REVIEW OF BRAZILIAN INSURANCE MARKET

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REVIEW OF BRAZILIAN INSURANCE MARKET"

Transcrição

1 REVIEW OF BRAZILIAN INSURANCE MARKET December, 2010 Revenues and Profitability of Insurance, Reinsurance, Private Pensions and Capitalization Segments. Real and Estimated Data for Information based on market data monthly released on ww.siscorp.com.br site Observation about estimated values: Written Premium: : Include direct insurance premiums, plus coinsurance accepted and retrocession, and minus coinsurance assigned, refunds and returns. In the year 2011 estimate, for each of the branches of insurance it was considered the values which are between: a) The trend of the awards for three years period proceeding the designed year, updated until December 2010; b) The premium growth in the previous year of the estimated year for each of the branches. In situations where the evolution of the awards has significant variations, mainly due to low representativeness of these values, estimates can be out of the above criteria. Estimates by Insurance Companies: In the estimates for 2011 it was kept the market share of the insurance company in 2009 for each of the insurance groupings.

2 REVIEW OF BRAZILIAN INSURANCE MARKET December,, Billing of Insurance, Private Pensions and Capitalization Segments Segments Premiums of General Insurance % 30% % % 15% Premiums of Life Insurance and Personal Accident % 35% % % 19% Premiums of Health Insurance (1) Premiums % 33% % % 17% Private Pension Income % 27% % % 11% Capitalization Income % 36% % % 15% Total % 33% % % 16% (1) premiums of health insurance not included due to lack of information. 2. Claims, benefits and redemption values of Insurance, Private Pensions and Capitalization Segments Segments Claims of General Insurance % 25% % % 17% Claims of Life Insurance and Personal Accident % 20% % % 15% Claims of Health Insurance (1) Claims % 24% % % 16% Private Pension Benefits 217 1% 20% 181 1% 245 1% 13% Capitalization Redemption Values % 36% % % 15% Total % 27% % % 16% (1) claims of health insurance not included due to lack of information.

3 3. Premiums of General Insurance Kinds Of Insurance Groupings Automobile ,0% 30% ,6% ,2% 15% Property ,1% 23% ,9% ,8% 12% Financial Risks ,9% 60% ,4% ,9% 13% Dpvat(*) ,7% 22% ,2% ,7% 15% Transports ,5% 32% 894 5,4% ,3% 11% Housing 628 2,9% 38% 456 2,8% 769 3,1% 22% Rural 582 2,7% 13% 514 3,1% 724 2,9% 24% Responsibilities 426 2,0% 34% 318 1,9% 486 2,0% 14% Hull Marine 325 1,5% 18% 275 1,7% 365 1,5% 12% Credits 242 1,1% 13% 214 1,3% 260 1,1% 7% Special Risks 98 0,5% -17% 118 0,7% 117 0,5% 19% Total of Premiums % 30% % % 15% (*) Compulsory Insurance Of Personal Damage Caused By Road Vehicles 4. Premiums of Life Insurance and Personal Accident Kinds Of Insurance Groupings Variable Annuity % 38% % % 21% Life And Personal Accident % 30% % % 15% Total of Premiums % 35% % % 19% 5. Evolution and Tendency of of Written Premium 5. US$ million Kinds Of Insurance Groupings Jan/Dec10 Jan/Dec09 Last 12 Months Nominal Last 6 Months Last 3 Months Tendency Variable Annuity % 27% 28% Automobile % 20% 20% Life And Personal Accident % 23% 26% Property % 16% 12% Financial Risks % 84% 123% Dpvat(*) % 8% 23% Transports % 27% 28% Housing % 33% 31% Rural % 7% 5% Responsibilities % 14% 32% Hull Marine % 17% 7% Credits % 31% 44% Special Risks % 3% -73% TOTAL % 24% 27% (*) Compulsory Insurance Of Personal Damage Caused By Road Vehicles

4 6. Written Premium for Federal Units Jan/Dec-2010 Jan/Dec-2009 Federation Units Growt US$ h million market share São Paulo ,2% 36% ,1% Rio de Janeiro ,8% 19% ,0% Minas Gerais ,4% 29% ,7% Espírito Santo 512 1,0% 23% 416 1,1% Southeast Region ,5% 32% ,8% Rio Grande do Sul ,2% 35% ,1% Paraná ,1% 29% ,3% Santa Catarina ,3% 26% ,5% South Region ,6% 31% ,9% Bahia ,6% 38% 959 2,5% Pernambuco ,1% 38% 775 2,0% Ceará 839 1,6% 46% 574 1,5% Maranhão 221 0,4% 41% 157 0,4% Rio Grande do Norte 203 0,4% 45% 140 0,4% Paraíba 187 0,4% 49% 126 0,3% Alagoas 185 0,4% 29% 144 0,4% Piauí 119 0,2% 47% 81 0,2% Sergipe 92 0,2% 51% 61 0,2% Northeast Region ,3% 40% ,8% Brasília ,8% 30% ,8% Goiás ,5% 46% 896 2,3% Mato Grosso do Sul 399 0,8% 27% 315 0,8% Mato Grosso 392 0,8% 34% 294 0,8% Midwest Region ,9% 35% ,8% Pará 405 0,8% 30% 310 0,8% Amazonas 275 0,5% 46% 189 0,5% Rondônia 111 0,2% 53% 73 0,2% Tocantins 62 0,1% 29% 48 0,1% Acre 32 0,1% 41% 22 0,1% Amapá 17 0,0% 25% 14 0,0% Roraima 16 0,0% 51% 11 0,0% North Region 917 1,8% 38% 666 1,7% Total ,0% 33% ,0%

5 7. Top Ten in Written Premiums (Health Not Included) BRADESCO % 31% % % 19% ITAÚ UNIBANCO % 19% % % 17% BCO. DO BRASIL (1) % 67% % % 19% SANTANDER % 39% % % 19% PORTO SEGURO % 30% % % 15% CAIXA % 31% % % 19% MAPFRE (1) % 27% % % 15% SUL AMÉRICA % 27% % % 15% HSBC % 26% % % 19% ALLIANZ % 28% 949 2% % 14% Other % 33% % % 15% % 33% % % 17% 7.1. Top Ten in Written Premiums - Variable Annuity BRADESCO % #N/D % % 21% BCO. DO BRASIL (1) % 78% % % 21% ITAÚ UNIBANCO % 3% % % 21% SANTANDER % 22% % % 21% CAIXA % 12% % % 21% HSBC 866 4% 9% 702 5% % 21% SAFRA 286 1% 156% 99 1% 345 1% 21% ICATU 151 1% 5% 126 1% 182 1% 21% METLIFE 101 0% -52% 187 1% 122 0% 21% SUL AMÉRICA 96 0% 62% 53 0% 117 0% 21% Other 150 1% 64% 91 1% 181 1% 21% % 38% % % 21%

6 .2. Top Ten in Written Premiums - Automobile 7.2. PORTO SEGURO % 14% % % 15% BRADESCO % 20% % % 15% SUL AMÉRICA % 25% % % 15% MAPFRE (1) 920 8% 17% 696 8% % 15% LIBERTY 880 8% 23% 630 7% % 15% BCO. DO BRASIL (1) 867 8% 19% 644 7% % 15% ITAÚ UNIBANCO 816 7% 4% 691 8% 939 7% 15% HDI 731 6% 20% 536 6% 841 6% 15% ALLIANZ 583 5% 13% 457 5% 672 5% 15% TOKIO MARINE 335 3% -10% 329 4% 386 3% 15% Other % 23% % % 15% % 30% % % 15%.3. Top Ten in Written Premiums - Life And Personal Accident 7.3. BRADESCO % 18% % % 15% ITAÚ UNIBANCO % 13% % % 15% BCO. DO BRASIL (1) % 16% % % 15% SANTANDER 802 9% 17% 603 9% 919 9% 15% MAPFRE (1) 651 7% -7% 619 9% 746 7% 15% CAIXA 399 4% 33% 266 4% 458 4% 15% HSBC 397 4% 18% 297 4% 456 4% 15% METLIFE 361 4% 12% 285 4% 413 4% 15% TOKIO MARINE 259 3% 8% 212 3% 297 3% 15% SUL AMÉRICA 243 3% 8% 198 3% 278 3% 15% Other % 36% % % 15% % 30% % % 15%

