Actividades de Natal "Auto de Natal"-cenas da vida de Jesus. Veja as Fotos»Pág..2

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Actividades de Natal "Auto de Natal"-cenas da vida de Jesus. Veja as Fotos»Pág..2"

Transcrição

1 Coordenador e Editor: Prof. André Pulão Edição: 07 Almada, Fevereiro de 2011 Newsletter Nº7 Ano Lectivo º e 2º Períodos Actividades de Natal "Auto de Natal"-cenas da vida de Jesus. Veja as Fotos»Pág..2 Aniversário No passado dia 8 de Outubro, realizaram-se ao longo do dia, uma variedade de actividades alusivas à data»pág.4 Próximas Actividades Divulgação Divulgação das principais actividades do 2º Período lectivo Com nova linha editorial e data de lançamento no início dos períodos lectivos, esta Newsletter pretende assim lançar as grandes actividades do 2º Período..»Pág.8 Corta-mato Percurso de Orientação As turmas do sétimo ano de escolaridade deslocaram-se ao Parque da Paz, num salutar convívio entre professores e alunos.»pág.6 Competição salutar em manhã diferente! As turmas dos 2º e 3º Ciclos e Secundário deslocaram-se ao Seminário de São Paulo, em Almada, para competir»pág.6 Plano Anual de Actividades Natal na Escola Época assinalada» P.2 e 3 Visitas de Estudo Complemento pedagógico»p.4 Feira de Geologia Pedras decorativas» P.6 Halloween Bancas assustadoras!!!» P.6 Torneios Escolares Desporto e saúde» P.6 Projecto Amigos do Ambiente As gotinhas em acção» P.7 Campanha de Solidariedade Texto de aluna finalista do nosso Externato sobre a Caritativa. Para reflectir.»pág.5 Espaço de Turmas Países do Planeta (Re)Descubra a Bélgica» P.4 Projecto Europeu Euronet 50/50 Turma do 6º A ambientalmente empenhada.»pág.5 São Martinho Feira da Ladra Negócios em alta Jogos Medievais»Pág.4

2 Festa de Natal Plano Anual de Actividades 1º Período Um Auto de Natal No dia 18 de Dezembro de 2010, pelas 18 horas, realizou-se, na Academia Almadense, a aguardada Festa de Natal. Desta vez, em moldes um pouco diferentes dos habituais. O espectáculo contou com a participação de professores, funcionários e alunos, que representaram e interpretaram cenas da vida do Menino e Jovem Jesus, retratando os primeiros anos da vida desta figura maior do Natal. O espectáculo desenrolou-se em quadros da vida de Jesus, que foram acompanhados e intervalados com interpretações musicais por parte do grupo coral Ars Musica. Na parte final, contou com a participação de pequenos cantores do nosso Externato. Este espectáculo, de cenários grandiosos e guarda-roupa exemplar, atingiu o seu epílogo quando o público foi surpreendido com uma interpretação do tema Adeste Fideles por parte da exvocalista dos Madredeus, Teresa Salgueiro, acompanhada pela Acordeonista Carisa Marcelino e pelo coro Ars Musica e alunos do Frei. Sem dúvida um excelente espectáculo, com forte pendor de introspecção, relativamente aos efectivos valores do Natal. Portas de Natal Portas Coroadas Dinamizado pelo grupo de Artes, o projecto "Portas de Natal" realizou-se, de novo, tendo como tema as tradicionais Coroas de Natal. Arte decorativa de raízes pagãs, teve origem nos povos da região germânica, que durante a escuridão do Inverno faziam a união de luzes ao redor das folhas verdes, na expectativa da Primavera que viria renovar a Natureza. Os cristãos assimilaram estas tradições, marcando a espera do Natal (nascimento de Jesus, luz do mundo) com a confecção de uma coroa luminosa. Esta actividade contou com o envolvimento activo das turmas, de cada ciclo, decorando e renovando o nosso espaço escolar.

3 Presépios Natal a diferentes escalas O presépio é uma tradição que remonta à época medieval, tendo sido o primeiro presépio da autoria de São Francisco de Assis, em 1223, quando o Santo mandou transportar para a floresta de Greccio, uma manjedoura, um boi e um burro, para melhor explicar o Natal às pessoas comuns. Variam em tamanho, alguns em miniatura, outros em tamanho real, tal como os presépios que embelezaram a nossa escola, um em escala real na fachada de entrada da nossa escola e outro em formato de maqueta de grandes dimensões, presente no átrio da sala de professores. Parabéns aos artistas do Frei. Celebração de Natal Último dia lectivo No último dia lectivo do primeiro período, 17 de Dezembro, realizou-se a Eucaristia, para os alunos do nosso Externato. Presidida pelo Padre Paulo Teia, membro da ordem dos Jesuítas, cativou os presentes com o seu dom da palavra. Esta celebração contou com elevado número de participantes e encerrou as actividades lectivas do primeiro período. Natal pela Escola P. 2 Frei Orientado Natal por todo o Frei Percurso de orientação... No passado dia 25 de Novembro, realizou-se, pelo segundo ano consecutivo, um percurso de orientação, contando com a participação das turmas do sétimo ano de escolaridade que exploraram o Parque da Paz, num salutar convívio entre professores e alunos. As turmas deslocaram-se ao local de uma forma ecológica, utilizando transportes públicos. A organização esteve a cargo das disciplinas de Geografia e Educação Física, que procuraram transmitir as regras, interesse e características da modalidade, promovendo destreza motora e a utilização de instrumentos de localização como a Bússola ou a Planta. No balanço final desta actividade, destaca-se a motivação e o interesse evidenciado pelos jovens e orientados praticantes do Frei. O Átrio junto à sala de professores acolheu de novo, este ano, várias actividades alusivas à quadra natalícia, nomeadamente o Correio de Natal, a Loja do Pai Natal, bem como toda uma variedade de objectos decorativos do espaço, já tradicionalmente o centro de actividade natalícia do Frei. Mais uma vez, professores, alunos e funcionários foram mimados com postais de Boas Festas, sendo igualmente de destacar toda a aconchegante decoração do espaço e o sucesso comercial da Loja do Pai Natal que contribuiu com 30 Euros para a causa da campanha de solidariedade referida nesta Newsletter.

4 Aniversário Aniversário Histórico Visitas de Estudo É já tradição, no dia 8 de Outubro, o Externato celebrar o seu aniversário na parte da manhã com discurso do Sr. Director, seguido de entrega de prémios aos melhores classificados em várias actividades lectivas e com o cantar dos parabéns ao nosso Externato. Desta vez, devido às condições climatéricas, a comemoração desenrolou-se no Ginásio 1. A festa foi abrilhantada por uma actuação de uma banda Pop/Rock, formada por alunos. De tarde, realizou-se uma actividade inovadora no nosso aniversário. O Grupo de Ciências Sociais e Humanas efectuou uma apresentação, no Anfiteatro, sobre a história do Externato, já com 54 anos. Neste participou igualmente uma banda formada por professores que interpretou temas das várias épocas abordadas, o que abrilhantou ainda mais uma viagem às nossas raízes e ideais. Escola em viagem Toda a escola, a partir do 2º Ciclo, saiu em viagens educativas ao longo do primeiro período. Os quintos anos visitaram a Fundação Gulbenkian Centro de Arte Moderna, em 17 de Novembro. Estes haviam já visitado a Esquadra do Pragal, no âmbito do programa Escola Segura, nos dias 27 e 28 de Outubro. Os sextos anos, tal como os nonos anos, aproveitaram os últimos dias de exposição Viva e República no dia 1 de Outubro e ficaram a conhecer melhor os últimos 100 anos da nossa História. Posteriormente, no dia 17 de Novembro, visitaram o Museu do Traje e o Parque do Monteiro-Mor, um dos mais antigos Jardins Botânicos do país. No que diz respeito aos sétimos anos a viagem foi a Constância. Visitaram o excelente Centro de Ciência Viva, centrado na área da Astronomia. O oitavo ano dirigiu-se ao Museu da Ciência, no período matinal, tendo passado o período vespertino no Museu do Traje. O secundário saiu, igualmente do dia 17 de Novembro. O décimo ano para o Museu da Lourinhã, e o décimo primeiro e o décimo segundo anos foram à fábrica de produção de produtos betuminosos para impermeabilização Imperalum. À tarde, visitaram um Templo Hindu. Feira da ladra Jogos de Feira Como é já tradição no Frei, realizou-se no passado dia 13 de Novembro, durante toda a tarde, mais uma actividade do São Martinho, com a denominada Feira da Ladra e também Jogos de Feira. Desta vez o tema central era a higiene, o que levou as turmas de terceiro ciclo da nossa escola a desenvolverem um original conjunto de jogos, muito divertidos e educativos sobre o referido tema. Para além disso o alunos dos primeiro e segundo ciclos realizaram as habituais actividades comerciais, tentando vender todo o tipo de velharias a colegas professores, funcionários e familiares. Por fim, o secundário juntou-se à festa com os comes e bebes, com especial destaque para as castanhas, típicas da época e da efeméride em causa.

