Disciplina: Língua Portuguesa Data da realização: 13/06/2016

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Disciplina: Língua Portuguesa Data da realização: 13/06/2016"

Transcrição

1 Ficha da semana 4º ano A e B. Instruções: 1. Cada atividade terá uma data de realização e deverá ser entregue à professora no dia seguinte. 2. As atividades deverão ser copiadas e respondidas no caderno de acordo com a disciplina indicada. 3. Não se esqueça de pular linha de uma atividade a outra. 4. Deverá constar cabeçalho do dia de realização e margens feitas com régua e lápis de cor. 5. O aluno que não apresentar a atividade realizada como o combinado, permanecerá em sala de aula durante a atividade do recreio para que possa organizar e/ou realizar sua atividade, além do registro na ficha individual. Conto com sua dedicação e capricho! Professoras: Luciana e Suely Disciplina: Língua Portuguesa Data da realização: 13/06/2016 1

2 1- Copie o texto e coloque os sinais de pontuação corretamente. (., -?!... ) 2- Pontue corretamente o texto. 2

3 3- Escreva frases bem criativas com as gravuras abaixo, aplicando corretamente os sinais de pontuação. (,.?!...) a b c d Disciplina: Matemática Data da realização: 14/06/ Resolva os problemas. a) Nas férias de julho, os 9 alunos do 4º ano foram fazer um passeio de trem. O custo total das passagens foi de R$ 948,00. Qual o preço de cada passagem? b) Beto tem um rolo de linha de 275 metros e Caio tem um rolo de 648 metros. Eles vão juntar as linhas para soltar pipa. Quantos metros eles terão juntos? c) Em um teatro há 8 fileiras de 342 poltronas. Na sessão de sábado, havia 495 poltronas ocupadas. Quantas poltronas não foram ocupadas nessa sessão? 2) Complete com o número de faces, arestas e vértices dos sólidos geométricos nãoarredondados abaixo. 3

4 .3- Observe essas planificações, a seguir abaixo de cada sólido escreva a letra correspondente a sua planificação. 4

5 Disciplina: Geografia Data da realização: 15/06/2016 A FORMAÇÃO DO POVO BRASILEIRO A história nos conta que o povo brasileiro foi formado a partir de misturas de grupos étnicos (raças). O Brasil é um país de grande miscigenação (mistura de povos), ou seja, é um país que tem muitos casamentos entre as várias etnias. Tudo começou no século XVI, com a chegada dos brancos, mais precisamente dos portugueses. Com a colonização (pessoas vindo morar no país), misturou-se o sangue dos portugueses com os índios, que já estavam aqui antes do descobrimento do Brasil. Mais tarde, os negros foram trazidos da África à força pelos portugueses para trabalharem como escravos no cultivo da cana-de-açúcar. Pode-se dizer que a mistura dessas três etnias ou raças deu origem à formação do povo brasileiro: índios, brancos e negros. Da mistura desses povos surgiram os mestiços: o mulato, o caboclo e o cafuzo. Branco com negro deu origem ao MULATO. Índio com Branco deu origem ao CABOCLO. Negro com índio deu origem ao CAFUZO. Com o passar dos séculos chegaram outros imigrantes (pessoas que vêm de outros países), vindos das mais variadas regiões da Terra. Esses outros povos que chegavam se misturavam entre si e também com os povos que aqui já estavam. E essa miscigenação pode ser observada no rosto, no corpo, nos hábitos, nas crenças e nos valores de cada brasileiro. Não somos um povo idêntico, com características semelhantes, pois somos resultado da miscigenação, mistura de várias etnias. Por isso, a maioria da população hoje é mestiça. 1- Coloque Verdadeiro (V) ou Falso (F): ( ) O povo brasileiro foi formado por mistura de raças. ( ) O branco já vivia no Brasil e depois vieram os índios. ( ) Os índios estavam aqui e chegaram os brancos. ( ) A mistura de brancos e índios deu origem ao mestiço caboclo. ( ) Depois chegaram os negros. ( ) A mistura de negros com brancos deu origem ao cafuzo. ( )Os brancos também se misturaram com os negros dando origem ao mestiço Cafuzo. ( ) Os índios se misturaram com os negros e deu origem ao mestiço Mulato. 2- Ligue: branco + índio negro + branco negro + índio cafuzo mulato caboclo 5

6 3- Responda no caderno. a- O que é miscigenação? b- O que é etnia? c- Porque os negros vieram da África para o Brasil? d- O que é imigrante? Disciplina: Geografia Data da realização: 16/06/2016 Povo: conjunto de pessoas. Nação: país, local de nascimento. CONCENTRAÇÃO POPULACIONAL BRASILEIRA População é o conjunto de pessoas que habitam um determinado lugar. Então, onde estão dos brasileiros? A maioria da população brasileira concentra-se no litoral, sendo o interior menos povoado. A concentração da população brasileira iniciou-se na época em que o Brasil era colônia de Portugal. Isso aconteceu porque a construção de cidades próximas do litoral facilitava o transporte de matérias-primas pelos portos marítimos. A maioria da população vive nas cidades, em todo país. 1- Responda com atenção a- Porque os brasileiros não são todos parecidos como acontece em alguns países do mundo? b- O que é população? c- O que significa: POPULAÇÃO BRASILEIRA? d- Qual é a sua nação? e- Onde concentra-se a maioria da população brasileira? Porque? 2- Onde vivem a maioria das pessoas brasileiras? 3- Brancos negros índios. A mistura dessas três etnias deram origem a formação de que povo? 4- Complete com as palavras: branco negro índios. a- Eles foram os primeiros habitantes do Brasil. b- Eles chegaram e tomaram posse das terras. c- Os índios se misturaram com os e deram origem ao mestiço caboclo. 6

7 d- Os vieram forçados para trabalharem de escravos no Brasil no lugar dos. e- Hoje existem poucos e os continuam tirando deles a natureza. Disciplina: Língua Portuguesa Data da realização:17/06/2016 Roda da Leitura Após a leitura do livro escolhido na biblioteca, informe. a) Nome do livro: b) Autor (a): c) Ilustrador (a): d) Editora: e) Escreva um final bem criativo e diferente do livro lido, ilustre e pinte com capricho. 7

6) Sublinhe com lápis colorido a frase em que o verbo papar é empregado como nesta: (...) Ele já papou muitos e muitos livros!

