SQL. Jacir de Oliveira, José Alencar Philereno. Faculdade de Informática de Taquara. Igrejinha - RS Brazil

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SQL. Jacir de Oliveira, José Alencar Philereno. Faculdade de Informática de Taquara. Igrejinha - RS Brazil"

Transcrição

1 SQL Jacir de Oliveira, José Alencar Philereno Faculdade de Informática de Taquara Igrejinha - RS Brazil Resumo. Este artigo irá descrever a linguagem de programação SQL, dando-nos uma noção básica de seus comandos e suas utilidades que auxiliam na elaboração de tarefas, também demonstração de programas em algumas linhas de comando, na sua funcionalidade com comando de organização e busca em uma tabela de dados. Esta funcionalidade é fornecida por uma tabela que é executado em nossos programas. 1 Introdução Veremos um pouco sobre a linguagem SQL, ele foi desenvolvido para ser uma linguagem padrão para operações com Banco de Dados. A lingüagem SQL foi elaborada para ser independente de hardware ou do software. Ao usar o SQL, você não precisa saber a respeito do software de banco de dados ou do hardware envolvido em uma operação. Tudo o que você precisa conhecer são os comandos ou instruções SQL padrão para solicitar informações, que obrigatoriamente é o mesmo em todos os sistemas que utilizam o SQL. Tambem veremos aspectos atuais e apontar algumas tendências, estabelecer uma base para compreender detalhadamente como os comandos SQL são utilizados para definir e modificar os dados, pois existem várias regras e conceitos implementados pelos bancos de dados SQL de forma inconsistente. A linguagem está presente nos mais variados sistemas de informação, podendo ser encontrada, em aplicativo rodando sob um simples PDA ou em uma consulta complexa realizada sob um mainframe. Ou ainda, pode estar codificada em sistemas escritos com modernas linguagens de programação, como Java, ou mesmo em programas feitos em COBOL. Em se tratando de manipulação de dados, a SQL é quase onipresente hoje em todos os sistemas. 2 Conceitos básicos Uma entrada SQL é formada por uma seqüência de comandos. Um comando é composto por uma seqüência de termos (tokens) terminada por um ponto-e-vírgula (";"). O fim do fluxo de entrada também termina o comando.os termos são válidos dependendo da sintaxe particular de cada comando. Um termo pode ser uma palavra chave, um identificador, um identificador entre aspas, um literal ou constante, ou um caractere especial. Geralmente os termos são separados por espaço em branco, tabulação ou nova-linha, mas não há necessidade se não houver ambigüidade, normalmente isto só acontece quando um caractere especial está adjacente a um termo de outro tipo.

2 A SQL é uma linguagem padrão, padronizada pela ANSI (American National Standard Institute), para banco de dados. Conhecendo a Linguagem SQL é possível programar em qualquer SGBD (Sistema Gerenciador de Banco de Dados). 2.1.Paradigma da Linguagem SQL Ela possui uma Linguagem declarativa. 3 Funcionalidade Veja abaixo uma seqüência de três comandos, um por linha, embora isto não seja necessário, pode haver mais de um comando na mesma linha, assim como um único comando pode ocupar várias linhas. SELECT * FROM MINHA_TABELA; UPDATE MINHA_TABELA SET A = 5; INSERT INTO MINHA_TABELA VALUES (3, 'Ola pessoal'); A sintaxe do SQL não é muito consistente em relação a quais termos identificam comandos e quais são operandos ou parâmetros. Geralmente os primeiros termos são o nome do comando. Além disso, comentários podem estar presentes na entrada SQL os comentários, eles não são termos, pois são equivalentes a espaços em branco. 4 Identificação das palavras chave No exemplo acima o termo SELECT, e assim como outros termos, como UPDATE e VALUES são exemplos de palavras chave, são palavras que possuem um significado definido pela linguagem SQL. Os termos MINHA_TABELA e A são exemplos de identificadores, os quais identificam nomes de tabelas, colunas e outros objetos do banco de dados, Os identificadores e as palavras chave do SQL devem iniciar por uma letra (a-z e, também, letras com diacrítico - áéç... - e letras não latinas), ou o caractere sublinhado (_). Os demais caracteres de um identificador, ou da palavra chave, podem ser letras, sublinhados, dígitos (0-9) O padrão SQL não irá definir palavra chave contendo dígitos, começando ou terminando por sublinhado e, portanto, os identificadores com esta forma estão a salvo contra possíveis conflitos com extensões futuras do padrão. O sistema utiliza não mais que NAMEDATALEN-1 caracteres de um identificador; nomes maiores podem ser escritos nos comandos, mas são truncados. Por padrão NAMEDATALEN é 64 e, portanto, o comprimento máximo de um identificador é 63. Se este limite causar problema, pode ser aumentado modificando a constante NAMEDATALEN no arquivo. Os identificadores e as palavras chave não fazem distinção entre letras maiúsculas e minúsculas. Como exemplo. UPDATE MINHA_TABELA SET A = 5; pode ser escrito de forma equivalente como update Minha_Tabela SeT a = 5; Normalmente utiliza-se a convenção de escrever as palavras chave em letras maiúsculas e os nomes em letras minúsculas. UPDATE minha_tabela SET a = 5;

3 5 Aplicabilidade da Linguagem SQL A linguagem SQL é uma linguagem de consulta a banco de dados. Ela é bem diferente das linguagens comuns de programação, a principal diferença é que a linguagem SQL não é uma linguagem procedural, na linguagem SQL não se especifica como, ou em que ordem, serão executados os processos que irão fornecer os resultados requeridos, informamos o que queremos e o sistema de banco de dados é o responsável por escolher adequadamente os procedimentos a serem executados, de forma que os resultados sejam obtidos com a maior eficiência possível. É Uma linguagem relacional, o ideal para o tratamento de dados relacionados, ou de manipulação de dados, isto é, com a SQL podemos tanto definir e construir relações (tabelas), como manipular diversas relações de forma a obter resultados desejados. A linguagem SQL está presente numa imensa quantidade de sistemas de banco de dados, ela pode estar visivel ou mascarada (embutida). Na forma visível o usuário digita os comandos na linguagem SQL diretamente em um prompt de comando, de onde também é possivel visualizar os resultados. Já na forma embutida a linguagem SQL não está visivel diretamente ao usuário, os programadores podem imbutir os comandos em SQL, dentro de um programa, e criar uma interface mais amigável com o usuário comum, este pode interagir mais facilmente com a interface do que com a própria linguagem SQL. Desta forma usuários comuns podem manipular um banco de dados sem mesmo ter um conhecimento de SQL. 6. Modelo básico SQL Nas tabelas abaixo alguns comandos da linguagem SQL, mostrando um pouco da sua sintaxe, uma pequena base de dados, as quais os comandos exemplificados abaixo farão referência. Contas numero_conta cidade_agencia saldo_conta A-100 Brasília 200 A-110 São Paulo 540 A-150 São Paulo 1200 A-160 Salvador 800 A-180 Rio de Janeiro 400 A-210 Brasília 1700 A-220 Salvador 1100 A-260 Salvador 600 A-290 Rio de Janeiro 600 A-300 São Paulo 1560 Clientes cpf nome_cliente numero_conta Maurício Souza A Sara Braga A Arnaldo Silva A Jaques Cruz A Fernanda Mota A Cláudia Melo A Heirrique Soares A Mônica Oliveira A-160

