MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1"

Transcrição

1 Matriz Curricular aprovada pela Resolução nº 27/09-CONSUNI, de 1º de dezembro de MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Carga Horária Fase Cód Disciplina Teórica Prática Total Crédito Hora Crédito Hora Crédito Hora 1 Fundamentos de Informática Técnicas de Programação I 3 Arquitetura de Computadores Filosofia e Ética Sistemas de Informações Gerenciais Subtotal Modelagem de Dados Estrutura de Dados II 8 Análise e Projeto de Sistemas Disciplina Optativa I (IES)* Programação Orientada a Eventos Projeto Integrador I Subtotal Análise Orientada a Objetos Sistemas Operacionais III 13 Banco de Dados Programação Orientada a Objetos Projeto Integrador II Subtotal Desenvolvimento para WEB Engenharia de Software IV 17 Redes e Internet Empreendedorismo Projeto Integrador III Subtotal Administração de Banco de Dados Gerência de Projetos Multimídia V Segurança em Sistemas de 22 Informação Desenvolvimento de Sistemas de 23 Informação Projeto Integrador IV Subtotal Projeto Comunitário 2 30 TOTAL GERAL * Disciplina de LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) e/ou outra disciplina oferecida pelos cursos de graduação da UNERJ, e que não faça parte da matriz curricular deste curso.

2 Ementário das Disciplinas Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas (Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1) 1º FASE Disciplina (1) FUNDAMENTOS E PRÁTICA EM INFORMÁTICA Ementa: Sistemas Operacionais. Softwares Básicos. Planilhas Eletrônicas. Linguagem Hipertexto - HTML. Disciplina (2) TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO Ementa: Conceitos básicos de programação. Estrutura Condicional. Repetição. Estruturas Homogêneas. Funções. Estruturas de Disciplina (3) ARQUITETURA DE COMPUTADORES Ementa: Conceitos básicos de Hardware. Arquitetura de Hardware. Espaço e ergonomia. Dispositivos, Componentes e Interfaces de Comunicação. Disciplina (4) FILOSOFIA E ÉTICA Ementa: Fundamentos da Filosofia. Histórico e correntes da Filosofia. Ética como preocupação filosófica. Disciplina (5) SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS Ementa: Tecnologia da Informação. Sistemas de Informação. Aplicações de sistemas de informações.

3 2º FASE Disciplina (6) MODELAGEM DE DADOS Ementa: Introdução a Banco de Dados. Modelagem de dados. Normalização de Dados. Modelo Relacional e Álgebra Relacional Disciplina (7) ESTRUTURA DE DADOS Ementa: Conceitos Básicos. Listas. Pilhas. Filas. Árvores. Pesquisa de dados. Disciplina (8) ANÁLISE E PROJETOS DE SISTEMAS Ementa: Conceitos básicos de análise e projeto estruturado. Instrumentos de modelagem funcional. Levantamento de requisitos: entidades, atributos, modelo de dados. Técnica para construção do modelo lógico de sistemas. Projeto de Sistemas. Disciplina (9) Disciplina Optativa I (IES)* Ementa: Disciplina (10) PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A EVENTOS Ementa: Ambientes RAD. Programação orientada a eventos. Propriedades, Métodos e Eventos. Componentes básicos. Desenvolvimento de aplicações. Utilização de banco de dados. Projeto de Sistemas Orientado a Eventos.

4 3ª FASE Disciplina (11) ANÁLISE ORIENTADA A OBJETOS 60 horas Ementa: Conceitos básicos. O método The Unified Modeling Language (UML). Modelagem estrutural. Diagramas comportamentais. Modelagem da arquitetura. Conhecimento e utilização de Softwares para modelagem de sistemas. Disciplina (12) SISTEMAS OPERACIONAIS Ementa: Conceitos sobre sistemas operacionais. Gerenciamento de processo. Gerenciamento de memória. Gerenciamento do sistema de arquivos. Uso e aplicação de sistema operacional aberto. Disciplina (13) BANCO DE DADOS Ementa: Arquitetura de Banco de Dados. SQL. Programação para Banco de Dados. XML Disciplina (14) PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS Ementa: Fundamentos da Programação Orientada a Objetos. Objetos e Classes. Métodos. Acesso a Banco de Dados. Tratamento de exceções. Interfaces Gráficas.

5 4ª FASE Disciplina (15) DESENVOLVIMENTO PARA WEB Ementa: Arquitetura WEB. Linguagens de script e marcação. Linguagens dinâmicas. Disciplina (16) ENGENHARIA DE SOFTWARE Ementa: Introdução à Engenharia de software. Ciclo de vida e processo de software. Organização Equipes. Qualidade de Software. Disciplina (17) REDES E INTERNET Ementa: Conceitos redes de computadores. Modelos de referência. Arquitetura de protocolos. Redes locais, redes distribuídas e redes sem fio. Uso e aplicação de serviços de redes. Disciplina (18) EMPREENDEDORISMO Ementa: Empresa, empresário e empreendedor. O Ambiente Empreendedor. Plano de negócios. Entidades de apoio e fomento.

6 5ª FASE Disciplina (19) ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS Ementa: Arquitetura de um Sistema Gerenciador de Banco de Dados. Inicializar e Desativar Banco de Dados. Gerenciamento do Espaço Físico. Usuários e Privilégios. Backup e Recuperação do Banco de Dados. Refinamento do Banco de Dados. Disciplina (20) GERÊNCIA DE PROJETOS Ementa: Introdução a Gerência de Projetos. Definição/Inicialização. Planejamento. Execução. Controle. Conclusão / Finalização. Disciplina (21) MULTIMÍDIA Ementa: Design. Projeto de Interfaces. Multimídia. Projeto de Multimídia. Disciplina (22) SEGURANÇA EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Ementa: Conceitos sobre segurança da informação. Perfil de um possível atacante. Testes de verificação de insegurança. Mecanismo para garantir a segurança. Uso de criptografia. Políticas e normas de segurança. Disciplina (23) DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Ementa: Análise de viabilidade técnica, econômica, operacional e de cronograma. Metodologias de desenvolvimento de sistemas. Protótipo de Sistema. Projeto Computacional Aplicado.

