UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS E CONTÁBEIS ARTIGO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS E CONTÁBEIS ARTIGO"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS E CONTÁBEIS ARTIGO DA RAZÃO À EMOÇÃO: EM BUSCA DA INTELIGÊNCIA EMOCIONAL CARLOS AUGUSTO CORREIA LIMA REIS Seropédica, 2003

2 RESUMO: Este texto relata como o homem vem valorizando a razão em detrimento à emoção, como foram criados os primeiros mecanismos para aferir a inteligência e a relação entre os testes de inteligência e as aptidões cognitivas. A ascensão e a decadência dos testes de QI, seus principais críticos. As inteligências psicométricas e as outras, que não podem ser medidas por testes convencionais. Por fim, Goleman, entre outros, descreve a importância da inteligência emocional em nossas vidas.

3 1. Em busca da razão pura Desde os primórdios da humanidade o homem tenta explicar os fatos. Prefere supor que o Universo seja infinito a reconhecer de não tem capacidade para delimitar seus limites. É o mesmo que dizer que os grãos de areia sejam infinitos sabendo que eles estão limitados por um espaço físico. O homem tem explicação mesmo para o que não sabe! Um dos autores que mais contribuiu para a valorização da razão foi Descartes. Esse filósofo racionalista, que já é uma contradição em termos, resolve colocar em dúvida tudo que pudesse ser combatido pela razão. O pai da matemática cartesiana estava a procura de uma verdade absoluta, pela qual sustentaria todas as outras verdades. Em busca da razão pura, Descartes descreve que: por desejar ocupar-me somente com a pesquisa da verdade, pensei que era necessário agir exatamente ao contrário, e rejeitar como absolutamente falso tudo aquilo em que pudesse imaginar a menor dúvida. na busca desta verdade, institucionou alguns preceitos; sendo que o primeiro é o de jamais acolher alguma coisa como... que eu não tivesse nenhuma ocasião de pô-lo em dúvida. Mas que estória seria essa? Como dizer que uma cadeira não é uma cadeira sem ser chamado de louco? Para que isso não acontecesse, Descartes descreve o sonho. Quantas vezes você, quando criança, pensava estar no banheiro e acorda com a cama cheia de xixi? De fato, diversas vezes em nossa vida acreditamos em algo que efetivamente não era realidade? Acreditamos porque ouvimos, vimos ou sentimos de maneira equivocada. Esqueçam o que eu disse. Esta frase é atribuída ao ex-presidente FHC ao lhe ser cobrado sobre declarações do passado. Antes mesmo de Descartes alguns outros filósofos já haviam debatido sobre o assunto. Heráclito havia dito que ser, ou seja, que existir, é estar sujeito a ação do tempo. Se o tempo não para, logo, ser é ao mesmo tempo é não ser! Mesmo na fração de um décimo de segundo você está se transformando, apenas essas transformações não são perceptíveis aos nossos sentidos. Mas pegue uma foto antiga que logo as transformações tornam-se claras. Portanto ninguém conseguirá atravessar o mesmo rio duas vezes, ao retornar, você já será uma nova pessoa.

4 Já Parmênides discorda Heráclito ao dizer que ninguém não pode contrariar o princípio da identidade. Ser é ser e não ser é não ser. O bom, por exemplo, só existe por que existe o mau. Só sabemos o que é o dia por que existe a noite! Embora haja um dilema entre os dois autores ambos concordam que existe o bom e que existe o mau; sejam opostos (bom X mau) ou lados de uma mesma moeda (todo bom tem um pouco de mau, e todo mau tem um pouco do bom). Desta forma, Descartes cria a idéia de um Deus enganador, gênio do mal, que coloca pensamentos em minha cabeça só com o intuito de me enganar. Se existe um Deus bom por que não pode existir um Deus mau? O sociólogo Durkheim descreve o fato social com três características básicas: a primeira, o fato social é coletivo por que afeta toda a sociedade; a segunda característica é ser independente, pois o fato social independe de sua vontade e até mesmo de sua existência; e a terceira, é ser coercitivo, ou seja, tem o poder de se voltar contra você se você se voltar contra ele. Por exemplo, o amor parece ficar mais forte quando você diz que não vai gostar daquela pessoa. Um outro bom exemplo é o medo. Ninguém escolhe ter medo, mas todos têm medo de algo. Seja medo de barata, seja de fantasma ou de ladrão. O medo surge através de um pensamento que aparece em sua mente independente de sua vontade, mas que nem por isso deixa de ser parte de você. Como nosso corpo está em constante transformação e nossos sentimentos nos enganam e, segundo Durkheim, são capazes inclusive de se voltar contra nós. Afinal, quem somos? Eisten já dizia e Raul Seixas colocou na música... você é humano, ridículo e limitado. Só usa 10% da sua capacidade de raciocínio,... mas não que dizer que os outros 90% sejam inativos, apenas você não tem controle sobre eles. Portanto talvez você seja apenas 10% deve pense ser! Em minhas palestras eu gosto de ilustrar esse momento com a parábola do sábio chinês: Durante muito tempo o sábio chinês sonhou que era uma borboleta. Até um dia que ele acordou e para o resto da vida uma dúvida lhe acompanhou. Se ele era o sábio chinês que sonhou que era uma borboleta ou se era uma borboleta que sonhou ser o sábio chinês!

5 Ai que surge o brilhantismo de Descartes. Apesar de pensar em algumas coisas sem a minha vontade e que esses pensamentos podem inclusive se voltar contra a minha pessoa; eu Descartes ainda posso pensar em que eu quiser: Depois,... poderia supor que não tenho corpo algum e que não havia qualquer mundo ou qualquer lugar onde eu existisse, mas que nem por isso poderia supor que não existia; e que, ao contrário, pelo fato mesmo de eu pensar em duvidar da verdade das outras coisas seguia-me mui evidente e mui certamente que eu existia; ao passo que, se apenas houvesse cessado de pensar,..., já não teria qualquer razão de crer que eu tivesse existido. Ora, posso estar certo de que o corpo e a alma ou seja, aquilo que pensa são realmente distintos, posto que posso concebê-los clara e distintamente como separados... que nosso espírito permaneça constantemente em guarda contra a confusão entre prejuízos dos sentidos e conhecimentos claros e distintos do entendimento. A máxima de Descartes Penso. Logo, existo! criou um paradigma de supervalorização da razão que influenciou, e ainda influencia, a sociedade, principalmente a Ocidental, até os nossos dias. Apesar de sofrer algumas críticas como as de Immanuel Kant em Crítica da razão pura, essa influência pode ser notada em diversas áreas. Podemos destacar os modelos gerenciais criados por Taylor para estudar tempos e movimentos dos trabalhadores e, na ciência, o melhor exemplo, pode ser demonstrado através da 3ª lei de Isack Newton. Essa lei é tão determinística quanto um bom relógio suíço. Para Kant a ciência e a disciplina que mais se aproxima à razão, pois todas as experiências têm um rigor metodológico que dificulta a criação. Como criar algo se tudo que faz tem que haver uma lógica? Portanto a ciência não tem a capacidade de ser fecunda, utilizando-se da filosofia para este fim. 2. Razão como fonte de inteligência Depois que a humanidade passou a valorizar a razão em detrimento a emoção, uma pessoa racional passou a ser sinônimo de uma pessoa inteligente. O próximo passo seria criar um mecanismo para medi a inteligência das pessoas. No final do século XVIII, Franz Joseph Gall observou um relacionamento entre determinadas características de seus colegas de escola e os formatos de suas cabeças.

6 Gall apegou-se a idéia quando se tornou um médico e cientista e, alguns anos depois, colocou adentro de uma disciplina chamada frenologia. Para Gall, a idéia chave da frenologia é simples. Os crânios humanos diferem uns dos outros e suas variações no tamanho e na forma do cérebro. Diferentes áreas do cérebro, por sua vez, servem a funções distintas; e assim, examinando as configurações cranianas do indivíduo, um especialista seria capaz de identificar seus pontos fortes, as franquezas e as idiossincrasias de seu perfil mental. De acordo com Gardner o primeiro teste de inteligência foi elaborado por Alfred Bianet, um psicólogo francês, nos primeiros anos do século XX. Bianet e seu colega Théodore Simin foram procurados pelo ministro da Educação da França para ajudar a prever quais as crianças que correriam o risco de fracassar na escola. Alguns anos depois, em 1912 o psicólogo alemão Wilhelm Stern propôs o nome e a medida do quociente de inteligência, ou a razão direta entre a idade mental e a idade cronológica do indivíduo, expressa através de um número multiplicado por cem. Goleman relata que foi a contar de 1918, durante a Primeira Guerra Mundial que os testes de QI tiveram seus dias de glória. Dois milhões de americanos foram classificados por meio do primeiro formulário em massa do teste de QI, recém-criado por Lewis Terman, um psicólogo de Stanford. De acordo com Block in Goleman o tipo alto QI puro é quase a caricatura de um intelectual, capaz do domínio da mente, mas inepto no mundo pessoal... com algumas diferenças entre os sexos: O homem de alto QI puro é ambicioso e produtivo, previsível e obstinado, e condescendente, fastidioso e inibido, pouco à vontade com a sexualidade..., inexpressivo e desligado, e emocionalmente frio. As mulheres de alto QI puro têm a esperada confiança intelectual, são fluentes no expressar suas idéias,... e tem uma gama de interesses intelectuais e estéticos. Também tendem a ser introspectivas, inclinadas a ansiedade, à ruminação e à culpa, e hesitam em exprimir sua raiva abertamente (embora o façam de maneira indireta). Para Goleman as mulheres são mais empáticas. Freqüentemente, mas não invariavelmente.

