NOTA: Para o preenchimento dos formulários em linha, é necessário que Javascript e cookies estejam activados (Internet Explorer e Firefox)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "NOTA: Para o preenchimento dos formulários em linha, é necessário que Javascript e cookies estejam activados (Internet Explorer e Firefox)"

Transcrição

1 2012/13 Universidade de Coimbra Mobilidade de Estudantes OUTRAS MOBILIDADES Guia de Inscrição online Guia prático do processo de inscrição online em programas de mobilidade para estudantes da Universidade de Coimbra que pretendam realizar um período de estudos em outras universidades estrangeiras. A leitura deste Guia é obrigatória. Mobilidade Outgoing 2012/13

2 I INFORMAÇÃO GERAL A Universidade de Coimbra tem ao seu dispor diversas oportunidades de mobilidade, às quais os estudantes se podem candidatar. Antes de proceder à candidatura, os estudantes devem informar-se sobre as universidades a que poderão candidatar-se (http://www.uc.pt/driic/acordos/) e verificar, junto do Coordenador da sua área de estudos (http://www.uc.pt/driic/coordenadores/), se é possível fazer o período de mobilidade a que se candidata na universidade que pretende frequentar. Os Programas oferecidos, no âmbito dos Outros Programas de Mobilidade são «Brasil», «EUA (MAUI)», «Austrália (AEN)», «Japão» e «Outros». Se pretende efetuar um período de mobilidade ao abrigo de um dos Programas oferecidos, deve saber que as Candidaturas serão feitas online, pelo que deverá fazer o seu registo no site da DRI/Divisão de Relações Internacionais, para ter acesso a toda a informação necessária para a sua Candidatura. NOTA: Para o preenchimento dos formulários em linha, é necessário que Javascript e cookies estejam activados (Internet Explorer e Firefox) Para se candidatar aos Programas enumerados terá de, obrigatoriamente, escolher três (3) universidades. Sendo rejeitada a candidatura a uma delas e, desde que seja da sua vontade, a DRI/Divisão de Relações Internacionais poderá submetê-la a outra das universidades escolhidas (havendo para isso que fazer pequenas alterações veja adiante «Candidatura». NOTA: Não pode sair nenhum estudante em mobilidade sem estar matriculado na Universidade de Coimbra e/ou em situação de prescrição. 2

3 II PROCESSO DE CANDIDATURA O estudante só tem permissão para avançar com o processo de candidatura online, após a confirmação de que leu o Guia de Candidatura e que concorda com as condições nele contidas. Aconselha-se a que, durante o processo de candidatura online, o estudante leia atentamente as perguntas e responda de forma adequada, pois uma vez terminado esse processo de inscrição, não haverá lugar a correcções e/ou a alterações. Salvo indicação em contrário (presentes nas «Instruções» dos formulários), as datas devem ser introduzidas sob o formato AAAA- MM-DD (ano-mês-dia como , por exemplo). O processo completo de candidatura online processa-se em quatro fases: 1) Registo; 3) Pré-Inscrição; 4) Candidatura; 5) Impressão/entrega de documentos. 1) REGISTO : Antes de fazer o seu Registo on-line verifique se o seu não enviará para o lixo electrónico os s enviados pela DRI. A DRI desaconselha o uso do Hotmail durante o processo de candidatura. Para poder inscrever-se num dos programas de mobilidade oferecidos pela UC, terá de ir a Mobilidade Estudantil Outgoing e fazer o seu registo (código de utilizador, palavra-passe e endereço electrónico), altura em que lhe será enviado em com uma ligação para poder validar a sua conta e, assim, poder prosseguir com o processo de candidatura. 3

4 NOTA: Memorize o seu utilizador e palavra-passe, pois eles vão ser necessários até ao final do período de mobilidade para poder aceder aos documentos necessários ao processo. 2) PRÉ-INSCRIÇÃO i) A Pré-Inscrição estende-se por cinco formulários («páginas») em que terá que, para além de escolher o programa de mobilidade pretendido, introduzir os seus dados pessoais (nome, NIF, contactos, etc.), dados académicos (faculdade, curso, grau), dados linguísticos (que línguas fala/escreve/lê) e dados referentes ao período de estudos a que se candidata (país/es, universidade/s, as razões que o/a levam a candidatar-se, os estudos que pretende fazer, etc.); por fim, na última página tem a possibilidade de imprimir a Pré-Inscrição ou fazer o download para posteriormente proceder à sua impressão. A Pré-inscrição é acompanhada de uma Declaração de NIB que deverá ser igualmente impressa, assinada e entregue na DRI, juntamente com um comprovativo do NIB. O documento a imprimir é gerado dinamicamente com o formato PDF; para que possa imprimi-lo deve ter um programa da família Acrobat (ou compatível). Devido a um problema em algumas versões do Mozilla Firefox e Opera, aconselha-se a que os utilizadores menos experientes façam a sua inscrição através do Internet Explorer6+. ii) Depois de impressa, a Pré-Inscrição deve ser assinada pelo estudante e pelo Coordenador da sua área de estudos, para depois ser entregue na DRI ou nos Gabinetes de Relações Internacionais das Faculdades (caso existam). Cabe aos Coordenadores da respectiva área de estudo, proceder à seriação dos candidatos. A seriação dos candidatos segue as normas adotadas por cada departamento sendo normalmente feita com base no mérito académico, no conhecimento da língua de ensino e na motivação. Os estudantes das Faculdades de Ciências do Desporto e Educação Física, Direito, Economia, Medicina, Psicologia e Ciências da Educação têm um Gabinete de Relações Internacionais nas respectivas faculdades. 4

5 iii) Caso a sua Pré-Inscrição seja aceite, receberá um com a indicação para prosseguir com a Candidatura; caso contrário, receberá igualmente um a notificar a não aceitação. 3) CANDIDATURA Uma vez aceite a Pré-Inscrição, o processo de inscrição vai continuar com o preenchimento do formulário da Candidatura. Se ainda não o fez, o estudante deve informar-se sobre as disciplinas que pretende fazer na Universidade anfitriã (códigos, nomenclaturas, créditos, etc.) e falar com o Coordenador Departamental da respectiva área de estudo para saber se é possível fazer essas disciplinas e para se certificar acerca das respectivas equivalências. Sem essas informações, a Candidatura não poderá ser concluída. i) Este formulário, que inclui o Contrato de Estudos (Learning Agreement), é composto por quatro «páginas», onde terá que introduzir as datas previstas de início e de final do seu período de estudos, assim como os créditos (ECTS) que espera vir a obter, as razões que o levam a estudar no estrangeiro (em inglês para quem se candidata a programas fora do Brasil), etc. Para preencher o Contrato de Estudos que pretende fazer na universidade anfitriã e a respectiva equivalência que terá na Universidade de Coimbra, deve informar-se sobre os códigos, as designações, a língua em que é ministrada cada uma das disciplinas, para além do tipo de inscrição (Anual, 1º Semestre, 2º Semestre) e os créditos de cada uma das disciplinas, bem como as equivalências (ECTS) que serão dadas a essas disciplinas após o regresso à Universidade de Coimbra. O estudante deverá guardar fotocópia deste documento. ii) Depois de totalmente preenchida, a Ficha de Candidatura deve ser impressa e assinada pelo estudante e pelo Coordenador Departamental e entregue na DRI/Divisão de Relações Internacionais, que se encarrega de a enviar à universidade a que se candidatou. Aconselha-se o estudante a ficar com fotocópia da página 4 e 5 da Ficha de Candidatura (Contrato de Estudos/Learning Agreement). 5

6 O estudante deve obrigatoriamente visitar o site da Universidade à qual se está a candidatar e retirar e preencher as Fichas de Candidatura que essa Universidade poderá eventualmente exigir dos estudantes. Existem ainda algumas Universidades que exigem uma Candidatura online. O estudante deve também ter em atenção as datas-limite para envio desses documentos ou de inscrição online, pois normalmente não são aceites candidaturas enviadas após essas datas. O estudante deverá, também procurar outro tipo de informação que considere relevante, tal como Fichas de Alojamento, datas de início de aulas, etc. A DRI enviará uma mensagem ao estudante com indicação da data em que deve entregar a Candidatura. Caso a Candidatura não tenha sido aceite pela primeira universidade, o estudante, se o desejar, pode pedir à DRI/Divisão de Relações Internacionais para a submeter às outras universidades que escolheu. Para isso, terá que «refazer» o Contrato de Estudos de acordo com a proposta da nova candidatura, sendo informado, por , do modo como o fazer. iii) Logo que a DRI/Divisão de Relações Internacionais receba a confirmação de aceitação (ou não) do estudante, ser-lhe-á enviado um . Caso a Candidatura seja aceite, o estudante recebe informação sobre os documentos a entregar naquele serviço. Caso a Universidade de Acolhimento informe directamente o estudante, este terá, obrigatoriamente, de informar a DRI. Os estudantes que estiverem em condições de receber uma bolsa de Mobilidade mas que não entregarem todos os documentos solicitados, nos prazos indicados, perdem o direito à totalidade da Bolsa ou a parte dela. Aos estudantes que não completarem o período de estudos previamente acordado e que tenham sido contemplados com uma bolsa de apoio à mobilidade, será exigida a devolução total dessa Bolsa de mobilidade, caso 6

