PLANO DE REABILITAÇÃO URBANÍSTICA, TURISMO E CULTURA DE ABAETETUBA/PA Coordenação: Arqtª e Urbanista Roseane Norat LACORE/FAU/UFPA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PLANO DE REABILITAÇÃO URBANÍSTICA, TURISMO E CULTURA DE ABAETETUBA/PA Coordenação: Arqtª e Urbanista Roseane Norat LACORE/FAU/UFPA"

Transcrição

1 PLANO DE REABILITAÇÃO URBANÍSTICA, TURISMO E CULTURA DE ABAETETUBA/PA Coordenação: Arqtª e Urbanista Roseane Norat LACORE/FAU/UFPA REQUALIFICAÇÃO E REABILITAÇÃO URBANÍSTICA DA ORLA FLUVIAL E FEIRA DE ABAETETUBA Arquitª Daniella Fernandes Aragão CENTRO CULTURAL E GASTRONÔMICO DE ABAETETUBA PA Arquitª Raysa Ribeiro da Silveira EQUIPAMENTO URBANO DE SEGURANÇA PÚBLICA PREVENTIVA Arquitº Alex de Oliveira Bandeira DEZEMBRO/2012

2 MUNICIPIO DE ABAETETUBA - PA Imagem: localização do município de Abaetetuba-PA. Imagem: núcleo urbano do município de Abaetetuba-PA. Meso-região do nordeste do Pará População: hab. Território formado por 45 ilhas e um núcleo urbano composto por 14 bairros

3 MUNICÍPIO DE ABAETETUBA: O município de Abaetetuba pertence à região nordeste paraense e está localizado na margem rio Maratuíra, um dos afluentes do rio Tocantins. Localização do município de Abaetetuba Fonte:

4 cidade pólo na região ABAETETUBA acelerado crescimento econômico logística proximidade do Pólo Industrial da Vila dos Cabanos. Referência urbanística: Orla de Abaetetuba - Feira da cidade - diversas atividades sócio-econômicas - manutenção da cadeia produtiva e obtenção de renda olarias e embarcações - oficinas Cultura e Turismo: artesanato de miriti, gastronomia típica, orla fluvial, festividades religiosas e culturais e

5 REQUALIFICAÇÃO E REABILITAÇÃO URBANÍSTICA DA ORLA FLUVIAL E FEIRA DE ABAETETUBA Arquitª Daniella Fernandes Aragão

6 ANÁLISE DA ÁREA DE INTERVENÇÃO: Orla de Abaetetuba, área de intervenção, Rua Justo Chermont.

7 O USO INDEVIDO DO ESPAÇO PÚBLICO: Apropriação da via pelos feirantes Apropriação do passeio da orla pelos feirantes. Obstruindo a vista do rio Maratuira.

8 APROPRIAÇÃO E USO INDEVIDO DO ESAÇO PÚBLICO NAS TRANSVERSÁIS: Rua D. Pedro II Rua Tiradentes Rua Pedro Rodrigues

9 INFRA-ESTRUTURA DEFICIENTE PARA AS ATIVIDADES DA ORLA : Trapiches irregulares, não há terminal de passageiros. Trapiches particulares, para atender aos comerciantes ou aos ribeirinhos oriundos de ilhas próximas.

10

11 LOCALIZAÇÃO DA FEIRA LIVRE: Rua 15 e Agosto e Rua Justo Chermont (orla) TIPO: Fixa TIPO: Móvel

12 TERMINAL FLUVIAL DE PASSAGEIROS: LOCALIZALÇÃO: Rua Justo Chermont. Lanchonetes Box de passagens WC s públicos PNE Posto de fiscalização Rampa Flutuante.

13 FACHADAS DO TERMINAL FLUVIAL: Fachada 01 Fachada 02

14 Fachada 03 Fachada 04

15 TERMINAIS DE CARGA E DESCARGA DE MERCADORIAS: LOCALIZAÇÃO: Rua justo Chermont Extremidades da Orla. USO: Produtos que atenderão à Feira USO: Materiais para construções ou materiais pesados

16 TRAPICHE FLUTUANTE: LOCALIZAÇÃO: Rua Justo Chermont. Vista Superior As Plataformas se deslocam de acordo com a variação da tábua de marés, independentes do nível do rio. Vista Frontal

17 REQUALIFICAÇÃO URBANA E PAISAGÍSTICA DA ORLA: Para atender a variedade de usuários e potencializar novas atividades na orla, o projeto urbanístico e paisagístico definiu a criação de: Ciclofaixa: Rua Justo Chermont. Bicicletário Disposição do Bicicletário em 45º Capacidade: 142 bicicletas

18 Estacionamento: Disponível ao longo das transversais que dão acesso à orla. Passeio da Orla: Luminária Banco com guarda -corpo Passeio da margem do rio com estações de bancos e iluminação pública, com lixeiras acopladas. Faixa cidadã e rampas de acesso.

19 Paisagismo: Pergolado Jardineira

20 Espécies Usadas no Paisagismo: Pata de Vaca Usada no canteiro Central da Orla Palmeira Areca Usada nas jardineiras do passeio da Orla Sansão do campo Usada nos pergolados

21 CENTRO CULTURAL E GASTRONÔMICO DE ABAETETUBA PA Arquitª Raysa Ribeiro da Silveira

22 PROJETO ETAPA: LEVANTAMENTO

23 PROJETO ETAPA: LEVANTAMENTO

24 PROJETO ETAPA: LEVANTAMENTO

25 PROJETO ETAPA: LEVANTAMENTO

26 PROJETO ETAPA: LEVANTAMENTO

27 PROJETO ETAPA: LEVANTAMENTO

28 PROJETO ETAPA: PROJETO CENTRO GASTRONÔMICO

29 PROJETO ETAPA: PROJETO CENTRO GASTRONÔMICO

30 PROJETO ETAPA: PROJETO CENTRO GASTRONÔMICO

31 PROJETO ETAPA: PROJETO CENTRO GASTRONÔMICO

32 PROJETO ETAPA: PROJETO CENTRO GASTRONÔMICO

33 PROJETO ETAPA: PROJETO CENTRO DE ARTESANATO E CULTURA DO MIRITI

34 PROJETO ETAPA: PROJETO CENTRO DE ARTESANATO E CULTURA DO MIRITI

35 PROJETO ETAPA: PROJETO CENTRO DE ARTESANATO E CULTURA DO MIRITI

36 PROJETO ETAPA: PROJETO CENTRO DE ARTESANATO E CULTURA DO MIRITI

37 PROJETO ETAPA: PROJETO CENTRO DE ARTESANATO E CULTURA DO MIRITI

38 PROJETO ETAPA: PROJETO CENTRO DE APOIO AOS COMERCIANTES DO CCGA

39 PROJETO ETAPA: PROJETO CENTRO DE APOIO AOS COMERCIANTES DO CCGA

40 PROJETO ETAPA: PAISAGISMO

41 MAQUETE ELETRÔNICA VISTA GERAL

42 MAQUETE ELETRÔNICA ACESSO PRINCIPAL

43 MAQUETE ELETRÔNICA CENTRO GASTRONÔMICO ÁREA INTERNA

44 MAQUETE ELETRÔNICA ACESSO LATERAL

45 MAQUETE ELETRÔNICA PAISAGISMO

46 MAQUETE ELETRÔNICA QUIOSQUES

47 MAQUETE ELETRÔNICA CENTRO DE ARTESANATO

48 EQUIPAMENTO URBANO DE SEGURANÇA PÚBLICA PREVENTIVA Arquitº Alex de Oliveira Bandeira contribuir no combate a violência e na consolidação de uma nova política de segurança pública,baseada na prevenção, no respeito e participação cidadã, através da implementação de um equipamento urbano. LOCAÇÃO DO EQUIPAMENTO - ORLA EQUIPAMENTO DE SEGURANÇA PÚBLICA PREVENTIVA POSTO DE POLICIAMENTO 24H

