CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO"

Transcrição

1 CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Matriz Curricular vigente a partir de 2012/1 Carga Horária Total Teórica Prática Fase Cod. Disciplinas Créd. Horas Créd. Horas Créd. Horas 1 Programação I Oficina de Programação I Laboratório de Informática I Fundamentos de Sistemas de I Informação I Matemática Computacional Metodologia Científica Teoria Geral de Sistemas Subtotal Programação II Oficina de Programação II Laboratório de Informática II II 11 Fundamentos de Sistemas de Informação II Matemática Discreta Estrutura de Dados I Subtotal Programação III Tecnologia de Programação I III 16 Estrutura de Dados II Sistema de Banco de Dados I Probabilidade e Estatística Subtotal Programação IV Tecnologia de Programação II IV 21 Sistema de Banco de Dados II Arquitetura e Organização de Computadores Engenharia de Processos e Requisitos

2 Subtotal Programação V Sistemas Operacionais I Redes e Sistemas Distribuídos I V 27 Análise e Projeto de Sistemas I Técnicas de Inteligência Artificial VI 29 Disciplina Optativa I IES Subtotal Programação VI Sistemas Operacionais II Redes e Sistemas Distribuídos II Engenharia de Software Análise e Projeto de Sistemas II Subtotal Trabalho de Conclusão de Curso I Gestão Empreendedora e Tecnológica Programação para Microprocessadores VII 38 Segurança e Sistemas de Informação Administração de Banco de Dados I Gerência de Projetos Subtotal Trabalho de Conclusão de Curso II Filosofia e Ética Gestão do Conhecimento VIII 44 Metodologias e Tecnologias Avançadas de Sistemas de Informação Gestão de Tecnologia da Informação Auditoria de Sistemas de Informação Administração de Banco de Dados II Subtotal TOTAL PARCIAL Projeto Comunitário Atividades Complementares TOTAL GERAL

3 Observações: 1. As ementas e referências básicas e complementares das disciplinas integrantes da matriz curricular do Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação encontram-se em Apêndice A 2. Na Disciplina Optativa IES, o acadêmico poderá cursar LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) e/ou outras disciplinas oferecidas pelos cursos de graduação da Católica de Santa Catarina em Jaraguá do Sul e que não façam parte da matriz curricular do Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação. 3. Para realizar o Trabalho de Conclusão de Curso I e II (TCC I e II), o acadêmico deverá atender aos requisitos previstos no Regulamento de TCC do Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação. 4. O projeto Comunitário será desenvolvido de acordo com o Regulamento Institucional, respeitando-se as especificidades do Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação. 5. As Atividades Complementares serão validadas conforme Regulamento próprio do Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação, podendo ser realizadas a partir da 1ª fase do curso.

4 EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Vigente a partir de 2012/1 1ª FASE 1 - PROGRAMAÇÃO I Conceitos/Estrutura básica Algoritmos. Tipos de dados. Comandos de uma linguagem forma. Estrutura Condicional. Estrutura de Repetição. Estruturas Homogêneas. 2 - OFICINA DE PROGRAMAÇÃO I API J2ME e dispositivos móveis. Estrutura de Jogos Eletrônicos. Interface Homem-Máquina. Ferramentas e API de Jogos eletrônicos. 3 - LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA I Linguagens de marcação e linguagens declarativas. HTML. XHTML. CSS. W3C. 4 - FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO I Tecnologia da Informação. Sistemas de Informação. Aplicações de sistemas de informações. 5 MATEMÁTICA COMPUTACIONAL Conjuntos Numéricos e Funções Reais, Limites, Derivadas, Integral indefinida. Técnicas de integração. Integral definida. Aplicações da Integral definida. Integrais impróprias. Resolução de Problemas. 6 - METODOLOGIA CIETÍFICA Universidade. O ato de estudar. Pesquisa. Projeto de Pesquisa. Normas de sistematização e apresentação de trabalhos acadêmicos.

5 7 - TEORIA GERAL DE SISTEMAS Atomismo, Sistemismo e Holismo. Histórico, vertentes e a Teoria Geral de Sistemas. Fundamentos de Teoria Geral de Sistemas. Entropia, autoorganização e sistemas sócio-técnicos. Sistemas complexos. Sistemas de Informação: estrutura e evolução. Sistemas nas organizações, na gestão das empresas e na gestão do conhecimento. 2ª FASE 8 - PROGRAMAÇÃO II Fundamentos da Programação Orientada a Objetos. Objetos e Classes. Métodos. Acesso a Banco de Dados. Tratamento de exceções. 9 - OFICINA DE PROGRAMAÇÃO II Conceitos de desenvolvimento de projeto de software. Conceitos de interface de programação. Desenvolvimento de um jogo eletrônico casual LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA II Linguagens script para web. Troca de Dados WEB. Conteúdo dinâmico. Aplicações Rica para WEB 11 - FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO II Ciclo desenvolvimento de software. Processo de desenvolvimento de software. Gerência de projeto. Documentação para desenvolvimento de sistemas MATEMÁTICA DISCRETA : Conjuntos. Funções. Relações sobre conjuntos. Indução matemática. Recursão. Sistemas algébricos. Lógica e circuitos lógicos. Teoria dos códigos: canal binário simétrico, código de blocos, matrizes geradoras e verificadoras, códigos de grupo, códigos de Hamming. Grafos. Árvores.

6 13 - ESTRUTURAS DE DADOS I Introdução a Tipos Abstratos de Dados. Listas Lineares (Pilha, Fila, Lista). Recursão. Listas não-lineares (Árvores). Busca (Seqüencial, Indexada, Binária), Árvores de Busca, Hashing. 3ª FASE 14 - PROGRAMAÇÃO III Interfaces Gráficas. Tratamento de Eventos. Tratamento de Erros. Frameworks de desenvolvimento. Padrões de Projeto TECNOLOGIAS DE PROGRAMAÇÃO I Ambientes RAD. Programação visual baseada em eventos. Persistência de banco de dados. Utilização de banco de dados. Desenvolvimento de aplicações ESTRUTURAS DE DADOS II Ordenação. Considerações sobre Complexidade de Algoritmos. Comparação entre algoritmos. Algoritmos de Ordenação. Grafos. Conceitos Iniciais e Aplicações, Representações. Algoritmos sobre Grafos. Travessia SISTEMAS DE BANCOS DE DADOS I Introdução a Banco de Dados. Modelagem de dados. Normalização de Dados. Modelo Relacional e Álgebra Relacional PROBABILIDADE E ESTATÍSTICA Estatística Descritiva. Teoria da Amostragem. Noções de Distribuição por Amostragem. Representação tabular e gráfica. Medidas de posição. Medidas de dispersão. Medidas de Assimetria. Medidas de curtose. Variáveis Aleatórias Discretas e Contínuas. Principais Distribuições Discretas e Contínuas. Amostragem. Intervalos de Confiança.