7 .4. Top Ten in Written Premiums - Property 7.4. ITAÚ UNIBANCO % 1% % % 12% ALLIANZ 303 9% 10% 243 9% 340 9% 12% BRADESCO 268 8% 17% 203 8% 301 8% 12% YASUDA MARÍTIMA 243 7% 36% 158 6% 273 7% 12% BCO. DO BRASIL (1) 196 6% 9% 159 6% 296 8% 12% PORTO SEGURO 192 6% 26% 134 5% 215 6% 12% MAPFRE (1) 192 6% -28% 236 9% 215 6% 12% TOKIO MARINE 182 6% -3% 166 6% 205 6% 12% ACE 122 4% 25% 86 3% 137 4% 12% ZURICH 118 4% 5% 99 4% 133 4% 12% Other % 33% % % 12% % 23% % % 12%.5. Top Ten in Written Premiums - Financial Risks 7.5. ITAÚ UNIBANCO % 44% % % 13% MAPFRE (1) % * % 13% VIRGINIA SURETY 155 9% 59% 86 8% 175 9% 13% J. MALUCELLI 142 8% 12% % 161 8% 13% PORTO SEGURO 116 7% 11% 92 9% 131 7% 14% CARDIF 108 6% 12% 85 8% 122 6% 13% ASSURANT 72 4% 23% 52 5% 82 4% 13% FATOR SEGURADORA 48 3% 249% 12 1% 55 3% 13% UBF 41 2% -25% 49 5% 47 2% 13% CIAC 24 1% 6% 20 2% 28 1% 13% Other 101 6% -18% % 114 6% 13% % 60% % % 13%

8 .6. Top Ten in Written Premiums - DPVAT* 7.6. ITAÚ UNIBANCO % -23% % % 15% BRADESCO % -2% % % 15% MAPFRE (1) 128 8% 17% 97 7% 148 8% 15% PORTO SEGURO 111 7% -5% 103 8% 128 7% 15% CAIXA 103 6% 13% 80 6% 118 6% 15% BCO. DO BRASIL (1) 72 4% 12% 57 4% 93 5% 15% SANTANDER 71 4% 176% 23 2% 82 4% 15% ICATU 57 3% 16% 43 3% 65 3% 15% TOKIO MARINE 53 3% 24% 38 3% 61 3% 15% ZURICH 48 3% 14% 38 3% 56 3% 15% Other % 31% % % 15% % 22% % % 15% (*) Compulsory Insurance Of Personal Damage Caused By Road Vehicles.7. Top Ten in Written Premiums - Transports 7.7. MAPFRE (1) % 4% % % 11% ITAÚ UNIBANCO % 6% % % 11% ACE % 31% 78 9% % 11% ALLIANZ 107 9% 21% 78 9% 119 9% 11% TOKIO MARINE 99 8% 36% 64 7% 110 8% 11% ROYAL & SUNALLIANCE 94 8% 20% 69 8% 105 8% 11% BRADESCO 82 7% -10% 81 9% 91 7% 11% SUL AMÉRICA 66 6% 7% 54 6% 73 6% 11% YASUDA MARÍTIMA 61 5% 58% 34 4% 67 5% 11% LIBERTY 58 5% 57% 33 4% 64 5% 11% Other % 30% % % 11% Total % 32% % % 11%

9 7.8. Top Top Ten in Written Premiums - Housing CAIXA % 22% % % 22% ITAÚ UNIBANCO 41 6% 18% 30 7% 50 6% 22% EXCELSIOR 33 5% -3% 30 7% 40 5% 22% BRADESCO 22 3% 30% 15 3% 27 3% 22% TOKIO MARINE 20 3% 1% 17 4% 24 3% 22% SANTANDER 16 3% 45% 10 2% 20 3% 22% BCO. DO BRASIL (1) 12 2% 348% 2 1% 15 2% 22% SUL AMÉRICA 10 2% 35% 6 1% 12 2% 22% HDI 8 1% 29% 5 1% 9 1% 22% ALLIANZ 4 1% 55% 2 0% 5 1% 22% Other 3 0% -22% 3 1% 3 0% 22% % 38% % % 22% 7.9. Top Top Ten in Written Premiums - Rural BCO. DO BRASIL (1) % -10% % % 24% MAPFRE (1) 55 10% -14% 57 11% 69 10% 24% NOBRE 49 8% -10% 48 9% 61 8% 24% ALLIANZ 46 8% 17% 35 7% 57 8% 24% YASUDA MARÍTIMA 28 5% 34% 19 4% 35 5% 24% UBF 28 5% 37% 18 3% 34 5% 24% PORTO SEGURO 27 5% 229% 7 1% 34 5% 24% BRADESCO 21 4% 37% 13 3% 26 4% 24% TOKIO MARINE 7 1% 179% 2 0% 9 1% 24% SANTANDER 5 1% 13% 4 1% 6 1% 24% Other 14 2% -15% 16 3% 17 2% 24% % 13% % % 24%

10 7.10. Top Top Ten in Written Premiums - Responsibilities ITAÚ UNIBANCO 78 18% -12% 79 25% 89 18% 14% ZURICH 56 13% 33% 37 12% 63 13% 14% ALLIANZ 49 11% 15% 37 12% 56 11% 14% ACE 44 10% 7% 36 11% 50 10% 14% CHARTIS 37 9% 103% 16 5% 42 9% 14% MAPFRE (1) 32 8% 293% 7 2% 37 8% 14% TOKIO MARINE 19 5% 6% 16 5% 22 5% 14% CHUBB 19 4% 19% 14 4% 21 4% 14% SUL AMÉRICA 17 4% -26% 21 6% 20 4% 14% HDI 12 3% -1% 10 3% 13 3% 14% Other 64 15% 44% 44 14% 73 15% 14% % 34% % % 14% Top Top Ten in Written Premiums - Hull Marine MAPFRE (1) 92 28% 55% 53 19% % 12% ITAÚ UNIBANCO 73 22% -27% 87 32% 82 22% 12% ALLIANZ 45 14% 4% 38 14% 51 14% 12% BRADESCO 41 13% -7% 39 14% 46 13% 12% SUL AMÉRICA 22 7% -18% 24 9% 25 7% 12% TOKIO MARINE 13 4% 18% 10 4% 15 4% 12% CHUBB 12 4% -3% 11 4% 14 4% 12% CHARTIS 7 2% * 7 2% 12% ROYAL & SUNALLIANCE 6 2% -2% 6 2% 7 2% 12% FAIRFAX 5 2% 5 2% 6 2% 12% Other 8 2% 216% 3 1% 9 2% 12% % 18% % % 12%

11 7.12. Top Top Ten in i Written Premiums - Credits CAIXA 50 21% -34% 67 31% 54 21% 7% MAPFRE (1) 44 18% 3% 37 17% 47 18% 7% COFACE 33 14% 0% 29 14% 35 14% 7% BRADESCO 32 13% 37% 21 10% 34 13% 7% ITAÚ UNIBANCO 15 6% 80% 7 3% 16 6% 7% BCO. DO BRASIL (1) 14 6% 285% 3 2% 22 9% 7% EULER HERMES 12 5% -9% 11 5% 13 5% 7% BRASILEIRA CRÉD. À EXP. 11 5% 19% 8 4% 12 5% 7% CREDITO Y CAUCION 10 4% 121% 4 2% 11 4% 7% MUTUAL 8 3% 25% 6 3% 9 3% 7% Other 14 6% -33% 21 10% 8 3% 7% % 13% % % 7% Top Top Ten in Written Premiums - Special Risks ITAÚ UNIBANCO 38 39% -49% 66 56% 45 39% 19% MAPFRE (1) 18 18% 64% 10 8% 21 18% 19% ALLIANZ 13 13% 27% 9 7% 15 13% 19% BRADESCO 8 8% -26% 9 8% 9 8% 19% CHARTIS 7 7% 6 5% 9 7% 19% TOKIO MARINE 7 7% -1% 6 5% 8 7% 19% LIBERTY 4 4% 112% 2 2% 5 4% 19% ZURICH 3 3% * 3 3% 19% FAIRFAX 1 1% 1 1% 1 1% 19% ACE 0 0% -89% 1 1% Other 0 0% -99% 8 7% % -17% % % 19%

