Tipo: Aquecimento Solar Nome do Projeto: Instalação de Aquecedor Solar no Lar Maria Luiza. Situação: Concluído - Aprovado oficio nº688/2014 SPE ANEEL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Tipo: Aquecimento Solar Nome do Projeto: Instalação de Aquecedor Solar no Lar Maria Luiza. Situação: Concluído - Aprovado oficio nº688/2014 SPE ANEEL"

Transcrição

1 Tipo: Aquecimento Solar Nome do Projeto: Instalação de Aquecedor Solar no Lar Maria Luiza. Situação: Concluído - Aprovado oficio nº688/2014 SPE ANEEL 1) Objetivos do projeto Instalação de um sistema de Aquecimento Solar de água, composto por 3 reservatórios e 9 coletores solares, no Lar Maria Luiza, visando a redução do consumo de energia elétrica e demanda no horário de ponta. A unidade localiza-se no município de Salvador, cidade baixa. 8,77 MWh/ano Demanda retirada no horário de ponta 3,68 kw R$ 1005,18 Custo da energia economizada R$ 162,36 Resolução da Aneel 1142/2011 Relação Custo Beneficio realizado 0,43 Investimento realizado no Projeto R$ ,76 Como benefício para a concessionária, a instalação de Aquecedor Solar no Lar Maria Luiza permitirá a redução do consumo de energia e retirada da demanda no horário de ponta, postergando os investimentos nos sistemas elétricos, da necessidade de construção de novas usinas, evitando o alagamento de área de reservatório e a emissão de CO 2. A duração esperada é de 15 a 20 anos, correspondente à vida útil dos equipamentos.

2 Tipo: Comércio e Serviços Nome do Projeto: Modernização do Sistema de Condicionamento de Ar da Santa Casa de Misericórdia da Bahia. Situação: Concluído - Aprovado oficio nº oficio 612/2014 SPE ANEEL 1) Objetivos do projeto Modernização do sistema de condicionamento de ar no Prédio Joaquim Neto da Santa Casa de Misericórdia da Bahia, com a instalação de um sistema VRF. A unidade localiza-se no município de Salvador, Av. Joana Angélica. 342,5 MWh/ano Demanda retirada no horário de ponta 39,6 kw R$ Custo da energia economizada R$ Resolução da Aneel 1142/2011 Relação Custo Beneficio realizado 0,62 Investimento realizado no Projeto R$ ,26 Como benefício para a concessionária, a modernização do sistema de condicionamento de ar no Prédio Joaquim Neto da Santa Casa de Misericórdia da Bahia implicará em um incentivo a uma cultura de combate ao desperdício de energia e na difusão de novas tecnologias para redução do consumo de energia elétrica. Isto, também, permitirá a redução do consumo energético e redução da demanda na ponta, postergando os investimentos nos sistemas elétricos e da fatura de energia elétrica para a unidade consumidora contemplada pelo programa.

3 Tipo: Piloto Cooperado Nome do Projeto: Incentivo Para Eficientização Energética Residencial e Conscientização Ambiental Projeto Energia Verde - 1ª Edição Situação: Concluído - Aprovado oficio nº0724/2014 SPE ANEEL O objetivo do projeto foi de difundir junto aos consumidores residenciais na área de concessão das empresas Coelba, Celpe e Cosern, uma maior conscientização ambiental, por meio da correlação entre o consumo de energia elétrica e a utilização de recursos naturais, com o incentivo à troca, através de Bônus, de refrigeradores, condicionadores de ar e freezers usados e ineficientes por modelos novos e eficientes. O incentivo para eficientização energética residencial e conscientização ambiental foi implementado nas unidades consumidoras residenciais com consumo médio dos últimos três meses acima de 100 kwh/mês, não participantes de outros projetos de eficiência energética desta natureza, pertencentes aos municípios de Salvador na Bahia, Recife em Pernambuco, e Natal, no Rio Grande do Norte ,25 MWh/ano Demanda retirada no horário de ponta 1.891,68 kw R$ 906,59 / kw.ano Custo da energia economizada R$ 137,18 / MWh Resolução da Aneel 638/2008 Relação Custo Beneficio realizado 0,82 Investimento realizado no Projeto R$ ,27 Além dos benefícios energéticos previstos, outros benefícios não-energéticos esperados foram: a redução da inadimplência dos consumidores e o pioneirismo do programa de eficiência energética das distribuidoras, na classe residencial, através da bonificação. Pelo seu sucesso e devido à grande adesão da classe residencial, até então não contemplada nos projetos de eficiência, a qual representava, em 2008, 86% do total dos consumidores e 35% da demanda em energia elétrica das três distribuidoras, o projeto contou com mais duas edições posteriores.

4 Tipo: Baixa Renda Nome do Projeto: Doação de Geladeiras e Lâmpadas para Famílias Inscritas em Programas Sociais do Governo Federal Situação: Concluído - Aprovado Ofício nº SPE_ANEEL O projeto tem como objetivo a substituição de refrigeradores ineficientes e lâmpadas ineficientes por equipamentos mais eficientes e com Selo Procel, abrangendo consumidores residenciais de baixa renda, beneficiados com a tarifa social de energia inscritos no Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal, em Salvador e municípios do interior do estado da Bahia, além de divulgar o uso racional de energia elétrica. Atende a consumidores residenciais de comunidades de baixo poder aquisitivo, que possuem TSEE em Salvador e municípios do interior do estado da Bahia ,59 MWh/ano Demanda retirada no horário de ponta 4.720,69 kw R$ 1.005,18 / kw.ano Custo da energia economizada R$ 162,36 / MWh Resolução da Aneel Nº 1142/2011 Relação Custo Beneficio realizado 0,56 Investimento realizado no Projeto R$ ,29 Incentivo a uma cultura de combate ao desperdício de energia; Redução do consumo energético e redução da demanda na ponta, postergando os investimentos nos sistemas elétricos da concessionária; Redução da fatura de energia elétrica para a unidade consumidora residencial; Redução da emissão de CO2; A duração esperada é cerca de 10 anos o que corresponde ao tempo de vida útil dos equipamentos.

5 Tipo: Residencial Nome do Projeto: Ações Educativas com Doação de lâmpadas no Estado da Bahia 2012 Situação: Concluído - Aprovado Ofício nº 0650/ SPE_ANEEL O Projeto teve como objetivo, formar no cidadão o conceito relativo à utilização racional da energia elétrica e dos recursos ambientais sem desperdício. Constou em sua proposta de ação o atendimento à comunidade escolar, a qual foi beneficiada com palestras informativas, experimentos e apresentações interativas, folhetos com dicas de como economizar energia elétrica nas residências, bem como doações de lâmpadas fluorescentes compactas no Centro de Eficiência Energética e Eletricidade da COELBA e na Unidade Móvel Educativa, divulgando conceitos relacionados à eletricidade e ao uso racional e seguro da energia elétrica. Entre Educadores, alunos e membros da comunidade, foram beneficiados clientes e substituídas lâmpadas ineficientes por fluorescentes compactas com Selo PROCEL. O projeto foi desenvolvido nos municípios de Salvador, Cachoeira, Serrinha, Campo Formoso, Senhor do Bonfim, Jacobina, São Sebastião do Passé, Candeias, Riachão do Jacuípe e Conceição do Coité ,23 MWh/ano Demanda retirada no horário de ponta 400,91kW R$ 837,85/ kw.ano Custo da energia economizada R$ 150,30/ MWh Resolução da Aneel Res. 1142/2011 Relação Custo Beneficio realizado 0,487 Investimento Realizado no Projeto R$ ,73 A disseminação da cultura do uso de equipamentos eficientes contribui com a educação da população e desperta a sociedade para a importância de se utilizar, de forma mais eficiente, a energia elétrica disponível. O contato da população com equipamentos eficientes ajuda na fixação das vantagens advindas do uso desses equipamentos. Podem ser identificados os seguintes impactos:

6 Redução do consumo de energia nas residências das famílias contempladas; Redução da demanda de potência no horário de sobrecarga do sistema elétrico; Formação contínua de educadores da rede pública de ensino; Divulgação de informações de segurança no uso da energia elétrica, contribuído para a redução de acidentes; Disseminação de informações importantes sobre eficiência energética e sua relação com a preservação do meio ambiente; Sensibilização quanto à necessidade do uso racional da energia elétrica; Divulgação de equipamentos eficientes e o Selo PROCEL. São esperados benéficos do projeto por pelo menos 4,38 anos, vida útil estimada das lâmpadas fornecidas aos consumidores.

