GABINETE DO PREFEITO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GABINETE DO PREFEITO"

Transcrição

1 GABINETE DO PREFEITO

2

3 O Plano de Metas é um instrumento de gestão que orienta a Prefeitura na direção de uma cidade sustentável e oferece aos cidadãos e à imprensa um mecanismo para avaliar os compromissos do governo até 2016.

4 Como foi elaborado? Sistematização das Promessas de Campanha Pesquisa e análise dos indicadores do Programa Cidades Sustentáveis Alinhamento institucional e orçamentário Nova rodada de treinamento com os Secretários Comunicação e acompanhamento das metas 1ª Audiência Pública Audiências regionais Audiências regionais (...) set out nov dez

5 Eixos do Plano de Metas 17 METAS 46 METAS 3 METAS

6 Como participar? ELABORAÇÃO DAS METAS Sugestões por ; Audiências regionais; Conselhos Municipais; Vereadores. ACOMPANHAMENTO Download do Plano de Metas; Sistema de Monitoramento de Metas; Observatório Social; Relatórios Semestrais.

7 Histórico do Plano de Metas O Prefeito Cesar Souza Junior engajouse na plataforma Cidades Sustentáveis. Assim que tomou posse, assinou a cartacompromisso, tornando Florianópolis uma Cidade Signatária do Programa Cidades Sustentáveis.

8 FLORIPA TE QUERO BEM O relatório Desafios de Florianópolis é uma contribuição do Movimento Floripa Te Quero Bem para toda a população. O relatório é estruturado para apresentar os principais desafios e indicadores por áreas temáticas, que são divididos em 5 temas, são eles:.

9 Desafios do Floripa Te Quero Bem Os 5 temas Planejamento Educação Saúde Segurança Mobilidade

10 1º TEMA FLORIPA TE QUERO BEM PLANEJADA

11 1º DESAFIO Elaborar uma visão de cidade sustentável integrada com a região metropolitana

12 AÇÕES PARA O 1º DESAFIO PLANO DE METAS:. Criação do terminal metropolitano em Capoeiras OUTRAS AÇÕES DO GOVERNO:. Diagnóstico ICES. Criação da sede da região metropolitana

13 2º DESAFIO Priorizar ações eu atendam o saneamento básico, déficit habitacional, demarcação de áreas verdes, gestão dos resíduos sólidos e requalificar a orla marítima.

14 PLANO DE METAS: AÇÕES PARA O 2º DESAFIO. Construir 500 casas de interesse social. Aumentar para 65% a cobertura no saneamento básico. Regularização fundiária de terrenos

15 PLANO DE METAS: AÇÕES PARA O 2º DESAFIO. Aumentar para 20% o percentual de resíduos destinados para reciclagem.. Requalificar a Orla Marítima do José Mendes (Projeto Orla)

16 3º DESAFIO Atuar para aprovar um plano diretor e fortalecer o organismo de planejamento urbano.

17 AÇÕES PARA O 3º DESAFIO OUTRAS AÇÕES DO GOVERNO: Novo Plano Diretor. Legalização das ocupações consolidadas. Serviços e comércio nos bairros

18 AÇÕES PARA O 3º DESAFIO OUTRAS AÇÕES DO GOVERNO:. Vocação Náutica. Parques Urbanos. Sistema integrado de mobilidade

19 2º TEMA FLORIPA TE QUERO BEM SÁUDÁVEL

20 1º DESAFIO Reduzir taxas de mortalidade provocada por acidentes e homicídios

21 AÇÕES PARA O 1º DESAFIO PLANO DE METAS:. Montar a central de inteligência do trânsito. Construção de BRT OUTRAS AÇÕES DO GOVERNO:. Lei Seca

22 2º DESAFIO Reduzir as taxas de doenças crônicas

23 AÇÕES PARA O 2º DESAFIO PLANO DE METAS:. Criar o serviço de remédio em casa. Construir 44 academias de ginástica com Instrutores ao ar livre

24 3º DESAFIO Melhorar o atendimento na saúde

25 AÇÕES PARA O 3º DESAFIO PLANO DE METAS:. Construir 8 e reformar 20 centros de saúde. Implementar projeto SAÚDE DO TRABALHADOR, mantendo Equipes Itinerantes de Saúde da Família nas escolas e empresas.

26 AÇÕES PARA O 3º DESAFIO PLANO DE METAS:. Expandir a Cobertura de Saúde da Família para 95%, no município de Florianópolis até 2016.

27 3º TEMA FLORIPA TE QUERO BEM EDUCADA

28 1º DESAFIO Oferecer creche em tempo integral em bairros de vulnerabilidade social

29 AÇÕES PARA O 1º DESAFIO PLANO DE METAS:. Ampliar vagas no ensino infantil, ampliando 15 e construindo 26 novas creches.. Permitir matrícula em período de verão em 20 creches.

30 2º DESAFIO Elevar o IDEB

31 AÇÕES PARA O 2º DESAFIO PLANO DE METAS:. Aumentar para 6.4 o IDEB das séries iniciais e 5.5 nas séries finais do ensino fundamental

32 3º DESAFIO Atrair e apoiar jovens ( 15-19) de baixa renda

33 AÇÕES PARA O 3º DESAFIO PLANO DE METAS:. Capacitar 20 mil pessoas para empregabilidade.. Criação de 4 núcleo de oportunidades. Construir 2 CIEB s (Centro de Inovação da Educação Básica).

34 4º TEMA FLORIPA TE QUERO BEM SEGURA

35 1º DESAFIO Reduzir o número de homicídios

36 AÇÕES PARA O 1º DESAFIO PLANO DE METAS:. Criar o SOS Resgate Social, propiciando a recuperação imediata para o acolhimento de pessoas em situação de risco.. Ampliar o sistema de proteção social

37 2º DESAFIO Reduzir a violência no transito

38 AÇÕES PARA O 2º DESAFIO PLANO DE METAS:. Montar a central de inteligência do trânsito. Construção de BRT OUTRAS AÇÕES DO GOVERNO:. Lei Seca

39 3º DESAFIO Reduzir a incidência de crimes de rua

40 AÇÕES PARA O 3º DESAFIO PLANO DE METAS:. Alocar equipe de Guardas Municipais para realizar reuniões e visitas às escolas municipais (Ronda Escolar) OUTRAS AÇÕES DO GOVERNO:. Operação presença (Iluminação das áreas urbanas)

41 4º DESAFIO Reduzir a violência sexual física e moral contra mulheres, crianças e adolescentes

42 AÇÕES PARA O 4º DESAFIO PLANO DE METAS:. Construir um conselho tutelar no sul da Ilha

43 AÇÕES PARA O 4º DESAFIO. Ampliar o sistema de proteção social com: 1 Clínica para Dependentes 01 Casa da Mulher 02 Casas para Acolhimento de morador de rua

