Sessão Esclarecimento ERASMUS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sessão Esclarecimento ERASMUS"

Transcrição

1 Sessão Esclarecimento ERASMUS 2014/ /03/2014

2 O Erasmus Estudos (SMS) - podem fazer disciplinas e o trabalho/projeto para a tese; O Erasmus Estágio (SMP) - não podem fazer disciplinas, mas podem fazer o trabalho/projeto para a tese. Podem fazer um estágio curricular ou extracurricular. 2

3 NOVIDADE

4 O Já fui estudante Erasmus. Erasmus. Posso candidatar-candidatar--me --me novamente? novamente? Sim. Durante o seu percurso académico pode usufruir de 12 meses de mobilidade Erasmus (SMS e SMP) por cada ciclo de estudos. 4

5 PRÉ-CANDIDATURA Erasmus Estudos (SMS) O Quem se pode candidatar? Todos os estudantes que, estando verdadeiramente interessados, tenham obtido no mínimo 60 ECTS ou que já estejam no 2º ano. 5

6 PRÉ-CANDIDATURA Erasmus Estudos (SMS) O Se ainda estiver no 1º ano e não tiver os 60 ECTS posso candidatarcandidatar-me? me? Pode, mas só para o 2º semestre e se já tiver 18 ECTS no CLIP no momento da pré-candidatura. 6

7 PRÉ-CANDIDATURA Erasmus Estudos (SMS) O Se ainda estiver no 1º ciclo posso candidatarcandidatar-me a uma vaga para 2º ciclo? Pode, mas só se já tiver feito 126 ECTS, e esses ECTS têm de estar registados no CLIP. 7

8 PRÉ-CANDIDATURA Erasmus Estudos (SMS) O Posso candidatarcandidatar-me a uma vaga de um acordo não aconselhado para o meu curso? Não, só se pode candidatar às vagas dos acordos aconselhados para o seu curso. 8

9 PRÉ-CANDIDATURA Erasmus Estudos (SMS) O Quantos ECTS posso realizar durante o meu período de mobilidade Erasmus Estudos? Depende do que foi definido no seu Plano de Estudos antes do início da mobilidade. Mas o máximo de ECTS a realizar é: - 30 ECTS por Semestre; Semestre; - 60 ECTS por ano. ano 9

10 O Os estudantes são seriados tendo em conta os seguintes critérios: a) Média do aluno em relação à média geral de todos os alunos do seu curso (50%); b) Número de ECTS já realizado, a dividir pelo número total de ECTS possíveis de serem realizados até ao final do semestre anterior ao momento da pré-candidatura (25%); c) Menor número de anos de matrículas para atingir aquele número de ECTS (25%). 10

11 PRÉ-CANDIDATURA Erasmus Estudos (SMS) O Existem 3 fases de prépré-candidatura: candidatura: O 1ª Fase 10 a 16 de março (online no CLIP) CLIP) Destina-se a todos os estudantes que estejam interessados em realizar um período Erasmus Estudos, no 1º e/ou no 2º semestre de 2014/

12 PRÉ-CANDIDATURA Erasmus Estudos (SMS) O 2ª Fase 26 a 27 de março (online no CLIP) CLIP) Destina-se exclusivamente aos estudantes que fizeram a précandidatura na 1ª Fase, mas que não conseguiram colocação. 12

13 PRÉ-CANDIDATURA Erasmus Estudos (SMS) O 3ª Fase 7 de abril (diretamente da DA) DA) Destina-se a todos os estudantes que não tenham ficado colocados na 1ª e 2ª fase. Os estudantes que não tenham feito précandidatura, também se podem candidatar nesta fase, mas não terão direito a bolsa, pois não passaram pelo processo de seleção. 13

14 PRÉ-CANDIDATURA Erasmus Estudos (SMS) O As vagas da 2ª e 3ª Fase, são as que sobraram da 1ª e 2ª Fase (respetivamente). (respetivamente). Não há vagas novas. novas. 14

15 PRÉ-CANDIDATURA Erasmus Estudos (SMS) O Fiquei colocado(a). colocado(a). O que preciso fazer de imediato? Os estudantes colocados na 1ª e 2ª Fase devem confirmar, no Clip, o seu interesse em realizar a mobilidade Erasmus. Os colocados na 3ª Fase confirmam interesse presencialmente na Divisão Académica. Para todos: ver prazos no calendário Erasmus (SMS) 2014/

16 PRÉ-CANDIDATURA Erasmus Estudos (SMS) O Qual é a penalização para quem não confirma o interesse? Perde automaticamente a vaga. 16

17 PRÉ-CANDIDATURA Erasmus Estudos (SMS) O Qual é a penalização para quem confirma o interesse em realizar a mobilidade, mas não formaliza a candidatura, nem apresenta a declaração de desistência? O estudante fica impedido, pelo CLIP, de realizar qualquer mobilidade no ano letivo seguinte ao da candidatura. 17

18 Informações Gerais O Fui selecionado para fazer Erasmus. Erasmus. É- me atribuída automaticamente bolsa? Não. Não Todos os estudantes são elegíveis para receber bolsa Erasmus, mas essa atribuição dependerá da verba disponibilizada pela Reitoria da UNL. 18

19 Informações Gerais O Recebo a bolsa antes de iniciar a mobilidade? O pagamento das bolsas é da responsabilidade da Reitoria da UNL. Nos anos anteriores, o pagamento da 1ª tranche (80% 80% do valor da bolsa), aos estudantes que foram o ano letivo completo ou o 1º semestre, só foi efetuado quase no final do 1º semestre. 19

20 Informações Gerais O Recebo bolsa por quanto tempo? Receberá bolsa pelo tempo previsto de estadia que indicar nos documentos de candidatura. 20

21 Informações Gerais O Como é contabilizado o período de mobilidade para efeitos de bolsa? O período de mobilidade é contabilizado a partir do primeiro dia de aulas ou da sessão de acolhimento, até à data do último exame. 21

22 Informações Gerais O A Universidade de Acolhimento (UA) pode cobrar propinas? Não. Os estudantes em mobilidade Erasmus continuam a pagar propinas na FCT, mas estão isentos do pagamento de propinas na UA. A UA pode cobrar algumas taxas, tais como: seguro, cartão de estudante e associação de estudante. 22

23 Informações Gerais O Como obtenho os planos curriculares da UA? Através da página web da UA ou do Gabinete de Relações Internacionais da UA. 23

24 Informações Gerais O Quem deverá aconselhar e validar as disciplinas a colocar no Learning Agreement (Plano de Estudos) Estudos)? O Coordenador Erasmus Coordenador do seu curso. e o 24

25 Erasmus Estágio(SMP) O Ainda não estão definidos prazos para as candidaturas ao SMP. Fique atento(a) à página web da FCT Estudante Acolhimento e Mobilidade Mobilidade Europeia Programa Erasmus (SMP) (Estágio) 25

26 Dúvidas? 26

Programa ERASMUS. Mobilidade de Estudantes para Estudos - (Students Mobility for Study -SMS) GUIA ERASMUS PERGUNTAS E RESPOSTAS PRÉ-CANDIDATURA

Programa ERASMUS. Mobilidade de Estudantes para Estudos - (Students Mobility for Study -SMS) GUIA ERASMUS PERGUNTAS E RESPOSTAS PRÉ-CANDIDATURA Programa ERASMUS Mobilidade de Estudantes para Estudos - (Students Mobility for Study -SMS) GUIA ERASMUS PERGUNTAS E RESPOSTAS PRÉ-CANDIDATURA 1. Quem se pode candidatar à mobilidade Erasmus para estudos?

