Universidade Aberta Departamento de Educação e Ensino a Distância Coordenadora do Curso Guia de Curso Secretariado do Curso Guia Informativo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Universidade Aberta Departamento de Educação e Ensino a Distância Coordenadora do Curso Guia de Curso Secretariado do Curso Guia Informativo"

Transcrição

1 Universidade Aberta Sede R. da Escola Politécnica, Lisboa Coordenadora do Curso Glória Bastos Guia de Curso Secretariado do Curso Liberdade Almeida Guia Informativo Candidaturas Mestrado em Gestão da Informação e Bibliotecas Escolares 10.ª edição

2 Índice 1. Apresentação 1. Apresentação 2. Objetivos do Curso 3. Destinatários 4. Pré-requisitos 5. Candidaturas e Seleção 6. Propinas 7. Funcionamento do Curso 8. Organização Curricular 9. Avaliação e Classificação 10. Diplomas 11. Plano de Estudos 12. Equipa Docente 13. Sinopses Anexo Na escola atual, a Biblioteca Escolar surge como parte integrante do processo educativo. Os seus objetivos essenciais, como se encontram expressos em manifestos internacionais, abrangem domínios como o desenvolvimento das literacias e das competências de informação, apoio ao ensino e à aprendizagem, desenvolvimento da consciência cultural e social. Para cumprir estes propósitos, é fundamental a existência de profissionais habilitados para o exercício de funções coordenadoras em Bibliotecas Escolares/Centros de Recursos Educativos, nomeadamente a nível de organização, planeamento e gestão. A figura do professor bibliotecário tem, assim, emergido como um elemento fundamental para se cumprir a missão atual da Biblioteca Escolar. Este curso estrutura-se a partir do pressuposto de que o sucesso da escola, em particular, da sua ação educativa, depende, entre outros fatores, da disponibilização de serviços de aprendizagem, livros e outros recursos a todos os membros da comunidade escolar, mas, sobretudo, da existência de profissionais devidamente capacitados para a gestão e dinamização desses serviços, em articulação estreita com o projeto educativo da escola ou agrupamento de escolas e a comunidade envolvente. O curso privilegia o eixo de formação teórica, com atenção especial para a sua aplicação. Todo o curso tem uma raiz teórico-prática. 2

3 2. Objetivos do Curso Este curso visa, em primeiro lugar, qualificar para o exercício de funções específicas dentro da estrutura organizativa da escola, designadamente no âmbito da organização, gestão e dinamização de bibliotecas escolares/centros de recursos educativos. Espera-se que o percurso de formação do Curso de Mestrado em Gestão da Informação e Bibliotecas Escolares permita aos estudantes: a aquisição de conhecimentos e de competências fundamentais no âmbito da organização, gestão e dinamização de Bibliotecas Escolares/Centros de Recursos Educativos; o desenvolvimento de investigação aprofundada em questões relacionadas com a problemática das Bibliotecas Escolares/Centros de Recursos Educativos. Tem como público-alvo privilegiado professores profissionalizados que desempenhem ou queiram vir a desempenhar funções de professor bibliotecário ou a colaborar na área da Biblioteca Escolar/Centro de Recursos Educativos. O curso confere 35 pontos para efeitos do concurso para professor bibliotecário. 4. Pré-requisitos A frequência do curso exige que os candidatos tenham acesso a computador com ligação à Internet, possuam conhecimentos de informática, na ótica do utilizador, incluindo de navegação na Internet, e facilidade de leitura em inglês. 5. Candidaturas e Seleção 3. Destinatários O Mestrado em Gestão da Informação e Bibliotecas Escolares é um curso de 2.º ciclo universitário, destinado a titulares de licenciatura ou equivalente em qualquer ramo do conhecimento. O período de candidaturas e matrículas decorrerá conforme é explicitado no despacho de abertura. A candidatura é efetuada online, no site da Universidade Aberta, devendo os candidatos seguir as instruções aí indicadas. Para além do formulário de candidatura, preenchido online, os candidatos deverão submeter, em formato digital, os seguintes documentos: 3

4 - Carta de motivação; - Curriculum Vitae (consultar anexo no final deste guia); - Comprovativos da formação académica de nível superior adquirida pelo candidato. No caso de pretender solicitar equivalências a disciplinas já anteriormente realizadas, deverá ainda efetuar o pedido correspondente e juntar os programas dessas disciplinas. A seleção dos candidatos será realizada por um júri e a decisão será transmitida aos candidatos selecionados. As listas de candidatos serão disponibilizadas na página da Universidade. Os candidatos serão seriados mediante análise curricular. É fator de valorização a experiência de trabalho de coordenação em Biblioteca Escolar. Com vista à seleção e seriação dos candidatos, compete ao júri: 1. definir e aplicar os critérios de seleção e seriação dos candidatos; 2. conferir os dados apresentados pelos candidatos, verificando se cumprem as condições de admissão; 3. analisar os documentos apresentados e ordenar os candidatos tendo em atenção: a classificação final da licenciatura, os elementos do curriculum vitae que se prendem com experiência profissional, projetos e publicações na área das Bibliotecas Escolares; 4. publicitar a lista ordenada dos candidatos, após a conclusão do processo de seriação e selecção. 6. Propinas As propinas são de 2300 euros, sendo o seu pagamento efetuado de acordo com o estipulado no regulamento de propinas da Universidade Aberta, disponível em: Em caso de desistência, os valores já pagos não serão reembolsados. 7. Funcionamento do curso O Curso de Mestrado em Gestão da Informação e Bibliotecas Escolares funciona em regime de Educação Online, com suporte numa Plataforma de elearning (Moodle). São privilegiadas modalidades de aprendizagem online assíncronas, com tutoria e acompanhamento online. Cada semestre desenvolve-se durante um período de cerca de 20 semanas, estando entre 4 a 5 semanas dedicadas a atividades de avaliação final. O primeiro semestre é antecipado por um módulo totalmente virtual, com a duração de 10 dias, que tem como objetivos ambientar o/a estudante ao contexto virtual e às ferramentas de elearning e permitir-lhe a aquisição de competências de comunicação online e 4

5 de competências sociais necessárias à construção de uma comunidade de aprendizagem virtual. Haverá também um encontro presencial de lançamento do curso, com caráter obrigatório, bem como sessões presenciais no final do 1.º e do 2.º semestre, em calendário estipulado em cada ano letivo. documentos, a resolução de atividades, a participação em discussões e o trabalho requerido em ordem à avaliação e classificação. MÓDULO DE AMBIENTAÇÃO ONLINE O curso pode ser frequentado em regime integral ou em regime parcial, aplicando-se estes regimes, de forma independente, à parte curricular (pode ser realizada em 1 ou em 2 anos) e à elaboração da dissertação (pode ser realizada em 1 ou em 2 anos). Encontra mais informação no regulamento geral da oferta educativa da Universidade Aberta, disponível na seguinte ligação: PROBLEMAS E DESAFIOS DA BIBLIOTECA ESCOLAR ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DA INFORMAÇÃO LITERATURA PARA CRIANÇAS E JOVENS INVESTIGAÇÃO EM EDUCAÇÃO A EDUCAÇÃO NA SOCIEDADE ATUAL DESENVOLVIMENTO E GESTÃO DE COLEÇÕES OPÇÃO ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DE BE 8. Organização curricular O Curso de Mestrado em Gestão da Informação e Bibliotecas Escolares desenvolve-se em duas partes: uma parte, com 60 ECTS, corresponde à parte curricular, organizada em dois semestres, e uma segunda parte, destinada à elaboração e apresentação de uma dissertação original, com 60 ECTS. DIPLOMA DE ESTUDOS PÓS-GRADUADOS EM GESTÃO DA INFORMAÇÃO E BIBLIOTECAS ESCOLARES ELABORAÇÃO, APRESENTAÇÃO E DEFESA DA DISSERTAÇÃO O total do curso tem uma creditação de 120 unidades de crédito ECTS. Cada unidade de crédito (1 ECTS) corresponde a 26 horas de trabalho efetivo do estudante, contemplando a leitura de DIPLOMA DE MESTRADO EM GESTÃO DA INFORMAÇÃO E BIBLIOTECAS ESCOLARES 5

