NORMA DE DISTRIBUIÇÃO UNIFICADA NDU-005 INSTALAÇÕES BÁSICAS PARA CONSTRUÇÃO DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO RURAL NORMA DE DISTRIBUIÇÃO UNIFICADA NDU-005 INSTALAÇÕES BÁSICAS PARA CONSTRUÇÃO DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO RURAL SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 2 2. ASPECTOS GERAIS... 2 3. EXCEÇÕES... 2 4. TENSÕES DE FORNECIMENTO...

Leia mais

ÍNDICE NTD-15 MONTAGEM DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA RURAL TRIFÁSICA E MONOFÁSICA 13,8 E 34,5 KV

ÍNDICE NTD-15 MONTAGEM DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA RURAL TRIFÁSICA E MONOFÁSICA 13,8 E 34,5 KV ÍNDICE APRESENTAÇÃO....2 1-OBJETIVO...3 2-AMPLITUDE... 3 3-RESPONSABILIDADE QUANTO AO CUMPRIMENTO...3 4-INSTRUÇÕES GERAIS...3 5-CONDUTORES...4 6-PROCEDIMENTOS...5 6.1- Afastamentos padronizados...5 6.2-Engastamento

Leia mais

NORMA DE DISTRIBUIÇÃO UNIFICADA NDU-004 INSTALAÇÕES BÁSICAS PARA CONSTRUÇÃO DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO URBANA

NORMA DE DISTRIBUIÇÃO UNIFICADA NDU-004 INSTALAÇÕES BÁSICAS PARA CONSTRUÇÃO DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO URBANA NORMA DE DISTRIBUIÇÃO UNIFICADA NDU-004 INSTALAÇÕES BÁSICAS PARA CONSTRUÇÃO DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO URBANA SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 1 2. ASPECTOS GERAIS... 1 3. EXCEÇÕES... 1 4. TENSÕES DE FORNECIMENTO...

Leia mais

ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO AÉREAS PRIMÁRIAS COMPACTAS PROTEGIDAS

ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO AÉREAS PRIMÁRIAS COMPACTAS PROTEGIDAS DIRETORIA TÉCNICA - TE SUPERINTENDÊNCIA DE PLANEJAMENTO E ENGENHARIA - TPE GERÊNCIA DE PADRONIZAÇÃO - TPPA Assunto: MONTAGEM ELETROMECÂNICA Título: ESTRUTURAS PARA REDES COMPACTAS PROTEGIDAS PT.RD.06.002

Leia mais

MONTAGEM DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA RURAL-13,8kV e 34,5kV

MONTAGEM DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA RURAL-13,8kV e 34,5kV MONTAGEM DE S DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA NTD-14 NTD 14 MONTAGEM DE S DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA CONTROLE DE VERSÕES NTD-14 - MONTAGEM DE S DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA Nº.: DATA VERSÃO 1 13/07/4 0 2 03/9 1 NTD 14 MONTAGEM

Leia mais

PADRONIZAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título ESTRUTURAS PARA MONTAGEM DE REDES AÉREAS DE DISTRIBUIÇÃO URBANA SECUNDÁRIA COM CABOS MULTIPLEXADOS APRESENTAÇÃO

PADRONIZAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título ESTRUTURAS PARA MONTAGEM DE REDES AÉREAS DE DISTRIBUIÇÃO URBANA SECUNDÁRIA COM CABOS MULTIPLEXADOS APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO 1-1 SUMÁRIO SEÇÃO 1 Apresentação SEÇÃO 2 Engastamento de postes SEÇÃO 3 Afastamentos mínimos SEÇÃO 4 Instalações básicas SEÇÃO 5 Cruzamentos SEÇÃO 6 Rabichos SEÇÃO 7 Aterramento 1 OBJETIVO

Leia mais

AFASTAMENTOS MÍNIMOS PADRONIZADOS

AFASTAMENTOS MÍNIMOS PADRONIZADOS AFASTAMENTOS MÍNIMOS PADRONIZADOS 11 metros = 150 12 metros = 150 450 1000 máximo 11 metros = 850 12 metros = 1450 800 450 450 11 metros = 1700 12 metros = 1800 11 ou 12 metros 100 11 metros = 1300 12

Leia mais

NORMA TÉCNICA DE DISTRIBUIÇÃO NTD 2.0

NORMA TÉCNICA DE DISTRIBUIÇÃO NTD 2.0 NTD 2.0.07 REDES SECUNDÁRIAS ISOLADAS RSI PADRÕES BÁSICOS DE 5ª EDIÇÃO AGOSTO-2011 DIRETORIA DE ENGENHARIA SUPERINTENDENCIA DE PLANEJAMENTO E PROJETOS GERÊNCIA DE NORMATIZAÇÃO E TECNOLOGIA 1/34 NORMA TÉCNICA

Leia mais

CÓDIGO TÍTULO VERSÃO FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA EM TENSÃO SECUNDÁRIA EDIFICAÇÕES COLETIVAS COM SUBESTAÇÃO INSTALADA NO INTERIOR DA PROPRIEDADE

CÓDIGO TÍTULO VERSÃO FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA EM TENSÃO SECUNDÁRIA EDIFICAÇÕES COLETIVAS COM SUBESTAÇÃO INSTALADA NO INTERIOR DA PROPRIEDADE SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO PADRÃO TÉCNICO CÓDIGO TÍTULO VERSÃO PT.DT.PDN.03.14.009 SECUNDÁRIA EDIFICAÇÕES COLETIVAS COM SUBESTAÇÃO INSTALADA NO INTERIOR DA 01 APROVADO POR PAULO JORGE TAVARES DE LIMA

Leia mais

Redes Protegidas Compactas - Critérios para Projetos e Padronização de Estruturas. Norma. Revisão 03 07/2014 NORMA ND.12

Redes Protegidas Compactas - Critérios para Projetos e Padronização de Estruturas. Norma. Revisão 03 07/2014 NORMA ND.12 Redes Protegidas Compactas - Critérios para Projetos e Padronização de Estruturas Norma 07/2014 NORMA ELEKTRO Eletricidade e Serviços S.A. Diretoria de Operações Rua Ary Antenor de Souza, 321 Jd. Nova