5 Campanha O encontro do significado Caritativa... Uma palavra que nas camadas mais jovens surge fortemente conotada com a ideia do "ajudar os pobrezinhos". Para mim, e para muitos que como eu vivenciam periodicamente esta experiência, que se tornou algo presente e imprescindível na minha vida, a Caritativa é muito mais do que uma ajuda material a pessoas necessitadas. É claro que o estímulo inicial que me motivou a ir a Cacilhas, foi a preocupação em tentar assegurar recursos básicos, nomeadamente alimentos, a famílias que passam por grandes limitações financeiras, vivendo com uma baixa qualidade de vida, às vezes mesmo em condições de precariedade. Face aos inúmeros problemas com que as pessoas a que nos dirigimos se confrontam, eu senti-me tão pequenina e completamente impotente. Na verdade, quando conheci esta realidade de dificuldades, que em muito diverge da minha, aquele espírito do "vamos mudar o mundo" tornou-se algo ridículo e revelador de uma ingenuidade pateta. Foi esta percepção que me fez querer ultrapassar as barreiras da ilusão, das ideias que adoptamos para seguir confortavelmente a nossa vida sem desviar o olhar para o lado. (Neste sentido, julgo que é mais ignorante aquele que não quer saber do que o que não sabe). Bem, quando comecei a tornar a Caritativa um ponto fixo na minha vida, aquele sentimento de revolta que me dominava inicialmente foi-se dissipando gradualmente. Percebi, aos poucos, que o que me movia não podia ser a resignação face a um mundo de desigualdades sociais, mas sim uma felicidade pura que, quando me sentava sozinha no silêncio do meu quarto, transbordava no meu coração e me obrigava a reflectir sobre o verdadeiro significado da vida e sobre a inevitabilidade de o Homem ser um ser social. Esta consciencialização individual fez-me crescer humanamente com base nas minhas próprias experiências e em cada aprendizagem que retirava delas. Aquela alegria que me dominava, e cuja origem desconhecia, é a certeza inconsciente de que a Caritativa é muito mais do que uma "boa acção", sendo para mim uma fonte de enriquecimento interior e uma bengala para a minha vida. A comoção que sinto ao percepcionar que cinco minutos do meu tempo valem ouro para uma pessoa idosa e/ou doente, que vive sozinha, é inexplicável e vale qualquer esforço. O mau feitio do senhor Zé, a humildade da D. Fernanda, o humor da D. Esmeralda e o amor incondicional da D. São, são tudo o que me faz levantar do sofá e querer entrar na vida destas pessoas. A correspondência pelas pequenas coisas que constituem a vida desta gente, fez-me sentir verdadeiramente importante e útil, querer entregar, de coração aberto, o meu tempo que, só por isto, se tornou muito mais valioso. A pequenez material transformou-se num desejo gigante de partilha, sendo que um mero gesto me parece um verdadeiro sinal de amor. A Caritativa ensinou-me a não ser pobre de espírito e a arregaçar as mangas. Desta forma, vou-me conhecendo a mim mesma e definindo convicções enquanto "eu" inserida no mundo real. Assim, e retomando o ponto de partida, concluo que a Caritativa é muito mais do que uma ajuda material por obrigação ou por seguir o que é correcto, é uma experiência de vida que assume um significado concreto. Margarida Serôdio, 12º ano

6 Halloween Feira de Geologia Corta-Mato Torneios Internos Bancas assustadoras No dia 30 de Novembro festejámos o Dia das Bruxas, com uma festa no pátio do liceu. As turmas dos 1º e 2º ciclos e 7ºs anos, desfilaram, cantaram e dançaram Foi uma festa divertida, com o objectivo de conhecermos e comemorarmos uma tradição inglesa e americana. Os alunos fizeram pesquisas e trabalharam este tema nas aulas de Língua Inglesa (1º ciclo) e Área de Projecto (1º e 2º ciclos e 7ºs anos). Este ano, não houve vencedores, nem vencidos Parabéns a todos pelo excelente trabalho! "Congratulations to all for the excellent work!" Profª Cristina Passarinho Minerais brilhantes... A habitual feira de Geologia, dinamizada pelo Departamento de Ciências Físico-Naturais, realizou-se na passada semana de 30 de Novembro a 7 de Dezembro. Mais uma vez muito visitada pelos entusiastas da área, coleccionadores, compradores natalícios ou simplesmente curiosos, demonstrou novamente a grande variedade e riqueza natural e estética destes corpos naturais sólidos. Correr para a saúde física e mental... Inserida no Plano Anual de Actividades, realizou-se no passado dia 14 de Janeiro a prova de Corta-Mato Escolar do nosso Externato. Como todas as actividades desportivas que realizamos ao longo do ano lectivo, procuramos desenvolver as competências dos alunos ao nível das capacidades físicas e mentais e também a promoção do convívio salutar entre si e entre estes e a comunidade escolar. Cremos que esses objectivos foram plenamente atingidos. Parabéns a todos os alunos/atletas participantes. Uma palavra muito especial para os alunos do 12º Ano que foram uma ajuda preciosa na organização da prova, preparando o espaço, no controlo da prova (tendo sido colocados em determinados pontos estratégicos), na segurança do espaço em redor do praticável, na motivação dos concorrentes e na recolha dos resultados finais. Prof. Joaquim Silva Emoção e competição... Decorreu entre os dias 10 e 14 de Janeiro a primeira fase dos torneios internos envolvendo as modalidades de Voleibol e de Badminton. No Voleibol, uma vez mais, prevaleceu a emoção. Sempre apoiados por um público entusiasta, todos os jogadores deram o seu melhor para que a sua equipa se saísse bem. No Badminton, a técnica aliou-se ao sentido de superação e o espectáculo ficou a ganhar. No final, prevaleceu a satisfação do ganho por, de alguma forma, se ter participado.

7 Projecto Europeu Espaço Turmas Euronet 50/50... A turma do 6º A foi escolhida para representar o Externato Frei Luís de Sousa no projecto patrocinado pela União Europeia Euronet 50/50. É um projecto de poupança de energia e do ambiente, porque se pouparmos energia as centrais termoeléctricas poluem menos, logo, gastam menos carvão. Também temos como objectivo poupar dinheiro, por isso é que é 50/50 metade para o ambiente e metade para nós. Como é óbvio, nós não podemos fazer tudo sozinhos, por isso o projecto está distribuído por 9 países e 50 escolas. Assim, como somos muitos, é mais fácil pouparmos. Durante o ano lectivo, a turma irá recolher dados e, com eles, tentar ver qual a melhor forma de poupar electricidade, água e gás em todo o Externato, para que todos os professores, alunos e funcionários possam ajudar de diversas maneiras. Ajuda-nos a poupar energia!!! A turma do 6º A Amigos do Ambiente A Gotinha, Ping Ping A gota de água Ping Ping foi à Infantil, na companhia de umas quantas amigas gotinhas e outras tantas personagens do nosso Planeta, juntar-se ao clube Os Amigos do Planeta. À espera, estavam já umas gotículazinhas, quais arco-íris irradiando cor a toda a volta! A mensagem foi recheada de adivinhas, poemas, diálogos com passarinhos e bolinhas de sabão, meninos chapinhando em poças de água e melodias de encantar vindas algures de uma qualquer nuvem repleta de anjinhos. A manhã foi como que mágica, ou não tivessem as crianças a incrível capacidade de ver com olhos de fantasia! Já a Ping Ping que estava um pouco atrasada foi até à sua nuvem, onde as manas a esperavam, para ir levar um bocadinho de água às flores de um jardim! Todos gostámos muito! O Planeta agradece e nós vamos repetir!!! Profª. Gina Pires Bélgica Localização: Europa ocidental, fazendo fronteira com França, Luxemburgo, Holanda e Alemanha e sendo banhada pelo Mar do Norte. A Bélgica também é conhecida por ser um dos países baixos. Área: km 2 Relevo: País com relevo pouco acidentado, dividido em 3 regiões. Uma primeira, com 67 km de planície que se estendem pela costa do Mar do Norte; uma segunda região, com planaltos que ocupam a parte central do país; sendo, por último, a região mais acidentada, as Ardenas, cujo ponto mais alto é o Signal de Botrange (com 694 m).

