; I ft -4 g 4'

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "; I ft -4 g 4'4 11 14"

Transcrição

1 Is. 1 APARECIDO INÁCIO e PEREIRA advogados associados ::: OÀ(3/SP 3345 EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA FAZENDA PÚBLICA ESTADUAL DA COMARCA DA CAPITAL-SP VARA DA ; I ft -4 g 4' Objeto:Com:4~o da 8~9rte 1) IRACEMA GONCA I ENNIO falva, Brasileira, Casada, Auxiliar de Serviços, data de nascimento 18/8/1940, portador(a) da cédula de RG: , do CPF: , residente e dorniciiiado(a) à Rua Geracina, Vila Monte Santo - CEP: São Paulo - SP 2) ANESIA PE DE AGUIAR, Brasileira, Casada, Oficial de Mautenção, data de nascime 943, portador(a) da cédula de RG: , do CPF: , residente e domiciliado(a) à Rua Praia dos Estaleiros, Jaraguà - CEP: São Paulo - SP 3) DULCINEIA SALDANHA RAMOS, Brasileira, Casada, Oficial Administrativo, data de nascimento 31/3/1956, portador(a) da cédula de RG: , do CPF: , residente e domiciliado(a) à Av: João Paulo 1, Jardim São Luiz - CEP: Embú das Artes - SP 4) EGLE THOMAZ LEONCIO, Brasileira, Casada, Pediatra, data de nascimento 27/2/1960, portador(a) da cédula de RG: , do CPF: , residente e domiciliado(a) á R: Anália Franco, Apto Vila Regente Feijó - CEP: São Paulo - SP 5) FRANCISCO COELHO DA SILVA, Brasileira, Casado, Vigia, data de nascimento 9/2/1952, portador(a) da cédula de RG: , do CPF: , residente e domiciliado(a) à R: Jenny Lind, Jardim Orly - CEP: São Paulo - SP \ Sede: RUO Martins Fontes, andar Cjs Centro São Paulo / SP Cep Telefax:: / tivecinadoepereiracom.br Escritórios: BrasilialDF Rio de Janeiro/RJ Belo Horizonte/MG Curitiba/PR Santa Maria/RS Pelotas/RS Porto Negra/RS João Pessoa/PB Belérn/PA Vitória/ES Florian6polisISC Macapá/AP Cuiabá/MT GoiãnialGO

2 mas!' APARECIDO INÁCIO e, PEREIRA advogados associados ::: OAB/SP 3345 Sede: Rua Martins Fontes, andar qs 83/84 Centro São Paulo / SP Cep Telefax:: / ginacioepereiratffinacioepereira.com.br varminacioepereira.com.br 8) ICENAIDE BERTOLINE RIBEIRO, Brasileira, Divorciada, Auxiliar de Enfermagem, data de nascimento 30/6/1965, portador(a) da cédula de RG: , do CPF: , residente e domiciliado(a) à Alameda Eduardo Prado, 170 apto 82 bloco B - Campos Elíseos - CEP: São Paulo - SP 7) LAURA ELOISA BUGAMELLI, Brasileira, Solteira, Psicóloga, data de nascimento 22/9/1963, portador(a) da cédula de RG: , do CPF: , residente e domiciliado(a) à R: Arcipreste Andrade, (piranga - CEP: São Paulo - SP 8) LOURDES APARECIDA RAMIREZ BRAGHINI, Brasileira, Divorciada, Auxiliar de Enfermagem, data de nascimento 26/9/1943, portador(a) da cédula de RG: , do CPF: , residente e domiciliado(a) à R: Joaquim Pedro Getúlio, 23 - Jardim Santa Cruz - CEP: São Paulo - SP 9) MARA CRISTINA GARCIA DE ALMEIDA, Brasileira, Casado, Oficial Administrativo, data de nascimento 22/10/1964, portador(a) da cédula de RG: , do CPF: , residente e domiciliado(a) à Rua dos Faveiros, Vila Alpina - CEP: Sant André - SP 10) MARCIA REGINA DA CQOTA, Brasileira, ~eira, Oficial de Serviços e Manutenção, data de nascimento 16/3/1962, poillador(a) da cédula de RG: , do CPF: , residente e domiciliado(a) à Avenida Deputado Cândido Sampaio n 4870 Vila Souta - CEP: São Paulo - SP 11) MARIA ismug.,yipai. CMUI1* 2, AXIATTE VIEIRA, Brasileira, Casada, Assistente Social, data de nascimento 1811/1960, portador(a) da cédula de RG: X, do CPF: , residente e domiciliado(a) à Rua Ipanema, 80 - Moca - CEP: São Paulo - SP 12) MARIA JOSE CAVALCANTI ARAUJO, Brasileira, Casada, Assistente Social, data de nascimento 20/6/1951, portador(a) da cédula de RG: , do CPF: , residente e domiciliado(a) à R: Santo Honorato, 26 - Vila [solina Mazze - CEP: São Paulo - SP 13) MARILDA DINIZ, Brasileira, Solteira, Oficial Administrativo, data de nascimento 28/2/1961, portador(a) da cédula de RG: , do CPF: , residente e domiciliado(a) à R: Cedro, Cidade das Flores - CEP: Osasco - SP 14) MARINA JUSTINA DEUSDETE, Brasileira, Divorciada, Auxiliar de Serviços, data de nascimento 17/5/1956, portador(a) da cédula de RG: , do CPF: , residente e domiciliado(a) à R: Manoel Nascimento, Viela 10 n 14 A - Jardim Zaira - CEP: Mauá - SP 15) NERINA MARIA DA PAZ SALICIO, Brasileira, Casada, Atendente de Enfermagem, data de nascimento 27/4/1962, portador(a) da cédula de RG: , do CPF: , residente e domiciliado(a) à R: Valmiqui, 49 - Pedreira - CEP: São Paulo - SP Escritórios: Brasília/DF Rio de Janeiro/RJ Belo Horizonte/MG CuntibalPR Santa Maria/RS Pelotas/RS Porto Alegre/RS João Pessoa/PB Belém/PA Vitória/ES Florianópolis/SC Macapá/AP Cuiabá/MT Goiânia/GO

3 12E APARECIDO INÁCIO e PEREIRA advogados associados ::: OAB,'SP ) ONDINA DA SILVA RAMOS, Brasileira, Casada, Auxiliar de Serviços, data de nascimento 11/8/1948, portador(a) da cédula de RG: , do CPF: , residente e domiciliado(a) à R. José Marcos de Albuquerque, Jardim Santa Mônica - CEP: São Paulo - SP 17) RAIMUNDA PEREIRA CAVALCANTE, Brasileira, Viúva, Oficial Administrativo, data de nascimento 22/10/1946, portador(a) da cédula de RG: , do CPF: , residente e domiciliado(a) à Rua Padre João Bell, Jardim Santo Elias - CEP: São Paulo - SP 18) SUEILE CARVALHO FIGUEIRA FLORENTINO DA SILVA, Brasileira, Casada, Oficial Administrativa, data de nascimento 28/9/1964, portador(a) da cédula de RG: , do CPF: , residente e domiciliado(a) à Rua Heloísa F. Cesário Castilho, 35 - Vila Ré - CEP: São Paulo - SP 19) SUELI DOS SANTOS, Brasileira, Viúva, Atendente, data de nascimento 12/7/1951, portador(a) da cédula de RG: , do CPF: , residente e domiciliado(a) à Rua Dona Rosa Santana, Vila Manieta - CEP: São Paulo - SP através de seus advogados, que recebem na Rua Martins Fontes n 197, conj. 83, Centro, São PaUlo/SP, CEP , fone/fax (11) , vêm respeitosamente à presença de VoSsa Excelência, propor a presente AÇÃO DECLARATDR1A c.c.condenatoria contra a FAZENDA PUBLICA ESTADUAL, a ser citada na pessoa de seu representante legal, -pelos motivos de fato e de direito a seguir expostos: I - PRELMOMAIMENTE I.a) Da Assistência Judiciária Gratuita Os Autores são pobres na verdadeira acepção do termo e juntam suas respectivas declarações de pobreza, para atestar tal fato. Ainda, cabe salientar que estão sendo assistidos pela entidade sindical da categoria e seu departamento jurídico. O artigo 5, inciso LXXIV da Carta da República, artigo 3 da Constituição Estadual e a Lei n 1060/50, garantem o direito a justiça integral e gratuita aos que declararem insuficiência econômica. Os Autores não possuem condições de despender as custas processuais e honorários advocatícios, sem prejuízo do próprio sustento e de sua família, conforme declarações anexas, fazendo assim us ao deferimento da assistência judiciária gratuita. Sede: Rua Martins Fontes, andar Clã 83/84 Centro São Pauto / SP Cep Teleflut: / inacioepereira inacioepereira.com.br Escritórios: Brasilia/DF Rio de Janeiro/RJ Belo Horizonte/MG Curitiba/PR Santa Maria/RS Pelotas/RS Porto Alegre/RS João Pessoa/PB Balem/PA Vitória/ES Florianópolis/SC Macapá/AP Cuiabá/MT Goiânia/GO

4 Effi APARECIDO INÁCIO e PEREIRA advogados associados :: OAB,'SP 3345 II Síntese dos Fatos Os Autores são servidores públicos lotados junto à Secretaria da Saúde, admitidos sob a égide da Consolidação das Leis do Trabalho e requereram o pagamento da sexta-parte quando completaram 20 (vinte) anos de efetivo exercício. Todavia, a ré lhes negou a concessão do referido beneficio, sob argumento de que os servidores contratados peia CLT, não fazem jus à sexta-parte. Ocorre que essa decisão colide com dispositivos constitucionais e infraconstitucionais, bem como a jurisprudência pacífica dos Tribunais, restando, assim, violado o direito dos Autores. III DO Direito III.a) Da Previsão Legal quoarnpara a Pretensão dos Autores Inicialmenb3, a v f Constituição Estadual, com redes fl alego g2; t sexta-parte era garantida na Da Morna forma, a. n , de , Estatuto dos Funcionários 'POINIOns CiVis, do-., Unido de São Paulo, previu o beneficio da sexta-parte em mu. tirtigti 130; in Niut funcionário que completar 25 (vinte e OIÇO:ano:é da, atiotivo exercício perceberá mais a sextapado do Vennepento ou remuneração, a estes incorporada pata todos os efeitos." Com o advogo da-constituição do Estado de São Paulo, promulgada em , ficou mantido o referido direito, porém reduziu para 20 anos o período aquisitivo, in literis: "Art Ao servidor público estadual é assegurado o percebimento do adicional por tempo de serviço, concedido no mínimo por qüinqüênio, e vedada a sua limitação, bem como a sexta-parte dos vencimentos integrais, concedida aos vinte anos de efetivo exercício, que se incorporarão aos vencimentos para todos os efeitos, observado o disposto no art. 115, XVI desta Constituição". 1 (g.n ); Já o artigo 20 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias complementa: "Art O pagamento do adicional por tempo de serviço e da sexta-parte, na forma prevista no art. 129, I Destaca-se que todos os grifos nos dispositivos legais, jurisprudências e doutrinas citadas nao constam dos originais e Soda: foram realizados para destacar o aspecto analisado. Escritórios: Rua Martins Fontes, andar Cjs 83/84 Brasília/DF Rio de Janeiro/RJ Belo Horizonte/MG Centro São Paulo SP Cep CuritibelPR Santa Maria/RS Pelotas/RS Porto Alegre/RS Telefax:: / João Pessoa/PB Belém/PA Vib5ria/ES Fionanópoiis/SC wwwinacioepereira.combr Macapá/AP Cuiabá/MT Goiania/G0

