SEGURO PRESTAMISTA JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SEGURO PRESTAMISTA JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES"

Transcrição

1 SEGURO PRESTAMISTA JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES Página 1

2 1- INTRODUÇÃO: As características do seguro prestamista fazem com que o período de vigência seja de acordo com a cobertura individual. O início é às 24 horas da data da assinatura da proposta de adesão, desde que tenha sido aceita e mediante pagamento único ou em parcelas consecutivas e ininterruptas dos prêmios do seguro. A sua validade tem prazo determinado na proposta de adesão. Este seguro é uma modalidade do seguro de vida em grupo, direcionado para operações de crédito. Por isso, a proposta individual dos consumidores, acompanhada de declaração pessoal ou prova de saúde, é submetida à análise da seguradora. Sendo aprovada, eles são incluídos na apólice do contrato coletivo, por adesão individual. Vale lembrar que a contratação do seguro prestamista é feita pelo agente financiador ou credor e uma seguradora, com intermediação do corretor de seguros. A proposta de adesão ao seguro prestamista pode ser recusada? Sim. Com base nas declarações prestadas na proposta de adesão ao seguro, a seguradora fará a análise para aceitação ou recusa dessa inclusão no seguro coletivo. Cada segurado aceito recebe um certificado individual. Geralmente, as propostas de adesão aceitas são as que respondem positivamente às seguintes condições: boa saúde; atividade normal no trabalho ou, no caso de aposentados, apenas aqueles que se aposentaram por tempo de serviço; e idade mínima de 18 anos e máxima, que pode variar de 60 a 80 anos, de acordo com os critérios da seguradora; A aceitação da proposta de adesão individual exige que o segurado declare à seguradora se é ou não portador de lesão ou doença preexistente. Ele se compromete, ainda, a prestar toda e qualquer informação nesse sentido, caso o seu quadro de saúde se altere. A quebra de compromisso implica a perda do direito às coberturas do seguro. Quando termina a cobertura de cada segurado numa apólice coletiva? A duração do seguro de cada segurado vai até a data em que termina a sua dívida ou financiamento. A cobertura individual de cada segurado se encerra nas seguintes situações: com o fim do contrato de crédito, mediante pagamento integral da dívida, desaparecendo o vínculo entre segurado e loja varejista, financeira ou banco; quando o segurado não pagar o prêmio do seguro; e quando terminar o período de vigência da cobertura individual e não houver renovação do contrato de seguro. No caso de o segurado quitar a operação de crédito/financiamento anterior e contrair nova dívida ou compromisso, ele deverá contratar novas coberturas, iniciando uma nova proposta de adesão ao seguro prestamista Página 2

3 O seguro prestamista pode ser renovado? Geralmente o contrato do seguro prestamista tem prazo idêntico ao do financiamento. Em outras palavras, o seguro vigora enquanto existirem prestações a pagar. No fim do contrato do empréstimo ou financiamento, o seguro deixa de existir. Supondo que a instituição financeira (estipulante, na linguagem do seguro) decida mudar de seguradora quando sua apólice está próxima de terminar e faltando poucos meses para acabar de pagar o empréstimo ou financiamento, não haverá qualquer alteração para você. Isso porque o contrato do seguro prestamista é transferido automaticamente para a nova seguradora. É possível cancelar o seguro prestamista? O segurado não pode solicitar o cancelamento, já que o seguro faz parte de seu contrato de empréstimo ou financiamento. Por outro lado, a instituição financeira (estipulante, na linguagem do seguro) poderá fazê-lo, em comum acordo com a seguradora e desde que obtenha a concordância de 75% do grupo segurado. Há a alternativa, ainda, de transferir o risco para outra seguradora. A falta de pagamento de duas parcelas do prêmio, no decorrer da vigência do seguro, é também motivo para cancelamento da apólice. 2- MERCADO PRESTAMISTA: O segmento de Prestamista encerrou o período com uma margem equivalente a 50,2% dos prêmios ganhos contra 46,9% dos mesmos no ano passado. Essa melhoria decorreu das reduções na sinistralidade retida e nas despesas com comercialização. O volume de vendas somou 3,4 bilhões contra 2,9 bilhões de 2014, um crescimento de 10,5% (um dos poucos segmentos que apresentou crescimento superior à inflação média do período IPCA = 8,47%). Sem sombra de dúvidas uma grande surpresa tomando que a inadimplência aumentou, o crédito encareceu e o desemprego vem se elevando. Um grande contraditório num País paralisado pelos erros cometidos pelo Governo. Seus números são detalhados a seguir: Página 3

4 PRÊMIOS EMITIDOS ,00% ,00% 10,53% PRÊMIOS GANHOS ,00% ,00% 11,61% SINISTROS OCORRIDOS ,44% ,25% 3,54% RESULTADO RESSEGURO ,05% ,08% * MAGEM TÉCNICA ,51% ,82% 13,37% DESPESAS COMERCIAIS ,60% ,64% 5,63% MARGEM ,91% ,19% 19,41% GRUPO BB MAPFRE ,80% ,84% 18,36% ZURICH MINAS BRASIL SEGUROS S.A ,84% ,58% 8,74% BRADESCO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A ,02% ,96% 19,93% ITAU SEGUROS S.A ,91% ,97% 1,06% CARDIF DO BRASIL VIDA E PREVIDÊNCIA S/A ,75% ,53% -10,36% CAIXA SEGURADORA S.A ,18% ,54% 34,85% ICATU SEGUROS S.A ,68% ,82% 13,72% PAN SEGUROS S.A ,67% ,70% 12,68% METROPOLITAN LIFE SEGUROS E PREVIDÊNCIA ,11% ,14% 13,53% TOKIO MARINE SEGURADORA S.A ,13% ,13% 11,34% HSBC SEGUROS (BRASIL) S.A ,08% ,98% 0,03% MONGERAL AEGON SEGUROS E PREVIDÊNCIA S. A ,36% ,69% 114,84% COMPANHIA DE SEGUROS PREVIDÊNCIA DO SUL ,06% ,59% 984,40% SAFRA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A ,36% ,55% 70,67% AMERICAN LIFE COMPANHIA DE SEGUROS ,22% ,36% 82,35% PORTO SEGURO CIA DE SEGUROS GERAIS ,54% ,33% -31,91% ROYAL & SUNALLIANCE SEGUROS (BRASIL) S.A ,03% ,28% 845,06% QBE BRASIL SEGUROS S.A ,05% ,24% 463,88% YASUDA MARÍTIMA SEGUROS S.A ,18% ,23% 38,90% LIBERTY SEGUROS S.A ,37% ,23% -31,69% Página 4