6 9. Avaliação e Classificação 11. Plano de Estudos A avaliação de cada uma das unidades curriculares implica a coexistência de duas modalidades: avaliação contínua e avaliação final. Poderão existir sessões destinadas a certificação presencial, no final de cada semestre, de acordo com as modalidades de avaliação definidas nas unidades curriculares A conclusão do curso requer aprovação em todas as unidades curriculares, com uma classificação igual ou superior a 10 valores. 10. Diplomas O grau de mestre é titulado por uma Carta de Curso, pressupondo a frequência e aprovação nas unidades curriculares que constituem o curso, ou equivalente, a elaboração de uma dissertação, especialmente escrita para o efeito, sua defesa e aprovação em provas públicas. A Universidade Aberta atribuirá o Diploma de Estudos Pós- Graduados em Gestão da Informação e Bibliotecas Escolares aos estudantes que tenham obtido a aprovação na parte curricular do Mestrado. Unidades curriculares A Educação na Sociedade Atual Problemas e Desafios da Biblioteca Escolar Organização e Gestão da Informação Animação de Bibliotecas* TIC em ambientes educativos Media digitais e socialização* Organização e Gestão de Bibliotecas Escolares Desenvolvimento e Gestão de Coleções Literatura para crianças e jovens Investigação em Educação 1.º ano Área científ Código Tempo de trabalho total ECTS Observ. CEDUC h 7 Obrigatória CEDUC h 7 Obrigatória CDOC CEDUC TIC CEDUC CEDUC CDOC LIT CEDUC h h h h h h h 208h 8 Obrigatória 6 Optativa* 6 Optativa* 6 Optativa* 7 Obrigatória 8 Obrigatória 7 Obrigatória 10 Obrigatória *Opções não disponíveis na 10ª edição 6

7 Unidades curriculares Área científica 2.º ano Tipo Tempo de trabalho total ECTS Dissertação CEDUC Anual 1560h 60 Poderá consultar as sinopses das unidades curriculares no guia informativo, disponível na seguinte ligação: 12. Equipa Docente Doutor Amílcar Martins Universidade Aberta Doutora Ana Isabel Vasconcelos Universidade Aberta 13. Sinopses Módulo de ambientação online O módulo de ambientação é obrigatório e prévio ao início do curso e tem a duração de duas semanas. Trata-se de um módulo prático, com uma orientação centrada no saber-fazer. Tem como objetivo principal introduzir e apresentar aos estudantes o ambiente online onde irá decorrer todo o curso. No final deste módulo o estudante deverá ser capaz de: iniciar um percurso de socialização que acompanha o processo de criação de uma comunidade de aprendizagem; iniciar a aquisição de competências específicas da aprendizagem online; usar os recursos tecnológicos disponíveis no campus virtual (saber-fazer); dominar diferentes modalidades de comunicação disponíveis no ambiente online (saber relacionar-se); promover/explorar diferentes modalidades de aprendizagem e trabalho online: autoaprendizagem, aprendizagem colaborativa, aprendizagem entre pares, aprendizagem mediada por recursos disponíveis; usar a Internet (comunicação, pesquisa, gestão e avaliação de informação) como via complementar do ambiente online onde irá decorrer o curso; aplicar as regras de convivência social específicas da comunicação em ambientes online. Doutora Glória Bastos Universidade Aberta Doutora Lúcia Amante Universidade Aberta Doutora Susana Henriques Universidade Aberta Doutora Teresa Cardoso Universidade Aberta Doutor José António Moreira Universidade Aberta Doutora Ana Novo Guimarães Universidade Aberta Doutora Rosa Maria Galvão Biblioteca Nacional A Educação na Sociedade atual (cód ) Nesta UC pretende-se que o estudante se familiarize com os principais debates teóricos sobre a escola nas sociedades contemporâneas, fazendo destes uma leitura crítica. Pretende ainda proporcionar ao estudante o desenvolvimento da capacidade de refletir sobre a natureza das relações sociais e educativas tendo em conta os vários níveis de análise e os contextos socioeconómicos, ideológicos e culturais que enformam essas relações sociais. seguintes competências: identificar paradigmas e conceitos da abordagem das relações educação-sociedade; realizar pesquisas relevantes com vista a desenvolver a capacidade de reflexão crítica 7

8 sobre as perspetivas teóricas em análise; desenvolver o rigor na definição conceptual e a sua aplicação em discursos de natureza científica; refletir sobre a natureza das relações entre discursos sociais e educativos a vários níveis de análise; analisar a (re)definição de conceitos em função de distintos contextos sociais, económicos, ideológicos, culturais...; reconhecer e perspetivar estratégias de desenvolvimento de competências na relação entre Educação, Jovens e Média; refletir criticamente sobre o percurso pessoal. Animação de Bibliotecas (cód ) Nesta UC procura-se promover, em primeiro lugar, uma reflexão sobre o problema da dinamização da biblioteca escolar, no seu sentido mais geral. A integração da BE no contexto escolar implica que exista um programa de atividades articuladas e com objetivos claros, que por um lado cumpram funções inerentes à BE e, por outro, se possam relacionar com as diferentes áreas curriculares. Entre outros aspetos, cabe neste ponto uma atenção à formação dos utilizadores da BE. Mas entende-se também que a biblioteca escolar continua a ser um espaço privilegiado para despertar e desenvolver o gosto pela leitura. Por isso este módulo dará uma atenção especial à questão da promoção e animação para a leitura. Explorar-se-á ainda o contributo transdisciplinar de vários domínios para a edificação de um Reportório Técnico-Vocal para Comunicadores e Contadores. Este reportório é sustentado num património multicultural da humanidade centrado na voz e na comunicação oral. seguintes competências: refletir sobre o papel e a importância da dinamização da BE; debater estratégias de dinamização da BE em função de objetivos e públicos específicos; refletir sobre o papel e a importância da promoção e animação para a leitura; identificar e consciencializar-se sobre os instrumentos de proteção e utilização do aparelho fonador e da voz.; adequar a performance oral às características, aos limites pessoais e aos diversos contextos e rituais de comunicação; desenvolver projetos de dinamização da BE e de animação para a leitura. Desenvolvimento e Gestão de Coleções (cód ) Esta UC debruça-se, numa primeira parte, sobre a forma de constituir, desenvolver e gerir a colecção de uma BE. Para tal, são fornecidos e discutidos os princípios orientadores da selecção, aquisição e desbaste de recursos documentais, tendo em vista a construção e a aplicação de uma Política de Desenvolvimento de Colecções. De importância fundamental será a análise sistemática das coleções por forma a que se realize uma avaliação das mesmas, decorrendo deste processo a elaboração de um Plano de Desenvolvimento da Coleção com orientações a implementar a curto prazo. seguintes competências: desenvolver uma reflexão crítica sobre os princípios que presidem à seleção, aquisição e desbaste dos documentos existentes na BE, bem como das fontes de informação eletrónica a disponibilizar; num contexto concreto de uma BE, ficar apto a estabelecer uma "Política de Desenvolvimento de Coleções"; analisar os recursos documentais de uma coleção com vista a uma avaliação da mesma; gizar um Plano de Desenvolvimento da Coleção decorrente da avaliação da mesma. Investigação em Educação (cód ) Nesta UC pretende-se que os estudantes reflitam, experimentando, sobre tipos, etapas e ferramentas de investigação. O percurso de aprendizagem assenta em atividades de avaliação contínua, previamente definidas, e culmina com a elaboração de um plano de trabalho de investigação original. Espera-se que sob temas propostos os estudantes sejam capazes de desenvolver e co-construir bases de trabalho que lhes permitam percorrer com êxito os trajetos de investigação que desenharem. seguintes competências: identificar questões de investigação em educação; analisar, de forma crítica, artigos sobre estudos de investigação; articular tipos, etapas e ferramentas de investigação; elaborar documentos, artigos e um plano de trabalho de investigação; demonstrar capacidades para desenvolver com rigor um trabalho de investigação. 8