7 MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Fase Ordem (Válida para ingressantes até 2009/2) Disciplinas Carga Horária (Horas) 1. Fundamentos e Prática em Informática 80 I 2. Técnicas de programação Organização de Computadores Sistemas de Informações Gerenciais 80 Subtotal Modelagem de Dados 80 II 6. Estrutura de Dados 80 7 Sistemas Operacionais 80 8 Programação Orientada a Eventos 160 Subtotal Redes e Internet 80 III 10 Análise e Projeto de Sistemas Banco de Dados Programação Orientada a Objetos 160 Subtotal Desenvolvimento para WEB 160 IV 14 Engenharia de Software Multimídia Empreendedorismo 80 Subtotal Administração de Banco de Dados Gerência de Projetos 80 V 19 Segurança em Sistemas de Informação Desenvolvimento de Sistemas de Informação 160 Subtotal 400 Carga Horária Total 2.000

8 EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS (Válida para ingressantes até 2009/2) 1ª FASE 01 FUNDAMENTOS E PRÁTICA EM INFORMÁTICA Funcionalidade de Softwares Aplicativos Básicos; Interfaces gráficas do sistema operacional; Facilidades e funções do gerenciador de arquivos; Manipulação de arquivos; Interface caracter do sistema operacional; Aplicativos; Utilitários do sistema operacional; Recursos de editores de texto; Recursos de planilhas eletrônicas; Recursos de aplicativos de apresentação; Internet; HTML. 02 TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO Lógica de programação; Técnicas de representação de algoritmos; Tipos de dados; Modificadores dos dados básicos; Operadores aritméticos;operadores relacionais;variáveis; Constantes; Comentários; Saída de dados padrão; Entrada de dados padrão; Operadores lógicos; Avaliação de uma expressão com alternativa: ifelse; Avaliação de mais uma expressão de teste: if-else-if; Seleção única com operador ternário; Comando de seleção múltiplo; Comando while; Comando for; Comando do-while; Definição de Função; Passagem de parâmetro por referência e por valor. 03 ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES Conceitos e fundamentos de hardware em microinformática; Evolução dos sistemas de hardware e de software; Conceitos e fundamentos de software em microinformática; Tipos de tecnologias computacionais; Códigos e tabela ASCII e ABCDIC; Caracteres de controle; Componentes, partes e peças de um sistema computacional; Espaço e ergonomia; Potência computacional; Software de diagnóstico e medição de performance; Tipos de problemas computacionais; BIOS; Configuração de placas de computadores; Interfaces de comunicação serial e paralela.

9 04 SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS Conceitos de dado, informação e sistema. Informação e decisão. Informação como recurso estratégico para a organização. Teoria geral de sistemas. Histórico dos sistemas de informação como ferramenta gerencial. Profissionais da informação. Utilização da tecnologia da informação como ferramenta gerencial para tomada de decisão em todos os níveis empresariais. Aspectos organizacionais relacionados com o gerenciamento dos recursos de informações. Tecnologias dos sistemas de informações. A ética e a informação. Mudanças e resistências. 2ª FASE 05 MODELAGEM DE DADOS Definição de Modelo; O processo de Modelagem; Objetivos do Modelo de Dados; Aplicabilidade do Modelo de Dados; Abordagem da Modelagem de Dados; Os modelos de Dados nos níveis de projeto; Identificação de Objetos/Entidades e Atributos; Identificação de Relacionamentos e a sua Classificação; Modelo Conceitual; Modelo Lógico; Modelo Relacional; Restrições de Domínio; Restrições de Integridade; Transformações entre modelos; Álgebra Relacional; Normalização de Dados. 06 ESTRUTURA DE DADOS Ponteiros; Alocação dinâmica;vetores; Matrizes; Dados abstratos; Listas lineares; Pilhas; Filas; Árvores; Algoritmos de ordenação; Algoritmos de busca. 07 SISTEMAS OPERACIONAIS Conceito de Sistemas Operacionais Modernos; Interface e seus tipos; Gerenciamento de Recursos; Comunicação entre processos; Canais de execução; Configuração de Hardware e Software; Sistemas Operacionais Cliente; Grupos Locais e Globais; Sistemas operacionais comerciais existentes; Viabilidade de Utilização de Software Livre.

10 08 PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A EVENTOS Ambiente RAD; Componentes (formulários, botões, textos, menus, caixas de seleção, entre outros); Caixas de diálogo; Aplicações MDI; Programação de procedimentos de eventos; Variáveis simples e estruturadas; Estruturas de decisão e repetição; Arquivos. 3ª FASE 09 REDES E INTERNET Topologia de redes: barra, estrela, anel e mistas; Sistemas de comunicação, meios de transmissão; Meios Físicos: par trançado, cabo coaxial, fibra ótica e wirelles; Tipos de rede: redes ponto-a-ponto e redes cliente/servidor; Dimensões de redes (LAN, MAN, WAN); Arquiteturas de rede: Ethernet, Token Ring e Token Bus; Diferenças entre Intranet, Internet, Extranet; Protocolo de comunicação TCP/IP; Equipamentos de rede: repetidores, hubs, pontes, switchs e roteadores; Histórico da Internet no Brasil e no mundo, princípios backbones e provedores; Diferenças básicas entre provedores e usuários domésticos; Formas de conexão; Protocolo PPP/SLIP; Problemas de conexão; Sites de busca, seus métodos e modos de refino de pesquisa. 10 ANÁLISE E PROJETOS DE SISTEMAS Análise de Desenvolvimento Estruturado; Ferramentas Estruturadas; Eventos, Contexto, DER, DFD, Dicionário de Dados; Análise e Desenvolvimento Orientados a Objeto; Introdução a UM; Notações Genéricas; Lista de Transações; Diagrama de Casos de Uso; Diagrama de Classes; Diagrama de Interação (Seqüência); Diagrama de Transição de Estado; Diagrama de Componentes 11 - BANCO DE DADOS Dados Relacional, Banco de Dados Orientado a Objetos, Banco de Dados Hierárquico e Banco de Dados em Rede; Arquitetura Cliente/Servidor; Objetos / Entidades; Atributos de uma entidade; Relacionamentos entre entidades; Comandos