6) Sublinhe com lápis colorido a frase em que o verbo papar é empregado como nesta: (...) Ele já papou muitos e muitos livros! FICHA DA SEMANA 5º ANO A / B Instruções: 1- Cada atividade terá uma data de realização e deverá ser entregue a professora no dia seguinte; 2- As atividades deverão ser copiadas e respondidas no caderno,

Leia mais

A POPULAÇÃO BRASILEIRA

A POPULAÇÃO BRASILEIRA A POPULAÇÃO BRASILEIRA A origem dos brasileiros A população brasileira é heterogênea e foi constituída por três principais grupos étnicos Indígena Cafuzo Negro africano Caboclo ou mameluco Branco europeu

Leia mais

Também conhecido como densidade populacional ou população relativa. É a medida expressa pela relação entre a população e a superfície do território.

Também conhecido como densidade populacional ou população relativa. É a medida expressa pela relação entre a população e a superfície do território. Também conhecido como densidade populacional ou população relativa. É a medida expressa pela relação entre a população e a superfície do território. É geralmente expressa em habitantes por quilômetro quadrado

Leia mais

Prova bimestral. Língua portuguesa. 2 o Bimestre 4 o ano. 1. Leia o texto.

Prova bimestral. Língua portuguesa. 2 o Bimestre 4 o ano. 1. Leia o texto. Material elaborado pelo Ético Sistema de Ensino Ensino fundamental Publicado em 2012 Prova bimestral 2 o Bimestre 4 o ano Língua portuguesa Data: / / Nível: Escola: Nome: 1. Leia o texto. Daniel Wiedemann/shutterstock

Leia mais

População Brasileira

População Brasileira População Brasileira O QUE SOMOS? INCLASSIFICÁVEIS que preto, que branco, que índio o quê? que branco, que índio, que preto o quê? que índio, que preto, que branco o quê? que preto branco índio o quê?

Leia mais

DISCIPLINA: MATEMÁTICA DATA DA REALIZAÇÃO: 26/10/2015

DISCIPLINA: MATEMÁTICA DATA DA REALIZAÇÃO: 26/10/2015 3º ano A e B - FICHA DA SEMANA 1. Cada atividade terá uma data de realização e deverá ser entregue a professora no dia seguinte; 2. As atividades deverão ser copiadas e respondidas no caderno, de acordo

Leia mais

Cópia autorizada. II

Cópia autorizada. II II Sugestões de avaliação História 7 o ano Unidade 7 5 Unidade 7 Nome: Data: 1. Sobre as formas de conquista e exploração do governo português, associe corretamente as colunas. a) Relações diplomáticas.

Leia mais

O correto preenchimento de todos os campos deste formulário é de crucial importância para nossa empresa.

O correto preenchimento de todos os campos deste formulário é de crucial importância para nossa empresa. FORMULÁRIO DE CADASTRO DE TRABALHADOR PARA O e - Social Nº de Controle Prezado Colaborador; O correto preenchimento de todos os campos deste formulário é de crucial importância para nossa empresa. Deste

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES

CADERNO DE ATIVIDADES COLÉGIO ARNALDO 2014 CADERNO DE ATIVIDADES Geografia Aluno (a): 2º ano: Turma: Professora: Valor: 20 pontos Nota: Conteúdo Programático Unidade 2 Representando o seu corpo. Unidade 3 De casa até a escola.

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA PARCIAL DE HISTÓRIA Aluno(a): Nº Ano: 8º Turma: Data: 02/04/2011 Nota: Professora: Ivana Valor da Prova: 50 pontos Assinatura do responsável: Orientações

Leia mais

Construção do Espaço Africano

Construção do Espaço Africano Construção do Espaço Africano Aula 2 Colonização Para melhor entender o espaço africano hoje, é necessário olhar para o passado afim de saber de que forma aconteceu a ocupação africana. E responder: O

Leia mais

O tema da nossa edição deste mês é Ouvindo histórias.

O tema da nossa edição deste mês é Ouvindo histórias. 1 Olá! O tema da nossa edição deste mês é Ouvindo histórias. Este mês, conhecemos histórias muito interessantes que deixaram tantas recordações e aprendizados para nossos alunos! Padrinhos Argumento: EM

Leia mais

REGULAMENTO DA MONOGRAFIA CURSO DE PEDAGOGIA A DISTÂNCIA

REGULAMENTO DA MONOGRAFIA CURSO DE PEDAGOGIA A DISTÂNCIA REGULAMENTO DA MONOGRAFIA CURSO DE PEDAGOGIA A DISTÂNCIA A Monografia Final consiste em pesquisa individual orientada, em qualquer área do conhecimento no âmbito do Curso de Graduação, constituindo atividade

Leia mais

2- Explique a diferença entre sistema nervoso central e sistema nervoso periférico.

2- Explique a diferença entre sistema nervoso central e sistema nervoso periférico. FICHA DA SEMANA 5º ANO A / B Instruções: 1- Cada atividade terá uma data de realização e deverá ser entregue a professora no dia seguinte; 2- As atividades deverão ser copiadas e respondidas no caderno,

Leia mais

3 o ano Ensino Fundamental Data: / / Revisão de História e Geografia Nome:

3 o ano Ensino Fundamental Data: / / Revisão de História e Geografia Nome: 3 o ano Ensino Fundamental Data: / / Revisão de História e Geografia Nome: Leia este texto para responder às questões de 1 a 4. Quando eu nasci, meu pai logo se encarregou de registrar este acontecimento.