44 AÇÕES PARA O 4º DESAFIO 01 CRAS 01 CREAS Reforma do Centro Pop Reforma de 01 CREAS 02 Repúblicas de Acolhimento

45 5º TEMA FLORIPA TE QUERO BEM MOBILIDADE

46 1º DESAFIO Reduzir os deslocamentos permitindo um maior número de serviços nos bairros

47 AÇÕES PARA O 1º DESAFIO OUTRAS AÇÕES DO GOVERNO:. Novo Plano Diretor

48 2º DESAFIO Diversificar a matriz do transporte

49 AÇÕES PARA O 2º DESAFIO PLANO DE METAS:. Ampliar a infraestrutura ciclo viária em 50Km ( Principalmente na região universitária). Ampliar as ciclo faixas de Domingo e Ruas de lazer. Construir o teleférico no Morro da Cruz

50 AÇÕES PARA O 2º DESAFIO PLANO DE METAS:. Construir a ciclovia da Osni Ortiga. Construir Anel Viário em volta ao Morro da Cruz, com faixa preferencial de circulação de ônibus. (BRT + CICLOVIA). Revitalizar a Ivo Silveira ( BRT + CICLOVIA)

51 3º DESAFIO Contribuir para a qualificação de sistema de mobilidade urbana

52 AÇÕES PARA O 3º DESAFIO PLANO DE METAS:. Montar a Central de Inteligência do Trânsito para monitorar em tempo real o sistema de trânsito da cidade.. Revitalização do Terminal de Capoeiras, para integração do transporte intermunicipal.

53 AÇÕES PARA O 3º DESAFIO PLANO DE METAS:. Implantação do AqcuaVia Gastronômica propiciando transporte para Lagoa, Costa da Lagoa e Barra da Lagoa.. Criar o selo de ônibus de turismo

54 4º DESAFIO Criar condições de acessibilidade

55 AÇÕES PARA O 4º DESAFIO OUTRAS AÇÕES DO GOVERNO:. Critério para acessibilidade da frota de ônibus ( Edital do transporte coletivo). Proibição de construções sem projeto de acessibilidade

56 5º DESAFIO Desenvolver capacitação técnica para diagnósticos e mobilização de recursos para mobilidade no âmbito metropolitano.

57 AÇÕES PARA O 5º DESAFIO OUTRAS AÇÕES DO GOVERNO:. ICES. Fortalecimento da região metropolitana

58 Obrigado!

SÃO BERNARDO DO CAMPO

SÃO BERNARDO DO CAMPO 1 PPA Participativo 2014-2017 Prestação de Contas O PPA Participativo 2014-2017 em números 21 plenárias 13.471 participantes 200 grupos de trabalho 400 diretrizes 55 programas e ações R$ 18,6 bilhões 3

Leia mais

PODER EXECUTIVO - PROGRAMAS ESTRUTURADORES PLANO PLURIANUAL - 2010/2013 - Lei 6.716, de 22 de dezembro de 2010.

PODER EXECUTIVO - PROGRAMAS ESTRUTURADORES PLANO PLURIANUAL - 2010/2013 - Lei 6.716, de 22 de dezembro de 2010. 2001 Administração Legislativa Serviços Realizados Percentual 95% 0001 GESTÃO LEGISLATIVA E CIDADANIA 2002 Processamento Legislativo Ações Realizadas Percentual 95% 2003 Modernização Administrativa Gestão

Leia mais

São Paulo 2022. Metodologia de para monitoramento do comportamento da Cidade de São Paulo por Indicadores e Metas

São Paulo 2022. Metodologia de para monitoramento do comportamento da Cidade de São Paulo por Indicadores e Metas São Paulo 2022 Metodologia de para monitoramento do comportamento da Cidade de São Paulo por Indicadores e Metas Cidade Democrática, participativa e descentralizada Transformando São Paulo pela mudança

Leia mais

Plano de Metas para uma Porto Alegre mais Sustentável.

Plano de Metas para uma Porto Alegre mais Sustentável. Plano de Metas para uma Porto Alegre mais Sustentável. EXPEDIENTE Realização: Prefeitura Municipal de Porto Alegre (PMPA) José Fortunati - Prefeito Secretaria Municipal de Governança Local (SMGL) Cezar

Leia mais

ANEXO IX - DEMONSTRATIVO VII METAS E PRIORIDADES - COMPATIBILIZAÇÃO DA LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS COM O PLANO PLURIANUAL

ANEXO IX - DEMONSTRATIVO VII METAS E PRIORIDADES - COMPATIBILIZAÇÃO DA LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS COM O PLANO PLURIANUAL METAS E PRIORIDADES - COMPATIBILIZ DA LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS COM O PLANO PLURIANUAL TÍTULO PRODUTO TIPO DE META 2013 2001 Administração Legislativa Serviços Realizados ORÇAMENTÁRIA 95% 0001 GESTÃO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA OFICINA DE CAPACITAÇÃO PARA O PLANO DIRETOR: REGIONAL PORTÃO 25/03/2014 CURITIBA MARÇO/2014 Propostas do dia 25

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA OFICINA DE CAPACITAÇÃO PARA O PLANO DIRETOR: REGIONAL BOQUEIRÃO 18/03/2014 CURITIBA MARÇO/2014 Realizações no dia

Leia mais

INTERVENÇÕES URBANÍSTICAS COMO AGENTES DE REDUÇÃO DA VIOLÊNCIA

INTERVENÇÕES URBANÍSTICAS COMO AGENTES DE REDUÇÃO DA VIOLÊNCIA INTERVENÇÕES URBANÍSTICAS COMO AGENTES DE REDUÇÃO DA VIOLÊNCIA HUMBERTO COSTA Secretário das Cidades Governo de Pernambuco 17 de setembro Recife / PE Prevenção da violência x ESPAÇO URBANO AS ESTATÍSTICAS

Leia mais

A REGIÃO METROPOLITA NA NA REVISÃO DO PLANO DIRETOR DE CURITIBA

A REGIÃO METROPOLITA NA NA REVISÃO DO PLANO DIRETOR DE CURITIBA A REGIÃO METROPOLITA NA NA REVISÃO DO PLANO DIRETOR DE CURITIBA SITUAÇÃO ATUAL INTEGRAÇÃO METROPOLITANA NA LEI ORGÂNICA DE CURITIBA TÍTULO IV - DA ORDEM ECONÔMICA E SOCIAL CAPÍTULO I - DA ORDEM ECONÔMICA

Leia mais

PROJETO MACIÇO DO MORRO DA CRUZ

PROJETO MACIÇO DO MORRO DA CRUZ Objetivos Gerais: PROJETO MACIÇO DO MORRO DA CRUZ Melhorar as condições de vida dos moradores do MACIÇO DO MORRO DA CRUZ, a partir de investimentos em infra-estrutura e serviços sociais. Objetivos Específicos:

Leia mais

RESUMO DOS PROGRAMAS POR TIPO

RESUMO DOS PROGRAMAS POR TIPO Tipo: 1 - Finalístico Programa: 5363 - FORTALECIMENTO DO DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL Objetivo: MELHORAR O DESEMPENHO DA GESTÃO MUNICIPAL, MEDIANTE A CAPACITAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS E DO ADEQUADO USO

Leia mais

PREFEITURA DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO, CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO

PREFEITURA DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO, CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO PROGRAMA DE METAS Gestão 2013/2016 APRESENTAÇÃO... 2 I - VISÃO DO MUNICÍPIO... 3 II COMPROMISSO... 3 III PRINCÍPIOS DE GESTÃO... 3 IV DIRETRIZES ESTRATÉGIAS... 4 PROGRAMA DE METAS DESENVOLVIMENTO URBANO...