4 João Matusalem A Carlos Araujo A-290 Na sintaxe básica da linguagem SQL, no comando select, todas as operações são feitas sob tabelas ou relações e temos como resultado também uma tabela. select [coluna_1,..., coluna_n] from [tabela_1,..., tabela_m] where [condição_1...] order by [coluna_1,..., coluna_t] [desc asc]; Após o nome select deve ser informado uma lista com os nomes das colunas que deverão aparecer no resultado, caso seja desejado que todas as colunas da relação apareçam no resultado basta colocar um asterisco ( * ) no lugar da lista. Após o nome from deve ser fornecido uma lista com o nome das tabelas utilizadas na pesquisa. Caso haja mais de uma tabela nesta lista, e se houver um mesmo nome de uma coluna em duas ou mais tabelas devemos, em cada referência a esta coluna, informar de qual tabela esta coluna pertence, fazemos isto da seguinte forma: Nome_tabela.nome_coluna coloca-se o nome da tabela, seguido de( ; ). Após a palavra where segue uma condição, ou conjunto de condições que tem a funcionalidade de limitar as linhas a serem mostradas na tabela de saída. A utilização da cláusula where é optativa. Após a palavra order by segue uma lista de colunas (campos de dados) pelo qual se deseja ordenar as linhas da tabela de saída. Pode-se acrescentar ainda as palavras desc que indica ordem decrescente, ou a palavra asc que indica ordem crescente, caso seja omitida as duas opções, a ordem será por default crescente,e ao final do código da pesquisa, isto é, o conjunto de instruções discutido acima, deve-se acrescentar um sinal de ponto-e-virgula ( ; ), que indica o fim do comando. Exemplos de consultas. select * from contas where saldo_conta > 750; A consulta fica assim numero_conta cidade_agencia saldo_conta A-150 São Paulo 1200 A-160 Salvador 800 A-210 Brasília 1700 A-220 Salvador 1100 A-300 São Paulo 1560 Uma consuta por numero de conta Select *from contas, clientes where contas.numero_conta = 'A-180'; Os dados da coluna em comum as duas tabelas 'numero_conta' através da condição 'contas.numero_conta = clientes.numero_conta', concatenamos cada linha da tabela contas com apenas uma linha da tabela clientes, as que possuíam o mesmo número de conta.

5 numero_conta cidade_agencia saldo_conta CPF nome_cliente numero_conta A-180 Rio de Janeiro Maurício Souza A-100 A-180 Rio de Janeiro Sara Braga A-110 A-180 Rio de Janeiro Arnaldo Silva A-150 A-180 Rio de Janeiro Jaques Cruz A-160 A-180 Rio de Janeiro Fernanda Mota A-180 A-180 Rio de Janeiro Cláudia Melo A-210 A-180 Rio de Janeiro Heirrique Soares A-220 A-180 Rio de Janeiro Mônica Oliveira A-160 A-180 Rio de Janeiro João Matusalem A-260 A-180 Rio de Janeiro Carlos Araujo A-290 Este trata duas tabelas. Quando isto acontesse, a pesquisa ocorrerá sob uma nova tabela, que é formada através do produto cartesiano das tabelas relacionadas, dito de outra forma, cada linha de uma tabela será concatenada (i.e. juntada, unida) com todas as linhas das outras tabelas que estiverem relacionadas. Portanto para uma relação de duas tabelas onde cada uma tem 10 linhas como no exemplo, a tabela resultante do produto cartesiano terá 10 x 10 = 100 linhas. Isto pode ser facilmente visto no nosso exemplo, já que apenas uma linha da tabela contas, se concatenou com as outras 10 linhas da tabela clientes, inclusive com a repetição da coluna 'numero_conta', que está presente nas duas tabelas originais. A nossa tabela de saída teve apenas 10 linhas devido ao fato de termos infromado uma cláusula where, do comando SQL, na qual a condição dizia que o campo 'numero_conta' da tabela contas deveria ser igual a 'A-180'. Quando fazemos a junção de duas tabelas podemos gerar linhas que não possuem um significado coerente como nesse exemplo acima. Para gerar uma relação entre tabelas de forma que não ocorra este problema, devemos unir as linhas pela igualdade dos dados das colunas que estão presentes nas tabelas relacionadas. Como o exemplo seguinte. select contas.numero_conta, nome_cliente, cidade_agencia, saldo_conta from contas, clientes where contas.numero_conta = clientes.numero_conta and saldo_conta > 1000 order by saldo_conta desc; Aqui igualamos os dados da coluna em comum as duas tabelas 'numero_conta' através da condição 'contas.numero_conta = clientes.numero_conta', concatenamos cada linha da tabela contas com apenas uma linha da tabela clientes, as que não possuíam o mesmo número de conta, mas com saldo maior que R$ dados mostrados numa única linha. numero_conta nome_cliente cidade_agencia saldo_conta A-210 Cláudia Melo Brasília 1700 A-300 Carlos Araujo São Paulo 1560 A-150 Arnaldo Silva São Paulo 1200 A-220 Heirrique Soares Salvador 1100

6 6.1 Caracteres especiais Alguns caracteres não alfanuméricos possuem significado especial diferente de ser um operador. Os detalhes da utilização podem ser encontrados nos locais onde a sintaxe do respectivo elemento é descrita. Esta seção se destina apenas a informar a existência e fazer um resumo das finalidades destes caracteres. O caractere dólar ($) seguido por dígitos é utilizado para representar parâmetros posicionais no corpo da definição de uma função. Em outros contextos o caractere dólar pode ser parte de um identificador. Os parênteses (()) possuem seu significado usual de agrupar expressões e impor a precedência. Em alguns casos os parênteses são necessários como parte fixa da sintaxe de um determinado comando SQL. Os colchetes ([]) são utilizados para selecionar elementos da matriz. As vírgulas (,) são utilizadas em algumas construções sintáticas para separar elementos da lista. O ponto-e-vírgula (;) termina um comando SQL, não podendo estar em nenhum lugar dentro do comando, exceto dentro de constante do tipo cadeia de caracteres ou identificadores entre aspas. Os dois-pontos (:) são utilizados para selecionar "faixas" em matrizes. Em certos dialetos do SQL (como a linguagem SQL embutida), os dois-pontos são utilizados como prefixo dos nomes das variáveis. O asterisco (*) possui um significado especial quando utilizado no comando SELECT ou na função de agregação COUNT. O ponto (.) é utilizado nas constantes numéricas, e para separar os nomes de esquemas, tabelas e colunas. 7 Referencias

