CERIMÔNIA DE INSTALAÇÃO DO MESTRE CONSELHEIRO ESTADUAL/DISTRITAL E MESTRE CONSELHEIRO ESTADUAL/DISTRITAL ADJUNTO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CERIMÔNIA DE INSTALAÇÃO DO MESTRE CONSELHEIRO ESTADUAL/DISTRITAL E MESTRE CONSELHEIRO ESTADUAL/DISTRITAL ADJUNTO"

Transcrição

1 CERIMÔNIA DE INSTALAÇÃO DO MESTRE CONSELHEIRO ESTADUAL/DISTRITAL E MESTRE CONSELHEIRO ESTADUAL/DISTRITAL ADJUNTO uma cerimônia aberta emitida pelo Supremo Conselho da Ordem DeMolay para a República Federativa do Brasil Primeira Edição 2011

2 CERIMÔNIA DE INSTALAÇÃO DO MESTRE CONSELHEIRO ESTADUAL/DISTRITAL E MESTRE CONSELHEIRO ESTADUAL/DISTRITAL ADJUNTO Esta é a Cerimônia padrão para a Instalação do Mestre Conselheiro Estadual ou Distrital e seu Adjunto e deve ser realizada preferencialmente no Congresso Estadual/Distrital, mas pode ser realizada em outro momento quando isto se fizer necessário. O Oficial Instalador e o Mestre Conselheiro Estadual Adjunto devem ser preferencialmente o Mestre Conselheiro Estadual e o Adjunto que deixam os cargos ou pelo menos Past Mestres Conselheiros Estaduais/Distritais ou Past Mestres Conselheiros Estaduais/Distritais Adjuntos. Eles são responsáveis por sempre conhecer toda a parte que lhe cabe na cerimônia. Ao realizar a Instalação, o Oficial Instalador deve se movimentar para o ponto O. Os movimentos de solo deverão ser feitos da maneira mais eficiente possível. Com a permissão do Grande Mestre de Estado, o juramento do Mestre Conselheiro Estadual/Distrital poderá ser dado por outro DeMolay ou adulto, mas deve ser feito de memória. O Mestre Conselheiro Estadual Adjunto deve fazer o juramento em conjunto com o Mestre Conselheiro Estadual e receber o colar no mesmo momento que ele e da mesma maneira. Oficiais Requeridos: Oficial Instalador () e Mestre Conselheiro Estadual Adjunto (MCEA), que depois da instalação dos eleitos passará a ser denominado Past Mestre Conselheiro Estadual Adjunto (PMCEA). Oficiais Opcionais: DeMolays para portar os estandartes dos Capítulos e o do Grande Conselho. Acessórios Requeridos: Malhete no posto do ; Bíblia Sagrada aberta no Altar; livros escolares sobre o lado Nordeste do Altar; Bandeira Nacional padrão no local indicado no Diagrama um; sete candelabros com velas arrumados como indicado no Diagrama um e colares de Mestre Conselheiro Estadual/Distrital e Mestre Conselheiro Estadual/Distrital Adjunto. Itens Opcionais: Toalha para o Altar; estandartes dos Capítulos dos eleitos; estandarte do Grande Conselho Estadual ou Distrital colocado conforme indicado no Diagrama um; bandeira do Estado/Distrito Federal; flores no Altar; forro para as mesas. Após instalarem o MCE e MCEA os Past MCE e MCEA sentarão ao lado dos titulares dos cargos, na mesa das autoridades ou podem optar por tomar outros assentos preparados ou não para eles. Amigos e Irmãos da Ordem DeMolay do Estado (Distrito Federal)..., nossa Ordem amada, escola de líderes juvenis é notavelmente dinâmica e fluída, tanto quanto é a juventude em suas energia e dinamismo. Assim, de tempos em tempos nossa Ordem se renova como a trajetória do Sol, que nos é uma simbologia muito cara, relacionada aos momentos da vida.

3 De modo análogo, a liderança da Ordem DeMolay renova-se também periodicamente deixando os bons ensinamentos e experiências vividos até então e abrindo espaço para novas experiências e novos trabalhos que virão com a sucessão constante. Por isto mesmo, aqui estamos reunidos para realizar a Cerimônia de Instalação do Mestre Conselheiro Estadual/Distrital e do Mestre Conselheiro Estadual/Distrital Adjunto. Estes jovens que de forma abnegada se dedicarão diante de vocês, não somente aos ideais DeMolay como também aos preceitos da boa liderança e da servidão. Irmão Mestre Conselheiro Estadual Adjunto, leia o nome dos eleitos para os cargos de Mestre Conselheiro Estadual/Distrital e do Mestre Conselheiro Estadual/Distrital Adjunto e diga-nos se estão aptos a assumirem estas importantes funções. Conforme o MCEA lê os nomes, o eleito fica de pé até ser conduzido ao ponto J do altar. Ao critério do Grande Mestre do Grande Conselho, eles poderão ser conduzidos, sendo precedidos pelos estandartes de seus Capítulos. MCEA Oficial Instalador, apresento aqui o Irmão..., membro regular do Capítulo... no qual atuou como Mestre Conselheiro no Período... Eleito Mestre Conselheiro Estadual/Distrital. E o Irmão... membro regular do Capítulo... no qual atuou como Mestre Conselheiro no período... Eleito Mestre Conselheiro Estadual/Distrital Adjunto. Eu afianço que eles cumprem as exigências legais e os votos a eles confiados pelos Mestres Conselheiros e Presidentes dos Conselhos Consultivos dos Capítulos atestam que eles são considerados aptos a liderar a Ordem DeMolay neste Estado/Distrito Federal. Esta parte poderá ser omitida por opção do Grande Mestre Estadual/Distrital: MCs. MCs. Irmãos Mestres Conselheiros do Estado/Distrito Federal (Mestres Conselheiros ficam de pé), vocês estão diante daqueles que foram eleitos por vocês para os cargos mais elevados da Ordem neste Estado/Distrito Federal. Prometem fiel cooperação com todos os seus esforços para o crescimento dos interesses da Ordem em seu Estado/Distrito? Eu prometo. Prometem deixar de lado todos os pequenos ciúmes e ambições e trabalhar leal e assiduamente com eles no cumprimento do dever ou da parte do seu trabalho que lhe for designada, colocando o seu Capítulo em prontidão para atuar da melhor forma possível pelo crescimento dos jovens que estão sob sua liderança? Eu prometo. Mestres Conselheiros do Estado (Distrito Federal) de..., em nome de nossa Ordem, eu aceito suas promessas de cooperação. A liderança é uma via de mão dupla e de nada adiantaria o compromisso destes nossos dois Irmãos e de uma corajosa equipe se eles não contassem com liderados dispostos a servir o bem maior que eles simbolizam. Irmão..., você foi eleito para o honroso cargo de Mestre Conselheiro Estadual/Distrital. As pessoas diante de você esperam que alie a energia da juventude com o máximo da maturidade que assimilou juntamente com seus Tios Maçons, com seus Irmãos mais velhos e na prática dos valores religiosos e familiares. Que seja dinâmico na forma de agir e zeloso para com nossa instituição, servindo de exemplo para os demais. O Mesmo se