Leia mais

Programa ERASMUS. Mobilidade de Estudantes para Estudos - (Students Mobility for Study -SMS) GUIA ERASMUS PERGUNTAS E RESPOSTAS PRÉ-CANDIDATURA

Programa ERASMUS. Mobilidade de Estudantes para Estudos - (Students Mobility for Study -SMS) GUIA ERASMUS PERGUNTAS E RESPOSTAS PRÉ-CANDIDATURA Programa ERASMUS Mobilidade de Estudantes para Estudos - (Students Mobility for Study -SMS) GUIA ERASMUS PERGUNTAS E RESPOSTAS PRÉ-CANDIDATURA 1. Quem se pode candidatar à mobilidade Erasmus para estudos?

Leia mais

Programa ERASMUS. Mobilidade de Estudantes para Estudos - (Students Mobility for Study -SMS) GUIA ERASMUS PERGUNTAS E RESPOSTAS

Programa ERASMUS. Mobilidade de Estudantes para Estudos - (Students Mobility for Study -SMS) GUIA ERASMUS PERGUNTAS E RESPOSTAS Programa ERASMUS Mobilidade de Estudantes para Estudos - (Students Mobility for Study -SMS) GUIA ERASMUS PERGUNTAS E RESPOSTAS FORMALIZAÇÃO DA CANDIDATURA 1. Quais são os prazos para formalizar a candidatura?

Leia mais

FAQ's - Preparação da mobilidade e questões logísticas do intercâmbio

FAQ's - Preparação da mobilidade e questões logísticas do intercâmbio FAQ's - Preparação da mobilidade e questões logísticas do intercâmbio 1. Devo matricular-me na UAc mesmo indo para o estrangeiro? 2. Tenho de pagar propinas na UAc? 3. Tenho que pagar propinas na Universidade

Leia mais

Regulamento Erasmus 2011/2012

Regulamento Erasmus 2011/2012 1. Preâmbulo O Programa Erasmus tem como objetivo geral apoiar a criação de um Espaço Europeu de Ensino Superior e reforçar o contributo do ensino superior para, entre outros, o processo de inovação a

Leia mais

ESCOLA DAS ARTES PROGRAMA ERASMUS ESTÁGIO REGULAMENTO

ESCOLA DAS ARTES PROGRAMA ERASMUS ESTÁGIO REGULAMENTO ESCOLA DAS ARTES PROGRAMA ERASMUS ESTÁGIO REGULAMENTO CAPÍTULO I Disposições Gerais Artigo 1º (Objeto) O presente regulamento rege a mobilidade internacional para estágio dos estudantes de Licenciatura

Leia mais

da Universidade Católica Portuguesa PROGRAMA ERASMUS ESTÁGIO REGULAMENTO

da Universidade Católica Portuguesa PROGRAMA ERASMUS ESTÁGIO REGULAMENTO Escola do Porto da Faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa PROGRAMA ERASMUS ESTÁGIO REGULAMENTO CAPÍTULO I Disposições Gerais Artigo 1º (Objeto) O presente regulamento rege a mobilidade

Leia mais

Programa ERASMUS+ Regulamento UBI

Programa ERASMUS+ Regulamento UBI Programa ERASMUS+ Regulamento UBI 1. Critérios de elegibilidade dos estudantes ERASMUS+ O (a) estudante deverá preencher todos os requisitos enunciados nas Normas para a Gestão das Subvenções Erasmus 2014/2015,

Leia mais

REGULAMENTO ACADÉMICO. VI. Mobilidade internacional REG-001/V00

REGULAMENTO ACADÉMICO. VI. Mobilidade internacional REG-001/V00 Mobilidade de Estudos 1. Objeto O presente Regulamento define as regras de Mobilidade de Estudantes ao abrigo dos Programas Garcilaso (Laureate International Universities) e de Aprendizagem ao Longo da

Leia mais

INSTITUTO CIÊNCIAS DA SAÚDE DA UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA

INSTITUTO CIÊNCIAS DA SAÚDE DA UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA INSTITUTO CIÊNCIAS DA SAÚDE DA UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Mobilidade Internacional para Estudos REGULAMENTO CAPÍTULO I Disposições Gerais Artigo 1º (Objeto) O presente regulamento rege a mobilidade

Leia mais

A Divisão Académica (DA) Na Escola Secundária tinham a Secretaria; Na Faculdade têm a Divisão Académica

A Divisão Académica (DA) Na Escola Secundária tinham a Secretaria; Na Faculdade têm a Divisão Académica A Divisão Académica (DA) Na Escola Secundária tinham a Secretaria; Na Faculdade têm a Divisão Académica E o que tem a Divisão Académica a ver com os estudantes?? Divisão Académica 2 A Divisão Académica

Leia mais

FACULDADE DE EDUCAÇÃO E PSICOLOGIA

FACULDADE DE EDUCAÇÃO E PSICOLOGIA FACULDADE DE EDUCAÇÃO E PSICOLOGIA MOBILIDADE INTERNACIONAL PARA ESTUDOS REGULAMENTO CAPÍTULO I Disposições Gerais Artigo 1º (Objeto) O presente regulamento rege a mobilidade internacional para estudos

Leia mais

Guia do Estudante Erasmus - Período de Estudos

Guia do Estudante Erasmus - Período de Estudos ESTE ANO VOU CONHECER NOVAS PESSOAS ESTE ANO VOU ALARGAR CONHECIMENTOS ESTE ANO VOU FALAR OUTRA LÍNGUA ESTE ANO VOU ADQUIRIR NOVAS COMPETÊNCIAS ESTE ANO VOU VIAJAR ESTE ANO VOU SER ERASMUS Guia do Estudante

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM Dr. José Timóteo Montalvão Machado. Programa ERASMUS+ Acção-chave 1 Mobilidade para aprendizagem

ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM Dr. José Timóteo Montalvão Machado. Programa ERASMUS+ Acção-chave 1 Mobilidade para aprendizagem ESCOLA SUPERIOR DE ENFERMAGEM Dr. José Timóteo Montalvão Machado Programa ERASMUS+ Acção-chave 1 Mobilidade para aprendizagem GUIA DE CANDIDATURA PARA MOBILIDADE DE ESTUDANTES PARA ESTÁGIOS ERASMUS+ (SMP)

Leia mais

REGULAMENTO ACADÉMICO. VIII. Bolsas de Estudo REG-001/V00

REGULAMENTO ACADÉMICO. VIII. Bolsas de Estudo REG-001/V00 Artigo 1º Bolsas Erasmus + 1. Objeto 1.1. As bolsas de estudo Erasmus + são atribuídas pela Agência Nacional PROALV diretamente à Universidade Europeia. Posteriormente, a Universidade Europeia distribui

Leia mais

da Universidade Católica Portuguesa

da Universidade Católica Portuguesa Escola do Porto da Faculdade de Direito da Universidade Católica Portuguesa MOBILIDADE INTERNACIONAL PARA ESTUDOS REGULAMENTO Aprovado no Conselho Científico de 2 de julho de 2014 CAPÍTULO I Disposições

Leia mais

Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa

Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa Faculdade de Teologia da Universidade Católica Portuguesa MOBILIDADE INTERNACIONAL PARA ESTUDOS REGULAMENTO CAPÍTULO I Disposições Gerais Artigo 1º (Objeto) O presente regulamento rege a mobilidade internacional

Leia mais

Instituto Ciências da Saúde. da Universidade Católica Portuguesa PROGRAMA ERASMUS ESTÁGIO REGULAMENTO

Instituto Ciências da Saúde. da Universidade Católica Portuguesa PROGRAMA ERASMUS ESTÁGIO REGULAMENTO Instituto Ciências da Saúde da Universidade Católica Portuguesa PROGRAMA ERASMUS ESTÁGIO REGULAMENTO 1 CAPÍTULO I Disposições Gerais Artigo 1º (Objeto) O presente regulamento rege a mobilidade internacional

Leia mais

Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa

Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa FAQ S 1. Quais os requisitos necessários para ingressar num Mestrado? O candidato deverá ser titular do grau de licenciatura ou de mestre sendo as áreas de formação definidas aquando da publicação do edital

Leia mais

FAQ S ESTUDOS ERASMUS

FAQ S ESTUDOS ERASMUS FAQ S ESTUDOS ERASMUS 1. Quem se pode candidatar? Podem-se candidatar ao programa Erasmus todos os estudantes cidadãos, ou com estatuto de residente permanente de um dos 27 países da União Europeia, e

Leia mais

Mobilidade Estudantil:

Mobilidade Estudantil: Mobilidade Estudantil: 1. Programa Erasmus: Alunos de Economia, Finanças, Gestão e MAEG 2. Protocolo Brasil e China: Alunos de Economia, Finanças, Gestão e MAEG 2 Protocolo Brasil e China As regras a aplicar

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES ERASMUS+ 2015/2016

PERGUNTAS FREQUENTES ERASMUS+ 2015/2016 O que é o Erasmus+? O Erasmus+ teve início no dia 1 de Janeiro de 2014. PERGUNTAS FREQUENTES ERASMUS+ 2015/2016 O Erasmus+ é o novo programa da UE para a educação, formação, juventude e desporto que se

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO DE BOLSAS SANTANDER TOTTA/ UNIVERSIDADE DE COIMBRA 2015

REGULAMENTO DO CONCURSO DE BOLSAS SANTANDER TOTTA/ UNIVERSIDADE DE COIMBRA 2015 REGULAMENTO DO CONCURSO DE BOLSAS SANTANDER TOTTA/ UNIVERSIDADE DE COIMBRA 2015 Este concurso visa reforçar a cooperação existente entre a Universidade de Coimbra (UC) e as instituições suas parceiras,

Leia mais

Já fui beneficiário de uma mobilidade Erasmus. Posso candidatar-me novamente? Durante quanto tempo poderei realizar o período de mobilidade?

Já fui beneficiário de uma mobilidade Erasmus. Posso candidatar-me novamente? Durante quanto tempo poderei realizar o período de mobilidade? ERASMUS+ - MOBILIDADE DE ESTUDANTES PERGUNTAS FREQUENTES O que é o Erasmus+? Quais os tipos de mobilidade a que posso concorrer? Quem pode candidatar-se? Que restrições existem? Já fui beneficiário de

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE PORTALEGRE PROGRAMA SECTORIAL ERASMUS REGULAMENTO DE MOBILIDADE

INSTITUTO POLITÉCNICO DE PORTALEGRE PROGRAMA SECTORIAL ERASMUS REGULAMENTO DE MOBILIDADE INSTITUTO POLITÉCNICO DE PORTALEGRE PROGRAMA SECTORIAL ERASMUS REGULAMENTO DE MOBILIDADE 1. Introdução O presente documento visa regulamentar as condições a que deve obedecer a mobilidade de estudantes,

Leia mais

wertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwerty uiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopas Guia Prático de Mobilidade dos dfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjkl

wertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwerty uiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopas Guia Prático de Mobilidade dos dfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjkl qwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwert yuiopasdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopa sdfghjklçzxcvbnmqwertyuiopasdfghj klçzxcvbnmqwertyuiopasdfghjklçzxc vbnmqwertyuiopasdfghjklçzxcvbnmq Gabinete de Relações Exteriores wertyuiopasdfghjklçzxcvbnmqwerty

Leia mais

Regulamento Geral de Mobilidade Internacional de Estudantes da Universidade Fernando Pessoa 2015-2016

Regulamento Geral de Mobilidade Internacional de Estudantes da Universidade Fernando Pessoa 2015-2016 Regulamento Geral de Mobilidade Internacional de Estudantes da Universidade Fernando Pessoa 2015-2016 1. Mobilidade Internacional de Estudantes Os alunos da Universidade Fernando Pessoa (UFP) que cumpram

Leia mais

GPRI GABINETE DE PROGRAMAS E RELAÇÕES INTERNACIONAIS

GPRI GABINETE DE PROGRAMAS E RELAÇÕES INTERNACIONAIS GPRI GABINETE DE PROGRAMAS E RELAÇÕES INTERNACIONAIS GUIA DE CANDIDATURA PARA ENSINO E ESTÁGIOS ERASMUS+ Conteúdos I Mobilidade Erasmus+ ENSINO II Candidatura à Mobilidade de Ensino ERASMUS + III Outras

Leia mais

MOBILIDADE DE ESTUDANTES (SMS SMP)