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM COLÉGIO AGRÍCOLA DE FREDERICO WESTPHALEN BANCO DE DADOS II

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM COLÉGIO AGRÍCOLA DE FREDERICO WESTPHALEN BANCO DE DADOS II UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA - UFSM COLÉGIO AGRÍCOLA DE FREDERICO WESTPHALEN BANCO DE DADOS II BANCO DE DADOS II AULA 3 Linguagem SQL Linguagem de manipulação de dados (DML) DISCIPLINA: Banco de

Leia mais

Structured Query Language (SQL)

Structured Query Language (SQL) SQL Histórico Structured Query Language (SQL) Foi desenvolvido pela IBM em meados dos anos 70 como uma linguagem de manipulação de dados (DML - Data Manipulation Language) para suas primeiras tentativas

Leia mais

SQL Linguagem de Manipulação de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri

SQL Linguagem de Manipulação de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri SQL Linguagem de Manipulação de Dados Banco de Dados SQL DML SELECT... FROM... WHERE... lista atributos de uma ou mais tabelas de acordo com alguma condição INSERT INTO... insere dados em uma tabela DELETE

Leia mais

Nome: n.º WEB Série 2B 2C 2D 2E Barueri, 17/08/2009 2ª Postagem Disciplina: Gerenciamento e Estrutura de Banco de Dados Professor: Márcio

Nome: n.º WEB Série 2B 2C 2D 2E Barueri, 17/08/2009 2ª Postagem Disciplina: Gerenciamento e Estrutura de Banco de Dados Professor: Márcio Nome: n.º WEB Série 2B 2C 2D 2E Barueri, 17/08/2009 2ª Postagem Disciplina: Gerenciamento e Estrutura de Banco de Dados Professor: Márcio MySQL Query Browser Após usarmos o ambiente MySQL Monitor, que

Leia mais

Comandos de Manipulação

Comandos de Manipulação SQL - Avançado Inserção de dados; Atualização de dados; Remoção de dados; Projeção; Seleção; Junções; Operadores: aritméticos, de comparação,de agregação e lógicos; Outros comandos relacionados. SQL SQL

Leia mais

Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br

Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br Programação com acesso a BD Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br 1 Agenda Estrutura Básica de consultas SQL: A cláusula SELECT; A cláusula FROM; A cláusula WHERE. Operação com cadeias

Leia mais

Linguagem de Consulta Estruturada SQL- DML

Linguagem de Consulta Estruturada SQL- DML Linguagem de Consulta Estruturada SQL- DML INTRODUÇÃO A SQL - Structured Query Language, foi desenvolvido pela IBM em meados dos anos 70 como uma linguagem de manipulação de dados (DML - Data Manipulation

Leia mais

Faculdade Pitágoras 16/08/2011. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Sistemas para Internet

Faculdade Pitágoras 16/08/2011. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Sistemas para Internet Faculdade Pitágoras Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Sistemas para Internet Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL A linguagem SQL é responsável por garantir um bom nível

Leia mais

Faculdade Pitágoras. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados. Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL

Faculdade Pitágoras. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados. Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL Faculdade Pitágoras Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL A linguagem SQL é responsável por garantir um bom nível de independência do

Leia mais

NOME SEXO CPF NASCIMENTO SALARIO

NOME SEXO CPF NASCIMENTO SALARIO Tutorial SQL Fonte: http://www.devmedia.com.br/articles/viewcomp.asp?comp=2973 Para começar Os Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados Relacionais (SGBDr) são o principal mecanismo de suporte ao armazenamento

Leia mais

UNIVERSIDADE VEIGA DE ALMEIDA CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSAMENTO DE DADOS BANCO DE DADOS

UNIVERSIDADE VEIGA DE ALMEIDA CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSAMENTO DE DADOS BANCO DE DADOS CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSAMENTO DE DADOS CLAUDIO RIBEIRO DA SILVA MARÇO 1997 2 1 - CONCEITOS GERAIS DE 1.1 - Conceitos Banco de Dados - Representa

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA AGRÍCOLA DE JUNDIAÍ EAJ - PRONATEC / REDE etec MÓDULO III DESENVOLVIMENTO PROFESSOR ADDSON COSTA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA AGRÍCOLA DE JUNDIAÍ EAJ - PRONATEC / REDE etec MÓDULO III DESENVOLVIMENTO PROFESSOR ADDSON COSTA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA AGRÍCOLA DE JUNDIAÍ EAJ - PRONATEC / REDE etec MÓDULO III DESENVOLVIMENTO PROFESSOR ADDSON COSTA RESUMO DE AULA CRIAÇÃO E MANIPULAÇÃO DO BANCO DE DADOS

Leia mais

DML - SELECT Agrupando Dados

DML - SELECT Agrupando Dados DML - SELECT Agrupando Dados 1. Apresentação Já conhecemos os comandos básicos de manipulação de dados: insert; delete; update e select. O comando de consulta select utilizado até aqui era aplicado sobre

Leia mais

SQL Structured Query Language

SQL Structured Query Language Janai Maciel SQL Structured Query Language (Banco de Dados) Conceitos de Linguagens de Programação 2013.2 Structured Query Language ( Linguagem de Consulta Estruturada ) Conceito: É a linguagem de pesquisa

Leia mais

Principal: construir uma base de dados para produção de informações sobre internações hospitalares;

Principal: construir uma base de dados para produção de informações sobre internações hospitalares; Principal: construir uma base de dados para produção de informações sobre internações hospitalares; Específicos: - criar um banco de dados para armazenar registros sobre internações hospitalares; - produzir

Leia mais

Informática I. Aula 6. http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 6-12/09/2007 1

Informática I. Aula 6. http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 6-12/09/2007 1 Informática I Aula 6 http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 6-12/09/2007 1 Ementa Noções Básicas de Computação (Hardware, Software e Internet) HTML e Páginas Web Internet e a Web Javascript e

Leia mais

Java Como Programar, 8/E

Java Como Programar, 8/E Capítulo 2 Introdução aos aplicativos Java Java Como Programar, 8/E (C) 2010 Pearson Education, Inc. Todos os 2.1 Introdução Programação de aplicativo Java. Utilize as ferramentas do JDK para compilar

Leia mais

SQL. SQL (Structured Query Language) Comando CREATE TABLE. SQL é uma linguagem de consulta que possibilita:

SQL. SQL (Structured Query Language) Comando CREATE TABLE. SQL é uma linguagem de consulta que possibilita: SQL Tópicos Especiais Modelagem de Dados Prof. Guilherme Tavares de Assis Universidade Federal de Ouro Preto UFOP Instituto de Ciências Exatas e Biológicas ICEB Mestrado Profissional em Ensino de Ciências