7 4ª FASE 19 - PROGRAMAÇÃO IV Desenvolvimento de aplicações para WEB,. Padrões de Projeto. Aplicações Servlets e JSP. Padrões Struts TECNOLOGIAS DE PROGRAMAÇÃO II Desenvolvimento de aplicações Server-Side. Padrões Microsoft.NET. Integração de sistemas com Banco de Dados. Linguagem de Programação C# aplicada para Web (ASP.NET). Integração de Javascript e ASP.NET. Frameworks MVC: ASP.NET MVC SISTEMAS DE BANCOS DE DADOS II Arquitetura de Banco de Dados. SQL. Programação para Banco de Dados. XML 22 - ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE COMPUTADORES Sistemas de numeração. Operações lógicas (OU, E, NOT). Portas lógicas. Circuitos digitais combinacionais. Circuitos seqüências, contadores. Armazenamento binário. Funcionamento interno. Conceitos básicos de Hardware. Arquitetura de Hardware. Dispositivos e Componentes. 23 ENGENHARIA DE PROCESSOS E REQUISITOS Análise de Requisitos (quantitativos e qualitativos). Ambigüidade na definição de requisitos. Levantamento de requisitos relevantes. Técnicas de identificação de requisitos. Requisitos de negócio, de usuário, funcionais e não funcionais. Validação e teste de requisitos. Desenvolvimento de processos de negócio. Ferramentas de modelagem de processos. Aderência de especificações de requisitos e processos de negócio. Ergonomia de software. Arquitetura de software. Desenvolvimento de protótipos.

8 5ª FASE 24 - PROGRAMAÇÃO V Conceitos de aplicação Client/Server. Mapeamento O/R. Aplicações Distribuídas. Contextos e containers. Unidade de Persistência. Segurança em Transações SISTEMAS OPERACIONAIS I Conceitualização de Sistema operacional. Conceito de processo. Gerência de processador: escalonamento de processos, monoprocessamento e multiprocessamento. Concorrência e sincronização de processos. Alocação de recursos e deadlocks REDES E SISTEMAS DISTRIBUÍDOS I Introdução às redes de computadores. Camadas do modelo OSI. Arquitetura de redes: LANs e WANs. Arquitetura da Internet. Protocolos ANÁLISE E PROJETO DE SISTEMAS I Análise Orientada a Objetos. Modelagem de Objetos utilizando a UML. Ciclo de vida do Processo Unificado de modelagem de objetos TÉCNICAS DE INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL Resolução heurística de problemas: métodos de espaço de estados, métodos de reduções sucessivas de problemas. Prova automática de teoremas, representação do conhecimento, sistemas baseados e conhecimento/inteligentes e sistemas multiagente. 29 DISCIPLINA OPTATIVA I IES O acadêmico poderá cursar LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) e/ou outras disciplinas oferecidas pelos cursos de graduação do Centro Universitário Católica de Santa Catarina, e que não façam parte da matriz curricular do Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação.

9 6ª FASE 30 - PROGRAMAÇÃO VI Patterns de Desenvolvimento. Web Services. Web Services em J2EE SISTEMAS OPERACIONAIS II Gerenciamento de memória. Memória virtual. Gerenciamento de arquivos. Gerenciamento de dispositivos de entrada/saída. Análise de desempenho REDES E SISTEMAS DISTRIBUÍDOS II Serviços de rede. Análise de desempenho de redes de computadores. Qualidade de serviço e voz sobre IP. Segurança em redes de computadores. Sistemas distribuídos ENGENHARIA DE SOFTWARE Introdução à Engenharia de software. Ciclo de vida e processo de software. Organização Equipes. Qualidade de Software ANÁLISE E PROJETO DE SISTEMAS II Modelagem de Objetos utilizando a UML. Componentes e Padrões. Qualidade do Produto de Software. Ergonomia e usabilidade de software. 7ª FASE 35 TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO I Suporte prático as teorias trabalhadas nos diversos programas de aprendizagem dos semestres anteriores e atuais. Integração operacional das práticas pedagógicas através do desenvolvimento de projetos práticos em computação.

10 36 - GESTÃO EMPREENDEDORA E TECNOLÓGICA Empreendedor tecnológico. Oportunidades de negócio. Empresa Orientada para o cliente. Tópicos de Gestão. Desenvolvimento de empresas tecnológicas. 37 PROGRAMAÇÃO PARA MICROPROCESSADORES Fundamentos básicos. Introdução aos Sistemas Embutidos. Introdução microcontrolador HC08. Introdução a programação de microcontroladores SEGURANÇA E SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Conceitos sobre segurança da informação. Perfil de um possível atacante. Testes de verificação de insegurança. Mecanismo para garantir a segurança. Uso de criptografia. Políticas e normas de segurança ADMNISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS I Arquitetura de um Sistema Gerenciador de Banco de Dados. Inicializar e Desativar Banco de Dados. Gerenciamento do Espaço Físico GERÊNCIA DE PROJETOS Fundamentos da Gerência de Projetos. Escopo do Projeto. Planejamento. Execução. Controle. Avaliação do Projeto. 8ª FASE 41 - TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO II Suporte prático as teorias trabalhadas nos diversos programas de aprendizagem dos semestres anteriores e atuais. Integração operacional das práticas pedagógicas através do desenvolvimento de projetos práticos em computação FILOSOFIA E ÉTICA Fundamentos da Filosofia. Histórico e correntes da Filosofia. Ética como preocupação filosófica.