Leia mais

O Processo de Adensamento de Corredores de Transporte. Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba

O Processo de Adensamento de Corredores de Transporte. Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba O Processo de Adensamento de Corredores de Transporte Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba Curitiba SÃO PAULO População: 1.828.092 hab. Taxa de crescimento pop. 2000-2009: 1,71% 2008-2009:

Leia mais

Abordagens da Participação Social na aplicação de Recursos Públicos: A experiência do Orçamento Participativo Digital de Belo Horizonte

Abordagens da Participação Social na aplicação de Recursos Públicos: A experiência do Orçamento Participativo Digital de Belo Horizonte Abordagens da Participação Social na aplicação de Recursos Públicos: A experiência do Orçamento Participativo Digital de Belo Horizonte Belo Horizonte: aspectos demográficos e econômicos Cidade planejada

Leia mais

DANIEL COELHO PROGRAMA DE GOVERNO JULHO DE 2012

DANIEL COELHO PROGRAMA DE GOVERNO JULHO DE 2012 DANIEL COELHO PROGRAMA DE GOVERNO JULHO DE 2012 QUEREMOS MAIS PARA O RECIFE DANIEL COELHO Ambientalista e Deputado Estadual 2 vezes Vereador do Recife Bacharel em Administração pela UPE Mestrado em Negócios

Leia mais

Campinas Cidade Sustentável

Campinas Cidade Sustentável Campinas Cidade Sustentável A Prefeitura de Campinas adere hoje, com o Decreto que será assinado pelo Prefeito Jonas Donizette, ao Programa Cidades Sustentáveis da Rede Nossa São Paulo, do Instituto Ethos

Leia mais

PRIORIDADES E METAS PARA 2014 ANEXO II

PRIORIDADES E METAS PARA 2014 ANEXO II Gestão Pública de Excelência 1-Ter uma gestão pública de excelência e que assegure o crescimento sustentável da cidade e consequentemente o bem-estar do cidadão. 2-Valorizar e desenvolver os recursos humanos,

Leia mais

Programa Mínimo de Governo de João Pavinato

Programa Mínimo de Governo de João Pavinato Programa Mínimo de Governo de João Pavinato João Pavinato e Cidinha Pascueto, candidatos a prefeito e vice-prefeita, respectivamente, da coligação A Vitória do Povo, formada pela união dos partidos PSDB,

Leia mais

Floripa Te Quero Bem. Conheça o Plano de Metas da PMF

Floripa Te Quero Bem. Conheça o Plano de Metas da PMF Floripa Te Quero Bem Conheça o Plano de Metas da PMF Sobre o Movimento O Movimento Floripa Te Quero Bem surgiu da vontade de unir diversos segmentos da sociedade - cidadãos, gestores públicos e organizações

Leia mais

Avaliação da implementação das propostas do Distrito de Tupi apresentadas no Orçamento Participativo

Avaliação da implementação das propostas do Distrito de Tupi apresentadas no Orçamento Participativo Avaliação da das propostas do Distrito de Tupi apresentadas no Orçamento Participativo Objetivo Com o objetivo de realizar uma análise e contribuir com o aprimoramento do Orçamento Participativo 12 no

Leia mais

Ação Produto(Unidade) Metas 2015 Manutenção das Atividades da Câmara Municipal Câmara Mantida(unidade) 1

Ação Produto(Unidade) Metas 2015 Manutenção das Atividades da Câmara Municipal Câmara Mantida(unidade) 1 MUNICÍPIO DE CRUZEIRO DO SUL ACRE GABINETE DO PREFEITO ANEXO I (Lei Municipal n 704, de 07/10/2015) 0001 - EXECUÇÃO DA AÇÃO LEGISLATIVA Apreciar proposição em geral, apurar fatos determinados, exercer

Leia mais

Programa de Metas 2013-2016. PPA 2014-2017 e LOA 2014

Programa de Metas 2013-2016. PPA 2014-2017 e LOA 2014 Descrição do Projeto Inserir aproximadamente 280 mil famílias com renda até meio salário mínimo no Cadastro Único para atingir 773 mil famílias cadastradas Beneficiar 228 mil novas famílias com. o Programa

Leia mais

Planos e atitudes para tornar o Rio melhor para todos

Planos e atitudes para tornar o Rio melhor para todos Planos e atitudes para tornar o Rio melhor para todos No dia 31 de agosto de 2009, o prefeito Eduardo Paes encaminhou à Câmara Municipal o projeto do Plano Plurianual de Ação (PPA), o instrumento de planejamento

Leia mais

COLIGAÇÃO INOVAR É PRECISO PROPOSTA DE GOVERNO 2013/2016

COLIGAÇÃO INOVAR É PRECISO PROPOSTA DE GOVERNO 2013/2016 COLIGAÇÃO INOVAR É PRECISO PROPOSTA DE GOVERNO 2013/2016 ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL Implantar o Plano Diretor. Implantar o Orçamento participativo. Valorização pessoal do funcionário público municipal. Implantação

Leia mais

MUNICÍPIO DE CRUZEIRO DO SUL - ACRE GABINETE DO PREFEITO. Lei de Diretrizes Orçamentárias 2012 Anexo I Prioridades e Metas para 2012

MUNICÍPIO DE CRUZEIRO DO SUL - ACRE GABINETE DO PREFEITO. Lei de Diretrizes Orçamentárias 2012 Anexo I Prioridades e Metas para 2012 Lei de Diretrizes Orçamentárias 2012 Anexo I Prioridades e Metas para 2012 PODER LEGISLATIVO AÇÃO LEGISLATIVA Dar apoio administrativo e garantir a manutenção das ações, objetivando o desenvolvimento das

Leia mais

Programa de Governo. Chiara Prefeita. Bauru 2013-2016. Vice Gilson. Coligação BAURU MERECE MUITO MAIS DEM-PSDB

Programa de Governo. Chiara Prefeita. Bauru 2013-2016. Vice Gilson. Coligação BAURU MERECE MUITO MAIS DEM-PSDB Programa de Governo Bauru 2013-2016 Chiara Prefeita Vice Gilson Coligação BAURU MERECE MUITO MAIS DEM-PSDB APRESENTAÇÃO As eleições de 2012 vão definir o dia a dia de cada um dos eleitores bauruenses pelos

Leia mais

Foco: sustentabilidade com ações na área de educação.

