Programa de Eficiência Energética AUDIÊNCIA PÚBLICA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Programa de Eficiência Energética AUDIÊNCIA PÚBLICA"

Transcrição

1 Programa de Eficiência Energética AUDIÊNCIA PÚBLICA A EDP Bandeirante, em conformidade com seu Contrato de Concessão de Distribuição, n 202/98 - ANEEL, com a Resolução Normativa n 300, de 12 de fevereiro de 2008, da Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL, e em consonância com sua política de compromisso com o desenvolvimento da sociedade, convida universidades, entidades de classe, conselho de consumidores, parceiros, clientes e sociedade em geral para, através de Audiência Pública, obter subsídios e fornecer informações adicionais sobre o Programa de Eficiência Energética. Considerando que: - a Lei n 9.991, de 24 de julho de 2000, dispõe so bre a realização de investimentos em eficiência energética por parte das empresas concessionárias e autorizadas do setor de energia elétrica; - a Lei n , de 21 de Janeiro de 2010, na Lei nº 9.991/2000 impactam o Programa de Eficiência Energética (PEE), no que concerne à parcela de recursos destinados a projetos voltados a comunidades de baixo poder aquisitivo, pois restringiu o público-alvo a consumidores beneficiados pela Tarifa Social. - a Resolução Normativa n 300, da ANEEL, de 12 de fevereiro de 2008, estabelece critérios de aplicação de recursos em Programas de Eficiência Energética. As contribuições para os temas de projetos poderão ser encaminhadas eletronicamente para a EDP Bandeirante, no endereço eletrônico: nos formatos Word (.doc) ou "zipados" (.zip), com no máximo 500 kbytes. Maiores esclarecimentos quanto aos projetos podem ser solicitados através do mesmo e- mail da audiência. Considerando que os projetos já executados, aqui apresentados, não foram submetidos à fiscalização da ANEEL, poderão, portanto, sofrerem alterações quanto aos seus resultados.

2 Programa de Eficiência Energética Concluído em 2012 Tipo de Projeto EDUCACIONAL Boa Energia nas Escolas - EDP Bandeirante Teve como objetivo principal promover a capacitação dos educadores das escolas municipais localizadas na área de concessão da EDP Bandeirante em agentes multiplicadores dos conceitos de uso eficiente e seguro da energia elétrica, por meio das atividades previstas na metodologia PROCEL Educação, bem como estimular a realização de ações pedagógicas que visem a sensibilização das pessoas e as mudanças dos hábitos de consumo da comunidade escolar. Desta forma, o projeto buscou envolver professores e alunos da educação básica de forma direta e, indiretamente, suas famílias e as comunidades do entorno, por meio da disseminação de informações básicas sobre o uso racional da eletricidade, com o objetivo de reduzir o desperdício de energia elétrica em suas residências, bem como disponibilizar aos participantes um conjunto de atividades educacionais (material didático, unidade móvel de ensino, portal na internet, maquetes e experimentos), visando promover vivências presenciais e interativas. O projeto educacional Boa Energia nas Escolas utilizou a metodologia PROCEL Educação A Natureza da Paisagem Energia Recurso da Vida e lançou mão de diversas atividades complementares relacionadas aos princípios de uso racional e seguro da eletricidade, para disseminar conceitos, promover mudanças e/ou aquisição de hábitos positivos relacionados à conservação de energia elétrica. O processo de capacitação dos educadores da rede municipal de ensino teve como base a aplicação da metodologia e utilização dos materiais didáticos do PROCEL Educação: Livro Clique, Livro do Professor, Livros 01, 02, 03, 04 e 05, Álbum Seriado, Folder, Jogo Lúdico Educativo e Programa de Vídeo. As ações pedagógicas e atividades complementares foram realizadas por meio do acesso a um conjunto de iniciativas disponibilizadas à comunidade escolar, para que os educadores pudessem desenvolver o tema em sala de aula e envolver seus alunos e familiares. Objetivando ainda ampliar a sua abrangência e permitir uma maior flexibilidade, o projeto contou com um Módulo Itinerante Unidade Móvel de Ensino e um Módulo Virtual Portal Educacional na Internet. O projeto, com a adoção desta mecânica, buscou difundir informações sobre o tema e também possibilitou experiências presenciais e interativas dos professores, alunos e da comunidade escolar em geral. Foram estruturadas ainda diversas atividades de planejamento junto as Secretarias Municipais de Educação e/ou Diretorias de Ensino em 11 (onze) municípios, localizados na área de concessão da EDP Bandeirante. Durante os anos 2011 e 2012, o projeto buscou atender um universo de 11 (onze) municípios localizados na área de concessão, nomeadamente: Aparecida, Caraguatatuba, Ferraz de Vasconcelos, Guaratinguetá, Itaquaquecetuba, Lorena, Mogi das Cruzes, Poá, Roseira, São José dos Campos e São Sebastião. Metas e Benefícios O projeto Boa Energia nas Escolas teve como meta beneficiar diretamente educadores e alunos da rede municipal de ensino fundamental em 11 (onze) municípios. Desta forma, o projeto beneficiou: 170 (cento e setenta) escolas municipais; 838 (oitocentos e trinta e oito) educadores; (sessenta e um mil e duzentos e cinquenta) alunos. Entretanto, a principal meta foi promover o consumo consciente e seguro da energia em favor da preservação do meio ambiente, bem como multiplicar o conhecimento e a mudança de comportamento junto às famílias e as comunidades do entorno Investimentos O investimento realizado no projeto foi de R$ 2,46 milhões, com custo de demanda evitada de R$ 423,17 por kw e custo de energia economizada de R$ 163,97 por MWh/ano. O projeto não necessita de cálculo de relação custo benefício RCB, conforme Manual de Elaboração da

3 Tipo de Projeto ATENDIMENTO A COMUNIDADE DE BAIXA RENDA Eficiência Energética em Unidades Consumidoras Residenciais - InovCity Readequação e eficientização de instalações internas e externas de unidades consumidoras do município de Aparecida. Para tanto, foram realizadas as seguintes ações: - Substituição de equipamentos ineficientes; - Orientação e sensibilização para o uso eficiente e seguro de energia; - Promoção da mudança de hábitos de consumo, visando o uso eficiente de energia. As ações realizadas nas unidades residenciais foram às substituições das lâmpadas incandescentes por fluorescentes compactas econômicas, substituição de chuveiros elétricos e refrigeradores. Foram atendidas unidades consumidoras com características do município de Aparecida/SP, que faz parte da área de concessão da EDP Bandeirante. Metas e Benefícios A economia de energia foi de 3.942,94 MWh/ano e redução de demanda na ponta de 2.653,54 kw com a substituição de lâmpadas incandescentes por fluorescentes compactas econômicas, substituição de 460 refrigeradores e 570 chuveiros elétricos. Os fatores sociais relevantes desse projeto serão eliminar os desperdícios, adequando o valor da conta de energia dos clientes a sua capacidade econômica, com melhor qualidade e segurança do uso da energia elétrica. Para os clientes: Melhoria na qualidade das instalações; Maiores índices de conforto e segurança; Melhoria da capacidade de adimplência; Melhor utilização de recursos energéticos; Para a EDP Bandeirante: Comercialização da economia de energia junto a outros segmentos de mercado com melhores Ganho de imagem resultante da melhoria da qualidade dos serviços oferecidos aos clientes. Para o Sistema elétrico nacional: Redução na demanda no horário de ponta, contribuindo para o planejamento integrado dos recursos Redução de perdas no sistema elétrico. Investimentos O investimento realizado com o projeto foi de R$ ,98, com custo de demanda evitada de R$ 507,80 por kw e custo de energia economizada de R$ 177,09 por MWh/ano. O projeto apresentou uma relação custo beneficio RCB igual a 0,21, atendendo de forma satisfatória o exigido pelo Manual de Elaboração da