49 POSTO DE POLICIAMENTO 24H PARA A ORLA PARTIDO VOLUMÉTRICO CONCEPÇÃO/ORIENTAÇÃO

50 LAY OUT POSTO DE POLICIAMENTO 24H

51 TERRENO / ORIENTAÇÃO Imagem: Tv. Joaquim Xavier ÁREA TOTAL DO LOTE: 875m² ÁREA DE OCUPAÇÃO DO EDIFICIO: 278m²

52 PROGRAMA DE NECESSIDADES Pav. Térreo

53 PROGRAMA DE NECESSIDADES Pav. Superior

54 EQUIPAMENTO URBANO DE SEGURANÇA PREVENTIVA MUNICÍPIO DE ABAETETUBA - PA PLANTA BAIXA PAV. TÉRREO ESPAÇOS (CARÁTER SOCIAL): ESPAÇO MULTI-USO / RECEPÇÃO; AUDITÓRIO / SALA CURSOS; SALA ACOLHIMENTO; WC S MASCULINO E FEMININO; OFICINA; DIREÇÃO; COORDENAÇÃO AÇÕES. AUTORES: ARQ. ALEX BANDEIRA CAU Nº ARQ. ROSE NORAT CAU Nº

55 EQUIPAMENTO URBANO DE SEGURANÇA PREVENTIVA MUNICÍPIO DE ABAETETUBA - PA PLANTA BAIXA PAV. SUPERIOR ESPAÇOS (CARÁTER TÉCNICO): SALA DE MONITORAMENTO; AUDITÓRIO / SALA REUNIÃO; COORDENAÇÃO; WC S MASCULINO E FEMININO; REFEITÓRIO; COPA; ALMOXARIFADO. AUTORES: ARQ. ALEX BANDEIRA CAU Nº ARQ. ROSE NORAT CAU Nº

56 COBERTURA

57 CORTE AA

58 CORTE BB

59 FACHADA PRINCIPAL

60 PROPOSTA PAISAGÍSTICA

61 EQUIPAMENTO URBANO DE SEGURANÇA PREVENTIVA MUNICÍPIO DE ABAETETUBA - PA PARTIDO VOLUMÉTRICO AUTORES: ARQ. ALEX BANDEIRA CAU Nº ARQ. ROSE NORAT CAU Nº

62 PREFEITURA MUNICIPAL DE ABAETETUBA Francineti Maria Rodrigues Carvalho - Prefeita LABORATÓRIO DE CONSERVAÇÃO, RESTAURAÇÃO E REABILITAÇÃO URBANA - LACORE COORDENAÇÃO DO PLANO DE REABILITAÇÃO URBANÍSTICA, TURISMO E CULTURA DE ABAETETUBA/PA Profª MSc Roseane da Conceição Costa Norat Arquiteta e Urbanista Coordenação de Extensão/LACORE, Profª Drª Thais Alessandra Bastos Caminha Sanjad Arquiteta e Urbanista Coordenação de Pesquisa/LACORE, EQUIPE TÉCNICA Daniella Fernandes Aragão Arquiteta e Urbanista Raysa Ribeiro da Silveira Arquiteta e Urbanista Alex de Oliveira Bandeira - Arquiteto e Urbanista Laboratório de Conservação, Restauração e Reabilitação - LACORE Universidade Federal do Pará/Faculdade de Arquitetura e Urbanismo Av. Augusto Correa, Nº 1, Cidade Universitária José da Silveira Netto, Atelier de Arquitetura - Guamá, Belém Pará Brasil - CEP: Telefone:

Trans 2015 VI Congresso Internacional de Transportes da Amazônia e VI Feira Internacional de Transportes da Amazônia. Belém 03 de Setembro de 2015

Trans 2015 VI Congresso Internacional de Transportes da Amazônia e VI Feira Internacional de Transportes da Amazônia. Belém 03 de Setembro de 2015 Trans 2015 VI Congresso Internacional de Transportes da Amazônia e VI Feira Internacional de Transportes da Amazônia Belém 03 de Setembro de 2015 TURISMO NÁUTICO Caracteriza-se pela utilização de embarcações

Leia mais

Concurso Público: Prêmio Caneleiro de Arquitetura Sustentável TERMO DE REFERÊNCIA

Concurso Público: Prêmio Caneleiro de Arquitetura Sustentável TERMO DE REFERÊNCIA Concurso Público: Prêmio Caneleiro de Arquitetura Sustentável TERMO DE REFERÊNCIA Junho 2014 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO Pg. 03 2. OBJETO Pg. 03 3. ESCOPO DOS PRODUTOS E SERVIÇOS Pg. 03 4. DIRETRIZES PARA

Leia mais

GABINETE DO PREFEITO

GABINETE DO PREFEITO GABINETE DO PREFEITO O Plano de Metas é um instrumento de gestão que orienta a Prefeitura na direção de uma cidade sustentável e oferece aos cidadãos e à imprensa um mecanismo para avaliar os compromissos

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA MEC UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ UFPI PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PRPPG

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA MEC UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ UFPI PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PRPPG MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA MEC UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ UFPI PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PRPPG Coordenadoria Geral de Pesquisa CGP Campus Universitário Ministro Petrônio Portela,

Leia mais

Centro POP Infraestrutura

Centro POP Infraestrutura CENTRO POP Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua Centro POP Infraestrutura Onde deve ser localizado o Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua

Leia mais

PAC CIDADES HISTÓRICAS. Natal /RN

PAC CIDADES HISTÓRICAS. Natal /RN PAC CIDADES HISTÓRICAS Natal /RN INTRODUÇÃO O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), iniciado em 2007, é uma inciativa do governo federal coordenada pelo Ministério do Planejamento que promoveu a

Leia mais

Transporte Fluvial nas Ilhas da Área Metropolitana de Belém LISTA DE FOTOS

Transporte Fluvial nas Ilhas da Área Metropolitana de Belém LISTA DE FOTOS LISTA DE FOTOS Transporte Fluvial nas Ilhas da Área Metropolitana de Belém Foto 1 : Aspecto geral do Porto de Belém...26 Foto 2 : Visão da ponte de acesso para as embarcações do terminal do Arapari em

Leia mais

Companhia de Portos e Hidrovias do Estado do Pará - CPH. AÇÕES 2012 e 2013 COMPANHIA DE PORTOS E HIDROVIAS DO ESTADO DO PARÁ

