Introdução a Algoritmos Parte 04

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Introdução a Algoritmos Parte 04"

Transcrição

1 Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Engenharia de Computação Introdução a Algoritmos Parte 04 Prof. Jorge Cavalcanti 1

2 Introdução a Algoritmos Estruturas de controle de fluxo Em alguns algoritmos, é necessário executar uma mesma tarefa por um número determinado ou indeterminado de vezes. Exemplos: Calcular a raiz quadrada dos números 1 à 100. Observe que para cada número, o mesmo cálculo será realizado. Neste caso, o cálculo é repetido 100 vezes. Calcular a raiz quadrada de um número sempre que este número for menor que 15. Este fato gerou a criação das estruturas de repetição as quais veremos a seguir. 2

3 Introdução a Algoritmos Estrutura de Repetição Enquanto Neste caso, uma dada tarefa será repetida enquanto uma determinada condição for verdadeira. Sintaxe: enquanto (<expressão lógica ou relacional>) faca<sequência de comandos> Fimenquanto Obs: <expressão lógica ou relacional> é avaliada antes de cada repetição do laço. Quando seu resultado for VERDADEIRO, <sequência-de-comandos> é executada. O fato da avaliação da expressão lógica encontrar-se no início do laço faz com que a sequência de comandos só venha a ser executada se ao menos uma vez a avaliação da expressão resultar em verdadeiro. 3

4 Introdução a Algoritmos algoritmo "Exemplo 1 - enquanto" var r: real inicio escreval ("Digite um numero") leia (r) enquanto (r<100) faca r <- (r^(1/2)) escreval (r) leia (r) fimenquanto 4

5 Introdução a Algoritmos 5

6 Introdução a Algoritmos Estrutura ou laço de repetição enquanto (continuação) Exemplo 2: O pseudocódigo e os fluxogramas a seguir escrevem na saída padrão os números inteiros contidos no intervalo [1, 10]. 6

7 Introdução a Algoritmos algoritmo "exemplo 2 laço enquanto" var valor: inteiro inicio valor <- 1 enquanto (valor <= 10) faca escreval (valor) valor <- valor+1 fimenquanto 7

8 Introdução a Algoritmos Inicio Inicio valor: inteiro valor: inteiro Valor <- 1 Valor <- 10 valor<=10 falso Fim Valor>0 falso Fim verdadeiro verdadeiro valor, Valor <- valor-1 Valor <- valor+1 10-valor, 8

9 Introdução a Algoritmos E se a condição do exemplo 1 for 50 < r < 100? algoritmo "Exemplo 1m enquanto" Var r: real Inicio Escreval ( Digite um número maior que 50 e menor que 100 ) leia (r) enquanto (r > 50) e (r < 100) faca r <- r^(1/2) escreval (r) leia (r) fimenquanto 9

10 Introdução a Algoritmos 10

11 Introdução a Algoritmos Estrutura de Repetição Repita... Até Sintaxe: repita <seqüência de comandos> ate (<expressão lógica ou relacional>) <seqüência de comandos> será executada sempre que o resultado da <expressão lógica ou relacional> resultar em FALSO. <seqüência de comandos> é executada ao menos uma vez, visto que a avaliação da <expressão lógica ou relacional> encontra-se no final da estrutura de repetição. Obs.: As instruções contidas no repita serão executadas enquanto o resultado da avaliação da expressão lógica resultar em falso. O fato da avaliação da expressão lógica encontrar-se no final do laço faz com que, mesmo no caso da expressão lógica nunca resultar em falso, a sequência de comandos seja executada ao menos uma vez. 11

12 Introdução a Algoritmos algoritmo "Repita...ate" var a: inteiro inicio escreval("digite um numero inteiro menor que 10") leia(a) repita a<- a+1 escreval (a) ate (a=10) Sempre que a condição a=10 for FALSA, a seqüência de comandos será executada. 12

13 Estruturas de Controle de Fluxo Inicio valor: inteiro Inicio valor: inteiro Valor <- 0 Valor <- 9 Valor <- valor+1 10-valor, valor, Valor <- valor-1 falso valor=10 verdadeiro Fim falso Valor=-1 verdadeiro Fim 13

14 Estruturas de Controle de Fluxo Exercício: Faça um algoritmo que recebe números naturais fornecidos pelo usuário, quando o usuário quiser parar a execução do algoritmo, o mesmo fornecerá um número negativo. O algoritmo deve retornar, ao final de seu processamento, a quantidade de números naturais fornecida pelo usuário. Fazer dois algoritmos utilizando em cada um, uma das estruturas de repetição vistas. Os algoritmos desenvolvidos devem ser representados através de um pseudocódigo e de um fluxograma. 14

15 Estruturas de Controle de Fluxo algoritmo "exercício laço de repetição (a) " var num, contador: inteiro inicio contador <- 0 repita escreva ("Entre com um número natural (entre com um inteiro negativo para sair): ") leia (num) se (num>=0) entao contador <- contador + 1 fimse ate (num<0) escreva ("Foram fornecidos ",contador, " números naturais pelo usuário ") 15

16 Estruturas de Controle de Fluxo algoritmo " exercício 15 laço de repetição (b)" var num, contador: inteiro inicio contador <- -1 repita escreva ("Entre com um número natural (entre com um inteiro negativo para sair): ") leia (num) contador <- contador + 1 ate (num<0) escreva ("Foram fornecidos ",contador, " números naturais pelo usuário ") 16

17 Estruturas de Controle de Fluxo Inicio num, contador: inteiro contador <- -1 "Entre com um número natural (entre com um inteiro negativo para sair): " num contador <- contador+1 falso num<0 verdadeiro "Fora fornecidos ", contador, " números naturais pelo usuário " Fim 17

18 Estruturas de Controle de Fluxo algoritmo "exercício 15 laço de repetição enquanto (a)" var num, contador: inteiro inicio contador <- 0 escreva ("Entre com um número natural (entre com um inteiro negativo para sair): ") leia (num) enquanto (num>=0) faca contador <- contador + 1 escreva ("Entre com um número natural (entre com um inteiro negativo para sair): ") leia (num) fimenquanto escreva ("Foram fornecidos ",contador, " números naturais pelo usuário") 18

19 Estruturas de Controle de Fluxo algoritmo " exercício 15 laço de repetição enquanto b" var num, contador: inteiro Inicio num <- 1 contador <- -1 enquanto (num>=0) faca contador <- contador + 1 escreva ("Entre com um número natural (entre com um inteiro negativo para sair): ") leia (num) fimenquanto escreva ("Foram fornecidos ",contador, " números naturais pelo usuário") 19

20 Estruturas de Controle de Fluxo Inicio num, contador: inteiro num <- 1 contador <- -1 num>=0 verdadeiro falso "Fora fornecidos ", contador, " números naturais pelo usuário " contador <- contador+1 Fim num "Entre com um número natural (entre com um inteiro negativo para sair): " 20

21 Estruturas de Controle de Fluxo Fluxograma/Exercício Construa um fluxograma para obter o resultado da divisão entre dois números. OBS.: Caso um dos operandos não seja válido o mesmo deve ser novamente solicitado até um valor válido ser fornecido, ou seja, as entradas devem ser validadas. Inicio n1, n2, res: real n1, /,n2, =,res Fim Digite o Dividendo: res <- n1 / n2 verdadeiro n1 falso n2<>0 Digite o Divisor: 21 n2

22 Estruturas de Controle de Fluxo Estrutura ou laço de repetição Ao analisarmos o que ocorre nos laços de repetição enquanto e repita, perceberemos que, normalmente, ocorre uma inicialização de uma variável, envolvida na expressão lógica que controla o número de repetições. Dentro do laço ocorre uma atualização no valor da variável mencionada, fazendo com que esta venha a tornar o resultado da avaliação da expressão lógica coerente para a finalização da execução do laço de repetição. Com base nesta observação foi criado o laço de repetição para.

