Guia de Curso. Arte e Educação. Mestrado em. Universidade Aberta Departamento de Educação e Ensino a Distância

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Guia de Curso. Arte e Educação. Mestrado em. Universidade Aberta Departamento de Educação e Ensino a Distância"

Transcrição

1 Universidade Aberta Sede R. da Escola Politécnica, Lisboa Coordenador e Vice Coordenador do Curso Amílcar Martins Guia de Curso Daniela Melaré Vieira Barros Secretariado do Curso Liberdade Almeida Mestrado em Guia Informativo 2015

2 Índice 1. Apresentação 1. Apresentação 2. Objetivos do Curso 3. Destinatários 4. Pré-requisitos 5. Candidaturas e Seleção 6. Propinas 7. Funcionamento do Curso 8. Organização Curricular 9. Avaliação e Classificação 10. Diplomas 11. Plano de Estudos 12. Docentes Anexo O curso de Mestrado em (MAE) obedece ao estipulado no Decreto-Lei nº 42/2005 de 22 de fevereiro e nº 74/2006 de 24 de março, alterado pelos Decretos-Leis nº 107/2008, de 25 de junho, nº 230/2009, de 14 de setembro, e do Decreto-Lei nº 115/2013, de 7 de agosto, e nos Regulamento de Aplicação do Sistema de Unidades de Crédito e Regulamento de Avaliação, Classificação, Qualificação e Certificação da Universidade Aberta. O MAE constitui um programa de formação pós-graduada concebido para educadores de infância e professores de todos os graus de ensino, educadores e animadores integrados em museus e outros espaços de exibição pública de património artístico e cultural, artistas e outros profissionais da arte e dos média, que procuram adquirir ou aprofundar competências no domínio da educação pela arte e/ou da animação artística e cultural. O programa visa promover a formação de agentes dinamizadores no âmbito da educação pela e para a arte, por via da preparação dos mestrandos para o exercício profissional em contextos educativos variados como escolas, museus, instituições culturais, organizações populares e comunitárias, instituições de intervenção social e outras. 2. Objetivos do Curso O MAE orienta-se para a formação especializada e para o desenvolvimento das competências nos termos do artigo 15º do Decreto-Lei nº 74/2006, de 24 de março, bem como para as seguintes competências específicas: 2

3 Adquirir conhecimentos (saber; saber-fazer e saber-ser) na área da arte e educação; Exercitar e desenvolver capacidades criativas de reutilização dos discursos artísticos em contextos formais de educação e em novos contextos sócio-educativos de intervenção; Desenvolver aptidões para a animação de projectos de natureza artística, pedagógica e didática; Identificar e desenvolver atitudes de liderança no campo pedagógico e artístico; Aprofundar competências de inovação nas práticas pedagógicas relacionadas com a sensibilização para a arte e a criação artística; Desenvolver competências de investigação no que se refere, em particular, à animação e didática das expressões e das manifestações artístico-culturais. 3. Destinatários 3.1. Podem candidatar-se ao MAE: a) titulares do grau de licenciado ou equivalente legal em qualquer área do saber; b) titulares de um grau académico estrangeiro conferido na sequência de um primeiro ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios de Bolonha por um Estado aderente a este processo; c) titulares de um grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado pelo Conselho Científico; d) detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos, pelo Conselho Científico. 4. Pré-requisitos A frequência do curso exige que os candidatos tenham acesso a computador com ligação à Internet, possuam conhecimentos de informática, na ótica do utilizador, incluindo a navegação na Internet, os candidatos deverão ainda possuir conhecimentos de língua portuguesa e de língua inglesa a nível da compreensão na leitura de textos (Nível B2 do QECR - mas também a nível da redação textual (preferencialmente, Nível C1 do QECR). 5. Candidaturas e Seleção O período de candidaturas e matrículas decorrerá em cada ano conforme é explicitado no despacho de abertura de cada edição do curso. Os candidatos serão seriados mediante análise curricular. É fator de valorização curricular o interesse justificado pela Arte e Educação, a experiência eventualmente adquirida na área, assim como trabalhos realizados pelos candidatos neste domínio (Ver nº 13. ANEXO - CV). O número de vagas a preencher é de 30, não podendo o curso funcionar com um número de inscrições inferior a 15. Os candidatos deverão preencher o respetivo boletim no site da Universidade Aberta: Todos os documentos necessários à apresentação da candidatura deverão ser anexados devidamente ao boletim online indicado na primeira página. Os candidatos deverão aceder e preencher o formulário da Candidatura Online na página do curso, acompanhando-a de uma carta dirigida ao Presidente do Conselho Científico, solicitando a admissão no curso, juntamente com 3

4 documento comprovativo da habilitação académica e do curriculum vitae atualizado. Os candidatos portadores de habilitações concedidas por instituições estrangeiras deverão requerer as equivalências no modelo indicado na ficha online, devendo para isso anexar os respetivos documentos autenticados pela instituição de origem e reconhecidos por um notário. Igualmente os candidatos que não detenham o grau de licenciatura, deverão solicitar, em requerimento próprio, o reconhecimento de habilitações pós-secundárias, devendo anexar também os documentos autenticados que façam prova da sua experiência e habilitações adquiridas ao longo da vida. 6. Propinas O montante das propinas é de 2250,00 (DOIS MIL DUZENTOS E CINQUENTA EUROS), e o seu pagamento será cumprido de acordo com um calendário apresentado anualmente pelos serviços competentes da Universidade Aberta. Em caso de desistência, os valores já pagos não serão reembolsados. A matrícula no 2º ano deverá ser liquidada após a aceitação do plano de investigação (dissertação ou projeto de intervenção em arte e educação). 7. Funcionamento do curso O curso de Mestrado em tem carácter formal organizando-se pelo sistema de unidades de crédito europeu (, funcionando em regime de educação online, com suporte na plataforma de elearning (moodle). No acompanhamento exigido pela modalidade online será privilegiada a comunicação assíncrona. O curso comporta ainda um estágio obrigatório - MAE Estágio a Magia da Arte concentrado em residência, a realizar em território nacional, em local a anunciar, durante o 1º semestre, com a duração de uma semana, a implementar no período das férias da páscoa (domingo de ramos ao domingo de páscoa). 8. Organização curricular O curso de Mestrado em desenvolve-se ao longo de dois anos: o 1º ano corresponde à parte curricular, organizada em dois semestres, e o 2º ano destina-se à elaboração e apresentação de uma dissertação ou de um projeto de intervenção em. O total do curso tem uma creditação de 120 unidades de crédito (. Cada unidade de crédito (1 ECT) corresponde a 26 horas de trabalho efetivo do estudante, contemplando a participação no estágio obrigatório, a leitura, o visionamento e a audição de documentos, a resolução de atividades variadas, a participação em discussões e o trabalho requerido em ordem à avaliação e classificação. Dado o caráter específico da matéria disciplinar do curso, o trabalho realizado inclui ainda a experimentação e expressão no campo das diferentes linguagens artísticas. O curso é antecedido por um módulo inicial com a duração de 2 semanas, com o objetivo de ambientar os estudantes à plataforma utilizada e ao contexto de ensino online. 4