5 SUL AMÉRICA SEGUROS DE PESSOAS E PREVIDÊNCIA S.A ,44% ,22% -44,69% ACE SEGURADORA S.A ,12% ,17% 51,50% UNIMED SEGURADORA S.A ,26% ,15% -37,43% COMPANHIA MUTUAL DE SEGUROS ,40% ,14% -60,31% USEBENS SEGUROS S.A ,09% ,14% 67,99% ASSURANT SEGURADORA S.A ,82% ,12% -92,58% SANCOR SEGUROS DO BRASIL S.A ,06% ,10% 75,49% SABEMI SEGURADORA S.A ,06% ,09% 57,72% ALFA PREVIDÊNCIA E VIDA S.A ,09% ,08% -7,49% CENTAURO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A ,05% ,04% -3,90% NOBRE SEGURADORA DO BRASIL S.A. 0 0,00% ,04% 0,00% BANESTES SEGUROS S.A ,03% ,03% 34,34% DEMAIS ,01% ,01% -214,00% CHUBB DO BRASIL COMPANHIA DE SEGUROS ,24% ,01% -104,93% Totais ,00% ,00% 10,53% SP ,54% ,51% -16,89% DF ,05% ,09% 65,99% RS ,97% ,58% 20,29% RJ ,23% ,58% 34,42% MG ,56% ,57% 10,75% BA ,80% ,52% 178,02% PR ,86% ,04% 15,66% SC ,13% ,35% 21,96% GO ,70% ,83% 19,37% PE ,61% ,79% 23,05% CE ,23% ,74% 56,29% PA ,93% ,30% 53,49% MT ,00% ,25% 38,50% MS ,80% ,06% 46,64% Página 5

6 MA ,90% ,02% 24,52% RN ,75% ,90% 32,47% ES ,72% ,87% 33,49% PB ,61% ,81% 46,72% SE ,27% ,79% 220,53% AM ,47% ,73% 71,28% PI ,49% ,61% 39,32% AL ,38% ,49% 40,77% RO ,32% ,44% 48,47% TO ,21% ,33% 75,42% AP ,18% ,31% 84,04% AC ,15% ,27% 91,75% RR ,13% ,23% 103,82% Totais ,00% ,00% 10,53% PRESTAMISTA % MARGEM ACE SEGURADORA S.A. 28,24% 22,51% ALFA PREVIDÊNCIA E VIDA S.A. 61,06% 53,31% AMERICAN LIFE COMPANHIA DE SEGUROS 15,41% 43,82% ASSURANT SEGURADORA S.A. 27,63% 47,99% BANESTES SEGUROS S.A. 65,66% 84,61% BRADESCO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 65,24% 77,25% CAIXA SEGURADORA S.A. 58,23% 72,49% CARDIF DO BRASIL VIDA E PREVIDÊNCIA S/A 36,81% 29,04% CENTAURO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 41,82% 38,54% CHUBB DO BRASIL COMPANHIA DE SEGUROS 49,35% 60,66% COMPANHIA DE SEGUROS PREVIDÊNCIA DO SUL 6,34% 67,25% COMPANHIA MUTUAL DE SEGUROS 23,76% 1,87% HSBC SEGUROS (BRASIL) S.A. 72,80% 38,44% ICATU SEGUROS S.A. 45,07% 40,29% ITAU SEGUROS S.A. 64,22% 63,51% Página 6

7 PRESTAMISTA % MARGEM LIBERTY SEGUROS S.A. 33,81% 32,53% GRUPO BB MAPFRE 46,23% 50,95% METROPOLITAN LIFE SEGUROS E PREVIDÊNCIA 19,02% 28,06% MONGERAL AEGON SEGUROS E PREVIDÊNCIA S. A. 47,17% 41,64% NOBRE SEGURADORA DO BRASIL S.A. 0,00% 8,22% PAN SEGUROS S.A. 74,55% 60,86% PORTO SEGURO CIA DE SEGUROS GERAIS 61,41% 68,61% QBE BRASIL SEGUROS S.A. 34,65% 18,60% ROYAL & SUNALLIANCE SEGUROS (BRASIL) S.A. 11,07% 13,19% SABEMI SEGURADORA S.A. 100,03% 65,88% SAFRA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 75,08% 71,99% SANCOR SEGUROS DO BRASIL S.A. 40,72% 44,38% SUL AMÉRICA SEGUROS DE PESSOAS E PREVIDÊNCIA S.A. 33,45% 22,43% TOKIO MARINE SEGURADORA S.A. 80,77% 78,72% UNIMED SEGURADORA S.A. 2,54% -35,52% USEBENS SEGUROS S.A. 11,37% 13,60% YASUDA MARÍTIMA SEGUROS S.A. 25,12% 23,78% ZURICH MINAS BRASIL SEGUROS S.A. 29,56% 32,49% DEMAIS 5,10% -28,16% Totais 46,91% 50,19% PRESTAMISTA % SINISTRALIDADE % COMERCIAL ACE SEGURADORA S.A. 28,05% 36,53% 40,54% 42,01% ALFA PREVIDÊNCIA E VIDA S.A. -2,32% 1,18% 40,68% 45,02% AMERICAN LIFE COMPANHIA DE SEGUROS 24,42% 18,07% 64,37% 37,58% ASSURANT SEGURADORA S.A. 2,65% -1,19% 69,72% 53,20% BANESTES SEGUROS S.A. 24,28% 12,87% 10,05% 2,53% BRADESCO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 14,01% 10,56% 20,73% 12,23% CAIXA SEGURADORA S.A. 25,77% 23,54% 15,55% 6,87% CARDIF DO BRASIL VIDA E PREVIDÊNCIA S/A 14,91% 17,60% 48,26% 53,32% CENTAURO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. 24,49% 33,03% 25,42% 16,79% Página 7

8 PRESTAMISTA % SINISTRALIDADE % COMERCIAL CHUBB DO BRASIL COMPANHIA DE SEGUROS 5,83% 7,93% 44,63% 38,68% COMPANHIA DE SEGUROS PREVIDÊNCIA DO SUL 45,33% 10,32% 47,97% 22,21% COMPANHIA MUTUAL DE SEGUROS 5,23% 41,06% 70,64% 56,76% HSBC SEGUROS (BRASIL) S.A. 22,61% 31,44% 5,73% 30,27% ICATU SEGUROS S.A. 35,76% 21,38% 19,26% 38,87% ITAU SEGUROS S.A. 14,38% 14,44% 21,40% 21,74% LIBERTY SEGUROS S.A. 30,71% 20,21% 41,93% 48,05% GRUPO BB MAPFRE 22,21% 18,84% 31,48% 30,19% METROPOLITAN LIFE SEGUROS E PREVIDÊNCIA 8,74% -0,32% 71,00% 70,34% MONGERAL AEGON SEGUROS E PREVIDÊNCIA S. A. 38,58% 33,86% 14,91% 29,05% NOBRE SEGURADORA DO BRASIL S.A. 0,00% 46,32% 0,00% 45,45% PAN SEGUROS S.A. 9,24% 10,33% 15,12% 29,05% PORTO SEGURO CIA DE SEGUROS GERAIS 14,36% 18,52% 24,10% 11,14% QBE BRASIL SEGUROS S.A. 7,77% 4,61% 57,58% 67,36% ROYAL & SUNALLIANCE SEGUROS (BRASIL) S.A. 47,50% 11,02% 38,88% 75,72% SABEMI SEGURADORA S.A. -3,05% 32,10% 3,03% 2,02% SAFRA VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. -0,08% 2,69% 25,00% 25,00% SANCOR SEGUROS DO BRASIL S.A. 17,71% 13,25% 39,36% 37,40% SUL AMÉRICA SEGUROS DE PESSOAS E PREVIDÊNCIA S.A. 13,13% 21,69% 53,57% 55,37% TOKIO MARINE SEGURADORA S.A. 6,09% 8,49% 12,60% 12,59% UNIMED SEGURADORA S.A. 85,22% 125,56% 11,99% 12,29% USEBENS SEGUROS S.A. 42,14% 29,66% 46,49% 56,75% YASUDA MARÍTIMA SEGUROS S.A. 24,48% 22,15% 43,83% 52,34% ZURICH MINAS BRASIL SEGUROS S.A. 8,55% 7,77% 61,89% 59,71% DEMAIS -33,77% -36,01% 134,04% 133,70% Totais 16,44% 15,25% 36,60% 34,64% Página 8