5 o CE APARECIDO INÁCIO e PEREIRA advogados associados OAB/'SP 3345 será devido a partir do primeiro dia do mês seguinte ao da publicação desta Constituição, vedada sua acumulação com vantagens já percebida por esses títulos. "(g.n.); O artigo 23 igualmente do ADCT refere: "Art Aos servidores extranumerários estáveis do Estado, ficam asseguradas todas as vantagens pecuniárias concedidas aos que, exercendo idênticas funcões, foram beneficiados pelas disposições da Constituição Federal de 1967."(g.n.); Ora, os Autores são regidos pela CLT também considerados funcionários públicos, fazendo jus à vantagem da sexta-parte. Sabe-se que desempenham atividades de mesmá complexidade que os servidor condicões e com os moam são os mesmos, evidente a aos direitos dos Autores, in os servidores regidos pela CLT, natureza, grau de responsabilidade e trabalham em igualdade de as atribuições e deveres r discriminacão quanto no artigo 5, verbis: verbis: A Constituição Federal ~gra o principio da igualdade Todos são iguais perante a lei, sem de ~quer natureza, garantindo-se aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à seguram' e à propriedade, nos termos seguintes(-."9.10; Ainda, a Constituição Estadual erige em seu artigo 124, "Art Os servidores da administração pública direta, das autarquias e das fundações instituídas ou mantidas pelo Poder Público terão regime jurídico único e planos de carreira: 1 - A lei assegurará aos servidores da administração direta isonomia de vencimentos para cargos de atribuições Iguais ou assemelhados do mesmo Poder, ou entre servidores dos Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário, ressalvadas as vantagens de caráter individual e as relativas à natureza ou ao local de trabalho. "(g.n.); Auspicioso destacar que o parágrafo 10, do artigo 39, da Carta Magna, em sua redacão original, também assegurou o direito a isonomia. Refere-se esse dispositivo constitucional, porque vários Autores implementaram os Sede: Rua Martins Fontes, andar CO 83/84 Centro São Paulo / SP Cep Telefax:: / wmv.inacioepereira.com.br Escritórios: Brasilia/DF Rio de Janeiro/RJ Belo Horizonte/MG Curitiba/PR Santa Magia/RS Pelotas/RS Porto Alegre/RS João Pessoa/PB Belém/PA Vitória/ES Florianópolis/SC Macapá/AP Cuiabá/MT Goiânia/GO

6 APARECIDO INÁCIO e PEREIRA advogados associados ::: OABISP 3345 requisitos durante a vigência dessa isonomia. Veja-se a redação do mencionado dispositivo: "Art A União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios instituirão, no âmbito de sua competência, regime jurídico único e planos de carreira para os servidores da administração pública direta, das autarquias e das fundações públicas. 1 - A lei assegurará, aos servidores da administração direta, isonomia de vencimentos para cargos de atribuições iguais ou assemelhados do mesmo Poder ou entre servidores dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, ressalvadas as vantagens de caráter individual e as relativas à natureza ou ao local de trabalho."(g.n.); preconiza em seu texto: A Lei Complementar n 180, de 12 de maio de 1978 "Art Para os.fins desta lei complementar, passam a ser considerados ~dores: 1- os attmladoe em cothor temporário nos termos do artigo 14: cá Lel 101 5di de 13 de novembro de 1974; - os atuais extranumenkios; 111- os atuais funcionários Interinos; IV - os servidores admitidos nos termos da legislação trabelhista."(g.n.); O ,E CLT também iguala os trabalhadores de igual função prestando ao mesmo empiegador. No entanto, a equiparação não deve ser interpretada tão-somente quanto ao salário, mas sim considerando todos direitos e vanta denti. Referido dispositivo legal determina: "Art. 461 Sendo idêntica a função, a todo trabalho de igual valor, prestado ao mesmo empregador, na mesma localidade, corresponderá igual salário, sem distinção de sexo, nacionalidade ou idade." Portanto, os dispositivos legais acima citados igualam todos os servidores públicos, mesmo que não titulares de cargo efetivo, quais sejam, os admitidos sob a leoislacão trabalhista, os extranumerários, os interinos e os contratados pela Lei 500/74. Portanto, os dispositivos legais acima citados igualam todos os servidores públicos, mesmo que não titulares de cargo efetivo, quais sejam, os extranumerários, os interinos e os celetistas. A Ré, entretanto, ao interpretar a expressão 'servidor público' o faz de forma restrita, ao contrário do legislador constituinte e estadual. Ainda, a doutrina tem se mostrado unânime em concordar que o termo 'servidor público' é tanto o funcionário público propriamente Sede: Rua Martins Fontes, 197 Ir andar Cjs 83/84 Centro São Paulo / SP Cep Telefax:: / wroor.inacioepereira.corn.br Escritórios: Brasila/DF Rio de Janeiro/RJ Belo Horizonte/MG Curitiba/PR Senta Maria/RS Pelotas/RS Porto Alegre/RS João Pessoa/PB Belém/PA Vitória/ES Florianópolis/SC Macapá/AP Cuiabá/MT Goiânia/GO

7 3 Nffli APARECIDO INÁCIO e PEREIRA advogados associados ::: OAB/SP 3345 dito, concursado e efetivado, como o ocupante de função, nomeado ou admitido, estável ou não. Nesse sentido, cita-se o entendimento doutrinário: "Os servidores públicos constituem subespécie dos agentes públicos administrativos, categoria que abrange a grande massa de prestadores de serviços à administração e a ela vinculados por relações profissionais, em razão de investidura em cargos e funções, a título de emprego e com retribuição pecuniária A Constituição de 1988, corrigindo a anterior, abriu a seção II, do seu Capítulo Vil, com a epígrafe dos Servidores Públicos Civis, no que andou bem, porque seus dispositivos englobam todos os que prestam serviços à Administração em geral. 2 (g.n.); O eminente Celso Antônio Bandeira de Mello ensina: "Ao lado dos agentes políticos, o segundo grande grupo de agentes estafais é o dos servidores públicos. Compi emi4m1-414 dliblik0 desta denominação todos aquii f. que montfrin COO. o Poder Publico relação de.1t$0100, de qatst~ profissional e caráter não ~Uai, Sob ~Mo" _da dependência. É, pois, na condti00 de profissionais que comparecem para se relacionarein com O.Poder Publico. O que os caracteriza é a conjunção dos seguintes traços: a) profissionalidade; b) releção de dependência, típica dos que prestam serviços sem ceiráter.cle eventualidade. São, portanto, servidores públicos todos os que prestam serviços, nas condições assinaladas, às entidades estatais, sejam elas de administração direta ou indireta. Dentre os servidores públicos distinguem-se espécies, a saber: a) servidores públicos civis (só existem na administração direta, nas autarquias e fundações públicas). Entre eles se compreendem atualmente os: a1) funcionários públicos, isto é, titulares de cargo, sob regime estatutário; a2) servidores de autarquias, também titulares de cargo e sob regime estatutário, similar ao do funcionário; a3) empregados. ou sela, contratados pela legislação trabalhista (pela administração direta. autarquias e fundações públicas); b) contratados, a teor do art 37. IX. da Constituição, para atender necessidades temporárias e de excepcional interesse público e por tempo determinado; c) servidores de empresas públicas, sociedades de economia mista e fundações governamentais não Direito Administrativo Brasileiro, Hely Lopes Meirelles, Editora Revista dos Sede: Ts iiâteliisptig Rua Martins Fontes, andar Cjs BrasflialDF Rio de Janeiro/RJ Belo Horizonte/ MG Cenho São Paulo / SP Cep Curitiba/PR Santa Maria/RS Pelotas/RS PortoAlegre/RS Telefax:: / João Pessoa/PB Belém/PA Vitória/ES Flonanópolis/SC wwwinacioepereira.corn.br Macapá/AP Cuiabá/MT Goiánia/G0

8 APARECIDO INÁCIO e PEREIRA advogados associados ::: OAB/SP 3345 caracterizáveis como fundações públicas, todos sob regime trabalhista." 3 (g n.); Portanto, não assiste razão na negativa da Ré, eis que os servidores contratados pela CLT integram o funcionalismo público, desempenham funções e tarefas administrativas típicas e mantém o mesmo vínculo jurídico com a Administração Pública. Não se pode, assim, deixar de aplicar o benefício aos contratados Autores pela CLT. Os Autores, ainda que subordinados ao estatuto de trabalho da Consolidação das Lei do Trabalho, ostentam a condição de servidores públicos estaduais. Na exata compreensão das várias regras analisadas, a Ré não pode ferir os princípios que compõem o artigo 37 da Constituição Federal: "Art A administração pública direta e indireta de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios obedecerá aos princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência e, também, ao seguinte:" Não diferente é a Constituição Estadual no art. 111: "Art A administração pública direta, indireta ou fundelcional," de qualquer dos Poderes do Estado, obedecerá aos prinelpioã de legalidade, impessoalidade, moralidade, publipkladv, razoabilidade, finalidade, motivação e intereãse público.". Inequívoco que a Ré, ao não reconhecer a vantagem da sexta-parte para os Autores contratados pela CLT, ou a outro regime jurídico, está a violar diversos dispositivos constitucionais e legais e, por efeito, os princípios da legalidade e moralidade. Desse modo, a negativa da ré ao reconhecimento do direito dos servidores a sexta-parte, fere aos dispositivos legais e constitucionais acima transcritos. IV - Da Base de Cálculo da Sexta-Parte IV.a) Do Reconhecimento Administrativo do "Aumento Disfarçado" Recentemente, a Procuradoria Geral do Estado baixou a Instrução Normativa n 4209/2004 (GDOC n /2005), publicada no DOE de 01/08/2006, pág.39, onde autoriza aos procuradores do Estado a não mais interpor recursos de apelação, extraordinário ou especial, contra decisões judiciais que reconheçam o direito dos servidores públicos aposentados a incorporar nos proventos, gratificações que antes, não incorporavam, como a GASS - gratificação de assistência e suporte à saúde, a GSAE, gratificação por atividades de escolares, dentre outras. A referida Instrução tem a seguinte redação: 3 Regime Constitucional dos Servidores da Administração direta e indireta, Celso Antonio Bandeira de Mello, Editora Revista dos Tribunais, pág. 12/13. Sede: Escritórios: Rua Martins Fontes, andar qs 83/84 Brasika/OF Rio de Janeiro/RJ Beto Horizonte/MG Centro São Paulo / SP Cep Curitiba/PR Santa Maria/RS Pelotas/RS Porto Alegre/RS Telefax:: / inacioepereira ginacioepereira.com.br João Pessoa/PB Betérn/PA Vitória/ES Florianópolis/SC vunvinacioepereira.com.br Macapá/AP Cuiabá/MT Goiânia/GO

9 ".4 APARECIDO INÁCIO e, PEREIRA advogados associados ::: OAB/SP 3345 Sede: Rua Martins Fontes, andar Cjs 83/84 Centro São Paulo! SP Cep Telefax:: / wwwinacioepereira.combr "Considerando a jurisprudência firmada sobre a matéria e a proposta formulada pela Procuradoria Judicial no Proc. Adm. RI n 4209/2004 (GDOC n /2005), que contou com a aprovação do Senhor Procurador Geral do Estado na Área do Contencioso autorizados a não interpor recurso de apelação, recurso especial e recurso extraordinário contra decisões judiciais que reconheçam, em favor dos servidores públicos aposentados e seus pensionistas, o direito ao recebimento das gratificações instituídas pelas Leis Complementares Estaduais n s 871/2000 (Gratificação de Assistência e Suporte à Saúde GASS), 872/2000 (Gratificação de Suporte às Atividades Escolares GSAE), 873/2000 (Gratificação por Atividade policial GAP), (Gratificação por Trabalho educacional GTE), 876/2000 (Gratificação por Atividade de Suporte Administrativo GASA) e 899/2001 (Gratificação por Suporte O Atividade penitenciária GSAP). Esta autorização não abrange questões subsidiárias, tais corno prescrição, as quais quando discutidas na mesma ação, deverão ser objeto de. analise ndnodualizada individualizada das Chefias." Conforme se verificai; Procurador Geral do Estado autoriza aos procuradores do Estado a não mais recorrerem das decisões que reconhecem o direito dos servidores aposentados ao recebimento das parcelas remuneratórias só recebida* peio* servidora* da ativa. Significa dizer que a referida Instrução reconhece o direito dos servidores aposentados ao.reoebirnento das gratificações que deixaram de receber quaildoossaram para a inatividade. Pode-se afirmar que as gratificações não incorporadas passaram a ter caráter definitivo, ao compor, a partir de agora, os proventos dos servidores aposentados, de acordo com a previsão da referida instrução normativa. Desse modo, resta inequívoco que a composição dos vencimentos dos servidores é verdadeiro "aumento disfarçado". IV.b) Da Composição "Multi-Parcelar" dos Vencimentos dos Servidores- Como já salientado, a composição dos vencimentos dos servidores é a somatória do salário base, mais uma série de parcelas remuneratórias. Algumas dessas parcelas, são de caráter fixo, que se incorporam aos vencimentos dos servidores. Essas parcelas são aquelas que os servidores recebem mesmo quando por ocasião da aposentadoria, dado o caráter fixo e incorporável da gratificação. São chamadas parcelas incorporadas. De outra parte, compõem os vencimentos dos servidores as parcelas não incorporadas. Essas parcelas são aquelas recebidas, de acordo com a ocorrência da previsão legal, gerando assim o direito ao recebimento da Escritórios: Brasília/DF Rio de Janeiro/RJ Belo Hortionte/MG Curitiba/PR Santa Marta/RS Pelotas/RS Porto Aiegre/RS João Pessoa/PB Belérn/PA Vitória/ES Florianópolis/SC Macapá/AP Cuiabá/MT Goiânia/GO