Leia mais

NTE - 023 MONTAGEM DE REDES SECUNDÁRIAS DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA AÉREA TRIFÁSICA, URBANA, COM CONDUTORES ISOLADOS MULTIPLEXADOS

NTE - 023 MONTAGEM DE REDES SECUNDÁRIAS DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA AÉREA TRIFÁSICA, URBANA, COM CONDUTORES ISOLADOS MULTIPLEXADOS NORMA TÉCNICA NTE - 023 MONTAGEM DE REDES SECUNDÁRIAS DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA AÉREA TRIFÁSICA, URBANA, COM CONDUTORES ISOLADOS MULTIPLEXADOS Cuiabá Mato Grosso - Brasil INDICE 1 OBJETIVO...03

Leia mais

Compartilhamento de Infraestrutura de Rede de Distribuição Aérea com Redes de Telecomunicações

Compartilhamento de Infraestrutura de Rede de Distribuição Aérea com Redes de Telecomunicações ID-4.044 Compartilhamento de Infraestrutura de Rede de Distribuição Aérea com Redes de Telecomunicações Diretoria de Engenharia Gerência de Serviços Técnicos ELABORADO: Luiz Eduardo R. Magalhães Gerência

Leia mais

NORMA TÉCNICA. NTE-001 MONTAGEM DE REDES PRIMÁRIAS DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA COM CABOS COBERTOS CLASSE 15 kv. Cuiabá Mato Grosso - Brasil

NORMA TÉCNICA. NTE-001 MONTAGEM DE REDES PRIMÁRIAS DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA COM CABOS COBERTOS CLASSE 15 kv. Cuiabá Mato Grosso - Brasil NORMA TÉCNICA NTE-001 MONTAGEM DE REDES PRIMÁRIAS DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA COM CABOS COBERTOS CLASSE 15 kv Cuiabá Mato Grosso - Brasil APRESENTAÇÃO 1- OBJETIVO...04 2- CAMPO DE APLICAÇÃO...04

Leia mais

NORMA DE DISTRIBUIÇÃO UNIFICADA NDU-010 PADRÕES E ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS DA DISTRIBUIÇÃO

NORMA DE DISTRIBUIÇÃO UNIFICADA NDU-010 PADRÕES E ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS DA DISTRIBUIÇÃO NORMA DE DISTRIBUIÇÃO UNIFICADA NDU-010 PADRÕES E ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS DA DISTRIBUIÇÃO NDU-010 VERSÃO 3.1 JUNHO/2013 SUMÁRIO Item Descrição Classe Desenho 1. Haste de Aço-Cobre para Aterramento...

Leia mais

PD-4.009. Redes de Distribuição Aérea Compacta 15kV. Padrão Técnico da Distribuição. Diretoria de Planejamento e Engenharia. Gerência de Engenharia

PD-4.009. Redes de Distribuição Aérea Compacta 15kV. Padrão Técnico da Distribuição. Diretoria de Planejamento e Engenharia. Gerência de Engenharia PD-4.009 Redes de Distribuição Aérea Compacta 15kV Padrão Técnico da Distribuição Diretoria de Planejamento e Engenharia Gerência de Engenharia PD-4.009 Redes de Distribuição Aérea Compacta 15kV ELABORADO

Leia mais

RELAÇÃO DE MATERIAIS PADRONIZADOS - REDE DE DISTRIBUIÇÃO CLASSE 15 KV REDE SUL / SUDESTE

RELAÇÃO DE MATERIAIS PADRONIZADOS - REDE DE DISTRIBUIÇÃO CLASSE 15 KV REDE SUL / SUDESTE RELAÇÃO DE MATERIAIS PADRONIZADOS - DE DISTRIBUIÇÃO CLASSE 15 KV SUL / SUDESTE AFASTADOR, ARMACAO SECUNDARIA, ACO CARBONO 1010-1020, ZINCADO A QUENTE, DIMENSOES: 1000 X700 10002599 MM, 4 FUROS, NORMAS

Leia mais

Edição Data Alterações em relação à edição anterior

Edição Data Alterações em relação à edição anterior Projeto de Rede de Distribuição Aérea Compacta - 13,8kV Processo Planejar, Ampliar e Melhorar a Rede Elétrica Atividade Elaborar Projetos e Orçamentos / Obras de Distribuição Código Edição Data VR01.03-00.05

Leia mais

PADRONIZAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA COM CABOS COBERTOS FIXADOS EM ESPAÇADORES APRESENTAÇÃO

PADRONIZAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO Título ESTRUTURAS PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA COM CABOS COBERTOS FIXADOS EM ESPAÇADORES APRESENTAÇÃO APRESENTAÇÃO 1-1 SUMÁRIO SEÇÃO 1 Apresentação SEÇÃO 2 Engastamento de postes SEÇÃO 3 Afastamentos mínimos SEÇÃO 4 Instalações básicas SEÇÃO 5 Amarrações SEÇÃO 6 Cruzamentos SEÇÃO 7 Conexões e Emendas SEÇÃO

Leia mais

SISTEMA DE DOCUMENTOS NORMATIVOS SUBSISTEMA DE NORMAS TÉCNICAS

SISTEMA DE DOCUMENTOS NORMATIVOS SUBSISTEMA DE NORMAS TÉCNICAS APRESENTAÇÃO...4 1 OBJETIVO...3 2 AMPLITUDE...3 3 RESPONSABILIDADE QUANTO AO CUMPRIMENTO...3 4 CONCEITUAÇÃO...3 4.1 REDE DE DISTRIBUIÇÃO...3 4.2 REDE DE DISTRIBUIÇÃO URBANA RDU...3 4.3 REDE DE DISTRIBUIÇÃO

Leia mais

Instalação de Sistema Encapsulado de Medição a Transformador a Seco - SEMTS

Instalação de Sistema Encapsulado de Medição a Transformador a Seco - SEMTS 1- Ramal de Ligação Aéreo em Rede Convencional Nº Data Revisões Aprov.: Vanderlei Robadey Página 1 de 13 2- Ramal de Ligação Aéreo em Rede Compacta Nº Data Revisões Aprov.: Vanderlei Robadey Página 2 de

Leia mais

ID-2.024. Instrução Técnica. Procedimento Técnico para Projetos e Implantação de Postes na AES Eletropaulo. Diretoria de Engenharia e Serviços