(MLRV) SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1

(MLRV) SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: O Seguro de Acidentes Pessoais garante o pagamento de uma indenização aos beneficiários

Leia mais

VIDA EM GRUPO JAN A AGOSTO 2015 1- MERCADO GLOBAL:

VIDA EM GRUPO JAN A AGOSTO 2015 1- MERCADO GLOBAL: VIDA EM GRUPO JAN A AGOSTO 1- MERCADO GLOBAL: O segmento de Vida em Grupo detém o segundo lugar no ranking de vendas do Mercado, representando 10,92% das vendas totais em contra 10,48% do ano passado.

Leia mais

CASTIGLIONE SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A SETEMBRO DE 2015 SUSEP SES

CASTIGLIONE SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A SETEMBRO DE 2015 SUSEP SES SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A SETEMBRO DE 2015 SUSEP SES 1 1- INTRODUÇÃO: O Seguro de Acidentes Pessoais garante o pagamento de uma indenização aos beneficiários em caso de morte acidental, em caso de

Leia mais

CASTIGLIONE SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A OUTUBRO DE 2015 SUSEP SES

CASTIGLIONE SEGURO ACIDENTES PESSOAIS JAN A OUTUBRO DE 2015 SUSEP SES SEGURO JAN A OUTUBRO DE 2015 SUSEP SES 1 1- INTRODUÇÃO: O Seguro de Acidentes Pessoais garante o pagamento de uma indenização aos beneficiários em caso de morte acidental, em caso de invalidez permanente

Leia mais

CASTIGLIONE SEGURO VIDA EM GRUPO JAN A SET DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1

CASTIGLIONE SEGURO VIDA EM GRUPO JAN A SET DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 SEGURO VIDA EM GRUPO JAN A SET DE 2015 SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: No seguro de vida podem ser contratadas garantias de morte ou invalidez, ambas por acidente

Leia mais

(MLRV) SEGURO VIDA EM GRUPO JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1

(MLRV) SEGURO VIDA EM GRUPO JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 SEGURO VIDA EM GRUPO JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: No seguro de vida podem ser contratadas garantias de morte ou invalidez, ambas por acidente

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS AUTOMÓVEIS

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS AUTOMÓVEIS MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS AUTOMÓVEIS I BIMESTRE -2013 1 O segmento de Automóveis encerrou o mês de janeiro com um volume de produção de R$ 4,3 bilhões contra R$ 3,4 bilhões de 2012, um crescimento

Leia mais

(MLRV) SEGURO GARANTIA ESTENDIDA JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1

(MLRV) SEGURO GARANTIA ESTENDIDA JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 SEGURO GARANTIA ESTENDIDA JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: O seguro de Garantia Estendida tem como objetivo fornecer ao segurado, facultativamente

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS PRESTAMISTA RESULTADOS E INDICADORES JAN A MAIO 2010 09-07-2010 1 MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS PRESTAMISTA Esse conjunto encerrou o período com um volume de vendas de R$

Leia mais

CASTIGLIONE SEGURO PRESTAMISTA JAN A SET DE 2015 SUSEP SES

CASTIGLIONE SEGURO PRESTAMISTA JAN A SET DE 2015 SUSEP SES SEGURO PRESTAMISTA JAN A SET DE 2015 SUSEP SES 1 1- INTRODUÇÃO: As características do seguro prestamista fazem com que o período de vigência seja de acordo com a cobertura individual. O início é às 24

Leia mais

(MLRV) SEGURO EMPRESARIAL JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1

(MLRV) SEGURO EMPRESARIAL JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 SEGURO JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: O Seguro Empresarial vem sofrendo baixas expressivas em função da situação econômica do País. Baixo

Leia mais

(MLRV) TRANSPORTES INTERNACIONAIS JAN A JUNHO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1

(MLRV) TRANSPORTES INTERNACIONAIS JAN A JUNHO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 TRANSPORTES INTERNACIONAIS JAN A JUNHO DE 2015 SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: Lamentavelmente a SUSEP alterou a estrutura de resultados não mais detalhando os

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS RC GERAL

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS RC GERAL MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS RC GERAL I BIMESTRE -2013 1 O segmento de RC Geral encerrou o I Bimestre com um volume de produção de R$ 130 milhões contra R$ 124 milhões de 2012, um crescimento nominal

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS TRANSPORTES INTERNACIONAIS

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS TRANSPORTES INTERNACIONAIS MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS TRANSPORTES INTERNACIONAIS I BIMESTRE -2013 1 O segmento de Transportes Internacionais encerrou o mês de janeiro com um volume de produção de R$ 85 milhões contra R$ 84 milhões

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE 2010 X 2009

MERCADO BRASILEIRO DE 2010 X 2009 MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS 2010 X 2009 1 MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS RESULTADOS DE 2010 X 2009 A SUSEP divulgou hoje os números do Mercado de Seguros referente ao Exercício de 2010. Essa divulgação

Leia mais

RISCOS NOMEADOS E OPERACIONAIS JAN A MAIO DE 2012

RISCOS NOMEADOS E OPERACIONAIS JAN A MAIO DE 2012 RISCOS NOMEADOS E OPERACIONAIS JAN A MAIO DE 2012 1 ANÁLISE RISCOS NOMEADOS E OPERACIONAIS: Essa análise está calcada nos números divulgados pela SUSEP referente ao período de jan a maio de 2012 através

Leia mais

AUTOMÓVEIS JAN A JUNHO 2015

AUTOMÓVEIS JAN A JUNHO 2015 AUTOMÓVEIS JAN A JUNHO 2015 Como sabemos a modalidade de Automóveis ainda é o carro-chefe do segmento de seguros. Desde a renúncia fiscal (IPI), aumento de crédito e taxa de juros mais coerentes, que a