11 43 - GESTÃO DO CONHECIMENTO Tecnologia da Informação, Sistemas de Informação, Ontologias, Gestão do Conhecimento, Relações Sociais Eletrônicas, Aprendizado de Máquina, Raciocínio baseado em Casos METODOLOGIAS E TECNOLOGIAS AVANÇADAS DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO Workflow: conceitos, características, aplicações. GED Gerenciamento Eletrônico de Documentos. Ontologias. Web Service e SOA. Bases do conhecimento. Data Warehouse. E-channel. E-business, E-Learning GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Gerenciamento dos recursos tecnológicos de uma empresa, serviços inerentes, controle de qualidade, legislação. Conceitos emergentes e tendências para gerenciamento do canal tecnológico. Auditoria e governança da TI. ITIL. COBIT. Gestão de Riscos. Terceirização, outsourcing e off-shore AUDITORIA DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Auditoria de sistemas. Segurança de sistemas. Metodologias de auditoria. Análise de riscos. Plano de contingência. Classificação da Informação. Técnicas de avaliação de sistemas. Aspectos especiais: vírus, fraudes, criptografia, acesso não autorizado ADMNISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS II Usuários e Privilégios. Backup e Recuperação do Banco de Dados. Refinamento do Banco de Dados. PROJETO COMUNITÁRIO A caracterização do Projeto Comunitário da Católica de Santa Catarina. A compreensão da responsabilidade social de cada indivíduo como integrante do contexto social no qual está inserido. O aluno como aprendiz de transformação social. A vivência comunitária como fator de aprendizagem para a formação integral. A participação em projetos de atividades comunitárias.

12 ATIVIDADES COMPLEMETARES As atividades complementares são componentes curriculares que envolvem ensino, pesquisa e extensão, desenvolvidas por iniciativa individual do acadêmico regularmente matriculado em qualquer fase do curso e devem atender às respectivas Diretrizes Curriculares Nacionais. São possibilidades de atividades complementares: disciplinas isoladas realizadas em outro curso da Instituição ou fora dela que venham complementar a sua formação pessoal e profissional, conferências, palestras, seminários, simpósios, exercício de monitoria, participação em pesquisas institucionais e/ou projetos de iniciação científica, artigos publicados em revistas acadêmicas e científicas, dentre outras.

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1 CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2011.1 BRUSQUE (SC) 2015 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 ARQUITETURA DE COMPUTADORES... 4 02 FILOSOFIA... 4 03 FUNDAMENTOS MATEMÁTICOS PARA COMPUTAÇÃO...

Leia mais

Ementário das Disciplinas

Ementário das Disciplinas Ementário das Disciplinas As ementas das disciplinas estão agrupadas em semestres para uma melhor visualização da organização da matriz curricular. As referências bibliográficas serão especificadas no

Leia mais

EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS EMENTAS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 60 h 1º Evolução histórica dos computadores. Aspectos de hardware: conceitos básicos de CPU, memórias,

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO CST ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo desde a

Leia mais

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1 CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS 2015.1 BRUSQUE (SC) 2015 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 ARQUITETURA DE COMPUTADORES... 4 02 FILOSOFIA... 4 03 FUNDAMENTOS MATEMÁTICOS... 4 04 TEORIA

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CST SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DISCIPLINA: Algoritmo e Programação I A disciplina aborda o estudo de algoritmos, envolvendo os conceitos fundamentais: variáveis, tipos de dados, constantes,

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (EAD) SISTEMAS PARA INTERNET INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo

Leia mais

Projeto Pedagógico do Bacharelado em Ciência da Computação. Comissão de Curso e NDE do BCC

Projeto Pedagógico do Bacharelado em Ciência da Computação. Comissão de Curso e NDE do BCC Projeto Pedagógico do Bacharelado em Ciência da Computação Comissão de Curso e NDE do BCC Fevereiro de 2015 Situação Legal do Curso Criação: Resolução CONSU no. 43, de 04/07/2007. Autorização: Portaria

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO (PROENG) ASSESSORIA DE DESENVOLVIMENTO ASSESSORIA JURÍDICA

PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO (PROENG) ASSESSORIA DE DESENVOLVIMENTO ASSESSORIA JURÍDICA FORMULÁRIO DE ALTERAÇÃO DE EMENTAS CURSO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MATRIZ(ES) CURRICULAR(ES): 2015 ALTERAÇÕES PASSAM A VIGORAR A PARTIR DO SEMESTRE: 1 Arquitetura de Computadores Arquitetura de Computadores

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO - PRÓ-REITORIA PARA ASSUNTOS ACADÊMICOS CURRÍCULO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO PERFIL

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO - PRÓ-REITORIA PARA ASSUNTOS ACADÊMICOS CURRÍCULO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO PERFIL PERFIL 3001 - Válido para os alunos ingressos a partir de 2002.1 Disciplinas Obrigatórias Ciclo Geral Prát IF668 Introdução à Computação 1 2 2 45 MA530 Cálculo para Computação 5 0 5 75 MA531 Álgebra Vetorial

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE 2.ª SÉRIE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE (ÁREA: INFORMÁTICA)

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE 2.ª SÉRIE CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE (ÁREA: INFORMÁTICA) MATRIZ CURRICULAR CURSO: GRADUAÇÃO: REGIME: DURAÇÃO: INTEGRALIZAÇÃO: CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE (ÁREA: ) TECNÓLOGO SERIADO ANUAL - NOTURNO 03 (TRÊS) ANOS LETIVOS MÍNIMO:

Leia mais

UFV Catálogo de Graduação 2014 109 EMENTÁRIO

UFV Catálogo de Graduação 2014 109 EMENTÁRIO UFV Catálogo de Graduação 2014 109 EMENTÁRIO As disciplinas ministradas pelo Campus Rio Paranaíba são identificadas por um código composto por três letras maiúsculas, ligadas a cada instituto, seguidas

Leia mais

Ementas das Disciplinas do Bacharelado em Sistemas de Informação da UNIRIO

Ementas das Disciplinas do Bacharelado em Sistemas de Informação da UNIRIO Ementas das Disciplinas do Bacharelado em Sistemas de Informação da UNIRIO 2 de junho de 2010 Sumário Administração de Bancos de Dados.................................. 3 Administração Financeira.......................................