Leia mais

Sugestões de avaliação. História 8 o ano Unidade 1

Sugestões de avaliação. História 8 o ano Unidade 1 Sugestões de avaliação História 8 o ano Unidade 1 5 Nome: Data: Unidade 1 1. Leia o texto e, em seguida, responda às questões. Suas plantações são pequenas, não passando de algumas roças localizadas próximas

Leia mais

Projeto - A afrodescendência brasileira: desmistificando a história

Projeto - A afrodescendência brasileira: desmistificando a história Projeto - A afrodescendência brasileira: desmistificando a história Tema: Consciência Negra Público-alvo: O projeto é destinado a alunos do Ensino Fundamental - Anos Finais Duração: Um mês Justificativa:

Leia mais

Ajudante Auxiliar de Serviços Gerais Operador de Bombas. Nível Fundamental Incompleto. Águas e Esgoto. 22.01.2012 - Tarde

Ajudante Auxiliar de Serviços Gerais Operador de Bombas. Nível Fundamental Incompleto. Águas e Esgoto. 22.01.2012 - Tarde Ajudante Auxiliar de Serviços Gerais Operador de Bombas Nível Fundamental Incompleto Águas e Esgoto 22.01.2012 - Tarde LÍNGUA PORTUGUESA AJUDANTE / AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS / OPERADOR DE BOMBAS 22.01

Leia mais

Disciplina: Português Data da realização: 24/02/2014

Disciplina: Português Data da realização: 24/02/2014 FICHA DA SEMANA 5º ANO A / B Instruções: 1- Cada atividade terá uma data de realização e deverá ser entregue a professora no dia seguinte; 2- As atividades deverão ser copiadas e respondidas no caderno,

Leia mais

DA CONQUISTA A COLONIZAÇÃO DAS AMÉRICAS DA CONQUISTA A COLONIZAÇÃO DAS AMÉRICAS. -Atinge as Índias contornando a costa da África

DA CONQUISTA A COLONIZAÇÃO DAS AMÉRICAS DA CONQUISTA A COLONIZAÇÃO DAS AMÉRICAS. -Atinge as Índias contornando a costa da África DA CONQUISTA A COLONIZAÇÃO DAS AMÉRICAS EXPANSÃO MARÍTIMA início século XV ( 1415 ) DA CONQUISTA A COLONIZAÇÃO DAS AMÉRICAS EXPANSÃO MARÍTIMA início século XV ( 1415 ) PORTUGAL -Atinge as Índias contornando

Leia mais

Planificação da Atividade: Plural dos nomes terminados em -ão

Planificação da Atividade: Plural dos nomes terminados em -ão Área curricular: Planificação da Atividade: Plural dos nomes terminados em -ão Objetivo Competências a Desenvolver Disciplinas Envolvidas Descrição da Atividade Avaliação - Conhecer e aplicar a regra de

Leia mais

PORTUGUÊS 2 o BIMESTRE

PORTUGUÊS 2 o BIMESTRE AVALIAÇÃO DE CONTEÚDO DO GRUPO VI Unidade Portugal Série: 4 o ano (3 a série) Período: MANHÃ Data: 29/6/2011 PORTUGUÊS 2 o BIMESTRE Nome: Turma: Valor da prova: 3,5 Nota: Eixo temático Proteção ao meio

Leia mais

XXXVI OLIMPÍADA PAULISTA DE MATEMÁTICA Prova da Primeira Fase (11 de agosto de 2012) Nível (6 o e 7 o anos do Ensino Fundamental)

XXXVI OLIMPÍADA PAULISTA DE MATEMÁTICA Prova da Primeira Fase (11 de agosto de 2012) Nível (6 o e 7 o anos do Ensino Fundamental) Instruções: XXXVI OLIMPÍADA PAULISTA DE MATEMÁTICA Prova da Primeira Fase (11 de agosto de 2012) Nível (6 o e 7 o anos do Ensino Fundamental) Folha de Perguntas A duração da prova é de 3h30min. O tempo

Leia mais

Quando Nosso Senhor Deus fez as criaturas, não quis que todas fossem iguais, mas estabeleceu e ordenou a cada um a sua virtude.

Quando Nosso Senhor Deus fez as criaturas, não quis que todas fossem iguais, mas estabeleceu e ordenou a cada um a sua virtude. Os Estados Nacionais Modernos e o Absolutismo Monárquico Quando Nosso Senhor Deus fez as criaturas, não quis que todas fossem iguais, mas estabeleceu e ordenou a cada um a sua virtude. Quanto aos reis,

Leia mais

A novidade é que o Brasil não é só litoral É muito mais é muito mais que qualquer zona sul Tem gente boa espalhada por este Brasil Que vai fazer

A novidade é que o Brasil não é só litoral É muito mais é muito mais que qualquer zona sul Tem gente boa espalhada por este Brasil Que vai fazer CAUSAS: Acirramento da concorrência comercial entre as potências coloniais; Crise das lavouras de cana; Estagnação da economia portuguesa na segunda metade do século XVII; Necessidade de encontrar metais

Leia mais

ATIVIDADES DE LÍNGUA PORTUGUESA 4ª S SÉRIES A-B-C-D-E

ATIVIDADES DE LÍNGUA PORTUGUESA 4ª S SÉRIES A-B-C-D-E Nome: n.º 4ª série Barueri, / / 2009 Disciplina: Língua Portuguesa 3ª POSTAGEM ATIVIDADES DE LÍNGUA PORTUGUESA 4ª S SÉRIES A-B-C-D-E Orientações para o desenvolvimento das atividades: - Leia atentamente

Leia mais

História do Brasil Colônia

História do Brasil Colônia História do Brasil Colônia Aula VII Objetivo: a expansão e a consolidação da colonização portuguesa na América. A) A economia política da colônia portuguesa. Em O tempo Saquarema, o historiador Ilmar R.

Leia mais

Portuguès Solucions Model 3. Opció A

Portuguès Solucions Model 3. Opció A Prova d accés a la Universitat (2010) Solucions Model 3. Opció A I- De acordo com o texto anterior, indique se cada uma das seguintes afirmações é Verdadeira (V) ou Falsa (F) (1 P.) 1- FALSA /F (0,5) 2-

Leia mais

TEMA E EXPANSÃO E MUDANÇA NOS SÉCULOS XV E XVI

TEMA E EXPANSÃO E MUDANÇA NOS SÉCULOS XV E XVI TEMA E EXPANSÃO E MUDANÇA NOS SÉCULOS XV E XVI 1. Expansionismo Europeu 1.1. Rumos da expansão 1.1.1. Os avanços da expansão e as rivalidades luso-castelhanas 1.1.2. A chegada à Índia e ao Brasil 1.2.