12 8. Main Companies of Private Pension and Capitalization.1. Top Ten Companies in Private Pension Income 8.1. Jan/Dec-2010 Jan/Dec-2009 Private Pensions Companies BRADESCO % 32% % BCO. DO BRASIL % 24% % ITAÚ UNIBANCO % 33% % SANTANDER 341 6% 65% 207 5% CAIXA 227 4% 20% 188 5% HSBC 223 4% 14% 195 5% CONAPP 125 2% 17% 107 3% SUL AMÉRICA 122 2% 20% 102 2% MONGERAL AEGON 122 2% 14% 106 3% ICATU 102 2% 16% 88 2% Other Companies 366 7% 10% 334 8% Total Private Pensions Companies % 27% %.2. Top Ten Companies in Capitalization Income 8.2. Jan/Dec-2010 Jan/Dec-2009 Capitalization Companies BRASILCAP % 37% % BRADESCO % 41% % ITAÚ UNIBANCO % 14% % CAIXA 588 9% 26% 465 9% ICATU 525 8% 29% 406 8% SANTANDER 501 7% 50% 333 7% SULACAP 470 7% 67% 281 6% HSBC 253 4% 30% 194 4% LIDERANÇA 237 4% 66% 143 3% APLUB 164 2% 66% 99 2% Other Companies 19 0% 121% 8 0% Total Capitalization Companies % 36% %

13 9. Combined Rate for the Earned Premium Top 50 in Written Premium º UBF 46% 1º COFACE 41% 2º J. MALUCELLI 59% 2º J. MALUCELLI 56% 3º SAFRA 64% 3º CAIXA 62% 4º CAIXA 67% 4º SAFRA 63% 5º HSBC 70% 5º HSBC 65% 6º PANAMERICANA 76% 6º UBF 68% 7º COFACE 82% 7º BCO. DO BRASIL (1) 81% 8º BCO. DO BRASIL (1) 84% 8º ITAÚ UNIBANCO 84% 9º UNIMED 86% 9º BRADESCO 87% 10º ITAÚ UNIBANCO 87% 10º UNIMED 88% 11º CIAC 89% 11º BERKLEY 88% 12º BRADESCO 90% 12º CIAC 90% 13º EXCELSIOR 93% 13º MONGERAL AEGON 92% 14º BANESTES 95% 14º ALLIANZ 94% 15º SANTANDER 96% 15º FEDERAL 94% 16º AMERICAN LIFE 96% 16º SINAF 95% 17º QBE 97% 17º MAPFRE (1) 96% 18º NOBRE 97% 18º AMERICAN LIFE 96% 19º ACE 97% 19º CARDIF 96% 20º ASSURANT 97% 20º QBE 97% 21º CHUBB 97% 21º ACE 97% 22º SINAF 98% 22º NOBRE 98% 23º MONGERAL SEG. E PREVIDÊNCIA 99% 23º BANESTES 98% 24º ALLIANZ 99% 24º SANTANDER 98% 25º MAPFRE (1) 100% 25º PREVIDÊNCIA DO SUL 98% 26º MUTUAL 100% 26º PORTO SEGURO 98% 27º ALIANÇA DA BAHIA 100% 27º SABEMI SEG. 99% 28º PREVIDÊNCIA DO SUL 100% 28º CONFIANÇA 99% 29º ICATU 101% 29º MUTUAL 100% 30º CONFIANÇA 101% 30º ALFA 100% 31º PORTO SEGURO 101% 31º CHUBB 101% 32º CARDIF 102% 32º ROYAL & SUNALLIANCE 101% 33º FEDERAL 102% 33º MITSUI SUMITOMO 101% 34º ALFA 102% 34º HDI 102% 35º ROYAL & SUNALLIANCE 102% 35º ASSURANT 103% 36º HDI 103% 36º CONAPP 103% 37º SUL AMÉRICA (1) 107% 37º VIRGINIA SURETY 103% 38º LIBERTY 108% 38º LIBERTY 105% 39º ZURICH 110% 39º SUL AMÉRICA 106% 40º VIRGINIA SURETY 111% 40º METLIFE 106% 41º YASUDA MARÍTIMA 112% 41º ZURICH 107% 42º FATOR SEGURADORA 113% 42º YASUDA MARÍTIMA 107% 43º GENERALI 114% 43º ICATU 108% 44º CONAPP 116% 44º TOKIO MARINE 108% 45º TOKIO MARINE 121% 45º ALIANÇA DA BAHIA SEG. 117% 46º MITSUI SUMITOMO 122% 46º GENERALI 119% 47º PRUDENTIAL 157% 47º CHARTIS 121% 48º BERKLEY 158% 48º FATOR SEGURADORA 157% 49º CHARTIS 178% 49º PRUDENTIAL 227% 50º METLIFE 339% 50º FAIRFAX 393% TOTAL 97% TOTAL 92%

14 10. Net Profit of Insurance, Private Pension and Capitalization Segments (Health Not Included) Segments Annualized Annualized Annualized US$ US$ US$ Rate of Rate of Rate of million million million Return (*) Return (*) Return (*) Insurance And Private Pensions % 1% % % 7% Capitalization % -19% % % 19% Total % 44% % % 8% (*) About Shareholders Equity at end of Period 11. Top Ten in Net Profit (Health Not Included) Jan/Dec-2010 Jan/Dec-2009 Annualized Annualized US$ US$ Rate of Rate of million million Return Return BRADESCO % -10% % ITAÚ UNIBANCO 836 9% 21% 690 9% BCO. DO BRASIL (1) % 55% % CAIXA % 34% % SUL AMÉRICA % 70% % MAPFRE (1) % 161% 86 9% PORTO SEGURO % 30% % HSBC % 37% % SANTANDER % -15% % FATOR SEGURADORA % 32495% 0 1% Other 447 8% -14% % Total % 14% % 12. Written Premiums and Net Profit of the (Health Not Included) Characteristics of with distribution by the bank channel with participation of foreign capital with national capital and without distribution by the bank channel Jan/Dec-2010 Jan/Dec-2009 Written Premium Net Profit Written Premium Net Profit Annualized US$ Rate of million Return Annualized US$ Rate of million Return) % 36% % 8% % % % 27% % 23% % % % 29% % 76% % % Total % 33% % 14% % %

15 13. Top Ten in Shareholders Equity December, 2010 December, 2009 ITAÚ UNIBANCO % 25% % BRADESCO % 21% % CAIXA % 20% % SANTANDER % 7% % SUL AMÉRICA % 19% % MAPFRE (1) % 35% 944 4% BCO. DO BRASIL (1) % 67% 723 3% PORTO SEGURO % 19% 895 3% HSBC % 5% % TOKIO MARINE 503 2% 8% 467 2% Other % 12% % Total % 20% % 14. Evolution of Consolidated Profitability of Insurance Companies Period Jan 21% 16% Jan/Feb 20% 17% Jan/Mar 17% 16% Jan/Apr 19% 16% Jan/May 18% 17% Jan/Jun 17% 17% Jan/Jul 17% 17% Jan/Aug 16% 17% Jan/Sep 16% 16% Jan/Oct 15% 16% Jan/Dec 15% 17% Jan/Dec 15% 16% Profitability (Annualized Rate) = Net Profit of Period / Shareholders Equity at end of Period

16 15. Technical Reserves in Relation to GDP Technical Provisions Insurance Technical Provisions Private Pensions Technical Provisions Capitalization Technical Provisions Total Technical Provisions (*) Estimated December, 2010 December, 2009 Estimated 2011 US$ on GDP US$ on GDP US$ on GDP million 2010* million 2009 million ,00% 31% ,93% ,15% 19% ,63% 18% ,87% ,49% 9% ,50% 21% ,54% ,46% 5% ,14% 26% ,34% ,10% 15% 16. Top Ten in Insurance Technical Provisions December, 2010 December, 2009 BRADESCO % 25% % ITAÚ UNIBANCO % 24% % BCO. DO BRASIL (1) % 64% % SANTANDER % 40% % CAIXA % 34% % HSBC % 35% % PORTO SEGURO % 25% % MAPFRE (1) % 26% % SUL AMÉRICA % 20% % ALLIANZ % 14% % Other % 31% % Total % 31% %