Leia mais

CURSO TECNOLÓGICO 2008/01 1º SEMESTRE. Programação e Estruturas de Dados Fundamentais

CURSO TECNOLÓGICO 2008/01 1º SEMESTRE. Programação e Estruturas de Dados Fundamentais 1º SEMESTRE Programação e Estruturas de Dados Fundamentais 8 Créditos Desenvolver a lógica de programação através da construção de algoritmos utilizando português estruturado Representar a solução de problemas

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS CURSO DE GRADUAÇÃO PRESENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Identificação do Curso Nome do Curso: Sistemas de Informação Titulação: Bacharelado Modalidade de ensino: Presencial

Leia mais

CURSO DE INFORMÁTICA LICENCIATURA 1 PERÍODO

CURSO DE INFORMÁTICA LICENCIATURA 1 PERÍODO CURSO DE INFORMÁTICA LICENCIATURA 1 PERÍODO DISCIPLINA: Metodologia Científica H111900 Finalidade da metodologia científica. Importância da metodologia no âmbito das ciências. Metodologia de estudos. O

Leia mais

EMENTÁRIO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

EMENTÁRIO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1/5 ANEXO II RESOLUÇÃO CONSEPE Nº 31/2005 EMENTÁRIO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO I SEMESTRE Algoritmos e Estruturas de Dados I Fundamentos da Computação Fundamentos Matemáticos para a Computação

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1

MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. Válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 Matriz Curricular aprovada pela Resolução nº 27/09-CONSUNI, de 1º de dezembro de 2009. MATRIZ CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Válida para os acadêmicos

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Fase Cód. Disciplina I Matriz Curricular vigente a partir de 2012/1 Prérequisito s Carga Horária

Leia mais

DISCIPLINA CRED CH PRÉ - REQUISITOS 1ª FASE Geometria Analítica e Álgebra Linear

DISCIPLINA CRED CH PRÉ - REQUISITOS 1ª FASE Geometria Analítica e Álgebra Linear CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS AUTORIZAÇÃO: Portaria UDESC nº 646/2001 RECONHECIMENTO: Decreto Estadual nº 3324/2005 renovado pelo Decreto Estadual nº 1664/2013 PERÍODO

Leia mais

Aprovado no CONGRAD: 10.08.10 Vigência: ingressos a partir de 2011/1

Aprovado no CONGRAD: 10.08.10 Vigência: ingressos a partir de 2011/1 Aprovado no CONGRAD: 10.08.10 Vigência: ingressos a partir de 2011/1 CÓD. 207 - CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Noite - Currículo nº 06 CÓD. 2509 - CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Manhã e Noite - Currículo

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Matriz Curricular vigente a partir de 2010/1 Fase Cód. Disciplina Carga Horária Prérequisitos

Leia mais

LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO

LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Coordenador: Duração: Carga Horária: LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Victor Emanuel Corrêa Lima 6 semestres 2800 horas Situação Legal: Reconhecido pela Portaria MEC nº 503 de 15/02/2006 MATRIZ CURRICULAR Primeiro

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº. 226, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2014.

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº. 226, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2014. ANEXO À RESOLUÇÃO Nº. 226, DE 12 DE DEZEMBRO DE 2014. CURSO LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO ESTRUTURA CURRICULAR 1.1 QUADRO GERAL DA ESTRUTURA CURRICULAR Carga Horária LOTAÇÃO Módulo Disciplina Teoria Prática

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CAMPUS DE SOBRAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CAMPUS DE SOBRAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CAMPUS DE SOBRAL INTEGRALIZAÇÃO CURRICULAR (Currículo 2006.2) Agosto de 2010 Hodiernamente não mais se concebe que a formação do futuro profissional

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO (PROENG) ASSESSORIA DE DESENVOLVIMENTO ASSESSORIA JURÍDICA

PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO (PROENG) ASSESSORIA DE DESENVOLVIMENTO ASSESSORIA JURÍDICA FORMULÁRIO DE ALTERAÇÃO DE EMENTAS CURSO: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MATRIZ(ES) CURRICULAR(ES): 2011 ALTERAÇÕES PASSAM A VIGORAR A PARTIR DO SEMESTRE: 2015.1 Banco de Dados I Estudo dos aspectos de modelagem

Leia mais

UNOESTE - Universidade do Oeste Paulista F I P P - Faculdade de Informática de Presidente Prudente

UNOESTE - Universidade do Oeste Paulista F I P P - Faculdade de Informática de Presidente Prudente 1º TERMO NOTURNO - 2009 31/03/09 3ª feira 20:50 h A ADMINISTRAÇÃO 01/04/09 4ª feira 19:00 h A1/A2 INTRODUÇÃO A COMPUTAÇÃO 02/04/09 5ª feira 19:00 h A1 LABORATÓRIO DE INFORMÁTICA I 02/04/09 5ª feira 20:50

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Habilitação: Bacharel em Sistemas de Informação Cálculo I - 90 6 Lógica - Programação I - 90 6 1º. Fundamentos de Sistemas de Informação - Metodologia da Pesquisa - 30 2 Comunicação Empresarial - 30 2

Leia mais

Projeto Pedagógico do Curso

Projeto Pedagógico do Curso Projeto Pedagógico do Curso Fundamentação Diretrizes curriculares do MEC Diretrizes curriculares da SBC Carta de Princípios da UNICAP Projeto Pedagógico Institucional da UNICAP Diretrizes Curriculares

Leia mais

UNOESTE - Universidade do Oeste Paulista F I P P - Faculdade de Informática de Presidente Prudente

UNOESTE - Universidade do Oeste Paulista F I P P - Faculdade de Informática de Presidente Prudente 1º TERMO NOTURNO - 2013 23/09/13 2ª feira 08:20 h B1 (DP) ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO I 23/09/13 2ª feira 19:00 h A1 ALGORITMOS E TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO I 24/09/13 3ª feira 19:00 h A COMUNICAÇÃO

Leia mais

Centro Universitário de Brusque Unifebe Curso de Sistemas de Informação

Centro Universitário de Brusque Unifebe Curso de Sistemas de Informação Ementário das disciplinas Grade 2009.1 01 ADMINISTRAÇÃO GERAL Fase: I Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 Introdução à administração. Antecedentes históricos da administração. Escolas de administração. Administração

Leia mais

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO. CRÉDITOS Obrigatórios: 172 Optativos: 8.