ID-2.024. Instrução Técnica. Procedimento Técnico para Projetos e Implantação de Postes na AES Eletropaulo. Diretoria de Engenharia e Serviços ID-2.024 Procedimento Técnico para Projetos e Implantação de Postes na AES Eletropaulo Instrução Técnica Diretoria de Engenharia e Serviços Gerência de Engenharia da Distribuição 2 Folha de Controle Elaborado

Leia mais

Responsavel Técnico: Kadner Pequeno Feitosa CREA 1600584594 Email-ativaprojetoseletricos@gmail.com

Responsavel Técnico: Kadner Pequeno Feitosa CREA 1600584594 Email-ativaprojetoseletricos@gmail.com Projeto Elétrico Padrão de Medição, fornecimento de energia em tensão primária 13.8kV, a partir da rede aérea de distribuição para atender Defensoria Pública do Estado da Paraíba. Responsavel Técnico:

Leia mais

PADRÃO DE ESTRUTURA PE 031 R 03 REDE PRIMÁRIA DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA DE ENERGIA ELÉTRICA URBANA E RURAL

PADRÃO DE ESTRUTURA PE 031 R 03 REDE PRIMÁRIA DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA DE ENERGIA ELÉTRICA URBANA E RURAL PADRÃO DE ESTRUTURA PE 031 R 03 REDE PRIMÁRIA DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA DE ENERGIA ELÉTRICA URBANA E RURAL DOCUMENTO NORMATIVO Código PADRÃO DE ESTRUTURA PE - 031 Página I REDE PRIMÁRIA DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA

Leia mais

REDE AÉREA (cabos condutores, tubos e isoladores) 1.00. Ampliação da SE Ariquemes Bay 15 kv Lista de Rede aérea PREÇO (R$) UNITÁRIO TOTAL

REDE AÉREA (cabos condutores, tubos e isoladores) 1.00. Ampliação da SE Ariquemes Bay 15 kv Lista de Rede aérea PREÇO (R$) UNITÁRIO TOTAL Ampliação da SE Ariquemes Bay 15 kv Lista de Rede aérea ITEM DESCRIÇÃO QUANT. 1.00 REDE AÉREA (cabos condutores, tubos e isoladores) 1.1 Cabo de alumínio com alma de aço (CAA), seção 4/0, diâmetro externo

Leia mais

ADENDO 02. Adequação das Normas Técnicas NT-01-AT, NT-03 e Adendo a NT-03 a revisão da Norma NBR 14.039 da ABNT.

ADENDO 02. Adequação das Normas Técnicas NT-01-AT, NT-03 e Adendo a NT-03 a revisão da Norma NBR 14.039 da ABNT. DIRETORIA TÉCNICA DEPARTAMENTO COMERCIAL DIVISÃO DE MEDIÇÃO ADENDO 02 Adequação das Normas Técnicas NT-01-AT, NT-03 e Adendo a NT-03 a revisão da Norma NBR 14.039 da ABNT. Florianópolis, agosto de 2005.

Leia mais

NORMA TÉCNICA CELG. Simbologia para Projetos de Redes de Distribuição de Energia Elétrica Urbanas e Rurais NTC-64

NORMA TÉCNICA CELG. Simbologia para Projetos de Redes de Distribuição de Energia Elétrica Urbanas e Rurais NTC-64 NORMA TÉCNICA CELG Simbologia para Projetos de Redes de Distribuição de Energia Elétrica Urbanas e Rurais NTC-64 ÍNDICE SEÇÃO TÍTULO PÁGINA 1. INTRODUÇÃO 1 2. NORMAS E DOCUMENTOS COMPLEMENTARES 2 3. TIPOS

Leia mais

REDE COMPACTA PARA-RAIOS. Sumário

REDE COMPACTA PARA-RAIOS. Sumário Sumário 1. Objetivo 2. Âmbito de Aplicação 3. Documentos de Referência 4. Requisitos Ambientais 5. Condições Gerais 6. Estruturas de Transição Rede Compacta Rede Nua com Para-Raios 6.1. Estrutura CE3.N3

Leia mais

Aplicação de Condutores de Alumínio em Medição de Consumidor em BT

Aplicação de Condutores de Alumínio em Medição de Consumidor em BT Aplicação de Condutores de Alumínio em Medição de Consumidor em BT 1 Escopo Esta ITA Ampla, tem por objetivo estabelecer os procedimentos a serem adotados para aplicação de condutores de alumínio em substituição

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO SUBSISTEMA NORMAS E ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA I-313.0021 CRITÉRIOS PARA UTILIZAÇÃO

Leia mais

Conferência do Projeto

Conferência do Projeto 214-DPDORC4 22/4/214 1 de 5 12/2/214 1:3.7 CARACTERIZAÇÃO Data Projeto Nº Pedido Finalidade 16/7/213 Título Implantação de SE Descrição da Obra: Tipo da Obra: IMPLANTAÇÃO EXPANSÃO DA REDE ELÉTRICA (ALTA

Leia mais

Sistema Normativo Corporativo

Sistema Normativo Corporativo Sistema Normativo Corporativo PADRÃO TÉCNICO VERSÃO Nº ATA Nº DATA DATA DA VIGÊNCIA 00-13/07/2009 13/07/2009 APROVADO POR José Rubens Macedo Junior SUMÁRIO 1. RESUMO...3 2. HISTÓRICO DAS REVISÕES...3 3.

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ANEXO IX Referente ao Edital de Pregão Presencial nº. 002/2015 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Página 1 de 10 1. DO OBJETO 1.1. O presente pregão tem como objeto a AQUISIÇÃO DE ELETROFERRAGENS, de acordo com as

Leia mais

PADRÃO TÉCNICO PADRÃO ECONÔMICO PARA ENTRADA DE CLIENTE 18/10/2011

PADRÃO TÉCNICO PADRÃO ECONÔMICO PARA ENTRADA DE CLIENTE 18/10/2011 Sistema Normativo Corporativo PADRÃO TÉCNICO VERSÃO Nº ATA Nº DATA DATA DA VIGÊNCIA 01-18/10/2011 18/10/2011 ELABORAÇÃO Marcelo Poltronieri SUMÁRIO 1. RESUMO... 3 2. HISTÓRICO DAS REVISÕES... 3 3. OBJETIVO...