23 Introdução a Algoritmos Estrutura de Repetição Para Sintaxe: Conta o número de repetições (deve ser necessariamente uma variável do tipo inteiro) Especifica o valor de inicialização da variável contadora. Especifica o valor máximo que a variável contadora pode alcançar. para <variável> de <valor-inicial> ate <valor limite> passo<incremento> faca <sequência de comandos> fimpara Quando o programa chega neste ponto, a variável contadora é incrementada e comparada com o valor limite. Indica o valor do incremento que será acrescentado à variável contadora em cada repetição do laço. É opcional. 23

24 Estruturas de Controle de Fluxo <valor-inicial> É uma expressão que especifica o valor de inicialização da variável contadora. <valor-limite> É uma expressão que especifica o valor máximo que a variável contadora pode alcançar. <incremento> É opcional. Quando presente, é precedido pela palavra-reservada passo. Constitui-se de uma expressão que especifica o valor do incremento que será acrescentado à variável contadora em cada repetição do laço. O valor padrão, assumido por omissão de <incremento> é 1. É possível especificar valores negativos para <incremento>. 24

25 Estruturas de Controle de Fluxo fimpara Indica o fim da sequência de comandos a serem repetidos. Cada vez que o programa chega neste ponto, é acrescentado à variável contadora o valor de <incremento>, e o valor resultante é comparado a <valor-limite>. Se for menor ou igual (ou maior ou igual, quando <incremento > for negativo), a sequência de comandos será executada mais uma vez; caso contrário, a execução prosseguirá a partir do primeiro comando que esteja após o fimpara. <valor-inicial>, <valor-limite> e <incremento> são avaliados uma única vez antes da execução da primeira repetição, e não se alteram durante a execução do laço, mesmo que variáveis eventualmente presentes nessas expressões tenham seus valores alterados. 25

26 Introdução a Algoritmos Exemplo 7: O pseudocódigo e o fluxograma a seguir escrevem na saída padrão os números inteiros contidos no intervalo [0, 10]. algoritmo "exemplo para" var valor: inteiro inicio para valor de 0 ate 10 faca escreval (valor) fimpara Se passo for omitido, o valor default do incremento é 1. 26

27 Introdução a Algoritmos algoritmo "Exemplo Para modificado" var No programa foi adicionado uma n, j:inteiro variável de incremento, onde o valor desta é digitada pelo usuário. Inicio escreval ("Digite um numero inteiro") leia(n) para j de 0 ate 10 passo n faca escreval (j) fimpara Obs:<valor-inicial>, <valor-limite> e <incremento> são avaliados uma única vez antes da execução da primeira repetição, e não se alteram durante a execução do laço, mesmo que variáveis eventualmente presentes nessas expressões tenham seus valores alterados. 27

28 Estruturas de Controle de Fluxo Inicio valor: inteiro Valor <- 0 valor<=10 falso Fim verdadeiro valor, Valor <- valor+1

29 Introdução a Algoritmos Ex.: Construa um pseudocódigo para um algoritmo que exiba em um monitor uma contagem decrescente do valor 30 até o valor 1. algoritmo decrescendo1" var n: inteiro inicio para n de 30 ate 1 passo -1 faca escreval (n) fimpara algoritmo decrescendo2" var n: inteiro inicio para n de 0 ate 29 faca escreval (30-n) fimpara 29

30 Estruturas de Controle de Fluxo Para finalizarmos nosso estudo das estruturas de controle de fluxo, vamos tratar do teorema que as originou: o Teorema da Programação Estruturada, conhecido como Teorema de Böhm-Jacopini. Enunciado em 1966 por Corrado Böhm e Giuseppe Jacopini, sendo resultado da teoria das linguagens de programação, O qual define que cada rotina computável pode ser descrita por um algoritmo que combine as instruções utilizando apenas três maneiras especificas: 1. Executar uma instrução, depois outra instrução (sequência); 2. Executar uma ou duas sequências de instruções de acordo com um valor booleano (condição); 3.Executar uma sequências de instruções até que um valor booleano seja verdadeiro (iteração). 30

31 Algoritmos e Programação 1)Receba do usuário um número entre 1 e 7, inclusive 1 e 7. Se ele digitar o número 1 mostre Hoje é Domingo, se ele digitar o número 2 mostre Hoje é Segunda... 2)Peça uma letra e mostre se ela é vogal ou consoante. 3) Peça três números e mostre o maior entre eles. 31

32 Algoritmos e Programação 1 - Receba do usuário um número entre 1 e 7, inclusive 1 e 7. Se ele digitar o número 1 mostre Hoje é Domingo, se ele digitar o número 2 mostre Hoje é Segunda... algoritmo "Dias da Semana seleção múltipla var num: inteiro inicio // Seção de Comandos escreval ("Digite um número de 1 a 7:") leia (num) escolha (num) caso 1 escreval ("Hoje é Domingo") caso 2 escreval ("Hoje é Segunda") caso 3 escreval ("Hoje é Terça") caso 4 escreval ("Hoje é Quarta") caso 5 escreval ("Hoje é Quinta") caso 6 caso 7 fimescolha escreval ("Hoje é Sexta") escreval ("Hoje pe Sábado") outrocaso escreval ("Número inválido") 32

33 Algoritmos e Programação 2 - Peça uma letra e mostre se ela é vogal ou consoante. algoritmo "Letras do Alfabeto seleção multipla Tudo na mesma var linha do algoritmo let: caracter inicio // Seção de Comandos escreval ("Digite uma letra do alfabeto:") leia (let) escolha (let) caso "a", "e", "i", "o", "u" escreval ("É uma vogal") caso "b", "c", "d", "f", "g", "h", "j", "k", "l", "m", "n", "p", "q", "r", "s", "t", "v", "x", "w", "y", "z" escreval ("É uma consoante") outrocaso escreval ("É outro caractere") fimescolha 33

34 Algoritmos e Programação 3 - Peça três números e mostre o maior entre eles. algoritmo "MAIOR var n1,n2,n3, maior: inteiro inicio // Seção de Comandos escreval ("Digite três números") leia (n1,n2,n3) se (n1>n2) e (n1>n3) entao maior:= n1 senao se (n2>n3) entao maior:= n2 senao maior:= n3 fimse fimse escreva (maior) 34

35 Algoritmos e Programação Exercícios 4. Faça um algoritmo para escrever os números pares de 0 a Faça um algoritmo para escrever a série de Fibonacci = (0, 1, 1, 2, 3, 5, 8, 13, 21, 34,...) enquanto o termo a ser impresso for menor que Construa um algoritmo que receba dois números reais e um dos seguintes símbolos: +, -, * ou /, o qual designará qual operação será aplicada considerando os valores recebidos como seus operandos. O referido algoritmo deve retornar o resultado da operação selecionada com uma precisão de dois dígitos (observar a divisão por 0). 35