7 3. A decadência dos testes de QI Segundo Gardner, dentro da comunidade científica, o entusiasmo sobre a testagem de inteligência foi tão pronunciado e mais prolongado do que o entusiasmo em relação a frenologia. A maioria dos estudiosos de psicologia e quase todos os estudiosos fora da área estão agora convencidos que o entusiasmo em relação aos testes de inteligência foi excessivo. Conforme Gardner testes de inteligência são elaborados principalmente para aferir a memória verbal, o raciocínio verbal, o raciocínio numérico, a apreciação de seqüências lógicas e a capacidade de resolver problemas do cotidiano. Goleman relata que fomos longe demais na enfatização do valor e importância do puramente racional do que mede o QI na vida humana. Para Goleman o QI pouco oferece para explicar os diferentes destinos de pessoas com mais ou menos iguais promessas, oportunidades e escolaridades. Quando se acompanhou noventa e cinco universitários de Harvard, na década de 40, os alunos com melhores notas não se mostraram bem-sucedidos, em comparação aos colegas de menores notas, em termos de salário, produtividade ou status; nem tinham maior satisfação na vida e tampouco eram mais felizes. Para o autor a pesquisa foi parte de um primeiro questionamento à mística do QI uma noção falsa, embora amplamente aceita, que considera o intelecto como único fator para o sucesso. De acordo com Zohar e Marshal, seres humanos são muito competente nesse tipo de pensamento, superando nisso todos os animais inferiores. Mas os computadores são ainda melhores! Ainda segundo Zohar e Marshal as vantagens do pensamento em série e da inteligência intelectual estão no fato de serem exatos. Mas se a ciência newtoniana é linear e determinista, o processo de pensamento em série fracassa se alguém muda a posição das balizas no jogo. A situação é igual a de um computador solicitado a realizar uma tarefa não prevista no programa. O modelo simplista de pensamento como algo linear, lógico e neutro não está errado apenas não conta toda a história. Para Gardner há inúmeras limitações nos testes de QI: Nos instrumentos e no uso, as tarefas são definitivamente inclinadas em favor de sociedades com educação escolar. Algumas culturas sequer possuem um conceito chamado inteligência, e outras a definem em termos de características que os ocidentais podem considerar esquisitas obediência, capacidade de ouvir ou moral, por exemplo.

8 As suposições culturais embutidas em alguns itens são gritantes... apesar dos psicometristas se esforçarem para eliminar as perguntas visivelmente preconceituosas; Não há nenhuma visão de processo, de como se procede para resolver um problema; há simplesmente a questão de a pessoa chegar a uma resposta correta; A maioria dos testes de inteligência são exercícios com papel e lápis que se baseia pesadamente em capacidades lingüísticas e lógico-matemáticas. A abordagem psicométrica restringia-se (e ainda se restringe) às faculdades acessíveis através de perguntas orais curtas ou de instrumentos escritos. Segundo o autor, os psicometristas são na maioria conservadores: eles são fieis a seus testes, mas deve haver mais inteligência do que respostas curtas para perguntas curtas; Os testes de inteligência nem sempre testam o que alegam testar. A ênfase em métodos de papel e lápis, com freqüência exclui o teste adequado para determinadas capacidades, especialmente as que envolvem a manipulação ativa do meio ou interação com outros indivíduos; Os testes de inteligência raramente avaliam a capacidade de assimilar novas informações ou resolver novos problemas... Dois indivíduos podem receber o mesmo escore nos testes de QI; e ainda assim, um pode tornar-se capaz de realizar um tremendo progresso em pouco tempo enquanto o outro pode estar exibindo o próprio ápise dos seus poderes intelectuais. Mais do que muitos outros críticos dos testes de QI, Sternberg notou que formas de inteligência prática são muito importantes para o sucesso em nossa sociedade, mas quase nunca são ensinadas ou testadas. A partir daí, o autor procurou aferir as novas formas de inteligência, e achou que a habilidade das pessoas para lidar com informações novas ou para se adaptar a contextos diversos, pode ser diferenciada pelo seu êxito de problemas do tipo teste de QI padrão. Segundo Goleman quando os resultados dos testes de QI são correlacionados com o êxito que as pessoas alcançaram em suas carreiras, a estimativa mais alta de quanto isso se deve ao QI é de cerca de 25%. Entretanto, uma análise mais cuidadosa indica que a cifra fica em apenas 4%. Isso significa que o QI, na melhor das hipóteses,

9 deixa de explicar 75% do êxito e, na pior, 96%. Em outras palavras, o índice não determina quem terá sucesso ou fracasso. De acordo com Gardner, há muita briga na Justiça questionando o uso do QI como base para tomada de decisões importantes. 4. A proposta da Inteligência Múltipla Para Gardner, a nova maneira de se pensar a inteligência foi afetada, sobretudo pelas perspectivas de estudiosos que não são psicólogos. Por exemplo, antropólogos, neurocientistas e alguns cientistas da informática conservam uma visão genérica de inteligência. Percebi claramente que os psicólogos não são mais donos do termo inteligência, e que o significado de ser inteligente é hoje uma questão filosófica profunda, uma questão que exige base em biologia, física e matemática. De acordo com Gardner, os puristas de Charles Spearman até Herrnstein e Murray defendem a noção de uma inteligência geral - fator g - e única. Os pluralistas - de L.L. Thurstone e J.P. Guilford explicam a inteligência como tendo muitos elementos dissociáveis. Thurstone acredita na existência de um pequeno grupo de faculdades mentais relativamente independente entre si, cada qual responsável por uma determinada aptidão e medidas por tarefas diferentes. A visão do cérebro e da mente humanos que agora é chamada de modularidade. Thurstone, de fato, nomeou sete desses fatores demonstrados conforme tabela abaixo e definiu um conjunto de testes para medi-los: FATORES APTIDÃO AVALIAÇÃO V Compreensão verbal Redação e escrita W Fluência verbal Oratória e argumentação N Fluência numérica Cálculos e matemática S Visualização espacial Pintura, geometria, escultura e arquitetura M Memória associativa Facilidade de memorizar P Percepção Atenção concentrada e detalhista R Raciocínio abstrato Raciocínio lógico e visão global Tabela dos 7 fatores de Thurstone Para Gardner houve, evidentemente, muitos esforços para nomear e detalhar as inteligências essenciais, variando da lista do psicólogo Larry Gross dos cinco modos de

10 comunicação lexical, social-gestual, icônico, lógico-matemático e musical à lista do filósofo Paul Hirst de sete formas de conhecimento matemática, ciências físicas, entendimento interpessoal, religião, literatura, artes, moral e filosofia. Para o autor outros estudiosos menos citados postulam um número bastante maior de fatores independentes uma lista de trinta e sete é uma das mais longas. Gardner desafia a crença difundida de que a inteligência é uma faculdade única e que ou a pessoa é inteligente ou burra - ao afirmar que certas faculdades eram relativamente independentes entre si. Segundo Gardner o interesse do fator g vem principalmente daqueles que sondam a inteligência acadêmica e que estudam a correlação entre os resultados dos testes; enquanto que seu interesse está centrado naquelas inteligências ou processos intelectuais que não incluem o fator g. Gardner propôs a existência de sete inteligências humanas distintas: 1. Lingüística: envolve a língua falada e escrita, a habilidade de aprender línguas e a capacidade de usar a língua para atingir certos objetivos. Os advogados, locutores, escritores e os poetas estão entre as pessoas de inteligência lingüística elevada; 2. Lógico-matemática: envolve a capacidade de analisar problemas, de realizar operações matemáticas e investigar questões cientificamente. Os matemáticos e cientistas se destacam neste tipo de inteligência; 3. Musical: acarreta habilidade na apreciação e na composição de padrões musicais. Compositores e cantores se sobressaem nesta; 4. Físico-cinestésica: acarreta o potencial de usar o corpo. Obviamente dançarinos, atores e atletas põem em primeiro plano este tipo de inteligência; mas também é importante para artesões, cirurgiões, cientistas, mecânicos, entre outros; 5. Espacial: tem o potencial de reconhecer e manipular os padrões do espaço. Usados por navegadores e pilotos, bem como escultores, cirurgiões, artistas gráficos ou arquitetos; 6. Interpessoal: capacidade de entender as interações, motivações e os desejos do próximo e, conseqüentemente, de trabalhar de modo eficiente com terceiros. Vendedores, professores, clínicos, líderes religiosos, políticos e atores precisam ter uma inteligência interpessoal aguda; 7. Intrapessoal: envolve a capacidade de a pessoa se conhecer incluindo aí os próprios desejos, medos e capacidades.