Leia mais

PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS MEMORIAL DESCRITIVO

PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS MEMORIAL DESCRITIVO Instalação Nobreak 60 KVA - 380 V PROPRIETÁRIO: Procuradoria Geral de Justiça. 1 MEMORIAL DESCRITIVO 1. IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO DADOS DO PROPRIETÁRIO

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO SUBSISTEMA NORMAS E ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA I-313.0002 PROCEDIMENTOS PARA

Leia mais

ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD REDE COMPACTA ENTRADA CLIENTE. Sumário

ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD REDE COMPACTA ENTRADA CLIENTE. Sumário Sumário 1. Objetivo 2. Âmbito de Aplicação 3. Documentos de Referência 4. Requisitos Ambientais 5. Condições Gerais 6. Ramal de Entrada Subterrâneo 6.1. CE2H ES Poste de Concreto de Seção Circular 6.2.

Leia mais

Condutores elétricos

Condutores elétricos Sair da Norma Voltar para o Índice Alfabético Geral Condutores elétricos NOV 1986 NBR 5471 ABNT-Associação Brasileira de Normas Técnicas Sede: Rio de Janeiro Av. Treze de Maio, 13-28º andar CEP 20003-900

Leia mais

Edição Data Alterações em relação à edição anterior. Nome dos grupos

Edição Data Alterações em relação à edição anterior. Nome dos grupos HISTÓRICO DE MODIFICAÇÕES Norma Processo Planejar, Ampliar e Melhorar a Rede Elétrica Atividade Elabora Projetos e Orçamentos / Obras de Distribuição Código Edição Data VR01.03-00.06 1ª Folha 1 DE 48 30/07/2013

Leia mais

Edição Data Alterações em relação à edição anterior. Nome dos grupos

Edição Data Alterações em relação à edição anterior. Nome dos grupos Projeto de Rede de Distribuição de IP com Circuito Exclusivo Processo Planejamento, Ampliação e Melhoria da Rede Elétrica Atividade Obras de Distribuição Código Edição Data VR01.03-00.020 1ª Folha 1 DE

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO Código: 0 RES nº 085/2012, Página 1 RES nº 085/2012, ÍNDICE CAPÍTULOS Página 1. OBJETIVO 4 2. APLICAÇÃO 4 3. CONCEITOS 5 4. AFASTAMENTOS MÍNIMOS 6 4.1 Notas Gerais 6 4.2 Condutores e Edificações 7 4.3

Leia mais

SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA CÓDIGO TÍTULO VERSÃO ES.DT.PDN.01.10.001 POSTE DE AÇO QUADRADO PARA ENTRADA DE CLIENTES 01

SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA CÓDIGO TÍTULO VERSÃO ES.DT.PDN.01.10.001 POSTE DE AÇO QUADRADO PARA ENTRADA DE CLIENTES 01 SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO CÓDIGO TÍTULO VERSÃO ES.DT.PDN.01.10.001 01 APROVADO POR PAULO J. TAVARES LIMA ENGENHARIA E CADASTRO-SP SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 3 2. HISTÓRICO DAS REVISÕES... 3 3. APLICAÇÃO...

Leia mais

CRITÉRIO DE PROJETO CP 015 DISTRIBUIÇÃO AÉREA ECONÔMICA - DAE

CRITÉRIO DE PROJETO CP 015 DISTRIBUIÇÃO AÉREA ECONÔMICA - DAE CRITÉRIO DE PROJETO CP 015 DISTRIBUIÇÃO AÉREA ECONÔMICA - DAE DOCUMENTO NORMATIVO CRITÉRIO DE PROJETO DISTRIBUIÇÃO AÉREA ECONÔMICA - DAE Código Página Revisão Emissão CP 015 I 1 JAN/2004 APRESENTAÇÃO A

Leia mais

DOC. NT NT MONTAGEM DE REDES E LINHAS ÁREAS DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA. INDICE 1. OBJETIVO... 02 2. ÂMBITO DE APLICAÇÃO...

DOC. NT NT MONTAGEM DE REDES E LINHAS ÁREAS DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA. INDICE 1. OBJETIVO... 02 2. ÂMBITO DE APLICAÇÃO... REV. Página 1 de 149 INDICE Página 1. OBJETIVO... 02 2. ÂMBITO DE APLICAÇÃO... 02 3. NORMAS E/OU DOCUMEOS COMPLEMEARES... 03 4. CONDICÕES GERAIS... 05 5. CONDIÇÕES ESPECÍFICAS... 06 SEÇÃO 5.1 POSTES E

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. PROPRIETÁRIO: IFSULDEMINAS - Câmpus Muzambinho.. Estrada de Muzambinho, km 35 - Bairro Morro Preto.

MEMORIAL DESCRITIVO. PROPRIETÁRIO: IFSULDEMINAS - Câmpus Muzambinho.. Estrada de Muzambinho, km 35 - Bairro Morro Preto. MEMORIAL DESCRITIVO ASSUNTO: Projeto de adaptação de rede de distribuição de energia elétrica urbana em tensão nominal primária de 13.8KV e secundária de 220/127V, com 02 postos de transformação de 75KVA

Leia mais

ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD REDE CONVENCIONAL EQUIPAMENTOS. Sumário

ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD REDE CONVENCIONAL EQUIPAMENTOS. Sumário Sumário 1. Objetivo 2. Âmbito de Aplicação 3. Documentos de Referência 4. Requisitos Ambientais 5. Condições Gerais 6. Banco Regulador de Tensão 6.1. Em Plataforma 6.1.1. Vista Lateral 6.1.2. Vista Frontal

Leia mais

A entrada de energia elétrica será executada através de:

A entrada de energia elétrica será executada através de: Florianópolis, 25 de março de 2013. 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS O presente memorial tem como principal objetivo complementar as instalações apresentadas nos desenhos/plantas, descrevendo-os nas suas partes

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DE

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DE MPN-DP-01/MN-3 TÍTULO: INSTALAÇÕES BÁSICAS DE BT ISOLADA Página 1 MPN-DP-01/MN-3 TÍTULO: INSTALAÇÕES BÁSICAS DE BT ISOLADA ÍNDICE CAPÍTULO Página 1. OBJETIVO 4 2. APLICAÇÃO 4 3. AFASTAMENTOS MÍNIMOS 5