36 Algoritmos e Programação 4. Faça um algoritmo para escrever os números pares de 0 a 100. algoritmo "par de 0 a 100 var par: inteiro Inicio para par de 0 ate 100 faca se(par%2)=0 entao escreval (par) fimse fimpara 36

37 Algoritmos e Programação 5. Faça um algoritmo para escrever a série de Fibonacci = (0, 1, 1, 2, 3, 5, 8, 13, 21, 34,...) enquanto o termo a ser impresso for menor que 300. algoritmo fibonacci var proximo, atual, anterior: inteiro Inicio proximo:= 0 atual:= 0 anterior:= 1 se proximo = 0 entao escreval (proximo) fimse enquanto (proximo<300) faca escreval (proximo) proximo:= (atual + anterior) anterior:= atual atual:= proximo fimenquanto 37

38 Algoritmos e Programação 6. Construa um algoritmo que receba dois números reais e um dos seguintes símbolos: +, -, * ou /, o qual designará qual operação será aplicada considerando os valores recebidos como seus operandos. O referido algoritmo deve retornar o resultado da operação selecionada com uma precisão de dois dígitos. 38

39 Algoritmos e Programação Ex algoritmo calculadora" var op1, op2: real operador: caractere inicio escreva ("Entre com o primeiro operando: ") leia (op1) escreva ("Entre com o segundo operando: ") leia (op2) escreva ("Entre com um dos operadores (+, -, *, /): ") leia (operador) escolha (operador) caso "+ escreva (op1," ",operador,op2," =",op1+op2:10:2) caso "-" escreva (op1," ",operador,op2," =",op1-op2:10:2) 39

40 Algoritmos e Programação Ex 6. Continuação caso "*" escreva (op1," ",operador,op2," =", op1*op2:10:2) caso "/" se (op2<>0) entao escreva (op1," ",operador,op2," =") escreval (op1/op2:10:2) senao escreva ("Não é possível efetuar a divisão!") fimse Outrocaso escreva ("Operação inválida! ") fimescolha 40

41 Algoritmos e Programação 7. Escreva um programa que requisita dois números e faz a soma deles e depois pergunta se o usuário quer fazer o cálculo novamente. 8. Escreva um programa que recebe um número e conta a partir deste número até Ler 10 números e dizer se cada um é: nulo, positivo ou negativo. 41

42 Algoritmos e Programação 7. Escreva um programa que requisita dois números e faz a soma deles e depois pergunta se o usuário quer fazer o cálculo novamente. algoritmo repete soma var n1, n2, soma: real resp: caracter Inicio repita escreval ("Digite dois numeros para serem somados:") leia (n1,n2) soma:= n1+n2 escreval ("A soma eh:",soma) escreval ("Digite algo p/ fazer novo calculo e fim p/ encerrar") leia (resp) ate (resp = fim") 42

43 Algoritmos e Programação 8. Escreva um programa que recebe um número e conta a partir deste número até 100. algoritmo Conta ate 100 var a: inteiro inicio escreval("digite um numero inteiro menor que 100") leia(a) repita a<-a+1 escreval (a) ate (a=100) 43

44 Algoritmos e Programação 9. Ler 10 números e dizer se cada um é: nulo, positivo ou negativo. algoritmo definir numero var n1: inteiro Inicio para n1 de 0 ate 10 faca escreval ("Digite um numero:") leia (n1) se (n1=0) entao escreval ("nulo") fimse se (n1<0) entao escreval ("Numero negativo") fimse se (n1>0) entao escreval ("Numero positivo") fimse fimpara 44

45 Algoritmos e Programação 10. Escreva um programa que calcula o valor do imposto de renda de uma pessoa física, com as seguintes condições: se o salário >= 3.000, alíquota será 15%. Se 3.000>salário>=1500, alíquota será 7%. Se salário < 1500, isento. 11. Escreva um algoritmo que calcule N!, sendo que N é um inteiro fornecido pelo usuário e que 0! =1, por definição. 12. Elabore um algoritmo para cada estrutura de repetição (enquanto, repita e para) imprimir a tabuada do número 5. 45

46 Algoritmos e Programação 10. Escreva um programa que calcula o valor do imposto de renda de uma pessoa física, com as seguintes condições: se o salário >= 3.000, alíquota será 15%. Se 3.000>salário>=1500, alíquota será 7%. Se salário < 1500, isento. algoritmo "Imposto de Renda" // Seção de Declarações var salario, imposto: real aliquota: caractere inicio // Seção de Comandos escreva(" Informe o valor do salário: ") leia(salario) // definicao da alíquota se (salario >= 3000) entao aliquota <- "c" senao se (salario < 1500) entao aliquota <- "a" senao aliquota <- "b" fimse fimse escolha aliquota caso "a" imposto <- 0 caso "b" imposto <- salario * 0.07 caso "c" imposto <- salario * 0.15 fimescolha escreval(" Valor do imposto de renda:",imposto) 46

47 Algoritmos e Programação 11. Escreva um algoritmo que calcule N!, sendo que N é um inteiro fornecido pelo usuário e que 0! =1, por definição. algoritmo "Fatorial de N" // Seção de Declarações var N, F, C: inteiro // entrada, fatorial e controle) inicio // Seção de Comandos Escreva ("Digite um número inteiro: ") leia(n) Se (N = 0)entao escreva ("Fatorial de ", N, " = 1") senao F <-1 para c de 1 ate n faca F <- F*C fimpara escreva ("Fatorial de ", N, " = ", F) Fimse Fimalgoritmo 47

48 Algoritmos e Programação 12. Elabore um algoritmo para cada estrutura de repetição (enquanto, repita e para) imprimir a tabuada do número 5. algoritmo "Tabuada do 5 usando enquanto" // Seção de Declarações var cont: inteiro inicio // Seção de Comandos cont <- 1 enquanto (cont <=10) faca escreval (cont, " x 5 = ", cont*5) cont <- cont +1 fimenquanto algoritmo "Tabuada do 5 usando para var cont: inteiro Inicio cont <- 1 para cont de 1 ate 10 faca escreval (cont, " x 5 = ", cont*5) cont <- cont +1 fimpara algoritmo "Tabuada do 5 usando repita" // Seção de Declarações var cont: inteiro inicio // Seção de Comandos cont <- 1 repita escreval (cont, " x 5 = ", cont*5) cont <- cont +1 ate (cont <10) 48

ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO Estruturas de repetição. Andreza Leite andreza.leite@univasf.edu.br

ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO Estruturas de repetição. Andreza Leite andreza.leite@univasf.edu.br ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO Estruturas de repetição Andreza Leite andreza.leite@univasf.edu.br Estrutura de Repetição Enquanto Neste caso, uma dada tarefa será repetida enquanto uma determinada condição for

Leia mais

Algoritmos com VisuAlg

Algoritmos com VisuAlg Algoritmos com VisuAlg Prof Gerson Volney Lagemann Depto Eng de Produção e Sistemas UDESC - CCT Algoritmos com VisuAlg Introdução A linguagem VisuAlg é simples, seu objetivo é disponibilizar um ambiente

Leia mais

ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO. Andreza Leite Andreza.leite@univasf.edu.br

ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO. Andreza Leite Andreza.leite@univasf.edu.br ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO Andreza Leite Andreza.leite@univasf.edu.br Estruturas de Controle de Fluxo Em alguns algoritmos, é necessário executar uma mesma tarefa por um número determinado ou indeterminado

Leia mais

Estruturas de Controle de Fluxo

Estruturas de Controle de Fluxo 2. Comando de Seleção Múltipla Em algumas situações ao chegarmos a uma determinada instrução de um algoritmo devemos selecionar um dentre alguns trechos a seguir, tendo como base para esta escolha um conjunto

Leia mais

VisuALG Estruturas de Repetição. Professores: Vilson Heck Junior vilson.junior@ifsc.edu.br Felipe Schneider Costa felipe.costa@ifsc.edu.