Leia mais

A Presença Estrangeira no Período Colonial. A Disputa pelas Novas Terras

A Presença Estrangeira no Período Colonial. A Disputa pelas Novas Terras A Presença Estrangeira no Período Colonial. A Disputa pelas Novas Terras O descobrimento de novas terras e riquezas (o pau-brasil) estimulou a cobiça de várias nações européias que iniciavam as suas aventuras

Leia mais

EDITAL Nº 048, DE 14 DE NOVEMBRO DE 2012 PROCESSO DE INGRESSO 2013/1 CURSO TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO INTEGRADO EM RECURSOS HUMANOS MODALIDADE PROEJA

EDITAL Nº 048, DE 14 DE NOVEMBRO DE 2012 PROCESSO DE INGRESSO 2013/1 CURSO TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO INTEGRADO EM RECURSOS HUMANOS MODALIDADE PROEJA Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus Restinga EDITAL Nº 048, DE 14 DE NOVEMBRO DE 2012

Leia mais

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. FLÁVIO GONÇALVES PÓVOA DE VARZIM Critérios Específicos de Avaliação DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS ANO LETIVO 2014/15 Rua José Régio 4490-648 Póvoa de Varzim CRITÉRIOS

Leia mais

Princípios de funcionamento dos computadores

Princípios de funcionamento dos computadores Princípios de funcionamento dos computadores Objetivos da aula: - Entender o princípio de funcionamento dos computadores - Entender o conceito de programa e sua dinâmica de execução Tópicos da aula: -

Leia mais

Rua Ângelo Provenzano, 705 B. Canudos Novo Hamburgo/RS

Rua Ângelo Provenzano, 705 B. Canudos Novo Hamburgo/RS Rua Ângelo Provenzano, 705 B. Canudos Novo Hamburgo/RS Coordenadora do LIE: Shanna Bortolotti Costa O TRABALHO NÃO COMEÇARIA, SEM ESTA PESSOA... Irmão Cláudio Despertar a noção de igualdade entre as diferentes

Leia mais

1ª Etapa: A Escolha do Tema

1ª Etapa: A Escolha do Tema O que é um trabalho escrito? Realizar um trabalho escrito é pegar num tema, clarificá-lo e tomar uma posição sobre o mesmo. Para isso, deve utilizar-se bibliografia adequada. Quando é pedido a um aluno

Leia mais

Volta às aulas. A Matemática está presente em diversos momentos da nossa vida, por exemplo, quando brincamos.

Volta às aulas. A Matemática está presente em diversos momentos da nossa vida, por exemplo, quando brincamos. UNIDADE Volta às aulas A Matemática está presente em diversos momentos da nossa vida, por exemplo, quando brincamos. Como as crianças da cena estão aproveitando o 1 o dia de aula? Converse com os colegas.

Leia mais

Seminário internacional Herança, identidade, educação e cultura: gestão dos sítios e lugares de memória ligados ao tráfico negreiro e à escravidão

Seminário internacional Herança, identidade, educação e cultura: gestão dos sítios e lugares de memória ligados ao tráfico negreiro e à escravidão Seminário internacional Herança, identidade, educação e cultura: gestão dos sítios e lugares de memória ligados ao tráfico negreiro e à escravidão Palestra: Apresentação de experiências e práticas exemplares

Leia mais

COMPUTADOR SIMPLIFICADO E COMPUTADOR DIGITAL. Algoritmos e Programação APG0001

COMPUTADOR SIMPLIFICADO E COMPUTADOR DIGITAL. Algoritmos e Programação APG0001 COMPUTADOR SIMPLIFICADO E COMPUTADOR DIGITAL Algoritmos e Programação APG0001 Objetivos da aula Entender o princípio de funcionamento dos computadores; Entender o conceito de programa e sua dinâmica de

Leia mais

Educação escolar indígena

Educação escolar indígena Educação escolar indígena O principal objetivo desta apresentação é fazer uma reflexão sobre a cultura indígena kaingang, sobre as políticas educacionais integracionistas e sobre a política atual, que

Leia mais

MATEMÁTICA: DESENVOLVENDO ATIVIDADES ENIGMÁTICAS COM MATEMÁGICA E LÓGICA PARA OS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

MATEMÁTICA: DESENVOLVENDO ATIVIDADES ENIGMÁTICAS COM MATEMÁGICA E LÓGICA PARA OS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL MATEMÁTICA: DESENVOLVENDO ATIVIDADES ENIGMÁTICAS COM MATEMÁGICA E LÓGICA PARA OS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL Francisca Terezinha Oliveira Alves (UFPB) ftoalves@yahoo.com.br Luciano Moreira da Silva

Leia mais

Bandeira de Portugal Significado, cores e história da bandeira portuguesa

Bandeira de Portugal Significado, cores e história da bandeira portuguesa UNIDADE: Viagem a Portugal / Portugal SITUAÇÃO DE USO Seleção de roteiro turístico. EXPETATIVAS DE APRENDIZAGEM - Selecionar informações; - Formular questões; - Utilizar o verbo representar ; - Produzir

Leia mais

CADERNO DE ATIVIDADES

CADERNO DE ATIVIDADES COLÉGIO ARNALDO 2014 CADERNO DE ATIVIDADES GEOGRAFIA Aluno (a): 4º ano Turma: Professor (a): Valor: 20 pontos Conteúdo de Recuperação Sistema Solar. Mapa político do Brasil: Estados e capitais. Regiões

Leia mais

Jornada dos Cursos de História, Geografia e Arquitetura: Espaço, História e Globalização

Jornada dos Cursos de História, Geografia e Arquitetura: Espaço, História e Globalização 106 Jornada dos Cursos de História, Geografia e Arquitetura: Espaço, História e Globalização LUDICIDADE DO POVO BRASILEIRO Ronilce Araujo Coltri Consolmano 1 Fausi dos Santos 2 RESUMO O presente estudo

Leia mais

Um Navio no Amazonas. Os ambientes de um hotel sobre as águas. c a s e. Por Raquel Lima HÁ MAIS A SE FAZER EM UMA VISITA AO AMAZONAS

Um Navio no Amazonas. Os ambientes de um hotel sobre as águas. c a s e. Por Raquel Lima HÁ MAIS A SE FAZER EM UMA VISITA AO AMAZONAS c a s e Um Navio no Amazonas Por Raquel Lima Os ambientes de um hotel sobre as águas HÁ MAIS A SE FAZER EM UMA VISITA AO AMAZONAS do que simplesmente desfrutar das belezas paradisíacas do lugar. A exploração

