Gabarito - Objetivas. Padrão de Resposta Biologia Discursiva

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Gabarito - Objetivas. Padrão de Resposta Biologia Discursiva"

Transcrição

1 1- D 2- B 3- D 4- D 5- B 6- A 7- C 8- C 9- D 10- A 11- E 12- B 13- B 14- A 15- D 16- C 17- E 18- C 19- C 20- A Gabarito - Objetivas 21- B 22- C 23- E 24- C 25- E 26- A 27- B 28- B 29- C 30- C 31- A 32- B 33- B 34- E 35- D 36- B 37- A 38- E 39- C 40- B 41- B 42- D 43- A 44- E 45- B 46- A 47- C 48- E 49- D 50- C 51- A 52- D 53- E 54- B 55- C 56- C 57- B 58- C 59- E 60- A Padrão de Resposta Biologia Discursiva QUESTÃO 01 A Resposta: A Estrogênio B - Progesterona QUESTÃO 01 B Resposta: Estrogênio No ciclo inibindo ele inibe a secreção do hormônio folículo estimulante (FSH) e hormônio luteinizante (LH) no início do ciclo. A redução da sua produção permite a atividade de FSH e LH, o que promove a ovulação. Progesterona - A principal função é preparar a membrana mucosa do útero para receber o óvulo. Além disso, estimula o preparo das mamas para a produção de leite. QUESTÃO 02 A Resposta: As células secretoras produzem uma camada de muco que reveste o epitélio respiratório e retém partículas de sujeira do ar, sendo eliminado através do batimento dos cílios existentes na superfície desse epitélio. QUESTÃO 02 B Resposta: Reticulo endoplasmático granuloso e complexo golgiense.

2 QUESTÃO 03 A Resposta: Herança recessiva ligada ao cromossomo X; QUESTÃO 03 B Resposta: A probabilidade de ter uma criança afetada é de 1/8. QUESTÃO 04 A Resposta: 1- vesícula sináptica; 2- fibras musculares, citoesqueleto.; 3- receptores présinápticos; 4- receptores pós-sinápticos QUESTÃO 04 B Resposta: Sinapse QUESTÃO 04 C Resposta: Como não há contato físico entre as células mencionadas, a comunicação entre o neurônio e a fibra muscular é feita através de substâncias químicas denominadas neurotransmissores, que atuam como mediadores do processo. Etapa 1 Critérios eliminatórios: a) Fuga do tema redação eliminada; Padrão de Resposta Redação b) Redação com menos de 10 linhas redação eliminada; c) Texto com estrutura poética ou de gênero textual diferente do dissertativoargumentativo redação eliminada; d) Redação em branco redação eliminada; e) Redação ilegível redação eliminada; f) Redação com impropérios, linguagem inapropriada, com acréscimos de desenhos ou imagens redação eliminada;

3 Etapa 2 Critérios avaliativos: COMPETÊNCIA I Na produção textual devese Apresentar organização formal e estrutural da proposta de produção textual Níveis 1 apresenta erros de escrita; desenvolvimento tangencial do texto; erros de organização frasal; domínio mínimo da língua; 2 apresenta conhecimento razoável da norma culta, com desvios gramaticais pontuais (gírias etc.); domínio razoável da língua escrita e da prática textual solicitada; 3 boa organização e apresentação formal e estrutural do texto e da respectiva construção por meio da norma culta, com erros ocasionais de linguagem; 4 ótima organização e apresentação domínio da norma culta, formal e estrutural do texto e da respectiva construção por meio da norma culta, com raros desvios gramaticais e de convenções da escrita.

4 II Adequação à temática e à prática de construção textual solicitada 1 compreende e desenvolve tangencialmente o tema e apresenta pouco conhecimento da estrutura da prática textual solicitada que é o texto dissertativoargumentativo, no entanto, com pontuais erros na estrutura e na interligação do tema com a forma textual; 2 compreende e desenvolve, razoavelmente, o tema e apresenta conhecimento da estrutura da prática textual solicitada que é o texto dissertativoargumentativo, com erros ocasionais de estrutura textual e formal; 3 apresenta e desenvolve, organizadamente, o tema e apresenta bom e coerente conhecimento da estrutura da prática textual solicitada que é o texto dissertativo-argumentativo, com erros ocasionais de estrutura textual e formal; 4 apresenta e desenvolve, coerentemente, o tema e apresenta total conhecimento da estrutura da prática textual solicitada que é o texto dissertativo-argumentativo, sem erros ocasionais de estrutura textual e formal.

5 III Desenvolvimento argumentativo 1 Apresenta poucas informações, fatos e opiniões relacionados ao tema, não apresentando introdução, desenvolvimento e conclusão organizados; 2 Apenas apresenta informações, fatos e opiniões esparsados sem sequência lógicocoerencial ou continuidade argumentativa, porém de acordo com o tema, apresentando tangencialmente introdução, desenvolvimento e conclusão organizados; 3 Seleciona informações, fatos, opiniões e argumentos pertinentes ao tema proposto, organizando-os e relacionando-os, porém com erros ocasionais de ligação, sequenciação, lógica etc., apresentando introdução, desenvolvimento e conclusão organizados; 4 - Seleciona, organiza e relaciona, de forma consistente, informações, fatos, opiniões e argumentos em acordo com a temática textual, com a proposta estrutural e com a sequenciação lógica da construção textual, apresentando introdução, desenvolvimento e conclusão organizados; IV Conhecimento da construção textual argumentativa e da prática de elaboração textual 1 desenvolve um texto com desarticulação entre suas partes 2 desenvolve uma articulação simplória entre as partes textuais, com pouco conhecimento de recursos de coesão; 3 desenvolve coerente e coesa articulação entre as partes textuais, com eventuais e ocasionais problemas na utilização dos recursos de coesão e ligação textual; 4 - plena articulação das partes do texto, sem problemas de construção e ligação coerencial e coesiva.

6 V Proposta de intervenção crítica e interligação com as práticas sociais e culturais relacionadas à ética, à diversidade e aos valores humanos 1 - elabora uma proposta de modo desorganizado e sem interligação coesiva com o texto; os princípios dos valores humanos e da diversidade sociocultural está imiscuído na ideia, não explícita; 2 apresenta algumas ideias que se organizam como centro temático, respeitando a s questões relacionadas à ética, aos valores humanos e à diversidade sociocultural; 3 - apresenta proposta organizada, porém, generalizada, de intervenção sobre a problemática desenvolvida, respeitando a ética, os valores humanos e a diversidade sociocultural; 4 apresenta total conhecimento da temática proposta, desenvolvendo propostas de intervenção conexas e coerentes com a estrutura formal e semântica, respeitando a ética, os valores humanos e a diversidade sociocultural.