11 Em seu livro Inteligência: um conceito reformulado o autor ainda relata mais três novas possíveis inteligências: 1. Naturalista: demonstra grande experiência no reconhecimento e na classificação de numerosas espécies fauna e flora de seu meio ambiente. A palavra naturalista é aplicada às pessoas de vasto conhecimento sobre o mundo vivo; 2. Espiritual: dom para a religião, o misticismo ou o transcendental. Refletem nossos esforços para entender as questões, os mistérios e os significados mais importantes da vida: quem somos? De onde viemos? Qual é o sentido da vida... da morte? Por exemplo, podemos citar grandes líderes religiosos como Buda, Cristo e Confúcio. De acordo com Zohar e Marshall, o primeiro a pesquisar sobre a inteligência espiritual foi o neuropsicólogo Michael Persinger, em princípios da década de 1990 e, mais recentemente, em 1997, pelo neurologista Vilayanu Ramachandran na Universidade da Califórnia. Em escaneamentos realizados com topografia de emissão de pósitrons, certas áreas se iluminavam todas as vezes que os pacientes da pesquisa participavam de discussão de tópicos espirituais ou religiosos. 3. Existencial: Gardner decidiu não acrescentar à lista uma inteligência existencialista e considerá-la uma versão da inteligência espiritual. O autor relata ainda que não faz nenhuma objeção que se fale em oito ou nove talentos ou habilidades, mas não aceita quando um analista chama algumas habilidades (como a linguagem) de inteligência e outras (como música) de simples talento. 5. A Inteligência emocional De acordo com Goleman por muitas décadas falou-se vagamente sobre estas habilidades, que eram chamadas de temperamento e personalidade ou habilidades interpessoais (habilidades ligadas ao relacionamento entre pessoas, como a empatia, liderança, otimismo, capacidade de trabalho em equipe e de negociação entre outras), ou ainda competência. Atualmente ganhou um novo nome: Inteligência emocional IE. Para Miranda a obra do psicólogo Daniel Goleman, Inteligência Emocional, publicada pela primeira vez em outubro de 1995 nos Estados Unidos, abriu espaço para uma seqüência de trabalhos sobre este novo conceito.

12 Goleman refere-se a inteligência emocional como a capacidade de identificar nossos próprios sentimentos e os dos outros, de motivar a nós mesmos e de gerenciar bem as emoções dentro de nós e em nossos relacionamentos. Porém, para o autor, Inteligência Emocional não significa: simplesmente ser simpático. Aliás, momentos estratégicos podem exigir confrontar alguém com uma verdade desconfortável; liberar sentimentos. Significa administrar sentimentos de forma a expressálos apropriadamente. Thorndike relata que a inteligência social é ao mesmo tempo diferente das aptidões acadêmicas e parte chave do que fazem as pessoas se saírem bem nos aspectos práticos da vida. De acordo com Gardner, a inteligência pessoal pode ser dividida em interpessoal e intrapessoal: interpessoal: é a capacidade de compreender outras pessoas; intrapessoal: é uma aptidão correlata, voltada para dentro. É a capacidade de formar um modelo preciso, verídico, de si mesmo, e poder usá-lo para agir eficazmente na vida. Segundo Salovey, a inteligência pessoal ou emocional pode ser definida a partir de Gardner, expandindo essas aptidões em cinco domínios principais: conhecer as próprias emoções (auto-percepção), lidar com emoções (auto-regulamentação), motivarse, reconhecer emoções nos outros (empatia) e lidar com relacionamentos (habilidades sociais). Para Cooper e Sawaf, inteligência emocional é a capacidade de sentir, entender e aplicar eficazmente o poder e a perspicácia das emoções como uma fonte de energia, informação conexão e influencia humana. De acordo com Gardner não existe nenhum teste para aferir as inteligências múltiplas. Conforme o autor, a IM representa uma crítica a abordagem psicométrica padrão. Assim uma bateria de testes não é coerente com os princípios da teoria. Para Gardner a inteligência é importante demais para ser deixada nas mãos daqueles que a testam. Cooper e Sawaf relatam que o EQ Map é o primeiro método de mensuração extensamente pesquisado, nacionalmente testado e estatisticamente confiável que o

13 capacita a começar a mapear suas potencialidades e vulnerabilidade relativa através de um amplo espectro de características relacionadas à inteligência emocional. Para Goleman, nosso nível de Inteligência Emocional IE - não está fixado geneticamente nem se desenvolve apenas no começo da infância. Ao contrário do QI, que pouco se modifica depois dos nossos anos de adolescência. Conforme Jacobs e Chen in Goleman, pesquisas indicam que os melhores profissionais tinham um maior grau de capacidades cognitivas em 27% dos casos e maior grau de competências emocionais em 53% dos casos. Em outras palavras, as competências emocionais tinham o dobro da importância no intelecto. Spencer Jr. in Goleman demonstrou resultado de sua pesquisa em 286 organizações, e concluiu que das 21 competências identificadas, apenas três não estavam fundamentadas na inteligência emocional. Segundo Goleman nos campos profissionais técnicos, o limiar para o ingresso é, normalmente, um QI de 110 a 120. O resultado é uma pequena variação entre os níveis de inteligência. Como o QE não é tão usado, é muito grande a diferença entre as escalas de inteligência emocional, oferecendo, assim, uma grade vantagem competitiva. E você, se fosse gerente de RH de alguma empresa quem contrataria? Um candidato extraordinário nas provas de conhecimento, mas com dificuldades de relacionamento, ou outro, não tão bom tecnicamente, mas com excelente relacionamento interpessoal? A resposta parece fácil. E essa é uma tendência que os administradores não podem mais ignorar. A vantagem, de acordo com Goleman, é que a inteligência emocional, em grande parte, pode ser aprendida.

14 BIBLIOGRAFIA: CIVITA, Victor. Os Pensadores, Descartes. 1. ed. São Paulo: Abril Cultural, v. XV, p. Os Pensadores, Kant. 1. ed. São Paulo: Abril Cultural, v. XXV, p. COOPER, Robert & SAWAF, Ayman. Inteligência Emocional na empresa. Tradução por Ricardo Inojosa e Sonia T. Mendes Costa. 4. ed. Rio de Janeiro: Campus, p. Tradução de: Emotional Intelligence apub bussines. DURKEIM, Émile. As Regras do Método Sociológico. Editora Presença: Lisboa, GARDNER, Howard. Estrutura da Mente: A Teoria das Inteligências Múltiplas. Tradução por Sandra Costa. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, p. Tradução de: Iframes of Mind: The Theory of Multiple Intelligence.. Inteligência: Um Conceito Reformulado. Tradução por Adalgisa Campos da Silva. 1. ed. Rio de Janeiro: Objetiva, p. Tradução de: Intelligence Reframed. GOLEMAN, Daniel. Inteligência emocional. Tradução por Marcos Santarrita. 8. ed. Rio de Janeiro: Objetiva, p. Tradução de: Emotional Intelligence.. Trabalhando com a Inteligência Emocional. Tradução por M. H. C. Côrtes. Rio de Janeiro: Objetiva, p. Tradução de: Working with Emotional Intelligence. HMLJ. Manual da Garantia da Qualidade Rio de Janeiro, p. MIRANDA, Roberto Lira. Inteligência Total na Empresa. Rio de Janeiro: Campus, p., Roberto Lira. Além da Inteligência Emocional. Rio de Janeiro: Campus, p. THRSTONE, L.L. Multiple-Factor Analysis: A Development and Expansion of The Vector of the Mind. Chicago: University of Chicago Press, p.