17 17. Information on Reinsurance Vision of Reinsurance by Kinds of o Insurance Groupings Kinds Of Insurance Groupings Written Premium Premium Retained by Insurance Companies Jan/Dec-2010 US$ million Estimated 2011 % Retained Premium Ceded by Insurance Companies % Ceded Claims Retained by Insurance Companies on Premium Retained on Premium Earned Premium Ceded by Insurance Companies Special Risks % 83 85% 8 54% 41% 98 84% Hull Marine % % 66 61% 70% % Responsibilities % % 75 34% 36% % Rural % % 95 31% 34% % Property % % % 36% % Credits % 65 27% 47 27% 24% 70 27% Financial Risks % % % 18% % Transports % % % 56% % Housing % 23 4% % 31% 24 3% Life And Personal Accident % 148 2% % 35% 142 1% Automobile % 72 1% % 64% 87 1% Total of the Groupings with Reinsurance % % % 48% % Variable Annuity % 22 0% 12% Dpvat(*) % % 88% Total % % % 50% % (*) Compulsory Insurance Of Personal Damage Caused By Road Vehicles % Ceded Important: The information below, related to local reinsurers, has a lag of one month due to the timing of the arrival and publish of the data by SUSEP Local Reinsurers in Retained Premiums Jan/Nov-2010 Jan/Nov-2009 Local Reinsurers IRB BRASIL % -53% % MUNICH RE % MAPFRE RE % 59% 66 4% J. MALUCELLI RE 92 8% 12% 81 5% XL RESSEGUROS 74 7% 36% 54 4% ACE 25,9 2,4% Total % -27% %

18 Local Reinsurers in Shareholders Equity November, 2010 November, 2009 Local Reinsurers Growt h IRB BRASIL % 5% % MUNICH RE 88 6% XL RESSEGUROS 65 4% 7% 61 4% J. MALUCELLI RE 61 4% 24% 50 4% MAPFRE RE 50 3% 16% 43 3% ACE 49 3% Total % 16% % Local Reinsurers in Net Profit Jan/Nov-2010 Jan/Nov-2009 Local Reinsurers Annualized Annualized US$ US$ Rate of Rate of million million Return (*) Return (*) IRB BRASIL 160,8 14,0% -5% 169,2 15,5% J. MALUCELLI RE 9,4 16,9% 54% 6,1 13,5% MUNICH RE 5,9 7,4% ACE 5,1 11,3% MAPFRE RE 4,4 9,6% 248% 1,3 3,2% XL RESSEGUROS 3,9 6,6% - 0,0 0,0% Total ,2% 7% 176,6 14,3% (*) About Shareholders Equity at end of Period (1) observation on groups In the total of Bco. do Brasil and Mapfre Insurance groups, the stockholding participation of each group in the "Mapfre Nossa Caixa" was considered. São Paulo, February 2011

RESENHA DO RESULTADO DO MERCADO DE SEGUROS. Faturamento e Rentabilidade dos Segmentos de Seguros, Previdência Privada e Capitalização.

RESENHA DO RESULTADO DO MERCADO DE SEGUROS. Faturamento e Rentabilidade dos Segmentos de Seguros, Previdência Privada e Capitalização. RESENHA DO RESULTADO DO MERCADO DE SEGUROS Janeiro a Dezembro de 2008 Faturamento e Rentabilidade dos Segmentos de Seguros, Previdência Privada e Capitalização. Dados Realizados em 2008 e Estimados para

Leia mais

[ESTUDO DO MERCADO SEGURADOR NA ÁREA DE ABRANGÊNCIA DO SINDSEG MG/GO/MT/DF]

[ESTUDO DO MERCADO SEGURADOR NA ÁREA DE ABRANGÊNCIA DO SINDSEG MG/GO/MT/DF] [ESTUDO DO MERCADO SEGURADOR NA ÁREA DE ABRANGÊNCIA DO SINDSEG MG/GO/MT/DF] ESTUDO DE MERCADO REFERENTE AO TOTAL ARRECADADO ENTRE PRÊMIOS E CONTRIBUIÇÕES NO MERCADO Realizado Acumulado - 2009 / 2010 -

Leia mais

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL. 1º Semestre/2010

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL. 1º Semestre/2010 RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL 1º Semestre/2010 Este estudo é patrocinado pelo SINCOR-SP (www.sincorsp.org.br) Setembro/2010 Responsável Técnico: Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br 1 SUMÁRIO:

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE 2010 X 2009

MERCADO BRASILEIRO DE 2010 X 2009 MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS 2010 X 2009 1 MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS RESULTADOS DE 2010 X 2009 A SUSEP divulgou hoje os números do Mercado de Seguros referente ao Exercício de 2010. Essa divulgação

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA I TRIMESTRE - 2012

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA I TRIMESTRE - 2012 MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA I TRIMESTRE - 2012 1 INTRODUÇÃO: A SUSEP divulgou os números do Mercado de Seguros e Previdência referente ao I Trimestre de 2011. Esses números são calcados

Leia mais

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL. Até Outubro/2004

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL. Até Outubro/2004 RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL Até Outubro/2004 Este estudo é patrocinado pelo SINCOR-SP (www.sincorsp.org.br) Janeiro/2005 Responsável Técnico: Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Rating de Seguros

Leia mais

Normas gerais em seguro privado: concorrência e regulação de sinistro (Seminário Nova Lei Geral de Seguros 2012) CADE USP

Normas gerais em seguro privado: concorrência e regulação de sinistro (Seminário Nova Lei Geral de Seguros 2012) CADE USP Normas gerais em seguro privado: concorrência e regulação de sinistro (Seminário Nova Lei Geral de Seguros 2012) A lessandro O c tav iani CADE USP Agenda 1. Análise de voto do CADE BB Mapfre (2012) 2.

Leia mais

VIDA EM GRUPO JAN A AGOSTO 2015 1- MERCADO GLOBAL:

VIDA EM GRUPO JAN A AGOSTO 2015 1- MERCADO GLOBAL: VIDA EM GRUPO JAN A AGOSTO 1- MERCADO GLOBAL: O segmento de Vida em Grupo detém o segundo lugar no ranking de vendas do Mercado, representando 10,92% das vendas totais em contra 10,48% do ano passado.

Leia mais

ANÁLISE DOS PRÊMIOS EMITIDOS GRUPOS / UNIDADE DA FEDERAÇÃO I SEMESTRE 2014

ANÁLISE DOS PRÊMIOS EMITIDOS GRUPOS / UNIDADE DA FEDERAÇÃO I SEMESTRE 2014 ANÁLISE DOS PRÊMIOS EMITIDOS GRUPOS / UNIDADE DA FEDERAÇÃO I SEMESTRE 2014 lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 PRÊMIOS EMITIDOS: De acordo com os números divulgados pela SUSEP (07/08/2014)

Leia mais

Ranking das Seguradoras

Ranking das Seguradoras Ranking das Seguradoras 2010 Mensagem do Presidente Não há progresso sem mudanças O processo de mudança continua a cada instante que passa. Não vivemos uma época de mudanças, mas uma mudança de época.

Leia mais

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL 2008 Este estudo é patrocinado pelo SINCOR-SP (www.sincorsp.org.br) Março/2009 Responsável Técnico: Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br 1 SUMÁRIO: I) Critérios II)

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA 2015 RANKING DE OPERADORAS COM E SEM VGBL E INDICADORES OPERACIONAIS

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA 2015 RANKING DE OPERADORAS COM E SEM VGBL E INDICADORES OPERACIONAIS E PREVIDÊNCIA 2015 RANKING DE OPERADORAS COM E SEM VGBL E INDICADORES OPERACIONAIS 04/02/2016 1 Esse estudo vem apresentar o ranking brasileiro de seguradoras do Execício de 2015 com e sem o produto financeiro

Leia mais

(MLRV) SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1

(MLRV) SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: O Seguro de Acidentes Pessoais garante o pagamento de uma indenização aos beneficiários

Leia mais

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL. Ano de 2006

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL. Ano de 2006 RANKING DAS SEGURADORAS Ano de 2006 Este estudo é patrocinado pelo SINCOR-SP (www.sincorsp.org.br) Março/2006 Responsável Técnico: Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br 1 SUMÁRIO: I) Critérios II)

Leia mais

CASTIGLIONE SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A OUTUBRO DE 2015 SUSEP SES

CASTIGLIONE SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A OUTUBRO DE 2015 SUSEP SES SEGURO JAN A OUTUBRO DE 2015 SUSEP SES 1 1- INTRODUÇÃO: O Seguro de Acidentes Pessoais garante o pagamento de uma indenização aos beneficiários em caso de morte acidental, em caso de invalidez permanente

Leia mais

CASTIGLIONE SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A SETEMBRO DE 2015 SUSEP SES

CASTIGLIONE SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A SETEMBRO DE 2015 SUSEP SES SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A SETEMBRO DE 2015 SUSEP SES 1 1- INTRODUÇÃO: O Seguro de Acidentes Pessoais garante o pagamento de uma indenização aos beneficiários em caso de morte acidental, em caso de

Leia mais

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL. Ano de 2005

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL. Ano de 2005 RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL Ano de 2005 Este estudo é patrocinado pelo SINCOR-SP (www.sincorsp.org.br) Março/2006 Responsável Técnico: Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br 1 SUMÁRIO: I) Critérios

Leia mais

Já considerando o VGBL temos um crescimento nominal de 11,44% ou real de 0,86% (praticamente acompanhou a inflação).