Leia mais

érea a A h Lin Linha Aérea

érea a A h Lin Linha Aérea Linha érea Linha érea Linha érea Eletrocalha aramada... 61 Eletrocalhas... 74 Perfilados... 80 Leito para cabos... 85 Eletrocalha ramada Eletrocalha ramada Valemam, também conhecida como leito sanitário,

Leia mais

Sistema Normativo Corporativo

Sistema Normativo Corporativo Sistema Normativo Corporativo PADRÃO TÉCNICO VERSÃO Nº ATA Nº DATA DATA DA VIGÊNCIA 01-17/09/2012 22/10/2012 ENGENHARIA E SISTEMAS TÉCNICOS (DTES-ES) APROVADO POR MARCELO POLTRONIERI (DTES-ES) SUMÁRIO

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA Código: ET: 07-02-202 SUMÁRIO CONTEÚDO PG. 1. OBJETIVO 02 2. ÂMBITO 02 3. CONCEITOS 02 4. NORMAS E LEGISLAÇÃO APLICÁVEIS E DOCUMENTOS COMPLEMENTARES 02 5. INSTRUÇÕES GERAIS 04 5.1. Características Gerais

Leia mais

Sistema Normativo Corporativo

Sistema Normativo Corporativo Sistema Normativo Corporativo ESPECIFICAÇÃO VERSÃO Nº ATA Nº DATA DATA DA VIGÊNCIA 01-18/01/2013 29/01/2013 APROVADO POR SEBASTIÃO J. SANTOLIN - DTES- SUMÁRIO 1. RESUMO... 3 2. HISTÓRICO DAS REVISÕES...

Leia mais

006/2015 NORMA TÉCNICA NT-006/2015 R-04 COMPARTILHAMENTO DE INFRAESTRUTURA DE LINHA DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA

006/2015 NORMA TÉCNICA NT-006/2015 R-04 COMPARTILHAMENTO DE INFRAESTRUTURA DE LINHA DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA DIRETORIA TÉCNICA PLANEJAMENTO E ENGENHARIA DA REDE 006/2015 NORMA TÉCNICA /2015 R- FOLHA DE CONTROLE FOLHA DE CONTROLE I APRESENTAÇÃO Esta Norma tem por objetivo estabelecer os procedimentos aplicáveis

Leia mais

ANEXO XIII - MEMORIAL DESCRITIVO

ANEXO XIII - MEMORIAL DESCRITIVO ANEXO XIII - MEMORIAL DESCRITIVO 1 - APRESENTAÇÃO: O presente memorial visa descrever as diretrizes básicas que devem ser observadas na reformulação da iluminação pública do Parque Marinha do Brasil. 2

Leia mais

CÓDIGO TÍTULO VERSÃO INSPEÇÃO DE SUBESTAÇÃO DE ENTRADA DE ENERGIA E INFORMAÇÕES SOBRE AS DIMENSÕES DOS TRANSFORMADORES DE MEDIÇÃO

CÓDIGO TÍTULO VERSÃO INSPEÇÃO DE SUBESTAÇÃO DE ENTRADA DE ENERGIA E INFORMAÇÕES SOBRE AS DIMENSÕES DOS TRANSFORMADORES DE MEDIÇÃO SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO INSTRUÇÃO DE CÓDIGO TÍTULO VERSÃO IT.DT.PDN.03.14.011 INFORMAÇÕES SOBRE AS DIMENSÕES DOS 01 APROVADO POR PAULO JORGE TAVARES DE LIMA ENGENHARIA SP SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 3

Leia mais

SUMÁRIO. CÓDIGO: NTD DATA DE VIGÊNCIA: 02/05/2016 TÍTULO: Estruturas de Banco de Reguladores de Tensão VERSÃO NORMA: 1.

SUMÁRIO. CÓDIGO: NTD DATA DE VIGÊNCIA: 02/05/2016 TÍTULO: Estruturas de Banco de Reguladores de Tensão VERSÃO NORMA: 1. SUMÁRIO REGULADOR DE TENSÃO ESTRELA ATERRADO 23 kv...2 REGULADOR DE TENSÃO DELTA ABERTO 13,8 kv...7 REGULADOR DE TENSÃO DELTA FECHADO 13,8 kv... 11 ALTERAÇÕES... 15 Estruturas Instalações de Equipamentos

Leia mais

Sumário ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD REDE CONVENCIONAL ENTRADA CLIENTE

Sumário ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD REDE CONVENCIONAL ENTRADA CLIENTE Sumário 1. Objetivo 2. Âmbito de Aplicação 3. Documentos de Referência 4. Requisitos Ambientais 5. Condições Gerais 6. Ramal de Entrada Subterrâneo de Cliente 6.1. Ramal Simples em Estrutura M1 6.2. Ramal

Leia mais

Sistema Normativo Corporativo

Sistema Normativo Corporativo Sistema Normativo Corporativo PADRÃO TÉCNICO VERSÃO Nº ATA Nº DATA DATA DA VIGÊNCIA 01-31/10/2013 05/11/2013 APROVADO POR MARCELO POLTRONIERI DTES-ES SUMÁRIO 1. RESUMO... 3 2. HISTÓRICO DAS REVISÕES...