Leia mais

AUTOMÓVEIS JAN A ABRIL 2015

AUTOMÓVEIS JAN A ABRIL 2015 AUTOMÓVEIS JAN A ABRIL 2015 Como sabemos a modalidade de Automóveis ainda é o carro-chefe do segmento de seguros. Desde a renúncia fiscal (IPI), aumento de crédito e taxa de juros mais coerentes, que a

Leia mais

ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS AUTOMÓVEIS JAN A MAIO 2014 NÚMEROS SUSEP SES

ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS AUTOMÓVEIS JAN A MAIO 2014 NÚMEROS SUSEP SES ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS AUTOMÓVEIS JAN A MAIO 2014 NÚMEROS SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: Como sabemos a SUSEP, no intuito de aperfeiçoar as avaliações de

Leia mais

(MLRV) CRÉDITO INTERNO JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1

(MLRV) CRÉDITO INTERNO JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 CRÉDITO INTERNO JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: Também chamado seguro de crédito doméstico, esse seguro oferece cobertura com validade no território

Leia mais

(MLRV) SEGURO RESIDENCIAL JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1

(MLRV) SEGURO RESIDENCIAL JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 SEGURO RESIDENCIAL JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: O Seguro Residencial na atualidade tem um objetivo primordial à proteção das residenciais

Leia mais

ANÁLISE DOS PRÊMIOS EMITIDOS GRUPOS / UNIDADE DA FEDERAÇÃO I SEMESTRE 2014

ANÁLISE DOS PRÊMIOS EMITIDOS GRUPOS / UNIDADE DA FEDERAÇÃO I SEMESTRE 2014 ANÁLISE DOS PRÊMIOS EMITIDOS GRUPOS / UNIDADE DA FEDERAÇÃO I SEMESTRE 2014 lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 PRÊMIOS EMITIDOS: De acordo com os números divulgados pela SUSEP (07/08/2014)

Leia mais

(MLRV) TRANSPORTES NACIONAIS JAN A JUNHO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1

(MLRV) TRANSPORTES NACIONAIS JAN A JUNHO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 TRANSPORTES NACIONAIS JAN A JUNHO DE 2015 SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: Lamentavelmente a SUSEP alterou a estrutura de resultados não mais detalhando os prêmios

Leia mais

[ESTUDO DO MERCADO SEGURADOR NA ÁREA DE ABRANGÊNCIA DO SINDSEG MG/GO/MT/DF]

[ESTUDO DO MERCADO SEGURADOR NA ÁREA DE ABRANGÊNCIA DO SINDSEG MG/GO/MT/DF] [ESTUDO DO MERCADO SEGURADOR NA ÁREA DE ABRANGÊNCIA DO SINDSEG MG/GO/MT/DF] ESTUDO DE MERCADO REFERENTE AO TOTAL ARRECADADO ENTRE PRÊMIOS E CONTRIBUIÇÕES NO MERCADO Realizado Acumulado - 2009 / 2010 -

Leia mais

PAINEL OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS DO MERCADO DE SEGUROS MINEIRO. Seguros de Pessoas

PAINEL OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS DO MERCADO DE SEGUROS MINEIRO. Seguros de Pessoas PAINEL OPORTUNIDADES DE NEGÓCIOS DO MERCADO DE SEGUROS MINEIRO Seguros de Pessoas SEGUROS DE PESSOAS Brasil por UF SP e RJ detém 60% do mercado; MG se mantém em 3º no Brasil, com 7,6% de participação;

Leia mais

SEGURO RISCOS RURAIS 2002 / JAN A SET - 2012

SEGURO RISCOS RURAIS 2002 / JAN A SET - 2012 SEGURO RISCOS RURAIS 2002 / JAN A SET - 2012 1 SEGURO RISCOS RURAIS Esse estudo tomou por base dados oficiais gerados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, IBGE e pela SUSEP (Superintendência

Leia mais

SEGUROS DE RESPONSABILIDADES DADOS SUSEP JAN A AGOSTO - 2012

SEGUROS DE RESPONSABILIDADES DADOS SUSEP JAN A AGOSTO - 2012 SEGUROS DE RESPONSABILIDADES DADOS SUSEP JAN A AGOSTO - 2012 1 INTRODUÇÃO: Esses números foram extraídos do sistema de informações da SUSEP SES o qual é formado através dos FIPES que as seguradoras enviam

Leia mais

De forma geral serve como um elemento de apoio econômico, proporcionando segurança financeira ao investimento.

De forma geral serve como um elemento de apoio econômico, proporcionando segurança financeira ao investimento. MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS RISCOS DE ENGENHARIA 12 MESES ENCERRADOS EM ABRIL DE 2009 O seguro de Riscos de Engenharia garante ao construtor a cobertura para os prejuízos que venha a sofrer em decorrência

Leia mais

1- INTRODUÇÃO: 2- RESULTADOS SUSEP JAN A SET 2015:

1- INTRODUÇÃO: 2- RESULTADOS SUSEP JAN A SET 2015: 1- INTRODUÇÃO: A SUSEP liberou no dia 26/10/2015 os números do Mercado de Seguros e Previdência referente ao período de jan a setembro de 2015. Cabe ainda lembrar que esses números se referem ao banco

Leia mais

ANÁLISE PRODUTOS 2014 SEGURO GARANTIA I TRIMESTRE DE 2014

ANÁLISE PRODUTOS 2014 SEGURO GARANTIA I TRIMESTRE DE 2014 ANÁLISE PRODUTOS 2014 SEGURO GARANTIA I TRIMESTRE DE 2014 lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: Lamentavelmente esse estudo será restrito ao volume de prêmios não tendo, por

Leia mais

MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO GARANTIA - TOTAL R$ 2010 % 2011 % %11/10. Prêmios Líquidos Emitidos R$ 260.843.284 100,0% R$ 313.271.

MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO GARANTIA - TOTAL R$ 2010 % 2011 % %11/10. Prêmios Líquidos Emitidos R$ 260.843.284 100,0% R$ 313.271. MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS GARANTIA JAN A MAIO 2011 Esse foi um dos conjuntos que sofreram alterações em classificação de produtos. Pelo relatório da SUSEP passamos a ter somente dois ramos: Garantia

Leia mais

ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS TRANSPORTES NACIONAIS JAN A JULHO 2014 NÚMEROS SUSEP SES

ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS TRANSPORTES NACIONAIS JAN A JULHO 2014 NÚMEROS SUSEP SES ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS TRANSPORTES NACIONAIS JAN A JULHO NÚMEROS SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: Como sabemos a SUSEP, no intuito de aperfeiçoar as avaliações

Leia mais

De fato a situação poderá se complicar em função da situação econômica do País.