Sistema de Controle Acadêmico. Grade Curricular. Curso : CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO. CRÉDITOS Obrigatórios: 172 Optativos: 8. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Pró-reitoria de Graduação - DAARG DRA - Divisão de Registros Acadêmicos Sistema de Controle Acadêmico Grade Curricular 30/01/2014-13:38:00 Curso : CIÊNCIA DA

Leia mais

Ementário do Curso Técnico em Informática para Internet

Ementário do Curso Técnico em Informática para Internet 1 Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal do Rio de Janeiro - IFRJ Pró-Reitoria de Ensino Médio e Técnico Campus Engenheiro Paulo de Frontin Direção de

Leia mais

GTSI7043 Aplicações para dispositivos móveis... 7 GTSI 7070 Cálculo a Uma Variável (5.0.0)... 7 GTSI 7094 Inteligência Computacional (5.0.0)...

GTSI7043 Aplicações para dispositivos móveis... 7 GTSI 7070 Cálculo a Uma Variável (5.0.0)... 7 GTSI 7094 Inteligência Computacional (5.0.0)... Ementas do CST-SI Conteúdo Disciplinas Obrigatórias... 4 GTSI 7101 Arquitetura de Computadores... 4 GTSI 7102 Programação de Cliente WEB... 4 GTSI 7103 Projeto de Algoritmos Computacionais... 4 GTSI 7104

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.640, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.640, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.640, DE 25 DE FEVEREIRO DE 2015 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Bacharelado

Leia mais

Ementário das disciplinas do curso de Sistemas de Informação

Ementário das disciplinas do curso de Sistemas de Informação Ementário das disciplinas curso de Sistemas de Informação 01 ADMINISTRAÇÃO E GERÊNCIA DE REDES Introdução ao gerenciamento de redes. Modelos e software de gerenciamento, Áreas funcionais. A arquitetura

Leia mais

UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC Curso de Sistemas de Informação

UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC Curso de Sistemas de Informação EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS Disciplina: História do Contestado As civilizações primitivas do contestado. As origens, formação e herança cultural do homem do contestado. A índole guerreira do caboclo catarinense.

Leia mais

NOVA PROPOSTA DE MATRIZ CURRICULAR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS - 2016

NOVA PROPOSTA DE MATRIZ CURRICULAR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS - 2016 NOVA PROPOSTA DE MATRIZ CURRICULAR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS - 2016 Diante da evolução de técnicas e ferramentas tecnológicas, aliado a novas necessidades curriculares,

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÃO. COORDENADORA Iris Fabiana de Barcelos Tronto irisbarcelos@ufv.br

SISTEMA DE INFORMAÇÃO. COORDENADORA Iris Fabiana de Barcelos Tronto irisbarcelos@ufv.br SISTEMA DE INFORMAÇÃO COORDENADORA Iris Fabiana de Barcelos Tronto irisbarcelos@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2010 89 Bacharelado ATUAÇÃO Sistemas de Informação é um curso da área de Informática voltado

Leia mais

Ementário das disciplinas do curso de Sistemas de Informação

Ementário das disciplinas do curso de Sistemas de Informação Ementário das disciplinas curso de Sistemas de Informação 01 ADMINISTRAÇÃO E GERÊNCIA DE REDES Introdução ao gerenciamento de redes. Modelos e software de gerenciamento, Áreas funcionais. A arquitetura

Leia mais

CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 1 PERÍODO

CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 1 PERÍODO CURSO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO 1 PERÍODO Area de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas DISCIPLINA: PRÁTICAS INVESTIGATIVAS I H111926 03 60 Introdução e ensaio da prática investigativa. Procedimentos metodológicos

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET MATRIZ CURRICULAR

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET MATRIZ CURRICULAR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET MATRIZ CURRICULAR 1º SEMESTRE P101 Desenvolvimento Web 80 CE05 CE06 P102 Língua Portuguesa 40 CG08 CG13 P103 Algoritmos e Lógica de Programação 80

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Relatório Perfil Curricular PERÍODO: 1º AD431- ADMINISTRAÇÃO CONTEMPORÂNEA OBRIG 60 0 60 4.0 Fórmula: AD001 AD001- INTRODUCAO A ADMINISTRACAO FUNDAMENTOS TEÓRICOS. DESIGN ORGANIZACIONAL - ESTRUTURA ORGANIZACIONAIS E PROCESSOS ORGANIZACIONAIS.

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CTS DE REDES DE COMPUTADORES INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO 68 A disciplina estuda a área da informática como um todo e os conceitos fundamentais, abrangendo desde a história e a evolução

Leia mais

Curso: Bacharelado em Informática. Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação

Curso: Bacharelado em Informática. Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação Curso: Bacharelado em Informática Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação Informações Básicas do Currículo Duração Ideal 8 semestres Mínima 6 semestres Máxima 14 semestres Carga Horária Aula

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET Introdução à Computação A disciplina apresenta a área da Computação como um todo, desde a história e a evolução dos computadores

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Sem. CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS I II III IV V VI VI I Matriz Curricular válida para os acadêmicos ingressantes

Leia mais

Av. Gen. Carlos Cavalcanti, 4748 - CEP 84030-900 - Tel. 0** (42) 220-3000 - Ponta Grossa Pr. - www.uepg.br

Av. Gen. Carlos Cavalcanti, 4748 - CEP 84030-900 - Tel. 0** (42) 220-3000 - Ponta Grossa Pr. - www.uepg.br CURSO DE BACHARELADO EM INFORMÁTICA Turno: NOTURNO Reconhecido pela Portaria MEC nº 357, de 14.06.88, D.O.U. de 16.06.88 Para completar o currículo pleno do curso superior de graduação em Bacharelado em

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 72/2009 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Sistemas de Informação, modalidade

Leia mais

Diretrizes Curriculares Nacionais e com a Legislação Interna, tendo como princípio a compreensão da informática em suas bases epistemológicas de