7 esta já lhe tenha sido paga. 4) IMPRESSÃO/ENTREGA DE DOCUMENTOS Uma vez aceite a Candidatura, existem vários documentos a preencher, a imprimir e a entregar na DRI/Divisão de Relações Internacionais, disponíveis no site da inscrição. i) Documento de Chegada Documento a ser enviado, via fax ou , para a DRI/Divisão de Relações Internacionais, depois de assinado e carimbado por um responsável da universidade anfitriã, nos 15 dias seguintes à chegada à universidade estrangeira. É mediante a apresentação deste documento que a DRI/Divisão de Relações Internacionais procederá à transferência de uma eventual bolsa de mobilidade. ii) PB-4 («Brasil») Declaração emitida pela DRI/Divisão de Relações Internacionais para a obtenção do Modelo PB-4 que lhe dará acesso a assistência médica. O estudante deve verificar se este modelo vai de encontro às suas necessidades ou se é adequado à sua situação. iv) Actualização de Contactos Ficha a ser preenchida e entregue na DRI/Divisão de Relações Internacionais antes da partida do estudante. v) Procuração Documento a ser impresso e entregue na DRI/Divisão de Relações Internacionais antes do estudante partir. É através da apresentação deste documento que o Procurador tem poderes para assinar documentos. : A Procuração que a DRI solicita não necessita de ser notarial. O Procurador deverá ficar sempre com o original da Procuração e com fotocópia do Bilhete de Identidade do estudante que representa. 7

8 vi) Documento de Partida Documento a ser enviado, via fax ou , para a DRI/Divisão de Relações Internacionais, depois de devidamente assinado e carimbado por responsável da universidade anfitriã, nos 15 dias seguintes ao término dos estudos na universidade anfitriã. vii) Inquérito de Avaliação Formulário a ser preenchido online no endereço web indicado no site de candidaturas online, depois do estudante ter terminado o seu período de estudos na universidade anfitriã. O estudante de mobilidade tem de pagar as propinas na sua instituição de origem, neste caso na Universidade de Coimbra, ficando isento do pagamento na universidade anfitriã. Aos estudantes que pretendem efectuar um período de estudos na Pontifícia Católica Universidade do Rio de Janeiro, será cobrada, em , uma propina de EUR por semestre, propina essa que poderá sofrer reajustes de acordo com os reajustes feitos aos estudantes da PUC-RIO. 8

9 III INFORMAÇÃO COMPLEMENTAR i) Alteração ao Plano de Estudos A Ficha de Candidatura, é composta por 6 ou 7 páginas (dependendo do número de disciplinas a que cada aluno se inscreve), contendo uma página (pág. 5, que deve ser preenchida quando o estudante decide frequentar outras disciplinas a que não se inscreveu inicialmente (na pág. 4)(ou anular alguma/s das disciplina/s); sempre que isso acontecer, essa página («Alteração ao Contrato de Estudos») deve ser preenchida de acordo com essas alterações, assinada pelo estudante, pelos Coordenadores Departamental e Institucional da universidade anfitriã, e enviada, por fax, para a DRI/Divisão de Relações Internacionais. No caso dos estudantes pertencentes às Faculdades com Gabinetes de Relações Internacionais, esse documento deve ser enviado directamente para as Faculdades para que o processo seja mais rápido. Estas alterações devem ser feitas o mais depressa possível (até um mês) após a chegada do estudante à Universidade anfitriã. ii) Modelo PB-4 É um documento que os estudantes que vão estudar no Brasil podem solicitar e que lhes dará assistência médica enquanto estiverem a estudar naquele país. Cada estudante deve informar-se se pode ser beneficiário desta assistência ou se esta se adequa às suas necessidades. Caso o estudante verifique que não é a assistência médica pretendida, deve fazer um seguro de saúde, com inclusão da cláusula de repatriamento em caso de morte, que tenha cobertura enquanto está em mobilidade. iii) Bolsa de Mobilidade Durante alguns anos, a Reitoria da Universidade de Coimbra disponibilizou alguma verba que permitiu o pagamento de algumas bolsas de apoio à mobilidade com o valor unitário de EUR. No entanto, não há qualquer garantia de que, no ano académico de essa verba seja disponibilizada. Assim, o estudante deve estar ciente de que terá de sair em mobilidade sem apoio financeiro. O Banco Santander Totta tem financiado as mobilidades de estudantes para a América Latina através de dois programas de Bolsas: o Programa de Bolsas Luso-Brasileiras Santander Universidades e o Programa de Bolsas Ibero-Americanas de Licenciatura. A candidatura a estas bolsas serão anunciadas e os estudantes que iniciaram um processo de candidatura para uma das universidades participantes, receberão uma mensagem com informação sobre esse concurso. Aos estudantes selecionados para receberem uma bolsa de apoio à mobilidade, o pagamento é feito por transferência bancária mediante a apresentação do comprovativo de 9

10 chegada à universidade anfitriã, que terá de ser enviado à DRI até 15 dias após a chegada. O estudante que não entregar o documento no prazo estipulado, poderá perder o direito à bolsa. Em caso de desistência do período de mobilidade, o estudante fica obrigado à reposição do montante recebido. QUESTÕES FREQUENTES 1) REGISTO O que é preciso para me registar? O registo é uma operação gratuita que todos os candidatos têm de fazer para poderem preencher os formulários de Pré-Inscrição e de Candidatura. Para isso, basta aceder à página de inscrição, escolher «Registo», introduzir um nome, um código de utilizador, uma palavra-chave (password) e o endereço de correio electrónico ( ). É através do código de utilizador e da palavra-chave (as suas credenciais»), que tem acesso ao seu dossiê de Candidatura. E se me esquecer da password? O estudante receberá uma mensagem com as suas credenciais que deverá guardar para futura utilização. Posso registar-me mais de uma vez? Sim, embora isso seja apenas obrigatório para candidatos que pretendam fazer mais de uma inscrição, em mais de um Programa de Mobilidade. Já me registei, mas não recebi as «credenciais». Embora, geralmente, essa operação seja momentânea, por vezes, pode acontecer que demore algum tempo, ou poderá mesmo não as receber. Por isso, pede-se que aguarde algum tempo, ou, então, entre em contacto connosco através do ou 2) PRÉ-INSCRIÇÃO O que é preciso para fazer a Pré-Inscrição? Primeiro, tem de se registar; depois, deve introduzir as suas «credenciais» e preencher o formulário até ao fim (pág. 5). Se chegou a essa página e clicou em «OK» ou em «Imprimir», receberá um com a informação da sua pré-inscrição e do seu «ID». 10

11 O que é o «ID»? O «ID» é a sua identificação nos nossos serviços, o número do seu processo de Inscrição, devendo mencionálo sempre que entre em contacto connosco. Quando estava fazer a Pré-Inscrição não consegui ir até ao fim (pág. 5), não tendo conseguido, assim, imprimir a Ficha. Volte de novo a entrar, com as suas credenciais, na página de inscrição e escolha a opção «Pré-Inscrição [cont.]». Já fiz a Pré-Inscrição, mas não recebi nenhum . Se concluiu a Pré-Inscrição, i.e., se foi até à página 5 em clicou em «OK» ou em «Imprimir», deve entrar em contacto connosco; caso contrário, deve entrar de novo no site e escolher a opção «Pré-Inscrição [cont.]», preencher o que falta no formulário e, uma vez alcançada a última página (pág. 5), mandar imprimir a Pré-Inscrição «Imprimir», ou clicar em «OK», no caso de não pretender fazer a sua impressão nessa altura. Como sei se a minha pré-inscrição foi aceite? Depois de o Coordenador da sua área de estudos ou de o Gabinete de Relações Internacionais da sua Faculdade nos enviar a Pré-Inscrição assinada, ser-lhe-á enviado um a informá-lo da decisão. Se isso não acontecer num prazo razoável, deverá contactar a DRI/Divisão de Relações Internacionais. A minha pré-inscrição foi aceite; o que devo fazer agora? Deve ir ao endereço das inscrições e prosseguir com a sua Candidatura através da opção «Candidatura». A minha pré-inscrição não foi aceite; se pretender candidatar-me de novo, o que devo fazer? Será melhor falar com o Coordenador da sua área de estudos e iniciar um novo processo de candidatura. A quantas universidades me posso candidatar? Se escolheu qualquer um dos Programas, excluindo «Outros», é obrigatório que escolha 3 universidades; no caso de ter optado pelo Programa «Outros»: 1) tem de se inscrever em pelo menos uma universidade, se optou por um dos países que existe na lista; 2) caso deseje candidatar-se a uma universidade que não tem acordo com a UC, deve clicar no botão», introduzir o nome do país e escrever o nome da universidade a que deseja candidatar-se. 11