7 Tipo: Poder Público Nome do Projeto: Substituição dos Projetores do Estádio de Futebol Governador Prof. Roberto Santos Situação: Concluído - Aprovado Ofício nº 0676/2014 SPE_ANEEL O projeto teve como objetivo promover o uso eficiente de energia elétrica destinada à iluminação no espaço interno do Estádio Governador Roberto Santos (Pituaçu), a partir da implementação de medidas de modernização do sistema de lâmpadas e refletores. O foco foi a troca dos itens de iluminação da área relativa ao campo de futebol de maneira que a iluminação fosse obtida tanto vertical quanto horizontalmente. Um objetivo adjacente foi a uniformização da iluminação ao longo de toda a área ocupada por atividades esportivas. Campo de futebol do Estádio Governador Prof. Roberto Santos em Pituaçu, bem como consumidores que freqüentam o Estádio. 125,81 MWh/ano Demanda retirada no horário de ponta 349,46 kw R$ 865,37/ kw.ano Custo da energia economizada R$ 163,14/ MWh Resolução da Aneel Res. 1282/2012 Relação Custo Beneficio realizado 0,35 Investimento Realizado no Projeto R$ ,46 O contato da população com equipamentos eficientes ajuda na fixação das vantagens advindas do uso desses equipamentos. Seguindo as tendências mundiais com respeito à preocupação quanto às mudanças climáticas e os impactos ambientais causados pelo modo de vida humano, este projeto surge como uma forma de melhorar a qualidade iluminação final do Estádio e reduzir o seu impacto no meio ambiente. São esperados benéficos do projeto pelo menos 25 anos, tempo de vida útil dos projetores instalados.

8 Tipo: Aquecimento Solar para Substituição do Chuveiro Elétrico Nome do Projeto: Aquecimento Solar no Hospital Aristides Maltez Situação: Concluído - Aprovado Ofício nº 0719/2014 SPE_ANEEL O objetivo deste projeto foi promover o uso da energia solar para aquecimento de água no Hospital e Oncologia Pediátrica do Aristides Maltez, situado na Avenida Dom João VI, nº Brotas Salvador BA. Foi instalado um sistemas central de aquecimento solar em substituição a um sistema de aquecimento elétrico central existente, caldeira elétrica, e chuveiros elétricos solar compatível com a redução de energia definida pela metodologia proposta pela ANEEL.. Hospital e Oncologia Pediátrica do Aristides Maltez localizado na Avenida Dom João VI, nº Brotas Salvador BA 128,51 MWh/ano Demanda retirada no horário de ponta 54,33 kw R$ 865,37/ kw.ano Custo da energia economizada R$ 163,14/ MWh Resolução da Aneel Res. 1282/2012 Relação Custo Beneficio realizado 0,69 Investimento Realizado no Projeto R$ ,56 O contato da população com equipamentos eficientes ajuda na fixação das vantagens advindas do uso desses equipamentos. O Hospital Aristides Maltez atinge, na atualidade, uma posição de inquestionável destaque no cenário nacional na luta contra o câncer, tendo se tornado um centro de excelência, rigorosamente dentro do preceituado pelo seu fundador, Prof. Aristides Maltez: a atenção às pessoas carentes. O Hospital Aristides Maltez é um símbolo de amor ao próximo, da filantropia nacional, e goza de um elevado conceito junto à comunidade.

9 Tipo: Comércio e serviços Nome do Projeto: Eficientização sistema de ar condicionado do hospital Santo Amaro Salvador Situação: Concluído - Aprovado Ofício nº 0612/2014 SPE_ANEEL O objetivo deste projeto foi a otimização energética nas instalações do sistema de ar condicionado central do Hospital Santo Amaro, promovendo a retirada de demanda no horário de ponta e redução do consumo de energia elétrica.. Hospital Santo Amaro HSA Ladeira do Campo Santo, s/n Federação, Salvador-Ba 770,30 MWh/ano Demanda retirada no horário de ponta 107,10 kw R$ 837,65/ kw.ano Custo da energia economizada R$ 150,33/ MWh Resolução da Aneel Res. 1142/2011 Relação Custo Beneficio realizado 0,75 Investimento Realizado no Projeto R$ ,64 Redução do consumo de energia e retirada da demanda na ponta, postergando os investimentos nos sistemas elétricos da concessionária; Redução da fatura de energia elétrica para a unidade consumidora contemplada pelo programa; Redução da necessidade de construção de usina, evitando alagamento de área de reservatório e emissão de CO2; Duração esperada de cerca de 15 a 20 anos correspondente à vida útil dos equipamentos.

10 Tipo: Poder Público Nome do Projeto: Eficientização em sistemas de sinalização semafórica no município de Feira de Santana Situação: Concluído - Aprovado Ofício nº 0614/2014 SPE_ANEEL Este projeto teve como objetivo realizar a substituição de 650 (seiscentos e cinquenta) lâmpadas incandescentes convencionais de baixa eficiência utilizadas nos sistemas de sinalização semafóricas veiculares e pedestres por conjuntos de alta eficiência luminosa desenvolvidos com a tecnologia dos diodos emissores de luz (light emitting diode - LED'S).. Município de Feira de Santana Energia economizada Demanda retirada no horário de ponta Custo da demanda evitada Custo da energia economizada 180,42 MWh/ano 20,60 KW R$866,37 R$163,14 Resolução da Aneel 1282/2012 Relação Custo Benefício realizado 0,47 Investimento Realizado no Projeto R$ ,17. Incentivo a uma cultura de combate ao desperdício de energia; Redução do consumo energético e redução da demanda na ponta, postergando os investimentos nos sistemas elétricos da concessionária; Redução da fatura de energia elétrica para a unidade consumidora contemplada pelo programa; Redução da necessidade de construção de usina, evitando alagamento de área de reservatório e emissão de CO2; A duração esperada é cerca de 12 anos o que corresponde ao tempo de vida útil deste tipo de lâmpadas.