4 espera de você, Irmão..., pois como Mestre Conselheiro Estadual/Distrital Adjunto, além de ser o segundo em comando, também é o sucessor direto do Mestre Conselheiro Estadual/Distrital e tem que contar com todas as qualidades e estar pronto para os mesmos desafios. As suas tarefas são pesadas e difíceis, mas que trazem no final uma satisfação e uma alegria no coração daqueles que conseguem unir esforços humildemente e realizar um bom trabalho. Antes de assumir estes cargos, porém, devemos ouvir de vocês uma declaração pública. Estão prontos a fazer esta declaração? Eleits. Sim, estamos. *** (três batidas) Todos se levantam. se move X Z U O, e fita o Oeste. Ajoelhem-se sobre ambos os joelhos......e coloquem ambas as mãos sobre a Bíblia Sagrada. Vocês prometem seguir os passos de Jacques DeMolay se o trabalho e o dever assim exigirem? Prometem, por sua honra como um DeMolay, que procurarão que cada membro viva uma vida pura, com elevado respeito por seus pais e consideração para com o sexo feminino? Prometem que serão exemplos de bons líderes, devotos dedicados a Deus, bons filhos e cidadãos? Prometem que obedecerão as leis de sua cidade, estado e país e que sempre merecerão a reputação de um bom cidadão? Prometem que se esforçarão para ajudar os membros deste Estado/do Distrito Federal numa maior realização dos seus deveres para com o nosso amado país? Vocês prometem ajudar os aflitos e fatigados e nunca permitir que um Irmão passe necessidade? Que serão uma ajuda constante para os Capítulos e seus membros?

5 Prometem que obedecerão, em todas as ocasiões, as Regras e Regulamentos do Supremo Conselho da Ordem DeMolay para a República Federativa do Brasil e do seu Grande Conselho? Prometem que fiscalizarão e incentivarão para que os Capítulos de seu Estado confiram ambos os graus desta Ordem pelo menos uma vez a cada mandato de Mestre Conselheiro e, da mesma, forma os Priorados em seus mandatos de Ilustre Comendador Cavaleiro? (Nos estados onde não houver ICCE) Prometem que farão o melhor possível para cobrar e incentivar a observância do cumprimento de todos os dias obrigatórios por parte dos Capítulos durante seu mandato? Vocês agora declaram que defenderão o sistema de escolas públicas e que assegurarão que ele seja um baluarte de nossa cidadania? Prometem que incentivarão a execução de pelo menos uma atividade relacionada ao Tema do Ano DeMolay em cada Capítulo que estiver aos seus cuidados? Irmãos Mestres Conselheiros de nosso Estado/Distrito Federal, aproximem-se. Todos os Mestres Conselheiros formam um semicírculo ao redor dos eleitos. Vocês os elegeram e vocês os investirão com a insígnia deste honroso cargo. Mestres Conselheiros retiram o colar dos ombros do e levam cuidadosamente até os ombros do MCE/MCD. Depois o mesmo é feito com o MCEA/MCDA. Agora levantem......e selem seu juramento beijando a Bíblia Sagrada. Feito O.I Meus Irmãos, acompanhem-me até os postos que agora serão temporariamente seus por direito. Se usados, os estandartes são recolhidos neste momento, sendo trocados pelo do GCE/GCD (se houver). Caso não haja ou não esteja presente o estandarte do Grande Conselho, poderá ser usada a Bandeira do Estado/Distrito Federal. conduz o MCE e MCEA aos seus postos na mesa das autoridades, postando-se num lugar ao lado dos titulares. Caso seja usado, o DeMolay que portar o Estandarte do GCE/GCD ou a Bandeira do Estado/Distrito Federal seguirá com o e o MCE/MCD e o MCEA/MCDA até seu

6 posto, indo à frente. Quando os recém instalados chegarem aos seus postos ele colocará o Estandarte ou a Bandeira de volto ao seu lugar de origem. O Past MCEA permanece no ponto J. Enquanto se dá esta movimentação o Hino DeMolay é tocado até a próxima fala do Não é necessário tocá-lo em sua totalidade. Irmãos Mestre Conselheiro Estadual/Distrital e Mestre Conselheiro Estadual/Distrital Adjunto, diante de vocês e a sua volta, estão seus amigos e Irmãos. Irmãos e amigos, diante de vocês estão o Mestre Conselheiro Estadual/Distrital e o Mestre Conselheiro Estadual/Distrital Adjunto do Estado.... lidera os aplausos. * (uma batida) Todos, exceto o e o PMCEA se sentam. Irmão PMCEA, você proclamará agora que o Mestre Conselheiro Estadual/Distrital e o Mestre Conselheiro Estadual/Distrital Adjunto do Estado... (ou Distrito Federal) estão devida e regularmente instalados. PMCEA se vira para o Leste, sem se ajoelhar, coloca a mão direita sobre a Bíblia e levanta a mão esquerda. PMCEA. Em nome e sob a autoridade do Supremo Conselho da Ordem DeMolay para a República Federativa do Brasil, e sob a direção do Oficial Instalador, eu declaro o Mestre Conselheiro Estadual/Distrital e o Mestre Conselheiro Estadual/Distrital Adjunto do Estado... (ou Distrito Federal) devida e regularmente instalados. * (uma batida) Past MCEA se move do ponto para a mesa das autoridades, sentando-se ao lado do MCEA recém-instalado. Irmão Mestre Conselheiro Estadual/Distrital, eu agora lhe apresento o malhete da autoridade e recomendo-lhe o dever de empunhá-lo com dignidade, imparcialidade e cortesia. Nunca esqueçam que, apesar de estarem temporariamente no comando de seus Irmãos, vocês emergiram brevemente das fileiras e a elas em breve retornarão. entrega o malhete para o novo MCE/MCD que prossegue com o Cerimonial.