12 3) CANDIDATURA O que é preciso para me candidatar? Leia com atenção a «Informação Geral», constante neste Guia, para saber o Programa a que se pode candidatar. Candidatei-me a três universidades, mas não fui aceite em nenhuma delas. Posso candidatar-me de novo a outras universidades? Esta situação é pouco frequente mas pode sempre tentar uma quarta opção. Neste caso, terá de informar a DRI/Divisão de Relações Internacionais ou o Gabinete de Relações Internacionais da sua Faculdade, caso exista um. O que é a Bolsa de Mobilidade? É um apoio financeiro que ajuda o estudante a custear as despesas de mobilidade. O facto de o estudante ser aceite para efectuar um período de mobilidade numa Universidade parceira, não significa que lhe seja garantida a atribuição de uma Bolsa de mobilidade. Ver informação sobre Bolsas na Página 9 deste Guia. Se optar por alojamento numa residência universitária ou numa casa privada, pago alguma coisa por isso? Sim. Essa informação está em princípio contida nos sites das Universidades anfitriãs. No caso de os estudantes não encontrarem essa informação, devem enviar um à Universidade anfitriã. Onde posso saber sobre a equivalência entre as disciplinas leccionadas na universidade onde fui aceite e as disciplinas leccionadas na UC? Essa informação só pode ser dada pelo Coordenador da área de estudos do estudante e tem que ser previamente acordada antes da partida do estudante para a Universidade anfitriã. Fui aceite numa universidade estrangeira, mas decidi desistir. O que devo fazer para efectivar a desistência? Antes de se candidatar, o estudante deve pensar bem sobre essa decisão e se é isso que pretende ou se está na altura certa para o fazer. No entanto, em qualquer fase da candidatura o estudante pode desistir, devendo para isso informar, por escrito, a DRI/Divisão de Relações Internacionais ou, no caso de ser estudante de Faculdades com Gabinetes próprios, deve informar esses Gabinetes. No caso de o estudante desistir do Programa depois de lhe ter sido paga uma Bolsa de mobilidade, ser-lhe-á pedida a devolução total ou parcial da Bolsa de mobilidade. 12

13 Se tiver desistido do Programa a que me candidatei e fui aceite, posso candidatarme de novo a esse ou a outro Programa? Em princípio, sim. Existe um número mínimo e/ou máximo de disciplinas a que tenho de / posso candidatar-me? Deve pelo menos inscrever-se a 15 créditos ECTS, que correspondem a um período mínimo de mobilidade (3 meses). No entanto, essa questão deve ser sempre vista com o Coordenador da área de estudos do estudante. Aquando do meu período de estudos no estrangeiro, posso frequentar disciplinas às quais não me tinha inscrito inicialmente e/ou anular alguma(s) a que me tinha inscrito? Sim. Para isso, existe na Ficha de Candidatura uma folha intitulada «Alterações ao Contrato de Estudos», onde tem de escrever a(s) disciplina(s) anulada(s) e/ou acrescentada(s). Essa folha deve ser então assinada por si e pelos Coordenadores de departamento e institucional da sua universidade anfitriã e enviada, por fax ou , para a DRI/Divisão de Relações Internacionais ou para os Gabinetes de Relações Internacionais das Faculdades onde estes existam, o mais cedo possível após a chegada à Universidade anfitriã. O que é o Contrato de Estudos? O Contrato de Estudos é um compromisso que envolve os estudantes, os Coordenadores da Universidade de origem e os Coordenadores da Universidade anfitriã e que se materializa numa folha com todas as disciplinas a que se inscreve quando preenche o formulário de Candidatura. Para que seja correctamente preenchida, necessita saber qual a duração (anual, 1º semestre, 2º semestre) e a língua em que a disciplina vai ser ministrada, assim como os códigos, os nomes e os créditos (ECTS) que tem na universidade anfitriã e na UC. E se eu não souber as disciplinas mencionadas na questão anterior? Deve consultar a página da universidade a que se candidata; caso não consiga aí descobrir o que pretende, deve informar-se junto do seu Coordenador na UC ou pedir a informação à Universidade anfitriã. Posso permanecer mais tempo do que o previsto quando procedi à minha Candidatura? Caso afirmativo, o que devo fazer? Em princípio sim mas, para isso, deve contactar o seu Coordenador Departamental e posteriormente a DRI/Divisão de Relações Internacionais. 13

14 Se for necessário tratar de alguma questão na Universidade de Coimbra e eu não estiver em Portugal, como poderei fazer? É para isso que serve a Procuração. Esse documento serve para a pessoa que tenha sido constituída Procuradora possa dirigir-se aos Serviços e tratar das questões que sejam necessárias. NOTA: Para tratar de assuntos apenas nas Relações Internacionais, não é necessário uma Procuração notarial mas, no caso de ser necessário tratar de questões a nível dos Serviços Centrais, a Procuração tem de ser reconhecida notarialmente. Assim, antes de partir, o estudante deve fazer uma Procuração e ir reconhecê-la num notário. Como estudante de mobilidade, como faço em relação às propinas? O estudante de mobilidade tem de pagar as propinas na sua instituição de origem, neste caso na Universidade de Coimbra, ficando isento do pagamento na universidade anfitriã. NOTA: Aos estudantes que pretendem efetuar um período de estudos na Pontifícia Católica Universidade do Rio de Janeiro, será cobrada, em , uma propina de EUR por semestre, propina essa que pode sofrer reajustes de acordo com os reajustes feitos aos estudantes da PUC-RIO. DRI/Divisão de Relações Internacionais Telef.: / Fax: atendimento via skype (para pequenas questões): dri_outgoing_outras.mobilidades (das 11h00 às 12h00) 14

GUIA PARA CANDIDATURAS ONLINE ESTUDANTES OUTGOING DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA

GUIA PARA CANDIDATURAS ONLINE ESTUDANTES OUTGOING DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA GUIA PARA CANDIDATURAS ONLINE ESTUDANTES OUTGOING DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA Este é um guia prático do processo de inscrição online em programas de mobilidade para estudantes da Universidade de Coimbra

Leia mais

GUIA PARA CANDIDATURAS ONLINE ESTUDANTES OUTGOING DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA

GUIA PARA CANDIDATURAS ONLINE ESTUDANTES OUTGOING DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA GUIA PARA CANDIDATURAS ONLINE ESTUDANTES OUTGOING DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA Este é um guia prático do processo de inscrição online em programas de mobilidade para estudantes da Universidade de Coimbra

Leia mais

GUIA PARA CANDIDATURAS ONLINE ESTUDANTES OUTGOING DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA

GUIA PARA CANDIDATURAS ONLINE ESTUDANTES OUTGOING DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA GUIA PARA CANDIDATURAS ONLINE ESTUDANTES OUTGOING DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA Este é um guia prático do processo de inscrição online em programas de mobilidade para estudantes da Universidade de Coimbra

Leia mais

FAQ's - Preparação da mobilidade e questões logísticas do intercâmbio

FAQ's - Preparação da mobilidade e questões logísticas do intercâmbio FAQ's - Preparação da mobilidade e questões logísticas do intercâmbio 1. Devo matricular-me na UAc mesmo indo para o estrangeiro? 2. Tenho de pagar propinas na UAc? 3. Tenho que pagar propinas na Universidade

Leia mais

GUIA DE CANDIDATURA PARA A ACTIVIDADE DE MOBILIDADE DE ESTUDANTES PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO PROFISSIONAL ERASMUS - ERASMUS PLACEMENTS (SMp)

GUIA DE CANDIDATURA PARA A ACTIVIDADE DE MOBILIDADE DE ESTUDANTES PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO PROFISSIONAL ERASMUS - ERASMUS PLACEMENTS (SMp) GUIA DE CANDIDATURA PARA A ACTIVIDADE DE MOBILIDADE DE ESTUDANTES PARA REALIZAÇÃO DE ESTÁGIO PROFISSIONAL ERASMUS - ERASMUS PLACEMENTS (SMp) I INFORMAÇÃO GERAL LLP/ERASMUS Placements A Universidade de