11 Tipo: Poder Público Nome do Projeto: Substituição dos Projetores do Estádio de Futebol Governador Prof. Roberto Santos Situação: Concluído - Aprovado Ofício nº 0676/2014 SPE_ANEEL O projeto teve como objetivo promover o uso eficiente de energia elétrica destinada à iluminação no espaço interno do Estádio Governador Roberto Santos (Pituaçu), a partir da implementação de medidas de modernização do sistema de lâmpadas e refletores. O foco foi a troca dos itens de iluminação da área relativa ao campo de futebol de maneira que a iluminação fosse obtida tanto vertical quanto horizontalmente. Um objetivo adjacente foi a uniformização da iluminação ao longo de toda a área ocupada por atividades esportivas. Campo de futebol do Estádio Governador Prof. Roberto Santos em Pituaçu, bem como consumidores que freqüentam o Estádio. 125,81 MWh/ano Demanda retirada no horário de ponta 349,46 kw R$ 865,37/ kw.ano Custo da energia economizada R$ 163,14/ MWh Resolução da Aneel Res. 1282/2012 Relação Custo Beneficio realizado 0,35 Investimento Realizado no Projeto R$ ,46 O contato da população com equipamentos eficientes ajuda na fixação das vantagens advindas do uso desses equipamentos. Seguindo as tendências mundiais com respeito à preocupação quanto às mudanças climáticas e os impactos ambientais causados pelo modo de vida humano, este projeto surge como uma forma de melhorar a qualidade iluminação final do Estádio e reduzir o seu impacto no meio ambiente. São esperados benéficos do projeto pelo menos 25 anos, tempo de vida útil dos projetores instalados.

12 Tipo: Poder Público Nome do Projeto: Eficientização das Instalações Elétricas do Hospital do Exército Situação: Concluído- Aprovado Ofício nº SPE_ANEEL O Projeto tem como objetivo, identificar e implementar ações de eficientização energética nas instalações do Hospital do Exército, indicados no relatório de estudos técnicos e econômicos, visando a redução de demanda no horário de ponta e a redução de consumo de energia, propiciando a redução de custos e otimização do uso de energia nas instalações do referido hospital. O projeto foi desenvolvido no Hospital do Exército na Cidade de Salvador/BA. 98,31 MWh/ano Demanda retirada no horário de ponta 22,10 kw R$ 720,18 / kw.ano Custo da energia economizada R$ 130,14 / MWh Resolução da Aneel Nº 806/2009 Relação Custo Beneficio realizado 0,65 Investimento Realizado no Projeto R$ ,45 A disseminação da cultura do uso de equipamentos eficientes contribui com a educação da população e desperta a sociedade para a importância de se utilizar, de forma mais eficiente, a energia elétrica disponível. O contato da população com equipamentos eficientes ajuda na fixação das vantagens advindas do uso desses equipamentos. Seguindo as tendências mundiais com respeito à preocupação quanto às mudanças climáticas e os impactos ambientais causados pelo modo de vida humano, este projeto surge como uma forma de conscientizar consumidores de unidades consumidoras sobre o uso da energia elétrica e o seu impacto no meio ambiente.

Tipo: Nome do Projeto: Situação: 1) Objetivos do Projeto 2) Abrangência (município, bairro, número de unidades consumidoras) 3) Metas

Tipo: Nome do Projeto: Situação: 1) Objetivos do Projeto 2) Abrangência (município, bairro, número de unidades consumidoras) 3) Metas Tipo: Residencial Nome do Projeto: Incentivo Para Eficientização Energética Residencial E Conscientização Ambiental 2011 (Projeto Energia Verde Loja Eficiente). 1) Objetivos do Projeto Dando continuidade

Leia mais

2) Abrangência (município, bairro, número de unidades consumidoras)

2) Abrangência (município, bairro, número de unidades consumidoras) Tipo: Baixa Renda Nome do Projeto: Doação de geladeiras e lâmpadas para famílias inscritas em programas sociais do Governo Federal 2015. Situação: Em Implementação. O projeto tem como objetivo a substituição

Leia mais

Projetos em Implementação no PEE 2015

Projetos em Implementação no PEE 2015 Tipo: Poder público Nome do Projeto: Eficientização do Porto Digital O Projeto constituiu na substituição do sistema de refrigeração, composto por chillers, refrigerados, ar splits distribuídos por alguns

Leia mais

Resultados dos Projetos Concluídos no PEE 2015

Resultados dos Projetos Concluídos no PEE 2015 Nome do Projeto: Venda subsidiada de lâmpadas LED Situação: Concluído - Relatório Final encerrado Aguardando liberação da AEEL para envio Propôs estimular o acesso à tecnologia de LED para os clientes

Leia mais

3) Metas. 4) Impactos sociais e ambientais e duração esperada dos benefícios

3) Metas. 4) Impactos sociais e ambientais e duração esperada dos benefícios Tipo: Piloto Nome do Projeto: Instalação de Gerador Solar Fotovoltaico no Estádio de Futebol Gov. Prof. Roberto Santos visando à injeção de grandes blocos de energia solar fotovoltaica no sistema de distribuição

Leia mais

Resultados do Programa de Eficiência Energética da COSERN PEE 2010

Resultados do Programa de Eficiência Energética da COSERN PEE 2010 Resultados do Programa de Eficiência Energética da COSERN PEE 2010 2008/2009 Situação: Concluído Promover a venda subsidiada de 3.000 refrigeradores eficientes em substituição a refrigeradores em estado

Leia mais

Projetos em Implementação no PEE 2016

Projetos em Implementação no PEE 2016 Tipo: Educacional Nome do Projeto: Educação com Energia 2016 Projetos em Implementação no PEE 2016 Promover a reflexão e o diálogo sobre o uso eficiente e seguro da energia elétrica e sensibilizar para

Leia mais

de Eficiência Energética 2013

de Eficiência Energética 2013 1. Introdução O Programa vêm cumprir a Cláusula Quinta em sua Terceira Subcláusula, do Contrato de Concessão da ENERSUL NERSUL, segundo a qual esta concessionária deve implementar medidas que tenham por

Leia mais

Projetos em Implementação no PEE 2014

Projetos em Implementação no PEE 2014 Projetos em Implementação no PEE 2014 Tipo: Poder público Nome do Projeto: Eficientização do Sistema de Climatização do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial SENAI/RN O projeto tem por objetivo eficientizar

Leia mais

Projeto Energia Verde

Projeto Energia Verde Projeto Energia Verde Ana Christina R. Mascarenhas e Leandro C. da Silva Resumo O Projeto Energia Verde foi criado para os consumidores das distribuidoras do Grupo Neoenergia: Companhia de Eletricidade

Leia mais

Programa de Eficiência Energética AUDIÊNCIA PÚBLICA

Programa de Eficiência Energética AUDIÊNCIA PÚBLICA Programa de Eficiência Energética AUDIÊNCIA PÚBLICA A EDP Bandeirante, em conformidade com seu Contrato de Concessão de Distribuição, n 202/98 - ANEEL, com a Resolução Normativa n 300, de 12 de fevereiro

Leia mais

Eficientização Energética em Delegacias de Polícia

Eficientização Energética em Delegacias de Polícia Eficientização Energética em Delegacias de Polícia Antônio Afonso Gomes Júnior e Gabriel de Oliveira Brandão e Gomes Resumo As ações de eficiência energética em delegacias e batalhões de polícia, sediados

Leia mais

Programa de Eficiência Energética AUDIÊNCIA PÚBLICA

Programa de Eficiência Energética AUDIÊNCIA PÚBLICA Programa de Eficiência Energética AUDIÊNCIA PÚBLICA A Espírito Santo Centrais Elétricas SA, em conformidade com seu Contrato de Concessão de Distribuição, n 001/05 ANEEL e o que dispõe a Lei nº 9.991 de

Leia mais

Programa de Eficiência Energética 2014

Programa de Eficiência Energética 2014 Programa de Eficiência Energética 2014 1. Introdução O Programa de Eficiência Energética 2014 vêm cumprir a Cláusula Quinta em sua Terceira Subcláusula, do Contrato de Concessão da ENERSUL NERSUL, segundo

Leia mais

Relação dos Projetos Aprovados Pela Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL no Ano de 2013

Relação dos Projetos Aprovados Pela Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL no Ano de 2013 Relação dos Projetos Aprovados Pela Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL no Ano de 2013 1. Introdução Este relatório apresenta uma análise físico-financeira dos Projetos de Eficiência Energética

Leia mais

Conviver Rural Jaíba. Para se ter eficiência energética é preciso ter inteligência. Grandes resultados para os pequenos produtores do Jaíba.