11 DML (Data Manipulation Language); Comandos DDL (Data Definition Language); Comandos DCL (Data Control Language) Padrão SQL ANSI; Comandos de Pesquisa avançados; Inner Join e Outer Join ; SubQueries simples e correlata e Unions ; Comandos SQL; Triggers; Functions; Storage Procedures. 12 PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS Metodologia Orientada a Objetos; Objetos e Classes; Atributos ou Propriedades; Escapsulamento; Herança Simples e Herança Múltipla; Polimorfismo; Estrutura clássica de processamento; Diretivas de controle de programa; Saída padrão; Entrada padrão; Dicionário de controle de fluxo de execução; Depuração por teste de mesa; Conceitos e fundamentos da arquitetura cliente/servidor; Novas implementações do JAVA 2; Operadores de Atribuição; Conversões; Expressões Precedência; Características Léxicas; Comandos de Decisão; Comandos de Repetição; Classes Abstratas e concretas; Sobrecarga e Sobreposição; Métodos Copy Constructor; Tratamento de Exceção; Applets; Interfaces e Classes Internas; Streams; Servidor WEB. 4ª FASE 13 DESENVOLVIMENTO PARA WEB Introdução a Aplicações Script; A internet estática; A internet dinâmica; Aplciativos CGI e ISAPI; O modelo de objetos; Script do lado do Servidor e do lado do Cliente; Linguagem de criação de Scripts; O Objeto Request e Response; O Objeto Server e Session; Diretivas de pré-processamento; Inclusões no servidor. 14 ENGENHARIA DE SOFTWARE Métodos e Técnicas de Desenvolvimento de Software; Paradigmas de desenvolvimento; Qualidade de Processo e Qualidade de Produto; ISO 9000; CMM; SPICE; FPA (Análise de Pontos por Função)

12 15 MULTIMÍDIA Conceitos básicos de multimídia; Tipos de hardware necessário para desenvolvimento e execução de multimídias; Técnicas de armazenamento de sistemas multimídia; Formatos e padrões de imagem, vídeo e som; Captura de elementos multimídia; Dispositivos gráficos; Padrões e propriedades das imagens; Edição e compactação de vídeos; Padrões e compactações de sons; Etapas de um projeto multimídia; Ferramentas de auxílio ao desenvolvimento multimídia; Ferramentas de autoria: Plataformas e ferramentas de desenvolvimento; Desenvolvimento de projetos multimídia EMPREENDEDORISMO Conceito e importância. Perfil empreendedor. Postura empreendedora. Conhecendo minhas potencialidades. Identificando oportunidade de negócio. Compreensão de mercado. Plano de Negócio: considerações e estrutura 5ª FASE 17 ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS Arquitetura de Banco de Dados; Processo de Startup e Shutdown; Gerenciamento de Espaço da Base de Dados; Preparação do ambiente para a instalação de um Banco de Dados; Criação de uma Base de Dados; Processo de Backup e Recover de uma Base de Dados; Gerenciamento de usuários; Controle de Privilégios de um Banco de Dados; Dicionário de Dados; Tunnig de Banco de Dados; Plano de Execução de comando SQL; Modelo Físico e Lógico; Utilitários de Banco de Dados. 18 GERÊNCIA DE PROJETOS Cronograma e planejamento de projetos; gerenciamento de expectadores: superiores, usuários, membros da equipe e outros membros relacionados ao projeto; determinação dos requisitos de habilidade e alocação de equipes ao projeto; análise de custo e eficiência; técnicas de apresentação e comunicação; gerenciamento efetivo de aspectos técnicos e comportamentais do projeto; gerenciamento das mudanças; documentação de projetos.

13 19 SEGURANÇA EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Princípios da criptografia tradicional; Criptografia simétrica e assimétrica; Ferramentas para a encriptação de mensagens de correio eletrônico; Funcionamento geral de redes TCP-IP; Servidores; Firewall; Sistemas de Backup, Redes desmilitarizadas; Especificação de testes e validação de softwares; Tipos de Ameaças a Segurança de uma Rede (Riscos a Segurança de uma Rede, Tipos comuns de invasão, Invasão interna e Invasão externa); Mecanismos de Segurança de uma rede; Software Sniffer; Políticas de segurança; Certificação Digital; Segurança no Comércio Eletrônico; HTTP e HTTP-s; Software antivírus. 20 DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Análise viabilidade técnica, econômica, operacional e de cronograma; Metodologias de desenvolvimento de sistemas; Especificação de metodologias para coleta de dados; Análise de requisitos de um sistema de informação; Projeto de entrada, saída e processamento; Projeto de telecomunicações; Projeto de hardware e software; Projeto de banco de dados; Projetos de procedimento e controle; Modelagem de dados; Diagramas de fluxo de dados; Diagramas de eventos; Diagrama de contexto

EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 60 h 1º Evolução histórica dos computadores. Aspectos de hardware: conceitos básicos de CPU, memórias,

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE 2.ª SÉRIE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE (ÁREA: INFORMÁTICA)

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE 2.ª SÉRIE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE (ÁREA: INFORMÁTICA) MATRIZ CURRICULAR CURSO: GRADUAÇÃO: REGIME: DURAÇÃO: INTEGRALIZAÇÃO: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE (ÁREA: ) TECNÓLOGO SERIADO ANUAL - NOTURNO 03 (TRÊS) ANOS LETIVOS MÍNIMO:

Leia mais

linguagem técnica de informática; Perceber os sinais de pontuação e identificar sua função no texto; Ler siglas e identificar seus significados;

linguagem técnica de informática; Perceber os sinais de pontuação e identificar sua função no texto; Ler siglas e identificar seus significados; PLANO DE CURSO Disciplina Competências Habilidades Bases Tecnológicas INGLÊS TÉCNICO Aumentar e consolidar o seu vocabulário ativo e passivo, através da fixação de novas palavras e expressões contidas

Leia mais

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1 CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2011.1 BRUSQUE (SC) 2015 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 ARQUITETURA DE COMPUTADORES... 4 02 FILOSOFIA... 4 03 FUNDAMENTOS MATEMÁTICOS PARA COMPUTAÇÃO...

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (EAD) SISTEMAS PARA INTERNET INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Matriz Curricular vigente a partir de 2012/1 Carga Horária Total

Leia mais

Ementário das Disciplinas

Ementário das Disciplinas Ementário das Disciplinas As ementas das disciplinas estão agrupadas em semestres para uma melhor visualização da organização da matriz curricular. As referências bibliográficas serão especificadas no

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET Introdução à Computação A disciplina apresenta a área da Computação como um todo, desde a história e a evolução dos computadores

Leia mais

LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO

LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Coordenador: Duração: Carga Horária: LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Victor Emanuel Corrêa Lima 6 semestres 2800 horas Situação Legal: Reconhecido pela Portaria MEC nº 503 de 15/02/2006 MATRIZ CURRICULAR Primeiro

Leia mais

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR ORGANIZAÇÃO CURRICULAR O curso Técnico em Informática, em Nível Médio Subseqüente, será organizado de forma semestral, com aulas presenciais, compostos por disciplinas, com conteúdos estabelecidos, tendo

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO CST ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo desde a

Leia mais

Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet

Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet - TDS 2005/1 Organização Curricular do Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet 1 DADOS LEGAIS: Reconhecido