8 Rios: Os principais rios são: Escalda e Mosa. Clima: Temperado Marítimo. As temperaturas médias de Verão rondam os 25 o C e as de Inverno rondam os 7 o C. Vegetação: Florestas (floresta Soignes que faz parte da floresta de Charbonnière que é famosa pelas suas faias), zonas arborizadas e também diversas pastagens. População: habitantes, tendo vindo a aumentar ao longo dos anos (a taxa de crescimento populacional é de 0,15%). A esperança média de vida da população belga é cerca de 79 anos. A população está dividida em dois grupos: os valões e os flamengos, que falam francês e neerlandês, respectivamente, existindo um grupo minoritário que fala alemão. População Urbana e Rural: 97% dos habitantes vivem na cidade e os restantes 3% habitam nos campos. Principais Cidades: Bruxelas (capital do país), Tournai, Gante, Antuérpia, Bruges, Liège e Namur. Regime Político Actual: Monarquia constitucional Curiosidades: 1. O hino belga chama-se "La Brabançonne". 2. O lema belga é " L'union fait la force". 3. O chocolate belga é conhecido pela sua alta qualidade. 4. Um prato tradicional belga é Moules Frites (mexilhões acompanhados com batatas fritas). 5. As aventuras de Tintim foram escritas por um escritor belga, Georges Rémi (mais conhecido por Hergé). 6. O famoso pintor Rubens era belga. 7. O santo cervejeiro: Santo Arnold é o padroeiro dos cervejeiros belgas. No século XI, durante uma peste, ele aconselhou as pessoas a beberem cerveja em vez de água, o que salvou muitas vidas: a água estava contaminada pelas ratazanas. A temperatura elevada a que a cerveja é aquecida durante a sua produção mata os germes. Calendário As datas do 2º Período Trabalho realizado por Catarina Artilheiro e Mariana Fernandes 8º B (Adaptado) Agenda - 2º Período Este segundo período será, sem dúvida, fundamental para o percurso escolar dos alunos, pois constituise como o mais longo do ano lectivo 2010 / Teve início no dia 3 de Janeiro e irá prolongar-se até 8 de Abril. É de destacar ainda uma interrupção lectiva para as festividades do Entrudo entre os dias 7 e 9 de Março. Exposições Rosa-dos-ventos ao peito No átrio da sala dos professores, a comunidade escolar do Frei fica convidada a visitar e apreciar os trabalhos realizados pelos alunos ao longo do primeiro período, nomeadamente os Diários de Bordo das visitas de estudo realizadas, concebidos na disciplina de Estudo Acompanhado, e os Crachás com Rosas-dos-ventos, construídos na disciplina de Educação Tecnológica pelos alunos do sétimo ano, com o intuito de serem utilizados no dia do percurso de orientação realizado no primeiro período.

9 Dia de São Valentim Corta-mato Concelhio O Romance na escola No dia 14 Fevereiro realizou-se a actividade prevista para assinalar o dia de São Valentim. Os Alunos do Frei foram convidados a escrever cartas ou postais nas aulas de Inglês, de Língua Portuguesa, de Francês e de Espanhol, para posteriormente enviarem a quem desejassem. Além de ser uma actividade divertida, é desenvolvida a importante competência da escrita em todas as áreas linguísticas. Competição inter-escolas Como consequência dos resultados do Corta Mato Escolar e de acordo com o estabelecido em reunião do Departamento de Educação Física, foram apurados representantes do nosso Externato para o Corta-Mato Concelhio que se realizou no dia 27 de Janeiro de Entraram nesta competição os alunos classificados nos cinco primeiros lugares de cada escalão, com excepção dos juvenis femininos e masculinos do 11º ano, devido à realização do Teste Intermédio de Matemática nesse mesmo dia. Carnaval Festa pré-medieval Visitas de Estudo No dia 4 de Março, como vem sendo hábito no nosso Externato, realiza-se a festa de Carnaval. Este ano o Entrudo do Frei servirá de antecâmara para a festa de final de ano do Externato, onde se realizará uma feira medieval. Assim, o Carnaval deste ano será temático, pedindo-se a todos os presentes que trajem dentro da época medieval, servindo esses mesmos trajes para a posterior Feira Medieval. Próximas visitas previstas No dia 15 de Março os alunos dos 2º e 3º ciclos deslocar-se-ão ao exterior, para as aguardadas visitas de estudo. O sétimo ano desloca-se a Miróbriga, imponente sítio arqueológico. Já os oitavos anos deslocam-se à Coudelaria Real de Alter do Chão, onde poderão assistir, entre outras, a actividades da falcoaria. Por fim, os nonos anos visitam as exposições presentes no Museu da Electricidade e Pavilhão do Conhecimento. Teatro Peças em Análise... Neste segundo período, o Departamento de Línguas irá proporcionar aos alunos do 3º ciclo uma experiência teatral relacionada com as obras em análise na disciplina de Língua Portuguesa. As turmas do sétimo ano de escolaridade deslocam-se à companhia O Sonho para assistirem à representação da peça O Cavaleiro da Dinamarca. Já os alunos do nono ano deslocar-se-ão ao Mosteiro dos Jerónimos para assistir, nos seus claustros, à representação do Auto da Barca do Inferno, pela companhia Artefilmes. Seguir-se-á, no terceiro período, o oitavo ano. Dia da Mulher As Mulheres da República Em Março, realiza-se, em data posterior ao Dia da Mulher, pelo facto de este coincidir com o dia de Carnaval, em plenas férias escolares, uma exposição sobre as grandes figuras femininas da República, assinalando assim a efeméride deste ano lectivo, referente ao centenário da implantação da República em Portugal.

10 Concurso Ortografia 1ª fase 25 de Março Em nova edição, após o sucesso de anos anteriores, realiza-se de novo o Concurso de Ortografia. Numa primeira fase, no dia 25 de Março, todas as turmas dos 2º e 3º Ciclos vão testar o seu conhecimento gramatical ao nível da competência da escrita. Os apurados irão representar o nosso colégio no terceiro período, em competição inter-escolas a realizar este ano no Colégio do Vale. Competições Química, Física, Pmat e Redemat Semana da Cultura Neste segundo período lectivo, os alunos encontram-se envolvidos numa variedade de competições didáctico-lúdicas envolvendo diversas disciplinas do currículo que terão o seu culminar em finais e semifinais. Assim, realizar-se-ão semi-finais das Olimpíadas da Química, para o 8º e 9º ano, no dia 2 de Abril e as semi-finais da Física para o 9º ano, no dia 7 de Maio. Destaque ainda para as eliminatórias a realizar do Pmat e Língua Em Rede no dia 2 de Março. Cultura e Conhecimento Após o sucesso, a todos os níveis, da primeira edição deste final de período diferente, a Semana da Cultura regressa este ano em versão aumentada e melhorada, a realizar-se na semana de 4 a 8 de Abril. Tudo aponta para que este seja o ponto alto e culminar do 2º período com uma enorme variedade de actividades, com torneios escolares, actividades lúdicas preparadas por todos os departamentos, debates, conferências, jogos didácticos e muitas outras surpresas que o tesouro do conhecimento nos reserva. Workshop Jornal de Notícias Café Concerto Baile de Finalistas Os alunos dos oitavos anos vão construir, no dia 3 de Março, a primeira página de um jornal. A matéria da imprensa é leccionada no 7º, 8º e 9º ano na disciplina de Língua Portuguesa. Assim, assume-se esta actividade como uma mais-valia para os alunos conhecerem o interior de um jornal e ter a experiência de redigir uma página do mesmo, baseada nas notícias reais do dia da visita, 2 de Abril. Espectáculo surpresa Funcionando como actividade de encerramento da Semana da Cultura, irá realizar-se no sábado, 9 de Abril, pelas 21 horas, a actividade Café Concerto. Todo o conteúdo deste espectáculo surpresa permanece no segredo dos deuses, tendo os Directores de Turma dos nonos anos, turmas responsáveis por esta actividade, referido que o tema deste ano se insere no tema de escola referente à época medieval. Despedida em grande estilo No próximo dia 2 de Abril, irá realizar-se o tradicional baile de finalistas do 12º Ano do nosso Externato. Aguarda-se, com expectativa, este momento de emoção no percurso académico, no caso de muitos alunos, há mais de uma década a frequentar o Frei. Bora lá Conferência No Anfiteatro da escola, os alunos do oitavo ano de escolaridade, serão convidados a assistir a uma conferência com o Dr. Rui Cardoso, autor do livro Ser bom aluno, bora lá. O livro foi abordado nas aulas de Estudo Acompanhado e serve de guia prático para ajudar o aluno a alcançar o sucesso pretendido. Externato Frei Luís de Sousa 7 Edição 1º/2º Período 2010/2011