INTELIGÊNCIAS MÚLTIPLAS E APRENDIZAGEM

INTELIGÊNCIAS MÚLTIPLAS E APRENDIZAGEM INTELIGÊNCIAS MÚLTIPLAS E APRENDIZAGEM Tópicos Quem é Howard Gardner O que é Inteligência? Inteligências Múltiplas (IM) IM + Educação Estilos de Aprendizagem QUEM É HOWARD GARDNER? Professor de Psicologia

Leia mais

RESENHA DO LIVRO - INTELIGÊNCIAS MÚLTIPLAS A Teoria na Prática Howard Gardner

RESENHA DO LIVRO - INTELIGÊNCIAS MÚLTIPLAS A Teoria na Prática Howard Gardner RESENHA DO LIVRO - INTELIGÊNCIAS MÚLTIPLAS A Teoria na Prática Howard Gardner Introdução Histórico Inteligência Múltipla X Educação Avaliação A Pluralidades das Inteligências INTRODUÇÃO A principal idéia

Leia mais

Poucos livros, tratando de um objeto científico conseguiram

Poucos livros, tratando de um objeto científico conseguiram INTELIGÊNCIA EMOCIONAL OU INTELIGÊNCIAS MÚLTIPLAS Antonio Carlos Gil* 1. O sucesso da inteligência emocional Poucos livros, tratando de um objeto científico conseguiram a proeza de Inteligência emocional,

Leia mais

13 Teoria das inteligências múltiplas - Conteúdo

13 Teoria das inteligências múltiplas - Conteúdo Introdução Concepções de inteligência Inteligência para Gardner Inteligência e criatividade Tipos de inteligências Inteligência linguística e lógico-matemática Inteligência espacial e corporal-cinestésica

Leia mais

6/11/2012. O que é inteligência? A história da Avaliação da Inteligência

6/11/2012. O que é inteligência? A história da Avaliação da Inteligência Meiriane C. de Melo AMEEES Out.12 O que é inteligência? A história da Avaliação da Inteligência Os testes de inteligência surgiram na China, provavelmente no século V e começaram a ser usados cientificamente

Leia mais

Relatório Trabalhista

Relatório Trabalhista Rotinas de Pessoal & Recursos Humanos www.sato.adm.br - sato@sato.adm.br - fone (11) 4742-6674 Desde 1987 Legislação Consultoria Assessoria Informativos Treinamento Auditoria Pesquisa Qualidade Relatório

Leia mais

TESTE VOCACIONAL PROF. BRUNO AUGUSTO COLÉGIO SÃO JOSÉ

TESTE VOCACIONAL PROF. BRUNO AUGUSTO COLÉGIO SÃO JOSÉ TESTE VOCACIONAL PROF. BRUNO AUGUSTO COLÉGIO SÃO JOSÉ S I S T E M A P O S I T I V O D E E N S I N O Na escola, você prefere assuntos ligados à: a) Arte, esportes e atividades extracurriculares b) Biologia

Leia mais

RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS E O DESENVOLVIMENTO DA INTELIGÊNCIA

RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS E O DESENVOLVIMENTO DA INTELIGÊNCIA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS E O DESENVOLVIMENTO DA INTELIGÊNCIA Osmar J. L. dos Santos 1, Claudia Grando 2 RESUMO: Este artigo resulta de pesquisa (de iniciação científica) desenvolvida no Curso de Matemática

Leia mais

Classificação da Inteligência Humana

Classificação da Inteligência Humana Roteiro 12 Classificação da Inteligência Humana FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Programa Filosofia e Ciência Espíritas OBJETIVOS Fornecer as principais características

Leia mais

Inteligência Emocional. A importância de ser emocionalmente inteligente

Inteligência Emocional. A importância de ser emocionalmente inteligente Inteligência Emocional A importância de ser emocionalmente inteligente Dulce Sabino, 2008 Conceito: Inteligência Emocional Capacidade de identificar os nossos próprios sentimentos e os dos outros, de nos

Leia mais

Os estilos de aprendizagem

Os estilos de aprendizagem Unidade 3 Os estilos de aprendizagem Shutterstock/Latinstock Na escola, o professor se depara com diferentes estilos de aprendizagem, que exigem dele a aplicação de estratégias variadas em busca do objetivo

Leia mais

FILOSOFIA. Fernando Pessoa FILOSOFIA

FILOSOFIA. Fernando Pessoa FILOSOFIA Fernando Pessoa FILOSOFIA FILOSOFIA Se há um assunto eminentemente filosófico é a classificação das ciências. Pertence à filosofia e a nenhuma outra ciência. É só no ponto de vista mais genérico que podemos

Leia mais

George Vittorio Szenészi

George Vittorio Szenészi A Semana > Entrevista N Edição: 2173 01.Jul.11-21:00 Atualizado em 07.Jul.11-15:47 George Vittorio Szenészi "Inteligência sem emoção não funciona" O psicoterapeuta diz como a capacidade de lidar bem com

Leia mais

Bem Vindos à palestra: INTELIGÊNCIA EMOCIONAL. Prof. Márcio Bambirra Santos mb@leadempresarial.com.br www.mbambirra.com.br www.leadempresarial.com.

Bem Vindos à palestra: INTELIGÊNCIA EMOCIONAL. Prof. Márcio Bambirra Santos mb@leadempresarial.com.br www.mbambirra.com.br www.leadempresarial.com. Bem Vindos à palestra: INTELIGÊNCIA EMOCIONAL Prof. Márcio Bambirra Santos mb@leadempresarial.com.br www.mbambirra.com.br www.leadempresarial.com.br Márcio Bambirra Santos Administrador de Empresas e Economista.

Leia mais

Perfil de estilos de personalidade

Perfil de estilos de personalidade Relatório confidencial de Maria D. Apresentando Estilos de venda Administrador: Juan P., (Sample) de conclusão do teste: 2014 Versão do teste: Perfil de estilos de personalidade caracterizando estilos

Leia mais

Apêndice 4 Inteligências Múltiplas

Apêndice 4 Inteligências Múltiplas Apêndice 4 Inteligências Múltiplas Por Viviani Bovo O que é ser inteligente para você? Saber fazer contas de cabeça? Lembrar-se de poemas e histórias para poder repeti-las? Passar no vestibular? Ter um

Leia mais

POR UMA PROPOSTA PARA IDENTIFICAÇÃO DO QUOCIENTE DA INTELIGÊNCIA EMPREENDEDORA - QI e. Por George Wilson Aiub, MSc.

POR UMA PROPOSTA PARA IDENTIFICAÇÃO DO QUOCIENTE DA INTELIGÊNCIA EMPREENDEDORA - QI e. Por George Wilson Aiub, MSc. POR UMA PROPOSTA PARA IDENTIFICAÇÃO DO QUOCIENTE DA INTELIGÊNCIA EMPREENDEDORA - QI e Por George Wilson Aiub, MSc. Resumo: A inteligência humana pode ver vista de diferentes enfoques. Uma destas visões

Leia mais

AVALIAÇÃO DO ENSINO SECUNDÁRIO Cursos Cientifico-Humanísticos

AVALIAÇÃO DO ENSINO SECUNDÁRIO Cursos Cientifico-Humanísticos AVALIAÇÃO DO ENSINO SECUNDÁRIO Cursos Cientifico-Humanísticos PORTUGUÊS 2 2 2 1 Oralidade Leitura Escrita Funcionamento da Língua LITERATURA PORTUGUESA 90% Domínio do Conhecimento 3 3 Leitura Escrita Oralidade

Leia mais

Autor: Roberto Lira Miranda Obra: Além da Inteligência Emocional Edit.: Campus

Autor: Roberto Lira Miranda Obra: Além da Inteligência Emocional Edit.: Campus Autor: Roberto Lira Miranda Obra: Além da Inteligência Emocional Edit.: Campus 1 Metafísico poderes paranormais Sabedoria 2 Conjeturar Especular Criar Prever Imaginar 4 Ensinar 3 Apoiar Comunicar Agrupa

Leia mais

A TEORIA DAS INTELIGÊNCIAS MÚLTIPLAS E SUA APLICAÇÃO NO ENSINO DE INFORMÁTICA BÁSICA

A TEORIA DAS INTELIGÊNCIAS MÚLTIPLAS E SUA APLICAÇÃO NO ENSINO DE INFORMÁTICA BÁSICA A TEORIA DAS INTELIGÊNCIAS MÚLTIPLAS E SUA APLICAÇÃO NO ENSINO DE INFORMÁTICA BÁSICA Nome: Giuliano José Forgiarini Disciplina: Teorias da Aprendizagem Professora: Dr. ª Bettina Steren dos Santos UNISC

Leia mais

SEMIPRESENCIAL 2014.2 MATERIAL COMPLEMENTAR I DISCIPLINA: GESTÃO DE CARREIRA PROFESSORA/TUTORA: MONICA ROCHA

SEMIPRESENCIAL 2014.2 MATERIAL COMPLEMENTAR I DISCIPLINA: GESTÃO DE CARREIRA PROFESSORA/TUTORA: MONICA ROCHA SEMIPRESENCIAL 2014.2 MATERIAL COMPLEMENTAR I DISCIPLINA: GESTÃO DE CARREIRA PROFESSORA/TUTORA: MONICA ROCHA Gestão de Carreira Gestão de Carreira é um dos temas que mais ganhou destaque nesta última década,

Leia mais

Estudo de caso de relacionamento interpessoal no ambiente de trabalho.