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO (PROENG) ASSESSORIA DE DESENVOLVIMENTO ASSESSORIA JURÍDICA

PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO (PROENG) ASSESSORIA DE DESENVOLVIMENTO ASSESSORIA JURÍDICA FORMULÁRIO DE ALTERAÇÃO DE EMENTAS CURSO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MATRIZ(ES) CURRICULAR(ES): 2015 ALTERAÇÕES PASSAM A VIGORAR A PARTIR DO SEMESTRE: 1 Arquitetura de Computadores Arquitetura de Computadores

Leia mais

Ementário do Curso Técnico em Informática para Internet

Ementário do Curso Técnico em Informática para Internet 1 Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal do Rio de Janeiro - IFRJ Pró-Reitoria de Ensino Médio e Técnico Campus Engenheiro Paulo de Frontin Direção de

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desevolvimento de Sistemas CÂMPUS GASPAR

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desevolvimento de Sistemas CÂMPUS GASPAR Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desevolvimento de Sistemas CÂMPUS GASPAR MATRIZ CURRICULAR Módulo/Semestre 1 Carga horária total: 400h Unidade Curricular C/H Semestral Pré-Requisito Matemática

Leia mais

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1 CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2015.1 BRUSQUE (SC) 2015 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 ARQUITETURA DE COMPUTADORES... 4 02 FILOSOFIA... 4 03 FUNDAMENTOS MATEMÁTICOS... 4 04 TEORIA

Leia mais

CURSO DE INFORMÁTICA LICENCIATURA 1 PERÍODO

CURSO DE INFORMÁTICA LICENCIATURA 1 PERÍODO CURSO DE INFORMÁTICA LICENCIATURA 1 PERÍODO DISCIPLINA: Metodologia Científica H111900 Finalidade da metodologia científica. Importância da metodologia no âmbito das ciências. Metodologia de estudos. O

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO (PROENG) ASSESSORIA DE DESENVOLVIMENTO ASSESSORIA JURÍDICA

PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO (PROENG) ASSESSORIA DE DESENVOLVIMENTO ASSESSORIA JURÍDICA FORMULÁRIO DE ALTERAÇÃO DE EMENTAS CURSO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MATRIZ(ES) CURRICULAR(ES): 2011 ALTERAÇÕES PASSAM A VIGORAR A PARTIR DO SEMESTRE: 2015.1 Banco de Dados I Estudo dos aspectos de modelagem

Leia mais

Cursos e Treinamentos Profissionais

Cursos e Treinamentos Profissionais Cursos e Treinamentos Profissionais Vinicius A. de Souza va.vinicius@gmail.com (12) 8124-6853 http://videsouza.scienceontheweb.net Cursos oferecidos Curso de Desenvolvimento de Software Com Java... 1 Curso

Leia mais

NOVA PROPOSTA DE MATRIZ CURRICULAR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS - 2016

NOVA PROPOSTA DE MATRIZ CURRICULAR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS - 2016 NOVA PROPOSTA DE MATRIZ CURRICULAR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS - 2016 Diante da evolução de técnicas e ferramentas tecnológicas, aliado a novas necessidades curriculares,

Leia mais

ANEXO TR QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

ANEXO TR QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL ANEXO TR QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL REQUISITOS MÍNIMOS DE QUALIFICAÇÃO TÉCNICA DOS PROFISSIONAIS QUE DEVERÃO COMPOR AS EQUIPES TÉCNICAS PREVISTAS NESSA CONTRATAÇÃO PARA AMBOS OS LOTES. QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL

Leia mais

Prof. Marcelo Machado Cunha Parte 1 www.marcelomachado.com

Prof. Marcelo Machado Cunha Parte 1 www.marcelomachado.com Prof. Marcelo Machado Cunha Parte 1 www.marcelomachado.com Conceito, características e classificação das Redes de Computadores; Topologias; Meios físicos de transmissão; Equipamentos de Rede; Segurança;

Leia mais

CURSO TECNOLÓGICO 2008/01 1º SEMESTRE. Programação e Estruturas de Dados Fundamentais

CURSO TECNOLÓGICO 2008/01 1º SEMESTRE. Programação e Estruturas de Dados Fundamentais 1º SEMESTRE Programação e Estruturas de Dados Fundamentais 8 Créditos Desenvolver a lógica de programação através da construção de algoritmos utilizando português estruturado Representar a solução de problemas

Leia mais

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1 CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2009.1A Atualizado em 10 de junho BRUSQUE de 2013 pela Assessoria (SC) de Desenvolvimento 2013 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 ADMINISTRAÇÃO GERAL...

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação 2014 109 EMENTÁRIO

UFV Catálogo de Graduação 2014 109 EMENTÁRIO UFV Catálogo de Graduação 2014 109 EMENTÁRIO As disciplinas ministradas pelo Campus Rio Paranaíba são identificadas por um código composto por três letras maiúsculas, ligadas a cada instituto, seguidas

Leia mais

Roteiro 2 Conceitos Gerais

Roteiro 2 Conceitos Gerais Roteiro 2 Conceitos Gerais Objetivos: UC Projeto de Banco de Dados Explorar conceitos gerais de bancos de dados; o Arquitetura de bancos de dados: esquemas, categorias de modelos de dados, linguagens e

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SISTEMA DE GESTÃO DE PESSOAS SEBRAE/TO UNIDADE: GESTÃO ESTRATÉGICA PROCESSO: TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Competências Analista 1. Administração de recursos de infra-estrutura de tecnologia da informação 2.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO - PRÓ-REITORIA PARA ASSUNTOS ACADÊMICOS CURRÍCULO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO PERFIL

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO - PRÓ-REITORIA PARA ASSUNTOS ACADÊMICOS CURRÍCULO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO PERFIL PERFIL 3001 - Válido para os alunos ingressos a partir de 2002.1 Disciplinas Obrigatórias Ciclo Geral Prát IF668 Introdução à Computação 1 2 2 45 MA530 Cálculo para Computação 5 0 5 75 MA531 Álgebra Vetorial

Leia mais

Integralização: A) TEMPO TOTAL MÍNIMO = 03 (TRÊS) ANOS LETIVOS MÁXIMO = 05 (CINCO) ANOS LETIVOS B) TEMPO ÚTIL (Carga Horária) = 2.