CERIMÔNIA DE INSTALAÇÃO DO MESTRE CONSELHEIRO REGIONAL

CERIMÔNIA DE INSTALAÇÃO DO MESTRE CONSELHEIRO REGIONAL CERIMÔNIA DE INSTALAÇÃO DO MESTRE CONSELHEIRO REGIONAL uma cerimônia aberta emitida pelo Supremo Conselho da Ordem DeMolay para a República Federativa do Brasil Primeira Edição 2012 CERIMÔNIA DE INSTALAÇÃO

Leia mais

INSTALAÇÃO GRANDE MESTRE ESTADUAL

INSTALAÇÃO GRANDE MESTRE ESTADUAL INSTRUÇÕES GERAIS Os investidos devem ser orientados de antemão sobre como deverá agir. O Grande Mestre Estadual, Grande Mestre Estadual Adjunto e Segundo Grande Mestre Estadual Adjunto a serem instalados,

Leia mais

INSTALAÇÃO DE OFICIAIS DA CORTE

INSTALAÇÃO DE OFICIAIS DA CORTE INSTRUÇÕES GERAIS Esta cerimônia deve ser feita em uma reunião pública de Capítulo ou Organização Filiada à DeMolay. Assim como em uma Investidura Chevalier, os membros da Corte devem entrar, tomar seus

Leia mais

INVESTIDURA CRUZ DE HONRA

INVESTIDURA CRUZ DE HONRA INSTRUÇÕES GERAIS O Altar, os assentos e os postos dos Oficiais e as cadeiras para os membros devem ser arrumados de acordo com a Sala Capitular indicada no Diagrama 1. A cerimônia será apresentada toda

Leia mais

CERIMÔNIA DE HOMENAGEM À BANDEIRA NACIONAL

CERIMÔNIA DE HOMENAGEM À BANDEIRA NACIONAL CERIMÔNIA DE HOMENAGEM À BANDEIRA NACIONAL ORDEM DOS ESCUDEIROS DA TÁVOLA REDONDA uma cerimônia aberta emitida pelo Supremo Conselho da Ordem DeMolay para a República Federativa do Brasil Primeira Edição

Leia mais

Cerimônia Especial de Apresentação da Ordem DeMolay

Cerimônia Especial de Apresentação da Ordem DeMolay Partes exigidas Cerimônia Especial de Apresentação da Ordem DeMolay - Mestre Conselheiro (MC) - 1º Conselheiro (1ºC) - 2º Conselheiro (2ºC) - Mestre de Cerimônias (MCer) - Capelão (Cap) - 1º Diácono (1ºD)

Leia mais

ABERTURA E ENCERRAMENTO DE CONGRESSOS DeMOLAY

ABERTURA E ENCERRAMENTO DE CONGRESSOS DeMOLAY ABERTURA E ENCERRAMENTO DE CONGRESSOS DeMOLAY uma cerimônia aberta emitida pelo Supremo Conselho da Ordem DeMolay para a República Federativa do Brasil ABERTURA E ENCERRAMENTO DE CONGRESSOS DeMOLAY O cerimonial

Leia mais

CERIMÔNIA DO DIA DAS MÃES

CERIMÔNIA DO DIA DAS MÃES CERIMÔNIA DO DIA DAS MÃES ORDEM DOS ESCUDEIROS DA TÁVOLA REDONDA uma cerimônia aberta emitida pelo Supremo Conselho da Ordem DeMolay para a República Federativa do Brasil Primeira Edição 2011 CERIMÔNIA

Leia mais

TRIBUTO AOS MAÇONS. uma cerimônia aberta emitida pelo. Supremo Conselho da Ordem DeMolay para a República Federativa do Brasil

TRIBUTO AOS MAÇONS. uma cerimônia aberta emitida pelo. Supremo Conselho da Ordem DeMolay para a República Federativa do Brasil TRIBUTO AOS MAÇONS uma cerimônia aberta emitida pelo Supremo Conselho da Ordem DeMolay para a República Federativa do Brasil Segunda Edição 2008 TRIBUTO AOS MAÇONS Esta cerimônia tem por objetivo apresentar

Leia mais

ABERTURA E ENCERRAMENTO DE CERIMÔNIAS PÚBLICAS DA ORDEM DeMOLAY

ABERTURA E ENCERRAMENTO DE CERIMÔNIAS PÚBLICAS DA ORDEM DeMOLAY ABERTURA E ENCERRAMENTO DE CERIMÔNIAS PÚBLICAS DA ORDEM DeMOLAY uma cerimônia aberta emitida pelo Supremo Conselho da Ordem DeMolay para a República Federativa do Brasil Primeira Edição 2013 ABERTURA E

Leia mais

CERIMÔNIA DO DIA DOS PAIS

CERIMÔNIA DO DIA DOS PAIS CERIMÔNIA DO DIA DOS PAIS ORDEM DOS ESCUDEIROS DA TÁVOLA REDONDA uma cerimônia aberta emitida pelo Supremo Conselho da Ordem DeMolay para a República Federativa do Brasil Primeira Edição 2011 CERIMÔNIA

Leia mais

CERIMÔNIA DAS FLORES

CERIMÔNIA DAS FLORES INSTRUÇÕES GERAIS O Altar, os assentos e os postos dos Oficiais e as cadeiras para os membros devem ser arrumados de acordo com a Sala Capitular indicada no Diagrama 1. Uma das mensagens mais bonitas que

Leia mais

CERIMONIAL CONGRESSO REGIONAL

CERIMONIAL CONGRESSO REGIONAL INSTRUÇÕES GERAIS Este cerimonial se divide em duas partes, a parte informal (abertura oficial do evento) e a parte formal (posse das Lideranças eleitas e encerramento do evento). Se o Evento Regional

Leia mais

COMENDA DO MÉRITO DeMOLAY

COMENDA DO MÉRITO DeMOLAY COMENDA DO MÉRITO DeMOLAY O Grande Mestre do Supremo Conselho poderá conferir a qualquer pessoa a Comenda do Mérito DeMolay por relevantes serviços prestados a Ordem. A comenda deverá ser acompanhada de

Leia mais

REGIMENTO NACIONAL DA ORDEM DA CAVALARIA PREÂMBULO

REGIMENTO NACIONAL DA ORDEM DA CAVALARIA PREÂMBULO REGIMENTO NACIONAL DA ORDEM DA CAVALARIA PREÂMBULO A Sagrada Ordem dos Soldados Companheiros de Jacques DeMolay do Supremo Conselho da Ordem DeMolay para a República Federativa do Brasil, também denominada

Leia mais

INSTALAÇÃO MESTRE CONSELHEIRO ESTADUAL

INSTALAÇÃO MESTRE CONSELHEIRO ESTADUAL INSTRUÇÕES GERAIS O candidato deve ser orientado de antemão sobre como deverá agir. O Mestre Conselheiro Estadual e Mestre Conselheiro Estadual Adjunto a serem investidos, não deverão portar nenhum tipo

Leia mais

Mantendo uma Posição Firme

Mantendo uma Posição Firme Livro 1 página 65 Lição Nove Mantendo uma Posição Firme (O Batismo e a Membresia na Igreja) Introdução: O batismo e a membresia na igreja säo coisas inteiramente diferentes. Eles estão juntos nesta lição

Leia mais

Psicologia. Resolução CFP nº 002/2006

Psicologia. Resolução CFP nº 002/2006 Psicologia Como psicólogo, eu me comprometo a colocar minha profissão a serviço da sociedade brasileira, pautando meu trabalho nos princípios da qualidade técnica e do rigor ético. Por meio do meu exercício

Leia mais

QUANTO VALE O SEU TRABALHO? PARTE 2: HONORÁRIOS NUTRIS BRASIL

QUANTO VALE O SEU TRABALHO? PARTE 2: HONORÁRIOS NUTRIS BRASIL QUANTO VALE O SEU TRABALHO? PARTE 2: HONORÁRIOS NUTRIS BRASIL Por Profa.Dra. Cyllene de M.OC de Souza Dra em Ciência e Tecnologia de Alimentos (UFRRJ), Mestre em Vigilância Sanitária (INCQS-FIOCRUZ) Supervisora