Leia mais

Padrão de Entrada COELBA. Padrão de Entrada Monofásico

Padrão de Entrada COELBA. Padrão de Entrada Monofásico Padrão de Entrada COELBA Informações do site www.coelba.com.br Padrão de Entrada é o conjunto de instalações composto de caixa de medição, sistema de aterramento, condutores e outros acessórios indispensáveis

Leia mais

MOD. 225-10.000-03/2009 - Gráfica Garilli - Agência PUC Propaganda

MOD. 225-10.000-03/2009 - Gráfica Garilli - Agência PUC Propaganda MOD. 225 -.000-03/2009 - Gráfica Garilli - Agência PUC Propaganda Rua Xavier de Toledo, 640 Vila Paulicéia São Bernardo do Campo, SP CEP: 09692-030 Geral: Tel.: (11) 4176-7877 Fax: (11) 4176-7879 E-Mail:

Leia mais

PADRONIZAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO. Título ESTRUTURAS PARA EQUIPAMENTOS

PADRONIZAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO. Título ESTRUTURAS PARA EQUIPAMENTOS APRESENTAÇÃO 1-1 SUMÁRIO SEÇÃO 1 Apresentação SEÇÃO 2 Transformadores SEÇÃO 3 Chaves Tripolares SEÇÃO 4 Banco de Capacitores SEÇÃO 5 Religadores e Seccionalizadores SEÇÃO 6 Reguladores de Tensão 1 OBJETIVO

Leia mais

MEMORIAL TÉCNICO-DESCRITIVO Rede Aérea de Distribuição Urbana Loteamento COLIBRI. Índice:

MEMORIAL TÉCNICO-DESCRITIVO Rede Aérea de Distribuição Urbana Loteamento COLIBRI. Índice: MEMORIAL TÉCNICO-DESCRITIVO Rede Aérea de Distribuição Urbana Loteamento COLIBRI Índice: 1 - Generalidades 2 - Rede aérea de Alta Tensão 3 - Rede Secundária 4 - Aterramentos 5 - Posto de Transformação

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS SISTEMA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE DISTRIBUIÇÃO SUBSISTEMA NORMAS E ESTUDOS DE MATERIAIS E EQUIPAMENTOS DE DISTRIBUIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA I-313.0015 COMPARTILHAMENTO DE

Leia mais

ORIENTAÇÃO PARA USO DE EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS

ORIENTAÇÃO PARA USO DE EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS ORIENTAÇÃO PARA USO DE EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS Anexo 3 do PRO-3209-74-24-03 Pág.: 1 de 5 RECOMENDAÇÕES GERAIS: - Não serão permitidos eletricistas da contratada intervirem nas instalações da contratante,

Leia mais

1. FINALIDADE... 3 2. CAMPO DE APLICAÇÃO... 3 3. RESPONSABILIDADES... 4 4. DEFINIÇÕES... 5 5. REFERÊNCIAS... 9 6. CRITÉRIOS GERAIS...

1. FINALIDADE... 3 2. CAMPO DE APLICAÇÃO... 3 3. RESPONSABILIDADES... 4 4. DEFINIÇÕES... 5 5. REFERÊNCIAS... 9 6. CRITÉRIOS GERAIS... 29/04/2014 1 de 1 SUMÁRIO 1. FINALIDADE... 3 2. CAMPO DE APLICAÇÃO... 3 3. RESPONSABILIDADES... 4 4. DEFINIÇÕES... 5 5. REFERÊNCIAS... 9 6. CRITÉRIOS GERAIS... 11 6.1 Generalidades... 11 6.2 Topologia

Leia mais

Considerando-se as premissas básicas e critérios adotados determinam-se duas situações que estão representadas nos gráficos a seguir:

Considerando-se as premissas básicas e critérios adotados determinam-se duas situações que estão representadas nos gráficos a seguir: RT 2.001 Página 1 de 6 1. OBJETIVO Estabelecer parâmetros técnicos para subsidiar a padronização dos critérios para adoção de tensões mecânicas de projeto quando da utilização de cabos singelos de alumínio

Leia mais

NORMA TÉCNICA CELG. Estruturas para Redes Aéreas Isoladas em Tensão Secundária de Distribuição. NTC-18 Revisão 2

NORMA TÉCNICA CELG. Estruturas para Redes Aéreas Isoladas em Tensão Secundária de Distribuição. NTC-18 Revisão 2 NORMA TÉCNICA CELG Estruturas para Redes Aéreas Isoladas em Tensão Secundária de Distribuição NTC-18 Revisão 2 ÍNDICE SEÇÃO TÍTULO PÁGINA 1. INTRODUÇÃO 1 2. OBJETIVO 2 3. NORMAS E DOCUMENTOS COMPLEMENTARES

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. Projeto básico de manutenção em rede de 13,8kV interna do Campus A. C. Simões.

MEMORIAL DESCRITIVO. Projeto básico de manutenção em rede de 13,8kV interna do Campus A. C. Simões. MEMORIAL DESCRITIVO Projeto básico de manutenção em rede de 13,8kV interna do Campus A. C. Simões. Projeto Básico 1- Objetivo O objetivo deste projeto é prover os requisitos mínimos para a execução dos

Leia mais

NORMA TÉCNICA DE DISTRIBUIÇÃO

NORMA TÉCNICA DE DISTRIBUIÇÃO NORMA TÉCNICA DE DISTRIBUIÇÃO 2ª EDIÇÃO ABRIL 2015 DIRETORIA DE DISTRIBUIÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE PLANEJAMENTO E PROJETOS FICHA TÉCNICA Coordenação: José Cezar Nonato Participantes: Eleomar da Silva, José

Leia mais

ND-2.009 Ligação de Edifícios com Transformadores

ND-2.009 Ligação de Edifícios com Transformadores ND-2.009 Ligação de Edifícios com Transformadores em Pedestal Norma Técnica Distribuição de Energia Elétrica ND-2.009 Ligação de Edifícios com Transformadores em Pedestal Autores: Plácido Antonio Brunheroto

Leia mais

ANEXO I. Caderno de Encargos de Infra-estrutura para Implantação de Estação Remota de Radiomonitoragem - ERM

ANEXO I. Caderno de Encargos de Infra-estrutura para Implantação de Estação Remota de Radiomonitoragem - ERM ANEXO I Caderno de Encargos de Infra-estrutura para Implantação de Estação Remota de Radiomonitoragem - ERM CIDADE: VOTORANTIM/SP 1. Serviços Preliminares 1.1. Acesso Existe estrada de acesso ao local

Leia mais

TABELA DE REMUNERAÇÃO DOS SERVIÇOS

TABELA DE REMUNERAÇÃO DOS SERVIÇOS TABELA DE REMUNERAÇÃO DOS SERVIÇOS ANEXO II 1. REDE DE DISTRIBUIÇÃO URBANA (RDU) Os serviços de Melhoria e Ampliação de Rede de Distribuição Urbana executados conforme projeto executivo elaborado serão