4 Programa de Eficiência Energética em Andamento 2013 Tipo de Projeto ATENDIMENTO A COMUNIDADE DE BAIXA RENDA Eficiência Energética em Conjuntos Habitacionais de Baixa Renda - Lote I Eficientização de instalações internas e externas de unidades consumidoras de baixo poder aquisitivo, promovendo a modernização do sistema de aquecimento de água e iluminação Para tanto, serão elaboradas as seguintes ações: - Substituição de equipamentos ineficientes de aquecimento de água; - Substituição de equipamentos ineficientes de iluminação; - Orientação e sensibilização para o uso eficiente e seguro de energia; - Promoção da mudança de hábitos de consumo, visando o uso eficiente de energia. O projeto prevê a substituição de chuveiros elétricos por sistema de aquecimento solar e modernização nos sistemas de iluminação em unidades dos conjuntos habitacionais de Cachoeira Paulista, Roseira, Guaratinguetá e Lorena. Serão atendidas unidades residenciais do conjunto habitacional de Cachoeira Paulista, Roseira, Guaratinguetá e Lorena que fazem parte da área de concessão e possua característica de residencial baixa renda. Metas e Benefícios A economia de energia estimada é de 1.301,82 MWh/ano e redução de demanda na ponta de 1.633,03 kw com a substituição de chuveiros elétricos por sistema de aquecimento solar e substituição de cerca de lâmpadas incandescentes por lâmpadas fluorescentes compactas. O fator social relevante desse projeto é a eliminação dos desperdícios, adequando o valor da conta de energia dos clientes a sua capacidade econômica, com melhor qualidade e segurança do uso da energia elétrica. Para a Comunidade: - Melhoria na qualidade das instalações residenciais; - Maiores índices de conforto e segurança; - Redução da conta mensal de energia elétrica das residências; - Melhoria da capacidade de adimplência da comunidade. Para a sociedade: - Disseminação do conceito do uso racional e eficiente dos recursos energéticos e estímulos ao combate do desperdício; - Fomento para utilização de novas tecnologias de aquecimento de água; Para a Bandeirante: - Comercialização da economia de energia junto a outros segmentos de mercado com melhores - Ganho de imagem resultante da melhoria da qualidade dos serviços oferecidos aos clientes; Para o Sistema elétrico nacional: - Redução na demanda no horário de ponta, contribuindo para o planejamento integrado dos recursos - Redução de perdas no sistema elétrico; Investimentos O investimento previsto para o projeto é de R$ 6,1 milhões, com custo de demanda evitada de R$ 507,80 por kw e custo de energia economizada de R$ 177,09 por MWh/ano. O projeto prevê uma relação custo beneficio RCB igual a 0,74, atendendo de forma satisfatória o exigido pelo Manual de Elaboração da

5 Tipo de Projeto ATENDIMENTO A COMUNIDADE DE BAIXA RENDA Eficiência Energética em Conjuntos Habitacionais de Baixa Renda - Lote II Eficientização de instalações internas e externas de unidades consumidoras de baixo poder aquisitivo, promovendo a modernização do sistema de aquecimento de água e iluminação Para tanto, serão elaboradas as seguintes ações: - Substituição de equipamentos ineficientes de aquecimento de água; - Substituição de equipamentos ineficientes de iluminação; - Orientação e sensibilização para o uso eficiente e seguro de energia; - Promoção da mudança de hábitos de consumo, visando o uso eficiente de energia. O projeto prevê a substituição de chuveiros elétricos por sistema de aquecimento solar e modernização nos sistemas de iluminação em unidades dos conjuntos habitacionais de Taubaté, São José dos Campos e São Sebastião. Serão atendidas unidades residenciais do conjunto habitacional de Taubaté, São José dos Campos e São Sebastião que fazem parte da área de concessão e possua característica de residencial baixa renda. Metas e Benefícios A economia de energia estimada é de 1.474,45 MWh/ano e redução de demanda na ponta de 1.849,60 kw com a substituição de chuveiros elétricos por sistema de aquecimento solar e substituição de cerca de lâmpadas incandescentes por lâmpadas fluorescentes compactas. O fator social relevante desse projeto é a eliminação dos desperdícios, adequando o valor da conta de energia dos clientes a sua capacidade econômica, com melhor qualidade e segurança do uso da energia elétrica. Para a Comunidade: - Melhoria na qualidade das instalações residenciais; - Maiores índices de conforto e segurança; - Redução da conta mensal de energia elétrica das residências; - Melhoria da capacidade de adimplência da comunidade. Para a sociedade: - Disseminação do conceito do uso racional e eficiente dos recursos energéticos e estímulos ao combate do desperdício; - Fomento para utilização de novas tecnologias de aquecimento de água; Para a Bandeirante: - Comercialização da economia de energia junto a outros segmentos de mercado com melhores - Ganho de imagem resultante da melhoria da qualidade dos serviços oferecidos aos clientes; Para o Sistema elétrico nacional: - Redução na demanda no horário de ponta, contribuindo para o planejamento integrado dos recursos - Redução de perdas no sistema elétrico; Investimentos O investimento previsto para o projeto é de R$ 6,8 milhões, com custo de demanda evitada de R$ 507,80 por kw e custo de energia economizada de R$ 177,09 por MWh/ano. O projeto prevê uma relação custo beneficio RCB igual a 0,71, atendendo de forma satisfatória o exigido pelo Manual de Elaboração da

6 Tipo de Projeto EDUCACIONAL Boa Energia nas Escolas - EDP Bandeirante Disseminar informações básicas sobre o uso racional da eletricidade para o público infanto-juvenil, com o objetivo de reduzir o desperdício de energia elétrica em suas residências, contribuindo para ampliar a consciência da sociedade sobre o assunto. Capacitar educadores das escolas municipais localizadas na área de concessão da EDP Bandeirante em agentes multiplicadores dos conceitos de uso eficiente e seguro da energia elétrica, por meio das atividades previstas na metodologia PROCEL Educação e de atividades complementares. Estimular a realização de ações pedagógicas, de acordo com os Parâmetros Curriculares Nacionais, visando à sensibilização das pessoas, bem como desenvolver atividades educativas complementares que busquem mudanças dos hábitos de consumo da comunidade escolar. Previsão de atendimento em 225 escolas com capacitação de educadores e cerca de alunos da área de concessão da EDP Bandeirante. Metas e Benefícios O projeto Boa Energia nas Escolas visa conscientizar diretamente educadores e alunos das escolas municipais em 14 (quatorze) Municípios da área de concessão da EDP Bandeirante, promovendo a boa prática para o consumo consciente e seguro da energia elétrica em favor da redução do desperdício, da manutenção da qualidade de vida com menor consumo de kwh e da preservação do meio ambiente, multiplicando o conhecimento e estimulando a mudança de comportamento junto às famílias. Os benefício serão: Benefícios Diretos - Comunidade Escolar: Difusão dos conceitos de uso racional e seguro da energia elétrica, por meio da capacitação de educadores, bem como através de atividades complementares e do fornecimento de materiais didáticos; - Educação do Público: Mudanças de comportamentos socioculturais, para garantir que haja uma mudança de percepção quanto a relevância do uso racional e seguro da eletricidade; - Cumprimento dos pressupostos do programa PROCEL Educação, para atingir resultados no combate ao desperdício de energia elétrica, por meio da Educação Ambiental, da eficiência energética e da preservação dos recursos naturais; Economia média estimada de energia elétrica por aluno de 07 (sete) kwh/mês ou 84 kwh/ano, conforme dados estatísticos do PROCEL Educação Base 1990/2003. Benefícios Indiretos - Estabelecer uma política de Eficiência Energética nos Municípios e nas Escolas da Rede Pública de Ensino, de maneira a levar à comunidade escolar conceitos que sejam incorporados nas ações diárias visando o uso racional e econômica da energia elétrica; - Sensibilizar educadores, alunos e comunidade em geral sobre a natureza econômica da energia elétrica, da produção ao consumo, enquanto combustível escasso e não-renovável; - Disseminar práticas de economia de energia, segurança, cidadania e preservação do meio ambiente; Investimentos O investimento previsto para o projeto é de R$ 2,47 milhões, com custo de demanda evitada de R$ 423,17 por kw e custo de energia economizada de R$ 163,97 por MWh/ano. O projeto não necessita de calculo de relação custo benefício RCB, conforme Manual de Elaboração da