9 Literatura para crianças e jovens (cód ) Esta UC pretende fornecer um conhecimento abrangente da literatura para crianças e jovens, com particular ênfase nos trabalhos contemporâneos, numa perspetiva de promoção da leitura. Abordamse aspetos referentes à problemática dos interesses de leitura. Caracteriza-se a produção atual para crianças, nos vários domínios da escrita, salientando-se os aspetos mais significativos para o contexto da biblioteca escolar ou biblioteca infantil e juvenil. seguintes competências: compreender as relações entre o desenvolvimento social e cognitivo das crianças e jovens e os interesses de leitura; examinar e familiarizar-se com os diversos géneros da literatura para crianças e jovens; desenvolver estratégias de articulação entre a biblioteca escolar e o currículo, no que se refere à literatura para crianças e jovens. Media digitais e socialização (cód ) Procura-se, nesta UC, refletir sobre a influência da utilização quotidiana dos media digitais ao nível dos processos de socialização das gerações mais jovens. Crianças e adolescentes constituem um grupo particularmente sensível à adoção destas tecnologias que jogam, cada vez mais, um papel crucial no seu dia-a-dia. Como utilizam estas tecnologias? O que procuram? Quais os reflexos na formação da sua identidade? Que tipo de relações estabelecem entre si? Como comunicam? O que aprendem? Com efeito, a utilização de telemóveis, de consolas de jogos, de aparatos de áudio ou de vídeo, ou das múltiplas funcionalidades da Internet, fazem emergir novas formas de interação social que dão origem a novas linguagens e a novas formas de relacionamento e de socialização. Pretende-se nesta unidade curricular, analisar o modo como as novas gerações se apropriam destes media e qual o papel que estes desempenham quer ao nível do desenvolvimento pessoal quer ao nível das relações sociais, nomeadamente em etapas do desenvolvimento em que as mesmas assumem particular relevância. Organização e Gestão da Informação (cód ) Esta UC aborda as questões técnicas da cadeia documental, designadamente os aspetos que se prendem com a organização e tratamento da documentação e a recuperação da informação, com aplicação ao contexto de BE/CRE. Foca ainda a importância dessas áreas no suporte e encorajamento ao uso efetivo da documentação e o impacto da tecnologia neste domínio. Pretende-se que os estudantes se familiarizem com o tratamento documental e com as técnicas bibliotecárias, designadamente ao nível da seleção, gestão e difusão da documentação, de todos os tipos e de todos os géneros e disponíveis em diferentes suportes. Pretende-se igualmente que possam escolher as soluções organizativas mais adequadas a uma determinada escola. Organização e Gestão de Bibliotecas Escolares (cód ) Esta UC aborda as questões essenciais que se colocam na administração de bibliotecas, mesmo nas de pequenas dimensões. Essa função requer conhecimentos em áreas como a planificação e gestão de recursos e avaliação da qualidade, domínios que serão perspetivados sempre em função do contexto da biblioteca escolar. seguintes competências: perceber a função, objetivos e domínios de intervenção da BE, considerando a sua integração no contexto educativo; dominar conceitos e metodologias visando a gestão eficaz do espaço e dos recursos; conceber estratégias e definir ações com vista à avaliação dos serviços e à obtenção de níveis de qualidade que correspondam às necessidades dos utilizadores. Problemas e Desafios da Biblioteca Escolar (cód ) Nesta UC procura-se promover uma reflexão crítica sobre o lugar e as potencialidades da BE/CRE para apoiar e promover os objetivos educacionais da escola atual. Neste contexto, importa referir também o papel do professor bibliotecário nas suas múltiplas vertentes, contribuindo com um conjunto de eixos basilares que permitem orientar, de forma consistente, a sua atividade. Partindo das orientações, nacionais e internacionais, relativas à missão e ao papel da 9

10 BE no atual contexto educativo, procura-se problematizar questões essenciais nesse âmbito, como a literacia e o acesso à informação, o lugar da tecnologia e as articulações da BE com o ensino e a aprendizagem. seguintes competências: compreender o papel do professor bibliotecário no atual contexto educativo; examinar o papel da BE enquanto elemento fulcral no projecto educativo de escola; examinar os grandes desafios que se colocam atualmente na atuação do professor bibliotecário; promover a conceção e concretização de projetos de ação que desenvolvam as potencialidades da BE e a sua integração no contexto dos projetos educativo e curricular. TIC em ambientes educativos (12049) Nesta UC procurar-se-á refletir sobre as alterações na gestão e organização do trabalho escolar decorrentes da utilização das TIC, analisando diferentes instrumentos tecnológicos que se utilizam em contexto pedagógico. Para além deste objetivo pretende-se, também, por um lado, fomentar a integração das TIC como recurso pedagógicodidático, tendo em vista o desenvolvimento de estratégias de ensino e de aprendizagem, e por outro, proporcionar condições para a exploração de diferentes tipos de ferramentas digitais que permitam a criação de espaços para registo, arquivo e apresentação das produções de estudantes e docentes. Pretende-se que no final desta unidade o estudante: defina objectivos de aprendizagem, tendo em vista as potencialidades e possibilidades de utilização pedagógica das TIC em diferentes áreas curriculares; conceba situações e oportunidades de aprendizagem com recurso às TIC; organize o trabalho na sala de aula, ou fora dela, quando este é realizado com suporte em ferramentas ou recursos digitais; construa um conjunto organizado de critérios de análise crítica e avaliação de recursos digitais para utilização com fins educativos; adquira competências relativas à utilização, à conceção, produção e avaliação de recursos didáticos que usem as TIC. ANEXO Na instrução do processo de candidatura, além de outras informações que sejam consideradas relevantes, o curriculum vitae deverá fazer referência aos seguintes aspetos, sempre que ocorram: experiência docente indicar n.º de anos experiência em bibliotecas escolares - funções desempenhadas e n.º de anos experiência em bibliotecas (em geral) funções desempenhadas e n.º de anos funções relevantes desempenhadas na escola quais e quando funções relevantes desempenhadas noutros contextos quais e quando experiência como formador em bibliotecas experiência como formador outras áreas participação em cursos/acções de formação em bibliotecas participação em cursos/ações de formação outras áreas participação em conferências/encontros com comunicação organização de encontros/projectos (a nível de escola ou outros) publicações É obrigatório a apresentação dos certificados comprovativos de todas as habilitações académicas indicadas no currículo (licenciatura, pósgraduações, etc.). 10

11 Não é necessário incluir documentos comprovativos das restantes informações apresentadas (ações de formação, experiência docente, funções, etc.), considerando-se que o signatário assume a responsabilidade pela veracidade das informações prestadas. Os pedidos de equivalência devem ser apresentados no ato de candidatura e deverão incluir os programas das disciplinas realizadas e às quais se pretende obter equivalência. 11

Guia de Curso. Administração e Gestão Educacional. Mestrado em. 15ª Edição. Universidade Aberta Departamento de Educação e Ensino a Distância

Guia de Curso. Administração e Gestão Educacional. Mestrado em. 15ª Edição. Universidade Aberta Departamento de Educação e Ensino a Distância Universidade Aberta Sede R. da Escola Politécnica, 147 1269-001 Lisboa Campus do Taguspark Av. J. Delors, Edifício Inovação I 2740-122 Porto Salvo, Oeiras Coordenadora: Guia de Curso Lídia Grave-Resendes

Leia mais

Guia de Curso. Arte e Educação. Mestrado em. Universidade Aberta Departamento de Educação e Ensino a Distância

Guia de Curso. Arte e Educação. Mestrado em. Universidade Aberta Departamento de Educação e Ensino a Distância Universidade Aberta Sede R. da Escola Politécnica, 147 1269-001 Lisboa Coordenador e Vice Coordenador do Curso Amílcar Martins E-mail: Amilcar.Martins@uab.pt Guia de Curso Daniela Melaré Vieira Barros

Leia mais

Pós-graduação em Ciências da Informação. Guia de Curso

Pós-graduação em Ciências da Informação. Guia de Curso Pós-graduação em Ciências da Informação Guia de Curso 2014-2015 1 ÍNDICE 1. Apresentação............................................................. 3 2. Objetivos do Curso........................................................