Já considerando o VGBL temos um crescimento nominal de 11,44% ou real de 0,86% (praticamente acompanhou a inflação). INTRODUÇÃO: Nesse estudo apresento o desempenho do Mercado de Seguros em termos de volume de prêmios emitidos e resultados por grupo / seguradora nas versões com e sem o produto financeiro VGBL e a estrutura

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS AUTOMÓVEIS

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS AUTOMÓVEIS MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS AUTOMÓVEIS I BIMESTRE -2013 1 O segmento de Automóveis encerrou o mês de janeiro com um volume de produção de R$ 4,3 bilhões contra R$ 3,4 bilhões de 2012, um crescimento

Leia mais

(MLRV) SEGURO VIDA EM GRUPO JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1

(MLRV) SEGURO VIDA EM GRUPO JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 SEGURO VIDA EM GRUPO JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: No seguro de vida podem ser contratadas garantias de morte ou invalidez, ambas por acidente

Leia mais

CASTIGLIONE SEGURO VIDA EM GRUPO JAN A SET DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1

CASTIGLIONE SEGURO VIDA EM GRUPO JAN A SET DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 SEGURO VIDA EM GRUPO JAN A SET DE 2015 SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: No seguro de vida podem ser contratadas garantias de morte ou invalidez, ambas por acidente

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS ACIDENTES PESSOAIS RESULTADOS E INDICADORES JAN A MAIO 2010 09-07-2010 1 MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS ACIDENTES PESSOAIS Esse conjunto encerrou o período com um volume de

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS RC GERAL

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS RC GERAL MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS RC GERAL I BIMESTRE -2013 1 O segmento de RC Geral encerrou o I Bimestre com um volume de produção de R$ 130 milhões contra R$ 124 milhões de 2012, um crescimento nominal

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS TRANSPORTES INTERNACIONAIS

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS TRANSPORTES INTERNACIONAIS MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS TRANSPORTES INTERNACIONAIS I BIMESTRE -2013 1 O segmento de Transportes Internacionais encerrou o mês de janeiro com um volume de produção de R$ 85 milhões contra R$ 84 milhões

Leia mais

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Emissão entre JAN/2015 a OUT/2015 [Arquivo Resumo_SUSEP_de_201501_a_201510_BRL-DPVAT.pdf] Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro - Emissão entre JAN/2015

Leia mais

October, 2013. Um Olhar Estratégico para o Setor de Seguros de Automóvel no Brasil

October, 2013. Um Olhar Estratégico para o Setor de Seguros de Automóvel no Brasil October, 2013 Um Olhar Estratégico para o Setor de Seguros de Automóvel no Brasil AGENDA Visão da Industria de Seguros (Brasil x Mundo) Drivers que movem a Indústria Análise da Penetração da Indústria

Leia mais

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Emissão entre JAN/2016 a ABR/2016 [Arquivo Resumo_SUSEP_de_201601_a_201604_BRL-DPVAT.pdf] Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro - Emissão entre JAN/2016

Leia mais

RISCOS NOMEADOS E OPERACIONAIS JAN A MAIO DE 2012

RISCOS NOMEADOS E OPERACIONAIS JAN A MAIO DE 2012 RISCOS NOMEADOS E OPERACIONAIS JAN A MAIO DE 2012 1 ANÁLISE RISCOS NOMEADOS E OPERACIONAIS: Essa análise está calcada nos números divulgados pela SUSEP referente ao período de jan a maio de 2012 através

Leia mais

Como poderemos ver é uma modalidade de alta rentabilidade e dominada pelo canal banco.

Como poderemos ver é uma modalidade de alta rentabilidade e dominada pelo canal banco. MERCADO DE SEGUROS BRASILEIRO RESIDENCIAL JANEIRO A JULHO DE 2008 Esse poderá ser o primeiro grande produto do chamado micro seguro. De fato a dificuldade para sua aplicabilidade para as camadas menos

Leia mais

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Emissão entre JAN/2015 a SET/2015 [Arquivo Resumo_SUSEP_de_201501_a_201509_BRL.pdf] Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro - Emissão entre JAN/2015

Leia mais

Como Classificar Pequenas e Médias Empresas no Setor de Seguros Princípio da Proporcionalidade. Sumário. Projeto nº 05 Ano 2012 1. APRESENTAÇÃO...

Como Classificar Pequenas e Médias Empresas no Setor de Seguros Princípio da Proporcionalidade. Sumário. Projeto nº 05 Ano 2012 1. APRESENTAÇÃO... Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 1 2. REVISÃO DOS CRITÉRIOS EXISTENTES... 1 2.1. FONTE EUROPEIA... 2 2.2. FONTE BRASILEIRA... 2 2.3. INSURANCE EUROPE... 3 2.4. ERNST&YOUNG... 3 3. DESCRIÇÃO DA ANÁLISE... 4 3.1.

Leia mais

NÚMERO DE ACIDENTES POR DIA DA SEMANA

NÚMERO DE ACIDENTES POR DIA DA SEMANA RODOVIÁRIAS Quadro 13 - UF: ACRE Ano de 211 82 5 6 8 9 5 3 14 4 11 9 4 4 63 2 4 7 6 6 9 4 8 4 4 3 6 68 4 2 8 3 1 8 4 9 2 6 7 5 63 3 6 3 2 13 9 8 7 5 1 5 1 67 4 2 9 6 8 5 5 7 6 6 4 5 85 3 7 1 1 4 7 9 6

Leia mais

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Emissão entre JAN/2015 a SET/2015 [Arquivo Resumo_SUSEP_de_201501_a_201509_BRL-DPVAT.pdf] Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro - Emissão entre JAN/2015

Leia mais

(MLRV) SEGURO EMPRESARIAL JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1

(MLRV) SEGURO EMPRESARIAL JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 SEGURO JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: O Seguro Empresarial vem sofrendo baixas expressivas em função da situação econômica do País. Baixo

Leia mais

ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS AUTOMÓVEIS JAN A MAIO 2014 NÚMEROS SUSEP SES

ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS AUTOMÓVEIS JAN A MAIO 2014 NÚMEROS SUSEP SES ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS AUTOMÓVEIS JAN A MAIO 2014 NÚMEROS SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: Como sabemos a SUSEP, no intuito de aperfeiçoar as avaliações de

Leia mais

FLUXO ATIVIDADES DOS SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES DOS SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO ATIVIDADES DOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS RESIDENCIAL

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS RESIDENCIAL MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS RESIDENCIAL JAN -2013 1 O segmento de Residencial encerrou o mês de janeiro com um volume de produção de R$ 160 milhões contra R$ 125 milhões de 2012, um crescimento nominal

Leia mais

O Cenário Atual do Mercado Segurador Brasileiro e suas Perspectivas. www.ratingdeseguros.com.br Francisco Galiza Junho/2010

O Cenário Atual do Mercado Segurador Brasileiro e suas Perspectivas. www.ratingdeseguros.com.br Francisco Galiza Junho/2010 O Cenário Atual do Mercado Segurador Brasileiro e suas Perspectivas www.ratingdeseguros.com.br Francisco Galiza Junho/2010 Sumário 1) Passado: História Econômica do Setor 2) Presente: Situação Atual 3)