Leia mais

LINGUAGEM SQL PARA CONSULTAS EM MICROSOFT ACCESS

LINGUAGEM SQL PARA CONSULTAS EM MICROSOFT ACCESS LINGUAGEM SQL PARA CSULTAS EM MICROSOFT ACCESS Objetivos: Neste tutorial serão apresentados os principais elementos da linguagem SQL (Structured Query Language). Serão apresentados diversos exemplos práticos

Leia mais

Definida pelo American National Standard Institute (ANSI) em 1986

Definida pelo American National Standard Institute (ANSI) em 1986 2.3. Linguagens Relacionais SQL Structured Query Language Linguagem para o modelo relacional: Definida pelo American National Standard Institute (ANSI) em 1986 Adoptada em 1987 como um standard internacional

Leia mais

Introdução ao SQL Avançado

Introdução ao SQL Avançado Introdução ao SQL Avançado Introdução as consultas, manipulação e a filtragem de dados com a linguagem SQL Prof. MSc. Hugo Vieira L. Souza Este documento está sujeito a copyright. Todos os direitos estão

Leia mais

SQL - Banco de Dados. Disciplina: Banco de Dados. Professor: José Antônio. José Antônio - CEFET-RN 23/09/2015

SQL - Banco de Dados. Disciplina: Banco de Dados. Professor: José Antônio. José Antônio - CEFET-RN 23/09/2015 SQL - Banco de Dados 1 Disciplina: Banco de Dados Professor: José Antônio 2 Tópicos de discussão Criando um banco de dados Incluindo, atualizando e excluindo linhas nas tabelas Pesquisa básica em tabelas

Leia mais

Características do PHP. Começando a programar

Características do PHP. Começando a programar PHP Introdução Olá pessoal. Desculpe o atraso na publicação da aula. Pude perceber pelas respostas (poucas) ao fórum que a realização da atividade do módulo I foi relativamente tranquila. Assistam ao vídeo

Leia mais

SQL UMA ABORDAGEM INTERESSANTE

SQL UMA ABORDAGEM INTERESSANTE SQL é uma linguagem de consulta estruturada, do inglês Structured Query Language. É uma linguagem de pesquisa declarativa para banco de dados relacional (base de dados relacional). Muitas das características

Leia mais

Algoritmo. Linguagem natural: o Ambígua o Imprecisa o Incompleta. Pseudocódigo: o Portugol (livro texto) o Visualg (linguagem) Fluxograma

Algoritmo. Linguagem natural: o Ambígua o Imprecisa o Incompleta. Pseudocódigo: o Portugol (livro texto) o Visualg (linguagem) Fluxograma Roteiro: Conceitos básicos de algoritmo, linguagem, processador de linguagem e ambiente de programação; Aspectos fundamentais da organização e do funcionamento de um computador; Construções básicas de

Leia mais

Ex.: INSERT INTO tmpautor (CDAUTOR, NMAUTOR) VALUES (1, Renato Araújo )

Ex.: INSERT INTO tmpautor (CDAUTOR, NMAUTOR) VALUES (1, Renato Araújo ) Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: B1SGB - Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados Memória de aula Aula 10 1) Incluindo linhas nas tabelas a. Para incluir linhas em tabelas

Leia mais

Banco de Dados. Prof. Antonio

Banco de Dados. Prof. Antonio Banco de Dados Prof. Antonio SQL - Structured Query Language O que é SQL? A linguagem SQL (Structure query Language - Linguagem de Consulta Estruturada) é a linguagem padrão ANSI (American National Standards

Leia mais

Descrição Tinyint[(M)] Inteiro pequeno. Varia de 128 até +127

Descrição Tinyint[(M)] Inteiro pequeno. Varia de 128 até +127 Disciplina: Tópicos Especiais em TI PHP Este material foi produzido com base nos livros e documentos citados abaixo, que possuem direitos autorais sobre o conteúdo. Favor adquiri-los para dar continuidade

Leia mais

SQL DML. Frederico D. Bortoloti freddb@ltc.ufes.br

SQL DML. Frederico D. Bortoloti freddb@ltc.ufes.br Banco de Dados I SQL DML Frederico D. Bortoloti freddb@ltc.ufes.br SQL - DML Os exemplos da aula serão elaborados para o esquema de dados a seguir: Empregado(matricula, nome, endereco, salario, supervisor,

Leia mais

Introdução à Banco de Dados. Nathalia Sautchuk Patrício

Introdução à Banco de Dados. Nathalia Sautchuk Patrício Introdução à Banco de Dados Nathalia Sautchuk Patrício Histórico Início da computação: dados guardados em arquivos de texto Problemas nesse modelo: redundância não-controlada de dados aplicações devem

Leia mais

ORACLE 11 G INTRODUÇÃO AO ORACLE, SQL,PL/SQL. Carga horária: 32 Horas

ORACLE 11 G INTRODUÇÃO AO ORACLE, SQL,PL/SQL. Carga horária: 32 Horas ORACLE 11 G INTRODUÇÃO AO ORACLE, SQL,PL/SQL Carga horária: 32 Horas Pré-requisito: Para que os alunos possam aproveitar este treinamento ao máximo, é importante que eles tenham participado dos treinamentos

Leia mais

f. Vocês podem selecionar todos os campos indicando-os, ou seja, sem usar * (boa prática) g. Muito relevante na manutenção de BD e de aplicações.

f. Vocês podem selecionar todos os campos indicando-os, ou seja, sem usar * (boa prática) g. Muito relevante na manutenção de BD e de aplicações. Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Disciplina: B1SGB - Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados Memória de aula Aula 11 1) Cláusulas SELECT e FROM a. Apesar de ser a primeira, ela é a

Leia mais

Pedro F. Carvalho OCP Oracle 2008.2 10g LINGUAGEM SQL. www.pedrofcarvalho.com.br contato@pedrofcarvalho.com.br São José do Rio Preto

Pedro F. Carvalho OCP Oracle 2008.2 10g LINGUAGEM SQL. www.pedrofcarvalho.com.br contato@pedrofcarvalho.com.br São José do Rio Preto Pedro F. Carvalho OCP Oracle 2008.2 10g LINGUAGEM SQL Objetivos Revisando a sintaxe SQL SELECT, UPDATE, INSERT, DELETE Manipulando expressões Funções matemáticas, etc Condições de Pesquisa Funções de Agregação

Leia mais

SQL comando SELECT. SELECT [DISTINCT] FROM [condição] [ ; ] Paulo Damico - MDK Informática Ltda.

SQL comando SELECT. SELECT [DISTINCT] <campos> FROM <tabela> [condição] [ ; ] Paulo Damico - MDK Informática Ltda. SQL comando SELECT Uma das tarefas mais requisitadas em qualquer banco de dados é obter uma listagem de registros armazenados. Estas tarefas são executadas pelo comando SELECT Sintaxe: SELECT [DISTINCT]

Leia mais

SQL. Prof. Márcio Bueno. {bd2tarde,bd2noite}@marciobueno.com

SQL. Prof. Márcio Bueno. {bd2tarde,bd2noite}@marciobueno.com SQL Prof. Márcio Bueno {bd2tarde,bd2noite}@marciobueno.com Material dos professores Ana Carolina Salgado, Fernando Foncesa e Valéria Times (CIn/UFPE) SQL SQL - Structured Query Language Linguagem de Consulta

Leia mais

SQL é uma linguagem de consulta que implementa as operações da álgebra relacional de forma bem amigável.