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Mestrado em Educação Especialização: História da Educação (Regime a Distância) Edição Instituto de Educação da Universidade de

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Mestrado em Educação Especialização: Educação Intercultural Edição Instituto de Educação da Universidade de Lisboa julho de 2015

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Mestrado em Educação Especialização: Administração Educacional Edição Instituto de Educação da Universidade de Lisboa julho de

Leia mais

Licenciatura em Línguas Aplicadas

Licenciatura em Línguas Aplicadas Guia de Curso 1º Ciclo 2014-2015 Departamento de Humanidades 1 Índice 1. Introdução... 3 2. Organização do curso... 3 3. Destinatários... 3 4. Condições de acesso e pré-requisitos... 3 5. Candidaturas...

Leia mais

GUIA DE CURSO PLNM CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PORTUGUÊS LÍNGUA NÃO-MATERNA

GUIA DE CURSO PLNM CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PORTUGUÊS LÍNGUA NÃO-MATERNA GUIA DE CURSO PLNM CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PORTUGUÊS LÍNGUA NÃO-MATERNA Coordenação: Prof. Doutora Rosa Sequeira Prof. Doutora Isabel Falé Universidade Aberta Departamento de Língua e Cultura Portuguesas

Leia mais

CURSO DE PROFISSIONALIZAÇÃO EM SERVIÇO

CURSO DE PROFISSIONALIZAÇÃO EM SERVIÇO Universidade Aberta Departamento de Educação e Ensino a Distância Informações e Secretariado do Curso Dra. Nira Nunes E-mail: cps@uab.pt Os contactos e informações sobre este Curso são apenas efetuados

Leia mais

Docentes e Tutores EaD

Docentes e Tutores EaD Formação de Docentes e Tutores EaD ued - unidade de ensino a distância instituto politécnico de leiria Índice Porquê esta Formação 3 Objetivos 4 Como vamos trabalhar 5 Conteúdo programático 6 Destinatários

Leia mais

Pós-graduação Gestão da Sustentabilidade do Edificado. Edital 1ª Edição 2012-2013

Pós-graduação Gestão da Sustentabilidade do Edificado. Edital 1ª Edição 2012-2013 Pós-graduação Gestão da Sustentabilidade do Edificado Edital 1ª Edição 2012-2013 Barreiro, Maio de 2012 ENQUADRAMENTO A Pós-Graduação em Gestão da Sustentabilidade do Edificado (PGGSE) é uma realização

Leia mais

Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento. (2010-2015) ENED Plano de Acção

Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento. (2010-2015) ENED Plano de Acção Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento (2010-2015) ENED Plano de Acção Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento (2010-2015) ENED Plano de Acção 02 Estratégia Nacional de

Leia mais

Guia de Curso Pós-Graduação em Educação Social

Guia de Curso Pós-Graduação em Educação Social Guia de Curso Pós-Graduação em Educação Social dezembro de 2015 (2ª edição) 1. Introdução O curso de Pós-Graduação em Educação Social, decorre totalmente online e pretende contribuir para o desenvolvimento

Leia mais

REGULAMENTO ESPECIFICO DO CURSO DE MESTRADO EM DESPORTO 2009 REGULAMENTO

REGULAMENTO ESPECIFICO DO CURSO DE MESTRADO EM DESPORTO 2009 REGULAMENTO Instituto Politécnico de Santarém Escola Superior de Desporto de Rio Maior MESTRADO EM DESPORTO REGULAMENTO Artigo 1º Natureza e âmbito de aplicação 1. O curso pretende atingir os objectivos apresentados

Leia mais

Guia de Curso. Pós-Graduação em Reabilitação Sustentável de Edifícios. Universidade Aberta Departamento de Educação e Ensino a Distância

Guia de Curso. Pós-Graduação em Reabilitação Sustentável de Edifícios. Universidade Aberta Departamento de Educação e Ensino a Distância Universidade Aberta Departamento de Educação e Ensino a Distância Instituto Politécnico de Castelo Branco Escola Superior de Tecnologia Coordenação do Curso José António Moreira & Ana Ferreira Ramos jmoreira@uab.pt;

Leia mais

O Social pela Governança. Mestrados Profissionalizantes Planos Curriculares Segurança e Higiene no trabalho

O Social pela Governança. Mestrados Profissionalizantes Planos Curriculares Segurança e Higiene no trabalho O Social pela Governança Mestrados Profissionalizantes Planos Curriculares Segurança e Higiene no trabalho ÍNDICE HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO... 3 OBJECTIVOS... 3 DESTINATÁRIOS... 3 INSCRIÇÕES E NÚMERO

Leia mais

REGULAMENTO DO SEGUNDO CICLO DE ESTUDOS EM COMUNICAÇÃO E MARKETING

REGULAMENTO DO SEGUNDO CICLO DE ESTUDOS EM COMUNICAÇÃO E MARKETING REGULAMENTO DO SEGUNDO CICLO DE ESTUDOS EM COMUNICAÇÃO E MARKETING REGULAMENTO DO SEGUNDO CICLO DE ESTUDOS EM COMUNICAÇÃO E MARKETING O presente regulamento foi homologado pelo Presidente da ESEV, a 18

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Curso Pós-Graduado de Especialização em Educação Especialização: Liderança e Gestão Intermédia na Escola Edição Instituto de Educação

Leia mais

Pós-Graduação Conservação e Reabilitação do Edificado

Pós-Graduação Conservação e Reabilitação do Edificado Pós-Graduação Conservação e Reabilitação do Edificado Edital 4ª Edição 2012-2013 Barreiro, Julho de 2012 Pós-Graduação Conservação e Reabilitação do Edificado 1 ENQUADRAMENTO A Pós-Graduação em Conservação

Leia mais

REGULAMENTO DO 2º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS

REGULAMENTO DO 2º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Faculdade de Ciências Sociais e Humanas REGULAMENTO DO 2º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS Artigo 1º Natureza O presente regulamento

Leia mais

Pós-Graduação em Administração e Gestão de Escolas

Pós-Graduação em Administração e Gestão de Escolas Pós-Graduação em Administração e Gestão de Escolas ENQUADRAMENTO DO CURSO As escolas são estabelecimentos aos quais está confiada uma missão de serviço público, que consiste em dotar todos e cada um dos

Leia mais

REGULAMENTO DOS DIPLOMAS DE ESPECIALIZAÇÃO

REGULAMENTO DOS DIPLOMAS DE ESPECIALIZAÇÃO REGULAMENTO DOS DIPLOMAS DE ESPECIALIZAÇÃO Aprovado em reunião da Comissão Coordenadora do Conselho Científico em 22/11/2006 Aprovado em reunião de Plenário do Conselho Directivo em 13/12/2006 PREÂMBULO

Leia mais

MESTRADO EM SUPERVISÃO PEDAGÓGICA

MESTRADO EM SUPERVISÃO PEDAGÓGICA ONTEÚDOS drte MESTRADO EM SUPERVISÃO PEDAGÓGICA Belo Horizonte Município de Boane, Província de Maputo 2014 MESTRADO EM SUPERVISÃO PEDAGÓGICA INTRODUÇÃO Bem vindo ao curso de mestrado em Supervisão Pedagógica!