Leia mais

MANUAL DE REGISTRO DA COOPERATIVA NA OCESP

MANUAL DE REGISTRO DA COOPERATIVA NA OCESP 1 2014 MANUAL DE REGISTRO DA COOPERATIVA NA OCESP Controle Interno SESCOOP/SP 2 ÍNDICE Assunto Pág. APRESENTAÇÃO ACESSO AO SISTEMA DE REGISTRO PRÉ-CADASTRO CADASTRAMENTO ABAS INTEGRANTES DO CADASTRO PRINCIPAL

Leia mais

Sistema de Ensino CNEC. ROTEIRO SEMANAL 4 o ANO ENSINO FUNDAMENTAL LÍNGUA PORTUGUESA SEGUNDA-FEIRA 02/02/2015

Sistema de Ensino CNEC. ROTEIRO SEMANAL 4 o ANO ENSINO FUNDAMENTAL LÍNGUA PORTUGUESA SEGUNDA-FEIRA 02/02/2015 ROTEIRO SEMANAL 4 o ANO ENSINO FUNDAMENTAL LÍNGUA PORTUGUESA SEGUNDA-FEIRA 02/02/ Apresentação da professora (conversa informal) Atividades de integração: 1 o Hora da foto As crianças ficam esparramadas

Leia mais

VALORES CULTURAIS (INDÍGENAS) KAINGANG

VALORES CULTURAIS (INDÍGENAS) KAINGANG VALORES CULTURAIS (INDÍGENAS) KAINGANG Um cacique kaingang, meu amigo, me escreveu pedindo sugestões para desenvolver, no Dia do Índio, o seguinte tema em uma palestra: "Os Valores Culturais da Etnia Kaingáng".

Leia mais

A DIVERSIDADE E A PRÁTICA PEDAGÓGICA: ALGUMAS REFLEXÕES

A DIVERSIDADE E A PRÁTICA PEDAGÓGICA: ALGUMAS REFLEXÕES A DIVERSIDADE E A PRÁTICA PEDAGÓGICA: ALGUMAS REFLEXÕES Elita Betania de Andrade Martins * Resumo: O presente texto vem discutir como a questão da diversidade tem exigido uma reformulação das práticas

Leia mais

RECUPERAÇÃO PARALELA UNIDADE II LISTA DE EXERCÍCIOS

RECUPERAÇÃO PARALELA UNIDADE II LISTA DE EXERCÍCIOS Aluno(a) Turma N o Série 5 a Ensino Fundamental Data / / 06 Matéria Matemática Professora Ynez RECUPERAÇÃO PARALELA UNIDADE II LISTA DE EXERCÍCIOS 01. Observe o quadro ao lado e responda: 75 67 83 105

Leia mais

FACULDADE EÇA DE QUEIROS. Edna Cristina do Nascimento. Marineide Gonçalves. Tâmara de Oliveira PROJETO PEDAGÓGICO JANDIRA

FACULDADE EÇA DE QUEIROS. Edna Cristina do Nascimento. Marineide Gonçalves. Tâmara de Oliveira PROJETO PEDAGÓGICO JANDIRA FACULDADE EÇA DE QUEIROS Edna Cristina do Nascimento Marineide Gonçalves Tâmara de Oliveira PROJETO PEDAGÓGICO JANDIRA MARÇO 2012 FACULDADE EÇA DE QUEIROS PROJETO PEDAGÓGICO SOBRE O LIVRO: MENINA BONITA

Leia mais

EDUCAÇÃO QUILOMBOLA: UM DIREITO A SER EFETIVADO

EDUCAÇÃO QUILOMBOLA: UM DIREITO A SER EFETIVADO EDUCAÇÃO QUILOMBOLA: UM DIREITO A SER EFETIVADO EDUCAÇÃO QUILOMBOLA: UM DIREITO A SER EFETIVADO Expediente Edição: Texto: Colaboradoras/ es: Revisão: Fotos: Projeto gráfico e Diagramação: Gráfica: Tiragem:

Leia mais

Máscaras da liberdade: reputação a salvo na rua ou no salão.

Máscaras da liberdade: reputação a salvo na rua ou no salão. Máscaras da liberdade: reputação a salvo na rua ou no salão. Os palhaços apaixonados, afresco, Giovanni Domenico Tiepolo, 1793, Camera dei Pulcinella Villa Tiepolo, Zianigo. O carnaval nasceu na Antiguidade,

Leia mais

0800 570 0800 / www.sebrae.com.br

0800 570 0800 / www.sebrae.com.br Sebrae em Goiás Conselho Deliberativo Marcelo Baiocchi Carneiro Presidente Elaboração e Coordenação Unidade de Gestão Estratégica Camilla Carvalho Costa Gerente Ficha Técnica Diretoria Executiva Manoel

Leia mais

Função E. Excel 2007 Avançado. Sintaxe: Onde: Objetivo : 22 anos ou mais e casadas maiores de 21 anos.

Função E. Excel 2007 Avançado. Sintaxe: Onde: Objetivo : 22 anos ou mais e casadas maiores de 21 anos. Função E É utilizada para testar se os argumentos envolvidos são ou não verdadeiros, o resultado desta função retornará verdadeiro somente se todos os argumentos que compõem a função são verdadeiros, basta

Leia mais

Curso de Programação Computadores

Curso de Programação Computadores 3 O Primeiro Programa em C Unesp Campus de Guaratinguetá Curso de Programação Computadores Prof. Aníbal Tavares Profa. Cassilda Ribeiro 3 O Primeiro Programa em C 3.1 - Introdução Depois dos conceitos

Leia mais

Sistema COC de Educação Unidade Portugal

Sistema COC de Educação Unidade Portugal Sistema COC de Educação Unidade Portugal Ribeirão Preto, de de 2007. Nome: 3º ano (2ª série) AVALIAÇÃO DE CONTEÚDO DO GRUPO VIII 3º BIMESTRE Eixo temático Herança social Disciplina/Valor Português 4,0

Leia mais

Usos e Costumes. Nos Dias Atuais TIAGO SANTOS

Usos e Costumes. Nos Dias Atuais TIAGO SANTOS Usos e Costumes Nos Dias Atuais TIAGO SANTOS [ 2 ] Prefácio Nos dias atuais temos visto muitas mudanças de paradigmas nos regulamentos internos de nossas instituições. Isso tem ocorrido pela demanda de