Leia mais

I INFORMAÇÃO GERAL LLP/ERASMUS e Outras Mobilidades com a Europa

I INFORMAÇÃO GERAL LLP/ERASMUS e Outras Mobilidades com a Europa 2011/12 Universidade de Coimbra MOBILIDADE DE ESTUDANTES ERASMUS E OUTRAS MOBILIDADES COM A EUROPA Guia de Inscrição online Guia prático do processo de inscrição online em programas de mobilidade para

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO DE BOLSAS SANTANDER TOTTA/ UNIVERSIDADE DE COIMBRA 2015

REGULAMENTO DO CONCURSO DE BOLSAS SANTANDER TOTTA/ UNIVERSIDADE DE COIMBRA 2015 REGULAMENTO DO CONCURSO DE BOLSAS SANTANDER TOTTA/ UNIVERSIDADE DE COIMBRA 2015 Este concurso visa reforçar a cooperação existente entre a Universidade de Coimbra (UC) e as instituições suas parceiras,

Leia mais

I INFORMAÇÃO GERAL LLP/ERASMUS SMS e Outras Mobilidades com a Europa

I INFORMAÇÃO GERAL LLP/ERASMUS SMS e Outras Mobilidades com a Europa Universidade de Coimbra MOBILIDADE DE ESTUDANTES ERASMUS SMS E OUTRAS MOBILIDADES COM A EUROPA Guia de Inscrição online Guia prático do processo de inscrição online em programas de mobilidade para estudantes

Leia mais

Guia do Estudante Erasmus - Período de Estudos

Guia do Estudante Erasmus - Período de Estudos ESTE ANO VOU CONHECER NOVAS PESSOAS ESTE ANO VOU ALARGAR CONHECIMENTOS ESTE ANO VOU FALAR OUTRA LÍNGUA ESTE ANO VOU ADQUIRIR NOVAS COMPETÊNCIAS ESTE ANO VOU VIAJAR ESTE ANO VOU SER ERASMUS Guia do Estudante

Leia mais

Programa ERASMUS. Mobilidade de Estudantes para Estudos - (Students Mobility for Study -SMS) GUIA ERASMUS PERGUNTAS E RESPOSTAS

Programa ERASMUS. Mobilidade de Estudantes para Estudos - (Students Mobility for Study -SMS) GUIA ERASMUS PERGUNTAS E RESPOSTAS Programa ERASMUS Mobilidade de Estudantes para Estudos - (Students Mobility for Study -SMS) GUIA ERASMUS PERGUNTAS E RESPOSTAS FORMALIZAÇÃO DA CANDIDATURA 1. Quais são os prazos para formalizar a candidatura?

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MOBILIDADE BOLSA IBERO-AMÉRICA. ESTUDANTES DE LICENCIATURA E MESTRADO SANTANDER UNIVERSIDADES CONVOCATÓRIA 2015

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MOBILIDADE BOLSA IBERO-AMÉRICA. ESTUDANTES DE LICENCIATURA E MESTRADO SANTANDER UNIVERSIDADES CONVOCATÓRIA 2015 REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MOBILIDADE BOLSA IBERO-AMÉRICA. ESTUDANTES DE LICENCIATURA E MESTRADO SANTANDER UNIVERSIDADES CONVOCATÓRIA 2015 O Programa Bolsas Ibero-américa. Estudantes de Licenciatura e

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MOBILIDADE BOLSAS SANTANDER LUSO-BRASILEIRAS CONVOCATÓRIA 2015

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MOBILIDADE BOLSAS SANTANDER LUSO-BRASILEIRAS CONVOCATÓRIA 2015 REGULAMENTO DO PROGRAMA DE MOBILIDADE BOLSAS SANTANDER LUSO-BRASILEIRAS CONVOCATÓRIA 2015 É do interesse das Instituições de Ensino Superior promover a excelência do ensino, propiciando aos seus estudantes

Leia mais

Já fui beneficiário de uma mobilidade Erasmus. Posso candidatar-me novamente? Durante quanto tempo poderei realizar o período de mobilidade?

Já fui beneficiário de uma mobilidade Erasmus. Posso candidatar-me novamente? Durante quanto tempo poderei realizar o período de mobilidade? ERASMUS+ - MOBILIDADE DE ESTUDANTES PERGUNTAS FREQUENTES O que é o Erasmus+? Quais os tipos de mobilidade a que posso concorrer? Quem pode candidatar-se? Que restrições existem? Já fui beneficiário de

Leia mais

ISEC SGAP Paula Mexia Paulo Oliveira

ISEC SGAP Paula Mexia Paulo Oliveira Secretaria Virtual INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA MANUAL DE MATRÍCULA / INSCRIÇÃO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO CONCURSOS ESPECIAIS REINGRESSOS MUDANÇAS DE CURSO E TRANSFERÊNCIAS CTESP Revisão

Leia mais

Programa ERASMUS. Mobilidade de Estudantes para Estudos - (Students Mobility for Study -SMS) GUIA ERASMUS PERGUNTAS E RESPOSTAS PRÉ-CANDIDATURA

Programa ERASMUS. Mobilidade de Estudantes para Estudos - (Students Mobility for Study -SMS) GUIA ERASMUS PERGUNTAS E RESPOSTAS PRÉ-CANDIDATURA Programa ERASMUS Mobilidade de Estudantes para Estudos - (Students Mobility for Study -SMS) GUIA ERASMUS PERGUNTAS E RESPOSTAS PRÉ-CANDIDATURA 1. Quem se pode candidatar à mobilidade Erasmus para estudos?

Leia mais

Mobilidade Estudantil:

Mobilidade Estudantil: Mobilidade Estudantil: 1. Programa Erasmus: Alunos de Economia, Finanças, Gestão e MAEG 2. Protocolo Brasil e China: Alunos de Economia, Finanças, Gestão e MAEG 2 Protocolo Brasil e China As regras a aplicar

Leia mais

ESCOLA DAS ARTES PROGRAMA ERASMUS ESTÁGIO REGULAMENTO

ESCOLA DAS ARTES PROGRAMA ERASMUS ESTÁGIO REGULAMENTO ESCOLA DAS ARTES PROGRAMA ERASMUS ESTÁGIO REGULAMENTO CAPÍTULO I Disposições Gerais Artigo 1º (Objeto) O presente regulamento rege a mobilidade internacional para estágio dos estudantes de Licenciatura

Leia mais

da Universidade Católica Portuguesa PROGRAMA ERASMUS ESTÁGIO REGULAMENTO

da Universidade Católica Portuguesa PROGRAMA ERASMUS ESTÁGIO REGULAMENTO Escola do Porto da Faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa PROGRAMA ERASMUS ESTÁGIO REGULAMENTO CAPÍTULO I Disposições Gerais Artigo 1º (Objeto) O presente regulamento rege a mobilidade

Leia mais

FAQ S ESTUDOS ERASMUS

FAQ S ESTUDOS ERASMUS FAQ S ESTUDOS ERASMUS 1. Quem se pode candidatar? Podem-se candidatar ao programa Erasmus todos os estudantes cidadãos, ou com estatuto de residente permanente de um dos 27 países da União Europeia, e

Leia mais

Programa ERASMUS. Mobilidade de Estudantes para Estudos - (Students Mobility for Study -SMS) GUIA ERASMUS PERGUNTAS E RESPOSTAS PRÉ-CANDIDATURA

Programa ERASMUS. Mobilidade de Estudantes para Estudos - (Students Mobility for Study -SMS) GUIA ERASMUS PERGUNTAS E RESPOSTAS PRÉ-CANDIDATURA Programa ERASMUS Mobilidade de Estudantes para Estudos - (Students Mobility for Study -SMS) GUIA ERASMUS PERGUNTAS E RESPOSTAS PRÉ-CANDIDATURA 1. Quem se pode candidatar à mobilidade Erasmus para estudos?