Leia mais

Docentes e Tutores EaD

Docentes e Tutores EaD Formação de Docentes e Tutores EaD ued - unidade de ensino a distância instituto politécnico de leiria Índice Porquê esta Formação 3 Objetivos 4 Como vamos trabalhar 5 Conteúdo programático 6 Destinatários

Leia mais

Mestrado em COMUNICAÇÃO EDUCACIONAL E MÉDIA DIGITAIS

Mestrado em COMUNICAÇÃO EDUCACIONAL E MÉDIA DIGITAIS GUIA DE CURSO Mestrado em COMUNICAÇÃO EDUCACIONAL E MÉDIA DIGITAIS Cruzeiro Seixas 2014-2015 1 1. INTRODUÇÃO Bem-vindo ao curso de mestrado em Comunicação Educacional e Média Digitais! Participar neste

Leia mais

Regulamento do Curso de Mestrado em Desporto

Regulamento do Curso de Mestrado em Desporto Escola Superior de Desporto de Rio Maior (ESDRM) Instituto Politécnico de Santarém (IPS) Regulamento do Curso de Mestrado em Desporto Artigo 1º Natureza e âmbito de aplicação 1. O curso pretende atingir

Leia mais

Curso de Especialização

Curso de Especialização Curso de Especialização em GESTÃO AUTÁRQUICA OBJETIVO O Curso de Especialização em Gestão Autárquica visa proporcionar uma formação avançada no domínio do planeamento estratégico, da estruturação e desenvolvimento

Leia mais

MESTRADO EM INFORMAÇÃO E SISTEMAS EMPRESARIAIS

MESTRADO EM INFORMAÇÃO E SISTEMAS EMPRESARIAIS MESTRADO EM INFORMAÇÃO E SISTEMAS EMPRESARIAIS Belo Horizonte Município de Boane, Província de Maputo 2014 MESTRADO EM INFORMAÇÃO E SISTEMAS EMPRESARIAIS INTRODUÇÃO O curso de Mestrado em Informação e

Leia mais

Currículo do Curso de Licenciatura em Filosofia

Currículo do Curso de Licenciatura em Filosofia Currículo do Curso de Licenciatura em Filosofia 1. Componentes curriculares O currículo do Curso de Licenciatura em Filosofia engloba as seguintes dimensões. 1.1. Conteúdos de natureza teórica Estes conteúdos

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS DA ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE PAULA FRASSINETTI

REGULAMENTO DOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS DA ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE PAULA FRASSINETTI REGULAMENTO DOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS DA ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE PAULA FRASSINETTI O presente Regulamento visa dar cumprimento ao estabelecido pelo Decreto-Lei n.º 43/2014, de

Leia mais

GUIA DE CURSO. Mestrado EM COMUNICAÇÃO EDUCACIONAL MULTIMÉDIA 17ª ED IÇÃO

GUIA DE CURSO. Mestrado EM COMUNICAÇÃO EDUCACIONAL MULTIMÉDIA 17ª ED IÇÃO GUIA DE CURSO Mestrado EM COMUNICAÇÃO EDUCACIONAL MULTIMÉDIA 17ª ED IÇÃO CURSO DE MESTRADO EM COMUNICAÇÃO EDUCACIONAL MULTIMÉDIA 1. Introdução Bem vindo ao curso de mestrado em Comunicação Educacional

Leia mais

Guia de Curso. Licenciatura em Línguas, Literaturas e Culturas Variante de Línguas Estrangeiras. 1º Ciclo 2012-13

Guia de Curso. Licenciatura em Línguas, Literaturas e Culturas Variante de Línguas Estrangeiras. 1º Ciclo 2012-13 Licenciatura em Línguas, Literaturas e Culturas Variante de Línguas Estrangeiras 1º Ciclo 2012-13 Nota importante: Este curso será suspenso a partir do ano letivo de 2013-14, sendo este ano letivo o seu

Leia mais

REGULAMENTO Formação pós-graduada em modalidade de e-learning

REGULAMENTO Formação pós-graduada em modalidade de e-learning REGULAMENTO Formação pós-graduada em modalidade de e-learning Elaborado por: Aprovado por: Versão Reitor 3.1 (José João Amoreira) (Professor Doutor Rui Oliveira) Revisto e Confirmado por: Data de Aprovação

Leia mais

REGULAMENTO CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS DO INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DA INFORMAÇÃO E DA ADMINISTRAÇÃO (ISCIA) Disposições Gerais

REGULAMENTO CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS DO INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DA INFORMAÇÃO E DA ADMINISTRAÇÃO (ISCIA) Disposições Gerais REGULAMENTO CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS DO INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DA INFORMAÇÃO E DA ADMINISTRAÇÃO (ISCIA) Disposições Gerais O presente regulamento visa aplicar o regime estabelecido

Leia mais

INED PROJETO EDUCATIVO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO E DESENVOLVIMENTO MAIA

INED PROJETO EDUCATIVO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO E DESENVOLVIMENTO MAIA INED INSTITUTO DE EDUCAÇÃO E DESENVOLVIMENTO PROJETO EDUCATIVO MAIA PROJETO EDUCATIVO I. Apresentação do INED O Instituto de Educação e Desenvolvimento (INED) é uma escola secundária a funcionar desde

Leia mais

Banca, Seguros e Mercados Financeiros

Banca, Seguros e Mercados Financeiros Associação Centro de Incubação de Empresas de Base Tecnológica Vasco da Gama Sines Tecnopolo Pós-Graduação Banca, Seguros e Mercados Financeiros Edital 2ª Edição 2011 1 Enquadramento A Escola Superior

Leia mais

REGULAMENTO. Elaborado por: Aprovado por: Versão

REGULAMENTO. Elaborado por: Aprovado por: Versão REGULAMENTO Regulamento dos Cursos de Pós-Graduação Elaborado por: Aprovado por: Versão Reitor 1.2 (Professor Doutor Rui Oliveira) Revisto e Confirmado por: Data de Aprovação Inicial (José João Amoreira)

Leia mais

REGULAMENTO DE CANDIDATURA AOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS

REGULAMENTO DE CANDIDATURA AOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS PREÂMBULO Nos termos do artigo 11.º do Decreto -Lei n.º 43/2014 de 18 de março, é aprovado o Regulamento das Condições de Ingresso nos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTSP) do Instituto Politécnico

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Celorico de Basto REGULAMENTO. Trabalho Voluntário Prestado por Docentes Aposentados

Agrupamento de Escolas de Celorico de Basto REGULAMENTO. Trabalho Voluntário Prestado por Docentes Aposentados Agrupamento de Escolas de Celorico de Basto REGULAMENTO Trabalho Voluntário Prestado por Docentes Aposentados Janeiro 2012 Introdução Desde há vários anos a esta parte que existia a possibilidade de uma

Leia mais

Regulamento dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais. do Instituto Superior de Ciências Educativas

Regulamento dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais. do Instituto Superior de Ciências Educativas Regulamento dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais do Instituto Superior de Ciências Educativas O presente regulamento visa aplicar o regime estabelecido pelo Decreto-Lei n.º 43/2014, de 18 de março,

Leia mais

CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PSICOPEDAGOGIA PROJETO PEDAGÓGICO

CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PSICOPEDAGOGIA PROJETO PEDAGÓGICO CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PSICOPEDAGOGIA PROJETO PEDAGÓGICO Campo Limpo Paulista 2012 1 CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PSICOPEDAGOGIA Marcos Legais Resolução CNE CES 1 2002 Resolução CNE

Leia mais

COORDENADORA: Profa. Herica Maria Castro dos Santos Paixão. Mestre em Letras (Literatura, Artes e Cultura Regional)

COORDENADORA: Profa. Herica Maria Castro dos Santos Paixão. Mestre em Letras (Literatura, Artes e Cultura Regional) COORDENADORA: Profa. Herica Maria Castro dos Santos Paixão Mestre em Letras (Literatura, Artes e Cultura Regional) Universidade Federal de Roraima UFRR Brasil Especialista em Alfabetização (Prática Reflexiva