Gabarito - Objetivas 32- D 33- B 34- D 35- C 36- A 37- D 40- A. Padrão de Resposta Biologia Discursiva

Gabarito - Objetivas 32- D 33- B 34- D 35- C 36- A 37- D 40- A. Padrão de Resposta Biologia Discursiva 1- A 2- C 3- B 4- C 5- E 6- B 7- E 8- B 9- A 10- B 11- C 12- E 13- A 14- E 15- B 16- E 17- C 18- E 19- B 20- D Gabarito - Objetivas 21- A 22- C 23- C 24- D 25- B 26- D 27- E 28- D 29- E 30- C 31- B 32-

Leia mais

Gabarito - Objetivas 32- D 33- B 34- D 35- C 36- A 37- D 40- A. Padrão de Resposta Biologia Discursiva

Gabarito - Objetivas 32- D 33- B 34- D 35- C 36- A 37- D 40- A. Padrão de Resposta Biologia Discursiva 1- A 2- C 3- B 4- C 5- E 6- B 7- E 8- B 9- A 10- B 11- C 12- E 13- A 14- E 15- B 16- E 17- C 18- E 19- B 20- D Gabarito - Objetivas 21- A 22- C 23- C 24- D 25- B 26- D 27- E 28- D 29- E 30- C 31- B 32-

Leia mais

21- D 22- B 23- E 24- C 25- E 26- D 27- A 28- B 29- E 30- C 31- D 32- D 33- A 34- C 35- D 36- D 37- D 38- D 39- A

21- D 22- B 23- E 24- C 25- E 26- D 27- A 28- B 29- E 30- C 31- D 32- D 33- A 34- C 35- D 36- D 37- D 38- D 39- A QUESTÕES OBJETIVAS 1- B 2- E 3- B 4- E 5- E 6- C 7- B 8- E 9- E 10- D 11- C 12- E 13- C 14- D 15- A 16- B 17- E 18- A 19- C 20- E 21- D 22- B 23- E 24- C 25- E 26- D 27- A 28- B 29- E 30- C 31- D 32- D

Leia mais

REDAÇÃO 3º SIMULADO MODELO ENEM ª SÉRIE e PRÉ-VESTIBULAR 2º NOTA: Nome completo: Matrícula: Unidade: Turma: Corretor:

REDAÇÃO 3º SIMULADO MODELO ENEM ª SÉRIE e PRÉ-VESTIBULAR 2º NOTA: Nome completo: Matrícula: Unidade: Turma: Corretor: 3º SIMULADO MODELO ENEM - 2015 3ª SÉRIE e PRÉ-VESTIBULAR 2º DIA REDAÇÃO EXAME NACIONAL DO ENSINO MÉDIO NOTA: Nome completo: Matrícula: Unidade: Turma: Corretor: INSTRUÇÕES 1. A REDAÇÃO SERÁ AVALIADA DE

Leia mais

redação e pleno desenvolvimento do tema, atendendo aos limites Atendimento à proposta de propostos. redação e desenvolvimento do

redação e pleno desenvolvimento do tema, atendendo aos limites Atendimento à proposta de propostos. redação e desenvolvimento do Critérios de Correção de Redação Ensino Médio ENSINO MéDIO TExTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO NÍVEL DE DESPENHO E NOTA CORRESPONDENTE Situações que dificultam a correção da produção textual: letra ilegível

Leia mais

A REDAÇÃO NO ENEM INSTITUTO SANTA LUZIA COMPONENTE CURRICULAR: REDAÇÃO PROFESSOR: EDUARDO BELMONTE 2º ANO ENSINO MÉDIO

A REDAÇÃO NO ENEM INSTITUTO SANTA LUZIA COMPONENTE CURRICULAR: REDAÇÃO PROFESSOR: EDUARDO BELMONTE 2º ANO ENSINO MÉDIO A REDAÇÃO NO ENEM INSTITUTO SANTA LUZIA COMPONENTE CURRICULAR: REDAÇÃO PROFESSOR: EDUARDO BELMONTE 2º ANO ENSINO MÉDIO FATOS SOBRE A PROVA DE REDAÇÃO Todas as redações desenvolvidas no ENEM são avaliadas;

Leia mais

MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA REDAÇÃO DETALHAMENTO POR COMPETÊNCIA

MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA REDAÇÃO DETALHAMENTO POR COMPETÊNCIA MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA REDAÇÃO DETALHAMENTO POR COMPETÊNCIA Motivos para atribuir nota zero à redação: Fuga total ao tema; Não obediência à estrutura dissertativo-argumentativa; Texto com até 7 (sete)

Leia mais

MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA REDAÇÃO DETALHAMENTO POR COMPETÊNCIA

MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA REDAÇÃO DETALHAMENTO POR COMPETÊNCIA MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA REDAÇÃO DETALHAMENTO POR COMPETÊNCIA COMPETÊNCIA 1: Demonstrar domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa 200 160 120 GRADE DE CORREÇÃO DO ENEM Demonstra excelente

Leia mais

1ª PROVA DE REDAÇÃO MODELO ENEM

1ª PROVA DE REDAÇÃO MODELO ENEM 1ª PROVA DE REDAÇÃO MODELO ENEM - 2016 3ª SÉRIE e PRÉ-VESTIBULAR NOTA: Nome completo: Matrícula: Unidade: Turma: Corretor: Exame Nacional do Ensino Médio EDUCANDO PARA SEMPRE INSTRUÇÕES 1. A REDAÇÃO SERÁ

Leia mais

3º SIMULADO MODELO ENEM

3º SIMULADO MODELO ENEM 3º SIMULADO MODELO ENEM - 2016 3ª SÉRIE e PRÉ-VESTIBULAR REDAÇÃO 2º DIA NOTA: Nome completo: Matrícula: Unidade: Turma: Corretor: Exame Nacional do Ensino Médio EDUCANDO PARA SEMPRE INSTRUÇÕES 1. A REDAÇÃO

Leia mais

SIMULADO 3º Ano G2 PROPOSTA DE REDAÇÃO. Texto I. Como ter saúde mental e física. Texto II

SIMULADO 3º Ano G2 PROPOSTA DE REDAÇÃO. Texto I. Como ter saúde mental e física. Texto II PROPOSTA DE A partir da leitura dos textos motivadores e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo em norma padrão da língua portuguesa sobre