Foco: sustentabilidade com ações na área de educação. GOVERNANÇA A Fundação Bunge é uma organização comprometida com o desenvolvimento sustentável. Foco: sustentabilidade com ações na área de educação. Missão: contribuir para o desenvolvimento sustentável

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA ELABORAÇÃO LDO 2016 AVALIAÇÃO E PRIORIZAÇÃO DOS PROGRAMAS DE GOVERNO

AUDIÊNCIA PÚBLICA ELABORAÇÃO LDO 2016 AVALIAÇÃO E PRIORIZAÇÃO DOS PROGRAMAS DE GOVERNO Visando fazer gestão pública em sintonia com a sociedade, de modo democrático, a Prefeitura Municipal do Cabo de Santo Agostinho, através da Secretaria Municipal de Planejamento e Meio Ambiente, submete

Leia mais

DIRETRIZES GERAIS PARA UM PLANO DE GOVERNO

DIRETRIZES GERAIS PARA UM PLANO DE GOVERNO DIRETRIZES GERAIS PARA UM PLANO DE GOVERNO Ações de Inclusão Social e de Combate à Pobreza Modelo Próprio de Desenvolvimento Infra-estrutura para o Desenvolvimento Descentralizado Transparência na Gestão

Leia mais

1.2 - Implantação do programa de habitação rural (construção de casas de qualidade nas propriedades rurais).

1.2 - Implantação do programa de habitação rural (construção de casas de qualidade nas propriedades rurais). PLANO DE GOVERNO - ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PARTICIPATIVA PARA 2013/2016 COLIGAÇÃO O PRESENTE NOS PERMITE SEGUIR EM FRENTE - CANDIDATO A PREFEITO PEDRINHO DA MATA 11 Ações a serem realizadas por Secretarias:

Leia mais

PROGRAMA COMPROMISSO META INICIATIVA

PROGRAMA COMPROMISSO META INICIATIVA Secretaria de 1 Produtivo 1. Ampliar a oferta de infraestrutura adequada para promover a segurança no consumo de gêneros alimentícios em mercados municipais 1. Oferecer espaços adequados para comercialização

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO jun/15 GRUPO I META 1

AUDIÊNCIA PÚBLICA PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO jun/15 GRUPO I META 1 AUDIÊNCIA PÚBLICA PLANO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO jun/15 GRUPO I META 1 Universalizar, até 2016, a educação infantil na pré-escola para as crianças de 4 (quatro) a 5 (cinco) anos de idade e ampliar a oferta

Leia mais

O Projeto PROVOZ é um Projeto Social de Desenvolvimento para a população de Fortaleza que privilegia a cidadania e os direitos inerentes à todos os

O Projeto PROVOZ é um Projeto Social de Desenvolvimento para a população de Fortaleza que privilegia a cidadania e os direitos inerentes à todos os O Projeto PROVOZ é um Projeto Social de Desenvolvimento para a população de Fortaleza que privilegia a cidadania e os direitos inerentes à todos os cidadãos brasileiros ao nível da sua realidade local.

Leia mais

Como se Tornar um Município Amigo do Idoso. Critérios para a Obtenção do Selo de Município Amigo do Idoso

Como se Tornar um Município Amigo do Idoso. Critérios para a Obtenção do Selo de Município Amigo do Idoso Como se Tornar um Município Amigo do Idoso Critérios para a Obtenção do Selo de Município Amigo do Idoso 2 3 GERALDO ALCKMIN Governador do Estado de São Paulo ROGERIO HAMAM Secretário de Estado de Desenvolvimento

Leia mais

PLANO DE DIRETRIZES E METAS DA AMOSC 2015

PLANO DE DIRETRIZES E METAS DA AMOSC 2015 PLANO DE DIRETRIZES E METAS DA AMOSC 2015 DIRETORIA EXECUTIVA/SECRETARIA EXECUTIVA Anexo 6 EIXOS DE ATUAÇÃO Representação Política Desenvolvimento Regional Assessoria Técnica Capacitação Processos Internos

Leia mais

REGIÃO SUL. Grupo 1 EXPLORAÇÃO SEXUAL Políticas Envolvidas. Assistência Social. Saúde. Segurança pública. Sistema de justiça. Turismo.

REGIÃO SUL. Grupo 1 EXPLORAÇÃO SEXUAL Políticas Envolvidas. Assistência Social. Saúde. Segurança pública. Sistema de justiça. Turismo. REGIÃO SUL Eixos de Atuação 1. Informação e Mobilização Planejamento das Ações Intersetoriais 1.1 Realizar campanhas articuladas entre as políticas para prevenção do turismo sexual (agentes de saúde, professores

Leia mais

COPA DO MUNDO FIFA 2014 Belo Horizonte Brasil. Ações do Governo de Minas Gerais

COPA DO MUNDO FIFA 2014 Belo Horizonte Brasil. Ações do Governo de Minas Gerais COPA DO MUNDO FIFA 2014 Belo Horizonte Brasil Ações do Governo de Minas Gerais 27 de Outubro de 2009 Roteiro Estratégia de Execução Modernização do Mineirão Reforma dos Estádios Alternativos Mobilidade

Leia mais

ANEXO DE METAS E PRIORIDADES LDO 2016 PPA: 2014/2017 PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA CRUZ DA VITÓRIA PROGRAMAS E AÇÕES PRODUTO UNID.

ANEXO DE METAS E PRIORIDADES LDO 2016 PPA: 2014/2017 PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA CRUZ DA VITÓRIA PROGRAMAS E AÇÕES PRODUTO UNID. PROGRAMA: 0140 MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO PÚBLICA OBJETIVO: Melhorar a qualidade e reduzir os custos da prestação de serviços da administração em geral. 2088 MODERNIZAÇÃO DO ARQUIVO MUNICIPAL ARQUIVO MUNICIPAL

Leia mais

Manual Prêmio Mobilidade

Manual Prêmio Mobilidade Manual Prêmio Mobilidade 1. Qual o objetivo do Prêmio Mobilidade? O Prêmio Cidades Sustentáveis, categoria "Mobilidade", pretende reconhecer políticas públicas sustentáveis e bem sucedidas de melhoria

Leia mais

IDEIA FORÇA. Redução do Tempo de Deslocamento Humano (Mobilidade)

IDEIA FORÇA. Redução do Tempo de Deslocamento Humano (Mobilidade) IDEIA FORÇA Redução do Tempo de Deslocamento Humano (Mobilidade) DETALHAMENTO: Mobilidade humana (trabalhador precisa respeito); Melhorar a qualidade e quantidade de transporte coletivo (Lei da oferta

Leia mais

PROPOSTA DE GOVERNO DA COLIGAÇÃO BLUMENAU: QUEM AMA CUIDA.