Leia mais

(MLRV) TRANSPORTES INTERNACIONAIS JAN A JUNHO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1

(MLRV) TRANSPORTES INTERNACIONAIS JAN A JUNHO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 TRANSPORTES INTERNACIONAIS JAN A JUNHO DE 2015 SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: Lamentavelmente a SUSEP alterou a estrutura de resultados não mais detalhando os

Leia mais

FLUXO ATIVIDADES FINANCEIRAS, DE SEGUROS E SERVIÇOS RELACIONADOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES FINANCEIRAS, DE SEGUROS E SERVIÇOS RELACIONADOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO ATIVIDADES FINANCEIRAS, DE SEGUROS E RELACIONADOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS RESIDENCIAL

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS RESIDENCIAL MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS RESIDENCIAL I BIMESTRE -2013 1 O segmento de Residencial encerrou o mês de janeiro com um volume de produção de R$ 307 milhões contra R$ 247 milhões de 2012, um crescimento

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS RESIDENCIAL

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS RESIDENCIAL MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS RESIDENCIAL JAN A MAIO -2013 1 O segmento de Residencial encerrou o período com um volume de produção de R$ 804,8 milhões contra R$ 652,4 milhões de 2012, um crescimento nominal

Leia mais

RANKING NACIONAL DO TRABALHO INFANTIL (5 a 17 ANOS) QUADRO COMPARATIVO DOS DADOS DA PNAD (2008 e 2009)

RANKING NACIONAL DO TRABALHO INFANTIL (5 a 17 ANOS) QUADRO COMPARATIVO DOS DADOS DA PNAD (2008 e 2009) NACIONAL DO TRABALHO INFANTIL (5 a 17 ANOS) QUADRO COMPARATIVO DOS DADOS DA PNAD (2008 e 2009) População Ocupada 5 a 17 anos 2008 Taxa de Ocupação 2008 Posição no Ranking 2008 População Ocupada 5 a 17

Leia mais

FLUXO TRANSPORTE AQUAVIÁRIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

FLUXO TRANSPORTE AQUAVIÁRIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 FLUXO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Estados Norte 0 0,00 0 0 0 0,00 Rondônia

Leia mais

SEGURO PRESTAMISTA JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES

SEGURO PRESTAMISTA JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES SEGURO PRESTAMISTA JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: As características do seguro prestamista fazem com que o período de vigência seja de acordo

Leia mais

AUTOMÓVEIS JAN A ABRIL 2015

AUTOMÓVEIS JAN A ABRIL 2015 AUTOMÓVEIS JAN A ABRIL 2015 Como sabemos a modalidade de Automóveis ainda é o carro-chefe do segmento de seguros. Desde a renúncia fiscal (IPI), aumento de crédito e taxa de juros mais coerentes, que a

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS PRESTAMISTA RESULTADOS E INDICADORES JAN A MAIO 2010 09-07-2010 1 MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS PRESTAMISTA Esse conjunto encerrou o período com um volume de vendas de R$

Leia mais

Ranking das Seguradoras

Ranking das Seguradoras 2013 Ranking das - 2013 1 2 Ranking das - 2013 Mensagem do Presidente Ambiente favorável ao corretor O Sincor-SP tem a satisfação de apresentar mais uma edição do Ranking das, assinado pelo economista

Leia mais

FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS E DE CONSULTORIA EM GESTÃO EMPRESARIAL POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO DO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS E DE CONSULTORIA EM GESTÃO EMPRESARIAL POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO DO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS E DE CONSULTORIA EM GESTÃO EMPRESARIAL POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO DO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS

Leia mais

IMPACTO DOS CUSTOS DOS CONFLITOS NAS SEGURADORAS

IMPACTO DOS CUSTOS DOS CONFLITOS NAS SEGURADORAS IMPACTO DOS CUSTOS DOS CONFLITOS NAS SEGURADORAS 1. Dimensionamento dos conflitos --- sinistros judiciais 2. Distribuição por ramos e por tempo 3. Visão Global --- Impacto no mercado 4. As experiências

Leia mais

FLUXO DE ATIVIDADES DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INFORMAÇÃO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO DE ATIVIDADES DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INFORMAÇÃO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO DE ATIVIDADES DE PRESTAÇÃO DE DE INFORMAÇÃO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO DE, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA -

Leia mais

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL. 1º Semestre/2009

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL. 1º Semestre/2009 RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL 1º Semestre/2009 Este estudo é patrocinado pelo SINCOR-SP (www.sincorsp.org.br) Setembro/2009 Responsável Técnico: Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br 1 SUMÁRIO:

Leia mais

:: SEI / CADE - 0056816 - Parecer ::

:: SEI / CADE - 0056816 - Parecer :: Página 1 de 9 Ministério da Justiça - MJ Conselho Administrativo de Defesa Econômica - CADE SEPN 515 Conjunto D, Lote 4 Ed. Carlos Taurisano, 2º andar - Bairro Asa Norte, Brasília/DF, CEP 70770-504 Telefone:

Leia mais

Ranking das Seguradoras

Ranking das Seguradoras Ranking das Seguradoras 0 Mensagem do Presidente O mercado e a bússola Mais uma vez, temos a satisfação de publicar o ranking das companhias seguradoras, uma vez que um dos grandes desafios do setor é

Leia mais

Tabela 1 - Conta de produção por operações e saldos, segundo as Grandes Regiões e as Unidades da Federação - 2004-2008

Tabela 1 - Conta de produção por operações e saldos, segundo as Grandes Regiões e as Unidades da Federação - 2004-2008 (continua) Produção 5 308 622 4 624 012 4 122 416 3 786 683 3 432 735 1 766 477 1 944 430 2 087 995 2 336 154 2 728 512 Consumo intermediário produtos 451 754 373 487 335 063 304 986 275 240 1 941 498

Leia mais

Grandes Regiões e Unidades da Federação: Esperança de vida ao nascer segundo projeção populacional: 1980, 1991-2030 - Ambos os sexos

Grandes Regiões e Unidades da Federação: Esperança de vida ao nascer segundo projeção populacional: 1980, 1991-2030 - Ambos os sexos e Unidades da Federação: Esperança de vida ao nascer segundo projeção populacional: 1980, 1991-2030 - Ambos os sexos Unidades da Federação 1980 1991 1992 1993 1994 1995 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002

Leia mais

MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO SEGURO PRESTAMISTA 12 MESES ENCERRADOS EM ABRIL DE 2009 e 2008.

MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO SEGURO PRESTAMISTA 12 MESES ENCERRADOS EM ABRIL DE 2009 e 2008. MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO SEGURO PRESTAMISTA 12 MESES ENCERRADOS EM ABRIL DE 2009 e 2008. O Seguro de Vida Prestamista é um seguro que garante o recebimento da dívida de seus clientes. Destinado às

Leia mais

Ranking das Seguradoras

Ranking das Seguradoras 2014 Ranking das - 2014 1 2 Ranking das - 2014 Mensagem do Presidente Crescendo em situação econômica desafiadora Costumo dizer que atuamos em um setor que segue crescendo, até mesmo, em momentos desfavoráveis

Leia mais

Ranking das Seguradoras

Ranking das Seguradoras Ranking das Seguradoras º- semestre 202 Mensagem do Presidente O que mudou em 202. O agrupado de informações sobre um determinado grupo é fundamental para que possamos avaliar o comportamento de cada um

Leia mais

SEGUROS DE RESPONSABILIDADES DADOS SUSEP JAN A AGOSTO - 2012

SEGUROS DE RESPONSABILIDADES DADOS SUSEP JAN A AGOSTO - 2012 SEGUROS DE RESPONSABILIDADES DADOS SUSEP JAN A AGOSTO - 2012 1 INTRODUÇÃO: Esses números foram extraídos do sistema de informações da SUSEP SES o qual é formado através dos FIPES que as seguradoras enviam

Leia mais

AUTOMÓVEIS JAN A JUNHO 2015

AUTOMÓVEIS JAN A JUNHO 2015 AUTOMÓVEIS JAN A JUNHO 2015 Como sabemos a modalidade de Automóveis ainda é o carro-chefe do segmento de seguros. Desde a renúncia fiscal (IPI), aumento de crédito e taxa de juros mais coerentes, que a