5 FILOSOFIA DAS ARTES E DA CULTURA MÓDULO DE AMBIENTAÇÃO ONLINE ANIMAÇÃO E DIDÁTICA INVESTIGAÇÃO EM ARTE E EDUCAÇÃO DAS EXPRESSÕES ARTÍSTICAS DISCURSOS ARTÍSTICOS E CONTEXTOS EDUCATIVOS DIPLOMA DE ESTUDOS PÓS-GRADUADOS EM ARTE E EDUCAÇÃO ELABORAÇÃO, APRESENTAÇÃO E DEFESA DA DISSERTAÇÃO OU DO RELATÓRIO DO PROJETO DE INTERVENÇÃO EM ARTE E EDUCAÇÃO DIPLOMA DE MESTRADO EM ARTE E EDUCAÇÂO LITERATURA PARA CRIANÇAS E MEDIAÇÃO LEITORA Optativas (escolher apenas 2 UCs) TENDÊNCIAS CONTEMPORÂNEAS EM ARTE E EDUCAÇÃO LITERATURA E CINEMA ESTÉTICA COMPUTACIONAL EDUCAÇÃO E MUSEUS 9. Avaliação e Classificação A avaliação contemplará obrigatoriamente uma componente de avaliação contínua que não pode ser inferior a 60% da avaliação total, nela se incluindo a experimentação presencial adequada dos diversos módulos da UC Discursos Artísticos e Contextos Educativos, a participação em discussões, a resolução de problemas, relatórios de pesquisas, projetos individuais e de equipa. À avaliação final caberá o máximo de 40%, passando pela conceção de produtos artísticos, a elaboração de ensaios e projetos, estudos de caso ou realização de testes. A avaliação de cada unidade curricular é ponderada entre a avaliação contínua e a avaliação final, estando esta sujeita à realização dos trabalhos de natureza individual e cuja tipologia é definida pela equipa docente em articulação com a coordenação do mestrado. As classificações finais de cada unidade curricular deverão ser expressas numa escala numérica de 0 a 20, correspondendo as classificações inferiores a 10 à reprovação. A classificação da parte curricular do mestrado será obtida pelo cálculo da média ponderada das classificações obtidas nas unidades curriculares que a integram, tendo em consideração os respetivos créditos (. A classificação final será expressa no intervalo de 10 a 20, da escala numérica inteira de 0 a 20, aplicando-se a média ponderada respeitante a cada unidade de crédito (. 5

6 10. Diplomas A Universidade Aberta atribuirá um Diploma de Estudos Pósgraduados em aos mestrandos que tenham obtido a aprovação na parte curricular do mestrado. O Diploma de Estudos Pós-graduados em, a que se refere o ponto 8, é especialmente reconhecido como formação especializada pós-graduada. Este Diploma de Estudos Pós-graduados em e o respectivo Suplemento ao Diploma serão emitidos nos prazos estabelecidos pelos órgãos competentes da Universidade Aberta. A Universidade Aberta atribuirá o Diploma de Mestrado em aos mestrandos que tenham obtido a aprovação na parte curricular do mestrado e na dissertação ou, em alternativa, no Relatório do Projeto de Intervenção em. 11. Plano de Estudos Elementos de caraterização curricular do mestrado: a) Área científica predominante do mestrado: Ciências da Educação; b) Áreas científicas e créditos que devem ser obtidos para a obtenção do grau: QUADRO Nº 1 1º ANO ÁREA CIENTÍFICA SIGLA CRÉDITOS OBRIGATÓRIOS OPTATIVOS * CIÊNCIAS DA C.EDUC EDUCAÇÃO FILOSOFIA FIL 5 INFORMÁTICA INF 5 LITERATURA LIT 5 TOTAL ** * Das 3 UC em oferta os estudantes escolhem apenas 2 UC (Tendências Contemporâneas em ; Literatura e Cinema; e Estética Computacional) ** É atribuído um Diploma de Estudos Pós-Graduados em Arte e Educação aos estudantes que, tendo aprovação em todas as unidades curriculares que constituem o 1º ano do ciclo de estudos, não realizem o 2º ano. QUADRO Nº 2 2º ANO ÁREA CIENTÍFICA SIGLA CRÉDITOS OBRIGATÓRIOS OPTATIVOS ** CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO 60 O plano de estudos do curso de Mestrado em estrutura-se em duas componentes de formação: geral e específica. O plano de estudos, que é antecedido por um módulo de ambientação à plataforma de ensino online, desenvolve-se em quatro semestres. 6

7 O plano de estudos integra as unidades curriculares que se apresentam nos quadros a seguir, com a indicação da área científica a que pertencem, tempo de trabalho total e horas e, ainda, a distinção entre as unidades curriculares obrigatórias e optativas. QUADRO Nº 3 1º ANO (1º E 2º SEMESTRES) UNIDADES CURRICULARES Investigação em Filosofia da Arte e da Cultura Animação e Didática das Expressões Artísticas Literatura para Crianças e Mediação Leitora Discursos Artísticos e Contextos Educativos * Tendências Contemporâneas em ** Literatura e Cinema ** Estética Computacional ** Educação e Museus ** ÁREA CIENTÍFICA Fil Lit Inf TIPO (1º (1º (1º (1º TEMPO DE TRABALHO TOTAL CRÉDITOS ECTS FREQUÊNCIA 260 h 10 obrigatória 130 h 5 obrigatória 260 h 10 obrigatória 130 h 5 obrigatória 520 h 20 obrigatória 130h 5 optativa 130h 5 Optativa 130h 5 optativa 130h 5 optativa * A unidade curricular obrigatória de DISCURSOS ARTÍSTICOS E CONTEXTOS EDUCATIVOS compreende 4 módulos: Expressão Dramática e Teatro; Expressão Musical; Expressão Plástica e Artes Visuais; e Expressão pela Dança. O conjunto desta UC será desenvolvida, complementarmente ao elearning, através de uma modalidade de residência, em estágio intensivo, MAE ESTÁGIO A MAGIA DA ARTE. ** Do conjunto das três unidades curriculares optativas, em oferta, os estudantes deverão escolher apenas duas delas. Sublinha-se, porém, que cada uma das unidades curriculares optativas funcionará com um mínimo de 10 estudantes inscritos: Tendências Contemporâneas em ; Literatura e Cinema; e Estética Computacional. UNIDADES CURRICULARE S Dissertação ou Relatório do Projeto de Intervenção em QUADRO Nº 4 2º ANO (3º E 4º SEMESTRES) ÁREA CIENTÍFICA TIPO TEMPO DE TRABALHO TOTAL CRÉDITOS ECTS FREQUÊNCIA Anual 1560 h ECTS na realização da Dissertação ou no Relatório do Projeto de Intervenção em 7

8 QUADRO Nº 5 201, o qual inclui os CRONOGRAMA GLOBAL DE ATIVIDADES seguintes PLANO DE ESTUDOS módulos: (distribuição por semestres) Expressão Dramática e Teatro; Módulo de 1º 2º 3º e 4º Expressão pela Sessão presencial ambientação semestre semestre semestres Dança; (data a online Expressão determinar) (data a Musical; determinar) Expressão Plástica e Artes Visuais Apresentação de todos os participantes no curso (Professores, Estudantes e Secretária) Ambientação ao contexto online Ambientação à plataforma moodle Socialização do grupo em ambiente online Filosofia das Artes e da Cultura (UC obrigatória, 5 Animação e Didática das Expressões Artísticas (UC obrigatória, 10 Literatura para Crianças e Mediação Leitora (UC obrigatória, 5 ECTS Discursos Artísticos e Contextos Educativos (UC obrigatória, 20 Integra o MAE Estágio, em residência, de 29 de março a 5 de abril de Investigação em (UC obrigatória, 10 Tendências Contemporâneas em Arte e Educação (UC optativa, 5 Literatura e Cinema (UC optativa, 5 Estética Computacional (UC optativa, 5 Educação e Museus (UC optativa, 5 D I S S E R T A Ç Ã O ou Projeto de I N T E R V E N Ç Ã O 8