Leia mais

NORMA TÉCNICA DE DISTRIBUIÇÃO

NORMA TÉCNICA DE DISTRIBUIÇÃO 44/81 3. Deverão ser afixadas, com parafusos, placas identificando as chaves-facas com os dizeres FONTE, CARGA e BY PASS ; 4. Todos os reguladores de tensão deverão ser solidamente conectados ao neutro

Leia mais

PADRÃO TÉCNICO SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO REDES DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA PT.DT.PDN COM CABOS BAIXA TENSÃO PRÉ-REUNIDOS

PADRÃO TÉCNICO SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO REDES DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA PT.DT.PDN COM CABOS BAIXA TENSÃO PRÉ-REUNIDOS SISTEMA NORMATIVO CORPORATIVO PADRÃO TÉCNICO CÓDIGO TÍTULO VERSÃO PT.DT.PDN.03.05.009 01 APROVADO POR PAULO JORGE TAVARES DE LIMA ENGENHARIA E CADASTRO-SP SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 3 2. HISTÓRICO DAS REVISÕES...

Leia mais

NTC 901100 FORNECIMENTO EM TENSÃO SECUNDÁRIA DE DISTRIBUIÇÃO

NTC 901100 FORNECIMENTO EM TENSÃO SECUNDÁRIA DE DISTRIBUIÇÃO Companhia Paranaense de Energia COPEL NORMAS TÉCNICAS COPEL NTC 901100 FORNECIMENTO EM TENSÃO SECUNDÁRIA DE DISTRIBUIÇÃO Órgão Emissor: Coordenação de Comercialização de Energia - CCD Coordenadoria de

Leia mais

MONTAGEM DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA URBANA TRIFÁSICA 13,8 E 34,5 KV NTD-016

MONTAGEM DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA URBANA TRIFÁSICA 13,8 E 34,5 KV NTD-016 ÍNDICE APRESENTAÇÃO... 2 1-OBJETIVO...3 2-AMPLITUDE...3 3-RESPONSABILIDADE QUANTO AO CUMPRIMENTO...3 4-INSTRUÇÕES GERAIS...3 5-PROCEDIMENTOS...5 5.1-Afastamentos padronizados na estrutura...5 5.2-Afastamentos

Leia mais

ANEXO I IMPLANTAÇÃO DA ERM MACAÉ - RJ CADERNO DE ENCARGOS INFRA-ESTRUTURA

ANEXO I IMPLANTAÇÃO DA ERM MACAÉ - RJ CADERNO DE ENCARGOS INFRA-ESTRUTURA ANEXO I IMPLANTAÇÃO DA ERM MACAÉ - RJ CADERNO DE ENCARGOS INFRA-ESTRUTURA 1 1. Introdução O presente caderno de encargos tem como objetivo orientar e subsidiar a contratação de empresa para a execução

Leia mais

PADRÕES DE ESTRUTURA DE LAAT

PADRÕES DE ESTRUTURA DE LAAT PADRÕES DE ESTRUTURA DE LAAT PE-044 Padrão de LAAT Convencional sem Cabo Pára-raios PE-045 Padrão de LAAT Convencional com Cabo Pára-raios PE-046 Padrão de LAAT Compacta sem Cabo Pára-raios PE-047 Padrão

Leia mais

PD-4.023. Rede de Iluminação Pública Aérea. Padrão Técnico da Distribuição. Diretoria de Engenharia. Gerência de Serviços Técnicos

PD-4.023. Rede de Iluminação Pública Aérea. Padrão Técnico da Distribuição. Diretoria de Engenharia. Gerência de Serviços Técnicos PD-4.023 Rede de Iluminação Pública Aérea Padrão Técnico da Distribuição Diretoria de Engenharia Gerência de Serviços Técnicos FOLHA DE CONTROLE ELABORADO VERIFICADO APROVADO DATA Antonio Lunardi Jr. Alexandre

Leia mais

Sistema Normativo Corporativo

Sistema Normativo Corporativo Sistema Normativo Corporativo DESENHO TÉCNICO CIXS DE MEDIÇÃO METÁLICS VERSÃO Nº T Nº PROVÇÃO DT DT D VIGÊNCI 01-11/10/2012/2012 11/10/2012 ELORDO POR PROVDO POR Engenharia e Sistemas Técnicos DTES-D Edson

Leia mais

DIRETORIA TÉCNICA PLANEJAMENTO E ENGENHARIA DE AT E MT DECISÃO TÉCNICA DT-136/2010 R-01

DIRETORIA TÉCNICA PLANEJAMENTO E ENGENHARIA DE AT E MT DECISÃO TÉCNICA DT-136/2010 R-01 DIRETORIA TÉCNICA PLANEJAMENTO E ENGENHARIA DE AT E MT DECISÃO TÉCNICA /20 R- FOLHA DE CONTROLE I APRESENTAÇÃO A presente Decisão Técnica /20 R- define o padrão de uso de condutores concêntricos de alumínio

Leia mais

006/2013 NORMA TÉCNICA NT-006/2013 R-03 COMPARTILHAMENTO DE INFRAESTRUTURA DE LINHA DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA

006/2013 NORMA TÉCNICA NT-006/2013 R-03 COMPARTILHAMENTO DE INFRAESTRUTURA DE LINHA DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA 006/2013 DIRETORIA TÉCNICA PLANEJAMENTO E ENGENHARIA DA REDE 006/2013 NORMA TÉCNICA /2013 R- FOLHA DE CONTROLE I NOV/2012 APRESENTAÇÃO Esta Norma tem por objetivo estabelecer os procedimentos aplicáveis

Leia mais

ELETROSUL CENTRAIS ELÉTRICAS S.A. INTERLIGAÇÃO BRASIL - URUGUAI

ELETROSUL CENTRAIS ELÉTRICAS S.A. INTERLIGAÇÃO BRASIL - URUGUAI 0a Revisão do item 5 10/12/2010 KCAR/SMMF 10/12/2010 AQ 0 Emissão inicial 19/11/2010 KCAR/SMMF 19/11/2010 AQ N DISCRIMINAÇÃO DAS REVISÕES DATA CONFERIDO DATA APROVAÇÃO APROVAÇÃO ELETROSUL CENTRAIS ELÉTRICAS