Estudo de caso de relacionamento interpessoal no ambiente de trabalho. Estudo de caso de relacionamento interpessoal no ambiente de trabalho. Giovanna Ferreira Curvelo 1 Resumo. Este ensaio tem a finalidade de estudar a importância da Inteligência Emocional no ambiente de

Leia mais

Definição. Conjunto de habilidades cognitivas do indivíduo e resultante dos diferentes processos intelectivos.

Definição. Conjunto de habilidades cognitivas do indivíduo e resultante dos diferentes processos intelectivos. Inteligência Definição Conjunto de habilidades cognitivas do indivíduo e resultante dos diferentes processos intelectivos. Cognição Inteligência Capacidade de identificar e resolver problemas novos, de

Leia mais

A alma da liderança Por Paulo Alvarenga

A alma da liderança Por Paulo Alvarenga A alma da liderança Por Paulo Alvarenga A palavra liderança é uma palavra grávida, tem vários significados. Desde os primórdios dos tempos a humanidade vivenciou exemplos de grandes líderes. Verdadeiros

Leia mais

Escola emocional. Santos, Cintia Maria Basso dos 1 Santos, José Reus dos 2. Santos 1, Cintia Maria Basso dos Santos 2, José Reus dos.

Escola emocional. Santos, Cintia Maria Basso dos 1 Santos, José Reus dos 2. Santos 1, Cintia Maria Basso dos Santos 2, José Reus dos. Escola emocional Santos, Cintia Maria Basso dos 1 Santos, José Reus dos 2 Resumo O estudo da inteligência emocional mostra-se importante sob o ponto de vista teórico e prático para os profissionais e estudantes

Leia mais

Por que pessoas têm tanta dificuldade em mudar Por DOMENICO LEPORE

Por que pessoas têm tanta dificuldade em mudar Por DOMENICO LEPORE Por que pessoas têm tanta dificuldade em mudar Por DOMENICO LEPORE Por que pessoas têm tanta dificuldade em mudar Mudança é a parte mais constante de nossa existência: nosso pâncreas substitui a maioria

Leia mais

PRINCÍPIOS PARA VOCÊ LEVAR SUA VIDA AO PRÓXIMO NÍVEL LUIZ FELIPE CARVALHO

PRINCÍPIOS PARA VOCÊ LEVAR SUA VIDA AO PRÓXIMO NÍVEL LUIZ FELIPE CARVALHO 6 PRINCÍPIOS PARA VOCÊ LEVAR SUA VIDA AO PRÓXIMO NÍVEL LUIZ FELIPE CARVALHO Súmario Introdução 03 #1 Desenvolva-se Pessoalmente 05 #2 Pratique Autoconhecimento 07 #3 Seja Líder de Si Mesmo 08 #4 Controle

Leia mais

Fale com um de nossos consultores Tel.: 55 11 4134-3560 E-mail: testesonline@catho.com.br Site: www.catho.com.br/testesonline

Fale com um de nossos consultores Tel.: 55 11 4134-3560 E-mail: testesonline@catho.com.br Site: www.catho.com.br/testesonline Fale com um de nossos consultores Tel.: 55 11 4134-3560 E-mail: testesonline@catho.com.br Site: www.catho.com.br/testesonline Conheça os Os são avaliações que permitem mensurar competências, habilidades

Leia mais

A dúvida cartesiana dos sentidos na primeira meditação como elemento fundamental para compreensão das meditações metafísicas de Descartes

A dúvida cartesiana dos sentidos na primeira meditação como elemento fundamental para compreensão das meditações metafísicas de Descartes A dúvida cartesiana dos sentidos na primeira meditação como elemento fundamental para compreensão das meditações metafísicas de Descartes Juliana Abuzaglo Elias Martins Doutoranda em Filosofia pela UFRJ

Leia mais

Relacionamento intra/interpessoal nas relações humanas: O Eu, o Outro e o Entre

Relacionamento intra/interpessoal nas relações humanas: O Eu, o Outro e o Entre XI SEMINÁRIO MULTIDISCIPLINAR Relacionamento intra/interpessoal nas relações humanas: O Eu, o Outro e o Entre Ms. Cristiene de Paula Alencar* * Mestre em Psicologia Educacional Como está o mundo? O que

Leia mais

LÍNGUA INGLESA: DIFERENTES PRÁTICAS DE ENSINO

LÍNGUA INGLESA: DIFERENTES PRÁTICAS DE ENSINO LÍNGUA INGLESA: DIFERENTES PRÁTICAS DE ENSINO FRITZEN, Vanessa Mestranda em Letras - Literatura Comparada Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões vane.fritzen@gmail.com Resumo: A

Leia mais

ESTUDO TEÓRICO DA INTELIGÊNCIA E DA CRIATIVIDADE HUMANA 1 EVOLUÇÃO HISTÓRICA DAS TEORIAS LIGADAS À INTELIGÊNCIA

ESTUDO TEÓRICO DA INTELIGÊNCIA E DA CRIATIVIDADE HUMANA 1 EVOLUÇÃO HISTÓRICA DAS TEORIAS LIGADAS À INTELIGÊNCIA ESTUDO TEÓRICO DA INTELIGÊNCIA E DA CRIATIVIDADE HUMANA 1 EVOLUÇÃO HISTÓRICA DAS TEORIAS LIGADAS À INTELIGÊNCIA 1.1 Cartesianismo Percebi que, ao mesmo tempo em que eu queria pensar que tudo era falso,

Leia mais

Teoria das Inteligências Múltiplas e a formação do cidadão do século XXI. Kátia Cristina Stocco Smole - Coordenadora do Mathema.

Teoria das Inteligências Múltiplas e a formação do cidadão do século XXI. Kátia Cristina Stocco Smole - Coordenadora do Mathema. Teoria das Inteligências Múltiplas e a formação do cidadão do século XXI Kátia Cristina Stocco Smole - Coordenadora do Mathema. O significado de inteligência tem sido, ao longo do tempo, motivo de estudo

Leia mais

INDIVIDUALISMO ÉMILE DURKHEIM. * Os fatos sociais são regras jurídicas, morais e sistemas financeiros.

INDIVIDUALISMO ÉMILE DURKHEIM. * Os fatos sociais são regras jurídicas, morais e sistemas financeiros. INDIVIDUALISMO ÉMILE DURKHEIM Fato Social - Exterioridade (o fato social é exterior ao indivíduo). - Coercitividade. - Generalidade (o fato social é geral). * Os fatos sociais são regras jurídicas, morais

Leia mais

IACR ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL PARA O REALISMO CRÍTICO XII CONFERÊNCIA INTERNACIONAL da IACR Texto de Priscila Silva Araújo.

IACR ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL PARA O REALISMO CRÍTICO XII CONFERÊNCIA INTERNACIONAL da IACR Texto de Priscila Silva Araújo. IACR ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL PARA O REALISMO CRÍTICO XII CONFERÊNCIA INTERNACIONAL da IACR Texto de Priscila Silva Araújo. Rorty e o realismo como instrumento da emancipação humana Alguns filósofos 1

Leia mais

Inteligência. Emocional

Inteligência. Emocional Inteligência Emocional Inteligência Emocional O que querem os empregadores?? Atualmente, as habilitações técnicas específicas são menos importantes do que a capacidade implícita de aprender no trabalho

Leia mais

Indicação de livros de PNL

Indicação de livros de PNL Indicação de livros de PNL DESPERTE O GIGANTE INTERIOR Autor: Anthony Robbins Editora: Record ISBN: 8501040223 Neste livro o autor explana a teoria da Programação Neuro-Linguistica, através da qual nós

Leia mais

Prova Escrita de Filosofia

Prova Escrita de Filosofia Exame Final Nacional do Ensino Secundário Prova Escrita de Filosofia 11.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova 714/Época Especial 8 Páginas Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância:

Leia mais

O Paradigma da nova liderança

O Paradigma da nova liderança O Paradigma da nova liderança Robert B. Dilts Um dos mais importantes conjuntos de habilidades Um dos mais importantes conjuntos de habilidades necessárias num mundo em transformação são as habilidades

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS NO DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL DA CRIANÇA RESUMO

A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS NO DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL DA CRIANÇA RESUMO A IMPORTÂNCIA DOS JOGOS NO DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL DA CRIANÇA *Sandra Rejane Silva Vargas **Luiz Fernandes Pavelacki RESUMO O presente trabalho tem como principal objetivo identificar qual a importância

Leia mais

A teoria. A Teoria das Inteligências Múltiplas e suas implicações para Educação. A Teoria das Inteligências Múltiplas

A teoria. A Teoria das Inteligências Múltiplas e suas implicações para Educação. A Teoria das Inteligências Múltiplas 1 de 5 A Teoria das Inteligências Múltiplas e suas implicações para Educação Autora: Maria Clara S. Salgado Gama Doutora em Educação Especial pela Universidade de Colúmbia, Nova Iorque No início do século

Leia mais

Bill Gates, Steve Jobs e Richard Branson grandes empreendedores que não foram excelentes alunos

Bill Gates, Steve Jobs e Richard Branson grandes empreendedores que não foram excelentes alunos http://blogs.pme.estadao.com.br/blog-do-empreendedor/bill-gates-steve-jobs-e-richard-branson-grandesempreendedores-nao-foram-excelentes-alunos/ Bill Gates, Steve Jobs e Richard Branson grandes empreendedores

Leia mais

O que são inteligências múltiplas? o que é?