PROPOSTA DE GOVERNO DA COLIGAÇÃO BLUMENAU: QUEM AMA CUIDA. PROPOSTA DE GOVERNO DA COLIGAÇÃO BLUMENAU: QUEM AMA CUIDA. PARTIDOS COLIGADOS: 1. Partido dos Trabalhadores PT; 2. Partido Progressista PP; 3. Partido Democrático Trabalhista PDT; 4. Partido Comunista

Leia mais

Região Metropolitana de São Paulo. Município de Diadema

Região Metropolitana de São Paulo. Município de Diadema Região Metropolitana de São Paulo Área total: 7.944 Km² População: 20,3 milhões de habitantes Densidade hab/km² Município de Diadema Área total: 30,7 Km2 População: 386.089 (IBGE/2010) Densidade demográfica:

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA OFICINA DE CAPACITAÇÃO PARA O PLANO DIRETOR: REGIONAL MATRIZ 19/03/2014 CURITIBA MARÇO/2014 Propostas do dia 19

Leia mais

Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Juruti 2012-2014

Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Juruti 2012-2014 Plano de Ação Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Juruti 2012-2014 APRESENTAÇÃO Nosso O Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente do município de Juruti apresenta, no

Leia mais

Conceitos básicos: Cuidar, Inovar e Avançar

Conceitos básicos: Cuidar, Inovar e Avançar PROGRAMA DE GOVERNO PAULO ALEXANDRE BARBOSA Conceitos básicos: Cuidar, Inovar e Avançar O programa de governo do candidato Paulo Alexandre Barbosa está baeado em três palavras-conceito: cuidar, inovar

Leia mais

Implementação de Centro de Reabilitação para Dependentes Químicos; Criação de Consultório Odontológico no PSF de Itapema do Norte;

Implementação de Centro de Reabilitação para Dependentes Químicos; Criação de Consultório Odontológico no PSF de Itapema do Norte; PROPOSTA DE GOVERNO ITAPOÁ SC * 2013-2016 A presente proposta de governo é apresentada em linha gerais, com a finalidade de compor o acervo documental para o pedido de registro de candidatura aos cargos

Leia mais

Democracia participativa p e cultura cidadã. Porto Alegre, 25 de novembro de 2011

Democracia participativa p e cultura cidadã. Porto Alegre, 25 de novembro de 2011 Democracia participativa p e cultura cidadã Porto Alegre, 25 de novembro de 2011 Da Reivindicação à Wikicidadania INOVAÇÕES DA PARTICIPAÇÃO DEMOCRÁTICA INOVAÇÕES DA PARTICIPAÇÃO DEMOCRÁTICA E DA GESTÃO

Leia mais

REVISÃO DO PLANO DIRETOR DO MUNICÍPIO DE IBIÚNA

REVISÃO DO PLANO DIRETOR DO MUNICÍPIO DE IBIÚNA REVISÃO DO PLANO DIRETOR DO MUNICÍPIO DE IBIÚNA QUESTIONÁRIO A Prefeitura da Estância Turística de Ibiúna está elaborando o Plano Diretor. Participe e contribua com o desenvolvimento do Município. A identificação

Leia mais

Governo Municipal de Marabá ORÇAMENTO PROGRAMA PARA 2015 - Consolidado RELAÇÃO DE PROJETOS E ATIVIDADES

Governo Municipal de Marabá ORÇAMENTO PROGRAMA PARA 2015 - Consolidado RELAÇÃO DE PROJETOS E ATIVIDADES Governo Municipal de Marabá ORÇAMENTO PROGRAMA PARA 2015 - Consolidado RELAÇÃO DE PROJETOS E ATIVIDADES 01 01. 01 031 0001 1.001 Aparelhamento do Prédio da Camara Municipal 180.000,00 09 10. 12 361 0009

Leia mais

Plataforma dos Consumidores para as Eleições Municipais 2012

Plataforma dos Consumidores para as Eleições Municipais 2012 Plataforma dos Consumidores para as Eleições Municipais 2012 Plataforma dos Consumidores para as Eleições 2012 1 O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) é uma associação de consumidores sem

Leia mais

SITUAÇÃO AOS 100 DIAS DE GOVERNO APRESENTADO NA FEDERASUL EM ABRIL DE 2005

SITUAÇÃO AOS 100 DIAS DE GOVERNO APRESENTADO NA FEDERASUL EM ABRIL DE 2005 NOVO MODELO DE GESTÃO 1 ANO DE GOVERNO SITUAÇÃO AOS 100 DIAS DE GOVERNO APRESENTADO NA FEDERASUL EM ABRIL DE 2005 DIAGNÓSTICO POSIÇÃO EM 31/12/2004 Dívidas de curto prazo 175,8 MILHÕES Disponibilidades

Leia mais

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL ANEXO IV Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO 1-Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes Buscar apoio das esferas de governo (Federal e Estadual)

Leia mais

CRONOGRAMA DE IMPLEMENTAÇÃO DO PDI

CRONOGRAMA DE IMPLEMENTAÇÃO DO PDI CRONOGRAMA DE IMPLEMENTAÇÃO DO PDI A implementação do Plano de Desenvolvimento Institucional, envolve além dos objetivos e metas já descritos, o estabelecimento de indicadores, como forma de se fazer o

Leia mais

ESTRADA SUSTENTÁVEL Uma plataforma colaborativa para o Desenvolvimento Sustentável

ESTRADA SUSTENTÁVEL Uma plataforma colaborativa para o Desenvolvimento Sustentável 1 ESTRADA SUSTENTÁVEL Uma plataforma colaborativa para o Desenvolvimento Sustentável 2 Desafios para o desenvolvimento sustentável O mundo esta ficando cada vez mais urbano Mais da metade da população

Leia mais

São Paulo 2022. Diretrizes, propostas, indicadores e metas para tornar São Paulo uma cidade mais justa, democrática, inteligente e sustentável em 2022

São Paulo 2022. Diretrizes, propostas, indicadores e metas para tornar São Paulo uma cidade mais justa, democrática, inteligente e sustentável em 2022 São Paulo 2022 Diretrizes, propostas, indicadores e metas para tornar São Paulo uma cidade mais justa, democrática, inteligente e sustentável em 2022 São Paulo diversa, contraditória, desafiadora Contexto

Leia mais

PROGRAMA DE GOVERNO Massapê do piauí. Esta MUDANÇA INCLUE VOCÊ. Chico carvalho prefeito