SQL é uma linguagem de consulta que implementa as operações da álgebra relacional de forma bem amigável. SQL (Structured Query Language) SQL é uma linguagem de consulta que implementa as operações da álgebra relacional de forma bem amigável. Além de permitir a realização de consultas, SQL possibilita: definição

Leia mais

2008.1 SQL. Autor: Renata Viegas

2008.1 SQL. Autor: Renata Viegas SQL Autor: Renata Viegas A linguagem SQL SQL - Structured Query Language. Foi definida nos laboratórios de pesquisa da IBM em San Jose, California, em 1974. Teve seus fundamentos no modelo relacional Sua

Leia mais

Faça um Site PHP 5.2 com MySQL 5.0 Comércio Eletrônico

Faça um Site PHP 5.2 com MySQL 5.0 Comércio Eletrônico Editora Carlos A. J. Oliviero Faça um Site PHP 5.2 com MySQL 5.0 Comércio Eletrônico Orientado por Projeto 1a Edição 2 Reimpressão São Paulo 2011 Érica Ltda. Noções Livrarse Preparação muitas muita Sumário

Leia mais

Principais Instruções em SQL. Contidas nesta apostila as principais instruções em SQL para a manutenção em Bancos de Dados.

Principais Instruções em SQL. Contidas nesta apostila as principais instruções em SQL para a manutenção em Bancos de Dados. Principais Instruções em SQL Contidas nesta apostila as principais instruções em SQL para a manutenção em Bancos de Dados. Atenção: Esta apostila foi desenvolvida com o auxílio on-line do banco MS-ACCESS,

Leia mais

Programação SQL. INTRODUÇÃO II parte

Programação SQL. INTRODUÇÃO II parte Programação SQL INTRODUÇÃO II parte Programação SQL SELECT; INSERT; UPDATE; DELETE. Este conjunto de comandos faz parte da sublinguagem denominada por DML Data Manipulation Language (Linguagem de manipulação

Leia mais

Comandos DDL. id_modulo = id_m odulo

Comandos DDL. id_modulo = id_m odulo Comandos DDL Estudo de Caso Controle Acadêmico Simplificado Uma escola contém vários cursos, onde cada aluno possui uma matricula num determinado curso. Estes cursos, por sua vez, possuem módulos, aos

Leia mais

Linguagem SQL Parte I

Linguagem SQL Parte I FIB - Centro Universitário da Bahia Banco de Dados Linguagem SQL Parte I Francisco Rodrigues Santos chicowebmail@yahoo.com.br Slides gentilmente cedidos por André Vinicius R. P. Nascimento Conteúdo A Linguagem

Leia mais

LINGUAGEM SQL. DML - Linguagem de Manipulação de Dados

LINGUAGEM SQL. DML - Linguagem de Manipulação de Dados LINGUAGEM SQL Structured Query Language, ou Linguagem de Consulta Estruturada ou SQL, é uma linguagem de pesquisa declarativa para banco de dados relacional (base de dados relacional). Muitas das características

Leia mais

O que são Bancos de Dados?

O que são Bancos de Dados? SQL Básico Liojes de Oliveira Carneiro professor.liojes@gmail.com www.professor-liojes.blogspot.com O que são Bancos de Dados? É o software que armazena, organiza, controla, trata e distribui os dados

Leia mais

Conectando Bancos de Dados Microsoft Access no BrOffice.org Base. fornecido pelo Projeto de Documentação do BrOffice.org

Conectando Bancos de Dados Microsoft Access no BrOffice.org Base. fornecido pelo Projeto de Documentação do BrOffice.org Conectando Bancos de Dados Microsoft Access no BrOffice.org Base fornecido pelo Projeto de Documentação do BrOffice.org Índice 1 Introdução...2 1.1 Versão... 2 1.2 Licenciamento...2 1.3 Mensagem do Projeto

Leia mais

INTRODUÇÃO BANCO DE DADOS(MYSQL) E PHP

INTRODUÇÃO BANCO DE DADOS(MYSQL) E PHP INTRODUÇÃO BANCO DE DADOS(MYSQL) E PHP Prof. Msc. Hélio Esperidião BANCO DE DADOS Podemos entender por banco de dados qualquer sistema que reúna e mantenha organizada uma série de informações relacionadas

Leia mais

Introdução à Engenharia da Computação. Banco de Dados Professor Machado

Introdução à Engenharia da Computação. Banco de Dados Professor Machado Introdução à Engenharia da Computação Banco de Dados Professor Machado 1 Sistemas isolados Produção Vendas Compras Banco de Dados Produtos... Banco de Dados Produtos... Banco de Dados Produtos... Desvantagens:

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE VARIAÁ VEL Antes de iniciarmos os comandos referentes a Banco de Dados, precisamos de uma breve descrição técnica sobre Variáveis que serão uma constante em programação seja qual for sua forma de leitura.

Leia mais

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário Sumário Conceitos Microsoft Access 97... 01 Inicialização do Access... 02 Convertendo um Banco de Dados... 03 Criando uma Tabela... 06 Estrutura da Tabela... 07 Propriedades do Campo... 08 Chave Primária...

Leia mais

Banco de Dados. Aula 1 - Prof. Bruno Moreno 16/08/2011

Banco de Dados. Aula 1 - Prof. Bruno Moreno 16/08/2011 Banco de Dados Aula 1 - Prof. Bruno Moreno 16/08/2011 Roteiro Apresentação do professor e disciplina Definição de Banco de Dados Sistema de BD vs Tradicional Principais características de BD Natureza autodescritiva

Leia mais

Aula 2. Objetivos Conceitos; Instalação do Text Pad; Entendendo o código java do AloMundo1 Codificação do AloMundo2,AloMundo3 e AloMundo4.