Leia mais

1º SIMULADO MODELO ENEM

1º SIMULADO MODELO ENEM 1º SIMULADO MODELO ENEM - 2016 3ª SÉRIE e PRÉ-VESTIBULAR REDAÇÃO 2º DIA NOTA: Nome completo: Matrícula: Unidade: Turma: Corretor: Exame Nacional do Ensino Médio EDUCANDO PARA SEMPRE INSTRUÇÕES 1. A REDAÇÃO

Leia mais

CRITÉRIOS DE CORREÇÃO DA PROVA DE REDAÇÃO PARA O CURSO LETRAS LIBRAS. I ADEQUAÇÃO Adequação ao tema

CRITÉRIOS DE CORREÇÃO DA PROVA DE REDAÇÃO PARA O CURSO LETRAS LIBRAS. I ADEQUAÇÃO Adequação ao tema UFG/CS PS/011-1 RESPOSTAS ESPERADAS OFICIAIS CRITÉRIOS DE CORREÇÃO DA PROVA DE REDAÇÃO PARA O CURSO LETRAS LIBRAS I ADEQUAÇÃO (SERÁ CONSIDERADO O USO DE LÍNGUA PORTUGUESA COMO SEGUNDA LÍNGUA) A- ao tema

Leia mais

Não considerada: 0 pontos Precário: 40 pontos Insuficiente: 80 pontos Mediano: 120 pontos Bom: 160 pontos Ótimo: 200 pontos

Não considerada: 0 pontos Precário: 40 pontos Insuficiente: 80 pontos Mediano: 120 pontos Bom: 160 pontos Ótimo: 200 pontos Competências ENEM Antes de relacionarmos as cinco competências do ENEM, esclarecemos que a prova de redação vale 1000 pontos no total (dividindo esse valor entre os 5 aspectos, cada um deles tem peso de

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CENTRO DE SELEÇÃO PROCESSO SELETIVO PARA O PREENCHIMENTO DE VAGAS DISPONÍVEIS/2015

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CENTRO DE SELEÇÃO PROCESSO SELETIVO PARA O PREENCHIMENTO DE VAGAS DISPONÍVEIS/2015 UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CENTRO DE SELEÇÃO PROCESSO SELETIVO PARA O PREENCHIMENTO DE VAGAS DISPONÍVEIS/015 I ADEQUAÇÃO A- ao tema = 0 a pontos B- à leitura da coletânea =

Leia mais

Redação Profa. Raquel

Redação Profa. Raquel Aula Enem 2016 Redação Profa. Raquel O que sua dissertação deve apresentar: DISSERTAÇÃO Como você que será avaliado(a)? Competência 1 NORMA Demonstrar CULTA domínio da modalidade escrita formal da Língua

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL DE 1ª INSTÂNCIA SEÇÃO JUDICIÁRIA DE MINAS GERAIS SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA DE POUSO ALEGRE

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL DE 1ª INSTÂNCIA SEÇÃO JUDICIÁRIA DE MINAS GERAIS SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA DE POUSO ALEGRE A SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA DE POUSO ALEGRE, em atendimento ao que dispõe a IN nº. 13-01, torna público a: SELEÇÃO DE ESTUDANTES DO CURSO DE DIREITO PARA O CADASTRO DE RESERVA PARA PREENCHIMENTO DE VAGAS QUE

Leia mais

8. Demonstrar conhecimento dos mecanismos Linguísticos necessários para a Construção da Argumentação. 9. Competência Elaborar proposta de intervenção

8. Demonstrar conhecimento dos mecanismos Linguísticos necessários para a Construção da Argumentação. 9. Competência Elaborar proposta de intervenção Sumário 1.apresentação 2. matrizes de referência para redação 2016 Detalhamento por competência 3. Competência Demonstrar domínio da Modalidade escrita formal da Língua Portuguesa. 4. Competência 5. Compreender

Leia mais

PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA PROVAS ESPECIALMENTE ADEQUADAS DESTINADAS A AVALIAR A CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DOS MAIORES DE

PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA PROVAS ESPECIALMENTE ADEQUADAS DESTINADAS A AVALIAR A CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DOS MAIORES DE INSTITUTO POLITÉCNICO DE LISBOA ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE LISBOA 2017 PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA PROVAS ESPECIALMENTE ADEQUADAS DESTINADAS A AVALIAR A CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR

Leia mais

Atividade extra. Questão 1. Questão 2. Ciências da Natureza e suas Tecnologias Biologia

Atividade extra. Questão 1. Questão 2. Ciências da Natureza e suas Tecnologias Biologia Atividade extra Questão 1 Uma célula, assim como uma casa, para se tornar individualizada, precisa que algo delimite o seu espaço interno. A rede de filamentos protéicos que dão forma e suporte às células,

Leia mais

VERSÃO DE TRABALHO. Exame Final Nacional de Inglês Prova ª Fase Ensino Secundário º Ano de Escolaridade Continuação bienal

VERSÃO DE TRABALHO. Exame Final Nacional de Inglês Prova ª Fase Ensino Secundário º Ano de Escolaridade Continuação bienal Exame Final Nacional de Inglês Prova 0.ª Fase Ensino Secundário 07.º Ano de Escolaridade Continuação bienal Decreto-Lei n.º 9/0, de de julho Critérios de Classificação 8 Páginas Prova 0/.ª F. CC Página

Leia mais

ELIANE FONTANA LÍNGUA PORTUGUES + REDAÇÃO DISCURSIVA

ELIANE FONTANA LÍNGUA PORTUGUES + REDAÇÃO DISCURSIVA ELIANE FONTANA LÍNGUA PORTUGUES + REDAÇÃO DISCURSIVA Língua Portuguesa Língua Portuguesa: Interpretação de texto. Argumentação. Pressupostos e subentendidos. Níveis de linguagem. Articulação do texto:

Leia mais

SIMULADO 3º Ano G2 PROPOSTA DE REDAÇÃO. Status e amadurecimento. Um jovem morre vítima de álcool a cada 36 horas no Brasil

SIMULADO 3º Ano G2 PROPOSTA DE REDAÇÃO. Status e amadurecimento. Um jovem morre vítima de álcool a cada 36 horas no Brasil º Ano G2 PROPOSTA DE A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construídos ao longo da sua formação, redija texto dissertativo-argumentativo em norma padrão da língua

Leia mais

GRUPO 1 GRUPO 2 GRUPOS 3e4

GRUPO 1 GRUPO 2 GRUPOS 3e4 GRUPO 1 GRUPO GRUPOS 3e UFG/CS RESPOSTAS ESPERADAS OFICIAIS GRUPO I ADEQUAÇÃO A-ao tema = 0 a pontos B-à leitura da coletânea = 0 a pontos C-ao gênero textual = 0 a pontos D-à modalidade = 0 a pontos CRITÉRIOS