VisuALG Estruturas de Repetição. Professores: Vilson Heck Junior vilson.junior@ifsc.edu.br Felipe Schneider Costa felipe.costa@ifsc.edu. VisuALG Estruturas de Repetição Professores: Vilson Heck Junior vilson.junior@ifsc.edu.br Felipe Schneider Costa felipe.costa@ifsc.edu.br O Problema. Estruturas de Repetição: Introdução; Repita ate; Exemplo;

Leia mais

Programação de Computadores I Pseudocódigo PROFESSORA CINTIA CAETANO

Programação de Computadores I Pseudocódigo PROFESSORA CINTIA CAETANO Programação de Computadores I Pseudocódigo PROFESSORA CINTIA CAETANO Pseudocódigo Pseudocódigo é uma forma genérica de escrever um algoritmo, utilizando uma linguagem simples (nativa a quem o escreve,

Leia mais

Prof. Jorge Cavalcanti

Prof. Jorge Cavalcanti Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Engenharia de Computação Introdução a Algoritmos Parte 03 (baseado no material do prof. Marcelo Linder) Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br

Leia mais

Aplicaremos a técnica do teste de mesa sobre o algoritmo abaixo, o qual visa determinar o número de vértices de uma figura geométrica.

Aplicaremos a técnica do teste de mesa sobre o algoritmo abaixo, o qual visa determinar o número de vértices de uma figura geométrica. Teste de Mesa Ao nos recordarmos dos passos necessários para a construção de um algoritmo veremos que após a elaboração de um algoritmo devemos testá-lo realizando simulações com o propósito de verificarmos

Leia mais

Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF Colegiado de Engenharia de Computação CECOMP

Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF Colegiado de Engenharia de Computação CECOMP Algoritmos e Programação Ricardo Argenton Ramos Baseado nos slides do professor Jadsonlee da Silva Sá Criando um Algoritmo Os passos necessários para a construção de um algoritmo: ler atentamente o enunciado

Leia mais

Python Condicionais e Loops. Introdução à Programação SI1

Python Condicionais e Loops. Introdução à Programação SI1 Python Condicionais e Loops Introdução à Programação SI1 Conteúdo Comando de Decisão Comandos de Repetição Exercícios 13/06/2013 2 Condicional Controle de fluxo É muito comum em um programa que certos

Leia mais

Exercícios de Fixação Pseudocódigo e Estruturas Básicas de Controle

Exercícios de Fixação Pseudocódigo e Estruturas Básicas de Controle Disciplina: TCC-00.7 Prog. de Computadores III Professor: Leandro Augusto Frata Fernandes Turma: A- Data: / / Exercícios de Fixação Pseudocódigo e Estruturas Básicas de Controle. Construa um algoritmo

Leia mais

Algoritmos e Programação (Prática) Profa. Andreza Leite andreza.leite@univasf.edu.br

Algoritmos e Programação (Prática) Profa. Andreza Leite andreza.leite@univasf.edu.br (Prática) Profa. Andreza Leite andreza.leite@univasf.edu.br Introdução O computador como ferramenta indispensável: Faz parte das nossas vidas; Por si só não faz nada de útil; Grande capacidade de resolução

Leia mais

CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 7

CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 7 CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 7 Revisão para prova: Comandos de Entrada e Saída Estruturas de Decisão (Se, caso (escolha)) Laços de Repetição (Enquanto, Repita, Para) Relembrando Trabalho 1 Prazo de

Leia mais

ALGORITMO I ESTRUTURA DE CONTROLE REPETIÇÃO PARA / ENQUANTO;

ALGORITMO I ESTRUTURA DE CONTROLE REPETIÇÃO PARA / ENQUANTO; ALGORITMO I ESTRUTURA DE CONTROLE REPETIÇÃO PARA / ENQUANTO; Jaime Evaristo (http://professor.ic.ufal.br/jaime/) Slide 1 ALGORITMO I ESTRUTURA DE REPETIÇÃO - Utilizando PARA Na repetição uma sequência

Leia mais

Computação e Processamento de Dados CPD INF400

Computação e Processamento de Dados CPD INF400 Computação e Processamento de Dados CPD INF400 Professor: André Ferreira andre.ferreira@ifba.edu.br Algoritmos com Repetição São algoritmos onde um conjunto de passos é repetido por um certo número de

Leia mais

Estruturas de Repetição Parte II PARA-ATÉ

Estruturas de Repetição Parte II PARA-ATÉ Estruturas de Repetição Parte II PARA-ATÉ Prof. Dr. Edson Pimentel Centro de Matemática, Computação e Cognição Objetivos Aprender a sintaxe da Estrutura de Repetição PARA-ATÉ na linguagem PORTUGOL Aprender

Leia mais

Prof. Jorge Cavalcanti

Prof. Jorge Cavalcanti Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Engenharia de Computação Introdução a Algoritmos Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti www.twitter.com/jorgecav

Leia mais

Guia da Linguagem de Programação do VisuAlg*

Guia da Linguagem de Programação do VisuAlg* Guia da Linguagem de Programação do VisuAlg* * Este guia foi integralmente copiado da opção A Linguagem do VisuAlg a partir do menu Ajuda. Pode-se obter ajuda específica de um determinado comando escolhendo

Leia mais

Algoritmos e Programação

Algoritmos e Programação Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Engenharia da Produção / Elétrica Parte 02 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti www.twitter.com/jorgecav

Leia mais

Aula 01. - Bibliografia - Definições - Operadores - Criação de um algoritmo - Exercícios. Algoritmo e Programação. Prof. Fábio Nelson.

Aula 01. - Bibliografia - Definições - Operadores - Criação de um algoritmo - Exercícios. Algoritmo e Programação. Prof. Fábio Nelson. - Bibliografia - Definições - Operadores - Criação de um algoritmo - Exercícios Aula 01 Slide 1 BIBLIOGRAFIA SCHILDT H. C Completo e Total, Makron Books. SP, 1997. Curso de linguagem C da UFMG. ZIVIANI,

Leia mais

ALGORITMOS cont. Universidade Federal do Rio Grande do Norte Centro de Tecnologia Departamento de Computação e Automação

ALGORITMOS cont. Universidade Federal do Rio Grande do Norte Centro de Tecnologia Departamento de Computação e Automação Universidade Federal do Rio Grande do Norte Centro de Tecnologia Departamento de Computação e Automação ALGORITMOS cont. tal, RN, maio/2004 Professor Responsável: Luiz Affonso Henderson Guedes de Oliveira

Leia mais

CURSO TÉCNICO DE INFORMÁTICA

CURSO TÉCNICO DE INFORMÁTICA IFBA CAMPUS EUNÁPOLIS CURSO TÉCNICO DE INFORMÁTICA APOSTILA DE ALGORITMOS Construir algoritmos é o objetivo fundamental de toda a programação, esta apostila ensina através de um processo lógico como resolver

