MODERNISMO. História da Arte Profº Geder 1ª Série Ensino Médio (2012)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MODERNISMO. História da Arte Profº Geder 1ª Série Ensino Médio (2012)"

Transcrição

1 MODERNISMO História da Arte Profº Geder 1ª Série Ensino Médio (2012)

2 O século XX inicia-se no Brasil com muitos fatos que vão moldando a nova fisionomia do país. - progresso técnico - novas fábricas surgidas da aplicação do dinheiro obtido pelo café. - imigrantes que em apenas 8 anos chega a quase 1 milhão de novos habitantes. - Em São Paulo ocorre uma greve geral em que tomam parte operários. Organizada pelo movimento anarquista - principalmente imigrantes, os primeiros a questionar o capitalismo paulista. Esses novos tempos vivem, então, a espera de uma ARTE NOVA que exprima a saga desses tempos e do porvir.

3 Nascimento de uma ARTE NOVA

4 Surge inicialmente através da atividade crítica e literária de: Oswald de Andrade Menotti del Picchia Mário de Andrade E artistas que vão se conscientizando do tempo em que vivem.

5 - Cria movimentos: Pau-Brasil; Oswald de Andrade começa a falar do Manifesto Futurista de Marinetti: propõe o compromisso da literatura com a nova civilização técnica ; alerta para a valorização das raízes nacionais, que deve ser o ponto de partida para os artistas brasileiros. - Escreve jornais expondo suas ideias renovadoras ; - Participa dos grupos dos artistas que começam a se unir em torno de uma nova proposta artística.

6 Antes dos anos 20, são feitas em São Paulo duas exposições de pintura: - colocaram a arte moderna de um modo concreto para os brasileiros. Lasar Segall, em 1913 Anita Malfatti, em 1917

7 Lasar Segall

8 Anita Malfatti

9 Polêmica: Exposição de Anita Malfatti A exposição de Anita Malfatti provocou uma grande polêmica com os adeptos da arte acadêmica. Monteiro Lobato - O Estado de São Paulo, escreve: A propósito da exposição Malfatti, criticou a exposição de Anita e acabou se transformando em um estopim do Movimento Modernista. Monteiro Lobato, preso a princípios estéticos conservadores, afirma que todas as artes são regidas por princípios imutáveis, leis fundamentais que não dependem do tempo nem latitude.

10 Em posição totalmente contrária à de Monteiro Lobato, estaria, anos mais tarde, Mário de Andrade. Suas ideias estéticas estão expostas basicamente no Prefácio Interessantíssimo de sua obra Pauliceia Desvairada, publicada em 1922.

11 Belo da arte: arbitrário, convencional, Transitório questão de moda. Belo da natureza: imutável, objetivo, natural tem a eternidade que a natureza tiver. Arte não consegue reproduzir natureza, nem este é seu fim. Todos os grandes artistas, ora conscientes (Rafael das Madona, Rodin da Balzac, Beethoven da Pastoral, Machado de Assis do Braz Cubas) ora inconscientes ( a grande Maioria) foram deformadores da natureza. Donde infiro que o belo artístico será tanto mais Artístico, tanto mais objetivo quanto mais se afastar do belo natural. Outros infiram o que quiserem. Pouco me importa.

12 a arte deve ser uma cópia fiel do real almejar uma tal liberdade criadora para o artista. Não se sentir cercado pelos limites da realidade

13 ACADÊMICOS x MODERNISTAS PAISAGEM ACADÊMICA PAISAGEM MODERNISTA

14 ACADÊMICOS x MODERNISTAS FIGURA HUMANA ACADÊMICA FIGURA HUMANA MODERNISTA

15 Essa divisão entre os defensores de uma estética conservadora e os de uma renovadora, prevaleceu por muito tempo e atingiu seu clímax na Semana de Arte Moderna, realizada nos dia 13, 15 e 17 de fevereiro de 1922, no Teatro Municipal de São Paulo.

16

17

18 Os modernistas se uniram e para defender Anita e se apresentaram em grupo.

19 De acordo com a notícia, a Semana, organizada por intelectuais, o escritor Graça Aranha, à frente, tinha por objetivo dar ao público de São Paulo a perfeita demonstração do que há em nosso meio em escultura, arquitetura, música e literatura sob o ponto de vista rigorosamente atual. Na notícia do Correio Paulistano: Graça Aranha - era apontado como o autor da iniciativa; é mais provável, porém, que essa prioridade se deva a Di Cavalcanti. Graça Aranha Di Cavalcanti

20 Objetivo: - renovar o estagnado ambiente artístico e cultural de São Paulo e do país e descobrir o Brasil, repensando-o de modo a desvinculá-lo, esteticamente, das amarras que ainda o prendiam à Europa. - era uma provocação à arte acadêmica, era a busca do novo e de uma expressão genuinamente nacional, embora inspirada nos impulsos libertadores europeus. - as palestras clamavam os artistas e o público a apreciar a arte moderna, a abandonar o academicismo e a promover a libertação da estética europeia. - buscava também o abrasileiramento da língua portuguesa falada e escrita no Brasil.

21 No interior do teatro foram apresentados concertos e conferências, enquanto no saguão foram montadas exposições de artistas plásticos. Pintores: Di Cavalcanti Anita Malfatti Oswaldo Goeldi Vicente do Rego Monteiro

22 Di Cavalcanti Anita Malfatti Vicente do Rego Monteiro Oswaldo Goeldi

23 escultores (Victor Brecheret), músicos (Villa-Lobos, Guiomar Novais)

24 Victor Brecheret

25 desenhistas, arquitetos, escritores Ribeiro Couto Menotti Del Picchia Ronald de Carvalho

26 desenhistas, arquitetos, escritores Graça Aranha Mário de Andrade Oswald de Andrade

27 A Semana de Arte Moderna foi o marco mais caracterizador da presença de uma nova concepção do fazer e compreender a obra de arte. Foi o acontecimento cultural da maior significação, e abriu para o país perspectivas que, extrapolando do campo puramente cultural, teriam repercussões inclusive na área política. A literatura também teve muita importância no processo de modernização das artes, cujo marco inicial foi a Semana. Escritores e poetas novos de todo canto do país aderiram aos princípios libertários do modernismo. Além dos temas sociais e brasileiros, a linguagem moderna incorporou, na literatura, características da língua falada e a poesia aderiu ao humor e ao verso livre.