Leia mais

ENEM PROVA DE REDAÇÃO

ENEM PROVA DE REDAÇÃO ENEM PROVA DE REDAÇÃO EVOLUÇÃO DE TEMAS 1998 VIVER E APRENDER 1999 - CIDADANIA E PARTICIPAÇÃO SOCIAL 2000 DIRETIOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE: COMO ENFRENTAR ESSE DESAFIIO NACIONAL? 2001 DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Glândulas endócrinas:

Glândulas endócrinas: Sistema Endócrino Glândulas endócrinas: Funções: Secreções de substâncias (hormônios) que atuam sobre célula alvo Hormônios: Substâncias informacionais distribuídas pelo sangue. Eles modificam o funcionamento

Leia mais

Glândulas endócrinas:

Glândulas endócrinas: SISTEMA ENDÓCRINO Glândulas endócrinas: Funções: Secreções de substâncias (hormônios) que atuam sobre célula alvo Regulação do organismo (homeostase) Hormônios: Substâncias químicas que são produzidas

Leia mais

CITOLOGIA 8º ano Prof. Graziela Grazziotin Costa

CITOLOGIA 8º ano Prof. Graziela Grazziotin Costa CITOLOGIA 8º ano - 2017 Prof. Graziela Grazziotin Costa 1 Célula o Partes básicas: a) Membrana plasmática b) Citoplasma c) Núcleo 2 Célula o Menor porção viva de um organismo. o Eucarioto: presença de

Leia mais

PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA (Acesso aos cursos de mestrado profissionalizante 2.ª chamada)

PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA (Acesso aos cursos de mestrado profissionalizante 2.ª chamada) INSTITUTO POLITÉCNICO DE LISBOA ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE LISBOA 2016 PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA (Acesso aos cursos de mestrado profissionalizante 2.ª chamada) CRITÉRIOS DE CLASSIFICAÇÃO I. Leitura

Leia mais

Conceitos fundamentais de Biologia Celular

Conceitos fundamentais de Biologia Celular Conceitos fundamentais de Biologia Celular Principais estruturas da célula eucariótica O NÚCLEO Contém nos cromossomos todo o genoma (DNA) das células; Responsável pela síntese e processamento dos RNAs

Leia mais

tese tema argumentos TEMA TESE ARGUMENTOS

tese tema argumentos TEMA TESE ARGUMENTOS Defesa de uma tese, de uma opinião a respeito do tema proposto, apoiada em argumentos consistentes estruturados de forma coerente e coesa, de modo a formar uma unidade textual. Seu texto deverá ser redigido

Leia mais

UNIPAMPA Disciplina de Histologia, citologia e embriologia Curso de Nutrição TECIDO EPITELIAL. Prof.: Cristiano Ricardo Jesse

UNIPAMPA Disciplina de Histologia, citologia e embriologia Curso de Nutrição TECIDO EPITELIAL. Prof.: Cristiano Ricardo Jesse UNIPAMPA Disciplina de Histologia, citologia e embriologia Curso de Nutrição TECIDO EPITELIAL Prof.: Cristiano Ricardo Jesse CONSIDERAÇÕES INICIAIS Organismos Sistemas Órgãos Tecidos Células CONSIDERAÇÕES

Leia mais

TECIDO NERVOSO - Neurônios

TECIDO NERVOSO - Neurônios TECIDO NERVOSO - Neurônios São células que se comunicam entre si ou com células musculares e secretoras através de linguagem elétrica (impulsos nervosos). A maioria dos neurônios possui três regiões: corpo

Leia mais

A análise do gráfico permite concluir que

A análise do gráfico permite concluir que 37 e BIOLOGIA A análise do gráfico permite concluir que a) na época do nascimento a criança não está protegida, pois produz poucos anticorpos. b) antes do nascimento o feto nunca produz anticorpos. c)

Leia mais

BA.23: Ciclo menstrual, gestação e parto BIOLOGIA

BA.23: Ciclo menstrual, gestação e parto BIOLOGIA ATIVIDADES 1. (FGV 2006) Trata-se de um líquido constituinte do esperma que apresenta aspecto leitoso e é alcalino, contribui para neutralizar a acidez das secreções vaginais além de promover um aumento

Leia mais

O sistema reprodutor feminino. Os ovários e os órgãos acessórios. Aula N50

O sistema reprodutor feminino. Os ovários e os órgãos acessórios. Aula N50 O sistema reprodutor feminino. Os ovários e os órgãos acessórios. Aula N50 Sistema reprodutor feminino Ovários = produz óvulos Tubas uterinas = transportam e protegem os óvulos Útero = prove meio adequado

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DO MARANHÃO

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DO MARANHÃO CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DO MARANHÃO DECISÃO DOS RECURSOS (INFRARRELACIONADOS) I DOS RECURSOS Trata-se de recursos interpostos pelos candidatos infrarrelacionados concorrentes aos cargos disponibilizados,

Leia mais

Contrato de Leitura / Exercício de Expressão Oral Critérios de Avaliação. 1. Domínio da leitura e da escrita (organização e prefácio de uma antologia)

Contrato de Leitura / Exercício de Expressão Oral Critérios de Avaliação. 1. Domínio da leitura e da escrita (organização e prefácio de uma antologia) Contrato de Leitura / Exercício de Expressão Oral Critérios de Avaliação. Domínio da leitura e da escrita (organização e prefácio de uma antologia) Constrói uma antologia, respeitando os pormenores técnicos

Leia mais

Mapeamento dos Critérios de Correção de Redação e correspondência com Matrizes de Referência para Avaliação

Mapeamento dos Critérios de Correção de Redação e correspondência com Matrizes de Referência para Avaliação Mapeamento dos e correspondência com Para cada aspecto avaliado há uma ou mais habilidades correspondentes das Matrizes que o aluno precisa desenvolver Para desenvolver a competência escritora: o Crie

Leia mais

Conhecer a morfologia do complexo hipotálamo-hipófise.

Conhecer a morfologia do complexo hipotálamo-hipófise. Conhecer a morfologia do complexo hipotálamo-hipófise. Compreender o mecanismo de regulação do hipotálamo sobre a hipófise. Conhecer a ação das principais hormonas sexuais femininas estrogénios e progesterona.