Leia mais

MARGEM DE TRANSPORTES 2010 JAN A SET/2012. lcastiglione@uol.com.br - 11-992836616

MARGEM DE TRANSPORTES 2010 JAN A SET/2012. lcastiglione@uol.com.br - 11-992836616 MARGEM DE TRANSPORTES 2010 JAN A SET/2012 1 CONCEITOS E FONTES: Esse estudo tomou por base as informações divulgadas pela SUSEP através do sistema SES de 2010, 2011 e de jan a set/2012. Esses números foram

Leia mais

FLUXO FABRICAÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES, REBOQUES E CARROCERIAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO FABRICAÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES, REBOQUES E CARROCERIAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO FABRICAÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES, REBOQUES E CARROCERIAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO

Leia mais

CENÁRIO: NOVA REPRESENTAÇÃO CONFEDERAÇÃO DE SEGUROS E RESPECTIVAS FEDERAÇÕES

CENÁRIO: NOVA REPRESENTAÇÃO CONFEDERAÇÃO DE SEGUROS E RESPECTIVAS FEDERAÇÕES CENÁRIO: NOVA REPRESENTAÇÃO CONFEDERAÇÃO DE SEGUROS E RESPECTIVAS FEDERAÇÕES = 2 DADOS Federação Nacional de Seguros Gerais - Fenseg Fundada em 07 de fevereiro de 2007 Endereço: Rua Senador Dantas, 74

Leia mais

Uma proposta para o ranking das seguradoras brasileiras Francisco Galiza Mestre em Economia (FGV) Professor do MBA-Gestão Atuarial e Financeira (USP)

Uma proposta para o ranking das seguradoras brasileiras Francisco Galiza Mestre em Economia (FGV) Professor do MBA-Gestão Atuarial e Financeira (USP) Uma proposta para o ranking das seguradoras brasileiras Francisco Galiza Mestre em Economia (FGV) Professor do MBA-Gestão Atuarial e Financeira (USP) I) Introdução O objetivo deste trabalho é apresentar

Leia mais

PAINEL OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS DO MERCADO DE SEGUROS MINEIRO. Seguros de Pessoas

PAINEL OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS DO MERCADO DE SEGUROS MINEIRO. Seguros de Pessoas PAINEL OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS DO MERCADO DE SEGUROS MINEIRO Seguros de Pessoas SEGUROS DE PESSOAS Brasil por UF SP e RJ detém 60% do mercado; MG se mantém em 3º no Brasil, com 7,6% de participação;

Leia mais

Mercado de Seguros de Pessoas Dados Estatísticos Setembro 2014

Mercado de Seguros de Pessoas Dados Estatísticos Setembro 2014 Mercado de Seguros de Pessoas Dados Estatísticos Setembro 2014 Rua Senador Dantas, nº 74 11º andar Cep 20.031-205 Rio de Janeiro RJ Brasil Tel: +55 21 2510-7914 Fax: +55 21 2510-7930 e-mail: fenaprevi@fenaprevi.org.br

Leia mais

(MLRV) TRANSPORTES NACIONAIS JAN A JUNHO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1

(MLRV) TRANSPORTES NACIONAIS JAN A JUNHO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 TRANSPORTES NACIONAIS JAN A JUNHO DE 2015 SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: Lamentavelmente a SUSEP alterou a estrutura de resultados não mais detalhando os prêmios

Leia mais

ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS RISCOS DE ENGENHARIA JAN A MAIO 2014 NÚMEROS SUSEP SES

ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS RISCOS DE ENGENHARIA JAN A MAIO 2014 NÚMEROS SUSEP SES ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS RISCOS DE ENGENHARIA JAN A MAIO 2014 NÚMEROS SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: Como sabemos a SUSEP, no intuito de aperfeiçoar as avaliações

Leia mais

FLUXO ATIVIDADES ADMINISTRATIVAS E SERVIÇOS COMPLEMENTARES POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES ADMINISTRATIVAS E SERVIÇOS COMPLEMENTARES POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO ATIVIDADES ADMINISTRATIVAS E COMPLEMENTARES POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

Leia mais

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Emissão entre JAN/2015 a JAN/2016 [Arquivo Resumo_SUSEP_de_201501_a_201601_BRL-DPVAT.pdf] Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro - Emissão entre JAN/2015

Leia mais

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Emissão entre JAN/2016 a MAR/2016 [Arquivo Resumo_SUSEP_de_201601_a_201603_BRL.pdf] Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro - Emissão entre JAN/2016

Leia mais

MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO GARANTIA - TOTAL R$ 2010 % 2011 % %11/10. Prêmios Líquidos Emitidos R$ 260.843.284 100,0% R$ 313.271.

MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO GARANTIA - TOTAL R$ 2010 % 2011 % %11/10. Prêmios Líquidos Emitidos R$ 260.843.284 100,0% R$ 313.271. MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS GARANTIA JAN A MAIO 2011 Esse foi um dos conjuntos que sofreram alterações em classificação de produtos. Pelo relatório da SUSEP passamos a ter somente dois ramos: Garantia

Leia mais

AUTOMÓVEIS JAN A NOV MERCADO GLOBAL:

AUTOMÓVEIS JAN A NOV MERCADO GLOBAL: AUTOMÓVEIS JAN A NOV 2015 1- MERCADO GLOBAL: Como sabemos a modalidade de Automóveis é o carro-chefe do segmento de seguros. Com o agravamento da situação econômica do País (inflação, desemprego, redução

Leia mais

CREDITO SUPLEMENTAR E G R M I F FUNC PROGRAMATICA PROGRAMA/ACAO/SUBTITULO/PRODUTO S N P O U T VALOR F D D E 0083 PREVIDENCIA SOCIAL BASICA 48553400

CREDITO SUPLEMENTAR E G R M I F FUNC PROGRAMATICA PROGRAMA/ACAO/SUBTITULO/PRODUTO S N P O U T VALOR F D D E 0083 PREVIDENCIA SOCIAL BASICA 48553400 ORGAO : 33000 - MINISTERIO DA PREVIDENCIA SOCIAL UNIDADE : 33201 - INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL ANEXO CREDITO SUPLEMENTAR PROGRAMA DE TRABALHO (SUPLEMENTACAO) RECURSOS DE TODAS AS FONTES - R$ 1,

Leia mais

Figura 1: Distribuição de CAPS no Brasil, 25. RORAIMA AMAPÁ AMAZONAS PARÁ MARANHÃO CEARÁ RIO GRANDE DO NORTE PAIUÍ PERNAMBUCO ACRE ALAGOAS SERGIPE TOCANTINS RONDÔNIA PARAÍBA BAHIA MATO GROSSO DISTRITO

Leia mais

FLUXO DO ARMAZENAMENTO E ATIVIDADES AUXILIARES DOS TRANSPORTES POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO DO ARMAZENAMENTO E ATIVIDADES AUXILIARES DOS TRANSPORTES POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO DO ARMAZENAMENTO E ATIVIDADES AUXILIARES DOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO DO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA

Leia mais

Informações sobre salários e escolaridade dos professores e comparativo com não-professores

Informações sobre salários e escolaridade dos professores e comparativo com não-professores Informações sobre salários e escolaridade dos professores e comparativo com não-professores Total de profissionais, independentemente da escolaridade 2003 2007 2008 Professores da Ed Básica (públicas não

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS TRANSPORTES NACIONAIS

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS TRANSPORTES NACIONAIS MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS TRANSPORTES NACIONAIS JAN A AGOSTO -2013 1 O segmento de Transportes Nacionais encerrou o período com um volume de produção de R$ 1,14 bilhão contra R$ 1,10 bilhão de 2012,

Leia mais

FLUXO TELECOMINICAÇÕES SEM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

FLUXO TELECOMINICAÇÕES SEM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 FLUXO TELECOMINICAÇÕES SEM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO TELECOMINICAÇÕES SEM FIO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA

Leia mais

Tabela 4 - Participação das atividades econômicas no valor adicionado bruto a preços básicos, por Unidades da Federação - 2012