Aula 2. Objetivos Conceitos; Instalação do Text Pad; Entendendo o código java do AloMundo1 Codificação do AloMundo2,AloMundo3 e AloMundo4. Aula 2 Objetivos Conceitos; Instalação do Text Pad; Entendendo o código java do AloMundo1 Codificação do AloMundo2,AloMundo3 e AloMundo4. Conceitos O software controla os computadores(freqüentemente conhecido

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS

ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS ARTEFATO 02 AT02 Diversos I 1 Indice ESQUEMAS NO BANCO DE DADOS... 3 CRIANDO SCHEMA... 3 CRIANDO TABELA EM DETERMINADO ESQUEMA... 4 NOÇÕES BÁSICAS SOBRE CRIAÇÃO E MODIFICAÇÃO

Leia mais

FERRAMENTA DE APOIO A REESTRUTURAÇÃO DE CÓDIGO FONTE EM LINGUAGEM PL/SQL BASEADO EM PADRÕES DE LEGIBILIDADE

FERRAMENTA DE APOIO A REESTRUTURAÇÃO DE CÓDIGO FONTE EM LINGUAGEM PL/SQL BASEADO EM PADRÕES DE LEGIBILIDADE FERRAMENTA DE APOIO A REESTRUTURAÇÃO DE CÓDIGO FONTE EM LINGUAGEM PL/SQL BASEADO EM PADRÕES DE LEGIBILIDADE Formando: Dyckson Dyorgio Dolla Orientador: Prof. Everaldo Artur Grahl Julho / 2001 ROTEIRO DA

Leia mais

SQL (Structured Querie Language) Escola Secundária de Emídio Navarro 2001/2002 Estruturas, Tratamento e Organização de Dados

SQL (Structured Querie Language) Escola Secundária de Emídio Navarro 2001/2002 Estruturas, Tratamento e Organização de Dados SQL (Structured Querie Language) SQL é mais que uma linguagem de interrogação estruturada. Inclui características para a definição da estrutura de dados, para alterar os dados de uma base de dados, e para

Leia mais

2008.1. A linguagem SQL

2008.1. A linguagem SQL SQL 2008.1 A linguagem SQL SQL - Structured Query Language. Foi definida nos laboratórios de pesquisa da IBM em San Jose, California, em 1974. Teve seus fundamentos no modelo relacional Sua primeira versão

Leia mais

SQL. Curso Prático. Celso Henrique Poderoso de Oliveira. Novatec

SQL. Curso Prático. Celso Henrique Poderoso de Oliveira. Novatec SQL Curso Prático Celso Henrique Poderoso de Oliveira Novatec 1 Introdução Desde o início da utilização dos computadores, sabemos que um sistema é feito para aceitar entrada de dados, realizar processamentos

Leia mais

SQL BÁSICO. Introdução. Prof. Suelane Garcia. Linguagem SQL (Structured Query Language)

SQL BÁSICO. Introdução. Prof. Suelane Garcia. Linguagem SQL (Structured Query Language) SQL BÁSICO Prof. Suelane Garcia Introdução 2 Linguagem SQL (Structured Query Language) Linguagem de Consulta Estruturada padrão para acesso a Banco de Dados. Usada em inúmeros Sistemas de Gerenciamento

Leia mais

Laboratório de Banco de Dados II

Laboratório de Banco de Dados II Laboratório de Banco de Dados II Esquema de um banco de dados relacional Em aulas anteriores, vocês implantaram um projeto físico de banco de dados com todos os seus elementos, inclusive tratando do projeto

Leia mais

Ex.: INSERT INTO tmpautor (CDAUTOR, NMAUTOR) VALUES (1, Renato Araújo )

Ex.: INSERT INTO tmpautor (CDAUTOR, NMAUTOR) VALUES (1, Renato Araújo ) PRONATEC - Programador de Sistemas Banco de Dados 1) Incluindo linhas nas tabelas a. Para incluir linhas em tabelas utilize o comando INSERT INTO INSERT INTO tabela [ ( coluna [, coluna,...] ) ] VALUES

Leia mais

ROTEIRO. A Linguagem SQL (I parte) CEFET.PHB - PI Prof. Jefferson Silva. As partes da linguagem SQL. A Linguagem de Definição de Dados (SQL-DDL)

ROTEIRO. A Linguagem SQL (I parte) CEFET.PHB - PI Prof. Jefferson Silva. As partes da linguagem SQL. A Linguagem de Definição de Dados (SQL-DDL) CEFET.PHB - PI Prof. Jefferson Silva SQL (MySql) ROTEIRO I PARTE - INTRODUÇÃO AO SQL COMANDOS E SUAS PARTES DA LINGUAGEM SQL II PARTE ADMINSTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS UTILIZANDO MYSQL PRINCIPAIS INSTRUÇÕES

Leia mais

Treinamento sobre SQL

Treinamento sobre SQL Treinamento sobre SQL Como Usar o SQL Os dois programas que você mais utilizara no SQL Server são: Enterprise Manager e Query Analyzer. No Enterprise Manager, você pode visualizar e fazer alterações na

Leia mais

Banco de Dados. Prof. Dr. Rogério Galante Negri

Banco de Dados. Prof. Dr. Rogério Galante Negri Banco de Dados Prof Dr Rogério Galante Negri Tradicionalmente O armazenamento dos dados utilizava arquivos individuais, sem nenhum relacionamento Cada programa utilizava seu próprio sistema de arquivo

Leia mais

Banco de Dados I Linguagem SQL Parte 2. Autor: Prof. Cláudio Baptista Adaptado por: Prof. Ricardo Antonello

Banco de Dados I Linguagem SQL Parte 2. Autor: Prof. Cláudio Baptista Adaptado por: Prof. Ricardo Antonello Banco de Dados I Linguagem SQL Parte 2 Autor: Prof. Cláudio Baptista Adaptado por: Prof. Ricardo Antonello Introdução Como vimos, um SGBD possui duas linguagens: DDL: Linguagem de Definição de Dados. Usada

Leia mais

Banco de Dados. Maurício Edgar Stivanello

Banco de Dados. Maurício Edgar Stivanello Banco de Dados Maurício Edgar Stivanello Agenda Conceitos Básicos SGBD Projeto de Banco de Dados SQL Ferramentas Exemplo Dado e Informação Dado Fato do mundo real que está registrado e possui um significado

Leia mais

Principais Comandos SQL Usados no MySql

Principais Comandos SQL Usados no MySql Principais Comandos SQL Usados no MySql O que é um SGBD? Um Sistema Gerenciador de Banco de Dados (como no Brasil) ou Sistema Gestor de Base de Dados (SGBD) é o conjunto de programas de computador (softwares)

Leia mais

LINGUAGEM SQL PARA CONSULTAS EM MICROSOFT ACCESS

LINGUAGEM SQL PARA CONSULTAS EM MICROSOFT ACCESS LINGUAGEM SQL PARA CSULTAS EM MICROSOFT ACCESS Objetivos: Neste tutorial serão apresentados os principais elementos da linguagem SQL (Structured Query Language). Serão apresentados diversos exemplos práticos

Leia mais

Programação WEB II. PHP e Banco de Dados. progweb2@thiagomiranda.net. Thiago Miranda dos Santos Souza

Programação WEB II. PHP e Banco de Dados. progweb2@thiagomiranda.net. Thiago Miranda dos Santos Souza PHP e Banco de Dados progweb2@thiagomiranda.net Conteúdos Os materiais de aula, apostilas e outras informações estarão disponíveis em: www.thiagomiranda.net PHP e Banco de Dados É praticamente impossível