Leia mais

REGULAMENTO DO 2º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE EM PSICOLOGIA CLÍNICA E DA SAÚDE

REGULAMENTO DO 2º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE EM PSICOLOGIA CLÍNICA E DA SAÚDE REGULAMENTO DO 2º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE EM PSICOLOGIA CLÍNICA E DA SAÚDE Artigo 1º Objeto O Regulamento do 2º Ciclo de Estudos Conducentes ao Grau de Mestre em Psicologia Clínica

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DOS MESTRADOS EM ENSINO - FORMAÇÃO DE PROFESSORES

REGULAMENTO INTERNO DOS MESTRADOS EM ENSINO - FORMAÇÃO DE PROFESSORES REGULAMENTO INTERNO DOS MESTRADOS EM ENSINO - FORMAÇÃO DE PROFESSORES Artigo 1º Âmbito O Regulamento interno dos mestrados em ensino formação inicial de professores aplica-se aos seguintes ciclos de estudo

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM JOGO E MOTRICIDADE NA INFÂNCIA. (Edição 2012-2014)

EDITAL MESTRADO EM JOGO E MOTRICIDADE NA INFÂNCIA. (Edição 2012-2014) 1/10 EDITAL MESTRADO EM JOGO E MOTRICIDADE NA INFÂNCIA (Edição 2012-2014) Nos termos do Decreto-Lei nº 42/2005, de 22 de fevereiro, do Decreto-Lei nº 74/2006, de 24 de março, com as alterações que lhes

Leia mais

CURSO DE PROFISSIONALIZAÇÃO EM SERVIÇO

CURSO DE PROFISSIONALIZAÇÃO EM SERVIÇO Universidade Aberta Departamento de Educação e Ensino a Distância Informações e Secretariado do Curso Nira Nunes E-mail: cps@uab.pt Os contactos e informações sobre este Curso são apenas efetuados através

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO GESTÃO E ORGANIZAÇÃO DA JUSTIÇA REGULAMENTO. Objeto, duração e definições

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO GESTÃO E ORGANIZAÇÃO DA JUSTIÇA REGULAMENTO. Objeto, duração e definições CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO GESTÃO E ORGANIZAÇÃO DA JUSTIÇA REGULAMENTO Objeto, duração e definições Artigo 1.º Objecto do Curso 1. O Curso de Especialização em Gestão e Organização da Justiça é um Curso de

Leia mais

O programa assenta em três eixos determinantes:

O programa assenta em três eixos determinantes: São vários os estudos europeus que apontam para um défice crescente de recursos especializados nas tecnologias de informação. Só em Portugal, estima-se que estejam atualmente em falta 3.900 profissionais

Leia mais

PLANO DE FORMAÇÃO 2º TRIMESTRE 2014

PLANO DE FORMAÇÃO 2º TRIMESTRE 2014 AGÊNCIA PARA A MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA O seu conhecimento em primeiro lugar! AGÊNCIA PARA A MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA INTRODUÇÃO No primeiro trimestre a Agência para a Modernização Administrativa

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Doutoramento em Educação Especialização: Formação de Professores Tema: Educação Especial 16 17 Edição Instituto de Educação da

Leia mais

Regulamento do curso de Pós-Graduação em Ciências da Educação especialização em Administração Educacional da Universidade da Madeira

Regulamento do curso de Pós-Graduação em Ciências da Educação especialização em Administração Educacional da Universidade da Madeira 1 Regulamento do curso de Pós-Graduação em Ciências da Educação especialização em Administração Educacional da Universidade da Madeira Artigo 1.º Enquadramento jurídico O presente articulado baseia-se

Leia mais

Regulamento dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais. do Instituto Superior de Ciências Educativas

Regulamento dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais. do Instituto Superior de Ciências Educativas Regulamento dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais do Instituto Superior de Ciências Educativas O presente regulamento visa aplicar o regime estabelecido pelo Decreto-Lei n.º 43/2014, de 18 de março,

Leia mais

REGULAMENTO DO MESTRADO EM DESPORTO

REGULAMENTO DO MESTRADO EM DESPORTO Instituto Politécnico de Santarém Escola Superior de Desporto de Rio Maior REGULAMENTO DO MESTRADO EM DESPORTO O presente regulamento decorre do Regulamento dos Segundos Ciclos de Estudos do Instituto

Leia mais

Regulamento do Mestrado em Engenharia Industrial. Regulamento do Ciclo de Estudos de Mestrado em Engenharia Industrial

Regulamento do Mestrado em Engenharia Industrial. Regulamento do Ciclo de Estudos de Mestrado em Engenharia Industrial Regulamento do Ciclo de Estudos de Mestrado em Engenharia Industrial REGULAMENTO DO CICLO DE ESTUDOS DE MESTRADO EM ENGENHARIA INDUSTRIAL Artigo 1º (Natureza e âmbito de aplicação) 1. O presente Regulamento

Leia mais

Regulamento n.º 663/2010. Curso de Estudos Avançados em Gestão Pública (CEAGP) 11.ª Edição (2010-2011) Artigo 1.º. Missão e Objectivos

Regulamento n.º 663/2010. Curso de Estudos Avançados em Gestão Pública (CEAGP) 11.ª Edição (2010-2011) Artigo 1.º. Missão e Objectivos Regulamento n.º 663/2010 Curso de Estudos Avançados em Gestão Pública (CEAGP) 11.ª Edição (2010-2011) Artigo 1.º Missão e Objectivos O CEAGP tem por missão propiciar uma formação generalista, de nível

Leia mais

Mestrado Construção Civil. Edital 3ª Edição 2011-2012

Mestrado Construção Civil. Edital 3ª Edição 2011-2012 Mestrado Construção Civil Edital 3ª Edição 2011-2012 Barreiro, Maio de 2011 ENQUADRAMENTO O curso de Mestrado em Construção Civil da Escola Superior de Tecnologia do Barreiro do Instituto Politécnico de

Leia mais

Universidade dos Açores Escola Superior de Enfermagem de Angra do Heroísmo

Universidade dos Açores Escola Superior de Enfermagem de Angra do Heroísmo 3ª EDIÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO DE GESTÃO DE UNIDADES DE SAÚDE NOTA JUSTIFICATIVA O Curso de Pós-Graduação em Gestão de Unidades de Saúde é proposta da Escola Superior de Enfermagem de Angra do Heroísmo - Universidade

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA MARIA AMÁLIA VAZ DE CARVALHO PLANO DE MELHORIA

ESCOLA SECUNDÁRIA MARIA AMÁLIA VAZ DE CARVALHO PLANO DE MELHORIA ESCOLA SECUNDÁRIA MARIA AMÁLIA VAZ DE CARVALHO PLANO DE MELHORIA 2012-2015 PLANO DE MELHORIA (2012-2015) 1. CONTEXTUALIZAÇÃO DO PROCESSO Decorreu em finais de 2011 o novo processo de Avaliação Externa

Leia mais

Data 17/05/2012 Revisão 00 Código R.EM.DE.10

Data 17/05/2012 Revisão 00 Código R.EM.DE.10 Artigo 1º Objectivo e âmbito O Regulamento do Curso de Pós-Graduação em Coordenação de Unidades de Saúde, adiante designado por curso, integra a organização, estrutura curricular e regras de funcionamento

Leia mais

Nota Introdutória. Objetivos da Biblioteca Escolar (de acordo com o MANIFESTO IFLA/UNESCO PARA BIBLIOTECA ESCOLAR)

Nota Introdutória. Objetivos da Biblioteca Escolar (de acordo com o MANIFESTO IFLA/UNESCO PARA BIBLIOTECA ESCOLAR) Nota Introdutória Objetivos da Biblioteca Escolar (de acordo com o MANIFESTO IFLA/UNESCO PARA BIBLIOTECA ESCOLAR) Apoiar e promover os objetivos educativos definidos de acordo com as finalidades e currículo