Leia mais

José Romildo Malaquias 2011-1

José Romildo Malaquias 2011-1 Programação de Computadores I Aula 08 Programação: Estruturas de Repetição José Romildo Malaquias Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto 2011-1 1/58 Motivação Como imprimir os três

Leia mais

Algoritmos: Estruturas de Repetição. Prof. Carlos Lopes

Algoritmos: Estruturas de Repetição. Prof. Carlos Lopes Algoritmos: Estruturas de Repetição Prof. Carlos Lopes Estruturas de Repetição Considere o algoritmo apresentado anteriormente Algoritmo Inteiro N1,N2,N3,N4; // notas bimestrais Real MA // media Leia(N1,N2,N3,N4)

Leia mais

Programação I. Departamento de Engenharia Rural Centro de Ciências Agrárias

Programação I. Departamento de Engenharia Rural Centro de Ciências Agrárias Departamento de Engenharia Rural Centro de Ciências Agrárias Programação I Prof. Bruno Vilela Oliveira bruno@cca.ufes.br http://www.brunovilela.webnode.com.br Aulas 2-3-4-5-6-7-8 Lógica Algoritmos Portugol

Leia mais

Resolução de problemas e desenvolvimento de algoritmos

Resolução de problemas e desenvolvimento de algoritmos SSC0101 - ICC1 Teórica Introdução à Ciência da Computação I Resolução de problemas e desenvolvimento de algoritmos Prof. Vanderlei Bonato Prof. Cláudio Fabiano Motta Toledo Sumário Análise e solução de

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA AULA 06 ALGORITMOS

INFORMÁTICA APLICADA AULA 06 ALGORITMOS UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: Bacharelado em Ciências e Tecnologia INFORMÁTICA APLICADA AULA 06 ALGORITMOS Profª ª Danielle Casillo COMANDO ENQUANTO... FACA Na estrutura enquanto... faca,

Leia mais

Aula 11 Introdução ao Pseudocódigo. Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www3.ifrn.edu.

Aula 11 Introdução ao Pseudocódigo. Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www3.ifrn.edu. Aula 11 Introdução ao Pseudocódigo Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www3.ifrn.edu.br/~brunogomes Agenda da Aula Representação de Algoritmos em Pseudocódigo: Sintaxe;

Leia mais

Sumário Algoritmos e Estrutura de Dados Repetição

Sumário Algoritmos e Estrutura de Dados Repetição Sumário Algoritmos e Estrutura de Dados Repetição M. Sc. Luiz Alberto lasf.bel@gmail.com Estrutura de Repetição Estrutura de Repetição para...faca Estrutura de Repetição enquanto...faca Estrutura de Repetição

Leia mais

Estruturas de Controle de Fluxo

Estruturas de Controle de Fluxo Estruturas de Controle de Fluxo Exercício 11 Elabore um algoritmo, representando-o com um pseudocódigo e com um fluxograma, que com base no nome, em três notas e no número de faltas de um aluno qualquer

Leia mais

Algoritmos e Programação de Computadores

Algoritmos e Programação de Computadores Algoritmos e Programação de Computadores Algoritmos Estrutura Sequencial Parte 1 Professor: Victor Hugo L. Lopes Agenda Etapas de ação do computador; TDP Tipos de Dados Primitivos; Variáveis; Constantes;

Leia mais

Programação WEB I Estruturas de controle e repetição

Programação WEB I Estruturas de controle e repetição Programação WEB I Estruturas de controle e repetição Operadores de Incremento Operadores de incremento servem como expressões de atalho para realizar incrementos em variáveis Operadores de Incremento Vamos

Leia mais

Introdução à Lógica de Programação

Introdução à Lógica de Programação Sistemas Operacionais e Introdução à Programação Introdução à Lógica de Programação 1 Estruturas de dados Representação computacional das informações do problema ser resolvido Informações podem ser de

Leia mais

Lista 01 Estruturas de Repetição

Lista 01 Estruturas de Repetição Lista 01 Estruturas de Repetição Enquanto 1. Faça um programa que conte de 1 a 10 usando o laço enquanto. Algoritmo " Lista01_questao01" cont: inteiro cont

Leia mais

Algoritmo e Programação

Algoritmo e Programação Algoritmo e Programação Professor: José Valentim dos Santos Filho Colegiado: Engenharia da Computação Prof.: José Valentim dos Santos Filho 1 Ementa Noções básicas de algoritmo; Construções básicas: operadores,

Leia mais

Algoritmo. Linguagem natural: o Ambígua o Imprecisa o Incompleta. Pseudocódigo: o Portugol (livro texto) o Visualg (linguagem) Fluxograma

Algoritmo. Linguagem natural: o Ambígua o Imprecisa o Incompleta. Pseudocódigo: o Portugol (livro texto) o Visualg (linguagem) Fluxograma Roteiro: Conceitos básicos de algoritmo, linguagem, processador de linguagem e ambiente de programação; Aspectos fundamentais da organização e do funcionamento de um computador; Construções básicas de

Leia mais

Nesta aula serão apresentados alguns comandos de condição, repetição e gráficos.

Nesta aula serão apresentados alguns comandos de condição, repetição e gráficos. 3 COMANDOS CONDICIONAIS E DE LAÇO Nesta aula serão apresentados alguns comandos de condição, repetição e gráficos. 3.1 COMANDOS CONDICIONAIS 3.1.1 Comando IF Como o próprio nome já indica, estes comandos

Leia mais

Estruturas de Repetição. Programação em Java 2006-2007. Estruturas de Repetição

Estruturas de Repetição. Programação em Java 2006-2007. Estruturas de Repetição Aula 4 Estruturas de Repetição Programação em Java 2006-2007 Estruturas de Repetição As estruturas repetitivas ou ciclos permitem repetir um conjunto de uma ou mais instruções O Java apresenta três variantes

Leia mais

Apostila de Fundamentos de Programação I. Prof.: André Luiz Montevecchi

Apostila de Fundamentos de Programação I. Prof.: André Luiz Montevecchi Apostila de Fundamentos de Programação I Prof: André Luiz Montevecchi Introdução O mundo atual é dependente da tecnologia O uso intenso de diversos aparatos tecnológicos é parte integrante do nosso dia-a-dia

Leia mais

A lógica de programação ajuda a facilitar o desenvolvimento dos futuros programas que você desenvolverá.