MOBILIDADE DE ESTUDANTES (SMS SMP) MOBILIDADE DE ESTUDANTES (SMS SMP) Critérios de elegibilidade do Estudante Erasmus Estatuto legal do estudante: Os estudantes devem ser nacionais de um estado membro participante no Programa de Aprendizagem

Leia mais

MESTRADO EM DIREITO E ECONOMIA DO MAR A GOVERNAÇÃO DO MAR * 2015/2016

MESTRADO EM DIREITO E ECONOMIA DO MAR A GOVERNAÇÃO DO MAR * 2015/2016 MESTRADO EM DIREITO E ECONOMIA DO MAR A GOVERNAÇÃO DO MAR * 2015/2016 VAGAS o 15 vagas para a candidatura na 1.ª fase o 15 vagas para a candidatura na 2.ª fase Na 1.ª fase aceitam-se candidaturas condicionadas

Leia mais

normas de carácter geral programa ERASMUS na vertente estudos

normas de carácter geral programa ERASMUS na vertente estudos programa ERASMUS+ 2016 2017 FACULDADE DE BELAS-ARTES UNIVERSIDADE DE LISBOA guia informativo do programa erasmus estudos o que é o programa ERASMUS +? O programa ERASMUS+, com início em Janeiro de 2014,

Leia mais

PROPINAS E EMOLUMENTOS 2014-2015 PROPINAS E EMOLUMENTOS 2014 / 2015

PROPINAS E EMOLUMENTOS 2014-2015 PROPINAS E EMOLUMENTOS 2014 / 2015 PROPINAS E EMOLUMENTOS 2014 / 2015 30-06-2014 INTRODUÇÃO Este sistema de propinas e emolumentos constitui um mecanismo inovador que permite ao estudante fasear e planear o seu plano de estudos curricular,

Leia mais

GUIA PARA CANDIDATURAS ONLINE ESTUDANTES OUTGOING DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA

GUIA PARA CANDIDATURAS ONLINE ESTUDANTES OUTGOING DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA GUIA PARA CANDIDATURAS ONLINE ESTUDANTES OUTGOING DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA Este é um guia prático do processo de inscrição online em programas de mobilidade para estudantes da Universidade de Coimbra

Leia mais

Programa Erasmus Regras de mobilidade para alunos da ECT

Programa Erasmus Regras de mobilidade para alunos da ECT Programa Erasmus Regras de mobilidade para alunos da ECT Introdução O Programa Erasmus é uma iniciativa da União Europeia que fornece meios para a realização de períodos de mobilidade académica em instituições

Leia mais

a) Estar ou ter estado inscrito num curso superior, diferente de um a

a) Estar ou ter estado inscrito num curso superior, diferente de um a MUDANÇA DE CURSO 1º CICLO D I R E I T O 2014/2015 PORTARIA N.º 401/2007, DE 5 DE ABRIL, ALTERADA PELA PORTARIA N.º 232-A/2013, DE 22 DE JULHO, E REGULAMENTO DOS REGIMES DE REINGRESSO, MUDANÇA DE CURSO

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO POR MÉRITO

REGULAMENTO GERAL DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO POR MÉRITO REGULAMENTO GERAL DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO POR MÉRITO O presente Regulamento tem por base o Despacho n.º 13531/2009 (2ª série - n.º 111), de 09 de junho de 2009, sendo válido para o ano letivo

Leia mais

Manual para inscrição on-line dos alunos que se inscrevem pela 1ª vez

Manual para inscrição on-line dos alunos que se inscrevem pela 1ª vez Manual para inscrição on-line dos alunos que se inscrevem pela 1ª vez Processo de Matricula - Alunos 1º Ano 1ª Vez O processo de matrícula consiste em 3 passos: 1. Pagamento e entrega de documentos (nos

Leia mais

Guia de Utilização da Bolsa de Emprego online da FEP

Guia de Utilização da Bolsa de Emprego online da FEP Guia de Utilização da Bolsa de Emprego online da FEP Candidatos Serviço de Relações Externas e Integração Académica Seja bem-vindo à Bolsa de Emprego da FEP! A Bolsa de Emprego (BE-ON) tem como objetivo

Leia mais

GUIA do ESTUDANTE ERASMUS+ 2015-2016

GUIA do ESTUDANTE ERASMUS+ 2015-2016 GUIA do ESTUDANTE ERASMUS+ 2015-2016 Esclarecimentos de dúvidas/informações adicionais: Carolina Peralta/Isabel Silva Gabinete de Relações Internacionais - GRI Rua de Santa Marta, 47, 1º Piso sala 112-1169-023

Leia mais

E R A S M U S Guia do Estudante ERASMUS. Faculdade de Farmácia Universidade de Lisboa. Guia do Estudante

E R A S M U S Guia do Estudante ERASMUS. Faculdade de Farmácia Universidade de Lisboa. Guia do Estudante ERASMUS Faculdade de Farmácia Universidade de Lisboa Guia do Estudante Normas Gerais A mobilidade de estudantes, uma das acções mais frequentes do Programa, inclui duas vertentes de actividade: realização

Leia mais

Mobilidade de Estudantes Sessão de Esclarecimento 2015/2016 janeiro 2015 Núcleo de Relações Internacionais do ISEL

Mobilidade de Estudantes Sessão de Esclarecimento 2015/2016 janeiro 2015 Núcleo de Relações Internacionais do ISEL Changing lives. Opening minds. Mobilidade de Estudantes Sessão de Esclarecimento 2015/2016 janeiro 2015 Núcleo de Relações Internacionais do ISEL ERASMUS + Uma porta aberta para a Europa : O novo programa

Leia mais

Regulamento. Atribuição de uma Bolsa Suplementar Erasmus (BSE-SOC) - 2013/2014

Regulamento. Atribuição de uma Bolsa Suplementar Erasmus (BSE-SOC) - 2013/2014 Regulamento Atribuição de uma Bolsa Suplementar Erasmus (BSE-SOC) - 2013/2014 A. Enquadramento 1. O presente regulamento define e estabelece o regime de submissão e validação de candidaturas, e o processo

Leia mais

PROGRAMA RESPONSABILIDADE SOCIAL EDUCAÇÃO. Regulamento do Programa de Bolsas de Educação. Introdução

PROGRAMA RESPONSABILIDADE SOCIAL EDUCAÇÃO. Regulamento do Programa de Bolsas de Educação. Introdução PROGRAMA RESPONSABILIDADE SOCIAL EDUCAÇÃO Regulamento do Programa de Bolsas de Educação Introdução Considerando a importância e oportunidade do Programa de Responsabilidade Social do Comité Olímpico de

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSAS LUSO-BRASILEIRAS PARA ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO. Apresentação

PROGRAMA DE BOLSAS LUSO-BRASILEIRAS PARA ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO. Apresentação PROGRAMA DE BOLSAS LUSO-BRASILEIRAS PARA ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO Apresentação A Universidade Federal do Rio Grande do Sul e o Santander Universidades oferecem aos alunos de graduação de todas as áreas