Leia mais

Reprodução e Embriologia. Leonardo Rodrigues EEEFM GRAÇA ARANHA

Reprodução e Embriologia. Leonardo Rodrigues EEEFM GRAÇA ARANHA Reprodução e Embriologia. Leonardo Rodrigues EEEFM GRAÇA ARANHA Ciclo Menstrual Menstruação - fluxo de sangue e restos de mucosa uterina periodicamente eliminados pela vagina. Ciclo Menstrual Menstruação

Leia mais

TEMPO DE DURAÇÃO: 1h. Obrigatória entrega no final da aula. PROPOSTA DE REDAÇÃO

TEMPO DE DURAÇÃO: 1h. Obrigatória entrega no final da aula. PROPOSTA DE REDAÇÃO SIMULADO PRESENCIAL ENEM 2010 TEMPO DE DURAÇÃO: 1h. Obrigatória entrega no final da aula. PROPOSTA DE REDAÇÃO Com base na leitura dos textos motivadores e nos conhecimentos construídos ao longo de sua

Leia mais

Prova de Língua Portuguesa (Acesso aos mestrados profissionalizantes) 3ª Fase de Candidatura

Prova de Língua Portuguesa (Acesso aos mestrados profissionalizantes) 3ª Fase de Candidatura INSTITUTO POLITÉCNICO DE LISBOA ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE LISBOA 2013 Prova de Língua Portuguesa (Acesso aos mestrados profissionalizantes) 3ª Fase de Candidatura CRITÉRIOS DE CLASSIFICAÇÃO I. Leitura

Leia mais

Prova de Língua Portuguesa (Acesso aos mestrados profissionalizantes) 1ª chamada

Prova de Língua Portuguesa (Acesso aos mestrados profissionalizantes) 1ª chamada INSTITUTO POLITÉCNICO DE LISBOA ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE LISBOA 2013 Prova de Língua Portuguesa (Acesso aos mestrados profissionalizantes) 1ª chamada CRITÉRIOS DE CLASSIFICAÇÃO I. Leitura (80 ) Nos

Leia mais

Exame Final Nacional de Espanhol Prova 547 Época Especial Ensino Secundário º Ano de Escolaridade Iniciação bienal. Critérios de Classificação

Exame Final Nacional de Espanhol Prova 547 Época Especial Ensino Secundário º Ano de Escolaridade Iniciação bienal. Critérios de Classificação Exame Final Nacional de Espanhol Prova 57 Época Especial Ensino Secundário 07.º Ano de Escolaridade Iniciação bienal Decreto-Lei n.º 9/0, de 5 de julho Critérios de Classificação 8 Páginas Prova 57/E.

Leia mais

PASES 2 a ETAPA TRIÊNIO O DIA GABARITO 1 19 BIOLOGIA QUESTÕES DE 31 A 40

PASES 2 a ETAPA TRIÊNIO O DIA GABARITO 1 19 BIOLOGIA QUESTÕES DE 31 A 40 PASES 2 a ETAPA TRIÊNIO 2003-2005 1 O DIA GABARITO 1 19 BIOLOGIA QUESTÕES DE 31 A 40 31. O uso de anticoncepcionais orais, a partir da década de 60, causou grande impacto sobre nossa cultura. Hoje, existem

Leia mais

REDAÇÃO AULA 3 TIPOS DE INTRODUÇÃO PROF.: MÁRIO VICTOR

REDAÇÃO AULA 3 TIPOS DE INTRODUÇÃO PROF.: MÁRIO VICTOR REDAÇÃO AULA 3 TIPOS DE INTRODUÇÃO PROF.: MÁRIO VICTOR NORMA 1: 1) Domínio da norma padrão da língua portuguesa; Concordância verbo-nominal; Regência verbo-nominal; Acentuação; Ortografia; Pontuação; Flexão

Leia mais

GLÂNDULAS DEFINIÇÃO TIPOS DE SECREÇÕES. São um conjunto de células especializadas que têm como finalidade produzir secreções.

GLÂNDULAS DEFINIÇÃO TIPOS DE SECREÇÕES. São um conjunto de células especializadas que têm como finalidade produzir secreções. DEFINIÇÃO São um conjunto de células especializadas que têm como finalidade produzir secreções. TIPOS DE SECREÇÕES Hormônios substâncias químicas que vão atuar em locais distantes da sua fabricação, tendo

Leia mais

CITOPLASMA E ORGANELAS. Prof. Piassa

CITOPLASMA E ORGANELAS. Prof. Piassa CITOPLASMA E ORGANELAS Prof. Piassa A CÉLULA 1 Citosol (Hialoplasma) Constituído de água e proteínas, as quais formam um colóide, o qual é mais viscoso na periferia da célula. Local de ocorrência de reações

Leia mais

Sistema Reprodutor Feminino

Sistema Reprodutor Feminino Lâmina 72A: Ovário infantil e trompas uterinas OVÁRIO: (opção lâmina 35 caixa B) Região do Hilo: vasos sanguíneos, inervação e tecido conjuntivo denso Superfície do ovário -epitélio germinativo: tecido

Leia mais

Exame Final Nacional de Inglês Prova ª Fase Ensino Secundário º Ano de Escolaridade Continuação bienal. Critérios de Classificação

Exame Final Nacional de Inglês Prova ª Fase Ensino Secundário º Ano de Escolaridade Continuação bienal. Critérios de Classificação Exame Final Nacional de Inglês Prova 0.ª Fase Ensino Secundário 07.º Ano de Escolaridade Continuação bienal Decreto-Lei n.º 9/0, de de julho Critérios de Classificação 8 Páginas Prova 0/.ª F. CC Página

Leia mais

Cada célula é programada para responder a combinações específicas de moléculas sinalizadoras

Cada célula é programada para responder a combinações específicas de moléculas sinalizadoras Sinalização celular Cada célula é programada para responder a combinações específicas de moléculas sinalizadoras Etapas da Sinalização 1) Síntese e liberação da molécula sinalizadora pela célula sinalizadora

Leia mais

Disciplina: Bioquímica Curso: Análises Clínicas 3º. Módulo Docente: Profa. Dra. Marilanda Ferreira Bellini

Disciplina: Bioquímica Curso: Análises Clínicas 3º. Módulo Docente: Profa. Dra. Marilanda Ferreira Bellini Disciplina: Bioquímica Curso: Análises Clínicas 3º. Módulo Docente: Profa. Dra. Marilanda Ferreira Bellini Do grego: Hormon = estimular Hormônios são substâncias químicas produzidas por um grupo de células

Leia mais

ANEXO I. Conhecer e usar língua(s) estrangeira(s) moderna(s) como instrumento de acesso a informações e a outras culturas e grupos sociais.

ANEXO I. Conhecer e usar língua(s) estrangeira(s) moderna(s) como instrumento de acesso a informações e a outras culturas e grupos sociais. ANEXO I I. EIXOS COGNITIVOS a) Dominar linguagens: dominar a norma culta da Língua Portuguesa e fazer uso das linguagens matemática, artística e científica e das línguas espanhola e inglesa. b) Compreender

Leia mais

21/03/2016. NEURÓGLIA (Células da Glia) arredondadas, possuem mitose e fazem suporte nutricional aos neurônios.