28 Muitos grupos diferentes foram surgindo, com propostas às vezes um pouco divergentes mas sempre ligadas às ideias de modernidade. Surgem inúmeros manifestos e textos que propunham programas estéticos, entre os quais os mais importantes são: Manifesto Pau-Brasil e Manifesto Antropofágico. A Antropofagia foi um movimento que propunha a incorporação transformada e abrasileirada das influências estrangeiras. O escritor Oswald de Andrade e sua mulher, a pintora Tarsila do Amaral, lideraram essa ideia, que tinha também um cunho politico e social.

29 Tarsila, apesar de não ter exposto na Semana de 22, colaborou decisivamente para o desenvolvimento da arte moderna brasileira, pois produziu uma obra indicadora de novos rumos.

30

Como você leu vários artistas participaram da Semana de Arte Moderna de 1922.

Como você leu vários artistas participaram da Semana de Arte Moderna de 1922. Semana de Arte Moderna de 1922 A Semana de Arte Moderna de 22, realizada entre 11 e 18 de fevereiro de 1922 no Teatro Municipal de São Paulo, contou com a participação de escritores, artistas plásticos,

Leia mais

Unidade I Tecnologia Corpo, movimento e linguagem na era da informação.

Unidade I Tecnologia Corpo, movimento e linguagem na era da informação. A A Unidade I Tecnologia Corpo, movimento e linguagem na era da informação. 2 A A Aula 1.2 Conteúdo: Semana de Arte Moderna. 3 A A Habilidade: Reconhecer, diferenciar e saber utilizar diversas técnicas

Leia mais

A SEMANA DE ARTE MODERNA FEVEREIRO DE 1922

A SEMANA DE ARTE MODERNA FEVEREIRO DE 1922 A SEMANA DE ARTE MODERNA FEVEREIRO DE 1922 1822 1922 100 anos da Independência do Brasil ANTECEDENTES DA SEMANA DE ARTE MODERNA 1912 CHEGADA DE OSWALD DE ANDRADE DA EUROPA Oswald de Andrade retorna de

Leia mais

Série. MAT Disciplina: Arte Professor: FERNANDA CARDOSO ATIVIDADE DE RECUPERAÇÃO

Série. MAT Disciplina: Arte Professor: FERNANDA CARDOSO ATIVIDADE DE RECUPERAÇÃO Polícia Militar do Estado de Goiás CPMG Hugo de Carvalho Ramos Ano Letivo - 2015 Série ATIVIDADE DE RECUPERAÇÃO - Todas essas atividades, tanto as perguntas como respostas deverão ser COPIADAS E RESPONDIDAS

Leia mais

Semana de Arte Moderna

Semana de Arte Moderna Semana de Arte Moderna 8º Ano 4º Bimestre 2015 Professor Juventino Introdução Ano foi marcado de 1922 por grandes mudanças na política e na cultura. Transformações no mundo. 1º centenário da independência.

Leia mais

MODERNISMO NO BRASIL Cap. 1 e 2 - séculos XIX e XX FELIPE HARRISBERGER DE GODOY

MODERNISMO NO BRASIL Cap. 1 e 2 - séculos XIX e XX FELIPE HARRISBERGER DE GODOY MODERNISMO NO BRASIL Cap. 1 e 2 - séculos XIX e XX FELIPE HARRISBERGER DE GODOY Os seis passos para a modernidade Chegada da Família Real Portuguesa (1808); Missão Artística Francesa; Academia Imperial

Leia mais

MODERNISMO BRASILEIRO SÉC. XX

MODERNISMO BRASILEIRO SÉC. XX MODERNISMO BRASILEIRO SÉC. XX SEMANA DE ARTE MODERNA História da Arte Profª Natalia Pieroni ANTECEDENTES - Industrialização do país em função do fortalecimento da economia do café (pós Primeira Guerra).

Leia mais

Uma semana nem tão moderna assim

Uma semana nem tão moderna assim Fonte: http://veja.abril.com.br/blog/meus-livros/ (acessado em 08/03/2012) 11/02/2012 às 8:10 \ Livros da Semana Uma semana nem tão moderna assim A capa de '1922' é baseada na de 'Pauliceia Desvairada',

Leia mais

Modernismo. Semana de Arte Moderna

Modernismo. Semana de Arte Moderna Modernismo Semana de Arte Moderna A Semana de Arte Moderna de 22 Realizada entre 11 e 18 de fevereiro de 1922 no Teatro Municipal de São Paulo, contou com a participação de escritores, artistas plásticos,

Leia mais

Português 3º ano Wilton. Vanguardas na Europa e no Brasil

Português 3º ano Wilton. Vanguardas na Europa e no Brasil Português 3º ano Wilton Vanguardas na Europa e no Brasil Roberson de Oliveira 1 Vanguardas na Europa e no Brasil No dia 20 de dezembro de 1917, o jornal O Estado de S. Paulo publicou o artigo Paranoia

Leia mais

Modernismo Semana de Arte Moderna

Modernismo Semana de Arte Moderna Modernismo Semana de Arte Moderna Tendência vanguardista que rompe com padrões rígidos e caminha para uma criação mais livre, surgida internacionalmente nas artes plásticas e na literatura a partir do

Leia mais

MODERNISMO Primeiro Momento. Motivos Autores - Obras

MODERNISMO Primeiro Momento. Motivos Autores - Obras MODERNISMO Primeiro Momento Motivos Autores - Obras Características do Modernismo Liberdade de Expressão 1. Poética Estou farto do lirismo comedido Do lirismo bem comportado Do lirismo funcionário público

Leia mais

SEMANA DE ARTE MODERNA

SEMANA DE ARTE MODERNA SEMANA DE ARTE MODERNA Evento realizado por artistas e intelectuais no Teatro Municipal de São Paulo entre 13 e 17 de fevereiro de 1922. O objetivo era romper com o academicismo, valorizar a cultura popular

Leia mais

Modernismo. adeilsonsousa

Modernismo. adeilsonsousa Modernismo adeilsonsousa SEMANA DE ARTE MODERNA Aconteceu nos dias 13, 15 e 17 de fevereiro de 1922, ano do Centenário da Independência e da Criação do Partido Comunista Brasileiro Marco cultural de um

Leia mais

TEXTO 1. 1.Texto de problematização:

TEXTO 1. 1.Texto de problematização: TEXTO 1 1.Texto de problematização: A partir de 1922, o quadro começa a se modificar. Apesar dos presidentes Arthur Bernardes e Washington Luís pertencerem ainda ao esquema do café com leite, a nova situação