A lógica de programação ajuda a facilitar o desenvolvimento dos futuros programas que você desenvolverá. INTRODUÇÃO A lógica de programação é extremamente necessária para as pessoas que queiram trabalhar na área de programação, seja em qualquer linguagem de programação, como por exemplo: Pascal, Visual Basic,

Leia mais

Pseudocódigo Exercício 6

Pseudocódigo Exercício 6 Pseudocódigo Exercício 6 Elabore um algoritmo que receba como entrada o valor do saque realizado pelo cliente de um banco e retorne quantas notas de cada valor serão necessárias para atender ao saque com

Leia mais

Sumário. INF01040 Introdução à Programação. Elaboração de um Programa. Regras para construção de um algoritmo

Sumário. INF01040 Introdução à Programação. Elaboração de um Programa. Regras para construção de um algoritmo INF01040 Introdução à Programação Introdução à Lógica de Programação s Seqüenciais Sumário Elaboração de um programa/algoritmo Formas de representação de um algoritmo Elementos manipulados em um programa/algoritmo

Leia mais

Resumo da Matéria de Linguagem de Programação. Linguagem C

Resumo da Matéria de Linguagem de Programação. Linguagem C Resumo da Matéria de Linguagem de Programação Linguagem C Vitor H. Migoto de Gouvêa 2011 Sumário Como instalar um programa para executar o C...3 Sintaxe inicial da Linguagem de Programação C...4 Variáveis

Leia mais

Estrutura de Repetição Simples

Estrutura de Repetição Simples Instituto de Ciências Eatas e Biológicas ICEB Lista de Eercícios Básicos sobre Laço Estrutura de Repetição Simples Eercício 01 Escreva um programa que imprima todos os números inteiros de 0 a 50. A seguir,

Leia mais

Introdução a Algoritmos Parte 07

Introdução a Algoritmos Parte 07 Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Engenharia de Computação Introdução a Algoritmos Parte 07 (Baseado no Material do Prof. Marcelo Linder) Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br

Leia mais

ALGORITMOS E LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PRÉ AULA DIAGNÓSTICO 22/10/2015. Analise o algoritmo a seguir e depois assinale a alternativa correspondente:

ALGORITMOS E LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PRÉ AULA DIAGNÓSTICO 22/10/2015. Analise o algoritmo a seguir e depois assinale a alternativa correspondente: ALGORITMOS E LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO Prof. Esp. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@gmail.com PRÉ AULA Julgue as afirmações enumeradas a seguir em verdadeiras (V) ou falsas

Leia mais

Aluísio Eustáquio da Silva

Aluísio Eustáquio da Silva 1 Aluísio Eustáquio da Silva SciLab Programável Material didático usado em aulas de Programação de Computadores, Algoritmos e Lógica de Programação Betim Maio de 2012 2 PROGRAMAÇÃO O SciLab permite que

Leia mais

Introdução à Lógica de Programação (cont.)

Introdução à Lógica de Programação (cont.) Operadores Introdução à Programação (cont.) Luis Otavio Alvares Adaptado de slides das profas. Vania Bogorny, Patrícia Jaques e Mônica Py Usados para incrementar, decrementar, comparar e avaliar dados,

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES (Teoria)

PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES (Teoria) PC PROGRAMAÇÃO DE COMPUTADORES (Teoria) Aula 01 Prof. Ricardo Veras (prof.rveras@gmail.com) ALGORITMOS "Seqüência ordenada de passos, que deve ser seguida para a realização de um tarefa" "Algoritmo é um

Leia mais

Algoritmos Computacionais ( Programas )

Algoritmos Computacionais ( Programas ) Algoritmos Computacionais ( Programas ) A partir deste tópico, consideramos a utilização do universo Computacional na solução de problemas. Para tanto devemos lembrar que a transposição de problemas do

Leia mais

Estruturas de entrada e saída

Estruturas de entrada e saída capa Estruturas de entrada e saída - A linguagem C utiliza de algumas funções para tratamento de entrada e saída de dados. - A maioria dessas funções estão presentes na biblioteca . - As funções

Leia mais

Algoritmos e Programação Parte Teórica

Algoritmos e Programação Parte Teórica Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Engenharia da Produção / Elétrica Algoritmos e Programação Parte Teórica Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

Algoritmos e Programação. Prof. Tarcio Carvalho

Algoritmos e Programação. Prof. Tarcio Carvalho Algoritmos e Programação Prof. Tarcio Carvalho Conceito de Lógica A utilização da lógica na vida do indivíduo é constante, visto que é ela quem possibilita a ordenação do pensamento humano. Exemplo: A

Leia mais

algoritmo "exercício 13" var op1, op2: real operador: caractere inicio escreva ("Entre com o primeiro operando: ") leia (op1) escreva ("Entre com o

algoritmo exercício 13 var op1, op2: real operador: caractere inicio escreva (Entre com o primeiro operando: ) leia (op1) escreva (Entre com o algoritmo "exercício 13" var op1, op2: real operador: caractere inicio escreva ("Entre com o primeiro operando: ") leia (op1) escreva ("Entre com o segundo operando: ") leia (op2) escreva ("Entre com um

Leia mais

JAVA NETBEANS PGOO Prof. Daniela Pires Conteúdo

JAVA NETBEANS PGOO Prof. Daniela Pires Conteúdo Conteúdo Estruturas de repetição (loops, laços)... 2 WHILE (enquanto)... 2 DO... WHILE (faça... enquanto)... 2 FOR... 3 FOREACH... 4 EXERCICIO LOOP FOR... 4 Novo Projeto... 5 Controles SWING... 10 1 Estruturas

Leia mais

Fluxograma. Símbolo Nome Descrição

Fluxograma. Símbolo Nome Descrição 65 Fluxograma Analisaremos agora o método de representação de algoritmos denominado fluxograma. Conceitualmente um fluxograma é um tipo de diagrama, e pode ser entendido como uma representação esquemática

Leia mais

Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF Colegiado de Engenharia de Computação CECOMP

Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF Colegiado de Engenharia de Computação CECOMP Algoritmos e Programação Ricardo Argenton Ramos Baseado nos slides do professor Jadsonlee da Silva Sá Ementa Conceito de algoritmo. Lógica de programação e programação estruturada. Linguagem de definição

Leia mais

Faculdade de Ciências Universidade Agostinho Neto Departamento de Matemática e Engenharia Geográfica Ciências da Computação

Faculdade de Ciências Universidade Agostinho Neto Departamento de Matemática e Engenharia Geográfica Ciências da Computação FaculdadedeCiências UniversidadeAgostinhoNeto DepartamentodeMatemáticaeEngenhariaGeográfica CiênciasdaComputação ProgramaçãoII SegundaParte Adaptado de um original dos docentes de ISCTE Objectivos Os alunos

Leia mais

Exercícios de estrutura de Repetição

Exercícios de estrutura de Repetição Exercícios de estrutura de Repetição 1 - Crie um algoritmo que o usuário entre com vários números inteiros e positivos e imprima o produto dos números ímpares e a soma dos números pares. INTEIRO: NUM,

Leia mais

Algoritmia e Programação APROG. Algoritmia 3. Repetições Simples. Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2013/14) 1/16

Algoritmia e Programação APROG. Algoritmia 3. Repetições Simples. Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2013/14) 1/16 APROG Algoritmia e Programação Algoritmia 3 Repetições Nelson reire (ISEP DEI-APROG 2013/14) 1/16 Sumário Interesse das Instruções de Repetição Tipos de Instruções de Repetição ENQUANTO REPETIR ENQUANTO

Leia mais

3. INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C 3.1. CONCEITOS BÁSICOS. Lógica de Programação

3. INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C 3.1. CONCEITOS BÁSICOS. Lógica de Programação Lógica de Programação 3. INTRODUÇÃO À LINGUAGEM C Caro Aluno Vamos iniciar o terceiro capítulo da nossa disciplina. Agora vamos começar a aplicar os conceitos vistos nos capítulos anteriores em uma linguagem

Leia mais

CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 9. Revisão Aula Anterior Estruturas de Decisão (If e Switch)

CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 9. Revisão Aula Anterior Estruturas de Decisão (If e Switch) CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 9 Revisão Aula Anterior Estruturas de Decisão (If e Switch) Revisão Comandos básicos no terminal: Para verificar os arquivos que estão em uma pasta usa-se ls: Para acessar