9 12. Docentes Coordenação do Curso: Doutor Amílcar Martins Universidade Aberta Vice coordenadora: Doutora Daniela M. V. Barros Universidade Aberta Doutora Maria do Céu Marques Universidade Aberta Doutor António Teixeira Universidade Aberta Doutor Adérito Marcos Universidade Aberta 13. Anexo Na instrução do processo de candidatura, além de outras informações que sejam consideradas relevantes, os candidatos deverão apresentar o curriculum vitae. É igualmente obrigatório a apresentação dos certificados comprovativos de todas as habilitações académicas indicadas no currículo (licenciatura, pós-graduações, etc). Não é necessário incluir documentos comprovativos das restantes informações apresentadas (ações de formação, experiência docente e/ou de produção artística nas suas diversas modalidades, funções, etc.), considerando-se que o signatário assume a responsabilidade pela veracidade das informações prestadas. Os pedidos de equivalência a determinadas Unidades Curriculares do MAE deverão ser apresentados no ato de candidatura, devendo incluir os programas contidos nas disciplinas realizadas, e às quais se pretende obter equivalência. Não serão aceites pedidos apresentados posteriormente. Consulte a página com informações sobre o curso : Doutora Cláudia Neves Universidade Aberta Doutora Glória Bastos Universidade Aberta 9

Guia de Curso Mestrado em Arte e Educação MAE 5ª Edição

Guia de Curso Mestrado em Arte e Educação MAE 5ª Edição Guia de Curso Mestrado em Arte e Educação MAE 5ª Edição Anos 2013/2015 1 CONTÉM 21 PÁGINAS Guia de Curso Mestrado em Arte e Educação MAE 5ª Edição Anos 2013-2015 Preencha a ficha de candidatura online

Leia mais

Guia de Curso. Administração e Gestão Educacional. Mestrado em. 15ª Edição. Universidade Aberta Departamento de Educação e Ensino a Distância

Guia de Curso. Administração e Gestão Educacional. Mestrado em. 15ª Edição. Universidade Aberta Departamento de Educação e Ensino a Distância Universidade Aberta Sede R. da Escola Politécnica, 147 1269-001 Lisboa Campus do Taguspark Av. J. Delors, Edifício Inovação I 2740-122 Porto Salvo, Oeiras Coordenadora: Guia de Curso Lídia Grave-Resendes

Leia mais

Pós-Graduação em Arte Contemporânea Normas regulamentares. Artigo 1.º Grau

Pós-Graduação em Arte Contemporânea Normas regulamentares. Artigo 1.º Grau Pós-Graduação em Arte Contemporânea Normas regulamentares Artigo 1.º Grau A Escola Superior Artística do Porto confere a Pós-Graduação em Arte Contemporânea Artigo 2.º Objectivos do curso 1. A Pós-Graduação

Leia mais

Universidade Aberta Departamento de Educação e Ensino a Distância Coordenadora do Curso Guia de Curso Secretariado do Curso Guia Informativo

Universidade Aberta Departamento de Educação e Ensino a Distância Coordenadora do Curso Guia de Curso Secretariado do Curso Guia Informativo Universidade Aberta Sede R. da Escola Politécnica, 147 1269-001 Lisboa Coordenadora do Curso Glória Bastos Email: gloria.bastos@uab.pt Guia de Curso Secretariado do Curso Liberdade Almeida Email: mgibe@uab.pt

Leia mais

REGULAMENTO DO MESTRADO EM DESPORTO

REGULAMENTO DO MESTRADO EM DESPORTO Instituto Politécnico de Santarém Escola Superior de Desporto de Rio Maior REGULAMENTO DO MESTRADO EM DESPORTO O presente regulamento decorre do Regulamento dos Segundos Ciclos de Estudos do Instituto

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM PROCESSOS QUÍMICOS E BIOLÓGICOS. (edição 2010-2012)

EDITAL MESTRADO EM PROCESSOS QUÍMICOS E BIOLÓGICOS. (edição 2010-2012) EDITAL MESTRADO EM PROCESSOS QUÍMICOS E BIOLÓGICOS (edição 2010-2012) Nos termos do Decreto-Lei nº 42/2005, de 22 de Fevereiro, do Decreto-Lei nº 74/2006, de 24 de Março, com as alterações introduzidas

Leia mais

CURSO DE MESTRADO na especialidade de ENSINO DO 1.º CICLO DO ENSINO BÁSICO E DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS NATURAIS NO 2.º CICLO DO ENSINO BÁSICO EDITAL

CURSO DE MESTRADO na especialidade de ENSINO DO 1.º CICLO DO ENSINO BÁSICO E DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS NATURAIS NO 2.º CICLO DO ENSINO BÁSICO EDITAL CURSO DE MESTRADO na especialidade de ENSINO DO 1.º CICLO DO ENSINO BÁSICO E DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS NATURAIS NO 2.º CICLO DO ENSINO BÁSICO EDITAL Apresentação O Mestrado em Ensino do 1.º Ciclo do Ensino

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM JOGO E MOTRICIDADE NA INFÂNCIA. (Edição 2012-2014)

EDITAL MESTRADO EM JOGO E MOTRICIDADE NA INFÂNCIA. (Edição 2012-2014) 1/10 EDITAL MESTRADO EM JOGO E MOTRICIDADE NA INFÂNCIA (Edição 2012-2014) Nos termos do Decreto-Lei nº 42/2005, de 22 de fevereiro, do Decreto-Lei nº 74/2006, de 24 de março, com as alterações que lhes

Leia mais

REGULAMENTO ESPECIFICO DO CURSO DE MESTRADO EM DESPORTO 2009 REGULAMENTO

REGULAMENTO ESPECIFICO DO CURSO DE MESTRADO EM DESPORTO 2009 REGULAMENTO Instituto Politécnico de Santarém Escola Superior de Desporto de Rio Maior MESTRADO EM DESPORTO REGULAMENTO Artigo 1º Natureza e âmbito de aplicação 1. O curso pretende atingir os objectivos apresentados

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE MESTRADO DA ESTBarreiro/IPS

REGULAMENTO DOS CURSOS DE MESTRADO DA ESTBarreiro/IPS REGULAMENTO DOS CURSOS DE MESTRADO DA ESTBarreiro/IPS Artigo 1.º Duração e estrutura do ciclo de estudos conducente ao grau de Mestre 1. O ciclo de estudos conducente ao grau de Mestre, ministrado na ESTBarreiro/IPS,

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Mestrado em Educação Especialização: Administração Educacional Edição Instituto de Educação da Universidade de Lisboa julho de

Leia mais

Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu. Instituto Politécnico de Viseu REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM MARKETING RESEARCH

Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu. Instituto Politécnico de Viseu REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM MARKETING RESEARCH Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu Instituto Politécnico de Viseu REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM MARKETING RESEARCH Nos termos do artigo 26.º do Decreto-Lei n.º 74/2006 de 24 de Março,

Leia mais

1. Objectivos. 2. Destinatários. 3. Competências

1. Objectivos. 2. Destinatários. 3. Competências DEPARTAMENTO DE POLÍTICA E TRABALHO SOCIAL REGULAMENTO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DE LIDERANÇA E GESTÃO DE EQUIPAMENTOS SOCIAIS 1ª EDIÇÃO 2013/2014. 1 1. Objectivos Na sociedade atual as organizações de

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO EM CIDADANIA, CONFIANÇA E RESPONSABILIDADE SOCIAL

EDITAL MESTRADO EM COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO EM CIDADANIA, CONFIANÇA E RESPONSABILIDADE SOCIAL EDITAL MESTRADO EM COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO EM CIDADANIA, CONFIANÇA E RESPONSABILIDADE SOCIAL (Edição 2012-2014) Nos termos do Decreto-Lei nº 42/2005, de 22 de Fevereiro, do Decreto-Lei

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Mestrado em Educação Especialização: Educação Intercultural Edição Instituto de Educação da Universidade de Lisboa julho de 2015