Companhia de Portos e Hidrovias do Estado do Pará - CPH. AÇÕES 2012 e 2013 COMPANHIA DE PORTOS E HIDROVIAS DO ESTADO DO PARÁ Companhia de Portos e Hidrovias do Estado do Pará - CPH AÇÕES 2012 e 2013 REFORMAS E ADEQUAÇÕES TERMINAIS HIDROVIÁRIOS - 2012 TERMINAL HIDROVIÁRIO DE BARCARENA Localizado na região Tocantina; Área construída

Leia mais

REPÚBLICA DE ANGOLA Governo Provincial da Huíla. INVEST HUÍLA 2015 Fórum de Negócios e Oportunidades de Investimento OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTO

REPÚBLICA DE ANGOLA Governo Provincial da Huíla. INVEST HUÍLA 2015 Fórum de Negócios e Oportunidades de Investimento OPORTUNIDADES DE INVESTIMENTO REPÚBLICA DE ANGOLA Governo Provincial da Huíla INVEST HUÍLA 2015 Fórum de Negócios e s de Investimento OPORTUNIDADES SECTOR IMOBILIÁRIO Construção SECTOR IMOBILIÁRIO Construção ÍNDICE IH.IM017 Boulevard

Leia mais

Preservação e Desenvolvimento Resultados da Oficina de Planejamento Estratégico em Cidades Históricas: Aplicação dos resultados das maquetes

Preservação e Desenvolvimento Resultados da Oficina de Planejamento Estratégico em Cidades Históricas: Aplicação dos resultados das maquetes Preservação e Desenvolvimento Resultados da Oficina de Planejamento Estratégico em Cidades Históricas: Aplicação dos resultados das maquetes eletrônicas e levantamento cadastral- Belém-PA 1. UM TERRITÓRIO

Leia mais

Parque do Engenho Central e Mirante 2002

Parque do Engenho Central e Mirante 2002 Anexo 1.34 Parque do Engenho Central e Mirante 2002 1. EDIFÍCIO HISTÓRICO Endereço: Rua Maurice Allain, 454, Vila Rezende, Piracicaba SP, Brasil. Autoria: desconhecida. Data do Projeto: final da década

Leia mais

TORRE DE TV: PROPORCIONANDO BEM ESTAR

TORRE DE TV: PROPORCIONANDO BEM ESTAR TORRE DE TV: PROPORCIONANDO BEM ESTAR Authors: Eliete Araujo¹, Ivana Santos¹, Fabiana Rajão¹, Laura Guerreiro¹ Affiliation: 1 - UniCEUB Keywords: Torre. Requalificar. Inteligente. I. INTRODUÇÃO Este trabalho

Leia mais

AÇÕES MERCADOS CENTRAL & SÃO SEBASTIÃO 2008

AÇÕES MERCADOS CENTRAL & SÃO SEBASTIÃO 2008 AÇÕES MERCADOS CENTRAL & SÃO SEBASTIÃO 2008 CENTRAL & SÃO SEBASTIÃO DADOS GERAIS Pertencentes a Prefeitura Municipal de Fortaleza vinculada a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Controle Urbano SEMAM.

Leia mais

Esta apresentação foi realizada no âmbito do projeto Moradia é Central durante o seminário do projeto no Rio de Janeiro.

Esta apresentação foi realizada no âmbito do projeto Moradia é Central durante o seminário do projeto no Rio de Janeiro. Esta apresentação foi realizada no âmbito do projeto Moradia é Central durante o seminário do projeto no Rio de Janeiro. Data: dia 29 de junho de 2009 Local: IAB Instituto de Arquitetos do Brasil Departamento

Leia mais

ATELIÊ DE PROJETO 2 PROGRAMA DE NECESSIDADES E INFORMAÇÕES SOBRE O TERRENO

ATELIÊ DE PROJETO 2 PROGRAMA DE NECESSIDADES E INFORMAÇÕES SOBRE O TERRENO PROGRAMA DE NECESSIDADES E INFORMAÇÕES SOBRE O TERRENO Prof: Andréa Dall Olio ANÁLISE DO ARQUITETO EXIGÊNCIAS DO USUÁRIO PROGRAMA DE NECESSIDADES Etapa destinada à determinação das exigências de caráter

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO PLANO DE MOBILIDADE URBANA DE SÃO PAULO

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO PLANO DE MOBILIDADE URBANA DE SÃO PAULO ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO PLANO DE MOBILIDADE URBANA DE SÃO PAULO outubro 2013 Plano de Mobilidade Urbana de São Paulo Em atendimento à Lei Federal 12.587 Institui a Política Nacional de Mobilidade Urbana

Leia mais

A REGIÃO METROPOLITA NA NA REVISÃO DO PLANO DIRETOR DE CURITIBA

A REGIÃO METROPOLITA NA NA REVISÃO DO PLANO DIRETOR DE CURITIBA A REGIÃO METROPOLITA NA NA REVISÃO DO PLANO DIRETOR DE CURITIBA SITUAÇÃO ATUAL INTEGRAÇÃO METROPOLITANA NA LEI ORGÂNICA DE CURITIBA TÍTULO IV - DA ORDEM ECONÔMICA E SOCIAL CAPÍTULO I - DA ORDEM ECONÔMICA

Leia mais

Sistema de localização e bloqueio veicular por célula de comunicação Objetivo Principal

Sistema de localização e bloqueio veicular por célula de comunicação Objetivo Principal de comunicação Objetivo Principal Prover uma solução de baixo custo para Identificação, localização, bloqueio e recuperação de veículos roubados ou procurados, através de micro circuitos embarcados de

Leia mais

ACERVO CARTOGRÁFICO DE EGON BELZ ACERVO CENTRO DE MEMÓRIA UNIVERSITÁRIA BU/FURB

ACERVO CARTOGRÁFICO DE EGON BELZ ACERVO CENTRO DE MEMÓRIA UNIVERSITÁRIA BU/FURB ACERVO CARTOGRÁFICO DE EGON BELZ ACERVO CENTRO DE MEMÓRIA UNIVERSITÁRIA BU/FURB CATEGORIA Cartografia OBJETO 108 pranchas: Elevação 01-02; Corte e elevação da escada interligação 1; Escada 2 planta substitutiva;

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CANOAS TERMO DE REFERÊNCIA ELABORAÇÃO DE PROJETOS EXECUTIVOS DE PRAÇAS PÚBLICAS, CENTRO COMUNITÁRIO E PRÉDIOS COMERCIAIS

PREFEITURA MUNICIPAL DE CANOAS TERMO DE REFERÊNCIA ELABORAÇÃO DE PROJETOS EXECUTIVOS DE PRAÇAS PÚBLICAS, CENTRO COMUNITÁRIO E PRÉDIOS COMERCIAIS TERMO DE REFERÊNCIA ELABORAÇÃO DE PROJETOS EXECUTIVOS DE PRAÇAS PÚBLICAS, CENTRO COMUNITÁRIO E PRÉDIOS COMERCIAIS LOTEAMENTO MORADA CIDADÃ BAIRRO FÁTIMA. LOTEAMENTO CANOAS MINHA TERRA I BAIRRO MATO GRANDE.