Leia mais

CAPÍTULO 3 - TIPOS DE DADOS E IDENTIFICADORES

CAPÍTULO 3 - TIPOS DE DADOS E IDENTIFICADORES CAPÍTULO 3 - TIPOS DE DADOS E IDENTIFICADORES 3.1 - IDENTIFICADORES Os objetos que usamos no nosso algoritmo são uma representação simbólica de um valor de dado. Assim, quando executamos a seguinte instrução:

Leia mais

Linguagem C: Estruturas de Controle. Prof. Leonardo Barreto Campos 1

Linguagem C: Estruturas de Controle. Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Linguagem C: Estruturas de Controle Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Sumário Estrutura de Controle e de Fluxo Comandos de Seleção: O comando if; Ifs Aninhados; A escada if-else-if; A expressão condicional;

Leia mais

Amanda Gondim de Oliveira

Amanda Gondim de Oliveira ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO Amanda Gondim de Oliveira ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO É comum a repetição de procedimentos para se realizar tarefas. Esse procedimentos não são repetidos eternamente, mas se encerram

Leia mais

Microcontroladores. Programação: fluxogramas, pseudocódigos e lógica. Prof. Daniel

Microcontroladores. Programação: fluxogramas, pseudocódigos e lógica. Prof. Daniel Microcontroladores Programação: fluxogramas, pseudocódigos e lógica Prof. Daniel 1 Algoritmo Pseudocódigo Também conhecido como Portugol ou Português Estruturado; As instruções são todas padronizadas;

Leia mais

Algoritmos e Fluxogramas

Algoritmos e Fluxogramas Algoritmos e Fluxogramas Lógica de Programação Teoria Introdução Este curso tem o objetivo de desenvolver o que chamamos de lógica de programação em pessoas que queiram ingressar neste mundo ou profissionais

Leia mais

ESTRUTURA DE UM PROGRAMA EM C++ Estrutura de um Programa em C++

ESTRUTURA DE UM PROGRAMA EM C++ Estrutura de um Programa em C++ ESTRUTURA DE UM PROGRAMA EM C++ Estrutura de um Programa em C++ #include { Este trecho é reservado para o corpo da função, com a declaração de suas variáveis locais, seus comandos e funções

Leia mais

Processamento Sequencial e Condicional

Processamento Sequencial e Condicional FTC Faculdade de Tecnologia e Ciências Engenharia Civil 1º Semestre Processamento Sequencial e Condicional Rafael Barbosa Neiva rafael@prodados.inf.br Processamento Sequencial Processamento sequencial

Leia mais

ALGORITMOS. Supervisão: Prof. Dr.º Denivaldo Lopes

ALGORITMOS. Supervisão: Prof. Dr.º Denivaldo Lopes Laboratory of Software Engineering and Computer Network Engineering for a better life Universidade Federal do Maranhão Curso de Engenharia Elétrica ALGORITMOS Supervisão: Prof. Dr.º Denivaldo Lopes Adelman

Leia mais

Convertendo Algoritmos para a Linguagem C

Convertendo Algoritmos para a Linguagem C onvertendo Algoritmos para a Linguagem Notas de Aula Prof. Francisco Rapchan www.geocities.com/chicorapchan O objetivo deste texto é mostrar alguns programas em, dando uma breve descrição de seu funcionamento

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO UFRPE

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO UFRPE Seção 1: Algoritmos Seqüências 1. Qual o valor das variáveis x, y, z e k após a execução do seguinte trecho de código? int x, y; int a = 14, b = 3; float z, k; Solução: x=14/3=4 y=14mod(3)=2 z=14/3=4 k=3/2.0=1.5

Leia mais

P r o g r a m a ç ã o d e C o m p u t a d o r e s 1 o S e m - 2 0 1 3 P r o f. A n d r é A m a r a n t e L u i z L A B 5 tag %2d while printf PE1:

P r o g r a m a ç ã o d e C o m p u t a d o r e s 1 o S e m - 2 0 1 3 P r o f. A n d r é A m a r a n t e L u i z L A B 5 tag %2d while printf PE1: Inteligência É a faculdade de criar objetos artificiais, especialmente ferramentas para fazer ferramentas. Henri Bergson. WHILE Além dos comandos if-else e switch, o controle de fluxo de um programa pode

Leia mais

2ª Lista de Exercícios

2ª Lista de Exercícios Faculdade Novo Milênio Engenharia da Computação Engenharia de Telecomunicações Processamento de Dados 2006/1 2ª Lista de Exercícios Obs.: Os programas devem ser implementados em C++. 1. Escrever um algoritmo

Leia mais

ET51D - INFORMÁTICA. Algoritmos - Estruturas de Decisão. Professor: Glauber G. O. Brante.

ET51D - INFORMÁTICA. Algoritmos - Estruturas de Decisão. Professor: Glauber G. O. Brante. ET51D - INFORMÁTICA Algoritmos - Estruturas de Decisão Professor: Glauber G. O. Brante gbrante@utfpr.edu.br UTFPR Universidade Tecnológica Federal do Paraná DAELT Departamento Acadêmico de Eletrotécnica

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação. Conceitos básicos de algoritmos

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação. Conceitos básicos de algoritmos Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação Conceitos básicos de algoritmos Prof. Renato Pimentel 1 Computação Dados Informações vindas de usuários ou de outras máquinas; Processamento transformação

Leia mais

Estruturas de Controle A Tomada de Decisões

Estruturas de Controle A Tomada de Decisões Estruturas de Controle A Tomada de Decisões Foi visto anteriormente como trabalhar com entrada, processamento e saída utilizando variáveis, constantes e operadores aritméticos. Apesar de já se conseguir

Leia mais

Lista de Exercícios 03 Algoritmos e Scilab Estrutura de Repetição 1) Escreva um algoritmo em Scilab que imprima todos os números inteiros de 0 a 50.

Lista de Exercícios 03 Algoritmos e Scilab Estrutura de Repetição 1) Escreva um algoritmo em Scilab que imprima todos os números inteiros de 0 a 50. Lista de Exercícios 03 Algoritmos e Scilab Estrutura de Repetição 1) Escreva um algoritmo em Scilab que imprima todos os números inteiros de 0 a 50. 2) Escreva um algoritmo em Scilab que imprima todos

Leia mais

Lista de Exercícios 03 Algoritmos e Scilab Estrutura de Repetição 1) Escreva um algoritmo em Scilab que imprima todos os números inteiros de 0 a 50.