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM INFORMÁTICA APLICADA. (Edição 2015-2017)

EDITAL MESTRADO EM INFORMÁTICA APLICADA. (Edição 2015-2017) EDITAL MESTRADO EM INFORMÁTICA APLICADA (Edição 2015-2017) Nos termos do Decreto-Lei nº 42/2005, de 22 de Fevereiro, do Decreto-Lei nº 74/2006, de 24 de Março, com as alterações que lhes foram introduzidas

Leia mais

REGULAMENTO DOS DIPLOMAS DE ESPECIALIZAÇÃO

REGULAMENTO DOS DIPLOMAS DE ESPECIALIZAÇÃO REGULAMENTO DOS DIPLOMAS DE ESPECIALIZAÇÃO Aprovado em reunião da Comissão Coordenadora do Conselho Científico em 22/11/2006 Aprovado em reunião de Plenário do Conselho Directivo em 13/12/2006 PREÂMBULO

Leia mais

ESE DO PORTO EDITAL MESTRADO EM ENSINO DE PORTUGUÊS E INGLÊS NO 2 CICLO DO ENSINO BÁSICO (CANDIDATURA 2015 REF. ESE/M/EPI2CEB)

ESE DO PORTO EDITAL MESTRADO EM ENSINO DE PORTUGUÊS E INGLÊS NO 2 CICLO DO ENSINO BÁSICO (CANDIDATURA 2015 REF. ESE/M/EPI2CEB) POLITÉCNICO ESE DO PORTO L p1 EDITAL MESTRADO EM ENSINO DE PORTUGUÊS E INGLÊS NO 2 CICLO DO ENSINO BÁSICO (CANDIDATURA 2015 REF. ESE/M/EPI2CEB) Paulo Alberto da Silva Pereira, Presidente da Escola Superior

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Mestrado em Educação Especialização: História da Educação (Regime a Distância) Edição Instituto de Educação da Universidade de

Leia mais

Pós-graduação em Ciências da Informação. Guia de Curso

Pós-graduação em Ciências da Informação. Guia de Curso Pós-graduação em Ciências da Informação Guia de Curso 2014-2015 1 ÍNDICE 1. Apresentação............................................................. 3 2. Objetivos do Curso........................................................

Leia mais

Pós-graduação Gestão da Sustentabilidade do Edificado. Edital 1ª Edição 2012-2013

Pós-graduação Gestão da Sustentabilidade do Edificado. Edital 1ª Edição 2012-2013 Pós-graduação Gestão da Sustentabilidade do Edificado Edital 1ª Edição 2012-2013 Barreiro, Maio de 2012 ENQUADRAMENTO A Pós-Graduação em Gestão da Sustentabilidade do Edificado (PGGSE) é uma realização

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO (2º CICLO) EM ENGENHARIA FLORESTAL E DOS RECURSOS NATURAIS

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO (2º CICLO) EM ENGENHARIA FLORESTAL E DOS RECURSOS NATURAIS 1.1 REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO (2º CICLO) EM ENGENHARIA FLORESTAL E DOS RECURSOS NATURAIS Ao abrigo do Decreto-Lei nº 74/2006 de 24 de Março, e do disposto na Deliberação nº 1487/2006 da Reitoria

Leia mais

REGULAMENTO CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO/ FORMAÇÃO ESPECIALIZADA DOS

REGULAMENTO CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO/ FORMAÇÃO ESPECIALIZADA DOS REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO/ FORMAÇÃO ESPECIALIZADA REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO/FORMAÇÃO ESPECIALIZADA Artigo 1.º Âmbito O presente Regulamento estabelece, por deliberação do Conselho

Leia mais

ESE. L s / } EDITAL MESTRADO EM ENSINO DE INGLÊS NO JO CICLO DO ENSINO BÁSICO (CANDIDATURA 2015 REF. ESE/M/EI1 CEB)

ESE. L s / } EDITAL MESTRADO EM ENSINO DE INGLÊS NO JO CICLO DO ENSINO BÁSICO (CANDIDATURA 2015 REF. ESE/M/EI1 CEB) ESE POUTÉCNICO ESCOLA SUPERIOR DE EDUCACÃO 2 3, / } L s EDITAL MESTRADO EM ENSINO DE INGLÊS NO JO CICLO DO ENSINO BÁSICO (CANDIDATURA 2015 REF. ESE/M/EI1 CEB) Paulo Alberto da Silva Pereira, Presidente

Leia mais

CAPÍTULO I PRINCÍPIOS GERAIS

CAPÍTULO I PRINCÍPIOS GERAIS REGULAMENTO DO MESTRADO EM INFORMAÇÃO E SISTEMAS EMPRESARIAIS CONJUNTO DA UNIVERSIDADE ABERTA E DA UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA (INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO) PREÂMBULO Decorrente das normas constantes

Leia mais

Mestrado Construção Civil. Edital 3ª Edição 2011-2012

Mestrado Construção Civil. Edital 3ª Edição 2011-2012 Mestrado Construção Civil Edital 3ª Edição 2011-2012 Barreiro, Maio de 2011 ENQUADRAMENTO O curso de Mestrado em Construção Civil da Escola Superior de Tecnologia do Barreiro do Instituto Politécnico de

Leia mais

Mestrado em Gestão de Sistemas de e-learning. Normas regulamentares. Artigo 1.º Criação

Mestrado em Gestão de Sistemas de e-learning. Normas regulamentares. Artigo 1.º Criação Mestrado em Gestão de Sistemas de e-learning Normas regulamentares Artigo 1.º Criação A Universidade Nova de Lisboa, através da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH/UNL), confere o grau de Mestre

Leia mais

DESPACHO/SP/43/2014. Artigo 1.º

DESPACHO/SP/43/2014. Artigo 1.º DESPACHO/SP/43/2014 Aprovo a seguinte alteração ao Regulamento do Mestrado em Radiologia Especialização Ósteo-articular, ministrado na Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra (ESTeSC), homologado

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM ENGENHARIA CIVIL Parceria: ESTBarreiro/IPS - ISE/UAlg

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM ENGENHARIA CIVIL Parceria: ESTBarreiro/IPS - ISE/UAlg REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM ENGENHARIA CIVIL Parceria: ESTBarreiro/IPS - ISE/UAlg PREÂMBULO O Decreto Lei n.º 74/2006, de 24 de março, alterado pelos Decretos Lei n. os 107/2008, de 25 de Junho,

Leia mais

Escola Superior de Educação João de Deus

Escola Superior de Educação João de Deus Regulamento do 2.º Ciclo de Estudos Conducente ao Grau de Mestre em Educação pela Arte Artigo 1.º Objectivos Os objectivos dos cursos de mestrado (2.º ciclo), da Escola Superior de Educação João de Deus

Leia mais

Mestrado em Conservação e Restauro com área de especialização em Conservação e Restauro ou Ciências da Conservação

Mestrado em Conservação e Restauro com área de especialização em Conservação e Restauro ou Ciências da Conservação Mestrado em Conservação e Restauro 1 Mestrado em Conservação e Restauro com área de especialização em Conservação e Restauro ou Ciências da Conservação Artigo 1º Criação A Universidade Nova de Lisboa (UNL),

Leia mais

GUIA DE CURSO PLNM CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PORTUGUÊS LÍNGUA NÃO-MATERNA

GUIA DE CURSO PLNM CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PORTUGUÊS LÍNGUA NÃO-MATERNA GUIA DE CURSO PLNM CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PORTUGUÊS LÍNGUA NÃO-MATERNA Coordenação: Prof. Doutora Rosa Sequeira Prof. Doutora Isabel Falé Universidade Aberta Departamento de Língua e Cultura Portuguesas

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Sociologia

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Sociologia UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Departamento de Sociologia REGULAMENTO DO 2º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE EM SOCIOLOGIA: EXCLUSÕES E POLÍTICAS SOCIAIS Artigo 1º Objecto O Regulamento do

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM ENGENHARIA E GESTÃO INDUSTRIAL.