Leia mais

Triângulo Tambor ou Tambu Socador ou Meião. Caxixi Pandeiro Gongo Marimba. Chocalho Adufe Agogô Fungador

Triângulo Tambor ou Tambu Socador ou Meião. Caxixi Pandeiro Gongo Marimba. Chocalho Adufe Agogô Fungador PROFESSOR: EQUIPE DE MATEMÁTICA BANCO DE QUESTÕES - MATEMÁTICA - 5º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ========================================================================== Os instrumentos abaixo fazem parte

Leia mais

Cultura. patrimônio. Materiale Imaterial; e diversidade cultural no Brasil

Cultura. patrimônio. Materiale Imaterial; e diversidade cultural no Brasil Cultura Materiale Imaterial; patrimônio e diversidade cultural no Brasil A diversidade cultural engloba as diferenças culturais que existem entre as pessoas, como a linguagem, danças, vestimenta, tradições

Leia mais

PORTUGUÊS 3 o BIMESTRE

PORTUGUÊS 3 o BIMESTRE A GERAÇÃO DO CONHECIMENTO AVALIAÇÃO DE CONTEÚDO DO GRUPO VIII Transformando conhecimentos em valores www.geracaococ.com.br Unidade Portugal Série: 5 o ano (4 a série) Período: TARDE Data: 9/9/2010 PORTUGUÊS

Leia mais

Espero que você descanse, sentirei saudades. Prô, 2011.

Espero que você descanse, sentirei saudades. Prô, 2011. Pensar em férias significa pensar em nada de horários e mudanças na rotina. Férias é o momento que as crianças têm para fazer coisas que durante o período letivo não lhes é permitido. Deitam-se mais tarde

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA ARRENDAMENTO COMERCIAL SAZONAL DO ESTABELECIMENTO DE RESTAURAÇÃO/BEBIDAS DO PARQUE MANUEL DE CASTRO, EM CUBA

CONCURSO PÚBLICO PARA ARRENDAMENTO COMERCIAL SAZONAL DO ESTABELECIMENTO DE RESTAURAÇÃO/BEBIDAS DO PARQUE MANUEL DE CASTRO, EM CUBA CONCURSO PÚBLICO PARA ARRENDAMENTO COMERCIAL SAZONAL DO ESTABELECIMENTO DE RESTAURAÇÃO/BEBIDAS DO PARQUE MANUEL DE CASTRO, EM CUBA PROGRAMA DE CONCURSO 1- ENTIDADE ADJUDICANTE: Entidade pública adjudicante

Leia mais

Rafting no Atibaia. Campinas/SP. Diversão garantida para todas as idades

Rafting no Atibaia. Campinas/SP. Diversão garantida para todas as idades Rafting no Atibaia Campinas/SP Diversão garantida para todas as idades Definição O rafting consiste na descida de rios em botes infláveis. Os participantes remam conduzidos por um instrutor, responsável

Leia mais

Prof. Bruno César dos Santos. Unidade II ANTROPOLOGIA E CULTURA

Prof. Bruno César dos Santos. Unidade II ANTROPOLOGIA E CULTURA Prof. Bruno César dos Santos Unidade II ANTROPOLOGIA E CULTURA BRASILEIRA A perspectiva de Sérgio Buarque de Holanda Publicou, em 1936, seu primeiro livro, Raízes do Brasil, um clássico da sociologia,

Leia mais

CRISE DO ESCRAVISMO. O Brasil foi o último país da América Latina a abolir a escravidão.

CRISE DO ESCRAVISMO. O Brasil foi o último país da América Latina a abolir a escravidão. CRISE DO ESCRAVISMO A Dinamarca foi o primeiro país Europeu a abolir o tráfico de escravos em 1792. A Grã-Bretanha veio a seguir, abolindo em 1807 e os Estados Unidos em 1808. O Brasil foi o último país

Leia mais

Agrupamento de Escolas Agualva-Mira Sintra Planificação anual 2013/2014

Agrupamento de Escolas Agualva-Mira Sintra Planificação anual 2013/2014 Agrupamento de Escolas Agualva-Mira Sintra Planificação anual 2013/2014 Departamento Curricular de Ciências Sociais e Humanas Disciplina de História Ano:8º Temas Conteúdos Conceitos E : Expansão e Mudança

Leia mais

O continente americano apresenta duas realidades socioeconômicas e culturais distintas.o extremo norte apresentam elevados índices de desenvolvimento

O continente americano apresenta duas realidades socioeconômicas e culturais distintas.o extremo norte apresentam elevados índices de desenvolvimento O continente americano apresenta duas realidades socioeconômicas e culturais distintas.o extremo norte apresentam elevados índices de desenvolvimento socioeconômico. Ao sul do continente, estão países

Leia mais

Programa Nacional dos Territórios Etnoeducacionais Indígenas

Programa Nacional dos Territórios Etnoeducacionais Indígenas Programa Nacional dos Territórios Etnoeducacionais Indígenas Proteger e promover os direitos dos povos indígenas à educação, por meio do fortalecimento dos Territórios Etnoeducacionais, reconhecendo e

Leia mais

UTILIZANDO PROGRAMAS EDUCACIONAIS

UTILIZANDO PROGRAMAS EDUCACIONAIS LINUX EDUCACIONAL UTILIZANDO PROGRAMAS EDUCACIONAIS PROFESSOR GERSON VALENCIO Caro professor: As novas Tecnologias de Informação e Comunicação(TICs) estão mudando nossa forma de pensar, agir, relacionar-se,

Leia mais

ILUSTRAÇÃO DE CONTOS AFRICANOS: UM NOVO CONCEITO. Palavras-chaves: ilustração; literatura infanto-juvenil; contos africanos; Denise Nascimento.