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Período: 77.1 79.2 OBJETIVOS: Levar o aluno a conhecer e sistematizar o processo das técnicas e das formas, das técnicas e das principais concepções poéticas e ideológicas dos movimentos de vanguarda européia

Leia mais

ARTE BRASILEIRA PÓS SEMANA DE 1922

ARTE BRASILEIRA PÓS SEMANA DE 1922 ARTE BRASILEIRA PÓS SEMANA DE 1922 A Semana de Arte Moderna de 1922 foi um momento de ruptura que dividiu a arte brasileira entre academicismo e modernismo. Não foi, porém, uma unanimidade nacional e gerou

Leia mais

Nome: Nº: Turma: Português. 3º ano Modernismo 1ª fase Wilton Maio/10 MODERNISMO NO BRASIL (1ª. FASE)

Nome: Nº: Turma: Português. 3º ano Modernismo 1ª fase Wilton Maio/10 MODERNISMO NO BRASIL (1ª. FASE) Nome: Nº: Turma: Português 3º ano Modernismo 1ª fase Wilton Maio/10 MODERNISMO NO BRASIL (1ª. FASE) O Modernismo brasileiro foi iniciado com o advento da Semana de Arte Moderna, ocorrida em 1922, no centenário

Leia mais

História da arte estilo ENEM

História da arte estilo ENEM História da arte estilo ENEM 01 - Assinale a alternativa que menciona o acontecimento a que Oswald de Andrade se reporta para nomear o Movimento Antropofágico. a) A adesão de Graça Aranha ao movimento

Leia mais

FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I CONTEÚDO E HABILIDADES ARTES. Conteúdo: - Cubismo e Abstracionismo

FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I CONTEÚDO E HABILIDADES ARTES. Conteúdo: - Cubismo e Abstracionismo CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I Conteúdo: - Cubismo e Abstracionismo 2 CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I Habilidades: - Conhecer e distinguir diferentes momentos

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO. Artes

CADERNO DE ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO. Artes COLÉGIO ARNALDO 2015 CADERNO DE ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO. Artes Aluno (a): 5º ano: Turma: Professor (a): Valor: 20 pontos Este trabalho deverá ser entregue IMPRETERIVELMENTE no dia da prova. Prezado(a)

Leia mais

*Não foi propriamente um movimento ou escola literária; * Trata-se de uma fase de transição para o Modernismo, nas duas primeiras décadas do século

*Não foi propriamente um movimento ou escola literária; * Trata-se de uma fase de transição para o Modernismo, nas duas primeiras décadas do século *Não foi propriamente um movimento ou escola literária; * Trata-se de uma fase de transição para o Modernismo, nas duas primeiras décadas do século XX; * É quando surge uma literatura social, através de

Leia mais

A Semana de Arte Moderna de 1922

A Semana de Arte Moderna de 1922 A Semana de Arte Moderna de 1922 ANTECEDENTES DA SEMANA Determinar o início do modernismo no Brasil, não é uma tarefa simples; Toda tentativa de demarcar exatamente o início do modernismo é normalmente

Leia mais

DADAÍSMO Profa. Cristiane Lourenço

DADAÍSMO Profa. Cristiane Lourenço DADAÍSMO Profa. Cristiane Lourenço DADAÍSMO Formado em 1916 em Zurique por jovens franceses e alemães que, se tivessem permanecido em seus respectivos países, teriam sido convocados para o serviço militar,

Leia mais

futurismo Filippo Marinetti Oswald de Andrade Anita Malfatti

futurismo Filippo Marinetti Oswald de Andrade Anita Malfatti FUTURISMO O futurismo é um movimento artístico e literário, que surgiu oficialmente em 20 de fevereiro de 1909 com a publicação do Manifesto Futurista, pelo poeta italiano Filippo Marinetti, no jornal

Leia mais

ARTES 9 ANO PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª ARLENE CALIRI ENSINO FUNDAMENTAL

ARTES 9 ANO PROF.ª GABRIELA DACIO PROF.ª ARLENE CALIRI ENSINO FUNDAMENTAL ARTES 9 ANO PROF.ª ARLENE CALIRI ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª GABRIELA DACIO CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade I Tecnologia - Corpo, movimento e linguagem na era da informação. 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula

Leia mais

ANITA MALFATTI De Ângela Braga-Torres (Especialista em Arte-educação pela Escola de Comunicações e Artes da USP.)

ANITA MALFATTI De Ângela Braga-Torres (Especialista em Arte-educação pela Escola de Comunicações e Artes da USP.) ANITA MALFATTI De Ângela Braga-Torres (Especialista em Arte-educação pela Escola de Comunicações e Artes da USP.) SUPLEMENTO DIDÁTICO Elaborado por Rosa Iavelberg Pós-graduada em Arte-educação pela Escola

Leia mais

Cibele Mariana Joana Azambuja Rafael Rodrigues Zilma Carvalho 2

Cibele Mariana Joana Azambuja Rafael Rodrigues Zilma Carvalho 2 UM OLHAR SOBRE A REVISTA DE ANTROPOFAGIA (1928-1929) ARNALDO DARAYA CONTIER 1 COORDENAÇÃO E ORGANIZAÇÃO Cibele Mariana Joana Azambuja Rafael Rodrigues Zilma Carvalho 2 Resumo: Neste artigo procuramos identificar

Leia mais

1 o ano Ensino Fundamental Data: / / NOME:

1 o ano Ensino Fundamental Data: / / NOME: 1 o ano Ensino Fundamental Data: / / NOME: Quando os portugueses chegaram ao Brasil, em 1500, observaram que os índios expressavam-se através da pintura em seus corpos, em objetos e em paredes. A arte

Leia mais

Prova 3 Artes. N ọ DE INSCRIÇÃO:

Prova 3 Artes. N ọ DE INSCRIÇÃO: Prova 3 QUESTÕES OBJETIIVAS -- VESTIIBULAR DE VERÃO 2010 N ọ DE ORDEM: NOME DO CANDIDATO: N ọ DE INSCRIÇÃO: IINSTRUÇÕES PARA A REALIIZAÇÃO DA PROVA 1. Confira os campos N ọ DE ORDEM, N ọ DE INSCRIÇÃO e

Leia mais

SURREALISMO. História da Arte Profº Geder 1ª Série Ensino Médio (2012)