Leia mais

SERRA DO AMOLAR. A vida que bate no lado esquerdo do Pantanal

SERRA DO AMOLAR. A vida que bate no lado esquerdo do Pantanal SERRA DO AMOLAR A vida que bate no lado esquerdo do Pantanal 2015 O CAMINHO DAS ÁGUAS Quando adentram a planície, as águas diminuem de velocidade por conta da baixa declividade e dão origem a grandes

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO NOVO MUNDO EMPRESARIAL - RESERVA DO PAIVA

MEMORIAL DESCRITIVO NOVO MUNDO EMPRESARIAL - RESERVA DO PAIVA MEMORIAL DESCRITIVO NOVO MUNDO EMPRESARIAL - RESERVA DO PAIVA O empreendimento imobiliário NOVO MUNDO EMPRESARIAL, a ser implantado na Reserva do Paiva, à Avenida A, Quadra F-1, Lote 4A2, Praia do Paiva,

Leia mais

IMPORTÂNCIA E IMPACTO DO PROGRAMA PASSEIO LIVRE PARA A CIDADE DE SÃO PAULO. JOSÉ RENATO SOIBELMANN MELHEM Arquiteto e Urbanista

IMPORTÂNCIA E IMPACTO DO PROGRAMA PASSEIO LIVRE PARA A CIDADE DE SÃO PAULO. JOSÉ RENATO SOIBELMANN MELHEM Arquiteto e Urbanista IMPORTÂNCIA E IMPACTO DO PROGRAMA PASSEIO LIVRE PARA A CIDADE DE SÃO PAULO JOSÉ RENATO SOIBELMANN MELHEM Arquiteto e Urbanista Mobilidade social Envolve a integração de todos sistemas de circulação: 1.

Leia mais

De olho no futuro: como estará Porto Alegre daqui a 25 anos?

De olho no futuro: como estará Porto Alegre daqui a 25 anos? De olho no futuro: como estará Porto Alegre daqui a 25 anos? Mobilidade: projetar a cidade do futuro Sinaenco RS Hotel Deville, Porto Alegre 25 de setembro de 2013 Arq. Tiago Holzmann da Silva Presidente

Leia mais

PROGRAMA DE MOBILIDADE NÃO MOTORIZADA PARA O ESTADO DA BAHIA

PROGRAMA DE MOBILIDADE NÃO MOTORIZADA PARA O ESTADO DA BAHIA PROGRAMA DE MOBILIDADE NÃO MOTORIZADA PARA O ESTADO DA BAHIA DIURB - Diretoria de Equipamentos e Qualificação Urbanística SUDEN - Superintendência de Desenvolvimento Urbanístico COISP - Coordenação de

Leia mais

SECRETARIA DE OBRAS E PLANEJAMENTO URBANO

SECRETARIA DE OBRAS E PLANEJAMENTO URBANO III CONCURSO DE ESTUDANTES DA FAU FATEA Faculdades Integradas Teresa D Ávila - LORENA Concurso de projetos para Praças da área urbana, da cidade de Lorena - SP Apresentação: A Prefeitura Municipal de Lorena,

Leia mais

UFMS - PROINFRA/CPO COORDENADORIA DE PROJETOS E OBRAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL. BANCO DE PROJETOS: 2013 a 2014

UFMS - PROINFRA/CPO COORDENADORIA DE PROJETOS E OBRAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL. BANCO DE PROJETOS: 2013 a 2014 UFMS - PROINFRA/CPO COORDENADORIA DE PROJETOS E OBRAS UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL BANCO DE PROJETOS: 2013 a 2014 DEZEMBRO / 2014 Página 1 de 17 Reitora: Profa. Dra. Célia Maria Silva Correa

Leia mais

VI CONGRESSO INTERNACIONAL DE TRANSPORTES NA AMAZÔNIA II SEMINÁRIO INTERNACIONAL BRASIL/HOLANDA

VI CONGRESSO INTERNACIONAL DE TRANSPORTES NA AMAZÔNIA II SEMINÁRIO INTERNACIONAL BRASIL/HOLANDA VI CONGRESSO INTERNACIONAL DE TRANSPORTES NA AMAZÔNIA II SEMINÁRIO INTERNACIONAL BRASIL/HOLANDA PLATAFORMAS LOGÍSTICAS E TERMINAIS HIDROVIÁRIOS 02.09.2015 SUMÁRIO 1 2 INTRODUÇÃO - Objetivos e Plano Estratégico

Leia mais

LOCALIZAÇÃO. No coração do Tirol, um bairro inteiro de presente para você!

LOCALIZAÇÃO. No coração do Tirol, um bairro inteiro de presente para você! LOCALIZAÇÃO No coração do Tirol, um bairro inteiro de presente para você! Av. Alexandrino de Alencar com Av. Salgado Filho. PARQUE DAS DUNAS SHOPPING Alexandrino de Alencar, 1.330. Salgado Filho. IMPLANTAÇÃO

Leia mais

A menor distância entre você mil consumidores

A menor distância entre você mil consumidores A menor distância entre você e 200 mil consumidores O privilégio de estar localizado no melhor pontode Cotia! Entrada da Cidade Av. Antônio Mathias de Camargo São Roque Itapevi Barueri Jandira Carapicuíba

Leia mais

Revitalizacão de áreas

Revitalizacão de áreas solange de oliveira patrícia a. nascimento sheila nicolini neto orgel ramos júnior estudo de casos Parque das Nações (Lisboa); Estação das Docas (Belém/PA). RioCidade (Rio de Janeiro). 2 panorama Estação

Leia mais

Polis Litoral Operações Integradas de Requalificação e Valorização da Orla Costeira

Polis Litoral Operações Integradas de Requalificação e Valorização da Orla Costeira Polis Litoral Operações Integradas de Requalificação e Valorização da Orla Costeira OBJECTIVOS DO POLIS LITORAL: (RCM n.º 90/2008, de 3 de Junho) a) Proteger e requalificar a zona costeira, tendo em vista

Leia mais

CRITÉRIOS TÉCNICOS PARA AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE MOBILIDADE URBANA. Lúcia Maria Mendonça Santos Ministério das Cidades

CRITÉRIOS TÉCNICOS PARA AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE MOBILIDADE URBANA. Lúcia Maria Mendonça Santos Ministério das Cidades CRITÉRIOS TÉCNICOS PARA AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE MOBILIDADE URBANA Lúcia Maria Mendonça Santos S e m i n á r i o M o b i l i d a d e U r b a n a S u s t e n t á v e l : P r á t i c a s e T e n d ê n c

Leia mais

MOBILIDADA URBANA PROPOSTAS INTERVENCIONISTAS DO SISTEMA VIÁRIO 'RIBEIRA EM FOCO'

MOBILIDADA URBANA PROPOSTAS INTERVENCIONISTAS DO SISTEMA VIÁRIO 'RIBEIRA EM FOCO' MOBILIDADA URBANA PROPOSTAS INTERVENCIONISTAS DO SISTEMA VIÁRIO 'RIBEIRA EM FOCO' MOBILIDADA URBANA SUMÁRIO OBJETIVO REFERÊNCIAS TÉCNICAS CARACTERIZAÇÃO PROBLEMAS ACESSOS PRINCIPAIS CONJUNTOS URBANOS -

Leia mais

DATA DA VISITA : DATA DA VISITA : 04/02/2015. Página 1. 1. De quanto em quanto tempo é feita a manutenção da praça