10 APARECIDO INÁCIO e PEREIRA advogados associados ::: 0A13/5P 3345 referida gratificação ou vantagem, mas que, de certa forma, por um longo período, se incorpora, faz parte e compõe os vencimentos dos servidores. O servidor somente deixa de receber tal gratificação ou vantagem quando cessada a situação que deu causa ao seu recebimento. Para exemplificar as vantagens não incorporadas, podese utilizar o adicional noturno ou adicional de insalubridade. E em relação a essa última, pode-se dizer que é incorporável, uma vez que, se o servidor a recebe, nos últimos cinco anos trabalhados antes da aposentadoria, passa a ter caráter fixo, incorporando-se ao vencimento do servidor. Verifica-se que, enquanto permanecer a situação que deu origem ao recebimento da gratificação, ela faz parte e compõe os vencimentos dos servidores. E ainda, se a situação que deu origem ao recebimento da referida gratificação, perdurar por multo tempo, algumas dessas parcelas não incorporadas, podem se tornar incorporadas pelo tempo, como é o caso do adicional de insalubridade. Pode-se dizer, desse modo, que a composição "multiparcelar" dos vencimentos dos se na verdade de verdadeiro aumento disfarçado, uma vez que o Governo utilizei*. de criação de uma série de gratificações e vantagens para fate ntos dos servidores, a fim de compensar a deficiência do saláriobase, que bli'muito tempo, não tem nenhum reajuste. Assim, a teor do gue'thapõe, tanto o artigo 129 da Constituição Estadud a sexta-parte deve ser paga sobre os vencimentos integrais. E sidentedo, por vencimentos integrais, deve-se compreender a somatória do salário bem aa demais parcelas remuneratórias que compõem os venci raiitit(x4 dos servid(itia, Nestes ternos, fica claro que a sexta-parte deve ser calculada não só sobre o salário base, mas sim sobre a soma do salário base com todas as gratificações percebidas. IV. c) Histórico da Criação das Gratificações que Compõem o "Reajuste Disfarçado" Como já salientado, a composição dos vencimentos dos servidores é uma somatória de várias parcelas remuneratórias gratificações e adicionais-, que em sua maioria foram instituídos em razão de movimentos grevistas da categoria dos servidores públicos estaduais da saúde, pleiteando por aumento salarial. Em 1991 foi realizada uma paralização de 37 (trinta e sete) dias, pleiteando reajuste salarial. Como sempre, o Governo fez a proposta de aumento de 19,90% aos servidores que ganhavam mais de Cr$ ,00, e um abono de Cr$ 5.000,00. Sede: Rua Martins Fontes, andar qs 83/84 Centro São Paulo! SP Cep Telefax:: / Escritórios: Brasília/DF Rio de Janeiro/RJ Belo Horizonte/MG Curitiba/PR Santa Maria/RS Pelotas/RS Porto Alegre/RS João Pessoa/PB Belam/PA Vitória/ES Florianópolis/SC Macapá/AP Cuiabá/MT Goiânia/GO

11 APARECIDO INÁCIO e PEREIRA advogados associados ::: OAB/SP 3345 No ano seguinte, em 1992 novamente em razão das paralisações de toda a categoria dos servidores da saúde, que pleiteava reajuste salarial, foi criado o Sistema de Gratificações da Saúde SGS através da Lei n , ao invés do reajuste pleiteado. Em 1993, diante de novos protestos da categoria, como resultado da negociação entre o Sindsaúde e a Secretaria Estadual de Saúde, foi concedido um reajuste nos valores das gratificações, que perfizeram um total de 35% de reajuste. Como o acordo não foi integralmente cumprindo, novamente em 1994, os servidores da saúde fizeram nova paralisação, o que ensejou na criação de uma série de gratificações e extensão de outras gratificações que já existiam, mas que não eram pagas para toda a categoria, como por exemplo, a GEA, a GEAH, e a criação da GADS Gratificação de Atividade de Apoio ao Desenvolvimento da Saúde, através da Lei Complementar n 755, de 09/05/1994. Ressalte-se que a Lei Complementar n 755/1994, não prevê a incorporação da referida~cffição. Ainda em j foi criado pela Lei n 8975/94 o prêmio de incentivo, que é um prêmio de valorização proveniente da verba Fundes, pago a cada três meses, que também não se incorpora aos vencimentos dos servidores. Diante desse quadro, no ano de 1995 o Sindsaúde abre pauta de reivindicações novamente junto ao Governo Estadual, pleiteando a incorporação de gratificações e extensão os aposentados. Corno resultado, foi editada a Lei Complementar n 803, de 8 de de zetwir -de 1995, que prevê a extensão aos inativos da GEAH Gratificação Espade, de:atividade Hospitalar, No entanto,.confonne se verifica, o Governo do Estado de São Paulo, não concedia, como de fato ainda não concede o aumento pleiteado pelos servidores, criando gratificações e adicionais, promovendo o "aumento disfarçado". Em 1997, após outro movimento grevista e uma série de negociações, o Sindsaúde conseguiu um aumento de R$ 50,00 (cinqüenta) reais no valor da Gratificação Especial de Atividades GEA, para todos os servidores estaduais da saúde. Ressalte-se que no mesmo ano, em 1997 o Governo do Estado de São Paulo editou a Lei Complementar n 829, de 03 de setembro de 1997, a qual dispõe em seu artigo 29, que todas as gratificações do SGS Sistema de Gratificações da Saúde, deixarão de ser percebidas pelos servidores quando cessadas as condições de trabalho ou quando deixar de exercer as atividades não identificadas para fins de concessão das referidas gratificações. No ano 2000, após 29 dias de greve, os servidores da saúde receberam um aumento de R$ 60,00 (sessenta) reais, através da criação de outra gratificação a Gratificação de Assistência e Suporte à Saúde GASS, através da Lei Complementar n 871 de junho Sede: Rua Martins Fontes, andar Cjs 83/84 Centro São Paulo 1 SP Cep Telefax:: / Escritórios: Brasilia/DF Rio de Janeira/RJ Belo Horizonte/MG Curitiba/PR Santa Marla/RS Pelotas/RS Porto Alegre/RS João Pessoa/PB Belém/PA Veóna/ES Florianoporis/SC Macapá/AP Cuiabá/MT Goiânia/GO

12 APARECIDO INÁCIO e, PEREIRA advogados associados ::: OAB/SP 3345 Na redação original dos artigos 3 e 4 da Lei Complementar n 871/2000, estava expresso que a GASS não se incorporaria aos vencimentos dos servidores, e que não serviria de base de cálculo para nenhuma outra vantagem, apesar de sobre a mesma incidir desconto previdenciário. Todavia, em razão da mandado de segurança4 coletivo impetrado pelo Sindsaúde, o Egrégio Tribunal de Justiça reconheceu o direito à extensão da GASS para os servidores aposentados. E como já salientado, a própria Procuradoria do Estado de São Paulo, reconheceu o aumento disfarçado dos servidores, ao determinar através da Instrução Normativa n 4209/2004. Porém, a ré insiste em não reconhecer o direito dos servidores à incorporação das referidas gratificações, e continua interpondo recursos contra as decisões que reconhecem o direito dos servidores à incorporação, a fim de que não incida os qüinqüênios e os demais adicionais sobre estas gratificações. Em 2001., dando continuidade à política de "aumento disfarçado", o Governo Estadual após novo movimento grevista dos servidores da saúde, criou a Gratificação Gerai -- GO, através dellai Complementar n 901, de 12 de setembro de No ano de gem, em outro movimento grevista pleiteando o reajuste salarial da categoria, foi concedido aos servidores um reajuste no valor da Gratificação Especial de Atividade GEA, de 29,6%. E por fim, no ano de 2005, após manifestação de todo o funcionalismo públic0 estadual, foi concedido outro reajuste no valor da GEA, de 16%. Na realidade, o que se pretende demonstrar através de todo histórico acfrna é que na verdade, o Governo do Estado de São Paulo cria uma série de gratificações, a fim de não conceder o aumento do piso salarial e do salário base pleiteado durante todos estes anos pelos servidores. Conforme planilha abaixo, a parte fixa dos salários dos servidores da Secretaria de Estado da Saúde é basicamente composta da seguinte forma, considerando as gratificações pagas especificamente para os servidores pertencentes aos quadros das respectivas Secretarias, a saber: Salário base: (seu valor varia de acordo com a função desenvolvida pelo servidor público, mas, na maioria, inferior ao valor do salário mínimo) Gratificação Geral R$ 80,00 Gratificação Fixa R$.10,27 Gratificação Extra R$ 25,36 Gratificação Executiva R$ 22,27 Gratificação Especial de Atividade R$ 303,08 Gratificação Suplementar R$ 70,00 Gratificação GASS R$ 60,00 Sede: 4 Proc.Origem n 546/ Vara Fesp; TJ/SP Ap.Cfvel n Wa1/4 /5 12 Cam. Dir. Público. Rua Martins Fontes, andar Cjs 83/84 Brasflia/DF Rio de Janeiro/RJ Belo Horizonte/MG Centro São Paulo / SP Cep Telefax:: / Curitiba/PR Santa Maria/RS Pelotas/RS Porto Alegre/RS João PessoelPB Belém/PA Vitória/ES Florianópolis/SC com. br MacapálAP Cuiabá/MT Goiánia/G0

13 2 ME APARECIDO INÁCIO e PEREIRA advogados associados ::: OAB/SP 3345 Prêmio de Incentivo, cujo valor varia em média de R$.200,00.a R$ 400,00 Oportuno citar também que todas estas gratificações foram criadas em momentos que a categoria estava em campanha salarial, reclamando a revisão geral anual, porém foram surpreendidos e contemplados com uma nova gratificação. As leis que criaram as gratificações foram as seguintes: A Lei n criou o Sistema de Gratificações da Saúde, que fazem parte as seguintes gratificações: Gratificação "Pro Labore" Gratificação Especial 4 Gratificação Extra Gratificação Especial de Atividfsle GEA 4 Gratificação Especial por Atividfixte Hospitalar em Condições Especiais de Trabalho - GEAH Ademais, conforme já salientado, a grande maioria das gratificações não se incorpora aos vencimentos de$ servidores, fazendo com que as mesmas não sirvam de base de cálculo para os adicionais por tempo de serviço, e nem tenha extensão aos inativos. Trata-se, na verdade, de um "aumento disfarçado" concedido pelo Governo Estadual, a fini de não ~der aumento real nos salário padrão dos servidores. V) Da Base de Cálculo da SeXta-Parte não afrontar o art. 37, XIV da CF/88 e art.118, XVI da CE O pedido de alteração da base de cálculo da sexta-parte não encontra óbice na previsão do artigo 37, inciso XIV da Constituição Federal, com a redação dada pela Emenda Constitucional 19/98, bem como o artigo 115, inciso XVI da Constituição Estadual, e ainda no caput do art.17 do ADCT. Cumpre esclarecer que não se pretende a incidência de adicional sobre adicional, mas sim que o cálculo seja feito incluindo-se as vantagens incorporadas e não incorporadas, salvo as eventuais, como determina expressamente o artigo 129 da Constituição Estadual do Estado de São Paulo. De fato, a forma de cálculo da sexta-parte sobre os vencimentos integrais não significa ofensa a previsão do artigo 37, inciso XIV da Constituição Federal. Na verdade o que se pretende é que a sexta-parte seja calculada sobre a totalidade dos valores percebidos pelos servidores ao final de cada mês e não a incidência sobre o próprio adicional. Por outro lado, apenas a título de argumentação, ainda que se admita que a superveniência da Emenda Constitucional n 19/98 tenha modificado o direito dos servidores e que o artigo 129 da Constituição do Estado de São Paulo, não tenha sido recepcionado por esta, o fato é que os servidores Sede: Rua Martins Fontes, andar Cjs 83/84 Centro São Paulo / SP Cep Telefax:: / Escritórios: Brasília/DF Rio de Janeiro/RJ Belo Horizonte/MG Curitiba/PR Santa Maria/RS Pelotas/RS Porto Alegre/RS João Pessoa/PB Belém/PA NAtória/ES Florianópolis/SC Macapá/AP CuiabáfMT GolánialGO