SURREALISMO. História da Arte Profº Geder 1ª Série Ensino Médio (2012) SURREALISMO História da Arte Profº Geder 1ª Série Ensino Médio (2012) SURREALISMO Dadaísmo: - fundado durante a 1ª Guerra Mundial. Surgiu na Europa (Zurique) no ano de 1916. Características: - Objetos

Leia mais

Histórico O surrealismo surgiu na França na década de 1920. Este movimento foi significativamente influenciado pelas teses psicanalíticas de Sigmund

Histórico O surrealismo surgiu na França na década de 1920. Este movimento foi significativamente influenciado pelas teses psicanalíticas de Sigmund Histórico O surrealismo surgiu na França na década de 1920. Este movimento foi significativamente influenciado pelas teses psicanalíticas de Sigmund Freud, que mostram a importância do inconsciente na

Leia mais

APRENDER A APRENDER CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES ARTES DINÂMICA LOCAL I. Conteúdo: - Arte Moderna: Expressionismo

APRENDER A APRENDER CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES ARTES DINÂMICA LOCAL I. Conteúdo: - Arte Moderna: Expressionismo Conteúdo: - Arte Moderna: Expressionismo 2 Habilidades: - Identificar características estéticas e principais artistas dos movimentos artísticos modernos, reproduzindo e criando obras inspiradas em cada

Leia mais

Alunos: Francini Medeiros, Giseli Duarte, Hadassa Marques, Jéssica Santos, Luana Beatriz e Sérgio Araújo. Turma: 9020511.

Alunos: Francini Medeiros, Giseli Duarte, Hadassa Marques, Jéssica Santos, Luana Beatriz e Sérgio Araújo. Turma: 9020511. Alunos: Francini Medeiros, Giseli Duarte, Hadassa Marques, Jéssica Santos, Luana Beatriz e Sérgio Araújo. Turma: 9020511. "Todo momento pré é de prenúncios, de pressupostos. Todo momento pré transita

Leia mais

Em mais uma edição do seu tradicional leilão, James Lisboa Leiloeiro Oficial apresenta 157 obras de grandes nomes da arte brasileira.

Em mais uma edição do seu tradicional leilão, James Lisboa Leiloeiro Oficial apresenta 157 obras de grandes nomes da arte brasileira. Leilão de Arte Leilão de arte em São Paulo reúne obras de 89 artistas modernos e contemporâneos Em mais uma edição do seu tradicional leilão, James Lisboa Leiloeiro Oficial apresenta 157 obras de grandes

Leia mais

SEMANA DE ARTE MODERNA DA UESB: O ENSINO DA LITERATURA E OUTRAS ARTES EM QUESTÃO. Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia/UESB Campus de Jequié

SEMANA DE ARTE MODERNA DA UESB: O ENSINO DA LITERATURA E OUTRAS ARTES EM QUESTÃO. Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia/UESB Campus de Jequié SEMANA DE ARTE MODERNA DA UESB: O ENSINO DA LITERATURA E OUTRAS ARTES EM QUESTÃO SANTOS, Selma Melo Silva Orientadora: Profª. Drª. Maria Afonsina Ferreira Matos Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia/UESB

Leia mais

Matéria: literatura Assunto: pintura - di cavalcanti Prof. IBIRÁ

Matéria: literatura Assunto: pintura - di cavalcanti Prof. IBIRÁ Matéria: literatura Assunto: pintura - di cavalcanti Prof. IBIRÁ Literatura DI CAVALCANTI Introdução Emiliano Augusto Cavalcanti de Albuquerque e Melo, mais conhecido como Di Cavalcanti, foi um importante

Leia mais

Núcleo de Ação Educativa Material Educativo. Oficina artística e literária Do Texto à Imagem: olhares sobre São Paulo Realizada em 25/01/2013

Núcleo de Ação Educativa Material Educativo. Oficina artística e literária Do Texto à Imagem: olhares sobre São Paulo Realizada em 25/01/2013 Núcleo de Ação Educativa Material Educativo Oficina artística e literária Do Texto à Imagem: olhares sobre São Paulo Realizada em 25/01/2013 Em comemoração ao 559 aniversário de São Paulo, o museu Casa

Leia mais

EXPRESSIONISMO FAUVISMO CUBISMO SÉC. XX

EXPRESSIONISMO FAUVISMO CUBISMO SÉC. XX EXPRESSIONISMO FAUVISMO CUBISMO SÉC. XX História da Arte Profª Natalia Pieroni IDADE CONTEMPORÂNEA LINHA DO TEMPO - HISTORIOGRAFIA Período PRÉ-HISTÓRIA Origens do homem até 40000 a. C IDADE ANTIGA 40000

Leia mais

XIII. A República dos Marechais

XIII. A República dos Marechais XIII. A República dos Marechais Governo (Provisório) de Deodoro Primeiras medidas: - Federalismo - Separação entre Igreja e Estado (registro civil de nascimento e casamento civil) - Novos símbolos nacionais

Leia mais

Semana de arte moderna: o que comemorar?

Semana de arte moderna: o que comemorar? Campinas-SP, (33.1-2): pp. 23-29, Jan./Dez. 2013 Semana de arte moderna: o que comemorar? Maria Eugenia Boaventura boaventu@unicamp.br Muitas semanas de arte devem ter existido na história da literatura,

Leia mais

Prova 3 Artes. N ọ DE INSCRIÇÃO:

Prova 3 Artes. N ọ DE INSCRIÇÃO: Prova 3 QUESTÕES OBJETIIVAS -- VESTIIBULAR DE VERÃO 2010 N ọ DE ORDEM: NOME DO CANDIDATO: N ọ DE INSCRIÇÃO: IINSTRUÇÕES PARA A REALIIZAÇÃO DA PROVA 1. Confira os campos N ọ DE ORDEM, N ọ DE INSCRIÇÃO e

Leia mais

QUESTÃO 04 QUESTÃO 05

QUESTÃO 04 QUESTÃO 05 QUESTÃO 01 Arte abstrata é uma arte: a) que tem a intenção de representar figuras geométricas. b) que não pretende representar figuras ou objetos como realmente são. c) sequencial, como, por exemplo, a

Leia mais

PARTE 01 Questões Teóricas

PARTE 01 Questões Teóricas PARTE 01 Questões Teóricas SOMAR OS PONTOS CORRESPONDENTES ÀS PROPOSIÇÕES ASSINALADAS CORRETAMENTE E MARCAR NA FOLHA DE RESPOSTAS A SOMA ENCONTRADA. 01 - No Renascimento, o Moisés de Michelangelo não expressava

Leia mais

CONHECIMENTOS GERAIS (5 questões)

CONHECIMENTOS GERAIS (5 questões) 1. Paulo Freire na sua concepção pedagógica parte de alguns princípios que marcam, de forma clara e objetiva, o seu modo de entender o ato educativo. Considerando as características do pensamento desse

Leia mais

Poesia 2ª fase. Carlos Drummond de Andrade

Poesia 2ª fase. Carlos Drummond de Andrade Poesia 2ª fase Carlos Drummond de Andrade O poeta mais importante da segunda fase da poesia modernista brasileira (1930-1945) é Carlos Drummond de Andrade. Alguns críticos consideram o escritor o maior

Leia mais

O Museu do índio jã tem sua estrutura, organização propria, alguns recursos e acervo rico mas sem local apropriado.