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM ENGENHARIA E GESTÃO INDUSTRIAL. INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM ENGENHARIA E GESTÃO INDUSTRIAL Edição 2015-2017 Nos termos do Decreto -Lei n.º 42/2005, de pelo 22 de Fevereiro,

Leia mais

REGULAMENTO DO MESTRADO EM TEATRO, ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO ENCENAÇÃO

REGULAMENTO DO MESTRADO EM TEATRO, ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO ENCENAÇÃO REGULAMENTO DO MESTRADO EM TEATRO, ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO ENCENAÇÃO INTRODUÇÃO O Mestrado em Teatro, área de especialização Encenação, é um programa de segundo ciclo, constituído por quatro semestres e

Leia mais

Regulamento geral dos ciclos de estudos conducentes ao grau de mestre

Regulamento geral dos ciclos de estudos conducentes ao grau de mestre Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Regulamento geral dos ciclos de estudos conducentes ao grau de mestre O presente regulamento procura dar unidade e consistência lógica ao regime a que devem obedecer

Leia mais

Regime de Frequência e Avaliação da Pós Graduação em Inteligência Competitiva e Comunicação no Desporto

Regime de Frequência e Avaliação da Pós Graduação em Inteligência Competitiva e Comunicação no Desporto Regime de Frequência e Avaliação da Pós Graduação em Inteligência Competitiva e Comunicação no Desporto Artigo 1.º Criação 1.1. A Escola Superior de Comunicação Social inclui na sua oferta educativa, uma

Leia mais

CICLO DE ESTUDOS DE CONDUCENTE AO GRAU DE MESTRE EM GENÉTICA MOLECULAR E BIOMEDICINA. Normas Regulamentares

CICLO DE ESTUDOS DE CONDUCENTE AO GRAU DE MESTRE EM GENÉTICA MOLECULAR E BIOMEDICINA. Normas Regulamentares CICLO DE ESTUDOS DE CONDUCENTE AO GRAU DE MESTRE EM GENÉTICA MOLECULAR E BIOMEDICINA Normas Regulamentares PREÂMBULO As presentes Normas Regulamentares do Ciclo de Estudos de Mestrado em Genética Molecular

Leia mais

REGULAMENTO DO MESTRADO EM TEATRO, ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO TEATRO E COMUNIDADE

REGULAMENTO DO MESTRADO EM TEATRO, ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO TEATRO E COMUNIDADE REGULAMENTO DO MESTRADO EM TEATRO, ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO TEATRO E COMUNIDADE INTRODUÇÃO O Mestrado em Teatro, área de especialização em Teatro e Comunidade, é um programa de segundo ciclo, constituído

Leia mais

Normas Regulamentares do Mestrado em Educação Pré-Escolar e em Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico

Normas Regulamentares do Mestrado em Educação Pré-Escolar e em Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico Normas Regulamentares do Mestrado em Educação Pré-Escolar e em Ensino do 1º Ciclo do Ensino Básico Artigo 1.º Da admissão ao ciclo de estudos 1. À matrícula no mestrado em Educação Pré-Escolar e em Ensino

Leia mais

Ciclo de estudos conducente ao grau de mestre

Ciclo de estudos conducente ao grau de mestre Ciclo de estudos conducente ao grau de mestre Data: 17-02-2012 Versão: 1 Direcção-Geral do Ensino Superior Av. Duque d Ávila, 137 1069-016 Lisboa Tel. +351 21 3126050 Fax +351 21 3126051 www.dges.mctes.pt

Leia mais

Regulamento do Mestrado em Engenharia Industrial. Regulamento do Ciclo de Estudos de Mestrado em Engenharia Industrial

Regulamento do Mestrado em Engenharia Industrial. Regulamento do Ciclo de Estudos de Mestrado em Engenharia Industrial Regulamento do Ciclo de Estudos de Mestrado em Engenharia Industrial REGULAMENTO DO CICLO DE ESTUDOS DE MESTRADO EM ENGENHARIA INDUSTRIAL Artigo 1º (Natureza e âmbito de aplicação) 1. O presente Regulamento

Leia mais

Regulamento do Curso de Pós-Graduação em Higiene Oral para Pessoas com Necessidades Especiais

Regulamento do Curso de Pós-Graduação em Higiene Oral para Pessoas com Necessidades Especiais Regulamento do Curso de Pós-Graduação em Higiene Oral para Pessoas com Necessidades Especiais Artigo 1.º Âmbito de aplicação O presente regulamento aplica-se ao Curso de Pós-Graduação em Higiene Oral para

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO E MESTRADOS EXECUTIVOS DO ISLA CAMPUS LISBOA

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO E MESTRADOS EXECUTIVOS DO ISLA CAMPUS LISBOA REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO E MESTRADOS EXECUTIVOS DO ISLA CAMPUS LISBOA 1.º OBJECTIVO Os Cursos de Pós-Graduação e Mestrados Executivos do ISLA Campus Lisboa são programas de estudos que visam

Leia mais

Instituto de Educação

Instituto de Educação Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Curso Pós-Graduado de Especialização em Educação Especialização: Liderança e Gestão Intermédia na Escola Edição Instituto de Educação

Leia mais

REGULAMENTO CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS DO INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DA INFORMAÇÃO E DA ADMINISTRAÇÃO (ISCIA) Disposições Gerais

REGULAMENTO CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS DO INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DA INFORMAÇÃO E DA ADMINISTRAÇÃO (ISCIA) Disposições Gerais REGULAMENTO CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS DO INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS DA INFORMAÇÃO E DA ADMINISTRAÇÃO (ISCIA) Disposições Gerais O presente regulamento visa aplicar o regime estabelecido

Leia mais

PROPOSTA DE REGULAMENTO DE MESTRADO DEPARTAMENTO DE PSICOLOGIA

PROPOSTA DE REGULAMENTO DE MESTRADO DEPARTAMENTO DE PSICOLOGIA PROPOSTA DE REGULAMENTO DE MESTRADO DEPARTAMENTO DE PSICOLOGIA De acordo com o art. 14 da Lei de Bases do Sistema Educativo e ao abrigo do Capítulo III do Decreto-Lei 74/2006, e para aprovação pelo Conselho

Leia mais

1 INFORMAÇÕES SOBRE O TITULAR DA QUALIFICAÇÃO. 1.1 Apelido(s): xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. 1.3 Data de nascimento (ano/mês/dia): xxxxxxx

1 INFORMAÇÕES SOBRE O TITULAR DA QUALIFICAÇÃO. 1.1 Apelido(s): xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. 1.3 Data de nascimento (ano/mês/dia): xxxxxxx SUPLEMENTO AO DIPLOMA Este Suplemento ao Diploma segue o modelo elaborado pela Comissão Europeia, pelo Conselho da Europa e pela UNESCO/CEPES. A finalidade deste Suplemento é fornecer dados independentes

Leia mais

GUIA DE CURSO Mestrado em Estudos sobre a Europa

GUIA DE CURSO Mestrado em Estudos sobre a Europa GUIA DE CURSO Mestrado em Estudos sobre a Europa 5ª Edição 2015-2017 Coordenação: Prof.ª Doutora Maria do Céu Marques (Coordenadora) Maria.Marques@uab.pt Prof. Doutor Mário Filipe Silva (Vice-Coordenador)

Leia mais

REGULAMENTO DE ACESSO E INGRESSO

REGULAMENTO DE ACESSO E INGRESSO REGULAMENTO DE ACESSO E INGRESSO Artigo 1.º Âmbito O presente Regulamento destina-se a regular o acesso e ingresso nos cursos da Escola Superior Artística do Porto Guimarães, adiante designada por Escola.