Leia mais

PROGRAMAÇÃO METODOLÓGICA DO DO CURSO

PROGRAMAÇÃO METODOLÓGICA DO DO CURSO PROGRAMAÇÃO METODOLÓGICA DO DO CURSO DESIGNAÇÃO DO CURSO E-Tutor: especialização pedagógica em e-learning DURAÇÃO DO CURSO 60 HORAS LOCAL E DATAS DE REALIZAÇÃO DA AÇÃO DE FORMAÇÃO 1. VIRTUAL LEARNING CENTER

Leia mais

MBA - Executivo. Edital 2ª Edição 2013-2014

MBA - Executivo. Edital 2ª Edição 2013-2014 MBA - Executivo Edital 2ª Edição 2013-2014 Sines, Junho de 2013 Enquadramento e Objectivos O MBA Executivo é uma realização da Escola Superior de Ciências Empresariais, do Instituto Politécnico de Setúbal

Leia mais

NÚCLEO DE APOIO DIDÁTICO E METODOLÓGICO (NADIME)

NÚCLEO DE APOIO DIDÁTICO E METODOLÓGICO (NADIME) NÚCLEO DE APOIO DIDÁTICO E METODOLÓGICO (NADIME) Palmas 2010 1. Apresentação O Núcleo de Apoio Didático e Metodológico NADIME é o órgão da Faculdade Católica do Tocantins responsável pela efetivação da

Leia mais

MANUAL DO CURSO Normas Internacionais de Auditoria

MANUAL DO CURSO Normas Internacionais de Auditoria MANUAL DO CURSO ÍNDICE ENQUADRAMENTO DESCRIÇÃO DESTINATÁRIOS OBJETIVOS ESTRUTURA E DURAÇÃO AUTORES FUNCIONAMENTO E METODOLOGIA DO CURSO AVALIAÇÃO E CERTIFICAÇÃO PORTAL E CONTEÚDOS MULTIMÉDIA PORTAL ORDEM

Leia mais

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa do Instituto Politécnico de Lisboa Curso de Pós-Graduação em Qualidade na Saúde 3.

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa do Instituto Politécnico de Lisboa Curso de Pós-Graduação em Qualidade na Saúde 3. Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa do Instituto Politécnico de Lisboa Curso de Pós-Graduação em Qualidade na Saúde 3.ª Edição 2014/2015 EDITAL A Escola Superior de Tecnologia da Saúde de

Leia mais

FACULDADE DE LETRAS DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA REGULAMENTO DO SEGUNDO CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO GRAU DE MESTRE

FACULDADE DE LETRAS DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA REGULAMENTO DO SEGUNDO CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO GRAU DE MESTRE FACULDADE DE LETRAS DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA REGULAMENTO DO SEGUNDO CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO GRAU DE MESTRE O presente Regulamento tem como lei habilitante o Decreto-Lei nº 74/2006, de 24 de Março,

Leia mais

Projeto de Ações de Melhoria

Projeto de Ações de Melhoria DIREÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DE LISBOA E VALE DO TEJO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALVES REDOL, VILA FRANCA DE XIRA- 170 770 SEDE: ESCOLA SECUNDÁRIA DE ALVES REDOL 400 014 Projeto de Ações de Melhoria 2012/2013

Leia mais

Guia de Curso. Pós-Graduação em Educação. Social

Guia de Curso. Pós-Graduação em Educação. Social Guia de Curso Pós-Graduação em Educação Social Abril de 2014 1. Introdução O curso de Pós-Graduação em Educação Social surge como resposta às necessidades convergentes identificadas pelos estudantes da

Leia mais

Introdução. a cultura científica e tecnológica.

Introdução. a cultura científica e tecnológica. Introdução A cultura científica e tecnológica é cada vez mais reconhecida como uma condição estratégica para o desenvolvimento de uma cidadania ativa, traduzindo-se numa sociedade mais qualificada e no

Leia mais

Regime de Frequência e Avaliação da Pós Graduação em Inteligência Competitiva e Comunicação no Desporto

Regime de Frequência e Avaliação da Pós Graduação em Inteligência Competitiva e Comunicação no Desporto Regime de Frequência e Avaliação da Pós Graduação em Inteligência Competitiva e Comunicação no Desporto Artigo 1.º Criação 1.1. A Escola Superior de Comunicação Social inclui na sua oferta educativa, uma

Leia mais

GUIA DE CURSO Mestrado em Estudos sobre a Europa

GUIA DE CURSO Mestrado em Estudos sobre a Europa GUIA DE CURSO Mestrado em Estudos sobre a Europa 5ª Edição 2015-2017 Coordenação: Prof.ª Doutora Maria do Céu Marques (Coordenadora) Maria.Marques@uab.pt Prof. Doutor Mário Filipe Silva (Vice-Coordenador)

Leia mais

Universidade Nova de Lisboa ESCOLA NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA

Universidade Nova de Lisboa ESCOLA NACIONAL DE SAÚDE PÚBLICA REGULAMENTO O Regulamento do Curso de Especialização em Medicina do Trabalho (CEMT) visa enquadrar, do ponto de vista normativo, o desenvolvimento das actividades inerentes ao funcionamento do curso, tendo

Leia mais

AEC ALE LIGAÇÃO DA ESCOLA COM O MEIO. Orientações Pedagógicas. 1.º Ciclo do Ensino Básico

AEC ALE LIGAÇÃO DA ESCOLA COM O MEIO. Orientações Pedagógicas. 1.º Ciclo do Ensino Básico ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LETIVO 2014/2015 AEC ALE LIGAÇÃO DA ESCOLA COM O MEIO Orientações Pedagógicas 1.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução A atividade de enriquecimento curricular,

Leia mais

REGULAMENTO CURSOS DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DE ADULTOS (EFA) CURSOS DE FORMAÇÕES MODULARES CERTIFICADAS (FMC)

REGULAMENTO CURSOS DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DE ADULTOS (EFA) CURSOS DE FORMAÇÕES MODULARES CERTIFICADAS (FMC) REGULAMENTO CURSOS DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DE ADULTOS (EFA) CURSOS DE FORMAÇÕES MODULARES CERTIFICADAS (FMC) Legislação de Referência: Despacho n.º 334/2012, de 11 de janeiro Portaria n.º 283/2011, de 24

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO

FACULDADE DE DIREITO FACULDADE DE DIREITO FACULDADE DE DIREITO SUMÁRIO A. Mestrado e Pós-Graduação em Direito em Língua Chinesa Língua veicular: Língua Chinesa Área de especialização: Variante em Ciências Jurídicas B. Mestrado

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online

EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online EDITAL DE SELEÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Modalidade Online DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR Regulamentação de Pós-Graduação Lato Sensu e Ato de Credenciamento Institucional para Oferta de Curso de Pós-Graduação

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Mestrado em Educação Especialização: Educação e Tecnologias Digitais (Regime a Distância) Edição Instituto de Educação da Universidade

Leia mais

EDITAL. MESTRADO EM COMÉRCIO ELECTRÓNICO (3ª Edição 2012/2014)

EDITAL. MESTRADO EM COMÉRCIO ELECTRÓNICO (3ª Edição 2012/2014) EDITAL MESTRADO EM COMÉRCIO ELECTRÓNICO (3ª Edição 2012/2014) Nos termos do Decreto-Lei nº 42/2005, de 22 de Fevereiro, do Decreto-Lei nº 74/200, de 24 de Março, com as alterações que lhes foram introduzidas

Leia mais

APRESENTAÇÃO DE AÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE ESTÁGIO, PROJETO, OFICINA DE FORMAÇÃO E CÍRCULO DE ESTUDOS

APRESENTAÇÃO DE AÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE ESTÁGIO, PROJETO, OFICINA DE FORMAÇÃO E CÍRCULO DE ESTUDOS CONSELHO CIENTÍFICO-PEDAGÓGICO DA FORMAÇÃO CONTÍNUA APRESENTAÇÃO DE AÇÃO DE FORMAÇÃO NAS MODALIDADES DE ESTÁGIO, PROJETO, OFICINA DE FORMAÇÃO E CÍRCULO DE ESTUDOS Formulário de preenchimento obrigatório,