O Museu do índio jã tem sua estrutura, organização propria, alguns recursos e acervo rico mas sem local apropriado. A FUNDAÇÃO DO MUSEU DAS ORIGENS Deve-se compor de cinco museus: - Museu do índio - Museu de Arte Virgem (Museu do Inconsciente) - Museu de Arte Moderna - Museu do Negro - Museu de Artes Populares Os museus

Leia mais

Expressionismo. Surgiu na Alemanha entre 1.905 e 1.914.

Expressionismo. Surgiu na Alemanha entre 1.905 e 1.914. Expressionismo Expressionismo Surgiu na Alemanha entre 1.905 e 1.914. A expressão, empregada pela primeira vez em 1.911 na revista Der Sturm [A Tempestade], marca oposição ao Impressionismo francês. Para

Leia mais

Mercado Municipal do Estado de Sa o Paulo

Mercado Municipal do Estado de Sa o Paulo Mercado Municipal do Estado de Sa o Paulo O Mercado Municipal de São Paulo é uma construção histórica localizada na região central da capital. Obra projetada pelo arquiteto Franscisco de Paula Ramos de

Leia mais

ARTES 7 ANO PROF.ª ARLENE AZULAY PROF. LÚCIA REGINA ENSINO FUNDAMENTAL

ARTES 7 ANO PROF.ª ARLENE AZULAY PROF. LÚCIA REGINA ENSINO FUNDAMENTAL ARTES 7 ANO PROF. LÚCIA REGINA ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª ARLENE AZULAY CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade I Tecnologia: Corpo, movimento e linguagem na era da informação 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 1.2

Leia mais

BIOGRAFIA John Graz (1891 1980) 1891 Nasce em Genebra, Suíça, dia 12 de abril.

BIOGRAFIA John Graz (1891 1980) 1891 Nasce em Genebra, Suíça, dia 12 de abril. BIOGRAFIA John Graz (1891 1980) 1891 Nasce em Genebra, Suíça, dia 12 de abril. 1911 Entra para a Escola de Belas Artes de Genebra, quando o diretor era Daniel Baud-Bovy, e estuda com Gillard e Edouard

Leia mais

Arte abstrata ou abstracionismo é um estilo artístico moderno em que os objetos ou pessoas são representados, em de pinturas ou esculturas, através

Arte abstrata ou abstracionismo é um estilo artístico moderno em que os objetos ou pessoas são representados, em de pinturas ou esculturas, através Arte abstrata ou abstracionismo é um estilo artístico moderno em que os objetos ou pessoas são representados, em de pinturas ou esculturas, através de formas irreconhecíveis. O formato tradicional (paisagens

Leia mais

CURSO APROVAÇÃO CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO TÉCNICO FINANÇAS E CONTROLE CONHECIMENTOS GERAIS. Prof Francisco Brasil

CURSO APROVAÇÃO CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO TÉCNICO FINANÇAS E CONTROLE CONHECIMENTOS GERAIS. Prof Francisco Brasil dentro contrastam organismos CURSO APROVAÇÃO CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO TÉCNICO FINANÇAS E CONTROLE CONHECIMENTOS GERAIS Prof Francisco Brasil Agricultura - Cultura é sinônimo de cultivo. Ciências Sociais

Leia mais

06. Explique o método de pintura impressionista. Neste texto, correlacione a escolha da cor com o formato da pincelada?

06. Explique o método de pintura impressionista. Neste texto, correlacione a escolha da cor com o formato da pincelada? Estudo dirigido para o segundo ano do ensino médio, Artes Milton Gomes Coelho A arte do Impressionismo 01. Liste fatos que modificaram o ritmo das cidades no século XIX. Resposta: pág. 223 02. Relacione,

Leia mais

VISÕES DE MUNDO NA OBRA ABAPORU DE TARSILA DO AMARAL 1 RESUMO

VISÕES DE MUNDO NA OBRA ABAPORU DE TARSILA DO AMARAL 1 RESUMO VISÕES DE MUNDO NA OBRA ABAPORU DE TARSILA DO AMARAL 1 CARNEIRO, Elisiane 2 ; SOUZA, Gabriel²; MILKE, Tatiele³; BECKER, Elsbeth Léia Spode³ 1 Trabalho de Pesquisa _UNIFRA. 2 Curso de Publicidade e Propaganda

Leia mais

O Brasil, por sua vez, passou de escravocrata para mão de obra livre, da Monarquia para República.

O Brasil, por sua vez, passou de escravocrata para mão de obra livre, da Monarquia para República. ARTE MODERNA Vanguardas Européias As vanguardas européias são os movimentos culturais que começaram na Europa no início do século XX, os quais iniciaram um tempo de ruptura com as estéticas precedentes.

Leia mais

A Semana de Arte Moderna

A Semana de Arte Moderna SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR SARGENTO NADER ALVES DOS SANTOS SÉRIE/ANO: 2 ANO

Leia mais

MODERNISMO NO BRASIL. Referências históricas. Características SEMANA DE 22. Primeira fase Modernista no Brasil (1922-1930)

MODERNISMO NO BRASIL. Referências históricas. Características SEMANA DE 22. Primeira fase Modernista no Brasil (1922-1930) MODERNISMO CULTURAL NO BRASIL HISTÓRIA MODERNISMO NO BRASIL 1 2 Referências históricas Início do século XX. O burguês comportado, tranqüilo, contando seu lucro. Capitalismo monetário. Industrialização

Leia mais

Imagen. Análise de projetos arquitetônicos modernistas com interferências visuais no Brasil. Revista Internacional de la VOLUMEN 1 NÚMERO 2 2014