14 APARECIDO INÁCIO e PEREIRA advogados associados ::: OABiSP 3345 possuem direito adquirido em relação ao recebimento dos referidos adicionais sobre os vencimentos integrais. Dispõe o artigo 6 da Lei de Introdução ao Código Civil que a lei em vigor terá efeito imediato "respeitados o ato jurídico perfeito, o direito adquirido e a coisa julgada". Definindo, em seu 2, o conceito de direito adquirido, nos seguintes termos: "Art. 6-2 Consideram-se adquiridos assim os direitos que o seu titular, ou alguém por ele, possa exercer, como aqueles cujo começo do exercício tenha termo pré-fixo, ou condição pré-estabelecida inalterável, a arbítrio de outrem." No mesmo sentido o inciso XXXVI, artigo 5 da Constituição Federal, ao dispor que "a lei não prejudicará o direito adquirido, o ato jurídico perfeito e a coisa julgada." Assim, véi-se que o respeito ao direito adquirido está colocado pela Constituinte entre os direitos e garantias individuais. Desse modo, nenhuma Emenda Constitucional lorn 000~ ~a ou indiretamente, afetar tais garantias, verdadeiras cláusulas pétreas da Cortidguição. um Poder Reformador, Tais limitações, que foram encontram-se dispostas áb Constitucional resulta de fixadas pela Constituição. riais ao Poder de Reforma, "Aft e. AMO sei objeto de deliberação a proposta de emenda tendente á aelx, I - a forma kífilmitlya de Estado: ll - o voto dis"micteto, universal e periódico; III - a separação de Podres; 1V - os direitos e garantias individuais;» (grifo nosso) No caso em tela, é plenamente oponível o direito adquirido, uma vez tratar-se de poder constituinte derivado, e não originário. O Poder Constituinte derivado não pode eliminar direitos e garantias individuais, e as relações jurídicas já consolidadas, formadas segundo a lei vigente na data da concessão, merecem prevalecer por constituírem-se em direito adquirido. Portanto, não se trata de superposição de vantagens, mas sim de um direito adquirido. Concluindo, tem-se que a limitação imposta pelo artigo 37, inciso XIV, da Constituição Federal, com a redação que lhe foi dada pela Emenda Constitucional n 19/98, não têm o condão de afastar o direito dos autores de receberem a sexta-parte calculada sobre os vencimentos integrais. A atitude da Secretaria de Estado da Educação em calcular o referido adicional de forma incorreta não pode persistir, pois fere o principio da legalidade, previsto no artigo 37 caput da Constituição Federal. Sede: Rua Martins Fontes, andar Cjs Centro São Paulo / SP Cep Teteias:: f svkwinacioepereira.com.br Escritórios: Brasília/DF Rio de Janeiro/RJ Belo Horizonte/MG Curitiba/PR Senta Marta/RS Pelotas/RS Porto Alegre/RS João Pessoa/PB Belém/PA Vitória/ES Florianópolis/SC Macapá/AP Goiaba/MT Goiania/G0

15 A APARECIDO INÁCIO e PEREIRA advogados associados ::: OAB/SP 3345 VI Dos Entendimentos Jurisprudenciais Sobre o Tema O Egrégio Tribunal de Justiça de São Paulo tornou pacífico que os servidores contratados, mediante o regime especial da Lei n 500/78, têm direito a sexta-parte. Vejamos alguns arestos: "SERVIDOR PÚBLICO ESTADUAL - Vencimentos - Sexta-parte - Admissibilidade - Aplicação do artigo 129 da Constituição Estadual - Benefício que atinge também os contratados pela Lei n. 500/74 e Pela CLT - Sentença confirmada - Recursos não providos." S(g.n.) "SERVIDOR PÚBLICO - Admitido o ime da CLT - Sexta-parte dos vencimentos a con t a r da Constituição Estadual - Artigo 129 da Constituição Paulista - Adio julgada procedente - Elevação dos honorários edvocatícios - Juros fixados com base na Súmula 255 do Supremo Tribunal Federal Recurso dos autores pre~entc provido, e negado provimento ao da rã.' (g.n.): "SE PM.Ic9:-.119(ta-parte - 50 Lei Estadual n. 4 - O Oigii 1 de Constituição Estadual de 1989 entre os estatutários e os sob de referida Lei Estadual n Q.*ide sobre todas as parcelas Ventos efetivamente recebidas excluídas as vantagens éverieüekk que por sua própria natureza possuem um termo final - Precedentes jurisprudencial - Incidente de n. Tribunal do / Jüdlça de São Paulo - impossibilidade de aplicação retroativa da Emenda Constitucional n. 19/1998;A,elo não provido e reexame necessário não acolhido". (g.n ) "SERVIDOR PÚBLICO - Lei Estadual n. 500/74 - Vencimentos - Sexta- arte - Base de cálculo - Incidente Uniformiza elo de Juri de rudincla n Incidência sobre os vencimentos intearais excetuadas as vantagens eventuais - Sentença que julgou procedente a ação - Recurso da Fazenda não conhecido, negado provimento ao ~mame necessário. A sentença se conforma à jurisprudência do Tribunal e nada há a modificar". 8(g n); "FUNCIONÁRIO AUTÁRQUICO - DER - Direito à sexta-parte - Requisito temporal atendido - Incidência do artigo 129 da Constituição do Estado - Ação procedente - Recurso não provido. O artigo 129 da sapelação Cível n São Paulo -1' Câmara Civil - Relator 'Apelação Cível n São Alexandre Germano 'Apelação Cível n Paulo - Câmara de Direito Publico - Relator: Toledo M.V. Sede: Silva 'Apelação Cível n /3 - São Paulo - 9' Câmara de Direito Público - Relator. Geraldo Lucena V.U.; - V.U. Rua Martins Fontes, 197 fr andar qs 83/ São Paulo - 7' Câmara de Direito Público Re Centro São Paulo / SP Cep latoradtteiode Carvalho V.0 Telefax:: Brasnia/DF Rio de Janeiro/RJ Belo Horizonte MG Curitiba/PR Santa Maria/RS Pelotas/RS Porto Alegre/RS wewinacioepereira.com.er João Pessoa/PB Belém/PA Vitória/ES Florianópolis/SC Macapá/AP Cuiabá/MT Goiânia/GO _

16 APARECIDO INÁCIO e PEREIRA advogados associados ::: OAB/SP 3345 Constituição do Estado utiliza-se da expressão servidor público para assegurar-lhe o percebimento da sexta-parte dos vencimentos integrais, concedida aos 20 anos de efetivo exercício. A expressão servidor público é abrangente, compreendendo não só o funcionário efetivo, como o estável, ou ainda, o admitido pela Lei 500/74 e o celetista. Basta ler toda a seção I, do capítulo II, do título 111, da Constituição do Estado, para se constatar o emprego de servidor e, também, "servico público" de forma enrica. não se justificando a interpretação restrita que a autarquia lhe quer emprestar. cingindo ao ocupante do cargo público." g (9.n.}; O Órgão Especial do Tribunal de Justiça de São Paulo reconheceu o direito a sexta-parte a todos os servidores públicos, definindo a base de cálculo nos autos do Incidente de Uniformização de Jurisprudência n /6-03, nestes termos: "SERVIDOR PÚBLICO SEXTA-PARTE Incidência sobre Iodas as parcelas componentes dos vencimentos, entendendo-se por ~ntos integrais o padrão mais as vens a s efetivamente recebidas, salvo as OVOrtiilaiS Uralormização da jurisprudência nesse sentido. N(g.n.); Portanto, os Autores fazem jus a sexta-parte incidindo sobre todas as parcelas dos vencimentos, incorporadas ou não, excluídas as vantagens eventuais, Que por sua própria natureza possuem um termo final. VII Da iteeponsabilidarsecttrif da Administração Pública A sexta-parte é um direito tradicional em nosso ordenamento estadual, que visa premiar aqueles servidores que permaneçam por mais de 20 anos no serviço público. Ocorre que a Ré é renitente em reconhecer o direito para autores, causando grave prejuízo mensal aos mesmos. A Constituição Federal preconiza em seu art. 37, parágrafo 6 : "Art. 37 (---) Parágrafo 6 - As pessoas jurídicas de direito público e as de direito privado prestadoras de serviços públicos responderão pelos danos que seus agentes, nessa qualidade causarem a terceiros assegurado o direito de regresso contra o responsável nos casos de dolo ou culpa." 9 Relator: Marcus Andrade - Apelação Cível n São Paulo '5,x/tortos: Sede; Rua Martins Fontes, andar Cjs 83/84 Brasília/DF Rio de Janeiro/RJ Belo Horizonte/MG Centro São Paulo 1 SP Cep Curitiba/PR Santa Maria/RS Pelotas/RS Porto Alegre/RS Telefax:: / João Pessoa/PB Belém/PA Vitória/ES FlonanopolistSC inacioepereirseinecioepereira.com.br vnfrnv.inacioepereira.combr Macapá/AP Cuiabá/MT Goiânia/GO

17 APARECIDO INÁCIO e PEREIRA advogados associados ::: OAB/SP..;345 Como se infere do dispositivo constitucional mencionado, para que o Estado responda por seus atos não é necessário averiguar se ele agiu ou não com culpa ou dolo. Já o atual Código Civil, no artigo correspondente ao art. 159, do diploma anterior - preceitua, in verbis: "Art. 186 Aquele que, por ação ou omissão voluntária, negligência, ou imprudência, violar direito e causar dano a outrem, ainda que exclusivamente mora!, comete ato ilícito. "(g. n.); Preceituam os artigos 844 e 927 do Código Civil: "Art Aquele que, sem justa causa, se enriquecer à custa de outrem, será obrigado a restituir o indevidamente auferido, feita a atualização dos valores monetários." "Art.927 Aquele que, por ato ilícito, causar dano a outrem, fica obrigado a repará-lo." Parágrafo único- Mamã obrigação de reparar o dano, independentemente de cuipe, nos casos especificados em lei, ou quando a afivkféde normalmente desenvolvida pelo autor do dano implicar, por sua natureza, risco para os direitos de outrem. A teoria do riscx) administrativo prescreve que, se da atividade estatal, resulta prejuízo pala alguns, o dano deve ser ressarcido, seja o comportamento do Estado licito Ou não. Assim, seja pela análise dos dispositivos legais e constitucionais s para a sexta-peite, seja a legislação em comento neste tópico, demori~ de maneira insofismável que os Autores têm direito a perceber as parcelas vencidas e vincendas da vantagem em lide, sob pena de injusto enriquecimento da Administração Pública. VIII Dos Pedidos Finais Diante do exposto, os autores requerem: A) citação da Ré para, no prazo legal, querendo, contestar está ação, sob pena de revelia; B) ao final, seja julgada procedente a presente ação para os seguintes fins: B.1) declarar o direito dos Autores contratados pela CLT ao recebimento do beneficio da sexta-parte, incidindo sobre todas as parcelas dos vencimentos efetivamente recebidas, incorporadas ou não, excluídas as vantagens eventuais, que por sua própria natureza possuem um termo final, a partir da aquisição do direito quando completaram 20 (vinte) anos de serviço público; Sede: Rua Martins Fontes, andar Cjs 83/84 Centro São Paulo! SP Cep Telefax:: twee.inacioepereira.com.br Escritórios: Brasília/DF Rio de Janeiro/RJ Belo Horizonte/MG Curitiba/PR Santa Mana/RS Petotas/RS Porto Alegre/RS João Pessoa/PB Belém/PA Vitória/ES Florianópolis/SC Macapá/AP Cuiabá/MT Goiânia/GO

18 aze APARECIDO INÁCIO e PEREIRA advogados associados ::: GABISP 3345 B.2) determinar à Ré (obrigação de fazer) apostilar o beneficio da sexta-parte para os Autores, imediatamente, após o trânsito em julgado, sob pena de multa e crime de responsabilidade. B.3) condenar a Ré a pagar para os Autores todas as parcelas vencidas e imprescritas, a título de sexta-parte, desde a aquisição do direito até o apostilamento, com base de cálculo todas as parcelas dos vencimentos efetivamente recebidas, incorporadas ou não, excluídas as vantagens eventuais; considerando para base de cálculo o salário-base, comissões, percentagens, gratificações ajustadas, diárias para viagens e abonos, adicionais etc. Art. 457, 1., da CLT), concedida a cada cinco anos de efetivo exercício, contínuos ou não, para a Administração Pública Direita ou Indireta, Autárquica e Fundacional, que se incorporarão aos vencimentos para todos os efeitos; B.4) condenar a ré a pagar os valores acima referidos, com a incidência de juros nos termos do artigo 406 do Código Civil, e a correção monetária pelo índice que melhor represente a inflação, desde a lesão, nos termos do artigo 116 da Constituição Estaduaí; C) condenar a re,a arcar com as custas processuais e honorários advocatícios, fixados 9171 até dá 20% deixe o montante da condenação, nos termos do 3 e 4 do Código cie Procesíto Calvd: ID) ceder olbebendo." assistência judiciária gratuita para os Autores, consoante preconiza a Lei n* 1060, art. 5, inciso LXXIV da CF/88 e artigo 3 da CartaESSadUal; E) conceder a prioridade na tramitação do feito, nos termos do artigo 71 doestilletrto do Idoso; ~UM pela produção de qualquer prova admitida pelo Direito, especié atue pericial e documental. Dá-se à causa o valor de R$ ,00 (vinte e cinco mil reais), para efeitos de alçada e sem prejuízo do pedido. Nestes termos Pedem deferimento São Paulo, 12 de dezembro de AREC OAB SP 9.'+; 5 CIO Requer que todas as publicações e intimações deste feito sejam realizadas exclusivamente em nome dos advogados Dr. Aparecido Inácio OAB/SP e Dr. Moacir Aparecido Matheus Pereira OAB/SP , titulares responsáveis por esta sociedade de advogados. Sede: Rua Martins Fontes, 197 S' andar Cjs 83/84 Centro Sio Paulo f SP Cep Telefax:: / aviwinacioepereira.com.br Escritório.: Brasília/DF Rio de Janeiro/RJ Belo Horizonte/MG Curitiba/PR Santa Maria/RS Pelotas/RS Porto Negra/RS Jotio Pessoa/PB Betém/PA VitOriatES Florianópolls/SC Macapá/AP Cuiabá/MT Goiânia/GO