Leia mais

Regulamento do Curso de. Mestrado Integrado em Engenharia Informática

Regulamento do Curso de. Mestrado Integrado em Engenharia Informática Regulamento do Curso de Mestrado Integrado em Engenharia Informática (Ciclo integrado de estudos superiores) (Registado na DGES através do n.º R/A-Cr 21/2013) Artigo 1.º Regulamento geral aplicável O Curso

Leia mais

FACULDADE DE LETRAS DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA REGULAMENTO DO SEGUNDO CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO GRAU DE MESTRE

FACULDADE DE LETRAS DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA REGULAMENTO DO SEGUNDO CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO GRAU DE MESTRE FACULDADE DE LETRAS DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA REGULAMENTO DO SEGUNDO CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO GRAU DE MESTRE O presente Regulamento tem como lei habilitante o Decreto-Lei nº 74/2006, de 24 de Março,

Leia mais

ISEL INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA

ISEL INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE LISBOA SUPLEMENTO AO DIPLOMA (versão em português) A estrutura do suplemento ao diploma segue o modelo elaborado pela Comissão Europeia, pelo Conselho da Europa e pela UNESCO/CEPES. Tem por objetivo fornecer

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE ACESSO A CURSOS DE MESTRADOS DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA.

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE ACESSO A CURSOS DE MESTRADOS DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA. INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE ACESSO A CURSOS DE MESTRADOS DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA Edição 2014-2016 Nos termos do Decreto -Lei n.º 42/2005, de pelo 22 de

Leia mais

TÍTULO I TÍTULO II. Regras gerais sobre a oferta educativa da Universidade Aberta (UAb) Ciclos de estudos conducentes ao grau de licenciado

TÍTULO I TÍTULO II. Regras gerais sobre a oferta educativa da Universidade Aberta (UAb) Ciclos de estudos conducentes ao grau de licenciado Diário da República, 2.ª série N.º 59 25 de março de 2013 10441 Consultoria e Registos, o referido na alínea l) quando se trate de questões do âmbito das respetivas atribuições e relativamente às quais

Leia mais

Pós-Graduação Conservação e Reabilitação do Edificado

Pós-Graduação Conservação e Reabilitação do Edificado Pós-Graduação Conservação e Reabilitação do Edificado Edital 4ª Edição 2012-2013 Barreiro, Julho de 2012 Pós-Graduação Conservação e Reabilitação do Edificado 1 ENQUADRAMENTO A Pós-Graduação em Conservação

Leia mais

REGULAMENTO DO PRIMEIRO CICLO DE ESTUDOS EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL

REGULAMENTO DO PRIMEIRO CICLO DE ESTUDOS EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL REGULAMENTO DO PRIMEIRO CICLO DE ESTUDOS EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL REGULAMENTO DO PRIMEIRO CICLO DE ESTUDOS EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL O presente regulamento foi homologado pelo Presidente da ESEV, a 18 de maio

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO DA FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS UNESP CÂMPUS MARÍLIA

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO DA FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS UNESP CÂMPUS MARÍLIA REGULAMENTO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO DA FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS UNESP CÂMPUS MARÍLIA Resolução Unesp-95, de 26/10/05 Seção I Dos Objetivos Artigo 1º - O programa

Leia mais

EDITAL. MESTRADO EM COMÉRCIO ELECTRÓNICO (3ª Edição 2012/2014)

EDITAL. MESTRADO EM COMÉRCIO ELECTRÓNICO (3ª Edição 2012/2014) EDITAL MESTRADO EM COMÉRCIO ELECTRÓNICO (3ª Edição 2012/2014) Nos termos do Decreto-Lei nº 42/2005, de 22 de Fevereiro, do Decreto-Lei nº 74/200, de 24 de Março, com as alterações que lhes foram introduzidas

Leia mais

Mestrado em COMUNICAÇÃO EDUCACIONAL E MÉDIA DIGITAIS

Mestrado em COMUNICAÇÃO EDUCACIONAL E MÉDIA DIGITAIS GUIA DE CURSO Mestrado em COMUNICAÇÃO EDUCACIONAL E MÉDIA DIGITAIS Cruzeiro Seixas 2014-2015 1 1. INTRODUÇÃO Bem-vindo ao curso de mestrado em Comunicação Educacional e Média Digitais! Participar neste

Leia mais

MESTRADO EM ENFERMAGEM VETERINÁRIA DE ANIMAIS DE COMPANHIA

MESTRADO EM ENFERMAGEM VETERINÁRIA DE ANIMAIS DE COMPANHIA Escola Superior Agrária Instituto Politécnico de Viseu MESTRADO EM ENFERMAGEM VETERINÁRIA DE ANIMAIS DE COMPANHIA EDITAL ANO LECTIVO: 2011/2013 1ª Edição 1. NOTA INTRODUTÓRIA O Mestrado em Enfermagem Veterinária

Leia mais

REGULAMENTO DE CANDIDATURA AOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS

REGULAMENTO DE CANDIDATURA AOS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS PREÂMBULO Nos termos do artigo 11.º do Decreto -Lei n.º 43/2014 de 18 de março, é aprovado o Regulamento das Condições de Ingresso nos Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTSP) do Instituto Politécnico

Leia mais

REGULAMENTO DO SEGUNDO CICLO DE ESTUDOS EM COMUNICAÇÃO E MARKETING

REGULAMENTO DO SEGUNDO CICLO DE ESTUDOS EM COMUNICAÇÃO E MARKETING REGULAMENTO DO SEGUNDO CICLO DE ESTUDOS EM COMUNICAÇÃO E MARKETING REGULAMENTO DO SEGUNDO CICLO DE ESTUDOS EM COMUNICAÇÃO E MARKETING O presente regulamento foi homologado pelo Presidente da ESEV, a 18

Leia mais

NCE/10/02916 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos

NCE/10/02916 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos NCE/10/02916 Relatório preliminar da CAE - Novo ciclo de estudos Caracterização do pedido Perguntas A.1 a A.10 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Instituto Politécnico De Lisboa

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM SISTEMAS E TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO PARA A SAÚDE. (2ª Edição 2011/2013)

EDITAL MESTRADO EM SISTEMAS E TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO PARA A SAÚDE. (2ª Edição 2011/2013) EDITAL MESTRADO EM SISTEMAS E TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO PARA A SAÚDE (2ª Edição 2011/2013) Nos termos do Decreto-Lei nº 42/2005, de 22 de Fevereiro, do Decreto-Lei nº 74/2006, de 24 de Março, com as alterações

Leia mais

REGULAMENTO DO MESTRADO EM ADMINISTRAÇÃO DE REDES E SISTEMAS INFORMÁTICOS

REGULAMENTO DO MESTRADO EM ADMINISTRAÇÃO DE REDES E SISTEMAS INFORMÁTICOS De forma a dar cumprimento ao estabelecido no artigo 26.º do Decreto-lei n.º 74/2006, de 24 de março, alterado pelo Decreto-Lei n.º 107/2008, de 25 de julho, o Conselho Pedagógico do Instituto Superior

Leia mais

Mestrado em ARTES VISUAIS E INTERMÉDIA Normas regulamentares

Mestrado em ARTES VISUAIS E INTERMÉDIA Normas regulamentares Mestrado em ARTES VISUAIS E INTERMÉDIA Normas regulamentares Artigo 1.º Grau A Escola Superior Artística do Porto confere o grau de Mestre em Artes Visuais e Intermédia, especialidade de Artes Plásticas

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE TEATRO E CINEMA MESTRADO EM DESENVOLVIMENTO DE PROJECTO CINEMATOGRÁFICO. Regulamento Geral. Artigo 1.º. Criação. Artigo 2.