Imagen. Análise de projetos arquitetônicos modernistas com interferências visuais no Brasil. Revista Internacional de la VOLUMEN 1 NÚMERO 2 2014 VOLUMEN 1 NÚMERO 2 2014 Revista Internacional de la Imagen Análise de projetos arquitetônicos modernistas com interferências visuais no Brasil MARCO ANTONIO ROSSI ELIANE PATRICIA GRANDINI SERRANO SOBRELAIMAGEN.com

Leia mais

Contexto do Dadaísmo

Contexto do Dadaísmo O Movimento Dadá Contexto do Dadaísmo O Movimento Dadá O movimento Dadá ou Dadaísmo foi uma vanguarda moderna iniciada em Zurique, em 1916, no chamado Cabaret Voltaire, por um grupo de escritores e artistas

Leia mais

Vamos passear... no Cemitério? Equipe Cemiteriosp Giane Brandão

Vamos passear... no Cemitério? Equipe Cemiteriosp Giane Brandão Vamos passear... no Cemitério? Equipe Cemiteriosp Giane Brandão Cemitério da Consolação São Paulo Imagem: Giane Brandão Em primeiro lugar, vamos diferenciar. Necroturismo visita a lugares assombrados (com

Leia mais

Renascimento. Prof. Adriano Portela

Renascimento. Prof. Adriano Portela Renascimento Prof. Adriano Portela O que é o Renascimento? Dados Início: século 14 Local: Península Itálica Se estendeu até o século 17 por toda Europa. Artistas, escritores e pensadores exprimiam em suas

Leia mais

História 7C Aula 19 República do Café III

História 7C Aula 19 República do Café III História 7C Aula 19 República do Café III Marechal Hermes da Fonseca (RS) (1910-1914) Revolta da Chibata (RJ 1910): João Cândido (líder), posteriormente apelidado de Almirante Negro. Causas: maus tratos,

Leia mais

LITERATURA INFANTIL E JUVENIL E A FORMAÇÃO DE LEITORES NA BIBLIOTECA ESCOLAR. Lília Santos

LITERATURA INFANTIL E JUVENIL E A FORMAÇÃO DE LEITORES NA BIBLIOTECA ESCOLAR. Lília Santos LITERATURA INFANTIL E JUVENIL E A FORMAÇÃO DE LEITORES NA BIBLIOTECA ESCOLAR Lília Santos NA BIBLIOTECA ESCOLAR, a MEDIAÇÃO com crianças e jovens acontece o tempo todo. É preciso ter atenção com os conteúdos

Leia mais

Onde: Museu da Cerâmica Udo Knoff, Rua Frei Vicente, nº 03, Pelourinho

Onde: Museu da Cerâmica Udo Knoff, Rua Frei Vicente, nº 03, Pelourinho EXPOSIÇÕES TEMPORÁRIAS FEIRA DE CORES E SABORES A mostra, contemplada pelo Fundo de Cultura da Bahia através do IPAC, tem a intenção de valorizar os patrimônios materiais e imateriais da Feira de São Joaquim

Leia mais

AS VANGUARDAS EUROPEIAS DO SÉCULO 20 E AS INFLUÊNCIAS DA SEMANA DE ARTE MODERNA NA ILUSTRAÇÃO DE LIVROS DE LITERATURA INFANTIL BRASILEIROS.

AS VANGUARDAS EUROPEIAS DO SÉCULO 20 E AS INFLUÊNCIAS DA SEMANA DE ARTE MODERNA NA ILUSTRAÇÃO DE LIVROS DE LITERATURA INFANTIL BRASILEIROS. AS VANGUARDAS EUROPEIAS DO SÉCULO 20 E AS INFLUÊNCIAS DA SEMANA DE ARTE MODERNA NA ILUSTRAÇÃO DE LIVROS DE LITERATURA INFANTIL BRASILEIROS. Aluno: Roberta Calixto Orientador: Luiz Antônio Coelho Introdução

Leia mais

CURRÍCULUM VITAE IRMA BUFFON ZAMBELLI. Endereço Rua Moreira César, 2912 apto 130. Bairro Centro. ibz2912@gmail.com

CURRÍCULUM VITAE IRMA BUFFON ZAMBELLI. Endereço Rua Moreira César, 2912 apto 130. Bairro Centro. ibz2912@gmail.com CURRÍCULUM VITAE Nome IRMA BUFFON ZAMBELLI Endereço Rua Moreira César, 2912 apto 130 Bairro Centro Cep 95034-000 Caxias do Sul (RS) Brasile Tel. 54-3221.3048 cel. 54-9206.6334 e-mail Estado Civil Data

Leia mais

Colégio Geração Beiramar

Colégio Geração Beiramar Colégio Geração Beiramar Aluno(a): 2ª Série ARTES Florianópolis: / /2007 Professor(a): Cris 3º Trimestre 27102006 Exercícios de apoio para P1 de Artes 01 - Em dezembro de 1917, Anita Malfatti realizou

Leia mais

Ampliando o olhar sobre a Arte

Ampliando o olhar sobre a Arte Ampliando o olhar sobre a Arte A Arte reflete a história da humanidade. Desde as primeiras expressões artísticas (Arte rupestre) até os dias de hoje, podemos compreender o desenvolvimento do homem em cada

Leia mais

Fauvismo. Cubismo. Arte Conceptual, a Street Art e muitas outras.

Fauvismo. Cubismo. Arte Conceptual, a Street Art e muitas outras. A arte nasceu na Pré-História, quando o Homem primitivo decidiu fazer uns desenhos com sangue de animais, nas cavernas onde vivia, sendo denominada por Arte Rupestre. Por fim, chegamos á arte da actualidade,

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DE OBRAS DE ARTES NO ENSINO DE GEOGRAFIA

A UTILIZAÇÃO DE OBRAS DE ARTES NO ENSINO DE GEOGRAFIA A UTILIZAÇÃO DE OBRAS DE ARTES NO ENSINO DE GEOGRAFIA Adriana Severiano Reis Silva/IFRN drireis23@hotmail.com INTRODUÇÃO Nem sempre os professores, a escola oferece para os alunos diversa formas de aprendizado

Leia mais

Habilidades Específicas em Artes Visuais. Prova de História da Arte

Habilidades Específicas em Artes Visuais. Prova de História da Arte Habilidades Específicas em Artes Visuais Prova de História da Arte I. Analise as duas obras cujas reproduções foram fornecidas, comentando suas similaridades e diferenças no que se refere aos aspectos