19 PODER JUDICIÁRIO FEDERAL Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da 2a Região 44a Vara do Trabalho de São Paulo Processo Reclamante: Iracema Gonçalves Frediani Silva, Anésia Pereira de Aguiar, Dulcineia Saldanha Ramos, Egle Thomaz Leôncio, Francisco Coelho da Silva, lcenaide Bertoline Ribeiro, Laura Eloisa- Bugameli, Lourdes Aparecida Ramirez Breghini, Mara Cristina Garcia de Almeida, Márcia Regina da Costa, Maria Isabel Vidal Chiummo Abatte Vieira, Maria José Cavalcanti Araujo, Marilda Diniz, Marina Justina Deusdete, Nerina Maria da Paz Salicio, Ondina da Silva Ramos, Raimunda Pereira Cavalcante, Sueile Carvlho Figueira Fiorentino da Silva, Sueli dos Santos Reclamada: Fazenda Pública Estadual SENTENÇA RELATÓRIO Vistos, etc. Iracema Gonçalves Frediani Silva, Anésia Pereira de Aguiar, Dulcineia Saldanha Ramos, Egle Thomaz Leôncio, Francisco Coelho da Silva, lcenaide Bertoline Ribeiro, Laura Eloisa BUgameli, Lourdes Aparecida Ramirez Breghini, Mara Cristina Garcia de Almeida, Márcia Regina da Costa, Maria Isabel Vidal Chiummo Abatte Vieira, Maria José Cavalcanti Araujo, Marilda Diniz, Marina Justina Deusdete, Nerina Maria da Paz Salicio, Ondina da Silva Ramos, Raimunda Pereira Cavalcante, Sueile Carvlho Figueira Florentino da Silva, Sueli dos Santos, qualificados nos autos, ajuizaram ação de rito ordinário em face de Fazenda Pública Estadual, aduzindo em apertada síntese que são empregados públicos e que recebem sexta parte calculada com base de cálculo que exclui verbas de natureza salarial, notadamente gratificações extra, especial, executiva, dentre outras. Postulam o recebimento da sexta parte calculada sobre todas as parcelas dos vencimentos efetivamente recebidas. Deram à causa o valor de R$ ,00. Decisão às fls. 165 da Justiça Comum que determinou a remessa dos autos para processamento e julgamento por esta Justiça Especializada. Defesa escrita pela reclamada às fls. 210/228 com as razões pelas quais entende que a demanda deve ser julgada improcedente. Manifestação sobre defesa e documentos às fls. 232/246. Instrução do feito encerrada sem provas de audiência. Razões finais remissivas. Propostas conciliatórias prejudicadas haja vista tratar-se da Administração Pública É o relatório. Decide-se. FUNDAMENTAc

20 PODER JUDICIÁRIO FEDERAL Justiça do Trabalho Tribunal Regional do Trabalho da ia Região as 3 44a Vara do Trabalho de São Paulo Processo LITISCONSÓRCIO MULTIDUDINÁRIO Tenho que não se encontra presente a necessidade de limitação do litisconsórcio ativo, haja vista que a causa de pedir e pedidos é idêntica, assim como se dirigem em face de um mesmo réu. Versando acerca de matéria exclusivamente de direito, não há prejuízos à instrução processual ou mesmo à prestação jurisdicional. Rejeita-se a preliminar. PRESCRIÇÃO TOTAL Razão não assiste à ré. Tratando-se de diferenças de parcelas de prestações sucessivas, incide a prescrição parcial apenas. Rejeita-se a preliminar. Declaro prescritas as verbas trabalhistas do reclamante anteriores a , nos termos do artigo 7, XXIX da Constituição Federal e artigo 11 da Consolidação das Leis do Trabalho. SEXTA PARTE O art. 129 da Constituição Estadual de São Paulo, ao referir-se aos servidores públicos, de maneira genericamente considerada, pretendeu incluir tanto funcionários públicos exercentes de cargos criados por lei bem como empregados públicos regidos pelo regime da CLT. A alegação da reclamada no sentido de que o regime celetista exclui a aplicação de dispositivos da Constituição Estadual de São Paulo não merece acolhida, pois que os dispositivos específicos dos servidores públicos, atinentes à Administração Pública (e, por conseguinte, dos empregados públicos), devem ser somados à disciplina genérica dos empregados em geral, regidos pelo regime da CLT. Vale dizer, inegável que a reclamada, por força do art. 173 da CF/88 subsume-se ao regime próprio de direito privado quanto às obrigações trabalhistas. No entanto, seus empregados fazem jus também à sexta-parte. A prescrição legal do art. 129 da CE/SP e o regime da CLT não são excludentes, pois não colidem. A utilização da expressão "vencimentos" não altera a conclusão acima, pois engloba qualquer pecúnia paga em, contraprestação ao trabalho. Outrossim, quisesse a legislação instituir regime único, prevendo em função deste a sexta parte a todos aqueles servidores sujeitos a tal regime, por certo, a reclamante seria destinatário do benefício. A posterior emenda à Constituição Federal que extinguiu o regime único não tem o condão de excluir a subsunção dos empregados públicos à disciplina do art. 129 da Constituição Estadual. Por derradeiro, não se vislumbra inconstitucionalidade do texto da Carta Estadual face à Constituição Federal, posto que esta não está legislando acerca das relações de trabalho em geral, mas apenas estendendo benefício que se aplica tão somente às empresas que sejam longa manus do próprio estado membro. Diga-se que qualquer estatuto empresarial pode estender benefícios aos seus empregados, inclusive incorporando-se, estes, ao contrato de trabalho. Nesse sentido, perfeitamente cabível que a Constituição Estadual preveja essa espécie de vantagem pecuniária. Não há também vício de iniciativa, pois se trata de Constituição do Estado e não simples lei ordinária, esta referida no artigo 61 da Constituição Federal. Destarte, tem-se que os reclamantes fazem jus ao benefício da sexta-parte, conforme inclusive entendimento cristalizado do WIribunal Regional do Trabalho da 2' Região através de sua Súmula 04, com eedação dada pela Resolução Administrativa 02/05 de 25/20/05: 2

AÇÃO DE EQUIPARAÇÃO DE AUXÍLIO ALIMENTAÇÃO

AÇÃO DE EQUIPARAÇÃO DE AUXÍLIO ALIMENTAÇÃO EXCELENTISSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DO JUIZADO ESPECIAL FEDERAL SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA EM... brasileiro (a), casado (a), portador (a) da Carteira de Identidade RG nº..., expedida pela SSP/SP, inscrito (a) no

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA PARAÍBA GAB. DES. ROMERO MARCELO DA FONSECA OLIVEIRA DECISÃO MONOCRÁTICA.

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA PARAÍBA GAB. DES. ROMERO MARCELO DA FONSECA OLIVEIRA DECISÃO MONOCRÁTICA. DECISÃO MONOCRÁTICA. TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA PARAÍBA GAB. DES. ROMERO MARCELO DA FONSECA OLIVEIRA REMESSA OFICIAL N. 200.2010.034-761-21001. ORIGEM : 2.a Vara da Fazenda Pública da Comarca da

Leia mais

02/2011/JURÍDICO/CNM. INTERESSADOS:

02/2011/JURÍDICO/CNM. INTERESSADOS: PARECER Nº 02/2011/JURÍDICO/CNM. INTERESSADOS: DIVERSOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS. ASSUNTOS: BASE DE CÁLCULO DO ADICIONAL DE INSALUBRIDADE DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS. DA CONSULTA: Trata-se de consulta

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARANÁ.

EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARANÁ. EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARANÁ. Assunto: Desconto da Contribuição Sindical previsto no artigo 8º da Constituição Federal, um dia de trabalho em março de 2015.

Leia mais

PEDIDO DE UNIFORMIZAÇÃO N. º 200338007154235

PEDIDO DE UNIFORMIZAÇÃO N. º 200338007154235 PEDIDO DE UNIFORMIZAÇÃO N. º RELATORA : JUÍZA FEDERAL LILIANE RORIZ REQUERENTE: INSTITUTO NACIONAL DE SEGURIDADE SOCIAL - INSS PROC. : PATRICIA DE ALMEIDA SILVA REQUERIDO : GIL JOSÉ FURTADO ADV. : ANDRÉ

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 611, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2013

LEI COMPLEMENTAR Nº 611, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2013 LEI COMPLEMENTAR Nº 611, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2013 Procedência: Governamental Natureza: PLC/0046.0/2013 DO: 19.729, de 31/12/2013 Fonte: ALESC/Coord. Documentação Fixa o subsídio mensal dos integrantes

Leia mais

OSCAR PLENTZ MARCELO ABBUD Advogados

OSCAR PLENTZ MARCELO ABBUD Advogados EXMO(A). SR(A). DR(A). JUIZ(A) DO TRABALHO DESTA MM. VARA DO TRABALHO. AUTOR: SINDICATO DOS ENGENHEIROS NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, com sede na Av. Érico Veríssimo, nº 960, CEP 90.160-180, nesta Capital,

Leia mais

OPERADOR DE TELEMARKETING INTELIGÊNCIA DA SÚMULA 29 DESTE TRIBUNAL REGIONAL

OPERADOR DE TELEMARKETING INTELIGÊNCIA DA SÚMULA 29 DESTE TRIBUNAL REGIONAL Acórdão 9ª Turma OPERADOR DE TELEMARKETING INTELIGÊNCIA DA SÚMULA 29 DESTE TRIBUNAL REGIONAL Reconheço o pedido do autor como operador de telemarketing, afastando o argumento da CONTAX de que o autor era

Leia mais

AULA 02 ROTEIRO CONSTITUIÇÃO FEDERAL ART. 5º; 37-41; 205 214; 227 229 LEI 8.069 DE 13/07/1990 ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE E C A PARTE 02

AULA 02 ROTEIRO CONSTITUIÇÃO FEDERAL ART. 5º; 37-41; 205 214; 227 229 LEI 8.069 DE 13/07/1990 ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE E C A PARTE 02 AULA 02 ROTEIRO CONSTITUIÇÃO FEDERAL ART. 5º; 37-41; 205 214; 227 229 LEI 8.069 DE 13/07/1990 ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE E C A PARTE 02 CAPÍTULO VII DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA SEÇÃO I DISPOSIÇÕES

Leia mais

Honorários advocatícios

Honorários advocatícios Honorários advocatícios Os honorários advocatícios são balizados pelo Código de Processo Civil brasileiro (Lei de n. 5.869/73) em seu artigo 20, que assim dispõe: Art. 20. A sentença condenará o vencido

Leia mais

RELATÓRIO. Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL

RELATÓRIO. Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Órgão: TURMA REGIONAL DE UNIFORMIZAÇÃO DE JURISPRUDÊNCIA N. Processo: 0500029-74.2008.4.05.8103 Origem: Primeira Turma Recursal do Estado do Ceará Recorrente: João Ferreira

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PROCURADORIA-GERAL DO ESTADO PARECER Nº 13.895 Servidores do Quadro Especial criado pela Lei n o 10.959/98. Auxílio-rancho e gratificação ordinária incorporada. Inclusão na base de cálculo de outras vantagens pecuniárias. Vem a esta

Leia mais

1ª TURMA RECURSAL DOS JUIZADOS ESPECIAIS FEDERAIS PROCESSO Nº

1ª TURMA RECURSAL DOS JUIZADOS ESPECIAIS FEDERAIS PROCESSO Nº 1ª TURMA RECURSAL DOS JUIZADOS ESPECIAIS FEDERAIS PROCESSO Nº: 0024926-66.2013.4.02.5151/01 RECORRENTE: PAULO ROBERTO DE CARVALHO HEITOR RECORRIDO: UNIÃO FEDERAL JUÍZO DE ORIGEM: 03º JUIZADO ESPECIAL FEDERAL

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2007 (Do Sr. Eduardo Gomes)

PROJETO DE LEI Nº, DE 2007 (Do Sr. Eduardo Gomes) PROJETO DE LEI Nº, DE 2007 (Do Sr. Eduardo Gomes) Acrescenta parágrafo único ao art. 23 da Lei nº 8.906, de 04 de Julho de 1994, que dispõe sobre o Estatuto da Advocacia e a Ordem dos Advogados do Brasil

Leia mais

Parecer sobre indenização por dispensa de FC na integralização da GAE

Parecer sobre indenização por dispensa de FC na integralização da GAE Parecer sobre indenização por dispensa de FC na integralização da GAE Ementa: Analista Judiciário - área judiciária especialidade de Oficial de Justiça Avaliador Federal. Integralização da GAE. Percepção

Leia mais

APOSENTADORIA ESPECIAL DO SERVIDOR PÚBLICO

APOSENTADORIA ESPECIAL DO SERVIDOR PÚBLICO Direito Previdenciário APOSENTADORIA ESPECIAL DO SERVIDOR PÚBLICO Rafael Gabarra www.gabarra.adv.br ROTEIRO I. RGPS x RPPS II. Aposentadoria Especial III. Servidor Público - RPPS IV. Omissão MI s Súmula

Leia mais

Remuneração dos Agentes Políticos.