Integralização: A) TEMPO TOTAL MÍNIMO = 03 (TRÊS) ANOS LETIVOS MÁXIMO = 05 (CINCO) ANOS LETIVOS B) TEMPO ÚTIL (Carga Horária) = 2. Curso: Graduação: Regime: Duração: MATRIZ CURRICULAR ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS (Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação) TECNOLÓGICA SERIADO ANUAL - NOTURNO 3 (TRÊS) ANOS LETIVOS Integralização:

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CST SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DISCIPLINA: Algoritmo e Programação I A disciplina aborda o estudo de algoritmos, envolvendo os conceitos fundamentais: variáveis, tipos de dados, constantes,

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CTS DE REDES DE COMPUTADORES INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo desde a história e a evolução

Leia mais

Sistemas de Informação James A. O Brien Editora Saraiva Capítulo 5

Sistemas de Informação James A. O Brien Editora Saraiva Capítulo 5 Para entender bancos de dados, é útil ter em mente que os elementos de dados que os compõem são divididos em níveis hierárquicos. Esses elementos de dados lógicos constituem os conceitos de dados básicos

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Identificação do Curso Nome do Curso: Sistemas de Informação Titulação: Bacharelado Modalidade de ensino: Presencial

Leia mais

ANEXO II PERFIL DOS TÉCNICOS E ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER

ANEXO II PERFIL DOS TÉCNICOS E ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER PERFIL DOS TÉCNICOS E ANALISTAS, FORMAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER 1. FORMAÇÃO, CONHECIMENTO E HABILIDADES EXIGIDAS 1.1. PERFIL DE TÉCNICO EM INFORMÁTICA: 1.1.1.DESCRIÇÃO DO PERFIL: O profissional desempenhará

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº. 226, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2014.

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº. 226, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2014. ANEXO À RESOLUÇÃO Nº. 226, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2014. CURSO LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO ESTRUTURA CURRICULAR 1.1 QUADRO GERAL DA ESTRUTURA CURRICULAR Carga Horária LOTAÇÃO Módulo Disciplina Teoria Prática

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO A disciplina aborda o estudo da área de Informática como um todo, e dos conceitos fundamentais,

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE FACULDADE DE COMPUTAÇÃO E INFORMÁTICA

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE FACULDADE DE COMPUTAÇÃO E INFORMÁTICA EDITAL DO PROGRAMA DE CERTIFICAÇÕES EM COMPUTAÇÃO MACK COMPUTING CERTIFICATION MCC 2º SEMESTRE DE 2014 O Diretor da Faculdade de Computação e Informática (FCI), no uso de suas atribuições estatutárias

Leia mais

Curso Técnico em Informática Organização Curricular. A carga horária total dos módulos é oferecida conforme quadro síntese abaixo:

Curso Técnico em Informática Organização Curricular. A carga horária total dos módulos é oferecida conforme quadro síntese abaixo: FEDERAÇÃO DOS CÍRCULOS OPERÁRIOS DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA TÉCNICA SANTO INÁCIO Estrada Costa Gama, nº 1009 Belém Velho - Porto Alegre RS Fone: (51) 3374-2858 escola@stoinacio.com.br www.stoinacio.com.br

Leia mais

Tecnologia e Infraestrutura. Conceitos de Redes

Tecnologia e Infraestrutura. Conceitos de Redes Tecnologia e Infraestrutura Conceitos de Redes Agenda Introdução às Tecnologias de Redes: a) Conceitos de redes (LAN, MAN e WAN); b) Dispositivos (Hub, Switch e Roteador). Conceitos e tipos de Mídias de

Leia mais

Centro Universitário de Brusque Unifebe Curso de Sistemas de Informação

Centro Universitário de Brusque Unifebe Curso de Sistemas de Informação Ementário das disciplinas Grade 2009.1 01 ADMINISTRAÇÃO GERAL Fase: I Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 Introdução à administração. Antecedentes históricos da administração. Escolas de administração. Administração

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. RECONHECIDO conforme PORTARIA nº 295, de 25 de Junho de 2008.

CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. RECONHECIDO conforme PORTARIA nº 295, de 25 de Junho de 2008. CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS RECONHECIDO conforme PORTARIA nº 295, de 25 de Junho de 2008. Título: Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Turno: Noturno

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE COMPUTAÇÃO

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE COMPUTAÇÃO EMENTAS DAS S DO CURSO DE COMPUTAÇÃO INTRODUÇÃO A INFORMÁTICA EMENTA: Conceito de Informática, informação, dados e computadores; evolução histórica dos computadores; anatomia de um computador conceitos

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Matriz Curricular aprovada pela Resolução nº 16/09-CONSUNI, de 1º de dezembro de 2009. MATRIZ CURRICULAR DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Fase Cód. I

Leia mais

PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANEXO II EDITAL N 06/2014, DE 29 DE SETEMBRO DE 2014 PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO A-01 - ASSESSOR TECNICO IV RECRUTAMENTO, SELEÇÃO, TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS Administração

Leia mais

DISCIPLINA DO CURRÍCULO

DISCIPLINA DO CURRÍCULO Língua Portuguesa 40 h DISCIPLINA DO CURRÍCULO Possibilitar ao educando o desenvolvimento da escrita, oralidade, capacidade de leitura e competência textual com recursos que auxiliam no âmbito profissional

Leia mais

Conteúdo Programático de PHP

Conteúdo Programático de PHP Conteúdo Programático de PHP 1 Por que PHP? No mercado atual existem diversas tecnologias especializadas na integração de banco de dados com a WEB, sendo o PHP a linguagem que mais se desenvolve, tendo

Leia mais

Figura 1 Taxas de transmissão entre as redes

Figura 1 Taxas de transmissão entre as redes Conceitos de Redes Locais A função básica de uma rede local (LAN) é permitir a distribuição da informação e a automatização das funções de negócio de uma organização. As principais aplicações que requerem

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET MATRIZ CURRICULAR

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET MATRIZ CURRICULAR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET MATRIZ CURRICULAR 1º SEMESTRE P101 Desenvolvimento Web 80 CE05 CE06 P102 Língua Portuguesa 40 CG08 CG13 P103 Algoritmos e Lógica de Programação 80

Leia mais

SECRETÁRIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DO PARANÁ CURSO PROFISSIONALIZANTE INFORMÁTICA

SECRETÁRIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DO PARANÁ CURSO PROFISSIONALIZANTE INFORMÁTICA SECRETÁRIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DO PARANÁ CURSO PROFISSIONALIZANTE INFORMÁTICA Documento elaborado no encontro realizado de 10 a 12 de agosto de 2004. Curitiba, PR Perfil do Profissional Ao final de cada

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES Universidade do Contestado Campus Concórdia Curso de Sistemas de Informação Prof.: Maico Petry REDES DE COMPUTADORES DISCIPLINA: Fundamentos em Informática Mundo Globalizado Acelerado desenvolvimento tecnológico