DATA DA VISITA : DATA DA VISITA : 04/02/2015. Página 1. 1. De quanto em quanto tempo é feita a manutenção da praça DATA DA VISITA : DATA DA VISITA : 04/02/2015 PRAÇA "UBALDO RAMALHETE" Coordenador Responsável: Leonardo Amorim Gonçalves Fundação: Criação: Endereço: Rua Ubaldo Ramalhete Maia Referência: Bairro: Centro

Leia mais

Serviços públicos destinados à pessoa idosa em Minas Gerais

Serviços públicos destinados à pessoa idosa em Minas Gerais Serviços públicos destinados à pessoa idosa em Minas Gerais Serviços instituídos pelo poder público, organizados de acordo com a parte do Estatuto do Idoso à qual estão relacionados. Serviços relacionados

Leia mais

Audiência Pública Câmara Municipal do Rio de Janeiro 29/05/2013

Audiência Pública Câmara Municipal do Rio de Janeiro 29/05/2013 Audiência Pública Câmara Municipal do Rio de Janeiro 29/05/2013 2 Informações Click to edit Master técnicas text styles sobre os projetos legal e executivo Second destinados level à implantação do Píer

Leia mais

SP-URBANISMO. Nova Luz Projeto Urbanístico Consolidado

SP-URBANISMO. Nova Luz Projeto Urbanístico Consolidado SP-URBANISMO Nova Luz Projeto Urbanístico Consolidado Setembro 2011 Perímetro da Nova Luz Sala São Paulo Parque da Luz Praça Princesa Isabel Largo do Arouche Igreja de Santa Ifigênia Praça da República

Leia mais

PUBLICADO DOC 10/01/2012, p. 1 c. todas

PUBLICADO DOC 10/01/2012, p. 1 c. todas PUBLICADO DOC 10/01/2012, p. 1 c. todas LEI Nº 15.525, DE 9 DE JANEIRO DE 2012 (Projeto de Lei nº 470/11, do Executivo, aprovado na forma de Substitutivo do Legislativo) Institui o Projeto Estratégico

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO, BACHARELADO CURRÍCULO 1620 REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO Das Disposições

Leia mais

NOTA TÉCNICA: ICMS VERDE Por: Denys Pereira 1, Maíra Começanha 2, Felipe Lopes 3 e Justiniano Netto 4. Introdução

NOTA TÉCNICA: ICMS VERDE Por: Denys Pereira 1, Maíra Começanha 2, Felipe Lopes 3 e Justiniano Netto 4. Introdução NOTA TÉCNICA: ICMS VERDE Por: Denys Pereira 1, Maíra Começanha 2, Felipe Lopes 3 e Justiniano Netto 4 Introdução Conforme deliberado na 13 o reunião do Comitê Gestor do Programa Municípios Verdes COGES/PMV,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE TRANSFERÊNCIA 2 o semestre letivo de 2005 e 1 o semestre letivo de 2006 CURSO de ARQUITETURA E URBANISMO

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE TRANSFERÊNCIA 2 o semestre letivo de 2005 e 1 o semestre letivo de 2006 CURSO de ARQUITETURA E URBANISMO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE TRANSFERÊNCIA 2 o semestre letivo de 2005 e 1 o semestre letivo de 2006 CURSO de ARQUITETURA E URBANISMO Verifique se este caderno contém : INSTRUÇÕES AO CANDIDATO PROVA

Leia mais

ü Contribuir para equacionar os problemas ambientais, urbanís4cos e sociais ü Devido ao crescimento populacional nas áreas dos fundos de vale, os 83

ü Contribuir para equacionar os problemas ambientais, urbanís4cos e sociais ü Devido ao crescimento populacional nas áreas dos fundos de vale, os 83 CONDEITO E JUSTIFICATIVA DO PUAMA ü Contribuir para equacionar os problemas ambientais, urbanís4cos e sociais que afetam a cidade de Goiânia, resultantes da ocupação desordenada do espaço urbano, em especial

Leia mais

O Processo de Adensamento de Corredores de Transporte. Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba

O Processo de Adensamento de Corredores de Transporte. Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba O Processo de Adensamento de Corredores de Transporte Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba Curitiba SÃO PAULO População: 1.828.092 hab. Taxa de crescimento pop. 2000-2009: 1,71% 2008-2009:

Leia mais

Alexandre Brasil André Prado. Carlos A. Maciel Danilo Matoso. Revitalização do Centro de Goiânia Goiânia, GO projeto: 2000 concurso 1o lugar

Alexandre Brasil André Prado. Carlos A. Maciel Danilo Matoso. Revitalização do Centro de Goiânia Goiânia, GO projeto: 2000 concurso 1o lugar Alexandre Brasil André Prado Carlos A. Maciel Danilo Matoso projeto: 2000 concurso 1o lugar O conjunto objeto desta proposta se constitui de três partes de caráter notadamente diferenciadas: a primeira,

Leia mais

PROCEDIMENTO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE ARQUITETURA

PROCEDIMENTO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE ARQUITETURA 1. PROCEDIMENTO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE Para primeira análise: I. Levantamento Planialtimétrico; II. Projeto de Arquitetura III. Memorial de Cálculo de Área Construída e Memorial de Cálculo de Área

Leia mais

Revisão Participativa dos Instrumentos de Planejamento. Reunião com Entidades da Subprefeitura de Pinheiros

Revisão Participativa dos Instrumentos de Planejamento. Reunião com Entidades da Subprefeitura de Pinheiros Revisão Participativa dos Instrumentos de Planejamento Urbano da Cidade de São Paulo Reunião com Entidades da Subprefeitura de Pinheiros 1 Revisão Participativa dos Instrumentos de Planejamento Urbano

Leia mais

EVOLUÇÃO E OS MÚLTIPLOS USOS DO BAIRRO DE SANTO AMARO RECIFE- PE INTRODUÇÃO

EVOLUÇÃO E OS MÚLTIPLOS USOS DO BAIRRO DE SANTO AMARO RECIFE- PE INTRODUÇÃO Isabel Cristina Cavalcante Universidade Federal de Pernambuco UFPE isabelcavalcante@hotmail.com EVOLUÇÃO E OS MÚLTIPLOS USOS DO BAIRRO DE SANTO AMARO RECIFE- PE INTRODUÇÃO A narrativa apresentada foi construída

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DE BANCAS DE TCC FAU/UFPA 2013

PROGRAMAÇÃO DE BANCAS DE TCC FAU/UFPA 2013 PROGRAMAÇÃO DE BANCAS DE TCC FAU/UFPA 2013 DIA 21.03.2013 (QUINTA-FEIRA) HORA: 09:00h Título: PROJETO PARA O CAMPUS 3 DA UFPA Aluno: Guilherme F. Ribeiro Mayrinck Andrade Professor Orientador: Prof. José

Leia mais

GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2009

GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2009 GRANDES OPÇÕES DO PLANO 2009 1. Análise do Plano Plurianual de Investimentos (PPI) O plano plurianual de investimentos para 2009 tem subjacente um planeamento financeiro que perspectiva a execução dos

Leia mais

Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes à mobilidade a pé

Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes à mobilidade a pé Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes à mobilidade a pé Introdução A proposta de Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes

Leia mais

Execução Anual do Plano Plurianual de Investimentos

Execução Anual do Plano Plurianual de Investimentos (signação da autarquia local) Município Valença do Plano Plurianual Investimentos (unida: ) 01 FUNÇÕES GERAIS 01 001 SERVIÇOS GERAIS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 01 001 2010/1 AQUISIÇÃO, CONSTRUÇÃO, CONSERVAÇÃO

Leia mais

INTERVENÇÕES URBANÍSTICAS COMO AGENTES DE REDUÇÃO DA VIOLÊNCIA

INTERVENÇÕES URBANÍSTICAS COMO AGENTES DE REDUÇÃO DA VIOLÊNCIA INTERVENÇÕES URBANÍSTICAS COMO AGENTES DE REDUÇÃO DA VIOLÊNCIA HUMBERTO COSTA Secretário das Cidades Governo de Pernambuco 17 de setembro Recife / PE Prevenção da violência x ESPAÇO URBANO AS ESTATÍSTICAS

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR N 15 de 27 de abrilde 2006.