Remuneração dos Agentes Políticos. Remuneração dos Agentes Políticos. Subsídio Os Agentes Políticos recebem por subsídio (art. 39, 4º da CF/88), a saber: 4º O membro de Poder, o detentor de mandato eletivo, os Ministros de Estado e os Secretários

Leia mais

OAB EXAME IX 2012.3 FEVEREIRO/2013 2.ª ETAPA COMENTÁRIOS

OAB EXAME IX 2012.3 FEVEREIRO/2013 2.ª ETAPA COMENTÁRIOS PEÇA PROCESSUAL: OAB EXAME IX 2012.3 FEVEREIRO/2013 2.ª ETAPA COMENTÁRIOS OAB 2ª ETAPA PRÁTICA TRABALHISTA Caros amigos e alunos do Pro Labore, Primeiramente, gostaria de externar a minha satisfação quanto

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA 35ª VARA DO TRABALHO DO PORTO ALEGRE RS

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA 35ª VARA DO TRABALHO DO PORTO ALEGRE RS EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA 35ª VARA DO TRABALHO DO PORTO ALEGRE RS Reclamante: Joaquim Ferreira Reclamados: Parque dos Brinquedos Ltda Autos nº 0001524-15.2011.5.04.0035 PARQUE DOS BRINQUEDOS

Leia mais

JURIDICIDADE DO AUMENTO DA JORNADA DE TRABALHO DE SERVIDORES PÚBLICOS

JURIDICIDADE DO AUMENTO DA JORNADA DE TRABALHO DE SERVIDORES PÚBLICOS ESTUDO JURIDICIDADE DO AUMENTO DA JORNADA DE TRABALHO DE SERVIDORES PÚBLICOS Leonardo Costa Schuler Consultor Legislativo da Área VIII Administração Pública ESTUDO MARÇO/2007 Câmara dos Deputados Praça

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE CURITIBA PR

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE CURITIBA PR EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE CURITIBA PR Tomi Lee Gando, brasileiro, casado, técnico eletricista, portador de CTPS n. 01010, série 010, inscrito no PIS sob o n. 010.010.010-10

Leia mais

executivo e sua remuneração era de R$ 3.000,00 acrescida de gratificação de um terço de seu salário.

executivo e sua remuneração era de R$ 3.000,00 acrescida de gratificação de um terço de seu salário. EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE FLORIANÓPOLIS/SC ANA KARENINA, estado civil..., profissão..., residente e domiciliada na Rua..., nº..., cidade... estado..., CEP..., representada

Leia mais

NÚCLEO PREPARATÓRIO DE EXAME DE ORDEM

NÚCLEO PREPARATÓRIO DE EXAME DE ORDEM ENDEREÇAMENTO E QUALIFICAÇÃO EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA... VARA DO TRABALHO DE... A, estado civil..., profissão..., portador do RG nº..., inscrito no CPF nº..., portador da CTPS..., série...,

Leia mais

PROCESSO: 0001148-91.2010.5.01.0018 RO

PROCESSO: 0001148-91.2010.5.01.0018 RO Acórdão 4ª Turma REDUÇÃO DE AULAS FALTA DE COMPROVAÇÃO DE DIMINUIÇÃO DE ALUNOS A alegação de redução de alunos que justifique a diminuição de aulas, in casu, não foi comprovada. Como pode ser observado

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E CIDADANIA

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E CIDADANIA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E CIDADANIA PROJETO DE LEI N o 5.423, DE 2009 Acrescenta dispositivo à Consolidação das Leis do Trabalho, aprovada pelo Decreto-lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, estabelecendo

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988 Emendas Constitucionais Emendas Constitucionais de Revisão Ato das Disposições

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo ACÓRDÃO Registro: 2012.0000122121 Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 9074862-42.2007.8.26.0000, da Comarca de São José do Rio Preto, em que são apelantes PREFEITURA MUNICIPAL DE

Leia mais

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 1ª TURMA RECURSAL JUÍZO C

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 1ª TURMA RECURSAL JUÍZO C JUIZADO ESPECIAL (PROCESSO ELETRÔNICO) Nº200870530002293/PR RELATORA : Juíza Márcia Vogel Vidal de Oliveira RECORRENTE : NILVA SGARBOZA SANCHES RECORRIDO : INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL 200870530002293

Leia mais

ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GABINETE DESEMBARGADOR RAIMUNDO NONATO SILVA SANTOS

ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GABINETE DESEMBARGADOR RAIMUNDO NONATO SILVA SANTOS fls. 122 Processo: 0135890-46.2012.8.06.0001 - Apelação Apelante: Sindicato dos Guardas Municipais da Região Metrolitana de Fortaleza - SINDIGUARDAS Apelado: Município de Fortaleza Vistos etc. DECISÃO

Leia mais

Senado Federal Subsecretaria de Informações

Senado Federal Subsecretaria de Informações Senado Federal Subsecretaria de Informações Data 19/12/2003 EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 41 Modifica os arts. 37, 40, 42, 48, 96, 149 e 201 da Constituição Federal, revoga o inciso IX do 3º do art. 142 da

Leia mais

COMISSÃO DE FINANÇAS E TRIBUTAÇÃO CFT. EMENDA MODIFICATIVA N.º ao PROJETO DE LEI N.º 6.697 DE 2009

COMISSÃO DE FINANÇAS E TRIBUTAÇÃO CFT. EMENDA MODIFICATIVA N.º ao PROJETO DE LEI N.º 6.697 DE 2009 OMISSÃO DE FINANÇAS E TRIBUTAÇÃO FT EMENDA MODIFIATIVA N.º ao PROJETO DE LEI N.º 6.697 DE 2009 Altera dispositivos da Lei nº 11.415, de 15 de dezembro de 2006, Plano das arreiras dos Servidores do Ministério

Leia mais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0024.11.062985-4/001 Númeração 0629854- Relator: Relator do Acordão: Data do Julgamento: Data da Publicação: Des.(a) Armando Freire Des.(a) Armando Freire 28/10/2014 10/11/2014 EMENTA:

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO SEÇÃO JUDICIÁRIA DO DISTRITO FEDERAL

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO SEÇÃO JUDICIÁRIA DO DISTRITO FEDERAL PROCESSO N. : 14751-89.2012.4.01.3400 AÇÃO ORDINÁRIA/SERVIÇOS PÚBLICOS CLASSE 1300 AUTOR (A): ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS ESPECIALISTAS EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL RÉ: UNIÃO SENTENÇA TIPO

Leia mais

Servidores Públicos do Rio Grande do Sul: direito ao reajuste do vale-refeição e diferenças retroativas

Servidores Públicos do Rio Grande do Sul: direito ao reajuste do vale-refeição e diferenças retroativas Servidores Públicos do Rio Grande do Sul: direito ao reajuste do vale-refeição e diferenças retroativas Rodrigo Ortiz Saldanha Pós-graduado em Direito Tributário pela UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL OAB

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL OAB PADRÃO DE RESPOSTAS PEÇA PROFISSIONAL : Fábio é universitário, domiciliado no Estado K e pretende ingressar no ensino superior através de nota obtida pelo Exame Nacional, organizado pelo Ministério da

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Acórdão 10ª Turma INDENIZAÇÃO. DANO MORAL. ATRASO NA ENTREGA DAS GUIAS DO FGTS E SEGURO- DESEMPREGO. A demora injustificada na entrega das guias do FGTS e do Seguro- Desemprego, feita ultrapassado o decêndio

Leia mais

Referido dispositivo é aplicado aos servidores públicos por força de previsão expressa do artigo 39, parágrafo 3º, o qual dispõe o seguinte:

Referido dispositivo é aplicado aos servidores públicos por força de previsão expressa do artigo 39, parágrafo 3º, o qual dispõe o seguinte: 1. Da legislação que prevê o direito às férias - previsão constitucional e infraconstitucional Preconiza o artigo 7º da Constituição Federal que o trabalhador possui direito a férias anuais, com um adicional

Leia mais

Poder Judiciário do Estado da Paraíba Tribunal de Justiça Gabinete do Desembargador Marcos A. Souto Maior

Poder Judiciário do Estado da Paraíba Tribunal de Justiça Gabinete do Desembargador Marcos A. Souto Maior Poder Judiciário do Estado da Paraíba Tribunal de Justiça Gabinete do Desembargador Marcos A. Souto Maior DECISÃO APELAÇÃO CIVEL N 048.2003.001021-8/001 CUITEGI RELATOR: Juíza Maria das Neves do Egito

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) JUIZ(A) DO JUIZADO ESPECIAL FEDERAL DE (cidade/uf)

EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) JUIZ(A) DO JUIZADO ESPECIAL FEDERAL DE (cidade/uf) Modelos Âmbito Jurídico - Contratos 00024 - Inicial de concessão de aposentadoria por invalidez B-32 EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) JUIZ(A) DO JUIZADO ESPECIAL FEDERAL DE (cidade/uf) Reqte.: (nome do requerente)

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL VIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL VIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Com fundamento na recente Lei n. 1.234, do Estado Y, que exclui as entidades de direito privado da Administração Pública do dever de licitar, o banco X (empresa pública

Leia mais

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 2ª TURMA RECURSAL JUÍZO C

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 2ª TURMA RECURSAL JUÍZO C JUIZADO ESPECIAL (PROCESSO ELETRÔNICO) Nº201070510020004/PR RELATORA : Juíza Andréia Castro Dias RECORRENTE : LAURO GOMES GARCIA RECORRIDO : UNIÃO FAZENDA NACIONAL V O T O Dispensado o relatório, nos termos

Leia mais

http://www.lgncontabil.com.br/

http://www.lgncontabil.com.br/ ADICIONAL NOTURNO - PROCEDIMENTOS 1. INTRODUÇÃO O adicional noturno é devido ao empregado que trabalha a noite no período biológico em que a pessoa deve dormir. É no período noturno que o organismo humano

Leia mais

NOTA JURÍDICA N.º 001/2006 Cuiabá/MT, 04 de abril de 2006.

NOTA JURÍDICA N.º 001/2006 Cuiabá/MT, 04 de abril de 2006. NOTA JURÍDICA N.º 001/2006 Cuiabá/MT, 04 de abril de 2006. A MÉDIA ARITMÉTICA SIMPLES E O CÁLCULO DOS PROVENTOS DE APOSENTADORIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS FACE A EMENDA CONSTITUCIONAL N.º 41, DE 2003 1.

Leia mais

APELAÇÃO / REEXAME NECESSÁRIO 26472-PB (0001656-68.2011.4.05.8200). RELATÓRIO

APELAÇÃO / REEXAME NECESSÁRIO 26472-PB (0001656-68.2011.4.05.8200). RELATÓRIO APELAÇÃO / REEXAME NECESSÁRIO 26472-PB (0001656-68.2011.4.05.8200). ADV/PROC REPTE APELADO : JOSE MAURO DE SOUZA E OUTROS : FLAVIANO SALES CUNHA MEDEIROS E OUTROS : UFPB - UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

Leia mais

EXMO. SR. DR. JUIZ DE DIREITO DA VARA CÍVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DE SÃO PAULO.