O que são inteligências múltiplas? o que é? O que são inteligências múltiplas? Fontes: http://www.suapesquisa.com/educacaoesportes/inteligencias_multiplas.htm Jussara de Barros, pedagoga, Equipe Brasil Escola Maria Clara Salgado Gama, doutora em

Leia mais

As fontes da nossa auto-imagem

As fontes da nossa auto-imagem AUTO IMAGEM O QUE EU ACHO DE MIM MESMO QUEM SOU EU E QUAL E O MEU VALOR? NARCISISMO (deus da mitologia grega que se apaixonou por si mesmo ao ver sua imagem refletida na água) AS FONTES DA NOSSA AUTO -

Leia mais

PNL Tecnologia, Metodologia e Atitude

PNL Tecnologia, Metodologia e Atitude 1 Dossiê Gilberto C. Cury Presidente da SBPNL - Sociedade Brasileira de Programação Neurolinguística Responsável por trazer a PNL ao Brasil, em 1981 gilberto@pnl.com.br PNL Tecnologia, Metodologia e Atitude

Leia mais

A INFLUÊNCIA DA INTELIGÊNCIA EMOCIONAL NO TRABALHO DOCENTE

A INFLUÊNCIA DA INTELIGÊNCIA EMOCIONAL NO TRABALHO DOCENTE A INFLUÊNCIA DA INTELIGÊNCIA EMOCIONAL NO TRABALHO DOCENTE Rosana Maria Luvezute Kripka Universidade de Passo Fundo (UPF) rkripka@upf.br Resumo: Neste artigo são apresentados alguns resultados teóricos

Leia mais

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA GABINETE DA DEPUTADA LUZIA TOLEDO PROJETO DE LEI Nº 157/2010

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA GABINETE DA DEPUTADA LUZIA TOLEDO PROJETO DE LEI Nº 157/2010 PROJETO DE LEI Nº 157/2010 A semana de conscientização sobre transtornos de aprendizagem, no âmbito do Estado do Espírito Santo. A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO DECRETA: Art. 1º Fica

Leia mais

É preciso amor pra poder pulsar

É preciso amor pra poder pulsar Autismo: ideias e práticas inclusivas É preciso amor pra poder pulsar Eugênio Cunha eugenio@eugeniocunha.com www.eugeniocunha.com O que fazer para educar essas crianças? Como podem trabalhar escola e

Leia mais

Objetivos do Curso: Público alvo:

Objetivos do Curso: Público alvo: Formação em Coaching Com Abordagem Neurocientífica, Psicofisiológica, Filosófica e Comportamental. Destinado aos Profissionais das Áreas de Saúde, Educação e Gestão de Pessoas Coaching é a palavra inglesa

Leia mais

Filosofia - Introdução à Reflexão Filosófica

Filosofia - Introdução à Reflexão Filosófica Filosofia - Introdução à Reflexão Filosófica 0 O que é Filosofia? Essa pergunta permite muitas respostas... Alguns podem apontar que a Filosofia é o estudo de tudo ou o nada que pretende abarcar tudo.

Leia mais

uma das nossas atitudes será tido como não atrativo e estimulará emoções como a aversão.

uma das nossas atitudes será tido como não atrativo e estimulará emoções como a aversão. 28 3 Design e emoção Segundo Norman (2004), as emoções são valiosas para a vida cotidiana de todos os seres humanos. A utilidade e a usabilidade também o são, mas sem a diversão, o prazer, o orgulho e

Leia mais

A Psicologia de Vendas: Por Que as Pessoas Compram

A Psicologia de Vendas: Por Que as Pessoas Compram A Psicologia de Vendas: Por Que as Pessoas Compram Esquema de Palestra I. Por Que As Pessoas Compram A Abordagem da Caixa Preta A. Caixa preta os processos mentais internos que atravessamos ao tomar uma

Leia mais

EDUCAÇÃO RELIGIOSA 7º ANO 17B, C

EDUCAÇÃO RELIGIOSA 7º ANO 17B, C EDUCAÇÃO RELIGIOSA 7º ANO 17B, C CONTEÚDOS DO EXAME Líderes religiosos, Motivação e Liderança Convivência com o grupo; Amizade e sentido de grupo Os projetos Solidários; O que é um projeto? Olhares sobre

Leia mais

Um pouco mais sobre desenvolvimento social e os Transtornos do Espectro Autista

Um pouco mais sobre desenvolvimento social e os Transtornos do Espectro Autista Um pouco mais sobre desenvolvimento social e os Transtornos do Espectro Autista www.infanciaeadole scencia.com.br O desenvolvimento social ocorre ao longo de todas as etapas do ciclo vital. Entretanto,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CAMPUS DE SOBRAL CURSO DE PSICOLOGIA DISCIPLINA DE PSICOMETRIA TURMA B 2010.1 PROF. FÚLVIO ROCHA ATIVIDADE II

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CAMPUS DE SOBRAL CURSO DE PSICOLOGIA DISCIPLINA DE PSICOMETRIA TURMA B 2010.1 PROF. FÚLVIO ROCHA ATIVIDADE II UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CAMPUS DE SOBRAL UFC CURSO DE PSICOLOGIA DISCIPLINA DE PSICOMETRIA TURMA B 2010.1 PROF. FÚLVIO ROCHA ATIVIDADE II 1- Esta atividade corresponderá à 2ª avaliação da disciplina

Leia mais

A Importância da Inteligência Emocional na Atuação de um Líder

A Importância da Inteligência Emocional na Atuação de um Líder A Importância da Inteligência Emocional na Atuação de um Líder Fernanda Campos Junqueira fernandajunqueirajf@gmail.com UGB Elisama de Souza Aguiar Couto elisama@irmaos.com UGB Marlon Kenupp da Silva Pereira

Leia mais

Educação familiar e escolar para o terceiro milênio. nosso tema

Educação familiar e escolar para o terceiro milênio. nosso tema Prefácio As pessoas já têm mil noções feitas bem antigas! com relação à palavra educação. Os pais e a escola têm de ensinar para as crianças, em palavras e só com palavras, quase tudo sobre os conhecimentos

Leia mais

Honrar os valores, uma questão de integridade

Honrar os valores, uma questão de integridade Honrar os valores, uma questão de integridade Por: P.A. (Paulo Alvarenga) Nos últimos congressos de desenvolvimento profissional que participei, o que mais tenho escutado é sobre a importância dos valores.

Leia mais

EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO. Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos.

EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO. Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos. EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova Escrita de Filosofia 11.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova 714/1.ª Fase 8 Páginas Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância:

Leia mais

RELATÓRIO HOGAN JUDGMENT

RELATÓRIO HOGAN JUDGMENT DECODIFICANDO SEUS ESTILOS DE PENSAMENTO E TOMADA DE DECISÃO 30, Junho, 2015 RELATÓRIO HOGAN Jane Doe ID UH565487 SUMÁRIO EXECUTIVO Este relatório examina os estilos de julgamento e de tomada de decisão

Leia mais

Entrevista - Espiritualidade nas empresas

Entrevista - Espiritualidade nas empresas Entrevista - Espiritualidade nas empresas 1 - O que podemos considerar como espiritualidade nas empresas? Primeiramente considero importante dizer o que entendo por espiritualidade. Podemos dizer que é

Leia mais

Projeto de Acessibilidade Virtual RENAPI/NAPNE. Maio de 2010

Projeto de Acessibilidade Virtual RENAPI/NAPNE. Maio de 2010 Projeto de Acessibilidade Virtual RENAPI/NAPNE Maio de 2010 Emoção: a outra inteligência Muitos estudiosos discutem a relação entre pensamento e emoções. Algumas definições segundo o artigo de Grewal e

Leia mais

1. AS PESSOAS SÃO IGUAIS NO DESEMPENHO DE TAREFAS?

1. AS PESSOAS SÃO IGUAIS NO DESEMPENHO DE TAREFAS? CARTILHA DO CANDIDATO APRESENTAÇÃO Uma seleção criteriosa e bem fundamentada premia tanto a organização que necessita incluir profissionais em seus quadros, quanto o candidato que anseia por nela ingressar.