LEI COMPLEMENTAR N 15 de 27 de abrilde 2006. -~--' -, Praça Barão do Rio Branco, 12 Fax (31) 3559 3205 LEI COMPLEMENTAR N 15 de 27 de abrilde 2006 Altera a Lei Comp1emelÚtlr n 02/1005, modifica a denonúnaçílo da Secretaria Municipal de Turismo, IndÚstria

Leia mais

MEMÓRIA DESCRITIVA E CONDIÇÕES TÉCNICAS

MEMÓRIA DESCRITIVA E CONDIÇÕES TÉCNICAS MEMÓRIA DESCRITIVA E CONDIÇÕES TÉCNICAS 1 MEMÓRIA DESCRITIVA Legenda: 1 Introdução 2 Descrição dos Arranjos Exteriores 3 Requalificação do Espaço de Estacionamento 4 Reperfilamento e Requalificação de

Leia mais

Portaria de acesso social, vista interna. Fonte: SAMPAIO, 10/out/2009. Portaria de serviços, vista interna Fonte: SAMPAIO, 10/out/2009.

Portaria de acesso social, vista interna. Fonte: SAMPAIO, 10/out/2009. Portaria de serviços, vista interna Fonte: SAMPAIO, 10/out/2009. CONDOMÍNIOS VERTICAIS RESIDENCIAIS NA CIDADE DE SÃO PAULO (2000-2008): CONDOMÍNIOS - CLUBE O Condomínio Ilhas do Sul abrange uma área total de 30.178m² e tem 118.000m² de área construída. O acesso se faz

Leia mais

BASE ZW INVESTIMENTOS E PARTICIPAÇÕES LTDA. MEMORIAL DESCRITIVO

BASE ZW INVESTIMENTOS E PARTICIPAÇÕES LTDA. MEMORIAL DESCRITIVO BASE ZW INVESTIMENTOS E PARTICIPAÇÕES LTDA. MEMORIAL DESCRITIVO SALAS COMERCIAIS E ESTACIONAMENTOS 1 ÍNDICE 1. OBJETIVO...03 1.1. O EMPREENDIMENTO...03 1.2. PROJETOS E ÁREAS...03 1.3. - LOCAÇÃO DA OBRA...04

Leia mais

Serviços e Projetos em Engenharia para todos os segmentos.

Serviços e Projetos em Engenharia para todos os segmentos. Apresentação da Empresa Sumário 02 Quem Somos 03 Urbanismo e Infraestrutura 04 Arquitetura e Paisagismo 05 Área de Estruturas 06 Proteção contra Incêndio 07 Área de Hidráulica 08 Instalações Elétricas

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA OFICINA DE CAPACITAÇÃO PARA O PLANO DIRETOR: REGIONAL SANTA FELICIDADE 17/03/2014 CURITIBA MARÇO/2014 Realizações

Leia mais

quem somos ...otimiza o ambiente de trabalho, adapta as diversas possibilidades do empreendimento... Solução completa para espaços corporativos.

quem somos ...otimiza o ambiente de trabalho, adapta as diversas possibilidades do empreendimento... Solução completa para espaços corporativos. 2006/2009 quem somos Solução completa para espaços corporativos. A Std Office traz toda expertise do Grupo Stadia, com novas tecnologias, aplicada a arquitetura e engenharia otimiza o ambiente de trabalho,

Leia mais

IDEIA FORÇA. Redução do Tempo de Deslocamento Humano (Mobilidade)

IDEIA FORÇA. Redução do Tempo de Deslocamento Humano (Mobilidade) IDEIA FORÇA Redução do Tempo de Deslocamento Humano (Mobilidade) DETALHAMENTO: Mobilidade humana (trabalhador precisa respeito); Melhorar a qualidade e quantidade de transporte coletivo (Lei da oferta

Leia mais

Otimização do uso do solo

Otimização do uso do solo Otimização do uso do solo Criamos uma cidade compacta, adensada, próxima de meios de transporte de alta capacidade e de paisagens e ecossistemas visualmente atraentes que agregam valor à comunidade. Urbanização

Leia mais

Negócio Missão Visão

Negócio Missão Visão Histórico A CEASA é um projeto que surgiu a partir da necessidade de organizar a comercialização e melhorar o abastecimento de produtos hortigranjeiros em Rio Branco. Pleiteada desde o início do Governo

Leia mais

CRAS - PRAIA DO CANTO

CRAS - PRAIA DO CANTO DATA DA VISITA: 08/01/2013 Responsável: Sílvia Cristina Caldas DATA DA VISITA:21/01/2015 CRAS - PRAIA DO CANTO Endereço: Rua Francisco Rubim, s/n Bairro: Bento Ferreira CEP: 29050-680 E-mail: crpcanto@vitoria.es.gov.br

Leia mais

CHECK LIST DE AVALIAÇÃO DE IMÓVEL

CHECK LIST DE AVALIAÇÃO DE IMÓVEL 1 2 MUNICIPIO: DATA DA VISITA: DIA MÊS ANO HORA 00:00 3 4. LOTE LOJA 4 4.1 RESPONSAVEL: TIPO DE LOCALIZAÇÃO SITUAÇÃO INSERIR O NOME DO RESPONSÁVEL TÉCNICO GALPÃO LOJA EM SHOPPING ENDEREÇO INSERIR ENDEREÇO

Leia mais

Otimização do uso do solo

Otimização do uso do solo Otimização do uso do solo Criamos uma cidade compacta, adensada, próxima de meios de transporte de alta capacidade, paisagens e ecossistemas visualmente atraentes e que agregam valor à comunidade. Urbanização

Leia mais

limites definidos por barreiras físicas significativas como linha da TRENSURB, Av. Farrapos, Av.

limites definidos por barreiras físicas significativas como linha da TRENSURB, Av. Farrapos, Av. ÁREA 3-3 Limites e potencialidades limites definidos por barreiras físicas significativas como linha da TRENSURB, Av. Farrapos, Av. dos Estados e a free-way/ RS- 290. espaço adequado para novas atividades

Leia mais

Easy PDF Creator is professional software to create PDF. If you wish to remove this line, buy it now.

Easy PDF Creator is professional software to create PDF. If you wish to remove this line, buy it now. PROGRAMA : ADMINISTRAÇÃO GERAL OBJETIVO : Manter as atividades administrativas e operacionais dos órgãos para melhoria da prestação de serviços ao público Valores (R$ 1,00) 2006 11.700,000 Manutenção das

Leia mais

CORPO DISCENTE 1. 1º ano 1.1 2º ano 1.2 3º ano 1.3 4º ano 1.4 5º ano 5ª série 1.5 6º ano 1.6 7º ano 1.7 8º ano 1.8 9º ano 1.