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM ENGENHARIA CIVIL Parceria: ESTBarreiro/IPS - ISE/UAlg

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM ENGENHARIA CIVIL Parceria: ESTBarreiro/IPS - ISE/UAlg REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM ENGENHARIA CIVIL Parceria: ESTBarreiro/IPS - ISE/UAlg PREÂMBULO O Decreto Lei n.º 74/2006, de 24 de março, alterado pelos Decretos Lei n. os 107/2008, de 25 de Junho,

Leia mais

SITUAÇÕES ESPECIAIS. Formação de Voluntários em Saúde. savlita 2015/16 DURAÇÃO DO CURSO OUTUBRO

SITUAÇÕES ESPECIAIS. Formação de Voluntários em Saúde. savlita 2015/16 DURAÇÃO DO CURSO OUTUBRO Universidade Católica Portuguesa - savlita SITUAÇÕES ESPECIAIS DURAÇÃO DO CURSO OUTUBRO 2015 a JUNHO 2016 ESTRUTURA DO CURSO Módulo 1 Voluntariado e Identidade Módulo 2 A saúde e a doença Módulo 3 Questões

Leia mais

Regime de Frequência e Avaliação da Pós Graduação em Inteligência Competitiva e Comunicação no Desporto

Regime de Frequência e Avaliação da Pós Graduação em Inteligência Competitiva e Comunicação no Desporto Regime de Frequência e Avaliação da Pós Graduação em Inteligência Competitiva e Comunicação no Desporto Artigo 1.º Criação 1.1. A Escola Superior de Comunicação Social inclui na sua oferta educativa, uma

Leia mais

Atribuição de Bolsas de Estudo a atletas do programa de preparação paralímpica e surdolímpica

Atribuição de Bolsas de Estudo a atletas do programa de preparação paralímpica e surdolímpica Atribuição de Bolsas de Estudo a atletas do programa de preparação paralímpica e surdolímpica REGULAMENTO Exposição de Motivos A relação entre o desporto e a educação constitui-se como um fator de grande

Leia mais

MESTRADO EM DIREITO E GESTÃO 2015/2016

MESTRADO EM DIREITO E GESTÃO 2015/2016 MESTRADO EM DIREITO E GESTÃO 2015/2016 VAGAS o 20 vagas para a candidatura na 1.ª fase o 20 vagas para a candidatura na 2.ª fase Na 1.ª fase aceitam-se candidaturas condicionadas de estudantes que comprovadamente

Leia mais

REGULAMENTO DE PROGRAMAS DE MOBILIDADE E INTERCÂMBIO DE ESTUDANTES OUTGOING INCOMING

REGULAMENTO DE PROGRAMAS DE MOBILIDADE E INTERCÂMBIO DE ESTUDANTES OUTGOING INCOMING 1 CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1.º Objecto O presente regulamento estabelece o regime aplicável aos programas de intercâmbio, mobilidade de estudantes e cooperação internacional nos quais o IPAM

Leia mais

Regulamento de mobilidade internacional do programa Erasmus no ISAVE

Regulamento de mobilidade internacional do programa Erasmus no ISAVE Regulamento de mobilidade internacional do programa Erasmus no ISAVE Artigo 1º Objecto O presente Regulamento rege a mobilidade de estudantes, docentes e funcionários ao abrigo do Programa Erasmus no ISAVE

Leia mais

REGULAMENTO FINANCEIRO 2015/2016. Cursos de Especialização Tecnológica Cursos de 1º e 2º Ciclo

REGULAMENTO FINANCEIRO 2015/2016. Cursos de Especialização Tecnológica Cursos de 1º e 2º Ciclo REGULAMENTO FINANCEIRO 2015/2016 Cursos de Especialização Tecnológica Cursos de 1º e 2º Ciclo CANDIDATURAS 1. O pagamento da taxa de candidatura (quando aplicável) só se efetua uma única vez, desde que

Leia mais

NOTA INFORMATIVA REGRAS DE FUNCIONAMENTO DA BOLSA DE CONTRATAÇÃO DE ESCOLA

NOTA INFORMATIVA REGRAS DE FUNCIONAMENTO DA BOLSA DE CONTRATAÇÃO DE ESCOLA NOTA INFORMATIVA REGRAS DE FUNCIONAMENTO DA BOLSA DE CONTRATAÇÃO DE ESCOLA 1. Pedido do horário e seleção Tendo o órgão de direção efetuado o pedido e, não havendo docentes de carreira para colocar, o

Leia mais

Edital Proppex n 19_2015 Pré-Seleção de Acadêmicos Intercâmbio de Estudos em Portugal

Edital Proppex n 19_2015 Pré-Seleção de Acadêmicos Intercâmbio de Estudos em Portugal Edital Proppex n 19_2015 Pré-Seleção de Acadêmicos Intercâmbio de Estudos em Portugal A Pró-Reitora de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão - Proppex, no uso de suas atribuições legais e de conformidade

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE SAÚDE DO ALTO AVE Regulamento de Mobilidade Internacional

INSTITUTO SUPERIOR DE SAÚDE DO ALTO AVE Regulamento de Mobilidade Internacional INSTITUTO SUPERIOR DE SAÚDE DO ALTO AVE Regulamento de Mobilidade Internacional Programa ERASMUS - Outgoing Artigo 1º Objecto O presente Regulamento rege a mobilidade de estudantes, docentes e colaboradores

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSAS LUSO-BRASILEIRAS PARA ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO. Apresentação

PROGRAMA DE BOLSAS LUSO-BRASILEIRAS PARA ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO. Apresentação PROGRAMA DE BOLSAS LUSO-BRASILEIRAS PARA ESTUDANTES DE GRADUAÇÃO Apresentação A Universidade Federal do Rio Grande do Sul e o Santander Universidades oferecem aos alunos de graduação da UFRGS a possibilidade

Leia mais

GUIA DE CANDIDATURA ESTÁGIO ERASMUS - ERASMUS PLACEMENTS (SMP)

GUIA DE CANDIDATURA ESTÁGIO ERASMUS - ERASMUS PLACEMENTS (SMP) GUIA DE CANDIDATURA ESTÁGIO ERASMUS - ERASMUS PLACEMENTS (SMP) INFORMAÇÃO GERAL 1. O que é um estágio Erasmus? O Estágio Erasmus é uma parte da sua formação académica (curricular ou extracurricular) efectuada

Leia mais

PRÉ-CANDIDATURAS E SELEÇÃO DOS CANDIDATOS... 2 CANDIDATURAS... 5 PREPARAÇÃO DA MOBILIDADE... 8 DURANTE O PERIODO DE MOBILIDADE...