Conviver Rural Jaíba. Para se ter eficiência energética é preciso ter inteligência. Grandes resultados para os pequenos produtores do Jaíba. Para se ter eficiência energética é preciso ter inteligência Desde 1998, por lei, toda distribuidora de energia precisa investir em ações que reduzam o desperdício de energia elétrica. Uma determinação

Leia mais

1) Eficientização das Instalações da FUSAM - Fundação de Saúde Amaury de Medeiros

1) Eficientização das Instalações da FUSAM - Fundação de Saúde Amaury de Medeiros 3. Poder Público 1) Eficientização das Instalações da FUSAM - Fundação de Saúde Amaury de Medeiros a) Situação: Concluído De acordo com o diagnóstico realizado, foram consideradas viáveis a substituição

Leia mais

ENERGIA E MEIO AMBIENTE Rio de Janeiro, 11 de dezembro de 2001

ENERGIA E MEIO AMBIENTE Rio de Janeiro, 11 de dezembro de 2001 Seminário ENERGIA E MEIO AMBIENTE Rio de Janeiro, 11 de dezembro de 2001 PROJETOS DE CONSERVAÇÃO E EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Eletrobrás Saulo José Nascimento Cisneiros Diretor de Projetos Especiais da Eletrobrás

Leia mais

Projetos Eficiência Energética 2014

Projetos Eficiência Energética 2014 Projetos Eficiência Energética 2014 1 LIGAÇÃO DE CONSUMIDORES DE BAIXA RENDA - 2008 Objetivo: Promover ações de regularização de ligações clandestinas, recuperação de consumidores cortados e auto-religados

Leia mais

1 Introdução. 2 Aspectos Normativos (...)

1 Introdução. 2 Aspectos Normativos (...) Celg Distribuição S/A. Diretoria Comercial Superintendência de Comercialização Departamento de Medição e Utilização de Energia Setor de Utilização de Energia Audiência Pública Março/2015 1 Introdução Conforme

Leia mais

4 O Programa de Eficiência Energética (PEE) na Light Serviços de Eletricidade S.A.

4 O Programa de Eficiência Energética (PEE) na Light Serviços de Eletricidade S.A. 45 4 O Programa de Eficiência Energética (PEE) na Light Serviços de Eletricidade S.A. Em 2002, foi iniciado o Programa de Eficiência Energética voltado à população mais carente da área de concessão da

Leia mais

Eficiência Energética no Grupo Neoenergia

Eficiência Energética no Grupo Neoenergia Eficiência Energética no Grupo Neoenergia Neoenergia Receita Bruta Clientes COELBA CELPE COSERN R$ 14.404 MM 9,9 milhões 5,4 milhões 3,3 milhões 1,2 milhões População Energia Distribuida 26,1 milhões 35.708

Leia mais

O conceito de eficiência energética está ligado à minimização de perdas na conversão de energia primária em energia útil.

O conceito de eficiência energética está ligado à minimização de perdas na conversão de energia primária em energia útil. Eficiência Energética e a Nova Regulamentação do PEE ANEEL O conceito de eficiência energética está ligado à minimização de perdas na conversão de energia primária em energia útil. EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

Leia mais

Hospital Alipio Correa Netto. Eficiência Energética

Hospital Alipio Correa Netto. Eficiência Energética Hospital Alipio Correa Netto São Paulo, 10 de novembro de 2008 Eficiência Energética Fernando L. B. Bacellar Coordenador de Usos Finais e Aplicação de Energia AES Eletropaulo Tel (11) 2195-2663 fernando.bacellar@aes.com

Leia mais

As perspectivas de políticas públicas para gestão da energia e eficiência energética no Brasil

As perspectivas de políticas públicas para gestão da energia e eficiência energética no Brasil As perspectivas de políticas públicas para gestão da energia e eficiência energética no Brasil São Paulo, 5 de dezembro de 2013 EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NO BRASIL Principais Programas e Resultados Lei de

Leia mais

1 Introdução. 2 Aspectos Normativos (...)

1 Introdução. 2 Aspectos Normativos (...) Celg Distribuição S/A. Diretoria Comercial Superintendência de Comercialização Departamento de Medição e Utilização de Energia Setor de Utilização de Energia Programa de Eficiência Energética Audiência

Leia mais

O Programa de Eficiência Energética Regulado pela ANEEL e a Geração Distribuída

O Programa de Eficiência Energética Regulado pela ANEEL e a Geração Distribuída Fórum sobre Eficiência Energética e Geração Distribuída O Programa de Eficiência Energética Regulado pela ANEEL e a Geração Distribuída Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL Superintendência de Pesquisa

Leia mais

Projetos de Eficiência Energética Ano 2011

Projetos de Eficiência Energética Ano 2011 1. Introdução Este relatório apresenta uma análise físico-financeira dos Projetos de Eficiência Energética realizados pela Empresa Energética de Mato Grosso do Sul S.A. ENERSUL no ano de 2011. As diretrizes

Leia mais

GRDE Superintendência ncia de Mercado SPM

GRDE Superintendência ncia de Mercado SPM Gerência de P&D e Eficiência Energética GRDE Superintendência ncia de Mercado SPM O "Grupo Empresarial CEB" tem como controladora a Companhia Energética de Brasília - CEB, cuja origem é a Companhia de

Leia mais

Carlos Augusto Del Bel Pamplona Ribeiro Prof. Dr. Gilberto de Martino Jannuzzi FEM/UNICAMP Graduando em Engenharia Mecânica FEM/UNICAMP Professor

Carlos Augusto Del Bel Pamplona Ribeiro Prof. Dr. Gilberto de Martino Jannuzzi FEM/UNICAMP Graduando em Engenharia Mecânica FEM/UNICAMP Professor Carlos Augusto Del Bel Pamplona Ribeiro Prof. Dr. Gilberto de Martino Jannuzzi FEM/UNICAMP Graduando em Engenharia Mecânica FEM/UNICAMP Professor Doutor Associado em Sistemas Energéticos Departamento de

Leia mais

Programa de Eficiência Energética das Empresas de Distribuição de Energia Elétrica PEE

Programa de Eficiência Energética das Empresas de Distribuição de Energia Elétrica PEE Programa de Eficiência Energética das Empresas de Distribuição de Energia Elétrica PEE Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL Superintendência de Pesquisa e Desenvolvimento e Eficiência Energética

Leia mais

Programa de Eficiência Energética. Workshop Responsabilidade Socioambiental no Setor Energético 08 e 09 de Junho de 2011 Unicamp Campinas/SP

Programa de Eficiência Energética. Workshop Responsabilidade Socioambiental no Setor Energético 08 e 09 de Junho de 2011 Unicamp Campinas/SP Programa de Eficiência Energética Workshop Responsabilidade Socioambiental no Setor Energético 08 e 09 de Junho de 2011 Unicamp Campinas/SP Perfil 2 Ceará Clientes Faturados (12/2010): 2,9 Milhões Km de