Leia mais

CIRANDA INFANTIL: A EDUCAÇÃO DA CRIANÇA EM MOVIMENTO

CIRANDA INFANTIL: A EDUCAÇÃO DA CRIANÇA EM MOVIMENTO CIRANDA INFANTIL: A EDUCAÇÃO DA CRIANÇA EM MOVIMENTO ADILSON DE ANGELO Desde a sua criação, o MST assegurou na sua agenda política a luta pela educação e por uma escola mais significativa para a família

Leia mais

Manual de Cerimônias Extras

Manual de Cerimônias Extras Manual de Cerimônias Extras Cap. Cavaleiros das Sete Virtudes Mogi Mirim-SP 1 ÍNDICE Cerimônia Branca 03 Cerimônia Especial de Apresentação da Ordem DeMolay 08 Cerimônia das Luzes 16 Cerimônia das Flores

Leia mais

Cartão de aspirante a líder de Aventureiros

Cartão de aspirante a líder de Aventureiros Orientações Gerais 1. CANDIDATO: O Candidato a Líder poderá iniciar os requisitos da Classe após receber uma recomendação escrita da comissão da sua igreja. 2. PROVA: Todo candidato a Líder deverá fazer

Leia mais

REGULAMENTO DA COLAÇÃO DE GRAU OFICIAL

REGULAMENTO DA COLAÇÃO DE GRAU OFICIAL INSTITUTO EDUCACIONAL DO ESTADO DE SÃO PAULO REGULAMENTO DA COLAÇÃO DE GRAU OFICIAL -*2015. REGULAMENTO DA COLAÇÃO DE GRAU OFICIAL DEFINIÇÕES DA COLAÇÃO DE GRAU A Solenidade de Colação de Grau é ato oficial

Leia mais

Material: Uma copia do fundo para escrever a cartinha pra mamãe (quebragelo) Uma copia do cartão para cada criança.

Material: Uma copia do fundo para escrever a cartinha pra mamãe (quebragelo) Uma copia do cartão para cada criança. Radicais Kids Ministério Boa Semente Igreja em células Célula Especial : Dia Das mães Honrando a Mamãe! Principio da lição: Ensinar as crianças a honrar as suas mães. Base bíblica: Ef. 6:1-2 Texto chave:

Leia mais

IMEC INSTITUTO MACEIÓ DE ENSINO E CULTURA MANUAL DO FORMANDO PLANEJAMENTO E REALIZAÇÃO DE FORMATURA

IMEC INSTITUTO MACEIÓ DE ENSINO E CULTURA MANUAL DO FORMANDO PLANEJAMENTO E REALIZAÇÃO DE FORMATURA IMEC INSTITUTO MACEIÓ DE ENSINO E CULTURA MANUAL DO FORMANDO PLANEJAMENTO E REALIZAÇÃO DE FORMATURA ÍNDICE PALAVRA DA DIRETORA...03 APRESENTAÇÃO...03 PROVIDÊNCIAS LEGAIS...03 COMISSÃO DE FORMATURA...04

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 13 Discurso na solenidade de abertura

Leia mais

Guia de Procedimentos

Guia de Procedimentos Guia de Procedimentos Interdição e Inabilitação Versão Leitura Fácil e Pictogramas Índice 1. Introdução O que se pretende com este Guia 2. Linhas de Orientação De que é que trata o Guia de Procedimentos

Leia mais

GABINETE ESTADUAL Ordem DeMolay para o Estado de Minas Gerais 2014/2015 Minas Gerais, Juntos por você, Juntos pela Ordem DeMolay

GABINETE ESTADUAL Ordem DeMolay para o Estado de Minas Gerais 2014/2015 Minas Gerais, Juntos por você, Juntos pela Ordem DeMolay Edital 001/2014-2015 Projeto Capítulo 7 Estrelas. Aos Capítulos Regulares jurisdicionados ao Grande Conselho da Ordem DeMolay para o Estado de Minas Gerais; 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS Com os mesmos princípios

Leia mais

A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações I. O CONVITE

A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações I. O CONVITE A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações como ordenado pelo Capítulo Interprovincial da Terceira Ordem na Revisão Constitucional de 1993, e subseqüentemente

Leia mais

MANUAL DO FORMANDO PLANEJAMENTO E REALIZAÇÃO DE FORMATURA

MANUAL DO FORMANDO PLANEJAMENTO E REALIZAÇÃO DE FORMATURA MANUAL DO FORMANDO PLANEJAMENTO E REALIZAÇÃO DE FORMATURA 1 ÍNDICE PALAVRA DO DIRETOR... 3 APRESENTAÇÃO... 3 PROVIDÊNCIAS LEGAIS... 3 COMISSÃO DE FORMATURA... 3 ESCOLHA DO PATRONO... 4 ESCOLHA DO PARANINFO...

Leia mais

Cidadania. O que é Cidadania? Boa cidadania se aprende. Cidadania significa responsabilidade

Cidadania. O que é Cidadania? Boa cidadania se aprende. Cidadania significa responsabilidade Exercitando o Caráter 6 a 9 anos Cidadania O que é Cidadania? Pessoas éticas são bons cidadãos. Elas vão além de seus próprios interesses, demonstram preocupação com as necessidades dos outros e procuram

Leia mais

MANUAL DO FORMANDO PLANEJAMENTO E REALIZAÇÃO DE FORMATURA

MANUAL DO FORMANDO PLANEJAMENTO E REALIZAÇÃO DE FORMATURA MANUAL DO FORMANDO PLANEJAMENTO E REALIZAÇÃO DE FORMATURA ÍNDICE PALAVRA DO DIRETOR... 2 APRESENTAÇÃO... 2 PROVIDÊNCIAS LEGAIS... 2 COMISSÃO DE FORMATURA... 3 A ESCOLHA DO PATRONO... 3 A ESCOLHA DO PARANINFO...