Plano Anual de Atividades 2014-2015 Departamento de Ciências Humanas

Plano Anual de Atividades 2014-2015 Departamento de Ciências Humanas Visita de estudo Geografia Conhecer o funcionamento de uma unidade industrial; Reconhecer a importância da atividade industrial na economia. Geografia e Alunos do 9º Ano Unidade Industrial 2ºPeríodo Visita

Leia mais

Externato Cantinho Escolar. Plano Anual de Atividades

Externato Cantinho Escolar. Plano Anual de Atividades Externato Cantinho Escolar Plano Anual de Atividades Ano letivo 2014 / 2015 Pré-escolar e 1º Ciclo Ação Local Objetivos Atividades Materiais Recursos Humanos Receção dos Fomentar a integração da criança

Leia mais

Conhecer, sentir e viver a Floresta

Conhecer, sentir e viver a Floresta Projeto de Sensibilização e Educação da População Escolar Conhecer, sentir e viver a Floresta 2011-12 Floresta, Fonte de Vida Guia das Atividades - - Dia de S. Martinho, Castanhas e Castanheiros - Dia

Leia mais

BOAS FÉRIAS, LÊ, JOGA E DIVERTE-TE!

BOAS FÉRIAS, LÊ, JOGA E DIVERTE-TE! JUNHO 2014 BOAS FÉRIAS, LÊ, JOGA E DIVERTE-TE! Caros leitores e leitoras, A presente edição é a última do Jornal Caça Notícias do Agrupamento de Escolas Roque Gameiro, mas não se preocupem, continuarão

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede 1. Identificação DEPARTAMENTO: Pré-Escolar PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES - PROPOSTA DE ACTIVIDADES ANO LECTIVO - 2010 / 2011 Coordenador(a):

Leia mais

EXTERNATO DO PARQUE CALENDÁRIO ESCOLAR PELA VIA DO CORAÇÃO E DO AMOR

EXTERNATO DO PARQUE CALENDÁRIO ESCOLAR PELA VIA DO CORAÇÃO E DO AMOR EXTERNATO DO PARQUE CALENDÁRIO ESCOLAR PELA VIA DO CORAÇÃO E DO AMOR 2013/2014 O Externato do Parque, usando a Pedagogia de Paula Frassinetti, procura Fazer da criança a razão de ser da Escola Criar um

Leia mais

INTRODUÇÃO. Projecto Curricular de Turma SALA DO ATL

INTRODUÇÃO. Projecto Curricular de Turma SALA DO ATL INTRODUÇÃO A Educação não formal distingue-se, nas últimas décadas da Educação formal ou ensino tradicional, uma vez que confere outro tipo de reconhecimento, organização, qualificação e estrutura. A Educação

Leia mais

plano anual de educação ambiental

plano anual de educação ambiental plano anual de educação ambiental 2009/2010 complexo de educação ambiental da quinta da gruta PROGRAMA FAMÍLIAS Grelha Resumo por Sector Sector Rios/Espaços Verdes Animais Dias comemorativos Férias Datas

Leia mais

Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida

Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida SETEMBRO Regresso à escola/adaptação Facilitar a adaptação/readaptação ao jardim de infância Negociar e elaborar a lista de regras de convivência Diálogo sobre

Leia mais

O GRUPO DE EMRC E OS FRUTOS DO PROJETO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL COLÉGIO AMIGO (2013.2014)

O GRUPO DE EMRC E OS FRUTOS DO PROJETO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL COLÉGIO AMIGO (2013.2014) O GRUPO DE EMRC E OS FRUTOS DO PROJETO DE RESPONSABILIDADE SOCIAL COLÉGIO AMIGO (2013.2014) Recolha de Alimentos: Dia Mundial para a Erradicação da Pobreza (mês de outubro) No ano letivo que se encerra,

Leia mais

Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-Escolar de São Vicente Plano Anual de Actividades 2007/2008

Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-Escolar de São Vicente Plano Anual de Actividades 2007/2008 Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-Escolar de São Vicente Plano Anual de Actividades 2007/2008 Objectivos gerais: - Proporcionar o diálogo e o respeito pelas pessoas mais velhas. - Desenvolver o espírito

Leia mais

Gestor de Atividades e Recursos Educativos

Gestor de Atividades e Recursos Educativos 21/01/ Imprimir atividade Gestor de Atividades e Recursos Educativos Agrupamento de Escolas de Data Atividade Público Alvo Início Término Préescolar Titulo, Tipologia, Proponente, Escola Desafios da Matemática

Leia mais

Como Católica, radica toda a sua missão e visão na mensagem de Jesus Cristo que. ilumina o Ser e o Saber humano.

Como Católica, radica toda a sua missão e visão na mensagem de Jesus Cristo que. ilumina o Ser e o Saber humano. O Colégio de Santa Clara é uma Escola Católica Franciscana Hospitaleira. Como Escola, é para a pessoa e da pessoa. Como Católica, radica toda a sua missão e visão na mensagem de Jesus Cristo que ilumina

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LETIVO 2014/2015 O NOSSO PROJETO CRESCER COM ARTE

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LETIVO 2014/2015 O NOSSO PROJETO CRESCER COM ARTE PLANO ANUAL DE ATIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LETIVO 2014/2015 O NOSSO PROJETO CRESCER COM ARTE CALENDARIZAÇÃO ATIVIDADES OBJETIVOS RECURSOS 1 3 de setembro 14h -16h 3 de setembro 19h Acolhimento

Leia mais

Empreender para Crescer

Empreender para Crescer Empreender para Crescer R. Miguel Coelho Chief EntusiastPersonalBrands Caros Pais e Encarregados de Educação, este ano lectivo, por iniciativa da Assoc. Pais do Colégio, vai iniciar-se em Novembro uma

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Plano Anual de Atividades 1º Período setembro novembro 10 Receção aos alunos Toda a Comunidade Escolar Todos Departamentos 10 Início do ano letivo Comemoração do início do Outono visita à Quinta da Eira

Leia mais

5ª Edição do Projeto "Energia com vida"

5ª Edição do Projeto Energia com vida 5ª Edição do Projeto "Energia com vida" Maria Isabel Junceiro Agrupamento de Escolas de Marvão No presente ano letivo 2014-15, quatro turmas do Agrupamento de Escolas do Concelho de Marvão (8º e 9º anos),

Leia mais

OBJETIVOS DO PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2013-2014. Promover a participação dos Encarregados de Educação no processo de ensino e aprendizagem dos alunos

OBJETIVOS DO PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2013-2014. Promover a participação dos Encarregados de Educação no processo de ensino e aprendizagem dos alunos OBJETIVOS DO PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2013-2014 Promover o sucesso académico Reforçar a organização, coordenação e articulação curricular Promover a participação dos Encarregados de Educação no processo

Leia mais

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA JARDIM DE INFÂNCIA Nº1 PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PROJETO: CHUVA DE CORES

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA JARDIM DE INFÂNCIA Nº1 PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PROJETO: CHUVA DE CORES COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA JARDIM DE INFÂNCIA Nº1 PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PROJETO: CHUVA DE CORES INTRODUÇÃO «Será a emergência do sentido e conteúdo curricular