EXMO. SR. DR. JUIZ DE DIREITO DA VARA CÍVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DE SÃO PAULO. EXMO. SR. DR. JUIZ DE DIREITO DA VARA CÍVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DE SÃO PAULO...., brasileiro, casado, médico, portador da Cédula de Identidade RG nº... - SSP/SP, inscrito no CPF/MF sob nº... com

Leia mais

VOTO PROCESSO TC 2257/2013 PROTOCOLO TC 2013/128970

VOTO PROCESSO TC 2257/2013 PROTOCOLO TC 2013/128970 VOTO PROCESSO TC 2257/2013 PROTOCOLO TC 2013/128970 Considerando que a Lei Estadual n 6.417, de 26 de maio de 2008, com vigência retroativa a 1 de maio de 2008, dispõe sobre a revisão geral anual dos servidores

Leia mais

ADVOGADOS INGRESSO 2009. USP- Consultoria Jurídica amc

ADVOGADOS INGRESSO 2009. USP- Consultoria Jurídica amc ADVOGADOS INGRESSO 2009 USP- Consultoria Jurídica amc 1 RELAÇÕES DE TRABALHO NA UNIVERSIDADE 1 - Servidores Titulares de Cargos Efetivos DOCENTES a) Estatuto dos Funcionários Públicos P Estado de São Paulo

Leia mais

PARECER Nº, DE 2010. RELATOR: Senador ALVARO DIAS RELATOR AD HOC: Senador ANTONIO CARLOS JÚNIOR

PARECER Nº, DE 2010. RELATOR: Senador ALVARO DIAS RELATOR AD HOC: Senador ANTONIO CARLOS JÚNIOR PARECER Nº, DE 2010 Da COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA, sobre a Proposta de Emenda à Constituição nº 95, de 2003, primeiro signatário o Senador Paulo Paim, que dá nova redação ao inciso III,

Leia mais

EMENTA ACÓRDÃO. LUÍSA HICKEL GAMBA Relatora

EMENTA ACÓRDÃO. LUÍSA HICKEL GAMBA Relatora INCIDENTE DE UNIFORMIZAÇÃO JEF Nº 2005.70.53.001322-8/PR RELATOR : Juiz D.E. Publicado em 20/02/2009 EMENTA ADMINISTRATIVO. SERVIDOR PUBLICO. ADICIONAL POR TEMPO DE SERVIÇO. ANUÊNIOS SUBSTITUÍDOS POR QÜINQÜÊNIOS.

Leia mais

AÇÕES COLETIVAS PREVIDENCIÁRIAS SINPRO/RS. a) Repetição de Indébito incidência de contribuição previdenciária em verba indenizatória

AÇÕES COLETIVAS PREVIDENCIÁRIAS SINPRO/RS. a) Repetição de Indébito incidência de contribuição previdenciária em verba indenizatória AÇÕES COLETIVAS PREVIDENCIÁRIAS SINPRO/RS a) Repetição de Indébito incidência de contribuição previdenciária em verba indenizatória A contribuição previdenciária só incide sobre o salário (espécie) e não

Leia mais

37º FONAI Maceió-AL. Atualização Técnica Princípio para assessorar a gestão.

37º FONAI Maceió-AL. Atualização Técnica Princípio para assessorar a gestão. 37º FONAI Maceió-AL Atualização Técnica Princípio para assessorar a gestão. 26 a 30/11/2012 Oficina Técnica Regras de Aposentadoria no Setor Público Pessoal Civil Cleison Faé Aposentadoria no Setor Público

Leia mais

FUNDAMENTOS. 07/10/2010 15:23:26 Sistema de Acompanhamento de Processos em 1ª Instância pág. 1 / 5

FUNDAMENTOS. 07/10/2010 15:23:26 Sistema de Acompanhamento de Processos em 1ª Instância pág. 1 / 5 TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 19ª REGIÃO VARA DO TRABALHO DE SÃO MIGUEL DOS CAMPOS (AL) SENTENÇA DE CONHECIMENTO - PROCESSO N. 0001520-04.2010.5.19.0062. RELATÓRIO. MANOEL BENEDITO FERREIRA DA SILVA,

Leia mais

ACÓRDÃO. Vistos, relatados e discutidos os autos.

ACÓRDÃO. Vistos, relatados e discutidos os autos. ADMINISTRATIVO. CONCURSO PÚBLICO. VALORA- ÇÃO DE TÍTULOS. ENTIDADE PRIVADA. REMUNERA- ÇÃO PAGA PELO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS). ADMISSIBILIDADE. 1. Admite-se a valoração, em concurso público do Município

Leia mais

TERMO DE AUDIÊNCIA SENTENÇA

TERMO DE AUDIÊNCIA SENTENÇA Autos nº MS 16992/2010 TERMO DE AUDIÊNCIA Aos vinte dias de agosto de 2010, às 17h31min, na sala de audiência desta Vara do Trabalho, a MMª Juíza do Trabalho Dra. CLÁUDIA CRISTINA PEREIRA, procedeu ao

Leia mais

PODER JUDICIARIO TRIBUNAL DE JUSTICA DO ESTADO DE SÃO PAULO

PODER JUDICIARIO TRIBUNAL DE JUSTICA DO ESTADO DE SÃO PAULO fls. 1 Registro:2013.0000519184 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0072788-83.2008.8.26.0114, da Comarca de Campinas, em que é apelante FAZENDA DO ESTADO DE SÃO PAULO, são

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XVII EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XVII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Você foi procurado pelo Banco Dinheiro Bom S/A, em razão de ação trabalhista nº XX, distribuída para a 99ª VT de Belém/PA, ajuizada pela ex-funcionária Paula, que

Leia mais

EXCELENTISSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ FEDERAL DO JUIZADO ESPECIAL FEDERAL DA COMARCA DE...

EXCELENTISSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ FEDERAL DO JUIZADO ESPECIAL FEDERAL DA COMARCA DE... EXCELENTISSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ FEDERAL DO JUIZADO ESPECIAL FEDERAL DA COMARCA DE... Excelência, INTERPOR..., vem por intermédio de sua advogada infra-assinada, à presença de Vossa AÇÃO DE CONCESSÃO

Leia mais

PRESSUPOSTOS SUBJETIVOS DE ADMISSIBILIDADE RECURSAL: - Possui legitimidade para recorrer quem for parte na relação jurídica processual.

PRESSUPOSTOS SUBJETIVOS DE ADMISSIBILIDADE RECURSAL: - Possui legitimidade para recorrer quem for parte na relação jurídica processual. PRESSUPOSTOS SUBJETIVOS DE ADMISSIBILIDADE RECURSAL: - Legitimidade - art. 499 CPC: - Possui legitimidade para recorrer quem for parte na relação jurídica processual. Preposto é parte? Pode recorrer? NÃO.

Leia mais

Modelos Âmbito Jurídico - Contratos 00028 Salário Maternidade com pedido de antecipação de tutela - Segurada comum

Modelos Âmbito Jurídico - Contratos 00028 Salário Maternidade com pedido de antecipação de tutela - Segurada comum Modelos Âmbito Jurídico - Contratos 00028 Salário Maternidade com pedido de antecipação de tutela - Segurada comum EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) JUIZ(A) DO JUIZADO ESPECIAL FEDERAL DE (Cidade)/(UF) Reqte.:

Leia mais

Ciclano da Silva Advogados Associados

Ciclano da Silva Advogados Associados Ciclano da Silva Advogados Associados EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ DE DIREITO DA VARA CÍVEL DO FORO REGIONAL DE ALTA FLORESTA, COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE BAIXA FLORESTA/PR. FULANO DE TAL, pessoa

Leia mais

APELAÇÃO CÍVEL SEM REVISÃO n 816.560-5/8-00, da Comarca de. ARAÇATUBA, em que é apelante CARLOS JOSÉ DE OLIVEIRA sendo

APELAÇÃO CÍVEL SEM REVISÃO n 816.560-5/8-00, da Comarca de. ARAÇATUBA, em que é apelante CARLOS JOSÉ DE OLIVEIRA sendo TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO ACÓRDÃO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO ACÓRDÃO/DEC^AOMONOCRATICA REGISTRADO(A) SOB N Vistos, relatados e discutidos estes autos de APELAÇÃO CÍVEL SEM REVISÃO n 816.560-5/8-00, da

Leia mais

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Regulamenta o inciso II do 4º do art. 40 da Constituição, que dispõe sobre a concessão de aposentadoria especial a servidores públicos que exerçam atividade de risco. O CONGRESSO

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO SETOR JURÍDICO DA ASSEMP

REGIMENTO INTERNO DO SETOR JURÍDICO DA ASSEMP REGIMENTO INTERNO DO DA ASSEMP O Setor Jurídico da ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DA PREFEITURA DE BELO HORIZONTE, doravante denominado Jurídico-ASSEMP, será regido de acordo com este regimento e

Leia mais

Modelos Âmbito Jurídico - Contratos 00026 Ação previdenciária de salário maternidade com pedido de antecipação de tutela Segurada especial

Modelos Âmbito Jurídico - Contratos 00026 Ação previdenciária de salário maternidade com pedido de antecipação de tutela Segurada especial Modelos Âmbito Jurídico - Contratos 00026 Ação previdenciária de salário maternidade com pedido de antecipação de tutela Segurada especial EXCELENTÍSSIMO SENHOR(A) JUIZ DO JUIZADO ESPECIAL FEDERAL DE (cidade)/(uf)

Leia mais

Informativo nº 37 DÉBITO DE PEQUENO VALOR

Informativo nº 37 DÉBITO DE PEQUENO VALOR Informativo nº 37 DÉBITO DE PEQUENO VALOR O art. 100 da Constituição Federal de 1988 dispõe sobre a forma de pagamento de precatórios judiciais, que se realizarão na ordem cronológica de apresentação,

Leia mais

LABORATÓRIO 3. VI EXAME DE ORDEM UNIFICADO 2ª FASE DIREITO DO TRABALHO LABORATÓRIO 3 PROFA. Maria Eugênia Conde @mageconde.

LABORATÓRIO 3. VI EXAME DE ORDEM UNIFICADO 2ª FASE DIREITO DO TRABALHO LABORATÓRIO 3 PROFA. Maria Eugênia Conde @mageconde. Caso Prático Emerson Lima propôs reclamação trabalhista, pelo rito ordinário, em face de Rancho dos Quitutes, alegando que trabalhava como atendente em uma loja de conveniência localizada em um posto de

Leia mais

CARTILHA DO SUBSÍDIO

CARTILHA DO SUBSÍDIO CARTILHA DO SUBSÍDIO Cléa da Rosa Pinheiro Vera Mirna Schmorantz A Direção do SINAL atenta às questões que dizem com a possibilidade de alteração da estrutura remuneratória das carreiras de Especialista

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO DO RIO GRANDE DO NORTE 10ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE NATAL

PODER JUDICIÁRIO DO RIO GRANDE DO NORTE 10ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE NATAL \d \w1215 \h1110 FINCLUDEPICTURE "brasoes\\15.bmp" MERGEFORMAT PODER JUDICIÁRIO DO RIO GRANDE DO NORTE 10ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE NATAL Processo n. 001.08.020297-8 Ação: Ação Civil Pública Autor: Ministério

Leia mais

Inteiro Teor (869390)

Inteiro Teor (869390) : Acórdão Publicado no D.J.U. de 19/10/2005 EMENTA PREVIDENCIÁRIO. REVISÃO DA RMI. IRSM DE FEVEREIRO/94 (39,67%). NÃO RETENÇÃO DE IRRF. JUROS MORATÓRIOS. 1. Os salários de contribuição devem ser reajustados,

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 9ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 9ª REGIÃO 301 1 Opoente: Opostos: SINDICATO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE FOZ DO IGUAÇU SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE DE FOZ DO IGUAÇU E REGIÃO, FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE SAÚDE DE

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 7ª VARA DA FAZENDA PÚBLICA DA COMARCA DE SALVADOR

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 7ª VARA DA FAZENDA PÚBLICA DA COMARCA DE SALVADOR fls. 435 EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 7ª VARA DA FAZENDA PÚBLICA DA COMARCA DE SALVADOR PROCESSO Nº 0540333-94.2015.8.05.0001 O INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DO SALVADOR IPS, autarquia municipal,

Leia mais

PODER JUDICIáRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO

PODER JUDICIáRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO PARTE A ADV/PROC PARTE R REPTE ORIGEM RELATOR : JORGEVALDO ROBINSTON DE MOURA : FÁBIO CORREA RIBEIRO E OUTROS : INSS INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL : PROCURADORIA REPRESENTANTE DA ENTIDADE : JUÍZO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 956.110 - SP (2007/0123248-2) RELATOR : MINISTRO NAPOLEÃO NUNES MAIA FILHO RECORRENTE : INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL - INSS PROCURADOR : KEILA NASCIMENTO SOARES E OUTRO(S) RECORRIDO

Leia mais

Auxiliar Jurídico. Módulo IV. Aula 01

Auxiliar Jurídico. Módulo IV. Aula 01 Auxiliar Jurídico Módulo IV Aula 01 1 CÁLCULOS TRABALHISTAS Neste módulo você irá aprender a realizar os cálculos de verbas rescisórias e Liquidação de Sentença. I. VERBAS RESCISÓRIAS Podemos entender