PRÉ-CANDIDATURAS E SELEÇÃO DOS CANDIDATOS... 2 CANDIDATURAS... 5 PREPARAÇÃO DA MOBILIDADE... 8 DURANTE O PERIODO DE MOBILIDADE... Índice PRÉ-CANDIDATURAS E SELEÇÃO DOS CANDIDATOS... 2 CANDIDATURAS... 5 PREPARAÇÃO DA MOBILIDADE... 8 DURANTE O PERIODO DE MOBILIDADE... 12 Gabinete de Mobilidade ICBAS - 2013 Página 1 PRÉ-CANDIDATURAS

Leia mais

Programa Erasmus+ Sessão de Apresentação

Programa Erasmus+ Sessão de Apresentação Sessão de Apresentação Pedro Cabral pcabral@novaims.unl.pt Ana Sousa erasmus@novaims.unl.pt 26 de março 2015 Instituto Superior de Estatística e Gestão de Informação Universidade Nova de Lisboa Sessão

Leia mais

O concurso será regido segundo os critérios e condições a seguir. I DO OBJETO

O concurso será regido segundo os critérios e condições a seguir. I DO OBJETO REGULAMENTO INTERNO PROGRAMA DE BOLSAS DE ESTUDOS INTERNACIONAIS DE EXCELÊNCIA ACADÊMICA LAUREATE FACULDADE DOS GUARARAPES E UNIVERSIDAD PERUANA DE CIENCIAS APLICADAS A Faculdade dos Guararapes, em parceria

Leia mais

O requerimento de atribuição da bolsa Retomar deve ser submetido entre 1 de abril e 31 de julho.

O requerimento de atribuição da bolsa Retomar deve ser submetido entre 1 de abril e 31 de julho. Perguntas Frequentes: CANDIDATURAS E PRAZOS 1. Quais os prazos para apresentar candidatura ao Programa Retomar? O requerimento de atribuição da bolsa Retomar deve ser submetido entre 1 de abril e 31 de

Leia mais

Programa de Bolsas Ibero-américa Santander Normas do Programa ISCTE-IUL 2016

Programa de Bolsas Ibero-américa Santander Normas do Programa ISCTE-IUL 2016 Programa de Bolsas Ibero-américa Santander Normas do Programa ISCTE-IUL 2016 Introdução O Banco Santander, através da sua divisão Santander Universidades, promove o Programa de Bolsas Ibero-américa, um

Leia mais

Regulamento da Bolsa de Emprego online da FEP. Serviço de Relações Externas e Integração Académica

Regulamento da Bolsa de Emprego online da FEP. Serviço de Relações Externas e Integração Académica Regulamento da Bolsa de Emprego online da FEP Serviço de Relações Externas e Integração Académica Regulamento Bolsa de Emprego da FEP Candidatos & Entidades Empregadoras Artigo 1 Objeto O presente regulamento

Leia mais

REGULAMENTO Regulamento do programa de Aprendizagem ao Longo da Vida (LLP) ERASMUS Mobilidade de Alunos Missão de Estudos e Estágios

REGULAMENTO Regulamento do programa de Aprendizagem ao Longo da Vida (LLP) ERASMUS Mobilidade de Alunos Missão de Estudos e Estágios RG- 10-01 Data: 2010-01-06 INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA ESAC Escola Superior Agrária de Coimbra ESEC Escola Superior de Educação de Coimbra ESTeSC Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra

Leia mais

Regulamento de Admissão às Licenciaturas da Faculdade de Economia e Gestão

Regulamento de Admissão às Licenciaturas da Faculdade de Economia e Gestão Regulamento de Admissão às Licenciaturas da Faculdade de Economia e Gestão Artigo 1º Âmbito e Disposições Gerais 1. O presente Regulamento é aplicável às candidaturas aos cursos de Licenciatura da Faculdade

Leia mais

UNIVERSIDADE DOS AÇORES

UNIVERSIDADE DOS AÇORES DESPACHO N. 193/2012 Ao abrigo da alínea q) do n 1 do Art. 48 dos Estatutos da Universidade dos Açores. homologados pelo Despacho Normativo n 65-A/2008, de 10 de Dezembro, publicado no dia 22 do mesmo

Leia mais

A. Questões genéricas

A. Questões genéricas QUESTÕES ACADÉMICAS FREQUENTES Licenciaturas em Economia e Gestão da CPBS A. Questões genéricas... Q1-5 B. Substituição de disciplinas.... Q6-12 C. Disciplinas optativas livres... Q13-15 D. Requisitos

Leia mais

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO. Programa de Bolsas Fórmula Santander 2015

EDITAL DO PROCESSO SELETIVO. Programa de Bolsas Fórmula Santander 2015 EDITAL DO PROCESSO SELETIVO Programa de Bolsas Fórmula Santander 2015 Dispõe sobre o programa de Mobilidade Internacional de alunos de graduação da Universidade Potiguar UnP, especificamente a concessão

Leia mais

Manual para inscrição on-line dos restantes alunos (exceto para alunos que se inscrevem pela 1ª vez)

Manual para inscrição on-line dos restantes alunos (exceto para alunos que se inscrevem pela 1ª vez) Manual para inscrição on-line dos restantes alunos (exceto para alunos que se inscrevem pela 1ª vez) Processo de Inscrição (Renovação de Inscrição) O processo de inscrição consiste em 3 passos: 1. Autenticação

Leia mais

Procedimento para inscrição online 2015/16

Procedimento para inscrição online 2015/16 Procedimento para inscrição online 2015/16 Passo 1. Aceder à Secretaria Virtual A inscrição deverá ser realizada no netp@ - Portal de serviços académicos, em: https://academico.ualg.pt Passo 2. Efetuar

Leia mais

GUIA DO ESTUDANTE EM MOBILIDADE NO ESTRANGEIRO PERÍODO DE ESTUDOS ERASMUS

GUIA DO ESTUDANTE EM MOBILIDADE NO ESTRANGEIRO PERÍODO DE ESTUDOS ERASMUS GUIA DO ESTUDANTE EM MOBILIDADE NO ESTRANGEIRO PERÍODO DE ESTUDOS ERASMUS Gabinete de Mobilidade, Estágios e Inserção Profissional Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa 2 Calendarização até à

Leia mais

PROGRAMA DE INTERCÂMBIO ENTRE A UFRGS E A UNIVERSIDADE DO PORTO PROMOVIDO PELA SECRETARIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS DA UFRGS.