Leia mais

Sistema Normativo Corporativo

Sistema Normativo Corporativo Sistema Normativo Corporativo PADRÃO TÉCNICO COMPACTA (REDE COMPACTA SPACER CABLE) VERSÃO Nº ATA Nº DATA DATA DA VIGÊNCIA 00-13/07/2009 13/07/2009 APROVADO POR José Rubens Macedo Junior SUMÁRIO 1. RESUMO...3

Leia mais

Leitos. www.calhaskennedy.com.br Telefones: (11) 2126-3333, (11) 5641-5090. Leitos para Cabos

Leitos. www.calhaskennedy.com.br Telefones: (11) 2126-3333, (11) 5641-5090. Leitos para Cabos Telefones: (11) 2126-3333, (11) 5641-5090 Leitos Suporte para encaminhamento de cabos, construído em chapa de aço carbono conforme as Normas: SE 1008/1010, NR 11888/2 e NR 7013, constituído de duas longarinas

Leia mais

ESTRUTURAS DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO - MULTIPLEXADA NTD SUMÁRIO

ESTRUTURAS DE REDES DE DISTRIBUIÇÃO - MULTIPLEXADA NTD SUMÁRIO Página: 1 de 15 SUMÁRIO.001 - REDE SECUNDARIA MULTIPLEXADA INSTALAÇÕES E AMARRAÇÕES... 1.002 - REDE SECUNDARIA MULTIPLEXADA INSTALAÇÕES BÁSICA... 2.003 - REDE SECUNDARIA MULTIPLEXADA INSTALAÇÕES BÁSICA...

Leia mais

00 15/03/13 EMISSÃO INICIAL JCS/OSM JCS

00 15/03/13 EMISSÃO INICIAL JCS/OSM JCS 00 15/03/13 EMISSÃO INICIAL JCS/OSM JCS N.º DATA REVISÃO ELAB./ VERIF. ENGEPRO APROV. ENGEPRO APROV. CLIENTE ENG10A-LT-013 ATE XVI PROJETO BÁSICO - LOTE A LEILÃO Nº 007/2012 - ANEEL ELAB. VERIF. LT S 500

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO E MEMORIAL DE CÁLCULO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS

ESPECIFICAÇÃO E MEMORIAL DE CÁLCULO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS ESPECIFICAÇÃO E MEMORIAL DE CÁLCULO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS OBRA: C.M.E.I TIA JOVITA LOCAL: RUA PARACATU C/ RUA 4 C/ AVENIDA CRUZEIRO DO SUL - VILA PEDROSO. GOIÂNIA / GO. 1 1.0 - MEMORIAL DESCRITIVO.

Leia mais

ÍNDICE. Alça Preformada de Serviço... 02. Alça Preformada de Distribuição... 04. Alça Preformada Dupla de Distribuição... 07

ÍNDICE. Alça Preformada de Serviço... 02. Alça Preformada de Distribuição... 04. Alça Preformada Dupla de Distribuição... 07 www.steelloop.com.br STEEL LOOP INDUSTRIAL DO BRASIL LTDA. AVENIDA MOGI MIRIM nº 1365 JARDIM ITACOLOMY MOGI GUAÇÚ SP CEP 13.844-110 FONE/FAX (19) 3861 1260 vendas@steelloop.com.br ÍNDICE Alça Preformada

Leia mais

TENSÕES MECÂNICAS ADMISSÍVEIS PARA ELABORAÇÃO E/OU VERIFICAÇÃO DE PROJETOS DE TRAVESSIAS AÉREAS UTILIZANDO CABOS SINGELOS DE ALUMÍNIO COM ALMA DE AÇO

TENSÕES MECÂNICAS ADMISSÍVEIS PARA ELABORAÇÃO E/OU VERIFICAÇÃO DE PROJETOS DE TRAVESSIAS AÉREAS UTILIZANDO CABOS SINGELOS DE ALUMÍNIO COM ALMA DE AÇO RT 2.002 Página 1 de 6 1. OBJETIVO Estabelecer parâmetros técnicos para subsidiar a padronização dos critérios para adoção de tensões mecânicas de projeto quando da utilização de cabos singelos de alumínio

Leia mais

ANEXO II. MATERIAIS RDS ( Inclusive mão de obra, tributos e encargos necessários para execução)

ANEXO II. MATERIAIS RDS ( Inclusive mão de obra, tributos e encargos necessários para execução) ANEXO II PLANILHA ORÇAMENTÁRIA DE CUSTOS PROPONENTE: OBRA: PARQUE DE EVENTOS - ILUMINAÇÃO ( OBRAS DE EXTENSÃO DE REDE, ILUMINAÇÃO PÚBLICA E/OU ADEQUAÇÃO DE REDE ELÉTRICA) LOCAL: RUA ANTÔNIO AUGUSTO MENDES

Leia mais

Iguaçu Distribuidora de Energia Elétrica Ltda.

Iguaçu Distribuidora de Energia Elétrica Ltda. Iguaçu Distribuidora de Energia Elétrica Ltda. NORMA PARA REDES DE DISTRIBUIÇÃO AÉREA REDE DE DISTRIBUIÇÃO SECUNDÁRIA BT MULTIPLEXADA 1ª edição Versão 1.0 out/09 [Digite texto] MEDIDAS DE CONTROLE Revisão:

Leia mais

Desenho Técnico Sumário

Desenho Técnico Sumário Sumário 1 Introdução... 3 2 Classificação dos desenhos... 3 3 Formatos e tipo de papel... 6 4 Letras e Algarismos... 7 5 Escalas... 7 6 Carimbo ou Legenda... 8 7 Simbologia... 9 8 - Linhas e Traçados...

Leia mais

CRITÉRIOS DE ELABORAÇÃO DE PROJETOS TRAVESSIA DE OCUPAÇÃO DA FAIXA DE DOMÍNIO

CRITÉRIOS DE ELABORAÇÃO DE PROJETOS TRAVESSIA DE OCUPAÇÃO DA FAIXA DE DOMÍNIO 1/16 1. Rodovias O uso da faixa de domínio das estradas de rodagem estaduais e federais delegadas, é regulamentada pela Decisão Normativa nº 35, de 18 de agosto de 2003, emitida pelo DAER/RS. 1.1. Locação

Leia mais