ILUSTRAÇÃO DE CONTOS AFRICANOS: UM NOVO CONCEITO. Palavras-chaves: ilustração; literatura infanto-juvenil; contos africanos; Denise Nascimento. ILUSTRAÇÃO DE CONTOS AFRICANOS: UM NOVO CONCEITO CONCÍSIA LOPES DOS SANTOS UFRN A história da ilustração se confunde com a história das artes plásticas. Isso porque ilustrar é também fazer Arte. É através

Leia mais

Relatório de Tarefas do Ensino Fundamental II

Relatório de Tarefas do Ensino Fundamental II Relatório de Tarefas do Ensino Fundamental II Turma: 183 Data: 23/11/2012 Sem livro de anotação de tarefas Data: 22/11/2012 Data: 21/11/2012 Página 171 e 172 ex. 2,3 e 4 apostila 11 Data: 20/11/2012 Data:

Leia mais

Lista de Exercícios de Recuperação do 1 Bimestre

Lista de Exercícios de Recuperação do 1 Bimestre Lista de Exercícios de Recuperação do 1 Bimestre Instruções gerais: Resolver os exercícios à caneta e em folha de papel almaço ou monobloco (folha de fichário). Copiar os enunciados das questões. Entregar

Leia mais

CRESCIMENTO POPULACIONAL. Estágio-Docência: Camila Macêdo Medeiros

CRESCIMENTO POPULACIONAL. Estágio-Docência: Camila Macêdo Medeiros CRESCIMENTO POPULACIONAL Estágio-Docência: Camila Macêdo Medeiros O que é Crescimento Populacional? O crescimento populacional é a mudança positiva do número de indivíduos de uma população dividida por

Leia mais

(Desigualdades de) Raça, cor, etnia. 06 e 13 de outubro

(Desigualdades de) Raça, cor, etnia. 06 e 13 de outubro (Desigualdades de) Raça, cor, etnia 06 e 13 de outubro Dias, cap. 12 Conceitos fundamentais: 1. Etnia 2. Raça/ Cor 3. Preconceito 4. Discriminação 5. Grupos minoritários 6. Exclusão, segregação Etnia Baseia-se

Leia mais

Capítulo. Organização político- -administrativa na América portuguesa

Capítulo. Organização político- -administrativa na América portuguesa Capítulo Organização político- -administrativa na América portuguesa 1 O Império Português e a administração da Colônia americana Brasil: 1500-1530 O interesse português pelo território americano era pequeno

Leia mais

Guia de fornecedores e negócios M I D I A K I T. Introdução. Como funciona? Custos anuais. Oportunidades adicionais. Orientações ao usuário

Guia de fornecedores e negócios M I D I A K I T. Introdução. Como funciona? Custos anuais. Oportunidades adicionais. Orientações ao usuário Guia de fornecedores e negócios M I D I A K I T Introdução Como funciona? Custos anuais Oportunidades adicionais Orientações ao usuário Introdução Bem vindo ao Mercado Geofísica Brasil Você localizou a

Leia mais

PROCESSO DE SELEÇÃO PARA RESIDIR NA CASA DO ESTUDANTE UNIVERSITÁRIO - CEU SEMESTRE DE 2014/2 EDITAL Nº 002/2014 UNEMAT

PROCESSO DE SELEÇÃO PARA RESIDIR NA CASA DO ESTUDANTE UNIVERSITÁRIO - CEU SEMESTRE DE 2014/2 EDITAL Nº 002/2014 UNEMAT PROCESSO DE SELEÇÃO PARA RESIDIR NA CASA DO ESTUDANTE UNIVERSITÁRIO - CEU SEMESTRE DE 2014/2 EDITAL Nº 002/2014 UNEMAT DIRETORIA POLÍTICO, PEDAGÓGICO E FINANCEIRO A, por intermédio da DIRETORIA POLÍTICO,

Leia mais

INDICAÇÕES 2014-1º ANO AxBxC

INDICAÇÕES 2014-1º ANO AxBxC INDICAÇÕES 2014-1º ANO AxBxC 1º Ano A Ens. Fundamental 1º Ano B Ens. Fundamental CLASSE: Atividade de acolhimento com músicas infantis / Bom dia / HORA DAS NOVIDADES: Brincadeira da batata quente com gênero,

Leia mais

Exame unificado de acesso (Línguas e Matemática) às 4 Instituições do Ensino Superior (2017)

Exame unificado de acesso (Línguas e Matemática) às 4 Instituições do Ensino Superior (2017) Exame unificado de acesso (Línguas e Matemática) às 4 Instituições do Ensino Superior (2017) Português B 澳 門 四 高 校 聯 合 入 學 考 試 ( 語 言 科 及 數 學 科 )2017 Exame unificado de acesso (Línguas e Matemática) às

Leia mais

O Brasil holandês http://www.youtube.com/watch?v=lnvwtxkch7q Imagem: Autor Desconhecido / http://educacao.uol.com.br/biografias/domingos-fernandescalabar.jhtm DOMINGOS CALABAR Domingos Fernandes

Leia mais

5º Ano O amor é paciente. (I Coríntios 13:4 a)

5º Ano O amor é paciente. (I Coríntios 13:4 a) 5º Ano O amor é paciente. (I Coríntios 13:4 a) Roteiro Semanal de Atividades de Casa (06 a 10 de Maio 013) Desafio! 1) Agora, temos um desafio com formas geométricas. Observe. ) Complete a sequência seguindo

Leia mais

Escolas de Montalegre Escola Básica e Secundária de Montalegre (sede) 347680 Montalegre. Utilizar o WordPad

Escolas de Montalegre Escola Básica e Secundária de Montalegre (sede) 347680 Montalegre. Utilizar o WordPad Escolas de Escola Básica e Secundária de (sede) 347680 ACTIVIDADES DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR TIC (TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO) ESSCCOOLLAA: : EB 1 de ANNOO DDEE ESSCCOOLLAARRI IIDDAADDEE:

Leia mais

EVOLUÇÃO DA POPULAÇÃO MUNDIAL FAZER GRÁFICO PRIMEIRA FASE OU FASE DE CRESCIMENTO LENTO SEGUNDA FASE OU FASE DE RÁPIDO CRESCIMENTO

EVOLUÇÃO DA POPULAÇÃO MUNDIAL FAZER GRÁFICO PRIMEIRA FASE OU FASE DE CRESCIMENTO LENTO SEGUNDA FASE OU FASE DE RÁPIDO CRESCIMENTO CONCEITOS BÁSICOS POPULAÇÃO ABSOLUTA POPULAÇÃO RELATIVA OU DENSIDADE DEMOGRÁFICA TAXA DE MORTALIDADE TAXA DE NATALIDADE TAXA DE FECUNDIDADE CRESCIMENTO VEGETATIVO OU CRESCIMENTO NATURAL EVOLUÇÃO DA POPULAÇÃO