Leia mais

E R A S M U S Guia do Estudante ERASMUS. Faculdade de Farmácia Universidade de Lisboa. Guia do Estudante

E R A S M U S Guia do Estudante ERASMUS. Faculdade de Farmácia Universidade de Lisboa. Guia do Estudante ERASMUS Faculdade de Farmácia Universidade de Lisboa Guia do Estudante Normas Gerais A mobilidade de estudantes, uma das acções mais frequentes do Programa, inclui duas vertentes de actividade: realização

Leia mais

PROGRAMAS DE MOBILIDADE - GUIA DO ALUNO

PROGRAMAS DE MOBILIDADE - GUIA DO ALUNO PROGRAMAS DE MOBILIDADE - GUIA DO ALUNO 1. ENTIDADES COORDENADORAS Coordenador de Mobilidade do Mestrado em: Engenharia Biológica (https://fenix.tecnico.ulisboa.pt/cursos/mebiol/programas-de-mobilidade

Leia mais

GUIA PRÁTICO PROVA ESCOLAR (Abono de Família para Crianças e Jovens e Bolsa de Estudo)

GUIA PRÁTICO PROVA ESCOLAR (Abono de Família para Crianças e Jovens e Bolsa de Estudo) GUIA PRÁTICO PROVA ESCOLAR (Abono de Família para Crianças e Jovens e Bolsa de Estudo) INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P ISS, I.P. Pág. 1/14 FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Prova Escolar (Abono de Família

Leia mais

PROGRAMAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL

PROGRAMAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL PROGRAMAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL 1) Se eu pretender realizar mobilidade apenas no 2º semestre do próximo ano académico, quando é que devo apresentar a candidatura? 2) Quando é que devo efectuar o

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA

CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA 2014 CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA Direcção Municipal de Habitação e Desenvolvimento Social [DOCUMENTO DE APOIO À CANDIDATURA ON LINE ] Para mais esclarecimentos, ligue para 21 798 86 01/ 86 55 ou através

Leia mais

O requerimento de atribuição da bolsa Retomar deve ser submetido entre 1 de abril e 31 de julho.

O requerimento de atribuição da bolsa Retomar deve ser submetido entre 1 de abril e 31 de julho. Perguntas Frequentes: CANDIDATURAS E PRAZOS 1. Quais os prazos para apresentar candidatura ao Programa Retomar? O requerimento de atribuição da bolsa Retomar deve ser submetido entre 1 de abril e 31 de

Leia mais

PRÉ-CANDIDATURAS E SELEÇÃO DOS CANDIDATOS... 2 CANDIDATURAS... 5 PREPARAÇÃO DA MOBILIDADE... 8 DURANTE O PERIODO DE MOBILIDADE...

PRÉ-CANDIDATURAS E SELEÇÃO DOS CANDIDATOS... 2 CANDIDATURAS... 5 PREPARAÇÃO DA MOBILIDADE... 8 DURANTE O PERIODO DE MOBILIDADE... Índice PRÉ-CANDIDATURAS E SELEÇÃO DOS CANDIDATOS... 2 CANDIDATURAS... 5 PREPARAÇÃO DA MOBILIDADE... 8 DURANTE O PERIODO DE MOBILIDADE... 12 Gabinete de Mobilidade ICBAS - 2013 Página 1 PRÉ-CANDIDATURAS

Leia mais

Programa de Bolsas Ibero-américa Santander Normas do Programa ISCTE-IUL 2016

Programa de Bolsas Ibero-américa Santander Normas do Programa ISCTE-IUL 2016 Programa de Bolsas Ibero-américa Santander Normas do Programa ISCTE-IUL 2016 Introdução O Banco Santander, através da sua divisão Santander Universidades, promove o Programa de Bolsas Ibero-américa, um

Leia mais

INSTITUTO CIÊNCIAS DA SAÚDE DA UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA

INSTITUTO CIÊNCIAS DA SAÚDE DA UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA INSTITUTO CIÊNCIAS DA SAÚDE DA UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Mobilidade Internacional para Estudos REGULAMENTO CAPÍTULO I Disposições Gerais Artigo 1º (Objeto) O presente regulamento rege a mobilidade

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS GABINETE DO REITOR FÓRMULA SANTANDER PROGRAMA DE BOLSAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS GABINETE DO REITOR FÓRMULA SANTANDER PROGRAMA DE BOLSAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL O Gabinete do Reitor da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC Goiás), no uso de suas atribuições, torna público este Edital de seleção de estudantes de graduação da PUC Goiás para a realização

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES ERASMUS+ 2015/2016

PERGUNTAS FREQUENTES ERASMUS+ 2015/2016 O que é o Erasmus+? O Erasmus+ teve início no dia 1 de Janeiro de 2014. PERGUNTAS FREQUENTES ERASMUS+ 2015/2016 O Erasmus+ é o novo programa da UE para a educação, formação, juventude e desporto que se

Leia mais

Manual do Fénix. Inscrições (Portal do Estudante) Serviços de Informática 2011-09-08 (Versão 2.0)

Manual do Fénix. Inscrições (Portal do Estudante) Serviços de Informática 2011-09-08 (Versão 2.0) Manual do Fénix Inscrições (Portal do Estudante) Serviços de Informática 2011-09-08 (Versão 2.0) Este manual tem como objectivo auxiliar os alunos na inscrição às unidades curriculares. Índice 1 Entrar

Leia mais

FACULDADE DE EDUCAÇÃO E PSICOLOGIA

FACULDADE DE EDUCAÇÃO E PSICOLOGIA FACULDADE DE EDUCAÇÃO E PSICOLOGIA MOBILIDADE INTERNACIONAL PARA ESTUDOS REGULAMENTO CAPÍTULO I Disposições Gerais Artigo 1º (Objeto) O presente regulamento rege a mobilidade internacional para estudos

Leia mais

INTERCÂMBIO DE ESTUDANTES AO ABRIGO DE ACORDOS DE COOPERAÇÃO. Candidaturas para o Ano Académico 2011/2012

INTERCÂMBIO DE ESTUDANTES AO ABRIGO DE ACORDOS DE COOPERAÇÃO. Candidaturas para o Ano Académico 2011/2012 INTERCÂMBIO DE ESTUDANTES AO ABRIGO DE ACORDOS DE COOPERAÇÃO Candidaturas para o Ano Académico 2011/2012 Serviço de Cooperação com os Países Lusófonos e Latino-Americanos SCPLLA Endereço Reitoria da Universidade

Leia mais

Regulamento Geral de Mobilidade Internacional de Estudantes da Universidade Fernando Pessoa 2015-2016

Regulamento Geral de Mobilidade Internacional de Estudantes da Universidade Fernando Pessoa 2015-2016 Regulamento Geral de Mobilidade Internacional de Estudantes da Universidade Fernando Pessoa 2015-2016 1. Mobilidade Internacional de Estudantes Os alunos da Universidade Fernando Pessoa (UFP) que cumpram

Leia mais

Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa

Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa MOBILIDADE INTERNACIONAL PARA ESTUDOS REGULAMENTO CAPÍTULO I Disposições Gerais Artigo 1º (Objeto) O presente regulamento rege a mobilidade internacional

Leia mais

Manual para inscrição on-line dos alunos que se inscrevem pela 1ª vez

Manual para inscrição on-line dos alunos que se inscrevem pela 1ª vez Manual para inscrição on-line dos alunos que se inscrevem pela 1ª vez Processo de Matricula - Alunos 1º Ano 1ª Vez O processo de matrícula consiste em 3 passos: 1. Pagamento e entrega de documentos (nos

Leia mais

Guia do Candidato. http://www.dges.mec.pt/wwwbeon/

Guia do Candidato. http://www.dges.mec.pt/wwwbeon/ http://www.dges.mec.pt/wwwbeon/ Recomendações Gerais para Preenchimento do Formulário de Candidatura: Reunir informação: Para o correcto preenchimento do formulário de candidatura deverá ter consigo os

Leia mais

Sistema de Inscrições Automáticas na Internet. Manual do Utilizador

Sistema de Inscrições Automáticas na Internet. Manual do Utilizador Sistema de Inscrições Automáticas na Internet Manual do Utilizador Versão 1.6 Agosto de 2005 O Sistema de Inscrições Automáticas está disponível nos seguintes anos: 1ºano (repetentes), 2ºano, 3ºano e 4ºano

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSAS LUSO-BRASILEIRAS PARA ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO. Apresentação

PROGRAMA DE BOLSAS LUSO-BRASILEIRAS PARA ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO. Apresentação PROGRAMA DE BOLSAS LUSO-BRASILEIRAS PARA ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO Apresentação A Universidade Federal do Rio Grande do Sul e o Santander Universidades oferecem aos alunos de graduação de todas as áreas

Leia mais

REGULAMENTO Mobilidade Macau

REGULAMENTO Mobilidade Macau Face à parceria estabelecida entre a Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril (ESHTE) e o Instituto de Formação Turística em Macau (IFT Macau) no âmbito da qual são facultadas possibilidades de

Leia mais

Registo do utilizador no Portal IFAP. - Manual do Utilizador -

Registo do utilizador no Portal IFAP. - Manual do Utilizador - Registo do utilizador no Portal IFAP - Manual do Utilizador - Registo do beneficiário no Portal IFAP Manual do Utilizador 1. Introdução... 2 2. Pressupostos... 2 3. Informação necessária para o registo

Leia mais

Manual do Fénix. Inscrições (Portal do Estudante) Serviços de Informática 2010-07-22- (Versão 1.0)

Manual do Fénix. Inscrições (Portal do Estudante) Serviços de Informática 2010-07-22- (Versão 1.0) Manual do Fénix Inscrições (Portal do Estudante) Serviços de Informática 2010-07-22- (Versão 1.0) Este manual tem como objectivo auxiliar a inscrição nas unidades curriculares. Índice 1. Entrar no Fénix...