Leia mais

Painel Energias Limpas

Painel Energias Limpas Painel Energias Limpas Délio Malheiros Secretário Municipal de Meio Ambiente Vice Prefeito Prefeitura de Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil Santa Fé, 11 a 13 de setembro de 2013. 1 Energia Solar no

Leia mais

Eficiência Energética e ISO 50.001 Vantagens na Gestão da Energia

Eficiência Energética e ISO 50.001 Vantagens na Gestão da Energia Eficiência Energética e ISO 50.001 Vantagens na Gestão da Energia Setembro de 2014 Clientes COELBA CELPE Neoenergia 9,9 milhões 5,4 milhões 3,3 milhões COSERN COSERN 1,2 milhões CELPE Energia Distribuida

Leia mais

Caixa Econômica Federal! "#$%&&'

Caixa Econômica Federal! #$%&&' Caixa Econômica Federal! "#$%&&' $! % & ' (! " # )*+),&- $ ./', 0'12' 2003 2004 2004 2005 2007 2008 2009 Adesão ao Pacto Global; Projeto Corporativo Responsabilidade Social : Incorporação dos princípios

Leia mais

DICAS PARA ECONOMIA DE ENERGIA ELÉTRICA NA ILUMINAÇÃO

DICAS PARA ECONOMIA DE ENERGIA ELÉTRICA NA ILUMINAÇÃO DICAS PARA ECONOMIA DE ENERGIA ELÉTRICA NA ILUMINAÇÃO INTRODUÇÃO A energia elétrica é um recurso importante e indispensável em nossas vidas. Além de proporcionar conforto e segurança à população, garante

Leia mais

Eficiência Energética na Iluminação Pública

Eficiência Energética na Iluminação Pública ISSN 1984-9354 Eficiência Energética na Iluminação Pública Pedro Paulo dos Santos (LATEC/UFF) ppsantos28@hotmail.com Resumo: A iluminação pública tem papel de grande importância em uma sociedade, pois

Leia mais

Eficiência Energética em Edificações

Eficiência Energética em Edificações Eficiência Energética em Edificações CONTEÚDO ABORDADO ORGANOGRAMA CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA Consumo Faturado de Energia Elétrica 2011 430 TWh (Fonte: EPE Janeiro 2012) PROCEL EDIFICA O PROGRAMA O Programa

Leia mais

Projeto Nova Geladeira Neoenergia: Consumidores de baixa renda

Projeto Nova Geladeira Neoenergia: Consumidores de baixa renda Projeto Nova Geladeira Neoenergia: Consumidores de baixa renda Ana Christina R. Mascarenhas, Rita de Cássia S. Ribeiro e Leandro C. da Silva Resumo O Projeto Nova Geladeira Doação Neoenergia desenvolvida

Leia mais

Linhas de financiamento para apoio a Eficiência Energética e utilização de fontes de energia limpa nos diversos setores da sociedade

Linhas de financiamento para apoio a Eficiência Energética e utilização de fontes de energia limpa nos diversos setores da sociedade Soluções em Eficiência Energética e Energia Renovável Aplicáveis a Edificações Residenciais e Comerciais de Pernambuco Linhas de financiamento para apoio a Eficiência Energética e utilização de fontes

Leia mais

PROJETO DE TROCA DE LÂMPADAS INCANDESCENTES E FLUORESCENTES COMPACTAS POR LÂMPADAS LED

PROJETO DE TROCA DE LÂMPADAS INCANDESCENTES E FLUORESCENTES COMPACTAS POR LÂMPADAS LED PROJETO DE TROCA DE LÂMPADAS INCANDESCENTES E FLUORESCENTES COMPACTAS POR LÂMPADAS LED PROGRAMA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA DA CELPE, COELBA E COSERN. ECONOMIZE ENERGIA COM LÂMPADA LED A substituição de lâmpadas

Leia mais

Gestão da Demanda de Água Através de Convênios e Parcerias com o Governo do Estado de São Paulo e Prefeitura da Cidade de São Paulo SABESP

Gestão da Demanda de Água Através de Convênios e Parcerias com o Governo do Estado de São Paulo e Prefeitura da Cidade de São Paulo SABESP Gestão da Demanda de Água Através de Convênios e Parcerias com o Governo do Estado de São Paulo e Prefeitura da Cidade de São Paulo SABESP R. R. Chahin a a. Companhia de Saneamento Básico do Estado de

Leia mais

Os hospitais e a preservação do planeta: Oportunidade e ações necessárias. Palestrante: Maria Cecília Barbosa Araújo

Os hospitais e a preservação do planeta: Oportunidade e ações necessárias. Palestrante: Maria Cecília Barbosa Araújo Os hospitais e a preservação do planeta: Oportunidade e ações necessárias. Palestrante: Maria Cecília Barbosa Araújo Localização Microrregião da Alta Sorocabana de Presidente Prudente Colegiado do Alto

Leia mais

Programa de Eficiência Energética PEE CEMIG. Leonardo Resende Rivetti Rocha

Programa de Eficiência Energética PEE CEMIG. Leonardo Resende Rivetti Rocha Programa de Eficiência Energética PEE CEMIG Leonardo Resende Rivetti Rocha PEE CEMIG PEE 2008/2010 - Resolução N o 300-12/02/2008 - Lei N o 12.212-20/01/2010 Projetos Baixo Poder Aquisitivo/ Tarifa Social

Leia mais

Técnicas passivas; Técnicas ativas.

Técnicas passivas; Técnicas ativas. Definição: a conservação de energia deve ser entendida como a utilização de uma menor quantidade de energia para a obtenção de um mesmo produto ou serviço através da eliminação do desperdício; Técnicas

Leia mais

RELATÓRIO FINAL PROJETO: ATENDIMENTO A COMUNIDADES BAIXO PODER AQUISITIVO ARQUIVO XML: APLPEE5379_PROJETO_0001_S01 PROPONENTE: CETRIL

RELATÓRIO FINAL PROJETO: ATENDIMENTO A COMUNIDADES BAIXO PODER AQUISITIVO ARQUIVO XML: APLPEE5379_PROJETO_0001_S01 PROPONENTE: CETRIL RELATÓRIO FINAL PROJETO: ATENDIMENTO A COMUNIDADES BAIXO PODER AQUISITIVO ARQUIVO XML: APLPEE5379_PROJETO_0001_S01 PROPONENTE: CETRIL COOPERADAS: CEDRAP, CERIM, CERMC, CERNHE, CEDRI, CERES, CERIPA, CERIS,

Leia mais

de luz está mais transparente. Conheça as bandeiras tarifárias.

de luz está mais transparente. Conheça as bandeiras tarifárias. Agora, a sua conta de luz está mais transparente. Conheça as bandeiras tarifárias. Agora, em todo o país, as bandeiras tarifárias vêm impressas na conta de luz. E, para saber se o valor da sua conta irá

Leia mais

PRÉ - DIAGNÓSTICO ENERGÉTICO GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO JULHO 2006

PRÉ - DIAGNÓSTICO ENERGÉTICO GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO JULHO 2006 PRÉ - DIAGNÓSTICO ENERGÉTICO GRUPO HOSPITALAR CONCEIÇÃO JULHO 2006 Participantes: Gerente do Projeto: João Carlos R. Aguiar Aquecimento de água: Evandro Camelo e Eduardo Souza Ar Condicionado: Sérgio M.