Leia mais

Visão MDA. Sidnei Souza Hewlett-Packard 01/01/2014

Visão MDA. Sidnei Souza Hewlett-Packard 01/01/2014 2014 Visão MDA [Digite o subtítulo do documento] VI [Digite o resumo do documento aqui. Em geral, um resumo é um apanhado geral do conteúdo do documento. Digite o resumo do documento aqui. Em geral, um

Leia mais

REUNIÃO FESTIVA DE POSSE DOS NOVOS PRESIDENTES 2011/12

REUNIÃO FESTIVA DE POSSE DOS NOVOS PRESIDENTES 2011/12 REUNIÃO FESTIVA DE POSSE DOS NOVOS PRESIDENTES 2011/12 CL VERA 01/07/2011 20:30 HORAS Salão Marfin Boa Noite, Senhoras e Senhores, nossas saudações: Convidamos para a mesa dos trabalhos os Senhores e Senhoras:

Leia mais

SUGESTÃO DE ROTEIRO PARA A REALIZAÇÃO DE ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA EM COOPERATIVAS

SUGESTÃO DE ROTEIRO PARA A REALIZAÇÃO DE ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA EM COOPERATIVAS SUGESTÃO DE ROTEIRO PARA A REALIZAÇÃO DE ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA EM COOPERATIVAS ABERTURA Pessoa da cooperativa que não fará parte da mesa verifica o número de associados presentes certificando o quorum

Leia mais

Ordens de Aperfeiçoamento Maçônico Grande Oriente do Brasil - GOB (ACAM)

Ordens de Aperfeiçoamento Maçônico Grande Oriente do Brasil - GOB (ACAM) Ordens de Aperfeiçoamento Maçônico Grande Oriente do Brasil - GOB (ACAM) As Ordens de Aperfeiçoamento Maçônico, compostas das seguintes Ordens estabelecidas, REGULARES E RECONHECIDAS no MUNDO Inteiro,

Leia mais

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade.

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade. A Palavra de Deus 2 Timóteo 3:16-17 Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver. 17 E isso

Leia mais

QUEM ANUNCIA AS BOAS NOVAS COOPERA COM O CRESCIMENTO DA IGREJA. II Reunião Executiva 01 de Maio de 2015 São Luís - MA

QUEM ANUNCIA AS BOAS NOVAS COOPERA COM O CRESCIMENTO DA IGREJA. II Reunião Executiva 01 de Maio de 2015 São Luís - MA QUEM ANUNCIA AS BOAS NOVAS COOPERA COM O CRESCIMENTO DA IGREJA II Reunião Executiva 01 de Maio de 2015 São Luís - MA At 9.31 A igreja, na verdade, tinha paz por toda Judéia, Galiléia e Samaria, edificando-se

Leia mais

Deus está implantando o Seu Reino aqui na Terra e Ele tem deixado bem claro qual é a visão dele para nós:

Deus está implantando o Seu Reino aqui na Terra e Ele tem deixado bem claro qual é a visão dele para nós: Visão do MDa Na visão do MDA, é possível à Igreja Local ganhar multidões para Jesus sem deixar de cuidar bem de cada cristão é o modelo de discipulado um a um em ação. O MDA abrange diversos fatores desenvolvidos

Leia mais

Treinamento de Líderes Ministério da Mulher

Treinamento de Líderes Ministério da Mulher 1 Treinamento de Líderes Ministério da Mulher Introdução A liderança feminina sempre encontra barreiras impostas pelas tradições; é necessário que a mulher vença o seu interior, disponha-se a liderar e

Leia mais

IGREJA EPISCOPAL ANGLICANA DO BRASIL

IGREJA EPISCOPAL ANGLICANA DO BRASIL SEGUE ABAIXO QUADRO COMPARATIVO ENTRE ESTATUTO ANTIGO E ESTATUTO NOVO DA PAULO ESTATUTO ANTIGO 2009 Conforme Assembleia Geral Extraordinária 16/05/2008 ARTIGO 1- NOME E NATUREZA DA IGREJA A Igreja Anglicana

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo IV A humanidade

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo IV A humanidade FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo IV A humanidade regenerada OBJETIVOS Esclarecer o significado da expressão

Leia mais

Estímulo Experimental: Texto para filmagem dos discursos políticos (Brasil Thad Dunning)

Estímulo Experimental: Texto para filmagem dos discursos políticos (Brasil Thad Dunning) Estímulo Experimental: Texto para filmagem dos discursos políticos (Brasil Thad Dunning) DISCURSOS 1, 2, 3 e 4 sem mensagem de raça ou classe (o texto do discurso é para ser lido duas vezes por cada ator,

Leia mais

Vacas gordas & Vacas magras

Vacas gordas & Vacas magras Vacas gordas & Vacas magras Gn 41:1-16,25-37 Esta é uma história conhecida, e que tem sido muito usada no decorrer dos anos, por gerações inteiras devido ao seu riquíssimo conteúdo. Conhecemos através

Leia mais

Tema DC - 01 INTRODUÇÃO DO ESTUDO DO DIREITO CONSTITUCIONAL RECORDANDO CONCEITOS

Tema DC - 01 INTRODUÇÃO DO ESTUDO DO DIREITO CONSTITUCIONAL RECORDANDO CONCEITOS Tema DC - 01 INTRODUÇÃO DO ESTUDO DO DIREITO CONSTITUCIONAL RECORDANDO CONCEITOS 1 1. CONCEITO BÁSICO DE DIREITO Somente podemos compreender o Direito, em função da sociedade. Se fosse possível ao indivíduo

Leia mais

Etapas da maturidade de Eliseu

Etapas da maturidade de Eliseu Etapas da maturidade de Eliseu TEXTO BÍBLICO BÁSICO 2 Reis 2.5-11 5 - Então os filhos dos profetas que estavam em Jericó se chegaram a Eliseu, e lhe disseram: Sabes que o SENHOR hoje tomará o teu senhor

Leia mais

JPEG JOVENS EM PEQUENO GRUPO

JPEG JOVENS EM PEQUENO GRUPO ORIENTAÇÕES BÁSICAS JPEG JOVENS EM PEQUENO GRUPO JPEG é Jovens em Pequenos Grupos. A nova identidade dos pequenos grupos para jovens. NECESSIDADE DE ORGANIZAÇÃO DA IGREJA PEQUENOS GRUPOS Pequenos grupos

Leia mais

REGULAMENTO PARA REALIZAÇÃO DE CONVENÇÕES, CONGRESSOS E CURSOS DO GRANDE CONSELHO DA ORDEM DEMOLAY PARA O ESTADO DE MINAS GERAIS

REGULAMENTO PARA REALIZAÇÃO DE CONVENÇÕES, CONGRESSOS E CURSOS DO GRANDE CONSELHO DA ORDEM DEMOLAY PARA O ESTADO DE MINAS GERAIS REGULAMENTO PARA REALIZAÇÃO DE CONVENÇÕES, CONGRESSOS E CURSOS DO GRANDE CONSELHO DA ORDEM DEMOLAY PARA O ESTADO DE MINAS GERAIS NOVEMBRO DE 2010 ÍNDICE SISTEMÁTICO DO REGULAMENTO DE CONVENÇÕES PREÂMBULO...