PROGRAMA DE INTERCÂMBIO ENTRE A UFRGS E A UNIVERSIDADE DO PORTO PROMOVIDO PELA SECRETARIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS DA UFRGS. PROGRAMA DE INTERCÂMBIO ENTRE A UFRGS E A UNIVERSIDADE DO PORTO PROMOVIDO PELA SECRETARIA DE RELAÇÕES INTERNACIONAIS DA UFRGS Apresentação A Universidade do Porto (UP), Portugal, oferece vagas de mobilidade

Leia mais

Regulamento do Gabinete Erasmus da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa

Regulamento do Gabinete Erasmus da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa Regulamento do Gabinete Erasmus da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa CAPÍTULO I Disposições Gerais Artigo 1º (Objecto) O presente regulamento estabelece a orgânica do Gabinete Erasmus, bem

Leia mais

REGULAMENTO. Tesouraria. Elaborado por: Aprovado por: Versão Direção do ISPA - CRL. Direção do ISPA - CRL 1.14

REGULAMENTO. Tesouraria. Elaborado por: Aprovado por: Versão Direção do ISPA - CRL. Direção do ISPA - CRL 1.14 Tesouraria REGULAMENTO Elaborado por: Aprovado por: Versão Direção do ISPA - CRL Direção do ISPA - CRL O presidente da Direção do ISPA - CRL (Prof. Doutor Emanuel Gonçalves) O presidente da Direção do

Leia mais

EDITAL CONCURSO DE ACESSO AO CURSO TÉCNICO SUPERIOR PROFISSIONAL. Ano letivo de 2015/2016

EDITAL CONCURSO DE ACESSO AO CURSO TÉCNICO SUPERIOR PROFISSIONAL. Ano letivo de 2015/2016 EDITAL CONCURSO DE ACESSO AO CURSO TÉCNICO SUPERIOR PROFISSIONAL Ano letivo de 2015/2016 João Baptista da Costa Carvalho, Presidente do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), torna público a

Leia mais

Escola Superior Artística do Porto

Escola Superior Artística do Porto Escola Superior Artística do Porto REGULAMENTO Mobilidade de Estudos Erasmus+ de Alunos com base no Erasmus+ Programme Guide promovido pela Comissão Europeia A vigorar no ano letivo 2014/2015 e anos letivos

Leia mais

CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO DA QUALIDADE, AMBIENTE E SEGURANÇA EDIÇÃO 2014/2015

CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO DA QUALIDADE, AMBIENTE E SEGURANÇA EDIÇÃO 2014/2015 O Presidente do Instituto Superior de Engenharia do Porto, João Manuel Simões da Rocha faz saber: 1. É aberto, com o calendário constante do Anexo I, o concurso de acesso para frequência, no ano letivo

Leia mais

Regulamento dos Programas de Mobilidade

Regulamento dos Programas de Mobilidade Regulamento dos Programas de Mobilidade (Aprovado em Conselho Pedagógico de 20.11.14 e homologado pelo Director da FMUC em 24.11.14) Preâmbulo 1. A Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC)

Leia mais

Procedimentos Matrículas e Inscrições 2015/2016 1.º ciclo - Licenciatura

Procedimentos Matrículas e Inscrições 2015/2016 1.º ciclo - Licenciatura Instituto Politécnico de Beja Procedimentos Matrículas e Inscrições 2015/2016 1.º ciclo - Licenciatura Serviços Académicos (Sector I) Introdução O presente documento constitui um breve guia que visa ajudar

Leia mais

Regulamento de Propina

Regulamento de Propina Regulamento de Propina 2015 2015 ÍNDICE SECÇÃO I Curso de Licenciatura em Enfermagem... 4 Artigo 1º Valor da Propina... 4 Artigo 2º Modalidades de pagamento... 4 SECÇÃO II Cursos de Pós-Licenciatura e

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO PROGRAMA DE BOLSAS DE ESTUDOS INTERNACIONAIS DE EXCELÊNCIA ACADÊMICA LAUREATE

REGULAMENTO INTERNO PROGRAMA DE BOLSAS DE ESTUDOS INTERNACIONAIS DE EXCELÊNCIA ACADÊMICA LAUREATE REGULAMENTO INTERNO PROGRAMA DE BOLSAS DE ESTUDOS INTERNACIONAIS DE EXCELÊNCIA ACADÊMICA LAUREATE FACULDADE DOS GUARARAPES E UNIVERSIDAD PERUANA DE CIENCIAS APLICADAS A Faculdade dos Guararapes, em parceria

Leia mais

GUIA PARA CANDIDATURAS ONLINE ESTUDANTES OUTGOING DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA

GUIA PARA CANDIDATURAS ONLINE ESTUDANTES OUTGOING DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA GUIA PARA CANDIDATURAS ONLINE ESTUDANTES OUTGOING DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA Este é um guia prático do processo de inscrição online em programas de mobilidade para estudantes da Universidade de Coimbra

Leia mais

Regulamento Mobilidade Académica

Regulamento Mobilidade Académica Regulamento Mobilidade Académica Este regulamento visa operacionalizar o Despacho n.º 10470/2014 do Instituto Politécnico de Lisboa IPL, esclarecendo alguns aspetos relativos à sua aplicação no contexto

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS GABINETE DO REITOR DEPARTAMENTO DE INTERCÂMBIO E PROGRAMAS INTERNACIONAIS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS GABINETE DO REITOR DEPARTAMENTO DE INTERCÂMBIO E PROGRAMAS INTERNACIONAIS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS GABINETE DO REITOR DEPARTAMENTO DE INTERCÂMBIO E PROGRAMAS INTERNACIONAIS EDITAL DE SELEÇÃO N 03/2011/GR APRESENTAÇÃO A Universidade Federal do Pelotas,

Leia mais

GUIA DE CANDIDATURA PARA. ESTÁGIOS ERASMUS - ERASMUS PLACEMENTS (SMp)

GUIA DE CANDIDATURA PARA. ESTÁGIOS ERASMUS - ERASMUS PLACEMENTS (SMp) GUIA DE CANDIDATURA PARA ESTÁGIOS ERASMUS - ERASMUS PLACEMENTS (SMp) INTRODUÇÃO 1. O que é um estágio Erasmus? O Estágio Erasmus é uma parte da sua formação académica (curricular ou extra-curricular) efectuada

Leia mais

CURSO DE MESTRADO na especialidade de ENSINO DO 1.º CICLO DO ENSINO BÁSICO E DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS NATURAIS NO 2.º CICLO DO ENSINO BÁSICO EDITAL

CURSO DE MESTRADO na especialidade de ENSINO DO 1.º CICLO DO ENSINO BÁSICO E DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS NATURAIS NO 2.º CICLO DO ENSINO BÁSICO EDITAL CURSO DE MESTRADO na especialidade de ENSINO DO 1.º CICLO DO ENSINO BÁSICO E DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS NATURAIS NO 2.º CICLO DO ENSINO BÁSICO EDITAL Apresentação O Mestrado em Ensino do 1.º Ciclo do Ensino