Leia mais

COMISSÃO DE INTEGRAÇÃO ENERGÉTICA REGIONAL COMITÊ NACIONAL BRASILEIRO

COMISSÃO DE INTEGRAÇÃO ENERGÉTICA REGIONAL COMITÊ NACIONAL BRASILEIRO COMISSÃO DE INTEGRAÇÃO ENERGÉTICA REGIONAL COMITÊ NACIONAL BRASILEIRO V CIERTEC - SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE GESTÃO DE PERDAS, EFICIENTIZAÇÃO ENERGÉTICA E PROTEÇÃO DA RECEITA NO SETOR ELÉTRICO Área

Leia mais

XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica

XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2008-06 a 10 de outubro Olinda - Pernambuco - Brasil Implementação de Sistemas de Aquecimento Solar nos Chuveiros e Piscina da AACD Centro

Leia mais

METODOLOGIA DE DIAGNÓSTICO ENERGÉTICO. Oportunidades de redução de custos e maior eficiência energética

METODOLOGIA DE DIAGNÓSTICO ENERGÉTICO. Oportunidades de redução de custos e maior eficiência energética METODOLOGIA DE DIAGNÓSTICO ENERGÉTICO Oportunidades de redução de custos e maior eficiência energética A realização de diagnóstico energético envolve um conjunto bastante diversificado de atividades,

Leia mais

relatório M&V Geladeiras

relatório M&V Geladeiras relatório M&V Geladeiras 03 Expediente Produção: Instituto Bioterra Revisão: Maria Elisa Rodrigues Moreira Arte e Diagramação: Designlândia Impressão: Aster Graf Este produto integra o Ciclo 2011 do Programa

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Federação das Indústrias do Estado da Bahia FIEB. Conselho de Meio Ambiente COMAM

APRESENTAÇÃO. Federação das Indústrias do Estado da Bahia FIEB. Conselho de Meio Ambiente COMAM APRESENTAÇÃO A FIEB, através do seu Conselho de Meio Ambiente - COMAM, vem realizando desde o ano de 2000, o Prêmio FIEB Desempenho Ambiental. Em suas duas primeiras edições o Prêmio abrangeu as categorias

Leia mais

Eficiência energética

Eficiência energética Eficiência energética A realização de pesquisas para otimizar a utilização da energia elétrica faz parte da postura sustentável adotada pelas empresas Eletrobras. Conheça nas próximas páginas as principais

Leia mais

RELATÓRIO PARCIAL DOS PROGRAMAS DE ETIQUETAGEM DE EDIFICAÇÕES

RELATÓRIO PARCIAL DOS PROGRAMAS DE ETIQUETAGEM DE EDIFICAÇÕES RELATÓRIO PARCIAL DOS PROGRAMAS DE ETIQUETAGEM DE EDIFICAÇÕES PROGRAMA DE EDIFICAÇÕES 1-Objetivos do Programa Combater o desperdício de energia elétrica Estimular o uso eficiente e racional de energia

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA GERAÇÃO E ENVIO DE RELATÓRIO FINAL DE PROJETOS DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

INSTRUÇÕES PARA GERAÇÃO E ENVIO DE RELATÓRIO FINAL DE PROJETOS DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Superintendência de Pesquisa e Desenvolvimento e Eficiência energética SPE Sistema de Gestão de Projetos de Eficiência Energética SGPEE INSTRUÇÕES PARA GERAÇÃO E ENVIO DE RELATÓRIO FINAL DE PROJETOS DE

Leia mais

a Energia em casa Da usina até sua casa

a Energia em casa Da usina até sua casa a Energia em casa Da usina até sua casa Para ser usada nas cidades, a energia gerada numa hidrelétrica passa por uma série de transformações A eletricidade é transmitida de uma usina até os centros de

Leia mais

CARTILHA DE UTILIZAÇÃO CONSCIENTE DA ENERGIA ELÉTRICA

CARTILHA DE UTILIZAÇÃO CONSCIENTE DA ENERGIA ELÉTRICA CARTILHA DE UTILIZAÇÃO CONSCIENTE DA ENERGIA ELÉTRICA Companhia Paulista de Força e Luz Companhia Piratininga de Força e Luz Companhia Luz e Força Santa Cruz Companhia Jaguari de Energia Companhia Luz

Leia mais

Resumo dos Programas de P&D e Eficiência Energética

Resumo dos Programas de P&D e Eficiência Energética Resumo dos Programas de P&D e Eficiência Energética Os Programas de Pesquisa e Desenvolvimento P&D desenvolvidos pela Amazonas Energia estão pautados na busca de inovações para fazer frente aos desafios

Leia mais

ÍNDICE SERTÃ... 4 COMPROMISSOS... 5 MIRADOURO DE S. MACÁRIO... 7 JARDIM DE CERNACHE DO BONJARDIM... 10

ÍNDICE SERTÃ... 4 COMPROMISSOS... 5 MIRADOURO DE S. MACÁRIO... 7 JARDIM DE CERNACHE DO BONJARDIM... 10 1 BoPS Sertã ÍNDICE SERTÃ... 4 COMPROMISSOS... 5 Governança... 5 Pacto de Autarcas... 5 Referências de Excelência... 6 MIRADOURO DE S. MACÁRIO... 7 Investimento... 8 Indicadores... 9 JARDIM DE CERNACHE

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DE UM PROGRAMA DE USO RACIONAL DA ÁGUA NO CAMPUS DO CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PARTE 05

IMPLANTAÇÃO DE UM PROGRAMA DE USO RACIONAL DA ÁGUA NO CAMPUS DO CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PARTE 05 IMPLANTAÇÃO DE UM PROGRAMA DE USO RACIONAL DA ÁGUA NO CAMPUS DO CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PARTE 05 Doalcey A. Ramos, Centro de Ciências Tecnológicas, doalcey@joinville.udesc.br

Leia mais

Eficiência energética em construções na cidade de SP 15.04.2010

Eficiência energética em construções na cidade de SP 15.04.2010 Eficiência energética em construções na cidade de SP 15.04.2010 Estado de São Paulo Fonte: SSE SP Potencial de redução: 7,9% energia elétrica Potencial de redução: 6,6% petróleo & gás Estado de São Paulo

Leia mais

ANEXO III Resolução 1 da Comissão Interministerial de Mudança Global do Clima. Contribuição da Atividade de Projeto para o Desenvolvimento Sustentável

ANEXO III Resolução 1 da Comissão Interministerial de Mudança Global do Clima. Contribuição da Atividade de Projeto para o Desenvolvimento Sustentável ANEXO III Resolução 1 da Comissão Interministerial de Mudança Global do Clima Contribuição da Atividade de Projeto para o Desenvolvimento Sustentável Projeto: Geração de eletricidade a partir de fontes

Leia mais

Ações ABESCO e ANEEL para Fortalecimento do Mercado de Eficiência Energética. Reive Barros dos Santos Diretor

Ações ABESCO e ANEEL para Fortalecimento do Mercado de Eficiência Energética. Reive Barros dos Santos Diretor Ações ABESCO e ANEEL para Fortalecimento do Mercado de Eficiência Energética Reive Barros dos Santos Diretor São Paulo - SP 26 de agosto de 2015 Missão Proporcionar condições favoráveis para que o mercado

Leia mais

Programa de Incentivos aos Leilões de Energia e à Geração Distribuída do Governo de Pernambuco João Bosco de Almeida