21/03/2016. NEURÓGLIA (Células da Glia) arredondadas, possuem mitose e fazem suporte nutricional aos neurônios. NEURÓGLIA (Células da Glia) arredondadas, possuem mitose e fazem suporte nutricional aos neurônios. 1 NEURÔNIO responsável pela condução impulso nervoso, possibilitando a execução de ações e promoção da

Leia mais

MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA REDAÇÃO DETALHAMENTO POR COMPETÊNCIA FUVEST

MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA REDAÇÃO DETALHAMENTO POR COMPETÊNCIA FUVEST MATRIZ DE REFERÊNCIA PARA REDAÇÃO DETALHAMENTO POR COMPETÊNCIA FUVEST C1- Desenvolvimento do tema e organização do texto dissertativo-argumentativo (Peso 4) Aqui são avaliados se o aluno cumpriu todos

Leia mais

Sinapse. Permitem a comunicação e funcionamento do sistema nervoso. Neurónio pré-sináptico (envia a informação)

Sinapse. Permitem a comunicação e funcionamento do sistema nervoso. Neurónio pré-sináptico (envia a informação) Sinapse Medeia a transferência de informação de um neurónio para o seguinte, ou de um neurónio para uma célula efectora (ex.: célula muscular ou glandular); Permitem a comunicação e funcionamento do sistema

Leia mais

Organelas envolvidas na síntese de macromoléculas

Organelas envolvidas na síntese de macromoléculas Pontifícia Universidade Católica de Goiás Departamento de Biologia Organelas envolvidas na síntese de macromoléculas Prof. Macks Wendhell Gonçalves, Msc mackswendhell@gmail.com Retículo Endoplasmático

Leia mais

apresenta: REDAÇÃO Receita de Bolo

apresenta: REDAÇÃO Receita de Bolo apresenta: REDAÇÃO Receita de Bolo Seus estão a um passo da sua. A importância da Redação no ENEM É a única área cuja nota varia entre 0 e 1000. A importância da Redação no ENEM É a única área cuja nota

Leia mais

SISTEMA HIPOTÁLAMO- HIPOFISÁRIO

SISTEMA HIPOTÁLAMO- HIPOFISÁRIO SISTEMA HIPOTÁLAMO- HIPOFISÁRIO Localização Importância -controle de secreção de vários hormônios -controle de vários processos fisiológicos: reprodução desenvolvimento e crescimento metabolismo energético

Leia mais

8º Ano/Turma: Data / /2014

8º Ano/Turma: Data / /2014 Estudante: Educadora: Daiana Araújo 8º Ano/Turma: Data / /2014 C.Curricular: Ciências Naturais 1. Abaixo está esquematizada uma célula vegetal. Sabendo-se que a estrutura 1 corresponde ao cloroplasto e

Leia mais

Regulação nervosa e hormonal nos animais

Regulação nervosa e hormonal nos animais HOMEOSTASIA Todos os seres vivos são sistemas abertos As trocas que os organismos estabelecem com o meio conduzem a mudanças constantes nos deus componentes No entanto, os seres vivos possuem mecanismos

Leia mais

TECIDO EPITELIAL SEGUNDA PARTE

TECIDO EPITELIAL SEGUNDA PARTE TECIDO EPITELIAL SEGUNDA PARTE Prof : Cristiano Ricardo Jesse TIPOS DE EPITÉLIO - REVESTIMENTO CLASSIFICAÇÃO: Quanto a forma das células o epitélio estratificado (camada mais superficial) pode ser: - Pavimentoso

Leia mais

EDITAL Nº 007/ REDE CEDES/IFRR

EDITAL Nº 007/ REDE CEDES/IFRR EDITAL Nº 007/2016 - REDE CEDES/IFRR PROCESSO SELETIVO INTERNO PARA O PREENCHIMENTO DE VAGAS PARA ALUNOS BOLSISTAS DISCENTES PARA O CENTRO DE DESENVOLVIMENTO DE PESQUISAS EM POLÍTICAS PÚBLICAS DE ESPORTE

Leia mais

A g r u p a m e n t o d e E s c o l a s A n t ó n i o S é r g i o V. N. G a i a E S C O L A S E C U N D Á R I A / 3 A N T Ó N I O S É R G I O

A g r u p a m e n t o d e E s c o l a s A n t ó n i o S é r g i o V. N. G a i a E S C O L A S E C U N D Á R I A / 3 A N T Ó N I O S É R G I O A g r u p a m e n t o d e E s c o l a s A n t ó n i o S é r g i o V. N. G a i a E S C O L A S E C U N D Á R I A / 3 A N T Ó N I O S É R G I O BIOLOGIA Módulo 1 12º CTec CURSO CIENTÍFICO-HUMANÍSTICO DE

Leia mais

Onde se lê: O processo classificatório será constituído por uma prova de Redação.

Onde se lê: O processo classificatório será constituído por uma prova de Redação. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROCESSO SELETIVO CONCURSO VESTIBULAR EAD - UAB/UFSM (2º Semestre) EDITAL N. 042/2016 RETIFICAÇÃO DO EDITAL 040/2016

Leia mais

FISIOLOGIA DO SISTEMA NERVOSO HUMANO

FISIOLOGIA DO SISTEMA NERVOSO HUMANO FISIOLOGIA DO SISTEMA NERVOSO HUMANO Controle do funcionamento do ser humano através de impulsos elétricos Prof. César Lima 1 Sistema Nervoso Função: ajustar o organismo animal ao ambiente. Perceber e

Leia mais

REGULAMENTO DE PARTICIPAÇÃO EM CONCURSO DE PRODUÇÃO DE TEXTO E DESENHO

REGULAMENTO DE PARTICIPAÇÃO EM CONCURSO DE PRODUÇÃO DE TEXTO E DESENHO REGULAMENTO DE PARTICIPAÇÃO EM CONCURSO DE PRODUÇÃO DE TEXTO E DESENHO APRESENTAÇÃO Em 2014, a TV Morena HDTV e a Taurus realizam cinco ações/campanhas em prol do Meio Ambiente. Entre as ações/campanhas

Leia mais

Exame Final Nacional de Inglês Prova 550 Época Especial Ensino Secundário º Ano de Escolaridade Continuação bienal. Critérios de Classificação

Exame Final Nacional de Inglês Prova 550 Época Especial Ensino Secundário º Ano de Escolaridade Continuação bienal. Critérios de Classificação Exame Final Nacional de Inglês Prova 0 Época Especial Ensino Secundário 07.º Ano de Escolaridade Continuação bienal Decreto-Lei n.º 9/0, de de julho Critérios de Classificação 8 Páginas Prova 0/E. Especial