Leia mais

Perguntas e respostas sobre a bolsa de mérito para estudos pós-graduados. Ano académico de 2015/2016

Perguntas e respostas sobre a bolsa de mérito para estudos pós-graduados. Ano académico de 2015/2016 Perguntas e respostas sobre a bolsa de mérito para estudos pós-graduados Ano académico de 2015/2016 1. Pergunta: Quais os documentos que devo de ler antes de apresentar o pedido? Devem ser lidos, pormenorizadamente,

Leia mais

FACULDADE DE MEDICINA DE MARÍLIA - FAMEMA FÓRMULA SANTANDER 2014 2015 PROGRAMA DE BOLSAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL

FACULDADE DE MEDICINA DE MARÍLIA - FAMEMA FÓRMULA SANTANDER 2014 2015 PROGRAMA DE BOLSAS DE MOBILIDADE INTERNACIONAL FÓRMULA SANTANDER 2014 2015 O Diretor Geral da Faculdade de Medicina de Marília (Famema), Professor Doutor Paulo Roberto Michelone, no uso de suas atribuições, torna público este Edital de seleção de estudantes

Leia mais

Regulamento PAPSummer 2015

Regulamento PAPSummer 2015 Regulamento PAPSummer 2015 Artigo 1º Objectivos do programa, montante e designação das bolsas 1. O programa PAPSummer pretende dar a oportunidade a estudantes portugueses (Estudante) de desenvolver um

Leia mais

EDITAL SRI/UNIFESP Nº 026/2013 EDITAL PARA INTERCÂMBIO INTERNACIONAL DE GRADUAÇÃO COM INSTITUIÇÕES CONVENIADAS

EDITAL SRI/UNIFESP Nº 026/2013 EDITAL PARA INTERCÂMBIO INTERNACIONAL DE GRADUAÇÃO COM INSTITUIÇÕES CONVENIADAS EDITAL SRI/UNIFESP Nº 026/2013 EDITAL PARA INTERCÂMBIO INTERNACIONAL DE GRADUAÇÃO COM INSTITUIÇÕES CONVENIADAS A da UNIFESP, juntamente com a, no uso de suas atribuições, nos termos do art. 19, inciso

Leia mais

Regulamento Geral de Acesso ao Programa de Bolsas Luso-Brasileiras Santander Universidades

Regulamento Geral de Acesso ao Programa de Bolsas Luso-Brasileiras Santander Universidades Regulamento Geral de Acesso ao Programa de Bolsas Luso-Brasileiras Santander Universidades Artigo 1º Objecto 1. O presente regulamento visa definir as condições de acesso, os direitos e as obrigações para

Leia mais

CSSnet - candidaturas on-line

CSSnet - candidaturas on-line CSSnet - candidaturas on-line Passamos a apresentar, os passos que deverá seguir para realizar a sua candidatura on-line, chamando a atenção para alguns aspetos a ter em conta. Leia, atentamente, todas

Leia mais

Guia de utilização do sistema de candidatura online relativo à Bolsa de Mérito Especial

Guia de utilização do sistema de candidatura online relativo à Bolsa de Mérito Especial Guia de utilização do sistema de candidatura online relativo à Bolsa de Mérito Especial O candidato deve, em primeiro lugar, inscrever-se como membro do Clube dos Amigos da Fundação Macau para que, posteriormente,

Leia mais

da Universidade Católica Portuguesa

da Universidade Católica Portuguesa Escola do Porto da Faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa MOBILIDADE INTERNACIONAL PARA ESTUDOS REGULAMENTO Aprovado no Conselho Científico de 2 de julho de 2014 CAPÍTULO I Disposições

Leia mais

1.1 Candidaturas on-line

1.1 Candidaturas on-line 1.1 Candidaturas on-line Para efectuar o processo de candidatura o candidato deverá aceder ao portal do ICS e clicar na informação com a

Leia mais

Programa Erasmus Regras de mobilidade para alunos da ECT

Programa Erasmus Regras de mobilidade para alunos da ECT Programa Erasmus Regras de mobilidade para alunos da ECT Introdução O Programa Erasmus é uma iniciativa da União Europeia que fornece meios para a realização de períodos de mobilidade académica em instituições

Leia mais

Regulamento Erasmus 2011/2012

Regulamento Erasmus 2011/2012 1. Preâmbulo O Programa Erasmus tem como objetivo geral apoiar a criação de um Espaço Europeu de Ensino Superior e reforçar o contributo do ensino superior para, entre outros, o processo de inovação a

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES

MANUAL DE INSTRUÇÕES DIRECÇÃO GERAL DOS RECURSOS HUMANOS DA EDUCAÇÃO DIRECÇÃO DE SERVIÇOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO MANUAL DE INSTRUÇÕES (APENAS PARA ESCOLAS) MANIFESTAÇÃO DE NECESSIDADES PARA COLOCAÇÕES CÍCLICAS ANO ESCOLAR

Leia mais

Sessão Esclarecimento ERASMUS

Sessão Esclarecimento ERASMUS Sessão Esclarecimento ERASMUS 2014/2015 07/03/2014 O Erasmus Estudos (SMS) - podem fazer disciplinas e o trabalho/projeto para a tese; O Erasmus Estágio (SMP) - não podem fazer disciplinas, mas podem fazer

Leia mais

GUIA DE APOIO ÀS CANDIDATURAS

GUIA DE APOIO ÀS CANDIDATURAS GUIA DE APOIO ÀS CANDIDATURAS Recomendações Gerais para Preenchimento do Formulário de Candidatura: ANTES do preenchimento da candidatura: o que precisa saber/ fazer? Reunir informação: Consultar as Normas

Leia mais

INTERCÂMBIO DE ESTUDANTES AO ABRIGO DE ACORDOS DE COOPERAÇÃO. Candidaturas para o Ano Académico 2009/2010

INTERCÂMBIO DE ESTUDANTES AO ABRIGO DE ACORDOS DE COOPERAÇÃO. Candidaturas para o Ano Académico 2009/2010 INTERCÂMBIO DE ESTUDANTES AO ABRIGO DE ACORDOS DE COOPERAÇÃO Candidaturas para o Ano Académico 2009/2010 Serviço de Cooperação com os Países Lusófonos e Latino-Americanos SCPLLA Endereço Reitoria da Universidade

Leia mais

Índice. Como aceder ao serviço de Certificação PME? Como efectuar uma operação de renovação da certificação?

Índice. Como aceder ao serviço de Certificação PME? Como efectuar uma operação de renovação da certificação? Índice Como aceder ao serviço de Certificação PME? Como efectuar uma operação de renovação da certificação? Como efectuar uma operação de confirmação de estimativas? Como aceder ao Serviço de Certificação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS AVENIDA DESEMBARGADOR VITOR LIMA, N.º 222 TRINDADE CEP: 88.040-400 - FLORIANÓPOLIS

Leia mais

APOIO AO BENEFICIÁRIO - FEDER - - MAIS CENTRO - GUIA DE SUBMISSÃO ELECTRÓNICA DOS PEDIDOS DE PAGAMENTO

APOIO AO BENEFICIÁRIO - FEDER - - MAIS CENTRO - GUIA DE SUBMISSÃO ELECTRÓNICA DOS PEDIDOS DE PAGAMENTO APOIO AO BENEFICIÁRIO - FEDER - - MAIS CENTRO - GUIA DE SUBMISSÃO ELECTRÓNICA DOS PEDIDOS DE PAGAMENTO GUIA DE PREENCHIMENTO: - SUBMISSÃO ELECTRÓNICA DOS PEDIDOS DE PAGAMENTO - SUBMISSÃO DE CHECK-LIST

Leia mais

Guia do Candidato. http://www.dges.mec.pt/wwwbeon/

Guia do Candidato. http://www.dges.mec.pt/wwwbeon/ http://www.dges.mec.pt/wwwbeon/ Recomendações Gerais para Preenchimento do Formulário de Candidatura Para o correto preenchimento do formulário de candidatura deverá ter consigo os seguintes documentos,