Programa de Incentivos aos Leilões de Energia e à Geração Distribuída do Governo de Pernambuco João Bosco de Almeida Programa de Incentivos aos Leilões de Energia e à Geração Distribuída do Governo de Pernambuco João Bosco de Almeida Secretário de Infraestrutura Energia Renovável em Pernambuco Desenvolvimento Técnico,

Leia mais

Consumo Consciente Energia Elétrica

Consumo Consciente Energia Elétrica Consumo Consciente Energia Elétrica Agosto 2010 Planeta SUSTENTABILIDADE NO CONSUMO Incentivo ao consumo responsável e consciente IMPORTÂNCIA DA ENERGIA PARA O GRUPO Compra energia elétrica de 23 concessionárias

Leia mais

PROBEN PROGRAMA DE BOM USO ENERGÉTICO

PROBEN PROGRAMA DE BOM USO ENERGÉTICO PROBEN PROGRAMA DE BOM USO ENERGÉTICO Proben Esplanada ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA ENTRE O MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE, MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO E A UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS,

Leia mais

Resultados dos Projetos Concluídos no PEE 2016

Resultados dos Projetos Concluídos no PEE 2016 Tipo: Residencial Nome do Projeto: Doação Residencial 2015 Situação: Concluído Relatório Final Fechado aguardando liberação da ANEEL para envio. Promover a troca de lâmpadas e refrigeradores usados por

Leia mais

Dados para Audiência Pública Energisa Tocantins

Dados para Audiência Pública Energisa Tocantins Palmas, 04 de Março de 2017. Dados para Audiência Pública Energisa Tocantins 1. Informações sobre os Projetos já realizados/em realização. 1.1. Nossa Energia 2015/2016 O projeto Nossa Energia tem como

Leia mais

16 Eficiência Energética

16 Eficiência Energética 16 Eficiência 412 EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Contextualização A eficiência energética pode ser definida como o desempenho de conversão de um sistema energético. Em outras palavras, representa o quanto de energia

Leia mais

Desperdício energético gera prejuízo de R$ 12,64 bilhões

Desperdício energético gera prejuízo de R$ 12,64 bilhões Cliente: Trade Energy Veículo: Jornal do Comércio (RS) Assunto: Desperdício energético gera prejuízo Data: 23/02/2015 Desperdício energético gera prejuízo de R$ 12,64 bilhões Mudanças no padrão de consumo

Leia mais

2ª Conferência Latinoamericana de Saneamento LATINOSAN 2010. Fernando Pinto Dias Perrone Gerente do Departamento de Projetos de Eficiência Energética

2ª Conferência Latinoamericana de Saneamento LATINOSAN 2010. Fernando Pinto Dias Perrone Gerente do Departamento de Projetos de Eficiência Energética 2ª Conferência Latinoamericana de Saneamento LATINOSAN 2010 Fernando Pinto Dias Perrone Gerente do Departamento de Projetos de Eficiência Energética Março de 2010 O PROCEL SANEAR Objetivos Promover o uso

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2011

PROJETO DE LEI Nº, DE 2011 PROJETO DE LEI Nº, DE 2011 (Do Sr. Pedro Uczai) Dispõe sobre incentivos à utilização da energia solar e dá nova redação ao artigo 82 da Lei nº 11.977, de 7 de julho de 2009. O Congresso Nacional decreta:

Leia mais

Sitec Power Soluções em Energia ENERGIA REATIVA E FATOR DE POTÊNCIA

Sitec Power Soluções em Energia ENERGIA REATIVA E FATOR DE POTÊNCIA ENERGIA REATIVA E FATOR DE POTÊNCIA O QUE É ENERGIA ATIVA E REATIVA? Sim, mas apesar de necessária, a utilização de Energia Reativa deve ser a menor possível. O excesso de Energia Reativa exige condutores

Leia mais

Renovação de Concessões de Geração e Oportunidades de Maximização da Energia Assegurada

Renovação de Concessões de Geração e Oportunidades de Maximização da Energia Assegurada Desenhando o futuro... Renovação de Concessões de Geração e Oportunidades de Maximização da Energia Assegurada Flávio Antônio Neiva Presidente da ABRAGE Uberlândia, 29 de maio de 2009 1 Empresas Associadas

Leia mais

Apresentação CEI. Perspectivas no mercado de energia fotovoltaica

Apresentação CEI. Perspectivas no mercado de energia fotovoltaica Apresentação CEI Perspectivas no mercado de energia fotovoltaica A CEI é produtora independente de energia em MG, com 9 usinas em operação, 15 empreendimentos hidrelétricos em desenvolvimento (130MW) e

Leia mais

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica www.abinee.org.br EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Eng. Fabián Yaksic Gerente do Departamento de Tecnologia e Política Industrial São Paulo, 5 junho 2012 ABINEE

Leia mais

GERENCIAMENTO PELO LADO DA DEMANDA - MÉTODOS DIRETO, INDIRETO E INCENTIVADO

GERENCIAMENTO PELO LADO DA DEMANDA - MÉTODOS DIRETO, INDIRETO E INCENTIVADO STC/ 13 17 à 22 de outubro de 1999 Foz do Iguaçu Paraná - Brasil SESSÃO TÉCNICA ESPECIAL CONSERVAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA (STC) GERENCIAMENTO PELO LADO DA DEMANDA - MÉTODOS DIRETO, INDIRETO E INCENTIVADO

Leia mais

BRIEFING BRASIL. Parceiro:

BRIEFING BRASIL. Parceiro: BRIEFING BRASIL Parceiro: 1 ÍNDICE 1 Índice... 1 2 Introdução... 2 3 Apresentação... 3 4 Desenvolvimento dos trabalhos/projetos... 8 5 Grupo EDP... 10 1 2 INTRODUÇÃO Idealizado no ano de 2007 em Portugal

Leia mais

4 Fator de carga e fator de demanda: conceituação

4 Fator de carga e fator de demanda: conceituação 4 Fator de carga e fator de demanda: conceituação 4.1. Fator de carga (FC) Segundo a resolução a normativa nº 414 de 9 de setembro de 2010 da ANEEL, o fator de carga é definido como sendo a razão entre

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO Nº 004/2015 - PROAD

ORDEM DE SERVIÇO Nº 004/2015 - PROAD ORDEM DE SERVIÇO Nº 004/2015 - PROAD Institui e regulamenta o Programa de Uso Racional de Água e Energia Elétrica no âmbito da UFCSPA. O PRÓ-REITOR DE ADMINISTRAÇÃO DA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE

Leia mais

Dicas para economizar energia

Dicas para economizar energia Dicas para economizar energia Vilões do Consumo Os vilões do consumo de energia elétrica são os aparelhos com alta potência ou grande tempo de funcionamento. Considerando uma residência de quatro pessoas,

Leia mais

GESTÃO DA ILUMINAÇÃO PÚBLICA VISÃO DA PREFEITURA. Palestrantes: Gustavo Mapurunga Valdir de Oliveira. Prefeitura de Fortaleza

GESTÃO DA ILUMINAÇÃO PÚBLICA VISÃO DA PREFEITURA. Palestrantes: Gustavo Mapurunga Valdir de Oliveira. Prefeitura de Fortaleza GESTÃO DA ILUMINAÇÃO PÚBLICA VISÃO DA PREFEITURA Palestrantes: Gustavo Mapurunga Valdir de Oliveira Prefeitura de Fortaleza Citéluz Iluminaçao Pública - IP GESTÃO COMPLETA da IP em Fortaleza Sumário QUEM