Leia mais

EDITAL 01/2014 PARA SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA O PROGRAMA DE BOLSAS PARA INTERCÂMBIO DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO CHILE

EDITAL 01/2014 PARA SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA O PROGRAMA DE BOLSAS PARA INTERCÂMBIO DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO CHILE EDITAL 01/2014 PARA SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA O PROGRAMA DE BOLSAS PARA INTERCÂMBIO DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO CHILE 1. PREÂMBULO A Assessoria de Relações Internacionais da Universidade Católica

Leia mais

EDITAL CURSOS DE PÓS LICENCIATURA DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENFERMAGEM CURSO DE MESTRADO EM ENFERMAGEM

EDITAL CURSOS DE PÓS LICENCIATURA DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENFERMAGEM CURSO DE MESTRADO EM ENFERMAGEM EDITAL CURSOS DE PÓS LICENCIATURA DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENFERMAGEM CURSO DE MESTRADO EM ENFERMAGEM Considerando o disposto na Portaria nº 268/2002 publicado em Diário da República, I Série-B, Nº61 de 13

Leia mais

E X A M E S N A C I O N A I S D O E N S I N O S E C U N D Á R I O

E X A M E S N A C I O N A I S D O E N S I N O S E C U N D Á R I O 2012 DECRETO-LEI N.º 50/2011 [PLANO DE ESTUDOS] PORTARIA N.º 244/2011 [AVALIAÇÃO] DESPACHO N.º 1942/2012 [CALENDÁRIO DE EXAMES] NORMA 01/JNE/2012 [INSTRUÇÕES PARA A INSCRIÇÃO] E X A M E S N A C I O N A

Leia mais

REGULAMENTO. Elaborado por: Aprovado por: Versão

REGULAMENTO. Elaborado por: Aprovado por: Versão REGULAMENTO Regulamento dos Cursos de Pós-Graduação Elaborado por: Aprovado por: Versão Reitor 1.2 (Professor Doutor Rui Oliveira) Revisto e Confirmado por: Data de Aprovação Inicial (José João Amoreira)

Leia mais

GUIA PARA CANDIDATURAS ONLINE ESTUDANTES OUTGOING DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA

GUIA PARA CANDIDATURAS ONLINE ESTUDANTES OUTGOING DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA GUIA PARA CANDIDATURAS ONLINE ESTUDANTES OUTGOING DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA Este é um guia prático do processo de inscrição online em programas de mobilidade para estudantes da Universidade de Coimbra

Leia mais

TABELA DE PROPINAS, TAXAS, EMOLUMENTOS E MULTAS A APLICAR NO ANO LECTIVO 2014/2015

TABELA DE PROPINAS, TAXAS, EMOLUMENTOS E MULTAS A APLICAR NO ANO LECTIVO 2014/2015 TABELA DE PROPINAS, TAXAS, EMOLUMENTOS E MULTAS A APLICAR NO ANO LECTIVO Página n.º 0 1º Ciclo (Licenciatura 3 anos) LISTA DE CURSOS Grupo 1 Grupo 2 Administração de Unidades de Saúde Ciências da Comunicação

Leia mais

PROGRAMAS DE MOBILIDADE - GUIA DO ALUNO

PROGRAMAS DE MOBILIDADE - GUIA DO ALUNO PROGRAMAS DE MOBILIDADE - GUIA DO ALUNO 1. ENTIDADES COORDENADORAS Coordenador de Mobilidade do Mestrado em: Engenharia Biológica (https://fenix.tecnico.ulisboa.pt/cursos/mebiol/programas-de-mobilidade

Leia mais

Regulamento. Foremor

Regulamento. Foremor Regulamento Foremor Preâmbulo O presente projeto decorre de uma candidatura realizada pela MARCA ADL ao programa ERASMUS+, no âmbito da KA1 Learning Mobility for Individuals e está integrada numa iniciativa

Leia mais

ALGUMAS RESPOSTAS A PERGUNTAS FREQUENTES

ALGUMAS RESPOSTAS A PERGUNTAS FREQUENTES ALGUMAS RESPOSTAS A PERGUNTAS FREQUENTES O que é a semestralidade? É o valor que deve ser pago por cada aluno durante os 6 (seis) meses de cada período letivo. Este valor depende da faixa de créditos (isto

Leia mais

NÚCLEO ACADÊMICO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO MONTE SERRAT EDITAL Nº 18/2015 PROGRAMA DE INTERCÂMBIO INTERNACIONAL PARA GRADUAÇÃO

NÚCLEO ACADÊMICO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO MONTE SERRAT EDITAL Nº 18/2015 PROGRAMA DE INTERCÂMBIO INTERNACIONAL PARA GRADUAÇÃO NÚCLEO ACADÊMICO DO CENTRO UNIVERSITÁRIO MONTE SERRAT EDITAL Nº 18/2015 PROGRAMA DE INTERCÂMBIO INTERNACIONAL PARA GRADUAÇÃO O Diretor Acadêmico do Centro Universitário Monte Serrat, Professor André Rinaldi

Leia mais

Regulamento. Atribuição de uma Bolsa Suplementar Erasmus (BSE-SOC) - 2011/2012

Regulamento. Atribuição de uma Bolsa Suplementar Erasmus (BSE-SOC) - 2011/2012 Regulamento Atribuição de uma Bolsa Suplementar Erasmus (BSE-SOC) - 2011/2012 A. Enquadramento 1. O presente regulamento define e estabelece o regime de submissão e validação de candidaturas, e o processo

Leia mais

PROGRAMA NORMAS DE PARTICIPAÇÃO 2015

PROGRAMA NORMAS DE PARTICIPAÇÃO 2015 PROGRAMA NORMAS DE PARTICIPAÇÃO 2015 I DESTINATÁRIOS O Programa de Ocupação de Jovens, promovido pela Câmara Municipal de Cascais, através da Divisão de Promoção de Emprego (DPRE), destina-se a jovens

Leia mais

REGULAMENTO ACADÉMICO. III. Disposições específicas para licenciaturas REG-001/V00

REGULAMENTO ACADÉMICO. III. Disposições específicas para licenciaturas REG-001/V00 III. Disposições específicas para licenciaturas Artigo 1º Concessão do Grau 1. O grau de licenciado é conferido aos que, através da aprovação em todas as unidades curriculares obrigatórias e optativas

Leia mais

1. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS E OBJETIVOS

1. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS E OBJETIVOS UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS DIRETORIA DE ASSUNTOS INTERNACIONAIS Qd. 109 Norte Av. NS 15, Prédio da DTE, sls 02 e 03 77001-090 Palmas-TO (63) 3232-8078/3232-8103 www.uft.edu.br dai@uft.edu.br EDITAL

Leia mais