Leia mais

15 Conceitos de Bancos de Dados com o LibreOffice Base

15 Conceitos de Bancos de Dados com o LibreOffice Base Introdução a Informática - 1º semestre AULA 14 Prof. André Moraes Objetivos desta aula: Explorar as propriedades na criação de bancos de dados no LibreOffice Base; Criar e explorar tabelas; Criar e explorar

Leia mais

Capítulo 4 A Linguagem SQL. Murilo Silva de Camargo

Capítulo 4 A Linguagem SQL. Murilo Silva de Camargo Capítulo 4 A Linguagem SQL Murilo Silva de Camargo 1 SQL - Structured Query Language Estrutura básica Operações de conjunto Funções agregadas Valores nulos Sob consultas aninhadas Relações derivadas Visões

Leia mais

Algoritmos e Programação _ Departamento de Informática

Algoritmos e Programação _ Departamento de Informática 5 TIPOS DE DADOS Todo o trabalho realizado por um computador é baseado na manipulação das informações contidas em sua memória. De um modo geral estas informações podem ser classificadas em dois tipos:

Leia mais

Banco de Dados. Prof. Leonardo Barreto Campos 1

Banco de Dados. Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Banco de Dados Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Sumário Introdução; Banco de Dados Relacionais; SQL; MySQL; Manipulando Banco de Dados com o JDBC; Bibliografia; Prof. Leonardo Barreto Campos 2/25 Introdução

Leia mais

Banco de Dados I. Linguagem de Consulta (parte I) DDL DML

Banco de Dados I. Linguagem de Consulta (parte I) DDL DML Banco de Dados I Linguagem de Consulta (parte I) DDL DML Linguagem de Consulta:SQL contéudo Structured Query Language Originalmente SEQUEL Structured English Query Language Projeta e Implementada pela

Leia mais

LINGUAGEM SQL. SQL Server 2008 Comandos iniciais

LINGUAGEM SQL. SQL Server 2008 Comandos iniciais 1 LINGUAGEM SQL SQL Server 2008 Comandos iniciais SQL - STRUCTURED QUERY LANGUAGE Quando os Bancos de Dados Relacionais estavam sendo desenvolvidos, foram criadas linguagens destinadas à sua manipulação.

Leia mais

SQL Artigo e Resumo.

SQL Artigo e Resumo. SQL Artigo e Resumo Luciano dias Nunes 1, Rodrigo Strazburger 1 1 Disciplina: Linguagem de Programação - Sistema de Informação Faculdades Integradas de Taquara (FACCAT) Av. Oscar Martins Rangel, 4500 95.600-000

Leia mais

Tarefa Orientada 16 Vistas

Tarefa Orientada 16 Vistas Tarefa Orientada 16 Vistas Objectivos: Vistas só de leitura Vistas de manipulação de dados Uma vista consiste numa instrução de SELECT que é armazenada como um objecto na base de dados. Deste modo, um

Leia mais

BANCO DE DADOS -INTRODUÇÃO AO SQL. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br

BANCO DE DADOS -INTRODUÇÃO AO SQL. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br BANCO DE DADOS -INTRODUÇÃO AO SQL Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br Os comandos SQL podem ser agrupados em 3 classes: DDL Data Definition Language Comandos para a Definição

Leia mais

1.264 Aula 7. Introdução ao SQL

1.264 Aula 7. Introdução ao SQL 1.264 Aula 7 Introdução ao SQL Linguagem Estruturada de Consulta (SQL) Aula 7 SELECT, INSERT, DELETE, UPDATE Junções Aula 8 Subconsultas Visões (tabelas virtuais) Índices Transações Segurança Desempenho

Leia mais

T301B S Q L. Structure Query Language. Luis Fernando Calábria Erick Franklin Leonardo Bandeira

T301B S Q L. Structure Query Language. Luis Fernando Calábria Erick Franklin Leonardo Bandeira T301B S Q L Structure Query Language Luis Fernando Calábria Erick Franklin Leonardo Bandeira Sumário 1. INTRODUÇÃO 3 1.1. SOBRE SQL 3 1.2. VISÃO GERAL DE UM BANCO DE DADOS RELACIONAL 3 1.3. COLUNAS E LINHAS

Leia mais

Criação de Consultas e Relatórios no Access CRIAÇÃO DE CONSULTAS E RELATÓRIOS NO ACCESS

Criação de Consultas e Relatórios no Access CRIAÇÃO DE CONSULTAS E RELATÓRIOS NO ACCESS Criação de Consultas e Relatórios no Access CRIAÇÃO DE CONSULTAS E RELATÓRIOS NO ACCESS Sumário Conceitos / Autores chave... 3 1. Introdução... 4 2. Consultas... 5 3. Relatórios... 8 4. Conclusões... 11

Leia mais

Prof. Ronaldo R. Goldschmidt. ronaldo@de9.ime.eb.br rribeiro@univercidade.br geocities.yahoo.com.br/ronaldo_goldschmidt

Prof. Ronaldo R. Goldschmidt. ronaldo@de9.ime.eb.br rribeiro@univercidade.br geocities.yahoo.com.br/ronaldo_goldschmidt Prof. Ronaldo R. Goldschmidt ronaldo@de9.ime.eb.br rribeiro@univercidade.br geocities.yahoo.com.br/ronaldo_goldschmidt Prof. Ronaldo Ribeiro Goldschmidt REVISÃO DE BD RELACIONAIS E SQL! "" #!$ #%! $& #

Leia mais

Tarefa Orientada 11 Junção Interna

Tarefa Orientada 11 Junção Interna Tarefa Orientada 11 Junção Interna Objectivos: Junção Interna (INNER JOIN) Junção Interna A operação de junção interna (INNER JOIN) é utilizada para combinar colunas de duas ou mais tabelas. O resultado

Leia mais

S Q L 31/03/2010. SQL - Structured Query Language Linguagem de Consulta Estruturada

S Q L 31/03/2010. SQL - Structured Query Language Linguagem de Consulta Estruturada Gerenciamento de Dados e Informação Fernando Fonseca Ana Carolina Robson Fidalgo SQL SQL - Structured Query Language Linguagem de Consulta Estruturada Apesar do QUERY no nome, não é apenas de consulta,

Leia mais

Sintaxe Básica de Java Parte 1

Sintaxe Básica de Java Parte 1 Sintaxe Básica de Java Parte 1 Universidade Católica de Pernambuco Ciência da Computação Prof. Márcio Bueno poonoite@marcioubeno.com Fonte: Material da Profª Karina Oliveira Estrutura de Programa Um programa

Leia mais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Professor: Fernando Zaidan Disciplina: Modelagem e Projeto de Banco de Dados Especialização em Tecnologia da Informação - Ênfases Março- 2009 1 Modelo Físico Introdução

Leia mais

MySQL - Operações com SQL básico

MySQL - Operações com SQL básico MySQL - Operações com SQL básico Para testar se o MySQL esta instalado corretamente, execute a seguinte linha no prompt do DOS: c:\mysql\bin\mysql Se tudo estiver nos seus devidos lugares você vai receber

Leia mais

Linguagem e Técnicas de Programação I Programação estruturada e fundamentos da linguagem C

Linguagem e Técnicas de Programação I Programação estruturada e fundamentos da linguagem C Linguagem e Técnicas de Programação I Programação estruturada e fundamentos da linguagem C Prof. MSc. Hugo Souza Material desenvolvido por: Profa. Ameliara Freire Continuando as aulas sobre os fundamentos

Leia mais

MySQL: Inserção e Seleção em Tabelas

MySQL: Inserção e Seleção em Tabelas MySQL: Inserção e Seleção em Tabelas Programação de Servidores Marx Gomes Van der Linden http://marx.vanderlinden.com.br/ INSERT INTO Para inserir novas entradas (linhas) em um tabela, usa-se INSERT INTO.