Leia mais

Padrões de Competências para o Cargo de Professor Alfabetizador

Padrões de Competências para o Cargo de Professor Alfabetizador Padrões de Competências para o Cargo de Professor Alfabetizador Alfabetização de Crianças O Professor Alfabetizador é o profissional responsável por planejar e implementar ações pedagógicas que propiciem,

Leia mais

Deliberação n.º 762/2003

Deliberação n.º 762/2003 Deliberação n.º 762/2003 de 27 de Maio Deliberação n.º 763/2003. - Por deliberação da Secção Permanente do Senado, em reunião de 5 de Fevereiro de 2003, foi aprovada a criação do curso de Mestrado em Ciências

Leia mais

Regulamento do Programa do Desporto Escolar 2014-2015

Regulamento do Programa do Desporto Escolar 2014-2015 Regulamento do Programa do Desporto Escolar 2014-2015 REGULAMENTO DO PROGRAMA DO DESPORTO ESCOLAR 2014-2015 ( a que se refere o Despacho nº9302/2014 de 17 de julho) 1. ÂMBITO O presente regulamento define

Leia mais

Regulamento dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais

Regulamento dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais Regulamento dos Cursos Técnicos Superiores Profissionais O Conselho Técnico-Científico do ISCE Douro, na sua reunião de 6 de maio de 2015, deliberou, por unanimidade, assumir que todos os regulamentos

Leia mais

REGULAMENTO DO XLV CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR

REGULAMENTO DO XLV CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR REGULAMENTO DO XLV CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR 1. Introdução O Curso de Especialização em Administração Hospitalar (CEAH) da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP) da Universidade

Leia mais

AEC ALE LIGAÇÃO DA ESCOLA COM O MEIO. Orientações Pedagógicas. 1.º Ciclo do Ensino Básico

AEC ALE LIGAÇÃO DA ESCOLA COM O MEIO. Orientações Pedagógicas. 1.º Ciclo do Ensino Básico ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LETIVO 2015/2016 AEC ALE LIGAÇÃO DA ESCOLA COM O MEIO Orientações Pedagógicas 1.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução A atividade de enriquecimento curricular,

Leia mais

Edital de abertura de concurso. Curso de Especialização Tecnológica (Nível IV) Gestão da Qualidade e Ambiente

Edital de abertura de concurso. Curso de Especialização Tecnológica (Nível IV) Gestão da Qualidade e Ambiente 1. Perfil Profissional Edital de abertura de concurso Curso de Especialização Tecnológica (Nível IV) Gestão da Qualidade e Ambiente O/A Técnico/a Especialista em Gestão da Qualidade e do Ambiente é o/a

Leia mais

Mestrado em Educação Superior Menção Docência Universitária

Mestrado em Educação Superior Menção Docência Universitária Apresentação Mestrado em Educação Superior Menção Docência Universitária A Vice-Reitoria de Pesquisa, Inovação e Pósgraduação da Universidad Arturo Prat del Estado de Chile, ciente da importância dos estudos

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Mestrado em Educação e Formação Especialização: E-learning e Formação a Distância (Regime a Distância) 14 15 Edição Instituto

Leia mais

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA FORMAÇÃO

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA FORMAÇÃO REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA FORMAÇÃO O presente Regulamento pretende enquadrar as principais regras e linhas de orientação pelas quais se rege a atividade formativa da LEXSEGUR, de forma a garantir

Leia mais

FACULDADE MORAES JÚNIOR MACKENZIE RIO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPITULO I DO OBJETIVO, DA NATUREZA E DA FINALIDADE

FACULDADE MORAES JÚNIOR MACKENZIE RIO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPITULO I DO OBJETIVO, DA NATUREZA E DA FINALIDADE FACULDADE MORAES JÚNIOR MACKENZIE RIO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPITULO I DO OBJETIVO, DA NATUREZA E DA FINALIDADE Art. 1º. O objetivo das Atividades Complementares é fomentar complementação

Leia mais

Regulamento do Curso de. Mestrado Integrado em Engenharia Informática

Regulamento do Curso de. Mestrado Integrado em Engenharia Informática Regulamento do Curso de Mestrado Integrado em Engenharia Informática (Ciclo integrado de estudos superiores) (Registado na DGES através do n.º R/A-Cr 21/2013) Artigo 1.º Regulamento geral aplicável O Curso

Leia mais

REGULAMENTO DE CREDITAÇÃO DE COMPETÊNCIAS, FORMAÇÃO E EXPERIENCIA PROFISSIONAL

REGULAMENTO DE CREDITAÇÃO DE COMPETÊNCIAS, FORMAÇÃO E EXPERIENCIA PROFISSIONAL REGULAMENTO DE CREDITAÇÃO DE COMPETÊNCIAS, FORMAÇÃO E EXPERIENCIA PROFISSIONAL Considerando que, nos termos do n 3 do artigo 45. do Decreto -Lei n 74/2006, de 24 de margo, alterado pelos Decretos-Lei n

Leia mais

Escola Superior de Educação João de Deus

Escola Superior de Educação João de Deus Regulamento do 2.º Ciclo de Estudos Conducente ao Grau de Mestre em Educação Especial: Domínio Cognitivo e Motor Artigo 1.º Objectivos Os objectivos dos cursos de Mestrado (2.º ciclo), da Escola Superior

Leia mais

PLANO TECNOLÓGICO DE EDUCAÇÃO. Artigo 1.º

PLANO TECNOLÓGICO DE EDUCAÇÃO. Artigo 1.º Artigo 1.º PLANO TECNOLÓGICO DE EDUCAÇÃO DEFINIÇÃO O Plano Tecnológico da Educação constitui um instrumento essencial para concretizar o objetivo estratégico de modernização tecnológica do AEV no quadriénio

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR 2013 / 2015

REGULAMENTO DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR 2013 / 2015 REGULAMENTO DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR 2013 / 2015 ÍNDICE 1. Introdução 1 2. Finalidades e objectivos educacionais 2 3. Organização interna do CEAH 2 4. Habilitações de acesso

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM Dr. José Timóteo Montalvão Machado CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO EM SAÚDE Coordenação científica Prof. Inês Pereira Prof. Alexandrina Lobo Prof. Vítor Machado Coordenação

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Sociologia

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Sociologia UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Sociologia REGULAMENTO DO 2º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE EM SOCIOLOGIA: EXCLUSÕES E POLÍTICAS SOCIAIS Artigo 1º Objecto O Regulamento do

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL BANDEIRANTES MANUAL DO ALUNO

CENTRO EDUCACIONAL BANDEIRANTES MANUAL DO ALUNO CENTRO EDUCACIONAL BANDEIRANTES MANUAL DO ALUNO 1 SUMÁRIO INFORMAÇÕES GERAIS 03 QUEM PODE FAZER O CURSO DE EJA A DISTÂNCIA 04 MATRÍCULA 04 COMO FUNCIONA 05 CALENDÁRIO DOS CURSOS 06 AVALIAÇÃO E CRITÉRIOS

Leia mais

GUIA DE EDUCAÇÃO ONLINE

GUIA DE EDUCAÇÃO ONLINE GUIA DE EDUCAÇÃO ONLINE GUIA DE EDUCAÇÃO ONLINE IPAM - Aveiro ENQUADRAMENTO O presente modelo de ensino a distância (EaD) foi elaborado para a formação graduada e pós-graduada do IPAM Aveiro. O facto de

Leia mais

UNIVERSIDADE DO PORTO GLOSSÁRIO DA ÁREA DA EDUCAÇÃO CONTÍNUA

UNIVERSIDADE DO PORTO GLOSSÁRIO DA ÁREA DA EDUCAÇÃO CONTÍNUA UNIVERSIDADE DO PORTO GLOSSÁRIO DA ÁREA DA EDUCAÇÃO CONTÍNUA Acção de formação Módulo, curso, curso livre, curso multidisciplinar ou seminário realizado no âmbito da Educação Contínua ou da Aprendizagem

Leia mais