Leia mais

DISCIPLINA CRED CH PRÉ - REQUISITOS 1ª FASE Geometria Analítica e Álgebra Linear

DISCIPLINA CRED CH PRÉ - REQUISITOS 1ª FASE Geometria Analítica e Álgebra Linear CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS AUTORIZAÇÃO: Portaria UDESC nº 646/2001 RECONHECIMENTO: Decreto Estadual nº 3324/2005 renovado pelo Decreto Estadual nº 1664/2013 PERÍODO

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Administração de Banco de Dados - Oracle

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Administração de Banco de Dados - Oracle Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Administração de Banco de Dados - Oracle Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Administração de Banco de Dados tem por fornecer conhecimento

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMAÇARI SECRETARIA DE EDUCAÇÃO ASSESSORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMAÇARI SECRETARIA DE EDUCAÇÃO ASSESSORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ANALISE DA PROPOSTA TÉCNICA DOS PARA EDITAL 0001/010 Profissional: Administrador de Sistemas Alcançada Classificação Habilidades e capacitação Num. De Certificados Pontos a) Descrição do cargo: Atuar como

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente 2014

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plano de Trabalho Docente 2014 Etec Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos EE: Professor Arlindo Bittencourt Eixo Tecnológico: Informação

Leia mais

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I

Universidade do Estado da Bahia UNEB Departamento de Ciências Exatas e da Terra - Campus I Metodologia de Desenvolvimento de Sistemas II/CPD025 Conceitos orientação a objetos. Evolução das técnicas de modelagem orientadas a objetos. Estrutura da linguagem UML. Conceito de processo interativo

Leia mais

UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC Curso de Sistemas de Informação

UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC Curso de Sistemas de Informação EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS Disciplina: História do Contestado As civilizações primitivas do contestado. As origens, formação e herança cultural do homem do contestado. A índole guerreira do caboclo catarinense.

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET 1 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS Fone/Fax: BRUSQUE (47) 3211 7000 www.unifebe.edu.br (SC) 2011 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 3 01 FUNDAMENTOS DE PROGRAMAÇÃO...

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES 1 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM REDES DE COMPUTADORES EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS Fone/Fax: BRUSQUE (47) 3211 7000 www.unifebe.edu.br (SC) 2011 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 3 01 FUNDAMENTOS DE PROGRAMAÇÃO... 3

Leia mais

Introdução. Arquitetura de Rede de Computadores. Prof. Pedro Neto

Introdução. Arquitetura de Rede de Computadores. Prof. Pedro Neto Introdução Arquitetura de Rede de Prof. Pedro Neto Aracaju Sergipe - 2011 Ementa da Disciplina 1. Introdução i. Conceitos e Definições ii. Tipos de Rede a. Peer To Peer b. Client/Server iii. Topologias

Leia mais

Curso de Sistemas de Informação - Anexo II da Resolução CEPEC Nº???

Curso de Sistemas de Informação - Anexo II da Resolução CEPEC Nº??? ANEXO II 1. Aplicações Distribuídas Ementa: Introduzir os conceitos fundamentais de sistemas distribuídos, a caracterização de sistemas de computação distribuída, aplicações distribuídas (características

Leia mais

Universidade Federal de Santa Maria Curso de Arquivologia. Disciplina de Banco de Dados Aplicados à Arquivística. Versao 1.

Universidade Federal de Santa Maria Curso de Arquivologia. Disciplina de Banco de Dados Aplicados à Arquivística. Versao 1. Universidade Federal de Santa Maria Curso de Arquivologia Disciplina de Banco de Dados Aplicados à Arquivística Prof. Andre Zanki Cordenonsi Versao 1.0 Março de 2008 Tópicos Abordados Conceitos sobre Banco

Leia mais

PLANO DE ENSINO. PRÉ-REQUISITO: Modelagem e Programação Orientada a Objetos. PROFESSOR RESPONSÁVEL : Josino Rodrigues Neto

PLANO DE ENSINO. PRÉ-REQUISITO: Modelagem e Programação Orientada a Objetos. PROFESSOR RESPONSÁVEL : Josino Rodrigues Neto UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO Rua Dom Manoel de Medeiros, s/n Dois Irmãos 52171-900 Recife-PE Fone: 0xx-81-332060-40 proreitor@preg.ufrpe.br PLANO DE ENSINO

Leia mais

Objetivos e Ementas das disciplinas de Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Objetivos e Ementas das disciplinas de Análise e Desenvolvimento de Sistemas Objetivos e Ementas das disciplinas de Análise e Desenvolvimento de Sistemas Código Disciplina Sigla Objetivos Ementa 1001 ADMINISTRAÇÃO GERAL ADM GERAL Ao final da disciplina o aluno será capaz de: ter

Leia mais

Conselho Universitário - Consuni

Conselho Universitário - Consuni PROCESSO nº. 075/10 Procedência: PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO. ASSUNTO: PROPOSTA DE NOVA MATRIZ CURRICULAR E EMENTÁRIO PARA O CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. PARECER nº. 057/10 DATA: 03/11/10 1

Leia mais

Capítulo 2 - Conceitos Básicos de Redes. Associação dos Instrutores NetAcademy - agosto de 2007 - Página

Capítulo 2 - Conceitos Básicos de Redes. Associação dos Instrutores NetAcademy - agosto de 2007 - Página Capítulo 2 - Conceitos Básicos de Redes 1 Redes de Dados Inicialmente o compartilhamento de dados era realizado a partir de disquetes (Sneakernets) Cada vez que um arquivo era modificado ele teria que

Leia mais

Engenharia de Software na Prática Hélio Engholm Jr.

Engenharia de Software na Prática Hélio Engholm Jr. Engenharia de Software na Prática Hélio Engholm Jr. Novatec Sumário Agradecimentos... 17 Sobre o autor... 18 Prefácio... 19 Capítulo 1 Desenvolvimento de software para o valor de negócios... 20 1.1 Qualidade

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM ANÁLISE, PROJETO E GERÊNCIA DE SISTEMAS

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM ANÁLISE, PROJETO E GERÊNCIA DE SISTEMAS PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM ANÁLISE, PROJETO E GERÊNCIA DE SISTEMAS Ementário 1 - Relações Interpessoais e Ética Profissional Carga Horária: 20h.a. Concepções sobre o Processo Inter-relacional no Trabalho;

Leia mais

Redes de Computadores. Professor MSc Wylliams Barbosa Santos wylliams.wordpress.com wylliamss@gmail.com

Redes de Computadores. Professor MSc Wylliams Barbosa Santos wylliams.wordpress.com wylliamss@gmail.com Redes de Computadores Professor MSc Wylliams Barbosa Santos wylliams.wordpress.com wylliamss@gmail.com Agenda Introdução a Rede de Computadores Classificação Tipos de Redes Componentes de Rede Internet,