De fato a situação poderá se complicar em função da situação econômica do País. 1- INTRODUÇÃO: A SUSEP liberou no dia 21/09/2015 os números do Mercado de Seguros e Previdência referente ao período de jan a julho de 2015. Cabe ainda lembrar que esses números se referem ao banco de

Leia mais

Classificação A Classificação do ramo Riscos de Engenharia compreende várias modalidades, enquadradas em duas grandes categorias:

Classificação A Classificação do ramo Riscos de Engenharia compreende várias modalidades, enquadradas em duas grandes categorias: MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS RISCOS DE ENGENHARIA JAN A MAIO / 2011 Os Seguros de Riscos de Engenharia garantem, basicamente, a reposição de bens que tenham sofrido danos materiais, oferecendo cobertura

Leia mais

CASTIGLIONE (MLRV) SEGURO GARANTIA UM MERCADO NERVOSO

CASTIGLIONE (MLRV) SEGURO GARANTIA UM MERCADO NERVOSO SEGURO GARANTIA UM MERCADO NERVOSO A SUSEP acabou de divulgar os números referentes ao período de janeiro a novembro de 2011. Sem sombra de dúvidas o SES Sistema de Estatísticas da SUSEP é o único instrumento

Leia mais

ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS RISCOS DE ENGENHARIA JAN A MAIO 2014 NÚMEROS SUSEP SES

ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS RISCOS DE ENGENHARIA JAN A MAIO 2014 NÚMEROS SUSEP SES ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS RISCOS DE ENGENHARIA JAN A MAIO 2014 NÚMEROS SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: Como sabemos a SUSEP, no intuito de aperfeiçoar as avaliações

Leia mais

ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS RISCOS NOMEADOS E OPERACIONAIS JAN A MAIO 2014 NÚMEROS SUSEP SES

ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS RISCOS NOMEADOS E OPERACIONAIS JAN A MAIO 2014 NÚMEROS SUSEP SES ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS RISCOS NOMEADOS E OPERACIONAIS JAN A MAIO 2014 NÚMEROS SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: Como sabemos a SUSEP, no intuito de aperfeiçoar

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA I TRIMESTRE - 2012

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA I TRIMESTRE - 2012 MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA I TRIMESTRE - 2012 1 INTRODUÇÃO: A SUSEP divulgou os números do Mercado de Seguros e Previdência referente ao I Trimestre de 2011. Esses números são calcados

Leia mais

1- INTRODUÇÃO: 2- RESULTADOS SUSEP JAN 2015:

1- INTRODUÇÃO: 2- RESULTADOS SUSEP JAN 2015: 1- INTRODUÇÃO: A SUSEP liberou no dia 07/03/2015 os números do Mercado de Seguros e Previdência referente ao mês de janeiro 2015. Cabe ainda lembrar que esses números se referem ao banco de dados SES o

Leia mais

(MLRV) SEGURO RISCOS DE ENGENHARIA JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1

(MLRV) SEGURO RISCOS DE ENGENHARIA JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 SEGURO RISCOS DE ENGENHARIA JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: As coberturas oferecidas pelo mercado podem ser básicas, especiais e adicionais.

Leia mais

(MLRV) SEGURO D&O JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1

(MLRV) SEGURO D&O JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES. lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 SEGURO D&O JAN A MAIO DE 2015 SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: D&O é uma abreviação da expressão em inglês Directors and Officers Liability Insurance. Este seguro

Leia mais

RESENHA DO RESULTADO DO MERCADO DE SEGUROS. Faturamento e Rentabilidade dos Segmentos de Seguros, Previdência Privada e Capitalização.

RESENHA DO RESULTADO DO MERCADO DE SEGUROS. Faturamento e Rentabilidade dos Segmentos de Seguros, Previdência Privada e Capitalização. RESENHA DO RESULTADO DO MERCADO DE SEGUROS Janeiro a Dezembro de 2008 Faturamento e Rentabilidade dos Segmentos de Seguros, Previdência Privada e Capitalização. Dados Realizados em 2008 e Estimados para

Leia mais

ANEXO I BICICLETA ESCOLAR. Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1)

ANEXO I BICICLETA ESCOLAR. Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1) ANEXO I BICICLETA ESCOLAR Modelo de ofício para adesão à ata de registro de preços (GRUPO 1) Assunto: Adesão à ata de registro de preços nº 70/2010 do pregão eletrônico nº 40/2010. 1 2 BICICLETA 20 - AC,

Leia mais

MERCADO DE CAPITALIZAÇÃO JANEIRO / ABRIL -2011

MERCADO DE CAPITALIZAÇÃO JANEIRO / ABRIL -2011 MERCADO DE CAPITALIZAÇÃO JANEIRO / ABRIL -2011 1 MERCADO DE CAPITALIZAÇÃO: O Mercado de títulos de capitalização vem mantendo crescimentos fortes e retornos robustos. Nesse período o volume de vendas atingiu

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS TRANSPORTES INTERNACIONAIS

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS TRANSPORTES INTERNACIONAIS MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS TRANSPORTES INTERNACIONAIS JAN A AGOSTO -2013 1 O segmento de Transportes Internacionais encerrou o período com um volume de produção de R$ 322,5 milhões contra R$ 358,5 milhões

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS TRANSPORTES NACIONAIS

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS TRANSPORTES NACIONAIS MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS TRANSPORTES NACIONAIS JAN A AGOSTO -2013 1 O segmento de Transportes Nacionais encerrou o período com um volume de produção de R$ 1,14 bilhão contra R$ 1,10 bilhão de 2012,

Leia mais

1- INTRODUÇÃO: Considerando o seguro residencial temos: Coberturas para estrutura e conteúdo do imóvel

1- INTRODUÇÃO: Considerando o seguro residencial temos: Coberturas para estrutura e conteúdo do imóvel 1- INTRODUÇÃO: O Seguro Residencial na atualidade tem um objetivo primordial à proteção das residenciais devido à total falta de segurança do País. Na verdade a população se encontra presa em suas casas

Leia mais

ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS GARANTIAS JAN A DEZ 2014 NÚMEROS SUSEP - SES (02/03/2015)

ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS GARANTIAS JAN A DEZ 2014 NÚMEROS SUSEP - SES (02/03/2015) ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS JAN A DEZ 2014 NÚMEROS SUSEP - SES (02/03/2015) lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: Como sabemos a SUSEP, no intuito de aperfeiçoar as avaliações

Leia mais

Como poderemos ver é uma modalidade de alta rentabilidade e dominada pelo canal banco.