Leia mais

COLETORES FECHADOS RESERVATÓRIOS TÉRMICOS

COLETORES FECHADOS RESERVATÓRIOS TÉRMICOS Edição Salvador AQUECIMENTO SOLAR-ESTADO DA ARTE Carlos Faria(Café) Coordenador Iniciativa Cidades Solares A ENERGIA SOLAR A INSTALAÇÃO DE AQUECIMENTO SOLAR COLETORES SOLARES COLETORES FECHADOS RESERVATÓRIOS

Leia mais

PENSE NO MEIO AMBIENTE SIRTEC TEMA: CONSUMO CONSCIENTE DE ENERGIA DISPOSIÇÃO ADEQUADA DE RESÍDUOS

PENSE NO MEIO AMBIENTE SIRTEC TEMA: CONSUMO CONSCIENTE DE ENERGIA DISPOSIÇÃO ADEQUADA DE RESÍDUOS PENSE NO MEIO AMBIENTE SIRTEC TEMA: CONSUMO CONSCIENTE DE ENERGIA DISPOSIÇÃO ADEQUADA DE RESÍDUOS Abril/2015 Fazer obras e serviços para transmissão, distribuição e uso de energia. Contribuir para o bem

Leia mais

Energias do Brasil-EDP

Energias do Brasil-EDP Prezados Senhores Energias do Brasil-EDP Atendendo orientação dos procedimentos da Consulta Pública em assunto, estamos encaminhando abaixo as contribuições do Grupo EDP - Energias do Brasil, a propósito

Leia mais

Apresentação e Lançamento. Selo Solar. Florianópolis, 24 de abril de 2012 Paula Scheidt Manoel

Apresentação e Lançamento. Selo Solar. Florianópolis, 24 de abril de 2012 Paula Scheidt Manoel Apresentação e Lançamento Selo Solar Florianópolis, 24 de abril de 2012 Paula Scheidt Manoel Contextualização 8 projetos no BIG/ANEEL = 1.494,36 kw (potência fiscalizada) P&D Estratégico ANEEL Projeto

Leia mais

INOVAÇÕES METODOLÓGICAS NA ÁREA DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA Oportunidades para o desenvolvimento urbano sustentável GESTÃO DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA

INOVAÇÕES METODOLÓGICAS NA ÁREA DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA Oportunidades para o desenvolvimento urbano sustentável GESTÃO DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA INOVAÇÕES METODOLÓGICAS NA ÁREA DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA Oportunidades para o desenvolvimento urbano sustentável GESTÃO DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA Premissas para lidar com a iluminação urbana 1. Aspirações da

Leia mais

PROCEL Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica

PROCEL Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica PROCEL Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica ILUMEXPO 2015 São Paulo, 1º de junho de 2015 George Alves Soares Sistema Eletrobras Geração e Transmissão Geração Geração Binacional (100,00%)

Leia mais

Estudo de Caso: M&V CEDAE Guandu

Estudo de Caso: M&V CEDAE Guandu Estudo de Caso: M&V CEDAE Guandu Sumário 1. A Light em Números 2. A Eficiência Energética na Light 3. Investimentos e Resultados 4. Case de Eficiência Energética ETA CEDAE GUANDU Procedimentos de Medição

Leia mais

PERFIL EMPRESARIAL. Junho 2014. www.multiempreendimentos.com

PERFIL EMPRESARIAL. Junho 2014. www.multiempreendimentos.com PERFIL EMPRESARIAL Quem Somos Empresa de engenharia consultiva e projetos, constituída em 2005 por profissionais qualificados e experiência comprovada, atuando em todo território nacional com projeção

Leia mais

PERSPECTIVAS DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM UM ESTABELECIMENTO COMERCIAL NA CIDADE DE ALAGOINHAS (BA) - UM ESTUDO DE CASO.

PERSPECTIVAS DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM UM ESTABELECIMENTO COMERCIAL NA CIDADE DE ALAGOINHAS (BA) - UM ESTUDO DE CASO. PERSPECTIVAS DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM UM ESTABELECIMENTO COMERCIAL NA CIDADE DE ALAGOINHAS (BA) - UM ESTUDO DE CASO. LEIDIANE BASTOS SENNA (FSSS ) leu.senna@hotmail.com Luana Nascimento Freitas Sodre

Leia mais

A metodologia proposta pela WEG para realizar este tipo de ação será apresentada a seguir.

A metodologia proposta pela WEG para realizar este tipo de ação será apresentada a seguir. Eficiência Energética Buaiz Alimentos 1 CARACTERÍSTICAS DA EMPRESA Nome fantasia: Buaiz Alimentos Ramo de atividade: Alimentício Localização: Vitória / ES Estrutura tarifária: Horo-sazonal Azul A4 Demanda

Leia mais

Eficiência Energética e Redução de Perdas. George Alves Soares - Eletrobras

Eficiência Energética e Redução de Perdas. George Alves Soares - Eletrobras Eficiência Energética e Redução de Perdas George Alves Soares - Eletrobras Sumário Importância da sinergia Conceituação Segmentação das Perdas Técnicas Como a eficiência energética pode ajudar Ações no

Leia mais

Projetos em Implementação no PEE 2016

Projetos em Implementação no PEE 2016 Tipo: Baixa Renda Nome do Projeto: Doação de geladeiras e lâmpadas para famílias inscritas em programas sociais do Governo Federal 2015. Situação: Em Implementação. O projeto tem como objetivo a substituição

Leia mais

Edital de Concorrência Pública Nacional (SQC) nº 40.10756/2006

Edital de Concorrência Pública Nacional (SQC) nº 40.10756/2006 Edital de Concorrência Pública Nacional (SQC) nº 40.10756/2006 Serviços de Consultoria Pessoa Jurídica para a elaboração de metodologia que permita mensurar, verificar e avaliar os resultados decorrentes

Leia mais

PROJETO ESPLANADA SUSTENTÁVEL. Maio 2012

PROJETO ESPLANADA SUSTENTÁVEL. Maio 2012 PROJETO ESPLANADA SUSTENTÁVEL CAPACITAÇÃO DOS GESTORES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE AÇÃO MÓDULO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Maio 2012 SISTEMAS DE AR CONDICIONADO Oportunidades de melhoria da eficiência dos

Leia mais

Novembro 2010 Nº 1. Programa de Eficiência Energética muda hábitos e educa para consumo responsável

Novembro 2010 Nº 1. Programa de Eficiência Energética muda hábitos e educa para consumo responsável Novembro 2010 Nº 1 4 6 10 Programa de Eficiência Energética muda hábitos e educa para consumo responsável Ações em comunidades do Rio conscientizam famílias e trocam equipamentos por outros mais eficientes

Leia mais

Ações de Ecoeficiência na Caixa

Ações de Ecoeficiência na Caixa Ações de Ecoeficiência na Caixa Marcos Históricos 2003 Adesão ao Pacto Global 2004 Aprovada Política Ambiental CAIXA 2005: Instalação do Comitê de Política Ambiental; 2007 Criação das GN Meio Ambiente

Leia mais

Semana Nacional da Segurança com Energia Elétrica

Semana Nacional da Segurança com Energia Elétrica Semana Nacional da Segurança com Energia Elétrica Introdução Pela primeira vez, a Abradee promoverá, junto com as suas 51 concessionárias associadas, uma campanha nacional para conscientizar os cerca de

Leia mais