7 Tipo de Projeto Industrial Eficiência Energética em Planta Industrial - Simoldes O projeto visa implementar ações de eficientização energética no sistema de iluminação, climatização e nas injetoras por meio da substituição dos equipamentos obsoletos por tecnologias mais eficientes, melhorias no dimensionamento dos sistemas juntamente com controle, automação e conscientização quanto a utilização dos sistemas aos usuários. - Iluminação: Substituição de lâmpadas mistas, fluorescentes tubulares T10 e T12, lâmpadas incandescentes e reatores eletromagnéticos por Lâmpadas fluorescentes compactas, lâmpadas T5 e lâmpadas LED. - Climatização: Substituição de aparelhos condicionados tipo ar janela com mais de 20 anos de utilização por condicionadores ar Split com selo A procel. - Injetoras: Utilização de controladores para automação do processo de forma que os motores fiquem desligados no momento em que a injetora não estiver produzindo e instalação de revestimento térmico, afim de otimizar temperatura produzida e diminuição do tempo de atuação das resistências térmicas. Serão modernizados os sistemas de iluminação, climatização e injetoras da Simoldes Plasticos Industrial Ltda localizada no município de Caçapava. Metas e Benefícios A economia de energia prevista é de 1.328,43 MWh/ano e redução de demanda na ponta de 94,25 kw com a modernização de equipamentos ineficientes por outros de maior eficiência energética. Os fatores sociais relevantes desse projeto serão eliminar os desperdícios aumentando a qualidade e segurança do uso da energia elétrica. Para o cliente: Melhoria na qualidade das instalações; Maiores índices de conforto e segurança; Melhor utilização de recursos energéticos; Para a EDP Bandeirante: Comercialização da economia de energia junto a outros segmentos de mercado com melhores Ganho de imagem resultante da melhoria da qualidade dos serviços oferecidos aos clientes. Para o Sistema elétrico nacional: Redução na demanda no horário de ponta, contribuindo para o planejamento integrado dos recursos Redução de perdas no sistema elétrico. Investimentos O investimento previsto para o projeto é de R$ ,44, com custo de demanda evitada de R$ 311,06 por kw e custo de energia economizada de 216,24 por MWh/ano. O projeto apresentou uma relação custo beneficio RCB previsto de 0,38, atendendo de forma satisfatória o exigido pelo Manual de Elaboração da

8 Tipo de Projeto Serviços Públicos Eficientização de Sistema de Captação de Água Bruta e de Distribuição de Água Tratada - SAAE de Jacareí Este trabalho tem como objetivo a redução de consumo de energia elétrica e retirada de demanda no horário de ponta nas instalações do SAAE-Jacareí-SP a partir de um diagnóstico energético das instalações elétricas. Realizações de ações de conservação de energia nos sistemas de Captação, tratamento e distribuição de água, com a substituição de equipamentos obsoletos, automação e controle da operação. Foi realizado um balanço energético das instalações, através de medições pontuais de grandezas elétricas (tensão, corrente, potência ativa, potência reativa, potência aparente, energia), análise das contas de energia elétrica e de levantamento de dados de grandezas hidráulicas (pressão e vazão) avaliando o carregamento e o ciclo de operação das cargas. Serão modernizados os sistemas de Captação, tratamento e distribuição de água do Serviço Autônomo de Água e Esgoto localizada no município de Caçapava. Metas e Benefícios A economia de energia prevista é de 1.609,21 MWh/ano e redução de demanda na ponta de 566,18 kw com a modernização de equipamentos ineficientes por outros de maior eficiência energética. Os fatores sociais relevantes desse projeto serão eliminar os desperdícios aumentando a qualidade e segurança do uso da energia elétrica. Para o cliente: Melhoria na qualidade das instalações; Maiores índices de conforto e segurança; Melhor utilização de recursos energéticos; Para a EDP Bandeirante: Comercialização da economia de energia junto a outros segmentos de mercado com melhores Ganho de imagem resultante da melhoria da qualidade dos serviços oferecidos aos clientes. Para o Sistema elétrico nacional: Redução na demanda no horário de ponta, contribuindo para o planejamento integrado dos recursos Redução de perdas no sistema elétrico. Investimentos O investimento previsto para o projeto é de R$ 1,24 milhões, com custo de demanda evitada de R$ 423,17 por kw e custo de energia economizada de 163,97 por MWh/ano. O projeto apresentou uma relação custo beneficio RCB previsto de 0,39, atendendo de forma satisfatória o exigido pelo Manual de Elaboração da

9 Tipo de Projeto Baixa Renda Eficiência Energética em Unidades Consumidoras de Baixo Poder Aquisitivo e Regularização de Instalações Clandestinas Este projeto tem por objetivo a Redução do Consumo e da Demanda de Energia, orientação e sensibilização para o uso eficiente e seguro da energia e a regularização e reforma das instalações internas para adequar e prover para as ucs condições seguras e eficientes para o consumo de energia elétrica. O projeto foi desenvolvido com foco nos clientes de baixo poder aquisitivo, fomentando a necessidade do uso adequado e seguro da energia elétrica, substituindo geladeiras ineficientes por outras com classificação A, Procel/Inmetro e realizando a substituição de lâmpadas incandescentes por lâmpadas fluorescentes compactas de 15W, além disso adequamos as instalações elétricas internas e padrões de entrada de energia para garantir a segurança e qualidade no fornecimento de energia. As geladeiras substituídas passaram por um processo da retirada do gás e desmonte, com certificação pela empresa responsável pela manufatura e descarte do material reverso, bem como as lâmpadas incandescentes também foram coletadas e destruídas, ambos de acordo normas ambientais exigidas. Serão atendidos bairros da área de concessão que possuam característica de residencial de baixa renda. Metas e Benefícios A economia de energia estimada é de ,79 MWh/ano e redução de demanda na ponta de ,17 kw com a substituição de lâmpadas incandescentes por fluorescentes compactas econômicas, doação de padrões de entrada, substituição de refrigeradores e chuveiros elétricos e reforma interna de residências. Está previsto a realização de 26 eventos comunitários para orientação das comunidades participantes do projeto. Os fatores sociais relevantes desse projeto serão eliminar os desperdícios, adequando o valor da conta de energia dos clientes a sua capacidade econômica, com melhor qualidade e segurança do uso da energia elétrica. Para os clientes: Melhoria na qualidade das instalações; Maiores índices de conforto e segurança; Melhoria da capacidade de adimplência; Melhor utilização de recursos energéticos; Para a EDP Bandeirante: Comercialização da economia de energia junto a outros segmentos de mercado com melhores Ganho de imagem resultante da melhoria da qualidade dos serviços oferecidos aos clientes. Para o Sistema elétrico nacional: Redução na demanda no horário de ponta, contribuindo para o planejamento integrado dos recursos Redução de perdas no sistema elétrico. Investimentos O investimento previsto para o projeto é de R$ 15,5 milhões, com custo de demanda evitada de R$ 507,8 por kw e custo de energia economizada de 177,09 por MWh/ano. O projeto prevê relação custo beneficio (RCB) de 0,22, atendendo de forma satisfatória o exigido pelo Manual de Elaboração da

Programa de Eficiência Energética AUDIÊNCIA PÚBLICA

Programa de Eficiência Energética AUDIÊNCIA PÚBLICA Programa de Eficiência Energética AUDIÊNCIA PÚBLICA A Espírito Santo Centrais Elétricas SA, em conformidade com seu Contrato de Concessão de Distribuição, n 001/05 ANEEL e o que dispõe a Lei nº 9.991 de

Leia mais

Projetos Eficiência Energética 2014

Projetos Eficiência Energética 2014 Projetos Eficiência Energética 2014 1 LIGAÇÃO DE CONSUMIDORES DE BAIXA RENDA - 2008 Objetivo: Promover ações de regularização de ligações clandestinas, recuperação de consumidores cortados e auto-religados