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA POSSE NO CARGO PÚBLICO

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA POSSE NO CARGO PÚBLICO PREFEITURA MUNICIPAL DE OLHO D ÁGUA DAS FLORES CNPJ: nº 12.251.468/0001-38 Avenida 02 de Dezembro, nº 426 - Centro. Fone/Fax: (82) 3623.1280 e-mail: prefeituraoaflores@ig.com.br DOCUMENTOS NECESSÁRIOS

Leia mais

Nome: Nº: Ano/Série: 3º Ano. Trabalho Bimestral de arte Bimestre: 2º Data:

Nome: Nº: Ano/Série: 3º Ano. Trabalho Bimestral de arte Bimestre: 2º Data: Nome: Nº: Ano/Série: 3º Ano Disciplina: Professor: Trabalho Bimestral de arte Bimestre: 2º Data: Aprendemos texturasnas aulas de arte, descobrimos que são características de uma determinada superfície,

Leia mais

ESTRUTURA DE UM PROGRAMA EM C++ Estrutura de um Programa em C++

ESTRUTURA DE UM PROGRAMA EM C++ Estrutura de um Programa em C++ ESTRUTURA DE UM PROGRAMA EM C++ Estrutura de um Programa em C++ #include { Este trecho é reservado para o corpo da função, com a declaração de suas variáveis locais, seus comandos e funções

Leia mais

Matéria da Recuperação. Industrialização Urbanização População

Matéria da Recuperação. Industrialização Urbanização População Disciplina: Geografia Roteiro de Recuperação Ano / Série: 7º Professor (a): Gabriel Data: / / 2013 Matéria da Recuperação Industrialização Urbanização População 1- A função urbana de uma cidade diz respeito

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE TÍTULO DO TRABALHO Por: Ines Maria Azevedo do Nascimento Orientador Prof. Maria poppe Rio de Janeiro 2004 UNIVERSIDADE CANDIDO

Leia mais

COLÉGIO ADVENTISTA DE CIDADE ADEMAR

COLÉGIO ADVENTISTA DE CIDADE ADEMAR COLÉGIO ADVENTISTA DE CIDADE ADEMAR Roteiro de Geografia - Professor: Vilson P. Rodrigues - 7 Ano B Primeiro Bimestre de 2010 Observações Gerais: Alunos e Senhores Pais de Alunos - O roteiro sempre estará

Leia mais

FACULDADE EÇA DE QUEIRÓS

FACULDADE EÇA DE QUEIRÓS FACULDADE EÇA DE QUEIRÓS GISELE CRISTINA DE SANTANA FERREIRA PEREIRA JÉSSICA PALOMA RATIS CORREIA NOBRE PEDAGOGIA: PROJETO MENINA BONITA DO LAÇO DE FITA JANDIRA - 2012 FACULDADE EÇA DE QUEIRÓS GISELE CRISTINA

Leia mais

SETE ATOS OFICIAIS QUE DECRETARAM A MARGINALIZAÇÃO DO POVO NO BRASIL Frei David Santos Ofm

SETE ATOS OFICIAIS QUE DECRETARAM A MARGINALIZAÇÃO DO POVO NO BRASIL Frei David Santos Ofm SETE ATOS OFICIAIS QUE DECRETARAM A MARGINALIZAÇÃO DO POVO NO BRASIL Frei David Santos Ofm INTRODUÇÃO A Lei 10.639 de março de 2003 desperta a comunidade negra para cobrar da sociedade brasileira e do

Leia mais

TÓPICO DE DISCUSSÃO: O PRIMEIRO MÊS DE AULAS - EDUCAÇÃO INFANTIL E ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL EDUCAÇÃO INFANTIL

TÓPICO DE DISCUSSÃO: O PRIMEIRO MÊS DE AULAS - EDUCAÇÃO INFANTIL E ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL EDUCAÇÃO INFANTIL 1 Faculdade Adventista da Bahia Assessoria Pedagógica BR-101, km 197, Capoeiruçu Caixa Postal 18 Cachoeira BA CEP: 44.300-000 Brasil e-mail: selcr25@gmail.com ORIENTAÇÕES DIDÁTICAS 01/2014 TÓPICO DE DISCUSSÃO:

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Final. 2ª Etapa 2013. Ano: 6 Turma: 61

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Final. 2ª Etapa 2013. Ano: 6 Turma: 61 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Final 2ª Etapa 203 Disciplina: Matemática Professor (a): Flávia Lúcia Ano: 6 Turma: 6 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

ROBÔS QUE BRINCAM. Eles já existem fora dos desenhos animados.

ROBÔS QUE BRINCAM. Eles já existem fora dos desenhos animados. COLÉGIO NOSSA SENHORA DE SION LIÇÕES DE PORTUGUÊS E HISTÓRIA / 4º ano Semana de 5 a 9 de outubro Troca do livro 4º A 4º B 4º C sexta-feira terça-feira quinta-feira Eles já existem fora dos desenhos animados.

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS - HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL 6º ANO

PLANO DE ESTUDOS - HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL 6º ANO PLANO DE ESTUDOS - HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL 6º ANO O aluno, no final do 6º ano, deve ser capaz de: Conhecer e compreender as características do império português dos séculos XVII e XVIII Conhecer

Leia mais

- ENSINO. Texto 1. selva. Esse. Tempo. 1) feroz bravo.

- ENSINO. Texto 1. selva. Esse. Tempo. 1) feroz bravo. PROFESSOR: EQUIPEE DE PORTUGUÊS BANCO DE QUESTÕES - LÍNGUA PORTUGUESA - 2 ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ======== ========= ========= ========= ========= ========= ======== ======== ========= == Texto 1 OLHA

Leia mais

9 Dinâmicas de Grupo para o início das Aulas Atividades Lúdicas

9 Dinâmicas de Grupo para o início das Aulas Atividades Lúdicas Disponível no site Esoterikha.com: http://bit.ly/dinamicasparaprimeirodiadeaula 9 Dinâmicas de Grupo para o início das Aulas Atividades Lúdicas Apresentamos o especial do site Esoterikha.com e Redemotivacao.com.br

Leia mais