CORPO DISCENTE 1. 1º ano 1.1 2º ano 1.2 3º ano 1.3 4º ano 1.4 5º ano 5ª série 1.5 6º ano 1.6 7º ano 1.7 8º ano 1.8 9º ano 1. EMEF NEUSA NUNES GONÇALVES Diretor: Roberto de Olveira Silva E-mail.: emefnng@vitoria.es.gov.br Fundação: 03/02/1993 Criação: Lei nº 3.906 Endereço: Rua do Caju, 249 Bairro: Nova Palestina CEP.: 29030-015

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA OFICINA DE CAPACITAÇÃO PARA O PLANO DIRETOR: REGIONAL BOQUEIRÃO 18/03/2014 CURITIBA MARÇO/2014 Realizações no dia

Leia mais

Página 1. PRAÇA DA CIÊNCIA - Espaço da Ciência e Tecnologia Nenel Miranda. Coordenadora: Patrícia Queiroga. Email: pracaciencia@hotmail.

Página 1. PRAÇA DA CIÊNCIA - Espaço da Ciência e Tecnologia Nenel Miranda. Coordenadora: Patrícia Queiroga. Email: pracaciencia@hotmail. PRAÇA DA CIÊNCIA - Espaço da Ciência e Tecnologia Nenel Miranda Coordenadora: Patrícia Queiroga Email: pracaciencia@hotmail.com Fundação: 11/10/1999 Criação: Lei nº 4.998 Endereço: Av Américo Buaiz, s/n

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL PROJETO DE RETROFIT ÁREAS EXTERNAS CENTRO DE HUMANIDADES-UECE

RESPONSABILIDADE SOCIAL PROJETO DE RETROFIT ÁREAS EXTERNAS CENTRO DE HUMANIDADES-UECE PROJETO DE RETROFIT ÁREAS EXTERNAS CENTRO DE HUMANIDADES-UECE Introdução Confirmando a parceria firmada entre o Centro Universitário Estácio do Ceará e a Universidade Estadual do Ceará(UECE), a Pró-Reitoria

Leia mais

SERVIÇO. Artesanato Massagem Informática Natação 4. Temas de cursos profissionalizantes

SERVIÇO. Artesanato Massagem Informática Natação 4. Temas de cursos profissionalizantes CENTRO DE REFERÊNCIA PARA PESSOA COM DEFICIÊNCIA Coordenadora: Marcela Brasileira Falcão Endereço: Avenida Professor Fernando Duarte Rabelo, 70 Bairro: Segurança do Lar CEP: 29070-440 Horário de funcionamento:

Leia mais

PROGRAMA DE RECUPERAÇÃO SOCIOAMBIENTAL DA SERRA DO MAR

PROGRAMA DE RECUPERAÇÃO SOCIOAMBIENTAL DA SERRA DO MAR PROGRAMA DE RECUPERAÇÃO SOCIOAMBIENTAL DA SERRA DO MAR PROJETOS SOCIAIS PARA FOMENTO AO DESENVOLVIMENTO LOCAL O Programa de Recuperação Socioambiental da Serra do Mar e do Sistema de Mosaicos da Mata Atlântica

Leia mais

Flávio Ahmed CAU-RJ 15.05.2014

Flávio Ahmed CAU-RJ 15.05.2014 Flávio Ahmed CAU-RJ 15.05.2014 O espaço urbano como bem ambiental. Aspectos ambientais do Estatuto da cidade garantia da qualidade de vida. Meio ambiente natural; Meio ambiente cultural; Meio ambiente

Leia mais

Contato: tel.: (11) 3456-9505 / (11) 97682-8675 arquitetacristina.mb@gmail.com

Contato: tel.: (11) 3456-9505 / (11) 97682-8675 arquitetacristina.mb@gmail.com Contato: tel.: (11) 3456-9505 / (11) 97682-8675 arquitetacristina.mb@gmail.com DADOS PESSOAIS: Nacionalidade: Brasileira Nascida em: 05/03/1990 Estado Civil: Casada Endereço: Rua Rubens Coelho de Godói

Leia mais

PRIORIDADES E METAS PARA 2014 ANEXO II

PRIORIDADES E METAS PARA 2014 ANEXO II Gestão Pública de Excelência 1-Ter uma gestão pública de excelência e que assegure o crescimento sustentável da cidade e consequentemente o bem-estar do cidadão. 2-Valorizar e desenvolver os recursos humanos,

Leia mais

SÃO BERNARDO DO CAMPO

SÃO BERNARDO DO CAMPO 1 PPA Participativo 2014-2017 Prestação de Contas O PPA Participativo 2014-2017 em números 21 plenárias 13.471 participantes 200 grupos de trabalho 400 diretrizes 55 programas e ações R$ 18,6 bilhões 3

Leia mais

Mapa 09 Área Central de PiracicabaOcupação do Solo. Urbano

Mapa 09 Área Central de PiracicabaOcupação do Solo. Urbano L E I T U R A E I N T E R P R E T A Ç Ã O D A S I T U A Ç Ã O U R B A N A Mapa 09 de PiracicabaOcupação do Solo Urbano P L A N O D E A Ç Ã O P A R A R E A B I L I T A Ç Ã O U R B A N A D A Á R E A C E

Leia mais

VOLUME III TOMO 1. Plano de Requalificação Urbana Plano de Articulação Institucional

VOLUME III TOMO 1. Plano de Requalificação Urbana Plano de Articulação Institucional VOLUME III TOMO 1 Plano de Requalificação Urbana Plano de Articulação Institucional Nota do IBAMA Esta fase do licenciamento ambiental Licença de Instalação se caracteriza pela análise, monitoramento e

Leia mais

CRAS REGIÃO CONTINENTAL

CRAS REGIÃO CONTINENTAL DATA DA VISITA: 27/11/2013 DATA DA VISITA: 16/12/2014 CRAS REGIÃO CONTINENTAL Coordenador(a): Andréa Alves Barbosa Coordenador: Genecy Oneida Kuster Bernabé E-mail: crcontinental@vitoria.es.gov.br Email:

Leia mais

Proposta de Adequação Ambiental e Paisagística do Trecho Urbano do Rio Piracicaba e Entorno.

Proposta de Adequação Ambiental e Paisagística do Trecho Urbano do Rio Piracicaba e Entorno. UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS LABORATÓRIO DE ECOLOGIA E RESTAURAÇÃO FLORESTAL Proposta de Adequação Ambiental e Paisagística

Leia mais

Apresentação: Usina de Projetos e Monitoramento da gestão municipal. João Pessoa, 25 de março de 2011.