Leia mais

E D I T A L A R I I - 010/2013 PROGRAMA DE BOLSAS DE ESTUDO IBERO-AMERICANAS PARA ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO

E D I T A L A R I I - 010/2013 PROGRAMA DE BOLSAS DE ESTUDO IBERO-AMERICANAS PARA ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO E D I T A L A R I I - 010/2013 PROGRAMA DE BOLSAS DE ESTUDO IBERO-AMERICANAS PARA ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO Estão abertas as inscrições para seleção de até 10 (dez) estudantes de graduação (licenciatura/bacharelado)

Leia mais

Reitoria PROGRAMA DE BOLSAS DE MOBILIDADE PARA ESTUDANTES. Regulamento. Artigo 1º (Disposições Gerais)

Reitoria PROGRAMA DE BOLSAS DE MOBILIDADE PARA ESTUDANTES. Regulamento. Artigo 1º (Disposições Gerais) Reitoria PROGRAMA DE BOLSAS DE MOBILIDADE PARA ESTUDANTES Regulamento Artigo 1º (Disposições Gerais) O Programa de Bolsas de Mobilidade para Estudantes da Universidade de Lisboa tem por objectivo proporcionar

Leia mais

Procedimentos Matrículas e Inscrições 2015/2016 1.º ciclo - Licenciatura

Procedimentos Matrículas e Inscrições 2015/2016 1.º ciclo - Licenciatura Instituto Politécnico de Beja Procedimentos Matrículas e Inscrições 2015/2016 1.º ciclo - Licenciatura Serviços Académicos (Sector I) Introdução O presente documento constitui um breve guia que visa ajudar

Leia mais

ESTE DOCUMENTO SERVE APENAS PARA MOSTRAR MICROPROJECTOS CIÊNCIA VIVA SÓ SERÃO VALIDADAS AS CANDIDATURAS SUBMETIDAS

ESTE DOCUMENTO SERVE APENAS PARA MOSTRAR MICROPROJECTOS CIÊNCIA VIVA SÓ SERÃO VALIDADAS AS CANDIDATURAS SUBMETIDAS ESTE DOCUMENTO SERVE APENAS PARA MOSTRAR TODAS AS ETAPAS DO FORMULÁRIO DE SUBMISSÃO DE CANDIDATURAS AO CIÊNCIA NA HORA MICROPROJECTOS CIÊNCIA VIVA SÓ SERÃO VALIDADAS AS CANDIDATURAS SUBMETIDAS POR VIA

Leia mais

Registo do utilizador no Portal IFAP. - Manual do Utilizador -

Registo do utilizador no Portal IFAP. - Manual do Utilizador - Registo do utilizador no Portal IFAP - Manual do Utilizador - Registo do beneficiário no Portal IFAP Manual do Utilizador 1. Introdução... 2 2. Pressupostos... 2 3. Informação necessária para o registo

Leia mais

Guia de Acesso/Apresentação de Pedidos de Apoio Sistema de Informação RURAL

Guia de Acesso/Apresentação de Pedidos de Apoio Sistema de Informação RURAL Guia de Acesso/Apresentação de Pedidos de Apoio Sistema de Informação RURAL Índice 1. Introdução...3 2. Home Page...3 3. Pedido de Senha...4 3.1 Proponente...5 3.2 Técnico Qualificado...5 3.3 Proponente/Técnico

Leia mais

Manual do Utilizador

Manual do Utilizador Manual do Utilizador Índice Índice... 2 1. Registo de Utilizadores Individuais... 3 2. Alteração da Senha de Acesso... 5 3. Recuperação da Senha de Acesso... 5 4. Dados do Utilizador... 6 4.1 Perfil pessoal...

Leia mais

MATRÍCULAS/INSCRIÇÕES ON-LINE. 1.º e 2.º Ciclo

MATRÍCULAS/INSCRIÇÕES ON-LINE. 1.º e 2.º Ciclo MATRÍCULAS/INSCRIÇÕES ON-LINE 1.º e 2.º Ciclo (apenas para alunos dos 1.º ano repetentes, 2.º e 3.º anos) Caro aluno do 1.º (repetente), 2.º ou 3.º ano, A Escola Superior de Desporto de Rio Maior permite

Leia mais

1. PERGUNTAS FREQUENTES 1.1. INFORMAÇÕES GERAIS

1. PERGUNTAS FREQUENTES 1.1. INFORMAÇÕES GERAIS 1. PERGUNTAS FREQUENTES 1.1. INFORMAÇÕES GERAIS - Quem explora o site Pixel4Winner.com? - Onde está sedeada a sociedade anónima? - Posso ter confiança no site Pixel4Winner.com? - A participação a uma lotaria

Leia mais

REGULAMENTO ACADÉMICO. VIII. Bolsas de Estudo REG-001/V00

REGULAMENTO ACADÉMICO. VIII. Bolsas de Estudo REG-001/V00 Artigo 1º Bolsas Erasmus + 1. Objeto 1.1. As bolsas de estudo Erasmus + são atribuídas pela Agência Nacional PROALV diretamente à Universidade Europeia. Posteriormente, a Universidade Europeia distribui

Leia mais

Guia de Ambientação Março/2011

Guia de Ambientação Março/2011 Guia de Ambientação Março/2011 APRESENTAÇÃO Caro cursista, Bem vindo ao Guia de Ambientação. Este documento é dirigido a você, participante. Com ele, você conhecerá como está estruturada a interface de

Leia mais

1.1 Candidaturas on-line

1.1 Candidaturas on-line 1.1 Candidaturas on-line Este manual é um documento de passo a passo de como efetuar a sua candidatura. As imagens apresentadas são exemplos do processo de candidaturas. De acordo com o regime de candidatura

Leia mais

F.A.Q. - OUTGOING. 3. Quais instituições estrangeiras possuem acordo com a UFSC?

F.A.Q. - OUTGOING. 3. Quais instituições estrangeiras possuem acordo com a UFSC? SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS AVENIDA DESEMBARGADOR VITOR LIMA, N.º 222 TRINDADE CEP: 88.040-400 - FLORIANÓPOLIS

Leia mais

PRÉ-CANDIDATURAS E SELEÇÃO DOS CANDIDATOS... 2 CANDIDATURAS... 7 PREPARAÇÃO DA MOBILIDADE... 9 DURANTE O PERIODO DE MOBILIDADE...

PRÉ-CANDIDATURAS E SELEÇÃO DOS CANDIDATOS... 2 CANDIDATURAS... 7 PREPARAÇÃO DA MOBILIDADE... 9 DURANTE O PERIODO DE MOBILIDADE... Índice PRÉ-CANDIDATURAS E SELEÇÃO DOS CANDIDATOS... 2 CANDIDATURAS... 7 PREPARAÇÃO DA MOBILIDADE... 9 DURANTE O PERIODO DE MOBILIDADE... 13 Gabinete de Mobilidade ICBAS - 2013 Página 1 PRÉ-CANDIDATURAS

Leia mais

A ACESSO AO ENSINO SUPERIOR

A ACESSO AO ENSINO SUPERIOR A ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 1. Concurso Nacional de Acesso 1.1. Quem pode candidatar-se ao ensino superior? Podem candidatar-se ao ensino superior, os estudantes que satisfaçam cumulativamente, as seguintes

Leia mais

Edital N 10/2014 DRI/UFF

Edital N 10/2014 DRI/UFF Edital N 10/2014 DRI/UFF Dispõe sobre o programa de Mobilidade Internacional de alunos de graduação da Universidade Federal Fluminense para o segundo semestre de 2015 e primeiro de 2016. A Diretoria de

Leia mais

CANDIDATURAS ON-LINE. (http://www.siga.ipca.pt/cssnet)

CANDIDATURAS ON-LINE. (http://www.siga.ipca.pt/cssnet) CANDIDATURAS ON-LINE (http://www.siga.ipca.pt/cssnet) INTRODUÇÃO O presente documento consiste numa breve descrição do processo de candidaturas, online, de acesso aos cursos do IPCA. Encontra-se organizado

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSAS LUSO-BRASILEIRAS PARA ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO. Apresentação

PROGRAMA DE BOLSAS LUSO-BRASILEIRAS PARA ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO. Apresentação PROGRAMA DE BOLSAS LUSO-BRASILEIRAS PARA ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO Apresentação A Universidade Federal do Rio Grande do Sul e o Santander Universidades oferecem aos alunos de graduação da UFRGS a possibilidade

Leia mais

Manual do Fénix. Portal Secretaria da Escola Portal Conselho Científico Portal Direcção de Curso. Candidatura Online para o 2.