Leia mais

Princípio dos anos 70 IBM desenvolve a linguagem Sequel para o System R. Standards ISO e ANSI SQL-86, SQL-89, SQL-92, SQL:1999, SQL:2003

Princípio dos anos 70 IBM desenvolve a linguagem Sequel para o System R. Standards ISO e ANSI SQL-86, SQL-89, SQL-92, SQL:1999, SQL:2003 Bases de Dados Introdução à linguagem SQL História Princípio dos anos 70 IBM desenvolve a linguagem Sequel para o System R Renomeada para SQL (Structured Query Language) Standards ISO e ANSI SQL-86, SQL-89,

Leia mais

ALGORITMOS PARTE 01. Fabricio de Sousa Pinto

ALGORITMOS PARTE 01. Fabricio de Sousa Pinto ALGORITMOS PARTE 01 Fabricio de Sousa Pinto Algoritmos: Definição 2 É uma sequência de instruções finita e ordenada de forma lógica para a resolução de uma determinada tarefa ou problema. Algoritmos 3

Leia mais

Laboratório de Banco de Dados Prof. Luiz Vivacqua. PL/pgSQL A Linguagem de programação do PostgreSQL

Laboratório de Banco de Dados Prof. Luiz Vivacqua. PL/pgSQL A Linguagem de programação do PostgreSQL Laboratório de Banco de Dados Prof. Luiz Vivacqua PL/pgSQL A Linguagem de programação do PostgreSQL 1) Visão Geral A PL/pgSQL é uma linguagem de programação procedural para o Sistema Gerenciador de Banco

Leia mais

Conceitos básicos da linguagem C

Conceitos básicos da linguagem C Conceitos básicos da linguagem C 2 Em 1969 Ken Thompson cria o Unix. O C nasceu logo depois, na década de 70. Dennis Ritchie, implementou-o pela primeira vez usando o sistema operacional UNIX criado por

Leia mais

1. Assinale as afirmações que são verdadeiras e as que são falsas, corrigindo-as:

1. Assinale as afirmações que são verdadeiras e as que são falsas, corrigindo-as: Curso Profissional Técnico de Informática de Gestão 10ºB Prof. Pedro Lopes S i s t e m a s d e I n f o r m a ç ã o M ó d u l o : L i n g u a g e m S Q L T e s t e s u m a t i v o d u r a ç ã o 8 0 m i

Leia mais

Banco de Dados I. Linguagem de Consulta (parte II) Recuperando Dados de Várias Tabelas (JOINS)

Banco de Dados I. Linguagem de Consulta (parte II) Recuperando Dados de Várias Tabelas (JOINS) Banco de Dados I Linguagem de Consulta (parte II) Recuperando Dados de Várias Tabelas (JOINS) Exemplo - pedido Diagrama Entidade-Relacionamento N Pedido N possui N Produto N faz tira 1 Cliente 1 Vendedor

Leia mais

Tarefa Orientada 15 Manipulação de dados

Tarefa Orientada 15 Manipulação de dados Tarefa Orientada 15 Manipulação de dados Objectivos: Criação de tabelas teste Comando INSERT INTO Inserção de dados Comando INSERT Actualização de dados Comando UPDATE Eliminação de dados Comando DELETE

Leia mais

Algoritmos e Estrutura de Dados. Introdução a Linguagem Python (Parte I) Prof. Tiago A. E. Ferreira

Algoritmos e Estrutura de Dados. Introdução a Linguagem Python (Parte I) Prof. Tiago A. E. Ferreira Algoritmos e Estrutura de Dados Aula 1 Introdução a Linguagem Python (Parte I) Prof. Tiago A. E. Ferreira Linguagem a ser Utilizada? Nossa disciplina é de Algoritmos e Estrutura de Dados, e não de linguagem

Leia mais

Banco de Dados Oracle 10g: Introdução à Linguagem SQL

Banco de Dados Oracle 10g: Introdução à Linguagem SQL Oracle University Entre em contato: 0800 891 6502 Banco de Dados Oracle 10g: Introdução à Linguagem SQL Duração: 5 Dias Objetivos do Curso Esta classe se aplica aos usuários do Banco de Dados Oracle8i,

Leia mais

2 Um Primeiro Programa em C

2 Um Primeiro Programa em C 2 Um Primeiro Programa em C Ronaldo F. Hashimoto, Carlos H. Morimoto e José A. R. Soares OobjetivodessaaulaéintroduzirvocêàlinguagemCemambienteLinux,primeiramentemostrandoasua estrutura, e a seguir com

Leia mais

BASES DE DADOS I LTSI/2. Universidade da Beira Interior, Departamento de Informática Hugo Pedro Proença, 2010/2011

BASES DE DADOS I LTSI/2. Universidade da Beira Interior, Departamento de Informática Hugo Pedro Proença, 2010/2011 BASES DE DADOS I LTSI/2 Universidade da Beira Interior, Departamento de Informática Hugo Pedro Proença, 2010/2011 Ao nível das linguagens de manipulação de dados (Data Manipulation Language - DML) o SQL

Leia mais

Revisando sintaxes SQL e criando programa de pesquisa. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011

Revisando sintaxes SQL e criando programa de pesquisa. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Revisando sintaxes SQL e criando programa de pesquisa. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Edição 5 SELECT * FROM Minha_memoria Revisando Sintaxes SQL e Criando programa de Pesquisa Ano:

Leia mais

S Q L 15/01/2013. Enfoques de SQL. Enfoques de SQL SQL. Usos de SQL. SQL - Origem/Histórico. Gerenciamento de Dados e Informação

S Q L 15/01/2013. Enfoques de SQL. Enfoques de SQL SQL. Usos de SQL. SQL - Origem/Histórico. Gerenciamento de Dados e Informação Enfoques de SQL Gerenciamento de Dados e Informação Fernando Fonseca Ana Carolina Valeria Times Bernadette Loscio Linguagem interativa de consulta (ad-hoc): usuários podem definir consultas independente

Leia mais