Leia mais

EDITAL N 01/2014 DE 20 DE MAIO DE 2014 PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

EDITAL N 01/2014 DE 20 DE MAIO DE 2014 PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANEXO II EDITAL N 01/2014 DE 20 DE MAIO DE 2014 PROCESSO SELETIVO EXTERNO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO A-01 - ASSESSOR TECNICO III - COORDENADOR/SUPERVISOR PEDAGOGICO; A-02 - ASSESSOR TECNICO III - COORDENADOR/SUPERVISOR

Leia mais

Boas Práticas de Desenvolvimento Seguro

Boas Práticas de Desenvolvimento Seguro Boas Práticas de Desenvolvimento Seguro Julho / 2.012 Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 29/07/2012 1.0 Versão inicial Ricardo Kiyoshi Página 2 de 11 Conteúdo 1. SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

Ementas das Disciplinas do Bacharelado em Sistemas de Informação da UNIRIO

Ementas das Disciplinas do Bacharelado em Sistemas de Informação da UNIRIO Ementas das Disciplinas do Bacharelado em Sistemas de Informação da UNIRIO 2 de junho de 2010 Sumário Administração de Bancos de Dados.................................. 3 Administração Financeira.......................................

Leia mais

EMENTÁRIO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

EMENTÁRIO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1/5 ANEXO II RESOLUÇÃO CONSEPE Nº 31/2005 EMENTÁRIO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO I SEMESTRE Algoritmos e Estruturas de Dados I Fundamentos da Computação Fundamentos Matemáticos para a Computação

Leia mais

PLANO DE ENSINO/AULA

PLANO DE ENSINO/AULA GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE GESTÃO PEDAGÓGICA E INCLUSÃO EDUCACIONAL COORDENAÇÃO DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL ESCOLA TÉCNICA DE BRASÍLA PLANO DE ENSINO/AULA

Leia mais

2ª Série (parte técnica)

2ª Série (parte técnica) PROPOSTA CURRICULAR DO ENSINO MÉDIO INTEGRADO COM INFORMÁTICA DO CENTRO PAULA SOUZA E MATRIZ CURRICULAR 2ª Série (parte técnica) LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO 1. Introdução à Lógica de Programação: conceitos básicos;

Leia mais

Curso: Tecnologia em Sistemas para Internet. PLANO de ENSINO. DISCIPLINA CÓD. DISCIPLINA PROFESSOR Programação para Web I G2116 Fabiano Alves de Souza

Curso: Tecnologia em Sistemas para Internet. PLANO de ENSINO. DISCIPLINA CÓD. DISCIPLINA PROFESSOR Programação para Web I G2116 Fabiano Alves de Souza Campus: Engenheiro Coelho Curso: Tecnologia em Sistemas para Internet PLANO de ENSINO DISCIPLINA CÓD. DISCIPLINA PROFESSOR Programação para Web I G11 Fabiano Alves de Souza ANO/SEMESTRE CRÉDITOS CARGA

Leia mais

Cliente / Servidor. Servidor. Cliente. Cliente. Cliente. Cliente

Cliente / Servidor. Servidor. Cliente. Cliente. Cliente. Cliente Internet e Intranet Cliente / Servidor Cliente Servidor Cliente Cliente Cliente Cliente / Servidor SERVIDOR Computador ou equipamento que fornece algum tipo de serviço em redes (Armazenamento e compartilhamento

Leia mais

Universidade de Brasília

Universidade de Brasília Universidade de Brasília Introdução a Microinformática Turma H Redes e Internet Giordane Lima Porque ligar computadores em Rede? Compartilhamento de arquivos; Compartilhamento de periféricos; Mensagens

Leia mais

Sumário. Capítulo I Introdução à Informática... 13. Capítulo II Hardware... 23. INFORMATICA 29jun.indd 7 22/07/2014 15:18:01

Sumário. Capítulo I Introdução à Informática... 13. Capítulo II Hardware... 23. INFORMATICA 29jun.indd 7 22/07/2014 15:18:01 Sumário Capítulo I Introdução à Informática... 13 1. Conceitos Básicos... 13 2. Hardware... 15 3. Software... 15 4. Peopleware... 16 5. Os Profissionais de Informática:... 16 6. Linguagem de Computador

Leia mais

Fundamentos do uso de tecnologia da informação F U P A C V R B P R O F. C H R I S T I E N L. R A C H I D

Fundamentos do uso de tecnologia da informação F U P A C V R B P R O F. C H R I S T I E N L. R A C H I D Fundamentos do uso de tecnologia da informação O USO CONSCIENTE DA TECNOLOGIA PARA O GERENCIAMENTO F U P A C V R B P R O F. C H R I S T I E N L. R A C H I D Organização 1. Vínculo Administração-Tecnologia

Leia mais

Dado: Fatos conhecidos que podem ser registrados e têm um significado implícito. Banco de Dados:

Dado: Fatos conhecidos que podem ser registrados e têm um significado implícito. Banco de Dados: MC536 Introdução Sumário Conceitos preliminares Funcionalidades Características principais Usuários Vantagens do uso de BDs Tendências mais recentes em SGBDs Algumas desvantagens Modelos de dados Classificação

Leia mais

EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO Nº 01/2014 Realização: FRAMINAS - http://www.gestaoconcurso.com.br - comunicacao@gestaoconcurso.com.br

EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO Nº 01/2014 Realização: FRAMINAS - http://www.gestaoconcurso.com.br - comunicacao@gestaoconcurso.com.br RETIFICAÇÃO 01 DO EDITAL 01/2014 A Cemig Telecomunicações S.A. - CEMIGTelecom, no uso de suas atribuições constitucionais, torna público as alterações abaixo especificadas relativas ao do Edital 01/2014

Leia mais

Unidade 1. Conceitos Básicos

Unidade 1. Conceitos Básicos Unidade 1 Conceitos Básicos 11 U1 - Conceitos Básicos Comunicação Protocolo Definição de rede Rede Internet 12 Comunicação de dados Comunicação de dados comunicação de informação em estado binário entre

Leia mais

2006 ESPECIALIZAÇÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. 1. Justificativa. 2. Objetivos. 3. Formato do Curso. 4. Corpo Docente

2006 ESPECIALIZAÇÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. 1. Justificativa. 2. Objetivos. 3. Formato do Curso. 4. Corpo Docente 2006 ESPECIALIZAÇÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1. Justificativa A evolução tecnológica e a conseqüente diminuição do custo dos equipamentos possibilitaram a expansão dos sistemas computacionais. Atualmente,

Leia mais

Subáreas. Incubadoras tecnológicas, polos e parques tecnológicos. Formação. Experiência. Conhecimentos. Habilidades

Subáreas. Incubadoras tecnológicas, polos e parques tecnológicos. Formação. Experiência. Conhecimentos. Habilidades Subáreas Incubadoras tecnológicas, polos e parques tecnológicos Design Área: Inovação Perfil Profissional: Instrutor/Consultor Competências Implantação de incubadoras de empresas; Processo de seleção de

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES HISTÓRICO E CONCEITOS

REDES DE COMPUTADORES HISTÓRICO E CONCEITOS REDES DE COMPUTADORES HISTÓRICO E CONCEITOS BREVE HISTÓRICO A década de 60 Surgiram os primeiros terminais interativos, e os usuários podiam acessar o computador central através de linhas de comunicação.