Diretrizes Curriculares Nacionais e com a Legislação Interna, tendo como princípio a compreensão da informática em suas bases epistemológicas de RESOLUÇÃO Nº 014/2010 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Informática, da Escola Superior de Tecnologia, da Universidade do Estado do Amazonas. O REITOR, EM EXERCÍCIO, DA UNIVERSIDADE

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS Introdução a Programação 1º PERÍODO Fundamentos de construção de algoritmos e programas. Algoritmos:

Leia mais

DISCIPLINA CRED C.H PRE-REQUISITO 1ª FASE Arquitetura de Computadores

DISCIPLINA CRED C.H PRE-REQUISITO 1ª FASE Arquitetura de Computadores CURSO DE ENGENHARIA DE SOFTWARE AUTORIZAÇÃO: Resolução n 22/2013 CONSUNI PERÍODO DE CONCLUSÃO: Mínimo: 4 anos / Máximo: 7 anos NÚMERO DE VAGAS: 40 vagas para ingresso no primeiro semestre e 40 vagas para

Leia mais

Instituto de Estudos Superiores da Amazônia IESAM Curso de Bacharelado em Engenharia de Computação Turma: X1MA PROVA DE 2ª CHAMADA 1º BIMESTRE

Instituto de Estudos Superiores da Amazônia IESAM Curso de Bacharelado em Engenharia de Computação Turma: X1MA PROVA DE 2ª CHAMADA 1º BIMESTRE Curso de Bacharelado em Engenharia de Computação Turma: X1MA PROVA DE 2ª CHAMADA 1º BIMESTRE 8h às 11h40min Álgebra Linear Introdução a Eng. de Computação Cálculo 1 Probabilidade e Estatística Física 1

Leia mais

BOLETIM DE SERVIÇO - FIPAR ON LINE

BOLETIM DE SERVIÇO - FIPAR ON LINE BOLETIM DE SERVIÇO - FIPAR ON LINE ANO II Nº 003 Editado pela Secretaria Geral das FIPAR Faculdades Integradas de Paranaíba FIPAR Paranaíba, 08 de agosto de 2008. AVISO DE PUBLICAÇÃO E ADEQUAÇÃO DE MATRIZ

Leia mais

1.1 Ementas e Bibliografias

1.1 Ementas e Bibliografias 1 1.1 s e Bibliografias Período Disciplina 1º Álgebra Linear Retas e planos. Vetores. Sistemas de equações lineares. Matrizes. Álgebra relacional. Autovalores. Ortogonalidade. Espaços vetoriais; Distância

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR E DIMENSIONAMENTO DA CARGA HORÁRIA POR PERÍODO LETIVO (A CARGA HORÁRIA APRESENTADA NAS TABELAS REFEREM-SE À HORA AULA DE 50 MINUTOS)

MATRIZ CURRICULAR E DIMENSIONAMENTO DA CARGA HORÁRIA POR PERÍODO LETIVO (A CARGA HORÁRIA APRESENTADA NAS TABELAS REFEREM-SE À HORA AULA DE 50 MINUTOS) MATRIZ CURRICULAR E DIMENSIONAMENTO DA POR PERÍODO LETIVO (A APRESENTADA NAS TABELAS REFEREM-SE À HORA AULA DE 50 MINUTOS) PRIMEIRO SEMESTRE / 1 O ANO Leitura e Interpretação de Textos 2-40 Matemática

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desevolvimento de Sistemas CÂMPUS GASPAR

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desevolvimento de Sistemas CÂMPUS GASPAR Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desevolvimento de Sistemas CÂMPUS GASPAR MATRIZ CURRICULAR Módulo/Semestre 1 Carga horária total: 400h Unidade Curricular C/H Semestral Pré-Requisito Matemática

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ingressantes 2008 Semestre 1 Semestre 2

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ingressantes 2008 Semestre 1 Semestre 2 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO ingressantes 2008 Cálculo I 40 Cálculo II 40 Princípios Desenvolvimento de Algoritmos I 80 Princípios Desenvolvimento de Algoritmos II 80 Matemática 40 Lógica Matemática 40 Probabilidade

Leia mais

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Currículo 05/03/2014 10:06. Centro de Ciências Exatas e Naturais

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação. Ementas por Currículo 05/03/2014 10:06. Centro de Ciências Exatas e Naturais 5// :6 Centro de Ciências Exatas e Naturais Curso: Ciência da Computação (Noturno) Currículo: 7/ CMP.8.- Introdução à Computação Ementa: O que é Ciência da Computação. História da Computação. Estrutura

Leia mais

DISCIPLINA DO CURRÍCULO

DISCIPLINA DO CURRÍCULO Língua Portuguesa 40 h DISCIPLINA DO CURRÍCULO Possibilitar ao educando o desenvolvimento da escrita, oralidade, capacidade de leitura e competência textual com recursos que auxiliam no âmbito profissional

Leia mais

CURSO DE BACHARELADO EM INFORMÁTICA Currículo n 2

CURSO DE BACHARELADO EM INFORMÁTICA Currículo n 2 CURSO DE BACHARELADO EM INFORMÁTICA Turno: NOTURNO Currículo n 2 Reconhecido pela Portaria MEC nº. 357, de 14.06.88, D.O.U. de 16.06.88. Renovação de Reconhecimento Decreto nº. 7.154, D.O.E. de 19.05.2010.