Leia mais

Resultados dos Projetos Concluídos no PEE 2015

Resultados dos Projetos Concluídos no PEE 2015 Nome do Projeto: Venda subsidiada de lâmpadas LED Situação: Concluído - Relatório Final encerrado Aguardando liberação da AEEL para envio Propôs estimular o acesso à tecnologia de LED para os clientes

Leia mais

Projetos de Eficiência Energética Ano 2011

Projetos de Eficiência Energética Ano 2011 1. Introdução Este relatório apresenta uma análise físico-financeira dos Projetos de Eficiência Energética realizados pela Empresa Energética de Mato Grosso do Sul S.A. ENERSUL no ano de 2011. As diretrizes

Leia mais

Tipo: Nome do Projeto: Situação: 1) Objetivos do Projeto 2) Abrangência (município, bairro, número de unidades consumidoras) 3) Metas

Tipo: Nome do Projeto: Situação: 1) Objetivos do Projeto 2) Abrangência (município, bairro, número de unidades consumidoras) 3) Metas Tipo: Residencial Nome do Projeto: Incentivo Para Eficientização Energética Residencial E Conscientização Ambiental 2011 (Projeto Energia Verde Loja Eficiente). 1) Objetivos do Projeto Dando continuidade

Leia mais

Projetos em Implementação no PEE 2014

Projetos em Implementação no PEE 2014 Projetos em Implementação no PEE 2014 Tipo: Poder público Nome do Projeto: Eficientização do Sistema de Climatização do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial SENAI/RN O projeto tem por objetivo eficientizar

Leia mais

Projetos em Implementação no PEE 2016

Projetos em Implementação no PEE 2016 Tipo: Educacional Nome do Projeto: Educação com Energia 2016 Projetos em Implementação no PEE 2016 Promover a reflexão e o diálogo sobre o uso eficiente e seguro da energia elétrica e sensibilizar para

Leia mais

Programa de Eficiência Energética 2014

Programa de Eficiência Energética 2014 Programa de Eficiência Energética 2014 1. Introdução O Programa de Eficiência Energética 2014 vêm cumprir a Cláusula Quinta em sua Terceira Subcláusula, do Contrato de Concessão da ENERSUL NERSUL, segundo

Leia mais

2) Abrangência (município, bairro, número de unidades consumidoras)

2) Abrangência (município, bairro, número de unidades consumidoras) Tipo: Baixa Renda Nome do Projeto: Doação de geladeiras e lâmpadas para famílias inscritas em programas sociais do Governo Federal 2015. Situação: Em Implementação. O projeto tem como objetivo a substituição

Leia mais

1 Introdução. 2 Aspectos Normativos (...)

1 Introdução. 2 Aspectos Normativos (...) Celg Distribuição S/A. Diretoria Comercial Superintendência de Comercialização Departamento de Medição e Utilização de Energia Setor de Utilização de Energia Programa de Eficiência Energética Audiência

Leia mais

Relação dos Projetos Aprovados Pela Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL no Ano de 2013

Relação dos Projetos Aprovados Pela Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL no Ano de 2013 Relação dos Projetos Aprovados Pela Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL no Ano de 2013 1. Introdução Este relatório apresenta uma análise físico-financeira dos Projetos de Eficiência Energética

Leia mais

Edital de Concorrência Pública Nacional (SQC) nº 40.10756/2006

Edital de Concorrência Pública Nacional (SQC) nº 40.10756/2006 Edital de Concorrência Pública Nacional (SQC) nº 40.10756/2006 Serviços de Consultoria Pessoa Jurídica para a elaboração de metodologia que permita mensurar, verificar e avaliar os resultados decorrentes

Leia mais

Programa de Eficiência Energética PEE CEMIG. Leonardo Resende Rivetti Rocha

Programa de Eficiência Energética PEE CEMIG. Leonardo Resende Rivetti Rocha Programa de Eficiência Energética PEE CEMIG Leonardo Resende Rivetti Rocha PEE CEMIG PEE 2008/2010 - Resolução N o 300-12/02/2008 - Lei N o 12.212-20/01/2010 Projetos Baixo Poder Aquisitivo/ Tarifa Social

Leia mais

Resultados do Programa de Eficiência Energética da COSERN PEE 2010

Resultados do Programa de Eficiência Energética da COSERN PEE 2010 Resultados do Programa de Eficiência Energética da COSERN PEE 2010 2008/2009 Situação: Concluído Promover a venda subsidiada de 3.000 refrigeradores eficientes em substituição a refrigeradores em estado

Leia mais

Projeto Educacional ELEKTRO nas Escolas

Projeto Educacional ELEKTRO nas Escolas Projeto Educacional ELEKTRO nas Escolas Autores: Evandro Gustavo Romanini, Jovita Leone e Marcelo Sigoli Resumo Dentro das iniciativas de combate ao desperdício de energia elétrica, os processos educativos

Leia mais

Tipo: Aquecimento Solar Nome do Projeto: Instalação de Aquecedor Solar no Lar Maria Luiza. Situação: Concluído - Aprovado oficio nº688/2014 SPE ANEEL

Tipo: Aquecimento Solar Nome do Projeto: Instalação de Aquecedor Solar no Lar Maria Luiza. Situação: Concluído - Aprovado oficio nº688/2014 SPE ANEEL Tipo: Aquecimento Solar Nome do Projeto: Instalação de Aquecedor Solar no Lar Maria Luiza. Situação: Concluído - Aprovado oficio nº688/2014 SPE ANEEL 1) Objetivos do projeto Instalação de um sistema de

Leia mais

Eficiência energética

Eficiência energética Eficiência energética A realização de pesquisas para otimizar a utilização da energia elétrica faz parte da postura sustentável adotada pelas empresas Eletrobras. Conheça nas próximas páginas as principais

Leia mais

Eficientização Energética em Delegacias de Polícia

Eficientização Energética em Delegacias de Polícia Eficientização Energética em Delegacias de Polícia Antônio Afonso Gomes Júnior e Gabriel de Oliveira Brandão e Gomes Resumo As ações de eficiência energética em delegacias e batalhões de polícia, sediados

Leia mais

Projetos em Implementação no PEE 2015

Projetos em Implementação no PEE 2015 Tipo: Poder público Nome do Projeto: Eficientização do Porto Digital O Projeto constituiu na substituição do sistema de refrigeração, composto por chillers, refrigerados, ar splits distribuídos por alguns

Leia mais

PROGRAMA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA MELHORIAS NO SISTEMA DE ILUMINAÇÃO E REFRIGERAÇÃO

PROGRAMA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA MELHORIAS NO SISTEMA DE ILUMINAÇÃO E REFRIGERAÇÃO PROGRAMA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA MELHORIAS NO SISTEMA DE ILUMINAÇÃO E REFRIGERAÇÃO LOCAL: UNIDADES UNINORTE MANAUS/AM 2013 PROGRAMA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Os programas de Eficiência Energética PEE apoiados

Leia mais

Hospital Alipio Correa Netto. Eficiência Energética

Hospital Alipio Correa Netto. Eficiência Energética Hospital Alipio Correa Netto São Paulo, 10 de novembro de 2008 Eficiência Energética Fernando L. B. Bacellar Coordenador de Usos Finais e Aplicação de Energia AES Eletropaulo Tel (11) 2195-2663 fernando.bacellar@aes.com

Leia mais

Programa de Eficiência Energética AUDIÊNCIA PÚBLICA

Programa de Eficiência Energética AUDIÊNCIA PÚBLICA Programa de Eficiência Energética AUDIÊNCIA PÚBLICA A EDP Bandeirante, em conformidade com seu Contrato de Concessão de Distribuição, n 202/98 - ANEEL, com a Resolução Normativa n 300, de 12 de fevereiro

Leia mais

Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL. Procedimentos do Programa de Eficiência Energética PROPEE. Módulo 9 Avaliação dos Projetos e Programa

Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL. Procedimentos do Programa de Eficiência Energética PROPEE. Módulo 9 Avaliação dos Projetos e Programa Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL Procedimentos do Programa de Eficiência Energética PROPEE Módulo 9 Avaliação dos Projetos e Programa Revisão Motivo da Revisão Instrumento de aprovação pela ANEEL

Leia mais

Programa de Eficiência Energética. Workshop Responsabilidade Socioambiental no Setor Energético 08 e 09 de Junho de 2011 Unicamp Campinas/SP

Programa de Eficiência Energética. Workshop Responsabilidade Socioambiental no Setor Energético 08 e 09 de Junho de 2011 Unicamp Campinas/SP Programa de Eficiência Energética Workshop Responsabilidade Socioambiental no Setor Energético 08 e 09 de Junho de 2011 Unicamp Campinas/SP Perfil 2 Ceará Clientes Faturados (12/2010): 2,9 Milhões Km de

Leia mais

PRÊMIO PROCEL CIDADE EFICIENTE EM ENERGIA ELÉTRICA

PRÊMIO PROCEL CIDADE EFICIENTE EM ENERGIA ELÉTRICA PRÊMIO PROCEL CIDADE EFICIENTE EM ENERGIA ELÉTRICA FICHA DE INSCRIÇÃO 8 ª EDIÇÃO Prefeitura Municipal de Nome do(a) Prefeito(a) Endereço CEP UF Telefone Fax E-mail Responsável pelas informações (nome e

Leia mais

Resumo dos Programas de P&D e Eficiência Energética

Resumo dos Programas de P&D e Eficiência Energética Resumo dos Programas de P&D e Eficiência Energética Os Programas de Pesquisa e Desenvolvimento P&D desenvolvidos pela Amazonas Energia estão pautados na busca de inovações para fazer frente aos desafios

Leia mais

ENERGIA E MEIO AMBIENTE Rio de Janeiro, 11 de dezembro de 2001

ENERGIA E MEIO AMBIENTE Rio de Janeiro, 11 de dezembro de 2001 Seminário ENERGIA E MEIO AMBIENTE Rio de Janeiro, 11 de dezembro de 2001 PROJETOS DE CONSERVAÇÃO E EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Eletrobrás Saulo José Nascimento Cisneiros Diretor de Projetos Especiais da Eletrobrás

Leia mais

16 Eficiência Energética

16 Eficiência Energética 16 Eficiência 412 EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Contextualização A eficiência energética pode ser definida como o desempenho de conversão de um sistema energético. Em outras palavras, representa o quanto de energia

Leia mais

de Eficiência Energética 2013

de Eficiência Energética 2013 1. Introdução O Programa vêm cumprir a Cláusula Quinta em sua Terceira Subcláusula, do Contrato de Concessão da ENERSUL NERSUL, segundo a qual esta concessionária deve implementar medidas que tenham por

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO REITORIA Avenida Rio Branco, 50 Santa Lúcia 29056-255 Vitória ES 27 3357-7500 COMISSÃO GESTORA DOS PLANOS DE GESTÃO DE LOGÍSTICA SUSTENTÁVEL PLANO

Leia mais

Laboratório de Eficiência Energética Universidade Federal de Juiz de Fora

Laboratório de Eficiência Energética Universidade Federal de Juiz de Fora Combate ao Desperdício de Energia Elétrica Laboratório de Eficiência Energética Universidade Federal de Juiz de Fora Combate ao Desperdício de Energia 1) Vertente Humana: Trata da capacitação dos cidadãos

Leia mais

Conviver Rural Jaíba. Para se ter eficiência energética é preciso ter inteligência. Grandes resultados para os pequenos produtores do Jaíba.

Conviver Rural Jaíba. Para se ter eficiência energética é preciso ter inteligência. Grandes resultados para os pequenos produtores do Jaíba. Para se ter eficiência energética é preciso ter inteligência Desde 1998, por lei, toda distribuidora de energia precisa investir em ações que reduzam o desperdício de energia elétrica. Uma determinação

Leia mais

PROGRAMA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA CICLO 2010/2011 RELATÓRIO FINAL

PROGRAMA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA CICLO 2010/2011 RELATÓRIO FINAL PROGRAMA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA CICLO 2010/2011 RELATÓRIO FINAL Data: 06 de fevereiro de 2015 1 LISTA DE TABELAS Tabela 1 Dados de mercado próprio... 07 Tabela 2 ROL e PEE... 07 Tabela 3 Situação, Metas

Leia mais

Projeto Nova Geladeira Neoenergia: Consumidores de baixa renda

Projeto Nova Geladeira Neoenergia: Consumidores de baixa renda Projeto Nova Geladeira Neoenergia: Consumidores de baixa renda Ana Christina R. Mascarenhas, Rita de Cássia S. Ribeiro e Leandro C. da Silva Resumo O Projeto Nova Geladeira Doação Neoenergia desenvolvida

Leia mais

Estudo de Caso realizado na ETUFOR utilizando a eficiência energética como ferramenta para reduzir custos.

Estudo de Caso realizado na ETUFOR utilizando a eficiência energética como ferramenta para reduzir custos. Estudo de Caso realizado na ETUFOR utilizando a eficiência energética como ferramenta para reduzir custos. Fabielli Guerra de Oliveira UFC (fabielliguerra@yahoo.com.br) Marcos Ronaldo Albertin UFC (albertin@ufc.br)

Leia mais

Programa de Eficiência Energética AUDIÊNCIA PÚBLICA

Programa de Eficiência Energética AUDIÊNCIA PÚBLICA Programa de Eficiência Energética AUDIÊNCIA PÚBLICA A EDP Bandeirante, em conformidade com seu Contrato de Concessão de Distribuição, n 202/98 - ANEEL, com a Resolução Normativa n 300, de 12 de fevereiro

Leia mais

Projetos e Políticas Públicas de Eficiência Energética no Brasil O PROCEL. Fernando Pinto Dias Perrone

Projetos e Políticas Públicas de Eficiência Energética no Brasil O PROCEL. Fernando Pinto Dias Perrone Projetos e Políticas Públicas de Eficiência Energética no Brasil O PROCEL Fernando Pinto Dias Perrone Chefe do Departamento de Projetos de Eficiência Energética Rio de Janeiro, 19/4/2013. Principais Políticas

Leia mais

A Eficiência Energética para o setor público. Seminário FIESP de Cidades Sustentáveis

A Eficiência Energética para o setor público. Seminário FIESP de Cidades Sustentáveis A Eficiência Energética para o setor público Seminário FIESP de Cidades Sustentáveis AES no Mundo Atuação do Grupo AES no Mundo Presente em 29 países 11 milhões de clientes com atendimento a 100 milhões

Leia mais

EFICIENTIZAÇÃO ENERGÉTICA: UMA MANEIRA DE REDUZIR OS CUSTOS COM ENERGIA ELÉTRICA

EFICIENTIZAÇÃO ENERGÉTICA: UMA MANEIRA DE REDUZIR OS CUSTOS COM ENERGIA ELÉTRICA EFICIENTIZAÇÃO ENERGÉTICA: UMA MANEIRA DE REDUZIR OS CUSTOS COM ENERGIA ELÉTRICA Vanderlei Rodrigues Schneider 1 Wanderlei José Ghilardi 2 Alexandre Pozzatti Guarienti 3 RESUMO Atualmente, com a grande

Leia mais

Caravana RGE Educando para a eficiência

Caravana RGE Educando para a eficiência Caravana RGE Educando para a eficiência Antônio Flávio Nunes, Cristian Sippel, Eugênio Severo Medeiros e Raquel Rosa Dorigon Resumo O Projeto Caravana RGE Educando para a eficiência, realizado pelo Programa

Leia mais

1 Introdução. 2 Aspectos Normativos (...)

1 Introdução. 2 Aspectos Normativos (...) Celg Distribuição S/A. Diretoria Comercial Superintendência de Comercialização Departamento de Medição e Utilização de Energia Setor de Utilização de Energia Audiência Pública Março/2015 1 Introdução Conforme