Leia mais

CAPÍTULO XIX RELAÇÕES PÚBLICAS

CAPÍTULO XIX RELAÇÕES PÚBLICAS CAPÍTULO XIX RELAÇÕES PÚBLICAS A. PUBLICAÇÕES 1. A Divisão de Relações Públicas e Comunicação é encarregada de produzir e manter disponível, seja no site oficial da associação na Internet ou através de

Leia mais

REGULAMENTO GERAL do Supremo Conselho da Ordem DeMolay para a República Federativa do Brasil

REGULAMENTO GERAL do Supremo Conselho da Ordem DeMolay para a República Federativa do Brasil REGULAMENTO GERAL do Supremo Conselho da Ordem DeMolay para a República Federativa do Brasil TÍTULO I DO SUPREMO CONSELHO CAPÍTULO I DAS COMISSÕES NACIONAIS Art. 1º As Comissões Nacionais terão os seus

Leia mais

DISTRITO MÚLTIPLO LEO LC

DISTRITO MÚLTIPLO LEO LC PROTOCOLO DE ASSEMBÉIA FESTIVA DE FUNDAÇÃO DE LEO CLUBE 1. ABERTURA a) Presidente do Lions Clube...... coloca-se a mesa principal b) Presidente bate o sino para chamar a atenção dos presentes c) Diretor

Leia mais

PRINCÍPIOS DE LITURGIA

PRINCÍPIOS DE LITURGIA PRINCÍPIOS DE LITURGIA PRINCÍPIOS DE LITURGIA - PREÂMBULO - Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo, nós, legítimos representantes da Igreja Presbiteriana do Brasil, reunidos em Supremo Concílio,

Leia mais

MINUTA DECRETO Nº, DE DE DE 20.

MINUTA DECRETO Nº, DE DE DE 20. MINUTA DECRETO Nº, DE DE DE 20. Regulamenta os artigos 60 e 61 da Lei Nº 9.860, de 01 de julho de 2013, que dispõe sobre o processo de eleição direta para a função de Gestão Escolar das Unidades de Ensino

Leia mais

Obreiros evangélicos, pp. 222-228 ( Ensinar o povo a ser liberal ; O sustento do evangelho ).

Obreiros evangélicos, pp. 222-228 ( Ensinar o povo a ser liberal ; O sustento do evangelho ). Obreiros evangélicos, pp. 222-228 ( Ensinar o povo a ser liberal ; O sustento do evangelho ). Ensinar o povo a ser liberal Nunca deve o obreiro que organiza pequenos grupos aqui e ali, dar aos recém-convertidos

Leia mais

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando.

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando. Celebração de Encerramento PREPARAR 1. Bíblia e velas para a Procissão de Entrada da Palavra 2. Sementes de girassóis para cada catequista depositar num prato com terra diante do altar durante a homilia

Leia mais

MANUAL DE PADRONIZAÇÃO DE SOLENIDADES DE COLAÇÃO DE GRAU

MANUAL DE PADRONIZAÇÃO DE SOLENIDADES DE COLAÇÃO DE GRAU MANUAL DE PADRONIZAÇÃO DE SOLENIDADES DE COLAÇÃO DE GRAU A Colação de Grau é um ato oficial, público e obrigatório e integra as atividades dos cursos superiores e do calendário acadêmico da Faculdade.

Leia mais

SENDO UMA PESSOA MANSA E CONTROLADA.

SENDO UMA PESSOA MANSA E CONTROLADA. SENDO UMA PESSOA MANSA E CONTROLADA. Chegamos à reta final de nossa caminha de transformação, restando apenas os dois últimos gomos do Fruto do Espírito. Estes dois últimos gomos, são os mais difíceis

Leia mais

Resolução nº 68, de 31 de maio de 1995. R E S O L V E

Resolução nº 68, de 31 de maio de 1995. R E S O L V E Resolução nº 68, de 31 de maio de 1995. O Presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Acre, no uso de suas atribuições legais. R E S O L V E Aprovar, no âmbito do Poder Judiciário Estadual, as Normas

Leia mais

Código de Conduta Ética

Código de Conduta Ética SUMÁRIO 1 Objetivo... 03 2 Abrangência... 03 3 Valores... 03 4 - Conduta ética da PPL com os diversos públicos 4.1 - Cliente: Foco de nossa atuação... 03 4.2 - Relação e interação com fornecedores e parceiros...

Leia mais

Palestra Virtual. Tema: Reuniões Mediúnicas. Palestrante: Carlos Feitosa. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.

Palestra Virtual. Tema: Reuniões Mediúnicas. Palestrante: Carlos Feitosa. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org. Palestra Virtual Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Reuniões Mediúnicas Palestrante: Carlos Feitosa Rio de Janeiro 04/10/2002 Organizadores da Palestra: Moderador: "_Alves_"

Leia mais

FILOSOFIA DO SERVIÇO DE PÓS-VENDA TOYOTA

FILOSOFIA DO SERVIÇO DE PÓS-VENDA TOYOTA FILOSOFIA DO SERVIÇO DE PÓS-VENDA TOYOTA Toyota do Brasil Pós-venda Capítulo 1 - O que o Cliente espera do Serviço de Pós-Venda Capítulo 2 - A Filosofia do Serviço de Pós-Venda Toyota Definindo a Filosofia

Leia mais

MANUAL DO JOVEM DEPUTADO

MANUAL DO JOVEM DEPUTADO MANUAL DO JOVEM DEPUTADO Edição 2014-2015 Este manual procura expor, de forma simplificada, as regras do programa Parlamento dos Jovens que estão detalhadas no Regimento. Se tiveres dúvidas ou quiseres

Leia mais

MUTUALIDADE DE CRÉDITO DE QUELELE REGULAMENTO INTERNO

MUTUALIDADE DE CRÉDITO DE QUELELE REGULAMENTO INTERNO MUTUALIDADE DE CRÉDITO DE QUELELE REGULAMENTO INTERNO MUTUALIDADE DE CRÉDITO DE QUELELE REGULAMENTO INTERNO CAPITULO I DOS MEMBROS, DIREITOS E DEVERES ARTIGO 1 Dos Membros 1- Podem ser membros da MUTUALIDADE

Leia mais

RECEPÇÃO VISITANTE ILUSTRE

RECEPÇÃO VISITANTE ILUSTRE INSTRUÇÕES GERAIS O Altar, os assentos e os postos dos Oficiais e as cadeiras para os membros devem ser arrumados de acordo com a Sala Capitular indicada no Diagrama 1. É uma Cerimônia Secreta ou Pública

Leia mais

Cidadania. Depois vamos considerar como o governo trabalha e pensar em maneiras de fazê-lo trabalhar melhor.

Cidadania. Depois vamos considerar como o governo trabalha e pensar em maneiras de fazê-lo trabalhar melhor. Exercitando o Caráter 4 a 6 anos Cidadania Pessoas de caráter são bons cidadãos. Elas pensam nas outras pessoas e se comprometem com o bemestar de sua vizinhança, cidade, estado, país e planeta. Não ignoram

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 011/2014 DE 21 DE FEVEREIRO DE 2014

RESOLUÇÃO Nº 011/2014 DE 21 DE FEVEREIRO DE 2014 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO RESOLUÇÃO Nº 011/2014 DE 21 DE FEVEREIRO DE 2014

Leia mais

Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito.

Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito. A VIDA DE ISAQUE Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito. (Rm 8,28) 1. Hoje você terá a consciência das promessas e

Leia mais

Lição Dois. Mordomia Cristã. Conceito Básico: O alicerce da mordomia cristã é o conceito de que tudo que existe pertence a

Lição Dois. Mordomia Cristã. Conceito Básico: O alicerce da mordomia cristã é o conceito de que tudo que existe pertence a Livrinho 2 Pàgina 12 Lição Dois Mordomia Cristã Conceito Básico: O alicerce da mordomia cristã é o conceito de que tudo que existe pertence a Deus. Ele é o Criador e Sustentador de tudo. Isto incluí a

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Colação de Grau Solene

APRESENTAÇÃO. Colação de Grau Solene 1 APRESENTAÇÃO A Solenidade de Colação de Grau ou Formatura é um dos momentos mais importantes para a comunidade acadêmica, pois concretiza o trabalho desenvolvido durante o período de estudos na faculdade

Leia mais

Vencedores! Ideias de Negócio. Passos para criar. Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais!

Vencedores! Ideias de Negócio. Passos para criar. Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais! Por Rafael Piva Guia 33 Prático Passos para criar Ideias de Negócio Vencedores! Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais! Que bom que você já deu um dos

Leia mais

UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL.

UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL. UMA VIDA DE PAZ, PACIÊNCIA E AMABILIDADE EM UM MUNDO HOSTIL. Como sabemos o crescimento espiritual não acontece automaticamente, depende das escolhas certas e na cooperação com Deus no desenvolvimento

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 49 Discurso no encontro com grupo

Leia mais

www.projeto-timoteo.org 2ª edição Como Viver a Plenitude de Deus Projeto Timóteo Apostila do Aluno

www.projeto-timoteo.org 2ª edição Como Viver a Plenitude de Deus Projeto Timóteo Apostila do Aluno Como Viver a Plenitude de Deus Projeto Timóteo 1 Apostila do Aluno Como Viver a Plenitude de Deus Projeto Timóteo Coordenador do Projeto Dr. John Barry Dyer Equipe Pedagógica Marivete Zanoni Kunz Tereza

Leia mais

Convenção sobre os Direitos da Criança As perguntas dos pais

Convenção sobre os Direitos da Criança As perguntas dos pais Convenção sobre os Direitos da Criança As perguntas dos pais Fundo das Nações Unidas para a Infância O que é a Convenção sobre os Direitos da Criança? É um tratado adoptado pelas Nações Unidas em 1989

Leia mais

O que fazer em meio às turbulências

O que fazer em meio às turbulências O que fazer em meio às turbulências VERSÍCULO BÍBLICO Façam todo o possível para viver em paz com todos. Romanos 12:18 OBJETIVOS O QUÊ? (GG): As crianças assistirão a um programa de auditório chamado Geração

Leia mais

Conheça a trajetória da empresa no Brasil através desta entrevista com o Vice- Presidente, Li Xiaotao.

Conheça a trajetória da empresa no Brasil através desta entrevista com o Vice- Presidente, Li Xiaotao. QUEM É A HUAWEI A Huawei atua no Brasil, desde 1999, através de parcerias estabelecidas com as principais operadoras de telefonia móvel e fixa no país e é líder no mercado de banda larga fixa e móvel.

Leia mais

ENXERTOS NO RITUAL DO REAA

ENXERTOS NO RITUAL DO REAA ENXERTOS NO RITUAL DO REAA João Florindo Batista Segundo 1º Vig.. A..R..L..S.. José Rodovalho de Alencar nº 2.912 GOB-PB R.'.E.'.A.'.A.'. Cajazeiras-PB Meses antes do recesso maçônico do fim de 2013, este

Leia mais

MOISÉS NO MONTE SINAI Lição 37

MOISÉS NO MONTE SINAI Lição 37 MOISÉS NO MONTE SINAI Lição 37 1 1. Objetivos: Ensinar que quando Moisés aproximou-se de Deus, os israelitas estavam com medo. Ensinar que hoje em dia, por causa de Jesus, podemos nos sentir perto de Deus

Leia mais

IGREJA PENTECOSTAL DO EVANGELHO PLENO Ministério de Avivamento Mundial Maranatha

IGREJA PENTECOSTAL DO EVANGELHO PLENO Ministério de Avivamento Mundial Maranatha TREINAMENTO DE PROFESSORES DA ESCOLA BÍBLICA INFANTIL Provérbios 22: 6 Instrui o menino no caminho em que deve andar, e até quando envelhecer não se desviará dele. Objetivos da EBD Infantil: A EBD infantil

Leia mais

A medida da lei de cotas para o ensino superior

A medida da lei de cotas para o ensino superior Versão 2, 1/12/2008 A medida da lei de cotas para o ensino superior Simon Schwartzman Qual o verdadeiro alcance da lei de cotas para o ensino superior aprovada pelo Congresso Nacional no Dia da Consciência

Leia mais

Perdão Marca de Maturidade

Perdão Marca de Maturidade Perdão Marca de Maturidade TEXTO BÍBLICO BÁSICO Mateus 18.15-22 15 - Ora, se teu irmão pecar contra ti, vai, e repreende-o entre ti e ele só; se te ouvir, ganhaste a teu irmão; 16 - Mas, se não te ouvir,

Leia mais

Os encontros de Jesus. sede de Deus

Os encontros de Jesus. sede de Deus Os encontros de Jesus 1 Jo 4 sede de Deus 5 Ele chegou a uma cidade da Samaria, chamada Sicar, que ficava perto das terras que Jacó tinha dado ao seu filho José. 6 Ali ficava o poço de Jacó. Era mais ou

Leia mais

2.3 Tacada legal 2. 3. 1. Manutenção da mão; 2. 3. 2. Não anúncio de bola e bolsa; 2.4 Bolas embolsadas 2.5 Bolas fora da mesa 2. 5. 1.

2.3 Tacada legal 2. 3. 1. Manutenção da mão; 2. 3. 2. Não anúncio de bola e bolsa; 2.4 Bolas embolsadas 2.5 Bolas fora da mesa 2. 5. 1. Índice 1.1 Mesas Bolas Equipamento 1.2 Saída Posicionamento das bolas 1.3 Tacada 1.4 Bola não embolsada Turno 1.5 Ordem de saída 1.6 Abertura Saída 1.7 Jogo Começo 1.8 Abertura Desvio da bola branca 1.9

Leia mais

Cristina Fernandes. Manual. de Protocolo. Empresarial

Cristina Fernandes. Manual. de Protocolo. Empresarial Cristina Fernandes Manual de Protocolo Empresarial Lisboa Universidade Católica Editora 2014 Índice Prefácio de Catarina Zagalo 13 Parte I O enquadramento do protocolo 1 O protocolo 16 1.1. Definição de

Leia mais

Estimados colegas representantes dos países membros do Fórum das Federações, Embaixadores e delegados

Estimados colegas representantes dos países membros do Fórum das Federações, Embaixadores e delegados PRESIDENCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS SUBCHEFIA DE ASSUNTOS FEDERATIVOS Assunto: DISCURSO DO EXMO. SUBCHEFE DE ASSUNTOS FEDERATIVOS DA SECRETARIA DE RELAÇÕES INSTITUCIONAIS DA

Leia mais

Servimo-nos da presente para apresentar os projetos e programas oferecidos pela Israel Operadora.