Apresentação: Usina de Projetos e Monitoramento da gestão municipal. João Pessoa, 25 de março de 2011. Apresentação: Usina de Projetos e Monitoramento da gestão municipal João Pessoa, 25 de março de 2011. A Usina de Projetos foi instituída para apoiar as ações do Executivo no desenvolvimento de projetos

Leia mais

ACERVO CARTOGRÁFICO DE EGON BELZ ACERVO CENTRO DE MEMÓRIA UNIVERSITÁRIA BU/FURB

ACERVO CARTOGRÁFICO DE EGON BELZ ACERVO CENTRO DE MEMÓRIA UNIVERSITÁRIA BU/FURB ACERVO CARTOGRÁFICO DE EGON BELZ ACERVO CENTRO DE MEMÓRIA UNIVERSITÁRIA BU/FURB CATEGORIA Cartografia OBJETO 12 pranchas: Consultório médico; Estudos; Projeto de interiores; Estudos; Presidência, controle

Leia mais

2015 #1. Contagem Manual e Fotográfica de Bicicletas. Autaz Mirim Zona Leste

2015 #1. Contagem Manual e Fotográfica de Bicicletas. Autaz Mirim Zona Leste 2015 #1 Contagem Manual e Fotográfica de Bicicletas Autaz Mirim Zona Leste 05/05/2015 SUMÁRIO 1.0 - Introdução 03 2.0 - Local da Contagem e Informações 04 3.0 Resultados em Gráficos 05 4.0 - Fotografias

Leia mais

PORTO MARAVILHA. Permanências e Mudanças

PORTO MARAVILHA. Permanências e Mudanças PORTO MARAVILHA Permanências e Mudanças MOMENTO ESPECIAL CV Rio + 20 Copa das Confederações 450 Anos da Cidade & Copa América Jogos Olímpicos de 2016 2011 2012 2013 2014 2015 2016 LOCALIZAÇÃO PRIVILEGIADA

Leia mais

RELATÓRIO DE OBRAS 2014

RELATÓRIO DE OBRAS 2014 RELATÓRIO DE OBRAS 2014 GERÊNCIA DE ENGENHARIA E MANUTENÇÃO UNIDADES I, II e COUNTRY Diretor de Obras: José Orlando A. Teixeira Júnior 1 ÍNDICE 1. Relatório Fotográfico Obras de 2014 MI, MII e Country

Leia mais

RELATÓRIO ATIVIDADE TECNICO ADMINISTRATIVO

RELATÓRIO ATIVIDADE TECNICO ADMINISTRATIVO RELATÓRIO ATIVIDADE TECNICO ADMINISTRATIVO do Técnico Estado Mário Inácio Xavier de Barros Martins Pará Número de Participantes 160 (manhã) + 48 (tarde) = 208 Data / Horário Local 22 de setembro, 09h às

Leia mais

ESTRATÉGIAS DE ARTICULAÇÃO URBANA Meeting Brasil Alemanha Atuação em áreas de interesse social

ESTRATÉGIAS DE ARTICULAÇÃO URBANA Meeting Brasil Alemanha Atuação em áreas de interesse social ESTRATÉGIAS DE ARTICULAÇÃO URBANA Meeting Brasil Alemanha Atuação em áreas de interesse social escuta das demandas; associação livre e atenção flutuante desenvolvimento local integrado, geração de trabalho

Leia mais

Obras da Copa 2014 Mobilidade Urbana. Prefeitura Municipal de Porto Alegre 30.06.2011

Obras da Copa 2014 Mobilidade Urbana. Prefeitura Municipal de Porto Alegre 30.06.2011 Obras da Copa 2014 Mobilidade Urbana Prefeitura Municipal de Porto Alegre 30.06.2011 Território preferencial Obras da Matriz de Responsabilidades Av. Severo Dullius Rua Voluntários da Pátria Av. Assis

Leia mais

MACRO SETORES DA FEIRA

MACRO SETORES DA FEIRA O Evento A ISC Brasil é a principal ferramenta para estar em contatos com usuários finais corporativos, iniciar novos projetos, gerar negócios, estreitar relacionamentos, criar parcerias e acessar os principais

Leia mais

APRIMORAMENTO PORTUÁRIO DOS TRAPICHES E ATRACADOUROS DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS NA REGIÃO METROPOLITANA DE BELÉM

APRIMORAMENTO PORTUÁRIO DOS TRAPICHES E ATRACADOUROS DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS NA REGIÃO METROPOLITANA DE BELÉM APRIMORAMENTO PORTUÁRIO DOS TRAPICHES E ATRACADOUROS DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS NA REGIÃO METROPOLITANA DE BELÉM Este trabalho visa a apresentação das características e a análise crítica das atuais condições

Leia mais

Política de Tecnologia Educacional na Secretaria de Educação Municipal de Vila Velha. Profª Wanessa Zavarese Sechim

Política de Tecnologia Educacional na Secretaria de Educação Municipal de Vila Velha. Profª Wanessa Zavarese Sechim Política de Tecnologia Educacional na Secretaria de Educação Municipal de Vila Velha Profª Wanessa Zavarese Sechim Como encontramos o Tecnologia Educacional. Setor de Diagnóstico Situacional em Julho de

Leia mais

Plano PluriAnual de Investimentos do ano 2014

Plano PluriAnual de Investimentos do ano 2014 Plano PluriAnual Investimentos do ano (b)=+ finido não finido previsto +++ 1 FUNÇÕES GERAIS 1 001 ADMINISTRAÇÃO GERAL 1 001 2002/2 Aquisição mobiliário 0102 070109 O 01 01/2002 12/ 4 17.288 1 001 2002/3

Leia mais

PROJETO DE REVITALIZAÇÃO DO PARQUE DOM PEDRO II

PROJETO DE REVITALIZAÇÃO DO PARQUE DOM PEDRO II PROJETO DE REVITALIZAÇÃO DO PARQUE DOM PEDRO II UFJF Faculdade de Engenharia - Dep. de Arquitetura e Urbanismo Disciplina: Projeto VIII Prof: Luciane Tasca Grupo: Jeanny Vieira, Livia Cosentino, Marília

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ABAETETUBA

PREFEITURA MUNICIPAL DE ABAETETUBA PREFEITURA MUNICIPAL DE ABAETETUBA Francineti Maria Rodrigues Carvalho PREFEITA MUNICIPAL DE ABAETEUBA Jacilene Ferreira Negrão SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E-mail: jaci.negrão@bol.com.br TEL:

Leia mais

Estação: Calçada Tipo de Estação: 01 Município: Salvador Trecho: Salvador/Alagoinhas Área de influência: 1km

Estação: Calçada Tipo de Estação: 01 Município: Salvador Trecho: Salvador/Alagoinhas Área de influência: 1km .5. Intervenções físicas e aplicação dos instrumentos urbanísticos visando potencializar a inserção e a dinâmica urbana nas estações do projeto Trem Regional. APÊNDICE I .5. Intervenções físicas e aplicação

Leia mais

Página 1 CMEI TEREZINHA VASCONCELLOS SALVADOR. Diretora: Neusa Maria Marinho Soares. Fundação: 01/02/1993. Criação: Lei nº 3.905

Página 1 CMEI TEREZINHA VASCONCELLOS SALVADOR. Diretora: Neusa Maria Marinho Soares. Fundação: 01/02/1993. Criação: Lei nº 3.905 CMEI TEREZINHA VASCONCELLOS SALVADOR Diretora: Neusa Maria Marinho Soares Fundação: 01/02/1993 Criação: Lei nº 3.905 Endereço: Avenida Vitória, s/n Bairro: Romão CEP.: 29040-010 Telefone: (27) 3322-2148

Leia mais