Como poderemos ver é uma modalidade de alta rentabilidade e dominada pelo canal banco. MERCADO DE SEGUROS BRASILEIRO RESIDENCIAL JANEIRO A JULHO DE 2008 Esse poderá ser o primeiro grande produto do chamado micro seguro. De fato a dificuldade para sua aplicabilidade para as camadas menos

Leia mais

Mercado de Seguros de Pessoas Dados Estatísticos Setembro 2014

Mercado de Seguros de Pessoas Dados Estatísticos Setembro 2014 Mercado de Seguros de Pessoas Dados Estatísticos Setembro 2014 Rua Senador Dantas, nº 74 11º andar Cep 20.031-205 Rio de Janeiro RJ Brasil Tel: +55 21 2510-7914 Fax: +55 21 2510-7930 e-mail: fenaprevi@fenaprevi.org.br

Leia mais

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Emissão entre JAN/2015 a OUT/2015 [Arquivo Resumo_SUSEP_de_201501_a_201510_BRL-DPVAT.pdf] Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro - Emissão entre JAN/2015

Leia mais

O proprietário tem a garantia do recebimento dos aluguéis atrasados; O seguro Locatícia oferece coberturas adicionais de danos ao imóvel, multa por

O proprietário tem a garantia do recebimento dos aluguéis atrasados; O seguro Locatícia oferece coberturas adicionais de danos ao imóvel, multa por Esse estudo está calcado nas informações divulgadas pela SUSEP através de seu sistema de informações SES obtido através da consolidação dos FIPES que as seguradoras enviam para a superintendência de forma

Leia mais

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Emissão entre JAN/2016 a ABR/2016 [Arquivo Resumo_SUSEP_de_201601_a_201604_BRL-DPVAT.pdf] Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro - Emissão entre JAN/2016

Leia mais

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL. 1º Semestre/2010

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL. 1º Semestre/2010 RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL 1º Semestre/2010 Este estudo é patrocinado pelo SINCOR-SP (www.sincorsp.org.br) Setembro/2010 Responsável Técnico: Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br 1 SUMÁRIO:

Leia mais

Normas gerais em seguro privado: concorrência e regulação de sinistro (Seminário Nova Lei Geral de Seguros 2012) CADE USP

Normas gerais em seguro privado: concorrência e regulação de sinistro (Seminário Nova Lei Geral de Seguros 2012) CADE USP Normas gerais em seguro privado: concorrência e regulação de sinistro (Seminário Nova Lei Geral de Seguros 2012) A lessandro O c tav iani CADE USP Agenda 1. Análise de voto do CADE BB Mapfre (2012) 2.

Leia mais

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL. Até Outubro/2004

RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL. Até Outubro/2004 RANKING DAS SEGURADORAS BRASIL Até Outubro/2004 Este estudo é patrocinado pelo SINCOR-SP (www.sincorsp.org.br) Janeiro/2005 Responsável Técnico: Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Rating de Seguros

Leia mais

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Emissão entre JAN/2015 a SET/2015 [Arquivo Resumo_SUSEP_de_201501_a_201509_BRL-DPVAT.pdf] Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro - Emissão entre JAN/2015

Leia mais

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro

Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro Emissão entre JAN/2015 a SET/2015 [Arquivo Resumo_SUSEP_de_201501_a_201509_BRL.pdf] Análise I4PRO do Mercado Segurador Brasileiro - Emissão entre JAN/2015

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA 2015 RANKING DE OPERADORAS COM E SEM VGBL E INDICADORES OPERACIONAIS

MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA 2015 RANKING DE OPERADORAS COM E SEM VGBL E INDICADORES OPERACIONAIS E PREVIDÊNCIA 2015 RANKING DE OPERADORAS COM E SEM VGBL E INDICADORES OPERACIONAIS 04/02/2016 1 Esse estudo vem apresentar o ranking brasileiro de seguradoras do Execício de 2015 com e sem o produto financeiro

Leia mais

Ranking das Seguradoras

Ranking das Seguradoras Ranking das Seguradoras 2010 Mensagem do Presidente Não há progresso sem mudanças O processo de mudança continua a cada instante que passa. Não vivemos uma época de mudanças, mas uma mudança de época.

Leia mais

ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS AUTOMÓVEIS JAN A SET 2014 NÚMEROS SUSEP SES

ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS AUTOMÓVEIS JAN A SET 2014 NÚMEROS SUSEP SES ANÁLISE MERCADO DE SEGUROS AUTOMÓVEIS JAN A SET 2014 NÚMEROS SUSEP SES lcastiglione@uol.com.br - 011-99283-6616 Página 1 1- INTRODUÇÃO: Como sabemos a SUSEP, no intuito de aperfeiçoar as avaliações de

Leia mais

INFORME SARGSUS. Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde

INFORME SARGSUS. Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde INFORME SARGSUS Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde 1 ESFERA MUNICIPAL 1.1 Relatório de Gestão Ano 2013 Até a presente data,

Leia mais

O Cenário Atual do Mercado Segurador Brasileiro e suas Perspectivas. www.ratingdeseguros.com.br Francisco Galiza Junho/2010

O Cenário Atual do Mercado Segurador Brasileiro e suas Perspectivas. www.ratingdeseguros.com.br Francisco Galiza Junho/2010 O Cenário Atual do Mercado Segurador Brasileiro e suas Perspectivas www.ratingdeseguros.com.br Francisco Galiza Junho/2010 Sumário 1) Passado: História Econômica do Setor 2) Presente: Situação Atual 3)

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA Nível superior Cargo 1: Contador DF Brasília/Sede da Administração Central 35 1820 52,00 Nível médio Cargo 2: Agente Administrativo AC Rio Branco/Sede da SRTE 2 1496 748,00 Nível médio Cargo 2: Agente

Leia mais

A Taxa Média de Retorno do Patrimônio Líquido foi equivalente a uma aplicação financeira com remuneração anual de 34,69% contra 24,94%.

A Taxa Média de Retorno do Patrimônio Líquido foi equivalente a uma aplicação financeira com remuneração anual de 34,69% contra 24,94%. 1- INTRODUÇÃO: A SUSEP liberou no dia 07/03/2015 os números do Mercado de Seguros e Previdência referente ao mês de janeiro 2015. Cabe ainda lembrar que esses números se referem ao banco de dados SES o

Leia mais

Auto. O coração do negócio. O coração do negócio

Auto. O coração do negócio. O coração do negócio Uma das características conhecidas do Grupo Itaú é a preocupação especial com seus clientes. Os funcionários seguem à risca a circular de 1962, que alertava a todos que a instituição vive de sua clientela.

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES Acessos Quantidade de Acessos no Brasil Dividido por Tecnologia/Velocidade/UF

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES Acessos Quantidade de Acessos no Brasil Dividido por Tecnologia/Velocidade/UF AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES Acessos Quantidade de Acessos no Brasil Dividido por Tecnologia/Velocidade/UF UF Tecnologia Velocidade Quantidade de Acessos AC ATM 12 Mbps a 34Mbps 3 AC ATM 34 Mbps

Leia mais

MA003. Página 1 de 11. Responsável. Revisão A de 21/01/2015. Cantú & Stange Software. Página

MA003. Página 1 de 11. Responsável. Revisão A de 21/01/2015. Cantú & Stange Software. Página Manual de instalação de NF-e Zada MA003 Responsável Revisão A de 21/01/2015 FL Página 01 de 11 Página 1 de 11 MA003 Revisão A de 21/01/2015 Responsável: FL Manual de instalação de NF-e Zada MANUAL DE INSTALAÇÃO

Leia mais

Indenizações Pagas Quantidades

Indenizações Pagas Quantidades Natureza da Indenização Jan a Dez 2011 % Jan a Dez 2012 % Jan a Dez 2012 x Jan a Dez 2011 Morte 58.134 16% 60.752 12% 5% Invalidez Permanente 239.738 65% 352.495 69% 47% Despesas Médicas (DAMS) 68.484