Tabela 4 - Participação das atividades econômicas no valor adicionado bruto a preços básicos, por Unidades da Federação - 2012 Contas Regionais do Brasil 2012 (continua) Brasil Agropecuária 5,3 Indústria 26,0 Indústria extrativa 4,3 Indústria de transformação 13,0 Construção civil 5,7 Produção e distribuição de eletricidade e

Leia mais

AUTOMÓVEIS JAN A DEZ MERCADO GLOBAL:

AUTOMÓVEIS JAN A DEZ MERCADO GLOBAL: AUTOMÓVEIS JAN A DEZ 2015 1- MERCADO GLOBAL: Como sabemos a modalidade de Automóveis é o carro-chefe do segmento de seguros. Com o agravamento da situação econômica do País (inflação, desemprego, redução

Leia mais

Classificação A Classificação do ramo Riscos de Engenharia compreende várias modalidades, enquadradas em duas grandes categorias:

Classificação A Classificação do ramo Riscos de Engenharia compreende várias modalidades, enquadradas em duas grandes categorias: MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS RISCOS DE ENGENHARIA JAN A MAIO / 2011 Os Seguros de Riscos de Engenharia garantem, basicamente, a reposição de bens que tenham sofrido danos materiais, oferecendo cobertura

Leia mais

Ranking das. Seguradoras

Ranking das. Seguradoras Ranking das Seguradoras 2016 Mensagem do Presidente Mesmo no ano difícil de 2016, setor apresenta crescimento em alguns ramos O Ranking das Seguradoras é um tradicional estudo do Sincor-SP, bastante aguardado

Leia mais

FLUXO DE TRANSPORTES TERRESTRE POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

FLUXO DE TRANSPORTES TERRESTRE POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 FLUXO DE TRANSPORTES TERRESTRE POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO DE TRANSPORTES TERRESTRE, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA

Leia mais

ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS RISCOS NOMEADOS E OPERACIONAIS JAN A MAIO 2014 NÚMEROS SUSEP SES

ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS RISCOS NOMEADOS E OPERACIONAIS JAN A MAIO 2014 NÚMEROS SUSEP SES ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS RISCOS NOMEADOS E OPERACIONAIS JAN A MAIO 2014 NÚMEROS SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: Como sabemos a SUSEP, no intuito de aperfeiçoar

Leia mais

Ranking de salário e benefícios dos Tribunais de Justiça Estadual. Julho 2013

Ranking de salário e benefícios dos Tribunais de Justiça Estadual. Julho 2013 Ranking de salário e benefícios dos Tribunais de Justiça Estadual Julho 2013 SS JUSTIÇA MG SS Justiça MG Julho 2013 Tabela 1 Tribunais de Justiça Estadual posicionados conforme Vencimento Básico Vencimentos

Leia mais

ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS TRANSPORTES NACIONAIS JAN A JULHO 2014 NÚMEROS SUSEP SES

ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS TRANSPORTES NACIONAIS JAN A JULHO 2014 NÚMEROS SUSEP SES ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS TRANSPORTES NACIONAIS JAN A JULHO NÚMEROS SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: Como sabemos a SUSEP, no intuito de aperfeiçoar as avaliações

Leia mais

FUNENSEG. Uma Discussão Ampliada sobre o Conceito de Solvência nas Seguradoras Brasileiras

FUNENSEG. Uma Discussão Ampliada sobre o Conceito de Solvência nas Seguradoras Brasileiras 25 ESTUDOS FUNENSEG Uma Discussão Ampliada sobre o Conceito de Solvência nas Seguradoras Brasileiras Francisco Galiza 1 Setembro de 2011 1 Economista e Consultor. galiza@ratingdeseguros.com.br. www.ratingdeseguros.com.br

Leia mais

Ranking de salário e benefícios dos Tribunais de Justiça Estadual. Julho 2014

Ranking de salário e benefícios dos Tribunais de Justiça Estadual. Julho 2014 Ranking de salário e benefícios dos Tribunais de Justiça Estadual Julho 2014 SS JUSTIÇA MG SS Justiça MG Julho 2014 Tabela 1 Tribunais de Justiça Estadual posicionados conforme Vencimento Básico Vencimentos

Leia mais

RELAÇÃO PROCESSOS DISTRIBUÍDOS À 35ª VARA CÍVEL REFERENTE A PAGAMENTO DE SEGURO DPVAT

RELAÇÃO PROCESSOS DISTRIBUÍDOS À 35ª VARA CÍVEL REFERENTE A PAGAMENTO DE SEGURO DPVAT RELAÇÃO PROCESSOS DISTRIBUÍDOS À 35ª VARA CÍVEL REFERENTE A PAGAMENTO DE SEGURO DPVAT SEGURADORAS PROCESSOS CAIXA SEGURADORA S/A 10.226.370-4 CAIXA SEGURADORA S/A 10.252.254-7 CAIXA SEGURADORA S/A 10.252.253-9

Leia mais

SEGURO RISCOS DE ENGENHARIA

SEGURO RISCOS DE ENGENHARIA SEGURO RISCOS DE ENGENHARIA DADOS SUSEP JAN A AGOSTO - 2012 1 INTRODUÇÃO: Esses números foram extraídos do sistema de informações da SUSEP SES o qual é formado através dos FIPES que as seguradoras enviam

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS TRANSPORTES INTERNACIONAIS

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS TRANSPORTES INTERNACIONAIS MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS TRANSPORTES INTERNACIONAIS JAN A AGOSTO -2013 1 O segmento de Transportes Internacionais encerrou o período com um volume de produção de R$ 322,5 milhões contra R$ 358,5 milhões

Leia mais

Mercado Segurador em 2015 - Uma Visão Executiva

Mercado Segurador em 2015 - Uma Visão Executiva Mercado Segurador em 2015 - Uma Visão Executiva Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Maio/2009 Sumário 1) Situação Atual 2) Mercado Segurador em 2015?? (1ª Pesquisa Dezembro/2008) 3) Mercado Segurador

Leia mais

De forma geral serve como um elemento de apoio econômico, proporcionando segurança financeira ao investimento.

De forma geral serve como um elemento de apoio econômico, proporcionando segurança financeira ao investimento. MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS RISCOS DE ENGENHARIA 12 MESES ENCERRADOS EM ABRIL DE 2009 O seguro de Riscos de Engenharia garante ao construtor a cobertura para os prejuízos que venha a sofrer em decorrência

Leia mais

Ranking das. Seguradoras

Ranking das. Seguradoras Ranking das Seguradoras 2015 Mensagem do Presidente Setor sente reflexos da economia e deve retomar crescimento O Ranking das Seguradoras é um tradicional estudo do Sincor-SP bastante aguardado pelo mercado.

Leia mais

4ª Conferência de Proteção do Consumidor de Seguros. As Ouvidorias do Mercado Segurador - Transparência na Relação com os Consumidores

4ª Conferência de Proteção do Consumidor de Seguros. As Ouvidorias do Mercado Segurador - Transparência na Relação com os Consumidores 4ª Conferência de Proteção do Consumidor de Seguros As Ouvidorias do Mercado Segurador - Transparência na Relação com os Consumidores Silas Rivelle Presidente da Comissão de Ouvidoria (CNseg) 07 de maio

Leia mais

ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS AUTOMÓVEIS JAN A OUT 2014 NÚMEROS SUSEP SES

ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS AUTOMÓVEIS JAN A OUT 2014 NÚMEROS SUSEP SES ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS AUTOMÓVEIS JAN A OUT 2014 NÚMEROS SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: Como sabemos a SUSEP, no intuito de aperfeiçoar as avaliações de

Leia mais

ANÁLISE PRODUTOS 2014 SEGURO GARANTIA I TRIMESTRE DE 2014

ANÁLISE PRODUTOS 2014 SEGURO GARANTIA I TRIMESTRE DE 2014 ANÁLISE PRODUTOS 2014 SEGURO GARANTIA I TRIMESTRE DE 2014 lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: Lamentavelmente esse estudo será restrito ao volume de prêmios não tendo, por

Leia mais

Boletim Informativo* Agosto de 2015

Boletim Informativo* Agosto de 2015 Boletim Informativo* Agosto de 2015 *Documento atualizado em 15/09/2015 (Erratas páginas 2, 3, 4 e 9) EXTRATO GERAL BRASIL 1 EXTRATO BRASIL 396.399.248 ha 233.712.312 ha 58,96% Número de Imóveis Cadastrados²:

Leia mais