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES 2015/2016. Associação Sénior de Odivelas

PLANO DE ATIVIDADES 2015/2016. Associação Sénior de Odivelas PLANO DE ATIVIDADES 2015/2016 Associação Sénior de Odivelas A Universidade Sénior de Odivelas é um projecto inovador que tem por base a promoção da qualidade de vida dos seniores de Odivelas, fomentando

Leia mais

Clube de Francês / Oficina de Francês (Sala Virtual)

Clube de Francês / Oficina de Francês (Sala Virtual) Agrupamento de Escolas de Santo André, Santiago do Cacém Código: 135513 NIFPC: 600075907 Escola Secundária Padre António Macedo Clube de Francês / Oficina de Francês (Sala Virtual) 2007/2014 Luísa Maria

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Plano Anual de Atividades A Casinha Brincalhona, Creche Lda Urb. Pisolar, LT 31, Alto do Pacheco 8500 Portimão www.acasinhabrincalhona.com Educadora Ângela Soares Educadora Rita Almeida 2015/2016 Plano

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Samora Correia 2011/2012

Agrupamento de Escolas de Samora Correia 2011/2012 Plano Anual de Actividades Jardins de Infância Organização do Ambiente Educativo e espaços comuns. (de 4 a 09-09-2011) Cada educadora prepara a sua sala Organizar o Ambiente Educativo educadoras. Observação

Leia mais

Plano Anual de Atividades (2014/2015) Intervenientes Calendarização Objetivos da Atividade. 1º Período Setembro de 2014

Plano Anual de Atividades (2014/2015) Intervenientes Calendarização Objetivos da Atividade. 1º Período Setembro de 2014 Plano Anual de Atividades (2014/2015) Atividade Curricular Intervenientes Calendarização Objetivos da Atividade 1º Período Setembro de 2014 Início do ano lectivo /Pais 1ª Quinzena de Setembro Reunião de

Leia mais

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES CRECHE ANO LECTIVO 2014 / 2015 - Tema transversal a trabalhar ao longo do ano: A Magia do Circo DATAS A SALIENTAR

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES CRECHE ANO LECTIVO 2014 / 2015 - Tema transversal a trabalhar ao longo do ano: A Magia do Circo DATAS A SALIENTAR MÊS Setembro TEMA Adaptação das Crianças PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES CRECHE ANO LECTIVO 2014 / 2015 - Tema transversal a trabalhar ao longo do ano: A Magia do Circo DATAS A SALIENTAR ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Plano Anual de Atividades Objetivos Atividades Responsáveis Datas Recursos Avaliaçõe s Promover o convívio entre os elementos da comunidade educativa Proporcionar momentos de alegria e partilha Recepção

Leia mais

Projeto Curricular do 1.º Ciclo

Projeto Curricular do 1.º Ciclo Projeto Curricular do 1.º Ciclo Tema Felizes os que constroem a vida na verdade e no bem. INTRODUÇÃO Este ano letivo 2014/2015 ficou definido como tema geral Felizes os que constroem a vida na verdade

Leia mais

JORNADAS CULTURAIS 2011

JORNADAS CULTURAIS 2011 JORNADAS CULTURAIS 2011 PROGRAMA na ESCOLA-SEDE 7 de Abril, 5ª feira 9h05 13h00: Colheita / Dádiva de Sangue Grupo de Biologia e Geologia e Instituto Português do Sangue Salas LF4 e PF4 (Bloco 4) Comunidade

Leia mais

Equipa de Animação Pedagógica Mosteiro dos Jerónimos e Torre de Belém

Equipa de Animação Pedagógica Mosteiro dos Jerónimos e Torre de Belém Visita com Atelier -Animais do Mundo Era uma vez um rei chamado Manuel I que gostava de animais... Vamos através da história deste Mosteiro, conhecer os animais que no séc. XVI chegavam a Lisboa vindos

Leia mais

Plano Anual de Atividades CRECHE/JARDIM DE INFÂNCIA/CATL 2013-2014

Plano Anual de Atividades CRECHE/JARDIM DE INFÂNCIA/CATL 2013-2014 Fundação Centro Social de S. Pedro de, FCSR Plano Anual de Atividades CRECHE/JARDIM DE INFÂNCIA/CATL 2013-2014 Atividade Objetivos Recursos Calendarização Local Receção e acolhimento das crianças que vão

Leia mais

Com a Saúde não se Brinca Embaixadores para a Saúde. Aniversário da Escola No passado dia 8 de Outubro, o

Com a Saúde não se Brinca Embaixadores para a Saúde. Aniversário da Escola No passado dia 8 de Outubro, o Coordenadores: Prof. Miguel Feio Prof. André Pulão Editor: Prof. Miguel Feio www.freiluisdesousa.pt Edição: 05 Almada, Janeiro de 2010 Newsletter Nº5 Ano Lectivo 2009 2010 1º Período Aniversário da Escola

Leia mais

Pré-Projeto de Educação Ambiental

Pré-Projeto de Educação Ambiental Pré-Projeto de Educação Ambiental Vamos Descobrir e Valorizar o Alvão Ano 2014/15 Centro de Informação e Interpretação Lugar do Barrio 4880-164 Mondim de Basto Telefone: 255 381 2009 ou 255 389 250 1 Descobrir

Leia mais

VAMOS CONSTRUIR UMA CIDADE

VAMOS CONSTRUIR UMA CIDADE VAMOS CONSTRUIR UMA CIDADE Versão adaptada de Eugénio Sena para Wir Bauen Eine Stadt de Paul Hindemith 1. MARCHA (Entrada) Uma cidade nossa amiga Não queremos a cidade antiga. Nós vamos pensar tudo de

Leia mais

Calendarização Atividade Objetivos Responsáveis Destinatários 1º PERÍODO

Calendarização Atividade Objetivos Responsáveis Destinatários 1º PERÍODO 1 Calendarização Atividade Objetivos Responsáveis Destinatários 1º PERÍODO Setembro Acolhimento das crianças - Integração e adaptação das crianças ao Centro Infantil Setembro Reunião de Pais e Encarregados

Leia mais

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012 PROGRAMA DE VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012 VOLUNTARIADO SERRALVES EM FESTA 2012 Preparado para mais um Serralves em Festa? É já nos dias 2 e 3 de Junho que se realiza mais uma edição do Serralves

Leia mais

Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social. O Projeto Social Luminando

Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social. O Projeto Social Luminando Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social O Projeto Social Luminando O LUMINANDO O Luminando surgiu como uma ferramenta de combate à exclusão social de crianças e adolescentes de comunidades

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSEFA DE ÓBIDOS DEPARTAMENTO DO PRÉ-ESCOLAR

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSEFA DE ÓBIDOS DEPARTAMENTO DO PRÉ-ESCOLAR AGRUPAMENTO DE ESCOLAS JOSEFA DE ÓBIDOS DEPARTAMENTO DO PRÉ-ESCOLAR PLANO DE ACTIVIDADES 2006/2007 INTENCIONALIDADE EDUCATIVA O menino tem a capacidade rara de maravilhar-se, de inventar a realidade para

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Ano Letivo 2013/2014. Resposta Social: Creche

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Ano Letivo 2013/2014. Resposta Social: Creche Ano Letivo 2013/2014 Mês Dia Atividade Intenções Pedagógicas Intervenientes Setembro 02 23 a 27 01 Início do Ano Letivo Semana Comemorativa da Chegada do outono Dia Nacional da Água - Festejar a chegada

Leia mais

MINISTÉRIO DO AMBIENTE

MINISTÉRIO DO AMBIENTE REPÚBLICA DE ANGOLA MINISTÉRIO DO AMBIENTE O Ministério do Ambiente tem o prazer de convidar V. Exa. para o Seminário sobre Novos Hábitos Sustentáveis, inserido na Semana Nacional do Ambiente que terá

Leia mais

]ÉÜÇtÄ wt XávÉÄt. Nossas ações durante o ano de 2013. Informativo Anual das ações da ESCOLA MUNICIPAL DR. ANTÔNIO RIBEIRO. Leitura livre.