Leia mais

DIRETRIZES GERAIS PARA UM PLANO DE GOVERNO

DIRETRIZES GERAIS PARA UM PLANO DE GOVERNO DIRETRIZES GERAIS PARA UM PLANO DE GOVERNO Ações de Inclusão Social e de Combate à Pobreza Modelo Próprio de Desenvolvimento Infra-estrutura para o Desenvolvimento Descentralizado Transparência na Gestão

Leia mais

MARCO AURÉLIO R. G. MOREIRA GERENTE DA DIVISÃO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NO SETOR PRIVADO SUPERINTENDÊNCIA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA ELETROBRAS

MARCO AURÉLIO R. G. MOREIRA GERENTE DA DIVISÃO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NO SETOR PRIVADO SUPERINTENDÊNCIA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA ELETROBRAS MARCO AURÉLIO R. G. MOREIRA GERENTE DA DIVISÃO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NO SETOR PRIVADO SUPERINTENDÊNCIA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA ELETROBRAS Programa do Governo Federal vinculado ao Ministério das Minas

Leia mais

PROJETO CONVIVER INTERIOR

PROJETO CONVIVER INTERIOR PROJETO CONVIVER INTERIOR 2013 / 2014 1 Arquivo Cemig 2 Relatório de Atividades do Projeto Conviver Interior Ser sustentável é preocupar-se com o presente e com o futuro. Usar a energia elétrica corretamente

Leia mais

Eficiência Energética no Grupo Neoenergia

Eficiência Energética no Grupo Neoenergia Eficiência Energética no Grupo Neoenergia Neoenergia Receita Bruta Clientes COELBA CELPE COSERN R$ 14.404 MM 9,9 milhões 5,4 milhões 3,3 milhões 1,2 milhões População Energia Distribuida 26,1 milhões 35.708

Leia mais

BRIEFING BRASIL. Parceiro:

BRIEFING BRASIL. Parceiro: BRIEFING BRASIL Parceiro: 1 ÍNDICE 1 Índice... 1 2 Introdução... 2 3 Apresentação... 3 4 Desenvolvimento dos trabalhos/projetos... 8 5 Grupo EDP... 10 1 2 INTRODUÇÃO Idealizado no ano de 2007 em Portugal

Leia mais

Projeto Casa Aberta - ELETROSUL: 20 anos educando para a cidadania

Projeto Casa Aberta - ELETROSUL: 20 anos educando para a cidadania Projeto Casa Aberta - ELETROSUL: 20 anos educando para a cidadania 1. A EMPRESA A ELETROSUL Centrais Elétricas S.A. é uma empresa subsidiária de Centrais Elétricas do Brasil S.A. - ELETROBRAS, vinculada

Leia mais

CONSUMO EFICIENTE DE. energia elétrica: uma agenda para o Brasil

CONSUMO EFICIENTE DE. energia elétrica: uma agenda para o Brasil CONSUMO EFICIENTE DE energia elétrica: uma agenda para o Brasil 2/14 Créditos Copyright Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) 2016 Conteúdo PSR Soluções e Consultoria

Leia mais

XX SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

XX SNPTEE SEMINÁRIO NACIONAL DE PRODUÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA GRUPO - XIV GET - GRUPO DE ESTUDO DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA E GESTÃO DA TECNOLOGIA, DA INOVAÇÃO E DA EDUCAÇÃO METODOLOGIA PARA AFERIÇÃO DA EFETIVIDADE DE PROGRAMAS DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM COMUNIDADES

Leia mais

4 O Programa de Eficiência Energética (PEE) na Light Serviços de Eletricidade S.A.

4 O Programa de Eficiência Energética (PEE) na Light Serviços de Eletricidade S.A. 45 4 O Programa de Eficiência Energética (PEE) na Light Serviços de Eletricidade S.A. Em 2002, foi iniciado o Programa de Eficiência Energética voltado à população mais carente da área de concessão da

Leia mais

SINDICATO DOS BANCÁRIOS DE BRASÍLIA PÚBLICA

SINDICATO DOS BANCÁRIOS DE BRASÍLIA PÚBLICA SINDICATO DOS BANCÁRIOS DE BRASÍLIA PÚBLICA 2 Caixa, patrimônio dos brasileiros. Caixa 100% pública! O processo de abertura do capital da Caixa Econômica Federal não interessa aos trabalhadores e à população

Leia mais

Programa de Eficiência Energética AUDIÊNCIA PÚBLICA

Programa de Eficiência Energética AUDIÊNCIA PÚBLICA Programa de Eficiência Energética AUDIÊNCIA PÚBLICA A EDP Bandeirante, em conformidade com seu Contrato de Concessão de Distribuição, n 202/98 - ANEEL, com a Resolução Normativa n 300, de 12 de fevereiro

Leia mais

Programa de Eficiência Energética AUDIÊNCIA PÚBLICA

Programa de Eficiência Energética AUDIÊNCIA PÚBLICA Programa de Eficiência Energética AUDIÊNCIA PÚBLICA A EDP São Paulo Distribuição de Energia S.A, em conformidade com seu Contrato de Concessão de Distribuição, n 202/98 - ANEEL, com a Resolução Normativa

Leia mais

Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL. Procedimentos do Programa de Eficiência Energética PROPEE

Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL. Procedimentos do Programa de Eficiência Energética PROPEE Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL Procedimentos do Programa de Eficiência Energética PROPEE Módulo 4 Tipologias de Projeto Revisão Motivo da Revisão 1 Correções e aperfeiçoamentos Instrumento

Leia mais

O conceito de eficiência energética está ligado à minimização de perdas na conversão de energia primária em energia útil.

O conceito de eficiência energética está ligado à minimização de perdas na conversão de energia primária em energia útil. Eficiência Energética e a Nova Regulamentação do PEE ANEEL O conceito de eficiência energética está ligado à minimização de perdas na conversão de energia primária em energia útil. EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

Leia mais

Programa de Eficiência Energética das Empresas de Distribuição de Energia Elétrica PEE

Programa de Eficiência Energética das Empresas de Distribuição de Energia Elétrica PEE Programa de Eficiência Energética das Empresas de Distribuição de Energia Elétrica PEE Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL Superintendência de Pesquisa e Desenvolvimento e Eficiência Energética

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS CPP 001/2015

CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS CPP 001/2015 Publicação: 03.08.2015 Revisão 01: 14.08.2015 CHAMADA PÚBLICA DE PROJETOS CPP 001/2015 GUIA DE ORIENTAÇÕES AGENTES PÚBLICOS Rio de Janeiro, 03 de agosto de 2015. 2 Equipe do PEE da Light Antônio Raad Carla

Leia mais

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S

MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S 1 MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA CENTRAIS ELÉTRICAS BRASILEIRAS S.A. - ELETROBRÁS TOMADA DE PREÇOS N 04/2009 ANEXO I - ESPECIFICAÇÃO DOS SERVIÇOS 2 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO...3 2 DETALHAMENTO DOS SERVIÇOS...3

Leia mais

INCLUSÃO DE CONTEÚDOS DE CONSERVAÇÃO DE ENERGIA NOS CURSOS DE ENGENHARIA E ARQUITETURA

INCLUSÃO DE CONTEÚDOS DE CONSERVAÇÃO DE ENERGIA NOS CURSOS DE ENGENHARIA E ARQUITETURA INCLUSÃO DE CONTEÚDOS DE CONSERVAÇÃO DE ENERGIA NOS CURSOS DE ENGENHARIA E ARQUITETURA Danilo Pereira Pinto - danilo@engelet.ufjf.br Edimar José de Oliveira - edimar@eletrica.ufjf.br Universidade Federal

Leia mais

ECONÔMIA DE ENERGIA ELÉTRICA

ECONÔMIA DE ENERGIA ELÉTRICA ECONÔMIA DE ENERGIA ELÉTRICA (CONSERVAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA) Eng.º Jefferson F. Moraes SPDM Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina 11 Hospitais (HGP, HED, HCLPM, HMPB, HB, HMJCF, CHOV,