PROGRAMA DE GOVERNO Massapê do piauí. Esta MUDANÇA INCLUE VOCÊ. Chico carvalho prefeito PROGRAMA DE GOVERNO Massapê do piauí Esta MUDANÇA INCLUE VOCÊ Chico carvalho prefeito É com o 11 que vamos avançar! Plano de ações do Prefeito Chico Carvalho para uma nova Massapê em 2013 11 Ações na Saúde

Leia mais

Tipo OCA. Subação. 1-Ações de Infraestrutura da Gestão Superior NEX. 2-Participação da Fundação em Eventos Locais, Nacionais e Internacionais NEX

Tipo OCA. Subação. 1-Ações de Infraestrutura da Gestão Superior NEX. 2-Participação da Fundação em Eventos Locais, Nacionais e Internacionais NEX Relatório do Criança e Adolescente ( ) Página 1 de 42 EIXO: ACESSO À EDUCAÇÃO DE QUALIDADE SUB-EIXO: CULTURA (b) (c) 13-Cultura 122-Administração Geral 146-Gestão da Política Cultural 2338-Gestão Superior

Leia mais

EIXO DE TRABALHO 01 DIREITO A CIDADANIA, PARTICIPAÇÃO SOCIAL E POLÍTICA E A REPRESENTAÇÃO JUVENIL

EIXO DE TRABALHO 01 DIREITO A CIDADANIA, PARTICIPAÇÃO SOCIAL E POLÍTICA E A REPRESENTAÇÃO JUVENIL EIXO DE TRABALHO 01 DIREITO A CIDADANIA, PARTICIPAÇÃO SOCIAL E POLÍTICA E A REPRESENTAÇÃO JUVENIL Proposta I Fomentar a criação de grêmios estudantis, fóruns de juventude, diretórios centrais de estudantes,

Leia mais

ORGÃO RESPONSAVEL: SECRETARIA DO TRABALHO E DA ASSISTENCIA SOCIAL PROGRAMA TEMATICO: 1023- ASSISTENCIA SOCIAL

ORGÃO RESPONSAVEL: SECRETARIA DO TRABALHO E DA ASSISTENCIA SOCIAL PROGRAMA TEMATICO: 1023- ASSISTENCIA SOCIAL PROGRAMA TEMATICO: 1023- ASSISTENCIA SOCIAL OBJETIVO: 0108- Promover os serviços, programas e benefícios de proteção social, por meio de capacitação, monitoramento, co-financiamento, implantação e orientação,

Leia mais

Desenvolvimento Agrícola e Meio Ambiente

Desenvolvimento Agrícola e Meio Ambiente p Relatório Consulta Bico do Papagaio Oficinas 279 pessoas se credenciaram para participar das oficinas na cidade de Tocantinópolis. Foi solicitado à elas que elencassem as demandas e problemas regionais.

Leia mais

INTERVENÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO. (concluída) e a construção do Mercado Público Municipal. Ainda está prevista a criação de uma

INTERVENÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO. (concluída) e a construção do Mercado Público Municipal. Ainda está prevista a criação de uma EIXO : INTERVENÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO Desenvolvimento com opções de lazer projeto Blumenau 2050 prevê uma série de obras para alavancar o desenvol- O vimento econômico, o turismo e o lazer na cidade.

Leia mais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Estatuto da Criança e do Adolescente: 18 anos, 18 Compromissos A criança e o adolescente no centro da gestão municipal O Estatuto

Leia mais

FORTALEZA - Responsabilidades do Setor Turístico na Prevenção à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Eixo 1- Qualificação

FORTALEZA - Responsabilidades do Setor Turístico na Prevenção à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Eixo 1- Qualificação FORTALEZA - do Setor Turístico na Prevenção à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes Eixo 1- Qualificação Inserir a temática nos programas de formação e qualificação profissional na cadeia produtiva

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA OFICINA DE CAPACITAÇÃO PARA O PLANO DIRETOR: REGIONAL PINHEIRINHO 02/04/2014 CURITIBA MARÇO/2014 Realizações no

Leia mais

I FÓRUM SOCIAL DA UFSB-2015 Universidade e Sociedade em diálogo - Projeto Executivo -

I FÓRUM SOCIAL DA UFSB-2015 Universidade e Sociedade em diálogo - Projeto Executivo - I FÓRUM SOCIAL DA UFSB-2015 Universidade e Sociedade em diálogo - Projeto Executivo - Itabuna - julho de 2015. 1/3 I FÓRUM SOCIAL DA UFSB-2015 Universidade e Sociedade em diálogo Objetivo Geral: Fortalecer

Leia mais

RELATÓRIO DA 5ª CONFERÊNCIA ETAPA MUNICIPAL APARECIDA DE GOIÂNIA-GO 24 E 25 DE MAIO DE 2013

RELATÓRIO DA 5ª CONFERÊNCIA ETAPA MUNICIPAL APARECIDA DE GOIÂNIA-GO 24 E 25 DE MAIO DE 2013 RELATÓRIO DA 5ª CONFERÊNCIA ETAPA MUNICIPAL 1. Dados Iniciais Estado: Goiás Município: Aparecida de Goiânia APARECIDA DE GOIÂNIA-GO 24 E 25 DE MAIO DE 2013 2. Dados da pessoa responsável pelo preenchimento

Leia mais

Núcleo Regional de Rio Branco do Sul

Núcleo Regional de Rio Branco do Sul Núcleo Regional de Rio Branco do Sul Municípios participantes Adrianópolis Bocaiúva do Sul Cerro Azul Doutor Ulysses Rio Branco do Sul Tunas do Paraná Itaperuçu Campo Magro Colombo Almirante Tamandaré

Leia mais

Plano de Mobilidade Sustentável. Por uma cidade amiga da bicicleta Abril 2011

Plano de Mobilidade Sustentável. Por uma cidade amiga da bicicleta Abril 2011 Plano de Mobilidade Sustentável. Por uma cidade amiga da bicicleta Abril 2011 Cronograma Índice Apresentação da TC Urbes Objetivos do Plano de Mobilidade Sustentável Cidade e Mobilidade Diagnóstico Planejamento

Leia mais

SÃO JOSÉ Plano Diretor Participativo

SÃO JOSÉ Plano Diretor Participativo O que é a 1ª Rodada de? A 1ª Rodada de Eventos Comunitários foi o primeiro contato estabelecido com a população no Processo do Novo Plano Diretor. Teve como objetivo coletar percepções das comunidades