Servimo-nos da presente para apresentar os projetos e programas oferecidos pela Israel Operadora. Apresentação e projetos para Israel Prezados Senhores, Shalom. Servimo-nos da presente para apresentar os projetos e programas oferecidos pela. A atua no mercado judaico há mais de 10 anos e a partir de

Leia mais

Brasília, 5 de agosto de 2003

Brasília, 5 de agosto de 2003 1 Brasília, 5 de agosto de 2003 Pronunciamento da reitora Wrana Maria Panizzi, presidente da Andifes, em reunião dos dirigentes com o sr. presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Senhor Presidente

Leia mais

REGULAMENTO DE FORMATURAS

REGULAMENTO DE FORMATURAS Texto Aprovado CONSU 2008-24 de 24/11/2008 Texto Revisado CONSU 2011-19 de 09/06/2011 Texto Revisado CONSU 2014-01 de 31/03/2014 REGULAMENTO DE FORMATURAS 2014 Sumário Seção I Das Disposições Gerais...

Leia mais

2.1. Cumprimos leis e regulamentos nacionais e internacionais. Obedecemos a todas as leis e regulamentos internacionais e nacionais relevantes.

2.1. Cumprimos leis e regulamentos nacionais e internacionais. Obedecemos a todas as leis e regulamentos internacionais e nacionais relevantes. CÓDIGO DE CONDUTA 1. Introdução O Código de Conduta Ahlstrom descreve os princípios éticos que sustentam o modo como conduzimos os negócios em nossa empresa. Baseia-se em nossos principais valores Agir

Leia mais

GUIA PRÁTICO APOIOS SOCIAIS CRIANÇAS E JOVENS EM SITUAÇÃO DE PERIGO

GUIA PRÁTICO APOIOS SOCIAIS CRIANÇAS E JOVENS EM SITUAÇÃO DE PERIGO Manual de GUIA PRÁTICO APOIOS SOCIAIS CRIANÇAS E JOVENS EM SITUAÇÃO DE PERIGO INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P ISS, I.P. Departamento/Gabinete Pág. 1/12 FICHA TÉCNICA

Leia mais

Responsabilidade. Responsabilidade - NÃO

Responsabilidade. Responsabilidade - NÃO Exercitando o Caráter 6 a 9 anos Responsabilidade Caráter é o jeito que a gente realmente é. É o modo como agimos quando não há ninguém olhando... As pessoas boas fazem coisas boas, não para ganhar aprovação

Leia mais

TOBY MENDEL (Consultor Internacional da Unesco): [pronunciamento em outro idioma] INTÉRPRETE: Deixa eu começar agradecendo para os apresentadores.

TOBY MENDEL (Consultor Internacional da Unesco): [pronunciamento em outro idioma] INTÉRPRETE: Deixa eu começar agradecendo para os apresentadores. TOBY MENDEL (Consultor Internacional da Unesco): [pronunciamento em outro idioma] INTÉRPRETE: Deixa eu começar agradecendo para os apresentadores. Aqui, a gente tem uma apresentação muito importante, e

Leia mais

MODELO 1 ELEIÇÕES SINDICAIS EDITAL DE CONVOCAÇÃO

MODELO 1 ELEIÇÕES SINDICAIS EDITAL DE CONVOCAÇÃO MODELO 1 ELEIÇÕES SINDICAIS EDITAL DE CONVOCAÇÃO Pelo presente Edital, faço saber que no dia...de...de..., no período de... às... horas, na Sede desta Entidade (endereço ou outros locais, se for o caso),

Leia mais

5. É altamente recomendado que Rotaract Clubs mencionem após seu nome, patrocinado pelo Rotary Club de (nome).

5. É altamente recomendado que Rotaract Clubs mencionem após seu nome, patrocinado pelo Rotary Club de (nome). Declaração de Normas do Rotaract 1. O programa Rotaract foi desenvolvido e estabelecido pelo Rotary International. A autoridade pela elaboração e execução dos dispositivos estatutários, requisitos de organização,

Leia mais

Unidade 01- Estamos apenas começando Deus criou, eu cuidarei

Unidade 01- Estamos apenas começando Deus criou, eu cuidarei Olhando as peças Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse 3 a 6 anos Unidade 01- Estamos apenas começando Deus criou, eu cuidarei O velho testamento está cheio de histórias que Deus nos deu, espantosas e verdadeiras.

Leia mais

O que são Direitos Humanos?

O que são Direitos Humanos? O que são Direitos Humanos? Técnico comercial 4 (1º ano) Direitos Humanos são os direitos e liberdades básicas de todos os seres humanos. O principal objetivo dos Direitos Humanos é tratar cada indivíduo

Leia mais

Aos Órgãos Sociais da FAPODIVEL. Odivelas, 20 de Novembro de 2010. Caros Colegas,

Aos Órgãos Sociais da FAPODIVEL. Odivelas, 20 de Novembro de 2010. Caros Colegas, Aos Órgãos Sociais da FAPODIVEL Odivelas, 20 de Novembro 2010 Caros Colegas, Estando a terminar este ano de trabalho na Federação Concelhia de Odivelas, da qual eu fiz parte dos seus Órgãos Sociais neste

Leia mais

país. Ele quer educação, saúde e lazer. Surge então o sindicato cidadão que pensa o trabalhador como um ser integrado à sociedade.

país. Ele quer educação, saúde e lazer. Surge então o sindicato cidadão que pensa o trabalhador como um ser integrado à sociedade. Olá, sou Rita Berlofa dirigente do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Brasil, filiado à Contraf e à CUT. Quero saudar a todos os trabalhadores presentes e também àqueles que, por algum motivo, não puderam

Leia mais

Reunião de Seção DEVERES PARA COM DEUS

Reunião de Seção DEVERES PARA COM DEUS Reunião 15 Reunião de Seção DEVERES PARA COM DEUS Área de Desenvolvimento enfatizada: ESPIRITUAL Ramo: Pioneiro Mês recomendado para desenvolver esta reunião: Qualquer mês. Explicação sobre o tema: Frente

Leia mais

DISCURSO DE POSSE. Sinto-me extremamente honrado ao assumir a Presidência da ACISB/CDL nesta cerimônia, agradeço a Deus por este momento.

DISCURSO DE POSSE. Sinto-me extremamente honrado ao assumir a Presidência da ACISB/CDL nesta cerimônia, agradeço a Deus por este momento. DISCURSO DE POSSE Boa Noite a todos! Cumprimento o ex-diretor presidente Sebastião Calais, o Prefeito Leris Braga, o vice-prefeito Alcemir Moreira, o presidente da Câmara de Vereadores Juarez Camilo, o

Leia mais