Leia mais

relatório M&V Geladeiras

relatório M&V Geladeiras relatório M&V Geladeiras 03 Expediente Produção: Instituto Bioterra Revisão: Maria Elisa Rodrigues Moreira Arte e Diagramação: Designlândia Impressão: Aster Graf Este produto integra o Ciclo 2011 do Programa

Leia mais

METODOLOGIA DE DIAGNÓSTICO ENERGÉTICO. Oportunidades de redução de custos e maior eficiência energética

METODOLOGIA DE DIAGNÓSTICO ENERGÉTICO. Oportunidades de redução de custos e maior eficiência energética METODOLOGIA DE DIAGNÓSTICO ENERGÉTICO Oportunidades de redução de custos e maior eficiência energética A realização de diagnóstico energético envolve um conjunto bastante diversificado de atividades,

Leia mais

Programa de Eficiência Energética regulado pela ANEEL e Regras Para Apresentação de Projetos

Programa de Eficiência Energética regulado pela ANEEL e Regras Para Apresentação de Projetos Programa de Eficiência Energética regulado pela ANEEL e Regras Para Apresentação de Projetos Carlos Eduardo Firmeza Especialista em Regulação Encontro Nacional dos Conselhos de Consumidores de Energia

Leia mais

GRDE Superintendência ncia de Mercado SPM

GRDE Superintendência ncia de Mercado SPM Gerência de P&D e Eficiência Energética GRDE Superintendência ncia de Mercado SPM O "Grupo Empresarial CEB" tem como controladora a Companhia Energética de Brasília - CEB, cuja origem é a Companhia de

Leia mais

EDUCAÇÃO NO USO DE ENERGIA

EDUCAÇÃO NO USO DE ENERGIA 2016 EDUCAÇÃO APRESENTAÇÃO Tornou-se essencial a conquista da qualidade de vida sem o comprometimento da integridade do planeta, e uso racional de recursos que consiste em uma série de ações e medidas

Leia mais

Seu comportamento faz a diferença! Dia Mundial da Água 22 de março

Seu comportamento faz a diferença! Dia Mundial da Água 22 de março Seu comportamento faz a diferença! Dia Mundial da Água 22 de março Como economizar água? 1. Fique somente o tempo necessário no banho. Enquanto usa shampoo no cabelo, desligue o chuveiro. Além da água,

Leia mais

Inclusão Social pelo Projeto de Educação: Saneamento Básico

Inclusão Social pelo Projeto de Educação: Saneamento Básico PREMIO NACIONAL DE QUALIDADE EM SANEAMENTO PNQS 2011 INOVAÇÃO DA GESTÃO EM SANEAMENTO - IGS Inclusão Social pelo Projeto de Educação: Saneamento Básico SETEMBRO/2011 A. OPORTUNIDADE A.1 Qual foi a oportunidade

Leia mais

Saber mais sobre Energia

Saber mais sobre Energia Saber mais sobre Energia Energia Está sempre presente nas nossas actividades. Mas usamos uma fonte que se está a esgotar. Situação Actual Cerca de 83% da energia consumida no nosso país é importada e de

Leia mais

Introdução ao Programa Brasileiro de Etiquetagem de Edificações

Introdução ao Programa Brasileiro de Etiquetagem de Edificações Introdução ao Programa Brasileiro de Etiquetagem de Edificações Documento elaborado pela Eletrobras/ Procel Edifica, Inmetro e CB3E/UFSC Rio de Janeiro, setembro de 2013. 1 O Programa Brasileiro de Etiquetagem

Leia mais

O Programa de Eficiência Energética Regulado pela ANEEL e a Geração Distribuída

O Programa de Eficiência Energética Regulado pela ANEEL e a Geração Distribuída O Programa de Eficiência Energética Regulado pela ANEEL e a Geração Distribuída Sheyla Maria das Neves Damasceno Coordenadora do Programa de Eficiência Energia Superintendência de Pesquisa e Desenvolvimento

Leia mais

XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica

XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2008-06 a 10 de outubro Olinda - Pernambuco - Brasil Implementação de Sistemas de Aquecimento Solar nos Chuveiros e Piscina da AACD Centro

Leia mais

PROGRAMA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

PROGRAMA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA PROGRAMA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Diretoria Executiva Comercial Eng. Fernando L. B. Bacellar Coordenador de Usos Finais de Energia fernando.bacellar@aes.com Os pilares que norteiam os Projetos de Eficiência

Leia mais

Projeto Energia Verde

Projeto Energia Verde Projeto Energia Verde Ana Christina R. Mascarenhas e Leandro C. da Silva Resumo O Projeto Energia Verde foi criado para os consumidores das distribuidoras do Grupo Neoenergia: Companhia de Eletricidade

Leia mais

1. EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM PRÉDIOS PÚBLICOS 1.1. OBJETIVO 1.2. CONTEXTUALIZAÇÃO

1. EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM PRÉDIOS PÚBLICOS 1.1. OBJETIVO 1.2. CONTEXTUALIZAÇÃO 1. EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM PRÉDIOS PÚBLICOS 1.1. OBJETIVO A presentar uma visão sobre a necessidade de aplicação de conceitos de eficiência energética nos prédios públicos brasileiros bem como apresentar

Leia mais

Motivação para Eficiência Energética

Motivação para Eficiência Energética Eficiência Energética em Edifícios O potencial de redução de consumo de energia em edifícios antigos e as perspectivas dos novos projetos Palestrante: Engº Profº Luiz Amilton Pepplow UTFPR-CT Motivação

Leia mais

Art. 3º. As propostas devem ser apresentadas por professores mensalistas do quadro de docentes, nas seguintes condições:

Art. 3º. As propostas devem ser apresentadas por professores mensalistas do quadro de docentes, nas seguintes condições: EDITAL Nº 049/2015 CHAMADA DE PROJETOS DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA 2016 A Diretoria de Pós graduação e Extensão, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Regimento Geral do Centro Universitário

Leia mais

NERGIA LIMPA ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA: O Sol promovendo sustentabilidade e segurança energética para o Brasil

NERGIA LIMPA ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA: O Sol promovendo sustentabilidade e segurança energética para o Brasil ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA: O Sol promovendo sustentabilidade e segurança energética para o Brasil Geração distribuída e centralizada, leilões e incentivos fiscais contribuem para geração de energia solar

Leia mais

PENSE NO MEIO AMBIENTE SIRTEC TEMA: CONSUMO CONSCIENTE DE ENERGIA DISPOSIÇÃO ADEQUADA DE RESÍDUOS

PENSE NO MEIO AMBIENTE SIRTEC TEMA: CONSUMO CONSCIENTE DE ENERGIA DISPOSIÇÃO ADEQUADA DE RESÍDUOS PENSE NO MEIO AMBIENTE SIRTEC TEMA: CONSUMO CONSCIENTE DE ENERGIA DISPOSIÇÃO ADEQUADA DE RESÍDUOS Abril/2015 Fazer obras e serviços para transmissão, distribuição e uso de energia. Contribuir para o bem

Leia mais

FAQ CHAMADA PÚBLICA R.: Entendimento correto.

FAQ CHAMADA PÚBLICA R.: Entendimento correto. FAQ CHAMADA PÚBLICA 1. Conforme o item 8.1.6 do edital da Chamada Pública REE 002/2015 para as propostas de projetos que contemplarem a inclusão de geração de energia elétrica a partir de Fonte Incentivada

Leia mais

FEZ CERTO, TÁ LIGHT AQUI VOCÊ FICA LIGADO NAS DICAS DE SEGURANÇA E ECONOMIA DA LIGHT.