Leia mais

PROGRAMA DE GOVERNO DA FRENTE POPULAR A FAVOR DO AMAPÁ PROPOSTAS PARA O AMAPÁ CONTINUAR AVANÇANDO

PROGRAMA DE GOVERNO DA FRENTE POPULAR A FAVOR DO AMAPÁ PROPOSTAS PARA O AMAPÁ CONTINUAR AVANÇANDO PROGRAMA DE GOVERNO DA FRENTE POPULAR A FAVOR DO AMAPÁ PROPOSTAS PARA O AMAPÁ CONTINUAR AVANÇANDO MACAPÁ-AP JULHO DE 2014 ÍNDICE APRESENTAÇÃO 1 INTRODUÇÃO 2 DIRETRIZES 3 PRINCÍPIOS 4 OBJETIVOS ESTRATÉGICOS

Leia mais

FLORIANÓPOLIS... um dos melhores destinos turísticos... Audiência Pública Apresentação e discussão da LDO de 2013

FLORIANÓPOLIS... um dos melhores destinos turísticos... Audiência Pública Apresentação e discussão da LDO de 2013 FLORIANÓPOLIS... um dos melhores destinos turísticos... Audiência Pública Apresentação e discussão da LDO de 2013 Apresentação e discussão das metas para elaboração das Diretrizes Orçamentárias para o

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ ELEITORAL DA COMARCA DE ORLÂNDIA-SP

EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ ELEITORAL DA COMARCA DE ORLÂNDIA-SP EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ ELEITORAL DA COMARCA DE ORLÂNDIA-SP A Coligaçao dos Partidos PSB, PDT, PPL, PMN e PTN através de seu representante legal da Coligação José Mauro de Assis Dias, vem através desta

Leia mais

COPA DO MUNDO FIFA 2014 BRASIL. Oportunidades e Desafios

COPA DO MUNDO FIFA 2014 BRASIL. Oportunidades e Desafios COPA DO MUNDO FIFA 2014 BRASIL Oportunidades e Desafios COPA DO MUNDO - OPORTUNIDADES Um evento esportivo do porte de uma Copa do Mundo é como uma grande vitrine do país no exterior e corresponde a um

Leia mais

Propostas da LDO 2013

Propostas da LDO 2013 Propostas da LDO 2013 Secretaria Municipal de Educação Complementação da Merenda Escolar; Reforma de Escolas; Construção de Escolas; Reparos em Escolas; Construção de Espaços para prática de Educação Física;

Leia mais

Plano Intersetorial de Políticas sobre o Crack, Álcool e Outras Drogas

Plano Intersetorial de Políticas sobre o Crack, Álcool e Outras Drogas Plano Intersetorial de Políticas sobre o Crack, Álcool e Outras Drogas Estruturar e organizar a rede de serviços de prevenção, tratamento e acolhimento do município de São Paulo destinadas aos cuidados

Leia mais

Revisão Participativa. dos Instrumentos de Planejamento e Gestão da Cidade de São Paulo

Revisão Participativa. dos Instrumentos de Planejamento e Gestão da Cidade de São Paulo Revisão Participativa dos Instrumentos de Planejamento e Gestão da Cidade de São Paulo Volume II Revisão Participativa do Plano Diretor Estratégico (PDE) 1. A importância do PDE (Plano Diretor Estratégico)

Leia mais

PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL 2014-2018 PROPOSTAS DE METAS, AÇÕES E INDICADORES

PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL 2014-2018 PROPOSTAS DE METAS, AÇÕES E INDICADORES PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS PROPOSTAS DE METAS, AÇÕES E INDICADORES CAMPUS CONGONHAS DEZEMBRO - 2013 INFRA-ESTRUTURA Objetivo

Leia mais

GOVERNO DO MUNICÍPIO DE SANTO AMARO DO MARANHÃO. Exercício 2013 R$

GOVERNO DO MUNICÍPIO DE SANTO AMARO DO MARANHÃO. Exercício 2013 R$ Unidade Gestora: 010.200 - PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO AMARO DO MARANHÃO - PREFEITURA 03 Essencial à Justiça 139.588,04 139.588,04 03.091 Defesa da Ordem Jurídica 139.588,04 139.588,04 03.091.004 Gestão

Leia mais

MUNICÍPIO DE CRUZEIRO DO SUL - ACRE GABINETE DO PREFEITO. ANEXO I (Lei n 513, de 22/10/2009 - Diretrizes Orçamentárias 2010)

MUNICÍPIO DE CRUZEIRO DO SUL - ACRE GABINETE DO PREFEITO. ANEXO I (Lei n 513, de 22/10/2009 - Diretrizes Orçamentárias 2010) Pág. 1 de 7 ANEXO I (Lei n 513, de 22/10/2009 - Diretrizes Orçamentárias 2010) PRIORIDADES E METAS PARA 2010 PODER LEGISLATIVO AÇÃO LEGISLATIVA - Dar apoio administrativo e garantir a manutenção das ações,

Leia mais

MUNICÍPIO DO CABO DE SANTO AGOSTINHO - PE RELAÇÃO DOS PROGRAMAS VIGENTES NO EXERCÍCIO 2015 PLANO PLURIANUAL E ORÇAMENTO 2015

MUNICÍPIO DO CABO DE SANTO AGOSTINHO - PE RELAÇÃO DOS PROGRAMAS VIGENTES NO EXERCÍCIO 2015 PLANO PLURIANUAL E ORÇAMENTO 2015 CódigoDenominação 1001 1002 1003 1004 1005 1006 1007 1008 1009 1011 1012 Objetivo 1013 PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS DA PROCURADORIA GERAL DO MUNICÍPIO Promover o desenvolvimento pessoal e

Leia mais

UNIVERSIDADE METODISTA DE SÃO PAULO

UNIVERSIDADE METODISTA DE SÃO PAULO UNIVERSIDADE METODISTA DE SÃO PAULO PROJETO DE EXTENSÃO EDITAL N.º 05/2010 PROJETO RONDON- JULHO 2011 A Universidade Metodista de São Paulo concorrerá a quatro operações nacionais no mês de Julho de 2011.

Leia mais

6. PLANO DE ARTICULAÇÃO INSTITUCIONAL

6. PLANO DE ARTICULAÇÃO INSTITUCIONAL 6. PLANO DE ARTICULAÇÃO INSTITUCIONAL O processo de implantação do Plano de Articulação Institucional (PAI) foi objeto de releitura, a partir da emissão do Ofício 02001.009795/2013-60 GABIN/PRESI/IBAMA,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA OFICINA DE CAPACITAÇÃO PARA O PLANO DIRETOR: REGIONAL CIC 20/03/2014 CURITIBA MARÇO/2014 Propostas do dia 20 de

Leia mais

PARTICIPAÇÃO POPULAR E CIDADÃ ORÇAMENTO ESTADUAL 2012

PARTICIPAÇÃO POPULAR E CIDADÃ ORÇAMENTO ESTADUAL 2012 PARTICIPAÇÃO POPULAR E CIDADÃ ORÇAMENTO ESTADUAL 2012 Apoio Gabinete do Vice-Governador Secretaria-Executiva do Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social Gabinete dos Prefeitos e Relações