Leia mais

Pendências de Envio do Relatório de Gestão Municipal-2013 aos CMS

Pendências de Envio do Relatório de Gestão Municipal-2013 aos CMS INFORME SARGSUS Situação da Alimentação do Relatório de Gestão Ano 2013-2014 Informações sobre Plano e Programação Anual de Saúde 1 ESFERA MUNICIPAL 1.1 Relatório de Gestão Ano 2013 Até a presente data,

Leia mais

Mercado Segurador em 2015 - Uma Visão Executiva

Mercado Segurador em 2015 - Uma Visão Executiva Mercado Segurador em 2015 - Uma Visão Executiva Francisco Galiza www.ratingdeseguros.com.br Maio/2009 Sumário 1) Situação Atual 2) Mercado Segurador em 2015?? (1ª Pesquisa Dezembro/2008) 3) Mercado Segurador

Leia mais

MARGEM DE TRANSPORTES 2010 JAN A SET/2012. lcastiglione@uol.com.br - 11-992836616

MARGEM DE TRANSPORTES 2010 JAN A SET/2012. lcastiglione@uol.com.br - 11-992836616 MARGEM DE TRANSPORTES 2010 JAN A SET/2012 1 CONCEITOS E FONTES: Esse estudo tomou por base as informações divulgadas pela SUSEP através do sistema SES de 2010, 2011 e de jan a set/2012. Esses números foram

Leia mais

DEMANDA DE CANDIDATOS POR CARGO / UF NÍVEL SUPERIOR

DEMANDA DE CANDIDATOS POR CARGO / UF NÍVEL SUPERIOR EM CARGOS DE E DE NÍVEL INTERMEDIÁRIO Administrador AC 1 14 14.00 Administrador AL 1 53 53.00 Administrador AP 1 18 18.00 Administrador BA 1 75 75.00 Administrador DF 17 990 58.24 Administrador MT 1 55

Leia mais

EDITAL SG/MPU N.º 27, DE 2 DE OUTUBRO DE 2007.

EDITAL SG/MPU N.º 27, DE 2 DE OUTUBRO DE 2007. VA PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO DE 4/10/2007, SEÇÃO 3, PÁG.. EDITAL SG/MPU N.º 27, DE 2 DE OUTUBRO DE 2007. Divulgar a distribuição de vagas do Concurso Público para provimento de cargos e formação

Leia mais

SCC SEGURO DOS CONCESSIONÁRIOS CHEVROLET DIRETRIZES BASICAS

SCC SEGURO DOS CONCESSIONÁRIOS CHEVROLET DIRETRIZES BASICAS SCC SEGURO DOS CONCESSIONÁRIOS CHEVROLET DIRETRIZES BASICAS O objetivo do programa é combinar a sinergia existente entre concessionárias e seguradoras a fim de que, mediante a fidelização dos clientes,

Leia mais

ENDEREÇO: AV. PAULISTA, 1294, - 16º, 17º, 18º E 21º ANDARES - BELA VISTA

ENDEREÇO: AV. PAULISTA, 1294, - 16º, 17º, 18º E 21º ANDARES - BELA VISTA RELAÇÃO DE SEGURADORAS DPVAT ACE SEGURADORA S.A. CNPJ: 03.502.099/0001-18 CÓDIGO FIP: 06513 ENDEREÇO: AV. PAULISTA, 1294, - 16º, 17º, 18º E 21º ANDARES - BELA VISTA CIDADE: SÃO PAULO - SP - CEP: 01310915

Leia mais

Como Classificar Pequenas e Médias Empresas no Setor de Seguros Princípio da Proporcionalidade. Sumário. Projeto nº 05 Ano 2012 1. APRESENTAÇÃO...

Como Classificar Pequenas e Médias Empresas no Setor de Seguros Princípio da Proporcionalidade. Sumário. Projeto nº 05 Ano 2012 1. APRESENTAÇÃO... Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 1 2. REVISÃO DOS CRITÉRIOS EXISTENTES... 1 2.1. FONTE EUROPEIA... 2 2.2. FONTE BRASILEIRA... 2 2.3. INSURANCE EUROPE... 3 2.4. ERNST&YOUNG... 3 3. DESCRIÇÃO DA ANÁLISE... 4 3.1.

Leia mais

PRÊMIO BANDEIRANTE 2015. XVI Edição. Onde o seu voto faz toda a diferença. O que é?

PRÊMIO BANDEIRANTE 2015. XVI Edição. Onde o seu voto faz toda a diferença. O que é? PRÊMIO BANDEIRANTE 2015 XVI Edição Onde o seu voto faz toda a diferença. O que é? Idealizado pelo Sindicato dos Corretores e das Empresas Corretoras de Seguros, de Capitalização e de Previdência Privada

Leia mais

De janeiro a junho de 2013 as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT registraram crescimento de 38% ante mesmo período de 2012.

De janeiro a junho de 2013 as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT registraram crescimento de 38% ante mesmo período de 2012. De janeiro a junho de 2013 as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT registraram crescimento de 38% ante mesmo período de 2012. Os casos de Invalidez Permanente representaram a maioria das indenizações pagas

Leia mais

Ranking das Seguradoras

Ranking das Seguradoras 2014 Ranking das - 2014 1 2 Ranking das - 2014 Mensagem do Presidente Crescendo em situação econômica desafiadora Costumo dizer que atuamos em um setor que segue crescendo, até mesmo, em momentos desfavoráveis

Leia mais

Centro de Artes e Esportes Unificados, Sertãozinho SP. UBS Elpidio Moreira Souza AC. UPA município de Ribeirão Pires SP

Centro de Artes e Esportes Unificados, Sertãozinho SP. UBS Elpidio Moreira Souza AC. UPA município de Ribeirão Pires SP Centro de Artes e Esportes Unificados, Sertãozinho SP UBS Elpidio Moreira Souza AC Quadra da Escola Municipal Érico de Souza, Águas Lindas GO UPA município de Ribeirão Pires SP UBS Clínica da Família,

Leia mais

4» Quadra escolar Maria Nascimento Paiva. 1» Centro de Artes e Esportes Unificados. 2» Unidade Básica de Saúde, Clínica da Família Quadra 308

4» Quadra escolar Maria Nascimento Paiva. 1» Centro de Artes e Esportes Unificados. 2» Unidade Básica de Saúde, Clínica da Família Quadra 308 1 2 8 1» Centro de Artes e Esportes Unificados Rio Branco AC 2» Unidade Básica de Saúde, Clínica da Família Quadra 308 Recanto das Emas DF 3» Creche Ipê Rosa Samambaia DF 4» Quadra escolar Maria Nascimento

Leia mais

Percepção da População Brasileira Sobre a Adoção

Percepção da População Brasileira Sobre a Adoção Percepção da População Brasileira Sobre a Adoção Brasília/DF Maio/2008 www.amb.com.br/mudeumdestino www.opiniaoconsultoria.com.br Objetivos Específicos Verificar o grau de consciência e envolvimento da

Leia mais

Tecnologia e Inovação: Clientes Especiais. Paulo Sgarbi Agosto 2015

Tecnologia e Inovação: Clientes Especiais. Paulo Sgarbi Agosto 2015 Tecnologia e Inovação: Clientes Especiais. Paulo Sgarbi Agosto 2015 NOSSO CARTÃO DE VISITAS Alemanha > Grupo TALANX - Terceiro maior grupo segurador alemão > 9,8 milhões de veículos segurados Prêmio Emitido

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS. RESOLUÇÃO CNSP N o 227, DE 2010.

MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS. RESOLUÇÃO CNSP N o 227, DE 2010. MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS RESOLUÇÃO CNSP N o 227, DE 2010. Dispõe sobre o capital mínimo requerido para autorização e funcionamento e sobre planos corretivo e de recuperação

Leia mais

Gestão da Qualidade da Banda Larga

Gestão da Qualidade da Banda Larga Gestão da Qualidade da Banda Larga Agência Nacional de Telecomunicações Brasília, 17 de maio de 2013 METODOLOGIA DE MEDIÇÃO INDICADORES DE BANDA LARGA FIXA Avaliações realizadas através de medidores instalados

Leia mais

Ranking das Seguradoras

Ranking das Seguradoras 2013 Ranking das - 2013 1 2 Ranking das - 2013 Mensagem do Presidente Ambiente favorável ao corretor O Sincor-SP tem a satisfação de apresentar mais uma edição do Ranking das, assinado pelo economista

Leia mais

Unidade Tipo de Serviço Análise da proposta Análise da proposta (em 15/10/2014, após diligência)

Unidade Tipo de Serviço Análise da proposta Análise da proposta (em 15/10/2014, após diligência) Unidade Tipo de Serviço Análise da proposta Análise da proposta (em 15/10/2014, após diligência) MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SECRETARIA EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Gestão de risco rural, Proagro, seguro rural e Fundo de Catástrofe. Mesquita de Sant Ana Coordenador-Geral de Seguro Rural SPA/DEGER

Gestão de risco rural, Proagro, seguro rural e Fundo de Catástrofe. Mesquita de Sant Ana Coordenador-Geral de Seguro Rural SPA/DEGER Gestão de risco rural, Proagro, seguro rural e Fundo de Catástrofe Eustáquio Mesquita de Sant Ana Coordenador-Geral de Seguro Rural SPA/DEGER RR AP AM PA MA CE RN AC 90 s RO MT TO PI BA PB PE AL SE 80

Leia mais

PROMOÇÃO VIVO CONTROLE MÓVEL COM CARTÃO DE CRÉDITO

PROMOÇÃO VIVO CONTROLE MÓVEL COM CARTÃO DE CRÉDITO PROMOÇÃO VIVO CONTROLE MÓVEL COM CARTÃO DE CRÉDITO DISPOSIÇÕES GERAIS DA PROMOÇÃO 1.1. A promoção Vivo Controle Móvel no Cartão de Crédito é realizada pela Telefônica Brasil S/A, que oferece os benefícios

Leia mais

Carga Tributária dos Combustíveis por Estado. Referência: Junho/2015

Carga Tributária dos Combustíveis por Estado. Referência: Junho/2015 Carga Tributária dos Combustíveis por Estado Referência: Junho/2015 Pontos importantes da Lei 12.741/2012 para a revenda de combustíveis Art. 1º Emitidos por ocasião da venda ao consumidor de mercadorias

Leia mais

BRADESCO SEGURO FIANÇA LOCATÍCIA

BRADESCO SEGURO FIANÇA LOCATÍCIA BRADESCO SEGURO FIANÇA LOCATÍCIA Seguro Fiança Locatícia O que é o Seguro Fiança Locatícia O Mercado Partes envolvidas Coberturas Tipos de Imóveis Processo de Contratação Acesso ao Sistema O que é o Seguro

Leia mais

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento C o m p an h i a N ac io n a l d e Abastecimento D i r e t o r i a d e Opercações e A b a stecimento S u p erintedência de O p erações Comerciais G e r ên c i a d e Formação e Controle de Estoques P o

Leia mais

1. Consulta de Certificado Digital 1. 2. Modelo de faturamento por Central de Serviços 3. 3 Configuração de informações para Faturamento de pedidos 4

1. Consulta de Certificado Digital 1. 2. Modelo de faturamento por Central de Serviços 3. 3 Configuração de informações para Faturamento de pedidos 4 CONFIGURAÇÃO PEDIDOS 1. Consulta de Certificado Digital 1 2. Modelo de faturamento por Central de Serviços 3 3 Configuração de informações para Faturamento de pedidos 4 4 Faturamento de NF-e pela SEFAZ

Leia mais

Regina Parizi Diretora Executiva MAIO/2009

Regina Parizi Diretora Executiva MAIO/2009 Regina Parizi Diretora Executiva MAIO/2009 Estrutura e Distribuição Geográfica Estrutura Estatutária A GEAP GEAP é administrada por por um um Conselho Deliberativo responsável pela pela definição da da

Leia mais

Indenizações Pagas Quantidades

Indenizações Pagas Quantidades Natureza da Indenização Jan a Dez 2012 % Jan a Dez 2013 % Jan a Dez 2013 x Jan a Dez 2012 Morte 60.752 1 54.767 9% - Invalidez Permanente 352.495 69% 444.206 70% 2 Despesas Médicas (DAMS) 94.668 19% 134.872

Leia mais

Vencedoras - XI Prêmio Cobertura Francisco Galiza Outubro/2008

Vencedoras - XI Prêmio Cobertura Francisco Galiza Outubro/2008 Vencedoras - XI Prêmio Cobertura Francisco Galiza Outubro/2008 I) Critérios www.ratingdeseguros.com.br 1) Os dados usados serão os números de 2007 e do 1º Semestre de 2008. 2) Os prêmios serão dados nas

Leia mais

Relatório Anual de Desempenho 2012

Relatório Anual de Desempenho 2012 Relatório Anual de Desempenho 2012 Brasília, janeiro de 2013 ALÔ SENADO Em 2012, o Alô Senado registrou 1.098.035 mensagens distribuídas. A maior parte dos atendimentos (95%) foram solicitações de envio

Leia mais

I I F ó r u m N a c i o n a l d o s. Conselhos de Usuár ios

I I F ó r u m N a c i o n a l d o s. Conselhos de Usuár ios I I F ó r u m N a c i o n a l d o s Conselhos de Usuár ios PESQUISA DE SATISFAÇÃO E QUALIDADE PERCEBIDA Destaques dos Resultados Coletiva de Imprensa Superintendência de Relações com Consumidores 29/03/2016

Leia mais

DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA

DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA Analista de Correios / Administrador AC / Rio Branco 123 1 123,00 Analista de Correios / Técnico em Comunicação Social Atuação: Jornalismo AC / Rio Branco 27 1 27,00 Médico do Trabalho Formação: Medicina

Leia mais