Leia mais

TURMA 801. Aula 07 PERSPECTIVA LINEAR

TURMA 801. Aula 07 PERSPECTIVA LINEAR TURMA 801 Aula 07 PERSPECTIVA LINEAR Nós habitamos um mundo tridimensional. Ou seja, vemos o mundo em três dimensões: a altura, a largura e a profundidade. É por conta da profundidade que dizemos a árvore

Leia mais

no. 49 O NU FEMININO COMO IDEAL DE BELEZA

no. 49 O NU FEMININO COMO IDEAL DE BELEZA O NU FEMININO COMO IDEAL DE BELEZA por rose klabin Escrevo-te toda inteira e sinto um sabor em ser e o sabor-ati é abstrato como o instante. É também com o corpo todo que pinto os meus quadros e na tela

Leia mais

São Paulo, 20 de maio de 2006. Projeto por:

São Paulo, 20 de maio de 2006. Projeto por: Identidade Visual São Paulo, 20 de maio de 2006 Projeto por: Objeto da prestação de serviço: Concepção de nome e identidade Visual Objetivo da prestação de serviço: A partir das necessidades apresentadas

Leia mais

Ministério das Relações Exteriores Instituto Rio Branco

Ministério das Relações Exteriores Instituto Rio Branco Ministério das Relações Exteriores Instituto Rio Branco LEITURAS BRASILEIRAS II Professoras: Angélica Madeira e Mariza Veloso Assistente: Nil Castro da Silva Ementa O curso se propõe a compreender a articulação

Leia mais

edgar allan poe a filosofia da composição p r e fá c i o pedro süssekind t r a d u ç ã o léa viveiros de castro

edgar allan poe a filosofia da composição p r e fá c i o pedro süssekind t r a d u ç ã o léa viveiros de castro edgar allan poe a filosofia da composição p r e fá c i o pedro süssekind t r a d u ç ã o léa viveiros de castro sumário 9 prefácio. A lição aristotélica de Poe [Pedro Süssekind] 17 A filosofia da composição

Leia mais

Competência(s) / Objetivo(s) de Aprendizagem Conhecer a vida e a obra do poeta Carlos Drummond de Andrade a partir de um documentário não tradicional;

Competência(s) / Objetivo(s) de Aprendizagem Conhecer a vida e a obra do poeta Carlos Drummond de Andrade a partir de um documentário não tradicional; Ensino Médio Cinema e Educação: O Poeta das Sete Faces Disciplinas/Áreas do Conhecimento: Língua Portuguesa; Arte; História; Sociologia; Competência(s) / Objetivo(s) de Aprendizagem Conhecer a vida e a

Leia mais

ED5112 Ferramentas & Projetos em Educação por Princípio

ED5112 Ferramentas & Projetos em Educação por Princípio FLORIDA CHRISTIAN UNIVERSITY MASTER OF ARTS IN EDUCATION WITH FOCUS IN PRINCIPLED EDUCATION JULIANA POMPEO HELPA ED5112 Ferramentas & Projetos em Educação por Princípio 02 de Novembro de 2015 Orlando,

Leia mais

AS VANGUARDAS EUROPÉIAS E O MODERNISMO BRASILEIRO E AS CORRESPONDÊNCIAS ENTRE MÁRIO DE ANDRADE E MANUEL BANDEIRA

AS VANGUARDAS EUROPÉIAS E O MODERNISMO BRASILEIRO E AS CORRESPONDÊNCIAS ENTRE MÁRIO DE ANDRADE E MANUEL BANDEIRA AS VANGUARDAS EUROPÉIAS E O MODERNISMO BRASILEIRO E AS CORRESPONDÊNCIAS ENTRE MÁRIO DE ANDRADE E MANUEL BANDEIRA Paula Cristina Guidelli do SANTOS (PG-UEM) Adalberto de Oliveira SOUZA (UEM) ISBN: 978-85-99680-05-6

Leia mais

ESCOLA ADVENTISTA SANTA EFIGÊNIA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL

ESCOLA ADVENTISTA SANTA EFIGÊNIA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL ESCOLA ADVENTISTA SANTA EFIGÊNIA EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL Rua Prof Guilherme Butler, 792 - Barreirinha - CEP 82.700-000 - Curitiba/PR Fone: (41) 3053-8636 - e-mail: ease.acp@adventistas.org.br

Leia mais

ARTE CIRCENSE E A EDUCAÇÃO

ARTE CIRCENSE E A EDUCAÇÃO ARTE CIRCENSE E A EDUCAÇÃO Magali Deckert Arndt 1 Noemi Boer 2 Marjorie Dariane da Silva Machado³ Ingrid Mello 4 INTRODUÇÃO O teatro é uma das mais antigas manifestações culturais do homem e o tem acompanhado

Leia mais

Plano de Trabalho Docente - 2014. Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente - 2014. Ensino Médio Plano de Trabalho Docente - 2014 Ensino Médio Código: 0262 ETEC ANHANQUERA Município: Santana de Parnaíba Área de Conhecimento: Linguagens, códigos e suas tecnologias. Componente Curricular: Artes Série:

Leia mais

SÃO PAULO: UM ROTEIRO MULTIDISCIPLINAR

SÃO PAULO: UM ROTEIRO MULTIDISCIPLINAR 2 SÃO PAULO: UM ROTEIRO MULTIDISCIPLINAR Alberto Roiphe Resumo Trata-se da análise parcial de uma prática que tem como foco uma visita à cidade de São Paulo por parte dos alunos da disciplina Língua Portuguesa

Leia mais

HISTÓRIA E TEORIA ARQ. PAISAGISMO E URBANISMO I

HISTÓRIA E TEORIA ARQ. PAISAGISMO E URBANISMO I HISTÓRIA E TEORIA ARQ. PAISAGISMO E URBANISMO I União Educacional do Norte Faculdade Uninorte Professora: Edinete Oliveira Arquiteta e Urbanista Tema: A ignorância da Arquitetura & As várias idades do

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 7.600, DE 2010 (Do Sr. Roberto Alves)

PROJETO DE LEI N.º 7.600, DE 2010 (Do Sr. Roberto Alves) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 7.600, DE 2010 (Do Sr. Roberto Alves) Institui a semana nacional Monteiro Lobato DESPACHO: ÀS COMISSÕES DE: EDUCAÇÃO E CULTURA; E CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA

Leia mais

COMO AVALIAR O TEXTO LITERÁRIO CRITÉRIOS DE ANÁLISE

COMO AVALIAR O TEXTO LITERÁRIO CRITÉRIOS DE ANÁLISE COMO AVALIAR O TEXTO LITERÁRIO CRITÉRIOS DE ANÁLISE Literatura Infantil aspectos a serem desenvolvidos A natureza da Literatura Infanto-Juvenil está na Literatura e esta é uma manifestação artística. Assim,

Leia mais

MODERNOS OU VANGUARDISTAS: A CONS- TRUÇÃO DO MODERNO NA ARTE BRA- SILEIRA DA PRIMEIRA METADE DO SÉCULO XX Maria de Fátima Morethy Couto *

MODERNOS OU VANGUARDISTAS: A CONS- TRUÇÃO DO MODERNO NA ARTE BRA- SILEIRA DA PRIMEIRA METADE DO SÉCULO XX Maria de Fátima Morethy Couto * MODERNOS OU VANGUARDISTAS: A CONS- TRUÇÃO DO MODERNO NA ARTE BRA- SILEIRA DA PRIMEIRA METADE DO SÉCULO XX Maria de Fátima Morethy Couto * Em seu livro Os cinco paradoxos da modernidade, Antoine Compagnon

Leia mais

Empresa Organizadora do Concurso Público da Prefeitura Municipal de Rio Tinto/PB PROVA PARA O CARGO DE PROFESSOR DE ARTES

Empresa Organizadora do Concurso Público da Prefeitura Municipal de Rio Tinto/PB PROVA PARA O CARGO DE PROFESSOR DE ARTES Empresa Organizadora do Concurso Público da Prefeitura Municipal de Rio Tinto/PB PROVA PARA O CARGO DE PROFESSOR DE ARTES DIDÁTICA 1. O Projeto Político Pedagógico é entendido como a própria organização

Leia mais

(Re)visitando a Escola de Belas Artes de Pernambuco *

(Re)visitando a Escola de Belas Artes de Pernambuco * (Re)visitando a Escola de Belas Artes de Pernambuco * Maria Betânia e Silva Mestre em Educação pela UFPE. Doutoranda em Educação pela UFMG e-mail: bet_arte@hotmail.com Resumo O presente texto procura abordar

Leia mais

O que é o Surrealismo?

O que é o Surrealismo? Contexto histórico Contexto histórico Num ambiente totalmente fragilizado, aparece o Surrealismo. Desestabilizador e desestruturador de toda a idéia de cultura existente até então, propõe a junção de imagens

Leia mais

TARSILA. Maria Adelaide Amaral

TARSILA. Maria Adelaide Amaral TARSILA Maria Adelaide Amaral BIOGRAFIA Maria Adelaide de Almeida Santos do Amaral (Porto Portugal 1942). Autora. Prestigiada dramaturga, de rigoroso profissionalismo, passa dos temas sociais típicos dos

Leia mais

EDUARDO ESCALANTE, O FOLCLORE E A ESCOLA GUARNIERI: UMA ESTREITA LIGAÇÃO

EDUARDO ESCALANTE, O FOLCLORE E A ESCOLA GUARNIERI: UMA ESTREITA LIGAÇÃO EDUARDO ESCALANTE, O FOLCLORE E A ESCOLA GUARNIERI: UMA ESTREITA LIGAÇÃO EDUARDO ESCALANTE, THE FOLKLORE AND THE ESCOLA GUARNIERI: A CLOSE ATTACHMENT Iracele Vera Livero 1 Luciana Razabone 2 1. Doutora

Leia mais

Comunicação A ARTE DE MÃOS DADAS COM A EDUCAÇÃO. Palavras-chave: Museus/Imagens, Interdisciplinaridade, Internet

Comunicação A ARTE DE MÃOS DADAS COM A EDUCAÇÃO. Palavras-chave: Museus/Imagens, Interdisciplinaridade, Internet Comunicação A ARTE DE MÃOS DADAS COM A EDUCAÇÃO BOLDRINI, Nanci Martinelli 1 Palavras-chave: Museus/Imagens, Interdisciplinaridade, Internet INTRODUÇÃO A Arte vem se mostrando forte aliada aos educadores

Leia mais

Reflexões do Brasil (ISSN 2318-7212) O Brasil na década de 1920 1

Reflexões do Brasil (ISSN 2318-7212) O Brasil na década de 1920 1 Reflexões do Brasil (ISSN 2318-7212) O Brasil na década de 1920 1 Coordenador do Grupo de Estudos Reflexões do Brasil Prof. Dr. José Renato Ferraz da Silveira Autores Bruna Toso de Alcântara Giuliana Facco

Leia mais

O lazer, a educação e o Programa Segundo Tempo. Victor Melo, Angela Brêtas, Monica Monteiro

O lazer, a educação e o Programa Segundo Tempo. Victor Melo, Angela Brêtas, Monica Monteiro O lazer, a educação e o Programa Segundo Tempo Victor Melo, Angela Brêtas, Monica Monteiro Universidade Federal do Rio de Janeiro O que é lazer? Quando atuamos no âmbito do lazer podemos destacar dois

Leia mais

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA 1 UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA ERENILZA CARVALHO DA SILVA SOUSA A arte moderna de Tarsila do Amaral: um olhar sobre duas de suas principais obras: Abaporu e Operários Trabalho de conclusão do curso de Artes

Leia mais

Lıter tur. O Pré-Modernismo no Brasil... 15. As vanguardas artísticas europeias e o Modernismo no Brasil... 37

Lıter tur. O Pré-Modernismo no Brasil... 15. As vanguardas artísticas europeias e o Modernismo no Brasil... 37 s u m r ı o Lıter tur 1 O Pré-Modernismo no Brasil... 15 Primeira leitura: Como imagino o Municipal amanhã João do Rio... 15 Um pouco de História... 19 Principais características do Pré-Modernismo no Brasil...

Leia mais

GABARITO EXERCÍCIO DE ARTE

GABARITO EXERCÍCIO DE ARTE GABARITO EXERCÍCIO DE ARTE 01) A partir do século XVI, artistas estrangeiros, integrantes das diversas expedições artísticas e científicas que percorreram o território brasileiro, produziram imagens documentando,

Leia mais

Jornalismo brasileiro: cinqüenta anos sem Oswald de Andrade

Jornalismo brasileiro: cinqüenta anos sem Oswald de Andrade Jornalismo brasileiro: cinqüenta anos sem Oswald de Andrade Mario Drumond Em 22 de outubro de 1954, dois meses depois da morte de Vargas, o Brasil perdia outro grande brasileiro: Oswald de Andrade nome

Leia mais