ESCOLA SUPERIOR DE TEATRO E CINEMA MESTRADO EM DESENVOLVIMENTO DE PROJECTO CINEMATOGRÁFICO. Regulamento Geral. Artigo 1.º. Criação. Artigo 2. ESCOLA SUPERIOR DE TEATRO E CINEMA MESTRADO EM DESENVOLVIMENTO DE PROJECTO CINEMATOGRÁFICO Regulamento Geral Artigo 1.º Criação A Escola Superior de Teatro e Cinema confere o grau de Mestre em Desenvolvimento

Leia mais

MESTRADOS. Artigo 1.º Criação A Escola Superior de Comunicação Social confere o grau de Mestre em Jornalismo.

MESTRADOS. Artigo 1.º Criação A Escola Superior de Comunicação Social confere o grau de Mestre em Jornalismo. MESTRADOS REGIME DE FREQUÊNCIA E AVALIAÇÃO JORNALISMO Artigo 1.º Criação A Escola Superior de Comunicação Social confere o grau de Mestre em Jornalismo. Artigo 2.º Destinatários O Mestrado em Jornalismo

Leia mais

REGULAMENTO ACADÉMICO. IV. Disposições específicas para mestrados REG-001/V00

REGULAMENTO ACADÉMICO. IV. Disposições específicas para mestrados REG-001/V00 IV. Disposições específicas para mestrados Artigo 1º Concessão do Grau O grau de mestre é conferido através da aprovação em todas as unidades curriculares que integram o plano de estudos do mestrado e

Leia mais

ESE POLITCNiCQ. r FASE EDITAL MESTRADO EM DIDÁTICA DAS CIÊNCIAS DA NATUREZA E DA MATEMÁTICA (CANDIDATURA 2015- REF. ESEIMIDCNM)

ESE POLITCNiCQ. r FASE EDITAL MESTRADO EM DIDÁTICA DAS CIÊNCIAS DA NATUREZA E DA MATEMÁTICA (CANDIDATURA 2015- REF. ESEIMIDCNM) ESE POLITCNiCQ DOPORTO ESCOLA SUPERIOR DE EDUCACÃO EDITAL MESTRADO EM DIDÁTICA DAS CIÊNCIAS DA NATUREZA E DA MATEMÁTICA (CANDIDATURA 2015- REF. ESEIMIDCNM) r FASE Paulo Alberto da Silva Pereira, Presidente

Leia mais

1 INFORMAÇÕES SOBRE O TITULAR DA QUALIFICAÇÃO. 1.1 Apelido(s): xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. 1.3 Data de nascimento (ano/mês/dia): xxxxxxx

1 INFORMAÇÕES SOBRE O TITULAR DA QUALIFICAÇÃO. 1.1 Apelido(s): xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx. 1.3 Data de nascimento (ano/mês/dia): xxxxxxx SUPLEMENTO AO DIPLOMA Este Suplemento ao Diploma segue o modelo elaborado pela Comissão Europeia, pelo Conselho da Europa e pela UNESCO/CEPES. A finalidade deste Suplemento é fornecer dados independentes

Leia mais

Regulamento do Curso de Mestrado em Desporto

Regulamento do Curso de Mestrado em Desporto Escola Superior de Desporto de Rio Maior (ESDRM) Instituto Politécnico de Santarém (IPS) Regulamento do Curso de Mestrado em Desporto Artigo 1º Natureza e âmbito de aplicação 1. O curso pretende atingir

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE POLITÉCNICOS DO NORTE (APNOR) CONCURSO DE ACESSO E DE REINGRESSO NOS CURSOS DE MESTRADO. Edição de 2014/2015 EDITAL

ASSOCIAÇÃO DE POLITÉCNICOS DO NORTE (APNOR) CONCURSO DE ACESSO E DE REINGRESSO NOS CURSOS DE MESTRADO. Edição de 2014/2015 EDITAL EDITAL João Alberto Sobrinho Teixeira, Presidente do Instituto Politécnico de Bragança; João Baptista da Costa Carvalho, Presidente do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave; Maria do Rosário Gambôa

Leia mais

Artigo 3.º Do número de vagas e fixação de prazos Artigo 4.º Das condições de funcionamento Artigo 5.º Da estrutura curricular e plano de estudos

Artigo 3.º Do número de vagas e fixação de prazos Artigo 4.º Das condições de funcionamento Artigo 5.º Da estrutura curricular e plano de estudos Normas Regulamentares do Mestrado em Intervenção Comunitária: áreas de especialização em Intervenção Comunitária e Educação para a Saúde, Intervenção Comunitária e Envelhecimento Activo e Intervenção Comunitária

Leia mais

U LISBOA. [Diretor] Despacho D-11/201S. É criado, pela Faculdade de Medicina Dentária da Universidade de Lisboa, o Curso de

U LISBOA. [Diretor] Despacho D-11/201S. É criado, pela Faculdade de Medicina Dentária da Universidade de Lisboa, o Curso de U LISBOA r. FACULDADE DE MEDICINA DENTÁRIA [Diretor] Despacho D-11/201S Por decisão do Conselho Científico da Faculdade de Medicina Dentária da Universidade de Lisboa, na sua reunião de 4 de março de 2015,

Leia mais

a) Regras sobre a admissão no ciclo de estudos

a) Regras sobre a admissão no ciclo de estudos ANEXO Normas regulamentares do ciclo de estudos conducente ao grau de mestre em a) Regras sobre a admissão no ciclo de estudos 1. Habilitações de acesso São admitidos como candidatos à inscrição no ciclo

Leia mais

REGULAMENTO DO PRIMEIRO CICLO DE ESTUDOS EM PUBLICIDADE E RELAÇÕES PÚBLICAS

REGULAMENTO DO PRIMEIRO CICLO DE ESTUDOS EM PUBLICIDADE E RELAÇÕES PÚBLICAS REGULAMENTO DO PRIMEIRO CICLO DE ESTUDOS EM PUBLICIDADE E RELAÇÕES PÚBLICAS REGULAMENTO DO PRIMEIRO CICLO DE ESTUDOS EM PUBLICIDADE E RELAÇÕES PÚBLICAS O presente regulamento foi homologado pelo Presidente

Leia mais

MESTRADO EM ENGENHARIA CIVIL (MEC) Parceria: ESTBarreiro/IPS- ISE/UAlg

MESTRADO EM ENGENHARIA CIVIL (MEC) Parceria: ESTBarreiro/IPS- ISE/UAlg MESTRADO EM ENGENHARIA CIVIL (MEC) Parceria: ESTBarreiro/IPS- ISE/UAlg OBJETIVO O objectivo do curso consiste na atribuição de uma especialização de natureza profissional, decorrente da continuação dos

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE MESTRADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA EMPRESARIAL DA FACULDADE DE DIREITO DE COIMBRA

REGULAMENTO DOS CURSOS DE MESTRADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA EMPRESARIAL DA FACULDADE DE DIREITO DE COIMBRA REGULAMENTO DOS CURSOS DE MESTRADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA EMPRESARIAL DA FACULDADE DE DIREITO DE COIMBRA (Aprovado pela Assembleia de Faculdade, em 16 de Janeiro de 2014) CAPÍTULO

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO (2º CICLO) EM ENGENHARIA ALIMENTAR

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO (2º CICLO) EM ENGENHARIA ALIMENTAR 1.1 REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO (2º CICLO) EM ENGENHARIA ALIMENTAR Ao abrigo do Decreto-Lei nº 74/2006 de 24 de Março, e do disposto na Deliberação nº 1487/2006 da Reitoria da Universidade Técnica