Leia mais

AUTORAS ROSANGELA SOUZA

AUTORAS ROSANGELA SOUZA AUTORAS ROSANGELA SOUZA Especialista em Gestão Empresarial com MBA pela FGV e Professora de Estratégia na Pós-Graduação da FGV. Desenvolveu projetos acadêmicos sobre segmento de idiomas, planejamento estratégico

Leia mais

Unidade I Direito, cidadania e movimentos sociais Unidade II Consumo e meio ambiente

Unidade I Direito, cidadania e movimentos sociais Unidade II Consumo e meio ambiente Unidade I Direito, cidadania e movimentos sociais Unidade II Consumo e meio ambiente Aula Expositiva pelo IP.TV Dinâmica Local Interativa Interatividade via IP.TV e Chat público e privado Email e rede

Leia mais

ASSUMA O CONTROLE DE SUAS CRENÇAS INCONSCIENTES: De a si mesmo uma mente rica

ASSUMA O CONTROLE DE SUAS CRENÇAS INCONSCIENTES: De a si mesmo uma mente rica ASSUMA O CONTROLE DE SUAS CRENÇAS INCONSCIENTES: De a si mesmo uma mente rica Escrito por Merilee Dannermann Saudações a você que vem acompanhando o trabalho do POINT DOS AMORES e com a sua participação

Leia mais

A Sociologia de Weber

A Sociologia de Weber Material de apoio para Monitoria 1. (UFU 2011) A questão do método nas ciências humanas (também denominadas ciências históricas, ciências sociais, ciências do espírito, ciências da cultura) foi objeto

Leia mais

Proposta Pedagógica. Buscando atender às necessidades da comunidade local, o Colégio La Salle Brasília oferece educação infantil, fundamental e médio.

Proposta Pedagógica. Buscando atender às necessidades da comunidade local, o Colégio La Salle Brasília oferece educação infantil, fundamental e médio. Proposta Pedagógica Visão: Ser um centro de excelência em Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio que busca alcançar a utopia que tem de pessoa e sociedade, segundo os critérios do evangelho, vivenciando

Leia mais

Eu acredito que a Bíblia é a melhor dádiva que Deus deu à humanidade. Todas as coisas boas do Salvador do mundo nos são ditas através deste Livro.

Eu acredito que a Bíblia é a melhor dádiva que Deus deu à humanidade. Todas as coisas boas do Salvador do mundo nos são ditas através deste Livro. A importância do estudo bíblico para a vida cristã 2 Pedro 1.12-2121 Pr. Fernando Fernandes Eu acredito que a Bíblia é a melhor dádiva que Deus deu à humanidade. Todas as coisas boas do Salvador do mundo

Leia mais

RESPOSTA FÍSICA TOTAL

RESPOSTA FÍSICA TOTAL RESPOSTA FÍSICA TOTAL Valdelice Prudêncio Lima UEMS João Fábio Sanches Silva UEMS O método apresentado é baseado na coordenação da fala e da ação, desenvolvido por James Asher, professor de psicologia

Leia mais

As Técnicas da Inteligência Emocional que Poderão ser Aplicadas no Atendimento a Usuários com Deficiência em Unidade de Informação

As Técnicas da Inteligência Emocional que Poderão ser Aplicadas no Atendimento a Usuários com Deficiência em Unidade de Informação Acessibilidade em Bibliotecas As Técnicas da Inteligência Emocional que Poderão ser Aplicadas no Atendimento a Usuários com Deficiência em Unidade de Informação Apresentadora: Ruth Hosana Cezarino da Silva

Leia mais

MBA em Gestão de Pessoas e Comportamento Organizacional -Matutino e Noturno

MBA em Gestão de Pessoas e Comportamento Organizacional -Matutino e Noturno MBA em Gestão de Pessoas e Comportamento Organizacional -Matutino e Noturno Apresentação CAMPUS STIEP Inscrições Abertas Turma 12 (Noturno) -->Últimas Vagas até o dia 27/05/2013 CAMPUS IGUATEMI Turma 13

Leia mais

Aprendizes do Futuro: como incorporar conhecimento e transformar realidades Eduardo Carmello

Aprendizes do Futuro: como incorporar conhecimento e transformar realidades Eduardo Carmello Aprendizes do Futuro: como incorporar conhecimento e transformar realidades Eduardo Carmello Para suportar as intensas mudanças nos próximos 10 anos, Aprendizes do Futuro compreendem que é necessário criar

Leia mais

PROGRAMAS DE INCENTIVOS: DINHEIRO OU ESPÉCIE?

PROGRAMAS DE INCENTIVOS: DINHEIRO OU ESPÉCIE? Rafael Mahave Tradução e adaptação de Amândio da Fonseca Ninguém duvida da utilidade dos incentivos para se atingirem objectivos, quer no âmbito profissional quer empresarial. E quando falamos de objectivos

Leia mais

Max WEBER. Apresentando Max Weber. Principais contribuições: 1864-1920 TEMPOS MODERNOS OS CAMINHOS DA RACIONALIDADE

Max WEBER. Apresentando Max Weber. Principais contribuições: 1864-1920 TEMPOS MODERNOS OS CAMINHOS DA RACIONALIDADE Max WEBER 1864-1920 TEMPOS MODERNOS Apresentando Max Weber Principais contribuições: OS CAMINHOS DA RACIONALIDADE O PROTESTANTISMO E O ESPÍRITO DO CAPITALISMO O MUNDO DESENCANTADO Apresentando Max Weber

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA. INSTRUÇÃO: Responder às questões 21 a 26 com base no texto 1. TEXTO 1

LÍNGUA PORTUGUESA. INSTRUÇÃO: Responder às questões 21 a 26 com base no texto 1. TEXTO 1 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 LÍNGUA PORTUGUESA INSTRUÇÃO: Responder às questões 21 a 26 com

Leia mais

5910224 Evolução dos Conceitos da Física FFCLRP USP Prof. Antônio C. Roque - Origem

5910224 Evolução dos Conceitos da Física FFCLRP USP Prof. Antônio C. Roque - Origem A Origem do Pensamento Científico O ser humano levou milhões de anos para evoluir até o estado atual. Essa evolução levou ao aparecimento de capacidades artísticas, religiosas e científicas na mente humana,

Leia mais

MADRINA-Desenvolvimento Infantil e Parental 1

MADRINA-Desenvolvimento Infantil e Parental 1 MADRINA-Desenvolvimento Infantil e Parental 1 PROJETO MEU TEMPO DE CRIANÇA Missão Visão Valores Colaborar com a importante tarefa de educar as crianças, nesse momento único de suas jovens vidas, onde os

Leia mais

PORQUE O PRIMEIRO EMPREGO É DIFÍCIL?

PORQUE O PRIMEIRO EMPREGO É DIFÍCIL? PORQUE O PRIMEIRO EMPREGO É DIFÍCIL? Em épocas de vestibular, cerca de 1,8 milhão de jovens vão escolher uma profissão e dar arrepios no mercado, ou ficarem arrepiados, dando assim o primeiro empurrão

Leia mais

O QUE É A METAFÍSICA?

O QUE É A METAFÍSICA? Álvaro de Campos O QUE É A METAFÍSICA? O QUE É A METAFÍSICA? Na opinião de Fernando Pessoa, expressa no ensaio «Athena», a filosofia isto é, a metafísica não é uma ciência, mas uma arte. Não creio que

Leia mais

Miguel Nicolelis: Vamos transformar o RN na Califórnia

Miguel Nicolelis: Vamos transformar o RN na Califórnia Miguel Nicolelis: Vamos transformar o RN na Califórnia Emanuel Amaral CIÊNCiA - Reconhecido internacionalmente, Miguel Nicolelis tem planos ambiciosos para o RN 05/08/2007 - Tribuna do Norte Anna Ruth

Leia mais

O JOGO EDUCATIVO NA EDUCAÇÃO INFANTIL. Valéria Cristina Giacometti 1, Rosiclaire Barcelos 1, Carmen Lúcia Dias 2

O JOGO EDUCATIVO NA EDUCAÇÃO INFANTIL. Valéria Cristina Giacometti 1, Rosiclaire Barcelos 1, Carmen Lúcia Dias 2 1099 O JOGO EDUCATIVO NA EDUCAÇÃO INFANTIL. Valéria Cristina Giacometti 1, Rosiclaire Barcelos 1, Carmen Lúcia Dias 2 1 Discente do Mestrado em Educação da Universidade do Oeste Paulista UNOESTE. 2 Docente

Leia mais

3 a 5. 6 a 10. 11 a 14. Faixa Etária Prevista. Etapa de Ensino. Duração. Educação Infantil. anos. Ensino Fundamental: Anos Iniciais. 5 anos.