Leia mais

FACULDADE DE TALENTOS HUMANOS

FACULDADE DE TALENTOS HUMANOS FACULDADE DE TALENTOS HUMANOS PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO UBERABA MG INSTITUTO EDUCACIONAL GUILHERME DORÇA PRESIDENTE: LUIZ HUMBERTO DORÇA FACULDADE DE TALENTOS HUMANOS DIRETOR

Leia mais

DISCIPLINA CRED CH PRÉ-REQUISITO 1ª FASE Algoritmos

DISCIPLINA CRED CH PRÉ-REQUISITO 1ª FASE Algoritmos CURSO DE BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO AUTORIZAÇÃO: Resolução nº 89/2007 CONSUNI RECONHECIMENTO: Decreto Estadual nº 858/2012 renovado pela Resolução CEE nº 3/2015 PERÍODO DE CONCLUSÃO: Mínimo:

Leia mais

EXAME DE SUFICIÊNCIA DE CONHECIMENTOS PARA OS CURSOS DE TECNOLOGIA DA FATEC SÃO CAETANO DO SUL - EDITAL 001/2015 -

EXAME DE SUFICIÊNCIA DE CONHECIMENTOS PARA OS CURSOS DE TECNOLOGIA DA FATEC SÃO CAETANO DO SUL - EDITAL 001/2015 - EXAME DE SUFICIÊNCIA DE CONHECIMENTOS PARA OS CURSOS DE TECNOLOGIA DA FATEC SÃO CAETANO DO SUL - EDITAL 001/2015 - A Diretora da Unidade FATEC São Caetano do Sul, no uso de suas atribuições legais, torna

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS E TECNOLOGIA CAMPUS Bambuí

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS E TECNOLOGIA CAMPUS Bambuí 45 APÊNDICE B - MATRIZ CURRICULAR 1º Período Sigla Disciplina CHT 1 CHP 2 CH Total Pré-requisitos AED1 Algoritmos e Estruturas de Dados I 40 40 80 - CALC1 Cálculo I 80-80 - FC Fundamentos da Computação

Leia mais

Conselho Universitário - Consuni

Conselho Universitário - Consuni PROCESSO nº. 075/10 Procedência: PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO. ASSUNTO: PROPOSTA DE NOVA MATRIZ CURRICULAR E EMENTÁRIO PARA O CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. PARECER nº. 057/10 DATA: 03/11/10 1

Leia mais

INFORMÁTICA. 1. TURNO: Noturno HABILITAÇÃO: Bacharelado. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 5 anos

INFORMÁTICA. 1. TURNO: Noturno HABILITAÇÃO: Bacharelado. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 5 anos INFORMÁTICA 1. TURNO: Noturno HABILITAÇÃO: Bacharelado GRAU ACADÊMICO: Bacharel em Informática PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 5 anos Máximo = 9 anos 2. OBJETIVO/PERFIL DO PROFISSIONAL A SER FORMADO O profissional

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 75/2010 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Graduação em Engenharia de do Centro

Leia mais

ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO

ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO 2009 1 Resumo do Curso Disciplinas N. de Créditos Carga horária Disciplinas Obrigatórias Disciplinas do CB/CTC 74 1.200 Obrigatórias da Engenharia 35 765 Obrigatórias do Curso

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS MISSÃO DO CURSO A concepção do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas está alinhada a essas novas demandas

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC 1 CURSO: BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Dados de Identificação da Universidade de Cuiabá - UNIC Dirigente da Mantenedora Presidente: Ed. Rodrigo

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE COMPUTAÇÃO

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE COMPUTAÇÃO EMENTAS DAS S DO CURSO DE COMPUTAÇÃO INTRODUÇÃO A INFORMÁTICA EMENTA: Conceito de Informática, informação, dados e computadores; evolução histórica dos computadores; anatomia de um computador conceitos

Leia mais

ÁREA DISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PROGRAMAÇÃO. Tem sob a sua responsabilidade as seguintes unidades curriculares:

ÁREA DISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PROGRAMAÇÃO. Tem sob a sua responsabilidade as seguintes unidades curriculares: ÁREA DISCIPLINAR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PROGRAMAÇÃO e Inteligência Artificial Aplicada a Jogos, com 6 Paradigmas de Programação I, com 9 Paradigmas de Programação II, com 9 Algoritmos e Estrutura de

Leia mais

1.ª SÉRIE 99-7087-02 LÍNGUA PORTUGUESA 80 0 080 99-8067-02 LÓGICA MATEMÁTICA 80 0 080 ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE 99-8389-02 COMPUTADORES

1.ª SÉRIE 99-7087-02 LÍNGUA PORTUGUESA 80 0 080 99-8067-02 LÓGICA MATEMÁTICA 80 0 080 ARQUITETURA E ORGANIZAÇÃO DE 99-8389-02 COMPUTADORES Curso: Graduação: Regime: Duração: MATRIZ CURRICULAR SISTEMAS DE INFORMAÇÃO BACHARELADO SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 04 (QUATRO) ANOS LETIVOS

Leia mais

Curso de Educação Profissional Técnica de Nível Médio Subseqüente ao Ensino Médio, na modalidade a distância, para:

Curso de Educação Profissional Técnica de Nível Médio Subseqüente ao Ensino Médio, na modalidade a distância, para: INSTITUIÇÃO: IFRS CAMPUS BENTO GONÇALVES CNPJ: 94728821000192 ENDEREÇO: Avenida Osvaldo Aranha, 540. Bairro Juventude. CEP: 95700-000 TELEFONE: (0xx54) 34553200 FAX: (0xx54) 34553246 Curso de Educação

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE GRADUAÇÃO EM DESIGN

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE GRADUAÇÃO EM DESIGN CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE GRADUAÇÃO EM DESIGN Matriz Curricular do Curso de Design Fase Cód. Disciplina Créditos Carga Horária 01

Leia mais

Entre os elementos desejados no perfil dos egressos podem ser citados:

Entre os elementos desejados no perfil dos egressos podem ser citados: COMPETÊNCIAS E HABILIDADES Apesar do foco do curso de Engenharia de Computação da UCDB está na área de software, o profissional formado pelo curso de Engenharia da Computação deve adquirir as seguintes

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET 1 CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS Fone/Fax: BRUSQUE (47) 3211 7000 www.unifebe.edu.br (SC) 2011 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 3 01 FUNDAMENTOS DE PROGRAMAÇÃO...

Leia mais

Fundação Comunitária de Ensino Superior de Itabira Grade Curricular. Faculdade de Ciências Administrativas e Contábeis de Itabira

Fundação Comunitária de Ensino Superior de Itabira Grade Curricular. Faculdade de Ciências Administrativas e Contábeis de Itabira Renovação de Reconhecimento - Portaria Nº 653 de 02/06/10 - DOU: 04/06/10. Emissão: 08/07/15 :34 Página: 1/5 0 GSI0 Libras () 0 GSI067 Gestão de Serviços () 0 GSI068 Jogos Empresariais () 0 GSI069 Administração

Leia mais

Ementas Disciplinas Obrigatórias

Ementas Disciplinas Obrigatórias Ementas Disciplinas Obrigatórias INFORMÁTICA Algoritmos I Resolução de problemas e desenvolvimento de algoritmos: análise do problema, estratégias de solução e representação. Estruturação e modularização.