Lista de Exercícios 03 Algoritmos e Scilab Estrutura de Repetição 1) Escreva um algoritmo em Scilab que imprima todos os números inteiros de 0 a 50. Lista de Exercícios 03 Algoritmos e Scilab Estrutura de Repetição 1) Escreva um algoritmo em Scilab que imprima todos os números inteiros de 0 a 50. 2) Escreva um algoritmo em Scilab que imprima todos

Leia mais

ALGORITMOS MEMÓRIA, VARIÁVEIS E CONSTANTES, OPERADORES Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br

ALGORITMOS MEMÓRIA, VARIÁVEIS E CONSTANTES, OPERADORES Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br ALGORITMOS MEMÓRIA, VARIÁVEIS E CONSTANTES, OPERADORES Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br ROTEIRO Memória Variáveis e constantes Tipos primitivos de dados Operadores Comandos

Leia mais

Bacharelado em Ciência e Tecnologia BC0505 Processamento da Informação - Prof. Edson Pinheiro Pimentel

Bacharelado em Ciência e Tecnologia BC0505 Processamento da Informação - Prof. Edson Pinheiro Pimentel [1]. Sendo o vetor V igual a: Bacharelado em Ciência e Tecnologia BC0505 Processamento da Informação - Prof. Edson Pinheiro Pimentel EXERCÍCIOS Lista de Exercícios Vetor e Matriz PARTE 1 Vetor 5 10 7 6

Leia mais

Conceitos básicos de algoritmos

Conceitos básicos de algoritmos Conceitos básicos de algoritmos Operadores Aritméticos Unários: +, - Exemplos: +1-5.9... var a: inteiro... a

Leia mais

Estruturas de Repetição

Estruturas de Repetição Estruturas de Repetição Lista de Exercícios - 04 Linguagem e Técnicas de Programação Professor: Edwar Saliba Júnior Estruturas de Repetição O que são e para que servem? São comandos que são utilizados

Leia mais

Programação de Computadores I Fluxogramas PROFESSORA CINTIA CAETANO

Programação de Computadores I Fluxogramas PROFESSORA CINTIA CAETANO Programação de Computadores I Fluxogramas PROFESSORA CINTIA CAETANO Problemas & Algoritmos Para resolver um problema através dum computador é necessário encontrar em primeiro lugar uma maneira de descrevê-lo

Leia mais

compreender a importância de cada estrutura de controle disponível na Linguagem C;

compreender a importância de cada estrutura de controle disponível na Linguagem C; Aula 3 Estruturas de controle Objetivos Esperamos que, ao final desta aula, você seja capaz de: compreender a importância de cada estrutura de controle disponível na Linguagem C; construir programas em

Leia mais

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PARA ENGENHARIA INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO COM C/C++ Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1

LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PARA ENGENHARIA INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO COM C/C++ Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 LÓGICA DE PROGRAMAÇÃO PARA ENGENHARIA INTRODUÇÃO À PROGRAMAÇÃO COM C/C++ Prof. Dr. Daniel Caetano 2012-1 Objetivos Entender o mecanismo de um programa em C/C++ Apresentar e estrutura da Linguagem C/C++

Leia mais

Capítulo 2 Introdução à Programação Estrutura de Controle

Capítulo 2 Introdução à Programação Estrutura de Controle Engenharia Elétrica PROGRAMAÇÃO PARA ENGENHARIA I Capítulo 2 Introdução à Programação Estrutura de Controle Prof. Claudinei Dias email: prof.claudinei.dias@gmail.com Plano de Ensino 2. Introdução à Programação

Leia mais

Algoritmos em Javascript

Algoritmos em Javascript Algoritmos em Javascript Sumário Algoritmos 1 O que é um programa? 1 Entrada e Saída de Dados 3 Programando 4 O que é necessário para programar 4 em JavaScript? Variáveis 5 Tipos de Variáveis 6 Arrays

Leia mais

A Linguagem Algorítmica Estrutura de Repetição. Ex. 2

A Linguagem Algorítmica Estrutura de Repetição. Ex. 2 Estrutura de Repetição. Ex. 2 A ESTRUTURA Enquanto faça{} É MELHOR UTILIZADA PARA SITUAÇÕES ONDE O TESTE DE CONDIÇÃO (V OU F) PRECISA SER VERIFICADO NO INÍCIO DA ESTRUTURA DE REPETIÇÃO.

Leia mais

Lista de Exercícios 03b Algoritmos Repetição

Lista de Exercícios 03b Algoritmos Repetição Lista de Exercícios 03b Algoritmos Repetição (enquanto... faça:... fim-enquanto) (faça:... enquanto) 61) Escreva um algoritmo em PORTUGOL que receba números do usuário e imprima o triplo de cada número.

Leia mais

7. Estrutura de Decisão

7. Estrutura de Decisão 7. Estrutura de Decisão Neste tipo de estrutura o fluxo de instruções a ser seguido é escolhido em função do resultado da avaliação de uma ou mais condições. Uma condição é uma expressão lógica. A classificação

Leia mais

Programação Básica em Arduino Aula 2

Programação Básica em Arduino Aula 2 Programação Básica em Arduino Aula 2 Execução: Laboratório de Automação e Robótica Móvel Variáveis são lugares (posições) na memória principal que servem para armazenar dados. As variáveis são acessadas

Leia mais

PSEUDO-CÓDIGO. Nickerson Fonseca Ferreira

PSEUDO-CÓDIGO. Nickerson Fonseca Ferreira 1 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE CAMPUS JOÃO CÂMARA PSEUDO-CÓDIGO Nickerson Fonseca Ferreira nickerson.ferreira@ifrn.edu.br Introdução 2 Um algoritmo pode ser

Leia mais

Python: Comandos Básicos. Claudio Esperança

Python: Comandos Básicos. Claudio Esperança Python: Comandos Básicos Claudio Esperança Primeiros passos em programação Até agora só vimos como computar algumas expressões simples Expressões são escritas e computadas imediatamente Variáveis podem

Leia mais

ALGORITMOS PARTE 01. Fabricio de Sousa Pinto

ALGORITMOS PARTE 01. Fabricio de Sousa Pinto ALGORITMOS PARTE 01 Fabricio de Sousa Pinto Algoritmos: Definição 2 É uma sequência de instruções finita e ordenada de forma lógica para a resolução de uma determinada tarefa ou problema. Algoritmos 3

Leia mais

CAPITULO 5 COMANDO DE FLUXO IF

CAPITULO 5 COMANDO DE FLUXO IF CAPITULO 5 COMANDO DE FLUXO IF Sempre que for necessária a tomada de decisão dentro de um programa, você terá que utilizar um comando condicional, pois é por meio dele que o PHP decidirá que lógica deverá

Leia mais

EXERCÍCIOS e Respostas de Lógica de Programação - ALGORITMOS -

EXERCÍCIOS e Respostas de Lógica de Programação - ALGORITMOS - FIT - Faculdade de Informática de Taquara Curso de Sistemas de Informação EXERCÍCIOS e Respostas de Lógica de Programação - ALGORITMOS - Profa. Flávia Pereira de Carvalho Março de 2007 Profa. Flávia Pereira

Leia mais

ERROS MAIS COMUNS COMETIDOS EM PROGRAMAS E ALGORITMOS

ERROS MAIS COMUNS COMETIDOS EM PROGRAMAS E ALGORITMOS ERROS MAIS COMUNS COMETIDOS EM PROGRAMAS E ALGORITMOS Compilação dos erros mais comuns cometidos por estudantes de Introdução a Algoritmos Marcos Portnoi Edição 19.4.2007 Universidade Salvador UNIFACS

Leia mais

ESTRUTURAS DE CONTROLE ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO

ESTRUTURAS DE CONTROLE ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO ESTRUTURAS DE CONTROLE ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO Baseado nos slides de autoria de Rosely Sanches Estruturas de Controle ESTRUTURA SEQUENCIAL ESTRUTURAS CONDICIONAIS Estrutura Condicional Simples Estrutura

Leia mais

Algoritmos I Aula 10 Estrutura de controle: repetição

Algoritmos I Aula 10 Estrutura de controle: repetição Algoritmos I Aula 10 Estrutura de controle: repetição Professor: Max Pereira http://paginas.unisul.br/max.pereira Ciência da Computação São comuns as situações nas quais precisamos repetir determinadas

Leia mais