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS MONITORIA

LISTA DE EXERCÍCIOS MONITORIA Maquinário Celular Citologia I e II 1. (VUNESP 2010) Devido à sua composição química a membrana é formada por lipídios e proteínas ela é permeável a muitas substâncias de natureza semelhante. Alguns íons

Leia mais

FISIOLOGIA HUMANA. Prof. Vagner Sá UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO

FISIOLOGIA HUMANA. Prof. Vagner Sá UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO FISIOLOGIA HUMANA Prof. Vagner Sá UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO E-mail: savagner@ig.com.br Introdução A fisiologia tenta explicar os fatores físicos e químicos responsáveis pela origem, desenvolvimento e

Leia mais

TECIDO NERVOSO (parte 2)

TECIDO NERVOSO (parte 2) TECIDO NERVOSO (parte 2) Profª Patrícia Mendes Disciplina: Histologia Geral e Embriologia Curso: Medicina Veterinária www.faculdadevertice.com.br Propagação do impulso nervoso A membrana do axônio permite

Leia mais

Processo de Admissão de Novos Estudantes Conteúdos programáticos para candidatos que ingressarão no. 3º ano do Ensino Médio MATEMÁTICA

Processo de Admissão de Novos Estudantes Conteúdos programáticos para candidatos que ingressarão no. 3º ano do Ensino Médio MATEMÁTICA Processo de Admissão de Novos Estudantes 2017 Conteúdos programáticos para candidatos que ingressarão no 3º ano do Ensino Médio MATEMÁTICA HABILIDADES CONTEÚDOS Identificar padrões numéricos ou princípios

Leia mais

Profª LETICIA PEDROSO

Profª LETICIA PEDROSO Profª LETICIA PEDROSO É composto por : Dois ovários Sistema reprodutor Duas tubas uterinas Útero Vagina Vulva (órgão genital externo). Tem como função secretar o óvulo (célula sexual) e abrigar e fornecer

Leia mais

H003 Compreender a importância de se sentir inserido na cultura escrita, possibilitando usufruir de seus benefícios.

H003 Compreender a importância de se sentir inserido na cultura escrita, possibilitando usufruir de seus benefícios. 2ª Língua Portuguesa 5º Ano E.F. Objeto de Estudo Usos e funções: código oral e código escrito Usos e funções: código oral e código escrito Usos e funções: norma-padrão e variedades linguísticas. Usos

Leia mais

http://www.boggiostudios.com/galleries/gallery/pregnancy 1 1- Espermatozoide atravessa a corona radiata. 2- Cabeça do espermatozoide adere à zona pelúcida 3- Reação acrossômica: o conteúdo do acrossomo

Leia mais

Drogas que atuam no Sistema Nervoso Autônomo. Astria Dias Ferrão Gonzales 2017

Drogas que atuam no Sistema Nervoso Autônomo. Astria Dias Ferrão Gonzales 2017 Drogas que atuam no Sistema Nervoso Autônomo Astria Dias Ferrão Gonzales 2017 SNC Todos os estímulos do nosso ambiente causam, nos seres humanos, sensações como dor e calor. Todos os sentimentos, pensamentos,

Leia mais

VERSÃO DE TRABALHO. Exame Final Nacional de Inglês Prova ª Fase Ensino Secundário º Ano de Escolaridade Continuação bienal

VERSÃO DE TRABALHO. Exame Final Nacional de Inglês Prova ª Fase Ensino Secundário º Ano de Escolaridade Continuação bienal Exame Final Nacional de Inglês Prova 0.ª Fase Ensino Secundário 07.º Ano de Escolaridade Continuação bienal Decreto-Lei n.º 9/0, de de julho Critérios de Classificação 8 Páginas Prova 0/.ª F. CC Página

Leia mais

DATA: 15 / 04 / 2016 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE REDAÇÃO E EXPRESSÃO 1.º ANO/EM ALUNO(A): Nº: TURMA: PROPOSTA DE REDAÇÃO

DATA: 15 / 04 / 2016 I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE REDAÇÃO E EXPRESSÃO 1.º ANO/EM ALUNO(A): Nº: TURMA: PROPOSTA DE REDAÇÃO SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: / 0 / 06 UNIDADE: I ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE REDAÇÃO E EXPRESSÃO.º ANO/EM ALUNO(A): Nº: TURMA: PROFESSOR (A): VALOR:

Leia mais

Membrana e Organelas. Biologia Monitora: Thamirys Moraes 05 e 06/11/2015. Material de Apoio para Monitoria

Membrana e Organelas. Biologia Monitora: Thamirys Moraes 05 e 06/11/2015. Material de Apoio para Monitoria Membrana e Organelas 1. Os lipídios têm papel importante na estocagem de energia, estrutura de membranas celulares, visão, controle hormonal, entre outros. São exemplos de lipídios: fosfolipídios, esteróides

Leia mais

UNIDADES TEMÁTICAS PARA A PROVA 1º BIMESTRE - 23/02/2012 DISCIPLINA: PRODUÇÃO DE TEXTO (REDAÇÃO) 1ª SÉRIE DISCIPLINA: MATEMÁTICA 1ª SÉRIE

UNIDADES TEMÁTICAS PARA A PROVA 1º BIMESTRE - 23/02/2012 DISCIPLINA: PRODUÇÃO DE TEXTO (REDAÇÃO) 1ª SÉRIE DISCIPLINA: MATEMÁTICA 1ª SÉRIE Prova P1 24/02 Progressão Textual 2ª Chamada P1 17/03 Progressão Textual Prova P2 14/03 Elaboração de Narrativa 2ª Chamada P2 31/03 Elaboração de Narrativa Prova P3 04/04 Transposição de Linguagem 2ª Chamada

Leia mais

Parte II A diversidade celular dos animais TECIDOS

Parte II A diversidade celular dos animais TECIDOS Parte II A diversidade celular dos animais TECIDOS Organismos multicelulares Vantagens: Conjunto de células TECIDOS Divisão de tarefas e funções Interdependência estrutural e funcional Células especializadas

Leia mais

Exercícios de Coordenação Nervosa

Exercícios de Coordenação Nervosa Exercícios de Coordenação Nervosa 1. Observe a estrutura do neurônio abaixo e marque a alternativa correta: Esquema simplificado de um neurônio a) A estrutura indicada pelo número 1 é o axônio. b) A estrutura