]ÉÜÇtÄ wt XávÉÄt. Nossas ações durante o ano de 2013. Informativo Anual das ações da ESCOLA MUNICIPAL DR. ANTÔNIO RIBEIRO. Leitura livre. ]ÉÜÇtÄ wt XávÉÄt Informativo Anual das ações da ESCOLA MUNICIPAL DR. ANTÔNIO RIBEIRO. ANO 2013-1ª EDIÇÃO A equipe gestora está sempre preocupada com o desempenho dos alunos e dos educadores, evidenciando

Leia mais

Plano de Acção 2010-11. Escola Básica 2.3 Professor Noronha Feio Queijas, Oeiras. Página 1 de 7

Plano de Acção 2010-11. Escola Básica 2.3 Professor Noronha Feio Queijas, Oeiras. Página 1 de 7 Página 1 de 7 Diagnóstico Objectivos Diagnóstico Acções Recursos Intervenientes Calendarização Água Resíduos Energia Transportes Biodiversidade Mar Plano de Acção Elementos do Plano de Acção Temas em que

Leia mais

http://www.aege.pt/avaliacao/lists/avaliar%20plano%20de%20actividades%201%2...

http://www.aege.pt/avaliacao/lists/avaliar%20plano%20de%20actividades%201%2... Page 1 of 17 Documentos e listas Criar Definições do site Ajuda Até AEGE Autoavaliação Avaliar Plano de Actividades 1.º Per - 2010-2011 Seleccione uma vista Descrição geral Resumo gráfico Todas as respostas

Leia mais

Ano 14 N.º 22 Sector de Educação Junho de 2010. Jornal da Pediatria. Centro Hospitalar Barreiro Montijo, E.P.E.

Ano 14 N.º 22 Sector de Educação Junho de 2010. Jornal da Pediatria. Centro Hospitalar Barreiro Montijo, E.P.E. Ano 14 N.º 22 Sector de Educação Junho de 2010 Jornal da Pediatria Centro Hospitalar Barreiro Montijo, E.P.E. Serviço de Pediatria do Hospital Nossa Senhora do Rosário Olá amiguinhos. 2010 tem sido um

Leia mais

Objectivos Proporcionar experiências musicais ricas e diversificadas e simultaneamente alargar possibilidades de comunicação entre Pais e bebés.

Objectivos Proporcionar experiências musicais ricas e diversificadas e simultaneamente alargar possibilidades de comunicação entre Pais e bebés. O estudo do desenvolvimento musical da criança é um campo de trabalho privilegiado pela CMT, tendo em conta o perfil curricular de alguns dos seus elementos, com ligações ao meio universitário. Um pouco

Leia mais

Relatório de Monitorização do Regime de Fruta Escolar. Ano lectivo 2010/2011

Relatório de Monitorização do Regime de Fruta Escolar. Ano lectivo 2010/2011 Relatório de Monitorização do Regime de Fruta Escolar Ano lectivo 2010/2011 Apreciação Geral A aplicação do Regime de Fruta Escolar (RFE) em Portugal tem os seguintes objectivos gerais: Saúde Pública:

Leia mais

Figo: «Objetivo é ajudar quem precisa»

Figo: «Objetivo é ajudar quem precisa» MEIO: WWW.RECORD.PT CORES P&B DATA: 9 DE DEZEMBRO DE 2013 Figo: «Objetivo é ajudar quem precisa» Luís Figo recebeu quase mil crianças na festa de Natal da sua Fundação, no Circo Aquático Show, em Lisboa.

Leia mais

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES (3ª ACTUALIZAÇÃO)

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES (3ª ACTUALIZAÇÃO) AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PÚBLICAS DO CONCELHO DE PROENÇA-A-NOVA (3ª ACTUALIZAÇÃO) (3ª Actualização JULHO/2008) 1 Mês: Abril/2008 ANULAR (Estava na 1ª versão sem data) ANULAR (estava na 2ª versão para o 3º

Leia mais

PLANO EDUCATIVO MUNICIPAL

PLANO EDUCATIVO MUNICIPAL MUNICÍPIO DE VOUZELA PLANO EDUCATIVO MUNICIPAL 2014/2015 Designação da Formação Toxicodependências Programa de Respostas Integradas As Crianças Marcam a Diferença! Natação 1º Ciclo Prolongamento de Horário

Leia mais

SANTA TERESA DE JESUS, UMA APROXIMAÇÃO PEDAGÓGICO-PASTORAL Por ocasião do V Centenário do Nascimento de Santa Teresa de Jesus, o Colégio Teresiano

SANTA TERESA DE JESUS, UMA APROXIMAÇÃO PEDAGÓGICO-PASTORAL Por ocasião do V Centenário do Nascimento de Santa Teresa de Jesus, o Colégio Teresiano 1 SANTA TERESA DE JESUS, UMA APROXIMAÇÃO PEDAGÓGICO-PASTORAL Por ocasião do V Centenário do Nascimento de Santa Teresa de Jesus, o Colégio Teresiano assumiu o compromisso de fazer memória da vida singular

Leia mais

Externato Flor do Campo

Externato Flor do Campo QUADRO NORMATIVO - 2010/2011 Externato Flor do Campo O MELHOR AMBIENTE PARA O SEU FILHO É pena perder-se em adulto o contacto com a criança que existe dentro de nós, com a criança que sonha, que fantasia,

Leia mais

Enquadramento... 1. Objetivos... 1. Alunos... 1. Professores estagiários... 1. Recursos... 1. Humanos... 1. Temporais... 2. Espaciais...

Enquadramento... 1. Objetivos... 1. Alunos... 1. Professores estagiários... 1. Recursos... 1. Humanos... 1. Temporais... 2. Espaciais... i Índice Enquadramento... 1 Objetivos... 1 Alunos... 1 Professores estagiários... 1 Recursos... 1 Humanos... 1 Temporais... 2 Espaciais... 2 Materiais... 2 Procedimentos de planeamento e organização...

Leia mais

Escolas de Pentatlo Moderno

Escolas de Pentatlo Moderno Escolas de Pentatlo Moderno ÍNDICE O que é o franchising PENTAKID? 3 Serviços PENTAKID 5 Marketing 6 Recursos Humanos 7 Financiamento 8 Processo de aquisição 9 Ficha técnica 10 Carta de resposta 11 2 O

Leia mais

1) Breve apresentação do AEV 2011

1) Breve apresentação do AEV 2011 1) Breve apresentação do AEV 2011 O Ano Europeu do Voluntariado 2011 constitui, ao mesmo tempo, uma celebração e um desafio: É uma celebração do compromisso de 94 milhões de voluntários europeus que, nos

Leia mais

NA-News Ascudt. Datas comemorativas Agosto

NA-News Ascudt. Datas comemorativas Agosto NA-News Ascudt Agosto, do latim augustus, é o oitavo mês do calendário gregoriano. É assim chamado por decreto em honra do imperador César Augusto. Este não queria ficar atrás de Júlio César, em honra

Leia mais

2011/2012. CÂMARA MUNICIPAL ALENQUER-Divisão de Ambiente

2011/2012. CÂMARA MUNICIPAL ALENQUER-Divisão de Ambiente PLANO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL 2011/2012 CÂMARA MUNICIPAL ALENQUER-Divisão de Ambiente 2011/2012 Índice: Introdução Ações de Sensibilização: Ateliers: Datas Comemorativas: Visitas de Estudo: Concursos: Projetos:

Leia mais

Plano Nacional de Leitura

Plano Nacional de Leitura Agrupamento de Escolas das Taipas Plano Nacional de Leitura 1. Estrutura organizacional Coordenador: Carlos Monteiro Grupo de Recrutamento: 300 Departamento: Línguas Composição do grupo de trabalho: docentes

Leia mais

http://ec/europa/eu/portugal/pdf/guia_di_pt.pdf Ano Europeu do Diálogo Intercultural

http://ec/europa/eu/portugal/pdf/guia_di_pt.pdf Ano Europeu do Diálogo Intercultural http://ec/europa/eu/portugal/pdf/guia_di_pt.pdf Ano Europeu do Diálogo Intercultural Porquê este guia prático? A diversidade cultural e linguística constitui um recurso pedagógico de que dispõem muitas

Leia mais

ACTIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LECTIVO 2011 / 2012 TIC@CIDADANIA. Proposta de planos anuais. 1.º Ciclo do Ensino Básico

ACTIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LECTIVO 2011 / 2012 TIC@CIDADANIA. Proposta de planos anuais. 1.º Ciclo do Ensino Básico ACTIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR ANO LECTIVO 2011 / 2012 TIC@CIDADANIA Proposta de planos anuais 1.º Ciclo do Ensino Básico Introdução O objetivo principal deste projeto é promover e estimular

Leia mais

RELATÓRIO CHEFE DE MISSÃO AOS JOGOS OLÍMPICOS

RELATÓRIO CHEFE DE MISSÃO AOS JOGOS OLÍMPICOS RELATÓRIO DO CHEFE DE MISSÃO Missão Portuguesa aos Jogos Olímpicos de Inverno - Sochi 2014 RELATÓRIO CHEFE DE MISSÃO AOS JOGOS OLÍMPICOS SOCHI 2014 2 INTRODUÇÃO A vigésima segunda edição dos Jogos Olímpicos

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Plano Anual de Atividades Ano letivo O Plano Anual de Actividades constitui-se como um documento orientador das actividades desenvolvidas 2015/2016 ao longo do ano lectivo. Desta forma, nas páginas que

Leia mais

Em primeiro lugar, deverá encaixar a frase 2 dentro da frase 1, tal como nos exemplos seguintes:

Em primeiro lugar, deverá encaixar a frase 2 dentro da frase 1, tal como nos exemplos seguintes: CÓDIGO DE IDENTIFICAÇÃO Neste exercício deverá transformar conjuntos de duas frases numa frase apenas. Em primeiro lugar, deverá encaixar a frase 2 dentro da frase 1, tal como nos exemplos seguintes: 1)

Leia mais

Como utilizar este caderno

Como utilizar este caderno INTRODUÇÃO O objetivo deste livreto é de ajudar os grupos da Pastoral de Jovens do Meio Popular da cidade e do campo a definir a sua identidade. A consciência de classe, ou seja, a consciência de "quem

Leia mais

CLUBE DE FRANCÊS PROPOSTA PARA O ANO LECTIVO 2010/2011

CLUBE DE FRANCÊS PROPOSTA PARA O ANO LECTIVO 2010/2011 CLUBE DE FRANCÊS PROPOSTA PARA O ANO LECTIVO 2010/2011 Responsável pelo Clube de Francês Profª Ana Serra CLUBE DE FRANCÊS PROPOSTA - ANO LECTIVO 2010/2011 INTRODUÇÃO O Francês, como língua estrangeira

Leia mais

2010/2011 Plano Anual de Actividades

2010/2011 Plano Anual de Actividades 2010/2011 Plano Anual de Actividades Cristiana Fonseca Departamento de Educação para a Saúde 01-07-2010 2 Plano Anual de Actividades Introdução Quando em 1948 a Organização Mundial de Saúde definiu a saúde

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DA CAPARICA Curso de Educação e Formação de Adultos NS

ESCOLA SECUNDÁRIA DO MONTE DA CAPARICA Curso de Educação e Formação de Adultos NS 1 de 6 - mobilidade humana e OBJECTIVO: Identifica sistemas de administração territorial e respectivos funcionamentos integrados. O Turismo Guião de Exploração Indicadores sobre o turismo em Portugal 27

Leia mais

Participaram activamente 19 escolas, com cerca de 700 alunos que entregaram 230 trabalhos.

Participaram activamente 19 escolas, com cerca de 700 alunos que entregaram 230 trabalhos. Programa de Educação Ambiental 2010/11 A Água e a Floresta Introdução Programa 2009/10 Calendário Contactos Introdução No ano lectivo 2009/10, os SMAS de Oeiras e Amadora lançaram a todas as escolas de

Leia mais

Prova Escrita de Português Língua Não Materna

Prova Escrita de Português Língua Não Materna EXAME NACIONAL DO ENSINO BÁSICO E DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova 28 739 /1.ª Chamada 1.ª Fase / 2008 Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de Janeiro e Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março A PREENCHER PELO ESTUDANTE

Leia mais

AS NOSSAS EMBARCAÇÕES

AS NOSSAS EMBARCAÇÕES Trabalho de Projecto AS NOSSAS EMBARCAÇÕES Disciplinas intervenientes: Língua Portuguesa, Língua Estrangeira, História e Geografia de Portugal, Educação Visual e Tecnológica. Tópicos que podem ser tratados

Leia mais

Plano Anual de Actividades

Plano Anual de Actividades Plano Anual de Actividades (Actividades de Tempos Livres) Jardim de Infância e Escola EB1 da Quinta das Indias Jardim de Infância e Escola EB1 de Alpriate Escola EB1 do Cabo de Vialonga Ano Lectivo 2012/2013

Leia mais

Plano Anual de Actividades

Plano Anual de Actividades Plano Anual de Actividades ATL Tema/conceito: Ser é Crescer Contextualização: O Plano Anual de Actividades para este ano lectivo 2012/2013, tem como tema/conceito base SER É CRESCER. Este tema/conceito

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Plano Anual de Atividades Atividades Previstas para o ano letivo de 2013 2014 Atividades Objetivos Estratégias Calendarização Adaptar a criança à escola e à vida Diálogos conviventes de social; apresentação

Leia mais

SETEMBRO EXTERNATO DO PARQUE PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2013/2014. Data Ações a desenvolver Turmas envolvidas. Local

SETEMBRO EXTERNATO DO PARQUE PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2013/2014. Data Ações a desenvolver Turmas envolvidas. Local SETEMBRO Ao longo Oração da manhã Pré-escolar e 1º do ano ciclo 12 set. Receção aos alunos: Convívio de alunos, pais/ee, prof./educ. e vigilantes no campo de jogos Desejo das boas vindas pela direção e

Leia mais

CICLO DE CONFERÊNCIAS "25 ANOS DE PORTUGAL NA UE"

CICLO DE CONFERÊNCIAS 25 ANOS DE PORTUGAL NA UE Boletim Informativo n.º 19 Abril 2011 CICLO DE CONFERÊNCIAS "25 ANOS DE PORTUGAL NA UE" A Câmara Municipal de Lamego no âmbito de atuação do Centro de Informação Europe Direct de Lamego está a promover

Leia mais

Plano Anual de Actividades 2011/2012 CRECHE

Plano Anual de Actividades 2011/2012 CRECHE Plano Anual de Actividades 2011/2012 CRECHE 1 Fundamentação Teórica O Plano Anual de Actividades constituiu, em conjunto com o Projecto Educativo e o Regulamento Interno, um dos principais instrumentos

Leia mais

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES PROJETO: CHUVA DE CORES

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES PROJETO: CHUVA DE CORES COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES PROJETO: CHUVA DE CORES INTRODUÇÃO «Será a emergência do sentido e conteúdo curricular que permitirá distinguir e recriar

Leia mais

Ano Letivo 2011/2012 2º Ciclo 5º Ano

Ano Letivo 2011/2012 2º Ciclo 5º Ano AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Planificação Anual EMRC Ano Letivo 2011/2012 2º Ciclo 5º Ano Tema Conteúdos Competências Específicas Avaliação Lectiva 1 Viver Juntos Mudança de ano

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES 2014-2015. Bibliotecas escolares do Agrupamento de escolas Mosteiro e Cávado

PLANO DE ATIVIDADES 2014-2015. Bibliotecas escolares do Agrupamento de escolas Mosteiro e Cávado 20142015 Bibliotecas escolares do Agrupamento de escolas Mosteiro e Cávado 20142015 Domínio A Currículo, literacias e aprendizagem Intervenientes Público alvo Datas Desenvolver atividades curriculares

Leia mais

Planificação Anual. Competências Aprendizagens Atividades/Estratégias Avaliação. Registo e produções - Confiança

Planificação Anual. Competências Aprendizagens Atividades/Estratégias Avaliação. Registo e produções - Confiança Planificação Anual Professor: Gabriela Maria R. D. T. L. C. Silva Disciplina: Ano: préescolar Turma: I Ano letivo: 2014-2015 Competências Aprendizagens Atividades/Estratégias Avaliação Facilitar a adaptação

Leia mais

De mãos dadas ESCOLA NO MUSEU

De mãos dadas ESCOLA NO MUSEU De mãos dadas ESCOLA NO MUSEU Empenhado no desenvolvimento cultural da população que serve directamente, o Museu do Trajo considera prioritário o investimento na formação pessoal do escalão etário correspondente