Leia mais

TABELA DE EQUIVALÊNCIA FECOMP Curso de Engenharia de Computação

TABELA DE EQUIVALÊNCIA FECOMP Curso de Engenharia de Computação TABELA DE EQUIVALÊNCIA FECOMP Curso de Engenharia de Computação Disciplina A Disciplina B Código Disciplina C/H Curso Disciplina C/H Código Curso Ano do Currículo 66303 ESTRUTURA DE DADOS I 68/0 ENG. DE

Leia mais

Proposta do novo Projeto Pedagógico do Curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Núcleo Docente Estruturante (NDE)

Proposta do novo Projeto Pedagógico do Curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Núcleo Docente Estruturante (NDE) Proposta do novo Projeto Pedagógico do Curso de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Núcleo Docente Estruturante (NDE) 20/05/2015 Agenda 1 2 3 4 5 6 Introdução e Motivação Resultados da

Leia mais

HORÁRIO DE PROVAS 2º semestre 2013

HORÁRIO DE PROVAS 2º semestre 2013 1º PERÍODO 1ª Bimestrais 11/09 Cálculo Diferencial e Integral I 27/09 Física Experimental I 30/09 Física Geral I 2ª Bimestrais 23/10 Cálculo Diferencial e Integral I 25/10 Física Experimental I 31/10 Física

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS INTRODUÇÃO À COMPUTAÇÃO A disciplina aborda o estudo da área de Informática como um todo, e dos conceitos fundamentais,

Leia mais

Matriz Curricular válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1

Matriz Curricular válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2010/1 CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JARAGUÁ DO SUL PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL CONVÊNIO COM O SENAI Matriz Curricular válida para os acadêmicos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE MATEMÁTICA COLEGIADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE MATEMÁTICA COLEGIADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE MATEMÁTICA COLEGIADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Ementário dos Componentes Curriculares do Curso de Licenciatura em Computação aprovado para vigorar

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: SISTEMAS DA INFORMAÇÃO MISSÃO DO CURSO Os avanços da ciência, a melhoria dos processos produtivos e a abertura de mercado, são exemplos de fatores que contribuíram

Leia mais

Resolução nº 015, de 25 de fevereiro de 2014.

Resolução nº 015, de 25 de fevereiro de 2014. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Conselho Superior Resolução nº

Leia mais

Introdução à Engenharia de Controle e Automação

Introdução à Engenharia de Controle e Automação Introdução à Engenharia de Controle e Automação O CURSO DE ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO DA FACIT Renato Dourado Maia Faculdade de Ciência e Tecnologia de Montes Claros Fundação Educacional Montes

Leia mais

Sistemas de Informação 3º ANO

Sistemas de Informação 3º ANO Sistemas de Informação 3º ANO BANCO DE DADOS Carga horária: 120h Visão geral do gerenciamento de banco de dados. Arquitetura de um Sistema Gerenciador de Banco de Dados. Modelagem e projeto de banco de

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. RECONHECIDO conforme PORTARIA nº 295, de 25 de Junho de 2008.

CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS. RECONHECIDO conforme PORTARIA nº 295, de 25 de Junho de 2008. CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS RECONHECIDO conforme PORTARIA nº 295, de 25 de Junho de 2008. Título: Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Turno: Noturno

Leia mais

Regulamento do Curso de. Mestrado Integrado em Engenharia Informática

Regulamento do Curso de. Mestrado Integrado em Engenharia Informática Regulamento do Curso de Mestrado Integrado em Engenharia Informática (Ciclo integrado de estudos superiores) (Registado na DGES através do n.º R/A-Cr 21/2013) Artigo 1.º Regulamento geral aplicável O Curso

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL - UERGS RESOLUÇÃO CONEPE nº 007/2013

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO RIO GRANDE DO SUL - UERGS RESOLUÇÃO CONEPE nº 007/2013 RESOLUÇÃO CONEPE nº 007/2013 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Engenharia de Computação e dá outras providências. O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da Universidade Estadual do Rio Grande

Leia mais

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR ORGANIZAÇÃO CURRICULAR O curso Técnico em Informática, em Nível Médio Subseqüente, será organizado de forma semestral, com aulas presenciais, compostos por disciplinas, com conteúdos estabelecidos, tendo

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Matriz Curricular válida para os acadêmicos ingressantes a partir de 2014/1 Fase Cod

Leia mais

Departamento de Informática..:Engenharia Informática:. revisão para adequação ao processo de Bolonha

Departamento de Informática..:Engenharia Informática:. revisão para adequação ao processo de Bolonha Departamento de Informática.:Engenharia Informática:. revisão para adequação ao processo de Bolonha 1 Cursos 1 ciclo em Engenharia Informática 2 perfis 2 ciclo em Engenharia Informática 1 perfil 1 ciclo

Leia mais

Pesquisa sobre Ensino de IHC 2010-2012. Clodis Milene Raquel Sílvia Simone

Pesquisa sobre Ensino de IHC 2010-2012. Clodis Milene Raquel Sílvia Simone Pesquisa sobre Ensino de IHC 2010-2012 Clodis Milene Raquel Sílvia Simone 1 abril a junho de 2013 75 respondentes válidos cursos: graduação pós-graduação stricto sensu pós-graduação lato sensu avulsos

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICA DE SANTA CATARINA EM JOINVILLE PRÓ-REITORIA ACADÊMICA CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA Matriz Curricular vigente a partir de 2012/1 Fase Cód. Disciplina Prérequisitos Carga Horária

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO

CENTRO UNIVERSITÁRIO ESTÁCIO RADIAL DE SÃO PAULO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 MISSÃO DO CURSO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO DE CURSO 1 CURSO: ENGENHARIA ELÉTRICA MISSÃO DO CURSO O Curso de Engenharia Elétrica tem por missão a graduação de Engenheiros Eletricistas com sólida formação técnica que

Leia mais