Leia mais

Prova Escrita de Francês

Prova Escrita de Francês EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março Prova Escrita de Francês 2.º Ano de Escolaridade Continuação trienal Prova 7/2.ª Fase Páginas Duração da Prova: 20 minutos. Tolerância:

Leia mais

Processo Seletivo Disciplina: Biologia

Processo Seletivo Disciplina: Biologia 1) Gabarito oficial definitivo - Questão 1 A relação ecológica em questão pode ser denominada Mutualismo, protocooperação ou simbiose. Também serão consideradas, com metade da pontuação, denominações do

Leia mais

Competências globais a serem adquiridas na série

Competências globais a serem adquiridas na série PLANO DE ENSINO - 2016 Disciplina: Língua Portuguesa 9º ANO Professor: Ricardo Andrade Competências globais a serem adquiridas na série.fundamentar uma aprendizagem significativa, desenvolvendo múltiplas

Leia mais

REDAÇÃO 1º SIMULADO MODELO ENEM ª SÉRIE e PRÉ-VESTIBULAR 2º NOTA: Nome completo: Matrícula: Unidade: Turma: Corretor:

REDAÇÃO 1º SIMULADO MODELO ENEM ª SÉRIE e PRÉ-VESTIBULAR 2º NOTA: Nome completo: Matrícula: Unidade: Turma: Corretor: 1º SIMULADO MODELO ENEM - 2015 3ª SÉRIE e PRÉ-VESTIBULAR 2º DIA REDAÇÃO EXAME NACIONAL DO ENSINO MÉDIO NOTA: Nome completo: Matrícula: Unidade: Turma: Corretor: INSTRUÇÕES 1. A REDAÇÃO SERÁ AVALIADA DE

Leia mais

DATA: 26 / 09 / 2014 II ETAPA AVALIAÇÃO DE RECUPERAÇÃO DE REDAÇÃO E EXPRESSÃO 1.º ANO/EM

DATA: 26 / 09 / 2014 II ETAPA AVALIAÇÃO DE RECUPERAÇÃO DE REDAÇÃO E EXPRESSÃO 1.º ANO/EM SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA DATA: 6 / 9 / UNIDADE: II ETAPA AVALIAÇÃO DE RECUPERAÇÃO DE REDAÇÃO E EXPRESSÃO.º ANO/EM ALUNO(A): Nº: TURMA: PROFESSOR(A):

Leia mais

Os cinco. redigir um texto RENAN GOMES DE LIMA. Docente no Senac/RO

Os cinco. redigir um texto RENAN GOMES DE LIMA. Docente no Senac/RO Os cinco erros mais comuns ao se redigir um texto RENAN GOMES DE LIMA Docente no Senac/RO Todo profissional deve, por meio de sua redação, ser alguém capaz de se fazer entendido, utilizando para isso argumentos

Leia mais

Classificação dos seres vivos

Classificação dos seres vivos Classificação dos seres vivos Estudos filogenéticos separam os seres vivos em três grandes grupos ou domínios. Células Eucariontes e Procariontes Profª bióloga: Fernanda Pereira O que são células? As células

Leia mais

Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto

Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto Prof. João Ronaldo Tavares de Vasconcellos Neto A habilidade mais marcante do sistema nervoso baseiam-se nas interações entre os neurônios conectados. O grande número de neurônios e interações entre estas

Leia mais

Prova Escrita de Francês

Prova Escrita de Francês EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 139/12, de de julho Prova Escrita de Francês.º e 11.º Anos de Escolaridade Continuação bienal Prova 17/2.ª Fase Critérios de Classificação 6 Páginas

Leia mais

Edital do Simulado do ENEM - RBE 2016

Edital do Simulado do ENEM - RBE 2016 Edital do Simulado do ENEM - RBE 216 O Diretor-Geral da RBE Prof. Valseni Braga no exercício de suas funções e assessorado pelo Comitê de Gestão Pedagógica, institui a realização do Simulado Institucional

Leia mais

Importância dos processos de sinalização. Moléculas sinalizadoras (proteínas, peptídeos, aminoácidos, hormônios, gases)

Importância dos processos de sinalização. Moléculas sinalizadoras (proteínas, peptídeos, aminoácidos, hormônios, gases) Sinalização celular Importância dos processos de sinalização Seres unicelulares Seres multicelulares Moléculas sinalizadoras (proteínas, peptídeos, aminoácidos, hormônios, gases) Receptores Proteínas -

Leia mais

Sistema reprodutor masculino e feminino: origem, organização geral e histologia

Sistema reprodutor masculino e feminino: origem, organização geral e histologia Sistema reprodutor masculino e feminino: origem, organização geral e histologia CIÊNCIAS MORFOFUNCIONAIS DOS SISTEMAS TEGUMENTAR, LOCOMOTOR E REPRODUTOR Profa. Msc. Ângela Cristina Ito Sistema reprodutor

Leia mais

Introdução ao estudo de neurofisiologia

Introdução ao estudo de neurofisiologia Introdução ao estudo de neurofisiologia Introdução ao estudo de neurofisiologia Peixe Réptil Ave Boi Humano Por que os cérebros são diferentes entre as espécies? Introdução ao estudo de neurofisiologia

Leia mais

Conteúdo: 1º Ano Membrana Plasmática Transporte de membrana Organelas celulares

Conteúdo: 1º Ano Membrana Plasmática Transporte de membrana Organelas celulares Professor(a): Robyson Camilo LISTA: 04 1ª série Ensino Médio Turma: A ( ) / B ( ) QUESTÃO 01 (UFT) Aluno(a): Segmento temático: ORGANELAS CELULARES Conteúdo: 1º Ano Membrana Plasmática Transporte de membrana

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA NERVOSO FUNÇÕES BÁSICAS DAS SINAPSES E DAS SUBSTÂNCIAS TRANSMISSORAS

ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA NERVOSO FUNÇÕES BÁSICAS DAS SINAPSES E DAS SUBSTÂNCIAS TRANSMISSORAS ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA NERVOSO FUNÇÕES BÁSICAS DAS SINAPSES E DAS SUBSTÂNCIAS TRANSMISSORAS AULA 4 DISCIPLINA: FISIOLOGIA I PROFESSOR RESPONSÁVEL: FLÁVIA SANTOS Divisão sensorial do sistema nervoso Receptores

Leia mais

PROFESSORA: CLAUDIA ROSA

PROFESSORA: CLAUDIA ROSA PROFESSORA: CLAUDIA ROSA 1- DEMONSTRAR DOMÍNIO DA MODALIDADE ESCRITA DA LÍNGUA PORTUGUESA; Usar linguagem coloquial não rola Tipo assim, use a norma culta da gramática! 2 COMPREENDER A PROPOSTA DE REDAÇÃO

Leia mais