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARANÁ TURMA RECURSAL ÚNICA J. S. FAGUNDES CUNHA PRESIDENTE RELATOR

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARANÁ TURMA RECURSAL ÚNICA J. S. FAGUNDES CUNHA PRESIDENTE RELATOR RECURSO INOMINADO Nº 2006.0003212-2/0, DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL DA COMARCA DE CRUZEIRO DO OESTE RECORRENTE...: BRADESCO SEGUROS S. A. RECORRIDO...: ALEXANDRE GONÇALVES MANFRIM RELATOR...: EMENTA RECURSO

Leia mais

Incidência da GIEFS no 13º salário e 1/3 férias

Incidência da GIEFS no 13º salário e 1/3 férias Incidência da GIEFS no 13º salário e 1/3 férias A FHEMIG não vem pagando corretamente o 13º salário e o 1/3 das férias, uma vez que exclui dessas verbas remuneratórias a Gratificação de Incentivo e Eficientização

Leia mais

COMPLEXO EDUCACIONAL DAMÁSIO DE JESUS EXAME DA OAB 2011.2 2ª FASE DIREITO DO TRABALHO AULA AÇÃO RESCISÓRIA E AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO

COMPLEXO EDUCACIONAL DAMÁSIO DE JESUS EXAME DA OAB 2011.2 2ª FASE DIREITO DO TRABALHO AULA AÇÃO RESCISÓRIA E AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO COMPLEXO EDUCACIONAL DAMÁSIO DE JESUS EXAME DA OAB 2011.2 2ª FASE DIREITO DO TRABALHO AULA AÇÃO RESCISÓRIA E AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO I) AÇÃO RESCISÓRIA ESTRUTURA DA AÇÃO RESCISÓRIA 1. Endereçamento

Leia mais

ACÓRDÃO. - As vantagens pecuniárias pagas à Procuradora de Justiça antes do recebimento em parcela única. AC no 200.2008.046.053-4/001. Pus ~.

ACÓRDÃO. - As vantagens pecuniárias pagas à Procuradora de Justiça antes do recebimento em parcela única. AC no 200.2008.046.053-4/001. Pus ~. AC no 200.2008.046.053-4/001 \ ; Pus ~.rm r-- Poder Judiciário do Estado da Paraíba Tribunal de Justiça Gabinete da Desembargadora Maria das Neves do Egito de A. D. Ferreira ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL No 200.2008.046.053-4/001

Leia mais

APOSENTADORIA VOLUNTÁRIA POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO

APOSENTADORIA VOLUNTÁRIA POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO 1- DEFINIÇÃO APOSENTADORIA VOLUNTÁRIA POR TEMPO DE CONTRIBUIÇÃO 1.1 Passagem do servidor da atividade para a inatividade, com proventos calculados de acordo com a média aritmética das maiores remunerações,

Leia mais

Em revisão 15/05/2013 PLENÁRIO AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE 3.609 ACRE VOTO

Em revisão 15/05/2013 PLENÁRIO AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE 3.609 ACRE VOTO 15/05/2013 PLENÁRIO AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE 3.609 ACRE VOTO O EXMO. SR. MINISTRO DIAS TOFFOLI: Ação direta de inconstitucionalidade ajuizada pelo Procurador-Geral da República em face da Emenda

Leia mais

PARÁGRAFO ÚNICO PARÁGRAFO PRIMEIRO

PARÁGRAFO ÚNICO PARÁGRAFO PRIMEIRO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO FIRMADA PERANTE O EXMO. DR. DELEGADO REGIONAL DO TRABALHO QUE ENTRE SI FAZEM O SINDICATO DOS AUXILIARES DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, LOCALIZADO À

Leia mais

ACÓRDÃO. Salles Rossi RELATOR Assinatura Eletrônica

ACÓRDÃO. Salles Rossi RELATOR Assinatura Eletrônica fls. 1 ACÓRDÃO Registro: 2012.0000382774 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0001561-08.2012.8.26.0562, da Comarca de Santos, em que é apelante PLANO DE SAÚDE ANA COSTA LTDA, é apelado

Leia mais

Nº 108771/2015 ASJCIV/SAJ/PGR

Nº 108771/2015 ASJCIV/SAJ/PGR Nº 108771/2015 ASJCIV/SAJ/PGR Relatora: Ministra Rosa Weber Impetrante: Airton Galvão Impetrados: Presidente da República e outros MANDADO DE INJUNÇÃO. APOSENTADORIA ESPE- CIAL. SERVIDOR PÚBLICO COM DEFICIÊNCIA.

Leia mais

art. 5º - Para efeito desde Regulamento, considera-se: II - indenização: valor devido aos beneficiários, em caso de sinistro;

art. 5º - Para efeito desde Regulamento, considera-se: II - indenização: valor devido aos beneficiários, em caso de sinistro; Assessoria Jurídica da Asscontas informa sobre as indenizações do pecúlio, seguro coletivo e seguro do cônjuge do Programa Estadual de Assistência ao Pecúlio dos Servidores do Estado de Minas Gerais: Muitos

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ FEDERAL DA 14ª VARA DA JUSTIÇA FEDERAL EM SÃO PAULO - SP

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ FEDERAL DA 14ª VARA DA JUSTIÇA FEDERAL EM SÃO PAULO - SP EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ FEDERAL DA 14ª VARA DA JUSTIÇA FEDERAL EM SÃO PAULO - SP PROCESSO nº DISTRIBUIÇÃO POR DEPENDÊNCIA AO PROCESSO nº 90.0042414-3 MARÍTIMA SEGUROS S/A, pessoa jurídica de

Leia mais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0313.11.032435-4/001 Númeração 0324354- Relator: Relator do Acordão: Data do Julgamento: Data da Publicação: Des.(a) Eduardo Andrade Des.(a) Eduardo Andrade 28/10/2014 10/11/2014 EMENTA: ADMINISTRATIVO

Leia mais

Simões Rodrigues Advogados Associados S. C. José Ricardo Simões Rodrigues OAB RO 8888 Cláudio Roberto Simões Rodrigues OAB RO 9999

Simões Rodrigues Advogados Associados S. C. José Ricardo Simões Rodrigues OAB RO 8888 Cláudio Roberto Simões Rodrigues OAB RO 9999 EXCELENTÍSSIMO(A) SENHOR(A) JUIZ(A) DE DIREITO DA 4ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE ROLIM DE MOURA - RO Autos N.: 010060099999 Classe: AÇÃO DE REPARAÇÃO POR DANOS MORAIS E MATERIAIS Requerente: TATIANE DAS FLORES

Leia mais

PARECER/CONSULTA TC-001/2006 PROCESSO - TC-3050/2005 INTERESSADO - BANESTES SEGUROS S/A ASSUNTO - CONSULTA

PARECER/CONSULTA TC-001/2006 PROCESSO - TC-3050/2005 INTERESSADO - BANESTES SEGUROS S/A ASSUNTO - CONSULTA PROCESSO - TC-3050/2005 INTERESSADO - BANESTES SEGUROS S/A ASSUNTO - CONSULTA DISPENSA DE LICITAÇÃO ARTIGO 24, INCISO VIII, DA LEI Nº 8.666/93 NÃO INCIDÊNCIA EM RELAÇÃO A ÓRGÃO OU ENTIDADE INTEGRANTE DA

Leia mais

https://www.cnj.jus.br/pjecnj/painel/painel_usuario/documentohtml... ACÓRDÃO

https://www.cnj.jus.br/pjecnj/painel/painel_usuario/documentohtml... ACÓRDÃO 1 de 8 23/04/2014 14:41 E M E N TA P R O C E D I M E N TO S D E C O N TR O L E A D M I N I S T R ATI V O. T R I B U N A L D E J U S T I Ç A D O E S TA D O D A B A H I A. CUMULAÇÃO DE DIÁRIAS COM INDENIZAÇÃO

Leia mais

Vistos, relatados e discutidos estes autos de. APELAÇÃO CÍVEL COM REVISÃO n 157.303-4/9-00, da Comarca de

Vistos, relatados e discutidos estes autos de. APELAÇÃO CÍVEL COM REVISÃO n 157.303-4/9-00, da Comarca de TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO ACÓRDÃO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO ACÓRDÃO/DECISÃO MONOCRATICA REGISTRADO(A) SOB N *024022V:* Vistos, relatados e discutidos estes autos de APELAÇÃO CÍVEL COM REVISÃO

Leia mais

Embora regularmente notificada, fl.67, a reclamada não apresentou contrarrazões, conforme certificado à fl. 68.

Embora regularmente notificada, fl.67, a reclamada não apresentou contrarrazões, conforme certificado à fl. 68. A C Ó R D Ã O 10ª TURMA PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Gabinete do Desembargador Marcelo Antero de Carvalho Av. Presidente Antonio Carlos, 251 6º

Leia mais

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Regulamenta o inciso III do 4º do art. 40 da Constituição, que dispõe sobre a concessão de aposentadoria especial ao servidor público titular de cargo efetivo cujas atividades

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 260/2008 TCE 2ª CÂMARA

RESOLUÇÃO Nº. 260/2008 TCE 2ª CÂMARA RESOLUÇÃO Nº. 260/2008 TCE 2ª CÂMARA 1. Processo Nº: 00709/2007 2. Classe de Assunto: IV Aposentadoria 3. Interessado: Tercina Dias de Carvalho Secretaria da Educação e Cultura 4. Entidade: Instituto de

Leia mais

c Publicada no DOU de 16-12-2004.

c Publicada no DOU de 16-12-2004. LEI N o 10.999, de 15 DE DEZEMBRO DE 2004 Autoriza a revisão dos benefícios previdenciários concedidos com data de início posterior a fevereiro de 1994 e o pagamento dos valores atrasados nas condições

Leia mais

Associação dos Assistentes Jurídicos do Estado do Rio de Janeiro AASSIJUR Fundada em 13 de maio de 1963 RIO DE JANEIRO - ASSISTENTES JURÍDICOS

Associação dos Assistentes Jurídicos do Estado do Rio de Janeiro AASSIJUR Fundada em 13 de maio de 1963 RIO DE JANEIRO - ASSISTENTES JURÍDICOS RIO DE JANEIRO - ASSISTENTES JURÍDICOS Para incluir no site da ABRAP A Associação dos Assistentes Jurídicos do Estado do Rio de Janeiro -, com sede própria localizada na Travessa do Ouvidor n 8, 3 andar,

Leia mais

PARECER Nº, DE 2013. RELATOR: Senador ARMANDO MONTEIRO

PARECER Nº, DE 2013. RELATOR: Senador ARMANDO MONTEIRO PARECER Nº, DE 2013 Da COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA, sobre o Projeto de Lei do Senado nº 250, de 2005 Complementar, do Senador PAULO PAIM, que estabelece requisitos e critérios diferenciados

Leia mais

MUNICÍPIO DE ROLADOR/RS. Parecer 028/13/PJM

MUNICÍPIO DE ROLADOR/RS. Parecer 028/13/PJM Parecer 028/13/PJM Consulente: Departamento de Pessoal. Assunto: Remuneração por serviço extraordinário. Referência: Processo Administrativo nº. 474/2012. Ementa: SERVIDOR. REGIME JURÍDICO. SERVIÇO EXTRAORDINÁRIO.

Leia mais

8ª Secretaria de Controle Externo

8ª Secretaria de Controle Externo Fls. 12 À Auditora de Controle Externo, Maria Clara Seabra de Mello Costa, para proferir Orientação Técnica. Em 23 de janeiro de 2014. JOSÉ AUGUSTO MARTINS MEIRELLES FILHO Secretário da 8ª Secretaria de

Leia mais

ACÓRDÃO. Poder Judiciário do Estado da Paraíba Tribunal de Justiça Gabinete da Desembargadora Maria das Neves do Egito de A. D.

ACÓRDÃO. Poder Judiciário do Estado da Paraíba Tribunal de Justiça Gabinete da Desembargadora Maria das Neves do Egito de A. D. AC no 001.2011.003557-1/001 1 Poder Judiciário do Estado da Paraíba Tribunal de Justiça Gabinete da Desembargadora Maria das Neves do Egito de A. D. Ferreira ACÓRDÃO REMESSA OFICIAL No 001.2011.003557-1/001

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO ESQUEMATIZADO INSS FCC

DIREITO ADMINISTRATIVO ESQUEMATIZADO INSS FCC CARGOS: Técnico do INSS www.beabadoconcurso.com.br TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. - 1 - APOSTILA ESQUEMATIZADA SUMÁRIO UNIDADE 1 Regime Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União (Lei n 8.112/90) 1.1

Leia mais