Manual do Fénix. Portal Secretaria da Escola Portal Conselho Científico Portal Direcção de Curso. Candidatura Online para o 2. Manual do Fénix Portal Secretaria da Escola Portal Conselho Científico Portal Direcção de Curso Candidatura Online para o 2. º Ciclo SI (Versão 1.0) Maio 2011 Este manual tem como objectivo auxiliar na

Leia mais

Comunicação de Dados de Autenticação e Credenciais de Acesso para Resposta ao Inquérito

Comunicação de Dados de Autenticação e Credenciais de Acesso para Resposta ao Inquérito Mais informação Acesso ao Sistema de Transferência Electrónica de dados de Inquéritos (STEDI). Onde se acede ao sistema de entrega de Inquéritos? Deverá aceder ao sistema através do site do GEP www.gep.mtss.gov.pt

Leia mais

MANUAL DE SUBMISSÃO DE PEDIDOS PARA EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE UM MEDICAMENTO MODELO OMS E DECLARAÇÕES DE MEDICAMENTOS

MANUAL DE SUBMISSÃO DE PEDIDOS PARA EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE UM MEDICAMENTO MODELO OMS E DECLARAÇÕES DE MEDICAMENTOS MANUAL DE SUBMISSÃO DE PEDIDOS PARA EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE UM MEDICAMENTO MODELO OMS E DECLARAÇÕES DE MEDICAMENTOS GLOSSÁRIO... 2 INTRODUÇÃO... 3 Objectivo... 3 DEFINIÇÕES... 3 Certificado de um medicamento

Leia mais

Guia de Utilização Registo Universal Janeiro 2010 PLATAFORMA ELECTRÓNICA VORTAL

Guia de Utilização Registo Universal Janeiro 2010 PLATAFORMA ELECTRÓNICA VORTAL Guia de Utilização Registo Universal Janeiro 2010 PLATAFORMA ELECTRÓNICA VORTAL Índice Preâmbulo... 3 Configuração do Internet Explorer Versão Windows 2000/XP... 4 Configuração do Internet Explorer Versão

Leia mais

REGULAMENTO Regulamento do programa de Aprendizagem ao Longo da Vida (LLP) ERASMUS Mobilidade de Alunos Missão de Estudos e Estágios

REGULAMENTO Regulamento do programa de Aprendizagem ao Longo da Vida (LLP) ERASMUS Mobilidade de Alunos Missão de Estudos e Estágios RG- 10-01 Data: 2010-01-06 INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA ESAC Escola Superior Agrária de Coimbra ESEC Escola Superior de Educação de Coimbra ESTeSC Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra

Leia mais

GUIA DE INSCRIÇÃO PCAND 2015-2016

GUIA DE INSCRIÇÃO PCAND 2015-2016 GUIA DE INSCRIÇÃO PCAND 2015-2016 INTRODUÇÃO À semelhança das épocas desportivas anteriores, o processo de inscrição na PCAND para a Época Desportiva 2015/2016 será realizado on-line, no site da PCAND

Leia mais

M a n u a l d o C a n d i d a t o

M a n u a l d o C a n d i d a t o Para efetuar o processo de candidatura deve aceder ao link: http://ff.academicos.ul.pt/cssnetff Tenha sempre em atenção que durante o seu processo de candidatura todos os campos assinalados com * são de

Leia mais

PROGRAMA SÓCRATES / ACÇÃO ERASMUS Gabinete de Relações Internacionais e Apoio a Projectos Europeus REGULAMENTO. Preâmbulo

PROGRAMA SÓCRATES / ACÇÃO ERASMUS Gabinete de Relações Internacionais e Apoio a Projectos Europeus REGULAMENTO. Preâmbulo PROGRAMA SÓCRATES / ACÇÃO ERASMUS Gabinete de Relações Internacionais e Apoio a Projectos Europeus REGULAMENTO Preâmbulo O Programa de Mobilidade de Estudantes SÓCRATES / ERASMUS é uma iniciativa da União

Leia mais

GUIA DO ESTUDANTE EM MOBILIDADE NO ESTRANGEIRO PERÍODO DE ESTUDOS ERASMUS

GUIA DO ESTUDANTE EM MOBILIDADE NO ESTRANGEIRO PERÍODO DE ESTUDOS ERASMUS GUIA DO ESTUDANTE EM MOBILIDADE NO ESTRANGEIRO PERÍODO DE ESTUDOS ERASMUS Gabinete de Mobilidade, Estágios e Inserção Profissional Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa 2 Calendarização até à

Leia mais

GUIA PRÁTICO PROVA ESCOLAR (Abono de Família para Crianças e Jovens e Bolsa de Estudo)

GUIA PRÁTICO PROVA ESCOLAR (Abono de Família para Crianças e Jovens e Bolsa de Estudo) Manual de GUIA PRÁTICO PROVA ESCOLAR (Abono de Família para Crianças e Jovens e Bolsa de Estudo) INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P ISS, I.P. Departamento/Gabinete Pág. 1/20 FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático

Leia mais

PROGRAMA SANTANDER UNIVERSIDADES - BOLSAS IBERO-AMERICANAS PARA JOVENS PROFESSORES E PESQUISADORES CHAMADA 005 2015

PROGRAMA SANTANDER UNIVERSIDADES - BOLSAS IBERO-AMERICANAS PARA JOVENS PROFESSORES E PESQUISADORES CHAMADA 005 2015 PROGRAMA SANTANDER UNIVERSIDADES - BOLSAS IBERO-AMERICANAS PARA JOVENS PROFESSORES E PESQUISADORES CHAMADA 005 2015 A Diretoria de Relações Internacionais da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Leia mais

Obs: As disciplinas cursadas durante o período do programa não terão suas equivalências garantidas.

Obs: As disciplinas cursadas durante o período do programa não terão suas equivalências garantidas. Global Office Programa Internacional - Bolsas Ibero-Americanas Santander Universidades Universidade do Porto, Portugal Edital nº 06/2015 O Complexo Educacional FMU torna pública as normas e procedimentos

Leia mais

GUIA PARA ESTUDAR NO EXTERIOR

GUIA PARA ESTUDAR NO EXTERIOR GUIA PARA ESTUDAR NO EXTERIOR O QUE É INTERCÂMBIO ACADÊMICO? É a ida de estudantes de um país para o outro por um determinado período do ano letivo. O objetivo é estender os estudos da Graduação para outra

Leia mais

Quais países vocês estão habilitados a avaliarem credenciais? Nós podemos avaliar credenciais acadêmicas de qualquer país do mundo.

Quais países vocês estão habilitados a avaliarem credenciais? Nós podemos avaliar credenciais acadêmicas de qualquer país do mundo. PERGUNTAS FREQUENTES Porque eu deveria escolher Josef Silny & Associates, Inc. para avaliar e traduzir minhas credenciais? Nós oferecemos avaliações e traduções altamente profissionais e compreensíveis,

Leia mais

SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INTELECTUAL

SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INTELECTUAL SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INTELECTUAL Manual de Utilização Direcção dos Serviços de Economia do Governo da RAEM Novembro de 2014 SERVIÇ OS DO PEDIDO ONLINE DA PROPRIEDADE INTELECTUAL Manual

Leia mais

wertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwerty uiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopas Guia Prático de Mobilidade dos dfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjkl

wertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwerty uiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopas Guia Prático de Mobilidade dos dfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjkl qwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwert yuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopa sdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghj klçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxc vbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmq Gabinete de Relações Exteriores wertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwerty

Leia mais

EDITAL SRI-UNIFEI 01/2015

EDITAL SRI-UNIFEI 01/2015 EDITAL SRI-UNIFEI 01/2015 A Universidade Federal de Itajubá, por meio de sua Secretaria de Relações Internacionais SRI, torna pública a chamada para seleção de candidatos para participação no programa

Leia mais

Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa

Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa FAQ S 1. Quais os requisitos necessários para ingressar num Mestrado? O candidato deverá ser titular do grau de licenciatura ou de mestre sendo as áreas de formação definidas aquando da publicação do edital

Leia mais

CANDIDATURAS ON LINE CSS NET FMV-ULISBOA. 1.1 Candidaturas on-line

CANDIDATURAS ON LINE CSS NET FMV-ULISBOA. 1.1 Candidaturas on-line 1.1 Candidaturas on-line css net Para efectuar o processo de candidatura o candidato deverá aceder à pagina de internet da Faculdade http://www.fmv.ulisboa.pt e aceder através de candidatos/condições de

Leia mais

Edital N 12/2015 SRI/UFF

Edital N 12/2015 SRI/UFF Edital N 12/2015 SRI/UFF Dispõe sobre o programa de Mobilidade Internacional de alunos de graduação da Universidade Federal Fluminense para o segundo semestre de 2016 e primeiro de 2017. A Superintendência

Leia mais