Leia mais

OBJECTIVOS DO PROJECTO

OBJECTIVOS DO PROJECTO INTRODUÇÃO Este projecto destina-se às crianças dos três aos seis anos de idade. A Lei Quadro da Educação Pré-escolar estabelece como princípio geral que a educação pré-escolar é a primeira etapa da educação

Leia mais

Formadores (1º ano) Locais das oficinas. Data limite de inscrições

Formadores (1º ano) Locais das oficinas. Data limite de inscrições Sementes para a Criatividade É uma acção de formação constituída por duas oficinas, uma de escrita criativa e outra de artes plásticas, em que se prevê: a criação de uma narrativa ilustrada que será submetida

Leia mais

Setembro: 01 - Início do ano escolar - Início do ano letivo. Outubro:

Setembro: 01 - Início do ano escolar - Início do ano letivo. Outubro: CALENDARIZAÇÃO ATIVIDADES OBJETIVOS RECURSOS HUMANOS Setembro: 01 - Início do ano escolar - Início do ano letivo Preparar o ano letivo Criar uma relação de empatia entre as crianças e os adultos da sala

Leia mais

19 de Março Dia do Pai Dedoches uma família à maneira e jogos História de encantar e Sessão de magia Teatro ser mãe e pai não é fácil!

19 de Março Dia do Pai Dedoches uma família à maneira e jogos História de encantar e Sessão de magia Teatro ser mãe e pai não é fácil! Propostas de Atividades coletividades Alhos Vedros/Moita Dia e mês Dia comemorativo Actividade Proposta 6 de Janeiro Dia de Reis Fantoches os animais e o Circo e o jogo dos sons dos animais Fantoches de

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 17 Discurso após a cerimónia de assinatura

Leia mais

1º e 2º EM - CALENDÁRIO ANUAL DAS ATIVIDADES PEDAGÓGICAS/ 2015

1º e 2º EM - CALENDÁRIO ANUAL DAS ATIVIDADES PEDAGÓGICAS/ 2015 1º e 2º EM - CALENDÁRIO ANUAL DAS ATIVIDADES PEDAGÓGICAS/ 2015 JANEIRO FEVEREIRO MARÇO ABRIL MAIO JUNHO Eis que pela sua piedade nos mostra o senhor o caminho da vida. - RB Prólogo 20 26 a 30 FORMAÇÃO

Leia mais

Tendo isso em conta, o Bruno nunca esqueceu que essa era a vontade do meu pai e por isso também queria a nossa participação neste projecto.

Tendo isso em conta, o Bruno nunca esqueceu que essa era a vontade do meu pai e por isso também queria a nossa participação neste projecto. Boa tarde a todos, para quem não me conhece sou o Ricardo Aragão Pinto, e serei o Presidente do Concelho Fiscal desta nobre Fundação. Antes de mais, queria agradecer a todos por terem vindo. É uma honra

Leia mais

Feira Literária. Todo dia é dia de ser criança! Banca de trocas de livros e gibis. 12/10, 2ª feira Feriado da Padroeira do Brasil

Feira Literária. Todo dia é dia de ser criança! Banca de trocas de livros e gibis. 12/10, 2ª feira Feriado da Padroeira do Brasil Outubro/2015 Parabenizamos também aos adultos que no auge da maturidade ainda conservam o sorriso e o olhar puro para a humanidade. 12/10, 2ª feira Feriado da Padroeira do Brasil Feira Literária Todo dia

Leia mais

Distrito 4570 RELATÓRIO DE INTERCAMBISTA BRASILEIRO NO EXTERIOR (Outbound)

Distrito 4570 RELATÓRIO DE INTERCAMBISTA BRASILEIRO NO EXTERIOR (Outbound) Distrito 4570 RELATÓRIO DE INTERCAMBISTA BRASILEIRO NO EXTERIOR (Outbound) Nome do Intercambista: Julia Albuquerque da Silva Romaguera Louro Data: 16.11.14 Patrocinado no Brasil pelo Rotary Club de: Rotary

Leia mais

Ata do Lançamento do Ano Pastoral FAMÍLIA SALESIANA 2015/2016

Ata do Lançamento do Ano Pastoral FAMÍLIA SALESIANA 2015/2016 Ata do Lançamento do Ano Pastoral FAMÍLIA SALESIANA 2015/2016 Aos dezanove dias do mês de Setembro de dois mil e quinze realizou-se em Fátima, na Casa Nossa Senhora do Carmo, o encontro de apresentação

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES - 2014

PLANO DE ATIVIDADES - 2014 PLANO DE ATIVIDADES - 2014 I-Objetivos Gerais *Promover a formação integral dos alunos, favorecendo o desenvolvimentode sua personalidade de forma harmoniosa. *Integrar a Unidade Escolar à Comunidade Local

Leia mais

Educação Musical Professor Hector Teixeira

Educação Musical Professor Hector Teixeira SECRETARIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E REABILITAÇÃO SERVIÇO TÉCNICO DE ACTIVIDADES OCUPACIONAIS CENTRO DAS ACTIVIDADES OCUPACIONAIS DE SÃO VICENTE PLANO ANUAL EDUCAÇÃO

Leia mais

Gestão de Resíduos e Empreendedorismo nas Escolas. - Ano Lectivo 2010/2011 -

Gestão de Resíduos e Empreendedorismo nas Escolas. - Ano Lectivo 2010/2011 - Gestão de Resíduos e Empreendedorismo nas Escolas - Ano Lectivo 2010/2011 - Empreendedorismo como ensiná-lo aos nossos jovens? Contudo, e mesmo sendo possível fazê-lo, o espírito empresarial não é normalmente

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Plano Anual de Atividades Plano Anual de Atividades Ano letivo O constitui-se como um documento orientador das actividades desenvolvidas 2014/2015 ao longo do ano lectivo. Desta forma, nas páginas que

Leia mais

DATAS COMEMORATIVAS. FESTAS JUNINAS 12 de junho Santo Antônio 24 de junho São João 29 de junho São Pedro

DATAS COMEMORATIVAS. FESTAS JUNINAS 12 de junho Santo Antônio 24 de junho São João 29 de junho São Pedro FESTAS JUNINAS 12 de junho Santo Antônio 24 de junho São João 29 de junho São Pedro As festas juninas fazem parte da tradição católica, mas em muitos lugares essas festas perderam essa característica.

Leia mais

de CriAtividade ABRINDO PORTAS PARA O FUTURO!

de CriAtividade ABRINDO PORTAS PARA O FUTURO! ABRINDO PORTAS PARA O FUTURO! PROMOTOR O Torrance Center (www.tcportugal.org) é uma associação científico-pedagógica, sem fins lucrativos, que tem por objetivo promover o desenvolvimento da criatividade

Leia mais

CENTRO DE FORMAÇÃO DESPORTIVA DE XADREZ

CENTRO DE FORMAÇÃO DESPORTIVA DE XADREZ CENTRO DE FORMAÇÃO DESPORTIVA DE XADREZ Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia Gaianima, E. M., Equipamentos Municipais Departamento do Desporto Escolar Escola Profissional de Gaia Academia de Xadrez de

Leia mais

Relatório da atividade de Halloween 31 de outubro

Relatório da atividade de Halloween 31 de outubro SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E CULTURA DIREÇÃO REGIONAL DA EDUCAÇÃO ESCOLA BÁSICA INTEGRADA CANTO DA MAIA PONTA DELGADA Relatório da atividade de Halloween 31 de outubro Para a realização desta

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 68 Discurso na cerimónia de lançamento

Leia mais

alegria, prazer, desejo e entusiasmo

alegria, prazer, desejo e entusiasmo ,, a ideia Os escalões de formação são, ou deveriam ser encarados por todos, como a base que pode garantir o futuro e até o sucesso de uma modalidade quer dentro de um clube quer a nível nacional. Actualmente

Leia mais

Schulleiterbrief. Herbst 2010. Carta do Director

Schulleiterbrief. Herbst 2010. Carta do Director Schulleiterbrief Herbst 2010 Carta do Director Outono 2010 1 Índice: 1. Prefácio:... 3 2. Informações gerais... 4 2.1. Regulamento de entrada e controlo dos acessos... 4 2.2. Saída das instalações do colégio

Leia mais