3 a 5. 6 a 10. 11 a 14. Faixa Etária Prevista. Etapa de Ensino. Duração. Educação Infantil. anos. Ensino Fundamental: Anos Iniciais. 5 anos. Etapa de Ensino Faixa Etária Prevista Duração Educação Infantil 3 a 5 anos Ensino Fundamental: Anos Iniciais 6 a 10 anos 5 anos Ensino Fundamental: Anos Finais 11 a 14 anos 4 anos EDUCAÇÃO INFANTIL EDUCAÇÃO

Leia mais

MESA REDONDA: EVENTOS PRIVADOS E ANÁLISE DO COMPORTAMENTO: ACERTOS E EQUÍVOCOS 1

MESA REDONDA: EVENTOS PRIVADOS E ANÁLISE DO COMPORTAMENTO: ACERTOS E EQUÍVOCOS 1 MESA REDONDA: EVENTOS PRIVADOS E ANÁLISE DO COMPORTAMENTO: ACERTOS E EQUÍVOCOS 1 O COMPORTAMENTO ENCOBERTO NA PRÁTICA CLÍNICA: UM FIM OU UM MEIO? Roberto Alves Banaco 2 Antes de iniciar a discussão proposta

Leia mais

Marta Kohl de Oliveira Algumas Contribuições da Psicologia Cognitiva

Marta Kohl de Oliveira Algumas Contribuições da Psicologia Cognitiva Marta Kohl de Oliveira Algumas Contribuições da Psicologia Cognitiva A criança que chega à escola é um indivíduo que sabe coisas e que opera intelectualmente de acordo com os mecanismos de funcionamento

Leia mais

INTJ. Sua descrição de personalidade

INTJ. Sua descrição de personalidade INTJ Sua descrição de personalidade Há outros tipos de personalidade que são até bons em planejar operações, porém, você está a cabeça e os ombros acima destes em matéria de planejamento de contingências.

Leia mais

Instituto Mundo Melhor 2013. A Educação para a Paz como caminho da infância

Instituto Mundo Melhor 2013. A Educação para a Paz como caminho da infância Instituto Mundo Melhor 2013 por um MUNDO MELHOR A Educação para a Paz como caminho da infância PROJETO O PROGRAMA INFÂNCIA MUNDO MELHOR O Projeto Infância Mundo Melhor investe na capacitação e na formação

Leia mais

Vós sois deuses, pois brilhe a vossa a luz! Jesus

Vós sois deuses, pois brilhe a vossa a luz! Jesus CURSO DE DESENVOLVIMENTO HUMANO E ESPIRITUAL DESCUBRA A ASSINATURA DE SUAS FORÇAS ESPIRITUAIS Test Viacharacter AVE CRISTO BIRIGUI-SP Jul 2015 Vós sois deuses, pois brilhe a vossa a luz! Jesus I SABER

Leia mais

Idealismo - corrente sociológica de Max Weber, se distingui do Positivismo em razão de alguns aspectos:

Idealismo - corrente sociológica de Max Weber, se distingui do Positivismo em razão de alguns aspectos: A CONTRIBUIÇÃO DE MAX WEBER (1864 1920) Max Weber foi o grande sistematizador da sociologia na Alemanha por volta do século XIX, um pouco mais tarde do que a França, que foi impulsionada pelo positivismo.

Leia mais

APRENDIZAGEM EMOCIONAL

APRENDIZAGEM EMOCIONAL APRENDIZAGEM EMOCIONAL Escrito por Mauricio Aguiar Saudações a você que vem acompanhando o trabalho do POINT DOS AMORES e com a sua participação e interesse contribui para o crescimento do POINT. Nesta

Leia mais

RECURSOS HUMANOS/RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAS

RECURSOS HUMANOS/RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAS RECURSOS HUMANOS/RECRUTAMENTO E SELEÇÃO DE PESSOAS Marcela Emanuele de Oliveira 1,Rosa Emília de Oliveira 2,co-autor 3, Cidália Gomes 4 1 Univap/FCSA, rosa_univap@yahoo.com.br 2 Univap/FCSA, emanuoliver@bol.com.br

Leia mais

Leonardo Cavalcante Daniel Santos Costa

Leonardo Cavalcante Daniel Santos Costa Leonardo Cavalcante Daniel Santos Costa Novatec capítulo 1 INTRODUÇÃO Provavelmente você, leitor, perderá dinheiro com o mercado financeiro. Isso mesmo. Repito: provavelmente perderá dinheiro com o mercado

Leia mais

ATENDIMENTO EM ARTE COM ENFOQUE COGNITIVO

ATENDIMENTO EM ARTE COM ENFOQUE COGNITIVO ATENDIMENTO EM ARTE COM ENFOQUE COGNITIVO Resumo SANTANA, C. G. Secretaria Municipal de Educação de Curitiba claudia-gutierrez@hotmail.com Eixo Temático: Psicopedagogia Agência Financiadora: Não contou

Leia mais

Nesse E-Book você vai aprender a lidar com aquelas situações chatas da nossa vida como psicólogos iniciantes em que tudo parece dar errado!

Nesse E-Book você vai aprender a lidar com aquelas situações chatas da nossa vida como psicólogos iniciantes em que tudo parece dar errado! Nesse E-Book você vai aprender a lidar com aquelas situações chatas da nossa vida como psicólogos iniciantes em que tudo parece dar errado! Aqueles primeiros momentos em que tudo que fazemos na clínica

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Rio de Mouro Padre Alberto Neto CÓDIGO 170318. Sub-departamento de Educação Especial

Agrupamento de Escolas de Rio de Mouro Padre Alberto Neto CÓDIGO 170318. Sub-departamento de Educação Especial Sub-departamento de Educação Especial A deficiência mental interfere directamente no funcionamento intelectual do ser humano, sendo este abaixo da média. O aluno apresenta comprometidos, além das funções

Leia mais

PROF. DR. PAULO ROBERTO SCHROEDER DE SOUZA

PROF. DR. PAULO ROBERTO SCHROEDER DE SOUZA Inteligência Artificial CONCEITOS PROF. DR. PAULO ROBERTO SCHROEDER DE SOUZA O que é Inteligência Artificial O que é Inteligência Artificial? É a ciência e engenharia de projetar/construir máquinas inteligentes,

Leia mais

COMUNICAÇÃO DE PESQUISA CONTRIBUIÇÕES DA TEORIA DAS INTELIGÊNCIAS MÚLTIPLAS PARA O ENSINO DE ARTES VISUAIS

COMUNICAÇÃO DE PESQUISA CONTRIBUIÇÕES DA TEORIA DAS INTELIGÊNCIAS MÚLTIPLAS PARA O ENSINO DE ARTES VISUAIS COMUNICAÇÃO DE PESQUISA CONTRIBUIÇÕES DA TEORIA DAS INTELIGÊNCIAS MÚLTIPLAS PARA O ENSINO DE ARTES VISUAIS Ana Lídia Paixão e Silva - Mestranda Programa de Pós Graduação em Artes Visuais (PPGAV- UFPB/UFPE)

Leia mais

Avaliações dos profissionais do Macquarie. Manual de exercícios práticos. Raciocínio verbal, numérico, abstrato, Personalidade.

Avaliações dos profissionais do Macquarie. Manual de exercícios práticos. Raciocínio verbal, numérico, abstrato, Personalidade. Avaliações dos profissionais do Macquarie Manual de exercícios práticos Raciocínio verbal, numérico, abstrato, Personalidade. Por que são usadas avaliações psicométricas Os empregadores estão incorporando

Leia mais

EQUIPES DE SUCESSO E MOTIVADAS COM PNL (PROGRAMAÇÃO NEURO LINGUISTICA)

EQUIPES DE SUCESSO E MOTIVADAS COM PNL (PROGRAMAÇÃO NEURO LINGUISTICA) EQUIPES DE SUCESSO E MOTIVADAS COM PNL (PROGRAMAÇÃO NEURO LINGUISTICA) Alan Martins REDE DE COLABORAÇÃO VISÃO OPERACIONAL AREA A AGRADAR Proporcionar aos Clientes e parceiros as melhores experiências.

Leia mais

MATEGOGIA ENSINANDO O CÉREBRO A PENSAR MATEMATICAMENTE

MATEGOGIA ENSINANDO O CÉREBRO A PENSAR MATEMATICAMENTE MATEGOGIA ENSINANDO O CÉREBRO A PENSAR MATEMATICAMENTE 1 Rasângela Rosa Martins 2 Sandra Brenner Oesterreich 3 Jeferson Fernando de Souza Wolff RESUMO Este trabalho busca descrever oficinas de matemática

Leia mais