Leia mais

COORDENADOR Prof. Doutor Armando Vilas-Boas

COORDENADOR Prof. Doutor Armando Vilas-Boas COORDENADOR Prof. Doutor Armando Vilas-Boas CANDIDATURAS 1ª Fase: A partir de 1 de Abril a 1 de Agosto 2ª Fase: De 2 de Agosto a 31 de Outubro REQUISITOS/ ACESSOS Ser titular do grau de licenciado ou equivalente

Leia mais

Deliberação n.º 762/2003

Deliberação n.º 762/2003 Deliberação n.º 762/2003 de 27 de Maio Deliberação n.º 763/2003. - Por deliberação da Secção Permanente do Senado, em reunião de 5 de Fevereiro de 2003, foi aprovada a criação do curso de Mestrado em Ciências

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DOM AFONSO III. Regulamento do Mestrado em Marketing Comunicação Multimédia. Artigo 1º

INSTITUTO SUPERIOR DOM AFONSO III. Regulamento do Mestrado em Marketing Comunicação Multimédia. Artigo 1º INSTITUTO SUPERIOR DOM AFONSO III Regulamento do Mestrado em Marketing Comunicação Multimédia Artigo 1º O Instituto Superior Dom Afonso III (INUAF), concede o grau de Mestre na especialidade de Marketing,

Leia mais

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa do Instituto Politécnico de Lisboa Curso de Pós-Graduação em Qualidade na Saúde 3.

Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa do Instituto Politécnico de Lisboa Curso de Pós-Graduação em Qualidade na Saúde 3. Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa do Instituto Politécnico de Lisboa Curso de Pós-Graduação em Qualidade na Saúde 3.ª Edição 2014/2015 EDITAL A Escola Superior de Tecnologia da Saúde de

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE MESTRADO

REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE MESTRADO REGULAMENTO GERAL DOS CURSOS DE MESTRADO Preâmbulo Considerando o Decreto-Lei n.º 216/92 de 13 de Outubro; Considerando o Decreto-Lei n.º 16/94 de 22 de Janeiro; Considerando o Decreto-Lei n.º 42/2005

Leia mais

REGULAMENTO DO CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO GRAU DE MESTRE EM ANIMAÇÃO DIGITAL

REGULAMENTO DO CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO GRAU DE MESTRE EM ANIMAÇÃO DIGITAL REGULAMENTO DO CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO GRAU DE MESTRE EM ANIMAÇÃO DIGITAL CAPÍTULO I GRAU DE MESTRE Artigo 1.º Criação A ESAP Guimarães confere o grau de Mestre em Animação Digital. O ciclo de estudos

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM FISIOTERAPIA. ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO DE MOVIMENTO HUMANO (edição 2012-2014)

EDITAL MESTRADO EM FISIOTERAPIA. ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO DE MOVIMENTO HUMANO (edição 2012-2014) EDITAL MESTRADO EM FISIOTERAPIA ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO DE MOVIMENTO HUMANO (edição -) Nos termos do Decreto-Lei n.º 42/2005, de 22 de Fevereiro, do Decreto-Lei n.º 74/2006 de 24 de Março, com as alterações

Leia mais

MESTRADO EM FISCALIDADE

MESTRADO EM FISCALIDADE MESTRADO EM FISCALIDADE 1 - APRESENTAÇÃO Grau Académico: Mestre em Fiscalidade Duração do curso: 2 anos lectivos/ 4 semestres Número de créditos, segundo o Sistema Europeu de Transferência de Créditos:

Leia mais

GUIA DE CURSO MESTRADO GESTÃO / MBA

GUIA DE CURSO MESTRADO GESTÃO / MBA Universidade Aberta Departamento de Ciências Sociais e de Gestão Rua da Escola Politécnica, 141-147 1269-001 LISBOA PORTUGAL Equipa de Coordenação do Curso Coordenador: Professor Doutor Pedro Isaías Vice-Coordenadores:

Leia mais

REGULAMENTO ACADÉMICO. III. Disposições específicas para licenciaturas REG-001/V00

REGULAMENTO ACADÉMICO. III. Disposições específicas para licenciaturas REG-001/V00 III. Disposições específicas para licenciaturas Artigo 1º Concessão do Grau 1. O grau de licenciado é conferido aos que, através da aprovação em todas as unidades curriculares obrigatórias e optativas

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO (2º CICLO) EM ENGENHARIA ZOOTÉCNICA / PRODUÇÃO ANIMAL

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO (2º CICLO) EM ENGENHARIA ZOOTÉCNICA / PRODUÇÃO ANIMAL REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO (2º CICLO) EM ENGENHARIA ZOOTÉCNICA / PRODUÇÃO ANIMAL Ao abrigo do Decreto-Lei nº 74/2006 de 24 de Março, e do disposto na Deliberação nº 1487/2006 de 26 de Outubro, da

Leia mais

Instituto Superior de Engenharia de Lisboa

Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Regulamento dos cursos do ciclo de estudos conducente ao grau de licenciado O presente regulamento estabelece as normas que complementam as que decorrem do regime

Leia mais

SITUAÇÕES ESPECIAIS. Formação de Voluntários em Saúde. savlita 2015/16 DURAÇÃO DO CURSO OUTUBRO

SITUAÇÕES ESPECIAIS. Formação de Voluntários em Saúde. savlita 2015/16 DURAÇÃO DO CURSO OUTUBRO Universidade Católica Portuguesa - savlita SITUAÇÕES ESPECIAIS DURAÇÃO DO CURSO OUTUBRO 2015 a JUNHO 2016 ESTRUTURA DO CURSO Módulo 1 Voluntariado e Identidade Módulo 2 A saúde e a doença Módulo 3 Questões

Leia mais

Regulamento do curso de Pós-Graduação em Ciências da Educação especialização em Administração Educacional da Universidade da Madeira

Regulamento do curso de Pós-Graduação em Ciências da Educação especialização em Administração Educacional da Universidade da Madeira 1 Regulamento do curso de Pós-Graduação em Ciências da Educação especialização em Administração Educacional da Universidade da Madeira Artigo 1.º Enquadramento jurídico O presente articulado baseia-se

Leia mais

Universidade dos Açores Escola Superior de Enfermagem de Angra do Heroísmo

Universidade dos Açores Escola Superior de Enfermagem de Angra do Heroísmo 3ª EDIÇÃO PÓS-GRADUAÇÃO DE GESTÃO DE UNIDADES DE SAÚDE NOTA JUSTIFICATIVA O Curso de Pós-Graduação em Gestão de Unidades de Saúde é proposta da Escola Superior de Enfermagem de Angra do Heroísmo - Universidade

Leia mais

Regulamento de Acesso e Ingresso de Estudantes Internacionais. 1º, 2º e 3º ciclos do IST

Regulamento de Acesso e Ingresso de Estudantes Internacionais. 1º, 2º e 3º ciclos do IST Regulamento de Acesso e Ingresso de Estudantes Internacionais 1º, 2º e 3º ciclos do IST O Decreto- Lei nº 36/2014 de 10 de março regula o estatuto do Estudante Internacional (EEI). O Regulamento de Ingresso

Leia mais

ESCOLA NÁUTICA INFANTE D. HENRIQUE Paço de Arcos EDITAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA EM EXPLORAÇÃO DO TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE MERCADORIAS

ESCOLA NÁUTICA INFANTE D. HENRIQUE Paço de Arcos EDITAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO TECNOLÓGICA EM EXPLORAÇÃO DO TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE MERCADORIAS ESCOLA NÁUTICA INFANTE D. HENRIQUE Paço de Arcos EDITAL EM EXPLORAÇÃO DO TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE MERCADORIAS ANO LECTIVO 2008/2009 O Presidente do Conselho Directivo da Escola Náutica Infante D. Henrique,

Leia mais