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicativos para Dispositivos Móveis Objetivo do curso:

Desenvolvimento de Aplicativos para Dispositivos Móveis Objetivo do curso: Com carga horária de 420 horas o curso de Desenvolvimento de Aplicativos para Dispositivos Móveis é desenvolvido em sistema modular, com 01 encontro por bimestre (total de encontros no curso: 04) para

Leia mais

Roteiro. Conceitos e Arquitetura de Sistemas de Banco de Dados. Conceitos e Arquiteturas de Sistemas de Banco de Dados. BCC321 - Banco de Dados I

Roteiro. Conceitos e Arquitetura de Sistemas de Banco de Dados. Conceitos e Arquiteturas de Sistemas de Banco de Dados. BCC321 - Banco de Dados I Roteiro Conceitos e Arquitetura de Sistemas de Banco de Dados Luiz Henrique de Campos Merschmann Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto luizhenrique@iceb.ufop.br www.decom.ufop.br/luiz

Leia mais

Intranets. FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO

Intranets. FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO Intranets FERNANDO ALBUQUERQUE Departamento de Ciência da Computação Universidade de Brasília 1.INTRODUÇÃO As intranets são redes internas às organizações que usam as tecnologias utilizadas na rede mundial

Leia mais

DISCIPLINA CRED CH PRÉ-REQUISITO 1ª FASE Algoritmos

DISCIPLINA CRED CH PRÉ-REQUISITO 1ª FASE Algoritmos CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO AUTORIZAÇÃO: Resolução nº 89/2007 CONSUNI RECONHECIMENTO: Decreto Estadual nº 858/2012 renovado pela Resolução CEE nº 3/2015 PERÍODO DE CONCLUSÃO: Mínimo:

Leia mais

AFRE. a. ( ) Instalando um programa gerenciador de carregamento, como o LILO ou o GRUB. a. ( ) Data Werehouse ; Internet ; Linux

AFRE. a. ( ) Instalando um programa gerenciador de carregamento, como o LILO ou o GRUB. a. ( ) Data Werehouse ; Internet ; Linux 1. De que forma é possível alterar a ordem dos dispositivos nos quais o computador procura, ao ser ligado, pelo sistema operacional para ser carregado? a. ( ) Instalando um programa gerenciador de carregamento,

Leia mais

NOME DA DISCIPLINA: TELEMÁTICA BÁSICA NOME DO CURSO: SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PETRÓLEO E GÁS

NOME DA DISCIPLINA: TELEMÁTICA BÁSICA NOME DO CURSO: SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PETRÓLEO E GÁS 1- IDENTIFICAÇÃO CARGA HORÁRIA SEMANAL: 4 HORAS CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 80 HORAS PERÍODO: NOTURNO NOME DA DISCIPLINA: TELEMÁTICA BÁSICA NOME DO CURSO: SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PETRÓLEO E GÁS 2- EMENTA

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação Gerenciais

Administração de Sistemas de Informação Gerenciais Administração de Sistemas de Informação Gerenciais UNIDADE V: Telecomunicações, Internet e Tecnologia Sem Fio. Tendências em Redes e Comunicações No passado, haviam dois tipos de redes: telefônicas e redes

Leia mais

ANALISTA JUDICIÁRIO - ESPECIALIDADE EM DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

ANALISTA JUDICIÁRIO - ESPECIALIDADE EM DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS ANALISTA JUDICIÁRIO - ESPECIALIDADE EM DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS I - Introdução a informática: linguagens de programação, compiladores e interpretadores, sistemas de numeração e representação de dados,

Leia mais

EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO. Relação de Títulos Informação e Comunicação. Aprendizagem

EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO. Relação de Títulos Informação e Comunicação. Aprendizagem EIXO TECNOLÓGICO: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Relação de s Informação e Comunicação Aprendizagem Código Capacitação 252 Administrador de Banco de Dados 253 Administrador de Redes 1195 Cadista 1291 Desenhista

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Fase Cód. I II Matriz Curricular vigente a partir de 2010-1 Disciplina Prérequisitos Carga

Leia mais

RUI ROSSI DOS SANTOS PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES EM. Java

RUI ROSSI DOS SANTOS PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES EM. Java RUI ROSSI DOS SANTOS PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES EM Java 2ª Edição n Sumário VII Sumário CAPÍTULO 1 Introdução ao Java... 1 A Origem... 2 O Caminho Para a Aprendizagem... 4 Java como Plataforma... 6 Finalidade...

Leia mais

milenaresende@fimes.edu.br

milenaresende@fimes.edu.br Fundação Integrada Municipal de Ensino Superior Sistemas de Informação A Internet, Intranets e Extranets milenaresende@fimes.edu.br Uso e funcionamento da Internet Os dados da pesquisa de TIC reforçam

Leia mais

SUMÁRIO CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO AO JAVA... 1

SUMÁRIO CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO AO JAVA... 1 SUMÁRIO CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO AO JAVA... 1 A Origem... 2 O Caminho Para a Aprendizagem... 4 Java Como Plataforma... 6 Finalidade... 9 Características... 11 Perspectivas... 13 Exercícios... 14 CAPÍTULO

Leia mais

1.ª SÉRIE 99-7087-02 LÍNGUA PORTUGUESA 80 0 080 99-8067-02 LÓGICA MATEMÁTICA 80 0 080 ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE 99-8389-02 COMPUTADORES

1.ª SÉRIE 99-7087-02 LÍNGUA PORTUGUESA 80 0 080 99-8067-02 LÓGICA MATEMÁTICA 80 0 080 ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE 99-8389-02 COMPUTADORES Curso: Graduação: Regime: Duração: MATRIZ CURRICULAR SISTEMAS DE INFORMAÇÃO BACHARELADO SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 04 (QUATRO) ANOS LETIVOS

Leia mais