Leia mais

REUNIÃO GT DE MEIO AMBIENTE MOVIMENTO NOSSA SÃO PAULO. - Etapas preparatórias da IV Conferência Municipal de Meio Ambiente (CMMA)

REUNIÃO GT DE MEIO AMBIENTE MOVIMENTO NOSSA SÃO PAULO. - Etapas preparatórias da IV Conferência Municipal de Meio Ambiente (CMMA) REUNIÃO GT DE MEIO AMBIENTE MOVIMENTO NOSSA SÃO PAULO DATA: 18/06/2013 HORÁRIO: 19h30 às 21h30 LOCAL: Sede RNSP www.nossasaopaulo.org.br/portal/gtmeioa mbiente Acompanhe a nossa Rede e faça comentários

Leia mais

Prefeitura Municipal de AJURICABA LDO - Lei de Diretrizes Orçamentárias - 2016 Anexo V - Meta Fiscal da Despesa - Rol de Programas

Prefeitura Municipal de AJURICABA LDO - Lei de Diretrizes Orçamentárias - 2016 Anexo V - Meta Fiscal da Despesa - Rol de Programas Página: 1 0000 OPERAÇÕES ESPECIAIS 101 Restituição de Recursos 4.000,00 5.000,00 6.000,00 201 Contribuição PASEP 290.000,00 300.000,00 310.000,00 301 Sentenças Judiciais e Precatórios 6.000,00 8.000,00

Leia mais

Políticas Setoriais Secretarias Municipais: Saúde, Assistência Social, Educação, Direitos Humanos(quando houver). Participações Desejáveis

Políticas Setoriais Secretarias Municipais: Saúde, Assistência Social, Educação, Direitos Humanos(quando houver). Participações Desejáveis PARÂMETROS PARA A CONSTITUIÇÃO DAS COMISSÕES INTERSETORIAIS DE ACOMPANHAMENTO DO PLANO NACIONAL DE PROMOÇÃO, PROTEÇÃO E DEFESA DO DIREITO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES À CONVIVÊNCIA FAMILIAR E COMUNITÁRIA

Leia mais

Política Municipal para o Desenvolvimento Integral da Primeira Infância na Cidade de São Paulo

Política Municipal para o Desenvolvimento Integral da Primeira Infância na Cidade de São Paulo VIVER A CIDADE QUE A GENTE AMA. FAZER A SÃO PAULO QUE A GENTE QUER. Política Municipal para o Desenvolvimento Integral da Primeira Infância na Cidade de São Paulo A importância da primeira infância O desenvolvimento

Leia mais

Política Municipal para a População em Situação de Rua em Belo Horizonte

Política Municipal para a População em Situação de Rua em Belo Horizonte Política Municipal para a População em Situação de Rua em Belo Horizonte Elizabeth Leitão Secretária Municipal Adjunta de Assistência Social Prefeitura Municipal de Belo Horizonte Março de 2012 Conceito

Leia mais

Gestão Pública em BH Programa BH Metas e Resultados e BH 2030

Gestão Pública em BH Programa BH Metas e Resultados e BH 2030 Gestão Pública em BH Programa BH Metas e Resultados e BH 2030 5º Congresso de Gerenciamento de Projetos 10 de novembro de 2010 Belo Horizonte Planejamento Estratégico Longo Prazo período 2010-2030 - planejamento

Leia mais

Gestão Participativa em BH. Belo Horizonte, 01 de dezembro 2010

Gestão Participativa em BH. Belo Horizonte, 01 de dezembro 2010 Gestão Participativa em BH Belo Horizonte, 01 de dezembro 2010 1 Gestão Participativa em BH Belo Horizonte tem um longo histórico de gestão democrático-popular; Existe forte determinação política para:

Leia mais

Década Mundial de Ações para a Segurança no Trânsito ( ONU ) Semana Nacional de Trânsito 2012 ( Denatran ) e Dia Mundial Sem Carro

Década Mundial de Ações para a Segurança no Trânsito ( ONU ) Semana Nacional de Trânsito 2012 ( Denatran ) e Dia Mundial Sem Carro 1 Em apoio às campanhas Década Mundial de Ações para a Segurança no Trânsito ( ONU ) Semana Nacional de Trânsito 2012 ( Denatran ) e Dia Mundial Sem Carro A Universidade Federal de Santa Catarina e a Rede

Leia mais

OFICINA DE MONITORAMENTO

OFICINA DE MONITORAMENTO OFICINA DE MONITORAMENTO Instituto Pólis CARAGUATATUB A 11 de junho de 2015 OBSERVATÓRIO LITORAL SUSTENTÁVEL Implementação da Agenda de Desenvolvimento Sustentável OBSERVATÓRIO LITORAL SUSTENTÁVEL MONITORAMENTO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO SUL PPA 2010/2013 CLASSIFICAÇÃO DOS PROGRAMAS E AÇÕES POR FUNÇÃO E SUBFUNÇÃO SUBFUNÇÃO PROGRAMA AÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CRUZEIRO DO SUL PPA 2010/2013 CLASSIFICAÇÃO DOS PROGRAMAS E AÇÕES POR FUNÇÃO E SUBFUNÇÃO SUBFUNÇÃO PROGRAMA AÇÃO FUNÇÃO: 01 - LEGISLATIVA 31 Ação Legislativa 0001- Execução da Ação Legislativa 2001 - Manutenção das Atividades Legislativas da Câmara Municipal FUNÇÃO: 02 - JUDICIÁRIA 122 Administração Geral 0006- Defesa

Leia mais

03 eixos de atuação: ENSINO PESQUISA - EXTENSÃO

03 eixos de atuação: ENSINO PESQUISA - EXTENSÃO A Universidade de Cruz Alta, possui uma área construída de 35.785,92m² em seu Campus Universitário, abrigando, nesse espaço, 26 cursos de graduação, cursos de especialização e mestrado, 119 laboratórios,

Leia mais

Mobilidade Suave Humanização de Cidades. outubro 2013

Mobilidade Suave Humanização de Cidades. outubro 2013 Mobilidade Suave Humanização de Cidades outubro 2013 Estratégias Urbanas Planos de Revitalização Planos de Mobilidade Planos Cicloviários e Pedonais Espaços Públicos Projetos Viários e Cicloviários Parques

Leia mais

ANEXO III CONDIÇÕES E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA APOIO A ESTUDOS, PESQUISAS E PROJETOS INOVADORES

ANEXO III CONDIÇÕES E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA APOIO A ESTUDOS, PESQUISAS E PROJETOS INOVADORES ANEXO III CONDIÇÕES E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA APOIO A ESTUDOS, PESQUISAS E PROJETOS INOVADORES I ÁREAS DE INTERESSE Criança e Adolescente Apoio a Estudos e Pesquisas e Projetos Inovadores para promoção,

Leia mais