FEZ CERTO, TÁ LIGHT AQUI VOCÊ FICA LIGADO NAS DICAS DE SEGURANÇA E ECONOMIA DA LIGHT. FEZ CERTO, TÁ LIGHT AQUI VOCÊ FICA LIGADO NAS DICAS DE SEGURANÇA E ECONOMIA DA LIGHT. DICAS DE SEGURANÇA Não solte pipa próximo à rede elétrica. Não faça ligações irregulares ( gato ). Além de perigoso,

Leia mais

3) Metas. 4) Impactos sociais e ambientais e duração esperada dos benefícios

3) Metas. 4) Impactos sociais e ambientais e duração esperada dos benefícios Tipo: Piloto Nome do Projeto: Instalação de Gerador Solar Fotovoltaico no Estádio de Futebol Gov. Prof. Roberto Santos visando à injeção de grandes blocos de energia solar fotovoltaica no sistema de distribuição

Leia mais

Projeto Grêmio em Forma. relato de experiência

Projeto Grêmio em Forma. relato de experiência Projeto Grêmio em Forma relato de experiência Instituto Sou da Paz Organização fundada em 1999, a partir da campanha dos estudantes pelo desarmamento. Missão: Contribuir para a efetivação, no Brasil, de

Leia mais

As perspectivas de políticas públicas para gestão da energia e eficiência energética no Brasil

As perspectivas de políticas públicas para gestão da energia e eficiência energética no Brasil As perspectivas de políticas públicas para gestão da energia e eficiência energética no Brasil São Paulo, 5 de dezembro de 2013 EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NO BRASIL Principais Programas e Resultados Lei de

Leia mais

XX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2012-22 a 26 de outubro Rio de Janeiro - RJ - Brasil

XX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2012-22 a 26 de outubro Rio de Janeiro - RJ - Brasil XX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2012-22 a 26 de outubro Rio de Janeiro - RJ - Brasil cristian sippel Diogo Angelo Stradioto Rio Grande Energia SA APS Engenharia de Energia

Leia mais

DICAS PARA ECONOMIA DE ENERGIA ELÉTRICA NA ILUMINAÇÃO

DICAS PARA ECONOMIA DE ENERGIA ELÉTRICA NA ILUMINAÇÃO DICAS PARA ECONOMIA DE ENERGIA ELÉTRICA NA ILUMINAÇÃO INTRODUÇÃO A energia elétrica é um recurso importante e indispensável em nossas vidas. Além de proporcionar conforto e segurança à população, garante

Leia mais

Institui o Programa Estadual de Redução e Racionalização do Uso de Energia e dá providências correlatas

Institui o Programa Estadual de Redução e Racionalização do Uso de Energia e dá providências correlatas Decreto Estadual nº 45.765, de 4 de maio de 2001 Institui o Programa Estadual de Redução e Racionalização do Uso de Energia e dá providências correlatas GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO,

Leia mais

Gabriel Assef Fernandes SENAI Centro Internacional de Inovação Federação das Indústrias do Paraná

Gabriel Assef Fernandes SENAI Centro Internacional de Inovação Federação das Indústrias do Paraná Gabriel Assef Fernandes SENAI Centro Internacional de Inovação Federação das Indústrias do Paraná EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NA INDÚSTRIA Custo da energia elétrica no Brasil é um dos mais caros do mundo. Crescimento

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE FUNDO COMUNITÁRIO DE VOLTA REDONDA

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE FUNDO COMUNITÁRIO DE VOLTA REDONDA Casas Populares SUB-FUNÇÃO: PROGRAMA Nº - 244 482 HABITAÇÃO URBANA Reduzir do déficit habitacional e a melhoria dos padrões locais de moradia, contemplar a transferencia de moradias e de população localizadas

Leia mais

9. EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA

9. EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA 9. EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA 9.1 ORGANIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO INDÍGENA 9.1.1 Objetivos gerais A Constituição Federal assegura às comunidades indígenas o direito de uma educação escolar diferenciada e a utilização

Leia mais

Programa de Eficiência Energética AUDIÊNCIA PÚBLICA

Programa de Eficiência Energética AUDIÊNCIA PÚBLICA Programa de Eficiência Energética AUDIÊNCIA PÚBLICA A Espírito Santo Centrais Elétricas SA, em conformidade com seu Contrato de Concessão de Distribuição, n 001/05 ANEEL e o que dispõe a Lei nº 9.991 de

Leia mais

O Panorama Energético sob o Olhar da Concessionária Fontes Renováveis, Tecnologias & Mercado. Junho de 2015

O Panorama Energético sob o Olhar da Concessionária Fontes Renováveis, Tecnologias & Mercado. Junho de 2015 O Panorama Energético sob o Olhar da Concessionária Fontes Renováveis, Tecnologias & Mercado Junho de 2015 1 2 1. CELESC - Mercado 2. Ciclos e Modicidade Tarifária 3. Qualidade do Fornecimento de Energia

Leia mais

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA XVII Encontro Nacional dos Conselhos de Consumidores de Energia Elétrica Vitória, 26 e 27 de Novembro de 2015 EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Julian Villelia Padilla Conteúdo: Conceitos básicos. Aplicações típicas

Leia mais

As ações da Abrava no Cenário de Eficiência Energética

As ações da Abrava no Cenário de Eficiência Energética As ações da Abrava no Cenário de Eficiência Energética ABRAVA Associação Brasileira de Refrigeração, Ar-Condicionado, Ventilação e Aquecimento www.abrava.com.br Representatividade Movimentação em 2000

Leia mais

Saiba como reduzir a conta de luz mudando os hábitos e equipamentos em casa

Saiba como reduzir a conta de luz mudando os hábitos e equipamentos em casa Revista Galileu Fev/2013 Um dedo no interruptor, outro na calculadora http://revistagalileu.globo.com/revista/common/0,,emi329030-17770,00- UM+DEDO+NO+INTERRUPTOR+OUTRO+NA+CALCULADORA.html Saiba como reduzir

Leia mais

Apresentação do Projeto. janeiro.2012

Apresentação do Projeto. janeiro.2012 Apresentação do Projeto janeiro.2012 Agenda (05 min) Introdução (20 min) Eficiência Energética O que é a Eficiência Energética? Casos de sucesso (30 min) ECO CHALLENGE Objetivos Funcionamento (30 min)

Leia mais

O CONTROLE DA ENERGIA ELÉTRICA NA NOVA ECONOMI@

O CONTROLE DA ENERGIA ELÉTRICA NA NOVA ECONOMI@ O CONTROLE DA ENERGIA ELÉTRICA NA NOVA ECONOMI@ Mauricio R. Suppa : Engenheiro Eletricista -UNICAMP 1983 - Diretor Comercial da GESTAL Gestão de Energia e Utilidades Ltda. Mesmo na chamada nova economia

Leia mais

Instruções Específicas para Desenvolvimento de Trabalho Social em Intervenções de Urbanização de Assentamentos Precários

Instruções Específicas para Desenvolvimento de Trabalho Social em Intervenções de Urbanização de Assentamentos Precários MININSTÉRIO DAS CIDADES Secretaria Nacional de Habitação Instruções Específicas para Desenvolvimento de Trabalho Social em Intervenções de Urbanização de Assentamentos Precários Programa: Urbanização Regularização

Leia mais

Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Elétrica (PPEC)

Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Elétrica (PPEC) Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Elétrica (PPEC) Caracterização do PPEC Objetivos e promotores elegíveis O que é o PPEC O PPEC é estabelecido pela ERSE no Regulamento Tarifário do

Leia mais

ESCO COMO INSTRUMENTO DE FOMENTO A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

ESCO COMO INSTRUMENTO DE FOMENTO A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA ESCO COMO INSTRUMENTO DE FOMENTO A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Ralf Majevski Santos 1 Flávio Tongo da Silva 2 ( 1 Ralf_majevski@yahoo.com.br, 2 ftongo@bitavel.com) Fundamentos em Energia Professor Wanderley

Leia mais

Saiba mais sobre Condicionadores de AR.

Saiba mais sobre Condicionadores de AR. Saiba mais sobre Condicionadores de AR. O ar-condicionado está na vida das pessoas: em casa, no carro e no trabalho. Apesar de ser um alívio contra o calor, este equipamento pode ser um meio de disseminação

Leia mais